REGULAMENTO ESPECÍFICO DA GINÁSTICA ARTÍSTICA JERNS 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO ESPECÍFICO DA GINÁSTICA ARTÍSTICA JERNS 2014"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA. COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DA GINÁSTICA ARTÍSTICA JERNS 2014 Art. 1º - As competições serão regidas pelas regras oficiais da ginástica Artística em tudo que não contrariar o Regulamento. Art. 2º - No JERN s, o resultado da equipe campeã geral e da atleta campeã será dada de acordo com a soma dos pontos do primeiro dia de competição. Para as finais por aparelho,baseado nas notas do primeiro dia, seleciona-se as 6 melhores notas em cada aparelho, sendo no máximo 3 por equipe, e no masculino todos os resultados são definidos no primeiro dia. a) Para se calcular a nota da equipe soma-se as 3 três melhores notas da equipe em cada aparelho no feminino e as duas melhores no masculino. b) Para se calcular a nota do individual geral soma-se as notas do (a) ginasta em todos os aparelhos. Art.3º - Dos participantes: a) As equipes serão compostas por no máximo 6 ginastas (considerando apenas as três melhores para o somatório por equipe no feminino e as duas melhores no masculino) b) Será considerada completa: Feminina 3 ginastas - Masculina 2 ginastas Art.4º - Das provas - Séries livres com elementos obrigatórios em todas as 6 categorias: Feminino: Mirim Infantil Juvenil Masculino:Mirim Infantil Juvenil Art. 5º - Da premiação: a)classificação individual por aparelho medalhas de 1º, 2º e 3ºlugar; b)classificação individual geral - medalhas de 1º, 2º e 3ºlugar; c)classificação por equipe - medalhas de 1º, 2º e 3ºlugar; d)troféu para as equipes que ficarem classificadas em 1º lugar em cada um das 6 categorias. e)a equipe só será considerada completa se competirem com no mínimo 3 ginastas no feminino e 2 ginastas no masculino. f)se não houver equipe completa a classificação será feita pela soma de notas dos dos ginastas individuais, assim, como a premiação, após a classificação das equipes completas (valorização das equipes). Art.6º - Será vencedora a equipe ou atleta que somar o maior número de pontos. Em caso de empate será considerada campeã a equipe ou atleta que melhor se classificar em um número maior de aparelhos. Se persistir o empate será seguida a ordem inversa a ordem olímpica para determinar qual será campeã (o).

2 Art.7º - É obrigatório o uso de uniforme apropriado para a competição (ver código de pontuação). Art.8º - Os casos omissos serão resolvidos pela subcomissão de Ginástica Olímpica e a Comissão Técnica Desportiva. JERNS Mirim, infantil e juvenil. FEMININO Fase Eliminatória Campeão por equipe e individual geral. Finais - Classificam-se as 6 melhores,no máximo 3 por entidade. Salto sobre a mesa/cavalo 1º Reversão ou Salto esticado para cima do cavalo(mesa) ou Salto grupado com as mãos 10,0 5,0 Paralela 1 Kipe Lançamento à horizontal ou Kipe ou Subida de Oitava 2 Giro de oitava 3 Giro de sola ou Transferência grupadinha ou Coloca-se um pé depois o outro 4 Kipe lançamento à horizontal ou Oitavão 0,2 5 Oitavão 6 Saída em arcos com os dois pés Trave Altura Oficial - Série livre com elementos obrigatórios 1 Esquadro 2s 1,2 2 Aviãozinho 2s 3 Parada de mãos 2s 1,2 4 Giro 360 sobre um dos pés 1,2 5 Seqüência de dois saltos um com saída simultânea dos pés e outro com saída alternada dos pés 0,6++lig =1,2 6 Estrela ou 1,2 Cambalhota 7 Ponte de costas,perna alta e arabesque Ponte de costas ou Cambalhota 8 Saída de mortal grupado pra frente ou Saída de reversão ou rondante OBS.: Não será permitido realizar duas cambalhotas, porém a ginasta poderá fazer uma com mãos e outra sem. Solo Pista 17,60m Série livre com elementos obrigatórios 1 Dois saltos longos 2 Dois saltos com afastamento lateral sendo o primeiro um salto afastado 0,6 1,2 0,6

3 3 Giro 540º sobre um dos pés Giro 360º sobre um dos pés 0,4 4 Um câmbio Parada-de mãos 0,2 5 Ponte de costas 6 flic-flac,flic-flac ou flic-flac ou 7 flic-flac,mortal para trás grupado ou flic-flac ou 8 Elemento acrobático para frente ou para o lado sem apoio das mãos 9 Reversão de duas mortal grupado pra frente ou Reversão alternada seguida de reversão de duas ou Reversão alternada seguida de reversão alternada ou Reversão seguida de estrela 1 De acordo com o código JERNS Mirim, infantil e juvenil. FEMININO Finais por aparelho-campeã por aparelho Salto sobre a mesa/cavalo Paralela 1,6 0,4 1 Kipe Lançamento à horizontal ou Kipe ou Subida de Oitava 2 Giro livre seguido de kipe Giro de oitava 3 Giro de sola ou Transferência grupadinha ou Coloca-se um pé depois o outro 4 Kipe lançamento à horizontal ou Oitavão 0,2 5 Oitavão 6 Saída de mortal Saída em arcos com os dois pés Trave Altura Oficial - Série livre com elementos obrigatórios 1 Esquadro 2s 2 Aviãozinho 2s 3 Parada de mãos 2s 1,2 4 Giro 360 sobre um dos pés 5 Seqüência de dois saltos um com saída simultânea dos pés e outro com saída alternada dos pés 6 Estrela ou Cambalhota

4 7 Flic-flac alternado ou junto ou Ponte de costas 8 Saída de mortal vindo de outro elemento acrobático ou Saída de um mortal mínimo B ou Saída de mortal grupado pra frente ou Saída de reversão ou rondante 1,2 0,7 Solo Pista 17,60m Série livre com elementos obrigatórios 1 Dois saltos longos 2 Dois saltos com afastamento lateral sendo o primeiro um salto afastado 3 Giro 540º sobre um dos pés 4 flic-flac,flic-flac ou flic-flac ou 5 flic-flac,mortal para trás esticado flic-flac,mortal para trás grupado ou flic-flac ou 0,8 6 Elemento acrobático para frente ou para o lado sem apoio das mãos 7 Reversão de duas mortal grupado pra frente ou Reversão alternada seguida de reversão de duas ou Reversão alternada seguida de reversão alternada ou Reversão seguida de estrela MASCULINO Solo 1-Reversão alternada seguida de estrela... 0 Reversão alternada seguida de reversão alternada... 0 Reversão de duas seguida de peixe... 0 Reversão de duas seguida de mortal grupado... 1, Rondade flic-flac flic-flacs... 1,20 flic-flac mortal grupado... 1,40 flic-flac mortal estendido... 1,70 3-Peixe... 0 Estrela sem mãos... 0 Mortal à frente... 0 Mortal à frente seguido de rondante flic-flac... 0 Seqüência acrobática com 2 mortais diferentes... 1,80 4-Salto estendido com giro de 360º Parada de mãos 2...0,70 6-Um exercício de flexibilidade (180º abertura das pernas)...0,40 7-Composição...0 Cavalo com alças 1-Entrada de meia volta, com impulso nos dois pés...0

5 2-Entrada com uma das pernas para trás e embalo até a entrada da outra perna chegando ao apoio facial...1,30 3-Entrada de uma perna para a frente seguido de embalo e entrada da outra perna até o apoio dorsal...1,30 4-Entrada de uma das pernas para trás seguido de embalo e entrada da outra perna até o apoio nas duas alças, de prenas afastadas...1,30 5-Saída com ¾ de volteio e ¼ de giro no setindo inverso ao do volteio, terminando com a mão apoiada na alça da frente...1,80 Argolas 1-Dominação das argolas até o esquadro de 3s...1,20 2-Voltar para a vela e descer,passando pela prancha em decúbito ventral até o apoio cubital;(atenção para o ângulo de abertura do tronco com os braços, no mínimo 150º de abertura e tronco estendido Voltar para a vela com as pernas estendiads Um inloque Três balanços contando na frentecom o corpo na horizontal Um desloque com os ombros na altura das argolas Saída de mortal estendido de costas... 0 Salto sobre a mesa 1º salto obrigatório -reversão...7,80 -ou salto grupado...4,00 2º salto livre...valor do código -ou salto grupado...4,00 Obs.:altura do cavalo/mesa -mirim-1,10m -infantil-1,35m -juvenil-1,35m Paralela simétrica 1-Salto do trampolim ao apoio das mãos...0 Kipe....1,20 2-Três balanços no apoio sendoque um deles tem que ir a parada de mãos 2 e no mínimo na horizontal à frente e 45º atrás...1,40 3-Moi ou giro livre com braços esticados e corpo na horizontal...1,30 4-Stemme para frente Esquadro seguido de parada de mãos na força...1,30 6-Saída de balanço para frente com ½ giro...0 Barra fixa 1-Tomada de impulso seguida de kipe...1,20 2-Lançamento no mínimo na horizontal, seguido de oitavão e giro de oitava... 1,30 3-Sublance seguido de stemme atrás no mínimo 30º da horizontal...1,30 4-Sublance seguido de dois balanços com no mínimo 15º acima da barra... 1,20 5-Balanço à frente com ½ giro e das duas mãos saída de balanço para frente com ½ volta e troca de uma das mãos... 0 Art. 9º O Atleta Ouro será definido da seguinte forma:

6 a) Maior número de medalhas de ouro nas provas individuais. b) Maior número de medalhas de prata nas provas individuais. c) Maior número de medalhas de bronze nas provas individuais. d) Persistindo o empate, será definido pelo rendimento escolar. e) O boletim escolar deve ser solicitado aos atletas empatados, logo após o encerramento da competição e entregues na CODESP. Art. 10 O Técnico Ouro será o campeão da modalidade, categoria e sexo. Art. 11 Os casos omissos serão resolvidos pela Subcomissão de Ginástica Aeróbica e Comissão Técnica Desportiva.

7 G O V E R N O D O E S T A D O D O R I O G R A N D E D O N O R T E S E C R E T A R I A D E E S T A D O, D A E D U C A Ç Ã O E D A C U L T U R A C O O R D E N A D O R I A D E D E S P O R T O S C O D E S P JERNS 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA OLÍMPICA FLL

CAMPEONATO ESTADUAL DE GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2015 REGULAMENTO

CAMPEONATO ESTADUAL DE GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2015 REGULAMENTO CAMPEONATO ESTADUAL DE GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2015 CATEGORIAS FEMININAS: REGULAMENTO Pré-Mirim: até 6 anos Mirim: 7 e 8 anos, completos no ano da competição Pré-Infantil: 09 e 10 anos, completos

Leia mais

FEDERAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO DE GINÁSTICA

FEDERAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO DE GINÁSTICA CATEGORIAS: - Mirim: 7 e 8 anos, completos no ano da competição. - Pré-infantil: 9 e 10 anos, completos no ano da competição. - Infantil: 11 e 12 anos, completos no ano da competição. - Juvenil: 13 a 15,

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA TORNEIO NACIONAL

REGULAMENTO TÉCNICO GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA TORNEIO NACIONAL REGULAMENTO TÉCNICO GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA TORNEIO NACIONAL GENERALIDADES PARTICIPANTES: É aberta a participação no TNGAF a qualquer entidade filiada à federação ou de alguma forma ligada a esta.

Leia mais

Federação de Ginástica Artística, Rítmica, Trampolim, Aeróbica e Acrobática do Rio Grande do Sul - FGRS.

Federação de Ginástica Artística, Rítmica, Trampolim, Aeróbica e Acrobática do Rio Grande do Sul - FGRS. REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIAS MIRIM E MINI-MIRIM A ginasta deverá optar por apenas um nível em todos os aparelhos NÍVEL 1 DESCRIÇÃO VALOR SALTO VD = 1,00 pontos DOIS SALTOS IGUAIS - VALE O Salto de extensão

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIAS MIRIM GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA

REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIAS MIRIM GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA Federação de Ginástica Artística, Rítmica, Trampolim, Aeróbica e Acrobática do Rio Grande do Sul - FGRS. Filiada à Confederação Brasileira de Ginástica Fundada em 05 de novembro de 2013 REGULAMENTO TÉCNICO

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO 2013-2016 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2014 CATEGORIA PRÉ INFANTIL B CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA

REGULAMENTO TÉCNICO 2013-2016 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2014 CATEGORIA PRÉ INFANTIL B CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA REGULAMENTO TÉCNICO 2013-2016 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2014 CATEGORIA PRÉ INFANTIL B Faixa etária - 9 e 10 anos, completos no ano da competição. Provas a) Salto (altura da mesa 1,10 metro); b) Barras

Leia mais

CAMPEONATO VICÉLIA FLORENZANO. PARTICIPANTES É aberta às ginastas que não tenham participado de Campeonatos oficiais da CBG em 2009 ou anteriores.

CAMPEONATO VICÉLIA FLORENZANO. PARTICIPANTES É aberta às ginastas que não tenham participado de Campeonatos oficiais da CBG em 2009 ou anteriores. CAMPEONATO VICÉLIA FLORENZANO PARTICIPANTES É aberta às ginastas que não tenham participado de Campeonatos oficiais da CBG em 2009 ou anteriores. FAIXA ETÁRIA - 07 e 08 anos, completos no ano da competição

Leia mais

COPA MAIRA AVRUCH GA-GNU REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA ESTREANTES FEMININO NÍVEL 1 DESCRIÇÃO VALOR

COPA MAIRA AVRUCH GA-GNU REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA ESTREANTES FEMININO NÍVEL 1 DESCRIÇÃO VALOR COPA MAIRA AVRUCH GA-GNU REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA ESTREANTES FEMININO NÍVEL 1 DESCRIÇÃO VALOR SALTO VD = pontos DOIS SALTOS IGUAIS - VALE O Salto de extensão com MELHOR SALTO trampolim. Aterrissagem

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO 2017 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA PROGRAMA COMPETITIVO CATEGORIA PRÉ-INFANTIL

REGULAMENTO TÉCNICO 2017 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA PROGRAMA COMPETITIVO CATEGORIA PRÉ-INFANTIL REGULAMENTO TÉCNICO 2017 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA PROGRAMA COMPETITIVO CATEGORIA PRÉ-INFANTIL Ginastas nascidos em 2008, 2007 e 2006. Bases Técnicas PROGRAMA OBRIGATÓRIO Séries 01, 02 e 03 Aparelhos

Leia mais

LIGA DE GINÁSTICA ARTÍSTICA ESCOLAR - LGE REGULAMENTO ESPECÍFICO 2017

LIGA DE GINÁSTICA ARTÍSTICA ESCOLAR - LGE REGULAMENTO ESPECÍFICO 2017 Objetivo Incentivar e divulgar a prática da Ginástica Artística, orientando para um trabalho de base, mantendo um intercâmbio e motivando as crianças das equipes participantes. Organização A Liga de Ginástica

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA TV SERGIPE 2014

REGULAMENTO TÉCNICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA TV SERGIPE 2014 REGULAMENTO TÉCNICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA TV SERGIPE 2014 NÍVEL I MASCULINO E FEMININO Nº Elementos Descrição Valor 1. Postura de Posição estendida com braços elevados apresentação 2. Rolamento p/ frente

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO TORNEIO ESTADUAL GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2017

REGULAMENTO TÉCNICO TORNEIO ESTADUAL GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA 2017 Federação de Ginástica Artística, Rítmica, Trampolim, Aeróbica e Acrobática do Rio Grande do Sul - FGRS. Filiada à Confederação Brasileira de Ginástica Fundada em 05 de novembro de 2013 REGULAMENTO TÉCNICO

Leia mais

Federação Paulista de Ginástica

Federação Paulista de Ginástica TROFÉU SÃO PAULO 2014 GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA REGULAMENTO GERAL OBJETIVOS: Difundir a modalidade Ginástica Artística, incentivando sua prática em diversas faixas etárias e níveis de habilidade - visando

Leia mais

Federação Paulista de Ginástica

Federação Paulista de Ginástica Regulamento Específico 2010-2012 Ginástica Artística Feminina PRÉ - INFANTIL C IDADE em 2011: 07 a 10 anos (nascidas em 2001,2002,2003, 2004). COMPOSIÇÃO DA EQUIPE: Uma equipe poderá ser composta de no

Leia mais

FICHA DE DISCIPLINA CH TOTAL TEÓRICA: OBJETIVOS

FICHA DE DISCIPLINA CH TOTAL TEÓRICA: OBJETIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. FICHA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Ginástica Olímpica CÓDIGO: UNIDADE ACADÊMICA: FAEFI PERÍODO/SÉRIE:

Leia mais

Federação Paulista de Ginástica

Federação Paulista de Ginástica IDADE: 07 em diante COMPOSIÇÃO DAS EQUIPES: Torneio Paulo Picciafuoco 2010-2012 Ginástica Artística Feminina Uma equipe poderá ser composta de um número ilimitado de ginastas. Para a classificação por

Leia mais

Federação Paulista de Ginástica

Federação Paulista de Ginástica Torneio Paulo Picciafuoco 2010-2012 Ginástica Artística Feminina IDADE: 07 em diante, completos no ano da competição COMPOSIÇÃO DAS EQUIPES: Uma equipe poderá ser composta de um número ilimitado de ginastas.

Leia mais

Avaliação prática Solo

Avaliação prática Solo Avaliação prática Solo Construção de um Exercício com pelo menos 10 elementos diferentes, sendo obrigatório incluir os seguintes elementos; rondada flick flack e salto de mãos (ambos com ajuda de dois

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO POR MODALIDADE

REGULAMENTO ESPECÍFICO POR MODALIDADE REGULAMENTO ESPECÍFICO POR MODALIDADE Regulamento Específico por Modalidade 1 FESTIVAL/COMPETIÇÃO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA E GINÁSTICA RÍTMICA DO G.D.V Ginástica Artística: Feminino Objetivo Estimular a

Leia mais

Estudos Avançados da Ginástica Artística

Estudos Avançados da Ginástica Artística Estudos Avançados da Ginástica Artística 1 Estudos das Ações Motoras - Abertura - Fechamento - Antepulsão - Retropulsão - Repulsão 2 Análise do Movimento Ginástico - Identificação dos músculos e articulações

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO FEST GYM GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA

REGULAMENTO TÉCNICO FEST GYM GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA Federação de Ginástica Artística, Rítmica, Trampolim, Aeróbica e Acrobática do Rio Grande do Sul - FGRS. Filiada à Confederação Brasileira de Ginástica Fundada em 05 de novembro de 2013 REGULAMENTO TÉCNICO

Leia mais

Regulamento Específico. Ginástica Artística Feminina

Regulamento Específico. Ginástica Artística Feminina Regulamento Específico Ginástica Artística Feminina 2015 Art. 1º - A competição de ginástica artística feminina dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 será regida de acordo com as regras oficiais

Leia mais

Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2015. Regulamento Específico Ginástica Artística Masculina

Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2015. Regulamento Específico Ginástica Artística Masculina Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/20 Regulamento Específico Ginástica Artística Masculina Art. º - A competição de ginástica artística masculina dos Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/20 será

Leia mais

EREGULAMENTO ESPECÍFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA

EREGULAMENTO ESPECÍFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA CAMPEONATO ESTADUAL 2014 PROVAS FEMININAS:. Salto (altura da mesa) Estreante 1.00m ou 1,10m - Iniciante 1,10m ou 1,20m. - Intermediário 1,20m ou 1,25m. - Avançado - 1,25m.. Barras Paralelas Assimétricas.

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO TORNEIO ESTADUAL GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA

REGULAMENTO TÉCNICO TORNEIO ESTADUAL GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA Federação de Ginástica Artística, Rítmica, Trampolim, Aeróbica e Acrobática do Rio Grande do Sul - FGRS. Filiada à Confederação Brasileira de Ginástica Fundada em 05 de novembro de 2013 REGULAMENTO TÉCNICO

Leia mais

Regulamento Específico. Ginástica Artística Masculina

Regulamento Específico. Ginástica Artística Masculina Regulamento Específico Ginástica Artística Masculina 20 Art. º - A competição de ginástica artística masculina dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/20 será regida de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

Regulamento Específico GINÁSTICA ARTÍSTICA

Regulamento Específico GINÁSTICA ARTÍSTICA ÍNDICE Programa de competição... 3 Escalões etários... 3 Generalidades... 3 Desenrolar da competição... 3 Equipamento... 4 Pontuação... 4 Solo... 4 Barra fixa, Paralelas e Trave... 4 Saltos de Plinto...

Leia mais

37º JOGOS OLÍMPICOS BOSCONIANOS JOB S

37º JOGOS OLÍMPICOS BOSCONIANOS JOB S BASQUETEBOL Art. 1º - A competição de Basquetebol dos 37º Jogos Olímpicos Bosconianos será regida pelo Regulamento Geral, pelas regras internacionais da FIBA, adotadas pela CBB e por este a) INFANTIL:

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA JERNS / JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA JERNS / JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA JERNS / JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE GINÁSTICA RÍTMICA JERNS / JEES 2015 1- CATEGORIAS: Definidas pelo regulamento geral do Evento. 2- EXERCÍCIOS: a) Categoria

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA

REGULAMENTO ESPECIFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECIFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA (CÓDIGO DE PONTUAÇÃO) 2002-2003 GINÁSTICA ARTÍSTICA Programa obrigatório: SOLO SALTOS APARELHO FACULTATIVO SOLO SALTOS

Leia mais

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda. Aula 1

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda. Aula 1 Ginástica Artística Prof. Dra. Bruna Oneda Aula 1 2017 Denominação Ginástica Artística A Ginástica Artística também é conhecida no Brasil por: Ginástica Olímpica, Ginástica de Aparelhos, Ginástica de Solo

Leia mais

XV TORNEIO DESPORTIVO 2013 REGULAMENTO GERAL

XV TORNEIO DESPORTIVO 2013 REGULAMENTO GERAL XV TORNEIO DESPORTIVO 2013 REGULAMENTO GERAL ART. 1 OBJETIVOS O XV Torneio Desportivo do Colégio Santa Maria, tem por objetivo realizar o intercâmbio entre as escolas, estimulando a prática desportiva

Leia mais

Ginástica de Trampolins

Ginástica de Trampolins ÍNDICE 1 Programa de competição... 2 Escalões etários... 2 Generalidades... 3 2 Pontuação... 4 Deveres dos Juízes de Dificuldade... 4 Deveres dos Juízes de Execução... 5 Deduções por execução incorrecta...

Leia mais

3ª Copa Interestadual de Tênis de Mesa Pernambuco 2014

3ª Copa Interestadual de Tênis de Mesa Pernambuco 2014 3ª Copa Interestadual de Tênis de Mesa Pernambuco 2014 A Federação Pernambucana de Tênis de Mesa, tem a honra de convidar a todos os Atletas, Técnicos e Dirigentes de Federações e Clubes filiados a CBTM,

Leia mais

REGULAMENTO. - CAMPEONATO BRASILEIRO INTERCLUBES GRUPOS DE IDADE Etapa 1 - Grupos A e B e Etapa 2 Grupos C e D

REGULAMENTO. - CAMPEONATO BRASILEIRO INTERCLUBES GRUPOS DE IDADE Etapa 1 - Grupos A e B e Etapa 2 Grupos C e D REGULAMENTO CAMPEONATO BRASILEIRO INTERCLUBES GRUPOS DE IDADE Etapa 1 Grupos A e B e Etapa 2 Grupos C e D CAMPEONATO BRASILEIRO INTERCLUBES TORNEIO NACIONAL 1 Os Campeonatos Brasileiros Interclubes de

Leia mais

Um breve histórico da GA

Um breve histórico da GA Ginástica Artística Um breve histórico da GA Séc. XIX Alemanha O nome que mais se destaca na história da formação da ginástica moderna foi do alemão Friedrich Ludwig Jahn (1778-1852), grande nacionalista

Leia mais

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte:

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte: Regulamento Técnico de Futsal 1. A competição será disputada na categoria masculina acima de 16 anos e feminina acima de 14 anos. Será permitida a inscrição de 6 atletas no mínimo e no máximo 8. 2. A competição

Leia mais

Regulamento Específico GINÁSTICA DE TRAMPOLINS. Programa de competição... 3 Escalões etários... 3 Generalidades Equipamento...

Regulamento Específico GINÁSTICA DE TRAMPOLINS. Programa de competição... 3 Escalões etários... 3 Generalidades Equipamento... ÍNDICE Programa de competição... 3 Escalões etários... 3 Generalidades... 3 Equipamento... 4 Pontuação... 4 Deveres dos Juízes de Dificuldade... 5 Deveres dos Juízes de Execução... 5 Deduções por execução

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO FEDEESP DE GINÁSTICA ARTÍSTICA

REGULAMENTO CIRCUITO FEDEESP DE GINÁSTICA ARTÍSTICA REGULAMENTO CIRCUITO FEDEESP DE GINÁSTICA ARTÍSTICA I. OBJETIVO: Difundir a ginástica artística e incentivar sua prática nas diversas faixas etárias e níveis de habilidade através de um trabalh de base.

Leia mais

Escola Secundária D.Pedro V. Ginástica de Solo. Ana Abel 06/04/13

Escola Secundária D.Pedro V. Ginástica de Solo. Ana Abel 06/04/13 Escola Secundária D.Pedro V Ginástica de Solo Ana Abel 06/04/13 Introdução Este trabalho sobre ginástica é um elemento de avaliação das disciplinas de Educação Física e Prática de Actividades Físicas e

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO 2016 Art. 1º. A Competição de Natação será realizada de acordo com as regras oficiais da Federação Internacional de Natação (FINA), da Confederação Brasileira de Desportos

Leia mais

A competição nos clubes e federações: Ginástica Artística

A competição nos clubes e federações: Ginástica Artística UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Educação Física e Esporte Campus de Ribeirão Preto A competição nos clubes e federações: Ginástica Artística Myrian Nunomura Nadia 1976 http://www.youtube.com/watch?v=4m2yt-pikec

Leia mais

Ano Actividade Objectivos Conteúdos Local 7ºANO Condição Física Desenvolvimentos da condição

Ano Actividade Objectivos Conteúdos Local 7ºANO Condição Física Desenvolvimentos da condição Planificações Ano Actividade Objectivos Conteúdos Local 7ºANO Condição Física Desenvolvimentos da condição física de base - Resistência aeróbia e anaeróbia - Força explosiva - Força resistente - Flexibilidade

Leia mais

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda. Aula 1

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda. Aula 1 Ginástica Artística Prof. Dra. Bruna Oneda Aula 1 2017 Denominação Ginástica Artística A Ginástica Artística também é conhecida no Brasil por: Ginástica Olímpica, Ginástica de Aparelhos, Ginástica de Solo

Leia mais

REGULAMENTO FUTSAL

REGULAMENTO FUTSAL REGULAMENTO 2017 - FUTSAL 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a pratica esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivencias práticas de valores

Leia mais

CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO (Iniciadas e Juvenis)

CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO (Iniciadas e Juvenis) GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO (Iniciadas e Juvenis) 2017-2020 Autores: Comissão Técnica de GAF Alda Corte-Real Cristina Gomes Liliana Rodrigues Paula Barata Pedro Roque Raimundo

Leia mais

Introdução à ginástica artística

Introdução à ginástica artística Introdução à ginástica artística A GA foi a primeira modalidade de competição da FIG e a primeira dos Jogos Olímpicos. Presente desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, realizada em

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m

Leia mais

NORMAS GERAIS XXXVI JID S

NORMAS GERAIS XXXVI JID S COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS NORMAS GERAIS XXXVI JID S Art. 1 DAS FINALIDADES Os Jogos Internos têm como finalidade principal incentivar os participantes a vivenciar novas experiências

Leia mais

Federação Paulista de Ginástica

Federação Paulista de Ginástica Regulamento Específico 2014 Ginástica Artística Feminina PRÉ - INFANTIL C IDADE em 2014: 07 à 10 anos (nascidas em 2004, 2005, 2006, 2007). COMPOSIÇÃO DA EQUIPE: Uma equipe poderá ser composta de no máximo

Leia mais

PROGRESSÕES PEDAGÓGICAS PARA EXERCÍCIOS ACROBÁTICOS DA TRAVE - TEORIA E PRÁTICA

PROGRESSÕES PEDAGÓGICAS PARA EXERCÍCIOS ACROBÁTICOS DA TRAVE - TEORIA E PRÁTICA PROGRESSÕES PEDAGÓGICAS PARA EXERCÍCIOS ACROBÁTICOS DA TRAVE - TEORIA E PRÁTICA Rosangela Marques Busto 1 As séries de trave incluem exercícios acrobáticos e ginásticos. Dentre as primeiras, estão as várias

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA Revisto em outubro de 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA Revisto em outubro de 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA 2013-2017 Revisto em outubro de 2016 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P. 2 2. PARTICIPAÇÃO/ORGANIZAÇÃO P. 3 2.1. Número e género dos ginastas P. 3 2.2. Ginastas suplentes P.

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA ARTÍSTICA FRG

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA ARTÍSTICA FRG 1. FINALIDADE REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA ARTÍSTICA FRG - 2013 1.1. O presente Regulamento tem por finalidade orientar e ordenar a modalidade de ginástica artística na FRG, juntamente com o regulamento

Leia mais

38º ZESKAMP Regulamento

38º ZESKAMP Regulamento 38º ZESKAMP 2016 Regulamento Art. 1º - Poderão participar dos jogos: atletas holandeses, descendentes, casados com holandeses ou casados com descendentes. Os casos excepcionais deverão ser apresentados

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER PORTARIA G.CEL 13/2016 6ª COPA DE GINÁSTICA ARTÍSTICA DO ESTADO DE SÃO PAULO O Coordenador de Esporte e Lazer, no uso de suas atribuições legais, expede a presente Portaria que estabelece o Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO - NATAÇÃO -

REGULAMENTO ESPECÍFICO - NATAÇÃO - REGULAMENTO ESPECÍFICO - NATAÇÃO - INTRODUÇÃO Este Regulamento aplica-se a todas as competições de Natação realizadas no âmbito dos XXIV Jogos Nacionais Salesianos, em conformidade com o estipulado no

Leia mais

38º. As modalidades e suas respectivas categorias e gêneros serão :

38º. As modalidades e suas respectivas categorias e gêneros serão : 38º Art. 1º- Poderão participar dos jogos: atletas holandeses, descendentes, casados com holandeses ou casados com descendentes. Os casos excepcionais deverão ser apresentados na reunião técnica e a decisão,

Leia mais

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda 2016 /2

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda 2016 /2 Ginástica Artística Prof. Dra. Bruna Oneda 2016 /2 Ementa Fundamentos da Ginástica Artística, conhecimento das habilidades motoras exigidas na modalidade. Ginástica de solo e suas progressões. Organização

Leia mais

REGULAMENTO Tênis de Mesa

REGULAMENTO Tênis de Mesa REGULAMENTO 2017 - Tênis de Mesa 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas

Leia mais

GUIA DE JUIZES De acordo com o Regulamento de Volteio da CBH e Guia de Juizes da FEI 2006

GUIA DE JUIZES De acordo com o Regulamento de Volteio da CBH e Guia de Juizes da FEI 2006 GUIA DE JUIZES De acordo com o Regulamento de Volteio da CBH e Guia de Juizes da FEI 2006 A. PRINCÍPIOS GERAIS DE JULGAMENTO É a responsabilidade dos juizes - baseada no seguinte regulamentos - compreender

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m 4 200 m 200

Leia mais

Circuito de Atletismo de Rua

Circuito de Atletismo de Rua 2015 Circuito de Atletismo de Rua Objetivos: Promover e fazer crescer a modalidade em condições ideais para crianças e jovens quer em ambiente escolar quer no Clube. Projetado para ser abrangente, competitivo,

Leia mais

A organização do InterBand 2017 é de responsabilidade do Departamento de Educação Física e Esporte do Colégio Bandeirantes.

A organização do InterBand 2017 é de responsabilidade do Departamento de Educação Física e Esporte do Colégio Bandeirantes. XXI Torneio Intercolegial do Colégio Bandeirantes Regulamento Geral Objetivos O InterBand 2017 será realizado de 05 de agosto a 02 de setembro de 2017, nas dependências do Colégio Bandeirantes, à Rua Estela

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO - INDIVIDUAL GINÁSTICA RÍTMICA PRÉ-INFANTIL

REGULAMENTO TÉCNICO - INDIVIDUAL GINÁSTICA RÍTMICA PRÉ-INFANTIL REGULAMENTO TÉCNICO - INDIVIDUAL PRÉ-INFANTIL Faixa etária - 9 e 10 anos, completos no ano da competição. a) Mãos livres. b) Corda (oficial). c) Bola (peso 300 gramas diâmetro 14 a 16 centímetros). d)

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO REGULAENTO ESPECÍICO DA NATAÇÃO Art. 1 A Competição de Natação do XXXI Nordestão Salesiano será regida pelas normas deste regulamento e pelas regras da INA, em tudo que não contrarie o Regulamento Geral.

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LECTIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DISCIPLINA:EDUCAÇÃO FÍSICA 8º ANO COMPETÊNCIAS/CONTEÚDOS

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LECTIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DISCIPLINA:EDUCAÇÃO FÍSICA 8º ANO COMPETÊNCIAS/CONTEÚDOS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DISCIPLINA:EDUCAÇÃO FÍSICA 8º ANO COMPETÊNCIAS/CONTEÚDOS 2º PERÍODO Competências a desenvolver Conteúdos Aulas previstas Cooperar com os companheiros para o alcance do objectivo

Leia mais

Torneio de Atletismo de Pavilhão Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul

Torneio de Atletismo de Pavilhão Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul Data: 5 de março de 2016 Horário: 09h30 às 12h30 Organização: *Centro de Formação Desportiva de Atletismo Gonçalo Sampaio Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA. (Revisto em novembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA. (Revisto em novembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO GINÁSTICA RÍTMICA 2013 2017 (Revisto em novembro de 2015) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P. 2 2. PARTICIPAÇÃO/ORGANIZAÇÃO P. 3 2.1. Número e género dos ginastas P. 3 2.2. Ginastas suplentes

Leia mais

ANEXO VII NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DA AVALIAÇÃO FÍSICA - TAF

ANEXO VII NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DA AVALIAÇÃO FÍSICA - TAF ANEXO VII NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DA AVALIAÇÃO FÍSICA - TAF PROVA DE FLEXÃO DE BRAÇO NA BARRA FIXA BARRA (SOMENTE PARA O SEXO MASCULINO) Os procedimentos a serem adotados pelo

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA FUNDAMENTAL PROF.ª FRANCISCA AGUIAR 7 ANO PROF.ª JUCIMARA BRITO

EDUCAÇÃO FÍSICA FUNDAMENTAL PROF.ª FRANCISCA AGUIAR 7 ANO PROF.ª JUCIMARA BRITO EDUCAÇÃO FÍSICA 7 ANO PROF.ª JUCIMARA BRITO FUNDAMENTAL PROF.ª FRANCISCA AGUIAR CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Cultura: A pluralidade na expressão humana. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 6.1 Conteúdo

Leia mais

Circuito Metropolitano de Ginástica Artística 2017

Circuito Metropolitano de Ginástica Artística 2017 Data: 02 / 09 / 2017 Sábado 4ª Etapa Local: Colégio IMPERATRIZ LEOPOLDINA Rua Pedro Doll N 240 Santana SP Cep: 02018-000 * Inicio: 08:30 1 - Finalidade Divulgar e Incentivar a prática da Ginástica Artística

Leia mais

1º Aberto de Natal de Tênis de Mesa (Interestadual)

1º Aberto de Natal de Tênis de Mesa (Interestadual) 1º Aberto de Natal de Tênis de Mesa (Interestadual) A Federação Potiguar de Tênis de Mesa, tem a honra de convidar a todos os Atletas, Técnicos e Dirigentes de Federações e Clubes filiados a CBTM, a participarem

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE NATAÇÃO

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE NATAÇÃO REGULAMENTO ESPECÍFICO DE NATAÇÃO Índice 1. Introdução... 3 2. Calendarização... 3 3. Escalões Etários... 3 4. Competições... 3 4.1. Quadro de provas... 3 4.2. Inscrição... 5 4.3. Classificação... 5 4.4.

Leia mais

VI COPA NEC REGULAMENTO ESPECÍFICO MODALIDADE NATAÇÃO

VI COPA NEC REGULAMENTO ESPECÍFICO MODALIDADE NATAÇÃO VI COPA NEC REGULAMENTO ESPECÍFICO MODALIDADE NATAÇÃO Art. 1º - A COPA NEC, MODALIDADE NATAÇÃO, será realizada em 01 (uma) etapa, no dia 31 de agosto de 2013, na piscina Gledson Soares, no NEC. Art. 2º

Leia mais

REGULAMENTO Vôlei

REGULAMENTO Vôlei REGULAMENTO 2017 - Vôlei 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas de valores

Leia mais

Todo tipo de atividade física sistematizada, cujos conteúdos variam desde as atividades como os jogos, o atletismo, as lutas e à preparação de

Todo tipo de atividade física sistematizada, cujos conteúdos variam desde as atividades como os jogos, o atletismo, as lutas e à preparação de Ginástica Todo tipo de atividade física sistematizada, cujos conteúdos variam desde as atividades como os jogos, o atletismo, as lutas e à preparação de soldados. A ginástica deve a sua história ao militarismo.

Leia mais

CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO

CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO GINÁSTICA ARTÍSTICA MASCULINA CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO 2017-2020 Autores: Comissão Técnica de GAM Bruno Narra José Augusto Dias José Ferreirinha Manuel Campos Paulo Simões Pedro Almeida André Nogueira

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ARTÍSTICA (Revisto em setembro 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO ARTÍSTICA (Revisto em setembro 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO ARTÍSTICA 2013-2017 (Revisto em setembro 2014) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P. 2 2. PARTICIPAÇÃO/ORGANIZAÇÃO P. 3 3. PROGRAMA TÉCNICO P. 3 4. AJUIZAMENTO P. 4 5. CLASSIFICAÇÕES E CRITÉRIOS

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS EXERCÍCIOS - VOLTEIO

DESCRIÇÃO DOS EXERCÍCIOS - VOLTEIO DESCRIÇÃO DOS EXERCÍCIOS - VOLTEIO Para casos de dúvidas seguir regulamento FEI em inglês. Nomenclatura Qual a posição, os movimentos ou direções indicadas? As posições estão relacionadas à direção que

Leia mais

Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2012. Regulamento Específico Ginástica rítmica - módulo I

Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2012. Regulamento Específico Ginástica rítmica - módulo I Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2012 Regulamento Específico Ginástica rítmica - módulo I Art. 1º - A competição de ginástica rítmica obedecerá às regras oficiais da Federação Internacional de Ginástica

Leia mais

27ª OLIARQUI REGULAMENTO GERAL

27ª OLIARQUI REGULAMENTO GERAL 27ª OLIARQUI REGULAMENTO GERAL A organização da 27ª OLIARQUI (Olimpíada do Colégio Marista Arquidiocesano de São Paulo) está sob a responsabilidade do Setor Esportivo do Núcleo Cultural do Colégio Marista

Leia mais

XXXIII Copa Niterói de Ginástica

XXXIII Copa Niterói de Ginástica III Copa Niterói de Ginástica Niterói, 01 de março de 2015. Prezados Professores e amigos da Ginástica, Temos a satisfação de convidar esta conceituada instituição para participar da III COPA NITERÓI DE

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 Art. 1º - As

Leia mais

Escola de Ensino Médio Francisca Moreira de Souza Extensão Parajuru Rua: Carmozita Ferreira Cassiano, s/n. Sucatinga Beberibe - CE

Escola de Ensino Médio Francisca Moreira de Souza Extensão Parajuru Rua: Carmozita Ferreira Cassiano, s/n. Sucatinga Beberibe - CE Escola de Ensino Médio Francisca Moreira de Souza Extensão Parajuru Rua: Carmozita Ferreira Cassiano, s/n. Sucatinga Beberibe - CE REGULAMENTO DOS JOGOS FM DO FUTSAL O Regulamento Específico de Futsal

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. 1º lugar 8 pontos 2º lugar 6 pontos 3º lugar 5 pontos 4º lugar 4 pontos 5º lugar 3 pontos 6º lugar 2 pontos

REGULAMENTO GERAL. 1º lugar 8 pontos 2º lugar 6 pontos 3º lugar 5 pontos 4º lugar 4 pontos 5º lugar 3 pontos 6º lugar 2 pontos REGULAMENTO GERAL Pelo presente regulamento fica instituída a OLIMPÍADA INTERCOLEGIAL, que visa desenvolver a prática das modalidades desportivas no âmbito estudantil, bem como, possibilitar às comunidades

Leia mais

Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Torneio de Ténis de Mesa

Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Torneio de Ténis de Mesa Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria 2014 Torneio de Ténis de Mesa Regulamento 1. Disposições iniciais Este Regulamento define as normas de organização do Torneio de Ténis de

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO GINÁSTICA AERÓBICA ESPORTIVA INFANTIL

REGULAMENTO TÉCNICO GINÁSTICA AERÓBICA ESPORTIVA INFANTIL INFANTIL Faixa etária - 9 a 11 anos, completos no ano da a) Individual - Um ginasta feminino ou masculino. b) Trio - Três ginastas com formação livre. c) Grupo - Seis ginastas com formação livre. Tempo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SETÚBAL

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SETÚBAL ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SETÚBAL ------------------------------- REGULAMENTOS APROVADOS PARA A ÉPOCA 2011/2012 -------------------------------- CONVÍVIO BENJAMINS A TROFÉU REGIONAL DE BENJAMINS B CAMPEONATO

Leia mais

Ginástica Artística Feminina Caderno de Simbologia Ciclo

Ginástica Artística Feminina Caderno de Simbologia Ciclo FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE GINÁSTICA Ginástica Artística Feminina Caderno de Simbologia Ciclo 2009-2012 PRÓLOGO História do desenvolvimento da Notação Simbólica Em 1979 o Comitê Técnico Feminino da FIG

Leia mais

CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO

CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO GINÁSTICA ARTÍSTICA MASCULINA CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO 2013-2016 MARÇO 2013 GINÁSTICA ARTÍSTICA MASCULINA CÓDIGO PONTUAÇÃO ADAPTADO 2013-2016 1. Grupos de elementos Igual ao Código FIG com excepção de:

Leia mais

Regulamento Específico. Ginástica Rítmica Módulo II

Regulamento Específico. Ginástica Rítmica Módulo II Regulamento Específico Ginástica Rítmica Módulo II 1 Art. 1º - A competição de ginástica rítmica será regida de acordo com as regras oficiais da Federação Internacional de Ginástica (FIG), reconhecidas

Leia mais

Datas: 27, 28, 29 e 30 de junho de R E G U L A M E N T O

Datas: 27, 28, 29 e 30 de junho de R E G U L A M E N T O OLIMPÍADAS 2016 ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO I DISPOSIÇÕES GERAIS Datas: 27, 28, 29 e 30 de junho de 2016. R E G U L A M E N T O Art. 1º - Os jogos têm por finalidade promover o intercâmbio sócio-desportivo

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em Setembro de 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em Setembro de 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013 2017 (Revisto em Setembro de 2014) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico Pedagógico 5 5. Classificação,

Leia mais

NOTA OFICIAL Nº 03/2016

NOTA OFICIAL Nº 03/2016 NOTA OFICIAL Nº 03/06 Prezados filiados, Campo Grande MS, 03 de Abril de 06. A Federação Escolar de Esportes de Mato Grosso do Sul vêm informar das seletivas para a Gymnasiade, que será realizada no período

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Disciplina de educação Física

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Disciplina de educação Física COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Disciplina de educação Física Seguidamente, apresento os elementos gímnicos que seriam abordados nas aulas dos dias 20 e 22 de Outubro. Dada a impossibilidade da vossa presença,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL I - DO OBJETIVO. Art. 1. São objetivos dos XXI CIRCUITO DOM BOSCO previstos neste Regulamento:

REGULAMENTO GERAL I - DO OBJETIVO. Art. 1. São objetivos dos XXI CIRCUITO DOM BOSCO previstos neste Regulamento: REGULAMENTO GERAL I - DO OBJETIVO Art. 1. São objetivos dos XXI CIRCUITO DOM BOSCO - 2014 previstos neste Regulamento: Promover o desporto educacional, através de jogos que envolvam varias modalidades

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 1 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 CATEGORIA MIRIM 1. A Competição de Basquetebol será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

FEDERAÇÃO DE JUDÔ DE MATO GROSSO DO SUL Filiada à Confederação Brasileira de Judô. Fundada em 23 de Setembro de 1980

FEDERAÇÃO DE JUDÔ DE MATO GROSSO DO SUL Filiada à Confederação Brasileira de Judô. Fundada em 23 de Setembro de 1980 31º JOGOS ESCOLARES CAMPO-GRANDENSES Os 31º Jogos Escolares Campo-Grandenses será classificatório para os Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul. CONGRESSO TÉCNICO Congresso Técnico: Categoria "A" e "B"

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. Objetivo. Organização e Realização. Modalidades e Categorias

REGULAMENTO GERAL. Objetivo. Organização e Realização. Modalidades e Categorias REGULAMENTO GERAL Objetivo Artigo 1º - A OliBatista 2015 tem por objetivo promover a integração e o intercâmbio social e desportivo, incentivar a prática esportiva, o convívio e o respeito entre alunos,

Leia mais