PROEN Pró-Reitoria de Ensino SIBIUN Sistema Integrado de Bibliotecas da UNIVALI

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROEN Pró-Reitoria de Ensino SIBIUN Sistema Integrado de Bibliotecas da UNIVALI"

Transcrição

1 PROEN Pró-Reitoria de Ensino SIBIUN Sistema Integrado de Bibliotecas da UNIVALI GERÊNCIA DE BIBLIOTECAS Allan Roberto de Almeida Cristiani Regina Andretti Edina Maria Calegaro Rodrigo Pereira de Barros Projeto Sustentabiblio SIBIUN. Tema: Gestão Sustentável no Sistema Integrado de Bibliotecas da UNIVALI Objetivo geral: Conscientizar os colaboradores e usuários do SIBIUN para a necessidade de mudanças de comportamento com relação aos efeitos do consumo e desperdício excessivos de materiais e recursos. Objetivos específicos: Desenvolver ações que incentivam as pessoas a economizar e não desperdiçar água, energia elétrica, papel, produtos de limpeza e demais materiais de consumo; Divulgar e estimular a prática dos 4Rs (reduzir, reutilizar, reciclar e repensar); Implantar em cada biblioteca um sistema de coleta de sugestões de idéias para tornar o projeto viável;

2 Estabelecer parcerias com entidades, ONGs, órgãos governamentais, professores, entre outros, que trabalham sobre o tema sustentabilidade; Promover palestras, workshops e oficinas sobre o tema sustentabilidade; Divulgar por meio de vários canais de comunicação (rádio, TV, Internet, entre outros) as informações sobre o projeto e sobre sustentabilidade; Promover uma nova campanha de preservação do acervo. Justificativa A sustentabilidade como conceito é recente e diz respeito às relações que as pessoas tem com o meio onde estão inseridas. É compreendida como a habilidade de manter-se inserido em um ambiente sendo capaz de não impactar violentamente esse meio. A adoção de práticas sustentáveis é necessária em todos os setores das atividades humanas, pois envolve os aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade. Através da sustentabilidade é possível uma sociedade de qualquer nível de organização, seja ela uma pequena ou um planeta inteiro, produzir economicamente atendendo às necessidades do presente, preservando a biodiversidade e ecossistemas naturais, permitindo que as gerações futuras também possam produzir e usufruir os mesmos recursos presentes. A sustentabilidade possui três fatores básicos: o primeiro, ecológico, diz respeito à manutenção do ecossistema em longo prazo. O segundo, econômico, trata da obtenção de renda suficiente para o custeio da vida em sociedade. E o terceiro, social, aborda o respeito aos valores sociais e culturais e a justiça na distribuição de custos e benefícios. Esses três fatores, em equilíbrio, como num triângulo compondo cada um dos três lados, formam o ideal de sustentabilidade para uma população, manifestando preocupação tanto com questões ambientais, como econômicas e sociais. Ou seja, as ações das pessoas e a vida em sociedade, para serem

3 sustentáveis, devem atender igualmente aos três lados do triângulo da sustentabilidade. Sem essa mudança de consciência nosso futuro estará comprometido. Desta forma, entendemos que mudar a consciência de colaboradores e usuários sobre a utilização de recursos é o primeiro passo para colaborar com a construção de uma vida mais saudável e de melhor qualidade. Metodologia Campanhas de esclarecimento com utilização de material escrito. Vivências e dinâmicas de grupos. Exposições temáticas. Atividades interativas sobre o tema. Promover ações que incentivam as pessoas a economizar e não desperdiçar água, energia elétrica, papel, produtos de limpeza e demais materiais de consumo. Divulgação Cartazes, folders, bonecos, música, rádio, tv, homepage, blog. Público alvo Colaboradores e usuários do SIBIUN. Cronograma De junho de 2009 a junho de 2010.

4 Ações 1. Incentivar o uso de canecas. Abandonar o uso de copos plásticos; 2. Aplicar campanhas para desligar lâmpadas economizando energia elétrica; 3. Limpar as lâmpadas fluorescentes em intervalos programados; 4. Arrecadar papéis para reciclagem. O valor acumulado será destinado para compra de jogos educativos e pufes; 5. Usar a ecofont, fonte para impressão de documentos, visando economia de tinta e tempo; 6. Usar frente e verso de papel para impressão; 7. Utilizar papéis que não servem mais como rascunho; 8. Utilizar folhetos, guias, folders e convites eletrônicos (PDF); 9. Desligar o ar condicionado quando não houver calor; 10. Manter limpo o filtro do ar-condicionado; 11. Desligar os computadores quando não estiverem em uso; 12. Desligar o monitor quando for deixá-lo inativo por mais de 15 minutos; 13. Retirar das tomadas micro-ondas, bebedouro entre outros eletrodomésticos da Biblioteca quando não usados; 14. Trocar as pilhas comuns pelas recarregáveis; 15. Economizar ligações telefônicas, adotando o máximo de s; 16. Incentivar a participação de ações ambientais ligadas a UNIVALI e a comunidade; 17. Programa 5S; 18. Arrecadação de gibis e criação da Gibiteka; 19. Biblioteca Comunitária de Balneário Camboriú.

5

Manual da economia no trabalho. Ariane Roma

Manual da economia no trabalho. Ariane Roma Manual da economia no trabalho Ariane Roma Curriculum Autora Ariane Roma Tecnóloga em Gestão Logística, formada em 2008 pela Universidade Metodista de São Paulo, Pós Graduada em Gestão Ambiental pelo Centro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA Câmpus São Borja

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA Câmpus São Borja MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA Câmpus São Borja Treinamento para acesso e uso do Portal de periódicos da Capes Biblioteca Apparício

Leia mais

METAS DE SUSTENTABILIDADE 2017

METAS DE SUSTENTABILIDADE 2017 METAS DE SUSTENTABILIDADE 2017 Marketing Criar calendário de divulgação de temas específicos (Plano de Comunicação); Ajustar site para deficientes; visuais; In In company Viabilizar um workshop sobre os

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL NO IFRN: PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO

GESTÃO AMBIENTAL NO IFRN: PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO GESTÃO AMBIENTAL NO IFRN: PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO PROJETO CAMPUS VERDE INTRODUÇÃO Atualmente a questão ambiental tem sido constantemente discutida em virtude do aumento da degradação do meio ambiente e

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

Manual Coleta Seletiva DGA. Diretoria de Gestão Ambiental

Manual Coleta Seletiva DGA. Diretoria de Gestão Ambiental Manual Coleta Seletiva DGA Diretoria de Gestão Ambiental Universidade Federal de Pernambuco Superintendência de Infraestrutura Diretoria de Gestão Ambiental Diretora Maria de Fátima Morais Xavier Gerência

Leia mais

Gestão Socioambiental na Administração Pública de Minas Gerais Programa AmbientAÇÃO

Gestão Socioambiental na Administração Pública de Minas Gerais Programa AmbientAÇÃO Gestão Socioambiental na Administração Pública de Minas Gerais Programa AmbientAÇÃO Mirian Cristina Dias Baggio 2016 Programa AmbientAÇÃO O QUE É O AMBIENTAÇÃO? É um programa de comunicação e educação

Leia mais

A3P GESTÃO AMBIENTAL NA

A3P GESTÃO AMBIENTAL NA A3P GESTÃO AMBIENTAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICAP O que é a A3P Uma estratégia para construção de uma nova cultura institucional inserindo critérios sócio-ambientais na administração pública Baseia-se na

Leia mais

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS.

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. ESADE ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. Profª. Ana Elisa Pascottini. MARIA IANE CAMARGO

Leia mais

ANÁLISE DA PRODUÇÃO MAIS LIMPA COM ENFOQUE NA EDUCAÇÃO POR MEIO DE UM ESTUDO DE CASO

ANÁLISE DA PRODUÇÃO MAIS LIMPA COM ENFOQUE NA EDUCAÇÃO POR MEIO DE UM ESTUDO DE CASO Eixo temático: Administrativas ANÁLISE DA PRODUÇÃO MAIS LIMPA COM ENFOQUE NA EDUCAÇÃO POR MEIO DE UM ESTUDO DE CASO Bruno Font Aranda 1 Amanda Tiemi Yamaguchi 2 Orientadora: Juliana C. de Arruda Caulkins

Leia mais

CONEXÃO VERDE IASEA REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL

CONEXÃO VERDE IASEA REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL CONEXÃO VERDE REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL IASEA INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL 1. APRESENTAÇÃO Conexão Verde é uma rede de aprendizagem e colaboração que envolve jovens

Leia mais

Escola SENAI Alfried Krupp CFP 568

Escola SENAI Alfried Krupp CFP 568 Escola SENAI Alfried Krupp CFP 568 Projeto Consumo Racional de Papel Sumário 1. Objetivo... 3 2. Meta desejada... 3 2.1. Metas Qualitativas... 3 2.2. Metas Quantitativas... 3 3. Características do programa...

Leia mais

Desafios da Gestão Municipal de Resíduos Sólidos

Desafios da Gestão Municipal de Resíduos Sólidos Desafios da Gestão Municipal de Resíduos Sólidos Cláudia Lins Consultora Ambiental Foi instituída pela Lei 12.305/10 e regulamentada pelo Decreto 7.404/10 A PNRS fixou obrigações para União, Estados e

Leia mais

nº 09/2017 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: GESTÃO DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS

nº 09/2017 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: GESTÃO DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS nº 09/2017 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: GESTÃO DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE POLÍTICA INTEGRADA Disponíveis nos murais e no site da empresa

Leia mais

DIRETRIZES DE SUSTENTABILIDADE II Feira da Sustentabilidade - Compartilhando novas leituras e inspirações 14 a 16 de abril de 2016 Piracicaba/SP

DIRETRIZES DE SUSTENTABILIDADE II Feira da Sustentabilidade - Compartilhando novas leituras e inspirações 14 a 16 de abril de 2016 Piracicaba/SP DIRETRIZES DE SUSTENTABILIDADE II Feira da Sustentabilidade - Compartilhando novas leituras e inspirações 14 a 16 de abril de 2016 Piracicaba/SP A ideia de sustentabilidade que começou a se propagar após

Leia mais

SUSTENTÁVEL CASA. Como transformar sua casa em uma... Realização Parceria Convênio CEDS

SUSTENTÁVEL CASA. Como transformar sua casa em uma... Realização Parceria Convênio CEDS CASA Como transformar sua casa em uma... SUSTENTÁVEL Capacitação da Mão de Obra Adequações na Construção civil voltada para sustentabilidade SALA VERDE UBATUBA Espaço Interativo de InFormAção SocioAmbiental

Leia mais

Todos dos dias construindo um futuro melhor PLANO DE GOVERNO DONIZETEOLIVEIRA COSTA VICE - PREFEITO

Todos dos dias construindo um futuro melhor PLANO DE GOVERNO DONIZETEOLIVEIRA COSTA VICE - PREFEITO 15 Todos dos dias construindo um futuro melhor PLANO DE GOVERNO FRANCISCO COELHO FILHO PREFEITO DONIZETEOLIVEIRA COSTA VICE - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 Educação Reforma e ampliação das escolas municipais.

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E RESULTADOS OBTIDOS ANO DE 2012

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E RESULTADOS OBTIDOS ANO DE 2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES E RESULTADOS OBTIDOS ANO DE 2012 MACEIÓ Março de 2013 1 - INTRODUÇÃO O Projeto de Avaliação Institucional baseia-se nas diretrizes oriundas da Comissão Nacional de Avaliação da

Leia mais

O LIXO URBANO NA ESCOLA E EM SEU ENTORNO

O LIXO URBANO NA ESCOLA E EM SEU ENTORNO O LIXO URBANO NA ESCOLA E EM SEU ENTORNO 1. Identificação NOME DA ESCOLA: E. E. ERNESTO SOLON BORGES. Local: Bandeirantes-MS Turmas(S): 6ºB / 8ºB / 9º A Número de alunos: 28 Professores envolvidos: - Margarete

Leia mais

Utilização sustentável dos recursos naturais: clima, água, energia, biodiversidade.

Utilização sustentável dos recursos naturais: clima, água, energia, biodiversidade. Utilização sustentável dos recursos naturais: clima, água, energia, biodiversidade. Buscar e conscientizar sobre os recursos e criar ações ligadas a cada uma das questões ambientais: clima, água e energia.

Leia mais

Projeto Nascentes Urbanas. MÓDULO BÁSICO Autora : Deise Nascimento Proponente: OSCIP Instituto Árvore da Vida

Projeto Nascentes Urbanas. MÓDULO BÁSICO Autora : Deise Nascimento Proponente: OSCIP Instituto Árvore da Vida Projeto Nascentes Urbanas MÓDULO BÁSICO Autora : Deise Nascimento Proponente: OSCIP Instituto Árvore da Vida O projeto Nascentes Urbanas conjuga ações de recuperação e preservação ambiental, abrange o

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Prof. Eugênio Batista Leite eugeniobl@pucminas.br 031 99735761

Prof. Eugênio Batista Leite eugeniobl@pucminas.br 031 99735761 XI Congresso de Ecologia do Brasil e IV Seminário de Sustentabilidade na Universidade - A incorporação da sustentabilidade socioambiental na gestão e planejamento territorial do campus universitário. PUC

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL Promover o desenvolvimento das nossas comunidades por meio do cooperativismo de crédito. Ser a principal instituição financeira do cooperado, reconhecida pela excelência

Leia mais

II.9.4 - Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores

II.9.4 - Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores Atividade de Perfuração Marítima no Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores II.9.4 Pág. 1 / 10 II.9.4 - Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores II.9.4.1 - Introdução e Justificativa A atividade

Leia mais

COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO - INSTITUTO ESTADUAL DO CÉREBRO PAULO NIEMEYER E HOSPITAL ESTADUAL ANCHIETA AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO - INSTITUTO ESTADUAL DO CÉREBRO PAULO NIEMEYER E HOSPITAL ESTADUAL ANCHIETA AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO - INSTITUTO ESTADUAL DO CÉREBRO PAULO NIEMEYER E HOSPITAL ESTADUAL ANCHIETA AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE Nome: Natalia Rente Nunes Telefone: (21) 2277-9417 / (21) 98738-0349 E-mail:

Leia mais

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Conexões para transformar www.planetacultura.com.br Introdução O que é o Conexões Criativas - Betim? Conhecendo o PTB

Leia mais

DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR!

DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR! DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR! Kurlan Frey (Coordenador das Atividades de Extensão) Darlene Luiza Schneider (SAE) Ivânea Clari Back Rohden (SAE) Raquel Brolesi (SAE) 1 1 TÍTULO DO PROJETO DENGUE:

Leia mais

PEQUENAS EMPRESAS E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS BRASILEIRAS

PEQUENAS EMPRESAS E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS BRASILEIRAS PEQUENAS EMPRESAS E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS BRASILEIRAS EMENTA O presente estudo tem por finalidade abordar o comportamento recente das pequenas empresas na

Leia mais

COMO SÃO CLASSIFICADOS OS RESÍDUOS EM GERAL?

COMO SÃO CLASSIFICADOS OS RESÍDUOS EM GERAL? RESÍDUOS SÓLIDOS COMO SÃO CLASSIFICADOS OS RESÍDUOS EM GERAL? RESÍDUO CLASSE I: São aqueles que apresentam periculosidade ou uma das seguintes características, inflamabilidade, corrosividade, reatividade,

Leia mais

1- conscientização de servidores e alunos acerca do uso consciente de papeis, cartuchos;

1- conscientização de servidores e alunos acerca do uso consciente de papeis, cartuchos; MATERIAL DE CONSUMO Muzambinho Totalmente Satisfatório Satisfatório Parcialmente Satisfatório Insatisfatório Pontos positivos Pontos Negativos Sugestões e ou Observação Responsável 1- conscientização de

Leia mais

Desenvolvimento de Projetos

Desenvolvimento de Projetos INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Desenvolvimento de Projetos Nossa Atividade: Incentivo para a execução de idéias e projetos locais, pela escola ou mesmo pela comunidade local beneficiada: Elaboração Montagem

Leia mais

Introdução. Évora, 18 de outubro de 2014. A Direção da Associação

Introdução. Évora, 18 de outubro de 2014. A Direção da Associação Introdução A dos Amigos da Ludoteca, em parceria com a Câmara Municipal de Évora na promoção dos Direitos da Criança e da Família, pretende desenvolver em 2015 um Plano de Atividades que promova o Direito

Leia mais

Ações para o ano de 2016 em relação à redução e à conscientização no uso de energia

Ações para o ano de 2016 em relação à redução e à conscientização no uso de energia MEMORANDO FCAT Nº 06/2016 Dracena, 12 de fevereiro de 2016. Prezado, A Comissão Interna de Conservação de Energia (CICE) apresenta um Plano de Ações para o ano de 2016 em relação à redução e à conscientização

Leia mais

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo) 1

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo)   1 Coleta Seletiva Consciência limpa Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo) E-mail: cecgodoy@gmail.com 1 Proposta da palestra Apresentar para a Comunidade Móbile informações importantes sobre Responsabilidade

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009 UNIVERSIDADE DANTA CECÍLIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL É preciso avaliar para mudar RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO ANO LETIVO DE 2009 PERÍODO FEVEREIRO

Leia mais

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A Junho /2010 PI.034.00000001 Rev. A SUMÁRIO 1. SUSTENTABILIDADE : ESSÊNCIA DA CAB AMBIENTAL 2. MISSÃO 3.VISÃO 4. OBEJTIVO 5. SUSTENTABILIDADE NA PRÁTICA 6. COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO CHAVES PARA O SUCESSO

Leia mais

Etec Monsenhor Antonio Magliano. Projeto Interdisciplinar Ações de defesa e proteção ao Ambiente- 2012

Etec Monsenhor Antonio Magliano. Projeto Interdisciplinar Ações de defesa e proteção ao Ambiente- 2012 Etec Monsenhor Antonio Magliano Projeto Interdisciplinar Ações de defesa e proteção ao Ambiente- 2012 Professor Responsável: TASSIANA DE CASTRO LA TERZA Equipe de Professores Responsáveis: Professores

Leia mais

17 e 18 de setembro de 2014 Rio de Janeiro RJ

17 e 18 de setembro de 2014 Rio de Janeiro RJ 17 e 18 de setembro de 2014 Rio de Janeiro RJ 1 APRESENTAÇÃO O Seminário Regional de Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público busca estimular a criação e a consolidação de um ambiente

Leia mais

Comunicação Empresarial. Prof.: : Alexandre Lozi

Comunicação Empresarial. Prof.: : Alexandre Lozi Comunicação Empresarial Prof.: : Alexandre Lozi Helton Klinthon Lucas Arantes Danilo Divanni Joselito Vila Boa Rafael Comunicação nas empresas Comunicação empresarial Definição: - Comunicação empresarial

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 APROVADO EM REUNIÃO 01/2016 CONCAMP

PLANO DE AÇÃO 2016 APROVADO EM REUNIÃO 01/2016 CONCAMP PLANO DE AÇÃO 2016 APROVADO EM REUNIÃO 01/2016 CONCAMP Ação Valor Tipo orçamentário agenciamento de viagens e compra de passagens aéreas para serviços administrativos Contratação e manutenção dos serviços

Leia mais

10 DICAS PARA A SUA EMPRESA SER SUSTENTÁVEL

10 DICAS PARA A SUA EMPRESA SER SUSTENTÁVEL EXCLUSIVO PARA EMPRESAS QUE REDUZIR SEUS CUSTOS DE FORMA SUSTENTÁVEL 10 DICAS PARA A SUA EMPRESA SER SUSTENTÁVEL Prezado Empresário, O Grupo Quality preparou esse manual para ajudá-lo a implantar ações

Leia mais

Projeto Dia de Cooperar

Projeto Dia de Cooperar Projeto Dia de Cooperar DESCARTE DE LIXO CONSCIENTE EM ABAETÉ Abaeté, 17 de Setembro de 2009. DESCARTE DE LIXO CONSCIENTE EM ABAETÉ Introdução O lixo é o responsável por um dos mais graves problemas ambientais

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO DE RECICLAGEM E TRABALHO INTERDISCIPLINAR NO CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA MAIS-NATAL/RN

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO DE RECICLAGEM E TRABALHO INTERDISCIPLINAR NO CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA MAIS-NATAL/RN EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO DE RECICLAGEM E TRABALHO INTERDISCIPLINAR NO CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA MAIS-NATAL/RN Victor Henrique dos Santos Silva 1 ; Arthur Brito Fernandes 2 ; Adriana Moura de Lima

Leia mais

Unilever Brasil Sustentabilidade Cada Gesto Conta

Unilever Brasil Sustentabilidade Cada Gesto Conta Unilever Brasil Sustentabilidade Cada Gesto Conta 06/12/2011 Nossa visão Trabalhamos para criar um futuro melhor todos os dias. Ajudamos as pessoas a se sentirem bem, bonitas e a aproveitarem mais a vida

Leia mais

Ações práticas da igreja local

Ações práticas da igreja local Ações práticas da igreja local DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO PONTO DE VISTA CRISTÃO IGREJA BATISTA DE TAUÁ Ilha do Governador RJ Pr. Josué Valandro de Oliveira Tema: Vida plena e meio ambiente Na esperança

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA A presente política foi elaborada pela PLANNER e é documento complementar ao procedimento interno, sendo proibida sua reprodução total ou parcial, de

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS RUI BARBOSA P R O J E T O

FACULDADES INTEGRADAS RUI BARBOSA P R O J E T O FACULDADES INTEGRADAS RUI BARBOSA P R O J E T O 2007 1 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO:...3 2. OBJETIVOS:...4 3. JUSTIFICATIVA:...5 4. ATIVIDADES:...7 5. CRONOGRAMA DE AÇÃO:...8 6. AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS...9

Leia mais

PROJETO: MÃOS LIMPAS PARA UMA ASSISTÊNCIA SEGURA

PROJETO: MÃOS LIMPAS PARA UMA ASSISTÊNCIA SEGURA PROJETO: MÃOS LIMPAS PARA UMA ASSISTÊNCIA SEGURA Justificativa: A higienização adequada das mãos é considerada a medida de maior impacto e comprovada eficácia na prevenção das infecções relacionadas à

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo A Federação Espírita do Espírito Santo, fundada em 1921, é constituída pelo Conselho Estadual e

Leia mais

Meio Ambiente na Indústria Vidreira

Meio Ambiente na Indústria Vidreira Meio Ambiente na Indústria Vidreira 1 Sustentabilidade e Estratégia - O estado do mundo A Terra é a única casa que nós temos e ela é... Redonda... Azul... Finita! 2 Atualmente, se todas as pessoas do planeta

Leia mais

Esta política abrange a todos os departamentos da Instituição.

Esta política abrange a todos os departamentos da Instituição. I. OBJETIVO Esta Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA), tem como objetivo estabelecer os princípios e as diretrizes compatíveis com a natureza e complexidade das atividades e produtos da Instituição,

Leia mais

Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo. Propostas para 2011

Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo. Propostas para 2011 Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo Propostas para 2011 Justificativa A cidade de São Paulo representa um enorme desafio para todos que se empenham pelo desenvolvimento sustentável e justo

Leia mais

Atividades Básicas no Centro Espírita

Atividades Básicas no Centro Espírita Atividades Básicas no Centro Espírita Pessoas/ Espíritos Estudo Prática Divulgação Desejos Necessidades Expectativas Atendimento Serviços Centro Espírita CFN/FEB-Perri Conceptos, Funciones y Actividades

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (OFICINA 08)

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (OFICINA 08) SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (OFICINA 08) Oficina 07 Política de Meio Ambiente, Segurança e Saúde no Trabalho Objetivos, Metas e Programas 4.2 Política de SSTMA A Alta Administração

Leia mais

PLANO DE IMPLANTAÇÃO DA A3P NA PROGESP

PLANO DE IMPLANTAÇÃO DA A3P NA PROGESP Agenda Ambiental na Administração Pública 1 PLANO DE IMPLANTAÇÃO DA A3P NA PROGESP 1. Introdução A Administração Pública precisa dar o exemplo das boas práticas nas atividades que lhe cabem. Com o intuito

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CHAMADA INTERNA PROEX Nº 02/2014 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CHAMADA INTERNA PROEX Nº 02/2014 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO Avenida Rio Branco, 0 Santa Lúcia 906- Vitória ES 7 7-7 CHAMADA INTERNA PROEX Nº 0/0 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS A Pró-Reitoria

Leia mais

Iniciação Científica no INATEL

Iniciação Científica no INATEL Iniciação Científica no INATEL 2016 / 1º. Semestre Profa. Rosanna Coordenadora do Programa de IC Inatel rosannas@inatel.br ic@inatel.br Objetivo O que é Iniciação Científica? Quais são as oportunidades

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Declaração Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atuamos e das

Leia mais

Plano Operacional Anual (POA) 2014

Plano Operacional Anual (POA) 2014 Plano Operacional Anual (POA) 2014 GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS INSTITUTO NATUREZA DO TOCANTINS COORDENADORIA DE PROTEÇÃO À BIODIVERSIDADE SUPERVISÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL MONUMENTO

Leia mais

PROJETO VALE SUSTENTÁVEL: EDUCANDO E PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE PARA AS PRESENTES E FUTURAS GERAÇÕES

PROJETO VALE SUSTENTÁVEL: EDUCANDO E PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE PARA AS PRESENTES E FUTURAS GERAÇÕES PROJETO VALE SUSTENTÁVEL: EDUCANDO E PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE PARA AS PRESENTES E FUTURAS GERAÇÕES Elisângelo Fernandes da Silva (E-mail: elisangelo.silva@bol.com.br); Francisco Auricélio de Oliveira

Leia mais

PLANO DE GESTÃO SOCIOAMBIENTAL DA JUSTIÇA FEDERAL EM SERGIPE

PLANO DE GESTÃO SOCIOAMBIENTAL DA JUSTIÇA FEDERAL EM SERGIPE PLANO DE GESTÃO SOCIOAMBIENTAL DA JUSTIÇA FEDERAL EM SERGIPE Apresentação O intuito do presente Manual é promover a responsabilidade socioambiental e auxiliar a inserção de critérios de sustentabilidade

Leia mais

MATERIAL DE CONSUMO. 1- conscientização de servidores e alunos acerca do uso consciente de papeis, cartuchos;

MATERIAL DE CONSUMO. 1- conscientização de servidores e alunos acerca do uso consciente de papeis, cartuchos; Pouso Alegre Totalmente Satisfatório Satisfatório Parcialmente Satisfatório Insatisfatório Pontos positivos Pontos Negativos Sugestões Responsável Ciência 1- conscientização de servidores e alunos acerca

Leia mais

Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA

Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA Plano de Campanha Equidade de Gênero e Raça Sumário 1. Objetivos... 3 2. Público... 3 3. Slogan e Conceito...3 4. Realização... 3 5. Peças Publicitárias (publicidade)...3

Leia mais

Reunião nº 04/2017 PMAS. CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS (Lâmpadas, pilhas e baterias)

Reunião nº 04/2017 PMAS. CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS (Lâmpadas, pilhas e baterias) Reunião nº 04/2017 PMAS CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS (Lâmpadas, pilhas e baterias) POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE PRINCÍPIOS POLÍTICA INTEGRADA

Leia mais

Apontar uma estratégia de comunicação ambiental de um projeto escolar de EAS

Apontar uma estratégia de comunicação ambiental de um projeto escolar de EAS Apontar uma estratégia de comunicação ambiental de um projeto escolar de EAS Seminário Agentes de educação ambiental, contributos de participação e cidadania Lisboa 9 de Maio de 2014 Associação Nacional

Leia mais

MATERIAL DE CONSUMO. 1- conscientização de servidores e alunos acerca do uso consciente de papeis, cartuchos;

MATERIAL DE CONSUMO. 1- conscientização de servidores e alunos acerca do uso consciente de papeis, cartuchos; MATERIAL DE CONSUMO Passos Totalmente Satisfatório Satisfatório Parcialmente Satisfatório Insatisfatório Pontos positivos Pontos Negativos Sugestões Responsável Ciência 1- conscientização de servidores

Leia mais

Em 2014, a reciclagem de REEE s foi acima da média legal

Em 2014, a reciclagem de REEE s foi acima da média legal Em 2014 a reciclagem de REEE s foi acima da média legal Em 2014, a reciclagem de REEE s foi acima da média legal Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho 10º SEMINÁRIO: Engenharia das Energias

Leia mais

Agente Técnico Coordenadoria de Educação Ambiental

Agente Técnico Coordenadoria de Educação Ambiental Agente Técnico Coordenadoria de Educação Ambiental Claudia Beltrame Porto Analista Técnica AGENTE TÉCNICO - Avaliar a viabilidade técnica e o custo dos empreendimentos a serem financiados; - Fiscalizar

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2012

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2012 Pedagogia: Aut. Dec. nº 93110 de 13/08/86 / Reconhecido Port. Nº 717 de 21/12/89/ Renovação Rec. Port. nº 3.648 de 17/10/2005 Educação Física: Aut. Port. nº 766 de 31/05/00 / Rec. Port. nº 3.755 de 24/10/05

Leia mais

JUNHO ECO-BANHISTA OFICINA VAMOS RECICLAR PAPEL 30 DE JUNHO - 10H00-12H00 14H00 16H00 CEA INFORMAÇÕES ADICIONAIS

JUNHO ECO-BANHISTA OFICINA VAMOS RECICLAR PAPEL 30 DE JUNHO - 10H00-12H00 14H00 16H00 CEA INFORMAÇÕES ADICIONAIS JUNHO ECO-BANHISTA 21 DE JUNHO - 9H30-11H30 - PRAIA DE APÚLIA - ATIVIDADE BANDEIRA AZUL 22 DE JUNHO - 9H30-11H30 - PRAIA DE OFIR - ATIVIDADE BANDEIRA AZUL 27 DE JUNHO - 9H30-12H00 - PRAIA DE SUAVE MAR

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS SERGIPE

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS SERGIPE PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS SERGIPE METAS ATIVIDADES PARCERIAS EXECUSSÃO CRONOGRAMA - Articular, mediante a criação de uma rede via internet

Leia mais

Torne seu negócio sustentável e reduza custos. e-book

Torne seu negócio sustentável e reduza custos. e-book Torne seu negócio sustentável e reduza custos. e-book Índice 03. Introdução 05. Soluções energéticas 09. Destinação de resíduos 11. Atenção à água Introdução Empregar novos hábitos no gerenciamento do

Leia mais

PROJETO EXTENÇÃO: ÓLEO SUJO, CIDADE LIMPA!

PROJETO EXTENÇÃO: ÓLEO SUJO, CIDADE LIMPA! PROJETO EXTENÇÃO: ÓLEO SUJO, CIDADE LIMPA! Alexandre A. D. E. Santos 1 (IC), Ana Carolina C. Silva 1 (IC), Arthur I. do Prado 1 (IC), Geicyellen F. Dias 1 (IC), Jaqueline S. Costa 1 (IC), Kelly C. A. Borges

Leia mais

BOAS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE, TURISMO SUSTENTÁVEL & ACESSIBILIDADE ADOTADAS PELO HILTON BARRA RIO DE JANEIRO

BOAS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE, TURISMO SUSTENTÁVEL & ACESSIBILIDADE ADOTADAS PELO HILTON BARRA RIO DE JANEIRO BOAS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE, TURISMO SUSTENTÁVEL & ACESSIBILIDADE ADOTADAS PELO HILTON BARRA RIO DE JANEIRO - Área de serviço com Luminárias de baixo consumo 13w, instaladas conforme projeto de iluminação

Leia mais

BASES PARA AS NOSSAS AÇÕES

BASES PARA AS NOSSAS AÇÕES QUEM SOMOS Uma Instituição sem fins econômicos, voltada para o estudo, pesquisa e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito à busca de respostas e soluções economicamente

Leia mais

Projeto de Leitura da Biblioteca 2015 Biblioteca do CEU Azul da Cor do Mar Prof. Jossei Toda

Projeto de Leitura da Biblioteca 2015 Biblioteca do CEU Azul da Cor do Mar Prof. Jossei Toda Biblioteca do CEU Azul da Cor do Mar Prof. Jossei Toda Inserida no Projeto Quem Lê Sabe Por quê, Encontro Polo, 25 de novembro de 2014 Secretaria Municipal de Educação-SP Coordenação Território CEU / Projetos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO DE PINHAL NOVO Ano Lectivo 2010/2011 PLANO DE ACTIVIDADES Projecto Eco-Escolas

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO DE PINHAL NOVO Ano Lectivo 2010/2011 PLANO DE ACTIVIDADES Projecto Eco-Escolas Projecto Eco- lectivo Acções de informação e sensibilização sobre água, resíduos, energia, alterações climáticas e preservação da floresta. x x x x x x, Área de Projecto, Curso Profission al de TAL x x

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA POLÍTICA AMBIENTAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA POLÍTICA AMBIENTAL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA POLÍTICA AMBIENTAL Porto Alegre 2014 CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA Reitor e Pró-Reitor de Graduação Roberto Pontes da Fonseca Coordenadora de Graduação Luciane Torezan

Leia mais

Fábio Americano Julho

Fábio Americano Julho Fábio Americano Julho 2017 1 IHGMG TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO IHGMG - HISTORIAR MINAS PROJETO SER IHGMG - CULTIVAR CULTURA BANCO DE GENEALOGIA SITE VALORES HUMANOS BANCO DE ALIMENTOS 2 3 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO NÚCLEO DE PRÁTICAS EM GESTÃO

EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO NÚCLEO DE PRÁTICAS EM GESTÃO EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO A Coordenação do Curso de Administração da Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga (FADIP), por meio do Núcleo de Práticas em Gestão,

Leia mais

Programa Cessação do Tabagismo

Programa Cessação do Tabagismo Programa Cessação do Tabagismo Vallourec do Brasil Ramo de atividade: Siderurgia Produto: Tubos de aço sem costura Presença no Brasil: desde 1952 Localização: Belo Horizonte/MG Empregos diretos: 4.000

Leia mais

Gestão Pública Sustentável

Gestão Pública Sustentável Gestão Pública Sustentável Florianópolis/SC outubro/2014 Ministério do Meio Ambiente Sustentabilidade e Setor Público Art. 225 CF/88 - Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem

Leia mais

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br 5,4 milhões de propriedades rurais Faturamento até R$ 3,6 milhões CNPJ, IE, DAP, Registro no Ministério da Pesca Fonte: Características

Leia mais

PROJETO DE GEOGRAFIA

PROJETO DE GEOGRAFIA PROJETO DE GEOGRAFIA 1.1 Titulo do Projeto: Escola Limpa é Escola Legal e Reciclar é Fundamental 1.2 Nome da escola: Escola Estadual Jorge Amado 1.3 Professor (Coordenador (a) do projeto: Silvia Maria

Leia mais

PROGRAMA IFNMG SUSTENTÁVEL Metas a serem alcançadas

PROGRAMA IFNMG SUSTENTÁVEL Metas a serem alcançadas Ações/Programas e Detalhamento PROGRAMA Unidades e áreas envolvidas e respectivos responsáveis Projeto de Boas práticas de gestão do serviço público: Redução dos gastos públicos e racionalização dos recursos

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté.

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté. PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO Todos por Abaeté. Queremos um Abaeté onde todos possam participar das decisões sobre os investimentos públicos e fiscalizar os serviços prestados. Uma cidade

Leia mais

Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas.

Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas. NOR001 Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas. NOR002 Capacitação de servidores para utilização de softwares educacionais

Leia mais

Licenciandos; 3 Coordenador. I Encontro de Sensibilização Ambiental do Lourdes Guilherme. Tema: Revitalização do espaço escolar e qualidade de vida

Licenciandos; 3 Coordenador. I Encontro de Sensibilização Ambiental do Lourdes Guilherme. Tema: Revitalização do espaço escolar e qualidade de vida MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) Subprojeto Biologia Carla Tatiane 1 ; Evanoel Nunes 2 ; Ivaneide Alves

Leia mais

Foto: NASA / NOAA / USGS. Fiocruz na. IV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Foto: NASA / NOAA / USGS. Fiocruz na. IV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia Foto: NASA / NOAA / USGS Fiocruz na IV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2 a 6 de outubro de 2007 Fiocruz na IV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2 a 6 de outubro de 2007 Atividades da Fiocruz

Leia mais

ENEEL Engenharia do Futuro Reinventando a energia para um mundo sustentável 1

ENEEL Engenharia do Futuro Reinventando a energia para um mundo sustentável 1 ENEEL Engenharia do Futuro Reinventando a energia para um mundo sustentável 1 RESUMO Thatiane Oliveira de ALENCAR 2 Daniel de Castro Brainer Pereira PIRES 3 Bybyanne Adienev Matias Lopes LEMOS 4 Alessandra

Leia mais

Guia da Melhor Prática de Economia de Energia em Casa Copyright Lemke 2016

Guia da Melhor Prática de Economia de Energia em Casa Copyright Lemke 2016 Guia da Melhor Prática de Economia de Energia em Casa Economia de Energia em casa Como fazer o uso eficiente da energia elétrica É importante ressaltar que a energia elétrica é uma ferramenta para servir

Leia mais

Seção III. Do Saneamento Básico

Seção III. Do Saneamento Básico Seção III Do Saneamento Básico Art. 1º - Saneamento básico é o conjunto de serviços que compreende o abastecimento de água potável, o esgoto sanitário, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos, drenagem

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

SOBRE A UTILIZAÇÃO DE APARELHOS DE CONDICIONADOR DE AR:

SOBRE A UTILIZAÇÃO DE APARELHOS DE CONDICIONADOR DE AR: Memorando Circular N o 02/2016 DIMEC-DINFRA-PROADI/UNIFESSPA À Comunidade Acadêmica. Marabá, 19 de Maio de 2016. Assunto: Boas práticas de uso de Energia Elétrica. Uma das grandes preocupações hoje é com

Leia mais

Joaquim Ramos Pinto ASPEA

Joaquim Ramos Pinto ASPEA Associação Portuguesa de Educação Ambiental Caretakers of the Environment International - Portugal SEMINÁRIO EDUCAÇÃO E AMBIENTE UMA COOPERAÇÃO PELA CIDADANIA Lisboa 6 de Junho de 2012 Joaquim Ramos Pinto

Leia mais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Atividade Final: Elaboração de Pré-Projeto Aluno: Maurício Francheschis Negri 1 Identificação do Projeto Rede Mobilizadores Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Um dia na escola do meu filho:

Leia mais

Educação não transforma o mundo, educação muda pessoas, pessoas transformam o mundo. Paulo Freire

Educação não transforma o mundo, educação muda pessoas, pessoas transformam o mundo. Paulo Freire Educação não transforma o mundo, educação muda pessoas, pessoas transformam o mundo. Paulo Freire JUSTIFICATIVA Considerando a realização do I Encontro de Educação Construindo Nossa Feira Sustentável,

Leia mais

EXEMPLOS DE POSSÍVEIS PROPOSTAS. Prof. Adriano

EXEMPLOS DE POSSÍVEIS PROPOSTAS. Prof. Adriano EXEMPLOS DE POSSÍVEIS PROPOSTAS Prof. Adriano Matriz energética brasileira É necessário investir em energias renováveis e limpas, de modo a garantir a sustentabilidade da matriz energética brasileira,

Leia mais