REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA EXPERIÊNCIAS E PROBLEMAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA EXPERIÊNCIAS E PROBLEMAS"

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA EXPERIÊNCIAS E PROBLEMAS 60º FÓRUM NACIONAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano 1

2 CONCEITO NOSSO CONCEITO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA Competência do Município, que no nosso entendimento, deve receber apoio técnico e assessoria especializada do Estado, visando solução e tratamento uniforme, viabilizando a execução das ações necessárias. 2

3 APLICAÇÃO INTERVENÇÃO DO ESTADO P O R Q U E O S M U N I C Í P I O S P R E C I S A M D E A U X Í L I O estrutura técnica, administrativa e jurídica insuficientes para enfrentar a complexidade do problema desconhecimento da legislação ausência de Programas Municipais para regularizar e evitar novas ocupações Falta de recursos (R$) 3

4 FILOSOFIA CONHECIMENTO Programas de Regularização Estadual ou Federal Prestar aos Municípios: Assessoria técnica especializada Apoio técnico, jurídico, administrativo e social Serviços técnicos multidisciplinares Programas de capacitação técnica 4

5 FOCO REGULARIZAÇÃO Qualquer Programa de Regularização deveria alcançar todos os tipos de ocupações irregulares, tendo como foco principal aquelas ocupadas por população de baixa renda. 5

6 Legislação APLICAÇÃO CONFLITO S - O BSTÁCULOS LEGISLAÇÃO FEDERAL, ESTADUAL, RESOLUÇÕES CONAMA e NSCGJ 6

7 Legislação Regularização Fundiária Áreas Ambientalmente Protegidas 7

8 Legislação Lei Federal nº /09 Regularização Fundiária de Interesse Social Á R E A S D E P R E S E R VA Ç Ã O P E R M A N E N T E - A P P R E Q U I S I T O S Regularização APPs - Decisão motivada Glebas ocupadas até 31 de dezembro de 2007 Inseridas em área urbana consolidada Estudo técnico comprovando que esta intervenção implica na melhoria das condições ambientais em relação à situação de ocupação irregular anterior. 8

9 APP C R O N O L O G I A D A L E G I S L A Ç Ã O x P E R Í O D O D A I M P L A N TA Ç Ã O LEGISLAÇÃO EXIGÊNCIA Dec. Fed /34 10/07/34 (Código de Aguas) Faixa de 10m: servidão de transito p/ agentes públicos Lei Estadual 1.561/A - 29/12/51 Dec.Est /12/78 (Código Sanitário) (Normas Téc. Especiais) Artigo 285: 14m no mínimo para implantação de logradouro público 9m de largura, no mínimo, em cada margem será destinada área para rua Lei Federal 4.771/65 (Antigo Código Florestal) 30m de APP para cursos d água < 10m na Zona Rural Lei Federal 6.766/79 (Parcelamento do Solo) 15m "Non Aedificandi" (implantação de viário) Lei Federal 7.803/89 (Antigo Código Florestal) 30m de APP para cursos d água < 10m na Zona Urbana Resolução CONAMA 302/2002 Resolução CONAMA 303/2002 Resolução CONAMA 369/2006 APP reservatório artificial - Urbano: 50m - Rural:100m 30m de APP - cursos d água < 10m na Zona Urbana HIS - APP p/ 15m - Plan. Reg. Fundiária Sustentável Lei Federal nº / (PMCMV) Dispensa APP Regul. HIS estudo técnico decisão motivada 9

10 APP C R O N O L O G I A D A L E G I S L A Ç Ã O x P E R Í O D O D A I M P L A N TA Ç Ã O LEGISLAÇÃO Lei Federal nº / (PMCMV) EXIGÊNCIA Art. 71 s/ APP e aprovação p/ registro de parcelamentos anteriores à 19/12/ 1979 Lei Federal nº /2012 (Novo Código Florestal) Art. 4ª - 4º: Dispensa APP no entorno de lagos/lagoas < 01ha. Lei Federal nº /2012 (Novo Código Florestal) Lei Federal nº /2012 (Novo Código Florestal) Art. 62 Dispensa APP em reservatórios artificiais p/ geração de energia ou abastecimento de agua, c/ autorização anterior a 24/08/2001 Art. 64 Regul. Fund. de HIS s/ APP estudo técnico e decisão motivada pela Pref. Municipal Lei Federal nº /2012 (Novo Código Florestal) Art. 65 Regul. Fund. de Int. Específico faixa não edificável de 15m Lei Federal nº /2012 (Novo Código Florestal) Art. 8º - intervenção ou a supressão de vegetação em APP somente ocorrerá na hipótese de utilidade pública, de interesse social ou de baixo impacto ambiental previstas nesta lei. 10

11 Legislação Federal Lei Federal nº /09 SEÇÃO IV Do Registro Regularização Fundiária Art. 68. Não s e r ã o c o b r a d a s c u s t a s e e m o l u m e n t o s para o registro do auto de demarcação urbanística, do título de legitimação e de sua conversão em título de propriedade e dos p a r c e l a m e n t o s o r i u n d o s da r e g u l a r i z a ç ã o f u n d i á r i a de i n t e r e s s e s o c i a l. Art. 71. As glebas parceladas para fins urbanos a n t e r i o r m e n t e a 19 de d e z e m b r o de 1979 que não possuírem registro poderão ter sua s i t u a ç ã o j u r í d i c a r e g u l a r i z a d a, com o registro do parcelamento, desde que o parcelamento esteja implantado e integrado à cidade. 11

12 Legislação Federal Lei Federal nº /12 Novo Código Florestal Art. 64. Na r e g u l a r i z a ç ã o f u n d i á r i a de i n t e r e s s e s o c i a l dos assentamentos inseridos em área urbana de ocupação consolidada e que o c u p a m Á r e a s de P r e s e r v a ç ã o P e r m a n e n t e, a r e g u l a r i z a ç ã o a m b i e n t a l s e r á a d m i t i d a por meio da aprovação do projeto de regularização fundiária, na forma da Lei n o , de 7 de julho de 2009 Art. 65. Na r e g u l a r i z a ç ã o f u n d i á r i a de i n t e r e s s e e s p e c í f i c o dos assentamentos inseridos em área urbana consolidada e que o c u p a m Á r e a s de P r e s e r v a ç ã o P e r m a n e n t e não identificadas como áreas de risco, a r e g u l a r i z a ç ã o a m b i e n t a l s e r á a d m i t i d a por meio da aprovação do projeto de regularização fundiária, na forma da Lei n o , de 7 de julho de o Para fins da regularização ambiental prevista no caput, ao longo dos rios ou de qualquer curso d água, será mantida f a i x a n ã o e d i f i c á v e l com largura m í n i m a de 15 ( q u i n z e ) m e t r o s de cada lado. 12

13 Registro Lei Federal nº /73 REGISTROS PÚBLICOS Art. 195-A. O M u n i c í p i o p o d e r á s o l i c i t a r ao registro de imóveis competente a a b e r t u r a de m a t r í c u l a de parte ou da totalidade de i m ó v e i s p ú b l i c o s oriundos de parcelamento do solo urbano, ainda que n ã o i n s c r i t o ou r e g i s t r a d o, por meio de requerimento acompanhado dos seguintes documentos: (Incluído pela Lei nº , de 2011) Art. 288-A. O r e g i s t r o da r e g u l a r i z a ç ã o f u n d i á r i a urbana de que trata a Lei no , de 7 de julho de 2009, deverá ser requerido diretamente ao Oficial do registro de imóveis e será efetivado i n d e p e n d e n t e m e n t e de m a n i f e s t a ç ã o j u d i c i a l, importando: (Incluído pela Lei nº , de 2011) 13

14 Registro Lei Federal nº /73 REGISTROS PÚBLICOS Art. 288-A.... 4º I n d e p e n d e d a a p r o v a ç ã o de projeto de regularização fundiária o registro: II - do p a r c e l a m e n t o d e g l e b a s para fins urbanos a n t e r i o r a 1 9 d e d e z e m b r o d e que não possuir registro, desde que o parcelamento esteja implantado e integrado à cidade, nos termos do art. 71 da Lei no , de 7 de julho de Art. 288-F. O p a r c e l a m e n t o decorrente de projeto de r e g u l a r i z a ç ã o f u n d i á r i a d e i n t e r e s s e s o c i a l º O r e g i s t r o do parcelamento i n d e p e n d e d o a t e n d i m e n t o aos requisitos constantes da L e i n º , de 19 de dezembro de ( 14

15 CONCLUSÃO OBSTÁCULOS L E G I S L AT I V O S Após a experiência paulista, em 2007, os diplomas legais avançaram, mas permanecem interpretações conflitantes. A D M I N I S T R AT I V O S Principalmente nas esferas ambiental e registrária, não há uniformidade no entendimento e procedimentos. Burocracia e morosidade. 15

16 CONTATO Silvio Figueiredo - https://www.facebook.com/idealface Fone: (+55.11)

Dispositivos da Lei. Destaques. Áreas de Preservação Permanente (APPs)

Dispositivos da Lei. Destaques. Áreas de Preservação Permanente (APPs) Cursos d água naturais perenes e intermitentes excluídos os efêmeros: art. 4º, inciso I. A proteção vale para os cursos d água naturais. Variados cursos d água, como resultantes de retificações, canalizações

Leia mais

18º Encontro Nacional da ANAMMA

18º Encontro Nacional da ANAMMA 18º Encontro Nacional da ANAMMA Os efeitos do PL de parcelamento do solo no meio ambiente e a gestão de APPs urbanas Cynthia Cardoso Goiânia, agosto/2008 Planejamento? Na perspectiva de planejamento qual

Leia mais

DECRETO ESTADUAL nº 52.052, de 13 de agosto de 2007

DECRETO ESTADUAL nº 52.052, de 13 de agosto de 2007 2009 DECRETO ESTADUAL nº 52.052, de 13 de agosto de 2007 Institui, no âmbito da Secretaria de Estado da Habitação Programa Estadual de Regularização de Núcleos Habitacionais Cidade Legal Comitê de Regularização

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP

LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP LICENCIAMENTO AMBIENTAL Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP Engª Adriana Maira Rocha Goulart Gerente Divisão de Apoio e Gestão dos Recursos

Leia mais

CÓDIGO FLORESTAL e ÁREAS URBANAS

CÓDIGO FLORESTAL e ÁREAS URBANAS CÓDIGO FLORESTAL e ÁREAS URBANAS Brasília 30 de agosto de 2011 Celso Santos Carvalho Diretor de Assuntos Fundiários Urbanos O processo de urbanização brasileiro não considerou a necessidade de prover habitação

Leia mais

CHECK LIST DE PRÉ CADASTRO AMBIENTAL RURAL PRÉ CAR

CHECK LIST DE PRÉ CADASTRO AMBIENTAL RURAL PRÉ CAR CHECK LIST DE PRÉ CADASTRO AMBIENTAL RURAL PRÉ CAR 1. MÓDULO DE IDENTIFICAÇÃO DO IMÓVEL Nome do Imóvel: Município: Imóvel em Zona: [ ] Rural [ ] Expansão Urbana [ ] Urbana Referência de acesso: Endereço

Leia mais

Dados do Cadastrante: Nome: CPF: Data de Nascimento: / / Nome da mãe: Meios de contato: E-mail: Telefone residencial:

Dados do Cadastrante: Nome: CPF: Data de Nascimento: / / Nome da mãe: Meios de contato: E-mail: Telefone residencial: 1. ETAPA CADASTRANTE Dados do Cadastrante: Nome: CPF: Data de Nascimento: / / Nome da mãe: Meios de contato: E-mail: Telefone residencial: Endereço do Cadastrante: Logradouro Número: Complemento: Bairro:

Leia mais

Lei Federal nº 12.651/12 ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE. Eng. Agr. Renata Inês Ramos Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad

Lei Federal nº 12.651/12 ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE. Eng. Agr. Renata Inês Ramos Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Lei Federal nº 12.651/12 ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE Eng. Agr. Renata Inês Ramos Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Lei 12651/12 Áreas de Preservação Permanente CONCEITO - Art. 3º, inciso II Área protegida

Leia mais

Proposta para a gestão integrada das áreas de preservação permanente em margens de rios inseridos em áreas urbanas.

Proposta para a gestão integrada das áreas de preservação permanente em margens de rios inseridos em áreas urbanas. Proposta para a gestão integrada das áreas de preservação permanente em margens de rios inseridos em áreas urbanas. Cláudia Regina dos Santos Gerente de Projetos da Secretaria Nacional de Programas Urbanos

Leia mais

PROGRAMA ESTADUAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LAR LEGAL

PROGRAMA ESTADUAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LAR LEGAL Governo de Santa Catarina Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação PROGRAMA ESTADUAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LAR LEGAL Florianópolis REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ASSENTAMENTOS

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 82, DE 13 DE SETEMBRO DE 2004

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 82, DE 13 DE SETEMBRO DE 2004 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 82, DE 13 DE SETEMBRO DE 2004 Estabelece as condições para atendimento com redes de energia elétrica nos lotes situados em loteamentos

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 004/2012/GT PROJETOS DE LEI E LEGISLAÇÃO AMBIENTAL/COMITE DE MEIO AMBIENTE CMA

NOTA TÉCNICA Nº 004/2012/GT PROJETOS DE LEI E LEGISLAÇÃO AMBIENTAL/COMITE DE MEIO AMBIENTE CMA NOTA TÉCNICA Nº 004/2012/GT PROJETOS DE LEI E LEGISLAÇÃO AMBIENTAL/COMITE DE MEIO AMBIENTE CMA São Paulo, 17 de outubro de 2012. 1. Referência A presente Nota Técnica nº 004/2012/GT tem por objetivo proceder

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO USO DE APP REGULAMENTAÇÃO DO USO DE APP

REGULAMENTAÇÃO DO USO DE APP REGULAMENTAÇÃO DO USO DE APP REGULAMENTAÇÃO O DO USO DE APP As Responsabilidades dos Proprietários, rios, Concessionários e do Poder PúblicoP 27.04.2006 Decio Michellis Jr. Limites para a flexibilização da lei 27.04.2006 Decio Michellis

Leia mais

Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo

Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo Aspectos relacionados com a Legislação Florestal / Mineração LEI FEDERAL 12651/12 Engª Amb. Adriana Maira Rocha Goulart Divisão de Apoio e Gestão dos Recursos

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 2.123, DE 2003 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PROJETO DE LEI N o 2.123, DE 2003 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI N o 2.123, DE 2003 Acrescenta expressão ao parágrafo único do art. 2º da Lei nº 4.771, de 15 de setembro de 1965. Autor: Deputado

Leia mais

São Paulo, 31 de maio a 04 de junho de 2009. PROGRAMA PROVISÓRIO 14º CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO AMBIENTAL: DIREITO AMBIENTAL DAS CIDADES

São Paulo, 31 de maio a 04 de junho de 2009. PROGRAMA PROVISÓRIO 14º CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO AMBIENTAL: DIREITO AMBIENTAL DAS CIDADES 14º CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO AMBIENTAL,13º CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO AMBIENTAL,4º CONGRESSO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO AMBIENTAL, 4º CONGRESSO DE DIREITO AMBIENTAL

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL E AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE

CADASTRO AMBIENTAL RURAL E AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CADASTRO AMBIENTAL RURAL E AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O que são as APP e quais as suas funções Diferença entre APP e Reserva Legal Os diversos tipos de APP Sobre nascentes e olho d água diferenças

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR CURSO INTENSIVO III Disciplina: Direito Ambiental Prof. Fabiano Melo Data: 09.12.2009 Aula nº 06 MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Lei 4771/65 Art. 2 Consideram-se de preservação permanente, pelo só efeito desta

Leia mais

Prazos estabelecidos pelo Novo Código Florestal. Prazos para o Poder Público

Prazos estabelecidos pelo Novo Código Florestal. Prazos para o Poder Público Prazos estabelecidos pelo Novo Código Florestal Prazos para o Poder Público Artigo Obrigação Prazo 11, 5º 13, 2º 29 47 59 59, 1º 78-A 82 Conclusão do Zoneamento Ecológico- Econômico da Zona Costeira ZEEZOC

Leia mais

Direito à Moradia e a Questão Ambiental. Suyá Quintslr

Direito à Moradia e a Questão Ambiental. Suyá Quintslr Direito à Moradia e a Questão Ambiental Suyá Quintslr Roteiro da aula 1. A questão ambiental : do surgimento do preservacionismo no período moderno à problemática ambiental na atualidade 2. A ambientalização

Leia mais

Iniciativa Verde. Pontos para aplicação do novo Código Florestal, Lei 12.651/12

Iniciativa Verde. Pontos para aplicação do novo Código Florestal, Lei 12.651/12 Iniciativa Verde Pontos para aplicação do novo Código Florestal, Lei 12.651/12 Roberto Ulisses Resende São Paulo, março de 2013 Introdução Esta é a primeira versão do documento elaborado pela Iniciativa

Leia mais

DECRETO Nº 3941, DE 11 DE JANEIRO DE 2.012. APROVA A CARTILHA PARA PARCELAMENTO DO SOLO (LOTEAMENTOS E CONDOMÍNIOS URABANÍSTICOS).

DECRETO Nº 3941, DE 11 DE JANEIRO DE 2.012. APROVA A CARTILHA PARA PARCELAMENTO DO SOLO (LOTEAMENTOS E CONDOMÍNIOS URABANÍSTICOS). DECRETO Nº 3941, DE 11 DE JANEIRO DE 2.012. APROVA A CARTILHA PARA PARCELAMENTO DO SOLO (LOTEAMENTOS E CONDOMÍNIOS URABANÍSTICOS). O Prefeito Municipal de Uberaba, Estado de Minas Gerais, no uso das atribuições

Leia mais

Afastamentos de Curso d Água e o Código Estadual do Meio Ambiente

Afastamentos de Curso d Água e o Código Estadual do Meio Ambiente Afastamentos de Curso d Água e o Código Estadual do Meio Ambiente Áreas de Preservação Permanente Código Florestal Lei 4.771/65 Art. 2 Consideram-se de preservação permanente, pelo só efeito desta Lei,

Leia mais

Retrocesso na Proteção Ambiental. Dispositivos. Lei nº 12.651/2012

Retrocesso na Proteção Ambiental. Dispositivos. Lei nº 12.651/2012 Retrocesso na Proteção Ambiental Dispositivos Lei nº 12.651/2012 Áreas de Preservação Permanente (APPs) Dispositivos da Lei Áreas de Preservação Permanente (APPs) TOPOS DE MORRO E MONTANHAS Topos de Morro:

Leia mais

Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012. Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF

Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012. Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012 Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF O Idaf por definição O IDAF, é a entidade responsável pela execução da política, florestal, bem como

Leia mais

Comparação entre lei 4771 e PL relatado pelo Dep.Aldo Rebelo preparado por Zeze Zakia Versão preliminar ( APP)

Comparação entre lei 4771 e PL relatado pelo Dep.Aldo Rebelo preparado por Zeze Zakia Versão preliminar ( APP) Lei 4771 versão em vigor II área de preservação permanente: área protegida nos termos dos arts. 2 o e 3 o desta Lei, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos

Leia mais

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - COMO IMPLEMENTAR - ASPÉCTOS TÉCNICOS

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - COMO IMPLEMENTAR - ASPÉCTOS TÉCNICOS REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - - ASPÉCTOS TÉCNICOS Luciano Saldanha Varela Engenheiro Civil ETAPAS DA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA 1) TOPOGRAFIA PARA AUTO DE DEMARCAÇÃO URBANÍSTICA E PARA INSTITUIÇÃO DE ZEIS (PERÍMETRO

Leia mais

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código?

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Dr. Sergius Gandolfi IV Simpósio sobre RAD - Ibt 16/11/2011-14h- Capital (SP) Biólogo, Laboratório de Ecologia

Leia mais

PORTARIA Nº, DE xx DE xxxxx DE 2009

PORTARIA Nº, DE xx DE xxxxx DE 2009 MINISTÉRIO DAS CIDADES PORTARIA Nº, DE xx DE xxxxx DE 2009 Diretrizes para a criação, instituição e atualização do Cadastro Territorial Multifinalitário (CTM) nos municípios brasileiros. O MINISTRO DE

Leia mais

DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Gerência de Licenciamento de Recursos Hídricos - GELIRH

DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Gerência de Licenciamento de Recursos Hídricos - GELIRH DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL Gerência de Licenciamento de Recursos Hídricos - GELIRH PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DA GERÊNCIA a. analisar os requerimentos e processos de outorga de direito de uso de

Leia mais

COMUNICADO nº 10/2014. Aos: Senhores Prefeitos, Assessores Jurídicos, Secretários dos Municípios e Executivos de Associações de Municípios.

COMUNICADO nº 10/2014. Aos: Senhores Prefeitos, Assessores Jurídicos, Secretários dos Municípios e Executivos de Associações de Municípios. COMUNICADO nº 10/2014 Aos: Senhores Prefeitos, Assessores Jurídicos, Secretários dos Municípios e Executivos de Associações de Municípios. Referente: Área de Preservação Permanente - APP em área urbana

Leia mais

USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares

USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares URBANIZAÇÃO E OUTROS USOS 4% AGRICULTURA 7% VEGETAÇÃO NATURAL (FLORESTAIS E OUTROS) 65% PASTAGENS 23% FONTES: MMA/IBGE-PAM(2010)/INPE/CENSO AGROPECUÁRIO 2006

Leia mais

Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Cerrado no Estado, e dá providências correlatas

Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Cerrado no Estado, e dá providências correlatas LEI Nº 13.550, DE 02 DE JUNHO DE 2009 Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Cerrado no Estado, e dá providências correlatas O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que

Leia mais

LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA. Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos

LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA. Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Cerrado no Estado de São Paulo Artigo 1º

Leia mais

O projeto de Código Florestal goiano em face da lei 12.651/2012

O projeto de Código Florestal goiano em face da lei 12.651/2012 Escola Superior do Ministério Público do Estado de Goiás Semana do Meio Ambiente O projeto de Código Florestal goiano em face da lei 12.651/2012 José Antônio Tietzmann e Silva PUC Goiás Rede Gaia Consultoria

Leia mais

Regularização Fundiária Urbana Como aplicar a Lei Federal nº 11.977/2009

Regularização Fundiária Urbana Como aplicar a Lei Federal nº 11.977/2009 Regularização Fundiária Urbana Como aplicar a Lei Federal nº 11.977/2009 2010 1 Realização e Financiamento Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Programas Urbanos

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Habitação e Meio Ambiente Diretoria de Licenciamento e Avaliação Ambiental

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Habitação e Meio Ambiente Diretoria de Licenciamento e Avaliação Ambiental PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Habitação e Meio Ambiente Diretoria de Licenciamento e Avaliação Ambiental São Bernardo do Campo, 15 de maio de 2009. Introdução Tendo em

Leia mais

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos.

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO Estado de São Paulo O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. Sumário Apresentação 5 Porque regularizar 6 Quando uma

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 368, DE 2012

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 368, DE 2012 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 368, DE 2012 Altera a Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, para dispor sobre as Áreas de Preservação Permanentes em áreas urbanas. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Leia mais

LEI DOS INSTRUMENTOS

LEI DOS INSTRUMENTOS LEI DOS INSTRUMENTOS LEI Nº 2.333 DE 06 DE OUTUBRO DE 2006 Dispõe sobre os Instrumentos de Política Urbana no Município de Itápolis. MAJOR AVIADOR MOACYR ZITELLI, Prefeito do Município de Itápolis, Estado

Leia mais

SUMÁRIO LEI N.º 12.651, DE 25 DE MAIO DE 2012 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

SUMÁRIO LEI N.º 12.651, DE 25 DE MAIO DE 2012 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS SUMÁRIO COMO ENTENDER O CÓDIGO Art. 1.º (VETADO) LEI N.º 12.651, DE 25 DE MAIO DE 2012 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1.º-A 1-A.1 Do Estado socioambiental de Direito e o princípio do desenvolvimento

Leia mais

PODER LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE FORMOSA

PODER LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE FORMOSA 1 Altera e atualiza o disposto nos Parágrafos 1º e 2º do Art. 5º e Parágrafo Único do Art. 9º da Lei Municipal nº. 251/04, de 20/12/2004 que instituiu o Plano Diretor do Município de Formosa-GO e dá outras

Leia mais

Resolução SMA nº 70 DE 02/09/2014 Norma Estadual - São Paulo Publicado no DOE em 03 set 2014

Resolução SMA nº 70 DE 02/09/2014 Norma Estadual - São Paulo Publicado no DOE em 03 set 2014 Resolução SMA nº 70 DE 02/09/2014 Norma Estadual - São Paulo Publicado no DOE em 03 set 2014 Define a metodologia a ser adotada em caráter experimental para a conversão das obrigações de reposição florestal

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS CONSTANTES NO GUIA DE SERVIÇOS 2007 PMA

PERGUNTAS E RESPOSTAS CONSTANTES NO GUIA DE SERVIÇOS 2007 PMA PERGUNTAS E RESPOSTAS CONSTANTES NO GUIA DE SERVIÇOS 2007 PMA IMÓVEIS - EDIFICAÇÕES E LOTEAMENTOS A Prefeitura Municipal de Aracaju fiscaliza e licencia obras de edificação e de parcelamento do solo através

Leia mais

RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176

RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176 RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176 Cria e regulamenta sistema de dados e informações sobre a gestão florestal

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA. II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA. II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental Regularização fundiária em áreas de preservação permanente APPs em zona urbana: uma proposta de gestão ALEXANDRE

Leia mais

ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM ÁREAS URBANAS

ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM ÁREAS URBANAS ESTUDO ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM ÁREAS URBANAS Roseli Senna Ganem Consultora Legislativa da Área XI Meio Ambiente e Direito Ambiental, Organização Territorial, Desenvolvimento Urbano e Regional

Leia mais

1º SEMINÁRIO PARA AVANÇAR NA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA NA PARAÍBA

1º SEMINÁRIO PARA AVANÇAR NA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA NA PARAÍBA 1º SEMINÁRIO PARA AVANÇAR NA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA NA PARAÍBA CONSOLIDANDO POLÍTICAS ESTADUAIS E MUNICIPAIS DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA NO ESTADO DA PARAÍBA A. EMENTA O Seminário Para avançar

Leia mais

Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal

Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal Novo Código Florestal (Lei 12651) Eng Agrônomo Ricardo Moraes Witzel, Msc Concepção de Propriedade Sustentável A discussão do novo código florestal

Leia mais

Tema 6: Proteção do Direito à Moradia nos Conflitos Fundiários Urbanos

Tema 6: Proteção do Direito à Moradia nos Conflitos Fundiários Urbanos Tema 6: Proteção do Direito à Moradia nos Conflitos Fundiários Urbanos CONFLITOS FUNDIÁRIOS URBANOS: O DILEMA DO DIREITO A MORADIA EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Ana Maria Filgueira Ramalho aramalho@hotlink.com.br,

Leia mais

Fernanda Amaral Dantas Sobral. Geóloga - CETESB/IPT

Fernanda Amaral Dantas Sobral. Geóloga - CETESB/IPT Análise do desenvolvimento do Plano Ambiental de Conservação e Uso do Entorno de Reservatórios Artificiais e contribuições para a elaboração de Termos de Referência Fernanda Amaral Dantas Sobral Geóloga

Leia mais

VII Reunião de Atualização em Eucalitptocultura

VII Reunião de Atualização em Eucalitptocultura VII Reunião de Atualização em Eucalitptocultura Planejamento da Propriedade Agrícola (APP e RL) Eng o. F tal. Msc. João Carlos Teixeira Mendes Dept o. Ciências Florestais ESALQ/USP Estação Experimental

Leia mais

E CONFLITOS. Painel: Habitação Popular e Mercados Informais (Regularização Fundiária) / Outros Temas de Interesse Geral

E CONFLITOS. Painel: Habitação Popular e Mercados Informais (Regularização Fundiária) / Outros Temas de Interesse Geral REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA NA CIDADE DE PIRACICABA - SP: AÇÕES A E CONFLITOS Painel: Habitação Popular e Mercados Informais (Regularização Fundiária) / Outros Temas de Interesse Geral Engª Civil Silvia Maria

Leia mais

REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13. Outubro de 2013

REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13. Outubro de 2013 REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13 Outubro de 2013 ESTRUTURA DA MINUTA DO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PDE TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS E OBJETIVOS QUE

Leia mais

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: ASPECTOS LEGAIS AMBIENTAIS RELEVANTES

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: ASPECTOS LEGAIS AMBIENTAIS RELEVANTES NOVO CÓDIGO FLORESTAL: ASPECTOS LEGAIS AMBIENTAIS RELEVANTES 25 de Setembro de 2012 ESPAÇOS TERRITORIAIS ESPECIALMENTE PROTEGIDOS Cabe ao Poder Público definir, em todas as unidades da Federação, espaços

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS CONSTANTES NO GUIA DE SERVIÇOS DA PREFEITURA

PERGUNTAS E RESPOSTAS CONSTANTES NO GUIA DE SERVIÇOS DA PREFEITURA PERGUNTAS E RESPOSTAS CONSTANTES NO GUIA DE SERVIÇOS DA PREFEITURA IMÓVEIS - EDIFICAÇÕES E LOTEAMENTOS A Prefeitura Municipal de Aracaju fiscaliza e licencia obras de edificação e de parcelamento do solo

Leia mais

Experiências locais RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO ATIVIDADE DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CAU UNIP RIBEIRÃO PRETO

Experiências locais RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO ATIVIDADE DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CAU UNIP RIBEIRÃO PRETO Experiências locais RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO ATIVIDADE DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CAU UNIP RIBEIRÃO PRETO INFORMAÇÕES BÁSICAS datas de início e término: local: fonte de recursos: arranjo institucional: 2015

Leia mais

Legislação Anterior Novo Código Florestal Avanços

Legislação Anterior Novo Código Florestal Avanços A APP era computada a partir das margens de rio ou cursos d água, pelo nível mais alto do período de cheia. Várzeas eram consideradas parte dos rios ou cursos d água, porque são inundadas durante o período

Leia mais

Prevenção e mediação de conflitos fundiários urbanos

Prevenção e mediação de conflitos fundiários urbanos Prevenção e mediação de conflitos fundiários urbanos 1 Fatores geradores dos conflitos fundiários urbanos Reintegração de posse de imóveis públicos e privados, em que o processo tenha ocorrido em desconformidade

Leia mais

Informações necessárias para inscrição de imóvel no Cadastro Ambiental Rural - CAR

Informações necessárias para inscrição de imóvel no Cadastro Ambiental Rural - CAR Informações necessárias para inscrição de imóvel no Cadastro Ambiental Rural - CAR Dados do imóvel (Todos os campos devem ser obrigatoriamente preenchidos) Nome imóvel rural:fazenda Sertão dos Freires

Leia mais

APP s Urbanas e o Plano Diretor de Curitiba

APP s Urbanas e o Plano Diretor de Curitiba FRENTE MOBILIZA CURITIBA 1ª Oficina Meio Ambiente e Plano Diretor APP s Urbanas e o Plano Diretor de Curitiba Incidência e Regularização Fundiária de APP s Urbanas na Lei 12.651/12 Prof. Dr. José Gustavo

Leia mais

CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES JURÍDICAS Disciplina: Direito Ambiental Prof. Fabiano Melo Data:23/06 Aula nº 02 MATERIAL DE APOIO PROFESSOR

CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES JURÍDICAS Disciplina: Direito Ambiental Prof. Fabiano Melo Data:23/06 Aula nº 02 MATERIAL DE APOIO PROFESSOR CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES JURÍDICAS Disciplina: Direito Ambiental Prof. Fabiano Melo Data:23/06 Aula nº 02 MATERIAL DE APOIO PROFESSOR (Promotor de Justiça SP/2010) 01. Na ação de responsabilidade

Leia mais

Lei 12.651/2012. Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen

Lei 12.651/2012. Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen Lei 12.651/2012 Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen Considerações Padrão Legal X Padrão de Qualidade Capacitação para aplicação da lei Análise individual

Leia mais

Edição nº 51/2015 Brasília - DF, quinta-feira, 19 de março de 2015. Corregedoria PROVIMENTO Nº 44, DE 18 DE MARÇO DE 2015. Seção I Disposições Gerais

Edição nº 51/2015 Brasília - DF, quinta-feira, 19 de março de 2015. Corregedoria PROVIMENTO Nº 44, DE 18 DE MARÇO DE 2015. Seção I Disposições Gerais Corregedoria PROVIMENTO Nº 44, DE 18 DE MARÇO DE 2015 Estabelece normas gerais para o registro da regularização fundiária urbana. Seção I Disposições Gerais Art. 1º. O processo e os atos de registro da

Leia mais

Treinamento no Sistema de Cadastro Ambiental Rural

Treinamento no Sistema de Cadastro Ambiental Rural Treinamento no Sistema de Cadastro Ambiental Rural Programação Manhã: teórica Conceitos da legislação ambiental Conceitos específicos do CAR e do PRA Tarde: prática Considerações sobre o sistema Apresentação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE PARCELAMENTO DO SOLO Competência de Análise, Legislação Vigente e Principais Fluxos de Aprovação. SECOVI SP 12 de Novembro de 2010

DEPARTAMENTO DE PARCELAMENTO DO SOLO Competência de Análise, Legislação Vigente e Principais Fluxos de Aprovação. SECOVI SP 12 de Novembro de 2010 DEPARTAMENTO DE PARCELAMENTO DO SOLO Competência de Análise, Legislação Vigente e Principais Fluxos de Aprovação SECOVI SP 12 de Novembro de 2010 SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DEPARTAMENTO DE PARCELAMENTO

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 196 - Data 5 de agosto de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: NORMAS DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA REGIME ESPECIAL DE TRIBUTAÇÃO. INCORPORAÇÕES

Leia mais

Novo Código Florestal Lei 12.651/12. Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental

Novo Código Florestal Lei 12.651/12. Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Novo Código Florestal Lei 12.651/12 Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Fevereiro - 2013 ROTEIRO 1. HISTORICO DO CODIGO FLORESTAL a. EVOLUCAO DOS CONCEITOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TAPEJARA SECRETARIA DE AGRICULATURA E MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE TAPEJARA SECRETARIA DE AGRICULATURA E MEIO AMBIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE TAPEJARA SECRETARIA DE AGRICULATURA E MEIO AMBIENTE AUDIÊNCIA PÚBLICA - ESTUDOS TÉCNICOS MACRODRENAGEM E APP S EM ÁREAS URBANA CONSOLIDADA PROPOSTA DE CONDICIONANTES E RESTRIÇÕES

Leia mais

REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO

REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO (Lei 6.766/79 alterada pela Lei 9.785/99 e Lei Estadual 7.943/2004) Lei 6.766/1979 - Art. 2º.: 1º - Considera-se loteamento a subdivisão de gleba em lotes destinados

Leia mais

ANEXO VII ESTRATÉGIA DE COMPATIBILIZAÇÃO DOS INVESTIMENTOS

ANEXO VII ESTRATÉGIA DE COMPATIBILIZAÇÃO DOS INVESTIMENTOS ANEXO VII ESTRATÉGIA DE COMPATIBILIZAÇÃO DOS INVESTIMENTOS MUNICÍPIO DE SANTOS 1 1. OBJETIVO O presente Plano tem por objetivo ordenar os trabalhos necessários para a viabilização das obras de Saneamento

Leia mais

Portaria IEF nº 30, de 03 de fevereiro de 2015.

Portaria IEF nº 30, de 03 de fevereiro de 2015. Portaria IEF nº 30, de 03 de fevereiro de 2015. Estabelece diretrizes e procedimentos para o cumprimento da compensação ambiental decorrente do corte e da supressão de vegetação nativa pertencente ao bioma

Leia mais

DESONERAÇÃO DE RESERVA LEGAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS. Junho/2011

DESONERAÇÃO DE RESERVA LEGAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS. Junho/2011 DESONERAÇÃO DE RESERVA LEGAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS Junho/2011 CONTEXTO Das 310 Ucs Federais, 251 são domínio público DOMÍNIO TERRAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS DOMÍNIO TERRAS PÚBLICAS

Leia mais

Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu

Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu 13/05/2013 CAR - Cadastro Ambiental Rural - O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os

Leia mais

A FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE E SUAS IMPLICAÇÕES NO DIREITO BRASILEIRO.

A FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE E SUAS IMPLICAÇÕES NO DIREITO BRASILEIRO. A FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE E SUAS IMPLICAÇÕES NO DIREITO BRASILEIRO. 1 AS SANÇÕES APLICÁVEIS NO CASO DE SOLO NÃO EDIFICADO, SUBUTILIZADO, OU NÃO UTILIZADO. Gina Copola (outubro de 2.012) I Tema atual

Leia mais

MUNDOGEO Workshop GEODIREITO O Novo Código Florestal, a questão rural e perspectivas do georreferenciamento.

MUNDOGEO Workshop GEODIREITO O Novo Código Florestal, a questão rural e perspectivas do georreferenciamento. MUNDOGEO Workshop GEODIREITO O Novo Código Florestal, a questão rural e perspectivas do georreferenciamento. Prof. Dr. José Gustavo de Oliveira Franco 2012 Histórico da Legislação e Ocupação: O Exemplo

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 0000034-17.2002.8.26.0224 Tipo: Acórdão CSM/SP Data de Julgamento: 19/07/2012 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:27/09/2012 Estado: São Paulo Cidade: Guarulhos

Leia mais

Entendendo o Código Florestal. II Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Novembro 23 de Outubro de 2012

Entendendo o Código Florestal. II Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Novembro 23 de Outubro de 2012 Entendendo o Código Florestal II Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Novembro 23 de Outubro de 2012 Tópicos abordados hoje: * Florestas no Planejamento Federal; * Lei 12.651/12 Estrutura

Leia mais

RELATÓRIO DAS OFICINAS SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOS PROJETOS DE ASSENTAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE REFORMA AGRÁRIA

RELATÓRIO DAS OFICINAS SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOS PROJETOS DE ASSENTAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE REFORMA AGRÁRIA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO MDA INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA INCRA RELATÓRIO DAS OFICINAS SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOS PROJETOS DE

Leia mais

LEI N.º 1.849/2014 DATA: 08/05/2014

LEI N.º 1.849/2014 DATA: 08/05/2014 LEI N.º 1.849/2014 DATA: 08/05/2014 SÚMULA: Disciplina os procedimentos para regularização fundiária de assentamentos urbanos de interesse social ou específico e dá outras providências. A Câmara Municipal

Leia mais

Cachoeiro de Itapemirim (ES), segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 DOM nº 4517 Página 10 PORTARIA Nº 895/2013

Cachoeiro de Itapemirim (ES), segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 DOM nº 4517 Página 10 PORTARIA Nº 895/2013 Cachoeiro de Itapemirim (ES), segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 DOM nº 4517 Página 10 PORTARIA Nº 895/2013 VIII. A implantação de sistema de coleta e tratamento de esgoto próprio requer anuência da

Leia mais

Regularização Fundiária. Rosane Tierno 02 julho -2011

Regularização Fundiária. Rosane Tierno 02 julho -2011 Regularização Fundiária Rosane Tierno 02 julho -2011 Parte I - Informalidade fundiária Imagem interna de um cortiço Regularização Fundiária Por que?? INFORMALIDADE FUNDIÁRIA URBANA MUNICÍPIOS POR FAIXA

Leia mais

Comissão de Direito Imobiliário e Urbanístico da OAB/SP. Loteamentos Fechados Temas Polêmicos e Atuais

Comissão de Direito Imobiliário e Urbanístico da OAB/SP. Loteamentos Fechados Temas Polêmicos e Atuais Comissão de Direito Imobiliário e Urbanístico da OAB/SP Loteamentos Fechados Temas Polêmicos e Atuais Painel I Parcelamento do Solo Conceitos e Aspectos Legais 20 de junho de 2006 1 Loteamento art. 2º,

Leia mais

Resolução SMU nº 728 de 10 de julho de 2007

Resolução SMU nº 728 de 10 de julho de 2007 Resolução SMU nº 728 de 10 de julho de 2007 Altera a Resolução SMU n.º 703 de 29/12/2006 que consolida, organiza e atualiza as normas, os procedimentos e a padronização para a elaboração e aprovação dos

Leia mais

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade.

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade. São as áreas protegidas da propriedade. Elas não podem ser desmatadas e por isso são consideradas Áreas de Preservação Permanente (APPs). São as faixas nas margens de rios, lagoas, nascentes, encostas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, de 2009. (Do Sr. Marcelo Itagiba)

PROJETO DE LEI Nº, de 2009. (Do Sr. Marcelo Itagiba) PROJETO DE LEI Nº, de 2009. (Do Sr. Marcelo Itagiba) Altera a Lei n o 6.015, de 31 de dezembro de 1973, a fim de prever o registro de legitimação de posse e de ocupação urbanas no Registro de Títulos e

Leia mais

A observância da acessibilidade na fiscalização de obras e licenciamentos de projetos pelos municípios

A observância da acessibilidade na fiscalização de obras e licenciamentos de projetos pelos municípios A observância da acessibilidade na fiscalização de obras e licenciamentos de projetos pelos municípios Luciano de Faria Brasil Promotoria de Justiça de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística de Porto

Leia mais

Medida Provisória nº 691/2015

Medida Provisória nº 691/2015 Medida Provisória nº 691/2015 Brasília, Setembro/2015 AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO GESTÃO DE IMÓVEIS DA UNIÃO APERFEIÇOAMENTO DO MARCO LEGAL- MP 691/2015 Alienação de terrenos em áreas urbanas consolidadas

Leia mais

O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. Restrições x Oportunidades

O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. Restrições x Oportunidades O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA Restrições x Oportunidades Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável SDS Dr. Gilney Amorim Viana ASPECTOS REGULATÓRIOS RELEVANTES Código Florestal:

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS LEI COMPLEMENTAR Nº 292, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre a criação da Zona Especial de Interesse Social ZEIS Palmas Sul, estabelece normas para a implantação de Empreendimento Habitacional de Interesse

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

Iniciemos pelo escopo da Lei 6.766/79.

Iniciemos pelo escopo da Lei 6.766/79. AS NORMAS FEDERAIS SOBRE PARCELAMENTO DO SOLO URBANO (CONCEITUAÇÃO, ESPÉCIES, EXIGÊNCIAS OBRIGATÓRIAS, PROCEDIMENTO DA LEI 6.766/79*) Suely Mara Vaz Guimarães de Araújo 1 Arquiteta e advogada. Consultora

Leia mais

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte,

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte, LEI Nº 399/07 DISPÕE SOBRE O PARCELAMENTO E A OCUPAÇÃO DO SOLO URBANO DO MUNICÍPIO DE MACUCO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a

Leia mais

AULA 3. Aspectos Técnicos da Regularização Fundiária.

AULA 3. Aspectos Técnicos da Regularização Fundiária. Regularização Fundiária de Assentamentos Informais em Áreas Urbanas Disciplina: Regularização Fundiária e Plano Diretor Unidade 03 Professor(a): Laura Bueno e Pedro Monteiro AULA 3. Aspectos Técnicos da

Leia mais

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CONSOLIDADAS:

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CONSOLIDADAS: O mais importante Do novo Código Florestal Engª Agrônoma Carla Beck- FAEP/DTE As propriedades rurais ocupadas até 22 de julho de 2008, terão que cumprir as seguintes regras estabelecidas pelo novo Código

Leia mais

PAINEL III. Licenciamento Ambiental Municipal

PAINEL III. Licenciamento Ambiental Municipal PAINEL III Licenciamento Ambiental Municipal Licenciamento Ambiental Municipal Em 1978 Supressão de vegetação (construções e em áreas públicas) (Código de Posturas de 1974); Em 1981 Supressão de vegetação

Leia mais

CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2014, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014. PUBLICADA NO DOE/PA Nº 32594, DE 28/02/2014, CADERNO 5 PÁGINAS 6-8 Data: 26 de fevereiro de 2014. Define procedimentos administrativos para a

Leia mais

PROGRAMA PARAISÓPOLIS Regularização Fundiária

PROGRAMA PARAISÓPOLIS Regularização Fundiária PROGRAMA PARAISÓPOLIS Regularização Fundiária POLÍTICA HABITACIONAL DA CIDADE DE SÃO PAULO Plano Diretor Estratégico do Município (Lei 13.430/02, art. 79): Moradia digna é aquela que garante ao morador

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE PROCURADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE PROCURADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO Parecer Nº: 1116/05 Processo Administrativo Nº 02.299827.00.0 Interessado: Departamento Municipal de Habitação - Demhab Assunto: Desafetação para regularização fundiária em área destinada a praça. Interpretação

Leia mais