O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história"

Transcrição

1 O Menino do futuro Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história Tudo começa em uma cidade pequena do interior de Goiás, com o nome de Uruana. Havia um garoto chamado Dhiogo San Diego, um pequeno inventor que queria fazer parte dos jornais do futuro. Criava coisas, móveis, mas nada o interessava. Uma bela manhã saiu em busca de umas sucatas para o seu novo invento. Ao chegar lá viu um monte de latas que lhe chamaram a atenção; então, ele as pegou e levou para casa. No caminho encontrou com a sua tia Elizabet. Ela o olhou e disse: Aonde tu vais com este lixo? Vou continuar minha vida disse ele, e continuou caminhando. Ao chegar em casa, começou a construir braços, pernas, cabeça e todo o corpo. Quando tudo estava pronto, ele começou a montagem e, logo, diante de seus olhos estava um lindo garoto de lata, muito mais lindo porque era o seu filho, como todos os outros. Parado, ele disse: Lutei para um dia te construir, meus sonhos se tornaram realidade; obrigado, Senhor, e as lágrimas caíram sobre o boneco de lata. Então, ele o pegou e colocou sobre a mesa. Logo depois, deitou no chão daquele humilde cômodo quieto; sonhou com o boneco, que ganhou vida e cresceu como uma abóbora. CAPÍTULO 1 O dia caiu e Dhiogo acordou assustado, com o Bentinho chamando-o para o café da 1

2 manhã. Foi correndo para fora, entrando para a casa do Bentinho. Este dizia: Vem, meu filho, vem tomar café na mesa. Estou indo. Para não entrar com vergonha, Dhiogo falou: Bom dia, senhor Bentinho. Bom dia, meu filho, sente-se aí perto da minha senhora. Você, meu filho, por que não vem morar aqui? Ah não, senhor Bentinho, eu agradeço pela sua amizade, mas não posso aceitar; quero vencer sozinho, até hoje minha vida foi só ilusão, que acaba rapidamente. Não é assim, meu filho! É sim! Eu nunca fui feliz, às vezes eu me lembro das casas brancas de andares da minha infância; algo que fica só no mundo dos meus sonhos; eles acabaram, e eu voltei à realidade, entristecido com a miséria, com as roupas rasgadas e a pobreza da alma. E até as flores da minha casa murcham e acabam morrendo, pois não tenho água para molhar. Tenho uma tia que quer me matar. Hoje, se eu quero brinquedos, eu tenho que criar igual aos dos outros meninos, que têm vários. Mas hoje, senhor Bentinho, eu não quero brinquedos; quero ser exposto com o meu garoto, chamado Pinóquio do Futuro, e ele vai brilhar. Obrigado por tudo seu Bentinho, até logo. Até, meu filho. Chegando em casa, eu olhei para o boneco e ele mexeu. Assustado, falei: O que é isto! Será que os meus sonhos vão se tornar realidade. Ó senhor! Olhei o boneco e ele se levantou; espantado, falei: Oi, você é o meu Pinóquio, meu filho. Os dois se abraçaram. Ele sempre foi tudo o que eu queria. Correndo, fui falar para o senhor Bentinho, que tinha me tornado pai com 15 anos. O que você disse! Vem aqui para o senhor ver o meu filho, ele é lindo. Então, Bentinho foi e disse: É mesmo uma gracinha. E logo toda a cidade ficou sabendo da grande invenção. A cada dia eu ensinava tudo sobre o homem do futuro para Pinóquio. Os anos se passaram e ninguém acreditava naquilo que ocorria, Pinóquio agora queria ir para a escola, mas eu não queria, porque ia ser difícil. Ele falava: 2

3 Pai, eu queria ir estudar, todos os garotos do futuro vão, o senhor não foi, mas eu quero ir. Sim, você pode ir, mas nunca poderá mentir para ninguém, tá bom, meu filho querido? Pinóquio saiu correndo e dizendo: Meu pai deixou eu ir para a escola, vamos brincar, crianças. Então foram brincar. Pinóquio, muito pesado, machucou um amigo; o garoto chorava, e Pinóquio o olhou e disse: Você tem lágrima e eu não tenho, saindo correndo para sua casa. Pai, por que eu não choro? Por que você é especial e nunca vai ser infeliz. A vida reserva tantas coisas para nós, meu filho. Vamos dormir? Você vai contar uma história para mim? Sim, meu amado filho. Qual? Do Peter Pan. Fingindo que estava dormindo, Pinóquio levantou e foi para as ruas. Longe, ele sabia que tinha uma beira-mar. Sentado ali, ele começou a cantar: Sou infeliz porque eu queria ser um garoto lindo e perfeito que tivesse lágrimas nos olhos, minha infância é infeliz... CAPÍTULO 2 Pinóquio adormeceu e acordou com um barco parado ali. Abriu os olhos e viu Peter Pan e os meninos perdidos, que falavam para ele: Vem, Pinóquio, nós te esperávamos há muito tempo. Eu não posso, porque meu pai não sabe onde eu estou. Não se assuste, entre, eu vou deixar um pedaço de minha roupa. Logo após o seu pai acorda e fala: Vem, Pinóquio, para o café da manhã. E nada. Olha na cama, ninguém. Sai correndo, predestinado o encontro. Ele para e pensa nos lugares onde sempre passeavam juntos, e lembra da beira-mar. Chegando lá, ele vê uma tira da roupa de Pinóquio, mas ele não o vê. Sentado, chorando, falava: Os mentirosos levaram meu filho. 3

4 Quando escutou a voz dele: Pai. Onde você está, meu filho? Olhe para cima. Meu filho, aonde você vai? Eu estou indo para a Terra do Nunca com o Peter Pan. Você não pode. Por que, pai? Porque nós vamos para os Estados Unidos. Pai, eu voltarei, eu te amo. E sumiu nas nuvens. Chorando, eu não sabia o que fazer. Estou triste, meus sonhos jamais tornaram realidade. Voltando para casa, encontra o senhor Bentinho, que perguntou onde estava Pinóquio. Ele estava na beira-mar, mas sumiu. Como você deixou isso acontecer? Não sabia o que fazer. Vou entrar em casa. Vamos? Não posso, tenho que ver minha senhora. Como ela se chama, senhor Bentinho? Ela se chama Maria Lúcia. E suas filhas? Minhas filhas? Só tenho duas: a Denise e a Lucinéia. Onde estão? Bem longe, mas elas vêm no mês que vem. Ah bom, até logo, vou me deitar, estou com uma dor de cabeça! Amém. CAPÍTULO 3 Pinóquio estava feliz na Terra do Nunca, lutando com o senhor Malvado e encontrando tesouros. Ele voava, corria, brincava, mas algo ali faltava, que era o seu querido pai. No final do dia, ele chamou a fadinha Sininho e falou: - Você pode me tornar um garoto de verdade e colocar eu lá na minha casinha, junto com o meu pai? 4

5 Sim. Claro já que estou no futuro; eu, Sininho tenho uma máquina do tempo. Eu também tenho esta máquina. Então o seu pé cresceu um pouco. Entrou na máquina, dizendo adeus a todos. Ele desapareceu. Apareceu em um lugar que tinha bombas. Assustado, ele falou: Onde estou? tentando correr de medo, procurou outro garoto: Onde estou? Você não sabe? Você está na Primeira Guerra Mundial. Onde? Na Primeira Guerra. Adeus. Sininho torceu o botão da máquina, fazendo Pinóquio viajar em várias épocas do passado. Em cada parada, uma mentira, até chegar no ano Chegando, encontrou com o Betinho: Onde você estava, meu filho? Estava com medo de voltar? Não sei, senhor, só quero encontrar meu pai. Ele está onde? Ele está lá na sua casa. Pinóquio saiu correndo e gritando: Pai, seu filho voltou para casa. Estou bem. Porque seus pés estão grandes assim, Pinóquio? Fui para o passado bem longe. Você mentiu? Sim. Então pense em Deus, para que ele te perdoe, mas amanhã nós viajaremos para os Estados Unidos. Está bem, papai. Dorme bem à noite, porque sairemos cedo. De amanhã levantaram e pegaram um avião bem moderno. Ao chegarem aos Estados Unidos, foram para academia dos inventores modernos: Hoje há uma grande atração: o menino de lata que fala e anda; criado por Dhiogo San Diego, a criação é chamada de Pinóquio do futuro. Pinóquio se destacava entre todas as invenções, nem um chegava perto da sua realidade. Era perfeito, lindo! O prêmio era um milhão de dólares. Em poucos minutos, convocaram o senhor Dhiogo San Diego, de apenas 20 anos, que tinha uma invenção perfeita; algo que 5

6 estava sendo cobiçado pelo mundo das máquinas-temos uma proposta: você entrega o garoto de lata e nós vamos dar o dobro do dinheiro? Não posso, porque ele não é uma máquina, ele é meu filho que eu amo. Você não pode amar uma máquina, porque ela não te ama. Eu amo meu pai. Cale-se, máquina atrevida, pegue ele e traga para mim, entregue o dinheiro para o seu pai e leve ele daqui para fora dos Estados Unidos. Filho, filho! Pai! CAPÍTULO 4 Levaram o Pinóquio do futuro para a casa de bonecas do milionário. Os seus pés já tinham ficado normais. O senhor vinha e ele corria para o quarto e fechava a porta. Sentado na cama, ele falou: São dez horas da manhã, me sinto tão perdido mesmo no meio de uma multidão que não me olha como ser humano, e sim como máquina. O meu coração, meu peito e minha alma gritam de dor. Às vezes penso que não sou nada para as pessoas, que me maltratam sem amor, desprezo e jogando eu fora do mundo. Eu entro para o meu quarto sem olhar pra trás, porque tenho medo de estar ferindo alguém mesmo sem querer. Estou só, mas a solidão é protetora e amiga, a qual transporta meu corpo de lata para perto do meu pai, e minha alma dorme em seus braços. Quando amanheceu, a filha do comprador falou: Eu quero levar o Pinóquio até a escola comigo, pai. Leve. Ela pegou na minha mão e falou: Vamos. Ao chegar à escola, todos perguntaram: Onde você encontrou este boneco? Não encontrei, foi meu pai que me deu para minha coleção de bonecas. 6

7 Ele fala? Sim, vamos estudar juntos, eu e o Pinóquio. Entramos na sala e a professora falou: Onde você pensa em colocar este boneco? Eu penso em colocar ele do meu lado. Então senta aí. Júlia, você sabe como é a nossa mente? Deixa que eu respondo. O Pinóquio vai responder. Nossa mente é como para-quedas, só funciona se estiver aberta. Obrigado. Com quem você aprendeu isso? Com meu pai. Ah, bom. Hoje voltamos para casa, depois de 12 anos de estudos. Júlia, minha única amiga, me abandonou; bem, ela deixou o seu cofrinho aqui, e eu vou embora para casa. Hoje consegui pegar o avião e estou voltando para casa. De longe eu avistei minha casa. Não era feia, nem pobre, era rica e linda. O Bentinho estava na porta. Velhinho e doente me disse: Seu pai te espera. Logo eu avistei meu pai, lindo como sempre. Eu o abracei, olhei em seus olhos e disse: Que saudade. Tudo mudou, menos eu, que continuo uma lata. Não, meu filho, você é um garoto lindo e amado. Venha, estou casado com a Denise. Quem é ela? É a filha do senhor Bentinho. Ah, sei. Oi, Pinóquio, vamos ser grandes amigos. Pai, quem é aquele que está sentado na sala? É o Lisandro, o marido de sua tia Lucinéia, é um grande amigo. Agora tenho que ir para o trabalho; tenho uma fábrica e bonecos robotizados. Bom, vou para o quarto. Eu queria ser um menino de verdade, uma realidade sem igual. Já sei, só posso ser de verdade se Deus quiser. Acredito que um dia me tornarei uma criança, vou dormir. 7

8 A sua mãe entrou no quarto junto com Lisandro. O seu pai chegou e viu o Lisandro saindo do quarto para a sala: Denise falou que estava grávida. Então o pai de Pinóquio o deixou de lado um pouco, dando atenção para o bebê. Com ciúmes, Pinóquio tentou matar o bebê, mas o seu pai o mandou para uma escola interna, onde ficou por dois anos. Nesse período, Lisandro morre, e Denise chorava como se fosse a viúva. Dhiogo começou a suspeitar dela, vendo características do amigo em seu filho. Depois de mais de dois anos, ele foi visitar o seu filho do coração; chegando lá, encontrou um garoto triste e solitário que nada fazia sorrir, chorou e disse: Filho, volte, o pai te ama. Eu também te amo muito, pai, nunca te esqueci, mas eu quero me tornar uma criança um dia,pai. Esquece de tudo filho, seja feliz como você é! Papai, vá, um dia eu voltarei. Adeus, leva um abraço para o Ricardo. Sim, levarei. Naquele momento percebeu que a sua vida era só uma fantasia, de dores e sentimentos e a relatividade das emoções. O mundo dele parecia imaginário e perfeito, sem violência, que não machuca e nem dói, porque lá é lindo e perfeito, cheio de paz espiritual e sentimentos; mas, no fundo, ele queria um dia viver feliz com seu pai. CAPÍTULO 5 Ele olhou na parede e viu a história do menino de madeira que se tornou criança através da fada azul. Então, ele sai correndo do hospital, fugindo daquele lugar e encontrou uma nave e voou - um voo longo que durou a vida toda; caiu sobre a geleira, e ficou congelado por uma eternidade; depois, ele encontrou andando, no mundo sem ninguém, a fada azul e pediu a ela para transformá-lo em um garoto de verdade, para que ele vivesse junto com seu pai, só os dois juntinhos. Suas lágrimas caíram sobre a fada azul. Ela desapertou e falou: Você poderá ter o seu pai somente por um dia e nada mais. Sim, eu quero este dia depois de uma eternidade. Fechou os olhos e ao abrir de novo viu a sua casa, uma casa muito pobre, simples e humilde, mas cheia de muito amor e felicidade. 8

9 Logo ouviu a fada falar: Você tem somente um dia, agora você se tornará uma criança de verdade. Obrigado. Pai, olha, sou uma criança de verdade, você está vendo? Sim, meu filho, você sempre foi minha criança linda. Eu te amo muito, um amor inconfundível. Juntos, os dois tomaram banho na beira-mar, lancharam, jantaram e Pinóquio colocou seu pai para dormir um sono do qual jamais despertaria. Depois de ter se transformado em uma criança, Pinóquio viu que nós amamos não um corpo perfeito de carne e osso ou de lata, e sim porque a pessoa tem coração e ama além de tudo. Obra original disponível em: 9

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Relato de parto: Nascimento do Thomas

Relato de parto: Nascimento do Thomas Relato de parto: Nascimento do Thomas Dia 15 de dezembro de 2008, eu já estava com 40 semanas de gestação, e ansiosa para ter meu bebê nos braços, acordei as 7h com uma cólica fraca, dormi e não senti

Leia mais

Rezar, cantar e crescer

Rezar, cantar e crescer Rezar, cantar e crescer Thereza Ameal e João Ameal Acordes A Mãe Eu gosto tanto da mãe (mãe) A mais querida, querida, querida (dizer rápido) (bonita também) E poder dar-lhe beijinhos m É a melhor coisa

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

Memórias de um Vendaval

Memórias de um Vendaval 3 4 Memórias de um Vendaval 5 6 Carlos Laet Gonçalves de Oliveira MEMÓRIAS DE UM VENDAVAL 1ª Edição PerSe São Paulo - SP 2012 7 Copyright 2011, Carlos Laet Gonçalves de Oliveira Capa: O Autor 1ª Edição

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Estrelas Estrelas nos olhos... Ele tem um brilho intenso nos olhos... Tem um brilho que se expande em estrelas nos meus olhos... Faz pensar...em ser brilho... Brilho nos olhos dele... Perfume de Amor Flor,

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais

Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você!

Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você! Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você! Este Livro Digital (Ebook) é fruto de uma observação que eu faço no mínimo há dez anos nas Redes Sociais, e até pessoalmente na convivência

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

A ABDUZIDA. CELIORHEIS Página 1

A ABDUZIDA. CELIORHEIS Página 1 CELIORHEIS Página 1 A Abduzida um romance que pretende trazer algumas mensagens Mensagens estas que estarão ora explícitas ora implícitas, dependendo da ótica do leitor e do contexto em que ela se apresentar.

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES ASPECTOS TEÓRICOS. POR QUE /POR QUÊ / PORQUE / PORQUÊ a) POR QUE: Equivale a POR QUAL MOTIVO ou a pelo qual e variações; vem também depois de EIS e DAÍ. b) POR QUÊ: Equivale

Leia mais

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias Ideionildo E a Chave Azul Robson Dias Pelo Espírito Vovó Amália Livrinho da Série - As Histórias Que a Vovó Gosta de Contar (http:\www.vovoamalia.ubbi.com.br - Distribuição Gratuita) - A venda deste produto

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Outubro de 2014 Sumário Cavaleiro da Chama-Vermelha.... 2 Dr. Emanuel.... 2 João Augusto... 3 Mago Horax... 3 Caravana de Koré....

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

Masterização: Renato Luiz / Criação de capa: MK Music

Masterização: Renato Luiz / Criação de capa: MK Music Técnica Produção musical: Emerson Pinheiro (exceto a música Coração) Pianos: Emerson Pinheiro Teclados, cordas, loops: Tadeu Chuff Piano nas músicas da O Coração de Quem Ama e Foi Deus Quem Fez Você Pra

Leia mais

FAÇA CÓPIAS DOS TEXTOS A SEREM LIDOS E DISTRIBUA ENTRE OS ADOLESCENTES E JOVENS PARA INCENTIVAR A SUA PARTICIPAÇÃO MAIS EFETIVA.

FAÇA CÓPIAS DOS TEXTOS A SEREM LIDOS E DISTRIBUA ENTRE OS ADOLESCENTES E JOVENS PARA INCENTIVAR A SUA PARTICIPAÇÃO MAIS EFETIVA. FAÇA CÓPIAS DOS TEXTOS A SEREM LIDOS E DISTRIBUA ENTRE OS ADOLESCENTES E JOVENS PARA INCENTIVAR A SUA PARTICIPAÇÃO MAIS EFETIVA. Em 25 de dezembro de 274, Lúcio Domício Aureliano, que foi imperador de

Leia mais

Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro BRUNA KARLA NA ETERNIDADE Eyshila - MK EDIÇÕES ISRC BR MKP 1300644 Quero

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O ANJO Hans Christian Andersen 3 Contos de Hans Christian Andersen Hans Christian Andersen nasceu em Odensae, em 2 de abril de 1805, e faleceu em Conpenhague em 1875.

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Setembro de 2014 Sumário Luciana Pereira da Costa... 2 Luiz Paiva Neto... 2 Comunicado... 3 Debi Godoi Galvão... 3 Sou a criança...

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

Esta revista foi elaborada para ser usada em casa durante a semana.

Esta revista foi elaborada para ser usada em casa durante a semana. Devocionais 1 Esta revista foi elaborada para ser usada em casa durante a semana. Deus escolhe pessoas para transmitir a sua mensagem. No entanto, essas mensagens algumas vezes contêm mistérios e significados

Leia mais

O LOBO E OS SETE CABRITINHOS. Irmãos Grimm

O LOBO E OS SETE CABRITINHOS. Irmãos Grimm O LOBO E OS SETE CABRITINHOS Irmãos Grimm Era uma vez uma velha cabra que tinha sete cabritinhos, e os amava como as mães amam os filhos. Certo dia, ela teve de ir à floresta em busca de alimento e recomendou

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

O TEMPLO DOS ORIXÁS. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br

O TEMPLO DOS ORIXÁS. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br O TEMPLO DOS ORIXÁS Quando, na experiência anterior, eu tive a oportunidade de assistir a um culto religioso, fiquei vários dias pensando a que ponto nossa inconsciência modificou o mundo espiritual. Conhecendo

Leia mais

Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração.

Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração. Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração. Marcus Vinícius Rodrigues Garcia. Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil. Liège, Belgica. Bom, agora já faz quase três meses que eu estou aqui na Bélgica

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

A Vida Passada a Limpo. Ayleen P. Kalliope

A Vida Passada a Limpo. Ayleen P. Kalliope A Vida Passada a Limpo Ayleen P. Kalliope 2011 Este livro é dedicado ao meu querido filho, Pedro Paulo, que ao nascer me trouxe a possibilidade de parar de lecionar Inglês e Português, em escolas públicas

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico)

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) Januária setembro/2011 CENÁRIO: Livre, aberto, porém, deve se haver por opção uma cadeira, uma toalha e uma escova

Leia mais

eunice arruda - poesias alguns (poemas selecionados de eunice arruda)

eunice arruda - poesias alguns (poemas selecionados de eunice arruda) eunice arruda - poesias alguns (poemas selecionados de eunice arruda) propósito Viver pouco mas viver muito Ser todo o pensamento Toda a esperança Toda a alegria ou angústia mas ser Nunca morrer enquanto

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Série: CRESCIMENTO Preletor: Dr. Bob Harrison Cd: 1/11

Série: CRESCIMENTO Preletor: Dr. Bob Harrison Cd: 1/11 TEMA: CRESCIMENTO, AVANÇO E CONQUISTA! 1/11. PRINCIPES E PRINCESAS SE VOCÊ É UMA DAS MILHARES DE PESSOAS QUE DESEJAM CRESCER, QUE DE VERDADE QUEREM CRESCIMENTO PARA SUA VIDA, AQUI VÃO ALGUMAS BOAS NOTÍCIAS.

Leia mais

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A O LIVRO SOLIDÁRIO Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A 1 Era uma vez um rapaz que se chamava Mau-Duar, que vivia com os pais numa aldeia isolada no Distrito de Viqueque, que fica

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Memórias de um Sargento de Milícias Peça do 9º B

Memórias de um Sargento de Milícias Peça do 9º B Roteiro da Peça do Livro Memórias de um Sargento de Milícias Peça do 9º B Peça começa com um pequeno vídeo com uma narração por traz contando a infância de Leonardo (Filho). O texto será: Leonardo nascido

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

CURSO CASAMENTO FELIZ NAMORANDO - SE ESBOÇO DA NOITE: INTRODUÇÃO - JÖRG PALESTRA JÖRG - LADO TEOLÓGICO UMA DADIVA DE DEUS!

CURSO CASAMENTO FELIZ NAMORANDO - SE ESBOÇO DA NOITE: INTRODUÇÃO - JÖRG PALESTRA JÖRG - LADO TEOLÓGICO UMA DADIVA DE DEUS! CURSO CASAMENTO FELIZ NAMORANDO - SE ESBOÇO DA NOITE: Colocar as perguntas na caixa Introdução Rodada: Quem te explicou a sexualidade e como? Palestra Jorge Palestra Judite Respostas Conversa Tarefa INTRODUÇÃO

Leia mais

Mensageiros da Cura (1 a 34)

Mensageiros da Cura (1 a 34) Mensageiros da Cura (1 a 34) 1 2 1 Mensageiro (Mestre,95) Te levanta, te levanta Levanta quem está sentado Para receber o Mensageiro Dentro do Jardim Dourado. Vai seguindo, vai seguindo Dentro do jardim

Leia mais

JESUS CRISTO A HISTÓRIA DE. David C Cook. All Rights Reserved

JESUS CRISTO A HISTÓRIA DE. David C Cook. All Rights Reserved A HISTÓRIA DE JESUS CRISTO ESTA É A VERDADEIRA HISTÓRIA DE JESUS CRISTO. ELE ERA UM HOMEM, MAS ERA MUITO MAIS DO QUE ISSO. ELE É O FILHO ÚNICO DE DEUS. É CLARO QUE ELE ERA PODEROSO. ATÉ O VENTO E O MAR

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

Pétalas de Rosas Memórias de um Samurai.

Pétalas de Rosas Memórias de um Samurai. Pétalas de Rosas Memórias de um Samurai. Pétalas de Rosas é um livro que traz muitas historias e misticismos dos antigos Samurais do Japão feudal. O conto se passa em Osaka e outras cidades do Japão, nos

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR

PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR ANO LETIVO 2012/2013 Era uma vez um peixinho azul muito pequenino, que nadava no fundo

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Dilemas de Adolescente

Dilemas de Adolescente Dilemas de Adolescente Quando pensamos que a vida está parada, ai temos uma grande surpresa. Meu nome é Ellen Ster, tenho 14 anos, loura, olhos castanhos, cabelos ondulados. Minha vida é composta de amigos,

Leia mais

MATERIAL DE APOIO OFICINA EVANGELISMO PESSOAL MIN. FILIPE ARAÚJO

MATERIAL DE APOIO OFICINA EVANGELISMO PESSOAL MIN. FILIPE ARAÚJO MATERIAL DE APOIO OFICINA EVANGELISMO PESSOAL MIN. FILIPE ARAÚJO DO CONCEITO PARA PRATICA E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos

Leia mais

Amor em Perspectiva Cultural - Mário Quintana. 1. A amizade é um amor que nunca morre. (Mário Quintana)

Amor em Perspectiva Cultural - Mário Quintana. 1. A amizade é um amor que nunca morre. (Mário Quintana) Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia da Cultura Educador: João Nascimento Borges Filho Amor em Perspectiva

Leia mais

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons.

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons. Olá, você esta acessando um dos materiais vencedores no concurso InternÉtica 2011, realizado pela SaferNet Brasil e o Instituto Childhood Brasil. Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

Depressão na Gravidez

Depressão na Gravidez De Depressão na Gravidez Um relato de uma mulher com Depressão na Gravidez O E-mail enviado por Gabriela, uma mulher que teve depressão durante a Gravidez e as respostas de apoio e ajudar à essa mulher.

Leia mais

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público Pedro, Tiago, João no barquinho Os três no barquinho no mar da Galiléia Jogaram a rede Mas não pegaram nada Tentaram outra vez E nada

Leia mais

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai.

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai. Conto de Natal Já um ano havia passado desde o último Natal. Timóteo estava em pulgas para que chegasse o deste ano. Menino com cara doce, uma tenra idade de 10 aninhos, pobre, usava roupas ou melhor,

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs TALVEZ VOCÊ TENHA SENTIDO

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs TALVEZ VOCÊ TENHA SENTIDO Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. O MELHOR DE CALVIN / Bill Watterson OI, SUSIE,

Leia mais

ATO I CENA I KENT: GLOUCESTER: KENT: GLOUCESTER: KENT: GLOUCESTER: KENT:

ATO I CENA I KENT: GLOUCESTER: KENT: GLOUCESTER: KENT: GLOUCESTER: KENT: ATO I CENA I (Salão nobre do palácio do Rei Lear. Entram Kent, Gloucester e Edmundo.) KENT: Pensei que o Rei preferisse o Duque de Albânia ao Duque de Cornualha. GLOUCESTER: Também sempre pensamos assim,

Leia mais

UM MENINO NO ESPAÇO. 2ª parte

UM MENINO NO ESPAÇO. 2ª parte UM MENINO NO ESPAÇO 2ª parte CELSO INNOCENTE Um menino no espaço. 2ª parte ISBN 978-85-914107-1-2 1ª edição Celso Aparecido Innocente Rio de Janeiro Brasil 2012 Sumário Prefácio --------------------------------------------------------

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Laranja-fogo. Cor-de-céu

Laranja-fogo. Cor-de-céu Laranja-fogo. Cor-de-céu Talita Baldin Eu. Você. Não. Quero. Ter. Nome. Voz. Quero ter voz. Não. Não quero ter voz. Correram pela escada. Correram pelo corredor. Espiando na porta. Olho de vidro para quem

Leia mais

CD CONTEMPLATIVO 01-DEUS É LINDO (IRMÃ CAROL) 3:07. 02-INVOCAREI (Irmã Carol) 3:55

CD CONTEMPLATIVO 01-DEUS É LINDO (IRMÃ CAROL) 3:07. 02-INVOCAREI (Irmã Carol) 3:55 CD CONTEMPLATIVO 01-DEUS É LINDO (IRMÃ CAROL) 3:07 Ergo o meu olhar pra Te contemplar Dobro os meus joelhos para Te adorar Ergo as minhas mãos para Te louvar Abro o meu coração só prá Te amar Esplendor

Leia mais

Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial.

Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial. Casa Templária, 11 de novembro de 2011. Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial. Vou lhes falar de um Ser, que poderíamos chamar

Leia mais

Sugestão para Início da Primavera

Sugestão para Início da Primavera Sugestão para Início da Primavera Dramatização Autora: Zenaide Alves Ferreira Bragança Cenário: Um jardim com várias flores. Os personagens estão espalhados pelo jardim, uns sentados, outros recostados,

Leia mais

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS)

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA, YEMANJA...(BIS) RAINHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR...BIS É BONITO O CANTO DE YEMANJA SEMPRE

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

AGUAS PROFUNDAS. Lc 5

AGUAS PROFUNDAS. Lc 5 1 Lc 5 AGUAS PROFUNDAS 1 Certo dia Jesus estava perto do lago de Genesaré, e uma multidão o comprimia de todos os lados para ouvir a palavra de Deus. 2 Viu à beira do lago dois barcos, deixados ali pelos

Leia mais

Existe uma terapia específica para problemas sexuais?

Existe uma terapia específica para problemas sexuais? Existe uma terapia específica para problemas sexuais? Maria de Melo Azevedo Eu acho que a terapia sexual para casos bem específicos até que pode funcionar. Ou, pelo menos, quebra o galho, como se diz.

Leia mais

Capítulo 1. A Família dos Mumins.indd 13 01/10/15 14:17

Capítulo 1. A Família dos Mumins.indd 13 01/10/15 14:17 Capítulo 1 No qual o Mumintroll, o Farisco e o Sniff encontram o Chapéu do Papão; como aparecem inesperadamente cinco pe quenas nuvens e como o Hemulo arranja um novo passatempo. Numa manhã de primavera

Leia mais

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille Água Tu és um milagre que Deus criou, e o povo todo glorificou. Obra divina do criador Recurso

Leia mais

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6 Ai quem me dera 1. Ai, quem me dera, terminasse a espera 2. Retornasse o canto simples e sem fim, 3. E ouvindo o canto se chorasse tanto 4. Que do mundo o pranto se estancasse enfim 5. Ai, quem me dera

Leia mais

Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks.

Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks. 1 Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks. A Virtualbooks gostaria de receber suas críticas e sugestões sobre suas edições. Sua opinião é muito importante para

Leia mais