Centro de Combate à Violência Infantil. O amor por princípio, a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes por vocação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro de Combate à Violência Infantil. O amor por princípio, a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes por vocação"

Transcrição

1 Centro de Combate à Violência Infantil O amor por princípio, a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes por vocação

2 Centro de Combate à Violência Infantil Violência Física contra Crianças e Adolescentes

3 Principais Características Violência Física

4 Agressores mais Comuns são os pais 70% dos agressões são de pais biológicos Mãe: agride mais / Pai: causa lesões mais graves

5 Natureza repetitiva Do fenômeno Caso não seja denunciada a violência, a reincidência é de 50% a 60% Os agressores geralmente são pessoas normais Só 10% dos agressores sofrem de quadros psiquiátricos graves

6 Evolução gradual Da violência Antes de uma lesão grave ou óbito ocorrem lesões mais leves que não foram denunciadas.

7 Miséria/ Desemprego Stress Criança vista como objeto Problemas psicológicos/ psiquiátricos Causas Maus-Tratos Físicos Pais vítimizados em suas próprias infâncias Fanatismo religioso Drogas / álcool Filhos indesejados

8 Guia Prático de Identificação Perfil da criança Teme exageradamente os pais Baixa auto-estima Falta constantemente à escola (Ex:colher) Criança nervosa e sempre em estado de alerta Pode apresentar comportamento agressivo Baixo aproveitamento escolar Oculta as lesões sofridas Depressiva, isolada, tímida e muito triste Crianças de tenra idade que chora de forma insistente e sem explicação à aproximação do pai, mãe, babá, ou outro cuidador Foge ou busca ficar longe de casa

9 Guia Prático de Identificação Perfil do Agressor Vê a criança como um objeto que lhe pertence Raramente vai a reuniões escolares ou acompanha vacinas. Fala que a criança é preguiçosa e causadora de problemas Defende a aplicação de disciplina severa Se irrita e tem pouca paciência com as crianças Possui histórico de violência em sua própria infância Faz uso indevido de drogas e/ou álcool Mente sobre a causa das lesões da criança Cobra da criança desempenho físico e/ou intelectual acima de sua capacidade Culpa a criança pelos problemas no lar Temperamento autoritário e controlador

10 Guia Prático de Identificação Perfil da Família Cumplicidade silenciosa entre os cônjuges Hostilidade a abordagem de profissionais quando questionados acerca do abuso Rigidez exacerbada no que diz respeito: a) Valores religiosos b) Valores morais c) Valores educacionais Quadro de violência doméstica também contra a mulher

11 Centro de Combate à Violência Infantil Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

12 Modalidades de Violência Sexual Abuso sexual intrafamiliar Abuso sexual extrafamiliar Exploração sexual comercial Pedofilia

13 Mitos - Abuso Sexual

14 Mito - O abusador sexual é um psicopata, um tarado que todos reconhecem na rua. Verdade - 85% a 90% dos agressores são pessoas conhecidas das crianças. 30% são pais 60% são conhecidos

15 Mito - Vitimização sexual de crianças é algo raro e jamais acontecerá com meus próprios filhos Verdade 1 em 3 a 4 meninas 1 em 6 a 10 meninos serão vítimas de abuso sexual até a idade de 18 anos

16 Mito - As crianças possuem imaginação fértil e inventam estarem sendo vítimas de abuso sexual Verdade 92% falam a verdade Só 8% das crianças inventam. ¾ das histórias inventadas são induzidas por adultos

17 Num dia de verão quando eu tinha sete anos, eu estava trabalhando na cozinha com mamãe. A minha maneira tentei dizer a mamãe que papai estava me ferindo. Mas mamãe não se preocupou. Ela gritou comigo por até pensar qualquer coisa má sobre papai e disse que jamais queria ouvir outra palavra de mim sobre o assunto. Ela simplesmente esquivou-se, se, dando de ombros. Ela não me amava. Não se importava com o que acontecia comigo, e isso me arrasou. Ninguém se importava. Ninguém me amava. Ninguém me queria. Eu desejava morrer. Já não havia nenhuma razão para ter esperança, porque se mamãe não podia ajudar, então quem poderia? Langberg (2002)

18 Mito - Quando a criança não esboçar uma resistência, na realidade não existe abuso sexual. Verdade - A criança nunca deve ser vista como culpada.

19 Dados Estatísticos Curitiba PR Casos de Abuso Sexual Ano casos Ano casos Ano casos Ano casos Segundo Muller: Para cada caso notificado 20 casos não chegam ao conhecimento da rede oficial.

20 O abuso sexual se inicia entre os seis e doze anos. LANGBERG (2002) A faixa etária mais freqüente varia dos 8 12 anos. AZEVEDO e GUERRA (2000) Brasil e a exploração sexual comercial de crianças: - 1o lugar na América do Sul - 2o lugar no mundo, só perde para a Tailândia. DIMENSTEIN (1996). 80% das crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual comercial foram vítimas de incesto. DIMENSTEIN (1996). Em mais de 1/3 das notificações de abuso sexual, as vítimas estão dentro da faixa etária de 05 anos ou menos. AZEVEDO e GUERRA (2000).

21 Métodos Usados no Abuso Sexual

22 Sadismo O agressor necessita provocar dor na vítima Esta dor pode ser física ou emocional: a) Dor física: : espancamento, queimaduras, etc. b) Dor emocional: : humilhar, imprimir pânico, etc Intensidade pode variar de níveis: a) Simples fantasia b) Tortura e flagelação bárbara.

23 Eu tinha de fazer tudo que ele me mandava. Muitas vezes isso significava que ele colocava seu pênis ou outros instrumentos dentro de mim. Se eu fosse boazinha, então a situação ia melhorar. Se eu não fizesse as coisas exatamente como ele queria, ele urinava em mim. Até me fez comer o excremento dele quando eu não era boazinha. Mas descobri que, à medida que o tempo passava, eu nunca conseguia ser suficientemente boazinha. Muitas vezes ele me violentava de todas as maneiras possíveis e depois ia embora, deixando-me para que me limpasse a fim de poder entrar novamente em casa. Langberg (2002)

24 Ameaça Não existe o emprego da força física: - Vítima consente no abuso - Área emocional abalada As ameaças variam de foco: - Própria vítima - Pessoas que ela ama Quanto menor a idade da vítima, mais a ameaça surtirá efeito.

25 Indução da Vontade Quanto maior for o grau de habilidade do agressor menor será o uso de força ou ameaça. Os sentimentos são Manipulados através: -Presentes, -Promessas - Privilégios A criança não tem culpa.

26 Guia Prático de Identificação Sinais de Abuso Sexual

27 Sinais identificadores de abuso sexual Roupas rasgadas ou com sangue. Erupções na pele, vômitos e dores de cabeça sem explicação médica. Dificuldade em caminhar devido a inchaço ou sangramento no anus ou vagina. Doenças sexuais Autoflagelação. Desagrado ao ficar sozinha(o) com alguém. Regressão a comportamento muito infantil: necessidades fisiológicas na roupa, chupar dedo, choro excessivo

28 Sinais identificadores de abuso sexual Alega ter sido molestada sexualmente Segredos e brincadeiras isoladas com adulto Idéias e tentativas de suicídio Depressões crônicas Distúrbios no sono: medo do escuro, gritos Vítima de exploração sexual Toxicomania e alcoolismo Distúrbio no aprendizado Masturbação visível e contínua Conhecimento sexual inapropriado para idade

29 É muito possessivo Acusa a criança de promiscuidade Crê que o contato sexual é forma de amor filial Mente apontando outros agressores Usa de manipulação ou força física para subjugar a criança Abusa de drogas e/ou álcool Teme ser descoberto e castigado, mas não sente culpa São pessoas aparentemente normais. Perfil do agressor

30 Legislação Abuso Sexual Doméstico

31 Estupro Art Constranger mulher à conjunção carnal, mediante violência ou grave ameaça: Pena - reclusão, de 6 (seis) a 10 (dez) anos. Formas qualificadas: Art Se da violência resulta lesão corporal de natureza grave: Pena - reclusão, de 8 a 12 anos. Parágrafo único: Se do fato resulta a morte: Pena - reclusão, de 12 a 25 anos

32 Atentado violento ao pudor Art Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a praticar ou permitir que com ele se pratique ato libidinoso diverso da conjunção carnal: Pena - reclusão, de 6 a 10 anos. Formas qualificadas: Art Se da violência resulta lesão corporal de natureza grave: Pena - reclusão, de 8 a 12 anos. Parágrafo único - Se do fato resulta a morte: Pena - reclusão, de 12 a 25 anos

33 Aumento de pena Art A pena é aumentada: I - Quarta parte = se o crime é cometido com o concurso de duas ou mais pessoas; II De metade = se o agente é ascendente, padrasto ou madrasta, tio, irmão, tutor ou curador, preceptor, etc, da vítima ou por qualquer outro título tem autoridade sobre ela;

34 Seqüelas do Abuso Sexual

35 Plano Físico A vítima busca compensar ou diminuir o medo e a ansiedade através: Consumo exagerado de drogas / álcool / comida. Prática exagerada de sexo. Esbanjamento de dinheiro e Presentes. Idéias e /ou tentativa de suicídio.

36 Plano Emocional Sentimento de vergonha Profunda rejeição por si mesmo - culpa. Medo de investir em Relacionamentos. Igualmente estava claro que eu me odiava e detestava, acreditando no que me havia sido dito repetidamente como criança que ninguém jamais me quereria para qualquer outra coisa, além de sexo, que eu era lixo, que nada de bom jamais sairia de mim, que nunca alguém realmente me amaria. LANGBERG (2002)

37 Plano Espiritual

38 Às vezes até mesmo nos domingos quando estávamos na igreja, ele me levava até a sala da caldeira e me violentava ali. Ele me dizia que Deus lhe ordenou que fizesse isso, que era correto, que era isso o que eu precisava para aprender a ser uma verdadeira mulher. Ele me disse que Deus lhe ordenou que me ensinasse sobre essas coisas. À noite eu chorava no travesseiro. Clamei a Deus para que parasse com tudo. Lembro-me me do dia na escola dominical em que nosso professor nos disse que se orássemos, Deus responderia nossas orações. E eu orei. Orei arduamente. Mas o abuso nunca parou. Na realidade, eu até orava quando ele estava me violentando, mas isso não o detinha. Parecia que ficava pior. Quem era Deus? Com certeza não era um Deus de amor, e ele certamente não me amava. Ele amava mais meu pai, é o que parecia. Papai sempre conseguia o que queria. LANGBERG (2002)

39 Ódio: : porta aberta Perdão: : ponte para a cura A cruz nos revela o tipo de mundo em que vivemos e o tipo de Deus que nós temos

40 Fone: (41) Site:

Vamos Combater o Abuso e a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes

Vamos Combater o Abuso e a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes Vamos Combater o Abuso e a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes A violência sexual contra crianças e adolescentes acontece em todo o mundo, em diversas famílias e classes sociais. O QUE É A

Leia mais

6 MILHÕES de casas em Portugal. O seu lar reflete-o. por APAV OS NÚMEROS NESTE CATÁLOGO PRECISAM DE DIMINUIR ATÉ 2016

6 MILHÕES de casas em Portugal. O seu lar reflete-o. por APAV OS NÚMEROS NESTE CATÁLOGO PRECISAM DE DIMINUIR ATÉ 2016 6 MILHÕES de casas em Portugal O seu lar reflete-o OS NÚMEROS NESTE CATÁLOGO PRECISAM DE DIMINUIR ATÉ 2016 por APAV 02 FAMÍLIA 03 > FAMÍLIA 1 /semana A violência doméstica foi responsável por uma morte/semana

Leia mais

Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes

Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes Quebrando Tabus Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes Maio de 2008 Lauro Monteiro Médico Pediatra Editor do Observatório da Infância www.observatoriodainfancia.com.br Importância de Vitória Vésperas

Leia mais

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E ABUSO SEXUAL

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E ABUSO SEXUAL VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E ABUSO A S S O C I A Ç Ã O P R O J E C T O C R I A R Abuso sexual de crianças e violência doméstica Fenómenos epidémicos na sociedade Aumento de queixas Back-lash: movimento de reacção

Leia mais

O Código Penal dá tratamento moralista aos crimes sexuais e reflete claramente as relações de gênero de sua época:

O Código Penal dá tratamento moralista aos crimes sexuais e reflete claramente as relações de gênero de sua época: 61 O Código Penal dá tratamento moralista aos crimes sexuais e reflete claramente as relações de gênero de sua época: Não se nota preocupação dos legisladores com a proteção de crianças e adolescentes

Leia mais

"PENSANDO NA PRÁTICA: IDENTIFICANDO OS SINAIS DE VIOLÊNCIA, AS CONSEQUÊNCIAS E OS MARCOS LEGAIS QUE RESPALDAM AS INTERVENÇÕES E GARANTEM DIREITOS"

PENSANDO NA PRÁTICA: IDENTIFICANDO OS SINAIS DE VIOLÊNCIA, AS CONSEQUÊNCIAS E OS MARCOS LEGAIS QUE RESPALDAM AS INTERVENÇÕES E GARANTEM DIREITOS "PENSANDO NA PRÁTICA: IDENTIFICANDO OS SINAIS DE VIOLÊNCIA, AS CONSEQUÊNCIAS E OS MARCOS LEGAIS QUE RESPALDAM AS INTERVENÇÕES E GARANTEM DIREITOS" SINAIS DE VIOLÊNCIA FÍSICA deve-se suspeitar dos casos

Leia mais

PREVENIR PRECOCEMENTE A VIOLÊNCIA E O FRACASSO ESCOLAR. Professor Maurice BERGER (Hospital Universitário Saint Etienne, França)

PREVENIR PRECOCEMENTE A VIOLÊNCIA E O FRACASSO ESCOLAR. Professor Maurice BERGER (Hospital Universitário Saint Etienne, França) PREVENIR PRECOCEMENTE A VIOLÊNCIA E O FRACASSO ESCOLAR Professor Maurice BERGER (Hospital Universitário Saint Etienne, França) 1 Trinta anos de experiência num serviço de psiquiatria infantil especializado

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Violência Doméstica contra Crianças sob a

Violência Doméstica contra Crianças sob a Apresentação Maria Alice Barbosa de Fortunato Autores: Kássia Cristina C. Pereira* Maria Alice B. Fortunato* Marilurdes A. de M. Álvares* Orientadora: Lygia Maria Pereira da Silva** * Fiocruz CPQAM/ NESC

Leia mais

meu jeito de dizer que te amo

meu jeito de dizer que te amo Anderson Cavalcante meu jeito de dizer que te amo Dedicatória A Tabata, minha esposa, mulher, amante e melhor amiga, que com muito charme, carinho e um pouco de paciência compartilha comigo as descobertas

Leia mais

O Espírito de Religiosidade

O Espírito de Religiosidade O Espírito de Religiosidade Pr. Alcione Emerich Como vive um Cristão Salvo contaminado ou infectado pelo Espírito de Religiosidade Hoje será um Culto de Libertação, vamos quebrar esta maldição em nossas

Leia mais

SOFRIMENTO PSÍQUICO E VIOLÊNCIA SEXUAL EM MENINOS E. Pinheiro de Brida. Juliana dos Santos Bombardi Mariana Mendes Bonato

SOFRIMENTO PSÍQUICO E VIOLÊNCIA SEXUAL EM MENINOS E. Pinheiro de Brida. Juliana dos Santos Bombardi Mariana Mendes Bonato 1 SOFRIMENTO PSÍQUICO E VIOLÊNCIA SEXUAL EM MENINOS E MENINAS Glaucia Valéria Pinheiro de Brida Nayara Maeda Juliana dos Santos Bombardi Mariana Mendes Bonato SOFRIMENTO PSÍQUICO E VIOLÊNCIA SEXUAL EM

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

MÓDULO 1: A INFÂNCIA. Como ocorre a cura no processo de O Grito Essencial? A menos que. você use toda sua. energia em seu próprio

MÓDULO 1: A INFÂNCIA. Como ocorre a cura no processo de O Grito Essencial? A menos que. você use toda sua. energia em seu próprio É um processo terapêutico, meditativo e espiritual que aborda as três etapas mais importantes de nossa vida: a infância, a adolescência e a idade adulta, integrando-as à consciência do ser interior. Dada

Leia mais

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava O menino e o pássaro Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava comida, água e limpava a gaiola do pássaro. O menino esperava o pássaro cantar enquanto contava histórias para

Leia mais

Situação da pessoa ostomizada no Estado do Rio de Janeiro. Maria Celeste Barroso Serra Psicóloga Voluntária há 11 anos da AORJ

Situação da pessoa ostomizada no Estado do Rio de Janeiro. Maria Celeste Barroso Serra Psicóloga Voluntária há 11 anos da AORJ Situação da pessoa ostomizada no Estado do Rio de Janeiro Maria Celeste Barroso Serra Psicóloga Voluntária há 11 anos da AORJ A resposta emocional do paciente ostomizado está proporcionalmente relacionada

Leia mais

MITOS E REALIDADES A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA

MITOS E REALIDADES A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA MITOS E REALIDADES A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA Mitos e Realidades Algumas considerações O álcool e as drogas são as causas reais da violência. O consumo de álcool pode favorecer a emergência de condutas violentas,

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Meditações para os 30 dias de Elul

Meditações para os 30 dias de Elul 1 Meditações para os 30 dias de Elul O Zohar explica que quanto mais preparamos a alma durante o mês que precede Rosh Hashaná, melhor será o nosso ano. De acordo com a Kabbalah, o Recipiente para receber

Leia mais

Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável.

Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza. Meus ossos não estavam

Leia mais

Fim da Sensibilidade na Glande

Fim da Sensibilidade na Glande Autor: Davi Ribeiro Fim da Sensibilidade na Glande Muitos homens alegam sofrer com a forte sensibilidade na glande. E isso, de certa forma, atrapalha muito na hora do sexo, principalmente na hora de ter

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Comunicação Não-Violenta

Comunicação Não-Violenta Comunicação Não-Violenta Setembro 2014, São Paulo Palestrante: Sven Fröhlich Archangelo XII Congresso Latino-Americano de PNL Julgamentos Egoista, incompetente, dono da verdade, mentirosa, grosseiro,

Leia mais

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA: Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA: Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA: Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

Palestra Depois do Abuso Sexual Como encaminhar e lidar com criança vítima de abuso sexual

Palestra Depois do Abuso Sexual Como encaminhar e lidar com criança vítima de abuso sexual Palestra Depois do Abuso Sexual Como encaminhar e lidar com criança vítima de abuso sexual Guilherme Schelb, Promotor de Justiça da Infância em Brasília (1992-1995), especialista em temas da infância e

Leia mais

UM LÍDER DO TEMPLO VISITA JESUS

UM LÍDER DO TEMPLO VISITA JESUS Bíblia para crianças apresenta UM LÍDER DO TEMPLO VISITA JESUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Byron Unger; Lazarus Adaptado por: M. Maillot; Sarah S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Violência no namoro. O que os pais precisam saber

Violência no namoro. O que os pais precisam saber Violência no namoro O que os pais precisam saber Os desejos sexuais normalmente tornam-se mais fortes na adolescência. Neste período começam os namoros e os pré-adolescentes e adolescentes experimentam

Leia mais

Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições

Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições O. T. Brito Pág. 2 Dedicado a: Minha filha única Luciana, Meus três filhos Ricardo, Fernando, Gabriel e minha esposa Lúcia. Pág. 3 Índice 1 é o casamento

Leia mais

Mãe Sabe. Dicas para Mamães

Mãe Sabe. Dicas para Mamães Mãe Sabe Dicas para Mamães Natália Oliveira 2012 Super Mãe APRESENTAÇÃO Quando decidi ser escritora minha irmã me disse: Escreve um livro sobre criança, já que você tem experiência. Pensei a respeito dei

Leia mais

Prevenção ao abuso sexual infantil Pedofilia

Prevenção ao abuso sexual infantil Pedofilia Segurança contra a pedofilia Orientações aos pais 1 2 Prevenção ao abuso sexual infantil Pedofilia 3 4 1 Nunca Atitudes preventivas deixe seu filho dormir fora de casa ainda que seja em casa de parentes

Leia mais

SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ADOLESCÊNCIA Marcia Manique Barreto CRIVELATTI 1 Solânia DURMAN 2

SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ADOLESCÊNCIA Marcia Manique Barreto CRIVELATTI 1 Solânia DURMAN 2 SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ADOLESCÊNCIA Marcia Manique Barreto CRIVELATTI 1 Solânia DURMAN 2 INTRODUÇÃO: Durante muitos anos acreditou-se que os adolescentes, assim como as crianças, não eram afetadas pela

Leia mais

ALIENAÇÃO PARENTAL COM FALSA ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL

ALIENAÇÃO PARENTAL COM FALSA ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL ALIENAÇÃO PARENTAL COM FALSA ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL CHAVES, LINDÉIA RESUMO O presente trabalho traz maior enfoque a analise da lei nº 12.318/10 que trata do Instituto da Alienação Parental através da

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Bullying e Violência: O que temos e o que queremos 13 DE FEVEREIRO DE 2015

Bullying e Violência: O que temos e o que queremos 13 DE FEVEREIRO DE 2015 Bullying e Violência: O que temos e o que queremos 13 DE FEVEREIRO DE 2015 Bullying = Violência?? 2 Violência versus Bullying 3 São duas realidades que costumam andar lado a lado mas que não são sinónimos,

Leia mais

Esta cartilha destina-se ao público adulto, composto por profissionais da educação, saúde, assistência social, psicólogos, conselheiros tutelares e

Esta cartilha destina-se ao público adulto, composto por profissionais da educação, saúde, assistência social, psicólogos, conselheiros tutelares e Cartilha Denuncie o abuso e a exploraçao sexual contra crianças e adolescentes Esta cartilha destina-se ao público adulto, composto por profissionais da educação, saúde, assistência social, psicólogos,

Leia mais

Relacionamento Amoroso

Relacionamento Amoroso CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA GERAL E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO PSICOLOGIA CLÍNICA NA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Relacionamento Amoroso Luisa Guedes Di Mauro Natália Gióia Cípola

Leia mais

Ficha de Actividade. Actividade: Trabalho de grupo Relato de Casos para identificação de situações perfil do abusador

Ficha de Actividade. Actividade: Trabalho de grupo Relato de Casos para identificação de situações perfil do abusador Ficha de Actividade Actividade: Trabalho de grupo Relato de Casos para identificação de situações perfil do abusador Objectivo geral: Ser capaz de se proteger face à exploração sexual e aos abusos sexuais

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria Samaria: Era a Capital do Reino de Israel O Reino do Norte, era formado pelas 10 tribos de Israel, 10 filhos de Jacó. Samaria ficava a 67 KM de Jerusalém,

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO 28 DE NOVEMBRO - 21 HORAS RECONHECER AS SUAS EMOÇÕES 1-TESTE DE AUTO-AVALIAÇÃO Indique até que ponto cada uma das seguintes afirmações o descreve. Seja franco e 1

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: Um Desafio à Primeira Década do Novo Milênio

Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: Um Desafio à Primeira Década do Novo Milênio Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: Um Desafio à Primeira Década do Novo Milênio A exploração é caracterizada pela relação sexual de criança ou adolescente com adultos, mediada por

Leia mais

A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA. www.espiritizar.com.br

A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA. www.espiritizar.com.br A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA Meditando sobre a essência e o significado de ser um Espírito imortal em evolução: Feche os olhos e entre em contato

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

Assédio Sexual. No Local de Trabalho. Série Trabalho e Cidadania - ANO I - N O 03

Assédio Sexual. No Local de Trabalho. Série Trabalho e Cidadania - ANO I - N O 03 Assédio Sexual No Local de Trabalho Série Trabalho e Cidadania - ANO I - N O 03 No início de tudo está a questão de Gênero Desde que nascemos, recebemos uma grande carga cultural que destaca - e distancia

Leia mais

PROCESSOS MOTIVACIONAIS

PROCESSOS MOTIVACIONAIS PROCESSOS MOTIVACIONAIS 1. O que é motivação? 2. motivação, frustração e mecanismos de defesa. 3. As forças energéticas. 4. Motivação e função psíquica. 5. O significado do trabalho como fator motivacional.

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

Violência no Namoro A Educação Sexual em Meio Escolar Metodologias de Abordagem / Intervenção Maria Teresa Pires Olga Madeira Calheiros Oficina de Formação C441 Turma A Março 2011 Violência no Namoro

Leia mais

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO E- BOOK GRATUITO Olá amigo (a), A depressão é um tema bem complexo, mas que vêm sendo melhor esclarecido à cada dia sobre seu tratamento e alívio. Quase todos os dias novas

Leia mais

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA Por Marcos Ribeiro* Um pouco dessa história começa por volta dos 10/12 anos, quando meninos e meninas começam a sofrer as primeiras transformações físicas,

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI

Memórias do papai MEMÓRIAS DO PAPAI MEMÓRIAS DO PAPAI 1 2 PREFÁCIO 1 - O PESADELO 2 - A MAMADEIRA 3 - O SHORTS 4 - O IMPROVISO 5 - SOLITÁRIO 6 - A TURMA A 7 - PRIMEIRAS IMPRESSÕES 8 - A TABUADA 9 - O MAU JOGADOR 10 - ARREMESSO DE DANONE

Leia mais

apropriados para uma relação terapeuta e cliente possa ser segura.

apropriados para uma relação terapeuta e cliente possa ser segura. QUESTÕES ÉTICAS EM PSICOTERAPIA Dilemas éticos para o século XXI Roberto Faustino de Paula ÉTICA O termo ética vem do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa), significando um conjunto de valores

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Reencarnação

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Reencarnação Plano de Aula 12 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo Educadora: Andréa, Rafael e Erenilton Dia: 04/05/2015 Horário: 20 às 21hs Título: Reencarnação

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos VERSÍCULOS a Bíblia na PARA Nova DECORAR Versão Internacional ESTA SEMANA NVI Usamos

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica?

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? Categories : Copa Pública Date : 18 de setembro de 2012 Maria Aparecida Menezes Vieira, a Cida, de 46 anos, há mais de 20 anos faz ponto na rua Afonso

Leia mais

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA 1 Lição 0 Já nasceu de novo? (volte para a página 5) Perguntaram a John Wesley porque razão ele pregava várias vezes, acerca de devem nascer de novo. Ele respondeu, porque vocês devem nascer de novo! Já

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no VISITA AO AMAPÁ FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça A Justiça brasileira deve se humanizar. A afirmação foi feita pela ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça,

Leia mais

Produzido para você por: Clube Monetizar

Produzido para você por: Clube Monetizar Produzido para você por: Clube Monetizar Publicado por: Wanderson Bessa Copyright 2016 Clube Monetizar Todos os Direitos Reservados. Este conteúdo só pode ser compartilhado com os créditos e direitos do

Leia mais

VOCÊ PERDOA FACILMENTE?

VOCÊ PERDOA FACILMENTE? VOCÊ PERDOA FACILMENTE? Você perdoa facilmente? Ama intensamente? Briga com facilidade? Tem muitos amigos? Confia em muitas pessoas? Sabe dizer quando está certa ou errada? Prefere morrer por quem ama,

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

STEVEN CARTER. Sou uma. mulher inteligente. porque... Dicas para você se valorizar e transformar sua vida amorosa

STEVEN CARTER. Sou uma. mulher inteligente. porque... Dicas para você se valorizar e transformar sua vida amorosa STEVEN CARTER Sou uma mulher inteligente porque... Dicas para você se valorizar e transformar sua vida amorosa Introdução Você se considera uma mulher inteligente? Antes de responder, tenha em mente o

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente.

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente. Porto Alegre, 21 de julho de 2010. LAUDO TÉCNICO No dia de hoje através de um áudio extraído da entrevista de Fernanda Gomes de Castro para o programa Mais Você de 21/07/2010, foi realizada uma analise

Leia mais

O abuso sexual ocorre em diferentes culturas e classes sociais. Em função do contexto em que aparece, pode ser classificado como:

O abuso sexual ocorre em diferentes culturas e classes sociais. Em função do contexto em que aparece, pode ser classificado como: Sumário Apresentação 2 O que é abuso sexual? 3 Como se manifesta 4 Conseqüências 4 O perfil do abusador 6 Como abordar 6 A Revelação 6 Avaliando a Criança 7 Tratamento 8 Como encaminhar uma situação de

Leia mais

RECONECTE. Um novo jeito de viver! BEM-VINDO! Andreza Frasseto www.inspireleveza.com

RECONECTE. Um novo jeito de viver! BEM-VINDO! Andreza Frasseto www.inspireleveza.com BEM-VINDO! Para uma resposta diferente, mude a pergunta. Uma vez encontrado a resposta, adote uma estratégia e tenha uma vida de sucesso. A partir de agora você vai Reconectar! Andreza Frasseto www.inspireleveza.com

Leia mais

Latusa digital ano 2 Nº 16 julho de 2005

Latusa digital ano 2 Nº 16 julho de 2005 Latusa digital ano 2 Nº 16 julho de 2005 Uma intervenção Carlos Augusto Nicéas * Escolhi trazer para a nossa Conversação 1, alguns fragmentos do tratamento de um jovem de dezenove anos atualmente, dependente

Leia mais

Primeiro Setênio A constituição física da criança

Primeiro Setênio A constituição física da criança Primeiro Setênio A constituição física da criança No primeiro setênio temos o encontro entre a parte espiritual da individualidade e a parte biológica, muitas vezes a mãe ou o pai sentem a aproximação

Leia mais

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA TESTE DE ELENCO COM UMA CENA Por VINICIUS MOURA * Embora seja uma cena que contenha dois atores os candidatos serão avaliados individualmente. Os critérios de avaliação se darão a partir da performace

Leia mais

I - Desenvolvimento Humano

I - Desenvolvimento Humano I - Desenvolvimento Humano 1.1. Conceito O desenvolvimento humano se estabelece através da interação do indivíduo com o ambiente físico e social. Se caracteriza pelo desenvolvimento mental e pelo crescimento

Leia mais

1. DOS CRIMES CONTRA O SENTIMENTO RELIGIOSO

1. DOS CRIMES CONTRA O SENTIMENTO RELIGIOSO 1. DOS CRIMES CONTRA O SENTIMENTO RELIGIOSO Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir

Leia mais

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS RESUMO BÍBLICO I João 4:7-21; Jo 13:35 Tudo começou com o amor de Deus por nós. Ele nos amou primeiro e nós precisamos responder a isso. Ele provou seu amor, através

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP)

A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP) A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP) Casos Maringá 2011 Instituto de Psicoterapia e Análise do Comportamento tel/fax: (43) 3324-4740 fconte@sercomtel.com.br Erros podem ajudar. Ex. T atendia sempre

Leia mais

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO:

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO: QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: 1. Um tapinha no bumbum não é considerado violência devido ao baixo grau de agressão. 2. A prática sexual com indivíduos menores de 14 anos, com o consentimento

Leia mais

Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais

Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UMANAS IFCH FACULDADE DE EDUCAÇÃO FACED Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais Curso: Ciências Sociais

Leia mais

Vivências da Homofobia na Adolescência

Vivências da Homofobia na Adolescência Vivências da Homofobia na Adolescência A homofobia é um termo conceitual, o qual se refere á aversão ou o ódio irracional aos homossexuais. A discriminação e a violência se materializam com práticas de

Leia mais

POR QUE PERDOAR É MELHOR DO QUE VINGAR?

POR QUE PERDOAR É MELHOR DO QUE VINGAR? POR QUE PERDOAR É MELHOR DO QUE VINGAR? Adilson Assis C. E. Estrada da Luz Março de 2013 TELENOVELAS FILMES LITERATURA A vingança no Judaísmo e no Cristianismo Código de Hamurabi (1780 a.c.), Babilônia:

Leia mais

SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12

SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12 SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12 A SALVAÇÃO É A PRÓPRIA PESSOA DE JESUS CRISTO! VOCÊ SABE QUAL É O ENDEREÇO DE JESUS! MAS ISSO É SUFICIENTE? Conhecer o endereço de Jesus, não lhe garantirá

Leia mais