PRÊMIO DE PRÁTICAS EXITOSAS DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS COEGEMAS/CE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRÊMIO DE PRÁTICAS EXITOSAS DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS COEGEMAS/CE"

Transcrição

1 EDITAL COEGEMAS/CE Nº 01/ 2016 PRÊMIO DE PRÁTICAS EXITOSAS DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS COEGEMAS/CE A Diretoria Executiva do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social Coegemas/CE, no uso de suas atribuições legais, promove o Prêmio Estadual de Práticas Exitosas do Suas no último trimestre de 2016, que acontecerá no Município de Fortaleza. CAPÍTULO I DO PRÊMIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º. O Prêmio de Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE tem como objetivo identificar e difundir práticas bem-sucedidas da Assistência Social que estejam contribuindo para modernização, inovação, efetivação e eficiência do Sistema Único de Assistência Social Suas nos municípios do Estado do Ceará. Parágrafo Único: Serão Consideradas Práticas Exitosas, aquelas realizadas em consonância com as normativas do Suas, cujos resultados apresentem melhoria na gestão, benefícios, serviços e programas; e sejam implementados e executadas por gestores(as), profissionais do Suas, conselheiros(as), com o objetivo de consolidar o Suas. Art. 2º. São objetivos do Prêmio de Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE I Reconhecer, disseminar e estimular nos municípios cearenses a realização de práticas que visem a modernização e inovação no âmbito da Assistência Social que estejam contribuindo para o aprimoramento do Suas; II Dar visibilidade às práticas exitosas; III Contribuir para a replicação das boas experiências. CAPÍTULO II DA ESTRUTURA, COMPETÊNCIA E FUNCIONAMENTO Art. 3º. A estrutura do Prêmio de Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE é formada pelos seguintes órgãos: I. Conselho Deliberativo II. Comissão de Seleção Art. 4º. O Conselho Deliberativo, presidido pelo Presidente do Coegemas/CE, é constituído pela Diretoria Executiva, ou seja, todos os membros da Diretoria, com exceção do Conselho Fiscal. Art. 5º. A Comissão de Seleção será composta por membros titulares da diretoria do Coegemas nomeados pelo presidente, bem como técnicos da Secretaria do Trabalho

2 Desenvolvimento Social STDS, conforme Portaria de Nomeação Nº 01/2016 Coegemas/CE. Art. 6º. São atribuições do Conselho Deliberativo: I Adotar medidas estratégicas de planejamento para o Prêmio de Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE 2016; II Escolher os membros integrantes da Comissão de seleção; III Estabelecer a estratégia de divulgação do Prêmio; IV Deliberar sobre a ampliação das parcerias institucionais para viabilidade do prêmio; V Escolher os finalistas premiados e homenageados em cada categoria do Prêmio; Art. 7º. São atribuições da Comissão de Seleção: I Analisar e julgar as inscrições recebidas; II Escolher os semifinalistas, sendo 12 (Doze) melhores práticas por categoria. CAPÍTULO III DOS TEMAS E DAS CATEGORIAS PARA INSCRIÇÕES Art. 8º. Poderão concorrer ao Prêmio Práticas Exitosas, os municípios cearenses conveniados e adimplentes com o Coegemas/CE que tenham práticas que contribuam de alguma maneira com a consolidação do Sistema Único de Assistência Social Suas nas seguintes categorias: a) Serviços: - Serviço de Proteção Integral à Família Paif; - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos SCFV; - Serviço de Proteção Social Básica no Domicílio para Pessoas com Deficiência e Idosos; - Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos Paefi; - Serviço Especializado em Abordagem Social; - Serviço de Proteção Social aos (às) Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas de Liberdade Assistida (LA) e/ou de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC);

3 - Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias; - Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua; - Serviço de Acolhimento Institucional; - Serviço de Acolhimento em República; - Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora; e - Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e de Emergências. b) Benefícios Assistenciais e Programas - Benefícios Eventuais; - Benefício de Prestação Continuada BPC/Trabalho; - Benefício de Prestação Continuada BPC/Escola; - ACESSUAS Trabalho; - Programas de Transferência de Renda. c) Gestão - Vigilância Socioassistencial - Gestão Financeira e Orçamentária - Gestão do Trabalho d) Controle Social no âmbito do Suas Conselho Municipal de Assistência Social CMAS Parágrafo Único: É vedado a inscrição e concorrência dos membros da Diretoria do Coegemas/CE. CAPÍTULO IV DO PRAZO E DA FORMA PARA INSCRIÇÕES Art 9º. O prazo para inscrições é de 01 de julho a 22 de julho de 2016, prorrogável a critério da Diretoria do Coegemas/CE. Art 10º. As práticas deverão ser encaminhada impreterivelmente até as 23:59 min do dia 22 de julho de 2016, por Art 11º. A experiência deverá ser relatada por meio digitalizado em formato PDF. Cada experiência deverá ser acompanhada de sua respectiva ficha de inscrição (Anexo I), devidamente preenchida.

4 Art 12º. Poderão ser inscritos até 02(dois) trabalhos por Município, sendo apenas uma experiência por categoria. CAPÍTULO V DA DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA Art. 13º. Cada experiência deverá ser apresentada por meio de arquivo digital em formato PDF contemplando: a) Apresentação: dados e informações referentes à realidade do local onde a Prática de Gestão está sendo desenvolvida, onde a mesma deverá possuir um título, utilizando nomes curtos e objetivos com até 45 caracteres que facilitem sua comunicação. b) Justificativa: qual sua importância para a consolidação do Suas e porque ela se fez necessária; c) Objetivos: descrever o que se pretende alcançar com a prática, onde esta deverá estar diretamente relacionado à categoria inscrita. d) Metodologia: descrever os procedimentos, as técnicas e os instrumentos que são utilizados para a execução da prática. e) Resultados alcançados: quantificar através de indicadores, citar os recursos financeiros e humanos orçamento, parcerias, equipe executora (funções e procedimentos operacionais). f) Referências Bibliográficas: listar os principais autores, legislação e/ou documentos oficiais norteadores na implementação da prática. g) Registro fotográfico: 04 (quatro) fotos no máximo. Art. 14º. A experiência deverá ser apresentada com a seguinte estrutura formal: Os relatos devem ter 05 (cinco) páginas de texto corrido: em formato A4; espaçamento 1,5; fonte Time New Roman 12; margem direita e superior 2 cm; margem esquerda e inferior 3 cm. Art. 15º. Cada prática inscrita que estiver em conformidade com critérios supracitados, terão espaço para divulgação da prática em três momentos: 1.º Divulgação da prática na revista editada pelo Coegemas/CE; 2.º As 12 (doze) práticas semifinalistas receberão certificação do colegiado Prêmio de Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE; 3.º As 04 (quatro) práticas que forem ganhadoras terão espaço para apresentação das experiências através explanação da Prática com um tempo de no máximo 20 minutos, no Encontro de Coegemas/CE, com data a definir.

5 CAPÍTULO VI DA AVALIAÇÃO, DO JULGAMENTO DAS PRÁTICAS E DA PREMIAÇÃO Art. 16º. A avaliação e julgamento das práticas inscritas deverão privilegiar os seguintes critérios: I Eficiência: relação entre custos e resultados/benefícios; II Qualidade: avalia o impacto e melhorias para execução da gestão, benefícios, serviços e programas; III Criatividade: analisa contribuição da experiência com soluções inovadoras para situações e problemas que se repetem ao longo do tempo, inclusive a adaptação de instrumentos para serem aplicados em novos contextos; IV Experiência da Prática implementada há pelo menos 01 (um) ano; V Apresentação de Indicadores que comprovem da efetividade da prática; VI Abordagem intersetorial: nível de articulação em rede. Art. 17º. Os critérios de avaliação terão uma pontuação de 0 (zero) a 10 (dez), sendo que esses pontos serão distribuídos da seguinte forma: a) Aspectos I, II, III sendo que cada item deste valerá dois pontos, totalizando 06 pontos. b) Aspectos IV, V, VI e VII sendo que cada item deste valerá 01 ponto, totalizando 04 (quatro) pontos. Parágrafo único: Serão classificados os municípios com média superior a 6.0 (seis) pontos. Serão selecionados os semifinalistas aqueles municípios que obtiverem maior pontuação. Art. 18º. Serão selecionadas para certificação, 03 (três) experiências semifinalistas por categoria. Parágrafo Único: A publicação dos semifinalistas por categoria será divulgada através do site da Aprece( até o dia 30/08/2016. Art. 19º. Serão premiadas com o troféu Prêmio de Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE, a experiência primeira colocada por categoria. CAPÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

6 Art. 20º. Não serão aceitos relatos de experiências que não estejam em conformidade com o presente edital. Art. 21º. As Práticas Exitosas do Suas Coegemas/CE apresentadas e que estiverem em conformidade com edital, serão catalogadas através da Primeira Revista do Coegemas/CE. Art. 22º. Os trabalhos enviados ao Coegemas/CE não serão devolvidos, sendo que a inscrição da prática implica na cessão de imagem e direitos autorais, sem qualquer tipo de ônus, desde que citada à autoria. Art. 23º Os casos omissos no edital serão resolvidos pela Diretoria Executiva do Coegemas. Fortaleza, 17 de Janeiro de Cláudio Ricardo Gomes de Lima Presidente do Coegemas/CE

7 CATEGORIAS: ( )SERVIÇOS ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO PRÊMIO DE PRÁTICAS EXITOSAS DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS COEGEMAS/CE ( )BENEFÍCIOS SOCIOASSISTENCIAIS E PROGRAMAS ( ) GESTÃO DO SUAS TÍTULO DA EXPERIÊNCIA: IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO Município: Secretaria: Endereço: Telefone(s): Porte: IDENTIFICAÇÃO DO GESTOR (A) Gestor (a): Responsável pela Prática (Nome): Formação/Profissão:

8 Cargo/Função:

PRÊMIO DE BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL REGULAMENTO

PRÊMIO DE BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL REGULAMENTO PRÊMIO DE BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL REGULAMENTO A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), com apoio do: Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência

Leia mais

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei.

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei. LEI Nº 1.947, DE 13 DE OUTUBRO DE 2015. Autoriza o Poder Executivo a premiar os Profissionais da Educação Básica, na categoria de Gestor e Professor, da Rede Municipal de Ensino, que obtiverem experiências

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE EDITAL DE CONCURSO

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE EDITAL DE CONCURSO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE EDITAL DE CONCURSO PRÊMIO MINEIRO DE BOAS PRÁTICAS EM GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CRA-MG, Nº 005 de 14 de maio de 2013. Aprova Regulamento do para a concessão do Prêmio CRA-MG na Estrada.

RESOLUÇÃO NORMATIVA CRA-MG, Nº 005 de 14 de maio de 2013. Aprova Regulamento do para a concessão do Prêmio CRA-MG na Estrada. RESOLUÇÃO NORMATIVA CRA-MG, Nº 005 de 14 de maio de 2013. Aprova Regulamento do para a concessão do Prêmio CRA-MG na Estrada. O CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MINAS GERAIS, no uso da competência

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS/UFT DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO/DDH

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS/UFT DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO/DDH SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS/UFT DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO/DDH EDITAL DDH/UFT N 08 / 2013 III Concurso Práticas Exitosas dos Servidores da UFT. A Diretoria

Leia mais

PRÊMIO INTERNACIONAL DE PRODUÇÃO CONTÁBIL TÉCNICO-CIENTÍFICA PROF. DR. ANTÔNIO LOPES DE SÁ

PRÊMIO INTERNACIONAL DE PRODUÇÃO CONTÁBIL TÉCNICO-CIENTÍFICA PROF. DR. ANTÔNIO LOPES DE SÁ R E G U L A M E N T O 2009 PRÊMIO INTERNACIONAL DE PRODUÇÃO CONTÁBIL TÉCNICO-CIENTÍFICA PROF. DR. ANTÔNIO LOPES DE SÁ Informação contábil: agregando valor ao capital Prêmio Internacional de Produção Contábil

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFCO E TECNOLÓGICO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO

Leia mais

SEMINÁRIO INTERMINISTERIAL SOBRE A NOVA LEI DE CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Campo Grande-MS

SEMINÁRIO INTERMINISTERIAL SOBRE A NOVA LEI DE CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Campo Grande-MS SEMINÁRIO INTERMINISTERIAL SOBRE A NOVA LEI DE CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Campo Grande-MS Mudanças na Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social e

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O PRÊMIO CHICO RIBEIRO SOBRE INFORMAÇÃO DE CUSTOS E QUALIDADE DO GASTO NO SETOR PÚBLICO I. DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Idealizado pelo Instituto Social IRIS, o PRÊMIO CHICO RIBEIRO SOBRE

Leia mais

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social REGULAMENTO 10º Prêmio de Responsabilidade Social I DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO II DAS CATEGORIAS III DAS INSCRIÇÕES IV DOS PROJETOS V DO JULGAMENTO VI DAS DATAS VII DA COORDENAÇÃO I DA INSTITUIÇÃO DA

Leia mais

CREAS e a Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais: Serviços de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade

CREAS e a Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais: Serviços de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social CREAS e a Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais: Serviços de Proteção Social Especial de Média e Alta

Leia mais

I CONFERÊNCIA PARAENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO DE TRABALHOS TÉCNICOS E CIENTÍFICOS. Tema: A CONTABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA

I CONFERÊNCIA PARAENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO DE TRABALHOS TÉCNICOS E CIENTÍFICOS. Tema: A CONTABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA REGULAMENTO DE TRABALHOS TÉCNICOS E CIENTÍFICOS Tema: A CONTABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA Belém 2014-1 - REGULAMENTO CAPÍTULO I DA COMPOSIÇÃO, LOCAL E DATA DE REALIZAÇÃO, DOS OBJETIVOS E

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias,

Leia mais

1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Das Disposições Gerais 1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Art. 1º - O Prêmio Experiências de Sucesso 2015 Professor Nota 10, é uma promoção da Secretaria

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014

REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014 REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014 1 ÍNDICE CRONOGRAMA ------------------------------------------------------------------------------- 3 CATEGORIAS -------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Questionário Rede Privada

Questionário Rede Privada MONITORAMENTO SUAS CENSO SUAS 2010 Questionário Rede Privada O Censo Rede Privada 2010, tem como finalidade proporcionar subsídios para a construção e manutenção de indicadores de monitoramento e avaliação

Leia mais

I Simpósio de Sistemas de Informação (I SIMSI) Montes Claros, 28 de Agosto de 2015 EDITAL

I Simpósio de Sistemas de Informação (I SIMSI) Montes Claros, 28 de Agosto de 2015 EDITAL (I SIMSI) Montes Claros, 28 de Agosto de 2015 EDITAL A coordenação do das Faculdades Santo Agostinho faz saber que fará realizar o (I SIMSI), de acordo com instruções constantes do presente edital. 1.

Leia mais

PRÊMIO SER HUMANO ABRH/MA REGULAMENTO 2016 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL / EMPRESA CIDADÃ

PRÊMIO SER HUMANO ABRH/MA REGULAMENTO 2016 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL / EMPRESA CIDADÃ Página 1 A. OBJETIVO A.1. O Prêmio Ser Humano ABRH/MA - Modalidade Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social / Empresa Cidadã tem o objetivo de certificar projetos, a seguir denominados de

Leia mais

PRÊMIO E.M.C. 25 ANOS: UM CAMINHO PARA A CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA. TEMA : A TRAJETÓRIA DA E.M.C. NOS SEUS 25 ANOS DE EXISTÊNCIA

PRÊMIO E.M.C. 25 ANOS: UM CAMINHO PARA A CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA. TEMA : A TRAJETÓRIA DA E.M.C. NOS SEUS 25 ANOS DE EXISTÊNCIA PRÊMIO E.M.C. 25 ANOS: UM CAMINHO PARA A CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA. TEMA : A TRAJETÓRIA DA E.M.C. NOS SEUS 25 ANOS DE EXISTÊNCIA 1º. CONCURSO LITERÁRIO: CARTAS E POEMAS. REGULAMENTO CAPÍTULO I O PRÊMIO Art.

Leia mais

PRÊMIO EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAIS INCLUSIVAS A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO PRÊMIO

PRÊMIO EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAIS INCLUSIVAS A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO PRÊMIO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAIS INCLUSIVAS A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO PRÊMIO Art. 1º O Prêmio EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAIS INCLUSIVAS A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.061, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.061, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.061, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a instituição do Prêmio Experiências Educacionais Inclusivas - A escola aprendendo com as diferenças,

Leia mais

CONCURSO DE REDAÇÕES E ARTIGOS CIENTÍFICOS PRÊMIO V EXPEDIÇÃO DO SEMIÁRIDO

CONCURSO DE REDAÇÕES E ARTIGOS CIENTÍFICOS PRÊMIO V EXPEDIÇÃO DO SEMIÁRIDO CONCURSO DE REDAÇÕES E ARTIGOS CIENTÍFICOS PRÊMIO V EXPEDIÇÃO DO SEMIÁRIDO Instituído em 2009 o PRÊMIO EXPEDIÇÃO DO SEMIÁRIDO integra em parceria o PEASA/MISA/UFCG, o PaqTcPB, o SEBRAE e o ILCA-TC, e tem

Leia mais

A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social

A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS - 2004 SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS REDE

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO VICE-REITORIA DE GRADUAÇÃO VICE-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UPF EDITORA

UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO VICE-REITORIA DE GRADUAÇÃO VICE-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UPF EDITORA UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO VICE-REITORIA DE GRADUAÇÃO VICE-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UPF EDITORA EDITAL DE APOIO À PUBLICAÇÃO DIDÁTICA 01/2015 A Universidade de Passo Fundo (UPF), por intermédio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011. Capítulo I: Do regulamento

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011. Capítulo I: Do regulamento PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011 Capítulo I: Do regulamento ART 1 - O evento Prêmio Professor do Ano é uma promoção da SECRETARIA MUNICIPAL DE

Leia mais

Cronograma -------------------------------------------------------------------------------------------- 2

Cronograma -------------------------------------------------------------------------------------------- 2 Índice Cronograma -------------------------------------------------------------------------------------------- 2 Prefácio --------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

SELO DE MÉRITO ABC/FNSHDU EDIÇÃO 2014

SELO DE MÉRITO ABC/FNSHDU EDIÇÃO 2014 SUMÁRIO ITEM SUMÁRIO 1 1. DOS OBJETIVOS 2 2. DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO E DA PREMIAÇÃO 2 3. DO PROCEDIMENTO DA INSCRIÇÃO 3 4. DAS CATEGORIAS 3 4.1 Projetos de impacto regional, com foco em ações de

Leia mais

1º É vedada a participação de funcionários e estagiários do IBGC, dos patrocinadores do prêmio ou dos pesquisadores associados ao IBGC.

1º É vedada a participação de funcionários e estagiários do IBGC, dos patrocinadores do prêmio ou dos pesquisadores associados ao IBGC. Art. 1º Idealizado pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, IBGC, o Prêmio IBGC de Trabalhos Acadêmicos em Governança Corporativa ( Prêmio ) será regido pelo presente Regulamento. Art. 2º O

Leia mais

REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE

REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE A Secretaria Municipal de Educação de Joinville tem por objetivo realizar a 3ª Feira de Ciência, Inovação e Tecnologia de

Leia mais

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck,

Leia mais

Regulamento para Inscrições no X Prêmio Innovare. Nota de Esclarecimento do Instituto Innovare

Regulamento para Inscrições no X Prêmio Innovare. Nota de Esclarecimento do Instituto Innovare Regulamento para Inscrições no X Prêmio Innovare Nota de Esclarecimento do Instituto Innovare Em razão da recente resolução do CNJ sobre o tema, o Instituto Innovare decidiu que não distribuirá mais premiação

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS GRUPOS DE PESQUISA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO

REGULAMENTO GERAL DOS GRUPOS DE PESQUISA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL CEAD Nº 10/2012

EDITAL CEAD Nº 10/2012 EDITAL CEAD Nº 10/2012 Dispõe sobre as normas de seleção de tutores a distância para as disciplinas dos 1º e 2º semestres de 2013 para o Curso de Graduação em Letras Inglês na modalidade a distância da

Leia mais

EDITAL. Definido previamente pelo IDPV, o III Prêmio José Bonifácio de Andrada e Silva tem os seguintes temas:

EDITAL. Definido previamente pelo IDPV, o III Prêmio José Bonifácio de Andrada e Silva tem os seguintes temas: EDITAL III PRÊMIO JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA E SILVA DO INSTITUTO O DIREITO POR UM PLANETA VERDE O III Prêmio José Bonifácio de Andrada e Silva é uma realização do Instituto "O Direito para um Planeta Verde"

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.907, DE 28 DE MARÇO DE 2014. Dispõe sobre o Regulamento do XX Prêmio Brasil de Economia. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas atribuições legais e

Leia mais

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN)

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná

Leia mais

XXIII PRÊMIO JOVEM CIENTISTA. Tema: Educação para Reduzir as Desigualdades Sociais REGULAMENTO

XXIII PRÊMIO JOVEM CIENTISTA. Tema: Educação para Reduzir as Desigualdades Sociais REGULAMENTO XXIII PRÊMIO JOVEM CIENTISTA Tema: Educação para Reduzir as Desigualdades Sociais REGULAMENTO CAPÍTULO I DO PRÊMIO Art. 1º. O Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do CNPq, do Grupo Gerdau, da Fundação

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA Art 1º - O Conselho de Desenvolvimento do Território CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC é composto por entidades

Leia mais

A2. A modalidade Gestão de Pessoas / Acadêmica está dividida nas seguintes categorias:

A2. A modalidade Gestão de Pessoas / Acadêmica está dividida nas seguintes categorias: PRÊMIO SER HUMANO PAULO FREIRE 2015 MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS / ACADÊMICA A. OBJETIVO A1. O Prêmio Ser Humano Paulo Freire Modalidade Gestão de Pessoas / Acadêmica premia trabalhos de caráter técnico

Leia mais

www.fundep.br/programacaptar, juntamente com este regulamento.

www.fundep.br/programacaptar, juntamente com este regulamento. PROGRAMA DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS FUNDEP REGULAMENTO PARA CADASTRAMENTO DE PROJETOS UFMG A Fundep//Gerência de Articulação de Parcerias convida a comunidade acadêmica da UFMG a cadastrar propostas de acordo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 18, 5 DE JUNHO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 18, 5 DE JUNHO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 18, 5 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre expansão e qualificação do Serviço de Proteção Social aos Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto de Liberdade Assistida

Leia mais

A escola como construtora da identidade coletiva e multidimensional

A escola como construtora da identidade coletiva e multidimensional I CONCURSO DE REDAÇÃO DO PROJETO EducaNilópolis O projeto Educa Nilópolis, em desenvolvimento nas 22 escolas da rede municipal de ensino de Nilópolis, visa qualificar e dinamizar a rede municipal de ensino

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL DA ANABB 2013

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL DA ANABB 2013 REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL DA ANABB 2013 (Texto Final Aprovado Reunião Direx, de 8/1/2013) Art. 1 Idealizado pela Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), será realizado o Literatura

Leia mais

EDITAL 001/2016 APRESENTAÇÃO. A Fundação Municipal de Educação (FME), considerando o

EDITAL 001/2016 APRESENTAÇÃO. A Fundação Municipal de Educação (FME), considerando o EDITAL 001/2016 EDITAL PARA APOIO A PROJETOS EDUCACIONAIS FORMULADOS POR UNIDADES E/OU PROFISSIONAIS DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, COM O OBJETIVO DE APRIMORAR A QUALIDADE DOS PROCESSOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Leia mais

EDITAL N.08 DETRAN-MS

EDITAL N.08 DETRAN-MS EDITAL N.08 DETRAN-MS O Diretor Presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições, de acordo com o disposto no Art. 23, XII e Art. 74 do Código de Trânsito

Leia mais

EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 2015.

EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 2015. EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 205. O PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

Republicado por incorreção

Republicado por incorreção UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PPGP EDITAL PPGP Nº. 02/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO PÚBLICA PARA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Campus São Gonçalo CoEX - Coordenação de Extensão EDITAL INTERNO

Leia mais

EDITAL DO I SIMPÓSIO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAVAG - 2016.

EDITAL DO I SIMPÓSIO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAVAG - 2016. EDITAL DO I SIMPÓSIO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAVAG - 2016. Apresentação A Faculdade Vale do Gorutuba (FAVAG) promove, nos dias 06 e 07 de Junho de 2016, o ISimpósio de Pesquisa e Iniciação

Leia mais

REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO

REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO 1 DO PRÊMIO 1.1 Fica estabelecido o 5º Prêmio Apex-Brasil de Excelência em Exportação O Brasil que inspira o mundo,

Leia mais

8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO

8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO 8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso Estadual de Planos de Negócio para Universitários é uma

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO ESDRAS BORGES COSTA DE ENSINO DO DIREITO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO PRÊMIO ESDRAS BORGES COSTA DE ENSINO DO DIREITO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO PRÊMIO ESDRAS BORGES COSTA DE ENSINO DO DIREITO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente regulamento estabelece o Prêmio Esdras Borges Costa de Ensino do Direito ( Prêmio

Leia mais

Ciclo de Estudos Contábeis de Curitiba CECOC 2º Prêmio Científico Cecoc

Ciclo de Estudos Contábeis de Curitiba CECOC 2º Prêmio Científico Cecoc DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO PARA O PRÊMIO CIENTÍFICO CECOC Art. 1º- O Prêmio instituído pelo CECOC será denominado Prêmio Científico Cecoc. Art. 2º- O concurso está aberto a alunos (graduação,

Leia mais

EDITAL Nº 002 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 002 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS CONGONHAS DIRETORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT GABINETE DA DIREÇÃO-GERAL R E S O L V E:

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT GABINETE DA DIREÇÃO-GERAL R E S O L V E: MEC/IBC PUBLICADO NO OS N DATA / / SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT GABINETE DA DIREÇÃO-GERAL Portaria n.º 07, de 07 de janeiro de 2013. A Diretora-Geral do Instituto

Leia mais

7º CONCURSO CULTURAL DE FOTOGRAFIAS COOPEREMBRAER Tema: Olímpiadas 2016 Meu esporte favorito é... REGULAMENTO

7º CONCURSO CULTURAL DE FOTOGRAFIAS COOPEREMBRAER Tema: Olímpiadas 2016 Meu esporte favorito é... REGULAMENTO 7º CONCURSO CULTURAL DE FOTOGRAFIAS COOPEREMBRAER Tema: Olímpiadas 2016 Meu esporte favorito é.... REGULAMENTO A Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da Embraer comunica a todos os seus associados,

Leia mais

EDITAL Nº 01/ 2012 EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE.

EDITAL Nº 01/ 2012 EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CARDIOLOGIA E EPIDEMIOLOGIA. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL (UFRGS) INSTITUTO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIA EM SAÚDE - IATS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE

III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE REGULAMENTO Um olhar para o futuro I PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO A. O Concurso de Fotografia da FAE é uma iniciativa promovida pela Coordenação do Núcleo Cultural do Programa de

Leia mais

EDITAL PROEN Nº 43/2015

EDITAL PROEN Nº 43/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL PROEN Nº 43/2015 Dispõe sobre

Leia mais

3. PARTICIPANTES 3.1. O ENExC é gratuito e aberto à participação de toda a comunidade interna e externa à UFPE;

3. PARTICIPANTES 3.1. O ENExC é gratuito e aberto à participação de toda a comunidade interna e externa à UFPE; EDITAL XV ENEXT I ENExC 2015 Período: 25 e 26 de novembro de 2015 Local: CE e CFCH. TEMA CENTRAL: Extensão - História, Memória e Perspectivas No ano de 2015 comemora-se o 15º ano dos Encontros de Extensão

Leia mais

FREDERICO DA COSTA AMANCIO Secretário de Educação

FREDERICO DA COSTA AMANCIO Secretário de Educação PORTARIA Nº 980 DE 04 DE MARÇO DE 2016. O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, RESOLVE: Art. 1º Tornar pública a abertura de processo seletivo para o Concurso ÁGUA: JUNTOS VAMOS PRESERVAR

Leia mais

III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS

III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS EDUCAÇÃO APRESENTA: REGULAMENTO III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS DE MARÇO A DEZEMBRO DE 2015 REGULAMENTO III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS 1. DO OBJETO A Secretaria de Educação de Contagem,

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS PARA O SEMINÁRIO DE EXTENSÃO E INOVAÇÃO DA UTFPR - 5º SEI-UTFPR Nº 01/2015

EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS PARA O SEMINÁRIO DE EXTENSÃO E INOVAÇÃO DA UTFPR - 5º SEI-UTFPR Nº 01/2015 EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS PARA O SEMINÁRIO DE EXTENSÃO E INOVAÇÃO DA UTFPR - 5º SEI-UTFPR Nº 01/2015 A - UTFPR câmpus Campo Mourão comunica a abertura de Edital para seleção de trabalhos para o 5º

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL EDITAL CONCURSO ESCOLA DE LEITORES PARATY - RJ 2009/2010 OBJETO: Seleção de projetos para o Concurso

Leia mais

PRATA DA CASA - EDIÇÃO 2015 CONCURSO DE BOAS PRÁTICAS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ REGULAMENTO

PRATA DA CASA - EDIÇÃO 2015 CONCURSO DE BOAS PRÁTICAS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ REGULAMENTO PRATA DA CASA - EDIÇÃO 2015 CONCURSO DE BOAS PRÁTICAS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO OBJETO Art. 1º - A Procuradoria-Geral de Justiça, com a finalidade de estimular

Leia mais

REGULAMENTO IV CONCURSO SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2011 TEMA Escola em Ação contra a Dengue

REGULAMENTO IV CONCURSO SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2011 TEMA Escola em Ação contra a Dengue REGULAMENTO IV CONCURSO SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2011 TEMA Escola em Ação contra a Dengue A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) conjuntamente com a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade de

Leia mais

PROF. FILINTO BASTOS

PROF. FILINTO BASTOS CONCURSO DE ARTIGOS PROF. FILINTO BASTOS EDITAL I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1. O Concurso de Artigos Prof. Filinto Bastos, promovido pela equipe de monitoria da Unidade Damásio Educacional de Feira de Santana,

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer as normas relativas à elaboração, acompanhamento,

Leia mais

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO SUPERIOR Nº 003/2009 INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA E PESQUISA INSTITUCIONAL

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO SUPERIOR Nº 003/2009 INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA E PESQUISA INSTITUCIONAL FACULDADE DE DIREITO DA FUNDAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO Credenciada pela Portaria MEC n. 3.640, de 17/10/2005 DOU de 20/10/2005. CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO Autorizado pela Portaria MEC

Leia mais

EDITAL IV PRÊMIO JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA E SILVA DO INSTITUTO O DIREITO POR UM PLANETA VERDE

EDITAL IV PRÊMIO JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA E SILVA DO INSTITUTO O DIREITO POR UM PLANETA VERDE EDITAL IV PRÊMIO JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA E SILVA DO INSTITUTO O DIREITO POR UM PLANETA VERDE O IV Prêmio José Bonifácio de Andrada e Silva é uma realização do Instituto "O Direito para um Planeta Verde"

Leia mais

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS AO I ENCONTRO RONDONIENSE DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS AO I ENCONTRO RONDONIENSE DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS DATA: 14.10.2015 REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS AO I ENCONTRO RONDONIENSE DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS O I TECNÓLOGOS, promovido pelo CRA/RO- Conselho Regional de Administração de Rondônia e

Leia mais

PRÊMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE VIOLÊNCIA DE GÊNERO - 2013 REGULAMENTO

PRÊMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE VIOLÊNCIA DE GÊNERO - 2013 REGULAMENTO PRÊMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE VIOLÊNCIA DE GÊNERO - 2013 REGULAMENTO 1 Disposições gerais: 1.1 O PRÊMIO NACIONAL DE JORNALISMO SOBRE VIOLÊNCIA DE GÊNERO é a primeira pauta da Campanha Jornalistas

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO

EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO O DIRETOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS, nomeado pela

Leia mais

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve:

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve: 33º PRÊMIO CASOS DE SUCESSO - REGULAMENTO 1) CONSIDERAÇÕES GERAIS A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve: 1.1

Leia mais

Manual de Normas Técnicas *Apresentação de artigos e pôsteres*

Manual de Normas Técnicas *Apresentação de artigos e pôsteres* 17º Encontro Nacional de Apoio à Adoção (ENAPA) Projeto Fortalecimento da Rede Nacional de Apoio à Adoção e Convivência Familiar e Comunitária Manual de Normas Técnicas Brasília/DF 2012 Comissão Executiva

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1. O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia - NITTEC é um Órgão Executivo

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO PROFESSORES DO BRASIL 5ª EDIÇÃO

REGULAMENTO DO PRÊMIO PROFESSORES DO BRASIL 5ª EDIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica REGULAMENTO DO PRÊMIO PROFESSORES DO BRASIL 5ª EDIÇÃO O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC), por intermédio da Secretaria de Educação Básica (SEB) e com a

Leia mais

2.1. Curso de Especialização em Gestão da Clínica nas Regiões de Saúde

2.1. Curso de Especialização em Gestão da Clínica nas Regiões de Saúde EDITAL DE SELEÇÃO DE ESPECIALIZANDOS PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESPECIALIZANDOS PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM: GESTÃO DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE PARA PRECEPTORES DO SUS, GESTÃO DA CLÍNICA NAS REGIÕES DE SAÚDE;

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA PÓS-GRADUAÇÃO E DE PESQUISA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA PÓS-GRADUAÇÃO E DE PESQUISA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA PÓS-GRADUAÇÃO E DE PESQUISA EDITAL RETIFICATIVO Nº. 01/2015 Retifica o Edital nº 09/2014 de apoio à manutenção

Leia mais

EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO

EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal

Leia mais

Sistema Único de Assistência Social e suas Inter-relações

Sistema Único de Assistência Social e suas Inter-relações Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Estudos e Pesquisas sobre Álcool e outras Drogas Centro Regional de Referência sobre Drogas do Espírito Santo

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA EM CURSOS SUPERIORES E SUBSEQUENTES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA EM CURSOS SUPERIORES E SUBSEQUENTES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CAMPUS OSÓRIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA

Leia mais

Manual de. Estágio Curricular Supervisionado. Bacharelado

Manual de. Estágio Curricular Supervisionado. Bacharelado 1 Manual de Estágio Curricular Supervisionado Bacharelado 2 APRESENTAÇÃO O Manual de Estágio Curricular Supervisionado está organizado de forma objetiva e prática, buscando definir informações e conceitos

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO SINDITÊXTIL-SP INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO PRÊMIO SINDITÊXTIL-SP INOVAÇÃO TECNOLÓGICA 1 / 7 1. APRESENTAÇÃO O Prêmio SINDITÊXTIL-SP Inovação Tecnológica foi criado em 2011 pelo Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo SINDITÊXTIL SP com objetivo de homenagear

Leia mais

EDITAL Nº 20 de 27 de novembro de 2015

EDITAL Nº 20 de 27 de novembro de 2015 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PARA O ENSINO MÉDIO/CNPQ CÂMPUS DE

Leia mais

REGULAMENTO. I CONCURSO NACIONAL DE FOTOGRAFIA DOS CORREIOS Vá mais longe 1. OBJETIVO

REGULAMENTO. I CONCURSO NACIONAL DE FOTOGRAFIA DOS CORREIOS Vá mais longe 1. OBJETIVO REGULAMENTO 1. OBJETIVO 1.1 O I Concurso Nacional de Fotografia dos Correios tem como objetivos reunir imagens que representem a atuação dos Correios, especialmente a relação da empresa com a sociedade;

Leia mais

EDITAL Nº 026/2015/ CAMPUS PALMAS/IFTO, DE 03 DE JUNHO DE 2015.

EDITAL Nº 026/2015/ CAMPUS PALMAS/IFTO, DE 03 DE JUNHO DE 2015. EDITAL Nº 026/2015/ /IFTO, DE 03 DE JUNHO DE 2015. CONCURSO PARA ESCOLHAS DA LOGOMARCA, LOGOTIPO E NOME DO INFORMATIVO IMPRESSO E DIGITAL DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA O DIRETOR DO

Leia mais

MOSTRA DE PROJETOS 2011 PARTICIPAÇÃO CIDADÃ VOLUNTARIADO E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO REGULAMENTO. Anexos I e II

MOSTRA DE PROJETOS 2011 PARTICIPAÇÃO CIDADÃ VOLUNTARIADO E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO REGULAMENTO. Anexos I e II MOSTRA DE PROJETOS 2011 PARTICIPAÇÃO CIDADÃ VOLUNTARIADO E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO Os projetos inscritos na Mostra de Projetos 2011 também poderão participar da certificação do Selo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 17/2016 EDITAL PARA CHAMADA DE PROJETOS 2016/2017

Leia mais

REGULAMENTO DO 26º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA

REGULAMENTO DO 26º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA I - DO OBJETIVO REGULAMENTO DO 26º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA Artigo 1º - O Prêmio Paraná de Economia é instituído pelo Conselho Regional de Economia 6ª Região Paraná (CORECONPR) em duas modalidades, a

Leia mais

EDITAL Nº 13/2015 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM)

EDITAL Nº 13/2015 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM) EDITAL Nº 13/2015 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM) A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da Universidade Federal

Leia mais

O Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros foi criado, em 2011, pela Confederação Nacional das

O Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros foi criado, em 2011, pela Confederação Nacional das Apresentação O Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros foi criado, em 2011, pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU agosto / 2010 1 REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Sumário TÍTULO I - DA NATUREZA E DAS FINALIDADES... 3 CAPÍTULO I - DA CONSTITUIÇÃO

Leia mais

Concurso FORD/ANPOCS para Doutorandos em Ciências Sociais com trabalhos que utilizam dados e informações do Censo Demográfico 2010:

Concurso FORD/ANPOCS para Doutorandos em Ciências Sociais com trabalhos que utilizam dados e informações do Censo Demográfico 2010: 1 Concurso FORD/ANPOCS para Doutorandos em Ciências Sociais com trabalhos que utilizam dados e informações do Censo Demográfico 2010: Prêmio O Brasil que sai do Censo Edital do Concurso 2 A Associação

Leia mais

REGULAMENTO DO 6º CONCURSO ESCOLAR SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2013. TEMA: Dengue é fácil combater, só não pode esquecer

REGULAMENTO DO 6º CONCURSO ESCOLAR SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2013. TEMA: Dengue é fácil combater, só não pode esquecer 1 REGULAMENTO DO 6º CONCURSO ESCOLAR SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2013 TEMA: Dengue é fácil combater, só não pode esquecer A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS) conjuntamente com a Secretaria

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 02/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA (TÉCNICO SÊNIOR II)

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 02/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA (TÉCNICO SÊNIOR II) COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 02/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA (TÉCNICO SÊNIOR II) Tipo: Melhor Técnica O Instituto Brasileiro de Administração Municipal - IBAM, associação civil

Leia mais

PESQUISA DE ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS - PEAS 2013 Questionário da Etapa I

PESQUISA DE ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS - PEAS 2013 Questionário da Etapa I BLOCO 01 IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO Diretoria de Pesquisas Coordenação de População e Indicadores Sociais 01. Número cadastral 02. Siape do entrevistador PESQUISA DE ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Leia mais

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA CARTA TÉCNICA Nome do Certificado: INSCRIÇÃO NO CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O REGISTRO: Entidades de Assistência Social ORGÃO RESPONSÁVEL PELA EMISSÃO: Conselho

Leia mais

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso Das Disposições Preliminares Art. 1. Respaldado pelo disposto nos termos do parágrafo terceiro do Artigo 65 do Regimento Unificado da Associação Educativa Evangélica

Leia mais

Reabertura de Inscriçõ es

Reabertura de Inscriçõ es Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá Diretoria de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico EDITAL PIBIC/CNPq/IEPA 2015/2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE

Leia mais