Capítulo extra 2 - "Segunda-feira antes do nascer do sol II"

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo extra 2 - "Segunda-feira antes do nascer do sol II""

Transcrição

1 Capítulo extra 2 - "Segunda-feira antes do nascer do sol II" Esse é o relatório de um dos encontros da Gldemo. "Nossos concertos estão sem aquele brilho atualmente," disse Iwasawa um dia nos bastidores (em uma sala vazia qualquer) após um concerto ao vivo. suor. "Mesmo? Os fãs pareciam bem agitados pra mim", Hisako respondeu, se limpando do

2 "É claro que estão! É por causa de todas as letras esplêndidas que eu escrevo!" Iwasawa começava mais um de seus discursos retóricos malucos sobre música. "Mas você acha que isso é suficiente?! Por quanto tempo você acha que podemos continuar assim?! Normalmente, iríamos nos graduar após três anos, mas nesse mundo, nós sempre seremos do terceiro ano! O quê? Nós vamos só continuar usando a criatividade para criar letras até ela acabar?! Deixem de ser preguiçosas! Contribuam! Não fiquem só treinando suas partes e deixando todo o resto comigo!" "Bom, você quer que eu escreva letras?" Hisako sugeriu. "Você consegue escrever letras esplêndidas?" "Nada ao seu nível, mas sim." "Oh, então é só uma coisa insignificante que mal conseguiria entrar no álbum?! Não precisamos dessa porcaria!" "Eu posso tentar o meu melhor." "O que você acha que as músicas da Gldemo são? Se esse mundo tivesse uma Oricon, nossas músicas ficariam sempre em primeiro! É esse o tipo de música que nós fazemos! Estão num nível onde mesmo Akimoto Yasushi ficaria com inveja, se estivéssemos no mundo dos vivos." Onde foi que ela conseguiu esse tipo de confiança... "Tuas músicas são no máximo frisbees que seriam lotados de singles pra virarem CDs. De jeito nenhum eles iriam pros álbuns." "Isso é meio rude..." "Só esqueça isso. Vou cuidar de escrever as músicas. Letras esplêndidas continuarão surgindo, então não se preocupem. Vocês deveriam se preocupar em achar modos de contribuir além de ficar só tocando seus instrumentos, certo?! Irie! Algo a dizer?!" "Talvez se eu tocasse bateria enquanto uso trajes de banho, então todos os NPCs garotos prestariam atenção em mim?"

3 "Trajes de banho?! Não! Calcinhas são tudo o que você precisa!" "Eh? E quanto ao sutiã?" "Use suas mãos." "Espera ai. Como ela vai tocar bateria assim?" Hisako calmamente expôs sua objeção. "Toque a bateria, então cubra, ai toque novamente, depois cubra. Faça isso rápido e você conseguirá tocar bateria enquanto tem seus peitos cobertos própriamente." "Sim, claro... Ela não pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Pra uma das duas partes, os peitos dela vão aparecer!" "Então deixe-os expostos!" E isso é coisa pra se dizer? "Mas até quando isso vai funcionar? Claro, vai causar alguma diferença naquele dia, mas se Irie continuar tocando bateria sem o sutiã, mais cedo ou mais tarde isso vai perder o charme." Eu disse para suportar a objeção da Hisako. "Verdade, você tem razão. Os peitos da Irie não são grande coisa." "O qu-? Ei... Realmente, os meus são pequenos, mas isso não é necessariamente uma coisa ruim... Quero dizer, algumas pessoas preferem isso, sabe..." "Você quer ficar sem sutiã pra dizer isso?!" "Alguém tem mais algo a dizer? Irei entregar as letras esplêndidas." Será que ela só queria dizer "letras esplêndidas" pra falar isso? "Hisako, invente algum novo estilo de tocar guitarra..." "O quê...?" "Jimi Hendrix tocava com seu dente. Van Halen fazia tapping. Jónsi usava um arco de violino. Agora, se você, a guitarrista principal da Gldemo, descobrisse um novo estilo, isso iria nos levar a novas alturas! Faríamos os fãs perderem suas mentes e se agitarem feito um monte de galinhas sem cabeça!"

4 "Tenho certeza de que todos os estilos já foram descobertos." "Deve haver algo. Não desista tão rápido... Ah, então que tal ficar observando ela?" "O quê?!" "Coloque a guitarra no suporte de guitarra, cruze seus braços e apenas observe-a. Vê? Algo novo!" "Então eu nem estaria tocando!" "Não se tranque em sua mente pensando que guitarras precisam ser tocadas! Ok, tente fazer isso enquanto tocamos a 'Crow Song'. "Ahn... Então, só preciso deixá-la no suporte?" "É, e fique olhando pra ela." "E quanto ao meu solo de guitarra?" "Esse é o seu solo! Todos ficarão tipo, 'Woa, o que ela está fazendo?', e você conseguiria toda a atenção, entende?" "Acho que sim..." "Mas você ficaria parada, de braços cruzados, enquanto observa a coisa." "E é ai que a agitação das galinhas sem cabeça começa...?" "Não, na segunda vez. Na primeira vez eles vão apenas ficar chocados e perdidos." "Mesmo...?" "Você pode ficar com o estilo. Eu não me importo. Diga às pessoas que você o inventou. Ficará conhecido como o estilo de guitarra da Hisako." "Sem que eu ao menos toque..." "Muito bem, agora a baixista, Sekine." Ela se virou pra mim.

5 "Sim?" "Faça a guitarra fazer boing boing." "Boing boing?" "Afrouxe as cordas. Dois oitavos a menos. Faça-as fazerem boing boing! Ultra baixo, sabe?! Caramba, isso não é ciência dos foguetes!" "Mas aí eu não consigo tocar nenhuma nota..." "Apenas as cante!" "Eh?" "Pra que você acha que serve o microfone do coral?!" "...Coral?" "É, mas você não consegue fazer nenhuma nota, certo? Então só faça 'doo-loo-doodong' no microfone! Nada difícil!" "O...kay." "Ótimo, agora todos sabem o que fazer no próximo show. A reunião está encerrada." "Vamos começar com a reunião de revisão. Estou de mau humor, só pra vocês saberem." "..." "Primeiro, Irie, por que você só usou o tambor da bateria?" "Eu não conseguia segurar as baquetas! Estava tentando cobrir meus peitos!"

6 "Sem desculpas! Aquilo foi horrível! Eu não pedi pra você arruinar o show. Droga, sua exibicionista!" "T_T" "A próxima é você, Hisako! Por que só ficou parada lá?! Você deixou todos confusos!" "Você me disse pra fazer isso." "Quem disse que você podia só parar ali?! Você acha que isso é divertido?! Ficar parada lá feito decoração? Você ficou horrível na 'Crow Song'!" "É, como se eu não soubesse." "E Sekine!"

7 "Sim?" "Suas cordas estavam soltas demais! O que diabos é o seu problema?" "Você me disse pra fazer isso..." "E o que foi que você disse no palco?" "Doo-loo-doo-doo..." "Doo-loo-doo-dong, droga!" "Não é a mesma coisa?" "Agora ouça! A última parte, dong! Entende? Não é doo! Dong! Não arruíne o ritmo!"

8 "Eu não acho que foi isso que arruinou o ritmo..." próxima vez." "E então, nos baseando nessas coisas, vamos discutir como podemos melhorar na... E então ela se esqueceu completamente das nossas reclamações. "Não podemos só tocar normalmente?" "Não, dessa vez o show teve um impacto. Os fãs reagiram de forma muito diferente." "É, porque nós estávamos todas bagunçadas..." "Não, algo está vindo... Eles sabiam disso. Por isso é que eles estavam tão quietos. Esperando e esperando pra presenciar o nascimento de uma nova Gldemo! E nós temos que responder a eles! Essa é nossa chance... Primeiro, Irie!" "S-sim?" "Toque o cordão do tambor com a sua cabeça." "O-o quê?!" "Ei, isso é tipo dar uma cabeçada ao mesmo tempo! Perfeito!" "Não, não, espere... Ela vai desmaiar na metade do show por causa de todo o sangue que irá parar na cabeça dela!" Disse Hisako, novamente ao resgate. "Faz parte do rock!" "De forma alguma seria... Irie, você tem certeza de que quer fazer isso?" "Eu não posso me opor a Iwasawa, então acho que irei tentar..." "Próxima, Hisako. Você precisa de um novo estilo pra tocar." "Pense em um estilo que seja realmente pra tocar dessa vez. Eu não vou só ficar parada observando a guitarra novamente..." "Deixe a guitarra no apoio da gui-" "O qu-? De novo?!"

9 "Dessa vez não fique só a observando. Você fará ela se mover." "Como? Eu tenho que encostar nela?" "Não! Qualquer um consegue fazer isso! Você vai usar telecinesia!" "Eu me pareço com um mágico pra você?" "Hisako, você é ao menos uma pessoa morta, então assuma o nome dos mortos e faça algo fantasmagórico, coisas do tipo woo-woo. Ah, você sabe! Podemos tentar mandar suas ondas de raiva para a guitarra! Faça-a fazer gwang gwand com toda essa agonia!" "Mas eu gosto da minha guitarra..." "Sekine, dessa vez mantenha o ritmo, entendeu?" "Doo-loo-doo-dong, certo?" "Ótimo, vamos lá!" saberem." "Vamos começar com a reunião de revisão. Estou de mau humor, só pra vocês "..." "Primeiro, Irie! Por que você parou de tocar na metade?!" "Ela desmaiou... Com toda aquela agitação, o sangue vai pra sua cabeça e fica lá. Faça isso por muito tempo e você pode terminar com sérios problemas..." "O quê? Por que está olhando pra mim como se estivesse me culpando por algo?" "Não é 'como se'. Eu estou te culpando." "Bom, vocês não conseguiram ter nenhuma ideia, então eu tive. Quero dizer, isso me machuca tanto quanto machuca vocês! Vocês realmente não notaram isso? Vocês deveriam saber o quanto eu amo vocês! Vamos! Por quantos séculos ficamos tocando juntas?!"

10 "Eu não contaria em séculos..." "Então pense em algo por si mesma, Irie! E Hisako! Não é hora pra ser a espertinha." "Não estou sendo." "É, você ficou só parada lá, parecia um pastel caído!" "Estava transmitindo minhas ondas de ódio o tempo todo!" "Você não estava com raiva o suficiente! Jogue mais ódio contra ela! Você não chegou a esse mundo por ter sido cortada ao meio por uma guitarra?" "Como se isso houvesse acontecido!" última vez!" "No fim das contas, não fizemos nada durante a Crow Song, exatamente como da "É, como se eu não soubesse disso." "Irie, já pensou em algo?" "Hmm, que tal tocar bateria com minhas próprias mãos...?" "Você está pensando em algo mesmo?! A Gldemo já está no nível de usar cabeçadas para tocar, e você quer tocar com suas mãos?! Está tentando deixar as pessoas entediadas até a morte?!" "Bom, o que mais eu poderia fazer?" "Vou te dizer o que fazer. No clímax, se concentre nos tambores. Agora, isso sim é um clímax arrasador!" "Como eu mantenho as batidas?" "Acha que o baixo serve pra quê? O baixo irá fazer o ritmo seguir, então não se preocupe com isso! Só enlouqueça o máximo que poder! Cara, vai ser um refrão e tanto!" "E após o clímax? O que eu faço no segundo verso?"

11 "Prepare seus tambores de volta rapidamente. Você tem um pouco de tempo aí, então prepare-os e comece a Melodia A como se nada tivesse acontecido." "Tudo bem..." "O quê? Você vai mesmo fazer isso tudo...?", Hisako perguntou. Isso seria possível? "Vê? Irie vai fazer muito pela banda. Hisako, não acha que você deveria parar de tocar feito uma criança e fazer algo que preste?" "Eu não gosto do jeito que você está me pressionando..." "Afie sua palheta até que fique igual a um pedaço de vidro. Não, melhor ainda! Use um canivete. Use um canivete como sua palheta." "E qual seria o objetivo disso...?" "Quando estivermos chegando ao clímax, você precisa começar a cortar suas cordas como se tivessem lhe transtornado ou algo assim, e isso vai nos conseguir a empolgação que precisamos!" "Eu não consigo tocar assim!" "Pra que você acha que serve o baixo?! O baixo vai manter o ritmo, então não se preocupe com isso! Apenas corte as cordas!" "E após o clímax? O que eu deveria fazer durante o segundo verso?" "Prepare novas cordas rapidamente. Nós temos um pouco de descanso ali, então arrume isso e comece a tocar a Melodia A como se nada tivesse acontecido." "Não tem como eu preparar cordas novas e afiná-las em pouco tempo..." "Tente! Pare de chorar feito uma criança toda hora que encontramos algum desafio!" "É só que eu não sou infantil demais pra achar que isso vai dar certo..." Sem dúvidas a Hisako era a madura aqui.

12 "Então, Sekine." No fim, ela novamente havia se virado para mim. "Enquanto Hisako e Irie estiverem enlouquecendo e fazendo a energia fluir, o que você fará?" "Doo-loo-doo-dong... Certo?" "Irie vai ficar se matando na bateria, Hisako estará cortando todas as suas cordas, e tudo o que você vai fazer é doo-loo-doo-dong?!" "O que eu deveria dizer então?" "Doo-loo-doo-do-be-do-waaa." "Doo-loo-doo-do-be-do-wa..." "Mais longo! Doo-loo-doo-do-be-do-waaaaaaaaaaa!" "Doo-loo-doo-do-be-do-waaaaaaaaaaaa!" "Isso mesmo! Vê? Você consegue, se tentar, sua doida esquisitona! Ei, os aplausos ainda são ouvidos. Eu acho que não importa quão ruim estejamos, ainda somos as Gldemo..." E quando você pensou que havíamos começado a ficar ruins...? "Muito bem, 'Crow Song' para a âncora! Vamos lá!" "Phew, acabou... Estou extremamente mal-humorada, só pra saberem. Quando chegamos ao clímax, nenhuma de vocês tocou! A bateria de Irie estava toda bagunçada, Hisako estava com uma guitarra sem cordas, e tudo que tivemos para o baixo foi a Sekine fazendo 'Doo-loo-do-be-do-waaa!' Que diabos vocês estavam fazendo?!" "Exatamente o que você nos mandou fazer!" dissemos todas em união.

13 Bom, é isso que você consegue com uma maníaca por música igual à Iwasawa. Esse foi o primeiro relatório dos encontros da Girl Dead Monsters. "Phew..." Solto minha caneta. "Bom trabalho." No mesmo momento, alguém me segura com força pelos ombros. "Oh ho ho. Vejo que você escreveu umas coisas interessantes aí." Essa voz... Hisako? Viro-me para encontrar todas as três delas no meu quarto, e meu sangue instantaneamente fica frio. "Você não se esqueceu de que isso era pra ser sua punição, certo? Então por que você começou a escrever coisas sem sentido novamente, hein Sekine?" Ela parece realmente ameaçadora enquanto sua boca falava com rigor. "Ei, Shiorin. Diga-me, quem é que você está chamando de baterista topless?" Até a gentil Miyukichi tinha uma veia pulsando em sua testa enquanto sorria. "Você só está escrevendo isso por causa de todo o lixo que você colocou no diário de atividades, mas é só o primeiro dia e você já está escrevendo o que quer novamente! Você está tentando arranjar uma confusão ou coisa do tipo, garota?!" Esses dedos começam a afundar mais e mais fundo nos meus ombros. "Ai, ai, isso dói pra caramba, Hisako! E por que estou tendo essa grande impressão de déjà vu...?" "Não. Eu não me lembro de nada. Você tem todo o meu suporte, Hisako."

14 "Eh?! Você também está contra mim, Miyukichi?!" "Posso suportar o que você escreveu sobre mim... mas não é nada comparado com o que você escreveu sobre a Iwasawa. Caramba, você realmente passou dos limites", diz Hisako. ">_<" Hisako olha em direção à porta junto comigo, enquanto tremo feito uma folha. Parada lá, sendo o foco da nossa atenção, estava Iwasawa. "Hmm? O quê?" É como se ela estivesse em outro mundo. "Ahn, você não acabou de ler isso...?" "É." "Você não está irritada?" "Sobre o quê?" "Ahn, Iwasawa, Shiorin te chamou de maníaca. Ela até te deu um falso sotaque irlandês, e te chamou de esquisitona novamente..." "É o relatório dela. Só deixe-a escrever como tudo pareceu pra ela. De qualquer forma, só estamos aqui no meio da noite porque eu queria que vocês ouvissem essa nova parte da música, então vamos começar com isso." Ela coloca sua mala no chão, tira uma guitarra e começa a tocar. E simplesmente assim, toda a tensão causada pelo meu relatório desaparece no ar, e ficamos unidas novamente.... Yup, como sempre, uma verdadeira maníaca por música.

15 [Esse foi o último capítulo de Angel Beats! - Track Zero-.]

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA

TESTE DE ELENCO COM UMA CENA. Por VINICIUS MOURA TESTE DE ELENCO COM UMA CENA Por VINICIUS MOURA * Embora seja uma cena que contenha dois atores os candidatos serão avaliados individualmente. Os critérios de avaliação se darão a partir da performace

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

Vamos falar de amor? Amornizando!

Vamos falar de amor? Amornizando! Vamos falar de amor? Amornizando! Personagens 1) Neide Tymus (Regente); 2) Sérgio Tymus (Marido Neide); 3) Nelida (Filha da Neide); 4) Primeiro Coralista; 5) Segundo Coralista; 6) Terceiro Coralista; 7)

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR Índice Índice Prefácio Sobre o autor Introdução Como ser produtivo estudando corretamente Você já organizou o seu tempo e os seus dias para estudar? Definir o que vai estudar Organizando

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA CONVIVER COM OS HUMANOS APRIMORADOS? http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=voce-esta-preparado-conviver-humanosaprimorados&id=010850090828 Redação do

Leia mais

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 2 Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 1ª Edição, 08/04/2016 As novas edições serão sempre disponibilizadas no link: http://alexandreafonso.com.br/e book imagens mentais 2016 alexandreafonso.com.br. Todos

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

(PI): 01 - O 01 (A1):

(PI): 01 - O 01 (A1): Tema do Projeto: Composição Musical em Banda Pop/Rock em contexto extracurricular Que aprendizagens e motivações são desenvolvidas no projeto de composição de canções a partir de sequências harmónicas

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

UMA PIZZA CHAMADA DESEJO. por. Rodrigo Ferrari. Versão final 02/09/2011

UMA PIZZA CHAMADA DESEJO. por. Rodrigo Ferrari. Versão final 02/09/2011 UMA PIZZA CHAMADA DESEJO por Rodrigo Ferrari Versão final 02/09/2011 rodrigoferrari@gmail.com (21)9697.0419 Iluminados, no fundo do palco, BLANCHE e o. O Médico veste um jaleco branco, estetoscópio, óculos

Leia mais

bom, eu gostaria de me sentir uma pessoa útil sem precisar fazer ã-hã...

bom, eu gostaria de me sentir uma pessoa útil sem precisar fazer ã-hã... A eu gostaria de me sentir uma pessoa útil... só não se esqueça, charlie brown, que as pessoas úte is são chamadas para fazer uma porção de coisas... ã-hã... bom, eu gostaria de me sentir uma pessoa útil

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

PACIÊNCIA ZERO. Do atendimento ao cliente chato. De Wellington Rianc Della Sylva

PACIÊNCIA ZERO. Do atendimento ao cliente chato. De Wellington Rianc Della Sylva PACIÊNCIA ZERO Do atendimento ao cliente chato De Wellington Rianc Della Sylva 2013 SINOPSE Você que trabalha ou já trabalhou com atendimento ao usuário por telefone vai dizer que é verdade. Tem usuário

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br Script de Terapia de Liberação Emocional (EFT) para desfazer crenças relativas aos clientes que você merece ter. Eu não consigo atrair clientes dispostos a pagar preços altos A Acupuntura Emocional é uma

Leia mais

Quem tem medo da Fada Azul?

Quem tem medo da Fada Azul? Quem tem medo da Fada Azul? Lino de Albergaria Quem tem medo da Fada Azul? Ilustrações de Andréa Vilela 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2015 Edição de Texto Noga Sklar Ilustrações Andréa Vilela Capa KBR

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé MÚSICAS Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé Hino da Praznik Do Fá Gosto de aqui estar Sol Do E contigo brincar E ao fim vou arranjar

Leia mais

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS

UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS Frutos-1 Impact0 LIÇÃO 12 VIVENDO A VIDA COM DEUS UNIDADE 3: MUNDO PERDIDO PESSOAS PERDIDAS PRECISAM OUVIR A HISTÓRIA DE JESUS 9-11 Anos HISTÓRIA BÍBLICA João 1:12; I Pedro 3:15, 18 A Bíblia nos ensina

Leia mais

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série.

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. EE Bento Pereira da Rocha HISTÓRIA DE SÃO PAULO Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. História 1 CENA1 Mônica chega

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem?

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Unschooling Life Podcast #2 Por que desescolarizar? Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Eu fui em busca de pais que desescolarizam seus filhos para fazer essa

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

Comunicação Não-Violenta

Comunicação Não-Violenta Comunicação Não-Violenta Setembro 2014, São Paulo Palestrante: Sven Fröhlich Archangelo XII Congresso Latino-Americano de PNL Julgamentos Egoista, incompetente, dono da verdade, mentirosa, grosseiro,

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR 20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR Resultados Processo de aprendizagem SENTIDOS (principal) Gosto de informações que eu posso verificar. Não há nada melhor para mim do que aprender junto

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria,

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, O Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, preocupada, pois nunca tinha visto o primo assim tão mal

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

Obedecer é sempre certo

Obedecer é sempre certo Obedecer é sempre certo Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada. Crianças recebem

Leia mais

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com 1 Distribuição Gratuita. Este e-book em hipótese alguma deve ser comercializado ou ter seu conteúdo modificado. Nenhuma parte deste e-book pode ser reproduzida ou transmitida sem o consentimento prévio

Leia mais

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO FAÇA ACONTECER AGORA MISSÃO ESPECIAL SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO RENATA WERNER COACHING PARA MULHERES Página 1 Q ue Maravilha Começar algo novo

Leia mais

Comunicação Não Violenta

Comunicação Não Violenta Comunicação Não Violenta Ana Paula Franke Eder Conrado de Oliveira Mariangela Marini SIPAT 2013 21 de outubro O QUE É CNV? A Comunicação Não-Violenta é um processo de entendimento que facilita a harmonização

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

por ano para trocar o sangue. Page leu todos os livros do Aleister Crowley. Em 1977, eles já tinham se tornado a banda definitiva de iniciação.

por ano para trocar o sangue. Page leu todos os livros do Aleister Crowley. Em 1977, eles já tinham se tornado a banda definitiva de iniciação. O Led Zeppelin sempre foi complicado. Esse era o problema inicial deles. Os shows deles sempre tinham violência masculina. Isso foi um desvio nos anos 1970, que foi uma época muito estranha. Era uma anarquia

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava O menino e o pássaro Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava comida, água e limpava a gaiola do pássaro. O menino esperava o pássaro cantar enquanto contava histórias para

Leia mais

...existe algum motivo legal que impeça a sentença de ser pronunciada?

...existe algum motivo legal que impeça a sentença de ser pronunciada? Levante-se o réu. 6 ...capítulo um Fiquei de pé. Por um momento vi Glória de novo, sentada no banco no píer. A bala acabara de atingir a sua cabeça, de lado, o sangue ainda nem tinha começado a escorrer.

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches

Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches Amanda (entra procurando os amigos) Lucas!? Juninho!? Chico!? Onde estão vocês? Ai meu Deus. Preciso encontrar alguém por aqui. (para o público) Ei pessoal, vocês

Leia mais

AS 3 COISAS PARA NÃO FAZER DURANTE UM ATAQUE DE PÂNICO OU DE ANSIEDADE. Conselhos que a maioria das pessoas jamais ouvirão de seus médicos

AS 3 COISAS PARA NÃO FAZER DURANTE UM ATAQUE DE PÂNICO OU DE ANSIEDADE. Conselhos que a maioria das pessoas jamais ouvirão de seus médicos AS 3 COISAS PARA NÃO FAZER DURANTE UM ATAQUE DE PÂNICO OU DE ANSIEDADE Conselhos que a maioria das pessoas jamais ouvirão de seus médicos 1. Não se envolva com o pensamento "E se...". O gatilho que dispara

Leia mais

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Local: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial Esta é uma história de mudança que ocorre em um labirinto em que quatro personagens

Leia mais

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead)

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) A Última Carta Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) E la foi a melhor coisa que já me aconteceu, não quero sentir falta disso. Desse momento. Dela. Ela é a única que

Leia mais

Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal.

Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal. Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal. ONDA GOSPEL - Quando revelou ao seu amigo, Luis Melancia a vontade de adquirir a rádio,

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 12 Leitura e Mediação Pedagógica G. Pesquisador: Rosineide Magalhães de Sousa Corinthians(2) x Palestra(1)#Rosineide\cor_pal.jpg.jpg# Transcrição 80) P: Então Gabriel... eu vou pedir

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

www.poderdocoachingemgrupos.com.br

www.poderdocoachingemgrupos.com.br Pesquisa de Mercado A condução de pesquisas de mercado é uma das atividades mais eficazes e importantes que você pode fazer quando você estiver projetando seu coaching em grupo. Você vai se surpreender

Leia mais

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão 1 INDICE Introdução... Pg: 03 Você é muito bonzinho... Pg: 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade... Pg: 05 Evite pedir permissão... Pg: 07 Não tenha medo de ser você mesmo... Pg: 08 Não

Leia mais

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro O meu brinquedo é um livro é um projecto de promoção da leitura proposto pela Associação

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Escrito por. Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método GuinorBets

Escrito por. Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método GuinorBets s O 6 s o i cíp Prin Bá s o sic o d o ét M o D r o n s i t u e G B Escrito por Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método Índice Quem

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Eu queria testar a metodologia criativa com alunos que eu não conhecesse. Teria de

Leia mais

Bloco Mauricio Diogo. Agora não há como voltar atrás.

Bloco Mauricio Diogo. Agora não há como voltar atrás. Bloco Mauricio Diogo Vejo um bloco de mármore branco. A rocha dura. A rocha é dura. O mármore tem textura. É duro. Resistente. Sincero. Tem caráter. Há mármore rosa, bege, azul, branco. O escultor doma

Leia mais