TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer)

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer)"

Transcrição

1 TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) Orbita: Heliosíncrona, quase circular. Inclinação: 98,2º Passagem pelo Equador: 10:30 a.m. (N-S) y 10:30 p.m. (S-N) Freqüência de revisita: 16 dias. 18 Diciembre

2 TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) Organismos: NASA Ministério Japonês de Economia, Comércio e Indústria Subsistemas: VNIR = Visible Near Infrared SWIR = Shortwave Infrared TIR = Termal Infrared Tamanho das Cenas: 60 x 60km Resolução Espectral: 14 bandas Capacidade estereográfica: Sim, no visível, capaz de obter estéreo-imagens para produzir modelos de elevação. 2

3 TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) Resolução espacial, radiométrica e espectral Capacidade estereográfica: Os três telescópios dos tres subsistemas são orientáveis, mudando o ângulo de visada ao longo do trajeto do satélite. Registro dos dados: Não é contínuo, 8min/órbita 3

4 TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) Exemplos 17 Setembro Dubai. EAU 5 Julho Madrid 4

5 TERRA+AQUA / MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) TERRA 18.DEZ.1999 AQUA 4.MAIO.2002 ÓRBITA: Altitude: 705 km. Horas de passagem: 10:30 a.m. modo descendente (Terra) ou 1:30 p.m. modo ascendente (Aqua). Tipo: Heliosíncrona, circular, quase polar. Cenas: km (cross track) x 10 km (along track at nadir). Resolução espectral: 36 bandas. (0,405µm 14,385µm) Resolução radiométrica: 12 bits. Resolução espacial: 250 m (bandas 1-2) 500 m (bandas 3-7) 1000 m (bandas 8-36) Produtos Standard: 44. Duração estimada: 6 anos 5

6 TERRA+AQUA / MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) Bandas espectrais e Produtos Standard 6

7 TERRA+AQUA / MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) Incêndios Espanha-Portugal Agosto 2003 Tormenta de areia Egito - 2mar05 AQUA-MODIS Icebergs Antártida - 3mar05 TERRA-MODIS Espanha 26fev05 AQUA-MODIS 7

8 CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite) CONSTELAÇÃO CBERS-1 CBERS-2 Lançamento 14-Out Out-2003 CBERS CBERS

9 CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite) ÓRBITA: Tipo: Heliosíncrona Altitude: 778 km Inclinação: º Período:100,26 min. Freqüência de re-visita: 26d INSTRUMENTOS: CCD - High Resolution CCD Cameras IRMSS - Infra-Red Multispectral Scanner WFI - Wide Field Imager 1 - Service Module 2 - Sun Sensor 3-20N Thruster Assembly 4-1N Thruster Assembly 5 - Middle Wall 6 - UHF Receiver Antenna 7 - Infrared Scanner (IRMSS) 8 - IR Transmit Antenna 9 - VHF Transmit Antenna 10 - UHF Tx/Rx Antenna 11 - S-Band Antenna (DCS) 12 - CCD Transmit Antenna 13 - UHF Transmit Antenna 14 - CCD Camera 15 - S-Band Antenna (TT&C) 16 - Payload Module 17 - Solar Array 18 - S-Band Antenna (TT&C) 19 - UHF Receiver Antenna 20 WFI 9

10 CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite) Câmera Imageadora de Alta Resolução CCD - High resolution CCD Camera A câmera CCD fornece imagens de uma faixa de 113 km de largura, com uma resolução espacial de 20m. Esta câmera tem capacidade de orientar seu campo de visada dentro de ± 32 graus, possibilitando a obtenção de imagens estereoscópicas de uma certa região. Além disso, qualquer fenômeno detectado pelo WFI pode ser focalizado pela Câmera CCD, para estudos mais detalhados, através de seu campo de visada, no máximo a cada três dias. A Câmera CCD opera em 5 faixas espectrais incluindo uma faixa pancromática de 0,51 a 0,73 µm. As duas faixas espectrais do WFI são também empregadas na câmera CCD para permitir a combinação dos dados obtidos pelas duas câmeras. São necessários 26 dias para uma cobertura completa da Terra. Imagem da Câmera CCD de alta resolução de Manaus 10

11 CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite) Imageador por Varredura de Média Resolução IRMSS - Infrared Multispectral Scanner A câmera de varredura IRMSS tem 4 faixas espectrais e estende o espectro de observação do CBERS até o infravermelho termal. O IRMSS produz imagens de uma faixa de 120 km de largura com uma resolução de 80 m (160 m no canal termal). Em 26 dias obtém-se uma cobertura completa da Terra que pode ser correlacionada com aquela obtida através da câmera CCD. Vista do Baixo Vale do Rio Açu no litoral do Rio Grande do Norte com o IRMSS 11

12 CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite) Imageador de Amplo Campo de Visada WFI - Wide Field Imager O WFI produz imagens de uma faixa de 890 km de largura, permitindo a obtenção de cartaimagens com resolução espacial de 260 m. No período aproximado de cinco dias, obtém-se uma cobertura completa do globo. Tem 2 faixas espectrais. Imagem do WFI (Represa de Itaipu) 12

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa Características dos Sensores Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa TAMANHO DO PIXEL Alta Resolução Média Resolução Cobertura Sinótica Meteorológicos

Leia mais

Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma

Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

AQUISIÇÃO DOS DADOS Componentes do Sistema de SR

AQUISIÇÃO DOS DADOS Componentes do Sistema de SR AQUISIÇÃO DOS DADOS Componentes do Sistema de SR SUB-SISTEMA ESPACIAL - PLATAFORMA - SENSOR (Carga útil Payload ) SUB-SISTEMA TERRESTRE - ESTAÇÃO DE RECEPÇÃO - CENTRO DE PROCESAMENTO E DISTRIBUIÇÃO SUB-SISTEMA

Leia mais

Programa de Cooperação com a China para desenvolvimento de satélites

Programa de Cooperação com a China para desenvolvimento de satélites Programa de Cooperação com a China para desenvolvimento de satélites CBERS China Brazil Earth Resources Satellite INPE CAST Sumário Histórico Características dos Satélites e Cargas Úteis Status do Programa

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto. Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto. Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto Definição; Breve Histórico; Princípios do SR; Espectro Eletromagnético; Interação Energia com a Terra; Sensores & Satélites; O que é Sensoriamento

Leia mais

Seminário Disciplina de Fotointepretação. Bruno Beust - João Paulo

Seminário Disciplina de Fotointepretação. Bruno Beust - João Paulo Seminário Disciplina de Fotointepretação Bruno Beust - João Paulo Prof. Dr. Getulio T. Batista 2 o Bimestre de 2004 Histórico Julho de 1988 um acordo de parceria envolvendo o INPE (Instituto Nacional de

Leia mais

CBERS: estado atual e futuro

CBERS: estado atual e futuro CBERS: estado atual e futuro José Carlos Neves Epiphanio Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE Cx.P. 515, 12.201-970 São José dos Campos, SP, Brasil epiphanio@dsr.inpe.br Abstract. CBERS Program

Leia mais

Análise de Imagens CBERS da Bacia do Rio São Francisco utilizando Mapas Auto-Organizados de Kohonen e Classificadores K-Médias e Fuzzy C-Médias

Análise de Imagens CBERS da Bacia do Rio São Francisco utilizando Mapas Auto-Organizados de Kohonen e Classificadores K-Médias e Fuzzy C-Médias Análise de Imagens CBERS da Bacia do Rio São Francisco utilizando Mapas Auto-Organizados de Kohonen e Classificadores K-Médias e Fuzzy C-Médias Cecília Cordeiro da Silva 1 Wellington Pinheiro dos Santos

Leia mais

IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO

IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE TECNOLOGIA E RECURSOS HUMANOS UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO Sumário 1. Conceitos básicos

Leia mais

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto Texto: PRODUTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO Autor: BERNARDO F. T. RUDORFF Divisão de Sensoriamento Remoto - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais São José dos Campos-SP - bernardo@ltid.inpe.br Sensoriamento

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS CBERS DA BACIA DO SÃO FRANCISCO USANDO MAPAS AUTO-ORGANIZADOS DE KOHONEN E CLASSIFICADORES FUZZY C-MÉDIAS

CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS CBERS DA BACIA DO SÃO FRANCISCO USANDO MAPAS AUTO-ORGANIZADOS DE KOHONEN E CLASSIFICADORES FUZZY C-MÉDIAS CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS CBERS DA BACIA DO SÃO FRANCISCO USANDO MAPAS AUTO-ORGANIZADOS DE KOHONEN E CLASSIFICADORES FUZZY C-MÉDIAS CECÍLIA CORDEIRO DA SILVA 1 WELLINGTON PINHEIRO DOS SANTOS 2 1 Universidade

Leia mais

IMAGENS INPE. Manaus. São Luís 66 AGOSTO DE 2007 PESQUISA FAPESP 138

IMAGENS INPE. Manaus. São Luís 66 AGOSTO DE 2007 PESQUISA FAPESP 138 IMAGENS INPE Brasília Pequim Manaus São Luís Rio Paraná Porto Alegre 66 AGOSTO DE 2007 PESQUISA FAPESP 138 > TECNOLOGIA ESPAÇO Visão privilegiada Brasileiros e chineses preparam-se para lançar o terceiro

Leia mais

Observação da Terra no INPE: Fonte de Informação para Monitoramento Ambiental

Observação da Terra no INPE: Fonte de Informação para Monitoramento Ambiental Observação da Terra no INPE: Fonte de Informação para Monitoramento Ambiental Leila Fonseca Chefe da Coordenação-Geral de Observação da Terra (OBT) Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais leila.fonseca@inpe.br

Leia mais

IMESTSIO DA (7834 E TECNOtOGIA Ch A INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS

IMESTSIO DA (7834 E TECNOtOGIA Ch A INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS IMESTSIO DA (7834 E TECNOtOGIA Ch A INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS Coordenadoria de Ensino, Documentação e Programas Especiais Atividade de Treinamento

Leia mais

Geomática e SIGDR aula teórica 23 17/05/11. Sistemas de Detecção Remota Resolução de imagens

Geomática e SIGDR aula teórica 23 17/05/11. Sistemas de Detecção Remota Resolução de imagens Geomática e SIGDR aula teórica 23 17/05/11 Sistemas de Detecção Remota Resolução de imagens Manuel Campagnolo ISA Manuel Campagnolo (ISA) Geomática e SIGDR 2010-2011 17/05/11 1 / 16 Tipos de resolução

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO

NOÇÕES BÁSICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE TECNOLOGIA E RECURSOS HUMANOS UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL NOÇÕES BÁSICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO Sumário

Leia mais

CAPÍTULO 4 Sistemas Sensores e Orbitais

CAPÍTULO 4 Sistemas Sensores e Orbitais CAPÍTULO 4 Sistemas Sensores e Orbitais 1.0. Resolução das imagens de sensoriamento remoto a) Resolução espacial: a resolução espacial é determinada pela capacidade do detector em distinguir objetos na

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Características das Imagens Orbitais 1 - RESOLUÇÃO: O termo resolução em sensoriamento remoto pode ser atribuído a quatro diferentes parâmetros: resolução espacial resolução espectral

Leia mais

Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Ministério da Ciência e Tecnologia

Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Ministério da Ciência e Tecnologia Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Ministério da Ciência e Tecnologia O INPE e a Amazônia PRODES - Monitoramento do desmatamento em formações florestais

Leia mais

METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation)

METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation) METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation) (*) METEOSAT 1: 23-11-77 MSG-1: 28-08-02 Órbita: Geoestacionária 36.000km Resolução Temporal: 0,5h Resolução Espacial: 2,5-5km http://www.eumetsat.de/en/index.html

Leia mais

Sistemas de suporte à qualidade de imagens: uma inovação na estação terrena do INPE

Sistemas de suporte à qualidade de imagens: uma inovação na estação terrena do INPE Sistemas de suporte à qualidade de imagens: uma inovação na estação terrena do INPE Alexandre Maia de Almeida Flávio Pimentel Duarte Marco Aurélio Oliveira da Silva Antonio José Machado e Silva Gisplan

Leia mais

MAPEAMENTO COSTEIRO. DINÂMICA COSTEIRA E MONITORAMENTO GEODÉSICO DA LINHA DE COSTA.

MAPEAMENTO COSTEIRO. DINÂMICA COSTEIRA E MONITORAMENTO GEODÉSICO DA LINHA DE COSTA. MAPEAMENTO COSTEIRO. DINÂMICA COSTEIRA E MONITORAMENTO Prof. Gilberto Pessanha Ribeiro gilberto.pessanha@gmail.com Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Instituto do Mar Campus Baixada Santista www.mapasdigitais.uerj.br

Leia mais

Sistemas Sensores Passivos. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Sistemas Sensores Passivos. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Sistemas Sensores Passivos Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Exemplos de Sistemas e Plataformas mais utilizados 1 satélite da série: 1972... Série LANDSAT Objetivo: monitorar

Leia mais

UM SISTEMA BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL DEDICADO À QUESTÃO DAS QUEIMADAS?

UM SISTEMA BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL DEDICADO À QUESTÃO DAS QUEIMADAS? UM SISTEMA BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL DEDICADO À QUESTÃO DAS QUEIMADAS? RAIMUNDO ALMEIDA-FILHO INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Caixa Postal 515-12227-970 - São José dos

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto 1. Obtenção de imagens matriciais (raster) Imagens raster podem ser obtidas de várias formas: Aerofotogrametria Fotos aéreas obtidas através do sobrevoo da área de interesse por aeronaves

Leia mais

José Alberto Quintanilha Mariana Giannotti

José Alberto Quintanilha Mariana Giannotti José Alberto Quintanilha jaquinta@usp.br Mariana Giannotti mariana.giannotti@usp.br Estrutura da Aula O que é Sensoriamento Remoto REM Atmosfera e Janelas Atmosféricas Assinatura Espectral Comportamento

Leia mais

ANEXOS. Decisão de Execução da Comissão

ANEXOS. Decisão de Execução da Comissão COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 12.9.2014 C(2014) 6342 final ANNEXES 1 to 2 ANEXOS da Decisão de Execução da Comissão sobre o procedimento de participação dos Estados-Membros no quadro de apoio à vigilância

Leia mais

Uso de Imagens de Satélites em Operações de Inteligência. www.amskepler.com. LAGF, Setembro de 2013 18/09/2013 1

Uso de Imagens de Satélites em Operações de Inteligência. www.amskepler.com. LAGF, Setembro de 2013 18/09/2013 1 Uso de Imagens de Satélites em Operações de Inteligência LAGF, Setembro de 2013 www.amskepler.com 18/09/2013 1 Roteiro A empresa Cenário de disponibilidade de imagens de satélites de média resolução Aplicação

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO 2003 VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

GEOPROCESSAMENTO 2003 VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GEOPROCESSAMENTO 2003 VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO 2 JOÃO MALTA ÁLVARES PANORAMA GERAL DO SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL NO MUNDO E SUAS APLICAÇÕES Monografia apresentada ao Curso de Pós- Graduação em Geoprocessamento,

Leia mais

Modelo de Formulário

Modelo de Formulário Formulário Pessoa Física ou Autônomo / Profissional Liberal 1. Identificação Pessoal CPF.. -- Nome Completo Sexo Masculino Feminino Data de Nascimento / / Endereço Número Complemento Bairro Cidade UF CEP

Leia mais

Conheça todas as opções de satélites à disposição. Wilson Holler. Embrapa Monitoramento por Satélite Gestão Territorial Estratégica

Conheça todas as opções de satélites à disposição. Wilson Holler. Embrapa Monitoramento por Satélite Gestão Territorial Estratégica Conheça todas as opções de satélites à disposição Wilson Holler Embrapa Monitoramento por Satélite Gestão Territorial Estratégica Conheça todas as opções de satélites à disposição Em todo o mundo, dezenas

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Cachoeira Paulista, 24 a 28 novembro de 2008 Bernardo Rudorff Pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE Sensoriamento

Leia mais

4 MATERIAL. O material utilizado para a realização deste estudo consiste de:

4 MATERIAL. O material utilizado para a realização deste estudo consiste de: O material utilizado para a realização deste estudo consiste de: 1) - Imagens de satélite Landsat MSS, TM e ETM+; 2) - Cartas produzidas pela Junta de Investigações do Ultramar (JIU, 1962-1963); mapa de

Leia mais

Sistemas Sensores. Introdução

Sistemas Sensores. Introdução Sistemas Sensores 5ª Aulas Introdução O sol foi citado como sendo uma fonte de energia ou radiação. O sol é uma fonte muito consistente de energia para o sensoriamento remoto (REM). REM interage com os

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Prof. Enoque Pereira da Silva

Sensoriamento Remoto. Prof. Enoque Pereira da Silva Sensoriamento Remoto Prof. Enoque Pereira da Silva Radiação Eletromagnética (REM) Radiação Eletromagnética (REM) REM pode se deslocar no vácuo, ou seja, não precisa de um material (corda) Todo corpo acima

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO

SENSORIAMENTO REMOTO SENSORIAMENTO REMOTO O Sensoriamento Remoto pode ser entendido como um conjunto de atividades que permite a obtenção de informações dos objetos que compõem a superfície terrestre sem a necessidade de contato

Leia mais

3 años. Programa CBERS (Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres) Luis Geraldo Ferreira Paulo Roberto Martini INPE/OBT

3 años. Programa CBERS (Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres) Luis Geraldo Ferreira Paulo Roberto Martini INPE/OBT Programa CBERS (Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres) Luis Geraldo Ferreira Paulo Roberto Martini INPE/OBT SOCIEDAD LATINOAMERICANA DE PERCEPCIÓN REMOTA Y SISTEMAS DE INFORMACIÓN ESPACIAL SELPER

Leia mais

PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS. Thales Sehn Körting

PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS. Thales Sehn Körting PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS Thales Sehn Körting 2 Por que processar as imagens? Objetivo Identificar e extrair informações da imagem Transformar a imagem (aumentar o contraste, realçar bordas) de

Leia mais

Intercomparação de produtos AQUA&TERRA/MODIS e Suomi-NPP/VIIRS sobre o Brasil

Intercomparação de produtos AQUA&TERRA/MODIS e Suomi-NPP/VIIRS sobre o Brasil Intercomparação de produtos AQUA&TERRA/MODIS e Suomi-NPP/VIIRS sobre o Brasil Jurandir Ventura Rodrigues 1 Simone Sievert da Costa 1 Rogério da Silva Batista 1 1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Leia mais

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Disciplina: Monitoramento e Controle Ambiental Prof.: Oscar Luiz Monteiro de Farias Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Andrei Olak Alves 2 espectro visível ultravioleta Sol infravermelho

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto É a utilização conjunta de modernos sensores, equipamentos para processamento de dados, equipamentos de transmissão de dados, aeronaves, espaçonaves etc, com o objetivo de estudar

Leia mais

Sites de produtos gratuitos utilizados no curso de ArcGis

Sites de produtos gratuitos utilizados no curso de ArcGis Sites de produtos gratuitos utilizados no curso de ArcGis Sites visitados em 01/10/09 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Link: http://www.ibge.gov.br/home/ O IBGE disponibiliza alguns

Leia mais

ILHAS FLUVIAIS E LACUSTRES: ESTUDOS DE CASO COM EXPLORAÇÃO DESCRITIVA DE ASPECTOS GERAIS DE FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO NUMA ANÁLISE MORFOMÉTRICA

ILHAS FLUVIAIS E LACUSTRES: ESTUDOS DE CASO COM EXPLORAÇÃO DESCRITIVA DE ASPECTOS GERAIS DE FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO NUMA ANÁLISE MORFOMÉTRICA ILHAS FLUVIAIS E LACUSTRES: ESTUDOS DE CASO COM EXPLORAÇÃO DESCRITIVA DE ASPECTOS GERAIS DE FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO NUMA ANÁLISE MORFOMÉTRICA Gilberto Pessanha Ribeiro, UFF e UERJ Artur Willcox dos Santos,

Leia mais

2.3 - MÉTODOS DE MEDIDAS DE CORRENTES DO MAR. Métodos diretos de medidas de correntes podem ser enquadrados em duas categorias:

2.3 - MÉTODOS DE MEDIDAS DE CORRENTES DO MAR. Métodos diretos de medidas de correntes podem ser enquadrados em duas categorias: 2.3 - MÉTODOS DE MEDIDAS DE CORRENTES DO MAR Métodos diretos de medidas de correntes podem ser enquadrados em duas categorias: - instrumentos estacionários, os quais respondem à passagem de água por um

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR Ana Laura Reichert CENTENARO 1, Danielli BATISTELLA 1 Gabriela SUZIN 1, Morgana Gabriela RAYMUNDI 1 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná,

Leia mais

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS Gilberto Pessanha Ribeiro ¹, ², ³ gilberto@globalgeo.com.br ¹ Globalgeo Geotecnologias www.globalgeo.com.br ² Faculdade

Leia mais

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira São Cristóvão/SE 2010 Elaboração de Conteúdo José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira Projeto Gráfico e Capa Hermeson Alves de Menezes

Leia mais

Estação Terrena de Satélites de Sensoriamento Remoto. 5º EATUS INPE-CP, 23 de junho de 2004

Estação Terrena de Satélites de Sensoriamento Remoto. 5º EATUS INPE-CP, 23 de junho de 2004 Estação Terrena de Satélites de Sensoriamento Remoto 5º EATUS INPE-CP, 23 de junho de 2004 Instrumentos CBERS CCD IRMSS WFI Charge Coupled Device Varredura eletrônica (push-broom) Multiespectral & Pancromático

Leia mais

GIOVANNI CHAGAS EGG GERAÇÃO DE MODELOS DIGITAIS DE SUPERFÍCIE COMPOSTOS UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR PRISM/ALOS

GIOVANNI CHAGAS EGG GERAÇÃO DE MODELOS DIGITAIS DE SUPERFÍCIE COMPOSTOS UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR PRISM/ALOS GIOVANNI CHAGAS EGG GERAÇÃO DE MODELOS DIGITAIS DE SUPERFÍCIE COMPOSTOS UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR PRISM/ALOS Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências do Programa

Leia mais

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO Geog.Ms. Maria G. da Silva Barbalho maria-gsb@sefaz.go.gov.br Conceito Disciplina do conhecimento que utiliza

Leia mais

EOS-PM-1/AQUA EO-1 ALOS, ADEOS SAC-C

EOS-PM-1/AQUA EO-1 ALOS, ADEOS SAC-C IKONOS QuickBird EROS Kompsat ORBVIEW-3 Landsat-7 Landsat-5 Spot-4 Spot-5 ENVISAT IRS EOS-PM-1/AQUA EO-1 ALOS, ADEOS SAC-C CBERS EOS-AM-1/TERRA JERS-1 ERS-1 Características Técnicas e Produtos do IKONOS-2

Leia mais

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira São Cristóvão/SE 2010 Elaboração de Conteúdo José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira Projeto Gráfico e Capa Hermeson Alves de Menezes

Leia mais

Satélites e Sensores Orbitais

Satélites e Sensores Orbitais Satélites e Sensores Orbitais Satélites de monitoramento da superfície da Terra: série LANDSAT e CBERS Satélites meteorológicos: série NOAA Polar Altitude de 250 a 800 Km Direção Norte-Sul Tipos de Órbitas

Leia mais

Oceanografia por Satélites

Oceanografia por Satélites Oceanografia por Satélites Radiômetro de Infra Vermelho. Aplicação em Medidas de TSM Paulo S. Polito, Ph.D. polito@io.usp.br Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo http://los.io.usp.br Laboratório

Leia mais

Sistemas sensores remotos: Características e aplicações.

Sistemas sensores remotos: Características e aplicações. Sistemas sensores remotos: Características e aplicações. Fabrício Dias Gonçalves fdias@ufpa.br Landsat; Ikonos; QuickBird; JERS-1; ALOS; RADARSAT-1; RADARSAT-2 Sensores Remotos Ativo Ativo e Passivo Passivo

Leia mais

Uso de Imagens do Satélite MODIS para o estudo Desastres Naturais

Uso de Imagens do Satélite MODIS para o estudo Desastres Naturais Uso de Imagens do Satélite MODIS para o estudo Desastres Naturais 5 Encontro com Usuários de Imagens de Satélites de Sensoriamento Remoto Manoel de Araújo Sousa Jr. manoel.sousa@crs.inpe.br 5 Encontro

Leia mais

Os satélites meteorológicos de nova geração e suas contribuições para as previsões de tempo e clima

Os satélites meteorológicos de nova geração e suas contribuições para as previsões de tempo e clima Os satélites meteorológicos de nova geração e suas contribuições para as previsões de tempo e clima Regina Célia dos Santos Alvalá 1 Luis Augusto Toledo Machado 2 Luciana Rossato 1 Sérgio de Paula Pereira

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Sensoriamento Remoto.

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Sensoriamento Remoto. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2 Sensoriamento Remoto Parte 1 Recife, 2014 Conceito de Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto consiste

Leia mais

(QUERCUS ROTUNDIFOLIA E QUERCUS SUBER)

(QUERCUS ROTUNDIFOLIA E QUERCUS SUBER) INVENTÁRIO DE BIOMASSA FLORESTAL COM IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL (QUERCUS ROTUNDIFOLIA E QUERCUS SUBER) Adélia M. O. de Sousa José R. Marques da Silva Ana Cristina Gonçalves Paulo A.

Leia mais

Imagens de Satélite (características):

Imagens de Satélite (características): Imagens de Satélite (características): São captadas por sensores electro ópticos que registam a radiação electromagnética reflectida e emitida pelos objectos que se encontram à superfície da terra através

Leia mais

Mundo GEO#Connect LatinAmerica 29 a 31 de maio de 2012

Mundo GEO#Connect LatinAmerica 29 a 31 de maio de 2012 Mundo GEO#Connect LatinAmerica 29 a 31 de maio de 2012 Curso Introdução ao Sensoriamento Remoto Exercícios Práticos Equipe Técnica Docente: Dr. Luiz Eduardo Vicente Analistas: Ms. Daniel Gomes Ms. Gustavo

Leia mais

Satélites e Sensores. Bruno Silva Oliveira

Satélites e Sensores. Bruno Silva Oliveira Satélites e Sensores Bruno Silva Oliveira São José dos Campos - SP Julho/2017 Órbita Polar Cíclica, heliossíncrona Órbita Geoestacionária Órbita Geoestacionária Quantos satélites orbitam a Terra? Satélites

Leia mais

Ikonos QuickBird ASTER SRTM. Instituto de Geociências - UNICAMP

Ikonos QuickBird ASTER SRTM. Instituto de Geociências - UNICAMP Ikonos QuickBird ASTER SRTM Instituto de Geociências - UNICAMP Avanços Tecnológicos em Cartografia 1-Aumento da Resolução Espacial do S.R. Orbital 1972: LANDSAT MSS- 80 m 1983: LANDSAT TM - 30 m (atualmente

Leia mais

Flávio Vaz José Alberto Quintanilha Mariana Giannotti

Flávio Vaz José Alberto Quintanilha Mariana Giannotti Flávio Vaz flaviovaz@usp.br José Alberto Quintanilha jaquinta@usp.br Mariana Giannotti mariana.giannotti@usp.br Estrutura da Aula O que é Sensoriamento Remoto REM Atmosfera e Janelas Atmosféricas Assinatura

Leia mais

DETER 07/2015 RESUMO

DETER 07/2015 RESUMO DETER 07/2015 RESUMO Sobre o DETER: O DETER é um levantamento de Alertas de Alteração na Cobertura Florestal feito mensalmente pelo INPE desde maio de 2004, com dados do sensor MODIS do satélite Terra/Aqua

Leia mais

Satélites e Sensores. Bruno Silva Oliveira

Satélites e Sensores. Bruno Silva Oliveira Satélites e Sensores Bruno Silva Oliveira São José dos Campos - SP Julho/2016 Órbita Polar Cíclica, heliossíncrona Órbita Geoestacionária Órbita Geoestacionária Quantos satélites orbitam a Terra? Satélites

Leia mais

Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas

Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas INPE-13139-PRE/8398 SENSORIAMENTO REMOTO Tania Sausen Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas INPE São José dos Campos 2005 MEIO AMBIENTE E CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS 8 Sensoriamento Remoto Tania Sauzen

Leia mais

Documentos. ISSN 0103-78110 Dezembro, 2005

Documentos. ISSN 0103-78110 Dezembro, 2005 Documentos ISSN 0103-78110 Dezembro, 2005 44 Processamento de Imagens de Sensoriamento Remoto: Tutorial Básico República Federativa do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva Presidente Ministério da Agricultura,

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

Definições: Sistemas Sensores

Definições: Sistemas Sensores SISTEMAS SENSORES Sistemas Sensores Definições: Equipamento capaz de transformar alguma forma de energia em um sinal passível de ser convertido em informação sobre o ambiente. No caso específico do sensoriamento

Leia mais

Letícia Oliveira Freitas Avaliação da Utilização de Imagens CBERS em Estudos de Uso e Cobertura do Solo

Letícia Oliveira Freitas Avaliação da Utilização de Imagens CBERS em Estudos de Uso e Cobertura do Solo Letícia Oliveira Freitas Avaliação da Utilização de Imagens CBERS em Estudos de Uso e Cobertura do Solo XII Curso de Especialização em Geoprocessamento 2010 UFMG Instituto de Geociências Departamento de

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

CBERS SATÉLITE SINO-BRASILEIRO DE RECURSOS TERRESTRES

CBERS SATÉLITE SINO-BRASILEIRO DE RECURSOS TERRESTRES CBERS SATÉLITE SINO-BRASILEIRO DE RECURSOS TERRESTRES JOSÉ CARLOS N. EPIPHANIO Instituto Nacional de Pesquisas Espacias INPE Av. dos Astronautas, 1758 12201-970 São José dos Campos, SP Brasil e-mail: epiphanio@dsr.inpe.br

Leia mais

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 2013 LANDSAT-8: Informações para Novos Usuários de Imagens Licença: As imagens Landsat-8 são gratuitas; Download: Para baixar

Leia mais

Modelo de Formulário

Modelo de Formulário Formulário Pessoa Jurídica: Organização / Empresa 1. Identificação da Organização CNPJ.. / - Razão Social Nome Fantasia Endereço Número Complemento Bairro Cidade UF CEP País Telefones ou Fax E-mail Página

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Mestrado Profissionalizante 2015 Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br IFMA / DAI Motivação Alguns princípios físicos dão suporte ao Sensoriamento Remoto...

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO 6 INTRODUÇÃO AO SENSORIAMENTO REMOTO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS

APOSTILA PARA O CURSO 6 INTRODUÇÃO AO SENSORIAMENTO REMOTO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS APOSTILA PARA O CURSO 6 INTRODUÇÃO AO SENSORIAMENTO REMOTO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS Dias: 16 e 17 de abril (sábado e domingo) Horário: 8:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00 horas Autores/Instrutores: Getulio

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DO SATÉLITE SINO-BRASILEIRO DE RECURSOS TERRESTRES

ASPECTOS GERAIS DO SATÉLITE SINO-BRASILEIRO DE RECURSOS TERRESTRES UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA 4ª Semana do Servidor e 5ª Semana Acadêmica 2008 UFU 30 anos ASPECTOS GERAIS DO SATÉLITE SINO-BRASILEIRO DE RECURSOS TERRESTRES 1 Emerson Jhammes Francisco Alves emersonjhammes@yahoo.com.br

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL Representação da imagem Uma imagem é uma função de intensidade luminosa bidimensional f(x,y) que combina uma fonte de iluminação e a reflexão ou absorção de energia a partir

Leia mais

EXPERÊNCIA 4 - MODULAÇÃO EM FREQUÊNCIA

EXPERÊNCIA 4 - MODULAÇÃO EM FREQUÊNCIA EXPERÊNCIA 4 - MODULAÇÃO EM FREQUÊNCIA Modulação em freqüência ocorre quando uma informação em banda básica modula a freqüência ou alta freqüência de uma portadora com sua amplitude permanecendo constante.

Leia mais

Prova Objetiva 2 e Prova Discursiva

Prova Objetiva 2 e Prova Discursiva Escola de Administração Fazendária Concurso Público 2009 Prova Objetiva 2 e Prova Discursiva Especialista em Geoprocessamento Nome: N. de Inscrição Instruções 1. Escreva seu nome e número de inscrição,

Leia mais

INPE como provedor de dados de Observação da Terra gratuitos

INPE como provedor de dados de Observação da Terra gratuitos INPE como provedor de dados de Observação da Terra gratuitos L eeditar ila F o n soe cestilo a Clique para do subtítulo C h e f e, D iv is ã o d e P r o c e s s a m e n t o mestre d e Im a g e n s http://www.dpi.inpe.br/~leila

Leia mais

FUSÃO DE IMAGENS DOS SATÉLITES CBERS 2B HRC E LANDSAT 5 TM

FUSÃO DE IMAGENS DOS SATÉLITES CBERS 2B HRC E LANDSAT 5 TM p. 001-005 FUSÃO DE IMAGENS DOS SATÉLITES CBERS 2B HRC E LANDSAT 5 TM ANA CAROLINA CUNHA 1 FELIPE PROVENZALE M. COSTA 2 1 - Pós Graduação MBA em Gestão Ambiental Centro Universitário do Cerrado Patrocínio

Leia mais

Sistema GNSS. (Global Navigation Satellite System)

Sistema GNSS. (Global Navigation Satellite System) Sistema GNSS (Global Navigation Satellite System) POSICIONAR UM OBJETO NADA MAIS É DO QUE LHE ATRIBUIR COORDENADAS O Sol, os planetas e as estrelas foram excelentes fontes de orientação, por muito tempo.

Leia mais

Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS

Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS Paulo Roberto Martini Sessão Especial sobre Produtos e Política de Distribuição de Imagens do INPE XI Simpósio Brasileiro

Leia mais

Avaliação da qualidade radiométrica das imagens do satélite CBERS-2B. Érica Josiane Coelho Gouvêa Leila Maria Garcia Fonseca

Avaliação da qualidade radiométrica das imagens do satélite CBERS-2B. Érica Josiane Coelho Gouvêa Leila Maria Garcia Fonseca Avaliação da qualidade radiométrica das imagens do satélite CBERS-2B Érica Josiane Coelho Gouvêa Leila Maria Garcia Fonseca Instituto acional de Pesquisas Espaciais - IPE Caixa Postal 515-12245-970 - São

Leia mais

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR Maria G. Almeida 1, Bernardo F. T. Rudorff 2, Yosio E. Shimabukuro 2 graca@dppg.cefetmg.br, bernardo@ltid.inpe.br,

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/45 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/45 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

Movimentos da Terra -

Movimentos da Terra - Movimentos da Terra - Orientação e Coordenadas A Terra no Espaço Jonathan Kreutzfeld A Terra é levemente achatada nos pólos, por isso a chamamos de ELIPSÓIDE Diâmetro (km) Equatorial: 12.756 Polar: 12.713

Leia mais

Satélites e Sensores. Profa. Ligia Flávia Antunes Batista

Satélites e Sensores. Profa. Ligia Flávia Antunes Batista Satélites e Sensores Profa. Ligia Flávia Antunes Batista Referências Slides baseados em: Geomática Aplicada à Gestão de Recursos Hídricos. PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS. UNIVERSIDADE FEDERAL DOS ESPÍRITO

Leia mais

Sistemas de RADAR. Natural Resources Ressources naturelles Centro Canadiense de Sensoriamento Remoto, Ministerio de Recursos Naturales de Canadá

Sistemas de RADAR. Natural Resources Ressources naturelles Centro Canadiense de Sensoriamento Remoto, Ministerio de Recursos Naturales de Canadá Sistemas de RADAR Natural Resources Ressources naturelles Canada Canada Aplicações de SAR Medição de movimentos da superfície terrestre, visando uma melhor compreensão de terremotos e vulcões e o apoio

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS APLICAÇÕES PARA RECURSOS NATURAIS

SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS APLICAÇÕES PARA RECURSOS NATURAIS SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS APLICAÇÕES PARA RECURSOS NATURAIS INTRODUÇÃO Tania Maria Sausen Coordenadoria de Ensino, Documentação e Programas Especiais Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais São José

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA. Prof. Pablo Santos

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA. Prof. Pablo Santos UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Prof. Pablo Santos 11 a Aula CARACTERÍSTICAS DOS PRINCIPAIS SATÉLITES DE SENSORIAMENTO REMOTO Histórico

Leia mais

IBGE como Sub-nó de distribuição de Imagens do Satélite ALOS

IBGE como Sub-nó de distribuição de Imagens do Satélite ALOS IBGE como Sub-nó de distribuição de Imagens do Satélite ALOS Diretoria de Geociências Palestra CONFEGE: 574 Coordenação: Leonardo Barbosa Gomes - IBGE/Diretoria de Geociências Moema José de Carvalho Augusto

Leia mais

Flavio Marcelo CONEGLIAN, Rodrigo Antonio LA SCALEA e Selma Regina Aranha RIBEIRO. Universidade Estadual de Ponta Grossa

Flavio Marcelo CONEGLIAN, Rodrigo Antonio LA SCALEA e Selma Regina Aranha RIBEIRO. Universidade Estadual de Ponta Grossa Comparação entre Classificações Supervisionadas em uma Imagem CBERS CCD com Bandas Multiespectrais e em uma Imagem Fusão da Mesma Imagem CBERS CCD Com uma Banda Pancromática HRC Flavio Marcelo CONEGLIAN,

Leia mais

ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO

ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO MONITORAMENTO DE NUVENS DE GELO E DE ÁGUA LÍQUIDA SUPER-RESFRIADA SOBRE AS REGIÕES SUL E SUDESTE DO BRASIL UTILIZANDO-SE IMAGENS MULTIESPECTRAIS DO GOES-8 Nelson Jesus Ferreira Cláudia Cristina dos Santos

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA A DETECÇÃO POR SATÉLITES DAS QUEIMADAS NO SUL DO BRASIL

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA A DETECÇÃO POR SATÉLITES DAS QUEIMADAS NO SUL DO BRASIL 0 INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA Fernanda Ventura Flor Jaqueline Hillesheim Duarte Joana Trentin Piceni de Souza Samantha Isabela Sant Ana Tatiane Maciel A DETECÇÃO POR

Leia mais

PROGRAMA EDUCA SeRe. ltid.inpe..inpe.br. As imagens de satélite nos auxiliam a conhecer feições geográficas únicas no mundo:

PROGRAMA EDUCA SeRe. ltid.inpe..inpe.br. As imagens de satélite nos auxiliam a conhecer feições geográficas únicas no mundo: As imagens de satélite permitem o estudo do espaço geográfico e dos recursos naturais em diferentes escalas de trabalho e distintas áreas de abrangência: TANIA MARIA SAUSEN ATIVIDADE DE TREINAMENTO E DIFUSÃO

Leia mais

ALOS CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES

ALOS CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES ALOS CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES Leonardo Barbosa Gomes IBGE / Diretoria de Geociências GOIÂNIA, 5 DE SETEMBRO DE 2008 1 O SATÉLITE ALOS Advanced Land Observing Satellite Lançamento: Japão, 24 de janeiro

Leia mais