METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation)"

Transcrição

1 METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation) (*) METEOSAT 1: MSG-1: Órbita: Geoestacionária km Resolução Temporal: 0,5h Resolução Espacial: 2,5-5km Satélite Bandas λ METEOSAT (µm) Visível (VIS) 0,45-1,0 Vapor de Água (WV) 5,7-7,1 Infravermelho (IR) 10,5-12,5 IR IR Col VIS 1

2 METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation) Zona de influência e Cobertura de satélites meteorológicos 2

3 METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation) Subsistema Terrestre Estação de controle, recepção e seguimento Equipamentos de recepção Estação Terrestre Principal: Fucino (Italia) 3

4 METEOSAT MSG (Meteosat Second Generation) Formação das cenas 4

5 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) GOES Geostationary Operational Environmental Satellite POES Polar-orbiting Operational Environmental Satellite TIROS 1-10 ( / ) NOAA 1-15 ( / ) 5

6 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) CARACTERÍSTICAS Órbita: - Tipo: Heliosíncrona - Altitude: 833km Resolução espectral NOAA-14/15: - CANAL1: Visível 0,58-0,68µm - CANAL2: IV próximo 0,725-1,00µm - CANAL3: IV médio 3,55-3,93µm - CANAL4: IV térmico 10,3-11,3µm - CANAL5: IV térmico 11,5-12,5µm Resolução temporal: - 24 h. Resolução radiométrica : ND Resolução espacial: - 1,1 km 6

7 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) APLICAÇÕES: Seguimento de furacões APLICAÇÕES: METEOROLOGIA - CLIMATOLOGIA FENÔMENOS DINÂMICOS OCEANOGRAFIA MEIOAMBIENTE - AGRICULTURA 7

8 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) APLICAÇÕES Temperatura do mar Cobertura de nuvens 8

9 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) APLICAÇÕES Seguimento de incêndios naturais e/ou artificiais 9

10 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) APLICAÇÕES Oceanografia Seguimento e detecção de icebergs 10

11 NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) APLICAÇÕES Agricultura- Meio ambiente Índices de Vegetação 11

12 LANDSAT SATÉLITES SATÉLITE DATA LANÇAMENTO FIM OPERAÇÃO MASSA (kg) SENSORES RESOLUÇÃO ESPACIAL (m) Landsat 1 (ERTS 1) (Earth Resources Technology Satellite) 23/07/ /01/ RBV MSS Landsat 2 22/01/ /02/ Landsat 3 05/03/ /03/ Landsat 4 16/07/ (*) 1942 Landsat 5 01/03/ (31/05/03) RBV MSS RBV MSS MSS TM MSS TM Landsat 6 05/10/1993 (+) 1740 ETM Landsat 7 15/04/1999 ETM (PAN) (ME) 15(PAN) (ME) LANDSAT-3 LANDSAT-4/5 LANDSAT-7 12

13 LANDSAT - 7 PLATAFORMA ÓRBITA: - Tipo: Circular, Heliosíncrona - Inclinação 98,2º - Altitude 705 km SUBSISTEMA SENSOR: - ETM+ (Enhanced Thematic Mapper Plus) LANÇAMENTO: - 15 Abril NASA RESOLUÇÃO TEMPORAL: - 16 dias 13

14 LANDSAT - 7 SENSOR Channel 1 = Band 1-3 (Visível), Band 4 (VNIR), Band 5 (SWIR), Band 6 (LWIR) Channel 2 = Band 6 (LWIR), Band 7 (SWIR) and Band 8 (Pan) 14

15 LANDSAT APLICACIONES BANDA FAIXA( µm) ESPECTRO APLICACIONES PRINCIPALES 1 0,45-0,52 Visível - Azul (B) Cartografia de águas costeiras. Diferenciar solo/vegetação. Diferenciar caducifólias/perenifólias. 2 0,52-0,60 Visível - Verde (G) Sanidade vegetal 3 0,63-0,69 Visível - Vermelho (R) Absorção da clorofila. Diferenciar espécies vegetais. 4 0,76-0,90 IR próximo Cartografia de biomassa. Delimitação de corpos de água. 5 1,55-1,75 IR médio Medida da umidade da vegetação. Diferenciar neve/nuvens. 6 10,4-12,5 IR térmico Determinação do stres por calor na vegetação. Outras cartografias térmicas. 7 2,08-2,35 IR médio Cartografia hidrológica e térmica. 15

16 LANDSAT ESCENAS Combinações multi-espectrais TM3, TM2, TM1 TM5, TM4, TM3 TM4, TM3, TM2 TM7, TM5, TM4 16

17 SPOT (Systeme Pour l Obervation de la Terre) HRV (Haute Resloution Visible) CARACTERÍSTICAS ÓRBITA: - Tipo: Heliosíncrona - Altitude: 822 km - Inclinação: 98º (quase polar) RESOLUÇÃO TEMPORAL: - Período: 101 minutos - Freqüência: 26 dias SUBSISTEMA SENSOR: - HRV1, HRV2 17

18 SPOT CONSTELAÇÃO SPOT 5: 04 de maio de Mar

19 SPOT5 SEGMENTO ESPACIAL Constelação e tamanhos relativos SPOT Instrumentos do SPOT 5 19

20 SPOT SENSORES E RESOLUÇÕES SPOT RESOLUÇÃO ESPECTRAL E RADIOMÉTRICA RESOLUÇÃO ESPACIAL Banda λ (µm) Nome (m) P 0,51-0,73 Pancromático 10 XS1 0,50-0,59 Verde 20 XS2 0,61-0,68 Vermelho 20 XS3 0,79-0,89 IR 20 SPOT 4 RESOLUÇÃO ESPECTRAL E RADIOMÉTRICA RESOLUÇÃO ESPACIAL Banda λ (µm) Nome (m) 2-HRV B1 0,50-0,59 Verde 20 B2 0,61-0,68 Vermelho 10/20 B3 0,79-0,89 IR 20 SWIR/MIR 1,58-1,75 IR 20 Vegetation instrument B0 0,43-0,47 Azul 1000 OUTRAS CARACTERÍSTICAS Massa Total Potência painel Dimensões da estrutura principal Foguete de Lançamento OUTRAS CARACTERÍSTICAS Massa Total kg Potência do painel 1kw Dimensões da estrutura principal 2mx2mx4,5m Foguetes de Lançamento Ariane kg 2,1kw 2mx2mx5,6m Ariane 4 20

21 SPOT ESPECTRO SPOT SPOT 4 21

22 SPOT HRV. MODOS DE ADQUISIÇÃO Inclinação dos espelhos= +/- 27º Repetitividade das observações Observação estereoscópica 22

23 SPOT 5 HRG. MODOS DE ADQUISIÇÃO Instrumentos HRG gêmeos. No modo de obtenção vertical cobrem 60km de largura. Ambos instrumentos cobre uma faixa de 117km com 3km de recobrimento. Neste modo o SPOT cobre toda a terra em 26 dias. No modo de obtenção oblíquo oferece duas vantagens: Aquisição rápida e flexível da mesma cena (imagem). Captura de imagens com diferentes ângulos de visada para a produção de estereo-pares. 23

24 SPOT SEGMENTO TERRESTRE 2 Estações Principais - Touluse (Fr) e Kiruna (Sw) 22 Estações de Recepção Direta Touluse (Fr) Maspalomas (Sp) 24

25 SPOT IMAGENS SPOT Banda P Modo Pancromático 10m Bandas B1-B2-B3 Modo Multiespectral 20m SPOT 4 Banda B2 Modo Monoespectral 10m Bandas B1-B2-B3+B4 Modo Multiespectral 20m 25

26 SPOT 5 HRG. Características Instrumento: HRG (High Resolution Geometric) Derivado do HRVIR do SPOT4 2 Instrumentos gêmeos independentes Visão Oblíqua ±27º R. Espacial R. Espectral R. Temporal 2,5m P (*) 5,0m ME (*) Geradas a partir de 2 imagens de 5m adquiridas simultaneamente. Panchromatic = 0,49-0,69µm B1 = 0,50 0,59µm B2 = 0,61 0,68µm B3 = 0,79 0,89µm SWIR = 1,58 1,75µm Nominal = 26 dias Visão Oblíqua = 5 dias 26

27 SPOT 5 HRS Instrumento: HRS (High Resolution Stereoscopic) 1 Instrumento Aquisição de estereo-pares de imagens simultâneas para geração de MDE. Sem capacidade de visão oblíqua. Aquisição de imagens sobre a trajetória do satélite ±20º (a frente atrás). Resolução temporal 26 dias. Resolução espacial 10m (PAN). Resolução espectral 0,49-0,69mm (PAN). Precisão elevação >15m. 27

28 SPOT 5 VEGETATION Instrumento: VEGETATION 1 Instrumento. Resolução espacial 1km. Cobertura (IFOV) 2.250km (largura no terreno) = SPOT4 Resolução temporal: 1 dia (Lat.>30º); 4-5 dias (Lat.<30º) VEGETATION Cobertura diaria 28

29 ERS - ENVISAT SATÉLITES SATÉLITES: - ERS1, ERS2, ENVISAT ORBITA: - Tipo: Heliosíncrona, Polar, quase circular - Altitude: 785km - Inclinação: 98,52º RESOLUÇÃO TEMPORAL: - Período: 100 min - Freqüência: 35 dias (De acordo com a latitude) SUBSISTEMA SENSOR: - AMI (Active Microwave Instrument) - SAR (Synthetic Aperture Radar) - Wind Scatterometer - Radar Altimeter - Along Track Scanning Radiometer - Precise Range and Range-rate Equipment - Laser Retro-reflectors 29

30 ERS 1/2 (ESA Remote-sensing Satellite) -ERS1: 17/07/91 10/03/00 (+) - ERS2: 21/04/95 - ENVISAT: 01/03/02 1 CARACTERÍSTICAS: Banda: C (5,3cm) Polarização: VV Ângulo de incidência: 23º Largura da cena: 100km Tamanho do pixel: 12,5m 30

31 Diapositiva 30 1 ESA:"ERS2 Still in action for several more years and." Rafael Garcia; 8/9/2003

32 ENVISAT LANÇAMENTO: 1/MAR/2002 Ariane5 (http://envisat.esa.int) ORBITA: = ERS 1,2 SUBSISTEMA SENSOR: - ASAR (Advanced Synthetic Aperture Radar): Banda C. Multipolarización - GOMOS (Global Ozone Monitoring by Occultation of Stars) - LRR (Laser Retro Reflectors) -MIPAS -MERIS -MWR - RA-2 - AATSR -DORIS - SCIAMACHY Costa Gallega Prestige 31

33 IKONOS (SPACE IMAGING) RESOLUÇÃO: - Espacial: 1m (pancromático) 4m (multiespectral) ÓRBITA: - Heliosíncrona - Inclinação 98.1º - Altitude 681 km - Velocidade 7 km/s - Data de lançamento 24/09/99 - Espectral/Radiométrica: 4 bandas LANDSAT-TM4/5 Pancromática (0,45-0,90µm) #1 Azul (0,45-0,52µm) #2 Verde (0,52-0,60µm) #3 Vermelho (0,63-0,69µm) #4 NIR (0,77-0,88µm) - Temporal: Período da órbita 98min Freqüência 2,9 dias/1m 1,5dias/1,5m MÉTRICA: - Tamanho das Cenas: 13km x 13km; faixas de 11km x km; mosaicos km 2 - Precisão: 12m/h 10m/v sem pontos de apoio; 2m/h 3m/v com pontos de apoio. 32

34 1m IKONOS (SPACE IMAGING) 5m 25m This image was collected by an airplane camera and has a resolution of one meter. It simulates IKONOS satellite imagery. This image was collected by the Indian Remote Sensing (IRS) satellite and has a resolution of five meters. This image was collected by the U.S. Landsat satellite and has a resolution of 25 meters. This one-meter resolution picture simulates an IKONOS satellite image. It is zoomed-in to focus on two airplanes parked at the concourse. This is the same picture, but it has been altered to simulate what you would see in a five-meter resolution image. The airplanes look blurry at this resolution. At 25-meter resolution, this same picture is unreadable. The airplanes are not recognizable. However, for large-area analysis, this level of detail is satisfactory. 33

35 IKONOS (SPACE IMAGING) Comparação da Resolução Espacial: Imagem Multiespectral (4m) Imagem Pancromática (1m) 34

36 QUICKBIRD (Digital Globe) LANÇAMENTO: 19 Outubro 2001 ÓRBITA: Altitude: 450km Tipo: Heliosíncrona, 98º Cenas: Nominal 16,5 16,5km Faixas 16,5 165km Resolução / Modo Espacial Espectral Pancromático 0,61m (nadir) 0,76m (25º off nadir) nm Multiespectral 2,5m (nadir) 3,04 (25º off nadir) B: nm G: nm R: nm NIR: nm Radiométrica 16 bit/pix 35

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa Características dos Sensores Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa TAMANHO DO PIXEL Alta Resolução Média Resolução Cobertura Sinótica Meteorológicos

Leia mais

Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma

Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto 1. Obtenção de imagens matriciais (raster) Imagens raster podem ser obtidas de várias formas: Aerofotogrametria Fotos aéreas obtidas através do sobrevoo da área de interesse por aeronaves

Leia mais

TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer)

TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) TERRA / ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) http://terra.nasa.gov/ Orbita: Heliosíncrona, quase circular. Inclinação: 98,2º Passagem pelo Equador: 10:30 a.m. (N-S) y

Leia mais

IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO

IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE TECNOLOGIA E RECURSOS HUMANOS UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO Sumário 1. Conceitos básicos

Leia mais

Sistemas Sensores. Introdução

Sistemas Sensores. Introdução Sistemas Sensores 5ª Aulas Introdução O sol foi citado como sendo uma fonte de energia ou radiação. O sol é uma fonte muito consistente de energia para o sensoriamento remoto (REM). REM interage com os

Leia mais

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira São Cristóvão/SE 2010 Elaboração de Conteúdo José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira Projeto Gráfico e Capa Hermeson Alves de Menezes

Leia mais

AQUISIÇÃO DOS DADOS Componentes do Sistema de SR

AQUISIÇÃO DOS DADOS Componentes do Sistema de SR AQUISIÇÃO DOS DADOS Componentes do Sistema de SR SUB-SISTEMA ESPACIAL - PLATAFORMA - SENSOR (Carga útil Payload ) SUB-SISTEMA TERRESTRE - ESTAÇÃO DE RECEPÇÃO - CENTRO DE PROCESAMENTO E DISTRIBUIÇÃO SUB-SISTEMA

Leia mais

Satélites e Sensores. Profa. Ligia Flávia Antunes Batista

Satélites e Sensores. Profa. Ligia Flávia Antunes Batista Satélites e Sensores Profa. Ligia Flávia Antunes Batista Referências Slides baseados em: Geomática Aplicada à Gestão de Recursos Hídricos. PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS. UNIVERSIDADE FEDERAL DOS ESPÍRITO

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto. Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto. Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto Definição; Breve Histórico; Princípios do SR; Espectro Eletromagnético; Interação Energia com a Terra; Sensores & Satélites; O que é Sensoriamento

Leia mais

4 MATERIAL. O material utilizado para a realização deste estudo consiste de:

4 MATERIAL. O material utilizado para a realização deste estudo consiste de: O material utilizado para a realização deste estudo consiste de: 1) - Imagens de satélite Landsat MSS, TM e ETM+; 2) - Cartas produzidas pela Junta de Investigações do Ultramar (JIU, 1962-1963); mapa de

Leia mais

SUBSISTEMA ESPACIAL 1

SUBSISTEMA ESPACIAL 1 SUBSISTEMA ESPACIAL 1 Foguetes Espaciais ARIANE-4 TITAN Eutelsat Hot Bird Satellites RGR 1 SUBSISTEMA ESPACIAL 2 Plataformas e Sensores LANDSAT-7 / ETM+ RGR 2 SUBSISTEMA ESPACIAL 3 Plataformas e Sensores

Leia mais

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR Maria G. Almeida 1, Bernardo F. T. Rudorff 2, Yosio E. Shimabukuro 2 graca@dppg.cefetmg.br, bernardo@ltid.inpe.br,

Leia mais

Objetivos. Geógrafa, Especialista em Geografia Agrária, analista da Embrapa Monitoramento por Satélite, Campinas-SP, edlene.garcon@embrapa.

Objetivos. Geógrafa, Especialista em Geografia Agrária, analista da Embrapa Monitoramento por Satélite, Campinas-SP, edlene.garcon@embrapa. Comunicado Técnico 35 ISSN 1415-2118 Campinas, SP Dezembro, 2013 Base de dados Satélites de Monitoramento Cristina Criscuolo 1 Edlene Aparecida Monteiro Garçon 2 Mateus Batistella 3 Édson Luis Bolfe 4

Leia mais

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto Texto: PRODUTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO Autor: BERNARDO F. T. RUDORFF Divisão de Sensoriamento Remoto - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais São José dos Campos-SP - bernardo@ltid.inpe.br Sensoriamento

Leia mais

Sistemas sensores remotos: Características e aplicações.

Sistemas sensores remotos: Características e aplicações. Sistemas sensores remotos: Características e aplicações. Fabrício Dias Gonçalves fdias@ufpa.br Landsat; Ikonos; QuickBird; JERS-1; ALOS; RADARSAT-1; RADARSAT-2 Sensores Remotos Ativo Ativo e Passivo Passivo

Leia mais

Geomática e SIGDR aula teórica 23 17/05/11. Sistemas de Detecção Remota Resolução de imagens

Geomática e SIGDR aula teórica 23 17/05/11. Sistemas de Detecção Remota Resolução de imagens Geomática e SIGDR aula teórica 23 17/05/11 Sistemas de Detecção Remota Resolução de imagens Manuel Campagnolo ISA Manuel Campagnolo (ISA) Geomática e SIGDR 2010-2011 17/05/11 1 / 16 Tipos de resolução

Leia mais

Sensoriamento Remoto: Imagens orbitais e resoluções. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho.

Sensoriamento Remoto: Imagens orbitais e resoluções. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Sensoriamento Remoto: Imagens orbitais e resoluções Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Fases de aquisição de uma cena Captação; Estação de processamento, arquivamento, distribuição.

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Cachoeira Paulista, 24 a 28 novembro de 2008 Bernardo Rudorff Pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE Sensoriamento

Leia mais

Ikonos QuickBird ASTER SRTM. Instituto de Geociências - UNICAMP

Ikonos QuickBird ASTER SRTM. Instituto de Geociências - UNICAMP Ikonos QuickBird ASTER SRTM Instituto de Geociências - UNICAMP Avanços Tecnológicos em Cartografia 1-Aumento da Resolução Espacial do S.R. Orbital 1972: LANDSAT MSS- 80 m 1983: LANDSAT TM - 30 m (atualmente

Leia mais

Imagens de Satélite (características):

Imagens de Satélite (características): Imagens de Satélite (características): São captadas por sensores electro ópticos que registam a radiação electromagnética reflectida e emitida pelos objectos que se encontram à superfície da terra através

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

Distribuição Sem Custos de Imagens de Satélites de Sensoriamento Remoto

Distribuição Sem Custos de Imagens de Satélites de Sensoriamento Remoto Distribuição Sem Custos de Imagens de Satélites de Sensoriamento Remoto Centro de Dados de Sensoriamento Remoto Luís Geraldo lgeraldo@dgi.inpe.br XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia Aracaju, 19 de

Leia mais

SENSORES REMOTO UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO LEVANTAMENTO FLORESTAL

SENSORES REMOTO UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO LEVANTAMENTO FLORESTAL SENSORES REMOTO UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO LEVANTAMENTO FLORESTAL MADRUGA P.R. de A. 1 As técnicas de geoprocessamento, em especial o Sensoriamento Remoto, tornaram-se corriqueiras no dia a dia dos profissionais

Leia mais

Definições: Sistemas Sensores

Definições: Sistemas Sensores SISTEMAS SENSORES Sistemas Sensores Definições: Equipamento capaz de transformar alguma forma de energia em um sinal passível de ser convertido em informação sobre o ambiente. No caso específico do sensoriamento

Leia mais

Documentos. ISSN 0103-78110 Dezembro, 2005

Documentos. ISSN 0103-78110 Dezembro, 2005 Documentos ISSN 0103-78110 Dezembro, 2005 44 Processamento de Imagens de Sensoriamento Remoto: Tutorial Básico República Federativa do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva Presidente Ministério da Agricultura,

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

Sistemas Sensores Passivos. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Sistemas Sensores Passivos. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Sistemas Sensores Passivos Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Exemplos de Sistemas e Plataformas mais utilizados 1 satélite da série: 1972... Série LANDSAT Objetivo: monitorar

Leia mais

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Disciplina: Monitoramento e Controle Ambiental Prof.: Oscar Luiz Monteiro de Farias Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Andrei Olak Alves 2 espectro visível ultravioleta Sol infravermelho

Leia mais

Sistemas de RADAR. Natural Resources Ressources naturelles Centro Canadiense de Sensoriamento Remoto, Ministerio de Recursos Naturales de Canadá

Sistemas de RADAR. Natural Resources Ressources naturelles Centro Canadiense de Sensoriamento Remoto, Ministerio de Recursos Naturales de Canadá Sistemas de RADAR Natural Resources Ressources naturelles Canada Canada Aplicações de SAR Medição de movimentos da superfície terrestre, visando uma melhor compreensão de terremotos e vulcões e o apoio

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Sensoriamento Remoto.

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Sensoriamento Remoto. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2 Sensoriamento Remoto Parte 1 Recife, 2014 Conceito de Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto consiste

Leia mais

IMESTSIO DA (7834 E TECNOtOGIA Ch A INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS

IMESTSIO DA (7834 E TECNOtOGIA Ch A INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS IMESTSIO DA (7834 E TECNOtOGIA Ch A INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS Coordenadoria de Ensino, Documentação e Programas Especiais Atividade de Treinamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA. Prof. Pablo Santos

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA. Prof. Pablo Santos UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Prof. Pablo Santos 11 a Aula CARACTERÍSTICAS DOS PRINCIPAIS SATÉLITES DE SENSORIAMENTO REMOTO Histórico

Leia mais

ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO

ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO MONITORAMENTO DE NUVENS DE GELO E DE ÁGUA LÍQUIDA SUPER-RESFRIADA SOBRE AS REGIÕES SUL E SUDESTE DO BRASIL UTILIZANDO-SE IMAGENS MULTIESPECTRAIS DO GOES-8 Nelson Jesus Ferreira Cláudia Cristina dos Santos

Leia mais

Sensoriamento Remoto: conceitos fundamentais e plataformas

Sensoriamento Remoto: conceitos fundamentais e plataformas Sensoriamento Remoto: conceitos fundamentais e plataformas Dr. Ronald Buss de Souza Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais - CRS Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE ronald@dsr.inpe.br O

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Sensoriamento Remoto. Prof. Luiz Rotta

GEOPROCESSAMENTO. Sensoriamento Remoto. Prof. Luiz Rotta 1 GEOPROCESSAMENTO Sensoriamento Remoto Prof. Luiz Rotta SENSORIAMENTO REMOTO - DEFINIÇÕES Utilização de sensores para a aquisição de informações sobre objetos ou fenômenos sem que haja contato direto

Leia mais

CAPÍTULO 4 Sistemas Sensores e Orbitais

CAPÍTULO 4 Sistemas Sensores e Orbitais CAPÍTULO 4 Sistemas Sensores e Orbitais 1.0. Resolução das imagens de sensoriamento remoto a) Resolução espacial: a resolução espacial é determinada pela capacidade do detector em distinguir objetos na

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO 2003 VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

GEOPROCESSAMENTO 2003 VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GEOPROCESSAMENTO 2003 VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO 2 JOÃO MALTA ÁLVARES PANORAMA GERAL DO SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL NO MUNDO E SUAS APLICAÇÕES Monografia apresentada ao Curso de Pós- Graduação em Geoprocessamento,

Leia mais

Satélites e Sensores Orbitais

Satélites e Sensores Orbitais Satélites e Sensores Orbitais Satélites de monitoramento da superfície da Terra: série LANDSAT e CBERS Satélites meteorológicos: série NOAA Polar Altitude de 250 a 800 Km Direção Norte-Sul Tipos de Órbitas

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto É a utilização conjunta de modernos sensores, equipamentos para processamento de dados, equipamentos de transmissão de dados, aeronaves, espaçonaves etc, com o objetivo de estudar

Leia mais

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia. Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia. Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Fundamentos de Sensoriamento Remoto Apresentação do Programa OBJETIVOS DO CURSO Fornecer os princípios básicos do Sensoriamento

Leia mais

UM SISTEMA BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL DEDICADO À QUESTÃO DAS QUEIMADAS?

UM SISTEMA BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL DEDICADO À QUESTÃO DAS QUEIMADAS? UM SISTEMA BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL DEDICADO À QUESTÃO DAS QUEIMADAS? RAIMUNDO ALMEIDA-FILHO INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Caixa Postal 515-12227-970 - São José dos

Leia mais

Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas

Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas INPE-13139-PRE/8398 SENSORIAMENTO REMOTO Tania Sausen Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas INPE São José dos Campos 2005 MEIO AMBIENTE E CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS 8 Sensoriamento Remoto Tania Sauzen

Leia mais

PMI 3331 GEOMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA DE PETRÓLEO

PMI 3331 GEOMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Politécnica Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo PMI Graduação em Engenharia de Petróleo PMI 3331 GEOMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA DE PETRÓLEO PROCESSAMENTO

Leia mais

Oceanografia por Satélites

Oceanografia por Satélites Oceanografia por Satélites Radiômetro de Infra Vermelho. Aplicação em Medidas de TSM Paulo S. Polito, Ph.D. polito@io.usp.br Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo http://los.io.usp.br Laboratório

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO

NOÇÕES BÁSICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE TECNOLOGIA E RECURSOS HUMANOS UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL NOÇÕES BÁSICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO Sumário

Leia mais

Dados para mapeamento

Dados para mapeamento Dados para mapeamento Existem dois aspectos com relação aos dados: 1. Aquisição dos dados para gerar os mapas 2. Uso do mapa como fonte de dados Os métodos de aquisição de dados para o mapeamento divergem,

Leia mais

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Características das Imagens

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Características das Imagens Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Características das Imagens Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Remote Sensing Raster (Matrix) Data Format Jensen, 2004 Nível de Cinza Tipos de Resolução resolução

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Características das Imagens Orbitais 1 - RESOLUÇÃO: O termo resolução em sensoriamento remoto pode ser atribuído a quatro diferentes parâmetros: resolução espacial resolução espectral

Leia mais

1. Introdução: um breve histórico

1. Introdução: um breve histórico 1. Introdução: um breve histórico Sensoriamento Remoto no Brasil Início das Atividades 1968 - Projeto SERE 1972 - PG em SR 1973 - Recepção de dados Landsat 1975-1 a Dissertação de Mestrado Sensoriamento

Leia mais

09/03/2017. O que é Sensoriamento Remoto? Tipos de Sensoriamento Remoto REVISÃO SENSORIAMENTO REMOTO AULA ZERO. Satélites.

09/03/2017. O que é Sensoriamento Remoto? Tipos de Sensoriamento Remoto REVISÃO SENSORIAMENTO REMOTO AULA ZERO. Satélites. REVISÃO SENSORIAMENTO REMOTO AULA ZERO Daniel C. Zanotta 09/03/2017 O que é Sensoriamento Remoto? Arte e ciência da obtenção de informações sobre um objeto, através de radiação eletromagnética, sem contato

Leia mais

Satélites e Sensores. Bruno Silva Oliveira

Satélites e Sensores. Bruno Silva Oliveira Satélites e Sensores Bruno Silva Oliveira São José dos Campos - SP Julho/2016 Órbita Polar Cíclica, heliossíncrona Órbita Geoestacionária Órbita Geoestacionária Quantos satélites orbitam a Terra? Satélites

Leia mais

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera Aquisição de dados Como recolher informação geográfica? Fotografia Aérea Métodos topográficos GPS Processo que permite extrair informação de um objecto, área ou fenómeno, através da análise de dados adquiridos

Leia mais

MAPEAMENTO COSTEIRO. DINÂMICA COSTEIRA E MONITORAMENTO GEODÉSICO DA LINHA DE COSTA.

MAPEAMENTO COSTEIRO. DINÂMICA COSTEIRA E MONITORAMENTO GEODÉSICO DA LINHA DE COSTA. MAPEAMENTO COSTEIRO. DINÂMICA COSTEIRA E MONITORAMENTO Prof. Gilberto Pessanha Ribeiro gilberto.pessanha@gmail.com Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Instituto do Mar Campus Baixada Santista www.mapasdigitais.uerj.br

Leia mais

Sensoriamento Remoto e PDI

Sensoriamento Remoto e PDI Sensoriamento Remoto e PDI Introdução REM e Comportamento Espectral Sistemas Sensores Imagens de Sensoriamento Remoto Aplicações Processamento Digital de Imagens - PDI Imagem de satélite mostrando o furacão

Leia mais

SISTEMAS E SENSORES I

SISTEMAS E SENSORES I SISTEMAS E SENSORES I Sistema Sensor em Sensoriamento Remoto: equipamento capaz de transformar energia eletromagnética em sinal. 1. Tipos de sensores, quanto à fonte de energia: ATIVOS: - produzem sua

Leia mais

Livro: Imagens de Satélite para Estudos Ambientais Autor: Teresa Gallotti Florenzano. Capítulo 1: IMAGENS OBTIDAS POR SENSORIAMENTO REMOTO

Livro: Imagens de Satélite para Estudos Ambientais Autor: Teresa Gallotti Florenzano. Capítulo 1: IMAGENS OBTIDAS POR SENSORIAMENTO REMOTO Livro: Imagens de Satélite para Estudos Ambientais Autor: Teresa Gallotti Florenzano Capítulo 1: IMAGENS OBTIDAS POR SENSORIAMENTO REMOTO Os sensores instalados em satélites artificiais são o resultado

Leia mais

Variabilidade temporal de índice de vegetação NDVI e sua conexão com o clima: Biomas Caatinga Brasileira e Savana Africana

Variabilidade temporal de índice de vegetação NDVI e sua conexão com o clima: Biomas Caatinga Brasileira e Savana Africana Variabilidade temporal de índice de vegetação NDVI e sua conexão com o clima: Biomas Caatinga Brasileira e Savana Africana Humberto Alves Barbosa 1, Ivon Wilson da Silva Júnior 2 1 PhD, LAPIS/UFAL Maceió

Leia mais

Conheça todas as opções de satélites à disposição. Wilson Holler. Embrapa Monitoramento por Satélite Gestão Territorial Estratégica

Conheça todas as opções de satélites à disposição. Wilson Holler. Embrapa Monitoramento por Satélite Gestão Territorial Estratégica Conheça todas as opções de satélites à disposição Wilson Holler Embrapa Monitoramento por Satélite Gestão Territorial Estratégica Conheça todas as opções de satélites à disposição Em todo o mundo, dezenas

Leia mais

Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais

Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais Lauriana Rúbio Sartori Nilton Nobuhiro Imai Antônio Maria Garcia Tommaselli Roberto da Silva

Leia mais

O uso do sensoriamento remoto como ferramenta de apoio à pesca: da captura à gestão

O uso do sensoriamento remoto como ferramenta de apoio à pesca: da captura à gestão Sensoriamento remoto par ecossistemas costeiros tropicais Belém, 26 a 28/04/2006 O uso do sensoriamento remoto como ferramenta de apoio à pesca: da captura à gestão Paulo Travassos UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

MONITORAMENTO DE FOCOS DE INCÊNDIO E ÁREAS QUEIMADAS COM A UTILIZAÇÃO DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO

MONITORAMENTO DE FOCOS DE INCÊNDIO E ÁREAS QUEIMADAS COM A UTILIZAÇÃO DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO MONITORAMENTO DE FOCOS DE INCÊNDIO E ÁREAS QUEIMADAS COM A UTILIZAÇÃO DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO Daniel Carvalho Granemann - (UTFPR-PB) granemann@utfpr.edu.br Gerson Luiz Carneiro - BIOPRODUÇÃO

Leia mais

Mapeamento do uso do solo

Mapeamento do uso do solo Multidisciplinar Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Allan Arnesen Frederico T. Genofre Marcelo Pedroso Curtarelli CAPÍTULO 3 Aquisição de imagens e processamento de dados Neste

Leia mais

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO Geog.Ms. Maria G. da Silva Barbalho maria-gsb@sefaz.go.gov.br Conceito Disciplina do conhecimento que utiliza

Leia mais

TUTORIAL. Imagens CBERS-4 5m: conheça este sensor e aprenda a realizar o download dessas imagens no site do INPE QGIS.

TUTORIAL. Imagens CBERS-4 5m: conheça este sensor e aprenda a realizar o download dessas imagens no site do INPE QGIS. TUTORIAL Imagens CBERS-4 5m: conheça este sensor e aprenda a realizar o download dessas imagens no site do INPE QGIS www.processamentodigital.com.br O Processamento Digital é um Canal de Conteúdo GEO oferecido

Leia mais

Sensoriamento Remoto Orbital e Cartografia Derivada para Florestas e Meio Ambiente

Sensoriamento Remoto Orbital e Cartografia Derivada para Florestas e Meio Ambiente Sensoriamento Remoto Orbital e Cartografia Derivada para Florestas e Meio Ambiente. Afinal de contas, como tudo isso começou?. Conceitos básicos. Principais sensores orbitais. Cartografia para Florestas

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/45 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/45 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS Gilberto Pessanha Ribeiro ¹, ², ³ gilberto@globalgeo.com.br ¹ Globalgeo Geotecnologias www.globalgeo.com.br ² Faculdade

Leia mais

GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DERIVADOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA NO AGRITEMPO

GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DERIVADOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA NO AGRITEMPO GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE PRODUTOS DERIVADOS DE IMAGENS AVHRR-NOAA NO AGRITEMPO JOÃO FRANCISCO GONÇALVES ANTUNES 1, JÚLIO CÉSAR D. M. ESQUERDO 2 1 Matemático, Pesquisador, Embrapa Informática Agropecuária,

Leia mais

INCORPORAÇÃO DE IMAGENS AVHRR NO MODELO ITPP5.0 PARA CLASSIFICAÇÃO DE PADRÕES DE NEBULOSIDADE

INCORPORAÇÃO DE IMAGENS AVHRR NO MODELO ITPP5.0 PARA CLASSIFICAÇÃO DE PADRÕES DE NEBULOSIDADE INCORPORAÇÃO DE IMAGENS AVHRR NO MODELO ITPP5.0 PARA CLASSIFICAÇÃO DE PADRÕES DE NEBULOSIDADE Jorge Luiz Martins Nogueira Nelson Jesus Ferreira Eduardo Jorge de Brito Bastos Ana Silvia Martins Serra do

Leia mais

15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental

15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental 15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental Comparação da temperatura de brilho de superfície do período seco com o chuvoso no Distrito Federal calculada a partir de imagens do Landsat

Leia mais

CBERS: estado atual e futuro

CBERS: estado atual e futuro CBERS: estado atual e futuro José Carlos Neves Epiphanio Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE Cx.P. 515, 12.201-970 São José dos Campos, SP, Brasil epiphanio@dsr.inpe.br Abstract. CBERS Program

Leia mais

Prova Objetiva 2 e Prova Discursiva

Prova Objetiva 2 e Prova Discursiva Escola de Administração Fazendária Concurso Público 2009 Prova Objetiva 2 e Prova Discursiva Especialista em Geoprocessamento Nome: N. de Inscrição Instruções 1. Escreva seu nome e número de inscrição,

Leia mais

A Deteção Remota como um instrumento de gestão e apoio à decisão. 13 de Março 2012

A Deteção Remota como um instrumento de gestão e apoio à decisão. 13 de Março 2012 A Detecção Remota como instrumento de monitorização de saúde pública Diogo Ayres Sampaio, Departamento de Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território, FCUP A Deteção Remota como um instrumento de

Leia mais

SATÉLITES CARTOSAT E ALOS

SATÉLITES CARTOSAT E ALOS Faculdade de Engenharia de Minas Gerais Campus Gameleira INSTITUTO EDUCACIONAL CÂNDIDA DE SOUZA Graduação em Engenharia de Agrimensura SATÉLITES CARTOSAT E ALOS Danilo Santos Alves Ferreira, Dayana Corrêa

Leia mais

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira

Sensoriamento Remoto I. José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira São Cristóvão/SE 2010 Elaboração de Conteúdo José Antonio Pacheco de Almeida Paulo José de Oliveira Projeto Gráfico e Capa Hermeson Alves de Menezes

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE BANDAS ESPECTRAIS A PARTIR DE DADOS HIPERSPECTRAIS

DETERMINAÇÃO DE BANDAS ESPECTRAIS A PARTIR DE DADOS HIPERSPECTRAIS unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Tecnologia Programa de Pós-Graduação em Ciências Cartográficas DETERMINAÇÃO DE BANDAS ESPECTRAIS A PARTIR DE DADOS HIPERSPECTRAIS MÍRIAM REGINA

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Mestrado Profissionalizante 2015 Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br IFMA / DAI Motivação Alguns princípios físicos dão suporte ao Sensoriamento Remoto...

Leia mais

Fundo para o Meio Ambiente Mundial

Fundo para o Meio Ambiente Mundial Organização do Tratado de Co Amazônica Fundo para o Meio Ambiente Mundial Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente Universidade Federal do Pará Grupo de Estudos Marinhos e Costeiros PROJETO GESTÃO

Leia mais

P R E S I D Ê N C I A D A R E P Ú B L I C A C A S A C I V I L

P R E S I D Ê N C I A D A R E P Ú B L I C A C A S A C I V I L P R E S I D Ê N C I A D A R E P Ú B L I C A C A S A C I V I L O Sistema de Proteção da Amazônia Palestra apresentada dia 4 de outubro de 2006 no SERFA 06 Roberto Ventura Santos Diretor Técnico T e Operacional

Leia mais

SISTEMA DE COLETA. Fonte de. Trajetória. ria PRODUTOS INTERAÇÃO SISTEMA TRATAMENTO. Produto final AÇÕES

SISTEMA DE COLETA. Fonte de. Trajetória. ria PRODUTOS INTERAÇÃO SISTEMA TRATAMENTO. Produto final AÇÕES Fonte de radiação SISTEMA DE COLETA Trajetória ria PRODUTOS INTERAÇÃO SISTEMA TRATAMENTO AÇÕES Produto final OS EQUIPAMENTOS UTILIZADOS PARA MEDIR a REM SÃO GENERICAMENTE DENOMINADOS RADIÔMETROS Radio

Leia mais

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto Texto: INTRODUÇÃO AO SENSORIAMENTO REMOTO Autor: CARLOS ALBERTO STEFFEN Instituto Nacional de pesquisas Espaciais Divisão de Sensoriamento Remoto steffen@ltid.inpe.br RADIAÇÃO SOLAR O Sol é a principal

Leia mais

Aquisição de dados. Sistema Modelo de Deteção Remota. Energia Eletromagnética. Espectro Eletromagnético. Interações com a Atmosfera

Aquisição de dados. Sistema Modelo de Deteção Remota. Energia Eletromagnética. Espectro Eletromagnético. Interações com a Atmosfera Aquisição de dados Como recolher informação geográfica? Deteção Remota Fotografia Aérea Métodos topográficos Sistemas de posicionamento por satélite Desenho sobre cartografia já existente Deteção Remota

Leia mais

O USO DE GEOTECNOLOGIA NA ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA ÁREA METROPOLITANA DE SÃO PAULO - BRASIL

O USO DE GEOTECNOLOGIA NA ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA ÁREA METROPOLITANA DE SÃO PAULO - BRASIL O USO DE GEOTECNOLOGIA NA ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA ÁREA METROPOLITANA DE SÃO PAULO - BRASIL Profa. Dra. Magda Adelaide Lombardo Universidade Estadual Paulista / Universidade de São Paulo lombardo@rc.unesp.br

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SC CAMPUS FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CURSO TÉCNICO DE AGRIMENSURA

INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SC CAMPUS FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CURSO TÉCNICO DE AGRIMENSURA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SC CAMPUS FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CURSO TÉCNICO DE AGRIMENSURA Sensoriamento Remoto Imagens Orbitais Prof. Angelo Martins Fraga

Leia mais

Métodos de Aquisição de Dados para Elaboração de Cartografia. Aerolevantamento

Métodos de Aquisição de Dados para Elaboração de Cartografia. Aerolevantamento Métodos de Aquisição de Dados para Elaboração de Cartografia Aerolevantamento FOTOGRAMETRIA A Fotogrametria é a ciência ou tecnologia de se obter informações sobre objetos físicos e do meio ambiente, através

Leia mais

ANÁLISE DE QUATRO ANOS DO BANCO DE IMAGENS NOAA14-AVHRR DO ESTADO DE SÃO PAULO J ANSLE VIEIRA ROCHA RUBENS LAMPARELLI

ANÁLISE DE QUATRO ANOS DO BANCO DE IMAGENS NOAA14-AVHRR DO ESTADO DE SÃO PAULO J ANSLE VIEIRA ROCHA RUBENS LAMPARELLI ANÁLISE DE QUATRO ANOS DO BANCO DE IMAGENS NOAA14-AVHRR DO ESTADO DE SÃO PAULO RENATO FRANCISCO DOS SANTOS J UNIOR 1 1 RICARDO GIACOMELLO VALMIR M ASSAFERA J UNIOR 1 J 2 URANDIR ZULLO J UNIOR 1 J ANSLE

Leia mais

PTR 2388 Transporte e Meio Ambiente

PTR 2388 Transporte e Meio Ambiente UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Politécnica Departamento de Engenharia de Transportes PTR PTR 2388 Transporte e Meio Ambiente PTR 2388 Transporte e Meio Ambiente Sensoriamento Remoto e Aplicações em Impactos

Leia mais

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Comportamento Espectral dos Objetos Fernando Shinji Kawakubo Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado O que é? Comportamento Espectral É o estudo da interação da

Leia mais

SENSORES REMOTOS. Daniel C. Zanotta 28/03/2015

SENSORES REMOTOS. Daniel C. Zanotta 28/03/2015 SENSORES REMOTOS Daniel C. Zanotta 28/03/2015 ESTRUTURA DE UM SATÉLITE Exemplo: Landsat 5 COMPONENTES DE UM SATÉLITE Exemplo: Landsat 5 LANÇAMENTO FOGUETES DE LANÇAMENTO SISTEMA SENSOR TIPOS DE SENSORES

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA A DETECÇÃO POR SATÉLITES DAS QUEIMADAS NO SUL DO BRASIL

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA A DETECÇÃO POR SATÉLITES DAS QUEIMADAS NO SUL DO BRASIL 0 INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA Fernanda Ventura Flor Jaqueline Hillesheim Duarte Joana Trentin Piceni de Souza Samantha Isabela Sant Ana Tatiane Maciel A DETECÇÃO POR

Leia mais

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista 2016 Informes! 1) Data da prova #1: 09/05/2016 1) Conteúdo? até a aula anterior

Leia mais

Os satélites meteorológicos de nova geração e suas contribuições para as previsões de tempo e clima

Os satélites meteorológicos de nova geração e suas contribuições para as previsões de tempo e clima Os satélites meteorológicos de nova geração e suas contribuições para as previsões de tempo e clima Regina Célia dos Santos Alvalá 1 Luis Augusto Toledo Machado 2 Luciana Rossato 1 Sérgio de Paula Pereira

Leia mais

Reinaldo Lúcio Gomide Embrapa Milho e Sorgo

Reinaldo Lúcio Gomide Embrapa Milho e Sorgo DETERMINAÇÃO DA VARIABILIDADE ESPAÇO-TEMPORAL DE DEMANDA HÍDRICA E PRODUTIVIDADE DA ÁGUA EM ESCALA REGIONAL POR MEIO DE TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO AGRÍCOLA, ASSOCIADAS À MODELAGEM, GEOPROCESSAMENTO

Leia mais

SPOTMaps: Imagens de Satélite com Ótimo Custo x Benefício

SPOTMaps: Imagens de Satélite com Ótimo Custo x Benefício SPOTMaps: Imagens de Satélite com Ótimo Custo x Benefício Michael Daamen Eng Agrícola MSc em Geo-Information Sciences Responsável de suporte técnico de produtos e atendimento ao cliente da Astrium Geo

Leia mais

Prof o. Ti T a i go B adr d e r Mar a ino n Geoprocessamento D pa p rtam a ent n o de d Ge G oc o iê i nc n ias Instituto de Agronomia - UFRRJ

Prof o. Ti T a i go B adr d e r Mar a ino n Geoprocessamento D pa p rtam a ent n o de d Ge G oc o iê i nc n ias Instituto de Agronomia - UFRRJ Resoluções das Imagens O termo resolução em sensoriamento remoto se desdobra na verdade em três diferentes (e independentes) parâmetros: resolução espacial, resoluçãoo espectral e resolução radiométrica

Leia mais

Humidade no solo. Departamento de Física 2011 Detecção Remota Pratica III. Joao Gonçalo Ricardo Rodrigues - 45365

Humidade no solo. Departamento de Física 2011 Detecção Remota Pratica III. Joao Gonçalo Ricardo Rodrigues - 45365 Humidade no solo Departamento de Física 2011 Detecção Remota Pratica III Joao Gonçalo Ricardo Rodrigues - 45365 Índice Introdução Da observação aos produtos Conclusões Complicações na obtenção de dados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METEOROLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METEOROLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METEOROLOGIA MAPEAMENTO DA ESTIMATIVA DO SALDO DE RADIAÇÃO INSTANTÂNEA NO MÉDIO SÃO FRANCISCO COM BASE

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO

SENSORIAMENTO REMOTO SENSORIAMENTO REMOTO O Sensoriamento Remoto pode ser entendido como um conjunto de atividades que permite a obtenção de informações dos objetos que compõem a superfície terrestre sem a necessidade de contato

Leia mais