Modelo de Formulário

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelo de Formulário"

Transcrição

1 Formulário Pessoa Jurídica: Organização / Empresa 1. Identificação da Organização CNPJ.. / - Razão Social Nome Fantasia Endereço Número Complemento Bairro Cidade UF CEP País Telefones ou Fax Página Web Ano de Fundação 2. Responsável pelo Preenchimento Nome CPF Área / Setor Telefones Fax Cargo ou 3. Tipo da Organização Pública ou Privada? Pública Privada Nacional ou Estrangeira? Nacional Estrangeira Se Pública Nacional, qual a esfera de Governo? Federal Estadual Municipal 4. Setor da Organização Industrial Comercial Serviços Rural Educação ONG 1 de 6

2 5. Porte da Organização Microempresa Pequena Empresa Média Empresa Grande Empresa 6. Atividades Econômicas desenvolvidas pela sua Organização/Departamento/Projeto (pode haver indicação múltipla): Aeronáutica Agricultura Alimentação Armazenagem Bancária Biologia Cartografia Comércio de Imagens Construção Civil Consultoria Decoração e Arte Degradação Ambiental Desastres Naturais Ecossistemas Educação Básica Educação Pós-Graduação Educação Superior Energia Entretenimento Esportes Exército Fiscalização / Policiamento Ambiental Financeira Geografia Geologia Geotecnologia Hidrologia Imobiliária Informação e Comunicação Justiça Marinha Metalúrgica Mineração Oceanografia Pecuária Perícia Pesca Pesquisa Aplicada Petroleira Planejamento Urbano Química Reflorestamento Saneamento Básico Saúde Seguros Sensoriamento Remoto Serviço Social Telecomunicações Topografia Transportes Turismo Usineira (álcool) Outros 7. Sua Organização/Departamento/Projeto já solicitou imagens CBERS ao INPE? (continue respondendo o Formulário) (para encerrar a Pesquisa) 8. Como Você ou sua Organização/Departamento/Projeto tomou conhecimento do Catálogo de Imagens CBERS e/ou da política de distribuição de imagens gratuitas do Programa CBERS? Amigos Jornal, Rádio, Revista e Televisão Sítios do INPE Congressos, Simpósios e Seminários Profissionais de Áreas Afins Outros Sítios Eventos do INPE Sítios de Busca Outros 9. Quantas imagens CBERS Você ou sua Organização/Departamento/Projeto solicitou ao INPE? 01 a a a a 50 Mais de Você ou sua Organização/Departamento/Projeto era Usuário de imagens de satélite fornecidas pelo INPE, antes do lançamento e da disponibilidade das imagens CBERS? 11. Das imagens CBERS que solicitou, quantas efetivamente foram utilizadas? 1% a 20% 21% a 40% 41% a 60% 61% a 80% 81% a 100% 2 de 6

3 12. Indique os principais SENSORES (Instrumentos) e BANDAS ESPECTRAIS do CBERS utilizados por Você ou pela sua Organização/Departamento/Projeto: Sensores (Instrumentos) Bandas Espectrais CCD IRMSS WFI Para seus propósitos ou da sua Organização/Departamento/Projeto, as especificações da CCD (113 km de largura de imageamento, 20 metros de resolução espacial, 256 níveis de cinza, bandas no visível e infravermelho próximo, 26 dias entre passagens) estão: Inadequadas Adequadas de 25% a 49% Adequadas de 50% a 80% Adequadas acima de 80% 14. Na possibilidade de alteração das características atuais do SENSOR (Instrumento) CCD, Você ou sua Organização/Departamento/Projeto optaria por: Melhorar a resolução espacial para 10 metros Incluir uma banda no infravermelho médio (equivalente à banda 5 do TM / LANDSAT) Diminuir o intervalo de tempo entre as passagens (revisita) 15. Na sua opinião, o uso das imagens CBERS proporcionou alguma ECONOMIA para Você ou para sua Organização/Departamento/Projeto? 16. Se cada imagem de satélite usada por Você ou pela sua Organização/Departamento/Projeto fosse adquirida a R$ 1.000,00, quanto Você estima que teria ECONOMIZADO POR ANO, ao usar as imagens CBERS gratuitas? R$ 1.001,00 a R$ ,00 R$ ,00 a R$ ,00 R$ ,00 a R$ ,00 R$ ,00 a R$ ,00 mais de R$ , Se as imagens CBERS NÃO fossem gratuitas, Você ou sua Organização/Departamento/Projeto as compraria para a realização dos seus trabalhos? 18. Você ou sua Organização/Departamento/Projeto tornou-se assíduo na solicitação das imagens CBERS, em função da gratuidade de sua distribuição? 3 de 6

4 19. Indique as Atividades Econômicas em que Você ou sua Organização/Departamento/Projeto APLICOU as imagens CBERS (pode haver indicação múltipla): Aeronáutica Agricultura Alimentação Armazenagem Bancária Biologia Cartografia Comércio de Imagens Construção Civil Consultoria Decoração e Arte Degradação Ambiental Desastres Naturais Ecossistemas Educação Básica Educação Pós-Graduação Educação Superior Energia Entretenimento Esportes Exército Fiscalização / Policiamento Ambiental Financeira Geografia Geologia Geotecnologia Hidrologia Imobiliária Informação e Comunicação Justiça Marinha Metalúrgica Mineração Oceanografia Pecuária Perícia Pesca Pesquisa Aplicada Petroleira Planejamento Urbano Química Reflorestamento Saneamento Básico Saúde Seguros Sensoriamento Remoto Serviço Social Telecomunicações Topografia Transportes Turismo Usineira (álcool) Outros 20. Utilizando as imagens CBERS, informe abaixo o nº de Trabalhos que Você ou sua Organização/Departamento/Projeto realizou: Apresentações Dissertações de Mestrado Projetos Artigos Participação em Congressos Teses de Doutorado Consultorias Pesquisas Aplicadas Outros 21. Você ou sua Organização/Departamento/Projeto pode fornecer ao INPE os documentos relativos aos trabalhos da questão anterior? (enviar documentos) 22. As imagens CBERS, de alguma forma, incentivaram a melhoria da sua infra-estrutura, como a aquisição de máquinas, software, hardware, etc? 23. Em função do uso das imagens CBERS, Você ou sua Organização/Departamento/Projeto contratou novos Funcionários? (registre-os abaixo) Bolsistas/Estagiários: Efetivos: Terceirizados: 24. Indique quanto Você ou sua Organização/Departamento/Projeto faturou em 2006 utilizando imagens CBERS em seus trabalhos: R$ 1.000,00 a R$ ,00 R$ ,00 a R$ ,00 R$ ,00 a R$ ,00 mais de R$ ,00 4 de 6

5 25. Indique o percentual de aumento do seu faturamento ou da sua Organização/Departamento/Projeto, por ter utilizado as imagens CBERS: 1% a 20% 21% a 50% 51% a 100% mais de 100% 26. Na sua opinião a política de distribuição gratuita de imagens CBERS deve ser mantida para os próximos satélites da série? 27. Avalie a Qualidade Geral das imagens CBERS recebidas eletronicamente por Você ou pela sua Organização/Departamento/Projeto: Excelente Boa Regular Insatisfatória Ruim 28. Avalie o tempo entre a solicitação e o recebimento das imagens CBERS por meio eletrônico: Excelente (até 5 minutos) Bom (até 10 minutos) Regular (até 2 horas) Insatisfatório (até 24 horas) Ruim (mais que 24 horas) 29. Que tipo de conexão de internet Você ou sua Organização/Departamento/Projeto utiliza ao solicitar imagens CBERS? Discada Banda Larga 30. Avalie o tempo de download (baixar) de uma imagem CBERS: Aceitável Inaceitável 31. Avalie a Qualidade do Atendimento Eletrônico da DGI/INPE: Excelente Bom Regular Insatisfatório Ruim 32. Registre abaixo suas críticas e sugestões para a melhoria do Atendimento Eletrônico da DGI/INPE: 33. Avalie a Qualidade do Atendimento Telefônico da DGI/INPE: Excelente Bom Regular Insatisfatório Ruim 34. Registre abaixo suas críticas e sugestões para a melhoria do Atendimento Telefônico da DGI/INPE: 5 de 6

6 35. Em relação ao Catálogo de Imagens CBERS, avalie o grau de FACILIDADE para: Buscar Imagens Excelente Bom Regular Insatisfatório Ruim Cadastrar Usuário Excelente Bom Regular Insatisfatório Ruim Pedir Imagens Excelente Bom Regular Insatisfatório Ruim 36. Registre abaixo suas críticas e sugestões para a melhoria do Catálogo de Imagens CBERS: 37. Você ou algum funcionário da sua Organização/Departamento/Projeto já participou dos Cursos / Seminários ministrados pela OBT/INPE? 38. Indique os Cursos / Seminários da OBT/INPE que são de interesse seu ou da sua Organização/Departamento/Projeto: Análise Espacial de Dados Geográficos Banco de Dados Geográficos Fundamentos de Geoprocessamento Introdução ao SPRING Presencial no INPE Introdução ao SPRING - Ambiente LINUX Processamento Digital de Imagens Uso Escolar de Sensoriamento Remoto no Estudo do Meio Ambiente Introdução ao Sensoriamento Remoto Seminário de Sensoriamento Remoto, Interpretação e Processamento de Imagens de Satélites A Distância Semi-Presencial (no INPE e a Distância) Sugira abaixo Cursos / Seminários da OBT/INPE que são de seu interesse ou da sua Organização/Departamento/Projeto: 39. Em relação aos Cursos / Seminários da OBT/INPE, indique as MODALIDADES de sua preferência: A Distância Presencial no INPE Presencial na Organização (In Company) Semi-Presencial (no INPE e a Distância) 40. Descreva abaixo suas críticas e sugestões de melhoria para este Formulário de Pesquisa: 41. Transmissão desta Pesquisa ao INPE Em / / 2007 Enviar Formulário Limpar Página 6 de 6

1. Identificação da Organização

1. Identificação da Organização Formulário Pessoa Jurídica: Organização / Empresa Este formulário é idêntico ao eletrônico! Se sua opção for pelo preenchimento manual desta pesquisa, sugerimos que imprima este formulário e envie-o para

Leia mais

Modelo de Formulário

Modelo de Formulário Formulário Pessoa Física ou Autônomo / Profissional Liberal 1. Identificação Pessoal CPF.. -- Nome Completo Sexo Masculino Feminino Data de Nascimento / / Endereço Número Complemento Bairro Cidade UF CEP

Leia mais

1. Identificação Pessoal

1. Identificação Pessoal Formulário Pessoa Física ou Autônomo / Profissional Liberal Este formulário é idêntico ao eletrônico! Se sua opção for pelo preenchimento manual desta pesquisa, sugerimos que imprima este formulário e

Leia mais

1 de 12 INPE / OBT / DGI

1 de 12 INPE / OBT / DGI Parte II - Indicadores de Gestão 1 de 12 Inovações tecnológicas constantes e aceleradas no mundo globalizado exigem cada vez mais que empresas e profissionais aliem-se a uma gestão de excelência. A melhoria

Leia mais

Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma

Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

Programa CBERS. Infra-estrutura de Dados & Benefícios Sociais

Programa CBERS. Infra-estrutura de Dados & Benefícios Sociais Programa CBERS Infra-estrutura de Dados & Benefícios Sociais Observação da Terra e benefícios sociais NASA Conhecimento em Observação da Terra John McDonald (MDA) A questão fundamental Como garantir capacitação

Leia mais

Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS-1.

Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS-1. Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS-1. Paulo Roberto Martin ATUS-Atendimento a Usuários de Imagens Divisão de Sensoriamento Remoto-DSR/OBT III Encontro com

Leia mais

Sistema de Processamento de Imagens CBERS. III EUsISSeR. 22 a 24 de outubro de 2003

Sistema de Processamento de Imagens CBERS. III EUsISSeR. 22 a 24 de outubro de 2003 Sistema de Processamento de Imagens CBERS III EUsISSeR 22 a 24 de outubro de 2003 Paulo Eduardo Neves neves@gisplan.com.br GISPLAN Tecnologia da Geoinformação www.gisplan.com.br Histórico Histórico 1973

Leia mais

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO Geog.Ms. Maria G. da Silva Barbalho maria-gsb@sefaz.go.gov.br Conceito Disciplina do conhecimento que utiliza

Leia mais

Izabel Cecarelli. GEOAMBIENTE Sensoriamento Remoto

Izabel Cecarelli. GEOAMBIENTE Sensoriamento Remoto Izabel Cecarelli GEOAMBIENTE Sensoriamento Remoto A GEOAMBIENTE, atuante no mercado há 10 anos, presta serviços em aplicações de sensoriamento remoto e desenvolvimento / integração de sistemas de informações

Leia mais

Seminário Disciplina de Fotointepretação. Bruno Beust - João Paulo

Seminário Disciplina de Fotointepretação. Bruno Beust - João Paulo Seminário Disciplina de Fotointepretação Bruno Beust - João Paulo Prof. Dr. Getulio T. Batista 2 o Bimestre de 2004 Histórico Julho de 1988 um acordo de parceria envolvendo o INPE (Instituto Nacional de

Leia mais

Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS

Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS Aplicações de Dados de Satélites com Ênfase em Imagens CBERS Paulo Roberto Martini Sessão Especial sobre Produtos e Política de Distribuição de Imagens do INPE XI Simpósio Brasileiro

Leia mais

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto Texto: PRODUTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO Autor: BERNARDO F. T. RUDORFF Divisão de Sensoriamento Remoto - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais São José dos Campos-SP - bernardo@ltid.inpe.br Sensoriamento

Leia mais

COMPROMISSO DE GESTÃO 2006

COMPROMISSO DE GESTÃO 2006 COORDENADORIA DE OBSERVAÇÃO DA TERRA COMPROMISSO DE GESTÃO 2006 Versão 1 11 Abril 2006 Introdução Este documento apresenta o compromisso de gestão da Coordenadoria de Observação da Terra do INPE para 2006.

Leia mais

IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO

IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE TECNOLOGIA E RECURSOS HUMANOS UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA CIVIL IMAGENS DE SATÉLITE PROF. MAURO NORMANDO M. BARROS FILHO Sumário 1. Conceitos básicos

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto. Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto. Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto Definição; Breve Histórico; Princípios do SR; Espectro Eletromagnético; Interação Energia com a Terra; Sensores & Satélites; O que é Sensoriamento

Leia mais

Educação à Distância - Curso de Introdução ao Sensoriamento Remoto

Educação à Distância - Curso de Introdução ao Sensoriamento Remoto Educação à Distância - Curso de Introdução ao Sensoriamento Remoto Teresa Gallotti Florenzano Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE 1972 - mestrado e cursos de curta duração 1985 - especialização:

Leia mais

Geografia e Infraestrutura As Geotecnologias no ensino médio

Geografia e Infraestrutura As Geotecnologias no ensino médio Geografia e Infraestrutura As Geotecnologias no ensino médio Luiz Antonio Ugeda Sanches Presidente Doutorando em Geografia (UnB) Mestre em Direito e em Geografia (PUC/SP) A tecnologia nos Parâmetros Curriculares

Leia mais

Ensino Aprendizagem de Processamento de Imagens CBERS na modalidade a Distância

Ensino Aprendizagem de Processamento de Imagens CBERS na modalidade a Distância 1. Introdução. I Jornada de Educación em Percepción Remota en el ámbito de Centro América y el Caribe Título da Palestra: Ensino Aprendizagem de Processamento de Imagens CBERS na modalidade a Distância

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Características das Imagens Orbitais 1 - RESOLUÇÃO: O termo resolução em sensoriamento remoto pode ser atribuído a quatro diferentes parâmetros: resolução espacial resolução espectral

Leia mais

CENTRO DE DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO - CDSR -

CENTRO DE DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO - CDSR - CENTRO DE DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO - CDSR - MIGUEL ZANIC CUELLAR miguel@dgi.inpe.br OBJETIVOS INTERNOS EXTERNOS OBJETIVOS INTERNOS Garantir a segurança no armazenamento dos dados de Sem. Rem. e seu

Leia mais

CENTRO DE DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO - CDSR -

CENTRO DE DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO - CDSR - CENTRO DE DADOS DE SENSORIAMENTO REMOTO - CDSR - MIGUEL ZANIC CUELLAR miguel@dgi.inpe.br OBJETIVOS INTERNOS EXTERNOS OBJETIVOS INTERNOS Garantir a segurança no armazenamento dos dados de Sem. Rem. e seu

Leia mais

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1 Manual do Usuário Pré-Cadastro de Participantes 08.11.2004 Versão 1.1 Índice 1. Introdução ao Pré-Cadastro...3 1.1. Pré-Cadastro de pessoa Física...3 1.1.1. Termo...3 1.1.2. Dados de identificação...4

Leia mais

INPE - Estrutura Organizacional

INPE - Estrutura Organizacional INPE - Estrutura Organizacional O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE é uma unidade de pesquisa integrante da estrutura do Ministério da Ciência e Tecnologia MCT. O INPE tem por finalidade promover

Leia mais

Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação do Ponto BR NIC.

Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação do Ponto BR NIC. TIC Empresas 2009 Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010 Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação

Leia mais

Prof. Tiago Badre Marino Geoprocessamento Departamento de Geociências Instituto de Agronomia - UFRRJ. Aquisição de dados cartográficos a partir da Web

Prof. Tiago Badre Marino Geoprocessamento Departamento de Geociências Instituto de Agronomia - UFRRJ. Aquisição de dados cartográficos a partir da Web Exercício Objetivo Aplicativos Entrar nas diferentes fontes de dados cartográficos e imagens de sensoriamento remoto existentes no Brasil e executar os procedimentos para download destes dados disponíveis

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA 1. Introdução Nos últimos anos, a área de geotecnologias ganhou maior visibilidade através da popularização

Leia mais

Estudo comparativo do uso das tecnologias da comunicação e informação em microempresas e empresas com 10 ou mais funcionários

Estudo comparativo do uso das tecnologias da comunicação e informação em microempresas e empresas com 10 ou mais funcionários TIC MICROEMPRESAS 2007 Estudo comparativo do uso das tecnologias da comunicação e informação em microempresas e empresas com 10 ou mais funcionários CETIC.BR NIC.BR Comitê Gestor da Internet no Brasil

Leia mais

MAPEAMENTO FLORESTAL

MAPEAMENTO FLORESTAL MAPEAMENTO FLORESTAL ELISEU ROSSATO TONIOLO Eng. Florestal Especialista em Geoprocessamento OBJETIVO Mapear e caracterizar a vegetação visando subsidiar o diagnóstico florestal FUNDAMENTOS É uma ferramenta

Leia mais

CATÁLOGO AUXILIAR DOCENTE

CATÁLOGO AUXILIAR DOCENTE CATÁLOGO DE AUXILIAR DOCENTE Atualizado em Novembro/2015 RELAÇÃO DE REQUISITOS MÍNIMOS PARA INGRESSO NO EMPREGO PÚBLICO PERMANENTE DE AUXILIAR DOCENTE I Este documento tem por finalidade apresentar os

Leia mais

Novas ferramentas GIS para gestão Ambiental. Fabiano Cucolo 26/02/2015

Novas ferramentas GIS para gestão Ambiental. Fabiano Cucolo 26/02/2015 Novas ferramentas GIS para gestão Ambiental Fabiano Cucolo 26/02/2015 Um pouco sobre o palestrante Fabiano Cucolo fabiano@soloverdi.com.br 11-98266-0244 (WhatsApp) Consultor de Geotecnologias Soloverdi

Leia mais

Aqui u sição ã d e e ima m g a en e s n de sat a él é ite Suely Franco S. Lima

Aqui u sição ã d e e ima m g a en e s n de sat a él é ite Suely Franco S. Lima Aquisição de imagens de satélite Suely Franco S. Lima http://www.dsr.inpe.br/vcsr http://www.dsr.inpe.br/vcsr/ /apresentacoes.html apresentacoes.html Formatos JPEG e TIF Dois formatos mais comuns: JPEG

Leia mais

Por que Geoprocessamento?

Por que Geoprocessamento? Um pouco sobre a NOSSA VISÃO Processamento Digital é um endereço da Web criado pelo geógrafo Jorge Santos com objetivo de compartilhar dicas sobre Geoprocessamento e Software Livre. A idéia surgiu no ano

Leia mais

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS. PDA MATA ATLÂNTICA Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal Nativa da Mata Atlântica

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS. PDA MATA ATLÂNTICA Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal Nativa da Mata Atlântica FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PDA MATA ATLÂNTICA Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal Nativa da Mata Atlântica 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO: 1.1. TÍTULO: Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/09/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Disciplina: Monitoramento e Controle Ambiental Prof.: Oscar Luiz Monteiro de Farias Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Andrei Olak Alves 2 espectro visível ultravioleta Sol infravermelho

Leia mais

"Protegendo as nascentes do Pantanal"

Protegendo as nascentes do Pantanal "Protegendo as nascentes do Pantanal" Diagnóstico da Paisagem: Região das Cabeceiras do Rio Paraguai Apresentação O ciclo de garimpo mecanizado (ocorrido nas décadas de 80 e 90), sucedido pelo avanço das

Leia mais

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015 GIS Cloud na Prática Fabiano Cucolo 26/08/2015 Um pouco sobre o palestrante Fabiano Cucolo fabiano@soloverdi.com.br 11-98266-0244 (WhatsApp) Consultor de Geotecnologias Soloverdi Engenharia www.soloverdi.com.br.

Leia mais

G E O P R O C E S S A M E N T O N A N U V E M

G E O P R O C E S S A M E N T O N A N U V E M G E O P R O C E S S A M E N T O N A N U V E M A empresa Com 16 anos de experiência, a Tecnomapas fornece soluções tecnológicas para diversas instituições públicas do país que abrangem as áreas de licenciamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CARTA CONSULTA SEGMENTO COMUNITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CARTA CONSULTA SEGMENTO COMUNITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CARTA CONSULTA SEGMENTO COMUNITÁRIO Título do Projeto: (nome do centro de Educação profissional

Leia mais

Tabela 3.14 - Proporção de empresas com 10 ou mais pessoas ocupadas que usaram Internet, por faixas de pessoal ocupado, segundo

Tabela 3.14 - Proporção de empresas com 10 ou mais pessoas ocupadas que usaram Internet, por faixas de pessoal ocupado, segundo Tabelas resultados Tabela 3.14 - Proporção empresas com 10 ou mais pessoas ocupadas que usaram Internet, por faixas pessoal ocupado, segundo as atividas incluídas - Brasil - 2010 Atividas incluídas no

Leia mais

Proposta de Prestação de serviços de Marketing Digital

Proposta de Prestação de serviços de Marketing Digital Proposta de Prestação de serviços de Marketing Digital Proposta número:... 1 Apresentação do produto Com o objetivo de falar com o mundo técnico, abrangendo as áreas da normalização, qualidade, metrologia,

Leia mais

SENRORIAMENTO REMOTO E SIG. Aula 1. Prof. Guttemberg Silvino Prof. Francisco das Chagas

SENRORIAMENTO REMOTO E SIG. Aula 1. Prof. Guttemberg Silvino Prof. Francisco das Chagas SENRORIAMENTO REMOTO E SIG Aula 1 Programa da Disciplina 1 CONCEITOS, HISTÓRICO E FUNDAMENTOS (8 aulas) 2 Sensoriamento remoto. Histórico e definições 3 Domínios do Sensoriamento Remoto 4 Níveis de Coleta

Leia mais

Experiencia de Brasil sobre prevención y control de la deforestación y la tala ilegal con uso de tecnología satelital.

Experiencia de Brasil sobre prevención y control de la deforestación y la tala ilegal con uso de tecnología satelital. Experiencia de Brasil sobre prevención y control de la deforestación y la tala ilegal con uso de tecnología satelital Marcos Adami Lima, 20 de agosto de 2015 Monitoramento da floresta amazônica por satélite(prodes)

Leia mais

ebook Guia prático para download das imagens gratuitas do INPE

ebook Guia prático para download das imagens gratuitas do INPE ebook Guia prático para download das imagens gratuitas do INPE Guia prático para download das imagens gratuitas do INPE Este guia vai ajudar você a como fazer download, e a visualizar as imagens de satélite

Leia mais

8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO!

8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO! 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO! Antes de preencher, leia atentamente o regulamento do Edital. Você pode baixar o arquivo PDF deste formulário, disponível em www.nospodemos-sc.org.br, mas seu preenchimento deverá

Leia mais

Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias 2011

Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias 2011 Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias 2011 SOBRE O AUTOR Anderson Maciel Lima de Medeiros Tecnólogo em Geoprocessamento; consultor em Geotecnologias; Criador do Portal ClickGeo [www.clickgeo.com.br];

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS IMAGENS IRS-P6 EM RELAÇÃO AO PADRÃO DE EXATIDÃO CARTOGRÁFICA. Danielly Garcia Santos¹, Elaine Reis Costa Lima²

AVALIAÇÃO DAS IMAGENS IRS-P6 EM RELAÇÃO AO PADRÃO DE EXATIDÃO CARTOGRÁFICA. Danielly Garcia Santos¹, Elaine Reis Costa Lima² AVALIAÇÃO DAS IMAGENS IRS-P6 EM RELAÇÃO AO PADRÃO DE EXATIDÃO CARTOGRÁFICA Danielly Garcia Santos¹, Elaine Reis Costa Lima² ¹Tecnóloga em Geoprocessamento, Assistente em Geoprocessamento, Primegeo, Goiânia-GO,

Leia mais

AVISO DE CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRIBUIÇÕES À MINUTA DO PLANO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM,

AVISO DE CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRIBUIÇÕES À MINUTA DO PLANO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM, AVISO DE CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRIBUIÇÕES À MINUTA DO PLANO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM, Considerando o Estudo Técnico dos Sistemas de Água e Esgoto de Cachoeiro

Leia mais

SENSORES REMOTOS. Daniel C. Zanotta 28/03/2015

SENSORES REMOTOS. Daniel C. Zanotta 28/03/2015 SENSORES REMOTOS Daniel C. Zanotta 28/03/2015 ESTRUTURA DE UM SATÉLITE Exemplo: Landsat 5 COMPONENTES DE UM SATÉLITE Exemplo: Landsat 5 LANÇAMENTO FOGUETES DE LANÇAMENTO SISTEMA SENSOR TIPOS DE SENSORES

Leia mais

PROPOSTA GERAL DE ASSOCIAÇÃO (PE/PB)

PROPOSTA GERAL DE ASSOCIAÇÃO (PE/PB) PROPOSTA GERAL DE ASSOCIAÇÃO (PE/PB) A Delegação Pernambuco e Paraíba, representada pela Carbone & Vicenzi Consulting, é um ponto de assistência oficia da Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria

Leia mais

Introdução ao Sensoriamento Remoto

Introdução ao Sensoriamento Remoto Introdução ao Sensoriamento Remoto Cachoeira Paulista, 24 a 28 novembro de 2008 Bernardo Rudorff Pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE Sensoriamento

Leia mais

Relações mais harmoniosas de convívio com a natureza; O mundo como um modelo real que necessita de abstrações para sua descrição; Reconhecimento de

Relações mais harmoniosas de convívio com a natureza; O mundo como um modelo real que necessita de abstrações para sua descrição; Reconhecimento de Relações mais harmoniosas de convívio com a natureza; O mundo como um modelo real que necessita de abstrações para sua descrição; Reconhecimento de padrões espaciais; Controle e ordenação do espaço. Técnicas

Leia mais

Existem 109 questões nesta pesquisa

Existem 109 questões nesta pesquisa FASE 2: ANÁLISE DO WEBSITE INSTRUÇÕES Leia atentamente todas as questões Explore o website em avaliação, procurando pelas questões propostas Depois, responda cada questão Algumas questões precisam de informações

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2014 - CONCURSO PÚBLICO ANEXO IV DOS CARGOS, QUALIFICAÇÃO E REQUISITOS

EDITAL Nº. 001/2014 - CONCURSO PÚBLICO ANEXO IV DOS CARGOS, QUALIFICAÇÃO E REQUISITOS EDITAL Nº. 001/2014 - CONCURSO PÚBLICO ANEXO IV DOS CARGOS, QUALIFICAÇÃO E REQUISITOS ENSINO 2º GRAU: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO Requisito: Ensino médio completo (2º grau) Descrição Sumária de Atividades:

Leia mais

Conservação e Reúso de Água como Instrumentos de Gestão Indústria, Setor Urbano, Agricultura, Aquicultura e Recarga Gerenciada de Aquíferos.

Conservação e Reúso de Água como Instrumentos de Gestão Indústria, Setor Urbano, Agricultura, Aquicultura e Recarga Gerenciada de Aquíferos. CURSO Conservação e Reúso de Água como Instrumentos de Gestão Indústria, Setor Urbano, Agricultura, Aquicultura e Recarga Gerenciada de Aquíferos. Eng. Ivanildo Hespanhol Ph.D. Professor Titular da Escola

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZONIA - FAMAZ REITORIA

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZONIA - FAMAZ REITORIA Página: 1 de 16 1) O (A) professor (a) apresentou o plano de ensino da disciplina em sala de aula? Sim 92% Não 8% Página: 2 de 16 2) O plano de ensino apresentado pelo professor (a) contém os seguintes

Leia mais

Os desafios do planejamento estratégico do INPE. Gilberto Câmara

Os desafios do planejamento estratégico do INPE. Gilberto Câmara Os desafios do planejamento estratégico do INPE Gilberto Câmara Resumo da visão geral do PE no INPE Provocar uma reflexão sobre a missão do INPE Tornar a instituição consciente de suas missões Obter legitimidade

Leia mais

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Cloud Computing O modelo no cenário Geoespacial Technology Session Latin America Geospatial Forum 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Iara Musse Felix Diretora, Santiago e Cintra Consultoria, Brazil Alguns

Leia mais

LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO LAI. Lei Federal nº 12.527/11 - Lei Distrital nº 4.990/12

LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO LAI. Lei Federal nº 12.527/11 - Lei Distrital nº 4.990/12 LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO LAI Lei Federal nº 12.527/11 - Lei Distrital nº 4.990/12 RELATÓRIO CONSOLIDADO ABRIL/2013 a NOVEMBRO/2014 APRESENTAÇÃO Os dados utilizados na elaboração deste relatório correspondem

Leia mais

Processamento Digital de Imagens

Processamento Digital de Imagens Cartografia Digital A AMS Kepler possui equipe de engenheiros cartógrafos e especialistas em Tecnologia da Informação que conferem à empresa um perfil único em Cartografia Digital. Com expertise em Sensoriamento

Leia mais

Solicitação de Cadastro de Instituição

Solicitação de Cadastro de Instituição Solicitação de Cadastro de Instituição Versão 3.0 Versão Autor Data Descrição 1.0 Equipe suporte 13/10/2011 Criação do documento 1.1 Equipe suporte 1.2 Equipe suporte 2.0 Equipe suporte 3.0 Equipe suporte

Leia mais

SIC 36/05. Belo Horizonte, 23 de junho de 2005. ENADE. Distribuído a assessorados da CONSAE.

SIC 36/05. Belo Horizonte, 23 de junho de 2005. ENADE. Distribuído a assessorados da CONSAE. SIC 36/05 Belo Horizonte, 23 de junho de 2005. ENADE PORTARIA Nº 2.205, de 22 de junho de 2005. Ministro da Educação. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 870, DE 16 DE JULHO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, tendo em vista o disposto

Leia mais

PORTARIA Nº 870, DE 16 DE JULHO DE 2008.

PORTARIA Nº 870, DE 16 DE JULHO DE 2008. PORTARIA Nº 870, DE 16 DE JULHO DE 2008. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, tendo em vista o disposto no Capítulo III Da Educação Profissional, da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro

Leia mais

O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas

O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas Iara Musse Felix Diretora de Desenvolvimento de Negócios da Salvador

Leia mais

INPE como provedor de dados de Observação da Terra gratuitos

INPE como provedor de dados de Observação da Terra gratuitos INPE como provedor de dados de Observação da Terra gratuitos L eeditar ila F o n soe cestilo a Clique para do subtítulo C h e f e, D iv is ã o d e P r o c e s s a m e n t o mestre d e Im a g e n s http://www.dpi.inpe.br/~leila

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

ANEXO DA DECISÃO Nº PL-0573/2010 TABELA DE CONVERGÊNCIA DE TÍTULOS PROFISSIONAIS NÍVEL GRADUAÇÃO

ANEXO DA DECISÃO Nº PL-0573/2010 TABELA DE CONVERGÊNCIA DE TÍTULOS PROFISSIONAIS NÍVEL GRADUAÇÃO ANEXO DA DECISÃO Nº PL-0573/2010 TABELA DE CONVERGÊNCIA DE TÍTULOS PROFISSIONAIS NÍVEL GRADUAÇÃO CONFEA, ANEXA À Engenheiro Construtor Engenheiro Civil 111-02-00 Engenheiro Civil Opção Estradas e Edificações

Leia mais

Financiamento Estudantil

Financiamento Estudantil Financiamento Estudantil I.T.I. Solutions Brasil 2015 Aprovado pela Resolução Nº 05 de 01/11/2014 - CAS APRESENTAÇÃO DO PROJETO O Programa de Financiamento Estudantil Promocional (FINESP) foi desenvolvido

Leia mais

Sistemas Sensores. Introdução

Sistemas Sensores. Introdução Sistemas Sensores 5ª Aulas Introdução O sol foi citado como sendo uma fonte de energia ou radiação. O sol é uma fonte muito consistente de energia para o sensoriamento remoto (REM). REM interage com os

Leia mais

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sua competência e em conformidade com o estabelecido no 1o- do art 10, da Lei no- 11.091, de 12 de janeiro de 2005, resolve:

Leia mais

Setor Sucroenergético: GIS Corporativo e Inovações no Grupo Noble CASE NOBLE GROUP. Herbert Del Petri Gerente Técnico Agrícola

Setor Sucroenergético: GIS Corporativo e Inovações no Grupo Noble CASE NOBLE GROUP. Herbert Del Petri Gerente Técnico Agrícola Gerente Técnico Agrícola Introdução O Noble Bioenergia ao longo da sua história no Brasil vem desenvolvendo o uso das informações espacializadas no dia-a-dia das operações e planejamento agrícola através

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA 06/ 05/ INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO º SEMESTRE 05 ANEXO II EDITAL Nº 8/05 DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA Técnico em Redes de Computadores

Leia mais

Ministério da Educação. Gabinete do Ministro

Ministério da Educação. Gabinete do Ministro Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 556, de 25 de fevereiro de 2005 (DOU nº 39, Seção 1 página 23, de 28/2/2005) O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições e tendo

Leia mais

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES Página 1 de 6 Este sistema automatiza todos os contatos com os clientes, ajuda as companhias a criar e manter um bom relacionamento com seus clientes armazenando e inter-relacionando atendimentos com informações

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES Capítulo 8 TELECOMUNICAÇÕES E REDES 8.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização

Leia mais

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pesquisas CBERS - UFRGS 2001: Início do projeto Participantes: - PPG-SR / CEPSRM - Instituto de Geociências Geodésia Geografia Geologia - Faculdade

Leia mais

LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO LAI. Lei Federal nº 12.527/11 - Lei Distrital nº 4.990/12

LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO LAI. Lei Federal nº 12.527/11 - Lei Distrital nº 4.990/12 LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO LAI Lei Federal nº 12.527/11 - Lei Distrital nº 4.990/12 RELATÓRIO MENSAL AGOSTO/2014 APRESENTAÇÃO Os dados utilizados na elaboração deste relatório correspondem ao período de

Leia mais

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Para todos os ambientes organizacionais para todos os servidores, independentemente do ambiente organizacional: Administração pública Estado,

Leia mais

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL PARA A REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL - RS

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL PARA A REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL - RS TERMO DE REFERENCIA AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL PARA A REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL - RS 1. Objetivos.

Leia mais

Curso Redes Sociais Corporativas

Curso Redes Sociais Corporativas Curso Redes Sociais Corporativas Ensino a Distância Sobre o Instituto Desenvolve T.I Não existem novas invenções em tecnologia sem a descoberta de novas possibilidades educacionais. Bruno Ladeia Marinho

Leia mais

ANEXO 10 LOGOTIPO. MODELO PROJETO-PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL Nome do Curso CIDADE - UF MÊS/ANO

ANEXO 10 LOGOTIPO. MODELO PROJETO-PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL Nome do Curso CIDADE - UF MÊS/ANO ANEXO 10 LOGOTIPO MODELO PROJETO-PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL Nome do Curso CIDADE - UF MÊS/ANO 1 1. IDENTIFICAÇÂO: Razão Social: Nome Fantasia: CNPJ: Contato: Tel.1: E-mail 1: Tel.2:

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Lançamento de Propostas da Licitação MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Sumário 1 INTRODUÇÃO... 1 2 REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SISTEMA... 1 3 INICIALIZANDO A APLICAÇÃO... 1 4 CARGA DOS DADOS DA LICITAÇÃO...

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE

Leia mais

Flavio Marcelo CONEGLIAN, Rodrigo Antonio LA SCALEA e Selma Regina Aranha RIBEIRO. Universidade Estadual de Ponta Grossa

Flavio Marcelo CONEGLIAN, Rodrigo Antonio LA SCALEA e Selma Regina Aranha RIBEIRO. Universidade Estadual de Ponta Grossa Comparação entre Classificações Supervisionadas em uma Imagem CBERS CCD com Bandas Multiespectrais e em uma Imagem Fusão da Mesma Imagem CBERS CCD Com uma Banda Pancromática HRC Flavio Marcelo CONEGLIAN,

Leia mais

COMPATIBILIZANDO CADASTROS

COMPATIBILIZANDO CADASTROS COMPATIBILIZANDO CADASTROS EM PROJETO SIG Cristiane Vaz Domingues cristiane.vaz@uol.com.br FOTOGRAFIA Hoje nas instituiçõesições públicas existem: informações repetidas e/ou complementares distribuídas

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FORMAÇÃO CIENTÍFICA, EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA PPGFCET

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FORMAÇÃO CIENTÍFICA, EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA PPGFCET UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FORMAÇÃO CIENTÍFICA, EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA PPGFCET KARLA PATRÍCIA GOMES COSTA ARTICULAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

Novas Mídias e Relações Sociais.

Novas Mídias e Relações Sociais. Novas Mídias e Relações Sociais. Eduardo Foster 1 1 Caiena Soluções em Gestão do Conhecimento, Av. 34-578, CEP 13504-110 Rio Claro, Brasil foster@caiena.net Resumo. A comunicação é uma disciplina que acompanha

Leia mais

Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³. ²Universidade do Estado do Rio de Janeiro / Faculdade de Formação de Professores - rfariageo@hotmail.

Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³. ²Universidade do Estado do Rio de Janeiro / Faculdade de Formação de Professores - rfariageo@hotmail. GERAÇÃO DE MAPA DE USO E COBERTURA DE SOLO UTILIZANDO IMAGENS DE SATÉLITE LANDSAT 8 PARA O SUPORTE AO PLANEJAMENTO MUNICIPAL DO MUNICÍPIO DE NITERÓI RJ. Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³ 1 Universidade

Leia mais

EDITAL Nº 028 DE 11 DE JUNHO DE 2013. Processo de Seleção para Pós-Graduação Lato Sensu em Geoprocessamento Ambiental

EDITAL Nº 028 DE 11 DE JUNHO DE 2013. Processo de Seleção para Pós-Graduação Lato Sensu em Geoprocessamento Ambiental INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CÂMPUS COLORADO DO OESTE EDITAL Nº 028 DE 11 DE JUNHO DE 2013 Processo de Seleção para Pós-Graduação Lato Sensu em Geoprocessamento Ambiental

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 29/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Válida para os acadêmicos ingressantes a partir

Leia mais

Introdução. Objetivo Geral:

Introdução. Objetivo Geral: Data: 13/12/2012 Introdução Objetivo Geral: Levantar informações que visam à construção de indicadores nacionais sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Empresas, compatíveis com as

Leia mais

1. Quantidade de pedidos de acesso à informação. Órgão(s) de referência. Período de consulta: 5/2014 a 4/2015. FCRB Fundação Casa de Rui Barbosa

1. Quantidade de pedidos de acesso à informação. Órgão(s) de referência. Período de consulta: 5/2014 a 4/2015. FCRB Fundação Casa de Rui Barbosa Relatório de Pedidos de Acesso à Informação e Solicitantes (*) Informações adicionais para o correto entendimento do relatório podem ser encontradas na última seção. Órgão(s) de referência FCRB Fundação

Leia mais

INTRODUÇÃO AO USO DO ENVI EM SENSORIAMENTO REMOTO/SIG

INTRODUÇÃO AO USO DO ENVI EM SENSORIAMENTO REMOTO/SIG CURSOS PRESENCIAIS INTRODUÇÃO AO USO DO ENVI EM SENSORIAMENTO REMOTO/SIG Aplicações Básicas em Sensoriamento Remoto com a Utilização do Software ENVI PROPOSTA DO CURSO ENVI 100: O curso proposto visa a

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS.

GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS. GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS. CÁSSIO SILVEIRA BARUFFI(1) Acadêmico de Engenharia Sanitária e Ambiental, Universidade Católica

Leia mais

EXPANSÃO DA SOJA PARA A PORÇÃO NORTE DO BIOMA CERRADO NO ESTADO DO PIAUÍ

EXPANSÃO DA SOJA PARA A PORÇÃO NORTE DO BIOMA CERRADO NO ESTADO DO PIAUÍ EXPANSÃO DA SOJA PARA A PORÇÃO NORTE DO BIOMA CERRADO NO ESTADO DO PIAUÍ Resumo Patrícia Ladeira Pinheiro¹ Gabriel Pereira² (patricia.ladeira@gmail.com; pereira@ufsj.edu.br) Graduanda em Geografia - UFSJ

Leia mais

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL TERMO DE REFERENCIA PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL 1. Objetivos. O Presente Termo de Referência (TdR) tem como

Leia mais

SAÍDAS PROFISSIONAIS

SAÍDAS PROFISSIONAIS SAÍDAS PROFISSIONAIS Telf: 234 340 220 * Fax: 234 343 272 * info@aesbernardo.pt * www.aesbernardo.pt Página 1 de 6 CURSO CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS ÁREA DAS CIÊNCIAS ÁREA DA ANIMAÇÃO ÁREA DA SAÚDE AREA DO

Leia mais