CRIME VIRTUAL: CRESCIMENTO E FALTA DE LEIS ESPECÍFICAS. Daniel Leal de Carvalho * Marta Alves de Souza ** Helder Rodrigues da Costa *** RESUMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRIME VIRTUAL: CRESCIMENTO E FALTA DE LEIS ESPECÍFICAS. Daniel Leal de Carvalho * Marta Alves de Souza ** Helder Rodrigues da Costa *** RESUMO"

Transcrição

1 1 CRIME VIRTUAL: CRESCIMENTO E FALTA DE LEIS ESPECÍFICAS Daniel Leal de Carvalho * Marta Alves de Souza ** Helder Rodrigues da Costa *** RESUMO Este artigo tem com objetivo apresentar a atual situação do Brasil no que se refere ao alto índice de crimes virtuais. Com o aparecimento e popularização da Internet, surgiu o mundo virtual. Isso mudou totalmente o nosso conceito de espaço físico e fronteira. Logo, inevitavelmente houve a migração de criminosos para este novo mundo e através de alguns índices, mostra-se o aumento dos crimes virtuais e da preocupação da população. O artigo analisa também como o Brasil utiliza a analogia ao Código Penal Brasileiro para punir as práticas ilícitas cometidas na Internet. Mas a tipificação às Leis genéricas ainda não enquadram todos os crimes, por isso expõe-se a análise os Projetos de Lei (84/99 e 587/2001) que tramitam no Congresso Nacional que tipificam os crimes virtuais praticados através ou contra os meios eletrônicos. É nessa esperança que o Brasil espera coibir os delitos praticados na Internet. O artigo baseia-se em documentos e pesquisas de peritos na área de crimes virtuais, e apresenta índices que demonstram o crescimento dessas ações. O artigo apresenta também alguns pontos positivos, duvidosos e polêmicos desses Projetos de Lei e algumas opiniões de especialistas na área de crimes, sobre a falta de legislação especifica em relação ao aumento dos crimes virtuais. Palavras chave: Crime Virtual. Legislação específica. Projeto de lei. Código Penal Brasileiro. 1 INTRODUÇÃO A Internet teve sua origem em plena guerra fria, quando interligava centros bélicos para a troca de informações militares, e era conhecida como ARPANET (WIKIPÉDIA, 2011). Hoje, ela interliga milhões de computadores, deixando de ser uma única rede para tornar-se um conglomerado de redes * Pós-Graduado em Gestão de TI SENAC Minas/ ** Mestre em Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Brasil. Professora assistente B do Centro Universitário UNI-BH, Brasil *** Mestrado em Ciências e Técnicas Nucleares pela Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil. Professor Adjunto da Universidade Vale do Rio Doce, Brasil.

2 2 que permite o acesso a todo tipo de informação e transferência de dados. O surgimento deste novo terreno que poderíamos chamar de mundo virtual mudou totalmente o nosso conceito de espaço físico e fronteira. Porém, com o aparecimento desta nova tecnologia e com sua popularização, a Internet não nos trouxe somente benefícios. Logo, houve o surgimento do crime virtual ou crime digital. O fato é que nem mesmo os juristas, na origem da formulação da legislação, que desfrutavam de maior criatividade, teriam a consciência dos atuais acontecimentos e como essa tecnologia se alastraria e contagiaria todo o mundo. Talvez, por isso não tenhamos normas específicas no Código Penal Brasileiro para os crimes virtuais. Atualmente, no Brasil, se utiliza o Direito Penal para punir essa prática ilícita e através de analogias se aplicam as normas da forma genérica. Existem dois grupos distintos que analisam a forma de punir o crime virtual: O primeiro grupo acredita que o crime virtual é uma prática já prevista em lei, os delitos são os mesmos, e que não seria necessário a criação de leis específicas para adequá-las aos crimes virtuais, já que a Internet seria somente um meio para a prática do crime. Enquanto isso, o segundo grupo defende que existem alguns casos específicos de crimes informáticos que não podem ser analisados pela atual legislação. Há 13 anos tramitam no Congresso Nacional, projetos de Leis específicos para punir o crime virtual. Com todos esses acontecimentos, houve o interesse de conhecer melhor sobre esse assunto. O crime virtual está crescendo muito, e pouco se faz para coibir essa prática. A falta de legislação específica para combater o crime virtual pode incentivar esta prática? Este artigo tem como propósito mostrar como está a situação atual do Brasil e o que a legislação pode fazer para diminuir o crescente índice de crimes na Internet. 2 REFERENCIAL TEÓRICO 2.1 Internet A Internet teve sua origem em plena guerra fria, usada como uma arma norte-americana de informação militar. A sua função consistia em interligar todas as centrais de computadores dos postos de comando estratégicos

3 3 americanos, prevenindo-se, assim, de uma suposta ofensiva russa. Mas, se ocorresse que um desses pontos estratégicos fosse atacado, os demais continuariam funcionando de forma autônoma, auxiliando e fornecendo informações a outros centros militares (WIKIPÉDIA, 2011). Hoje, a Internet interliga milhões de computadores, tornou-se um conglomerado de redes permitindo o acesso a todo tipo de informação e transferência de dados. Em 26 de outubro de 1999, Campos (2011) em seu discurso de posse na Academia Brasileira de Letras, já previa: A sociedade do próximo milênio será uma sociedade globalizada e digitalizada. Ignorar essas coisas seria automutilação. Nossa linguagem girará em termos de bits, muito mais que de átomos. Na era digital, até os literatos terão de virar digeratos. Abaixo uma foto representativa do mapa da Internet 2011, disponibilizado pelo Canadá Hosting Peer. Figura 1 Internet MAP 2011 Fonte: (CANADÁ HOSTING PEER, 2011) A figura mostra visualmente todas as redes interligando o mundo. Os nós são os fornecedores de acesso à Internet, redes de campus e de empresas como o Facebook, Google, entre outros. Elas se conectam através das ligações. Os dados compilados neste mapa são da CAIDA (The Cooperative Association for Internet Data Analysis). Em análise feita em março deste ano, A Internet World Stats (2011) mostra que 30,2% da população mundial, acessam a Internet. De acordo com a Reuters, (agência internacional de notícias), Hamadoun Toure, responsável pela agência de telecomunicações da Organização das Nações Unidas, estima que o número de usuários da internet

4 4 alcançou, no fim de 2010, a marca de 2 bilhões de usuários. Com essa marca, e considerando que a população mundial é de 6,8 bilhões, é possível dizer que quase uma pessoa a cada três do mundo já navegou na rede. (REUTERS, 2011) Mas, com esta nova e ascendente tecnologia, vimos o surgimento de um novo terreno, um ambiente convidativo para a prática de delitos e fraudes. Famosa frase citada pelo ex-político francês Jacques Chirac sobre a Internet: Alguns qualificam o espaço cibernético como um novo mundo, um mundo virtual, mas não podemos nos equivocar. Não há dois mundos diferentes, um real e outro virtual, mas apenas um, no qual se devem aplicar e respeitar os mesmos valores de liberdade e dignidade da pessoa. (CHIRAC, 2011) 2.2 Crimes Virtuais Com o aparecimento desta nova tecnologia e com sua popularização, a Internet não nos trouxe somente benefícios. O intenso fluxo de informações e a gigantesca quantidade de usuários produziram consequências e riscos em todo mundo. O surgimento deste novo terreno que poderíamos chamar de mundo virtual mudou totalmente o nosso conceito de espaço físico e fronteira. Logo, inevitavelmente houve a migração de criminosos para este novo mundo, que vieram em busca dessas informações com o intuito de lesar e tirar proveito. A biblioteca Wikipédia definiu crime virtual ou crime digital como termos utilizados para se referir a toda a atividade onde um computador ou uma rede de computadores são utilizados como uma ferramenta, uma base de ataque ou como meio de crime. Infelizmente, esta prática tem crescido muito já que esses criminosos virtuais têm a errada impressão que o anonimato é possível na Web e que a Internet é um mundo sem lei. 2.3 INDICADORES DE NÍVEIS Este artigo apresenta duas organizações que trabalham para orientar outras organizações sobre as práticas de crimes virtuais. Uma delas é a nacional SaferNet Brasil, a outra Unisys SaferNet Brasil - Central Nacional de Denúncias Fundada no final de 2005 com o intuito de oferecer uma resposta eficiente para os problemas relacionados ao uso indevido da Internet na prática

5 5 de crimes virtuais e violações contra os Direitos Humanos. Um grupo de professores, cientistas da computação e bacharéis em Direito, deram início a uma Central Nacional de Denúncias, chamada: SaferNet Brasil. Esta é uma associação civil sem fins lucrativos e tem atuação nacional. Todas essas informações apresentadas abaixo podem ser acessadas no site da organização O índice SaferNet A SaferNet recebe diariamente cerca de 2500 (duas mil e quinhentas) denúncias por dia, e este alto índice alimenta este indicador. Os crimes monitorados são: Intolerância religiosa; Racismo, Neo Nazismo; Tráfico de Pessoas; Pornografia Infantil; Maus Tratos Contra Animais; Xenofobia; Apologia e Incitação a crimes contra a Vida; Homofobia. Através das denúncias destes últimos 5 (cinco) anos, foram feitas diversas comparações, que são apresentados no gráfico a seguir: Figura 2 - Denúncias por semestre: Totais Fonte: (SAFERNET BRASIL, 2011) A análise mostra um crescimento contínuo desde 2006 até o final de 2008, mas no 1º semestre de 2009 as denúncias quase dobraram. O 2º semestre de 2010 demonstra um pequeno aumento de denúncias se comparado com o 1º

6 6 semestre do mesmo ano. Lembrando que o índice mostra somente oito crimes virtuais e violações contra os Direitos Humanos. Pela natureza de um crime específico, mesmo não contribuindo de forma numérica expressiva, a ação pode ser considerada muito frequente, a exemplo da xenofobia. Figura 3 - Denúncia por semestre: Xenofobia Fonte: (SAFERNET BRASIL, 2011) Xenofobia é o medo irracional, aversão ou a profunda antipatia em relação aos estrangeiros (WIKIPÉDIA, 2011). Considerando que o Brasil é um país multirracial, não deveria ocorrer este tipo de crime em níveis tão altos Unisys A Unisys é uma empresa mundial de tecnologia da informação e é especializada em ajudar grandes empresas e organizações governamentais no ambiente de segurança. Esta empresa conta com aproximadamente 23 mil funcionários distribuídos por 13 países. O Brasil tem chamado muita atenção desta organização pelo fato de ter um aumento nos níveis dos crimes virtuais O Índice de Segurança Unisys O Índice de Segurança Unisys fornece uma medida estatística da recorrente preocupação das pessoas sobre quatro áreas de segurança, são elas: Segurança nacional e de epidemias. Segurança financeira, sobre fraudes com cartões bancários e capacidade de cumprir obrigações financeiras pessoais. Segurança na Internet, transações financeiras online, vírus e spam. Segurança pessoal em termos de riscos físicos e roubo de identidade. Contudo o foco deste estudo será para as áreas de segurança de informações virtuais. Este indicador analisa questões de segurança que dizem respeito a acontecimentos atuais ocorridos no país e mede as percepções do consumidor

7 7 numa escala de zero a 300, onde 300 representa o nível mais elevado de preocupação O Índice de Segurança Unisys Brasil O índice Unisys tem um papel proeminente nos esforços para combater riscos, através dos produtos e serviços de tecnologia, que oferece para o governo brasileiro. O país pode monitorar o progresso referente às áreas de segurança, e essa é uma das principais razões para utilizá-lo como base para demonstrar como está a situação do país em relação à segurança da informação. (UNISYS SECURITY, 2011, p 2) O Índice de Segurança Unisys para o Brasil está em 180 para esta primeira análise em 2011, e isto indica que os brasileiros estão seriamente preocupados com a segurança ao observar os altos índices dos crimes virtuais. A Unisys constatou que a ameaça mais preocupante, numero 1 no Brasil, é com fraudes com cartões bancários. A pesquisa mostrou que a grande maioria dos brasileiros entrevistados (85%) estão seriamente preocupados com a possibilidade de outras pessoas terem acesso à suas contas bancárias de cartão de crédito ou débito. Um número considerável de pessoas (22%) confirmaram que acessam suas contas bancárias através dos sites dos bancos. (UNISYS SECURITY INDEX BRAZIL MARCH 2011, p 5) A análise consta também que 54% dos brasileiros estão seriamente preocupados com a segurança das compras on-line, e que 60% dos brasileiros estão seriamente preocupados com a segurança do computador em relação a vírus ou spam. (UNISYS SECURITY INDEX BRAZIL MARCH 2011, p 6) A preocupação numero 2 é relacionada a saúde, com epidemias no Brasil. A preocupação numero 3 do Brasil é com relação ao roubo de identidade, 77 % dizem estar seriamente preocupados. (UNISYS SECURITY INDEX BRAZIL MARCH 2011, p 7). De acordo com a Unisys Security Index Brazil, a metodologia utilizada nesta última pesquisa para apresentar o Índice de Segurança Unisys é baseada em uma pesquisa telefônica com pessoas com 18 a 65 anos. Metade dos entrevistados é do sexo masculino e metade do sexo feminino, selecionados aleatoriamente nas grandes áreas metropolitanas do Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre e Salvador). A

8 8 pesquisa inclui famílias das classes econômicas A, B e C, é feita em português, entre os dias 02 a 28 de fevereiro de INFORMATIZAÇÃO X LEGISLAÇÃO ATUAL Antigamente se via, nos CPD s (Centro de Processamento de Dados) das empresas, computadores enormes que rodavam discos gigantescos, sem falar dos custos de compra e manutenção que dificultavam a aquisição desses equipamentos. Hoje, já temos micro-computadores que cabem em bolsas e se conectam à internet sem nenhum problema. Mas o fato é que nem mesmo os juristas que desfrutavam de maior criatividade, na origem da formulação da legislação, teriam a consciência dos atuais acontecimentos e como essa tecnologia se alastraria e contagiaria todo o mundo e talvez por isso não hajam normas específicas no Código Penal Brasileiro para os crimes virtuais. Hoje, o Brasil, utiliza o Direito Penal para punir essa prática ilícita e através de analogia se aplicam as normas da forma genérica. Sendo assim, sem uma legislação específica, só nos resta à tipificação no Código Penal Brasileiro. No Direito Penal a invocação mais imediata para a colmatação das lacunas é a analogia, consistente em aplicar uma hipótese não prevista na lei a caso semelhante. Não cria direito novo, mas descobre o existente, como forma de auto-integração da lei. (SOUZA, 2011). A analogia é aplicada a uma questão não prevista em Lei, mas essa prática não satisfaz a todos os grupos de pessoas, alguns acham que podem deixar brechas para a impunidade, enquanto outros acham que ela é perfeitamente aplicável em todos os casos Os dois grupos Observa-se que há dois grupos distintos que analisam a forma de punir o crime virtual: Frase referida pela presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, em artigo datado de janeiro deste ano, sobre o crime virtual: Os crimes digitais são os mesmos que ocorrem na vida real o que muda é o meio (internet). (DILMA WORDPRESS, 2011) Este primeiro grupo de pessoas, que juntamente com a presidenta, acredita que o crime virtual é uma prática já prevista em lei no Código Penal,

9 9 que os crimes são os mesmos e que a Internet seria somente um meio para a sua prática. Analisando desta forma tem-se o seguinte exemplo: Um dos crimes mais comuns hoje seria o de desviar valores através de internet banking. Esta prática tem como fim o estelionatário, então fazendo analogia ao Código Penal Brasileiro analisasse o artigo 171 (Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento) que é perfeitamente aplicável. Podem-se citar ainda várias outras práticas criminosas que são aplicáveis pela legislação do Código Penal: Ameaça na Internet pode ser analisada pelo Artigo 147 (Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave.). Difamar alguém, por exemplo, em uma rede de relacionamentos: Art. 139 (Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação), e assim por diante. Enquanto isso, o segundo grupo defende que existem alguns casos específicos de crimes informáticos que não podem ser analisados pela atual legislação, ou seja, devem-se revogar as normas genéricas e criar normas específicas para se adequar. Analisando de forma mais detalhada as normas de Direito Penal, pode-se notar que existem ambiguidades ou são insuficientes para tratar os crimes virtuais. Este princípio também é defendido pelo fato de que existem crimes puros da informática. Um dos defensores deste grupo é o procurador da República Adilson Prudente Filho, do Grupo de Combate aos Crimes Cibernéticos do Ministério Público Federal que em reportagem feita pelo Jornal Eletrônico de Minas (MG1), fala sobre a dificuldade de investigar e punir os crimes virtuais: [...] a falta de legislação no Brasil sobre a questão das informações na internet é o principal entrave para as investigações de crimes cometidos na rede mundial de computadores [...] (MG1, 2010). O artigo 1º do Código Penal Brasileiro mostra o quanto é importante que toda a ação tenha que estar bem definida em lei, senão ela não pode ser considerada ilícita. Art. 1º - Não há crime sem lei anterior que o defina. Não há pena sem prévia cominação legal (BRASIL, Código Penal Brasileiro, 2011). Sendo assim, tramitam no Congresso Nacional os projetos de Leis (84/99 e 587/2001) que tipificam condutas ilícitas práticadas através ou contra os meios eletrônicos.

10 PROJETO DE LEI 88/99 E PROJETO DE LEI 587/2011 O PL nº. 84/99 sofreu algumas mudanças de 2008 para 2010, sob a responsabilidade do então Senador Eduardo Azeredo foi enviado para a Câmara dos deputados recebendo nova numeração e desde então tem sido analisado pela Comissão específica (Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTICI; Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado - CSPCCO) recebendo parecer favorável a sua aprovação. Tendo então o parecer da CCTICI e alguns questionamentos da sociedade, o PL nº. 84/99 foi revisto neste ano, e resultou no PL nº. 587/2011, que recebeu nova redação e ficou mais reduzido. O relator atual é o Deputado Sandro Alex. A advogada Dra. Gisele Truzzi, especialista em Direito Digital e Direito Criminal, apresenta algumas considerações, analisando certos pontos questionados e comparando os Projetos de Lei em seu artigo: Breves considerações - Projeto de Lei Crimes eletrônicos PL 84/99 e PL 587/ Ponto positivo Inc. III, art. 5º do PL 584/11: Diferenciação entre logs de acesso e dados cadastrais, definindo que estes últimos são sigilosos e deverão ser armazenados em separado, bem como vincula os dados cadastrais a uma pessoa e documento de identificação. (TRUZZI, 2011, p. 11) Ponto duvidoso Inc. I, art. 5º do PL 587/1: diminuição do tempo de guarda dos logs de acesso. Prazo de guarda: 18 meses. (No texto anterior, o prazo de guarda era de 3 anos). (TRUZZI, 2011, p. 8) Ponto polêmico Art. 6º do PL 587/11: Eximem da responsabilidade da guarda de logs as instituições que visam à inclusão digital sem finalidade lucrativa. Tal dispositivo poderia favorecer o surgimento de instituições que tentariam se enquadrar nestas definições somente para não arcarem com a responsabilidade relacionada à guarda de logs de acesso. (TRUZZI, 2011, p. 9 e 10).

11 11 Estes são alguns pontos observados pela advogada Dra. Gisele Truzzi, que acredita que todo esforço dos PL s para se adequar as leis já existentes, poderão prevenir, investigar, punir e coibir os crimes com maior vigor. 2.6 A falta de leis específicas x aumento dos crimes virtuais Dmitry Bestuzhev, pesquisador sênior da Kaspersky Lab, em um dos seus artigos para o site Securelist, ele analisa que o Brasil é umas das maiores fontes de trojans para roubo de informações bancárias. Enfoca por duas vezes no mesmo artigo que o país não dispõe de legislação que combata efetivamente o crime virtual. Em conclusão diz que: [...] as agências de aplicação da Lei e os órgãos governamentais em todo mundo precisam trabalhar e interagir mais eficazmente. Até que isso aconteça, não pode haver uma redução significativa na quantidade de cibercrime. (SECURELIST, 2009, p.10) Para a equipe do Observatório da Imprensa (Unicamp), a legislação não acompanha o crime virtual como refere em artigo: Internet amplia alcance de ameaças em abril deste ano. Este artigo apresenta o drama de uma novaiorquina que sofre do crime virtual chamado cyber-stalking (perseguição na Internet), recebe ameaças de morte diária e outros abusos. O problema é que a polícia não pode fazer nada, pois as ofensas partem de Cingapura, e não em território americano. Amadeu Robalinho Dantas da Gama Neto, da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil de Pernambuco, em artigo para o Sinpol (sindicato dos policiais civis do estado de Sergipe), fala sobre diversas indignações, uma delas é sobre crimes em geral, e cita uma frase: [...] Porém o crime também evolui, a lei não acompanha a evolução. 3 METODOLOGIA No artigo utiliza-se pesquisa bibliográfica, reunindo artigos, documentos e pesquisas, submetidos a uma triagem que objetiva conhecer os diferentes pensamentos disponíveis sobre o tema. Apresenta dois índices que demonstram aspectos relacionados ao crime virtual, um expõe o crescimento

12 12 dessas ações e outro apresenta a preocupação da população brasileira com o cibercrime. Foi utilizada também a pesquisa descritiva, visando a resolução dos problemas originados pelos crimes virtuais, partindo do princípio da adequação do Código Penal, melhorando assim, a eficácia na punição aos infratores através dos Projetos de Lei 88/99 e 587/2011. Apontam-se ainda algumas análises feitas por peritos para a validação de conteúdo. 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS E SUGESTÕES A Internet é um mundo em expansão e não se pode menosprezá-la. Crescerá muito mais, e com ela vêm consequências que não podem ser ignoradas. A falta de legislação específica está vinculada ao crescimento das práticas dos crimes virtuais. Como visto, no Brasil esta prática tem crescido muito, pois não temos artifícios eficientes para coibir esses criminosos. Através das análises feitas pelas autoridades competentes da área, é vital o surgimento de leis que coíbam a prática dos crimes na Internet. Essa legislação também não pode ser considerada nacional, pois os crimes não têm barreiras territoriais, portanto a legislação precisa se preparar para esta característica. Sendo assim, as organizações mundiais têm que unir forças para combater de forma mais concreta o cyber crime, e o primeiro passo é ter uma legislação específica. Depois de analisar todo o material levantado, afirma-se que, não são poucas as pessoas que pensam desta forma. É preciso ter uma legislação específica, para punir os crimes virtuais, coibindo e impedindo o aumento desta prática. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BRASIL. Projeto de Lei e outras preposições Projeto de Lei 587/2011. Disponível em: Acessado em: 01/05/2011. BRASIL. Projeto de Lei e outras preposições Projeto de Lei 84/1999. Disponível em: Acessado em: 01/05/2011.

13 13 CAIDA. The Cooperative Association for Internet Data Analysis. Disponível em: Acessado em: 05/04/2011. CAMPOS. Academia brasileira de letras. Roberto Campos Discurso de Posse. Disponível em: id=237&sid=232. Acessado em 30/6/2011. CHIRAC. Frase de Jacque Chirac. Disponível em: /de/jacques-chirac.html. Acessado em: 01/05/2011. DEFENSE ADVANCED RESEARCH PROJECTS AGENCY (ARPA/DARPA). Internet MAP Disponível em: em 01/06/2011. DILMA WORDPRESS. Crime é crime: o que muda é o meio. Disponível em: dilmapresidente.wordpress.com/2011/01/11/crime-crime-o-que-muda-o-meio. Acessado em: 01/04/2011. INTERNET WORLD STATS. World Internet Usage and Population Statistics. Disponível em: Acessado em: 15/04/2011. MG1. O Jornal Eletrônico de Minas - Crimes virtuais: falta de leis no Brasil dificulta investigações. Disponível em: mg1.com.br/plus/modulos/noticias/ler.php?cdnoticia= Acessado em: 01/04/2011. OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA Internet amplia alcance de ameaças. Disponível em: Acessado em: 26/05/2011. PEER1. Map of the Internet Disponível em: 03/map-of-the-internet Acessado em 05/04/2011. REUTERS. Internet user to exceed 2 billion this year. Disponível em: Acessado em: 15/04/2011. SAFERNET BRASIL. Protegendo os Direitos Humanos na Sociedade da Informação. Disponível em: Acessado em: 19/04/2011. SECURELIST Brazil: a country rich in banking Trojans. Disponível em: Trojans?print_mode=1. Acessado em: 30/03/2011. SINPOL SERGIPE Quando todos erram, chame e Polícia. Disponível em: =Artigos. Acessado em: 26/05/2011. SOUZA. Lacunas e Interpretação na Lei Penal. Disponível em: Acessado em: 30/06/2011.

14 14 TRUZZI. Breves considerações - Projeto de Lei Crimes eletrônicos PL 84/99 e PL 587/2011. Disponível em: blog/wp-content /uploads/2011/04/analiseplcrimeseletronicos_giseletruzzi_abril2011.pdf. Acessado em 29/04/2011. UNISYS. Unisys Security Indexreports. Artigos: Unisys Security Index Brazil March 2011, October 2010, March 2010, October 2009, April 2009, October 2008, April 2008.Disponível em: Acessado em 25/03/2011. WIKIPEDIA. Historia da Internet. Disponível em: pt.wikipedia.org/wiki/hist%c3 %B3ria_da_ Internet. Acessado em: 28/04/2011.

FACULDADE PROJEÇÃO FAPRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PROJEÇÃO FAPRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PROJEÇÃO FAPRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ALLAN ARDISSON COSSET DIEGO ALVES DE PAIVA ERICK SOUSA DAMASCENO HUGO NASCIMENTO SERRA RICARDO FRANÇA RODRIGUES Legislação Aplicada à Computação Crimes de

Leia mais

Legislação para TI uma abordagem das Leis Carolina Dieckmann, Azeredo, Marco Civil da Internet Decreto de Segurança da Informação.

Legislação para TI uma abordagem das Leis Carolina Dieckmann, Azeredo, Marco Civil da Internet Decreto de Segurança da Informação. Legislação para TI uma abordagem das Leis Carolina Dieckmann, Azeredo, Marco Civil da Internet Decreto de Segurança da Informação. Prof. Marcos Monteiro te ...pode ser tipificado como : Falsidade ideológica

Leia mais

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4.1 Legislação aplicável a crimes cibernéticos Classifica-se como Crime Cibernético: Crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação), furtos, extorsão,

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO:

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado do Rio de Janeiro? REALIZAÇÃO:

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE - BRASIL: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet?

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE - BRASIL: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet? RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE - BRASIL: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet? REALIZAÇÃO: SaferNet Brasil APOIO: Ministério Público Federal

Leia mais

Um ambiente seguro de logs como auxilio a computação forense. Leandro Borges Dalton Matsuo Tavares

Um ambiente seguro de logs como auxilio a computação forense. Leandro Borges Dalton Matsuo Tavares Um ambiente seguro de logs como auxilio a computação forense. Leandro Borges Dalton Matsuo Tavares ORGANIZAÇÃO DA APRESENTAÇÃO 1. Introdução. 2. Aspectos Legais. 3. Aspectos Técnicos. 4. Proposta do ambiente.

Leia mais

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado Segurança de Dados Segurança de dados e sigilo de informações ainda é um tema longe de ser solucionado no Brasil e no Mundo. A cada novo dispositivo lançado, cada nova transação bancária ou a cada novo

Leia mais

TÍTULO: CRIMES VIRTUAIS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE CAMPO GRANDE

TÍTULO: CRIMES VIRTUAIS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE CAMPO GRANDE TÍTULO: CRIMES VIRTUAIS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE CAMPO GRANDE AUTOR(ES): NÁDIA CRISTIANE DA SILVA ORIENTADOR(ES):

Leia mais

Perito em Computação Forense

Perito em Computação Forense Perito em Computação Forense Marcos Monteiro http://www.marcosmonteiro.com.br contato@marcosmonteiro.com.br Ciência Forense Criminal A ciência forense criminal traz a prática da investigação o que chamamos

Leia mais

RELATÓRIO. Indicadores sobre denúncias de crimes e violações contra os Direitos Humanos na Internet no Brasil em 2006

RELATÓRIO. Indicadores sobre denúncias de crimes e violações contra os Direitos Humanos na Internet no Brasil em 2006 RELATÓRIO Indicadores sobre denúncias de crimes e violações contra os Direitos Humanos na Internet no Brasil em 2006 Neste documento são apresentados os indicadores sobre as denúncias de crimes e violações

Leia mais

10º Seminário RNP de Capacitação e Inovação

10º Seminário RNP de Capacitação e Inovação 10º Seminário RNP de Capacitação e Inovação Mesa Redonda: CRIMES DIGITAIS Recife/PE, 1º de Dezembro de 2004. Apresentação: Omar Kaminski Direitos e Garantias Constituicionais: II - ninguém será obrigado

Leia mais

SUBSTITUTIVO. (ao PLS 76/2000, PLS 137/2000 e PLC 89/2003) O CONGRESSO NACIONAL decreta:

SUBSTITUTIVO. (ao PLS 76/2000, PLS 137/2000 e PLC 89/2003) O CONGRESSO NACIONAL decreta: 20 SUBSTITUTIVO (ao PLS 76/2000, PLS 137/2000 e PLC 89/2003) Altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), o Decreto-Lei nº 1.001, de 21 de outubro de 1969 (Código Penal Militar),

Leia mais

A Internet depois do Marco Civil

A Internet depois do Marco Civil Direito Digital Marco Civil da Internet A Internet depois do Marco Civil Gustavo Gobi Martinelli Quem sou eu? Nome: Gustavo Gobi Martinelli Graduado em Ciência da Computação; Graduado em Direito; Mestrando

Leia mais

Perícia Computacional Forense. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br

Perícia Computacional Forense. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Perícia Computacional Forense gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Perícia Computacional Forense gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br 3 Agenda» A nova Economia» Segurança da

Leia mais

CRIMES DE INFORMÁTICA. Introdução. O QUE É CRIME - Toda conduta humana (ação ou omissão) - típica, - antijurídica e - culpável.

CRIMES DE INFORMÁTICA. Introdução. O QUE É CRIME - Toda conduta humana (ação ou omissão) - típica, - antijurídica e - culpável. CRIMES DE INFORMÁTICA Introdução O QUE É CRIME - Toda conduta humana (ação ou omissão) - típica, - antijurídica e - culpável Introdução O QUE É CRIME - Tipicidade: perfeito enquadramento da conduta ao

Leia mais

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 Dayane Gonçalves FERREIRA 2 Jéssica Passos LOUREIRO 3 Kássya Dy Karly Lima ALVES 4 Ana Paula Nazaré de FREITAS 5 Universidade Federal do Pará, Belém, PA RESUMO A peça

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo APRESENTAÇÃO A SaferNet Brasil é uma associação civil de direito privado, com

Leia mais

INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA. Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos.

INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA. Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos. 1 INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA Alexandre Kaspary 1 Alexandre Ramos 2 Leo Andre Blatt 3 William Rohr 4 Fábio Matias Kerber 5 Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos.

Leia mais

Apresentação. Soluções para resolv. Legislação penal. Conclusão

Apresentação. Soluções para resolv. Legislação penal. Conclusão SUMÁRIO Apresentação Introdução Soluções para resolv esolver er a violência e a criminalidade Popularidade de possíveis soluções Políticas sociais x políticas de segurança Redução da maioridade penal Legislação

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO CIDADANIA PARA TODOS: PEDOFILIA NA INTERNET 1

PROJETO DE EXTENSÃO CIDADANIA PARA TODOS: PEDOFILIA NA INTERNET 1 PROJETO DE EXTENSÃO CIDADANIA PARA TODOS: PEDOFILIA NA INTERNET 1 Danielli Regina Scarantti 2, Lurdes Aparecida Grossmann 3. 1 Projeto de extensão Cidadania Para Todos realizado no curso de Graduação em

Leia mais

IX Encontro Nacional do IAPI Instituto dos Advogados em Prática Individual. O advogado, a Internet e as Redes Sociais

IX Encontro Nacional do IAPI Instituto dos Advogados em Prática Individual. O advogado, a Internet e as Redes Sociais IX Encontro Nacional do IAPI Instituto dos Advogados em Prática Individual O advogado, a Internet e as Redes Sociais Multiusos Gondomar - 20 de Junho de 2015 Marina Padinha Inspetora da Policia Judiciária

Leia mais

CRIMES NA INTERNET. 1. Desenvolvimento

CRIMES NA INTERNET. 1. Desenvolvimento CRIMES NA INTERNET * James Nogueira Bueno ** Vânia Maria Bemfica Guimarães Coelho 1 Resumo Este trabalho apresenta a dimensão ética contida nos espaços e suportes informacionais trazido à realidade do

Leia mais

O PODER E O RISCO DAS REDES SOCIAIS. Advª. Cláudia Bressler e Prof. Ms. Carolina Müller

O PODER E O RISCO DAS REDES SOCIAIS. Advª. Cláudia Bressler e Prof. Ms. Carolina Müller O PODER E O RISCO DAS REDES SOCIAIS Advª. Cláudia Bressler e Prof. Ms. Carolina Müller Rede Social é um grupo de pessoas/empresas conectadas através da internet e de interesses em comum. Esse grupo forma

Leia mais

Internet das Coisas e Privacidade. Ministério Público Federal

Internet das Coisas e Privacidade. Ministério Público Federal Internet das Coisas e Privacidade Ministério Público Federal Ministério Público Federal Órgão de acusação, primordialmente. Peculiaridade no Brasil - Órgão com atribuição para tutela coletiva dos interesses

Leia mais

NOVA LEI DE CRIMES CIBERNÉTICOS ENTRA EM VIGOR

NOVA LEI DE CRIMES CIBERNÉTICOS ENTRA EM VIGOR NOVA LEI DE CRIMES CIBERNÉTICOS ENTRA EM VIGOR Apelidada de Lei Carolina Dieckmann, a Lei nº 12.737, de 30 de novembro de 2012, entrou em pleno vigor no último dia 3 de abril de 2013, alterando o Código

Leia mais

O USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMO ARMA DE ATAQUE. Paulo Sérgio de Araújo 1

O USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMO ARMA DE ATAQUE. Paulo Sérgio de Araújo 1 O USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COMO ARMA DE ATAQUE. Paulo Sérgio de Araújo 1 FATEC OURINHOS Faculdade de Tecnologia de Ourinhos Av. Vitalina Marcusso, 1400 Campus Universitário CEP 19910-206 Ourinhos,

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann Ofício nº 386/2013-GP Goiânia, 10 de junho de 2013. Ao Senhor Dr. Joaquim Mesquita Secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás Av. Anhanguera, nº 7364, Setor Aeroviário Goiânia GO CEP: 74.435-300

Leia mais

Prof. Douroando Luiz Carlos Pereira AULA 1

Prof. Douroando Luiz Carlos Pereira AULA 1 Prof. Douroando Luiz Carlos Pereira AULA 1 EMENTA: Caracterização das leis de software. Conceituação: Tratamento e sigilo de dados; Propriedade intelectual; Noções de Direitos Autorais; Responsabilidade

Leia mais

Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado da Paraíba?

Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado da Paraíba? RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DA PARAÍBA: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado da Paraíba? REALIZAÇÃO: SaferNet Brasil

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador CÉSAR BORGES

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador CÉSAR BORGES PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE, CONSUMIDOR E FISCALIZAÇÃO E CONTROLE, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 121, de 2008, que proíbe as empresas de cartões de pagamento de autorizarem

Leia mais

VOTO EM SEPARADO I RELATÓRIO

VOTO EM SEPARADO I RELATÓRIO VOTO EM SEPARADO Perante a COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 121, de 2008, do Senador Magno Malta, que proíbe as empresas de cartões

Leia mais

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com Bens jurídicos peculiares à informática Crimes digitais e suas modalidades Relações

Leia mais

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS PROJETO DE LEI N o 6.418, DE 2005 (Apensados os Projetos de Lei n os : 715/1995; 1.026/1995; 1.477/2003; 5.452/2001; 6.840/2002; 2.252/1996 e 6.573/2006) Define

Leia mais

Treinamento de Prevenção a Fraudes

Treinamento de Prevenção a Fraudes Treinamento de Prevenção a Fraudes 1. Introdução Esse treinamento visa orientar os colaboradores, parceiros, fornecedores, terceiros e pessoas com as quais mantém relacionamento comercial com a PAN Seguros,

Leia mais

A Dissipação do Cibercrime pela Falta de Punidade

A Dissipação do Cibercrime pela Falta de Punidade A Dissipação do Cibercrime pela Falta de Punidade Guilherme Moreira, Jacqueline Barbieri, Merielly Kazmierczak, Willy Nelson de Oliveira, Orlei Pombeiro Grupo de Pesquisa em Informática e Sociedade Sistema

Leia mais

CRIMES CIBERNÉTICOS: ->Os crimes mais comuns praticados contra organizações são:

CRIMES CIBERNÉTICOS: ->Os crimes mais comuns praticados contra organizações são: CRIMES CIBERNÉTICOS: A atuação da polícia em crimes de computador requer investigação especializada e ação efetiva. Não existem no Brasil policiais preparados para combater esse tipo de crime, faltando

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 1.167, DE 2007 (Apensos os PL's 3.773/08 e 4.056/2008)

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 1.167, DE 2007 (Apensos os PL's 3.773/08 e 4.056/2008) 1 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 1.167, DE 2007 (Apensos os PL's 3.773/08 e 4.056/2008) Acrescenta inciso IV ao 1º e 3º ao art. 241 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 Estatuto

Leia mais

Índice. Ameaças à Segurança da Informação. Introdução. Dispositivos de Segurança no Bradesco Net Empresa. E-Mail. Como Identificar um Phishing Scan

Índice. Ameaças à Segurança da Informação. Introdução. Dispositivos de Segurança no Bradesco Net Empresa. E-Mail. Como Identificar um Phishing Scan www.bradesco.com.br Índice Versão 01-2007 Introdução 2 Ameaças à Segurança da Informação 12 Dispositivos de Segurança no Bradesco Net Empresa 3 E-Mail 14 Procuradores e Níveis de Acesso 6 Como Identificar

Leia mais

Segurança e Auditoria em Sistemas

Segurança e Auditoria em Sistemas Segurança e Auditoria em Sistemas Curso: Analise e Desenvolvimento de Sistemas Prof.Eduardo Araujo Site:www.professoreduardoaraujo.com O que é Segurança? Confidencialidade Integridade Disponibilidade Jogo

Leia mais

CLC5 Formador: Vítor Dourado

CLC5 Formador: Vítor Dourado 1 A designação da Internet advém de Interconnected Network, ou seja, rede interligada. A Internet é uma gigantesca teia mundial de redes de computadores, em constante crescimento e evolução, oferecendo

Leia mais

CONTEÚDOS PARA TREINAMENTOS, CURSOS DE CAPACITAÇÃO, PALESTRAS

CONTEÚDOS PARA TREINAMENTOS, CURSOS DE CAPACITAÇÃO, PALESTRAS CONTEÚDOS PARA TREINAMENTOS, CURSOS DE CAPACITAÇÃO, PALESTRAS Os conteúdos listados abaixo são uma prévia dos temas e podem ser adequados ao cliente de acordo com o perfil e demanda da empresa/instituição.

Leia mais

Introdução a Segurança da Informação

Introdução a Segurança da Informação Introdução a Segurança da Informação Caio S. Borges 1, Eduardo C. Siqueira 1 1 Faculdade de Informática Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) CEP 90.619-900 Porto Alegre RS Brasil

Leia mais

Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br

Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Preservação da: confidencialidade: Garantia de que o acesso à informação seja obtido somente por pessoas autorizadas. integridade: Salvaguarda da exatidão

Leia mais

Manual de mídias sociais

Manual de mídias sociais Manual de mídias sociais Julho/2014 Introdução A NovAmérica busca caminhar junto com as mudanças no mundo, sejam tecnológicas, comportamentais, sociais ou culturais. Assim, realiza ações que permitem aos

Leia mais

ANÁLISE DA PEDOFILIA NA INTERNET SOB O ASPECTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA

ANÁLISE DA PEDOFILIA NA INTERNET SOB O ASPECTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA 1 ANÁLISE DA PEDOFILIA NA INTERNET SOB O ASPECTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Raphaella Karla Martins de Lima 1 INTRODUÇÃO A internet é o meio de comunicação que mais revolucionou e trouxe benefícios tecnológicos

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O crime de divulgação de pornografia infantil pela Internet Breves Comentários à Lei 10.764/03 Demócrito Reinaldo Filho Foi publicada (no DOU do dia 13/11) a Lei Federal 10.764,

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos educadores Multiplicadores

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos educadores Multiplicadores RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos educadores Multiplicadores APRESENTAÇÃO A SaferNet Brasil é uma associação civil de direito privado, com atuação nacional, sem fins lucrativos ou econômicos,

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

ABRANET Associação Brasileira de Provedores Internet

ABRANET Associação Brasileira de Provedores Internet ABRANET Associação Brasileira de Provedores Internet APRESENTAÇÃO PARA O SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA Audiência Pública

Leia mais

CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET

CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET ESTUDO CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET Ribamar Soares Consultor Legislativo da Área II Direito Civil e Processual Civil, Direito Penal e Processual Penal, de Família, do Autor, de Sucessões, Internacional

Leia mais

A 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia - Estatísticas e Cases

A 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia - Estatísticas e Cases A 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia - Estatísticas e Cases Dra.Ancilla-Dei Vega Dias Baptista Giaconi Maio/2014 0 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia Criada em 23 de Novembro

Leia mais

Substitua-se o Projeto pelo seguinte:

Substitua-se o Projeto pelo seguinte: Substitutivo do Senado ao Projeto de Lei da Câmara nº 89, de 2003 (PL nº 84, de 1999, na Casa de origem), que Altera o Decreto- Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal e a Lei nº 9.296, de

Leia mais

Unisys Security Index 2014. Marcelo Neves, Especialista em Segurança e Diretor da Unisys Brasil

Unisys Security Index 2014. Marcelo Neves, Especialista em Segurança e Diretor da Unisys Brasil Unisys Security Index 2014 Marcelo Neves, Especialista em Segurança e Diretor da Unisys Brasil 15 de Maio, 2014 Sobre a Unisys Principal fornecedor de soluções e serviços para ambientes de missão crítica

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. Agnolin) Acrescenta os 5 º e 6 º ao art. 20 da Lei nº 7.716, de 15 de janeiro de 1989, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, para estabelecer

Leia mais

Tendências dos Crimes Cibernéticos. Marcos Vinicius G. R. Lima Perito Criminal Federal Instituto Nacional de Criminalística Polícia Federal

Tendências dos Crimes Cibernéticos. Marcos Vinicius G. R. Lima Perito Criminal Federal Instituto Nacional de Criminalística Polícia Federal Tendências dos Crimes Cibernéticos Marcos Vinicius G. R. Lima Perito Criminal Federal Instituto Nacional de Criminalística Polícia Federal Tópicos Crimes cibernéticos e vestígios digitais Dificuldades,

Leia mais

PROJETO DE LEI nº, de 2012 (Do Sr. Moreira Mendes)

PROJETO DE LEI nº, de 2012 (Do Sr. Moreira Mendes) PROJETO DE LEI nº, de 2012 (Do Sr. Moreira Mendes) Dispõe sobre o conceito de trabalho análogo ao de escravo. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Para fins desta Lei, a expressão "condição análoga à

Leia mais

A NOVA LEI 12.737/12 IMPLICAÇÕES NO TRATAMENTO DE INCIDENTES DE REDE

A NOVA LEI 12.737/12 IMPLICAÇÕES NO TRATAMENTO DE INCIDENTES DE REDE A NOVA LEI 12.737/12 IMPLICAÇÕES NO TRATAMENTO DE INCIDENTES DE REDE Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos Coordenação Geral de Polícia Fazendária Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado

Leia mais

Noções de Direito e Legislação da Informática FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Noções de Direito e Legislação da Informática FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LUIZ GUILHERME JULIANO PIROZZELLI TULIO TSURUDA WISLIY LOPES Noções de Direito e Legislação da Informática GOIÂNIA JUNHO DE 2014 RELACIONAR

Leia mais

CRIMES DIGITAIS E SUAS IMPLICAÇÕES. Adriana MORAIS 1 Priscila de Oliveira Stuque BITTENCOURT 2 José Carlos CLEMENTINO 3

CRIMES DIGITAIS E SUAS IMPLICAÇÕES. Adriana MORAIS 1 Priscila de Oliveira Stuque BITTENCOURT 2 José Carlos CLEMENTINO 3 CRIMES DIGITAIS E SUAS IMPLICAÇÕES Adriana MORAIS 1 Priscila de Oliveira Stuque BITTENCOURT 2 José Carlos CLEMENTINO 3 Resumo O presente trabalho pretende uma abordagem da problemática existente pela ausência

Leia mais

II Semana de Informática - CEUNSP. Segurança da Informação Novembro/2005

II Semana de Informática - CEUNSP. Segurança da Informação Novembro/2005 II Semana de Informática - CEUNSP Segurança da Informação Novembro/2005 1 Objetivo Apresentar os principais conceitos sobre Segurança da Informação Foco não é técnico Indicar onde conseguir informações

Leia mais

Desde os tempos primórdios, o homem é um ser social, ou seja, necessita se comunicar. É a dicotomia de ouvir e ser ouvido.

Desde os tempos primórdios, o homem é um ser social, ou seja, necessita se comunicar. É a dicotomia de ouvir e ser ouvido. CRIMES VIRTUAIS Tiago Tadashi TAKUSHI 1 Marcus Vinícius Feltrim AQUOTTI 2 RESUMO: Com o avanço tecnológico ampliaram-se as fronteira da comunicação, e o mais importante, se não, o mais utilizado meio para

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe

Universidade Federal de Sergipe Universidade Federal de Sergipe Centro de Processamento de Dados Coordenação de Redes Regras de Acesso à Rede Sem Fio da UFS 1. DESCRIÇÃO A rede sem fio do projeto Wi-Fi UFS foi concebida para complementar

Leia mais

DIREITO ELETRÔNICO. Liliane Krauss 1 (Faculdade de Direito de Salto) RESUMO

DIREITO ELETRÔNICO. Liliane Krauss 1 (Faculdade de Direito de Salto) RESUMO DIREITO ELETRÔNICO Liliane Krauss 1 (Faculdade de Direito de Salto) RESUMO Este trabalho tem como finalidade o estudo do direito eletrônico, devido a ser um assunto bastante recente, bem como a sua aplicação

Leia mais

PARECER N.º, DE 2009

PARECER N.º, DE 2009 PARECER N.º, DE 2009 Da COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA, sobre o Projeto de Lei da Câmara n.º 122, de 2006 (PL n.º 5.003, de 2001, na Casa de origem), que altera a Lei n.º 7.716,

Leia mais

PEDOFILIA: UM VERDADEIRO CÂNCER SOCIAL. Senhoras Deputadas, Senhores Deputados,

PEDOFILIA: UM VERDADEIRO CÂNCER SOCIAL. Senhoras Deputadas, Senhores Deputados, 1 Discurso proferido pelo Deputado Geraldo Resende (PMDB/MS) em Sessão no dia 05/11/2008. PEDOFILIA: UM VERDADEIRO CÂNCER SOCIAL Senhor presidente, Senhoras Deputadas, Senhores Deputados, É triste nos

Leia mais

Prevenção e Combate à Fraude em Gerenciamento de Riscos: Avanços e Desafios. Therezinha Vollú Ricardo Tavares Gerentes da CNseg - CESER

Prevenção e Combate à Fraude em Gerenciamento de Riscos: Avanços e Desafios. Therezinha Vollú Ricardo Tavares Gerentes da CNseg - CESER Prevenção e Combate à Fraude em Gerenciamento de Riscos: Avanços e Desafios Therezinha Vollú Ricardo Tavares Gerentes da CNseg - CESER Representação Institucional do Mercado Segurador Soluções Desenvolvidas

Leia mais

PARECER Nº, DE 2008. RELATOR: Senador EDUARDO AZEREDO

PARECER Nº, DE 2008. RELATOR: Senador EDUARDO AZEREDO PARECER Nº, DE 2008 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado n 279, de 2003, que dispõe sobre a prestação dos serviços de correio eletrônico,

Leia mais

Segurança na Informática

Segurança na Informática Navegar é preciso... Segurança na Informática Segurança Digital Navegar é Preciso Tipos de Vírus Tipos de Vírus Cuidados na Internet Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2bmas

Leia mais

Questões Jurídicas. Camilla do Vale Jimene. Título da apresentação 01/02/2013. Nome do Autor nomel@opiceblum.com.br

Questões Jurídicas. Camilla do Vale Jimene. Título da apresentação 01/02/2013. Nome do Autor nomel@opiceblum.com.br Questões Jurídicas Camilla do Vale Jimene INTRODUÇÃO Existe legislação específica para o ambiente eletrônico? Ambiente eletrônico é um novo território ou apenas um meio de praticar atos jurídicos? Precisamos

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Da Sra. Soraya Santos)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Da Sra. Soraya Santos) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Da Sra. Soraya Santos) Torna mais rigorosa a punição dos crimes contra a honra cometidos mediantes disponibilização de conteúdo na internet ou que ensejarem

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (Em apenso os PLs nºs 1.547 e 1.589, de 2015) Acrescenta inciso V ao art. 141 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Crimes na Internet: a real necessidade de legislação específica Rodrigo Otávio Bretas Marzagão* Muito se tem falado sobre a criação de uma legislação específica para tipificar as

Leia mais

CARTILHA SOBRE COMBATE E PREVENÇÃO À FRAUDE

CARTILHA SOBRE COMBATE E PREVENÇÃO À FRAUDE CARTILHA SOBRE COMBATE E PREVENÇÃO À FRAUDE Setembro/2015 MITSUI SUMITOMO SEGUROS Parte integrante do MS&AD Insurance Group, o maior grupo segurador do Japão e um dos maiores do mundo, a Mitsui Sumitomo

Leia mais

um país digital & continental A realidade do setor nos Estados Brasileiros Como entender e interagir com o novo consumidor na hora da compra

um país digital & continental A realidade do setor nos Estados Brasileiros Como entender e interagir com o novo consumidor na hora da compra REVISTA DIGITALKS. ano 01. número 02 um país digital & continental A realidade do setor nos Estados Brasileiros Como entender e interagir com o novo consumidor na hora da compra #Content marketing 11 passos

Leia mais

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco.

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Fatores que contribuem para conectar os Clientes na Era Digital

Leia mais

Passos para a perícia forense computacional

Passos para a perícia forense computacional Passos para a perícia forense computacional Marcella Cruz, Giulia Gouveia, Vanessa Cavalcanti. Segurança da Informação manhã primeiro semestre. 1. Introdução O avanço da tecnologia da informação trouxe

Leia mais

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton 1 BASES TECNOLÓGICAS Direcionadores do uso de tecnologia da informação. Uso de Tecnologia da Informação nas organizações. Benefícios do uso de Tecnologia de

Leia mais

Lojas Virtuais Venda de Produtos Falsificados e Uso de Marcas de Terceiros: Repercussões penais Reflexos Criminais da Pirataria Eletrônica

Lojas Virtuais Venda de Produtos Falsificados e Uso de Marcas de Terceiros: Repercussões penais Reflexos Criminais da Pirataria Eletrônica Lojas Virtuais Venda de Produtos Falsificados e Uso de Marcas de Terceiros: Repercussões penais Reflexos Criminais da Pirataria Eletrônica Eduardo Reale Ferrari eduardo@realeadvogados.com.br Tel : (11)

Leia mais

ENGENHARIA SOCIAL. Andresa Luchtemberg Pereira 1 Diuli Keiti da Luz Tiscoski 1 Marcos Henrique Henkes 1 Eva Lourdes Pires 2

ENGENHARIA SOCIAL. Andresa Luchtemberg Pereira 1 Diuli Keiti da Luz Tiscoski 1 Marcos Henrique Henkes 1 Eva Lourdes Pires 2 ENGENHARIA SOCIAL Andresa Luchtemberg Pereira 1 Diuli Keiti da Luz Tiscoski 1 Marcos Henrique Henkes 1 Eva Lourdes Pires 2 RESUMO: Engenharia Social é o uso da persuasão humana para obtenção de informações

Leia mais

SOCIEDADE VIRTUAL: UMA NOVA REALIDADE PARA A RESPONSABILIDADE CIVIL

SOCIEDADE VIRTUAL: UMA NOVA REALIDADE PARA A RESPONSABILIDADE CIVIL SOCIEDADE VIRTUAL: UMA NOVA REALIDADE PARA A RESPONSABILIDADE CIVIL FABRICIO DOS SANTOS RESUMO A sociedade virtual, com suas relações próprias vem se tornando uma nova realidade para a responsabilidade

Leia mais

Crime cibernético não é sinônimo de impunidade

Crime cibernético não é sinônimo de impunidade Crime cibernético não é sinônimo de impunidade Muitos imaginam que violência signifique unicamente agressão física contra outras pessoas, mas se esquecem que pode ser produzida de forma diferente. Um exemplo

Leia mais

Responsabilidade na Internet

Responsabilidade na Internet Responsabilidade na Internet Papos em Rede 26/01/2012 Glaydson Lima Advogado e Analista de Sistema @glaydson glaydson.com http://delicious.com/glaydsonlima/paposemrede Responsabilidade por publicação direta

Leia mais

Texto 2 Refugiados, aceitá-los ou não? Pequeno contributo para uma discussão viável

Texto 2 Refugiados, aceitá-los ou não? Pequeno contributo para uma discussão viável COMISSÃO DE CONCURSO E SELEÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE DO ANO LETIVO DE 2016 REDAÇÃO 29/11/2015 - das 15h às 18h Nº da identidade Órgão expedidor Nº da inscrição Leia com atenção as instruções abaixo. NÃO SE

Leia mais

COMPUTAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA

COMPUTAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA Universidade do Estado do Rio de Janeiro Campus Regional de Resende Curso: Engenharia de Produção COMPUTAÇÃO APLICADA À ENGENHARIA Prof. Gustavo Rangel Globalização expansionismo das empresas = visão

Leia mais

Resumo executivo. Metodologia. versus RESUMO EXECUTIVO DO EMC PRIVACY INDEX

Resumo executivo. Metodologia. versus RESUMO EXECUTIVO DO EMC PRIVACY INDEX Privacidade versus Conveniência Resumo executivo As manchetes sobre privacidade na Internet estão fomentando um debate sobre quanto de acesso governos e empresas devem ter a atividades, comunicações e

Leia mais

RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS ECONOMICOS E SOCIAIS DA CIDADANIA: Efetivação de Políticas de Prevenção da Criminalidade pelo Ministério Público.

RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS ECONOMICOS E SOCIAIS DA CIDADANIA: Efetivação de Políticas de Prevenção da Criminalidade pelo Ministério Público. RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS ECONOMICOS E SOCIAIS DA CIDADANIA: Efetivação de Políticas de Prevenção da Criminalidade pelo Ministério Público. - Resumo e destaques objetivos da Conferência proferida no

Leia mais

1 Introdução 1.1. Segurança em Redes de Computadores

1 Introdução 1.1. Segurança em Redes de Computadores 1 Introdução 1.1. Segurança em Redes de Computadores A crescente dependência das empresas e organizações modernas a sistemas computacionais interligados em redes e a Internet tornou a proteção adequada

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACADÊMICOS Palestras e Cursos de Atualização. Carga horária: Haverá adequação de carga horária conforme conteúdo contratado.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACADÊMICOS Palestras e Cursos de Atualização. Carga horária: Haverá adequação de carga horária conforme conteúdo contratado. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACADÊMICOS Palestras e Cursos de Atualização Carga horária: Haverá adequação de carga horária conforme conteúdo contratado. 1. Privacidade Online, Monitoramento eletrônico e Quebra

Leia mais

MÍDIAS DIGITAIS Sociedade da Informação e Cultura Digital

MÍDIAS DIGITAIS Sociedade da Informação e Cultura Digital APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA CURSO: Pós-graduação em Mídias Digitais DISCIPLINA: PROFESSOR: Luiz di Marcello (luizdimarcello@gmail.com) CALENDÁRIO: 30/05/09; 06, 20 e 27/06/09; 04/07/09 HORÁRIO: 08:00h às

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Relatório de participação no encontro internacional para discussão da implementação da Resolução 16/18 adotado pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas Combatendo intolerância, estigmatização

Leia mais

Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET. Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline

Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET. Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline OPORTUNIDADES Divulgar, vender e lucrar na internet O QUE SIGNIFICA TER UM COMÉRCIO ELETRÔNICO? VANTAGENS DO

Leia mais

A Proteção da Propriedade Intelectual no Ambiente Digital: o Impacto de SOPA, PIPA e/ou CISPA Laura Fragomeni

A Proteção da Propriedade Intelectual no Ambiente Digital: o Impacto de SOPA, PIPA e/ou CISPA Laura Fragomeni A Proteção da Propriedade Intelectual no Ambiente Digital: o Impacto de SOPA, PIPA e/ou CISPA Laura Fragomeni Roteiro Crescimento da Internet Desafio: ineficácia legislativa Panorama Internacional: SOPA,PIPA

Leia mais

Regulamento do Programa de Milhagem Científica da SMC

Regulamento do Programa de Milhagem Científica da SMC Regulamento do Programa de Milhagem Científica da SMC A Sociedade Mineira de Cardiologia SBC/MG, a seguir designada pela sigla SBC/MG, é uma associação sem fins lucrativos que tem como uma de suas finalidades

Leia mais

Noções de Segurança na Internet. Seminário de Tecnologia da Informação Codevasf

Noções de Segurança na Internet. Seminário de Tecnologia da Informação Codevasf Noções de Segurança na Internet Conceitos de Segurança Precauções que devemos tomar contra riscos, perigos ou perdas; É um mal a evitar; Conjunto de convenções sociais, denominadas medidas de segurança.

Leia mais

Crimes Cibernéticos - Proteção Legal no Brasil

Crimes Cibernéticos - Proteção Legal no Brasil Combatendo Crimes Cibernéticos Proteção Legal no Brasil André Machado Caricatti Jorilson da Silva Rodrigues Crimes Cibernéticos - Proteção Legal no Brasil Objetivo do Trabalho Utilizar um modelo de referência

Leia mais

Termo de Adesão ao Internet Banking. O Bradesco Internet Banking disponibiliza aos seus Clientes produtos e serviços bancários, tais como:

Termo de Adesão ao Internet Banking. O Bradesco Internet Banking disponibiliza aos seus Clientes produtos e serviços bancários, tais como: Termo de Adesão ao Internet Banking O Bradesco Internet Banking disponibiliza aos seus Clientes produtos e serviços bancários, tais como: Saldos e extratos, pagamentos, agendamentos, transferências, recarga

Leia mais

OS COMPUTADORES NO BRASIL E O DESPREPARO DE SEUS USUÁRIOS.

OS COMPUTADORES NO BRASIL E O DESPREPARO DE SEUS USUÁRIOS. 79 OS COMPUTADORES NO BRASIL E O DESPREPARO DE SEUS USUÁRIOS. LIMA, Jorge Luis Silvério de 1 SILVA, Regina Célia Marques Freitas 2 Recebido em: 2008-10-13 Aprovado em: 2009-03-09 ISSUE DOI: 10.3738/1982.2278.145

Leia mais

Conheça os crimes virtuais mais comuns em redes sociais e proteja-se

Conheça os crimes virtuais mais comuns em redes sociais e proteja-se MENU MENU 13/08/2013 07h45 - Atualizado em 21/11/2013 09h48 Conheça os crimes virtuais mais comuns em redes sociais e proteja-se Com 94,2 milhões de pessoas utilizando a internet no Brasil e 45% delas

Leia mais

Fraude em seguros. fraude, estabeleceu ações e controles que visam o cumprimento à legislação vigente.

Fraude em seguros. fraude, estabeleceu ações e controles que visam o cumprimento à legislação vigente. Apresentação O que é fraude Os crimes de fraude ameaçam as sociedades, corporações e governos de todo mundo, independentemente do estágio de desenvolvimento de cada país. O mercado de seguros, assim como

Leia mais

autorização ou em desconformidade com autorização do legítimo titular da rede de computadores, dispositivo de comunicação

autorização ou em desconformidade com autorização do legítimo titular da rede de computadores, dispositivo de comunicação PROJETO DE LEI Nº 84/1999 CRIMES INFORMÁTICOS COMPARATIVO ENTRE A VERSÃO APROVADA NO SENADO E APRESENTADA NO PLENÁRIO DA CÂMARA EM 18/07/2008, E O SUBSTITUTIVO DO RELATOR NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA

Leia mais