Manual de Estágio. Serviço Social

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Estágio. Serviço Social"

Transcrição

1 Manual de Estágio Serviço Social

2 Sumário Manual de Estágio SERVIÇO SOCIAL INTRODUÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL INFORMAÇÕES INICIAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ES CALENDÁRIO DE ACOMPANHAMENTO ACADÊMICO E ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOCUMENTAÇÕES OBRIGATÓRIAS PARA OS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS...10 INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 34

3 Serviço Social - 5º Semestre Orientações de Estágio Curricular Supervisionado INTRODUÇÃO Conforme definido no Regulamento dos Estágios Supervisionados do Curso de Serviço Social, fica estabelecido que: O Estágio Supervisionado do curso de Serviço Social é uma atividade de aprendizagem, e é parte integrante do processo de formação profissional do aluno, possibilitando a articulação dos conhecimentos teóricos recebidos em aula com as vivências das atividade prática. Tem por finalidade promover o pleno desenvolvimento do aluno, seu preparo para o exercício da cidadania, sua qualificação e habilitação para o trabalho. O Estágio Supervisionado é uma atividade curricular obrigatória para todos os alunos do curso. 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL São objetivos do Estágio Supervisionado: Proporcionar ao aluno a compreensão do processo de trabalho do Assistente Social, nos seus diferentes níveis de intervenção social, administração, planejamento e pesquisa; Habilitar o aluno para o exercício profissional; Possibilitar a identificação das questões sociais e a construção de respostas profissionais às demandas delas resultantes, visando à defesa das políticas sociais; Exercitar habilidades profissionais traduzidas em estratégias, procedimentos, práticas específicas e instrumentais, além da elaboração, execução e avaliação de projetos de intervenção social. Pode ser considerado Campo Estágio qualquer organização, pública ou privada, cuja natureza atenda às áreas de atuação do Serviço Social ou desenvolva ações ou projetos sociais, pesquisas operacionais e outras experiências ou atividades de Serviço Social, aprovadas pelo Colegiado do Curso e Conselho de Coordenação do Instituto de Ciências Humanas. A Supervisão de Estágio é entendida como um processo pedagógico que se concretiza no acompanhamento sistemático da prática cotidiana do estagiário, subsidiado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Serviço Social, aprovadas pelo MEC, o Projeto Pedagógico do Curso de Serviço Social de Graduação em Serviço Social da UNIP, do Projeto Ético-Político do Serviço Social, cujos princípios e diretrizes são traçados no Código de Ética Profissional do Assistente Social e na Lei 8.662/93, que regulamenta a profissão. 1.1 RESPONSABILIDADES DA COORDENAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO: São responsáveis pela Supervisão de Estágio: a Coordenação do Curso, a Coordenação de Estágio, 3

4 Manual de Estágio os professores Supervisores Acadêmicos e os Supervisores de Campo de Estágio Responsabilidade da Coordenação Acadêmica de Estágio: I. No âmbito da administração dos alunos em estágio: Cumprir e fazer cumprir as exigências legais regulamentares do Estágio Supervisionado; Acompanhar e orientar os alunos em estágio; Identificar, estudar e avaliar a oferta de estágio pelas entidades concedentes ou aquelas por indicação dos alunos Indicar e encaminhar os alunos às vagas de estágio; Estudar as transferências e recolocação dos alunos para outro estágio, avaliando cada caso e respeitando o Projeto Pedagógico do Curso; Acompanhar e orientar os tutores à distância e os tutores de pólos para os esclarecimentos e acompanhamento dos alunos/estagiários. II. No âmbito do acompanhamento didático-pedagógico: Elaborar material didático necessário ao estágio; Enviar aos supervisores de campo, material referente ao estágio, bem como os programas das disciplinas que integram o currículo do curso, no semestre letivo em que o aluno está matriculado; Observar o trabalho dos supervisores acadêmicos, dos tutores presenciais dos pólos de apoio e dos supervisores de campo quanto ao conteúdo, metodologia e sua relação com a prática profissional, de acordo com as linhas norteadoras do Projeto Pedagógico do Curso; Sistematizar, agendar e proceder as orientações de atividades de planejamento e avaliação semestral com os Supervisores de Campo, Supervisores Acadêmicos, tutores e tutores dos pólos (todos com formação em Serviço Social); Organizar e realizar oficinas mensais presenciais, via WEB, de supervisão com os alunos nos pólos. III. No âmbito da representação e gestão dos campos de estágio com as entidades concedentes: Fazer o cadastramento e o mapeamento dos campos de estágio, o perfil de oferta das vagas de estágio, bem como sua constante atualização junto ao Setor de Estágio, ao Coordenador do Curdo e ao CRESS; Manter contato com as organizações que oferecem campos de estágio tanto para o acompanhamento do aluno como para acompanhar a sua programação; Enviar material para as organizações que oferecem campos de estágio, promovendo a divulgação do curso de Serviço Social, da UNIP Responsabilidade da Supervisão Acadêmica de Estágio: O Professor Supervisor Acadêmico é responsável pelo acompanhamento pedagógico do estagiário no decorrer do Curso, tendo o compromisso de : Orientar, supervisionar e avaliar o desempenho do aluno estagiário, observando o que estabelece o Projeto Pedagógico do Curso; Executar outras atribuições relativas à Supervisão de Estágio e delegadas pela Coordenação de Estágio e/ou Coordenação de curso. 4

5 Serviço Social - 5º Semestre Responsabilidade da Supervisão de Campo de Estágio: O supervisor de Campo de Estágio, credenciado pela Instituição com Campo de Estágio, deve ser um Assistente Social, devidamente registrado no Conselho Regional de Serviço Social CRESS e oficializado pela UNIP. São atribuições do Supervisor de Campo de Estágio: I. No âmbito da administração do estágio e da relação com a Universidade: Assumir a responsabilidade pelo ensino e avaliação do trabalho prático executado pelo estagiário; Manter atualizada a documentação exigida pela Coordenadoria do Curso e/ou Setor de Estágio da UNIP; Informar/comunicar ao Coordenador e/ou Setor de Estágio qualquer alteração ocorrida no campo de Estágio; II. No âmbito do acompanhamento didático-pedagógico: Contribuir com a elaboração do Plano de Estágio, em conjunto com o aluno e Supervisor Acadêmico, atribuindo ao estagiário tarefas compatíveis com seu grau de desenvolvimento; Ler e analisar a documentação e a produção realizada pelo estagiário; Dedicar tempo necessário ao atendimento do estagiário, incluindo as oficinas bimestrais sistemáticas de Supervisão; Avaliar o estagiário no decorrer do processo. 1.2 RESPONSABILIDADE DO ALUNO: Cumprir o disposto no Regulamento dos Estágios Supervisionados do Curso de Serviço Social e nas normas da Instituição onde executa o seu estágio; A (o) aluna (o) deverá buscar organização para realizar o Estágio Supervisionado: a) Se nessa já houver o CONVÊNIO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO estabelecido com a UNIP, requerer uma vaga de estágio e em sendo aprovado solicitar a organização o preenchimento e assinatura do CONTRATO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO e informar o Setor de Estágio da UNIP para proceder a parte administrativa e também o tutor do Pólo para proceder o contato e acompanhamento do Campo de Estágio; b) Se não houver convênio firmado com a possível organização cedente, a (o) aluna (o) fará o contato com a organização, e em conseguindo o estágio, entrará em contato com o Setor de Estágio da UNIP para que esse setor faça contato com a organização para firmar o CONVÊNIO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO, e assim que este estiver firmado a (o) aluna (o) solicitará a assinatura do CONTRATO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO. O aluno apresentará para o tutor do pólo a nova organização para que se proceda o cadastramento e o acompanhamento in loco. Após firmado o Convênio e seja assinado o Contrato de Estágio, o Setor de Estágio socializará as informações para o Coordenador Acadêmico, para que esse informe aos Supervisores de Estágio, os tutores à distância e os tutores presenciais, para que o processo de Supervisão Acadêmica seja iniciado; Proceder à oficialização, formalização do estágio, conforme o Regulamento dos Estágios Supervisionados do Curso de Serviço Social; Cumprir o horário estabelecido pela Organização que tenha Campo de Estágio, considerando a 5

6 Manual de Estágio carga horária prevista no currículo do curso; Identificar nesse manual toda a documentação que deverá ser preenchida em cada semestre de estágio. Preencher seguindo as orientações de cada anexo e em termo estabelecido, algumas são em conjunto com o Supervisor de Campo, sendo necessárias assinaturas deste. a) Durante o processo de Supervisão Acadêmica a (o) aluna (o) receberá orientações sobre os procedimentos para o preenchimento da documentação através da tele aula que está no Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA, das orientações deste manual, nas oficinas mensais com o Coordenador de Estágio, nos chats com os Supervisores de Estágio, com os tutores à distância e com os tutores dos pólos. Levar ao conhecimento da Supervisão Acadêmica de Estágio qualquer intercorrência que comprometa a sua formação profissional, no que se refere ao ensino da prática, ou que venha a ferir o Código de Ética Profissional do Assistente Social; Utilizar-se da Supervisão de Campo para sua aprendizagem profissional; Executar com eficiência e interesse as tarefas determinadas no estágio, levando em conta os preceitos éticos relacionados à população usuária, à Instituição com Campo de Estágio e sua finalidade, bem como o processo de aprendizagem; Colaborar com a Supervisão Acadêmica e Supervisão do Campo de Estágio, no início de cada semestre, na elaboração do Plano de Estágio, e ao final, em conjunto com os supervisores, na avaliação semestral do estágio desenvolvido; Entregar, nos prazos previstos, a documentação solicitada pela Supervisão Acadêmica de Estágio. Participar em no mínimo 75% das atividades de Supervisão de Estágio: Oficinas Mensais presenciais nos pólos, chats quinzenais com os Supervisores de Estágio 2. INFORMAÇÕES INICIAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ES Considerar-se-á aprovado no Estágio Supervisionado o aluno que: Participar em 75% das atividades propostas de estágio supervisionado; Entregar as documentações, postando no link de postagem o Plano de Estágio (anexo 3), Plano de Atividades Mensais (anexo 4), no primeiro mês de estágio; Entregar as documentações em prazo, postando no link de postagem o Relatório Mensal de Atividades realizadas (anexo 6), essa postagem é mensal, sempre no último dia útil de cada mês. Entrega da documentação impressa, ao final de cada semestre. O aluno reprovado no Estágio Supervisionado, ficará de DP na disciplina e deverá realizar outro Estágio Supervisionado, articulando local e preenchendo nova documentação, e ter novos relatórios de estágio. No decorrer do semestre cursado, os alunos deverão desenvolver e entregar à Supervisão Acadêmica de Estágio, através do Setor de Estágio, ao final do referido período, as seguintes atividades referentes às disciplinas cursadas: 6

7 Serviço Social - 5º Semestre 4º PERIODO OBSERVAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO (40 HORAS): 1. Compreender o organograma da organização do campo de estágio; 2. Conhecer as atribuições privativas do assistente social no campo de estágio; 3. Conhecer os Projetos Sociais desenvolvidos pela Instituição do campo de estágio; 4. Conhecer o estatuto, regimento interno da organização do campo de estágio (se tiver, pois em caso de OG não será localizado); 5. Elaborar o roteiro de identificação do campo de estágio; 6. Acompanhar o assistente social em sua prática profissional; 7. Seguir o cronograma para a entrega da documentação de estágio devidamente assinada pelo supervisor de campo e responsável pela instituição concedente. 8. Seguir os passos para viabilização de estágio e entrega de documentação de estágio. 5º PERÍODO (150 HORAS) O Plano de Estágio e de Atividades da (o) aluna (o) será elaborado com a orientação do Supervisor de Campo, a partir das sugestões abaixo. Caso a (o) aluna (o) tenha realizado o Estágio de Observação na mesma organização que fará os próximos estágios deverá desconsiderar os itens: de 1 a 5: 1. Compreender o organograma da instituição do campo de estágio; 2. Conhecer as atribuições privativas do assistente social no campo de estágio; 3. Conhecer os Projetos Sociais desenvolvidos pela Instituição do campo de estágio; 4. Conhecer o estatuto, regimento interno da instituição do campo de estágio (se tiver, pois em caso de OG não será localizado); 5. Elaborar o roteiro de identificação do campo de estágio; 6. Conhecer a demanda da instituição do campo de estágio; 7. Acompanhar o assistente social em sua prática profissional; 8. Identifica os instrumentais utilizados pelo serviço social da organização; 9. Fazer triagem de atendimento junto com o Supervisor de Campo; 10. Realizar os registros no prontuário de atendimento de cada sujeito social em atendimento, e nos bancos de dados institucionais e de monitoramento, sempre acompanhados pelo Supervisor de Campo; 11. Acompanhar entrevistas domiciliares realizadas pelo supervisor de campo; 12. Identificar as diversas áreas/departamentos e suas respectivas atribuições na dinâmica da execução do serviço/programa/projeto/benefícios ofertados pela organização; 13. Identificar a rede intersetorial local das políticas públicas (publica e privada) e a articulação existente; 14. Participar de levantamento e análise de dados necessários ao andamento da instituição e o compromisso ético-profissional com o usuário; 15. Participar de reuniões da equipe profissionais seja ela (multiprofissional, interprofissional ou transdisciplinar); 16. Poderá realizar pesquisa social com os sujeitos sociais atendidos; 17. Participação na elaboração de pesquisas sociais para conhecimento da realidade local (território); 7

8 Manual de Estágio 6º PERÍODO PROCESSO TÉCNICO-OPERATIVO EM SERVIÇO SOCIAL: (150 HORAS) O Plano de Estágio e de Atividades da (o) aluna (o) será elaborado com a orientação do Supervisor de Campo, a partir das sugestões apresentadas no 5º período e que poderão ser desenvolvidas no 6º período. Caso a (o) aluna (o) tenha realizado o Estágio de Observação e/ou do 5º período na mesma organização que fará os próximos estágios deverá desconsiderar os itens: de 1 a 5: A partir da vivência da realidade da organização e da demanda dos sujeitos sociais atendidos pela organização a (o) aluna (o), junto com o Supervisor de Campo, identificará uma situação problema a ser vencida através da atuação do Serviço Social. Para tal vai planejar, elaborar um projeto de intervenção, e se aprovado pela organização e pelos usuários, será executado neste e no próximo semestre (6º e 7º). O Projeto terá indicadores de avaliação, metodologia de avaliação e resultados esperados, sendo esses monitorados durante o processo de execução pela (o) estagiária (o) e pelo Supervisor de Campo e Supervisor Acadêmico, com relatório das ações realizadas e dos resultados obtidos, ao final dos períodos: 6º período de acompanhamento e do 7º período de finalização). Serão atividades possíveis de estarem no Plano de Estágio e de Atividades além das elencadas para o 5º período as que se seguem: 1. Implantar e acompanhar o Projeto de Intervenção Social elaborado com a supervisão do supervisor de campo e de estágio; 2. Realizar triagens e atendimentos sempre supervisionados diretamente pelo Supervisor de Campo, podendo proceder a orientações, encaminhamentos previamente discutidos com o Supervisor de Campo. 3. Realizar os registros no prontuário de atendimento de cada sujeito social em atendimento, e nos bancos de dados institucionais e de monitoramento, sobre a orientação do Supervisor de Campo; 4. Realizar entrevistas domiciliares com o acompanhamento direto do supervisor de campo; 7º PERÍODO AVALIAÇÃO DO TRABALHO PROFISSIONAL (150 HORAS) O Plano de Estágio e de Atividades da (o) aluna (o) será elaborado com a orientação do Supervisor de Campo, a partir das sugestões apresentadas nos períodos anteriores e acrescidas das seguintes: 1. Implementação e continuidade da execução do Projeto de Intervenção Social elaborado com a supervisão do supervisor de campo e de estágio; 2. Realizar triagens, atendimentos individuais e grupais, orientações e encaminhamentos, contando com a supervisão sistemática do Supervisor de Campo. 3. Realizar os registros no prontuário de atendimento de cada sujeito social em atendimento, e nos bancos de dados institucionais e de monitoramento, contando com a supervisão sistemática do Supervisor de Campo 4. Realizar entrevistas domiciliares, contando com a supervisão sistemática do Supervisor de Campo. 8

9 Serviço Social - 5º Semestre COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS AO LONGO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1. Elaboração de relatório com as atividades desenvolvidas no campo de estágio relacionando-as com a teoria específica da disciplina, fundamentando a análise de entrevistas, reuniões, etc., que devem ser entregues ao supervisor acadêmico, assinados pela assistente social supervisora de campo. 2. Elaboração de relatório acerca da experiência de estágio desenvolvido relacionando-a com o conteúdo das disciplinas cursadas até o período, que devem ser entregues ao professor supervisor acadêmico, assinados pela assistente social supervisora de campo. 3. Elaboração da teoria pela vivência prática do estagio supervisionado: Ter a compreensão da complexidade da questão social; Dos instrumentos técnicos-operativos; Dos conhecimentos e habilidades, histórica e socialmente construídos, e reconhecidos como parte da força de trabalho da ação profissional do assistente social; Terá oportunidade de exercer o papel de mediador nas relações de gênero, nas características étnico-raciais e nas formações regionais colocando em causa as relações entre os segmentos da sociedade civil e o poder estatal, bem como entre o usuário e a instituição concedente. Avaliar o processo de planejamento, elaboração, aprovação e execução do Projeto de Intervenção Social realizado; Seguir o cronograma para a entrega da documentação de estágio que se encontra no Ambiente Virtual e Aprendizagem - AVA devidamente preenchida e assinada pelo supervisor de campo e responsável pela organização concedente do Estágio. 3. CALENDÁRIO DE ACOMPANHAMENTO ACADÊMICO E ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Calendário de Entrega da Documentação Obrigatória: verificar orientações no Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA. Os documentos serão recebidos e protocolados pelo Polo que deverá encaminhá-los à Coordenação UNIP Interativa, no endereço: Av. Torres de Oliveira, 330 Jaguaré, São Paulo SP, CEP: ESTÁGIO OBRIGATORIO / DECRETO LEI Os cursos de graduação oferecidos pela UNIP se caracterizam pelo compromisso de integrar o ensino com a pesquisa e promover a extensão, visando à formação de sujeitos autônomos, responsáveis e profissionalmente competentes para responder aos desafios da realidade atual. O Estágio Obrigatório é uma atividade de aprendizagem social, profissional e cultural, proporcionada ao estudante pela participação em situações reais de vida e trabalho do seu meio, sendo realizada na comunidade em geral ou junto a pessoas jurídicas de direito público ou privado, sob responsabilidade e coordenação da Instituição de Ensino. (Lei nº /2008.) O Estágio Obrigatório, independentemente do aspecto profissionalizante, específico, poderá assumir a forma de atividade de extensão, mediante a participação do estudante em empreendimentos ou projetos de interesse social. 9

10 Manual de Estágio ( Lei n.6.494/77, art.2º.) A UNIP não tem, perante a legislação vigente, nenhuma obrigação de conseguir os referidos Estágios para os alunos, estando restrita ao acompanhamento acadêmico dos Estágios Supervisionados, conforme estabelece a Lei n 6.494, de 7 de dezembro de O coordenador de Estágio encaminha os alunos para campos de estágio na medida em que as empresas e instituições fazem a solicitação para a Universidade. Conforme a legislação vigente, os estágios deverão ser conseguidos pelos próprios alunos junto às Instituições públicas e privadas, seguindo as solicitações dos professores-supervisores de cada área de formação. O aluno deve entregar, impreterivelmente dentro do prazo, a documentação exigida e citada neste regulamento. Entretanto, o simples ato de entrega não caracteriza APROVAÇÃO. Esta só acontecerá após avaliação de todos os documentos entregues. O aluno que não seguir o regulamento estabelecido ficará em DEPENDÊNCIA. 4. DOCUMENTAÇÕES OBRIGATÓRIAS PARA OS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS PRIMEIROS PASSOS PARA INICIAR ESTÁGIO 1. Buscar Campo de Estágio 2. Informar ao Setor de Estágio que localizou um Campo de Estágio, para que esse Setor estabeleça o Convênio. 3. Para o Estágio de Observação não será necessário, entretanto se existe interesse em permanecer no campo já realize articulação para tal. 4. Informar para o tutor do Pólo, e para o tutor à distância os seguintes dados: Nome do local, endereço, Cidade, telefone e . Nome do supervisor de estágio, CRESS, e telefone. Apresenta-se a seguir o conjunto de anexos que deverão ser preenchidos e elaborados pela (o) aluna (o) nos 4º período, a pasta deverá ser organizada seguindo essa sequência: ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa UNIP Nome do Aluno ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO 4º PERIODO ou ESTÁGIO SUPERVISIONADO ( 5º, OU 6º, OU 7º PERÍODO) Nome da Localidade do Pólo e Data Sumário Indicação dos elementos do relatório por páginas Desenvolvimento Seguir do Anexo 3: 10

11 Serviço Social - 5º Semestre 11

12 12 Manual de Estágio

13 Serviço Social - 5º Semestre 13

14 14 Manual de Estágio

15 Serviço Social - 5º Semestre 15

16 16 Manual de Estágio

17 Serviço Social - 5º Semestre 17

18 18 Manual de Estágio

19 Serviço Social - 5º Semestre 19

20 Manual de Estágio Apresenta-se a seguir o conjunto de anexos que deverão ser preenchidos e elaborados pela (o) aluna (o) nos 5º, 6ºe 7º período, a pasta deverá ser organizada seguindo essa sequência: 1. Termo de Convênio 2. Termo de Compromisso 3. Ficha de Credenciamento ( ANEXO 1) 4. Folha do Primeiro Contato com o Campo de Estágio (ANEXO 2) 5. Conhecendo o Campo de Estágio (ANEXO 3) 6. Plano de Estágio, um por período de estagio. (ANEXO 4), inserir no link de postagem após primeiro mês de estágio, para o supervisor de campo orientar. 7. Plano de Atividades Mensais, um por mês. (ANEXO 5), ), inserir no link de postagem ao final de cada mês de estágio, para o supervisor de campo orientar. 8. Relatório Mensal de Atividades (ANEXO 6), inserir no link de postagem ao final de cada mês de estágio, para o supervisor de campo orientar. 9. Diário de Atividades Realizadas no Campo de Estágio, um por período. (ANEXO 7). 10. Auto Avaliação da (o) Estagiária (o),(anexo 8), um por período. 11. Ficha de Avaliação do Estagiário realizada pelo Supervisor de Campos (ANEXO 9), uma por período. 12. Ficha de Coordenadoria (ANEXO 10). Esse na primeira folha deverá conter assinaturas: do 20

21 Serviço Social - 5º Semestre Gestor, da Supervisora de Campo (sendo essas com firma reconhecida, somente na primeira pagina), do aluno e posteriormente será assinado pelo Supervisor Acadêmico. Todo o material deverá ser elaborado em duas vias, sendo uma encaminhada para o Pólo, a fim deque esse a enderece para o Setor de Estágio, e uma ficará com o aluno. Essa documentação deverá ser encadernada por período. Semestre do Curso Carga Horária 5º 150 Área Órgãos Públicos ( Secretarias Municipais, Estaduais, Escolas, Universidades, Unidades Básicas de Saúde, Hospitais, Fundação Casa, Divisões Regionais de Assistência Social, INSS, Centro de Referência de Assistência Social CRAS, SUS, Delegacias de Polícia, Cadeia Pública, Presídios, Fórum, Adolescentes em Prestação de Serviços à Comunidade ou Liberdade Assistida, Centro de Referência de Maus Tratos CREAS, Coordenadoria da Mulher, Creches, Centro de Atendimento Psicossocial CAPS, Saúde Mental, entre outras, Órgãos Privados ( OSCIP e ou ONGS, Empresas, Escolas, Universidades, Associações de Criança e Adolescentes, Pessoa Deficiente, Idosos, Abrigos, Família, Mulher, Entidades Religiosas, Distribuição de Gêneros, Moradores de Rua, Habitação Popular, Casa de Passagem, Convênios Médicos, Sócio- educativos, Indústrias, Creches, Hospitais, Câncer Adulto e Infantil, entre outras 6º 150 idem 150 7º 150 idem 150 Total 150 MODELOS DOS ANEXOS TODOS ESTÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM, para ser preenchido para posterior impressão: 21

22 22 Manual de Estágio

23 Serviço Social - 5º Semestre 23

24 24 Manual de Estágio

25 Serviço Social - 5º Semestre 25

26 26 Manual de Estágio

27 Serviço Social - 5º Semestre 27

28 28 Manual de Estágio

29 Serviço Social - 5º Semestre 29

30 30 Manual de Estágio

31 Serviço Social - 5º Semestre 31

32 32 Manual de Estágio

33 Serviço Social - 5º Semestre 33

34 34 Manual de Estágio

35 Serviço Social - 5º Semestre O aluno deverá solicitar declaração contendo: Nome, RA e RG, horas de estágio, e quem fez a supervisão. Essa deverá ser assinada pelo gestor da organização, com carimbo com nome, RG e cargo, e pela supervisora de campo, com carimbo com nome e nº do CRESS, ao final colocar carimbo com CNPJ da organização. Essa declaração ficará com o aluno para ser apresentada ao CRESS quando de sua inscrição. Fazer em papel timbrado da organização cedente do estágio. 35

36 36 Manual de Estágio

37 Serviço Social - 5º Semestre 37

38 Manual de Estágio INFORMAÇÕES IMPORTANTES As fichas para estágio estão disponíveis no AVA. É necessário que o aluno acesse o PAINEL DO ALUNO, depois clique em ORIENTAÇÕES, onde encontrará o Regulamento de Estágio e outras informações pertinentes a este. 38

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Administração é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO 1 SUMÁRIO Lista de Anexos... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 5 3. DEFINIÇÕES... 5 4. OBJETIVOS... 6 5. PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIAS...

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO por PROFª Ms. Maria Rosa Silva Lourinha Rio de Janeiro, MARÇO / 2013. 1 ÍNDICE Apresentação 1.

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 CAPÍTULO I Da Definição e Finalidades. Artigo 1 - O Estágio Supervisionado constitui-se no desenvolvimento, pelo aluno, de atividades práticas, exercidas mediante

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO RIBEIRÃO PRETO 2013 ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Aluno: RA: Ano/semestre: Período letivo: 2 SUMÁRIO ORIENTAÇÕES

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA FACULDADE BRASILEIRA - MULTIVIX

MANUAL DE PROCEDIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA FACULDADE BRASILEIRA - MULTIVIX MANUAL DE PROCEDIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA FACULDADE BRASILEIRA - MULTIVIX VITÓRIA 2013 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 3 3 OBJETIVOS... 4 2.1 OBJETIVO GERAL... 4 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS...

Leia mais

a) Estar regularmente matriculados no curso;

a) Estar regularmente matriculados no curso; (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) br ESTÁGIO CURRÍCULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) 1 Caracterização Os cursos de Engenharia de Produção do Brasil são regidos pelas

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Bacharelado em Administração Modalidade a Distância é uma

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL OBRIGATÓRIO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL OBRIGATÓRIO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL OBRIGATÓRIO COORDENNAÇAO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Profª Msc Liana Maria Ibiapina do Monte SUMÁRIO APRESENTAÇÃO CARACTERIZAÇÃO TERMINOLOGIA

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR 2008 Diretora Geral: Profª. Drª. Irmã Olga de Sá Vice-Diretora: Profª. Irmã Raquel Godoi Retz Coordenação Pedagógica: Prof. Ms José Luiz de Miranda Alves Coord. do Núcleo

Leia mais

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO. Campus V

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO. Campus V Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO Campus V Regulamento Interno de Estágio Supervisionado e ou Trabalho Pedagógico Supervisionado FAN-CEUNSP-SALTO -Campus V O presente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO ESPECIAL

ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO ESPECIAL ASSOCIAÇÃO TABOÃO DA SERRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EDUCAÇÃO ESPECIAL Diretrizes e Orientações Coordenador de Estágio Profª Adil

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia de Alimentos é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Aprovado pela Resolução Consuni nº 26/10, de 08/09/2010. CAPÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º O presente regulamento disciplina

Leia mais

Manual de Estágio Supervisionado

Manual de Estágio Supervisionado NEP Manual de Estágio Supervisionado Sumário Apresentação.................................................................... 3 Considerações Iniciais............................................................

Leia mais

Regulamento do Estágio Pastoral do Curso de Bacharelado em Teologia

Regulamento do Estágio Pastoral do Curso de Bacharelado em Teologia Regulamento do Estágio Pastoral do Curso de Bacharelado em Teologia I Das considerações gerais Art. 1 o Os estágios dos cursos de graduação da PUC-SP fundamentam-se na Lei 11.788/2008, na Lei de Diretrizes

Leia mais

REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO

REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO Res. CONSUN nº 49/03, 10/12/03 Art. 1 o O presente documento objetiva fornecer as orientações

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL

INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL Art. 1 o O Estágio regulamentado pela Lei N o 11.788, de

Leia mais

INSTITUTO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR IMES - CATANDUVA CURSO DE PSICOLOGIA ATIVIDADES PRÁTICAS DE FORMACÃO

INSTITUTO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR IMES - CATANDUVA CURSO DE PSICOLOGIA ATIVIDADES PRÁTICAS DE FORMACÃO INSTITUTO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR IMES - CURSO DE PSICOLOGIA ATIVIDADES PRÁTICAS DE FORMACÃO 1 ATIVIDADES PRÁTICAS DE FORMACÃO O curso de Psicologia do IMES- se compromete com a organização e desenvolvimento

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos)

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) 2012-2013 1 Prezado (a) estagiário (a), O presente manual visa orientá-lo (la) quanto à realização do Estágio

Leia mais

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º Art. 2º Art. 3º Art. 4º Estágio Supervisionado em Administração (ESA), é a disciplina

Leia mais

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O presente Manual de Estágio apresenta as orientações básicas para o desenvolvimento das atividades

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Pedagogia

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Pedagogia Curso de Pedagogia Instituto de Ciências Humanas UNIP Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Pedagogia DP - 5º semestre 2010 Pedagogia REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

REGULAMENTO E MANUAL. Pedagogia e Letras

REGULAMENTO E MANUAL. Pedagogia e Letras INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE BARRETOS Mantido pelo Centro de Educação e Idiomas de Barretos Autorizado pela Portaria 71 de 11/01/2005 DOU Pedagogia Reconhecido pela portaria nº 663 de 11/05/2009 DOU

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

Lucia Maria Sá Barreto de Freitas

Lucia Maria Sá Barreto de Freitas RESOLUÇÃO DO CONSEPE Nº 12/2010 Aprova o Regulamento das Atividades de Estágio do Curso de Engenharia de Produção da FSSS e dá outras Providências. A PRESIDENTE DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-

Leia mais

Orientações de Estágio. Pedagogia 4 Semestre

Orientações de Estágio. Pedagogia 4 Semestre Orientações de Estágio Pedagogia 4 Semestre 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA... 3 1.1 - Responsabilidades da Monitoria do Estágio Supervisionado:... 4 1.2 - Responsabilidades

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016. RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº 43/2016

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO FACULDADE BATISTA DO RIO DE JANEIRO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO FACULDADE BATISTA DO RIO DE JANEIRO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO FACULDADE BATISTA DO RIO DE JANEIRO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este REGULAMENTO rege as normas e disciplina, nos

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS 1 FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS TÍTULO I NATUREZA E OBJETIVO Art. 1º Os estágios curriculares supervisionados previstos

Leia mais

GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR

GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE CURSO SUPERIOR EM BACHAREL EM SITEMAS DE INFORMAÇÃO 1 Faculdade de Tecnologia de São Vicente Av. Presidente Wilson, 1013 Centro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Centro- Oeste, UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011 PALMAS TO 2011 APRESENTAÇÃO Este Regulamento de Estágio do Curso de Administração visa servir de referência

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 APRESENTAÇÃO O Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia de Produção da Faculdade Birigui, com 360h de duração, esta

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia Mecânica é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1.º O presente Regulamento dispõe sobre o Estágio Supervisionado

Leia mais

RESOLUÇÃO N 54/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO N 54/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 54/2009/CONEPE Aprova Normas Específicas do Estágio Curricular do

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE LETRAS (PORTUGUÊS/INGLÊS E SUAS LITERATURAS) REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LETRAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE LETRAS (PORTUGUÊS/INGLÊS E SUAS LITERATURAS) REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE LETRAS (PORTUGUÊS/INGLÊS E SUAS LITERATURAS) REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LETRAS LAVRAS, 2014 CAPÍTULO I Da natureza Art. 1º - O Estágio Supervisionado do

Leia mais

FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Teresina 2015 DIRETORIA

Leia mais

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica:

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica: REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO IFRR N A regulamentação geral de estágio tem por objetivo estabelecer normas e diretrizes gerais que definam uma política

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 6 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 7 CONCLUSÃO DE CURSO 7 RELATÓRIO TÉCNICO 8 AVALIAÇÃO DE

Leia mais

EDITAL PROPPEX N 17/2015

EDITAL PROPPEX N 17/2015 EDITAL PROPPEX N 17/2015 ESTABELECE CRITÉRIOS DE SELEÇÃO ÀS VAGAS PARA O CURSO DE EXTENSÃO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRANTE DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL/LICENCIATURA

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2014 São Luis de Montes Belos Goiás Faculdade Montes Belos Curso de Engenharia Agronômica São Luis de Montes Belos - Goiás COORDENADOR

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º- Considera-se estágio, as atividades de aprendizagem social, profissional, proporcionadas ao

Leia mais

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação.

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação. DIRETRIZES E NORMAS PARA O ESTÁGIO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL DOS OBJETIVOS Art. 1 O Sistema de Estágio da FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL terá por objetivos gerais:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE Aprova as Normas de Estágio Curricular Obrigatório

Leia mais

Fatec de São Carlos. A Faculdade de Tecnologia de São Carlos será a última parte envolvida a assinar o termo de compromisso e demais documentos.

Fatec de São Carlos. A Faculdade de Tecnologia de São Carlos será a última parte envolvida a assinar o termo de compromisso e demais documentos. Memo 04/15 Coordenação São Carlos, 26 de Fevereiro de 2015. Orientações Gerais aos Discentes Assunto: Estágio obrigatório e não obrigatório O estágio é regulamentado pela legislação através da LEI DO ESTÁGIO

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO Os Estágios Supervisionados constam de atividades de prática pré-profissional, exercidas em situações reais de trabalho, sem vínculo empregatício,

Leia mais

2. Desenvolver Pesquisa de Campo sobre uma pequena empresa conforme modelo de pesquisa anexo.

2. Desenvolver Pesquisa de Campo sobre uma pequena empresa conforme modelo de pesquisa anexo. 1 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2. OBJETIVO Resolução nº 01 de 02/02/2004 do Conselho Nacional de Educação CNEC/CN/MEC. Proporcionar ao estudante oportunidade de desenvolver suas habilidades, analisar situações

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - IESRIVER REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - IESRIVER REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - IESRIVER REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Seção I Da finalidade CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 - O presente regulamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Professor-Tutor para o Curso de Especialização em Saúde da Família

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Professor-Tutor para o Curso de Especialização em Saúde da Família UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Professor-Tutor para o Curso de Especialização em Saúde da Família A Coordenação do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Saúde da Família,

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO Engenharia de Automação Industrial

ESTÁGIO SUPERVISIONADO Engenharia de Automação Industrial CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG UNIDADE ARAXÁ COORDENAÇÃO DE PROGRAMA DE ESTÁGIO - 3ºGRAU ESTÁGIO SUPERVISIONADO Engenharia de Automação Industrial GUIA DO ESTAGIÁRIO CEFET-MG

Leia mais

1. DOS PRÉ-REQUISITOS 2. FUNCIONAMENTO DO CURSO

1. DOS PRÉ-REQUISITOS 2. FUNCIONAMENTO DO CURSO Edital de oferta de vagas para o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Gestão Social: Políticas Públicas, Redes e Defesa de Direitos, na modalidade a distância. A Reitora da Universidade Anhanguera-Uniderp,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio Supervisionado de Graduação do Curso de Administração da UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura em Artes Visuais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura em Artes Visuais ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura em Artes Visuais São as seguintes as disciplinas de Estágio Supervisionado do Curso de Artes Visuais (licenciatura): Estágio Supervisionado I (ART30049) 120 horas Propõe

Leia mais

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA 1. APRESENTAÇÃO O manual contém informações a respeito da estrutura e do funcionamento do Núcleo de Prática Jurídica, do Curso de Direito da FAPE - Faculdade de Presidente

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura em Arte (Teatro Artes Visuais Música - Dança)

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura em Arte (Teatro Artes Visuais Música - Dança) Essa carta é somente um modelo e caso o aluno precise do documento tem que protocolar a solicitação na Secretaria Acadêmica. MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura em Arte (Teatro Artes Visuais

Leia mais

. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS LICENCIATURA - DA USJT DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS LICENCIATURA - DA USJT DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES . REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS LICENCIATURA - DA USJT DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O Curso de Letras - Licenciatura - objetiva a formação pedagógica, ao contemplar uma visão

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...03 2 BASE LEGAL...03 3 OBJETIVOS...03 4 CAMPO DO ESTÁGIO...04 5 ENCARGOS E OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS REFERENTES AO

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Barretos SP 2014 APRESENTAÇÃO O Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Contábeis da FACULDADE BARRETOS é um componente curricular

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIOS. Lei de estágio 11.788/08

MANUAL DE ESTÁGIOS. Lei de estágio 11.788/08 MANUAL DE ESTÁGIOS Lei de estágio 11.788/08 O QUE É ESTÁGIO O estágio tem por finalidade proporcionar a complementação da formação acadêmica e permite que o estudante tenha acesso ao campo de sua futura

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO ANO 2007 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

PROJETO DE ESTÁGIO ANO 2007 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROJETO DE ESTÁGIO ANO 2007 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO GERAL PARA OS ESTÁGIOS CURRICULARES (DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO) ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS E CIÊNCIAS CONTÁBEIS CAPÍTULO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD Coordenação do curso de Administração / EaD Rua Olavo Bilac, 1148 Centro Sul

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 Capítulo I Da Definição e Finalidade Art. 1º Entende-se como Estágio Supervisionado o conjunto de atividades práticas direcionadas para o aprendizado e o desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE TURISMO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE TURISMO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I - OBJETIVOS Art. 1º. O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades de Estágio Supervisionado desenvolvidas no da

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO Diretora: - Profª Mayra Santos Cabral

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO Diretora: - Profª Mayra Santos Cabral FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO Diretora: - Profª Mayra Santos Cabral Coordenadores de estágios: - Prof. Marcos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO N o 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO Aprova as Normas Gerais de Estágio de Graduação da Universidade Federal de Uberlândia, e dá outras providências. O CONSELHO DE GRADUAÇÃO DA, no uso das competências

Leia mais

Recife/PE 2010 ESTÁGIO REGULAMENTO

Recife/PE 2010 ESTÁGIO REGULAMENTO ESTÁGIO REGULAMENTO Recife/PE 2010 2 CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS DO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1.º O presente regulamento visa cumprir a Política de estágios da Escola Superior de Marketing-ESM

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 076. de 06 de maio de 2008.

RESOLUÇÃO nº 076. de 06 de maio de 2008. Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 3251-1022 Fax 3251-1051 RESOLUÇÃO nº 076. de 06 de maio de 2008. Altera o Art. 4º da Resolução nº 056 de 02 de abril de

Leia mais

Regimento ento de Estágio Supervisionado Licenciatura em Pedagogia

Regimento ento de Estágio Supervisionado Licenciatura em Pedagogia Regimento ento de Estágio Supervisionado Licenciatura em Pedagogia OBJETIVO GERAL De acordo com a Resolução CNE/CP nº 1 do Inciso IV, Art. 8º, o Estágio Supervisionado deve ser entendido como uma proposta

Leia mais

ANEXO II DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO DO ESTÁGIO

ANEXO II DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO DO ESTÁGIO ANEXO II NORMAS ESPECÍFICAS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - MODALIDADE BACHARELADO DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO DO ESTÁGIO Art.

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES DE ESTÁGIO Pedagogia 4º Semestre Sumário ORIENTAÇÕES DE ESTÁGIO 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA...3 1.1. Responsabilidades da Coordenação do Estágio Supervisionado...4 1.2.

Leia mais

RESOLVE: Profª. MARIA CERES RODRIGUES MURAD Diretora Acadêmica

RESOLVE: Profª. MARIA CERES RODRIGUES MURAD Diretora Acadêmica RESOLUÇÃO Nº 5, DE 16 DE JULHO DE 2014 REGIMENTO DE PRÁTICA JURÍDICA Dispõe sobre a Prática Jurídica no âmbito da UNDB. O CONSELHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVO, no uso das competências que lhe confere o art.

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Escopo O estágio supervisionado visa proporcionar ao aluno experiência prática pré-profissional em empresas privadas e públicas colocando-o em contato com a realidade das indústrias

Leia mais

Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica)

Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica) Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica) Faculdade de Tecnologia de São Vicente Av Presidente Wilson,

Leia mais

www.queroserprofessor.

www.queroserprofessor. www.queroserprofessor. Documento Revisado em março de 2011 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. O QUE É A MONITORIA? 3. OBJETIVOS DA MONITORIA 4. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA MONITORIA 5. INSCRIÇÃO 6. ATRIBUIÇÕES

Leia mais

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 Normas para o Estágio 1) Considerando a Lei 11.788 de 25 de setembro de 2008, que trata de Estágios de Estudantes; 2) Considerando a não existência de resolução geral que normatize

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relacionadas ao Estágio Curricular Supervisionado do da

Leia mais

Manual de Instruções do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade das Américas NPJ/FAM

Manual de Instruções do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade das Américas NPJ/FAM Manual de Instruções do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade das Américas NPJ/FAM 1. O Estágio Profissional O Estágio Profissional de Advocacia é semelhante ao estágio em um escritório de Advocacia

Leia mais

FAIN FACULDADE INDEPENDENTE DO NORDESTE COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

FAIN FACULDADE INDEPENDENTE DO NORDESTE COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO FACULDADE INDEPENDENTE DO NORDESTE COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO VITÓRIA DA CONQUISTA 2007 COMPOSIÇÃO INSTITUCIONAL

Leia mais

A Diretora Geral da Faculdade do Guarujá, no uso de suas atribuições legais, após reuniões com os coordenadores de Curso RESOLVE

A Diretora Geral da Faculdade do Guarujá, no uso de suas atribuições legais, após reuniões com os coordenadores de Curso RESOLVE PORTARIA N.º 03/2010 Guarujá, 8 de fevereiro de 2010. Estabelece procedimentos para a realização dos Estágios obrigatórios definidos nos projetos pedagógicos dos cursos, nos termos regimentais. A Diretora

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GARÇA 2011 INTRODUÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso é um componente curricular obrigatório para os cursos de Graduação, assim sendo a Direção da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO Maceió/2014 1º PASSO: PREENCHIMENTO DO CADASTRO DO ALUNO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS CADASTRO DO ALUNO Curso: Período que Cursa: Matrícula: Nome Completo:

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA COORDENAÇÃO DE INTERAÇÃO SERVIÇO ESCOLA-EMPRESA MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO COLINAS

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Art.1º - Disposições legais: lei 11.788/2008; Decreto 87.497/1982; Decreto 2.080/1996; Resolução CONSUNI Nº 06/2002; Resolução CEPEC 0880/2008; Resolução

Leia mais

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS DE GUANAMBI Distrito de Ceraíma, s/n - Zona Rural - Cx Postal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 Prezado(a) Aluno(a): Estas normas foram elaboradas com o objetivo de fornecer subsídios

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica 1. APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório no curso de Engenharia Elétrica é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO E ARTES CEUNSP

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO E ARTES CEUNSP FACULDADE DE COMUNICAÇÃO E ARTES CEUNSP MANUAL DE ESTÁGIO Faculdade de Comunicação e Artes Conteúdo INTRODUÇÃO PASSO-A-PASSO DO ESTÁGIO CENTRAL DE ESTÁGIOS DA FCA-CEUNSP DÚVIDAS FREQÜENTES 1 MANUAL DE

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Belo Horizonte 01/2013 Página 1 de 13 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO Ementa Atividades supervisionadas na área de atuação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS/PORTUGUÊS INTRODUÇÃO

Leia mais

MANUAL DO ALUNO (A) ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES

MANUAL DO ALUNO (A) ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES A formação complementar é fruto da participação do aluno, durante o período de realização do seu curso superior, em atividades que não estão inseridas na grade curricular, mas que reconhecidamente contribuem

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE ESCOLA SUPERIOR DE AVIAÇÃO CIVIL COORDENAÇÃO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Mantenedora AESGO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS. Mantida. IESRIVER Instituto de Ensino Superior de Rio Verde

Mantenedora AESGO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS. Mantida. IESRIVER Instituto de Ensino Superior de Rio Verde Mantenedora AESGO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS Mantida IESRIVER Instituto de Ensino Superior de Rio Verde MANUAL DE NORMAS E DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR EM ADMINISTRAÇÃO Rio Verde - GO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente instrumento

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG

FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG 1 FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG Av. das Torres, 500 Fone: (45) 3321-3900 Fax: (45) 3321 3902 Manual de Estágio Curricular Obrigatório Curso de Farmácia Cascavel 2013 2 FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG Av. das

Leia mais

MANUAL DO ALUNO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

MANUAL DO ALUNO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 MANUAL DO ALUNO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA O presente Manual tem como objetivos orientar, auxiliar e esclarecer quanto às premissas e trâmites que envolvem as

Leia mais