TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO"

Transcrição

1 TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2010 Salário-de-contribuição (R$) INSS até 1.040,22 8,00% de 1.040,23 até 1.733,70 9,00% de 1.733,71 até 3.467,40 11,00 % * Nova Tabela expressa através da Portaria MPS n 333/2010 (DOU de ) TABELA MENSAL DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA (SEGURADO EMPREGADO, EMPREGADO DOMÉSTICO E TRABALHADOR AVULSO) A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2010 até 1.024,97 8,00% de 1.024,98 até 1.708,27 9,00% de 1.708,28 até 3.416,54 11,00% * Nova Tabela expressa através da Portaria Interministerial nº 350 /2009 SALÁRIOS DE CONTRIBUIÇÃO DE JANEIRO 1990 EM DIANTE I.Tabela vigente para fatos geradores a contar de (Portaria Interministerial nº 350, de DOU de ) até 1.024,97 8,00% de 1.024,98 até 1.708,27 9,00% de 1.708,28 até 3.416,54 11,00% I.Tabela vigente para fatos geradores a contar de (Portaria Interministerial MF/MPS nº 48, de DOU de ) até 965,67 8,00

2 de 965,68 até 1.609, de 1.609,46 até 3.218,90 11,00 II. Tabela de Salário de Contribuição Tabela vigente para fatos geradores a contar de * (Portaria Interministerial nº 77, de DOU de ) até 911,70 8,00 de 911,71 até 1.519, de 1.519,51 até 3.038,99 11,00 * A partir de 1º de janeiro de 2008 o valor dos benefícios de prestação continuada e de prestação única até R$ 3.800,00 (três mil e oitocentos reais) não terá o acréscimo do valor da Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira - CPMF de que trata alei nº 9.311, de 24 de outubro de III. Tabela vigente para fatos geradores a contar de * (Portaria nº 501, de DOU de ) Até 868,29 8,00 De 868,30 Até 1.447, De 1.447,15 Até 2.894,28 11,00 * A partir de 1º de janeiro de 2008 o valor dos benefícios de prestação continuada e de prestação única até R$ 3.800,00 (três mil e oitocentos reais) não terá o acréscimo do valor da Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira - CPMF de que trata alei nº 9.311, de 24 de outubro de IV. Tabela Vigente para Fatos Geradores a Contar de (Portaria nº 142, de DOU de ) até 868,29 7,65* de 868,30 até 1.140,00 8,65* de 1.140,01 até 1.447,14 9,00 de 1.447,15 até 2.894,28 11,

3 V. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 342, de DOU de ) até 840,55 7,65* de 840,56 até 1.050,00 8,65* de 1.050,01 até 1.400,91 9,00 de 1.400,92 até 2.801,82 11, VI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 119, de DOU de ) até 840,47 7,65* de 840,48 até 1.050,00 8,65* de 1.050,01 até 1.400,77 9,00 de 1.400,78 até 2.801,56 11, VII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 822, de DOU de ) até 800,45 7,65* de 800,46 até 900,00 8,65* de 900,01 até 1.334,07 9,00 de 1.334,08 até 2.668,15 11, VIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 479, de DOU de )

4 até 752,62 7,65* de 752,63 até 780,00 8,65* de 780,01 até 1.254,36 9,00 de 1.254, 37 até 2.508,72 11, IX. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 12, de DOU de ) até R$ 720,00 7,65* % de R$ 720,01 até R$ 1.200,00 9,00 % de R$ 1.200,01 até R$ 2.400,00 11,00 % de 1.254, 37 até 2.508,72 11, X. Tabela Vigente para Fatos Geradores Relativos a Dezembro/2003 e 13º Salário (Portaria nº 12, de DOU de )** até R$ 565,94 7,65* % de R$ 565,95 até R$ 720,00 8,65 % de R$ 720,01 até R$ 943,23 9,00 % de R$ 943,24 até R$ 1.886,46 11,00 % XI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 727, de DOU de ) até R$ 565,94 7,65* %

5 de R$ 565,95 até R$ 720,00 8,65 % de R$ 720,01 até R$ 943,23 9,00 % de R$ 943,24 até R$ 1.886,46 11,00 % XII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 348, de DOU de ) até 468,47 7,65* de 468,48 até 720,00 8,65* de 720,01 até 780,78 9,00 % de 780,79 até 1.561,56 11,00 % XIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 525, de DOU de e Portaria nº 610, de DOU de ) até 468,47 7,65* de 468,48 até 600,00 8,65* de 600,01 até 780,78 9,00 % de 780,79 até 1.561,56 11,00 % XIV. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 288, de DOU de ) até 429,00 7,65* De 429,01 até 600,00 8,65*

6 De 600,01 até 715,00 9,00 % De 715,01 até 1.430,00 11,00 % XV. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 1.987, de DOU de ) até 429,00 7,65* De 429,01 até 600,00 8,65* De 600,01 até 715,00 9,00 % De 715,01 até 1.430,00 11,00 % XVI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 908, de DOU de ) até 398,48 7,65* de 398,49 até 540,00 8,65* de 540,01 até 664,13 9,00 % de 664,14 até 1.328,25 11,00 % XVII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 845, de DOU de ) até 398,48 7,65* de 398,49 até 453,00 8,65* de 453,01 até 664,13 9,00 %

7 de 664,14 até 1.328,25 11,00 % XVIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 6.211, de DOU de ) até 398,48 7,72* de 398,49 até 453,00 8,73* de 453,01 até 664,13 9,00 % de 664,14 até 1.328,25 11,00 % XIX. Tabela Vigente no Período de a (Portaria n , de DOU de ) até 398,48 7,65* de 398,49 até 453,00 8,65* de 453,01 até 664,13 9,00 de 664,14 até 1.328,25 11,00 % XX. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 5.107, de DOU de ) até 376,60 7,65* de 376,61 até 453,00 8,65* de 453,01 até 627,66 9,00 de 627,67 até 1.255,32 11,00 %

8 XXI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 5.107, de DOU de ) até 376,60 7,65* de 376,61 até 453,00 8,65* de 453,01 até 627,66 9,00 de 627,67 até 1.255,32 11,00 % XXII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria n , de DOU de ) até 376,60 7,65* de 376,61 até 408,00 8,65* de 408,01 até 627,66 9,00 de 627,67 até 1.255,32 11,00 % XXIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 5.188, de DOU de ) até 376,60 8,00 de 376,61 até 627,66 9,00 de 627,67 até 1.255,32 11,00 %

9 XXIV. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 5.188, de DOU de ) até 360,00 8,00 de 360,01 até 600,00 9,00 de 600,01 até 1.200,00 11,00 % XXV. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 4.946, de DOU de ) até 360,00 8,00 de 360,01 até 600,00 9,00 de 600,01 até 1.200,00 11,00 % XXVI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 4.883, de DOU de ) até 360,00 7,82* de 360,01 até 390,00 8,82* de 390,01 até 600,00 9,00 de 600,01 até 1.200,00 11, XXVII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 4.883, de DOU de ) até 360,00 7,82* de 360,01 até 390,00 8,82* de 390,01 até 600,00 9,00

10 de 600,01 até 1.200,00 11,00 XXVIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 4.479, de DOU de ) até 324,45 7,82* de 324,46 até 390,00 8,82* de 390,01 até 540,75 9,00 de 540,76 até 1.081,50 11, XXIX. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 4.448, de DOU de ) até 309,56 7,82* de 309,57 até 390,00 8,82* de 390,01 até 515,93 9,00 de 515,94 até 1.031,87 11,00 XXX. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 3.964, de DOU de ) até 309,56 7,82* de 309,57 até 360,00 8,82* de 360,01 até 515,93 9,00 de 515,94 até 1.031,87 11,00

11 XXXI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 3.964, de DOU de ) até 309,56 7,82* de 309,57 até 360,00 8,82* de 360,01 até 515,93 9,00 de 515,94 até 1.031,87 11,00 XXXII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 3.926, de DOU de ) até 287,27 7,82* de 287,28 até 360,00 8,82* de 360,01 até 478,78 9,00 de 478,79 até 957,56 11,00 XXXIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria Interministerial MF/MPAS nº 16, de DOU de ) até 287,27 7,82* de 287,28 até 360,00 8,82* de 336,01 até 478,78 9,00 de 478,79 até 957,56 11,00

12 XXXIV.Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 3.242, de DOU de ) até 287,27 8,00 de 287,28 até 478,78 9,00 de 478,79 até 957,56 11,00 % XXXV. Tabela Vigente no Período de a (Ordem de Serviço nº 131, de DOU de ) até 249,80 8,00 de 249,81 até 416,33 9,00 de 416,34 até 832,66 11,00 % XXXVI. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 2.006, de DOU de ) até 249,80 8,00 de 249,81 até 416,33 9,00 de 416,34 até 832,66 10,00 % XXXVII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 1.737, de DOU de ) até 174,86 8,00 de 174,87 até 291,43 9,00 de 291,44 até 582,86 10,00 %

13 XXXVIII. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 928, de DOU de ) até 174,86 7,77 de 174,87 até 291,43 8,77 de 291,44 até 582,86 8,77 XXXIX. Tabela Vigente no Período de a (Portaria nº 846, de DOU de ) até ,02 7,77 de ,03 até ,70 8,77 de ,71 até ,50 9,77 XL. Tabela Vigente no Período de a (Portaria n. 783, de DOU de ) até ,58 7,77 de ,59 até ,64 8,77 de ,65 até ,39 9,77 XLI. Tabela Vigente nos Períodos de 1990 a COMPETÊNCIA ALÍQUOTAS 8% 9% 10% JAN/90 Até 3.044, ,73 a 5.074, ,55 a ,07 FEV/90 Até 4.753, ,12 a 7.921, ,87 a ,71 MAR a MAI/90 Até 8.212, ,44 a , ,39 a ,76 JUN/90 Até 8.654, ,27 a , ,77 a ,52 JUL/90 Até , ,03 a , ,38 a ,74

14 AGO/90 Até , ,11 a , ,18 a ,35 SET/90 Até , ,34 a , ,89 a ,76 OUT/90 Até , ,74 a , ,90 a ,78 NOV/90 Até , ,98 a , ,29 a ,55 DEZ/90 Até , ,95 a , ,91 a ,80 JAN/91 Até , ,44 a , ,07 a ,11 FEV/91 Até , ,01 a , ,01 a ,99 MAR a JUL/91 Até , ,24 a , ,39 a ,76 AGO/91 Até , ,01 a , ,01 a ,00 SET/91 a DEZ/91 Até , ,61 a , ,01 a ,00 JAN/92 a ABR/92 Até , ,84 a , ,39 a ,76 MAI/92 a AGO/92 Até , ,76 a , ,26 a ,49 SET/92 a DEZ/92 Até , ,01 a , ,67 a ,30 JAN/93 a FEV/93 Até , ,30 a , ,15 a ,23 MAR/93 a ABR/93 Até , ,60 a , ,30 a ,52 MAI/93 a JUN/93 Até , ,70 a , ,11 a ,09 JULHO/93 Até , ,26 a , ,36 a ,55 ALÍQUOTAS 7,77% 8,77% 9,77% AGOSTO/93 Até , ,94 a , ,56 a ,12 ALÍQUOTAS 8% 9% 10% SETEMBRO/93 Até , ,49 a , ,48 a ,97 OUTUBRO/93 Até , ,68 a , ,80 a ,62 NOVEMBRO/93 Até , ,14 a , ,23 a ,49 ALÍQUOTAS 8% ou 7,77% 9% ou 8,77% 10% ou 9,77% DEZEMBRO/93 Até , ,58 a , ,97 a ,98

LEI Nº 4.035. De: 04 de julho de 2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE UMUARAMA, ESTADO DO PARANÁ, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 4.035. De: 04 de julho de 2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE UMUARAMA, ESTADO DO PARANÁ, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 4.035 De: 04 de julho de 2014. Desafeta do domínio público os imóveis localizados no CONJUNTO HABITACIONAL SONHO MEU, na cidade de Umuarama - PR. A CÂMARA MUNICIPAL DE UMUARAMA, ESTADO DO PARANÁ,

Leia mais

PROC. Nº 3832/07 PR Nº 060/07 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. Nº 3832/07 PR Nº 060/07 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Apresentamos aos Senhores Vereadores o presente Projeto de Resolução, que institui premiações a serem conferidas pela Câmara Municipal de Porto Alegre. Este trabalho é resultado da

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante INTRODUÇÃO II - DO OBJETO E DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS III - DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA IV - DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII - DA DOCUMENTAÇÃO

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Fixa normas para o funcionamento das Atividades Complementares no Curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Anápolis UniEVANGÉLICA.

Leia mais

Figura I Experiência prévia em Teatro dos alunos do 1º período do Curso de Graduação em Teatro da EBA/UFMG no 1º semestre de 2009.

Figura I Experiência prévia em Teatro dos alunos do 1º período do Curso de Graduação em Teatro da EBA/UFMG no 1º semestre de 2009. Lista de Figuras Figura I Experiência prévia em Teatro dos alunos do 1º período do Curso de Graduação em Teatro da EBA/UFMG no 1º semestre de 2009. Figura 2- Local onde os alunos, com experiência prévia,

Leia mais

Perfil e Jornada de Trabalho da Equipe de Profissionais da Estação Juventude Local

Perfil e Jornada de Trabalho da Equipe de Profissionais da Estação Juventude Local PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE Perfil e Jornada de Trabalho da Equipe de Profissionais da Estação Juventude Local a) COORDENADOR ADJUNTO: 01 (Contratação Temporária

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 100, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 100, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 100, DE 2015 Altera a Lei nº 9.961, de 28 de janeiro de 2000, para determinar que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabeleça o índice máximo de reajuste das contraprestações

Leia mais

DOU Seção I 30/09/2013 MINISTÉRIO DA SAÚDE ANSS - AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR. PORTARIA No- 1, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2016

DOU Seção I 30/09/2013 MINISTÉRIO DA SAÚDE ANSS - AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR. PORTARIA No- 1, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2016 DOU Seção I 30/09/2013 MINISTÉRIO DA SAÚDE ANSS - AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR PORTARIA No- 1, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2016 A DIRETORA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR,

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

2ª feira 02/Dez/2013 - Edição nº 9097. de Umuarama.

2ª feira 02/Dez/2013 - Edição nº 9097. de Umuarama. 24 2ª feira 02/Dez/2013 - Edição nº 9097 de Umuarama. 2ª feira 02/Dez/2013 - Edição nº 9097 25 ANEXO I DO REGULAMENTO A QUE SE REFERE O DECRETO Nº 9510/2013 26 2ª feira 02/Dez/2013 - Edição nº 9097 ANEXO

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

PESQUISA ADEMI DO MERCADO IMOBILIÁRIO

PESQUISA ADEMI DO MERCADO IMOBILIÁRIO PESQUISA ADEMI DO MERCADO IMOBILIÁRIO RELATÓRIO DE JANEIRO DE 214 I INTRODUÇÃO O objetivo deste relatório é analisar os resultados da Pesquisa ADEMI no mês de janeiro de 214 no que diz respeito ao VSO

Leia mais

CAPÍTULO I DO APOIO A GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE CAPÍTULO II DA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE

CAPÍTULO I DO APOIO A GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE CAPÍTULO II DA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE LEI N.º 1.297, DE 06 DE JULHO DE 2010. Dispõe sobre apoio a Gestão do Sistema Único de Saúde, da realização de conferências no âmbito municipal, da reformulação e funcionamento do Conselho Municipal de

Leia mais

Bruno Helder Pacheco Couto

Bruno Helder Pacheco Couto Bruno Helder Pacheco Couto HABILITAÇÕES ACADÉMICAS 1991-1997 Escola Básica 3/Secundária Antero de Quental (Ponta Delgada). 1997-2002 Licenciatura em Ciências Físico Química (ensino de), habilitado pela

Leia mais

ZALMINO ZIMMERMANN TEORIA DA MEDIUNIDADE

ZALMINO ZIMMERMANN TEORIA DA MEDIUNIDADE ZALMINO ZIMMERMANN TEORIA DA MEDIUNIDADE CAMPINAS SP 2011 SUMÁRIO Primeiras palavras... 17 Capítulo I Introdução... 19 Capítulo II O mediunismo na história... 23 Capítulo III Mediunidade Conceito Tipos...

Leia mais

LEI N.º 6.048, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015.

LEI N.º 6.048, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. LEI N.º 6.048, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. Autoriza o Poder Executivo a doar os bens que equipam a Capela Mortuária do Bairro Progresso, para a Associação do Bairro Progresso. O Prefeito Municipal de Erechim,

Leia mais

VOLUME ASSUNTO PÁGINA VOLUME I

VOLUME ASSUNTO PÁGINA VOLUME I VOLUME I I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário previsto no art. 7o, 4o, desta Lei; 4 VOLUME I II - Recursos destinados

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI N.º 13.593, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010. (publicada no DOE nº 248, de 31 de dezembro de 2010) Altera a Lei nº 8.820,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM Nº 090/2015

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM Nº 090/2015 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM Nº 090/2015 A PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES. RESOLUÇÃO Nº 3.763, DE 26 DE JANEIRO DE 2012 (DOU de 08/02/2012 Seção I Pág. 68)

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES. RESOLUÇÃO Nº 3.763, DE 26 DE JANEIRO DE 2012 (DOU de 08/02/2012 Seção I Pág. 68) AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES RESOLUÇÃO Nº 3.763, DE 26 DE JANEIRO DE 2012 (DOU de 08/02/2012 Seção I Pág. 68) Altera o Anexo da Resolução nº 420, de 12 de fevereiro de 2004, que aprova as

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM 071/2013

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM 071/2013 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM 071/2013 A PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da UNIVERSIDADE ESTADUAL DE

Leia mais

Índice. Átrio ou Três Encontros e Duas Notas...17. De Um A Razão Animada por Álvaro Ribeiro...21

Índice. Átrio ou Três Encontros e Duas Notas...17. De Um A Razão Animada por Álvaro Ribeiro...21 Índice Átrio ou Três Encontros e Duas Notas...17 De Um A Razão Animada por Álvaro Ribeiro...21 Carta I...25 I Domingo do Advento, 3 de Dezembro de 2006 Passeios no campo Carta II...28 II Domingo do Advento,

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Informativo 24. Guia de Conduta nas Competições da SAE BRASIL

Informativo 24. Guia de Conduta nas Competições da SAE BRASIL Informativo 24 Guia de Conduta nas Competições da SAE BRASIL Objetivo: Orientar e esclarecer todos os participantes e presentes as condutas necessárias para a realização da Competição em clima de respeito

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

PERÍODO DE INCUBAÇÃO SEIS DIAS INSETICIDAS QUÍMICOS (VENENO) QUALQUER PESSOA VÍRUS

PERÍODO DE INCUBAÇÃO SEIS DIAS INSETICIDAS QUÍMICOS (VENENO) QUALQUER PESSOA VÍRUS VETOR PICAR UMA INFECTADA PERÍODO DE INCUBAÇÃO NÃO EXISTE ELIMINAÇÃO DOS OVO TRINTA DIAS SEIS DIAS INTERIOR DAS CASAS NOTIFICAÇÃO E MULTA DOIS BILHÕES DE REAIS QUÍMICOS (VENENO) Aedes aegypti e Aedes albopictus

Leia mais

PORTARIA Nº 22, DE 18 DE JANEIRO DE 2008

PORTARIA Nº 22, DE 18 DE JANEIRO DE 2008 PORTARIA Nº 22, DE 18 DE JANEIRO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO, INTERINO, DE MINAS E ENERGIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos II e IV, da Constituição Federal,

Leia mais

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 181, 6º, da Lei Complementar nº 053/2005, RESOLVE:

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 181, 6º, da Lei Complementar nº 053/2005, RESOLVE: RESOLUÇÃO SEMFAZ Nº 009/2015. Altera a relação de substitutos tributários que integra o Anexo III da Lei Complementar nº 053/2005 e dá outras providências. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso de

Leia mais

Anexo 1 Plan de clase (10º B/F/G; Describir la vivienda)

Anexo 1 Plan de clase (10º B/F/G; Describir la vivienda) Anexo 1 Plan de clase (10º B/F/G; Describir la vivienda) i Anexo 1.1 Trabalhos realizados pelos alunos (Posters) ii Anexo 2 Planificação de unidade didáctica (10º D; La gastronomía española) iii Anexo

Leia mais

1. Roteiro Básico. a) Nome da unidade proponente, título e número da edição do curso, número do processo (na capa e na folha vestibular);

1. Roteiro Básico. a) Nome da unidade proponente, título e número da edição do curso, número do processo (na capa e na folha vestibular); Roteiro e Instruções Normativas aplicáveis a projetos de cursos de especialização lato sensu, baseados nas Resoluções nº 03/2002 -CONSUN, 01/96 CONDIR, 01/2001 da CES / CNE e no Regimento Geral da UFU.

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES YOU TELECOM ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES LTDA ME, CNPJ nº 14.450.742/0001-23 com sede no endereço SRTV/s, quadra 701, conjunto E, edifício

Leia mais

DECRETO Nº 7.294, DE 6 DE SETEMBRO DE 2010 DOU 08.09.2010. Dispõe sobre a Política de Mobilização Nacional.

DECRETO Nº 7.294, DE 6 DE SETEMBRO DE 2010 DOU 08.09.2010. Dispõe sobre a Política de Mobilização Nacional. DECRETO Nº 7.294, DE 6 DE SETEMBRO DE 2010 DOU 08.09.2010 Dispõe sobre a Política de Mobilização Nacional. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea "a",

Leia mais

LEI Nº 2.282, DE 29 DE JANEIRO DE 2007. (Atualizado conforme a Lei nº 2.668, de 20 de agosto de 2010)

LEI Nº 2.282, DE 29 DE JANEIRO DE 2007. (Atualizado conforme a Lei nº 2.668, de 20 de agosto de 2010) LEI Nº 2.282, DE 29 DE JANEIRO DE 2007. (Atualizado conforme a Lei nº 2.668, de 20 de agosto de 2010) Desativa Escolas Municipais da Zona Rural e desafeta áreas públicas. seguinte Lei: O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Cadeia de caracteres (strings)

Cadeia de caracteres (strings) BCC 201 - Introdução à Programação I Cadeia de caracteres (strings) Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/1 Cadeia de caracteres I Definição: são seqüências de letras, números ou símbolos onde o último caracter

Leia mais

FUNDO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS E ANEXOS DE AMPARO

FUNDO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS E ANEXOS DE AMPARO FUNDO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS E ANEXOS DE AMPARO O Convênio celebrado com o Cartório de Registro de Imóveis e Anexos, de Amparo, em dezembro de 1994, possibilitou a transferência da massa documental,

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto no art. 37, II, da Constituição Federal, combinado com os artigos 90 e seguintes da Lei n 2.018, de 17 de janeiro de 1986;

CONSIDERANDO o disposto no art. 37, II, da Constituição Federal, combinado com os artigos 90 e seguintes da Lei n 2.018, de 17 de janeiro de 1986; DECRETO N 8.876, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Homologa o concurso público n 01/2014 na forma que especifica. CLAYTON ROBERTO MACHADO, Prefeito do Município de Valinhos, no uso das atribuições que lhe são

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 212, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2013 Poder Executivo Institui o Calendário Oficial de Eventos do, e dá outras providências. Art. 1º Instituí o Calendário Oficial de Eventos do, conforme eventos

Leia mais

COMPLEMENTAÇÃO DE VOTO

COMPLEMENTAÇÃO DE VOTO COMPLEMENTAÇÃO DE VOTO Perante a COMISSÃO MISTA, sobre a Medida Provisória nº 675, de 21 de maio de 2015, que altera a Lei nº 7.689, de 15 de dezembro de 1988, para elevar a alíquota da Contribuição Social

Leia mais

O Colégio Militar de Curitiba, em relação ao regulamento Nº 001/13 resolve, complementar os seguintes itens :

O Colégio Militar de Curitiba, em relação ao regulamento Nº 001/13 resolve, complementar os seguintes itens : O de Curitiba, em relação ao regulamento Nº 001/13 resolve, complementar os seguintes itens : 2. DAS CONDIÇÕES DE INGRESSO, REMUNERAÇÃO E ATRIBUIÇÕES b. O regime de trabalho será, preferencialmente, o

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC. Atualizado para 2015.2

CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC. Atualizado para 2015.2 CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC Atualizado para 2015.2 1ª Fase I: MED 7001 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA MEDICINA I Anatomia 48 (+12 Integr.) Fisiologia 68 (+12 Integr.) Bioquímica 62 Histologia

Leia mais

DAS COORDENAÇÃO DE EIXO_TECNOLÓGICO

DAS COORDENAÇÃO DE EIXO_TECNOLÓGICO DAS COORDENAÇÃO DE EIXO_TECNOLÓGICO TÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES Art. 1 - À coordenação de eixo-tecnológico compete: I - Convocar e presidir as reuniões do Colegiado de Curso; II - Submeter à Coordenação

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE TECNOLOGIA NT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE TECNOLOGIA NT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CAPÍTULO I Do Departamento de Engenharia Elétrica Art. 1 O Departamento de Engenharia Elétrica é o órgão acadêmico que congregam docentes

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante I - INTRODUÇÃO II - OBJETO III - DOS ÓRGÃOS E UNIDADES INTEGRANTES DO REGISTRO IV - CONDIÇÕES GERAIS PARA PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII -

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ

TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ DIRETORIA DE CONTAS MUNICIPAIS Prestação de Contas de Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista Municipais Prestação de Contas Anual Instrução Normativa n 22/2008 INSTRUÇÃO

Leia mais

EDITAL Nº. 002/2010/CAA/PrG/UEG

EDITAL Nº. 002/2010/CAA/PrG/UEG UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO ACADÊMICA BR 153, km 98 - CAMPUS Henrique Santillo- FONES: 62 3328-1175 / 1168 ANÁPOLIS - GO. CEP: 75.001-970 EDITAL Nº. 002/2010/CAA/PrG/UEG

Leia mais

RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 04/97

RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 04/97 ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE CAAPIRANGA PODER LEGISLATIVO RUA ANTONIO MACENA, 88. SANTA LUZIA CEP 69.410-000 RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 04/97 DISPÕE SOBRE A ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 457, DE 08 DE MARÇO DE 2002. Institui o Fórum Permanente da Agenda 21, no âmbito do Município de Goiânia, e estabelece normas para a sua organização

Leia mais

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2015

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2015 ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2015 I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Capítulo I Introdução e objectivo Introdução Objectivos do estudo Motivação para o estudo 2. Capítulo II Revisão da Literatura 4

Capítulo I Introdução e objectivo Introdução Objectivos do estudo Motivação para o estudo 2. Capítulo II Revisão da Literatura 4 Índice geral Capítulo I Introdução e objectivo 1 Pág. 1.0 Introdução 2 1.1 Objectivos do estudo 2 1.2 Motivação para o estudo 2 Capítulo II Revisão da Literatura 4 2.1 O Suicídio na História e na Literatura:

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS Estado do Paraná

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS Estado do Paraná SECRETARIA EXECUTIVA LEI Nº 3.336, DE 30 DE AGOSTO DE 2006 Dispõe sobre a criação de empregos públicos para a execução dos Programas de Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO 1 RESOLUÇÃO Nº 20 O BANCO CENTRAL DA REPÚBLICA DO BRASIL, na forma da deliberação do Conselho Monetário Nacional, em sessão de 28.2.66, e com fundamento no parágrafo 1º do art. 20, da Lei nº 4.864, de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO 1 RESOLUÇÃO Nº 20 Documento normativo revogado pela Resolução 2735, de 28/06/2000. O BANCO CENTRAL DA REPÚBLICA DO BRASIL, na forma da deliberação do Conselho Monetário Nacional, em sessão de 28.2.66,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMON Gabinete do Prefeito Secretaria Municipal de Governo

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMON Gabinete do Prefeito Secretaria Municipal de Governo LEI MUNICIPAL Nº 1940, DE 05 DE DEZEMBRO DE 2014. Denomina e delimita os bairros do município de Timon-MA. O PREFEITO MUNICIPAL DE TIMON, ESTADO DO MARANHÃO: Faço saber que a Câmara Municipal de Timon

Leia mais

Publicado no DOM em 15 jul 2015. Aprova o Regimento Interno do Fórum Permanente de Desenvolvimento Econômico e Turismo, na forma que especifica.

Publicado no DOM em 15 jul 2015. Aprova o Regimento Interno do Fórum Permanente de Desenvolvimento Econômico e Turismo, na forma que especifica. Decreto Nº 15203 DE 01/07/2015 Publicado no DOM em 15 jul 2015 Aprova o Regimento Interno do Fórum Permanente de Desenvolvimento Econômico e Turismo, na forma que especifica. O Prefeito Municipal de Teresina,

Leia mais

Índice de Gráficos. vii

Índice de Gráficos. vii Índice de figuras Figura 1 Figura 2 Figura 3 Figura 4 Figura 5 Figura 6 Modelo de raciocínio e acção pedagógica (adaptado de Shulman e Marcelo por Tavares, 1997) Modelo reflexivo de desenvolvimento / formação

Leia mais

Plano Superior: Cobertura e Procedimentos Garantidos

Plano Superior: Cobertura e Procedimentos Garantidos Plano Superior: Cobertura e Procedimentos Garantidos A CONTRATADA assegurará aos beneficiários regularmente inscritos e satisfeitas as respectivas condições, a cobertura básica prevista neste capítulo

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

A DESVALORIZAÇÃO DO FEMININO NO MUNDO DO CONSUMO - APLICAÇÕES 83 EXPLORATÓRIAS ÀS MARCAS, AO MARKETING E À PUBLICIDADE

A DESVALORIZAÇÃO DO FEMININO NO MUNDO DO CONSUMO - APLICAÇÕES 83 EXPLORATÓRIAS ÀS MARCAS, AO MARKETING E À PUBLICIDADE ÍNDICE I - INTRODUÇÃO 19 II - METODOLOGIA I 21 III - REVISÃO TEÓRICA 23 NÚMEROS E FACTOS - A AMPLITUDE DO FEMININO 23 Demografia Nacional e Internacional 23 A Evolução da Educação 25 O Mundo Laboral 27

Leia mais

APOSTILA - TRF1-DICAP

APOSTILA - TRF1-DICAP 1 de 9 30/9/2015 17:31 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO APOSTILA - TRF1-DICAP O DIRETOR-GERAL DA SECRETARIA DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE:

Leia mais

Define obrigações acessórias e penalidades para o ISS, e dá outras providências.

Define obrigações acessórias e penalidades para o ISS, e dá outras providências. Define obrigações acessórias e penalidades para o ISS, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE FARROUPILHA, RS FAZ SABER que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e ele sanciona a seguinte

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 150, DE 25 DE SETEMBRO DE 2013 Poder Executivo Institui o Calendário Oficial de Eventos do, e dá outras providências. Art. 1º Fica por esta Lei, instituído e aprovado o Calendário Oficial

Leia mais

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS 25.01.2010 ÍNDICE 1. Notificação de Início do Acompanhamento... 3 2. Software para Elaboração de Projetos Agropecuários... 5 2.1. Ícones... 6 3. Cadastro do

Leia mais

PORTARIA AGEPEN Nº 10, DE 14 DE OUTUBRO DE 2015.

PORTARIA AGEPEN Nº 10, DE 14 DE OUTUBRO DE 2015. PORTARIA AGEPEN Nº 10, DE 14 DE OUTUBRO DE 2015. Dispõe sobre a administração e o controle de bens que compõem o acervo patrimonial da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, e dá outras

Leia mais

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO VERSÃO: 01/7/2008 MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO 01/7/2008 2/8 ÍNDICE

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO INTERNO SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMA I Âmbito de Aplicação O Centro Social de S. Miguel de Arcozelo, Associação de Solidariedade Social, é uma Instituição

Leia mais

DECRETO Nº 2.232 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013

DECRETO Nº 2.232 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 DECRETO Nº 2.232 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 Regulamenta o regime de substituição tributária do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza ISSQN, instituído pela Lei Complementar n 03, de 17 de setembro

Leia mais

Subseção I Da Subsecretaria de Biblioteca SUBIB. I coordenar atividades relativas ao controle e à atualização do acervo bibliográfico do Tribunal;

Subseção I Da Subsecretaria de Biblioteca SUBIB. I coordenar atividades relativas ao controle e à atualização do acervo bibliográfico do Tribunal; Subseção I Da Subsecretaria de Biblioteca SUBIB Art. 273. À Subsecretaria de Biblioteca SUBIB compete: I coordenar atividades relativas ao controle e à atualização do acervo bibliográfico do Tribunal;

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO TERMO DE EXCLUSÃO DO SIMPLES NACIONAL

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO TERMO DE EXCLUSÃO DO SIMPLES NACIONAL MANUAL DE PREENCHIMENTO DO TERMO DE EXCLUSÃO DO SIMPLES NACIONAL A pessoa jurídica, optante pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas

Leia mais

Noções de Direitos Humanos Declaração Universal dos Direitos Humanos

Noções de Direitos Humanos Declaração Universal dos Direitos Humanos Noções de Direitos Humanos Declaração Universal dos Direitos Humanos Direitos Humanos Criada durante o pós Guerra ( 2ª Guerra Mundial), em 1946 e aprovada em 1948 pela Assembléia Geral das Nações Unidas;

Leia mais

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI VERSÃO: 20/7/2009 2/8 MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DOS PARTICIPANTES

Leia mais

DECRETO N o 3.831, de 9 de dezembro de 2005

DECRETO N o 3.831, de 9 de dezembro de 2005 DECRETO N o 3.831, de 9 de dezembro de 2005 Renova curso e reconhece cursos de Educação Superior, autoriza o funcionamento de cursos de Educação Superior, Ensino Médio, Educação Profissional, Especialização

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL FATOR IFIX FII

RELATÓRIO MENSAL FATOR IFIX FII FATOR IFIX FII Dezembro de 2016 FATOR IFIX FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PERFIL DO FUNDO O Fator IFIX Fundo de Investimento Imobiliário FII tem como objetivo o investir preponderantemente, em cotas

Leia mais

Parágrafo único. No exercício de suas competências, as atividades da ANAC se estruturam nas seguintes categorias:

Parágrafo único. No exercício de suas competências, as atividades da ANAC se estruturam nas seguintes categorias: SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL RESOLUÇÃO Nº 245, DE 4 DE SETEMBRO DE 2012 Altera dispositivos do Regimento Interno da ANAC. A DIRETORIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL

Leia mais

CAPÍTULO I DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO

CAPÍTULO I DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que celebram Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Estado de Minas Gerais SAAE/MG, entidade sindical de primeiro grau, representativa da categoria profissional

Leia mais

De (Regulamento Original) Para (Regulamento Proposto) Justificativa

De (Regulamento Original) Para (Regulamento Proposto) Justificativa CAPÍTULO I CAPÍTULO I DO OBJETO DO OBJETO Art. 1º Este Regulamento estabelece os direitos e as obrigações dos Instituidores, dos Participantes, dos Beneficiários e do Fundo de Pensão Multipatrocinado da

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL FATOR IFIX FII

RELATÓRIO MENSAL FATOR IFIX FII FATOR IFIX FII Novembro de 2016 FATOR IFIX FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PERFIL DO FUNDO O Fator IFIX Fundo de Investimento Imobiliário FII tem como objetivo o investir preponderantemente, em cotas

Leia mais

4.1 Tubo Coletor de Esgoto Kanasan Ocre

4.1 Tubo Coletor de Esgoto Kanasan Ocre 4.1 Tubo Coletor de Esgoto Kanasan Ocre O Kanasan é um tubo corrugado de dupla parede, fabricado em Polietileno de Alta Densidade (PEAD), semi rígido, anelado externamente e liso internamente (Figura 1,

Leia mais

DECRETO Nº 1.088, DE 27 DE JUNHO DE 2014

DECRETO Nº 1.088, DE 27 DE JUNHO DE 2014 DECRETO Nº 1.088, DE 27 DE JUNHO DE 2014 Publicado no DOE(Pa) de 30.06.14. Retificação no DOE(Pa) de 16.07.14 e 26.11.14. Altera dispositivos do Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação

Leia mais

CURRICULUM VITAE Alys

CURRICULUM VITAE Alys CURRICULUM VITAE Alys Dados pessoais: Nome: Alys Bittencourt Furtado Profissão: médica, artista plástica Formação artística: Prof. Roberto de Souza Prof. Daniel Elbaum 1. Troféu: 2002 - Troféu Henrique

Leia mais

Portaria n.º 931/2006 de 8 de Setembro Publicado no DR 174, Série I de 2006-09-08

Portaria n.º 931/2006 de 8 de Setembro Publicado no DR 174, Série I de 2006-09-08 Rectificada pela Declaração de Rectificação n.º 76-A/2006, de 7-11. Alterada pela Portaria n.º 256/2007, de 12-3. Alterada pela Portaria n.º 1165/2007, de 13-9. MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Portaria

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 086/2015. Autoriza o recebimento por doação de móveis usados da Caixa Econômica Federal e dá outras providências.

PROJETO DE LEI Nº 086/2015. Autoriza o recebimento por doação de móveis usados da Caixa Econômica Federal e dá outras providências. PROJETO DE LEI Nº 086/2015. Autoriza o recebimento por doação de móveis usados da Caixa Econômica Federal e dá outras providências. Art. 1 o É o Município autorizado a receber por doação da Caixa Econômica

Leia mais

CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA PROVIMENTO Nº 13/2009.

CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA PROVIMENTO Nº 13/2009. CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA PROVIMENTO Nº 13/2009. DISPÕE SOBRE ATOS DO JUIZ E ATOS ORDINATÓRIOS QUE DEVEM SER PRATICADOS PELO ESCRIVÃO, CHEFE DE SECRETARIA OU SERVIDOR DEVIDAMENTE AUTORIZADO, INDEPENDENTE

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CARGO PROFESSOR BOLSISTA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CARGO PROFESSOR BOLSISTA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CARGO PROFESSOR BOLSISTA Edital nº 002/2015 de 07 de Maio de 2015. O Coordenador Geral do Núcleo de Ensino a Distância

Leia mais

Samara Bassi. Cartas para G.

Samara Bassi. Cartas para G. Samara Bassi Cartas para G. Samara Bassi Cartas para G. e outros bilhetes passados pelo vão da porta São Paulo 2012 Copyright 2012 Todos os direitos reservados a: Samara Regina Bassi 1ª Edição Dezembro

Leia mais

Prefácio 17 Explicação necessária 19

Prefácio 17 Explicação necessária 19 SUMÁRIO Prefácio 17 Explicação necessária 19 I. CONSTITUIÇÃO 21 1. Conceitos 21 2. História das Constituições 21 3. Classificação das Constituições 23 4. Elementos das Constituições 24 5. Estrutura da

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 13/2015, DE 4 DE MAIO DE 2015

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 13/2015, DE 4 DE MAIO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS ATUALIZADO ATÉ 05/07/2011.

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS ATUALIZADO ATÉ 05/07/2011. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS ATUALIZADO ATÉ 05/07/2011 O texto atualizado está disponível no link: http://info.fazenda.sp.gov.br/nxt/gateway.dll?f=templates&fn=default.htm&vid=sefaz_tributaria:vtribut

Leia mais

Justiça Eleitoral, pautando suas ações nos princípios que regem a Administração

Justiça Eleitoral, pautando suas ações nos princípios que regem a Administração PUBUCADO(A) KO DlARIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO SECREJAR! SJl TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE PERNAMBUCO RESOLUÇÃO W 164 (10.7.2012) PROCESSO ADMINISTRATIVO N^ 300-62.2012.6.17.0000 - RECIFE - PERNAMBUCO. Relator:

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

SIMPLES NACIONAL - CÁLCULO DO VALOR DEVIDO

SIMPLES NACIONAL - CÁLCULO DO VALOR DEVIDO SIMPLES NACIONAL - CÁLCULO DO VALOR DEVIDO O cálculo do valor devido do Simples Nacional deverá ser efetuado por meio de aplicativo específico disponível na internet. O documento único de arrecadação para

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO

MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO VERSÃO: 13/12/2011 2 / 34 MANUAL DE NORMAS DE DIREITO DE ACESSO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 4 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 4 CAPÍTULO TERCEIRO DOS TIPOS DE

Leia mais

REGIMENTO DO CREA-RJ TÍTULO I DO CONSELHO REGIONAL CAPÍTULO I DA NATUREZA, DA FINALIDADE E DA ORGANIZAÇÃO DO CREA

REGIMENTO DO CREA-RJ TÍTULO I DO CONSELHO REGIONAL CAPÍTULO I DA NATUREZA, DA FINALIDADE E DA ORGANIZAÇÃO DO CREA REGIMENTO DO CREA-RJ TÍTULO I DO CONSELHO REGIONAL CAPÍTULO I DA NATUREZA, DA FINALIDADE E DA ORGANIZAÇÃO DO CREA Art. 1 o O Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro Crea-RJ

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3284 -ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 3284 -ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 3284 -ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2014. ALTERA A RESOLUÇÃO Nº 1.274- ANTAQ, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2009, QUE DISPÕE SOBRE OUTORGA DE AUTORIZAÇÃO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS,

Leia mais

Informação e Comunicações

Informação e Comunicações ORIGEM Ministério da Integração Nacional Departamento Nacional de Obras Política de Segurança da Contra as Secas DNOCS Informação e Comunicações Departamento Nacional de Obras Contra as Secas REFERÊNCIA

Leia mais

Inmetro - Qualidade do Ar em Estabelecimentos de Uso Público e Coletivo#conclus...

Inmetro - Qualidade do Ar em Estabelecimentos de Uso Público e Coletivo#conclus... Página 1 de 7.: Qualidade do Ar em Estabelecimentos de Uso Público e Coletivo :. Metodologia de Análise, Ensaios Realizados e Resultados Obtidos As equipes que visitaram os estabelecimentos eram compostas

Leia mais

Circular 357/2015 São Paulo, 26 de Outubro de 2015.

Circular 357/2015 São Paulo, 26 de Outubro de 2015. Circular 357/2015 São Paulo, 26 de Outubro de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) INDEFERIMENTO DOS PROJETOS APRESENTADOS NO ÂMBITO DO PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À ATENÇÃO ONCOLÓGICA (PRONON) Diário Oficial

Leia mais

ANEXO I CONVITE Nº 002/2013 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I CONVITE Nº 002/2013 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I CONVITE Nº 002/2013 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO NOS PRÉDIOS DA DMED LISTADOS ABAIXO 1 - OBJETO Elaboração de Projeto

Leia mais

DECRETO Nº 2.380, DE 28 DE AGOSTO DE 2014. Dispõe sobre a homologação de pareceres e resoluções do Conselho Estadual de Educação (CEE).

DECRETO Nº 2.380, DE 28 DE AGOSTO DE 2014. Dispõe sobre a homologação de pareceres e resoluções do Conselho Estadual de Educação (CEE). DECRETO Nº 2.380, DE 28 DE AGOSTO DE 2014 Dispõe sobre a homologação de pareceres e resoluções do Conselho Estadual de Educação (CEE). O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso das atribuições privativas

Leia mais