O que pode o Provedor de Justiça Europeu fazer por si?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que pode o Provedor de Justiça Europeu fazer por si?"

Transcrição

1 O que pode o Provedor de Justiça Europeu fazer por si? Provedor de Justiça Europeu Um guia para os cidadãos PT

2 Publicado em todas as línguas oficiais da União Europeia: alemão, dinamarquês, espanhol, finlandês, francês, grego, inglês, italiano, neerlandês, português e sueco. O Provedor de Justiça Europeu 1, avenue du Président Robert Schuman BP 403 F Estrasburgo Cedex Manuscrito concluído em Junho de 2002 Fotografias: O Provedor de Justiça Europeu, serviços do Parlamento Europeu, Audiovisual Library European Commission, Doriane Gaertner ISBN Comunidades Europeias, 2002 Reprodução autorizada mediante indicação da fonte Printed in Spain IMPRESSO EM PAPEL BRANQUEADO SEM CLORO

3 Índice Preâmbulo 5 O que pode o Provedor de Justiça Europeu fazer por mim? 7 Quais as principais áreas de actividade do Provedor de Justiça? 11 Salvaguarda dos direitos fundamentais 11 Garantia de uma administração aberta e responsável 15 Melhoria do serviço fornecido pelas instituições 18 Garantia de respeito pelo Estado de direito 21 Protecção dos direitos dos funcionários nas instituições 22 Como é que o Provedor de Justiça obtém resultados? 23 Cooperando com as instituições 23 Estabelecendo ligações com a família de provedores de Justiça 25 Comunicando consigo O cidadão 27 O que conseguiu o Provedor de Justiça até agora? 31 Opiniões de uma série de intervenientes da UE 31 Estatísticas 34 Como é que apresento uma queixa ao Provedor de Justiça? 37 Formulário para apresentação de queixa 37 3

4

5 Preâmbulo A figura do Provedor de Justiça Europeu foi instituída pelo Tratado de Maastricht para lidar com as queixas apresentadas contra actos de má administração praticados pelas instituições e organismos da Comunidade Europeia. Em 1995, coube-me a honra de ser eleito como primeiro Provedor de Justiça Europeu. Desde essa altura, lidei com mais de queixas de cidadãos, empresas, organizações e autoridades públicas. Cada litígio resolvido, cada carta a que foi dada resposta, cada factura paga, cada documento a que foi permitido o acesso, cada reforma administrativa realizada em resultado dos inquéritos do Provedor de Justiça, traduz-se na satisfação de mais um cidadão. Mas não apenas: quando as instituições resolvem um problema levantado por um indivíduo, todos beneficiam. Seja no encurtamento dos prazos de pagamento, no mais fácil acesso a documentos ou numa maior justiça nos procedimentos, os sete últimos anos permitiram assistir a mudanças positivas no modo como é conduzida a administração da Comunidade. Esta melhoria coloca-nos mais perto de transformarmos em realidade um dos direitos fundamentais consagrados na Carta de Nice: o direito de todos os cidadãos europeus a uma boa administração. Este guia realça os esforços desenvolvidos pelo Provedor ao longo dos últimos anos no sentido de resolver os problemas entre os cidadãos e a administração da Comunidade. As instituições e os organismos têm cooperado de forma positiva na resposta às queixas que eu lhes faço chegar. Muito continua ainda por fazer, mas estou convicto de que eles irão continuar a melhorar o seu desempenho. Espero que este guia lhe proporcione uma visão mais clara dos serviços prestados pelo gabinete do Provedor de Justiça Europeu. Juntos poderemos assegurar uma melhor administração pública por parte da UE, para benefício de todos. Jacob Söderman 5

6

7 O que pode o Provedor de Justiça Europeu fazer por mim? O que faz o Provedor de Justiça? O Provedor de Justiça investiga as queixas relativas a casos de má administração a nível da acção das instituições ou dos organismos comunitários. A má administração ocorre quando um organismo público não actua em conformidade com uma regra ou princípio a que está vinculado. Posso apresentar uma queixa? Qualquer cidadão de um Estado-Membro da União Europeia ou residente num Estado-Membro pode apresentar uma queixa ao Provedor de Justiça Europeu. As empresas, associações ou outros organismos que tenham sede estatutária na União podem igualmente apresentar queixas ao Provedor de Justiça. Não tem de demonstrar que é directamente afectado pelo alegado caso de má administração para apresentar uma queixa. Sobre que matérias posso apresentar uma queixa? Quando uma instituição não faz o que deveria fazer, o faz mal ou faz algo que não deveria fazer, poderá existir motivo para apresentar uma queixa ao Provedor de Justiça. Alguns dos problemas mais comuns que este investiga estão relacionados com atrasos indevidos, recusa de informação, discriminação e abuso de poder. Tem de apresentar queixa no prazo de dois anos a partir da data em que tomou conhecimento dos factos a que se refere e deverá já ter contactado a instituição ou organismo visado, por exemplo, através de carta. 7

8 Contra quem posso apresentar uma queixa? O Provedor de Justiça Europeu examina queixas apresentadas contra instituições e organismos da Comunidade. Não é da sua competência investigar queixas contra autoridades nacionais, regionais ou locais, mesmo que as queixas se refiram ao direito comunitário. O Provedor de Justiça Europeu investiga queixas apresentadas contra: A Comissão Europeia O Conselho da União Europeia O Parlamento Europeu O Tribunal de Contas O Tribunal de Justiça (excepto no exercício das suas funções jurisdicionais) O Comité Económico e Social O Comité das Regiões O Banco Central Europeu O Banco Europeu de Investimento O Europol Qualquer outro organismo comunitário O que posso conseguir ao apresentar uma queixa? Quando o Provedor de Justiça informa a instituição relevante sobre uma queixa que recebeu, esta pode tomar as medidas necessárias para solucionar o problema. A isto chama-se resolução pela instituição. Se não for possível alcançar uma solução amigável e o caso de má administração não puder ser solucionado, o Provedor de Justiça pode dirigir uma observação crítica à instituição. Quando se detecta um caso de má administração e este não é resolvido durante o inquérito, o Provedor de Justiça tenta encontrar uma solução amigável que satisfaça o(a) queixoso(a). Se esta tentativa fracassar, ele pode então redigir um projecto de recomendação à instituição, convidando-a a tomar as medidas necessárias para solucionar o caso de má administração. Se a instituição em causa não aceitar as suas recomendações, o Provedor de Justiça pode apresentar ao Parlamento Europeu um relatório especial. 8

9 E se o Provedor de Justiça não puder investigar a minha queixa? Se o Provedor de Justiça não puder investigar a queixa se, por exemplo, for relativa às administrações nacionais, regionais ou locais dos Estados-Membros ele fará o seu melhor para lhe indicar outro órgão que o possa ajudar, o qual poderá ser um Provedor de Justiça ou uma Comissão das Petições nacional ou regional. Quanto tempo tenho de esperar? Para dar um bom exemplo de serviço público, o Provedor de Justiça investiga as queixas o mais rapidamente possível. O seu objectivo é: 1) acusar a recepção das queixas no prazo de uma semana; 2) decidir se existe necessidade ou não de abrir um inquérito no prazo de um mês; 3) concluir os inquéritos no prazo de um ano. Então, como é que apresento uma queixa? Pode escrever ao Provedor de Justiça numa das 12 línguas dos Tratados da União, identificando-se claramente, mencionando de que instituição ou organismo se queixa e as razões dessa queixa. Pode apresentar a sua queixa por correio, fax, ou correio electrónico. Para garantir que faculta todas as informações necessárias, poderá preencher um formulário para apresentação de queixa, o qual pode ser obtido junto da Provedoria de Justiça ou no respectivo sítio web: default.htm O nosso formulário para apresentação de queixa está impresso nas páginas 37 e 38. Basta preenchê-lo e enviá-lo para: Provedor de Justiça Europeu 1, avenue du Président Robert Schuman BP 403 F Estrasburgo Cedex Tel.: (33) Fax: (33)

10

11 Quais as principais áreas de actividade do Provedor de Justiça? Desde que a função foi criada em 1995, o Provedor de Justiça já investigou mais de queixas. As questões levantadas variaram de disposições fiscais ao financiamento de projectos e do direito da concorrência à discriminação em razão do sexo. Os problemas que surgem mais frequentemente dizem respeito a atrasos em pagamentos, litígios contratuais, discriminação arbitrária e ausência de informação. A secção que se segue apresenta uma descrição dos resultados obtidos pelo Provedor de Justiça nas suas principais áreas de actividade. Salvaguarda dos direitos fundamentais A União Europeia comprometeu-se firmemente a respeitar os direitos fundamentais. Em Dezembro de 2000, os presidentes das três principais instituições da União a Comissão, o Parlamento e o Conselho proclamaram em Nice a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, a qual esclarece os cidadãos quanto aos direitos fundamentais que as instituições e órgãos da UE devem respeitar. O artigo 43.º da Carta prevê o direito de apresentar queixas ao Provedor de Justiça Europeu: «Qualquer cidadão da União, bem como qualquer pessoa singular ou colectiva com residência ou sede social num Estado- -Membro, tem o direito de apresentar queixas ao Provedor de Justiça da União, respeitantes a casos de má administração na actuação das instituições ou órgãos comunitários» Tornar a Carta uma realidade O Provedor de Justiça Europeu tem procurado activamente garantir que a Carta seja levada a sério pelas instituições que a proclamaram. Recordando-lhes constante-mente as promessas que fizeram aos cidadãos Europeus, exerce pressão para que as instituições provem, na prática, que respeitam a Carta no seu trabalho diário. 11

12 A Comissão Europeia aboliu uma regra que permitia a discriminação em razão do sexo, na sequência de um inquérito realizado pelo Provedor de Justiça. A regra impedia peritos nacionais em regime de destacamento de trabalharem a tempo parcial e prejudicava um maior número de mulheres do que homens. O Provedor de Justiça foi alertado para o problema por uma funcionária pública do Reino Unido que pretendia trabalhar a tempo parcial durante o seu destacamento para que pudesse cuidar do seu filho de tenra idade. O Provedor de Justiça lembrou à Comissão o artigo 21.º da Carta que proíbe a discriminação com base numa série de motivos, entre os quais o sexo. A Comissão Europeia e o Parlamento aboliram a aplicação de limites de idade nos processos de recrutamento, na sequência da pressão exercida pelo Provedor de Justiça, o qual argumentou que a aplicação de limites de idade é equivalente a discriminação, proibida pelo artigo 21.º da Carta. Depois de o Provedor de Justiça se ter recusado a assinar a decisão que criava o serviço interinstitucional de recrutamento das Comunidades Europeias devido aos limites de idade, o Parlamento e a Comissão concordaram em pôr termo à sua aplicação com efeito imediato. A Comissão Europeia tomou medidas para clarificar a liberdade de expressão dos funcionários após críticas do Provedor de Justiça. Referindo-se ao artigo 11.º da Carta, que estabelece o direito à liberdade de expressão e de informação, o Provedor de Justiça realçou a falta de uma orientação clara para os funcionários relativamente aos seus direitos e obrigações nesta área. Em resposta, a Comissão propôs um guia onde se explicassem as regras relevantes para os funcionários e acordou alterações concretas às regras que exigiam que os funcionários obtivessem autorização prévia para publicações relacionadas com o seu trabalho. 12

13 Um direito fundamental a uma boa administração A Carta prevê o direito a uma boa administração. O Provedor de Justiça Europeu propôs a inclusão deste direito, argumentando que os cidadãos europeus têm direito a uma administração aberta, responsável e conscienciosa. Para definir claramente o que significa, na prática, uma boa administração, o Provedor de Justiça redigiu o Código Europeu de Boa Conduta Administrativa. Este Código informa os cidadãos sobre o que podem esperar da administração da UE e oferece uma orientação aos funcionários sobre como proceder nos contactos com o público. Os funcionários que seguem o Código podem ter a certeza de que evitarão casos de má administração. O serviço que prestam aos cidadãos europeus deverá, por conseguinte, melhorar. O Parlamento Europeu aprovou este Código em Setembro de O Provedor de Justiça utiliza-o agora durante a investigação de queixas apresentadas por cidadãos relativas à administração. Convidou a Comissão a propor legislação administrativa europeia baseada no Código, a qual se aplicaria igualmente a todas as instituições e organismos da UE. Os deputados do PE apoiaram esta iniciativa quando adoptaram o Código. Como posso obter mais informações sobre os meus direitos? O Provedor de Justiça está empenhado em informar os cidadãos e os funcionários sobre o Código, para que ambas as partes saibam quais são os seus direitos e obrigações. Publicou o Código no seu website em 11 línguas e numa brochura fácil de utilizar, disponível no secretariado da Provedoria de Justiça. 13

14 O Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional (Cedefop) em Salonica adoptou medidas para garantir o respeito pelo seu Código de Boa Conduta Administrativa, na sequência de um inquérito realizado pelo Provedor de Justiça. Este apurou que o Cedefop tinha utilizado linguagem inadequada no tratamento das queixas. Este facto contrariava o princípio de cortesia previsto no Código. O Cedefop concordou em dar instruções aos funcionários e em divulgar sínteses das suas respostas a queixas no seu sítio web. O Provedor de Justiça criticou a Comissão Europeia por não ter respondido a uma organização portuguesa de defesa dos direitos do Homem. A organização tinha apresentado uma queixa junto da Comissão sobre a falha por parte das autoridades portuguesas em proteger os interesses dos seus membros. O Provedor de Justiça lembrou à Comissão que os princípios da boa conduta administrativa exigem que esta responda adequadamente às questões e que informe os cidadãos do seguimento dado às suas queixas. O Provedor de Justiça criticou o Comité das Regiões por não ter honrado um compromisso que tinha perante uma cidadã holandesa. A candidata tinha sido colocada numa lista de reserva para o preenchimento de um lugar no Grupo Aliança Europeia. O Comité prometeu informá-la assim que o lugar ficasse vago, contudo não o fez. O Provedor de Justiça lembrou ao Comité que faz parte de uma boa prática administrativa honrar os compromissos que se assumem perante os cidadãos. O Parlamento Europeu apresentou um pedido de desculpas aos cidadãos de Bruxelas, Paris e Londres pelo facto de não os ter notificado do resultado de um concurso de ideias. Quinze meses após o final do prazo para concorrer, os concorrentes ainda não tinham tido conhecimento dos resultados. O Provedor de Justiça convidou o Parlamento Europeu a apresentar um pedido de desculpas. O Parlamento admitiu que a forma como os seus serviços tinham tratado os pedidos de informação por parte dos concorrentes tinha sido inaceitável. 14

15 Garantia de uma administração aberta e responsável A transparência é uma parte essencial da democracia. Como cidadão, tem o direito de saber como e por que razão as decisões são tomadas. Se estiver na posse destas informações, pode avaliar o desempenho dos seus representantes políticos e garantir que as autoridades públicas são responsáveis. O facto de estar bem informado permite-lhe participar efectivamente no debate público contínuo que faz parte de uma democracia saudável. A União Europeia está empenhada na democracia e reconhece a cidadania. As instituições da UE são pois obrigadas a defender e a promover o princípio da transparência. O artigo 1.º do Tratado refere que: «as decisões (na União) serão tomadas de uma forma tão aberta quanto possível.» Este dever nem sempre foi respeitado na íntegra. Muitas das queixas investigadas pelo Provedor de Justiça Europeu incidiam sobre a falta de transparência nas instituições. Maior acesso a documentos O Provedor de Justiça tem feito um grande esforço para que as instituições da UE proporcionem o acesso mais amplo possível à informação. Os seus inquéritos relativos ao acesso do público aos documentos da União Europeia levaram quase todas as instituições e organismos comunitários a adoptarem e publicarem regras sobre o acesso. Venceu muitos casos em nome de cidadãos europeus que lhe apresentaram queixas após lhes terem sido recusadas informações. Como resultado, o número de documentos da UE no domínio público aumentou. A Statewatch, um grupo sediado no Reino Unido, que defende as liberdades cívicas na União Europeia, obteve documentos do Conselho após a intervenção do Provedor de Justiça. O Conselho tinha recusado disponibilizar os documentos mas reconsiderou a sua decisão inicial à luz dos argumentos apresentados. O Provedor de Justiça realçou a importância de salvaguardar o acesso mais amplo possível à informação por parte dos cidadãos europeus e a necessidade de respeitar as regras sobre o direito de acesso a documentos. 15

16 Novas regras sobre o acesso a documentos Em Maio de 2001, o Parlamento Europeu e o Conselho adoptaram novas regras sobre o acesso do público aos documentos do Parlamento, do Conselho e da Comissão. Estas instituições devem agora manter um registo público de documentos, acessível em formato electrónico, e que deve ser actualizado sem demora. Se as instituições cumprirem o princípio da abertura na aplicação das regras, os cidadãos estarão numa posição muito melhor para compreender o modo como funcionam as instituições. Tratamento adequado de casos de infracção A Comissão Europeia é responsável por garantir que os Estados-Membros respeitam o direito comunitário. Na execução desta tarefa, é conhecida informalmente como «a guardiã do Tratado». Conta principalmente com queixas apresentadas por cidadãos para identificar casos em que os Estados-Membros não estejam a aplicar o direito comunitário. Muitos cidadãos estavam insatisfeitos com o modo como a Comissão tratava estes casos. Apresentaram queixas ao Provedor de Justiça, afirmando que o processo era reservado e moroso, havia falta de informação relativamente aos desenvolvimentos e a Comissão não fundamentava o encerramento dos casos. Salientando a necessidade de uma maior transparência e de que os cidadãos fossem tratados de um modo adequado, o Provedor de Justiça convidou a Comissão a melhorar os seus procedimentos. Em resposta, a Comissão concordou em informar o queixoso quando pretendesse encerrar o caso e expor as suas razões para tal, antes de tomar uma decisão final. Depois de o Provedor de Justiça ter recebido ainda mais queixas, convidou a Comissão a elaborar um Código para reger as suas relações com os cidadãos durante o processo. Em Março de 2002, a Comissão tomou medidas no sentido de melhorar a situação. 16

17 A Comissão Europeia adoptou medidas no sentido de defender os direitos dos cidadãos em casos de infracção, depois de o Provedor de Justiça ter criticado os seus procedimentos. Ele apurou que a Comissão tinha fornecido informações incorrectas a um queixoso acerca do motivo pelo qual tinha dado uma investigação por concluída. A Comissão também não tinha dado ao queixoso uma oportunidade para fornecer mais provas. O caso dizia respeito a uma alegada violação do direito comunitário por parte das autoridades gregas na adjudicação do projecto para a construção do metro de Salonica. Processos de recrutamento mais abertos O sigilo nos processos que as instituições utilizam para recrutar funcionários foi outra fonte frequente de queixas ao Provedor de Justiça. Tal situação é ainda mais grave uma vez que esse é, frequentemente, o primeiro contacto das pessoas com a administração da UE. Como resultado do trabalho levado a cabo pelo Provedor de Justiça, as listas de reserva de candidatos aprovados são agora publicadas e os candidatos podem ver as suas próprias provas escritas corrigidas e conhecer a composição do júri. Este passo no sentido de uma maior transparência no recrutamento deverá ajudar a garantir uma maior confiança no processo por parte dos candidatos, originando uma melhor impressão global das instituições. O Parlamento concordou em fornecer a todos os candidatos aos seus concursos de recrutamento uma cópia das suas provas escritas corrigidas, após pedido efectuado no seguimento de uma investigação levada a cabo pelo Provedor de Justiça. Vários candidatos italianos apresentaram queixa ao Provedor de Justiça depois de terem participado num concurso organizado pelo Parlamento e de o acesso às suas provas corrigidas lhes ter sido negado. 17

18 Melhoria do serviço fornecido pelas instituições Você tem o direito de esperar que a administração pública na qual confia funcione devidamente. Desde o não cumprimento de obrigações contratuais ao atraso em pagamentos, as instituições da UE nem sempre deram o exemplo em termos das melhores práticas. No entanto, quando o Provedor de Justiça chama a atenção das instituições para um problema, estas colaboram de forma construtiva para solucionar as situações. Como resultado, o serviço que as instituições fornecem melhorou certamente. Quando escreve para uma instituição ou organismo comunitário, pode agora esperar uma resposta na sua própria língua. Pode insistir para que os funcionários expliquem e justifiquem as decisões quando tal lhes é solicitado. Se se candidatar a um concurso, pode ter a certeza de que o Provedor de Justiça intervirá se Você sentir que foi alvo de um tratamento injusto. Em suma, graças aos esforços do Provedor de Justiça, deverá agora ser-lhe prestado o serviço de alta qualidade que merece. O fim dos pagamentos em atraso Os pagamentos em atraso podem constituir um problema para qualquer empresa mas, para as pequenas e médias empresas, pode ser uma questão de sobrevivência ou falência. O Provedor de Justiça garantiu o pagamento a muitos cidadãos, empresas e associações cujas subvenções, taxas e subsídios não tinham sido pagos a tempo. Uma empresa de consultoria alemã recebeu a última parcela dos seus honorários, bem como os juros contabilizados desde 1995, após ter apresentado queixa ao Provedor de Justiça. A empresa concluiu um contrato com a Comissão Europeia em 1994 e esperou seis anos pelo pagamento. A Comissão adoptou uma abordagem flexível para evitar pagamentos atrasados a subcontratantes, após investigação levada a cabo pelo Provedor de Justiça. Um subcontratante do Reino Unido tinha apresentado queixa ao Provedor de Justiça pelo facto de estar a ser penalizado injustamente devido a uma cláusula de um contrato com a Comissão. Na cláusula constava que o contratante principal não seria pago até ter apresentado os mapas de custos de todos os seus subcontratantes. Após sugestão do Provedor de justiça, a Comissão pediu ao contratante principal que apresentasse os mapas de custos que tinha recebido, para que o pagamento pudesse ser efectuado aos subcontratantes que tinham respeitado o prazo limite. 18

19 A Comissão Europeia adoptou medidas no sentido de regularizar um problema relacionado com pagamentos do IVA em dívida a universidades irlandesas depois de o Provedor de Justiça ter analisado o caso. Um professor irlandês tinha apresentado queixa ao Provedor de Justiça, afirmando que a Comissão não tinha efectuado um reembolso do IVA no valor de euros em contratos de investigação. A Comissão confirmou que o pagamento seria efectuado assim que tivesse completado os procedimentos necessários. Uma vez que o problema surgiu porque o sistema irlandês não estava completamente alinhado com as regras fiscais comunitárias, a Comissão anunciou também que tinha encetado um processo de infracção contra a Irlanda. Depois de ter recebido um número crescente de queixas sobre pagamentos em atraso por parte da Comissão Europeia, o Provedor de Justiça abriu um inquérito de iniciativa própria. Em resposta, a Comissão propôs simplificar, clarificar e melhorar de um modo geral a forma como paga aos seus credores. Como resultado, o número de queixas apresentadas ao Provedor de Justiça sobre pagamentos em atraso diminuiu substancialmente. A Comissão está agora empenhada em apresentar 95% de todas as facturas para pagamento no prazo de 60 dias, em vez dos anteriores 60%. Respeito das obrigações contratuais Quando um cidadão, empresa ou associação assina um contrato com uma das instituições da UE, este espera que a administração respeite as suas obrigações. No entanto, as opiniões são frequentemente divergentes no que respeita àquilo que foi exactamente acordado. O Provedor de Justiça tem sempre o cuidado de assegurar que as instituições respeitam aquilo que assinaram. A Comissão Europeia concordou em conceder mais euros a um cientista alemão e aos seus colegas depois de ele ter apresentado queixa ao Provedor de Justiça. O cientista afirmava que a Comissão não o tinha compensado pela deterioração da taxa de câmbio entre o iene e o euro, o que significava que ele recebera menos do que outros cientistas em situação comparável, que tinham chegado ao Japão no ano anterior ou no ano seguinte ao abrigo do mesmo programa de investigação. O Provedor de Justiça assegurou o pagamento a um artista francês que tinha trabalhado em brochuras informativas para a Comissão. O artista apresentou queixa ao Provedor de Justiça depois de a Comissão ter recusado pagar os seus direitos de autor quando as brochuras foram reimpressas. Durante a investigação do Provedor de Justiça, a Comissão propôs uma solução financeira que foi aceite pelo artista. 19

20 A Comissão retirou um pedido de reembolso e concordou pagar a última parcela de um subsídio, depois da intervenção do Provedor de Justiça. O subsídio destinava-se ao desenvolvimento conjunto de um CD-ROM multilíngue por escolas secundárias em França, Reino Unido, Espanha e Países Baixos. Um dos beneficiários do subsídio tinha transferido recursos entre rubricas orçamentais. A Comissão argumentou que este comportamento era inadequado. Contudo, o Provedor de Justiça salientou que este comportamento era permitido ao abrigo dos termos do contrato e convidou a Comissão a pagar. O Provedor de Justiça criticou a Agência Europeia para a Segurança e a Saúde no Trabalho em Bilbau por não ter assegurado a conformidade de um contrato que tinha concluído com o direito do trabalho espanhol. Este facto ocorreu na sequência de uma queixa de um cidadão espanhol que afirmou que, não levando em conta a sua idade ao classificá-lo, a Agência não respeitou as regras da Comissão aplicadas aos funcionários locais, nas quais o seu contrato se baseava. A Agência argumentou que a legislação espanhola considerava ilícito levar a idade em linha de conta. Melhor funcionamento das instituições As queixas recebidas pelo Provedor de Justiça ajudaram a realçar procedimentos ineficientes, métodos desactualizados e práticas discriminatórias nas instituições. Em resposta, as instituições tomaram medidas para solucionar estas deficiências, levando a uma administração mais justa e mais eficaz. A Direcção de Recursos do Centro Comum de Investigação da Comissão em Ispra, Itália, aperfeiçoou os seus métodos de trabalho, na sequência de uma investigação levada a cabo pelo Provedor de Justiça. Este tinha criticado o Centro, várias vezes, por tratamento inadequado dos bolseiros, processos de recrutamento irregulares e cláusulas contratuais injustas. Em resposta, a Direcção introduziu um sistema informatizado que controla os prazos de resposta, um procedimento descentralizado de queixas e um sistema de controlo financeiro descentralizado. A Comissão Europeia reforçou as suas regras de auditoria depois de receber críticas do Provedor de Justiça. Este facto verificou-se no seguimento de uma alegação por parte de um cidadão dinamarquês, que afirmava que os funcionários da unidade de luta antifraude da Comissão tinham proferido declarações inadequadas sobre o seu caso a jornais nacionais e que os funcionários da Comissão que realizaram a auditoria se tinham comportado de modo inadequado no decorrer da mesma. Entre as medidas tomadas encontrava-se a adopção de um manual de procedimento interno que dava instruções concretas aos funcionários que mantinham contacto com a comunicação social. 20

21 Garantia de respeito pelo Estado de direito O Estado de direito é um dos princípios fundamentais no qual se baseia a UE. Tal implica que nenhuma pessoa ou organismo, independentemente do seu poder, deverá infringir a lei impunemente. A Comissão Europeia tem o dever de garantir que os Estados-Membros respeitem o direito comunitário. O Provedor de Justiça chamou a Comissão à atenção para uma série de casos, com base em queixas que recebeu. Deste modo, desempenhou o seu papel na garantia de que o direito comunitário é encarado de forma séria em toda a União. O Provedor de Justiça convidou a Comissão Europeia a investigar os riscos colocados pela avaria do reactor nuclear de um submarino britânico em Gibraltar. Este facto ocorreu na sequência da alegação por parte de diversas associações políticas e sociais, que afirmavam que as autoridades não tinham tomado as medidas sanitárias necessárias nem tinham fornecido informações ao público, tal como era exigido pela legislação comunitária. O Provedor de Justiça transferiu a queixa para a Comissão para averiguar se a situação contrariava as normas da UE relativas à protecção da população contra os riscos da radiação. O Provedor de Justiça pediu à Comissão que examinasse duas queixas de cidadãos finlandeses relativas ao arredondamento de pagamentos efectuados em euros. Os queixosos alegavam que a prática finlandesa de não fazer utilização formal das moedas de 1 e 2 cêntimos e de arredondar os preços por excesso ou por defeito era injusta e contrariava a legislação comunitária. O Provedor de Justiça pediu à Comissão que examinasse se as autoridades finlandesas tinham aplicado correctamente a legislação comunitária que determina que a primeira série de moedas inclua oito valores faciais que variam entre 1 cêntimo e 2 euros. 21

PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU

PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU P. NIKIFOROS DIAMANDOUROS EO/04/13 26 de Abril de 2004 O apresenta o relatório anual 2003 O, P. Nikiforos Diamandouros, apresenta hoje à Comissão das Petições do Parlamento

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio no âmbito do trabalho preparatório de medidas de conceção ecológica

Leia mais

22.1.2010 Jornal Oficial da União Europeia L 17/43

22.1.2010 Jornal Oficial da União Europeia L 17/43 22.1.2010 Jornal Oficial da União Europeia L 17/43 IV (Actos adoptados, antes de 1 de Dezembro de 2009, em aplicação do Tratado CE, do Tratado da UE e do Tratado Euratom) DECISÃO DO CONSELHO de 27 de Novembro

Leia mais

O PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU

O PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU O PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU O Provedor de Justiça Europeu procede a inquéritos para esclarecer eventuais casos de má administração na atuação de instituições, organismos, gabinetes e agências da União

Leia mais

- Aviso n.º 14/2009-AMCM -

- Aviso n.º 14/2009-AMCM - - Aviso n.º 14/2009-AMCM - ASSUNTO: SUPERVISÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA GUIA PARA AS INSTITUIÇÕES SEGURADORAS AUTORIZADAS REFERENTE AO TRATAMENTO DE QUEIXAS DE TOMADORES DOS SEGUROS/CLIENTES/TERCEIROS

Leia mais

Reapreciação da Comunicação relativa ao seguro de crédito à exportação em operações garantidas a curto prazo. Documento de consulta

Reapreciação da Comunicação relativa ao seguro de crédito à exportação em operações garantidas a curto prazo. Documento de consulta Reapreciação da Comunicação relativa ao seguro de crédito à exportação em operações garantidas a curto prazo 1. Introdução Documento de consulta Em alguns Estados-Membros, as agências oficiais de crédito

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 1997L0081 PT 25.05.1998 001.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições BDIRECTIVA 97/81/CE DO CONSELHO de 15 de Dezembro de 1997 respeitante ao acordo-quadro

Leia mais

Comunicações e Informações

Comunicações e Informações Jornal Oficial da União Europeia C 222 A Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 58. o ano 7 de julho de 2015 Índice V Avisos PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Comissão Europeia 2015/C 222 A/01

Leia mais

Cidadania Europeia. Debate Ser e Estar na Europa, Pintainho, Janeiro 2009

Cidadania Europeia. Debate Ser e Estar na Europa, Pintainho, Janeiro 2009 Cidadania Europeia Debate Ser e Estar na Europa, Pintainho, Janeiro 2009 O que é a cidadania? Vínculo jurídico entre o indivíduo e o respectivo Estado, traduz-se num conjunto de direitos e deveres O relacionamento

Leia mais

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO)

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) 16.3.2011 PT Jornal Oficial da União Europeia C 82 A/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) ANÚNCIO DE CONCURSOS GERAIS EPSO/AD/206/11 (AD 5) E EPSO/AD/207/11

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/9 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213932-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Serviços de especialização de médico-assistente e de dentista-assistente junto dos

Leia mais

I-Ispra: Fornecimento de um grupo electrogéneo trifásico 2012/S 187-306516. Anúncio de concurso. Fornecimentos

I-Ispra: Fornecimento de um grupo electrogéneo trifásico 2012/S 187-306516. Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:306516-2012:text:pt:html I-Ispra: Fornecimento de um grupo electrogéneo trifásico 2012/S 187-306516 Anúncio de concurso

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de medicina geral a prestar a favor do gabinete médico do Parlamento Europeu em Estrasburgo 2014/S 114-199811

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de medicina geral a prestar a favor do gabinete médico do Parlamento Europeu em Estrasburgo 2014/S 114-199811 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:199811-2014:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de medicina geral a prestar a favor do gabinete médico do Parlamento

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre a legislação aplicável aos contratos de seguro 2014/S 149-267125. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre a legislação aplicável aos contratos de seguro 2014/S 149-267125. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:267125-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre a legislação aplicável aos contratos de seguro 2014/S 149-267125

Leia mais

Desenvolvimento das relações entre o Parlamento Europeu e os parlamentos nacionais no quadro do Tratado de Lisboa

Desenvolvimento das relações entre o Parlamento Europeu e os parlamentos nacionais no quadro do Tratado de Lisboa C 212 E/94 Jornal Oficial da União Europeia 5.8.2010 Desenvolvimento das relações entre o Parlamento Europeu e os parlamentos nacionais no quadro do Tratado de Lisboa P6_TA(2009)0388 Resolução do Parlamento

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:260109-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:260109-2015:text:pt:html 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:260109-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo de viabilidade sobre um «portal europeu de mobilidade em matéria de

Leia mais

M1 DIRECTIVA DO CONSELHO de 10 de Setembro de 1984 relativa à publicidade enganosa e comparativa. (JO L 250 de 19.9.1984, p. 17)

M1 DIRECTIVA DO CONSELHO de 10 de Setembro de 1984 relativa à publicidade enganosa e comparativa. (JO L 250 de 19.9.1984, p. 17) 1984L0450 PT 12.06.2005 002.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B M1 DIRECTIVA DO CONSELHO de 10 de Setembro de 1984 relativa à publicidade enganosa

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: FL/SCIENT15 Serviços de tradução 2015/S 039-065697. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: FL/SCIENT15 Serviços de tradução 2015/S 039-065697. Anúncio de concurso. Serviços 1/12 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:65697-2015:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: FL/SCIENT15 Serviços de tradução 2015/S 039-065697 Anúncio de concurso

Leia mais

GR-Tessalónica: Ministração de formação em TIC para o pessoal do Cedefop 2012/S 213-351312. Anúncio de concurso. Serviços

GR-Tessalónica: Ministração de formação em TIC para o pessoal do Cedefop 2012/S 213-351312. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:351312-2012:text:pt:html GR-Tessalónica: Ministração de formação em TIC para o pessoal do Cedefop 2012/S 213-351312 Anúncio

Leia mais

Provedor de Justiça Europeu. Problemas com a UE? Quem pode ajudá-lo?

Provedor de Justiça Europeu. Problemas com a UE? Quem pode ajudá-lo? Provedor de Justiça Europeu Problemas com a UE? Quem pode ajudá-lo? Introdução O Provedor de Justiça Europeu procura encontrar soluções justas para as queixas contra as instituições da União Europeia,

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768. Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:316768-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768

Leia mais

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO)

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) 25.5.2011 PT Jornal Oficial da União Europeia C 155 A/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) ANÚNCIO DE CONCURSO GERAL EPSO/AD/215/11 Administradores no

Leia mais

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o, 25.6.2003 L 156/17 DIRECTIVA 2003/35/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 26 de Maio de 2003 que estabelece a participação do público na elaboração de certos planos e programas relativos ao ambiente

Leia mais

Comunicações e Informações

Comunicações e Informações Jornal Oficial da União Europeia C 183 A Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 58. o ano 4 de junho de 2015 Índice V Avisos PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Serviço Europeu de Seleção do

Leia mais

AVISO DE VAGA DE LUGAR ECA/2015/JUR. 2 lugares de jurista - Graus AD 8 - AD 9 Unidade Assuntos Jurídicos - Presidência

AVISO DE VAGA DE LUGAR ECA/2015/JUR. 2 lugares de jurista - Graus AD 8 - AD 9 Unidade Assuntos Jurídicos - Presidência RECURSOS HUMANOS Recrutamento e evolução de carreira AVISO DE VAGA DE LUGAR ECA/2015/JUR 2 lugares de jurista - Graus AD 8 - AD 9 Unidade Assuntos Jurídicos - Presidência SOMOS O Tribunal de Contas Europeu

Leia mais

B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio electrónico 2012/S 99-163950. Anúncio de concurso

B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio electrónico 2012/S 99-163950. Anúncio de concurso 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:163950-2012:text:pt:html B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Recurso a informações públicas sobre sistemas de restrição de acesso 2013/S 138-239089. Anúncio de concurso.

Bélgica-Bruxelas: Recurso a informações públicas sobre sistemas de restrição de acesso 2013/S 138-239089. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:239089-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Recurso a informações públicas sobre sistemas de restrição de acesso 2013/S

Leia mais

Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático

Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático O acesso à informação, a participação do público no processo de tomada de decisão

Leia mais

B-Bruxelas: Estudo comparativo relativo a contratos de computação em nuvem 2013/S 084-140907. Anúncio de concurso. Serviços

B-Bruxelas: Estudo comparativo relativo a contratos de computação em nuvem 2013/S 084-140907. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:140907-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Estudo comparativo relativo a contratos de computação em nuvem 2013/S 084-140907

Leia mais

Comunicações e Informações

Comunicações e Informações Jornal Oficial da União Europeia C 224 A Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 58. o ano 9 de julho de 2015 Índice V Avisos PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Serviço Europeu de Seleção do

Leia mais

de 24 de Outubro de 2006 que estabelece um Programa Comunitário para o Emprego e a Solidariedade Social Progress

de 24 de Outubro de 2006 que estabelece um Programa Comunitário para o Emprego e a Solidariedade Social Progress 15.11.2006 PT Jornal Oficial da União Europeia L 315/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) DECISÃO N. o 1672/2006/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 24 de Outubro de 2006

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:237742-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Seguro coletivo de saúde para os estagiários de determinadas instituições

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Modelo para estudos de viabilidade de um novo projeto relativo a biocombustível comercial sustentável 2013/S 248-431845

Bélgica-Bruxelas: Modelo para estudos de viabilidade de um novo projeto relativo a biocombustível comercial sustentável 2013/S 248-431845 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:431845-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Modelo para estudos de viabilidade de um novo projeto relativo a biocombustível

Leia mais

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que:

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que: C 297/6 Resolução do Conselho e dos Representantes Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, relativa à realização dos objectivos comuns em matéria de participação e informação dos jovens para

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: TM14-EN Serviços de tradução 2014/S 206-363883. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: TM14-EN Serviços de tradução 2014/S 206-363883. Anúncio de concurso. Serviços 1/11 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:363883-2014:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: TM14-EN Serviços de tradução 2014/S 206-363883 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU E CONSELHO

PARLAMENTO EUROPEU E CONSELHO 27.4.2001 PT Jornal Oficial das Comunidades Europeias L 118/41 II (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) PARLAMENTO EUROPEU E CONSELHO RECOMENDAÇÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:433388-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apólice de seguro de assistência e de vida/invalidez a favor dos membros,

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO EUROPEIA O PORTAL EUROPA, AS BASES DE DADOS E OS PORTAIS MAIS RELEVANTES

FONTES DE INFORMAÇÃO EUROPEIA O PORTAL EUROPA, AS BASES DE DADOS E OS PORTAIS MAIS RELEVANTES FONTES DE INFORMAÇÃO EUROPEIA O PORTAL EUROPA, AS BASES DE DADOS E OS PORTAIS MAIS RELEVANTES Documentação e Informação Europeias na Internet Servidor EUROPA Apresentação da estrutura Pesquisa Eurobookshop

Leia mais

PROJECTO DE ORÇAMENTO RECTIFICATIVO N.º 6 AO ORÇAMENTO GERAL DE 2010

PROJECTO DE ORÇAMENTO RECTIFICATIVO N.º 6 AO ORÇAMENTO GERAL DE 2010 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.6.2010 COM(2010) 315 final PROJECTO DE ORÇAMENTO RECTIFICATIVO N.º 6 AO ORÇAMENTO GERAL DE 2010 MAPA DE RECEITAS E DE DESPESAS POR SECÇÃO Secção II Conselho Europeu e Conselho

Leia mais

O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o artigo 179.

O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o artigo 179. REGULAMENTO (CE) N.º 806/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 21 de Abril de 2004 relativo à promoção da igualdade entre homens e mulheres na cooperação para o desenvolvimento O PARLAMENTO EUROPEU

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 3.8.2005 COM(2005) 361 final 2005/0147 (COD) Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que revoga a Directiva 90/544/CEE do Conselho relativa

Leia mais

Comunidade Europeia do Carvão e Aço. Comunidade Económica Europeia

Comunidade Europeia do Carvão e Aço. Comunidade Económica Europeia Processo de Integração Europeia Comunidade Europeia do Carvão e Aço Comunidade Económica Europeia Mercado Único Europeu União Europeia 60 anos União Económica e Monetária Europa dos 12... Sudoeste Portugal

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:351310-2012:text:pt:html GR-Tessalónica: Prestação de serviços por parte de um organizador profissional de conferências

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10578 «Duplicação e reprodução de CD, DVD e produção de pens USB» 2014/S 012-016086. Anúncio de concurso.

Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10578 «Duplicação e reprodução de CD, DVD e produção de pens USB» 2014/S 012-016086. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:16086-2014:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10578 «Duplicação e reprodução de CD, DVD e produção de pens USB» 2014/S

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:173161-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:173161-2015:text:pt:html 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:173161-2015:text:pt:html Portugal-Lisboa: Canal de aquisição para computadores híbridos 2 em 1, leves e para utilização

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:265083-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo relativo ao papel da digitalização e da inovação para a criação de

Leia mais

Agência - Contrato de prestação de serviços - Anúncio de concurso - Concurso público

Agência - Contrato de prestação de serviços - Anúncio de concurso - Concurso público 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:42434-2015:text:pt:html Irlanda-Dublim: Prestação de serviços para a formação e desenvolvimento do pessoal da Eurofound

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:256532-2013:text:pt:html Grécia-Tessalónica: Serviços de manutenção, apoio e desenvolvimento Web para o sítio Web oficial

Leia mais

PARCERIAS E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES

PARCERIAS E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS PARCERIAS E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES [MULTI-BENEFICIÁRIOS] III.1 Definições Para além das previstas no artigo II.1, aplicam-se à presente convenção

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html Alemanha-Karlsruhe: Serviços de gestão de projetos e planeamento para projetos de construção

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 9.7.2003 COM (2003) 390 final 2003/0151 (CNS) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO que altera a Decisão 2002/834/CE que adopta o programa específico de investigação,

Leia mais

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade)

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) L 113/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) REGULAMENTO (CE) N. o 733/2002 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 22 de Abril de 2002 relativo à implementação do domínio de topo.eu

Leia mais

I-Ispra: Fornecimento e manutenção de um sistema automatizado de imagiologia celular 2013/S 093-157518. Anúncio de concurso.

I-Ispra: Fornecimento e manutenção de um sistema automatizado de imagiologia celular 2013/S 093-157518. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:157518-2013:text:pt:html I-Ispra: Fornecimento e manutenção de um sistema automatizado de imagiologia celular 2013/S

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual 1 Introdução ao sistema financeiro (custos elegíveis ) Custos directos elegíveis por natureza Custos não elegíveis Período de elegibilidade Repartição das despesas financeiras em conformidade com oanexo

Leia mais

Itália-Ispra: Fornecimento de uma ambulância de emergência 2013/S 164-284879. Anúncio de concurso. Fornecimentos

Itália-Ispra: Fornecimento de uma ambulância de emergência 2013/S 164-284879. Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:284879-2013:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento de uma ambulância de emergência 2013/S 164-284879 Anúncio de concurso

Leia mais

Alemanha-Francoforte no Meno: BCE - Prestação de serviços de filmagem/vídeos/animação e de difusão na Web 2013/S 241-418284. Anúncio de concurso

Alemanha-Francoforte no Meno: BCE - Prestação de serviços de filmagem/vídeos/animação e de difusão na Web 2013/S 241-418284. Anúncio de concurso 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:418284-2013:text:pt:html Alemanha-Francoforte no Meno: BCE - Prestação de serviços de filmagem/vídeos/animação e de difusão

Leia mais

PARCERIA E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES

PARCERIA E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS PARCERIA E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES [MULTI-BENEFICIÁRIOS] III. 1 - Definições Para além das previstas no artigo II.1, aplicam-se à presente convenção

Leia mais

(JO L 113 de 30.4.2002, p. 1)

(JO L 113 de 30.4.2002, p. 1) 2002R0733 PT 11.12.2008 001.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B REGULAMENTO (CE) N. o 733/2002 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 22 de Abril

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:352871-2012:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:352871-2012:text:pt:html 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:352871-2012:text:pt:html L-Luxemburgo: Concurso n. o SANCO/2012/C4/03 relativo a um projecto-piloto relacionado com o

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:190978-2014:text:pt:html Áustria-Viena: Serviços de limpeza a favor das instalações da Casa da União Europeia em Viena

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:268336-2015:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento, instalação e manutenção de 2 sistemas de armazenamento por baterias

Leia mais

SERVIÇO EUROPEU DE SELEÇÃO DO PESSOAL (EPSO)

SERVIÇO EUROPEU DE SELEÇÃO DO PESSOAL (EPSO) 11.7.2013 PT Jornal Oficial da União Europeia C 199 A/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SERVIÇO EUROPEU DE SELEÇÃO DO PESSOAL (EPSO) ANÚNCIO DE CONCURSOS GERAIS (2013/C 199 A/01) O Serviço Europeu

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29.

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. 00065/2010/PT WP 174 Parecer 4/2010 sobre o código de conduta europeu da FEDMA relativo ao uso de dados pessoais no marketing directo Adoptado

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU DECLARAÇÃO ESCRITA

PARLAMENTO EUROPEU DECLARAÇÃO ESCRITA Documentos sobre o Ano Europeu do Voluntariado PARLAMENTO EUROPEU DECLARAÇÃO ESCRITA apresentada nos termos do artigo 116.º do Regimento por Marian Harkin, Gisela Kallenbach, Emmanouil Angelakas, Mieczysław

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Serviços bancários S2R/BANK/2015/02 2015/S 149-274501. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Serviços bancários S2R/BANK/2015/02 2015/S 149-274501. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:274501-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Serviços bancários S2R/BANK/2015/02 2015/S 149-274501 Anúncio de concurso

Leia mais

BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA FORMAÇÃO DE INVESTIGADORES EM INÍCIO DE CARREIRA

BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA FORMAÇÃO DE INVESTIGADORES EM INÍCIO DE CARREIRA ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA FORMAÇÃO DE INVESTIGADORES EM INÍCIO DE CARREIRA [VERSÃO MONOCONTRATANTE] III.1 - Definições Além das previstas no artigo II.1,

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:283598-2014:text:pt:html Itália-Ispra: Contrato-quadro de serviços de imagística, dividido em 2 lotes 2014/S 158-283598

Leia mais

Regulamento (CEE) nº 2299/89 do Conselho, de 24 de Julho de 1989, relativo a um código de conduta para os sistemas informatizados de reserva

Regulamento (CEE) nº 2299/89 do Conselho, de 24 de Julho de 1989, relativo a um código de conduta para os sistemas informatizados de reserva Regulamento (CEE) nº 2299/89 do Conselho, de 24 de Julho de 1989, relativo a um código de conduta para os sistemas informatizados de reserva Jornal Oficial nº L 220 de 29/07/1989 p. 0001-0007 Edição especial

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Serviços de apoio à promoção de talento Web na Europa através do incentivo à utilização

Leia mais

3HUJXQWDVH5HVSRVWDVVREUHD$XWRULGDGH(XURSHLD SDUDD6HJXUDQoDGRV$OLPHQWRV

3HUJXQWDVH5HVSRVWDVVREUHD$XWRULGDGH(XURSHLD SDUDD6HJXUDQoDGRV$OLPHQWRV 0(02 Bruxelas, 18 de Dezembro de 2001 3HUJXQWDVH5HVSRVWDVVREUHD$XWRULGDGH(XURSHLD SDUDD6HJXUDQoDGRV$OLPHQWRV 4XDLVVHUmRDVWDUHIDVGD$XWRULGDGH(XURSHLDSDUDD6HJXUDQoDGRV $OLPHQWRV" Tal como definido na proposta

Leia mais

DIRECTIVA 2009/14/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

DIRECTIVA 2009/14/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO 13.3.2009 Jornal Oficial da União Europeia L 68/3 DIRECTIVAS DIRECTIVA 2009/14/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 11 de Março de 2009 que altera a Directiva 94/19/CE relativa aos sistemas de garantia

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:340300-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:340300-2015:text:pt:html 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:340300-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Contrato-quadro relativo a serviços de apoio a atividades de comunicação no

Leia mais

GR-Heráclio: Segurança em nuvem «Nuvens» governamentais e notificação de incidentes 2012/S 249-411669. Anúncio de concurso.

GR-Heráclio: Segurança em nuvem «Nuvens» governamentais e notificação de incidentes 2012/S 249-411669. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:411669-2012:text:pt:html GR-Heráclio: Segurança em nuvem «Nuvens» governamentais e notificação de incidentes 2012/S 249-411669

Leia mais

SELEÇÃO DE AGENTES CONTRATUAIS A. INTRODUÇÃO

SELEÇÃO DE AGENTES CONTRATUAIS A. INTRODUÇÃO SELEÇÃO DE AGENTES CONTRATUAIS A. INTRODUÇÃO A Comissão Europeia vai lançar um procedimento de seleção aberto tendo em vista criar uma reserva de candidatos da qual recrutará agentes contratuais. No quadro

Leia mais

26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9

26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9 26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 859/2011 DA COMISSÃO de 25 de Agosto de 2011 que altera o Regulamento (UE) n. o 185/2010 que estabelece as medidas de

Leia mais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais 12054/02/PT WP 69 Parecer 1/2003 sobre o armazenamento dos dados de tráfego para efeitos de facturação Adoptado em 29 de Janeiro de 2003 O Grupo de Trabalho

Leia mais

UK-Londres: Prestação de serviços de organização de viagens 2012/S 96-158472. Anúncio de concurso. Serviços

UK-Londres: Prestação de serviços de organização de viagens 2012/S 96-158472. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:158472-2012:text:pt:html UK-Londres: Prestação de serviços de organização de viagens 2012/S 96-158472 Anúncio de concurso

Leia mais

Directiva 91/250/CEE do Conselho, de 14 de Maio de 1991, relativa à protecção jurídica dos programas de computador

Directiva 91/250/CEE do Conselho, de 14 de Maio de 1991, relativa à protecção jurídica dos programas de computador Página 1 de 5 Avis juridique important 31991L0250 Directiva 91/250/CEE do Conselho, de 14 de Maio de 1991, relativa à protecção jurídica dos programas de computador Jornal Oficial nº L 122 de 17/05/1991

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

Bruxelas, 3 de Dezembro de 1980. Sr. Vice-Primeiro-Ministro:

Bruxelas, 3 de Dezembro de 1980. Sr. Vice-Primeiro-Ministro: Decreto n.º 143-A/80 Acordo, por troca de cartas, entre a República Portuguesa e a Comunidade Económica Europeia Relativo à Implementação de Uma Ajuda Pré-Adesão a Favor de Portugal O Governo decreta,

Leia mais

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o, L 197/30 PT Jornal Oficial das Comunidades Europeias 21.7.2001 DIRECTIVA 2001/42/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 27 de Junho de 2001 relativa à avaliação dos efeitos de determinados planos e

Leia mais

Países Baixos-Haia: Limpeza e serviços conexos 2014/S 099-172131. Anúncio de concurso. Serviços

Países Baixos-Haia: Limpeza e serviços conexos 2014/S 099-172131. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:172131-2014:text:pt:html Países Baixos-Haia: Limpeza e serviços conexos 2014/S 099-172131 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE DAS EMPRESAS DO GRUPO EDP

REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE DAS EMPRESAS DO GRUPO EDP REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE DAS EMPRESAS DO GRUPO EDP Aprovado em reunião do Conselho de Administração Executivo da EDP Energias de Portugal, S.A. (EDP) em 25 de Março de 2008 Capítulo I Disposições

Leia mais

Assegurar que o Progress produz resultados

Assegurar que o Progress produz resultados Assegurar que o Progress produz resultados Quadro estratégico para a execução do Progress, programa comunitário para o emprego e a solidariedade social (2007 2013) Comissão Europeia Assegurar que o Progress

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO N.º 35/X

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO N.º 35/X PROPOSTA DE RESOLUÇÃO N.º 35/X Para a realização dos objectivos da União Europeia, importa melhorar as normas que regulam o auxílio judiciário mútuo em matéria penal entre os Estados Membros da União Europeia.

Leia mais

PE-CONS 3619/3/01 REV 3

PE-CONS 3619/3/01 REV 3 PE-CONS 3619/3/01 REV 3 relativa à avaliação dos efeitos de determinados planos e programas no ambiente O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade

Leia mais

CONVITE A MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA AGENTES CONTRATUAIS PSICOPEDAGOGOS (H/F) Grupo de funções IV EPSO/CAST/S/6/2013 I.

CONVITE A MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA AGENTES CONTRATUAIS PSICOPEDAGOGOS (H/F) Grupo de funções IV EPSO/CAST/S/6/2013 I. CONVITE A MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA AGENTES CONTRATUAIS PSICOPEDAGOGOS (H/F) Grupo de funções IV EPSO/CAST/S/6/2013 I. INTRODUÇÃO A pedido da Comissão Europeia, o Serviço Europeu de Seleção do Pessoal

Leia mais

I. Em primeiro lugar apresente a queixa à instituição seguradora autorizada

I. Em primeiro lugar apresente a queixa à instituição seguradora autorizada DECLARAÇÃO DE POLÍTICA A PROSSEGUIR NO TRATAMENTO DE QUEIXAS CONTRA SEGURADORAS, MEDIADORES DE SEGUROS E SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE PENSÕES DE DIREITO PRIVADO Introdução 1. Ao abrigo do Estatuto

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FINANCIADO PELO GOVERNO ITALIANO (MAE/DGCS) PROGRAMA AID 8420

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FINANCIADO PELO GOVERNO ITALIANO (MAE/DGCS) PROGRAMA AID 8420 AID 8420 Divulgação destinada exclusivamente à Entidade Contratante e ao autor do documento tendo em vista proteger dados pessoais e a vida privada, bem como a confidencialidade de informações comerciais

Leia mais

O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE

O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE Durante muito tempo os países da Europa andaram em guerra. A segunda Guerra Mundial destruiu grande parte do Continente Europeu. Para evitar futuras guerras, seria

Leia mais

E-Bilbau: Prestação de um serviço de «helpdesk» 2012/S 99-163953. Anúncio de concurso. Serviços

E-Bilbau: Prestação de um serviço de «helpdesk» 2012/S 99-163953. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:163953-2012:text:pt:html E-Bilbau: Prestação de um serviço de «helpdesk» 2012/S 99-163953 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Seguro contra incêndios e riscos conexos do parque imobiliário e do seu conteúdo 2013/S 131-225564. Anúncio de concurso

Luxemburgo-Luxemburgo: Seguro contra incêndios e riscos conexos do parque imobiliário e do seu conteúdo 2013/S 131-225564. Anúncio de concurso 1/10 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:225564-2013:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Seguro contra incêndios e riscos conexos do parque imobiliário e do

Leia mais

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 COMISSÃO ADMINISTRATIVA PARA A COORDENAÇÃO DOS SISTEMAS DE SEGURANÇA SOCIAL Estatutos da Comissão Administrativa para a Coordenação dos Sistemas de Segurança

Leia mais

CO-FINANCIADAS PELOS FUNDOS ESTRUTURAIS E PELO FUNDO DE COESÃO EM CASO DE INCUMPRIMENTO DAS REGRAS EM MATÉRIA DE CONTRATOS PÚBLICOS

CO-FINANCIADAS PELOS FUNDOS ESTRUTURAIS E PELO FUNDO DE COESÃO EM CASO DE INCUMPRIMENTO DAS REGRAS EM MATÉRIA DE CONTRATOS PÚBLICOS Versão final de 29/11/2007 COCOF 07/0037/03-PT COMISSÃO EUROPEIA ORIENTAÇÕES PARA A DETERMINAÇÃO DAS CORRECÇÕES FINANCEIRAS A APLICAR ÀS DESPESAS CO-FINANCIADAS PELOS FUNDOS ESTRUTURAIS E PELO FUNDO DE

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local de trabalho na UE 2014/S 039-063712

Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local de trabalho na UE 2014/S 039-063712 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:63712-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental e de arquivo 2014/S 153-273985

Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental e de arquivo 2014/S 153-273985 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:273985-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental

Leia mais

E-Bilbau: Prestação de serviços de «help desk» no domínio das TIC 2007/S 247-300719. Anúncio de concurso. Serviços

E-Bilbau: Prestação de serviços de «help desk» no domínio das TIC 2007/S 247-300719. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 E-Bilbau: Prestação de serviços de «help desk» no domínio das TIC 2007/S 247-300719 Anúncio de concurso Serviços Secção I: Entidade adjudicante I.1) Designação, endereços e pontos de contacto: Agência

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução para inglês 2015/S 152-279505. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução para inglês 2015/S 152-279505. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:279505-2015:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução para inglês 2015/S 152-279505 Anúncio de concurso

Leia mais