A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1)"

Transcrição

1 METILPREDNISOLONA Resultados satisfatórios no tratamento da Neurite Vestibular Doutor, o objetivo desse informe científico é demonstrar alta eficácia da METILPREDNISOLONA no tratamento da neurite vestibular. Segundo estudos, administrada isoladamente ou associada ao aciclovir, na neurite vestibular promove a recuperação completa ou quase completa da função vestibular em mais de 75% dos pacientes. Neurite vestibular A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1) Na maioria dos casos (95%), a neurite vestibular é uma condição que ocorre somente uma vez na vida. Entretanto, a presença de vertigem suave, quando ocorre movimentação da cabeça, pode continuar durante vários anos. (2) A movimentação da cabeça é captada pelos canais semicirculares e transmitida ao cérebro via nervo vestibular. A neurite vestibular pode afetar o nervo ou o gânglio vestibular. (3) Figura 1: Vista diagramática do ouvido interno. Sintomas (1) -Inicialmente, constantes tonturas e vertigens; -Com o tempo, vertigem desencadeada pelos movimentos da cabeça; -Perda de equilíbrio; -Náuseas e vômitos; -Nistagmo. Causas da Neurite Vestibular (1) -Infecção viral do nervo vestibular Herpes Simplex Virus (HSV) tipo 1; -Infecção do Ouvido Médio; -Meningite.

2 Terapia à base de METILPREDNISOLONA apresenta alta eficácia no tratamento da neurite vestibular Pacientes com neurite vestibular, tratados à base de METILPREDNISOLONA, apresentaram melhora no quadro da doença em aproximadamente 62% dos pacientes. (4) Esse estudo teve como objetivo comparar a eficácia da METILPREDNISOLONA e Valaciclovir como terapia isolada ou associada, com placebo, no tratamento de pacientes com Neurite Vestibular. Os 141 pacientes que participaram do estudo tinham entre 46 e 52 anos. A dose administrada de METILPREDNISOLONA foi inicialmente de 100 mg a cada manhã, por 3 dias e reduzida gradativamente durante o tratamento de 3 semanas, até a dosagem de 10 mg. O grupo tratado com Valaciclovir recebeu dose de 100 mg 3 vezes ao dia, por 1 semana. * Os pacientes foram acompanhados por um período de 12 meses. Grupo 1 METILPREDNISOLONA Grupo 2 METILPREDNISOLONA + Valaciclovir Grupo 3 Valaciclovir Grupo 4 Placebo Resultados pós-estudo: Conclusão: o tratamento de pacientes que administraram METILPREDNISOLONA, terapia isolada ou associada com Valaciclovir, apresentou resultados altamente significativos, quando comparado à terapia isolada de Valaciclovir com placebo. N Engl J Med Jul 22;351(4): Comment in: N Engl J Med Jul 22;351(4):322-3.

3 METILPREDNISOLONA 76% de melhora no quadro de pacientes com neurite vestibular periférica Terapia oral de METILPREDNISOLONA apresenta resultados altamente satisfatórios, quando comparada à terapia de Valaciclovir e placebo. (5) O objetivo desse estudo duplo-cego foi comparar a eficácia das terapias isoladas e associadas de METILPREDNISOLONA e Valaciclovir com placebo, em pacientes que apresentaram neurite vestibular periférica. As funções vestibulares dos 141 pacientes que participaram do estudo foram determinadas por provas calóricas. METILPREDNISOLONA foi administrada por 3 semanas e o Valaciclovir por 1 semana. Grupo 1 35 pacientes METILPREDNISOLONA Grupo 2 35 pacientes METILPREDNISOLONA + Valaciclovir Grupo 3 33 pacientes Valaciclovir Grupo 4 38 pacientes Placebo *Os pacientes foram acompanhados por um período de 12 meses Resultados pós-estudo: Conclusão: a monoterapia aplicada ao grupo 1 e a terapia associada aplicada ao grupo 2 apresentaram melhora altamente significativa na recuperação das funções vestibulares periféricas de pacientes com neurite vestibular, quando comparada à terapia aplicada aos grupos 3 e 4. BMJ 2004;329 (27 November), doi: /bmj f

4 METILPREDNISOLONA Alta eficácia no tratamento da Neurite Vestibular METILPREDNISOLONA (6) É um glicocorticóide utilizado no tratamento das doenças inflamatórias, que previne ou suprime a inflamação e as respostas imunes. Propriedade (6) -Antiinflamatório. Mecanismo de Ação (7) Indicação (4,5) -Neurite Vestibular. Posologia (4) Dose inicial de 100 mg a cada manhã, por 3 dias, reduzida gradativamente durante o tratamento de 3 semanas, até a dosagem de 10 mg. Efeitos Adversos (6) -Aumento de apetite; -Indigestão; -Nervosismo e inquietação; -Distúrbio do sono; -Cefaléia; -Sudorese; -Raro crescimento de pêlos no corpo e na face; -Aumento da retenção de água. Contra-indicações (6) -Diabetes; -Gravidez.

5 Formulário Tratamento da Neurite Vestibular Cápsulas de METILPREDNISOLONA (4) Metilprednisolona 100 mg -Glicocorticóide. Previne ou suprime a inflamação e as respostas imunes. Administrar 100 mg/dia por 3 dias e reduzir gradativamente até a dosagem de 10 mg/dia durante o tratamento de 3 semanas. Terapia Associada METILPREDNISOLONA + Valaciclovir Cápsulas de METILPREDNISOLONA (4) Metilprednisolona 100 mg -Glicocorticóide. Previne ou suprime a inflamação e as respostas imunes. Administrar 100 mg/dia por 3 dias e reduzir gradativamente até a dosagem de 10 mg/dia durante o tratamento de 3 semanas. Cápsulas de Valaciclovir (4) + Valaciclovir 100 mg -Inibidor específico do herpesvírus. É um pró-fármaco quase completamente convertido em Aciclovir. Administrar 1 cápsula 3 vezes ao dia, por 1 semana. Outras terapias no tratamento da Neurite Vestibular 1.Cápsulas de Prednisona (8) Prednisona 100 mg -Adrenocorticóide, antiinflamatório e imunossupressor. Diminui a inflamação e o edema do nervo vestibular. Administrar 100 mg/dia e diminuir a dosagem para 10 mg/dia, até o fim da 3ª semana de tratamento.

6 2.Cápsulas de Aciclovir (9,10) Aciclovir 200 mg - Quimioterápico antiviral. Mande 40 cápsulas. Tomar 1 cápsula 4 vezes ao dia, durante 10 dias. 3.Cápsulas de Valaciclovir (4) Valaciclovir 100 mg -Inibidor específico do herpesvírus. É um pró-fármaco quase completamente convertido em Aciclovir. Mande 21 cápsulas. Administrar 100 mg 3 vezes ao dia, durante 7 dias. 4.Cápsulas de Lorazepam (11) Lorazepam 0,5 mg - Benzodiazepínico. Administrar 1 cápsula 2 vezes ao dia. 5.Cápsulas de Prometazina (8) Prometazina 12,5 mg -Anti-histamínico H1, antivertiginoso e antiemético. Tratamento sintomático das náuseas na disfunção vestibular. Administrar 1 cápsula 3 vezes ao dia. Terapia Complementar Infecções causadas por Herpes Apoio Imunológico 1. Cápsulas de Echinacea purpurea Echinacea purpurea 4% polifenóis - Aumenta a produção e a 300 mg atividade de macrógafos e linfócitos. Tomar 1 cápsula 3 vezes ao dia, por 10 dias. 2. Cápsulas Imunoestimulantes Zinco quelado 15 mg - Promove um sistema imunológico equilibrado. Vitamina C 400 mg - Mantém a atividade fagocitária. Ação antioxidante. Tomar 1 cápsula 3 vezes ao dia, por 10 dias.

7 3. Cápsulas de Cat s claw Cat s claw concentrado 3:1 250 mg - Prolonga a vida dos linfócitos nos órgãos linfóides periféricos. Imunoestimulante. Tomar 1 a 2 cápsulas 3 vezes ao dia, por 10 dias. 4. Cápsulas de complexo B Imunoestimulantes Complexo B 110 mg - Imunoestimulante. Zinco quelado 15 mg - Promove um sistema imunológico equilibrado. Tomar 1 cápsula 3 vezes ao dia, por 10 dias. Complexo B concentrado Vitamina B1 15 mg Vitamina B2 10 mg Nicotinamida 50 mg Vitamina B6 10 mg Pantotenato de cálcio 25 mg Referências bibliográficas 1. hitis_and_vestibular_neuritis?opendocument Strupp, M., Zingler, V.C., Arbusow, V., Niklas, D., Maag, K.P., Dieterich. M., Bense, S., Theil, D., Jahn, K., Brandt, T.Methylprednisolone, valacyclovir, or the combination for vestibular neuritis. Department of Neurology, University of Munich, Munich, Germany. N Engl J Med Jul 22;351(4): Comment in: N Engl J Med Jul 22;351(4): Steroid is effective for vestibular neuritis, valacyclovir is not. Question Which is more effective for vestibular neuritis, valacyclovir or methylprednisolone? BMJ 2004;329 (27 November), doi: /bmj f Korolkovas, A.. Dicionário Terapêutico Guanabara, Editora Guanabara Koogan, Edição 2003/

8 Lista de Fornecedores Aciclovir Cat s Claw 3:1 Echinacea purpurea 4% polifenóis Lorazepam Metilprednisolona Nicotinamida Pantotenato de cálcio Prednisona Prometazina Valaciclovir Vitamina B1 Vitamina B2 Vitamina B6 Vitamina C Zinco quelado Gerbrás Gerbrás Purifarma Embrafarma SP Farma Apoio ao Propagandista Fonte: O que é? TONTURA - VERTIGEM - "LABIRINTITE" Tontura é o termo que representa geneticamente todas as manifestações de desequilíbrio. As tonturas estão entre os sintomas mais freqüentes em todo o mundo e são de origem labiríntica em 85% dos casos. Mais raramente, as tonturas podem ser de origem visual, neurológica ou psíquica. Vertigem é um tipo particular de tontura, caracterizando-se por um sensação de rotação. Labirintite é uma enfermidade de rara ocorrência, caracterizada por uma infecção ou inflamação no labirinto. O termo é utilizado de forma equivocada para designar todas as deonças do labirinto. Existem dezenas doenças e/ou distúrbios labirínticos e cada uma delas tem características próprias que exigem formas especiais de tratamento.

9 Como é? A maioria das pessoas usa a palavra tontura para descrever a sua pertubação do equilíbrio corporal. Outras descrevem essa perturbação como atordoamento, sensação de cabeça leve, entontecimento, estonteamento, impressão de queda, instabilidade, sensação de flutuação, de estar caminhando em cima de um colchão, tonteira ou, ainda, zonzeira. A vertigem é o tipo mais freqüente de tontura. O paciente sente-se girando no meio ambiente ou o ambiente gira a sua volta. As crises mais fortes de tontura podem ser acompanhadas de náuses, vômitos, suor, palidez e sensação de desmaio. Muitos pacientes com tontura também podem referir outros sintomas como ruídos no ouvido ou na cabeça (zumbido, zoada, tinido, tinitus), diminuição da audição, dificuldade para entender, desconforto a sons mais intensos, perda de memória, dificuldade de concentração, fadiga física e mental. Isso é devido às interrelações entre o sistema do equilíbrio com a audição e outras funções do sistema nervoso central. Labirinto O que é? O labirinto, também conhecido como ouvido interno, congrega as funções da audição e do equilíbrio. Fica encrustado no osso temporal, um dos ossos do nosso crânio. Labirintopatias ou Vestibulopatias As doenças do labirinto são popularmente conhecidas como labirintites, uma denominação errônea porque uma infecção ou inflamação do labirinto, como sugere o sufixo -ite, são de rara ocorrência. Os termos labirintopatias (para designar as afecções do ouvido interno ou labirinto) ou vestibulopatias (para designar as afecções que acometem qualquer parte do sistema vestibular ou sistema de equilíbrio) são mais adequadas. Vestibulopatias periféricas são as que acometem o sistema vestibular periférico, constituído pelos canais semicirculares, utrículo, sáculo e o nervo vestibular (oitavo por craniano). Cerca de 85% das vestibulopatias são de origem periférica. Vestibulopatias centrais são as que lesam estruturas vestibulares no sistema nervoso central. Equilíbrio Como é Mantido? A manutenção do equilíbrio corporal é uma função extremamente complexa e envolve diversos órgãos e sistemas. Os principais sensores do sistema do equilíbrio estão no labirinto, nos olho, na pele e nos músculos e articulações. O labirinto informa sobre a direção dos movimentos da cabeça e do corpo (para cima, para baixo, de um lado para o outro, para frente, para trás e rotações). Os olhos informam sobre a posição do corpo no espaço, a pele informa sobre qual parte do corpo que está em contato com uma superfície e os músculos e articulações (sistema proprioceptivo) informam sobre os movimentos e quais as partes do corpo que estão envolvidas com eles. O sistema labiríntico é a central de informações, que recolhe os impulsos de todos os sensores eo sistema nervoso central as recebe para serem analisadas. As informações recebidas devem ser coerentes. A chegada de informações conflitantes pode resultar em tontura e enjôo até que o sistema se habitue a esta nova realidade. Tontura é doença? Tontura não é doença, e sim um sintoma que pode surgir em numerosas doenças. Tontura é uma sinal de alerta, de alarme de que algo não está bem no organismo.

10 Depois de dor de cabeça, tontura parece ser o sintoma amais comum em consultórios médicos. Estima-se que cerca de 42% dos adultos queixam-se de tontura em alguma época de suas vidas. Os diferentes tipos de tontura podem ocorrer em qualquer faixa etária, sendo mais comum em idosos. O sexo feminino parece ser o mais acometido. As tonturas podem afetar de diferentes modos a qualidade de vida. Podem ser leves, moderadas ou intensas, esporádicas, freqüentes ou constantes e, além da desconfortável sensação de perturbação do equilíbrio corporal, podem vir acompanahadas de prejuízo da memória, dificuldade para entender, fadiga física e mental, dificuldade para ler e escrever. A insegurança física gera insegurança psíquica, o que pode ocasionar ansiedade, depressão e pânico. As causas O desequilíbrio corporal pode ocorrer por apresentar alterações funcionais originadas nas diversas estruturas do sistema vestibular (vestibulopatias primárias) ou determinadas por problemas clínicos à distância em outros órgãos ou sistemas, que podem afetá-lo de diferentes maneiras (vestibulopatias secundárias). Numerosas são as causas de vestibulopatias primárias e secundárias: -traumatismos de cabeça e pescoço -infecções (por bactérias ou vírus) -drogas ou medicamentos (nicotina, cafeína, álcool, maconha, anticoncepcionais, sedativos, tranqüilizantes, antidepressivos, antiinflamatórios, antibióticos, etc.) -erros alimentares -tumores -envelhecimento -distúrbios vasculares (hiper ou hipotensão arterial, arteriosclerose) -doenças metabólicas endócrinas (hipercolesterolemia, hiper ou hipoglicemia, hiper ou hipoinsulinemia, hiper ou hipotireoidismo) -anemia -problemas cervicais -doenças do sistema nervoso central -alergias -distúrbios psiquiátricos, etc. A descoberta da causa implica, muitas vezes, na realização de diversos exames complementares (sangue, urina, radiológico) ou avaliações em outras áreas médicas (endocrinologia, neurologia, cardiologia, psiquitria, ortopedia, reumatologia, etc.). As doenças, propriamente, que podem acometer os sistemas vestibular e auditivos, causando tonturas com ou sem outros sintomas como zumbido, surdez, etc. são bastante numerosas. Mencionaremos apenas as mais comuns: -vertigem postural paroxística benigna: -Doença de Ménière -Neurite vestibular Vertigem aguda, intensa e prolongada, com náuseas e vômitos. Pode ser de origem inflamatória ou infecciosa (viral). -Doenças do ouvido médio e/ou tuba auditiva -Cinetose (mal do movimento) -Surdez súbita e vertigem -Esclerose Múltipla Elaborado por Direitos Autorais Protegidos pela Lei 9610 de 19 de Fev. de Estas informações devem ser analisadas pelo profissional prescritor antes de adotados na clínica, e são de distribuição e uso exclusivo de médicos, farmacêuticos, dentistas e veterinários devidamente inscritos em seus C.R.s.

A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1)

A neurite vestibular é uma infecção de ouvido causada por vírus, apresentando vários sintomas, incluindo a vertigem. (1) Resultados satisfatórios no tratamento da Neurite Vestibular Doutor, o objetivo desse informe científico é demonstrar alta eficácia da no tratamento da neurite vestibular. Segundo estudos, administrada

Leia mais

As principais causas das perdas condutivas são:

As principais causas das perdas condutivas são: Perda auditiva: Existem três partes principais da orelha envolvidas no processo de audição: a orelha externa, a orelha média e a orelha interna. O processo auditivo começa quando as ondas sonoras entram

Leia mais

Composição Cada comprimido de 25 mg contém 25 mg de cinarizina. Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, povidona, sacarose e talco.

Composição Cada comprimido de 25 mg contém 25 mg de cinarizina. Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, povidona, sacarose e talco. 112360002 Stugeron cinarizina comprimidos Forma farmacêutica e apresentações Comprimidos de 25 mg em embalagem com 30 comprimidos. Comprimidos de 75 mg em embalagem com 30 comprimidos. USO ADULTO Composição

Leia mais

TEXTO DE BULA LORAX. Lorax 1 ou 2 mg em embalagens contendo 20 ou 30 comprimidos. Cada comprimido contém 1 ou 2 mg de lorazepam respectivamente.

TEXTO DE BULA LORAX. Lorax 1 ou 2 mg em embalagens contendo 20 ou 30 comprimidos. Cada comprimido contém 1 ou 2 mg de lorazepam respectivamente. TEXTO DE BULA LORAX I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Lorax lorazepam APRESENTAÇÕES Lorax 1 ou 2 mg em embalagens contendo 20 ou 30 comprimidos. Cada comprimido contém 1 ou 2 mg de lorazepam respectivamente.

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

PATOLOGIAS DO APARELHO AUDITIVO ANDERSON CELSO LUANA MUNIQUE PRISCILA PAMELA

PATOLOGIAS DO APARELHO AUDITIVO ANDERSON CELSO LUANA MUNIQUE PRISCILA PAMELA PATOLOGIAS DO APARELHO AUDITIVO ANDERSON CELSO LUANA MUNIQUE PRISCILA PAMELA 1 INTRODUÇÃO A audição possibilita a aquisição da linguagem e a conseqüente integração do homem com o mundo sonoro e social.

Leia mais

DRAMAVIT. (dimenidrinato)

DRAMAVIT. (dimenidrinato) DRAMAVIT (dimenidrinato) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 100mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: DRAMAVIT dimenidrinato APRESENTAÇÃO Comprimidos de 100mg Embalagem contendo

Leia mais

LORAX lorazepam I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Nome comercial: Lorax Nome genérico: lorazepam

LORAX lorazepam I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Nome comercial: Lorax Nome genérico: lorazepam LORAX lorazepam I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Lorax Nome genérico: lorazepam APRESENTAÇÕES Lorax 1 mg ou 2 mg em embalagens contendo 30 comprimidos. VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO ORAL USO

Leia mais

BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS

BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS BRISTOL-MYERS SQUIBB BUSPAR cloridrato de buspirona Uso oral APRESENTAÇÃO BUSPAR 5 mg é apresentado em cartuchos com 2 blisters

Leia mais

AMBULATÓRIO DE DISTÚRBIOS VESTIBULARES. Cristiana B. Pereira

AMBULATÓRIO DE DISTÚRBIOS VESTIBULARES. Cristiana B. Pereira AMBULATÓRIO DE DISTÚRBIOS VESTIBULARES Cristiana B. Pereira Resumo dos dados: nov/1999 a fev/2009 número de atendimentos: 822 140 120 100 80 60 40 20 0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008

Leia mais

MODELO DE BULA. GANVIRAX ganciclovir

MODELO DE BULA. GANVIRAX ganciclovir MODELO DE BULA GANVIRAX ganciclovir Forma farmacêutica, via de administração e apresentação comercial: Caixa contendo frasco plástico com 40 cápsulas de 250 mg. Via oral. USO ADULTO E PEDIÁTRICO. Composição:

Leia mais

Stresstabs 600 com zinco polivitamínico e polimineral

Stresstabs 600 com zinco polivitamínico e polimineral Stresstabs 600 com zinco polivitamínico e polimineral Nome comercial: Stresstabs 600 com zinco Nome genérico: polivitamínico e polimineral Forma farmacêutica e apresentação referente a esta bula: Stresstabs

Leia mais

cinarizina NOVA QUÍMICA FARMACÊUTICA LTDA. comprimido 25 mg e 75 mg

cinarizina NOVA QUÍMICA FARMACÊUTICA LTDA. comprimido 25 mg e 75 mg cinarizina NOVA QUÍMICA FARMACÊUTICA LTDA. comprimido 25 mg e 75 mg cinarizina Medicamento Genérico, Lei n 9.787, de 1999 I - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome genérico: cinarizina APRESENTAÇÕES cinarizina

Leia mais

OTORRINOLARINGOLOGIA Labirintite e Zumbido no Ouvido

OTORRINOLARINGOLOGIA Labirintite e Zumbido no Ouvido Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira OTORRINOLARINGOLOGIA Labirintite e Zumbido no Ouvido Labirintite é um termo com significado popular

Leia mais

DIGESAN Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Cápsulas 10mg

DIGESAN Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Cápsulas 10mg DIGESAN Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Cápsulas 10mg Esta bula sofreu aumento de tamanho para adequação a legislação vigente da ANVISA. Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura

Leia mais

Sedalgina. Drágea 30mg+300mg+30mg

Sedalgina. Drágea 30mg+300mg+30mg Sedalgina Drágea 30mg+300mg+30mg MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE Sedalgina mucato de isometepteno dipirona cafeína APRESENTAÇÕES Drágea 30mg+300mg+30mg Embalagens contendo 20, 30, 60, e 200

Leia mais

ACTOS cloridrato de pioglitazona

ACTOS cloridrato de pioglitazona ACTOS cloridrato de pioglitazona I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ACTOS cloridrato de pioglitazona APRESENTAÇÕES: ACTOS (cloridrato de pioglitazona) comprimido de: 15 mg: frascos com 15 comprimidos 30 mg:

Leia mais

cloxazolam Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimido 1 mg e 2 mg

cloxazolam Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimido 1 mg e 2 mg cloxazolam Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimido 1 mg e 2 mg cloxazolam Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 Comprimido FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Embalagens com 20 e 30 comprimidos contendo

Leia mais

DIGESPRID (bromoprida)

DIGESPRID (bromoprida) DIGESPRID (bromoprida) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Cápsula 10mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: DIGESPRID bromoprida APRESENTAÇÃO: Embalagem contendo 20 cápsulas. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

Drenol hidroclorotiazida. Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Cada comprimido de Drenol contém 50 mg de hidroclorotiazida.

Drenol hidroclorotiazida. Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Cada comprimido de Drenol contém 50 mg de hidroclorotiazida. Drenol hidroclorotiazida PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome: Drenol Nome genérico: hidroclorotiazida Forma farmacêutica e apresentações: Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. USO ADULTO

Leia mais

Livipark (dicloridrato de pramipexol)

Livipark (dicloridrato de pramipexol) I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Livipark (dicloridrato de pramipexol) APRESENTAÇÕES Livipark (dicloridrato de pramipexol) comprimidos de 0,125 mg. Embalagem contendo 30, 60 e 100 Livipark (dicloridrato

Leia mais

aciclovir Merck S/A Comprimidos 200 mg

aciclovir Merck S/A Comprimidos 200 mg aciclovir Merck S/A Comprimidos 200 mg aciclovir Medicamento genérico Lei nº 9.797, de 1999 200 mg APRESENTAÇÕES Aciclovir 200 mg é apresentado em embalagens com 25 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO E USO

Leia mais

Clomifeno Citrato. Aplicações. Possibilidade do uso de diferentes dosagens de acordo com a necessidade do paciente. Indicações

Clomifeno Citrato. Aplicações. Possibilidade do uso de diferentes dosagens de acordo com a necessidade do paciente. Indicações Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 26 H 28 ClNO.C 6 H 8 O 7 Peso molecular: 598,08 DCB/ DCI: 02293 citrato de clomifeno CAS: 50-41-9 INCI: Não aplicável Sinonímia: Citrato de Clomifeno

Leia mais

HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg

HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: HIDROCLOROTIAZIDA Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Comprimido

Leia mais

ácido acetilsalicílico

ácido acetilsalicílico ácido acetilsalicílico EMS S/A Comprimido 100mg I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ácido acetilsalicílico Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Comprimidos Comprimidos contendo 100 mg de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO

UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO Autor: JOSE TEOFILO VIEIRA DA SILVA Orientador: Karla Deisy Morais Borges Coautor(es): Francisca Eritânia Passos Rangel, Maria

Leia mais

- Anatomia e Fisiologia do Ouvido. - Avaliação Básica do Ouvido e da Audição. - Principais manifestações patológicas

- Anatomia e Fisiologia do Ouvido. - Avaliação Básica do Ouvido e da Audição. - Principais manifestações patológicas Intervenções de Enfermagem à Pessoa com Problemas da Função Sensorial - do Ouvido - Avaliação Básica do Ouvido e da Audição - Principais manifestações patológicas três partes: ouvido externo, médio e interno.

Leia mais

O que é Fisioterapia Vestibular?

O que é Fisioterapia Vestibular? O que é Fisioterapia Vestibular? Existem 02 tipos de tontura: rotatória ou vertigem, quando o paciente relata que tudo gira ao seu redor; e não-rotatória, equivalente à instabilidade postural ou desequilíbrio.

Leia mais

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Embalagens contendo 10 cápsulas. USO ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém:

Leia mais

Osteoporose Prevenção e Tratamento

Osteoporose Prevenção e Tratamento Osteoporose Prevenção e Tratamento ANDRÉA ASCENÇÃO MARQUES Abril 2013 amarques@reumahuc.org Osteoporose É uma doença onde existe baixa densidade óssea microarquitetura do osso. e deterioração da Osso com

Leia mais

DIAFORMIN (cloridrato de metformina) União Química Farmacêutica Nacional S/A Comprimido 850 mg

DIAFORMIN (cloridrato de metformina) União Química Farmacêutica Nacional S/A Comprimido 850 mg DIAFORMIN (cloridrato de metformina) União Química Farmacêutica Nacional S/A Comprimido 850 mg Diaformin cloridrato de metformina Comprimido IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Leia mais

Semiologia do sistema vestibular e motor ocular. Dra. Cristiana Borges Pereira

Semiologia do sistema vestibular e motor ocular. Dra. Cristiana Borges Pereira Semiologia do sistema vestibular e motor ocular Dra. Cristiana Borges Pereira Anamnese TONTURA OU VERTIGEM? Anamnese tontura: estado de tonto, zonzo vertigem: 1. estado mórbido em que o indivíduo tem a

Leia mais

1. CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA

1. CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA GRUPO 5.2 MÓDULO 6 Índice 1. Crianças com Deficiência Auditiva...3 1.1. Os Ouvidos... 3 1.2. Mecanismo da Audição... 3 2. Saúde Auditiva...4 3. Definição de Deficiência Auditiva...5 3.1. Classificação...

Leia mais

DICLORIDRATO DE PRAMIPEXOL. Biosintética Farmacêutica Ltda. Comprimidos 0,125 mg, 0,25 mg e 1 mg

DICLORIDRATO DE PRAMIPEXOL. Biosintética Farmacêutica Ltda. Comprimidos 0,125 mg, 0,25 mg e 1 mg DICLORIDRATO DE PRAMIPEXOL Biosintética Farmacêutica Ltda. Comprimidos 0,125 mg, 0,25 mg e 1 mg MODELO DE BULA Bula de acordo com a Portaria n 47/09 USO ORAL USO ADULTO dicloridrato de pramipexol Medicamento

Leia mais

ÓRGÃOS DOS SENTIDOS (2)

ÓRGÃOS DOS SENTIDOS (2) Disciplina: Biologia Série: 6ª série - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Órgãos dos sentidos (2) ÓRGÃOS DOS SENTIDOS (2) A Audição O ouvido é o órgão coletor dos estímulos externos,

Leia mais

cloridrato de metformina Medicamento genérico Lei n o.9.787, de 1999

cloridrato de metformina Medicamento genérico Lei n o.9.787, de 1999 Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. cloridrato de metformina Medicamento genérico Lei n o.9.787, de 1999 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Leia mais

dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL

dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE dicloridrato de cetirizina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÃO Solução oral 1mg/mL Embalagem

Leia mais

Modelo de Texto de Bula ao Paciente

Modelo de Texto de Bula ao Paciente Modelo de Texto de Bula ao Paciente VENVANSE * dimesilato de lisdexanfetamina *marca depositada APRESENTAÇÃO VENVANSE cápsulas 30 mg, 50 mg e 70 mg: frascos com 28 cápsulas. USO ORAL USO PEDIÁTRICO DE

Leia mais

bromoprida EMS S/A Cápsula dura 10 mg

bromoprida EMS S/A Cápsula dura 10 mg bromoprida EMS S/A Cápsula dura 10 mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO bromoprida "Medicamento Genérico, Lei nº. 9.787, de 1999". APRESENTAÇÃO Cápsula dura de 10mg. * ** USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO

Leia mais

COMPOSIÇÃO: COMPRIMIDOS 200 mg 400 mg Carbamazepina DCB 0187.01-1... 200 mg... 400 mg Excipiente q.s.p... 1 comp... 1 comp.

COMPOSIÇÃO: COMPRIMIDOS 200 mg 400 mg Carbamazepina DCB 0187.01-1... 200 mg... 400 mg Excipiente q.s.p... 1 comp... 1 comp. Tegretard Carbamazepina Comprimidos de 200 mg e 400 mg FORMA FARMACÊUTICA E DE APRESENTAÇÃO: Comprimidos: 200 mg e 400 mg Embalagem com 2 e 20 blisteres com 10 comprimidos COMPOSIÇÃO: COMPRIMIDOS 200 mg

Leia mais

cloridrato de pioglitazona EMS S/A comprimido 15 mg/ 30 mg / 45 mg

cloridrato de pioglitazona EMS S/A comprimido 15 mg/ 30 mg / 45 mg cloridrato de pioglitazona EMS S/A comprimido 15 mg/ 30 mg / 45 mg I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloridrato de pioglitazona medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES: cloridrato de pioglitazona

Leia mais

Propriedades farmacocinéticas Estudos farmacológicos demonstram mínima absorção do aciclovir após aplicações tópicas contínuas de Zovirax creme.

Propriedades farmacocinéticas Estudos farmacológicos demonstram mínima absorção do aciclovir após aplicações tópicas contínuas de Zovirax creme. Modelo de texto de bula LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Zovirax aciclovir APRESENTAÇÃO é apresentado em bisnagas contendo 10 g. USO TÓPICO USO

Leia mais

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES NA ÁREA

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES NA ÁREA RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES NA ÁREA DE audição E equilíbrio FAQs_audiologia.indd 1 a audição é responsável por um dos principais meios de interrelação humana, a comunicação verbal. Ainda na gestação

Leia mais

Betadine. Aché Laboratórios Farmacêuticos comprimido 16 mg e 24 mg

Betadine. Aché Laboratórios Farmacêuticos comprimido 16 mg e 24 mg Betadine Aché Laboratórios Farmacêuticos comprimido 16 mg e 24 mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO BETADINE dicloridrato de betaistina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES BETADINE

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II ENSINO FUNDAMENTAL II Valor: 2,0 Nota: Data: / /2015 Professor: Vagner Disciplina: ciências Nome: n o : Ano: 8º 3º bimestre ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO (CIÊNCIAS) Faça uma pesquisa com o seguinte tema: Patologias

Leia mais

BRAVITAN. Droxter Indústria, Comércio e Participações Ltda. Comprimido Revestido 2 mg e 5 mg

BRAVITAN. Droxter Indústria, Comércio e Participações Ltda. Comprimido Revestido 2 mg e 5 mg BRAVITAN Droxter Indústria, Comércio e Participações Ltda. Comprimido Revestido 2 mg e 5 mg Bravitan ácido fólico APRESENTAÇÃO Comprimidos revestidos de 2mg em embalagem com 20 comprimidos. Comprimidos

Leia mais

Vertigem na emergência. Dra. Cristiana Borges Pereira

Vertigem na emergência. Dra. Cristiana Borges Pereira Vertigem na emergência Dra. Cristiana Borges Pereira Dra. Cristiana Borges Pereira Doutorado FMUSP Tratamento domiciliar da vertigem de posicionamento paroxística benigna Responsável pelo ambulatório de

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão Substância activa: Ioversol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.

Leia mais

MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

MODELO DE BULA PARA O PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO NIAR cloridrato de selegilina APRESENTAÇÕES: MODELO DE BULA PARA O PACIENTE NIAR (cloridrato de selegilina) comprimido 5 mg: embalagem com 30 ou 60 comprimidos (Lista nº

Leia mais

EXPECTAMIN. (maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina + guaifenesina) LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA.

EXPECTAMIN. (maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina + guaifenesina) LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. EXPECTAMIN (maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina + guaifenesina) LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA Solução Oral 0,4 mg/ ml + 4 mg/ml + 20 mg/ml I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Leia mais

Vestibulopatias na Infância

Vestibulopatias na Infância Vestibulopatias na Infância Raquel Mezzalira Introdução As labirintopatias eram consideradas até pouco tempo atrás como doenças de adultos ou de idosos. Porém crianças também podem ser acometidas por doenças

Leia mais

O aumento das concentrações de prolactina pode ocorrer em várias situações, sejam elas fisiológicas ou patológicas.

O aumento das concentrações de prolactina pode ocorrer em várias situações, sejam elas fisiológicas ou patológicas. Hiperprolactinemia A hiperprolactinemia é alteração endocrinológica mais comum que ocorre no sistema nervoso central, sendo mais comum no sexo feminino. Além disso, é uma causa freqüente de infertilidade.

Leia mais

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Anemia Hemolítica Auto-Imune.

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Anemia Hemolítica Auto-Imune. MANUAL DO PACIENTE - ANEMIA HEMOLÍTICA AUTO-IMUNE EDIÇÃO REVISADA 02/2004 Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Anemia Hemolítica Auto-Imune.

Leia mais

Modelo de bula Paciente Bipogine 25mg, 50mg e 100mg. Bipogine lamotrigina. Comprimidos 25 mg, 50 mg & 100 mg

Modelo de bula Paciente Bipogine 25mg, 50mg e 100mg. Bipogine lamotrigina. Comprimidos 25 mg, 50 mg & 100 mg Bipogine lamotrigina Comprimidos 25 mg, 50 mg & 100 mg LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO COMPOSIÇÃO Bipogine lamotrigina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Leia mais

ZOMETA ácido zoledrônico. APRESENTAÇÕES Zometa 4 mg/100 ml - embalagem contendo 1 frasco de 100 ml de solução para infusão pronta para uso.

ZOMETA ácido zoledrônico. APRESENTAÇÕES Zometa 4 mg/100 ml - embalagem contendo 1 frasco de 100 ml de solução para infusão pronta para uso. ZOMETA ácido zoledrônico APRESENTAÇÕES Zometa 4 mg/100 ml - embalagem contendo 1 frasco de 100 ml de solução para infusão pronta para uso. VIA INTRAVENOSA USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada frasco de Zometa 4

Leia mais

SISTEMA VESTIBULAR E MANUTENÇÃO DO EQUILÍBRIO

SISTEMA VESTIBULAR E MANUTENÇÃO DO EQUILÍBRIO SISTEMA VESTIBULAR E MANUTENÇÃO DO EQUILÍBRIO Prof. Hélder Mauad APARELHO VESTIBULAR Órgão sensorial que detecta as sensações de equilíbrio. Constituído por labirinto ósseo e por dentro dele há o labirinto

Leia mais

Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - Embalagem com 15 comprimidos.

Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - Embalagem com 15 comprimidos. Dolamin Flex clonixinato de lisina cloridrato de ciclobenzaprina Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - Embalagem com 15 comprimidos. USO ADULTO VIA ORAL Composição Cada comprimido

Leia mais

EXELON rivastigmina. APRESENTAÇÕES Exelon 1,5, 3,0, 4,5 e 6,0 mg embalagens contendo 28 cápsulas. VIA ORAL USO ADULTO

EXELON rivastigmina. APRESENTAÇÕES Exelon 1,5, 3,0, 4,5 e 6,0 mg embalagens contendo 28 cápsulas. VIA ORAL USO ADULTO EXELON rivastigmina APRESENTAÇÕES Exelon 1,5, 3,0, 4,5 e 6,0 mg embalagens contendo 28 cápsulas. VIA ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula de Exelon contém 2,4 mg, 4,8 mg, 7,2 mg ou 9,6 mg de hidrogenotartarato

Leia mais

mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg

mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg mesilato de doxazosina Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Comprimido de 2 mg: embalagem com 30 comprimidos.

Leia mais

predisposição a diabetes, pois Ablok Plus pode mascarar os sinais e sintomas da hipoglicemia ou causar um aumento na concentração da glicose

predisposição a diabetes, pois Ablok Plus pode mascarar os sinais e sintomas da hipoglicemia ou causar um aumento na concentração da glicose ABLOK PLUS Ablok Plus Atenolol Clortalidona Indicações - ABLOK PLUS No tratamento da hipertensão arterial. A combinação de baixas doses eficazes de um betabloqueador e umdiurético nos comprimidos de 50

Leia mais

TONTURA - VERTIGEM - LABIRINTITE

TONTURA - VERTIGEM - LABIRINTITE TONTURA - VERTIGEM - LABIRINTITE Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é? Tontura é o termo que representa geneticamente todas as

Leia mais

Silimalon (slimarina + metionina)

Silimalon (slimarina + metionina) Silimalon (slimarina + metionina) Zydus Nikkho Farmacêutica Ltda Drágeas 70 mg / 100 mg Bula do Paciente Silimalon drágea- Versão 01 11/2010- paciente Página 1 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO SILIMALON

Leia mais

DONAREN RETARD. cloridrato de trazodona APSEN. APRESENTAÇÕES Comprimido de liberação prolongada de 150 mg em caixas com 10 e 20 comprimidos

DONAREN RETARD. cloridrato de trazodona APSEN. APRESENTAÇÕES Comprimido de liberação prolongada de 150 mg em caixas com 10 e 20 comprimidos DONAREN RETARD cloridrato de trazodona APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos de liberação prolongada APRESENTAÇÕES Comprimido de liberação prolongada de 150 mg em caixas com 10 e 20 comprimidos USO ORAL

Leia mais

carbamazepina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido 200 mg e 400 mg

carbamazepina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido 200 mg e 400 mg carbamazepina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido 200 mg e 400 mg carbamazepina Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg: embalagens com 20, 30 ou 60 comprimidos.

Leia mais

VISKEN pindolol. APRESENTAÇÕES Comprimidos. Embalagens com 20 comprimidos de 5 mg ou 10 mg. VIA ORAL USO ADULTO

VISKEN pindolol. APRESENTAÇÕES Comprimidos. Embalagens com 20 comprimidos de 5 mg ou 10 mg. VIA ORAL USO ADULTO VISKEN pindolol APRESENTAÇÕES Comprimidos. Embalagens com 20 comprimidos de 5 mg ou 10 mg. VIA ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido de 5 ou 10 mg contém, respectivamente, 5 ou 10 mg de pindolol.

Leia mais

SERONIP cloridrato de sertralina

SERONIP cloridrato de sertralina SERONIP cloridrato de sertralina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO SERONIP 50 mg comprimidos revestidos - cartucho contendo 28 comprimidos revestidos. USO ADULTO E PEDIÁTRICO * (crianças acima de 6 anos

Leia mais

HUMALOG KWIKPEN insulina lispro (derivada de ADN* recombinante) D.C.B. 04920

HUMALOG KWIKPEN insulina lispro (derivada de ADN* recombinante) D.C.B. 04920 CDS19NOV10 HUMALOG KWIKPEN insulina lispro (derivada de ADN* recombinante) D.C.B. 04920 APRESENTAÇÕES HUMALOG KWIKPEN é uma solução aquosa clara, incolor, para administração subcutânea contendo 100 unidades

Leia mais

BULA PARA O PACIENTE

BULA PARA O PACIENTE BULA PARA O PACIENTE FURP-PROPRANOLOL 40 mg Comprimido cloridrato de propranolol APRESENTAÇÃO Comprimido simples Embalagem com 20 comprimidos de 40 mg. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO Cada

Leia mais

ALENIA Fumarato de Formoterol/Budesonida 6/100mcg e 6/200mcg Cápsulas FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES - ALENIA

ALENIA Fumarato de Formoterol/Budesonida 6/100mcg e 6/200mcg Cápsulas FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES - ALENIA ALENIA Fumarato de Formoterol/Budesonida 6/100mcg e 6/200mcg Cápsulas FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES - ALENIA Embalagem contendo 60 cápsulas de ALENIA (fumarato de formoterol/budesonida) 6/100 mcg

Leia mais

Viofórmio Hidrocortisona clioquinol + hidrocortisona

Viofórmio Hidrocortisona clioquinol + hidrocortisona Viofórmio Hidrocortisona clioquinol + hidrocortisona Forma farmacêutica, via de administração e apresentação Creme dermatológico via tópica. Tubo contendo 20 gramas. USO ADULTO E PEDIÁTRICO Composição

Leia mais

Nicotinell. Novartis Biociências S.A. Adesivo 7 mg, 14 mg e 21 mg

Nicotinell. Novartis Biociências S.A. Adesivo 7 mg, 14 mg e 21 mg Nicotinell Novartis Biociências S.A. 7 mg, 14 mg e 21 mg Nicotinell nicotina APRESENTAÇÕES Embalagens com 7 adesivos transdérmicos de nicotina (7mg, 14mg ou 21mg) USO TÓPICO - USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA

Leia mais

GLIFAGE XR cloridrato de metformina Merck S/A Comprimidos de ação prolongada 500 mg / 750 mg / 1 g

GLIFAGE XR cloridrato de metformina Merck S/A Comprimidos de ação prolongada 500 mg / 750 mg / 1 g GLIFAGE XR cloridrato de metformina Merck S/A Comprimidos de ação prolongada 500 mg / 750 mg / 1 g Glifage XR cloridrato de metformina APRESENTAÇÕES Glifage XR 500 mg: embalagens contendo 30 comprimidos

Leia mais

Comorbidade entre depressão e doenças clínicas em um ambulatório de geriatria.

Comorbidade entre depressão e doenças clínicas em um ambulatório de geriatria. Artigo Técnico Saúde Total Novembro / 2007 Comorbidade entre depressão e doenças clínicas em um ambulatório de geriatria. O envelhecimento populacional fará com que os médicos e profissionais de saúde,

Leia mais

O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186)

O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186) O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186) - Possibilita a percepção de sons diversos (fala, canto dos pássaros, barulho das ondas do mar, chacoalhar das folhas ao vento); - Os sons são transmitidos por

Leia mais

POLARADEX maleato de dexclorfeniramina. Natulab Laboratório SA. Líquido de 2mg/5mL

POLARADEX maleato de dexclorfeniramina. Natulab Laboratório SA. Líquido de 2mg/5mL POLARADEX maleato de dexclorfeniramina Natulab Laboratório SA. Líquido de 2mg/5mL I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: POLARADEX maleato de dexclorfeniramina. APRESENTAÇÃO POLARADEX Líquido de 2mg/5mL Frasco

Leia mais

1 ml de Testoviron Depot contém 250 mg de enantato de testosterona (o equivalente a cerca de 180 mg de testosterona) em solução oleosa.

1 ml de Testoviron Depot contém 250 mg de enantato de testosterona (o equivalente a cerca de 180 mg de testosterona) em solução oleosa. Folheto informativo: Informação para o utilizador Testoviron Depot 250 mg/ml solução injetável Enantato de testosterona Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois

Leia mais

POLARAMINE EXPECTORANTE maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina+ guaifenesina

POLARAMINE EXPECTORANTE maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina+ guaifenesina POLARAMINE EXPECTORANTE maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina+ guaifenesina FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES POLARAMINE Expectorante é indicado para uso oral. POLARAMINE Expectorante

Leia mais

FLUCONAZOL. - 1 - IT_fluconazol_14/04/09

FLUCONAZOL. - 1 - IT_fluconazol_14/04/09 FLUCONAZOL Peso molecular: 306,30 Fórmula molecular: C 13 H 12 F 2 N 6 O CAS: 86386-73-4 DCB: 04109 Ação Terapêutica: antimicótico e antifúngico. Nome químico: 2-(2,4-difluorophenyl)-1,3-bis(1h-1,2,4-traizol-1-yl)propan-

Leia mais

FURP-CIMETIDINA. Fundação para o Remédio Popular FURP. Comprimido. 200 mg

FURP-CIMETIDINA. Fundação para o Remédio Popular FURP. Comprimido. 200 mg FURP-CIMETIDINA Fundação para o Remédio Popular FURP Comprimido 200 mg BULA PARA O PACIENTE FURP-CIMETIDINA 200 mg Comprimido cimetidina APRESENTAÇÃO Embalagem com 10 comprimidos de 200 mg. USO ORAL USO

Leia mais

HIPOGLICEMIA REATIVA

HIPOGLICEMIA REATIVA HIPOGLICEMIA REATIVA Texto de apoio ao curso de especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Prof. Dr. José de Felipe Junior A hipoglicemia reativa ou funcional está atingindo

Leia mais

n Calcium Sandoz + Vitamina C laranja carbonato de cálcio lactogliconato de cálcio ácido ascórbico

n Calcium Sandoz + Vitamina C laranja carbonato de cálcio lactogliconato de cálcio ácido ascórbico Calcium Sandoz + Vitamina C laranja carbonato de cálcio lactogliconato de cálcio ácido ascórbico Forma farmacêutica, via de administração e apresentação: Comprimidos efervescentes. Uso oral. Embalagem

Leia mais

cloridrato de betaxolol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução Oftálmica Estéril Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda.

cloridrato de betaxolol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução Oftálmica Estéril Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. cloridrato de betaxolol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução Oftálmica Estéril Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE 1 IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloridrato

Leia mais

Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda. Comprimidos 40 mg e 80 mg

Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda. Comprimidos 40 mg e 80 mg MICARDIS (telmisartana) Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda. Comprimidos 40 mg e 80 mg Micardis telmisartana APRESENTAÇÕES Comprimidos de 40 mg e 80 mg: embalagens com 10 ou 30 comprimidos

Leia mais

Nome do medicamento: OSTEOPREVIX D Forma farmacêutica: Comprimido revestido Concentração: cálcio 500 mg/com rev + colecalciferol 200 UI/com rev.

Nome do medicamento: OSTEOPREVIX D Forma farmacêutica: Comprimido revestido Concentração: cálcio 500 mg/com rev + colecalciferol 200 UI/com rev. Nome do medicamento: OSTEOPREVIX D Forma farmacêutica: Comprimido revestido Concentração: cálcio 500 mg/com rev + colecalciferol 200 UI/com rev. OSTEOPREVIX D carbonato de cálcio colecalciferol APRESENTAÇÕES

Leia mais

VASTIGMA (hemitartarato de rivastigmina) EMS SIGMA PHARMA LTDA. CÁPSULA. 1,5 / 3,0 / 4,5 / 6,0 mg

VASTIGMA (hemitartarato de rivastigmina) EMS SIGMA PHARMA LTDA. CÁPSULA. 1,5 / 3,0 / 4,5 / 6,0 mg VASTIGMA (hemitartarato de rivastigmina) EMS SIGMA PHARMA LTDA. CÁPSULA 1,5 / 3,0 / 4,5 / 6,0 mg Vastigma hemitartarato de rivastigmina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA. APRESENTAÇÕES

Leia mais

VP11 = Gilenya_Bula_Paciente 1

VP11 = Gilenya_Bula_Paciente 1 GILENYA TM fingolimode APRESENTAÇÕES Gilenya TM 0,5 mg - embalagem contendo 28 cápsulas. VIA ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula de Gilenya TM contém 0,56 mg de cloridrato de fingolimode, equivalente

Leia mais

Cloridrato de metformina

Cloridrato de metformina Cloridrato de metformina Prati-Donaduzzi Comprimido de liberação prolongada 500 mg e 750 mg Cloridrato de metformina_bula_paciente INFORMAÇÕES AO PACIENTE cloridrato de metformina Medicamento genérico

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO. Quinta da Fonte, 19 Edifício Vasco da Gama 2770-192 Paço de Arcos Portugal Tel: 800 202 520

FOLHETO INFORMATIVO. Quinta da Fonte, 19 Edifício Vasco da Gama 2770-192 Paço de Arcos Portugal Tel: 800 202 520 FOLHETO INFORMATIVO Leia atentamente este folheto antes de utilizar o medicamento. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente. - Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Leia mais

AZILECT mesilato de rasagilina 1 mg

AZILECT mesilato de rasagilina 1 mg AZILECT mesilato de rasagilina 1 mg APRESENTAÇÕES Comprimidos de 1 mg. AZILECT (mesilato de rasagilina) é apresentado em embalagem contendo 30 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido

Leia mais

PRESMIN LATINOFARMA INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS LTDA. Solução Oftálmica Estéril. betaxolol (cloridrato) 5,6 mg/ml

PRESMIN LATINOFARMA INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS LTDA. Solução Oftálmica Estéril. betaxolol (cloridrato) 5,6 mg/ml PRESMIN LATINOFARMA INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS LTDA. Solução Oftálmica Estéril betaxolol (cloridrato) 5,6 mg/ml COLÍRIO PRESMIN betaxolol 0,5% MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA

Leia mais

CEBION Cálcio. Merck S/A. comprimidos efervescentes 500 mg + 600 mg. ácido ascórbico (vitamina C) carbonato de cálcio

CEBION Cálcio. Merck S/A. comprimidos efervescentes 500 mg + 600 mg. ácido ascórbico (vitamina C) carbonato de cálcio CEBION Cálcio ácido ascórbico (vitamina C) carbonato de cálcio comprimidos efervescentes 500 mg + 600 mg Merck S/A Cebion Cálcio ácido ascórbico, carbonato de cálcio APRESENTAÇÕES Comprimidos efervescentes.

Leia mais

Bicalutamida inibe o estímulo androgênico, resultando assim na regressão dos tumores prostáticos.

Bicalutamida inibe o estímulo androgênico, resultando assim na regressão dos tumores prostáticos. BICALUTAMIDA Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 Oral Comprimido revestido USO ADULTO Forma Farmacêutica e Apresentação da Bicalutamida Embalagem com 30 comprimidos contendo 50 mg de bicalutamida.

Leia mais

PARKI (dicloridrato de pramipexol) GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Comprimido. 0,125 mg, 0,25 mg e 1,0 mg

PARKI (dicloridrato de pramipexol) GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Comprimido. 0,125 mg, 0,25 mg e 1,0 mg PARKI (dicloridrato de pramipexol) GERMED FARMACÊUTICA LTDA Comprimido 0,125 mg, 0,25 mg e 1,0 mg IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO PARKI dicloridrato de pramipexol APRESENTAÇÕES Comprimidos de 0,125 mg, 0,25

Leia mais

FLANCOX. etodolaco USO ORAL USO ADULTO

FLANCOX. etodolaco USO ORAL USO ADULTO FLANCOX etodolaco APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos Comprimidos revestidos de 400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada

Leia mais

Rohypnol (flunitrazepam) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 1 mg

Rohypnol (flunitrazepam) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 1 mg Rohypnol (flunitrazepam) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 1 mg Rohypnol flunitrazepam Roche Agente indutor do sono APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 1 mg em caixa

Leia mais

EXCLUSIVAMENTE PARA ADMINISTRAÇÃO SUBCUTÂNEA USO ADULTO ACIMA DE 18 ANOS INFORMAÇÕES AO PACIENTE

EXCLUSIVAMENTE PARA ADMINISTRAÇÃO SUBCUTÂNEA USO ADULTO ACIMA DE 18 ANOS INFORMAÇÕES AO PACIENTE CDS19NOV10 HUMALOG MIX 50 KWIKPEN insulina lispro (50% de insulina lispro e 50% de insulina lispro protamina) derivada de ADN* recombinante D.C.B. 04920 APRESENTAÇÕES HUMALOG MIX 50 KWIKPEN é uma suspensão

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Livazo 1 mg, 2 mg e 4 mg comprimidos revestidos por película Pitavastatina

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Livazo 1 mg, 2 mg e 4 mg comprimidos revestidos por película Pitavastatina FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Livazo 1 mg, 2 mg e 4 mg comprimidos revestidos por película Pitavastatina Leia atentamente este folheto antes de tomar Livazo. Conserve este folheto.

Leia mais