Ficha do Produto Postal PPR Plus (1)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ficha do Produto Postal PPR Plus (1)"

Transcrição

1 Público-alvo Clientes interessados em constituir, a médio-longo prazo, um capital para complemento de reforma. Âmbito Seguro de Vida, do tipo capitalização. Entidade Gestora Companhia de Seguros: MAPFRE SEGUROS de VIDA, S.A. Período de Comercialização Entre 9 de fevereiro e 31 de março de. Plafond Duração Duração mínima: 5 anos. Idade mínima da Pessoa Segura no vencimento: 60 anos. Tomador do Seguro Qualquer pessoa individual ou coletiva. Pessoa Segura Qualquer pessoa individual. Beneficiários Pessoa Segura. Garantias Em qualquer momento do contrato, fica garantido: Reembolso do valor da(s) entrega(s) (prémio(s)), deduzido de eventuais reembolsos e transferências parciais efetuados(as) e respetivas comissões. No caso de reembolso ou transferência antes do quinto ano: Juros acumulados, correspondentes à capitalização, à taxa técnica de juro mínima garantida (TTMG), até ao momento do reembolso antecipado (por resgate ou transferência); No caso de reembolso ou transferência após o quinto ano: Juros acumulados, correspondentes à capitalização, à taxa de juro (TJ) até ao momento do reembolso antecipado (por resgate ou transferência); Juros acumulados, correspondentes à capitalização, à taxas de juro, até ao momento do vencimento. Eventuais participações nos resultados em caso de reembolso antecipado dentro das condições previstas em 1, 2 e 3 das CONDIÇÕES DE REEMBOLSO, morte ou vencimento. Nota: este valor será deduzido da comissão de reembolso, em caso de reembolso antecipado fora das condições previstas em 1, 2 e 3 das CONDIÇÕES DE REEMBOLSO. Taxa de Juro Participação nos Resultados (Rendimento Variável) Taxa de Juro 1º ano: 2,25% (*) Taxa de Juro 2º ano: 2,25% (*) Taxa anos seguintes: 1,00% Taxa Técnica de juro mínima garantida : 1,00% (**) (*) As taxas do primeiro e segundo ano são aplicáveis a contratos que permaneçam no mínimo 5 anos. Em caso de reembolso antecipado ou transferência é aplicada a taxa Técnica de juro mínima garantida. (**) aplicável durante todo o prazo do contrato A partir do primeiro ano (inclusive) passa a ser distribuída anualmente uma participação nos resultados correspondente a, no mínimo, 40% dos resultados da conta financeira do Fundo Autónomo deste ramo. O referido Fundo está sujeito a uma comissão de gestão anual de 2,0% sobre o seu valor. As provisões matemáticas consideradas para efeitos de participação em resultados, serão deduzidas de um encargo de gestão anual descrito anteriormente. Os reembolsos antecipados efetuados fora das condições previstas em 1, 2 e 3 das CONDIÇÕES DE REEMBOLSO, perdem o direito às participações nos resultados atribuídas. 1/4

2 Comissão de Subscrição 0% Comissões de Reembolso e de Gestão Comissão de Reembolso (resgate): Nos casos previstos na lei, explicados nos pontos 1, 2 e 3 das CONDIÇÕES DE REEMBOLSO, não tem comissão de reembolso (resgate); Nos restantes casos: 0,6% até ao 5ºano e 0% nos anos seguintes Comissão de Transferência: 0,5% do valor transferido da MAPFRE para outra entidade Comissão de Gestão: 1ª e 2ª anuidade: 0,6% sobre as provisões matemáticas (CG) Anos seguintes: 0,4% sobre as provisões matemáticas (CG) Legenda: CG encargo aplicado anualmente, exceto naanuidadedevencimentodaapólice. Valor de Reembolso Antes do final do 5º ano: Valor de Reembolso = [ Prémio único não resgatado x (1+TTMG) Dur x (1-CG) Dur x(1- )] A partir do 5º ano: Valor de Reembolso = [ Prémio único não resgatado x (1+TJ) Dur x (1-CG) Dur x(1- )] Legenda: TTMG: Taxa Técnica mínima garantida de 1,00% TJ: Taxa de 2,25%nos dois primeiros anos; 1,00% nos anos seguintes. Dur Duração em anos desde a data de emissão até à data de reembolso CG: Comissão de gestão x = comissão de reembolso, 0,6% até ao 5º ano, 0% no 6º ano e seguintes. Comissão de Transferência: 0,5% do valor transferido da MAPFRE para outra entidade Condições de Subscrição Se o Tomador for uma pessoa singular, terá que coincidir com a Pessoa Segura Idade mínima da Pessoa Segura à data da subscrição: 18 anos Idade máxima da Pessoa Segura: sem limite Valor mínimo por tipo de entrega: Anual: 240 Semestral: 120 Trimestral: 60 Mensal: 20 Única: 240 Valor máximo de entrega única: (para prémios superiores, deverá ser consultada previamente a MAPFRE) Não são admitidas extraordinárias. 2/4

3 Condições de Reembolso Nos casos previstos na lei e a seguir enumerados, o reembolso parcial ou total não implica o pagamento de qualquer comissão: 1 - Reforma por velhice ou idade 60 anos, da Pessoa Segura ou do cônjuge quando o PPR é um bem comum do casal ou utilização para pagamento de prestações de contratos de crédito garantidos por hipoteca sobre imóvel destinado a habitação própria e permanente da Pessoa Segura, desde que: a) as entregas reembolsadas tiverem sido efetuadas há pelo menos 5 anos; ou b) tiverem decorrido 5 anos desde a data da primeira entrega, e se o valor das entregas efetuadas na primeira metade da vigência do contrato representar pelo menos 35% da totalidade das entregas. 2 - Desemprego de longa duração, incapacidade permanente para o trabalho ou doença grave da Pessoa Segura ou de qualquer membro do seu agregado familiar ou utilização para pagamento de prestações de contratos de crédito garantidos por hipoteca sobre imóvel destinado a habitação própria e permanente da pessoa segura. Nestes casos, quando a situação invocada no pedido de reembolso já se verificasse à data de cada entrega, o reembolso só será efetuado sem pagamento de comissão se: a) as entregas reembolsadas tiverem sido efetuadas há pelo menos 5 anos; ou b) tiverem decorrido 5 anos desde a data da 1ª entrega, e se o valor das entregas efetuadas na primeira metade da vigência do contrato representar pelo menos 35% da totalidade das entregas. 3 - Morte da Pessoa Segura ou do cônjuge quando o PPR é um bem comum do casal. Noutras situações, o reembolso pode ser exigido a todo o tempo, pelo Tomador (Pessoa Segura se o Tomador for uma empresa) com as consequências previstas no estatuto dos Benefícios Fiscais e com desconto da comissão de reembolso. Por Morte aplicam-se as seguintes regras: Se falecer o Tomador (Pessoa Segura, se o Tomador for uma empresa), o cônjuge ou outros herdeiros legitimários (independentemente do regime de bens do casal) podem exigir o reembolso da totalidade (salvo disposição diversa na cláusula beneficiária ou em testamento a favor de terceiro, sem tocar na legítima a parte da herança indisponível); me Se falecer o cônjuge do Tomador (Pessoa Segura, se o Tomador for uma empresa) e o PPR for um bem comum pelo regime do casamento, o Tomador (Pessoa Segura, se o Tomador for uma empresa) ou os outros herdeiros legitimários podem exigir o reembolso da quota-parte do falecido. Nota: no caso de reembolso parcial o contrato mantém-se em vigor, qualquer que seja o valor remanescente não reembolsado. 2/4

4 Regime Fiscal (2014) 1.Deduções fiscais As entregas pagas pelos tomados pessoa singular (ou pessoa coletiva se o PPR for contratado por uma empresa a favor do(s) seu(s) empregado(s) e/ou Sócio(s)-gerente(s) e declarados com retribuição são dedutíveis, conforme previsto no O.E. em sede de IRS ou em sede de IRC conforme o caso. > IRS - Dedução à Coleta Ano 2014 Pessoas (singulares) não reformadas:20%dosprémioscomosseguinteslimites: Idade da Pessoa Segura (a 1 de Janeiro) Benefício Fiscal / Máximo Anual Entrega Menos de 35 anos 400 (*) De 35 a 50 anos 350 (*) Mais de 50 anos 300 (*) (*) Estes benefícios estão sujeitos aos limites de dedução estabelecidos para o conjunto dos benefícios fiscais, qualquer que seja a sua natureza, conforme tabela seguinte (Código IRS artigo 88º.): Escalão do Rendimento Limite de dedução Até Sem limite Mais de até Mais de até Mais de até Superior a > IRC - Dedução à Matéria Coletável Ano 2014 Empresas: as entregas (prémios) de PPR atribuídos aos empregados (ou sócios-gerentes) a título de remuneração, tributados edeclaradoscomotalàdgcisão considerados gastos e, por isso, dedutíveis na matéria coletável do IRC, sem um limite específico (Código do IRC, art.º 23º alínea d) nº 1). 2. Tributação IRS no reembolso (e eventual Penalidade) Condições Reembolso Nas condições previstas em 1 e 2 especificados na secção CONDIÇÕES DE REEMBOLSO, E decorridos 5 anos desde a data da entrega a reembolsar. Decorrido 5 anos desde a data da 1ª entrega, e o valor das entregas efetuadas na primeira metade da vigência do contrato representar pelo menos 35% da totalidade das entregas. Decorrido 5 anos desde a data da 1ª entrega, mas o valor das entregas efetuadas na primeira metade da vigência do contrato não representar pelo menos 35% da totalidade das entregas. Na condição prevista em 3 da secção CONDIÇÕES DE REEMBOLSO. Fora das condições previstas: se o resgate ocorrer antes de completados 5 anos de vigência do contrato. se o resgate ocorrer após completados 5 anos mas antes de completados 8 anos de vigência do contrato. se o resgate ocorrer após completados 8 anos de vigência do contrato. * 4% para entregas efetuadas até Tributação IRS sobre o rendimento 21,5% 21,5% 17,2% 8,6% Penalidade Sem penalidade Reposição do benefício fiscal obtido acrescido de 10% por cada ano ou fração decorridos desde a entrega resgatada e a data do resgate 3/4

5 Regime Fiscal (2014) (cont.) 3 - Isenções fiscais e parafiscais. Imposto do Selo (ex-imposto sucessório): Não está sujeita a selo a transmissão por morte da Pessoa Segura. Taxa Social Única (contribuição para a Segurança Social): isenção total da TSU (empresa = 23,75% e trabalhador = 11%) nos PPR pagos pela empresa a favor do trabalhador, declarados como remuneração. Procedimentos em caso de Reembolso ou Sinistro Reembolso antecipado: Preenchimento do documento que formaliza o pedido de reembolso; No caso dos reembolsos previstos na lei, anexar os respetivos meios de prova abaixo designados. Reforma por velhice: quando atribuída à Pessoa Segura uma pensão de velhice por qualquer regime de proteção social, nomeadamente da Segurança Social ou da Função Pública. Meio de Prova: Certificação ou declaração autenticada pela entidade processadora da pensão. Desemprego de longa duração: quando a Pessoa Segura, ou qualquer membro do seu agregado familiar, esteja há mais de 12 meses desempregado(a) e inscrito(a) no Centro de Emprego Meio de Prova: certificação pelo Centro de Emprego em que está inscrito(a). Incapacidade Permanente para o Trabalho: quando a Pessoa Segura, ou qualquer membro do seu agregado familiar, esteja numa destas situações: 1. Receba uma pensão de invalidez por qualquer regime de proteção social nomeadamente da Segurança Social ou da Função Pública; 2. Receba uma pensão por acidente de trabalho ou doença profissional, com incapacidade 60%; 3. Tenha uma incapacidade permanente causada por terceiro e que a impeça de auferir mais de 1/3 da remuneração normal da sua profissão. Meio de Prova: nas situações 1. e 2. é necessária a certificação ou declaração autenticada de pensionista e, se for o caso, do respetivo grau de incapacidade, feita pela entidade processadora da pensão. Na situação 3., apresentação da sentença com a incapacidade permanente, ou, na sua falta, da certificação por órgãos periciais designados pelo ISP. Doença Grave: da Pessoa Segura, ou de qualquer membro do seu agregado familiar, que ponha em risco a sua vida e/ou exija tratamento prolongado e/ou provoque incapacidade residual importante. Meio de Prova: atestado médico emitido pelos serviços do sistema ou subsistema de saúde. Pagamento de prestações de Crédito Habitação: Meio de Prova: Declaração emitida pela instituição de crédito mutuante (Banco), dirigida especificamente à MAPFRE Procedimentos Custo de Apólice Entrega das Informações Pré-Contratuais, preenchimento integral e assinatura da proposta de seguro e cobrança do recibo. Não tem. Helpdesk Permanente A MAPFRE assegura um serviço de atendimento permanente para apoiar os balcões dos CTT em todos os aspetos (salvo os operativos internos dos próprios CTT). Em caso de dúvida basta ligar (Linha MAPFRE dedicada aos CTT). Todas as questões serão bem-vindas e prontamente resolvidas. Esta informação não dispensa a leitura atenta das informações pré-contratuais do produto. Este seguro é um produto da Companhia MAPFRE - Seguros de Vida, S.A., comercializado através dos CTT Correios de Portugal, S.A., doravante apenas CTT, na sua qualidade de mediador de seguros. Os CTT, pessoa coletiva nº , matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, com o capital social de ,00, com sede na Av. D. João II, Lote , Lisboa, solicitaram, em 27 de Dezembro de 2007, a sua inscrição no Instituto de Seguros de Portugal, na categoria de agente de seguros, nos Ramos de Seguros de Vida e Não Vida, encontrando-se registada sob o nº Os dados dos CTT, enquanto mediador de seguros, estão disponíveis e podem ser consultados no sítio do Instituto de Seguros de Portugal (www.isp.pt). Os CTT, enquanto mediador de seguros, têm poderes para celebrar contratos de seguro emnomedo Seguradorenãoassumem acobertura dosriscos. OsCTT, enquantoagentedeseguros, têmpoderes decobrança. 4/4

PERIODICIDADE ENTREGA MÍNIMA PRAZO TAXA TÉCNICA Anual Semestral Trimestral Mensal Extraordinária/Única. Mínimo 5 Anos

PERIODICIDADE ENTREGA MÍNIMA PRAZO TAXA TÉCNICA Anual Semestral Trimestral Mensal Extraordinária/Única. Mínimo 5 Anos PARA QUEM? Indivíduos/pessoas interessadas em constituir, a médio-longo prazo, um capital para complemento de reforma. Atuais clientes interessados em criar uma ppança adicional. PERIODICIDADE ENTREGA

Leia mais

Pagamento do prémio: O prémio é único, sendo devido antecipadamente pelo tomador do seguro.

Pagamento do prémio: O prémio é único, sendo devido antecipadamente pelo tomador do seguro. INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA - PPR POSTAL PPR PLUS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa N.I.P.C.

Leia mais

PPR EMPRESAS Informações Pré-Contratuais

PPR EMPRESAS Informações Pré-Contratuais TIPO DE CLIENTE Empresas SEGMENTO-ALVO Este produto destina-se a empresas que pretendam oferecer aos seus colaboradores uma remuneração anual extra, com vantagens fiscais, reflectido num complemento de

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500

CONDIÇÕES GERAIS LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500 LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500 ARTIGO PRELIMINAR Entre a Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se

Leia mais

REAL PPR Condições Gerais

REAL PPR Condições Gerais Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de seguro que se regula pelas Condições Particulares e desta apólice,

Leia mais

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 2ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO)

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 2ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO) Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO LEVE PPR

PROPOSTA DE SEGURO LEVE PPR PROPOSTA DE SEGURO LEVE PPR Código Mediador Agência Mediador Entidade Cobradora 1. Tomador do Seguro / Pessoa Segura Nº Cliente (*) (*) Se é Cliente Império Bonança, preencha este campo Morada Código Postal

Leia mais

REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA

REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia de Seguros,

Leia mais

EUROVIDA PPR (Proposta de Seguro)

EUROVIDA PPR (Proposta de Seguro) Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A. Sede Social: 1099-090 Lisboa Portugal CRCL / Pes. Col. 504 917 692 Capital Social 7.500.000 Euro 02.01.2013 (Proposta de Seguro) Proposta: Apólice: Cliente:

Leia mais

REAL PPR SEGURO MAIS Informações Pré-Contratuais

REAL PPR SEGURO MAIS Informações Pré-Contratuais TIPO DE CLIENTE Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. SEGMENTO-ALVO Este produto destina-se a Clientes com perfil de risco conservador, que privilegiam a preservação do capital investido e a

Leia mais

POUPANÇA. Simplifica. PPR Capital Garantido. Crie o futuro hoje.

POUPANÇA. Simplifica. PPR Capital Garantido. Crie o futuro hoje. POUPANÇA PPR Capital Garantido Crie o futuro hoje. Simplifica Já pensou como vai ser quando se reformar? E se começar já a poupar? Assegure agora o seu futuro! No ActivoBank com o PPR Capital Garantido,

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR MODALIDADE: P.P.R PLANO A (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR MODALIDADE: P.P.R PLANO A (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR MODALIDADE: P.P.R PLANO A (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071

Leia mais

Simulação de Crédito Pessoal

Simulação de Crédito Pessoal Simulação de Crédito Pessoal Data de Impressão: 15-10-2013 12:35 Número de Simulação: 13892037 Resumo Prestação Comissão de Processamento (mensal) (Acresce Imposto do Selo à Taxa em vigor) Seguro de Vida

Leia mais

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO SEGURO CA PPR [CAPITAL] Crédito Agrícola Vida - Companhia de Seguros, S.A. Rua Castilho, 233-7º 1099-004 Lisboa CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA PPR [CAPITAL CAPITAL]

Leia mais

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE/REEMBOLSO

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE/REEMBOLSO I CONDIÇÕES PRELIMINARES E ESSENCIAIS 1. DEFINIÇÕES 2. OBJECTO E GARANTIAS DO CONTRATO 3. ÂMBITO TERRITORIAL 4. CAPITAL SEGURO 5. BENEFICIÁRIOS 6. PESSOA SEGURA 7. VIGÊNCIA DO CONTRATO. INÍCIO E DURAÇÃO

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC GARANTIDO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC GARANTIDO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC GARANTIDO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa N.I.P.C.

Leia mais

PRÉVOIR PPR NOVA VERSÃO INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS ANEXO À PROPOSTA PRÉVOIR PPR

PRÉVOIR PPR NOVA VERSÃO INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS ANEXO À PROPOSTA PRÉVOIR PPR Este documento apresenta-se como um resumo das Condições Gerais e Especiais do seguro Prévoir PPR e não dispensa a consulta integral das mesmas. SEGURADOR FINALIDADE SEGMENTO-ALVO CONDIÇÕES DE SUBSCRIÇÃO

Leia mais

Regime Fiscal 2013 - Seguros Reais e de Poupança -

Regime Fiscal 2013 - Seguros Reais e de Poupança - Regime Fiscal i) Pessoas Singulares 1. PPR Plano Poupança Reforma pág.2 2. Seguros Vida: Capitalização e Reais pág.4 3. Seguros de Acidentes Pessoais pág.4 4. Seguro de Saúde pág.5 5. Regimes Especiais

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado) 21102015 INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado) (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR

Leia mais

Plano Empresas Reforma

Plano Empresas Reforma Plano Empresas Reforma Condições gerais e especiais 1110599-01.20104 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 808 243 000 - Fax

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO BBVA Unit-Linked Empresa de Seguros: Zurich -Companhia de Seguros de Vida S.A. Sede: Rua Barata Salgueiro 41, 1269-058 Lisboa TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO! Risco de perder a totalidade do capital investido

Leia mais

Condições Gerais Generali +Poupança

Condições Gerais Generali +Poupança Condições Gerais Generali +Poupança Generali Vida Companhia de Seguros S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 Fax. 213 563 067 Email: generali@generali.pt www.generali.pt

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO EMPRESA DE SEGUROS Santander Totta Seguros, Companhia de Seguros de Vida S.A., com Sede na Rua da Mesquita, nº 6 - Torre A - 2º - 1070 238 Lisboa, Portugal (pertence ao Grupo Santander). A Santander Totta

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO (actualizado a 31 de Dezembro de 2008) Designação: Liberty PPR Data início de comercialização: 19 de Abril de 2004

PROSPECTO SIMPLIFICADO (actualizado a 31 de Dezembro de 2008) Designação: Liberty PPR Data início de comercialização: 19 de Abril de 2004 PROSPECTO SIMPLIFICADO (actualizado a 31 de Dezembro de 2008) Designação: Liberty PPR Data início de comercialização: 19 de Abril de 2004 Empresa de Seguros Entidades comercializadoras Autoridades de Supervisão

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC II

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC II INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC II (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa N.I.P.C.509056253

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA - PPR POSTAL PPR RENDIMENTO MAIS

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA - PPR POSTAL PPR RENDIMENTO MAIS INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA - PPR POSTAL PPR RENDIMENTO MAIS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO REGRAS E PROCEDIMENTOS TÉCNICOS PARA O CÁLCULO DE BOLSAS DE ESTUDO I. Atento o nº 1 do artigo 10º, o Rendimento anual do agregado

Leia mais

Quais as principais diferenças entre um seguro de vida individual e um seguro de vida de grupo?

Quais as principais diferenças entre um seguro de vida individual e um seguro de vida de grupo? SEGURO VIDA Que tipo de seguros são explorados no ramo vida? A actividade do ramo Vida consiste na exploração dos seguintes seguros e operações: Seguro de Vida, Seguro de Nupcialidade /Natalidade, Seguro

Leia mais

A empresa Branco & Lima Contabilidade e Consultoria, Lda presta serviços de contabilidade, fiscalidade, consultoria, gestão e serviços complementares.

A empresa Branco & Lima Contabilidade e Consultoria, Lda presta serviços de contabilidade, fiscalidade, consultoria, gestão e serviços complementares. A empresa Branco & Lima Contabilidade e Consultoria, Lda presta serviços de contabilidade, fiscalidade, consultoria, gestão e serviços complementares. Estamos à sua disposição para o aconselhar em questões

Leia mais

Prospecto Informativo CA Solução Poupança Activa

Prospecto Informativo CA Solução Poupança Activa Produto a comercializar Perfil do Cliente alvo da solução O é um produto financeiro complexo que resulta da comercialização combinada de um depósito a prazo simples, denominado SDA, com um seguro de capitalização

Leia mais

- Limite de crédito igual ao valor do ordenado líquido ou reforma/pensão liquida domiciliados, para as compras do dia-a-dia.

- Limite de crédito igual ao valor do ordenado líquido ou reforma/pensão liquida domiciliados, para as compras do dia-a-dia. Acesso a antecipação de 100% do ordenado ou reforma/pensão de valor igual ou superior a 500 /mês domiciliado no primeiro dia de cada mês: 6,67 de pagamento de juros a que acresce 0,27 de Imposto do Selo

Leia mais

OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS 2016

OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS 2016 OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS 2016 Última atualização: janeiro 2016 IRS ATÉ AO DIA 11 Entrega da Declaração Mensal de Remunerações, por transmissão eletrónica de dados, pelas entidades devedoras de rendimentos

Leia mais

Simulação de Crédito Imobiliário

Simulação de Crédito Imobiliário Simulação de Crédito Imobiliário Data de Impressão: 16-02-2015 19:40 Número de Simulação: 14616112 / x944719 Gestor de Projeto: MIGUEL VELEZ (211126702) Resumo Prestação inicial Prestação Comissão manutenção

Leia mais

Procedimentos a adoptar em caso de:

Procedimentos a adoptar em caso de: Procedimentos a adoptar em caso de: Sinistro; Vencimento; Resgate; Reembolso Prazos máximos de liquidação De acordo com a Circular nº 10/2009, de 20 de Agosto, do Instituto de Seguros de Portugal 1. SEGUROS

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 8/2015, Série I, de 13/01, Páginas 380-386.

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 8/2015, Série I, de 13/01, Páginas 380-386. Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de janeiro Estado: vigente. Resumo:

Leia mais

Junta de Freguesia de S. Victor Município de Braga Regulamento Geral de Taxas e Licenças

Junta de Freguesia de S. Victor Município de Braga Regulamento Geral de Taxas e Licenças Junta de Freguesia de S. Victor Município de Braga Regulamento Geral de Taxas e Licenças da Freguesia de S. Victor 1 REGULAMENTO GERAL DE TAXAS E LICENÇAS FREGUESIA DE S. VICTOR Em conformidade com o disposto

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO GERAL DE CRÉDITO À HABITAÇÃO Versão 7/11 1Julho 2011

FICHA DE INFORMAÇÃO GERAL DE CRÉDITO À HABITAÇÃO Versão 7/11 1Julho 2011 Observações preliminares O presente documento não constitui uma oferta juridicamente vinculativa. Os dados quantificados são fornecidos de boa fé e constituem uma descrição exacta da oferta que o mutuante

Leia mais

SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado)

SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado) CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES CAPITALIZAÇÃO SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado) 1 CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA Investimento 1ª Série (Não Normalizado) SEGURO INDIVIDUAL Cláusula

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 19 de novembro de 2012. Série. Número 151

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 19 de novembro de 2012. Série. Número 151 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 19 de novembro de 2012 Série 2.º Suplemento Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DO PLANO E FINANÇAS E DOS ASSUNTOS SOCIAIS Portaria n.º 141-A/2012 Regulamenta

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS DO MUNICÍPIO DE BARCELOS

REGULAMENTO DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS DO MUNICÍPIO DE BARCELOS REGULAMENTO DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS DO MUNICÍPIO DE BARCELOS REGULAMENTO DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS DO MUNICÍPIO DE BARCELOS Nota Justificativa Os Municípios enquanto Autarquias Locais têm por objetivo

Leia mais

INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção e regularização do incumprimento por clientes bancários particulares

INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção e regularização do incumprimento por clientes bancários particulares BANCO DE PORTUGAL E U R O S I S T E M A INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção e regularização do incumprimento por clientes bancários particulares INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção

Leia mais

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1. O Crédito Pessoal é do tipo crédito clássico e só pode ser solicitado pela pessoa singular 1ª Titular de um Cartão emitido pela UNICRE que esteja em

Leia mais

ANEXO À PROPOSTA LEVE PPR - 2.ª SÉRIE INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS

ANEXO À PROPOSTA LEVE PPR - 2.ª SÉRIE INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS POUPANÇA E INVESTIMENTO ANEXO À PROPOSTA LEVE PPR - 2.ª SÉRIE INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS SEGURADOR Fidelidade Companhia de Seguros, SA. CARACTERIZAÇÃO Plano de Poupança-Reforma, com duas opções de investimento

Leia mais

Cálculo das contribuições Atualizado em: 12-02-2016

Cálculo das contribuições Atualizado em: 12-02-2016 Cálculo das contribuições Atualizado em: 12-02-2016 Esta informação destina-se a SEGURANÇA SOCIAL Empresa Cálculo das contribuições O montante das contribuições é calculado: Em geral, pela aplicação de

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Designação: VICTORIA PPR Acções

Leia mais

CAIXA SEGURO VALOR CRESCENTE

CAIXA SEGURO VALOR CRESCENTE PROSPETO SIMPLIFICADO (atualizado a 30 abril 2012) CAIXA SEGURO VALOR CRESCENTE SEGURO LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO INSTRUMENTO DE CAPTAÇÃO DE AFORRO ESTRUTURADO (ICAE) NÃO NORMALIZADO PRODUTO FINANCEIRO

Leia mais

Ficha de produto GENERALI +POUPANÇA

Ficha de produto GENERALI +POUPANÇA Ficha de produto GENERALI +POUPANÇA generali.pt Para uso exclusivo do mediador. www.comparesegurosbyscal.pt 2 Ficha de Produto GENERALI +POUPANÇA GENERALI + POUPANÇA Produto É uma solução de capitalização

Leia mais

Introdução. Artigo 1.º Objecto e âmbito de aplicação

Introdução. Artigo 1.º Objecto e âmbito de aplicação 1 REGULAMENTO DA VENDA DE LOTES PARA CONSTRUÇÃO DE HABITAÇÃO EM LOTEAMENTOS MUNICIPAIS A JOVENS NATURAIS OU RESIDENTES NO CONCELHO DAS CALDAS DA RAINHA Introdução Com o objectivo de fixar jovens nas freguesias

Leia mais

Clientes interessados em proteger a sua vida, e ao mesmo tempo constituir uma poupança para a reforma ou qualquer projeto pessoal, num só seguro.

Clientes interessados em proteger a sua vida, e ao mesmo tempo constituir uma poupança para a reforma ou qualquer projeto pessoal, num só seguro. PARA QUEM? Clientes interessados em proteger a sua vida, e ao mesmo tempo constituir uma poupança para a reforma ou qualquer projeto pessoal, num só seguro. LIMITES Idades Mínima e Máxima na contratação:

Leia mais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES 1. Para efeitos do presente contrato entende-se por: Seguradora: a Real Vida Seguros, S.A., que subscreve com o Tomador de Seguro o presente contrato; Tomador de Seguro: A entidade

Leia mais

Simulação de Crédito Pessoal

Simulação de Crédito Pessoal Simulação de Crédito Pessoal 17-04-2015 Agradecemos o seu contacto. Considerando os elementos apresentados e a atual situação de mercado, propomos-lhe as seguintes condições de crédito: Dados do crédito

Leia mais

Simulação de Crédito Imobiliário

Simulação de Crédito Imobiliário Simulação de Crédito Imobiliário Data de Impressão: 16-02-2015 19:45 Número de Simulação: 14616115 / x944719 Gestor de Projeto: MIGUEL VELEZ (211126702) Resumo Prestação inicial Prestação Comissão manutenção

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO BiG Alocação Fundo Autónomo: BiG Alocação Dinâmica Todos os Investimentos têm risco Entidade gestora: Real Vida Seguros, S.A. Avenida de França, 316 2º, Edifício Capitólio 4050-276 Porto Portugal Advertências

Leia mais

Freguesia de Requião

Freguesia de Requião Freguesia de Requião Regulamento e Tabela de Taxas e Licenças Ano de 2014 Em conformidade com o disposto nas alíneas d) e f), nº 1 do artigo 9º, conjugada com a alínea h) do nº 1 do artigo 16º, da Lei

Leia mais

Companhia de Seguros: MAPFRE SEGUROS GERAIS, S.A. Lançamento em março de 2010 (upgrade em julho de 2013).

Companhia de Seguros: MAPFRE SEGUROS GERAIS, S.A. Lançamento em março de 2010 (upgrade em julho de 2013). Definição Cliente-Alvo Garante casas de habitação (só conteúdo ou conteúdo e edifício), construídas a partir de 1960, em bom estado de conservação, quer sejam residência permanente quer não, contra a generalidade

Leia mais

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 O NOVO BANCO vem prestar alguns esclarecimentos que considera úteis para o preenchimento da declaração Modelo 3 de IRS, tomando por base a informação

Leia mais

Regulamento Geral de Taxas e Licenças

Regulamento Geral de Taxas e Licenças Regulamento Geral de Taxas e Licenças União das Freguesias de Braga (São José de São Lázaro e São João do Souto) Janeiro/ 2014 Junta de Freguesia da União das Freguesias de Braga (São José de São Lázaro

Leia mais

FAQS ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES

FAQS ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES FAQS ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES 1 Onde é que posso obter o Regulamento do concurso? O Regulamento do concurso pode ser obtido: a) Nos escritórios da SPRHI, SA: - Rua Carvalho Araújo n.º38-b, em Ponta Delgada

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PPR

Condições Gerais EUROVIDA PPR Artigo Preliminar Entre a Eurovida, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DE ESTATÍSTICA

CONSELHO SUPERIOR DE ESTATÍSTICA DOCT/1078/CSE/DS 14 a DECISÃO DA SECÇÃO PERMANENTE S DEMOGRÁFICAS E SOCIAIS RELATIVA AO RELATÓRIO APRESENTADO PELO GRUPO DE TRABALHO SOBRE ESTATÍSTICAS DA PROTECÇÃO SOCIAL Considerando que constitui uma

Leia mais

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO EMPRESA DE SEGUROS Barclays Investimento Fundo Autónomo: Rendimento Nome: CNP Barclays Vida y Pensiones, Compañia de Seguros, S.A. - Agência Geral em Portugal; Endereço da Sede Social: Plaza de Cólon,

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

EUROVIDA POUPANÇA PPR

EUROVIDA POUPANÇA PPR 1. O que é o Eurovida Poupança PPR? O Eurovida Poupança PPR é uma solução financeira sob a forma de contrato de seguro de vida, de médio e longo prazo, orientada para a pequena poupança. Através desta

Leia mais

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO MAPFRE INVEST CRESCENTE 2015 NÃO NORMALIZADO Entidade gestora: Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Contrato de Seguro ligado a Fundo de Investimento MAPFRE Seguros de Vida, S.A., com sede social:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE MAPA DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E PARAFISCAIS DE MARÇO 2015 Dia 2: IUC: Liquidação, por transmissão eletrónica de dados, e pagamento do Imposto Único de Circulação - IUC, relativo aos veículos cujo aniversário

Leia mais

Nota informativa. Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo. Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro

Nota informativa. Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo. Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro Nota informativa Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo Decreto-Lei n.º 7/2015,

Leia mais

O Depósito a Prazo pode ser constituído por prazos entre 30 e 365 dias. Prazo. Taxa Anual Nominal Bruta (TANB) 0,5000%

O Depósito a Prazo pode ser constituído por prazos entre 30 e 365 dias. Prazo. Taxa Anual Nominal Bruta (TANB) 0,5000% Exemplar Cliente Designação. Condições de Acesso Condições aplicáveis a: Clientes Particulares, incluindo menores de idade; Residentes e não residentes em Portugal; Titulares de uma conta de Depósitos

Leia mais

Regulamento de Benefícios Associação de Socorros Mútuos Montepio Filarmónico

Regulamento de Benefícios Associação de Socorros Mútuos Montepio Filarmónico Regulamento de Benefícios Associação de Socorros Mútuos Montepio Filarmónico CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objectivos e fins) 1. Sem prejuízo do disposto no art.º 4º dos Estatutos, o Regulamento

Leia mais

Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros

Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A. - Sede Social: - 1099-090 Lisboa - Portugal - CRCL / Pes. Col. 504 917 692 Capital Social 7.500.000 Euro Data início de comercialização: 2000/04/13 por tempo

Leia mais

Trabalhadores Independentes Atualizado em: 30-04-2015

Trabalhadores Independentes Atualizado em: 30-04-2015 SEGURANÇA SOCIAL Trabalhadores Independentes Atualizado em: 30-04-2015 Esta informação destina-se a que cidadãos Trabalhadores independentes Cálculo das contribuições O montante das contribuições é calculado,

Leia mais

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 5.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO)

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 5.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO) Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013

Leia mais

Fiscalidade de Seguros

Fiscalidade de Seguros Fiscalidade de Seguros Fiscalidade de Seguros (aplicável a partir de 01 de Janeiro de 2015) O presente documento tem natureza meramente informativa, de carácter necessariamente geral, e não constitui nem

Leia mais

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2014 10 ANOS 2.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO)

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2014 10 ANOS 2.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO) Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2014

Leia mais

1ª vez Renovação Ano Lectivo 20 /20. Data de Emissão. Contribuinte Fiscal Nº de Eleitor Residente no Concelho desde

1ª vez Renovação Ano Lectivo 20 /20. Data de Emissão. Contribuinte Fiscal Nº de Eleitor Residente no Concelho desde CÂMARA MUNICIPAL CENTRO DE INTERVENÇÃO SOCIAL gabinete de educação BOLSA DE ESTUDO AO ENSINO SUPERIOR: CANDIDATURA 1ª vez Renovação Ano Lectivo 20 /20 IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO Morada Código Postal Natural

Leia mais

Condições Gerais Generali PPR +Seguro

Condições Gerais Generali PPR +Seguro Condições Gerais Generali PPR +Seguro Generali Vida Companhia de Seguros S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 Fax. 213 563 067 Email: generali@generali.pt www.generali.pt

Leia mais

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I GENERALIDADES ARTº 1º - DEFINIÇÕES 1. Para os efeitos do presente contrato, considera-se: a) Companhia - a entidade seguradora,, que subscreve com

Leia mais

Fiscalidade e o Proprietário MAXGER - CONSULTORES DE GESTÃO, LDA 1

Fiscalidade e o Proprietário MAXGER - CONSULTORES DE GESTÃO, LDA 1 Fiscalidade e o Proprietário 1 Sumário: 1. Recibo Eletrónico 2. Contratos de Arrendamento Comunicação AT 3. IMI 4. IRS Rendimentos Prediais 2014/2015 2 Recibos 3 1- Recibos Eletrónicos 4 Recibo eletrónico

Leia mais

Decreto-Lei nº 158/2002, de 2 de Julho

Decreto-Lei nº 158/2002, de 2 de Julho Decreto-Lei nº 158/2002, de 2 de Julho A criação dos planos de poupança-reforma (PPR) - instituídos pelo Decreto-Lei nº 205/89, de 27 de Junho, posteriormente desenvolvido pelo Decreto-Lei nº 145/90, de

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO POUPANÇA AUTO PREENCHER A CANETA PRETA

PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO POUPANÇA AUTO PREENCHER A CANETA PRETA POUPANÇA E INVESTIMENTO PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO PREENCHER A CANETA PRETA SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO 3 0 ALTERAÇÃO À APÓLICE Nº (*) AGÊNCIA/AGENTE Nº FM IB CONTA COBRANÇA Nº (*) PREENCHER

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA DE CONTRATOS DE CRÉDITO HABITAÇÃO PARTE I CONDIÇÕES FINANCEIRAS DO CRÉDITO HABITAÇÃO

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA DE CONTRATOS DE CRÉDITO HABITAÇÃO PARTE I CONDIÇÕES FINANCEIRAS DO CRÉDITO HABITAÇÃO FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA DE CONTRATOS DE CRÉDITO HABITAÇÃO PARTE I CONDIÇÕES FINANCEIRAS DO CRÉDITO HABITAÇÃO A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO E OBSERVAÇÕES 1. Identificação da Instituição Denominação

Leia mais

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social Enquadramento Fiscal dos Advogados em sede de IRS, IVA e segurança social Fiscalidade IVA / IRS / Segurança social Março 2015 1 IAE -Instituto dos Advogados de Empresa da Ordem dos Advogados 1 Formas de

Leia mais

SEJA RESPONSÁVEL EVITE ATRASOS E MULTAS FACILITE A SUA VIDA! 1ª Fase - 1 a 31 de Março de 2014, para rendimentos das categorias A e H;

SEJA RESPONSÁVEL EVITE ATRASOS E MULTAS FACILITE A SUA VIDA! 1ª Fase - 1 a 31 de Março de 2014, para rendimentos das categorias A e H; IRS 2014 e 2015: Prazos e Despesas Dedutíveis Com o início de um novo ano aparecem as obrigações fiscais anuais que todos os contribuintes têm de cumprir. Está na hora de começar já a organizar as suas

Leia mais

Nome. Nome do Pai. Nome da Mãe. Morada. Freguesia Código Postal - Contacto (s) telefónico (s) Email. Nome. Nome. Nome

Nome. Nome do Pai. Nome da Mãe. Morada. Freguesia Código Postal - Contacto (s) telefónico (s) Email. Nome. Nome. Nome ESTABELECIMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Ano letivo / IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO Data de Nascimento / / Nome do Pai Nome da Mãe Morada Freguesia Código Postal - Contacto (s) telefónico (s) Email Aluno com NEE

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

Junta de Freguesia de Lanhelas CONCELHO DE CAMINHA

Junta de Freguesia de Lanhelas CONCELHO DE CAMINHA Junta de Freguesia de Lanhelas CONCELHO DE CAMINHA REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS Em conformidade com o disposto nas alíneas d) e j) do nº 2 do artigo 17, conjugada com a alínea b) do nº 5 do artigo

Leia mais

Instituto de Seguros de Portugal (ISP). Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Instituto de Seguros de Portugal (ISP). Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Informação Actualizada a: 14 de Setembro de 2012 Designação Comercial: Data Início de Comercialização: 6 de Dezembro de 2010 EMPRESA DE SEGUROS ENTIDADES COMERCIALIZADORAS AUTORIDADES DE SUPERVISÃO RECLAMAÇÕES

Leia mais

FIDELIDADE PROTEÇÃO FUNERAL. 808 29 39 49 fidelidade.pt CONDIÇÕES GERAIS PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR

FIDELIDADE PROTEÇÃO FUNERAL. 808 29 39 49 fidelidade.pt CONDIÇÕES GERAIS PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR FIDELIDADE PROTEÇÃO FUNERAL CONDIÇÕES GERAIS 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A. NIPC e Matrícula 500 918 880, na CRC Lisboa Sede: Largo do Calhariz,

Leia mais

Abono de Família para Crianças e Jovens Atualizado em: 09-06-2016

Abono de Família para Crianças e Jovens Atualizado em: 09-06-2016 Abono de Família para Crianças e Jovens Atualizado em: 09-06-2016 Esta informação destina-se a que cidadãos SEGURANÇA SOCIAL Criança ou jovem O que é e quais as condições para ter direito O que é Prestação

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada Cartão de Crédito

Ficha de Informação Normalizada Cartão de Crédito FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL CRÉDITO ESPECIAL - CARTÕES VISA A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito

Leia mais

Subsídio por cessação de atividade Atualizado em: 07-12-2015

Subsídio por cessação de atividade Atualizado em: 07-12-2015 SEGURANÇA SOCIAL Subsídio por cessação de atividade Atualizado em: 07-12-2015 Esta informação destina-se a Trabalhadores independentes O que é e quais as condições para ter direito O que é É uma prestação

Leia mais

Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social - Direção Geral da Segurança Social.

Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social - Direção Geral da Segurança Social. I - NOTA PRÉVIA DE ADVERTÊNCIA AO ASSOCIADO SUBSCRITOR O Montepio Geral - Associação Mutualista (MGAM) adverte que a modalidade mutualista Pensões de Reforma não é um depósito bancário, não se encontrando

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ANIMAIS PERTENCENTES A FAMÍLIAS CARENCIADAS

PROGRAMA DE APOIO A ANIMAIS PERTENCENTES A FAMÍLIAS CARENCIADAS 1/5 PROGRAMA DE APOIO A ANIMAIS PERTENCENTES A FAMÍLIAS CARENCIADAS FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM) Exmo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra 1. Identificação (nome completo), Masculino Feminino

Leia mais

DECRETO N.º 265/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 265/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 265/XII Aprova o regime de concessão de crédito bonificado à habitação a pessoa com deficiência e revoga os Decretos-Leis n.ºs 541/80, de 10 de novembro, e 98/86, de 17 de maio A Assembleia

Leia mais