Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul"

Transcrição

1 Diário Oficial Estado de Mato Grosso do Sul ANO XXXII n CAMPO GRANDE-MS, QUARTA-FEIRA, 68 PÁGINAS GOVERNADOR ANDRÉ PUCCINELLI Vice-Governador MURILO ZAUITH Secretário de Estado de Governo OSMAR DOMINGUES JERONYMO Secretário de Estado de Fazenda MÁRIO SERGIO MACIEL LORENZETTO Secretária de Estado de Administração THIE HIGUCHI VIEGAS DOS SANTOS Secretária de Estado de Educação MARIA NILENE BADECA DA COSTA Secretária de Estado de Saúde BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI Secretaria de Estado de Habitação e das Cidades CARLOS EDUARDO XAVIER MARUN Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia CARLOS ALBERTO NEGREIROS SAID MENEZES Secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo TEREZA CRISTINA CORRÊA DA COSTA DIAS Secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social TANIA MARA GARIB Secretário de Estado de Obras Públicas e de Transportes EDSON GIROTO Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública WANTUIR FRANCISCO BRASIL JACINI Procurador-Geral do Estado RAFAEL COLDIBELLI FRANCISCO Assembleia Legislativa Presidente: DEPUTADO JERSON DOMINGOS Tribunal de Justiça Presidente: DESEMBARGADOR ELPÍDIO HELVÉCIO CHAVES MARTINS Tribunal de Contas Presidente: CONSELHEIRO CÍCERO ANTONIO DE SOUZA Defensora Pública Geral EDNA REGINA BATISTA NUNES DA CUNHA Procuradoria-Geral da Justiça Procurador: MIGUEL VIEIRA DA SILVA Ministério Público de Contas Procurador-Geral TERTO DE MORAES VALENTE DECRETO NORMATIVO DECRETO Nº , DE 2 DE MARÇO DE Institui o Brasão de Armas e o Estandarte do Departamento de Operações de Fronteira (DOF). ANEXO I DO DECRETO Nº , DE 2 DE MARÇO DE BRASÃO DE ARMAS O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, no exercício da competência que lhe confere o art. 89, inciso VII, da Constituição Estadual, D E C R E T A: Art. 1º Ficam instituídos o Brasão de Armas e o Estandarte do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), na forma dos Anexos I e II deste Decreto, com a seguinte descrição: I - o Brasão de Armas do DOF é representado por uma águia de asas abertas, com um par de algemas em suas garras, encimada pelo mapa do Estado de Mato Grosso do Sul, com contorno duplo em toda a faixa de fronteira, e oito setas iniciando-se no ponto de localização do Município de Dourados, direcionadas para alguns municípios fronteiriços; o curso da águia é simbolizado por um rastro em branco e contorno em 20% preto; na parte superior, em forma de meio círculo, constará a inscrição DEPTº DE OPERAÇÕES DE FRONTEIRA; na parte inferior duas inscrições, a primeira D.O.F. e a segunda SEJUSP/MS, conforme Anexo I; II - o Brasão de Armas do DOF é representado por uma águia que simboliza a agilidade, a força, a perspicácia, a coragem e a visão de longo alcance; demonstra a forma que o DOF procede na execução do policiamento ostensivo itinerante em toda a faixa de fronteira. ANEXO II DO DECRETO Nº , DE 2 DE MARÇO DE ESTANDARTE Art. 2º O Brasão de Armas do DOF será impresso em documentos oficiais do Departamento, mantendo-se as cores estabelecidas ou totalmente preto e branco. Parágrafo único. Nas viaturas o Brasão de Armas será pintado de acordo com a figura 11 do Anexo do Decreto nº , de 12 de maio de Art. 3º O Estandarte do DOF é um símbolo destinado a caracterizar a Unidade Policial, em face das missões que lhe são atribuídas, terá formato retangular de 0,90 m x 1,28 m, ao centro, o Brasão nas cores estabelecidas na forma do Anexo II deste Decreto. 1º O tecido para a confecção do Estandarte será em poliéster liso, sem qualquer adorno. 2º O Estandarte será hasteado em datas festivas ou de luto no mastro principal do DOF juntamente com as Bandeiras Nacional e Estadual, obedecidas as disposições de cada uma. Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Campo Grande, 2 de março de ANDRÉ PUCCINELLI Governador do Estado WANTUIR FRANCISCO BRASIL JACINI Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública DECRETO Nº , DE 2 DE MARÇO DE Aprova o Regulamento do uso, da posse e da confecção do Uniforme dos Técnicos Penitenciários da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, no exercício da competência que lhe confere o art. 89, inciso VII, da Constituição Estadual, Considerando que o uso do uniforme é um dos fatores primordiais

2 PÁGINA 2 na boa apresentação individual e coletiva dos servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (AGEPEN/MS); Considerando que o uniforme identifica a instituição e orienta a opinião publica, sobre o porquê e a sua importância no contexto atual, além de constituir direitos dos Técnicos Penitenciários previsto no item IV, do art. 79 da Lei nº 2.518, de 25 de setembro de 2002, D E C R E T A: Art. 1º Fica aprovado o Regulamento do uso, da posse e da confecção do Uniforme dos Técnicos Penitenciários da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul, conforme Anexos I e II deste Decreto. Art. 2º As despesas decorrentes da aplicação deste Regulamento serão provenientes do orçamento da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário. Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Campo Grande, 2 de março de ANDRÉ PUCCINELLI Governador do Estado WANTUIR FRANCISCO BRASIL JACINI Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública ANEXO I DO DECRETO Nº , DE 2 DE MARÇO DE REGULAMENTO DO USO, DA POSSE E DA CONFECÇÃO DO UNIFORME DOS TÉCNICOS PENITENCIÁRIOS DA AGÊNCIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO (AGEPEN/MS) CAPÍTULO I DAS NORMAS GERAIS Art. 1º O presente Regulamento tem por objetivo aprovar o uso, a posse e a confecção do Uniforme dos Técnicos Penitenciários da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário do Estado de Mato Grosso do Sul. Art. 2º Constitui obrigação do Técnico Penitenciário zelar por seus uniformes, pelo uso e pela forma correta de sua apresentação. Art. 3º Cabe aos Técnicos Penitenciários, bem como aos Administradores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário exercer ação fiscalizadora nos estabelecimentos de ensino, corporações, empresas ou nas organizações de qualquer natureza, que usem uniformes, de modo a não permitir que estes sejam confundidos com os da AGEPEN, previstos neste Regulamento. Art. 4º É proibido alterar as características dos uniformes, sobrepor a estes, peças, artigos, insígnia ou distintivo, de qualquer natureza, não previsto neste Regulamento. Art. 5º O uniforme do Técnico Penitenciário é de uso exclusivo quando a serviço da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário. Art. 6º Os Técnicos Penitenciários que comparecerem a solenidades da carreira e atos sociais, deve fazê-lo uniformizado conforme regulamentação para a ocasião. Parágrafo único. Os responsáveis pela elaboração dos eventos oficiais e sociais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário definirão o uniforme a ser usado. Art. 7º Ressalvadas as exceções expressamente consignadas, os uniformes previstos no Capítulo II deste Regulamento são de uso exclusivo e de posse obrigatória dos Técnicos Penitenciários da ativa. 1º O Técnico Penitenciário quando da sua passagem para a inatividade, dispensa, exoneração ou outro afastamento definitivo do Quadro de Servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, devolverá o uniforme custeado pela instituição, sob pena de ressarcimento. 2º O uniforme dos Alunos dos Cursos de Formação são os previstos na letra a, do item III, do Capítulo II deste regulamento. CAPÍTULO II DA CLASSIFICAÇÃO, COMPOSIÇÃO E DO USO DE UNIFORMES E PEÇAS OPCIONAIS Art. 8º A classificação, a composição e o uso dos uniformes são os especificados a seguir: I - 1º UNIFORME: traje a rigor: a) 1º UNIFORME A - 1º A, sexo masculino: para ser usado em reuniões, solenidades ou atos sociais que exijam traje a rigor, sendo para todas as funções e de todas as áreas de atuação, é composto das seguintes peças: 1. blazer masculino; 2. camisa de manga longa; 3. gravata; 4. cinto social; 5. calça social masculina; 6. meias; 7. sapato social masculino; b) 1º UNIFORME B - 1º B, sexo feminino: para ser usado em reuniões, solenidades ou atos sociais em que se exija traje a rigor, sendo para todas as funções e de todas as áreas de atuação, é composto das seguintes peças: 1. blazer feminino; 2. calça social feminina; 3. meias finas; 4. sapato social feminino; c) 1º UNIFORME C - 1º C, sexo feminino: para ser usado em reuniões, solenidades ou atos sociais que exijam traje a rigor, sendo para todas as funções e de todas as áreas de atuação, é composto das seguintes peças: 1. blazer feminino; 2. vestido tubinho; 3. meia-calça; 4. sapato social feminino; II - 2º UNIFORME: uso diário: a) 2º UNIFORME A - 2º A, Área de Segurança e Custódia - sexo masculino: para uso nas atividades operacionais diárias e nas solenidades ou atos sociais que não exijam traje a rigor, é composto das seguintes peças: 1. camiseta polo masculina de manga longa; ou 2. camiseta polo masculina de manga curta; 3. colete; ou 4. jaqueta unissex; 5. apito; 6. calça tática; 7. cinto de lona; 8. meias; 9. buzerguim; b) 2º UNIFORME B - 2º B, Área de Segurança e Custódia - sexo feminino: para uso nas atividades operacionais diárias e nas solenidades ou atos sociais que não exijam traje a rigor, é composto das seguintes peças: 1. camiseta baby look de manga longa; ou 2. camiseta baby look de manga curta; 3. colete; ou 4. jaqueta unissex; Órgão Oficial destinado à publicação dos atos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário Federal Sede: Parque dos Poderes - SAD - Bloco I - CEP Telefone: (67) Fax: (67) Campo Grande-MS - CNPJ / Diretora- Presidente THIE HIGUCHI VIEGAS DOS SANTOS Publicação de Matéria por cm linear de coluna R$ 7,70 SUMÁRIO Decretos Normativos Decreto Secretarias Administração Indireta Boletim de Licitações Boletim de Pessoal Defensoria Pública-Geral do Estado Poder Legislativo Poder Judiciário Federal Municipalidades Publicações a Pedido apito; 6. calça tática; 7. cinto de lona; 8. meias; 9. buzerguim; c) 2º UNIFORME C - 2º C, Área de Assistência e Perícia e Apoio Operacional - sexo masculino: para uso nas atividades operacionais diárias e nas solenidades ou atos sociais que não exijam traje a rigor, é composto das seguintes peças: 1. camisa de manga longa; ou 2. camisa de manga curta; 3. jaqueta unissex, para dias de baixa temperatura; 4. calça social; 5. cinto social; 6. meias; 7. sapato de uso diário masculino;

3 PÁGINA 3 d) 2º UNIFORME D - 2º D, Área de Assistência e Perícia e Apoio Operacional - sexo feminino: para uso nas atividades operacionais diárias e nas solenidades ou atos sociais que não exijam traje a rigor, é composto das seguintes peças: 1. camisete sem manga; ou 2. camisete 3/4; 3. jaqueta unissex, para dias de baixa temperatura; 4. calça social feminina ou saia social; 5. meias finas; 6. sapato de uso diário feminino; ou 7. sandália de uso diário feminina; e) 2º UNIFORME E - 2º E, sexo feminino: para uso nas atividades operacionais diárias e nas solenidades ou atos sociais que não exijam traje a rigor; destinado às servidoras gestantes de todas as áreas de atuação; é composto das seguintes peças: 1. vestido gestante; 2. blazer, para dias de baixa temperatura; 3. meia-calça; 4. sapato de uso diário feminino; ou 5. sandália de uso diário feminina; III - 3º UNIFORME - Aluno: a) 3º UNIFORME A - 3º A, Alunos dos Cursos de Formação para Técnicos Penitenciários - ambos os sexos, é composto das seguintes peças: 1. camiseta de manga longa; ou 2. camiseta de manga curta; 3. calça jeans; 4. meias; 5. tênis; IV - 4º UNIFORME: Educação Física: a) 4º UNIFORME A - 4º A, para uso diário: em atividades de formação ou capacitação, na realização das aulas de educação física e ou competições desportivas; é composto das seguintes peças: 1. camiseta regata masculina, ou 2. camiseta regata feminina; 3. short unissex; 4. meias; 5. tênis; b) 4º UNIFORME B - 4º B, para uso de diário em dias de baixa temperatura: em atividades de formação ou capacitação, na realização das aulas de educação física e ou competições desportivas; é composto das seguintes peças: 1. casaco abrigo; 2. camiseta regata masculina; ou 3. camiseta regata feminina; 4. calça abrigo unissex; 5. meias; 6. tênis; V - PEÇAS OPCIONAIS: poderão ser usadas por todas as áreas de atuação, com quaisquer dos conjuntos do item II - 2º UNIFORME de uso diário, como opcional e às expensas do servidor; compostas das seguintes peças: a) boné unissex; b) bolsa de alça feminina; c) bolsa de mão unissex; d) bolsa diagonal unissex; e) mochila grande unissex. 1º Na Área de Segurança e Custódia, em dias de baixa temperatura, o colete poderá ser substituído pela jaqueta unissex. 2º Na confecção das peças dos uniformes, será observada a descrição minuciosa de suas respectivas composições, nos termos do contido no Capítulo IV deste Regulamento. CAPÍTULO III DA LOGOMARGA Art. 9º A descrição da Logomarca da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, usada nas peças do uniforme, em conformidade com este Regulamento, é a constante no art. 2º do Decreto nº , de 30 de julho de CAPÍTULO IV DA DESCRIÇÃO DAS PEÇAS Art. 10. A descrição minuciosa das peças de uniformes apresentados no Capítulo II é a seguinte: I - 1º UNIFORME - traje a rigor: a) 1º UNIFORME A - 1º A, masculino: 1. blazer masculino - Anexo II, figura 01: 1.1. tecido Image/Santista na cor D95; blazer masculino corte reto, frente com 4 botões, barra do blazer e da manga feitas à mão, abertura no centro das costas; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura; altura do bordado por tamanhos: a 38: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8,5 cm da abertura frontal; a 42: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm da abertura frontal; a 46: 21 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal; a 50: 22 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm da abertura frontal; a 54: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,5 cm da abertura frontal; : 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 11 cm da abertura frontal; 2. camisa de manga longa - Anexo II, figura 10: 2.1. tecido Sky Work/Santista na cor A88, barra arredondada, pregas nas laterais das costas, prega dupla na manga punho com 7 cm de largura e com 1 botão, bolso chapado em V com a logomarca bordada no lado esquerdo, altura do bolso, conforme marcação da modelagem; colarinho tradicional e reforçado com uma vareta inferior aplicado em cada um dos bicos da gola, bordado sigla AGEPEN com 7,25 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo a 10,25 cm abaixo da boca do bolso pronta - dobrado; logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura centralizado no bolso e a 3 cm abaixo da boca do bolso pronta - dobrado; bordado da classificação da função com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de localização: PP a P: 24 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; M a G: 25 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8 cm da abertura frontal pronta - dobrada; GG a XGG: 26 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; 2.2. bordado da Bandeira de MS e do Brasil com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 20,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; M a G: 21,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm da abertura frontal pronta - dobrada; GG a XGG: 22,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; elas; 2.3. as Bandeiras de MS e do Brasil deverão ter 2 cm de distância entre 3. gravata - Anexo II, figura 11: 3.1. tecido Image/Santista na cor C86; gravata clássica, comprimento total de ponta a ponta com 1,56 cm, parte mais larga com 10 cm, extensão deve ter 4 cm de largura para fazer nó simples ou duplo, passador para prender a gravata na parte interna com 1 cm de largura, quando preso deve ficar com 5,5 cm de largura e a uma altura de 22 cm da ponta, ponta em V, acabamento interno manual, forro interno em feltro de 1 mm de espessura em toda a sua extensão, forro das ponteiras em faillete; 4. cinto social - Anexo II, figura 50: 4.1. cinto tipo social na cor preta, com as seguintes características mínimas: fivela quadrada cromada, medindo 35 mm de largura, espessura do cinto de 2 mm e 120 cm de comprimento, com detalhes de três dobras; 5. calça social masculina - Anexo II, figura 4: 5.1. tecido Image/Santista na cor D95; calça social masculina com bolso-faca na parte da frente, cós com passantes 4 na parte da frente e 4 na parte das costas, bolso embutido nas costas com 2 vivos; 6. meias: social masculina, altura 3/4, preta e sem detalhes; 7. sapato social masculino - Anexo II, figura 51: 7.1. sapato masculino, tipo social, bico largo, na cor preta, com elástico, com as seguintes características mínimas: confeccionado em couro, biqueira forrada em couro, contraforte na biqueira e no calcanhar, com forro no talão em couro costurado e virado na borda, enfeite de costura tipo mocassim. Palmilha em couro com forro em espuma costurada, solado em borracha em virafalsa e blaqueada; b) 1º UNIFORME B - 1º B, Feminino: 1. blazer feminino - Anexo II, figura 17: 1.1. tecido Image/Santista na cor D95; blazer feminino com transpasse, punho duplo diferenciado, pence abaixo do busto, cinto com velcro; bordado

4 PÁGINA 4 sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, deverá obedecer às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal; M a G: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,5 cm da abertura frontal; GG a EGG: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 11,5 cm da abertura frontal; 2. calça social feminina - Anexo II, figura 08: 2.1. tecido Image/Santista na cor C86; calça social feminina com duas pences na parte das costas; dois passantes na parte frente e quatro na parte das costas; 3. meias finas: 3.1. meias finas, cor da pele; 4. sapato social feminino - Anexo II, figura 52: 4.1. sapato feminino tipo escarpin na cor preta, de salto, com as seguintes características, mínimas: bico fino, confeccionado em material sintético liso sem detalhes, contraforte na biqueira e no calcanhar, com forro nas laterais e biqueira, forro no calcanhar com raspa de couro, palmilha de couro até a altura da articulação do pé, palmilha no bico flexível, palmilha sobreposta em sintético forrada em espuma e EVA; solado em TR com detalhes em relevo e enfeite tipo arrebite, salto fino com 55 mm de altura; c) 1º UNIFORME C - 1º C, feminino: 1. blazer feminino - Anexo II, figura 17: 1.1. tecido Image/Santista na cor D95; blazer feminino com transpasse, punho duplo diferenciado, pence abaixo do busto, cinto com velcro; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura deverá obedecer às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal; M a G: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,5 cm da abertura frontal; GG a EGG: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 11,5 cm da abertura frontal; 2. vestido tubinho - Anexo II, figura 5: 2.1. tecido Image/Santista na cor D95; vestido tubinho, decote redondo com revel, duas pences na frente e duas pences nas costas, zíper invisível nas costas de 40 cm, barra a mão; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura e deverá ser localizado no lado esquerdo da peça, seguindo as seguintes medidas de altura e largura: PP a P: 14 cm a partir do decote e vincar a peça ao meio e medir 4,5 cm após o vinco iniciar o bordado; M a G: 14,5 cm a partir do decote e vincar a peça ao meio e medir 4,5 cm após o vinco iniciar o bordado; GG a XGG: 15,5 cm a partir do decote e vincar a peça ao meio e medir 6 cm após o vinco iniciar o bordado; 3. meia-calça: 3.1. meia-calça fina, cor da pele; 4. sapato social feminino - Anexo II, figura 52: 4.1. sapato feminino tipo escarpin na cor preta, de salto, com as seguintes características mínimas: bico fino, confeccionado em material sintético liso sem detalhes, contraforte na biqueira e no calcanhar, com forro nas laterais e biqueira, forro no calcanhar com raspa de couro, palmilha de couro até a altura da articulação do pé, palmilha no bico flexível, palmilha sobreposta em sintético forrada em espuma e EVA; solado em TR com detalhes em relevo e enfeite tipo arrebite, salto fino com 55 mm de altura; II - 2º UNIFORME - uso diário: a) 2º UNIFORME A - 2º A, masculino: 1. camiseta polo masculina de manga longa - Anexo II, figura 24: 1.1. tecido malha fria, camiseta polo, masculina, manga longa, preta, abertura polo com três botões; bordado logomarca com 7 cm de comprimento e 6,25 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir do meio da frente; 1.2. bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP P: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 27 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir da frente; 1.3. bordado Bandeira de MS e Bandeira do Brasil, ambas com 6,5 cm de comprimento e 4,7 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: manga; manga; manga; PP a P: bordado centralizado e 6,5 cm a partir da cabeça da M a G: bordado centralizado e 7,5 cm a partir da cabeça da GG a XGG: bordado centralizado e 8,5 cm a partir da cabeça da 1.4. bordado função: com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 20,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,5 cm a partir do meio da frente; M a G: 21,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 22,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,5 cm a partir do meio da frente; 2. camiseta polo masculina de manga curta - Anexo II, figura 23: 2.1. tecido malha fria, camiseta polo masculina, preta, com abertura e três botões; bordado logomarca com 7 cm de comprimento e 6,25 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir do meio da frente; 2.2. bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP P: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 27 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir da frente; 2.3. bordado de Bandeira MS e Bandeira do Brasil, ambas com 6,5 cm de comprimento e 4,7 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: manga; manga; manga; PP a P: bordado centralizado e 6,5 cm a partir da cabeça da M a G: bordado centralizado e 7,5 cm a partir da cabeça da GG a XGG: bordado centralizado e 8,5 cm a partir da cabeça da 2.4. bordado função: com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 20,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,5 cm a partir do meio da frente; M a G: 21,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 22,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,5 cm a partir do meio da frente; 3. colete - Anexo II, figura 02: 3.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; colete com zíper destacável de 65 cm na frente, bolsos embutidos com 1 vivo na lateral, bolso chapado com lapela no lado direito e bolso chapado sem lapela no lado esquerdo; platinas nos ombros com 1 botão de cada lado; bordado sigla AGEPEN com 7,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo e 13,5 cm abaixo da boca do bolso - essas medidas são referentes ao bolso aberto, sem passar; utilização do velcro nesta peça, a tarja de classificação e seu bordado conforme inciso VI deste Capítulo; Bandeiras do Brasil e de MS com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura; as bandeiras deverão ser bordadas 1,5 cm acima da marcação do bolso existente nos moldes, conforme seus respectivos tamanhos; Bandeira do Brasil a 3 cm de distância da bandeira de MS; logomarca com 6,5 cm de comprimento por 7 cm de largura, centralizado no meio do bolso e 6 cm abaixo da boca do bolso - essas correspondem ao bolso aberto, sem estar passado; Bordado sigla AGEPEN nas costas com 24,5 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, localizado nas seguintes medidas, conforme os tamanhos: com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; o decote; a 38: centralizado e a 14,5 cm a partir do encontro do ombro a 42: centralizado e a 15 cm a partir do encontro do ombro a 46: centralizado e a 15,5 cm a partir do encontro do ombro a 50: centralizado e a 16,5 cm a partir do encontro do ombro a 54: centralizado e a 17,5 cm a partir do encontro do ombro : centralizado e a 18,5 cm a partir do encontro do ombro com

5 PÁGINA 5 4. jaqueta unissex - Anexo II, figura 03: 4.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; jaqueta unissex com zíper destacável de 65 cm na frente; jaqueta dupla face, com manta acrílica entre o tecido e o forro; bolsos embutidos nas laterais; um bolso chapado lado esquerdo e bolso chapado com lapela no lado direito; platina no ombro com botão; elástico no punho e no cós da jaqueta de 3,5 cm; bordado sigla AGEPEN com 7,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo e 13,5 cm abaixo da boca do bolsoessas medidas são referentes ao bolso aberto, sem passar; utilização do velcro nesta peça, a tarja de classificação e seu bordado conforme inciso VI deste Capítulo; Bandeiras do Brasil e MS com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura; as bandeiras deverão ser bordadas 1,5 cm acima da marcação do bolso existente nos moldes, conforme seus respectivos tamanhos; Bandeira do Brasil a 3 cm de distância da Bandeira de MS; logomarca com 6,5 cm de comprimento por 7 cm de largura, centralizado no meio do bolso e 6 cm abaixo da boca do bolso - essas correspondem ao bolso aberto, sem estar passado; bordado sigla AGEPEN nas costas com 24,5 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, localizado nas seguintes medidas, conforme os tamanhos: com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; o decote; a 38: centralizado e a 14,5 cm a partir do encontro do ombro a 42: centralizado e a 15 cm a partir do encontro do ombro a 46: centralizado e a 15,5 cm a partir do encontro do ombro a 50: centralizado e a 16,5 cm a partir do encontro do ombro a 54: centralizado e a 17,5 cm a partir do encontro do ombro : centralizado e a 18,5 cm a partir do encontro do ombro com 5. apito: tipo comum, de trinta ou diapasão, de metal ou galanite; fornecido pela Diretoria da Área de Segurança e Custódia; 6. calça tática - Anexo II, figuras 19/20: 6.1. tecido Techno Rip Stop/Santista , na cor 900; calça de instrução masculina, parte frente com bolso faca sobreposto, bolso chapado com lapela na lateral na lateral da calça, reforço com manta acrílica na altura do joelho, parte costas com bolso chapado e lapela; modelagens masculinas e femininas separadas; 7. cinto de lona - Anexo II, figura 34: 7.1. cinto unissex de alça cadarço, na cor preta, com fivela de metal e ponteira; a Logomarca deverá ser fundida na fivela em empresa metalúrgica, obedecendo à seguinte medida: 4 cm de largura e 3 cm de comprimento, com as seguintes medidas: P: 1,04 m; M: 1,08 m; G: 1,12 m; GG: 1,16 m; XG: 1,20 m; 8. meias: pretas e sem detalhe; 9. buzerguim - Anexo II, figura 53: 9.1. bota tipo segurança com cano baixo, na cor preta, com cadarço com as seguintes características mínimas: confeccionado em couro tipo verniz, biqueira forrada, contraforte na biqueira e no calcanhar, cano em couro tipo pelica com preenchimento em espuma, forrada com tecido, língua em couro tipo pelica com preenchimento em espuma, forrada com tecido, cano rebitado na base da gaspea; solado confeccionado em borracha térmica com capacidade de térmica de até 300 C; solado blaqueado - costurado e colado totalmente; b) 2º UNIFORME B - 2º B, feminino: 1. camiseta baby look de manga longa - Anexo II, figura 26: 1.1. tecido malha fria, abertura polo com três botões, preta, logomarca e sigla AGEPEN bordadas no lado esquerdo, bordado logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: PP a P: 16 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 17 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6, 5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,25 cm a partir do meio da frente; 1.2. Bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: PP a P: 23,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 4,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 24,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 25,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6,25 cm a partir do meio da frente; 1.3. bordado função com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: PP a P: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 4,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6,25 cm a partir do meio da frente; 1.4. bordado Bandeira de MS e do Brasil ambas com 7,75 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: manga; manga; manga; PP a P: bordado centralizado e a 4 cm a partir da cabeça da M a G: bordado centralizado e a 5 cm a partir da cabeça da GG a XGG: bordado centralizado e a 6 cm a partir da cabeça da 2. camiseta baby look de manga curta - Anexo II, figura 25: 2.1. tecido malha fria, abertura polo com três botões, preta; logomarca e sigla AGEPEN bordadas no lado esquerdo da peça; bordado logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: PP a P: 16 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 17 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6, 5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,25 cm a partir do meio da frente; 2.2. bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: PP a P: 23,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 4,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 24,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 25,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6,25 cm a partir do meio da frente; 2.3. bordado função com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, seguindo as medidas de posicionamento citadas abaixo: PP a P: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 4,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 6,25 cm a partir do meio da frente; 3. colete - Anexo II, figura 02: 3.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; colete com zíper destacável de 65 cm na frente, bolsos embutidos com 1 vivo na lateral, bolso chapado com lapela no lado direito e bolso chapado sem lapela no lado esquerdo; platinas nos ombros com 1 botão de cada lado; bordado sigla AGEPEN com 7,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo e 13,5 cm abaixo da boca do bolso - essas medidas são referentes ao bolso aberto, sem passar; utilização do velcro nesta peça, a tarja de classificação e seu bordado conforme inciso VI deste Capítulo; Bandeiras do Brasil e de MS com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura; as bandeiras deverão ser bordadas 1,5 cm acima da marcação do bolso existente nos moldes, conforme seus respectivos tamanhos; Bandeira do Brasil a 3 cm de distância da bandeira de MS; logomarca com 6,5 cm de comprimento por 7 cm de largura, centralizado no meio do bolso e 6 cm abaixo da boca do bolso - Essas correspondem ao bolso aberto, sem estar passado; bordado sigla AGEPEN nas costas com 24,5 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, localizado nas seguintes medidas, conforme os tamanhos: com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; o decote; a 38: centralizado e a 14,5 cm a partir do encontro do ombro a 42: centralizado e a 15 cm a partir do encontro do ombro a 46: centralizado e a 15,5 cm a partir do encontro do ombro a 50: centralizado e a 16,5 cm a partir do encontro do ombro a 54: centralizado e a 17,5 cm a partir do encontro do ombro : centralizado e a 18,5 cm a partir do encontro do ombro com 4. jaqueta unissex - Anexo II, figura 03: 4.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; jaqueta unissex com zíper destacável de 65 cm na frente; jaqueta dupla face, com manta acrílica entre o tecido e o forro; bolsos embutidos nas laterais; um bolso chapado lado esquerdo e bolso chapado com lapela no lado direito; platina no ombro com botão; elástico no punho e no cós da jaqueta de 3,5 cm; bordado sigla AGEPEN com 7,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo e 13,5 cm abaixo da boca do bolso - essas medidas são referentes ao bolso aberto, sem passar; utilização do velcro nesta peça, a tarja de classificação e seu bordado conforme inciso VI deste Capítulo; Bandeiras do Brasil e de MS com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura; as bandeiras deverão ser bordadas 1,5 cm acima da marcação do bolso existente nos moldes, conforme seus respectivos tamanhos; Bandeira do Brasil a 3 cm de distância da bandeira de MS; logomarca com 6,5 cm de comprimento por 7 cm de largura, centralizado no meio do bolso e 6 cm abaixo da boca do bolso - essas correspondem ao bolso aberto, sem estar passado;

6 PÁGINA 6 bordado sigla AGEPEN nas costas com 24,5 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, localizado nas seguintes medidas, conforme os tamanhos: com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; o decote; a 38: centralizado e a 14,5 cm a partir do encontro do ombro a 42: centralizado e a 15 cm a partir do encontro do ombro a 46: centralizado e a 15,5 cm a partir do encontro do ombro a 50: centralizado e a 16,5 cm a partir do encontro do ombro a 54: centralizado e a 17,5 cm a partir do encontro do ombro : centralizado e a 18,5 cm a partir do encontro do ombro com 5. apito: 2 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de localização: PP a P: 24 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; M a G: 25 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8 cm da abertura frontal pronta - dobrada; GG a XGG: 26 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; 2.3. bordado da Bandeira de MS e do Brasil com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 20,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; M a G: 21,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm da abertura frontal pronta - dobrada; GG a XGG: 22,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; 5.1. tipo comum, de trinta ou diapasão, de metal ou galanite; fornecido pela Diretoria da Área de Segurança e Custódia; 6. calça tática - Anexo II, figuras 19/20: elas; 2.4. as bandeiras de MS e do Brasil deverão ter 2 cm de distância entre 3. jaqueta unissex - Anexo II, figura 03: 6.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; calça de instrução masculina, parte frente com bolso faca sobreposto, bolso chapado com lapela na lateral na lateral da calça, reforço com manta acrílica na altura do joelho, parte costas com bolso chapado e lapela; modelagem masculina e feminina separadas; 7. cinto de lona - Anexo II, figura 34: 7.1. cinto unissex de alça cadarço, na cor preta, com fivela de metal e ponteira. A Logomarca deverá ser fundida na fivela em empresa metalúrgica, obedecendo à seguinte medida: 4 cm de largura e 3 cm de comprimento, com as seguintes medidas: P: 1,04 m; M: 1,08 m; 3.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; jaqueta unisssex com zíper destacável de 65 cm na frente; jaqueta dupla face, com manta acrílica entre o tecido e o forro; bolsos embutidos nas laterais; um bolso chapado lado esquerdo e bolso chapado com lapela no lado direito. Platina no ombro com botão; elástico no punho e no cós da jaqueta de 3,5 cm; bordado sigla AGEPEN com 7,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo e 13,5 cm abaixo da boca do bolso - essas medidas são referentes ao bolso aberto, sem passar; utilização do velcro nesta peça, a tarja de classificação e seu bordado conforme inciso VI deste Capítulo; Bandeiras do Brasil e de MS com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura; as bandeiras deverão ser bordadas 1,5 cm acima da marcação do bolso existente nos moldes, conforme seus respectivos tamanhos; Bandeira do Brasil a 3 cm de distância da bandeira de MS; logomarca com 6,5 cm de comprimento por 7 cm de largura, centralizado no meio do bolso e 6 cm abaixo da boca do bolso - essas correspondem ao bolso aberto, sem estar passado; bordado sigla AGEPEN nas costas com 24,5 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, localizado nas seguintes medidas, conforme os tamanhos: G: 1,12 m; GG: 1,16 m; XG: 1,20 m; 8. meias: pretas e sem detalhe; 9. buzerguim: - Anexo II, figura 53: 9.1. bota tipo segurança com cano baixo, na cor preta, com cadarço com as seguintes características mínimas: confeccionado em couro tipo verniz, biqueira forrada, contraforte na biqueira e no calcanhar, cano em couro tipo pelica com preenchimento em espuma, forrada com tecido, língua em couro tipo pelica com preenchimento em espuma, forrada com tecido, cano rebitado na base da gaspea; solado confeccionado em borracha térmica com capacidade de térmica de até 300 C; solado blaqueado - costurado e colado totalmente; c) 2º UNIFORME C - 2º C, masculino: com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; com o decote; o decote; a 38: centralizado e a 14,5 cm a partir do encontro do ombro a 42: centralizado e a 15 cm a partir do encontro do ombro a 46: centralizado e a 15,5 cm a partir do encontro do ombro a 50: centralizado e a 16,5 cm a partir do encontro do ombro a 54: centralizado e a 17,5 cm a partir do encontro do ombro : centralizado e a 18,5 cm a partir do encontro do ombro com 4. calça social masculina - Anexo II, figura 4: 1. camisa de manga longa - Anexo II, figura 10: 1.1. tecido Sky Work/Santista na Cor A88; barra arredondada, pregas nas laterais das costas, prega dupla na manga punho com 7 cm de largura, e com 1 botão, bolso chapado em V com logomarca bordada no lado esquerdo, altura do bolso, conforme marcação da modelagem; colarinho tradicional e reforçado com uma vareta inferior aplicado em cada um dos bicos da gola; bordado sigla AGEPEN com 7,25 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo a 10,25 cm abaixo da boca do bolso pronta - dobrado; logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura centralizado no bolso e a 3 cm abaixo da boca do bolso pronta - dobrado; bordado da classificação da função com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de localização: PP a P: 24 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; M a G: 25 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8 cm da abertura frontal pronta - dobrada; GG a XGG: 26 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; 1.2. bordado da bandeira de MS e do Brasil com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 20,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; M a G: 21,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm da abertura frontal pronta - dobrada; GG a XGG: 22,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8,5 cm da abertura frontal pronta - dobrada; 4.1. tecido Image/Santista na cor D95; calça social masculina com bolso faca na parte da frente, cós com passantes 4 na parte da frente e 4 na parte das costas, bolso embutido nas costas com 2 vivos; 5. cinto social masculino - Anexo II, figura 50: 5.1. cinto tipo social na cor preta com as seguintes características mínimas: fivela quadrada cromada, medindo 35 mm de largura, espessura do cinto de 2 mm e 120 cm de comprimento, com detalhes de três dobras; 6. meias: pretas e sem detalhe; 7. sapato de uso diário masculino - Anexo II, figura 54: 7.1. sapato masculino, social tipo inglês, na cor preta, com cadarço, com as seguintes características mínimas: confeccionado em couro tipo verniz, biqueira forrada, contraforte na biqueira e no calcanhar, com forro no talão em vacun, forro no calcanhar confeccionado de raspa de couro, palmilha de papelão e palmilha sobreposta confeccionada em EVA moldada, talão com vidro de couro, contendo 10 (dez) furos para passagem do cadarço, solado tipo amazonas em borracha, com sola blaqueada; sapato com detalhe de costura dupla na biqueira; d) 2º UNIFORME D - 2º D, feminino: 1. camisete sem manga - Anexo II, figura 07: 1.1. tecido Sky Work/Santista na Cor A88; camisete sem manga feminina, com duas pences na frente e duas pences nas costas; bordado sigla AGEPEN com 7,25 cm de comprimento e 1 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 29,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,25 cm da abertura frontal dobrada; elas; 1.3. as bandeiras de MS e do Brasil deverão ter 2 cm de distância entre M a G: 30,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm da abertura frontal dobrada; 2. camisa de manga curta - Anexo II, figura 09: 2.1. tecido Sky Work/Santista na Cor A88, bolso chapado, duas pregas nas costas; bordado sigla AGEPEN com 7,25 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo a 10,25 cm abaixo da boca do bolso pronta - dobrado; logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura centralizado no bolso e a 3 cm abaixo da boca do bolso pronta - dobrado; 2.2. bordado da classificação da função com 10 cm de comprimento e GG a XGG: 31,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal dobrada; 1.2. logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 22 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8,75 cm da abertura frontal dobrada;

7 PÁGINA M a G: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,25 cm da abertura dobrada; 1.3. bordado da classificação da função com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7 cm da abertura frontal dobrada; com o decote; com o decote; com o decote; o decote; a 46: centralizado e a 15,5 cm a partir do encontro do ombro a 50: centralizado e a 16,5 cm a partir do encontro do ombro a 54: centralizado e a 17,5 cm a partir do encontro do ombro : centralizado e a 18,5 cm a partir do encontro do ombro com M a G: 27 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,75 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 28 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal dobrada; 1.4. Bandeira de MS e do Brasil com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 22 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7 cm da abertura frontal dobrada; M a G: 23 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,75 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 24 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal dobrada; 1.5. as bandeiras deverão estar com 2 cm de distância entre elas; 2. camisete 3/4 - Anexo II, figura 12: 2.1. tecido Sky Work/Santista na Cor A88; camisete manga 3/4, duas pences na frente e duas nas costas, punho sobreposto; bordado sigla AGEPEN com 7,25 cm de comprimento e 1 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 29,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,25 cm da abertura frontal dobrada; M a G: 30,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 31,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal dobrada; 2.2. logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 22 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8,75 cm da abertura frontal dobrada; M a G: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,25 cm da abertura dobrada; 2.4. bordado da classificação da função com 10 cm de comprimento e 2 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 7 cm da abertura frontal dobrada; M a G: 27 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,75 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 28 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal dobrada; 2.5. Bandeira de MS e do Brasil com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 22 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7 cm da abertura frontal dobrada; M a G: 23 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7,75 cm da abertura frontal dobrada; GG a XGG: 24 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8,5 cm da abertura frontal dobrada; 2.6. as bandeiras deverão estar com 2 cm de distância entre elas; 3. jaqueta unissex - Anexo II, figura 03: 3.1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; jaqueta unissex com zíper destacável de 65 cm na frente; jaqueta dupla face, com manta acrílica entre o tecido e o forro, bolsos embutidos nas laterais; um bolso chapado lado esquerdo e bolso chapado com lapela no lado direito; platina no ombro com botão; elástico no punho e no cós da jaqueta de 3,5 cm; bordado sigla AGEPEN com 7,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado no bolso esquerdo e 13,5 cm abaixo da boca do bolso - essas medidas são referentes ao bolso aberto, sem passar; utilização do velcro nesta peça, a tarja de classificação e seu bordado conforme inciso VI deste Capítulo; Bandeiras do Brasil e de MS com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura; as bandeiras deverão ser bordadas 1,5 cm acima da marcação do bolso existente nos moldes, conforme seus respectivos tamanhos; Bandeira do Brasil a 3 cm de distância da bandeira de MS; logomarca com 6,5 cm de comprimento por 7 cm de largura, centralizado no meio do bolso e 6 cm abaixo da boca do bolso - essas correspondem ao bolso aberto, sem estar passado; bordado sigla AGEPEN nas costas com 24,5 cm de comprimento e 4,75 cm de largura, localizado nas seguintes medidas, conforme os tamanhos: 4. calça social feminina - Anexo I, figura 08: 4.1. tecido Image/Santista na cor C86; calça social feminina com duas pences na parte das costas; dois passantes na parte frente e quatro na parte das costas; 5. saia social - Anexo II, figura 22: 5.1. tecido Image/Santista na cor D95; saia lápis com cós, zíper comum no centro das costas, abertura com 20 cm na parte inferior do centro das costas; duas pences na frente com 10 cm de altura; duas pences nas costas com 11 cm de altura. Fazer barra a mão; 6. meias finas: cor da pele; 7. sapato de uso diário feminino - Anexo II, figura 55: 7.1. sapato feminino tipo escarpin na cor preta, de salto, com as seguintes características mínimas: bico arredondado, confeccionado em material sintético liso sem detalhes, com palmilha de PVC e palmilha sobreposta em sintético forrado com espuma, com detalhes em costura, contraforte na biqueira e no calcanhar, solado em TR flexível, salto retangular enfaichetado medindo 4 cm x 3,5 cm x 2,5 cm - C x L x A; 8. sandália de uso diário feminina - Anexo II, figura 56: 8.1. sandália feminina na cor preta tipo ortopédica com plataformas, com velcro no calcanhar, no peito e bico, passador de tiras cromado, com as seguintes características: bico arredondado, confeccionado em couro sem detalhes, com palmilha em sintético forrado com espuma e com detalhes em costura, com solado de PU tipo plataforma na cor preta e planta preta; e) 2º UNIFORME E - 2º E, feminino: 1. vestido gestante - Anexo II, figura 16: 1.1. tecido Image/Santista na cor D95; vestido gestante com decote em V e gola sobreposta, modelo evasê, recorte na parte frente na altura do busto; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, localizado na frente esquerda, posicionado conforme as seguintes medidas: PP a P: 21 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a partir de 9 cm da parte frontal; M a G: 22 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a partir de 10 cm da parte frontal; GG a EGG: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a partir de 11 cm da parte frontal; 1.2. as medidas anteriormente citadas estão partindo do pressuposto que o recorte superior não foi montado; 2. blazer feminino - Anexo II, figura 17: 2.1. tecido Image/Santista na cor D95; blazer feminino com transpasse, punho duplo diferenciado, pence abaixo do busto, cinto com velcro; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura deverá obedecer às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 23 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,5 cm da abertura frontal; M a G: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,5 cm da abertura frontal; GG a EGG: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 11,5 cm da abertura frontal; 3. meia-calça: fina, cor da pele; 4. sapato de uso diário feminino - Anexo II, figura 55: 4.1. sapato feminino tipo escarpin na cor preta, de salto, com as seguintes características mínimas: bico arredondado, confeccionado em material sintético liso sem detalhes, com palmilha de PVC e palmilha sobreposta em sintético forrado com espuma, com detalhes em costura, contraforte na biqueira e no calcanhar, solado em TR flexível, salto retangular enfaichetado medindo 4 cm x 3,5 cm x 2,5 cm - C x L x A; 5. sandália de uso diário feminina - Anexo II, figura 56: 51. sandália feminina na cor preta tipo ortopédica com plataformas, com velcro no calcanhar, no peito e bico, passador de tiras cromado, com as seguintes características: bico arredondado, confeccionado em couro sem detalhes, com palmilha em sintético forrado com espuma e com detalhes em costura, com solado de PU tipo plataforma na cor preta e planta preta; III - 3º UNIFORME - Aluno: a) 3º UNIFORME A - 3º A, ambos os sexos: 1. camiseta polo de manga longa - Anexo II, figura 24A: com o decote; com o decote; a 38: centralizado e a 14,5 cm a partir do encontro do ombro a 42: centralizado e a 15 cm a partir do encontro do ombro 1.1. tecido malha fria, abertura polo manga longa com três botões; bordado logomarca com 7 cm de comprimento e 6,25 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente;

8 PÁGINA M a G: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir do meio da frente; 1.2. bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP P: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 27 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir da frente; 1.3. bordado Bandeira de MS e Bandeira do Brasil, ambas com 6,5 cm de comprimento e 4,7 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: manga; PP a P: bordado centralizado e 6,5 cm a partir da cabeça da logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 5,5 cm a partir do meio da frente; M a G: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 6,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 7,5 cm a partir do meio da frente; 1.2. bordado sigla AGEPEN com 6,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 31,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 5,5 cm a partir do meio da frente; M a G: 32,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 6,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 33,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 7.5 cm a partir do meio da frente; 2. camiseta regata feminina - Anexo II, figura 28: manga; M a G: bordado centralizado e 7,5 cm a partir da cabeça da gola e na cava; 2.1. tecido malha fria, regata feminina com acabamento em ribana na manga; GG a XGG: bordado centralizado e 8,5 cm a partir da cabeça da 2.2. bordado logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, posicionado de acordo com as medidas citadas abaixo: 1.4. bordado ALUNO nas costas com 23 cm de comprimento e 4,5 cm de largura e posicionado conforme as medidas abaixo: PP a P: bordado centralizado e com 14 cm a partir do encontro do ombro com o decote; M a G: bordado centralizado e com 15 cm a partir do encontro do ombro com o decote; GG a XGG: bordado centralizado e com 16 cm do encontro do ombro com o decote; 2. camiseta polo de manga curta - Anexo II, figura 23A: 2.1. tecido malha fria, camiseta polo masculina manga curta com abertura e três botões; bordado logomarca com 7 cm de comprimento e 6,25 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 18 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 19 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir do meio da frente; 2.2. bordado AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: PP P: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 8 cm a partir do meio da frente; M a G: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 27 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10 cm a partir da frente; 2.3. bordado Bandeira de MS e bandeira do Brasil, ambas com 6,5 cm de comprimento e 4,7 cm de largura, conforme as seguintes medidas de posicionamento: manga; manga; manga; PP a P: bordado centralizado e 6,5 cm a partir da cabeça da M a G: bordado centralizado e 7,5 cm a partir da cabeça da GG a XGG: bordado centralizado e 8,5 cm a partir da cabeça da 2.4. bordado sigla AGEPEN com 23 cm de comprimento e 4,5 cm de largura e posicionado conforme as medidas abaixo: PP a P: bordado centralizado e com 14 cm a partir do encontro do ombro com o decote; M a G: bordado centralizado e com 15 cm a partir do encontro do ombro com o decote; GG a XGG: bordado centralizado e com 16 cm do encontro do ombro com o decote; 3. calça jeans: padrão, azul, sem detalhes; 4. meias: esportivas, brancas e sem detalhes; 5. tênis: esportivos, pretos e sem detalhes; IV - 4º UNIFORME - Educação Física: a) 4º UNIFORME A - 4º A, ambos os sexos: 1. camiseta regata masculina - Anexo II, figura 27: 1.1. tecido malha fria, regata masculina, branca, com acabamento em vivo nas cavas e gola; logomarca e sigla AGEPEN bordadas no lado esquerdo; bordado PP a P: 18,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 4,25 cm a partir do meio da frente; M a G: 19,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20,5cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,75 cm a partir do meio da frente; 2.3. bordado sigla AGEPEN com 6,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, posicionado de acordo com as medidas citadas abaixo: PP a P: 24,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 3,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 25,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 4,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 26,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 5,25 cm a partir do meio da frente; 3. short unissex - Anexo II, figura 13/14: 3.1. tecido tactel; short unissex, elástico na cintura, bolso chapado no lado direito das costas; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, localizado a 5 cm da lateral da frente esquerda e a 4 cm da barra antes da costura da barra estar pronta; 4. meias: esportivas, brancas e sem detalhes; 5. tênis: esportivos, pretos e sem detalhes; b) 4º UNIFORME B - 4º B, ambos os sexos: 1. casaco abrigo - Anexo II, figura 06: 1.1. tecido tactel; jaqueta masculina com zíper destacável de 65 cm na parte da frente; elástico na cintura e no punho de 5 cm; bolso embutido na lateral; logomarca bordado no lado esquerdo com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, nas seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 16,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir da abertura frontal; M a G: 17,25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,75 cm a partir da abertura frontal; GG a XGG: 18,25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,25 cm a partir da abertura frontal; 1.2. bordado sigla AGEPEN com 7,25 cm de comprimento e 1 cm de largura, nas seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 24,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9 cm a partir da abertura frontal; M a G: 25,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 9,75 cm a partir da abertura frontal; GG a XGG: 26,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 10,25 cm a partir da abertura frontal; 1.3. bordado de classificação da função com 10 cm de comprimento e 1 cm de largura, nas seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 24,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 7 cm a partir da abertura frontal; M a G: 25,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8 cm a partir da abertura frontal; GG a XGG: 26,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 9 cm a partir da abertura frontal; 1.4. bandeira de MS e do Brasil ambas com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, nas seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 19,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e

9 PÁGINA 9 7 cm a partir da abertura frontal; zíper e a 8 cm a partir da abertura do bolso externo; M a G: 20,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 8 cm a partir da abertura frontal; GG a XGG: 21,5 cm a partir do encontro do ombro com decote e 9 cm a partir da abertura frontal; 1.5. a distância entre as bandeiras deverá ser de 2 cm entre elas; 2. camiseta regata masculina - Anexo II, figura 02: 2.1. tecido malha fria, regata masculina, branca, com acabamento em vivo nas cavas e gola; logomarca e sigla AGEPEN bordadas no lado esquerdo; bordado logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 24 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 5,5 cm a partir do meio da frente; M a G: 25 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 6,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 26 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 7,5 cm a partir do meio da frente; 2.2. bordado sigla AGEPEN com 6,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, obedecendo às seguintes medidas de posicionamento: PP a P: 31,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 5,5 cm a partir do meio da frente; M a G: 32,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 6,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 33,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 7.5 cm a partir do meio da frente; gola e na cava; 3. camiseta regata feminina - Anexo II, figura 28: 3.1. tecido malha fria, regata feminina com acabamento em ribana na 3.2. bordado logomarca com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura, posicionado de acordo com as medidas citadas abaixo: PP a P: 18,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 4,25 cm a partir do meio da frente; M a G: 19,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 20,5cm a partir do encontro do ombro com o decote e 5,75 cm a partir do meio da frente; 3.3. bordado sigla AGEPEN com 6,5 cm de comprimento e 1 cm de largura, posicionado de acordo com as medidas citadas abaixo: e) mochila grande, unissex - Anexo II, figura 29: 1. tecido Náilon 600, cor preta; mochila com alça de mão na lateral e na parte de cima, alças das costas com fechos reguláveis; bordado logomarca com 8,5 cm de comprimento e 9,5 cm de largura, centralizado no bolso e deverá ser localizado a 4,5 cm abaixo da abertura do bolso; figura 33: VI - TARJAS DE CLASSIFICAÇÃO DAS ÁREAS E FUNÇÕES - Anexo II, a) tarja de classificação das funções com comprimento de 10 cm e altura 2,5 cm aplicada nas peças com utilização de velcro; classificação da função bordada com linha 100% poliéster na cor amarela, fonte Arial; bordado das funções centralizado com 9 cm de comprimento e 1,8 cm de largura; velcro na cor preta, aplicado na lapela direita das peças; as peças nas quais o bordado fica diretamente aplicado no tecido, utilizam-se os mesmos padrões de medida, fonte e cor estabelecidos neste inciso; b) os bordados de todas as peças descritas neste Capítulo deverão ser feitos antes da montagem da peça. CAPÍTULO V DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 11. Nas licitações para compra de uniformes, concluído o certame licitatório, as empresas contratadas deverão observar as disposições técnicas quanto às confecções dos uniformes, sob pena de rescisão contratual, observando os dispositivos da Lei Federal n 8.666, de Art. 12. Participará da avaliação descrita no artigo 11 um representante da AGEPEN-MS, designado pelo Diretor-Presidente. Art. 13. As modelagens, bem como a Ficha Técnica que originaram as descrições das peças previstas no Capítulo IV deste Regulamento, são de propriedade da AGEPEN-MS e ficarão disponíveis na sede administrativa. Parágrafo único. As modelagens, tanto quanto as informações e os detalhamentos constantes na Ficha Técnica, tais como: sequência operacional, descrição de matéria-prima, equipamentos, costura e aviamentos, bem como as amostras, devem, obrigatoriamente, ser consultados para a confecção de quaisquer peças do uniforme. Art. 14. A numeração das figuras do Anexo II deste Regulamento equipara-se à numeração da Ficha Técnica original; a ordem de disposição das figuras acompanha a de disposição das peças constantes no Capítulo IV deste Regulamento. Art. 15. A doação dos uniformes previstos neste Regulamento terá seu prazo de carência fixado pelo Diretor-Presidente, respeitados os recursos disponíveis. Art. 16. As empresas cadastradas na forma da Lei n 3.521, de 20 de maio de 2008, deverão solicitar no ato da compra a identificação funcional do servidor. Art. 17. Os casos omissos ou não previstos neste Regulamento serão dirimidos pelo Diretor-Presidente. ANEXO II DO DECRETO Nº , DE 2 DE MARÇO DE FIGURAS DO UNIFORME DA AGEPEN-MS PP a P: 24,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 3,75 cm a partir do meio da frente; M a G: 25,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 4,5 cm a partir do meio da frente; GG a XGG: 26,5 cm a partir do encontro do ombro com o decote e a 5,25 cm a partir do meio da frente; 4. calça abrigo unissex - Anexo II, figura 15/18: 4.1. tecido tactel, calça de tactel masculina e feminina com elástico na cintura bolso na lateral frente e bolso chapado nas costas; bolso chapado localizado no lado direito das costas; bordado sigla AGEPEN com 6 cm de comprimento e 1 cm de largura, centralizado e a 2,5 cm a partir da boca do bolso preparada; 5. meias: esportivas, brancas e sem detalhes; 6. tênis: esportivos, pretos e sem detalhes; V - PEÇAS OPCIONAIS: a) boné - Anexo II, figura 21: 1. tecido Techno Rip Stop/Santista na cor 900; boné unissex com pesponto na frente e costas; bordado logomarca centralizado no recorte da frente com 6,5 cm de comprimento e 7 cm de largura; Bandeira do Brasil aplicada no lado direito e do Estado do Mato Grosso do Sul no lado esquerdo; bordado das bandeiras de MS e do Brasil, ambas com 4 cm de comprimento e 2,5 cm de largura, centralizadas nos gomos laterais; b) bolsa de alça, feminina - Anexo II, figura 30: 1. tecido Náilon 600, cor preta; bolsa sacola com zíper no fechamento, no bolso e na aba; alça em cadarço; bordado logomarca com 7 cm de comprimento e 6,25 cm, o mesmo deverá ser centralizado na peça e deverá ser localizado a 5 cm abaixo da abertura do bolso; c) bolsa de mão, unissex - Anexo II, figura 32: 1. tecido Náilon 600, cor preta; mala com bolso nas laterais e zíper nos bolsos de 33 cm na parte de cima; alça de mão de 57 cm - frente e costa, alça de ombro com 1,23 cm, alça de 10 cm para prender regulador; zíper no bolso da parte da frente de 35 cm; tampa da mala com zíper de 73 cm de comprimento; bordado logomarca com 8,5 cm de comprimento e 9,5 cm de largura, centralizado no bolso externo tanto na largura como no comprimento; d) bolsa diagonal, unissex - Anexo II, figura 31: 1. tecido Náilon 600, cor preta; bolsa transversal com alça na diagonal com velcro; bordado logomarca com 8,5 cm de comprimento e 9,5 cm de largura e aplicado de acordo com as seguintes medidas: 13,5 cm a partir do lado que será aplicado o

10 PÁGINA 10

11 PÁGINA 11 DECRETO DECRETO O Nº. 021/2010, DE 02 DE MARCO DE 2010 Abre crédito suplementar a(s) Unidade(s) Orçamentária(s) que menciona e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, no uso das atribuições que lhe confere o inciso VII do art. 89, da Constituição Estadual e da autorização contida no art. 9º, da Lei Nº , de 22 de dezembro de 2009, D E C R E T A: Art. 1º Fica aberto o crédito suplementar à(s) Unidade(s) Orçamentária(s) mencionada neste Decreto, compensado de acordo com os incisos do 1º. do art. 43, da Lei Federal Nº 4.320, de 17 de março de 1964, conforme detalhado no(s) anexo(s) deste Decreto. Art. 2º Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação. Campo Grande, 02 de março de 2010 ANDRÉ PUCCINELLI Governador CARLOS ALBERTO NEGREIROS SAID MENEZES Secretário de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia A N E X O - I R$ 1,00 ANEXO AO DECRETO O N. 021/2010, DE 02 DE MARCO DE I E G F E S P E C I F I C A C A O N S N O SUPLEMENTACAO CANCELAMENTO C F D N SECRETARIA DE ESTADO DE ADMI NISTRACAO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMI NISTRACAO F MODERNIZACAO, EFICIENCIA E QUALIDADE DA GESTAO PUBLICA , , ,00 0,00 SUBTOTAL , ,00 AGENCIA DE DESENVOLVIMENTO AGRARIO E EXTENSAO RURAL AGENCIA DE DESENVOLVIMENTO AGRARIO E EXTENSAO RURAL F AGRAER - FORCA , , ,00 0,00 SUBTOTAL , ,00 FUNDO ESTADUAL DE ASSISTEN CIA SOCIAL FUNDO ESTADUAL DE ASSISTEN CIA SOCIAL S GARANTIA DOS DIREITOS DA CRI ANCA E DO ADOLESCENTE ,09 0,00 SUBTOTAL ,09 0,00 FUNDO ESPECIAL DE SAUDE DE MS FUNDO ESPECIAL DE SAUDE DE MS S ESTRUTURACAO DA MEDIA E ALTA COMPLEXIDADE E REGULACAO DOS SERVICOS, GARANTINDO A INTE GRALIDADE DA ATENCAO A SAUDE ,00 0,00 SUBTOTAL ,00 0,00 SECRETARIA DE ESTADO DE EDU CACAO SECRETARIA DE ESTADO DE EDU CACAO F FORMACAO CONTINUADA E DESEN VOLVIMENTO DO ENSINO FUNDA MENTAL ,00 0, F FORMACAO PROFISSIONAL E ACES SO AO ENSINO SUPERIOR , ,00 SUBTOTAL , ,00 TOTAL , ,00 TOTAL , ,00 TOTAL , , TOTAL GERAL , , OBS: A) INCISOS DO ART. 43 DA LEI FEDERAL DE 17/03/ SUPERáVIT FINANCEIRO 3 - ANULAÇÃO DE DOTAÇÃO 2 - EXCESSO DE ARRECADAÇÃO 4 - OPERAÇÃO DE CRÉDITO B) GND - GRUPO DA NATUREZA DA DESPESA 1 - PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 2 - JUROS E ENCARGOS DA DíVIDA 3 - OUTRAS DESPESAS CORRENTES 4 - INVESTIMENTOS 5 - INVERSÕES FINANCEIRAS 6 - AMORTIZAÇÃO DA DíVIDA SECRETARIAS SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA Extrato do Contrato n. 005/2010 Registro Cadastral n. 0007/2010 SEFAZ Processo: 11/000036/2010 Partes: O Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Fazenda, e o BANCO BRASIL S/A. Objeto: Prestação de serviços de recebimento e repasse, pelo Banco Brasil S/A, de tributos e demais receitas devidas ao Estado de Mato Grosso do Sul, bem como da captação, transmissão de informações pertinentes e guarda de documentos e/ou informações. 1.2 O recebimento das receitas de tributos e demais receitas devidas ao Estado de Mato Grosso do Sul MS somente poderá ser realizado através dos seguintes documentos: Documento de Arrecadação Estadual DAEMS a) DAEMS modelo 19, contendo código de barras, pré-emitido pela Secretaria de Estado de Fazenda/MS, encaminhado ao contribuinte via correio, emitido pelo contribuinte via internet ou emitido pelas Agências Fazendárias, Postos Fiscais e outros órgãos de emissão on-line, pré identificados, de pessoas físicas ou jurídicas que o sistema qualificar; b) DAEMS modelo 27, contendo código de barras, exclusivo da SEFAZ/MS e emitidos pelas Agências Fazendárias, Postos Fiscais e outros órgãos de emissão off-line: c) DAEMS modelo 27, formulário continuo (mailer), de preenchimento manual pelos agentes da SEFAZ/MS Documentos eletrônico, se acaso sobrevier; Boleto e Guias personalizadas das entidades da Administração indireta; Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais GNRE, que poderá ser aceita pelas Agências do Credenciado, localizadas fora do território do Estado. Ordenador de Despesas: Gilberto Cavalcante Dotação Orçamentária: Programa de Trabalho , natureza da despesa e Fonte de Recursos , Encargos Gerais Financeiros EGEFIN. Amparo Legal: Caput do art. 25, Lei (nacional) 8.666/93, suas alterações e Lei Complementar (nacional) n. 101/2000, Valor: A SEFAZ/MS pagará pela prestação dos serviços objeto deste contrato o valor de R$ 0,75 (setenta e cinco centavos de real), por documentos de arrecadação processado e um adicional de R$ 0,25 (vinte e cinco centavos de real), por documentos de arrecadação processado se o Contratado efetuar transmissão eletrônica de dados, em intervalos de até 15 (quinze) minutos. Data da Assinatura: 01/03/2010 Do Prazo: Vigência de 60 (sessenta) meses, a contar da data da assinatura. Assinam: Mário Sérgio Maciel Lorenzetto, Jeferson da Silveira Raposo ATO DECLARATÓRIO/SAT Nº 018/2010 DE 01 DE MARÇO DE 2010 O SUPERINTENDENTE DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA, no uso de suas atribuições e da competência que lhe confere o art. 34 do Anexo IV ao Regulamento do ICMS- RICMS (aprovado pelo Decreto n , de 18 de setembro de 1998), D E C L A R A: I Reativadas, em virtude da regularização das pendências que deram causa à suspensão ou cancelamento, as inscrições estaduais dos contribuintes relacionados no anexo I a este Ato Declaratório, e, consequentemente, restaurados os seus direitos fiscais, sem prejuízo do cumprimento de eventuais obrigações tributárias relativas ao período do respectivo cancelamento ou suspensão; II Suspensas, com base no art. 36, Inc. II, alínea A, do Anexo IV ao Regulamento do ICMS, a inscrição estadual do contribuinte relacionado ao Anexo II a este Ato Declaratório, ficando as mesmas sujeitas, durante o período de suspensão, ao cumprimento do disposto nos arts. 36, 1º, e 38 do Anexo IV ao RICMS; III Canceladas, com base no art. 39, Inc. III, do Anexo IV ao RICMS, as inscrições estaduais dos contribuintes relacionados no anexo III a este Ato Declaratório; IV Em decorrência do cancelamento a que se refere o item anterior: a) ficam cancelados os documentos fiscais não utilizados, em poder do contribuinte, sendo os mesmos considerados inidôneos para todos os efeitos fiscais (RICMS 1º, III, do art. 39 do Anexo IV); b) não será permitida a utilização de crédito fiscal decorrente de operações ou prestações realizadas por contribuintes alcançados pelo ato (RICMS 2º do Anexo IV); c) o destinatário de mercadorias ou serviços, que tenham registrado crédito fiscal com base em documentos emitidos por contribuinte com inscrição cancelada, deverá, no prazo de quinze dias da publicação deste Ato Declaratório (RICMS - 3º do art. 39 do Anexo IV): 1 comunicar, por escrito, à Agência Fazendária do seu domicílio, ou àquela que centraliza o seu movimento, os números das notas fiscais, seus valores e o emitente; 2 anular o valor do crédito que tenha escriturado ou já utilizado; V - Este Ato Declaratório entra em vigor na data de sua publicação. Campo Grande MS, 01 de Março de JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Superintendente de Administração Tributária ANEXO I AO ATO DECLARATÓRIO/SAT Nº018/ DE MARÇO/2010 AGUA CLARA 001 ARISTIDES FERREIRA LUIZ CARLOS DE NOBREGA AMAMBAI 003 ADRIANA CAMPETTI MEDINA ALZIRA BARCELOS DE CARVALHO XAVIER E FILHO LTDA ANASTACIO 006 OMERO FERREIRA DE SOUZA REGECFAMILIAR ANGELICA 007 REGIANE APARECIDA DE PINHO RONDA ANTONIO JOAO 008 ADELAR BREZOLIN AQUIDAUANA 009 OSWALDO ABRAO DIAS & CIA LTDA

12 PÁGINA 12 BELA VISTA 010 ESPOLIO DE FERMINA MIRANDA MELLO LINDOLFO RIBEIRO MARCELO NUNES DE MELO BONITO 013 ATAIDE DA MATA CAARAPO 014 GILSON VILA MACHADO CAMAPUA 015 RAMIRO FERREIRA LEITE CAMPO GRANDE 016 A SALADERIA COM DE ALIMENTOS LTDA ALDIVINO FLAVIO DE MACEDO APARECIDA UENO ARAUJO CHEIRO BOM ALIM E REPRESENTACOES LTDA E B S OLIVEIRA EDMIR JOSE BOSSO EDMUNDO CORDEIRO EMANUELLE APARECIDA ROJAS FABIANA DOS SANTOS CHAVES FRANCISCO ULISSES DE OLIVEIRA GOMES & AMORIM CONFECCOES LTDA IMPORT LEAL COMERCIO DE ROUPAS LTDA JACY DE SOUZA FREIRE JOSE FACUNDO DA SILVA MOTA LEILOGRANDE LEILOES RURAIS LTDA LUIZ RICARDO MORAES VASQUES MR SERVICE ASSIST TEC EM ELEVADORES LTDA OSVALDO VIANA DOS SANTOS R M S DA SILVA RODRIGO PUGLIA DE MEDEIROS ROSSIGNOL COMERCIO DE ROUPAS LTDA CORUMBA 037 AUGUSTINHO STALIN MACHADO SILVA RENALDO LINZMEIER ROMEIRO COM VAREJ MOVEIS & UTENS LTDA COSTA RICA 040 JURACI ALVES SILVA COXIM 041 EDA MENDONCA DE FARIA VALTER FERREIRA DE VASCONCELOS VALTER FERREIRA VASCONCELOS DOURADINA 044 OLAVO CAETANO SILVA OSWALDO CAETANO SILVA DOURADOS 046 DOURANET FASHION LTDA LAERCIO FERNANDES BALIERO MSR COMERCIO E SERVICOS LTDA RODRIGO LUIGI MARTINO RODRIGUES & PATRICIO LTDA W BRUNETTO & CIA LTDA ELDORADO 052 ANDRE ROSSET FATIMA DO SUL 053 ESPOLIO DE ANTONIO OLIVEIRA FRANCA ESPOLIO DE VICTORIO GAYAO JOAO ANTONIO MORAIS FIGUEIRAO 056 CLEUZA MARIA FURTADO FERREIRA GLORIA DE DOURADOS 057 SEBASTIAO BUENO DE ALMEIDA GUIA LOPES DA LAGUNA 058 ISIDOR ASTOR NAGEL IGUATEMI 059 ADRIANO PEREIRA EDSON GOMES OLIVEIRA MARIA DAS GRACAS DE ALMEIDA ITAQUIRAI 062 PANIFICADORA MUNDO NOVO LTDA IVINHEMA 063 R I DOS SANTOS JARDIM 064 URO EDUARDO BEARARE JUNIOR JUTI 065 ADEMAR NUNES FREITAS LADARIO 066 AMAURY FLORES LAGUNA CAARAPA 067 RONALDO CAMARGO DE SOUZA SEBASTIAO PINHEIRO DA CRUZ MARACAJU 069 ALAERTE PEREIRA BARBOSA JORGE KETTENHUBER NAVIRAI 071 AGROPECUARIA DURVAL F DE MEDEIROS LTDA ANTONIO DE ANDRADE FERNANDES DANILA PAGLIUCA SANTANA MARIA JOSE FIALHO RIGONATO NIOAQUE 075 VITORIA AGROPECUARIA AS NOVA ALVORADA DO SUL 076 JOSE ALVES DE LIMA REG ECONOMIA FAMILIAR NOVA ANDRADINA 077 FRANCISCA SOUSA LIMA MERETI JESSE MARQUES DOS SANTOS MARIA DE FATIMA JUSSELINO MANICOBA NOVO HORIZONTE DO SUL 080 LATICINIO VALE DO GUIRAI LTDA PARANAIBA 081 DIORANDES DE FREITAS ALMEIDA PONTA PORA 082 JOAO CORSINE RODRIGUES MOTORCYCLE COM DE MOTOS E PECAS LTDA VALDINEI CAETANO DEPIN REGECFAMILIAR VANDE RAMOS NASCIMENTO RIO VERDE 086 CEZAR GONCALVES DE MELO SILVIO NASCIMENTO BORGES TRANSCER LTDA WALDEMAR ANTONIO ZARDO ROCHEDO 090 ANDRE BOGUE FILHO SÃO GABRIEL DO OESTE 091 GENILDO DE LIMA BEZERRA ODETE DE VICENCIO SIDROLANDIA 093 JOAQUIM PINTODE MORAES SONORA 094 ALTA MARIA DOS SANTOS HEDMAR BATISTELA PONTE DE PEDRA ENERGETICA SA TERENOS 097 ADEMAR GALVAO NOGUEIRA JOAO BATISTA DA SILVA THATYANE ALLE CORDOBA TRES LAGOAS 100 JOVERCI RIBEIRO JULIO CESAR SIQUEIRA REGIANNE DA SILVEIRA BENEVIDES OLIVEIRA THYRSO MANCINI NETO ANEXO II AO ATO DECLARATÓRIO/SAT Nº 018/ DE MARÇO/2010 AMAMBAI 001 COLA CONSTRUTORA LTDA APARECIDA DO TABOADO 002 DAVID MARLLON QUEIROZ NETO BONITO 003 ELIZANGELA PEREIRA RAMOS CAMPO GRANDE 004 ANATHAY CONFECCOES LTDA ANP DISTRB DE REVISTAS E BRINQUEDOS LTDA AZALEIA MUDANCAS E TRANSPORTES LTDA BAG COMERCIO DE CALCADOS ACESSORIOS LTDA EXCELER COMISSARIA LTDA GUIMARAES & CIA LTDA SAKAI & CIA LTDA CASSILANDIA 011 CONCRENIL INDUSTRIA DE PRE MOLDADOS LTDA CORGUINHO 012 JOARI FERREIRA BARBOSA COXIM 013 JOSEFA VILMA LIMA ALMEIDA DOURADOS 014 KAREN REWAY DE ALMEIDA MARIA APARECIDA PIGOZZI CASSARO JARDIM 016 MATAO AGROCENTER LTDA MUNDO NOVO 017 AILTON FERNANDES PEGGIE VIRGINIA ROGOSKI NOVA ANDRADINA 019 ALESSANDRO ROSA NELVO SIMONE MONQUEIRO TRES LAGOAS 021 EDUARDO ALONSO TEBET ANEXO III AO ATO DECLARATÓRIO/SAT Nº 018/ DE MARÇO/2010 AGUA CLARA 001 JOSE RILDO DE OLIVEIRA SILVA E OUTROS APARECIDA DO TABOADO 002 INDUSTRIA E COMERCIO CALCADOS PEAO LTDA BANDEIRANTES 003 ANTONIO CESAR TROMBINI

13 PÁGINA 13 CAMPO GRANDE 004 A & R CONSTRUCOES LTDA BAMBOLE CONFECCOES LTDA BOIKO & RAMOS LTDA CP TAVARES & CIA LTDA CR INFORMATICA LTDA DURELLO DUCA COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA EDUARDO RODRIGUES DE MENEZES FRANGO KIDELICIA LTDA JOSIMEIRE DA SILVA BARRETO K & E COM. DE CALCADOS E CONFEC. LTDA MANAA COMERCIAL LTDA MENEZES & PICCOLOTTO LTDA CHAPADAO DO SUL 016 LARAFRAN TRANSPORTES RODOVIARIOS LTDA DOURADINA 017 SAMPAIO & BARRETO LTDA DOURADOS 018 CHIMENEZ & PEREIRA LTDA DIONISIO VITORIO OSTROWSKI FIORAVANTI & DIAS LTDA GIANCARLO CASARIN JAIRO FERREIRA DE LIMA MARCOS ANTONIO FERREIRA MAT CONSTRUCAO MARINEZ OLIVEIRA COSTA PIETRAMALE E REGHIN LTDA SOUZA S HORTIFRUTIGRANJEIROS LTDA IGUATEMI 027 V C KANOFF MUNDO NOVO 028 NATALIA DE S. OLIVEIRA NAVIRAI 029 M M D SANGUESA NIOAQUE 030 WILLIAN MADRUGA GIMENES PONTA PORA 031 VIVEIRO FLORESTAL CAB DAS AGUAS LTDA TRES LAGOAS 032 APARECIDA FATIMA BERNARDO LAURA CRISTIANE MODENEZ MOTA ATO DECLARATÓRIO/SAT N.º 20 de 19 de fevereiro de O SUPERINTENDENTE DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA, da Secretaria de Estado de Fazenda do Mato Grosso do Sul, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 11, 1, do Subanexo VII ao Anexo XVIII ao RICMS, alterado pelo Decreto nº de 30 de dezembro de RESOLVE : I Alterar a Credencial n.º 166, concedida com base no Artigo 10, do Anexo XVII ao RICMS, aprovado pelo Decreto n.º 9203/98, da empresa abaixo relacionada. Empresa : ITAUTEC S/A GRUPO ITAUTEC CNPJ: / Insc. Est II Este Ato Declaratório entra em vigor na data de sua publicação. JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Superintendente de Administração Tributária ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA CREDENCIAL: 166 O SUPERINTENDENTE DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA, da Secretaria de Estado de Fazenda do Mato Grosso do Sul, no uso das atribuições legais, e considerando o disposto no artigo 11 do Subanexo VII ao Anexo XVIII ao RICMS, alterado pelo Decreto nº , de 30 de dezembro de 2008, bem como pelas informações contidas no Processo nº 11/048522/2001, de 21/06/2001, AUTORIZA a atualização dessa credencial do estabelecimento abaixo qualificado para as atribuições previstas no Artigo 15 do supramencionado Subanexo. Inscrição Estadual: C.N.P.J: / Técnico Nome: ALTIERIO CUSTODIO DA SILVA CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/SP Emissão: 5/5/1995 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: ANDERSON DE SOUZA SILVA CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 20/6/1997 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: DANIEL TORRES POQUIVIQUI CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 27/1/1992 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: ELIAS DOMINGUES BUENO CPF: Autorizado RG: Emissor: SSSP/PR Emissão: 17/1/1985 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: LINCOLN COSTA FERREIRA CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/SP Emissão: 22/5/1995 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD KUBUS 1EF ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD QW PRINTER 6000 MT2 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: LUIS CARLOS CASTRO GONZALEZ CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/SP Emissão: Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: MARCOS ALVES VICENTE CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 15/7/1996 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: MARCOS LORENTZ DA COSTA CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 10/10/1970 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II ESTABELECIMENTO CREDENCIADO Razão Social: ITAUTEC SA GRUPO ITAUTEC Endereço: RUA BARAO DO RIO BRANCO, 1256 Complemento: 1 ANDAR Bairro: CENTRO PARTE C.E.P: Município: CAMPO GRANDE UF: MS Técnico Nome: ADALBERTO MARTINS BORDENARUK CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 13/9/1988 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: MARIO APARECIDO DE SOUZA CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD KUBUS 1EF ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD QW PRINTER 6000 MT2 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: PAULO ROBERTO LEAL CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 2/2/1995 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II

14 PÁGINA 14 QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: RENATO MUNHOZ CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/SP Emissão: 15/1/1996 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: ROBERTO YASUIUKI SUZUKI CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 12/4/1989 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Técnico Nome: VANIR GARCIA CPF: Autorizado RG: Emissor: SSP/MS Emissão: 20/9/1989 Fabricante: ITAUTEC Modelo Tipo Modelo Tipo INFOWAY 1E T1 ECF-MFD POS E ECF-IF POS E BR ECF-IF POS 4000 ECF-IF 1E/BR ECF-IF POS4000 ECF-IF/1E II ECF-IF POS4000 ECF-IF/3E II QW PRINTER 1E T3 ECF-MFD Fabricante: ZPM IND COM IMP EXP E REPRES LTDA. Modelo Tipo Modelo Tipo ZPM/1FIT LOGGER ECF-MFD ZPM/2EFC LOGGER ECF-MFD Somente é válida a credencial Devidamente atualizada. Campo Grande - MS, 19 de fevereiro de JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Superintendente de Administração Tributária COMUNICADO/SAT N. 043/2010, DE 02 DE MARÇO DE O SUPERINTENDENTE DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA, no uso de suas atribuições, e CONSIDERANDO o disposto nos 1º e 3º (acrescentados pela Lei Complementar (federal) n. 128, de 19 de dezembro de 2008) do art. 4º, no 1º, XIII, do art. 13 e no 3º, VI, do art. 18-A (acrescentado pela Lei Complementar n. 128, de 2008), ambos da Lei Complementar (federal) n. 123, de 14 de dezembro de 2006, bem como as disposições da Resolução CGSN n. 58, de 27 de abril de 2009, do Comitê Gestor do Simples Nacional, COMUNICA que: I - para obter inscrição no Cadastro de Contribuintes da Indústria e do Comércio deste Estado, o Microempreendedor Individual MEI de que trata a Resolução CGSN n. 58, de 27 de abril de 2009, que exerça atividade descrita no Anexo Único da referida Resolução, na redação dada pela Resolução CGSN n. 67, de 17 de setembro de 2009, sujeita à incidência do ICMS, deve protocolar, na Agência Fazendária (AGENFA) do respectivo Município de domicílio, Ficha de Atualização Cadastral Comércio, Indústria e Serviços (FAC), instruída com os seguintes documentos (art. 12 do Anexo IV ao Regulamento do ICMS): a) cópia do Certificado da Condição de Microempreendedor Individual, contendo Alvará de Licença e Funcionamento Provisório, obtido no endereço b) cópia de documento que comprove seu registro na Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul; c) cópias do documento de identidade e de inscrição no CPF/MF (Cadastro da Pessoa Física/Ministério da Fazenda); (CNPJ); d) comprovante de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas e) certidão do registro de imóveis que comprove a propriedade do local onde funcionará o estabelecimento ou, caso não seja próprio, cópia do instrumento jurídico que autoriza a utilização do imóvel ou contrato de locação; II no caso de alteração cadastral de contribuinte já inscrito que migrou para o MEI, o MEI deve protocolar FAC na AGENFA do respectivo Município, instruída com cópia do Certificado da Condição de Microempreendedor Individual, contendo Alvará de Licença e Funcionamento Provisório, obtido no endereço gov.br, dispensada a apresentação dos documentos de que tratam as alíneas b a e do inciso anterior; III o MEI fica dispensado do pagamento de taxa de serviços estaduais, tanto em relação ao pedido de inscrição estadual quanto em relação ao pedido de alteração cadastral, conforme o caso; IV no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, contados da data da protocolização do pedido de inscrição ou de alteração cadastral de contribuinte já inscrito que migrou para o MEI com alteração de endereço, o MEI deve apresentar na AGENFA Alvará de Licença e Funcionamento expedido pela Prefeitura Municipal, sob pena de suspensão da inscrição estadual e até cancelamento, na hipótese de o documento não vir a ser apresentado posteriormente à suspensão; V o MEI não está obrigado a possuir contabilista responsável pela sua escrita fiscal, sendo-lhe, porém, facultada a adoção de um; VI o pedido de inscrição estadual ou de alteração cadastral do MEI será recepcionado pela Agência Fazendária, que: a) efetuará a conferência dos documentos, bem como verificação da atividade do MEI em confronto com as descritas no Anexo Único da Resolução CGSN n. 58, de 2009, na redação dada pela Resolução CGSN n. 67, de 2009; b) achando os documentos conforme e confirmando que, nos termos do referido Anexo Único, a atividade do MEI sujeita-se à incidência do ICMS, providenciará a concessão da inscrição ou a alteração cadastral, acrescentando ao nome do Microempreendedor Individual a extensão MEI, separada por hífen; c) indeferirá a inscrição: 1 - na hipótese de a atividade do MEI não estar sujeita ao ICMS; 2 ou a alteração cadastral, quando faltar documento ou for apresentado documento contendo irregularidade, hipótese em que, havendo a posterior apresentação do documento faltante ou regularizado, será concedida a inscrição ou efetuada a alteração cadastral; VII além das condições e obrigações previstas na Lei Complementar n. 123, de 2006, na Resolução CGSN n. 58, de 2009, e em outros atos do Comitê Gestor do Simples Nacional, o MEI fica sujeito: a) a pagamento de ICMS nas hipóteses especificadas no inciso XIII do 1º do art. 13 da Lei Complementar n. 123, de 2006, não se aplicando o diferimento do ICMS, quando previsto na legislação tributária estadual, às operações a ele destinadas; b) ao cumprimento das obrigações acessórias de controle fiscal, dentre elas a apresentação de Guia de Informação e Apuração (GIA). CUMPRA-SE. SAT, 02 de março de JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Superintendente de Administração Tributária EDITAL DE INTIMAÇÃO Pelo presente edital o(s) contribuinte(s), abaixo identificado(s), fica(m) intimado(s) para, no prazo de vinte(20) dias, contados do quinto (5) dia da publicação deste, recolher aos cofres públicos o débito fiscal exigido por meio do(s) Auto(s) de Lançamento e de Imposição de Multa indicado(s), julgado(s) procedente(s) em parte pelo Tribunal Administrativo Tributário, sob pena de revelia, presumindo-se como verdadeiros os fatos alegados nos procedimento fiscal. O não cumprimento da presente intimação implicará no registro do crédito tributário na dívida ativa e a consequente cobrança por meio de processo de execução. Embasamento legal: art.23, I c/c art.24, III da lei estadual n.2.315, de EDILSON JOSE DE MELO IE: AVE GUALTER BARBOSA, NOVA LIMA - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E Orgão Preparador Regional de Campo Grande 01 Av. Fernando A. Corrêa da Costa, 858 Centro CEP: Campo Grande MS Horário de Funcionamento: 07:30hs às 11:30hs / 13:30hs às 17:30hs Telefone: (0 XX 67) Milton Goncalves Pessoa Matrícula Chefe do OPR_01 de Campo Grande EDITAL DE INTIMAÇÃO Pelo presente edital o(s) contribuinte(s), abaixo identificado(s), fica(m) intimado(s) para, no prazo de vinte(20) dias, contados do quinto(5) dia da publicação deste, recolher aos cofres públicos o débito fiscal exigido por meio do(s) Auto(s) de Lançamento e de Imposição de Multa indicado(s), julgado(s) procedente(s) pelo Tribunal Administrativo Tributário, sob pena de revelia, presumindo-se como verdadeiros os fatos alegados no procedimento fiscal. O não cumprimento da presente intimação implicará no registro do crédito tributário na dívida ativa e a consequente cobrança por meio de processo de execução. Embasamento legal: art.23, I c/c art.24, III da lei estadual n.2.315, de GLADEMIR PICCOLI IE: ROD BR 163 KM 11 5, null - ZONA RURAL - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E Orgão Preparador Regional de Campo Grande 01 Av. Fernando A. Corrêa da Costa, 858 Centro CEP: Campo Grande MS Horário de Funcionamento: 07:30hs às 11:30hs / 13:30hs às 17:30hs Telefone: (0 XX 67) Milton Goncalves Pessoa Matrícula Chefe do OPR_01 de Campo Grande EDITAL DE INTIMAÇÃO Pelo presente edital, o(s) contribuinte(s) abaixo identificado(s) fica(m) intimado(s) para, no prazo de vinte(20) dias, contados do quinto(5) dia da publicação deste, recolher aos cofres públicos o débito fiscal exigido por meio do(s) auto(s) de lançamento e de imposição de multa indicado(s), julgado(s) procedente(s) em parte, sem reexame necessário junto ao Tribunal Administrativo Tributário, ou impetrar recurso voluntário perante o referido tribunal, sob pena de revelia, presumindo-se como verdadeiros os fatos alegados no procedimento fiscal. O não cumprimento da presente intimação implicará no registro do crédito tributário na dívida ativa e a consequente cobrança por meio de processo de execução. Embasamento legal: arts. 23,I c/c 24,III; 27, III, I e 78 II, da lei estadual n.2.315, de SERGIO CARLOS DE GODOY HIDALGO IE: ROD 60 KM 20 A DIREITA SEDE A 30 KM, 20 - ZONA RURAL - TERENOS - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E Orgão Preparador Regional de Campo Grande 01

15 PÁGINA 15 Av. Fernando A. Corrêa da Costa, 858 Centro CEP: Campo Grande MS Horário de Funcionamento: 07:30hs às 11:30hs / 13:30hs às 17:30hs Telefone: (0 XX 67) Milton Goncalves Pessoa Matrícula Chefe do OPR_01 de Campo Grande EDITAL DE INTIMAÇÃO Pelo presente edital, o(s) contribuinte(s) abaixo identificado(s) fica(m) intimado(s) para, no prazo de vinte(20) dias, contados do quinto(5) dia da publicação deste, recolher aos cofres públicos o(s) débito(s) fiscal(is) exigido(s) por meio do(s) Auto(s) de Lançamento e de Imposição de Multa indicado(s), ou apresentar impugnação ao lançamento correspondente, sob pena de revelia, presumindo-se como verdadeiros os fatos alegados no procedimento fiscal. Embasamento legal: arts. 23, I, c/c 24, III; 27, III, e e 48, III, da lei estadual n.2.315, de COMERCIAL DE ALIMENTOS SILVA LTDA IE: AVE JOANA D ARC, BAI UNIVERSITARIO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 2 - CERVERA & GUIMARAES LTDA IE: RUA ANTONIO MARIA COELHO, VILA CIDADE - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 3 - GUIMARAES & CERVERA LTDA IE: RUA VINTE E CINCO DEZEMBRO, JD DOS ESTADOS - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 4 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 5 - GUIMARAES & CERVERA LTDA IE: RUA VINTE E CINCO DEZEMBRO, JD DOS ESTADOS - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 6 - CERVERA & GUIMARAES LTDA IE: RUA ANTONIO MARIA COELHO, VILA CIDADE - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 7 - CERVERA & GUIMARAES LTDA IE: RUA ANTONIO MARIA COELHO, VILA CIDADE - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 8 - CERVERA & GUIMARAES LTDA IE: RUA ANTONIO MARIA COELHO, VILA CIDADE - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 9 - COMERCIAL DE ALIMENTOS SILVA LTDA IE: AVE JOANA D ARC, BAI UNIVERSITARIO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 10 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 11 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 12 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 13 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 14 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 15 - MAPS CONFECCOES INFANTIL LTDA IE: RUA QUINZE DE NOVEMBRO, CENTRO - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 16 - LOPES & RIBEIRO LTDA IE: RUA JOAO VIEIRA DE ALMEIDA, MANOEL TAVEIRA - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E 17 - LOPES & RIBEIRO LTDA IE: RUA JOAO VIEIRA DE ALMEIDA, MANOEL TAVEIRA - CAMPO GRANDE - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E Orgão Preparador Regional de Campo Grande 01 Av. Fernando A. Corrêa da Costa, 858 Centro CEP: Campo Grande MS Horário de Funcionamento: 07:30hs às 11:30hs / 13:30hs às 17:30hs Telefone: (0 XX 67) Milton Goncalves Pessoa Matrícula Chefe do OPR_01 de Campo Grande EDITAL DE INTIMAÇÃO Pelo presente Edital o(s) contribuinte(s) abaixo identificado(s) fica(m) intimado(s) para, no prazo de 20 (vinte) dias, contados do quinto (05) dia da publicação deste, recolher aos cofres públicos o(s) débito(s) fiscal(s) exigido(s) por meio do Auto de Lançamento de Imposição de Multa ALIM, série E ou querendo, apresentar impugnação no mesmo prazo, ao lançamento correspondente, sob pena de revelia, presumindo-se como verdadeiros os fatos alegados no procedimento fiscal. Embasamento Legal: Arts. 23, I, c/c 24, III; 27, III, e, 48, III, da Lei Estadual 2.315, de EUROFRAL IND PROD HIGIENICOS E TERM LTDA I.E.: RUA CIRIACO DE TOLEDO, N.º 1008 B B: DOM BOSCO CORUMBÁ - MS Auto de Lançamento de Imposição de Multa n.º Série E de 26/02/2010 Auto de Lançamento de Imposição de Multa n.º Série E de 26/02/2010 ADNES APARECIDA DE OLIVEIRA - CPF: RUA SAIRA OPALA, N.º 248 CONJ. MONACO - CENTRO PARANÁ - PR Auto de Lançamento de Imposição de Multa n.º Série E de 26/02/2010 Auto de Lançamento de Imposição de Multa n.º Série E de 26/02/2010 WALTER JULIO PRIMO CPF: RUA ALVARO LOUREIRO N.º 371 CONJ. ARMINDO GUAZZI PARANÁ - PR Auto de Lançamento de Imposição de Multa n.º Série E de 26/02/2010 Auto de Lançamento de Imposição de Multa n.º Série E de 26/02/2010 Órgão Preparador Regional - OPR15 Rua Quinze de Novembro, 32 - Centro Corumbá-MS Horário De Funcionamento: De 07:30 as 11:30 horas e de 13:30 as 17:30 horas Telefone: (067) Luiz Carlos Pereira da Costa Matr Chefe da Agência Fazendária EDITAL DE INTIMAÇÃO Pelo presente edital, o(s) contribuinte(s) abaixo identificado(s) fica(m) intimado(s) para, no prazo de vinte (20) dias, contados do quinto(5) dia da publicação deste, para apresentar contradita conforme Despacho Saneador/UCJ nº 071/2010 às fls. 54 e 57, processo nº 11/017499/2009. Embasamento legal: arts. 27, III, g 51 e 64, da Lei Estadual n.2.315, de NILZA GONÇALVES ROCHA IE: Etr. Invernadinha Caramujo Zona Rural - Anastácio - MS Auto de Lançamento e de Imposição de Multa Nº E Órgão Preparador Regional de Aquidauana 13 R. Cel. Estevão Alves Corrêa, 597 Centro Cep: Aquidauana MS Horário de Funcionamento: 07:30 às 11:30 e 13:30 às 17:30 Telefone: (0 XX 67) Leodomiro Lopes Flores Matrícula Chefe do OPR-13 de Aquidauana SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO REPUBLICA-SE POR CONSTAR INCORREÇÃO NO ORIGINAL PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL n , DE 2 DE MARÇO DE EDITAL n. 3/2010 I PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO/SAD/SES/MS A SECRETÁRIA DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais, e de acordo com o art. 37, inciso IX da Constituição Federal, o art. 27, inciso IX da Constituição Estadual e o art. 1º, parágrafo único da Portaria n /2002, torna público, para conhecimento dos interessados, a relação dos candidatos aprovados e selecionados, em conformidade com os dispositivos do Edital n. 1, de 27 de janeiro de 2010, do I Processo Seletivo Simplificado SAD/SES/MS, para desempenhar a função de Supervisor Técnico, de acordo com a especificação no quadro do anexo único a este Edital, observando-se: I - o candidato selecionado, conforme o anexo único deste Edital, deverá: 1 - comparecer no endereço abaixo nos dias 1º a 3 de março de 2010, para contratação por tempo determinado, observados os requisitos estabelecidos no Edital n. 1/2010 acima referido. Endereço: Secretaria de Estado de Saúde Avenida dos Poetas, s/n., bloco VII Parque dos Poderes Horário: das 8h às 11h e das 14h às 17h 2 - apresentar ou entregar os seguintes documentos: (uma) fotocópia e respectivo original: a) Título de eleitor e comprovante de quitação eleitoral; b) cadastramento no PIS/PASEP; c) certidão de nascimento ou casamento; d) certidão de nascimento dos filhos dependentes; e) certificado militar, quando couber; f) declaração de bens; g) declaração de acumulação de cargos; h) comprovante de tipagem sanguínea; i) comprovante de experiência entregar: a) uma foto 3x4; b) comprovante de residência; c) Carteira de Trabalho e Previdência Social; d) Atestado Médico. II - o candidato deverá comparecer no dia e horário estabelecidos neste Edital, sendo que o não-comparecimento, a inobservância do prazo ou a não-comprovação dos requisitos e condições legais para contratação, será considerado desistente do I Processo Seletivo Simplificado. CAMPO GRANDE-MS, 25 DE FEVEREIRO DE BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI Secretária de Estado de Saúde

16 PÁGINA 16 ANEXO ÚNICO AO EDITAL n. 3/2010 I PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO/SAD/SES/MS Relação de Candidatos Selecionados (Supervisores Técnicos) n. Nome RG Lotação 001 Andréia Cristina Lopes Corrêa SSP/MS Jardim 002 Eunice Nunes Costa SSP/MS Coxim 003 Camila Meotti SSP/RS P. Porã 004 Lidiani Queli L. Ximenes SSP/MS C.Grande 005 Débora Rojas de Figueiredo SSP/MS Corumbá Republica-se por ter constado incorreções, Publicado no Diário Oficial n , de 26 de fevereiro de EDITAL n. 15/2010 SAD/SED/ADMINISTRATIVO/MS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA O GRUPO APOIO À EDUCAÇÃO BÁSICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO A SECRETÁRIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO, no uso de suas atribuições, torna público, a convocação dos candidatos nomeados através do Decreto P n. 504, de 22 de fevereiro de 2010, publicado no Diário Oficial n , de 23 de fevereiro de 2010, aprovados no Concurso Público de Provas e Títulos para o Grupo Apoio à Educação Básica da Secretaria de Estado de Educação do Estado de Mato Grosso do Sul, homologado no Diário Oficial n , de 14 de junho de 2006, para INSPEÇÃO MÉDICA E POSSE, observadas as normas e procedimentos abaixo: 1. Da Inspeção Médica 1.1 Do Local e Data: Data: Conforme especificações constantes no anexo único a este Edital; Horário: 7h30min Local: Fundação Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul FUNSAU Rua Joaquim Murtinho, A Inspeção Médica será realizada pela Junta Médica Pré-Admissional da Fundação Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul. 1.3 Os candidatos, munidos da Carteira de Identidade, deverão apresentar-se com os originais dos seguintes exames: a) Avaliação Oftalmológica, com Laudo; b) Eletrocardiograma, com Laudo (para candidatos com idade igual ou superior a 45 anos); c) Glicemia (jejum); d) Hemograma Completo; e) Machado Guerreiro; f) Raio-X de Coluna Lombo Sacra (com laudo); g) Raio-X do tórax, em apnéia (PA e Perfil), para candidatos à função de Agente de Merenda; h) VDRL; i) Avaliação da saúde mental por psiquiatra; j) Ultrasom de punho, cotovelo e ombro bilateral (com laudo); Não serão aceitos exames realizados a mais de 30 (trinta) dias e se houver necessidade, novos exames serão requisitados no ato da inspeção médica. 3 Da Posse: 3.1 Do Local e Data: Data: Conforme especificações constantes no anexo único a este Edital; Horário: 9h 30m Local: Fundação Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul FUNSAU Rua Joaquim Murtinho, Os candidatos aptos deverão comparecer para a escolha de vaga e posse no dia e local mencionados no item anterior, onde apresentarão o original e 1 (uma) fotocópia dos seguintes documentos: a) Carteira de Identidade; b) Título de Eleitor (expedido em Mato Grosso do Sul) e quitação com as responsabilidades eleitorais (Eleições/2008); c) Cadastramento no CIC/CPF; d) Cadastramento no PIS/PASEP; e) Quitação com as obrigações militares, quando couber; f) Certidão de Casamento ou Nascimento; g) Carteira de Trabalho e Previdência Social; h) Certidão de Nascimento dos filhos, quando couber; i) Comprovante de Residência (Contas de água, luz ou telefone fixo); j) Número da Conta Bancária no Banco do Brasil; k) Comprovante de escolaridade exigida para o exercício do cargo/função/habilitação (Diploma e Histórico Escolar); l) Comprovante de tipagem sangüínea; m) Contracheque para quem já possui vinculo com a Administração Direta e Indireta do Estado de Mato Grosso do Sul; n) Declaração de Bens e Valores; o) Declaração de Aptidão expedida pela Junta Médica. 3.3 Os candidatos deverão comparecer no dia e hora marcados neste Edital, sendo que com o não-comparecimento, a inobservância do prazo ou a não-comprovação dos requisitos e condições legais para o provimento do cargo, o ato de nomeação será tornado sem efeito, cessando as obrigações da Administração Estadual para com o concursado, conforme dispõe o art. 22 da Lei n , de 10 de outubro de Campo Grande, 25 de fevereiro de THIE HIGUCHI VIEGAS DOS SANTOS Secretária de Estado de Administração ANEXO ÚNICO AO EDITAL n. 15 /2010 SAD/SED/ADMINISTRATIVO/MS Perícia Médica: 15/03/2010 Posse: 15/03/2010 Cargo: Agente de Atividades Educacionais Função: Agente de Limpeza Município: Campo Grande Coune Imbiruçu Pablo Clink de Souza SSP MS 14 º Município: Campo Grande/Coune Central Elenice Ferreira da Silva SSP MS 19 º Nadir Flores Pessoa SSP MS 20 º Município: Campo Grande/Coune Segredo Celia Coelhar Velasques SSP MS 48 º Cargo: Agente de Atividades Educacionais Função: Agente de Merenda Município: Campo Grande / Coune Central Elisangela Maria de Souza SSP MS 27 º Ionara Weber SSP RS 28 º Município: Campo Grande / Coune Imbiruçú Erenir Moreira Pimenta CTPS MS 33 º Lucinda da Cruz Nunes SSP MS 34 º Silvia Noemi Araujo Leigue SSP MS 35 º Município: Campo Grande / Coune Segredo Lenir Miranda Maia SSP MS 18 º Ivanir da Silva Rodrigues SSP MS 19 º Marcie Susie Bordon da Silva SSP MS 20 º Município: Campo Grande / Coune Guaicuru Circa Alves Sampaio SSP SP 6 º Perícia Médica: 16/03/2010 Posse: 16/03/2010 Cargo: Agente de Atividades Educacionais Função: Agente de Merenda Município: Campo Grande / Coune Moreninha Silvania Guimarães Furtado SSP MS 13 º Município: Campo Grande / Coune Lagoa Lindomar Castilho Melo SSP MS 9 º Município: Campo Grande / Coune Hércules Hellen Pereira da Silva SSP MS 13 º Município: Campo Grande / Coune Sul Luiz Rodrigo da Silva Treu SSP MS 24 º Miuny Cassia Lopes Nunes SSP MS 25 º Cristiane Goncalves da Silva SSP MS 26 º Município: Nova Alvorada do Sul Aldenir Alcides Carvalho Silva SSP SP 11 º Helena Jose de Lima SSP SP 12 º Creuza Barbosa SSP MS 13 º Município: Rio Negro Rosimeire de Oliveira Moitinho Nery SSP MS 1 º Município: Aquidauana Darinei Marcos de Lima SSP MS 11 º Cargo: Agente de Atividades Educacionais Função: Agente de Limpeza Município: Jatei Angela da Silva Jesus SSP MS 1 º Município: Rio Brilhante Sonia Vera de Oliveira SSP MS 9 º Perícia Médica: 17/03/2010 Posse: 17/03/2010 Função: Agente de Merenda Município: Bela Vista Ana Laura Souza Milton SSP MS 3 º Rosenilda Benites SSP MS 4 º

17 PÁGINA 17 Município: Bodoquena Solange dos Santos Silva SSP MS 2 º Claudistella Amaral Costa SSP MS 3 º Município: Anaurilândia Marilene da Silva Alves Brexó SSP SP 1 º Município: Amambai Neuza Flores dos Santos SSP MS 8 º Município: Coxim Sandra Goreti Bergmann SSP RS 8 º Distrito: Guaçulândia Meraci dias Miranda SSP MS 1 º Município: Itaporã Laureci Lopes de Mendonca SSP MS 1 º Município: Bonito Elizete Maria Zanatta SSP RS 3 º Elinei Ramos Gomes SSP MS 4 º Município: Caarapó Aparecida Xavier Alves SSP MS 6 º Município: Camapuã Vanilda Souza Santos SSP PR 5 Perícia Médica: 18/03/2010 Posse: 18/03/2010 Função: Agente de Merenda Município: Dourados Denise Katia Faustina Ribeiro SSP MS 60 º Adejanir Aparecida dos Reis Miranda SSP MS 61 º Sebastiana de Castro Bastos SSP MS 62 º Katiucia Cristina Pegorari Silva SSP SP 63 º Rute Raquel Coinete da Silva SSP MS 64 º Celia da Silva SSP MS 65 º Meirilane Pedroso Pereira SSP MS 66 º Reunice Santana Vieira SSP MS 67 º Edelio Colman SSP MS 68 º Distrito: Vila Vargas Marta Souza Silva SSP MS 1 º Município: Fátima do Sul Adriana Regina Dal Sochio SSP MS 2 º Município: Aparecida do Taboado Ana Paula Avelino SSS MS 6 º Município: Ivinhema Erica Maria Lucas SSP MS 3 º Perícia Médica: 19/03/2010 Posse: 19/03/2010 Função: Agente de Merenda Município: Paranhos Lidia da Silva Gonsalves SSP MS 5 º Município: Nova Andradina Nilceia da Silva SSP MS 11 º Sidineia da Silva SSP MS 12 º Roselene Febo Lopes SSP MS 13 º Município: Rio Verde de MT Cirlene Rodrigues Chagas Correia PL-52 MS 2 º Município: Jardim Michelle Gomes Costa Marques SSP MS 5 º Município: Ponta Porã Vanderleia Paixao Passos SSP MS 21 º Gloria Sueli Cristaldo Arce SSP MS 22 º Rosemare Aranda Billerbeck SSP MS 23 º Município: São Gabriel do Oeste Regina Cardoso Gonçalves dos Santos SSP MS 8 º Anderleia Salete de Cesaro SSP SC 9 º Município: Sete Quedas Janete Aparecida de Camargo Souza SSP MS 3 º Município: Três Lagoas Rejane Freitas Galdino SSP MS 33º Maria Tereza do Nascimento Taveira SSP MS 34º SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Extrato do Contrato Nº 638/2010 Nº Cadastral 0022/2010-SED Processo nº 29/ /2010 Partes: O Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO e CQP COMÉRCIO LTDA. Objeto: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE ESCOLAR DE ALUNOS DA ZONA RURAL DO DISTRITO DE PONTINHA DO COCHO - MUNICIPIO DE CAMAPUÃ. Ordenador de Despesas: CELINA DE MELLO E DANTAS Dotação Orçamentária: Programa de Trabalho Fonte de Recursos Natureza de Despesas Amparo Legal: INCISO IV, ART. 24 DA LEI 8.666/93. Valor: R$ ,80 (Sessenta e quatro mil, cento e sessenta reais e oitenta centavos). Data de Assinatura: 23/2/2010 Do Prazo: O contrato terá vigência de 120 (cento e vinte) dias, contados a partir de sua assinatura. Assinam: MARIA NILENE BADECA DA COSTA e QUIRINO PICCOLI. RESOLUÇÃO/SED n , de 1 o de março de Institui o Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial do Estado de Mato Grosso do Sul. A SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições e considerando: as Leis n de 9 de janeiro de 2003 e n de 10 de março de 2008, que alteram a Lei n /96 e estabelecem a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira, Africana e Indígena na Educação Básica; a necessidade de fomentar continuamente a instância formativa do diálogo, com vistas a garantir a interlocução entre os gestores das unidades executoras das políticas públicas de educação, as representações da sociedade civil e demais instituições concordantes e interessadas nas questões da educação e da diversidade, conforme disposto no Parecer CNE/CP 3/2004, aprovado em 10/3/2004, do Conselho Nacional de Educação/CP; a Resolução n. 01 de 17 de junho de 2004 do Conselho Nacional de Educação/CP, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana; o Parecer Orientativo n. 131 de 5 de outubro de 2005 do Conselho Estadual de Educação CEE/MS, que apresenta os procedimentos e orientações para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, nas instituições públicas e particulares de ensino, pertencentes ao Sistema Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul, que oferecem a Educação Básica e suas modalidades e o Ensino Superior; o Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana de junho de 2009; o art. 3 o do Decreto n. 6040, de 7 de fevereiro de 2007, que institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais; o Decreto n. 6872, de 4 de junho de 2009 que aprova o Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial PLANAPIR, e institui o seu Comitê de Articulação e Monitoramento, resolve: Art. 1 o Aprovar a Institucionalização do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial do Estado de Mato Grosso do Sul, nos termos do seu Regimento Interno. Art. 2 o O Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial do Estado de Mato Grosso do Sul, doravante denominado FORPEDER-MS, é instância de articulação e definição de políticas públicas, comprometidas com a implementação da temática Étnico- Racial, de Gênero e outros temas correlatos na área de educação e cultura no processo ensino-aprendizagem em toda a rede pública e privada do Estado de Mato Grosso do Sul. Art. 3 o Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 1 o de março de MARIA NILENE BADECA DA COSTA Secretária de Estado de Educação

18 PÁGINA 18 Retificação por ter constado erro no original. Publicado no Diário Oficial do Estado n de 29 de junho de 2009, Página 6 Extrato de Convênio sob n. cadastral de 9/6/2008 Processo: 29/012990/2009 Onde se lê: Valor: R$32.266,74 Leia-se: Valor: R$32.221,74 Retificação por ter constado erro no original. Publicado no Diário Oficial do Estado n de 26 de janeiro de 2010, Página 3 Extrato de Convênio sob n. cadastral de 30/12/2009 Processo: 29/ /2009 Onde se lê: CNPJ/MF N / , denominada CONVENENTE Leia-se: CNPJ/MF N / , denominada CONVENENTE Retificação por ter constado erro no original. Publicado no Diário Oficial do Estado n de 27 de janeiro de 2010, Página 19 Extrato de Convênio sob n. cadastral de 2/12/2009 Processo: 29/052005/2009 Onde se lê: Assinatura: 30/12/2009 Leia-se: Assinatura: 17/12/2009 Extrato de Termo de Cooperação Mútua sob n. cadastral de 3/12/2009 Processo: 29/040393/2009 Partes: ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL - CNPJ/MF N / , por intermédio da SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO CNPJ/MF Nº / , denominada SED/MS e a FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL - UEMS - CNPJ/MF Nº / , denominado UEMS. Amparo Legal: Lei Federal n de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores e na Resolução SEFAZ n de 24 de outubro de 2007, Decreto , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, Lei Federal n , de 25 de setembro de 2008 e alterações posteriores. Objeto: Estágio Curricular Supervisionado, obrigatório e não obrigatório nas escolas da rede estadual de ensino, pelos alunos matriculados nos cursos de licenciatura oferecidos pela Univerisidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS. Vigência: 1/12/2011 Assinatura: 02/03/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA CPF/MF n Secretária de Estado de Educação SED/MS ELISÂNGELA ALVES DA SILVA SCAFF CPF/MF n Pró Reitora de Ensino FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL - UEMS UEMS Extrato de Termo Aditivo n. 01 ao Convênio sob n. cadastral de 22/1/2009 Processo: 29/026314/2008 Partes: Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação - CNPJ/MF N / denominada CONCEDENTE e a APM da EE NICOLAU FRAGELLI, CAMPO GRANDE/MS, CNPJ/MF N / , denominada CONVENENTE. Amparo Legal: Lei Federal n , de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, no que couber, no Decreto Estadual n , de 03 de abril de 2008, no Decreto Estadual n , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, na Lei Federal n , de 16 de Junho de 2009, na Lei Estadual N de 26 de Abril de 2001, na Lei Estadual N de 2 de Janeiro de 2003, na Resolução SEFAZ N 2.093, de 24 de outubro de 2007, na Resolução/CD/FNDE /N. 38 de 16 de Julho de 2009, na Resolução / CD/FNDE/N. 67, de 28 Dezembro de 2009, na Resolução CFN N. 358/2005; na Resolução RDC N. 216, de 15 de Setembro de 2004, na Deliberação/CAE N. 002 de 4 de Agosto de 1999, na Deliberação/CAE MS N. 001, de 4 de Agosto de 1999, na Medida Provisória N , de 24 de Agosto de 2001, na Portaria Interministerial N , de 8 de Maio de 2006 e alterações posteriores Objeto: alterar a Cláusula Quarta, Sexta e Sétima do Convênio original, ajustando o Termo a legislação vigente e acrescentando recursos financeiros Valor/Programa de Trabalho: R$ ,00 em cinco parcelas, por conta da fonte , ND , item 34106, sendo: R$15.000,00 PT , PI: EDUCSUCESSO, Empenho n. 2010NE0842 de 18/02/2010 R$6.960,00 PT , PI: TECESABER, Empenho n. 2010NE00841 de 18/02/2010 Vigência: 31/12/2010 Assinatura: 26/02/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA - CPF/MF n Secretária de Estado de Educação CONCEDENTE SUELLEN BARROS DE SOUZA - CPF/MF n Presidente da APM da EE NICOLAU FRAGELLI CAMPO GRANDE/MS CONVENENTE Extrato de Termo Aditivo n. 01 ao Convênio sob n. cadastral de 5/2/2009 Processo: 29/028117/2008 Partes: Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação - CNPJ/MF N / denominada CONCEDENTE e a APM da EE REYNALDO MASSI, IVINHEMA/MS, CNPJ/MF N / denominada CONVENENTE. Amparo Legal: Lei Federal n , de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, no que couber, no Decreto Estadual n , de 03 de abril de 2008, no Decreto Estadual n , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, na Lei Federal n , de 16 de Junho de 2009, na Lei Estadual N de 26 de Abril de 2001, na Lei Estadual N de 2 de Janeiro de 2003, na Resolução SEFAZ N 2.093, de 24 de outubro de 2007, na Resolução/CD/FNDE /N. 38 de 16 de Julho de 2009, na Resolução / CD/FNDE/N. 67, de 28 Dezembro de 2009, na Resolução CFN N. 358/2005; na Resolução RDC N. 216, de 15 de Setembro de 2004, na Deliberação/CAE N. 002 de 4 de Agosto de 1999, na Deliberação/CAE MS N. 001, de 4 de Agosto de 1999, na Medida Provisória N , de 24 de Agosto de 2001, na Portaria Interministerial N , de 8 de Maio de 2006 e alterações posteriores Objeto: alterar a Cláusula Quarta, Sexta e Sétima do Convênio original, ajustando o Termo a legislação vigente e acrescentando recursos financeiros Valor /Programa de Trabalho:: R$80.400,00 em 5 parcelas, sendo: R$25.320,00 pelo PT , PI ENSMEDIO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE0288 de 2/2/2010. R$38.820,00 - pelo PT , PI EDUCSUCESSO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE0287 de 2/2/2010 R$16.260,00 - pelo PT , PI TECESABER, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE0289 de 2/2/2010 Vigência: a partir da data da assinatura e término em 31/12/2010 Assinatura: 26/2/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA - CPF/MF n Secretária de Estado de Educação CONCEDENTE ADEMAR ROHLING - CPF/MF n Presidente da APM da EE REYNALDO MASSI, IVINHEMA/MS CONVENENTE Extrato de Termo Aditivo n. 01 ao Convênio sob n. cadastral de 19/2/2009 Processo: 29/027205/2008 Partes: Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação - CNPJ/MF N / denominada CONCEDENTE e a APM da EE JOSÉ MARIA HUGO RODRIGUES, CAMPO GRANDE/MS, CNPJ/MF N / denominada CONVENENTE. Amparo Legal: Lei Federal n , de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, no que couber, no Decreto Estadual n , de 03 de abril de 2008, no Decreto Estadual n , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, na Lei Federal n , de 16 de Junho de 2009, na Lei Estadual N de 26 de Abril de 2001, na Lei Estadual N de 2 de Janeiro de 2003, na Resolução SEFAZ N 2.093, de 24 de outubro de 2007, na Resolução/CD/FNDE /N. 38 de 16 de Julho de 2009, na Resolução / CD/FNDE/N. 67, de 28 Dezembro de 2009, na Resolução CFN N. 358/2005; na Resolução RDC N. 216, de 15 de Setembro de 2004, na Deliberação/CAE N. 002 de 4 de Agosto de 1999, na Deliberação/CAE MS N. 001, de 4 de Agosto de 1999, na Medida Provisória N , de 24 de Agosto de 2001, na Portaria Interministerial N , de 8 de Maio de 2006 e alterações posteriores Objeto: alterar a Cláusula Quarta, Sexta e Sétima do Convênio original, ajustando o Termo a legislação vigente e acrescentando recursos financeiros Valor /Programa de Trabalho:: R$ ,00 em 5 parcelas, sendo: R$55.260,00 pelo PT , PI ENSMEDIO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00932 de 22/2/2010. R$38.640,00 - pelo PT , PI EDUCSUCESSO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00931 de 22/2/2010 R$8.580,00 - pelo PT , PI TECESABER, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00930 de 22/2/2010 Vigência: a partir da data da assinatura e término em 31/12/2010 Assinatura: 26/2/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA - CPF/MF n Secretária de Estado de Educação CONCEDENTE LUCINDA PEDROSA DO ROSÁRIO - CPF/MF n Presidente da APM da EE JOSÉ MARIA HUGO RODRIGUES, CAMPO GRANDE/MS CONVENENTE Extrato de Termo Aditivo n. 01 ao Convênio sob n. cadastral de 5/2/2009 Processo: 29/026286/2008 Partes: Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação - CNPJ/MF N / denominada CONCEDENTE e a APM da EE PROFª CREUZA APARECIDA DELLA COLETA, SÃO GABRIEL DO OESTE/MS, CNPJ/MF N / denominada CONVENENTE. Amparo Legal: Lei Federal n , de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, no que couber, no Decreto Estadual n , de 03 de abril de 2008, no Decreto Estadual n , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, na Lei Federal n , de 16 de Junho de 2009, na Lei Estadual N de 26 de Abril de 2001, na Lei Estadual N de 2 de Janeiro de 2003, na Resolução SEFAZ N 2.093, de 24 de outubro de 2007, na Resolução/CD/FNDE /N. 38 de 16 de Julho de 2009, na Resolução / CD/FNDE/N. 67, de 28 Dezembro de 2009, na Resolução CFN N. 358/2005; na Resolução RDC N. 216, de 15 de Setembro de 2004, na Deliberação/CAE N. 002 de 4 de Agosto de 1999, na Deliberação/CAE MS N. 001, de 4 de Agosto de 1999, na Medida Provisória N , de 24 de Agosto de 2001, na Portaria Interministerial N , de 8 de Maio de 2006 e alterações posteriores Objeto: alterar a Cláusula Quarta, Sexta e Sétima do Convênio original, ajustando o Termo a legislação vigente e acrescentando recursos financeiros Valor /Programa de Trabalho:: R$43.860,00 em 5 parcelas, sendo: R$7.560,00 pelo PT , PI ENSMEDIO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00381 de 04/2/2010. R$20.700,00 - pelo PT , PI EDUCSUCESSO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00380 de 04/02/2010 R$15.600,00 - pelo PT , PI TECESABER, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00382 de 04/02/2010 Vigência: a partir da data da assinatura e término em 31/12/2010 Assinatura: 26/2/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA - CPF/MF n Secretária de Estado de Educação CONCEDENTE FRANCISCO ALECSANDRO PEREIRA LIMA - CPF/MF n Presidente da APM da EE PROFª CREUZA APARECIDA DELLA COLETA, SÃO GABRIEL DO OESTE/MS CONVENENTE Extrato de Termo Aditivo n. 01 ao Convênio sob n. cadastral de 5/2/2009 Processo: 29/096722/2008 Partes: Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação - CNPJ/MF N / denominada CONCEDENTE e a APM da EE DOM BOSCO, DOURADOS/MS, CNPJ/MF N / denominada CONVENENTE. Amparo Legal: Lei Federal n , de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, no que couber, no Decreto Estadual n , de 03 de abril de 2008, no Decreto Estadual n , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, na Lei Federal n , de 16 de Junho de 2009, na Lei Estadual N de 26 de Abril de 2001, na Lei Estadual N de 2 de Janeiro de 2003, na Resolução SEFAZ N 2.093, de 24 de outubro de 2007, na Resolução/CD/FNDE /N. 38 de 16 de Julho de 2009, na Resolução / CD/FNDE/N. 67, de 28 Dezembro de 2009, na Resolução CFN N. 358/2005; na Resolução RDC N. 216, de 15 de Setembro de 2004, na Deliberação/CAE N. 002 de 4 de Agosto de 1999, na Deliberação/CAE MS N. 001, de 4 de Agosto de 1999, na Medida Provisória N , de 24 de Agosto de 2001, na Portaria Interministerial N , de 8 de Maio de 2006 e alterações posteriores Objeto: alterar a Cláusula Quarta, Sexta e Sétima do Convênio original, ajustando o Termo a legislação vigente e acrescentando recursos financeiros Valor /Programa de Trabalho:: R$20.880,00 em 5 parcelas, sendo: R$6.000,00 pelo PT , PI ENSMEDIO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00312 de 02/2/2010. R$5.580,00 - pelo PT , PI EDUCSUCESSO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00311 de 02/02/2010 R$9.300,00 - pelo PT , PI TECESABER, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00313 de 02/02/2010 Vigência: a partir da data da assinatura e término em 31/12/2010 Assinatura: 26/2/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA - CPF/MF n Secretária de Estado de Educação CONCEDENTE ARLETI SOTOLANI - CPF/MF n Presidente da APM da EE DOM BOSCO, DOURADOS/MS CONVENENTE

19 PÁGINA 19 Extrato de Termo Aditivo n. 01 ao Convênio sob n. cadastral de 6/3/2009 Processo: 29/028412/2008 Partes: Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Educação - CNPJ/MF N / denominada CONCEDENTE e a APM da EE COMANDANTE MAURÍCIO COUTINHO DUTRA, SONORA/MS, CNPJ/MF N / denominada CONVENENTE. Amparo Legal: Lei Federal n , de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, no que couber, no Decreto Estadual n , de 03 de abril de 2008, no Decreto Estadual n , de 16 de junho de 2003 e alterações posteriores, na Lei Federal n , de 16 de Junho de 2009, na Lei Estadual N de 26 de Abril de 2001, na Lei Estadual N de 2 de Janeiro de 2003, na Resolução SEFAZ N 2.093, de 24 de outubro de 2007, na Resolução/CD/FNDE /N. 38 de 16 de Julho de 2009, na Resolução / CD/FNDE/N. 67, de 28 Dezembro de 2009, na Resolução CFN N. 358/2005; na Resolução RDC N. 216, de 15 de Setembro de 2004, na Deliberação/CAE N. 002 de 4 de Agosto de 1999, na Deliberação/CAE MS N. 001, de 4 de Agosto de 1999, na Medida Provisória N , de 24 de Agosto de 2001, na Portaria Interministerial N , de 8 de Maio de 2006 e alterações posteriores Objeto: alterar a Cláusula Quarta, Sexta e Sétima do Convênio original, ajustando o Termo a legislação vigente e acrescentando recursos financeiros Valor /Programa de Trabalho:: R$74.880,00 em 5 parcelas, sendo: R$24.000,00 pelo PT , PI ENSMEDIO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00403 de 04/2/2010. R$33.600,00 - pelo PT , PI EDUCSUCESSO, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00402 de 04/02/2010 R$17.280,00 - pelo PT , PI TECESABER, Fonte , ND , Item 34106, Empenho n NE00401 de 04/02/2010 Vigência: a partir da data da assinatura e término em 31/12/2010 Assinatura: 26/2/2010 MARIA NILENE BADECA DA COSTA - CPF/MF n Secretária de Estado de Educação CONCEDENTE LUCIANA DA SILVA SANTANA - CPF/MF n Presidente da APM da EE COMANDANTE MAURÍCIO COUTINHO DUTRA, SONORA/MS CONVENENTE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE EXTRATO DO TERMO ADMINISTRATIVO DE CESSÃO DE USO Nº. 39/2010 PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE AMAMBAI. OBJETO: O presente Termo tem por objeto a Cessão de Uso de materiais para comporem Kits de Saúde da Família, conforme Termo de Responsabilidade, em anexo, destinado a atender o Município de Amambai. VIGÊNCIA: A vigência deste instrumento é de 02 (dois) anos, contados da data de assinatura, podendo ser prorrogado por iguais períodos. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI DIRCEU LUIZ LANZARINI EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE AMAMBAI. OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a pactuação de vontades para efetivar o repasse de recursos financeiros visando a aquisição de materiais permanentes médicoshospitalares especificados no Anexo I, em complementação ao Kit da Estratégia da Saúde da Família. RECURSOS: Os recursos serão oriundos do Tesouro do Estado (Fonte 0100), no total de R$23.167,38, referentes a 1 Kit e repassado em parcela única, que será transferida do Fundo Especial de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde em conformidade com o Decreto Estadual n , de 28 de setembro de 2001 e alterações. VIGÊNCIA: O prazo de vigência deste instrumento é de 90 dias, a contar da data de sua assinatura. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI DIRCEU LUIZ LANZARINI EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE FIGUEIRÃO. OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a pactuação de vontades para efetivar o repasse de recursos financeiros visando a aquisição de materiais permanentes médicoshospitalares especificados no Anexo I, em complementação ao Kit da Estratégia da Saúde da Família. RECURSOS: Os recursos serão oriundos do Tesouro do Estado (Fonte 0100), no total de R$23.167,38, referentes a 1 Kit e repassado em parcela única, que será transferida do Fundo Especial de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde em conformidade com o Decreto Estadual n , de 28 de setembro de 2001 e alterações. VIGÊNCIA: O prazo de vigência deste instrumento é de 90 dias, a contar da data de sua assinatura. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI GETULIO FURTADO BARBOSA EXTRATO DO TERMO ADMINISTRATIVO DE CESSÃO DE USO Nº. 35/2010 PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE FIGUEIRÃO. OBJETO: O presente Termo tem por objeto a Cessão de Uso de materiais para comporem Kits de Saúde da Família, conforme Termo de Responsabilidade, em anexo, destinado a atender o Município de Figueirão. VIGÊNCIA: A vigência deste instrumento é de 02 (dois) anos, contados da data de assinatura, podendo ser prorrogado por iguais períodos. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI GETULIO FURTADO BARBOSA EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE ITAQUIRAÍ. OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a pactuação de vontades para efetivar o repasse de recursos financeiros visando a aquisição de materiais permanentes médicoshospitalares especificados no Anexo I, em complementação ao Kit da Estratégia da Saúde da Família. RECURSOS: Os recursos serão oriundos do Tesouro do Estado (Fonte 0100), no total de R$69.502,14, referentes a 3 Kits e repassados em parcela única, que será transferida do Fundo Especial de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde em conformidade com o Decreto Estadual n , de 28 de setembro de 2001 e alterações. VIGÊNCIA: O prazo de vigência deste instrumento é de 90 dias, a contar da data de sua assinatura. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI SANDRA CARDOSO MARTINS CASSONE EXTRATO DO TERMO ADMINISTRATIVO DE CESSÃO DE USO Nº. 01/2010 PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE ITAQUIRAÍ. OBJETO: O presente Termo tem por objeto a Cessão de Uso de materiais para comporem Kits de Saúde da Família, conforme Termo de Responsabilidade, em anexo, destinado a atender o Município de Itaquiraí VIGÊNCIA: A vigência deste instrumento é de 02 (dois) anos, contados da data de assinatura, podendo ser prorrogado por iguais períodos. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI SANDRA CARDOSO MARTINS CASSONE EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE JARAGUARI. OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a pactuação de vontades para efetivar o repasse de recursos financeiros visando a aquisição de materiais permanentes médicoshospitalares especificados no Anexo I, em complementação ao Kit da Estratégia da Saúde da Família. RECURSOS: Os recursos serão oriundos do Tesouro do Estado (Fonte 0100), no total de R$23.167,38, referentes a 1 Kit e repassado em parcela única, que será transferida do Fundo Especial de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde em conformidade com o Decreto Estadual n , de 28 de setembro de 2001 e alterações. VIGÊNCIA: O prazo de vigência deste instrumento é de 90 dias, a contar da data de sua assinatura. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI ALBERTINO NUNES FERREIRA EXTRATO DO TERMO ADMINISTRATIVO DE CESSÃO DE USO Nº. 03/2010 PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE JARAGUARI. OBJETO: O presente Termo tem por objeto a Cessão de Uso de materiais para comporem Kits de Saúde da Família, conforme Termo de Responsabilidade, em anexo, destinado a atender o Município de Jaraguari. VIGÊNCIA: A vigência deste instrumento é de 02 (dois) anos, contados da data de assinatura, podendo ser prorrogado por iguais períodos. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI ALBERTINO NUNES FERREIRA EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE NOVA ALVORADA DO SUL. OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a pactuação de vontades para efetivar o repasse de recursos financeiros visando a aquisição de materiais permanentes médicoshospitalares especificados no Anexo I, em complementação ao Kit da Estratégia da Saúde da Família. RECURSOS: Os recursos serão oriundos do Tesouro do Estado (Fonte 0100), no total de R$46.334,76, referentes a 2 Kits e repassados em parcela única, que será transferida do Fundo Especial de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde em conformidade com o Decreto Estadual n , de 28 de setembro de 2001 e alterações. VIGÊNCIA: O prazo de vigência deste instrumento é de 90 dias, a contar da data de sua assinatura. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI ARLEI SILVA BARBOSA EXTRATO DO TERMO ADMINISTRATIVO DE CESSÃO DE USO Nº. 15/2010 PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE NOVA ALVORADA DO SUL. OBJETO: O presente Termo tem por objeto a Cessão de Uso de materiais para comporem Kits de Saúde da Família, conforme Termo de Responsabilidade, em anexo, destinado a atender o Município de Nova Alvorada do Sul. VIGÊNCIA: A vigência deste instrumento é de 02 (dois) anos, contados da data de assinatura, podendo ser prorrogado por iguais períodos. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI ARLEI SILVA BARBOSA EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE TERENOS. OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a pactuação de vontades para efetivar o repasse de recursos financeiros visando a aquisição de materiais permanentes médicoshospitalares especificados no Anexo I, em complementação ao Kit da Estratégia da Saúde da Família. RECURSOS: Os recursos serão oriundos do Tesouro do Estado (Fonte 0100), no total de R$46.334,76, referentes a 2 Kits e repassados em parcela única, que será transferida do Fundo Especial de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde em conformidade com o Decreto Estadual n , de 28 de setembro de 2001 e alterações. VIGÊNCIA: O prazo de vigência deste instrumento é de 90 dias, a contar da data de sua assinatura. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI HUMBERTO REZENDE PEREIRA EXTRATO DO TERMO ADMINISTRATIVO DE CESSÃO DE USO Nº. 31/2010 PARTES: 1. O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE; 2. MUNICÍPIO DE TERENOS. OBJETO: O presente Termo tem por objeto a Cessão de Uso de materiais para comporem Kits de Saúde da Família, conforme Termo de Responsabilidade, em anexo, destinado a atender o Município de Terenos. VIGÊNCIA: A vigência deste instrumento é de 02 (dois) anos, contados da data de assinatura, podendo ser prorrogado por iguais períodos. DATA ASS.: ASS.: BEATRIZ FIGUEIREDO DOBASHI HUMBERTO REZENDE PEREIRA

20 PÁGINA 20 REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENSINO-SERVIÇO (CIES) VINCULADA À CIB ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL CAPÍTULO I - DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º - A Comissão de Integração Ensino-Serviço (CIES) é órgão de instância colegiada intersetorial e interinstitucional, não paritária, de natureza permanente, cujas decisões são tomadas por consenso, em conformidade com as disposições estabelecidas pela Portaria MS N de 03/09/2009 e pelo Plano Estadual de Educação Permanente em Saúde/2010 de Mato Grosso do Sul aprovado na 184ª reunião ordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) realizada em 11 de dezembro de 2009, constituindo-se em um espaço de planejamento, monitoramento e avaliação da Educação Permanente em Saúde no Estado. Art. 2º - A CIES é responsável pelo apoio técnico e metodológico à estratégia de condução e operacionalização da Política Estadual de Educação Permanente em Saúde em Mato Grosso do Sul, em conformidade com a Política Nacional de Educação Permanente para o SUS, participando da formulação, condução e desenvolvimento desta Política, contribuindo com a racionalização dos gastos e otimização dos recursos, possibilitando ganhos nas ações e serviços realizados. CAPÍTULO II - DAS ATRIBUIÇÕES Art. 3º - São atribuições da CIES: I Apoiar e cooperar tecnicamente com os Colegiados de Gestão Regional para a construção dos Planos de Ação Regionais de Educação Permanente em Saúde (PAREPS) da sua área de abrangência; II Articular instituições para propor, de forma coordenada, estratégias de intervenção no campo da formação e desenvolvimento dos trabalhadores, à luz dos conceitos e princípios da Educação Permanente em Saúde, da legislação vigente, do Plano de Ação Regional de Educação Permanente em Saúde (PAREPS) e do Plano Estadual de Educação Permanente em Saúde; III Incentivar a adesão cooperativa e solidária de instituições de formação e desenvolvimento dos trabalhadores de saúde aos princípios, à condução e ao desenvolvimento da Educação Permanente em Saúde, ampliando a capacidade pedagógica em toda a rede de saúde e educação; IV Contribuir com o planejamento, monitoramento e avaliação das ações e estratégias de Educação Permanente em Saúde a serem implantadas e implementadas; V Apoiar e cooperar com os gestores na discussão sobre Educação Permanente em Saúde, na proposição de intervenções nesse campo e no planejamento e desenvolvimento de ações que contribuam para o cumprimento das responsabilidades assumidas nos respectivos Termos de Compromisso de Gestão. CAPÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO DA CIES Art. 4º - A CIES tem a seguinte organização: I Secretaria Executiva, que encaminha as questões administrativas relacionadas à gestão da Política Estadual de Educação Permanente em Saúde; II Plenário, composto por gestores estaduais e municipais de saúde e de educação e/ou seus representantes, trabalhadores do SUS e/ou suas entidades representativas, instituições de ensino com cursos na área da saúde, movimentos sociais ligados à gestão das políticas públicas de saúde e do controle social no SUS, representantes dos Colegiados de Gestão Regional em Saúde, representantes do COSEMS. III Câmara técnica, formada por membros da CIES; IV Grupos de trabalho, formados por membros da CIES. 1º - a representação de cada instituição na CIES incluirá um titular e um suplente. 2º - o mandato desta representação terá validade de 12 meses, compreendendo o período de janeiro a dezembro de um mesmo ano, podendo haver recondução e/ou substituição a critério da instituição, a qualquer tempo do mandato. Seção I - CÂMARA TÉCNICA Art. 5º - A CIES contará com uma Câmara Técnica, de caráter permanente ou transitório, que subsidiará as discussões do Plenário. 1º - Compete à Câmara Técnica analisar, de forma mais aprofundada, os projetos apresentados no Plenário e que não obtiveram consenso para elaboração de um parecer. 2º - A Câmara Técnica analisará o projeto e terá um prazo de 15 (quinze) dias para elaborar e encaminhar um parecer ao Coordenador da CIES. Este parecer será apresentado na próxima reunião ordinária da CIES e subsidiará a decisão a ser tomada pelos membros do Plenário. 3º - A Câmara Técnica será formada por um grupo de 3 (três) a 5 (cinco) pessoas, podendo ser membros da CIES designados pelo Coordenador ou outros profissionais com reconhecida competência técnica, especificamente convidados para esta função. 4º - Os membros da Câmara Técnica elegerão, entre seus membros, um coordenador. Seção II - GRUPOS DE TRABALHO Art. 6º - A CIES poderá criar Grupos de Trabalho, permanentes ou transitórios, com a finalidade de implementar a Política Estadual de Educação Permanente em Saúde. 1º - Os Grupos de Trabalho serão formados por membros da CIES designados pelo Coordenador ou outros profissionais com reconhecida competência técnica, especificamente convidados para esta função. 2º - O funcionamento de cada Grupo de Trabalho será estabelecido em deliberação específica e deverá estar embasado nos aspectos referentes à sua finalidade. CAPÍTULO IV - DO FUNCIONAMENTO DA CIES Art. 7º - A CIES se reunirá ordinariamente uma vez ao mês e extraordinariamente sempre que houver necessidade. 1º - O Plenário definirá anualmente calendário fixo de reuniões ordinárias, convocadas com 05 (cinco) dias de antecedência; 2º - As reuniões ordinárias serão realizadas nas dependências da Coordenadoria Estadual de Educação na Saúde (COES), localizada no município de Campo Grande; 3º - Poderão participar das reuniões os membros titulares e/ou suplentes do Plenário, bem como pessoas oficialmente convidadas; Art. 8º - As reuniões ordinárias e extraordinárias da CIES serão realizadas com a presença de, no mínimo, metade mais um de seus integrantes. Parágrafo único: após 30 minutos do horário fixado para abertura da reunião, esta poderá ter início com qualquer número de presentes. Art. 9º - As decisões da CIES serão tomadas por consenso, observado o quorum estabelecido. Art. 10º - A coordenação da CIES será exercida pelo Coordenador da Política Estadual de Educação Permanente em Saúde. 1º - Em caso de ausência do Coordenador em uma reunião, este será substituído por seu suplente. 2º - Em caso de ausência do Coordenador e de seu suplente em uma reunião, o Plenário fará a indicação, entre seus membros, de um substituto para coordenar, especificamente, esta reunião. Art. 11º - A pauta da reunião ordinária deverá contemplar: I Leitura, discussão e aprovação da ata da reunião anterior; II Informes dos integrantes da CIES, referentes a temas relevantes para a Educação Permanente em Saúde; III Ordem do dia, constando os projetos a serem apresentados; 1º - Os informes não comportam discussão e votação, mas apenas breves esclarecimentos. Os membros que desejarem apresentar informes devem inscrever-se logo após a leitura e aprovação da ata da reunião anterior. 2º - Para apresentação de seu informe, cada integrante da CIES, devidamente inscrito, disporá de 5 (cinco) minutos, improrrogáveis. 3º - Para apresentação de cada projeto de Educação Permanente em Saúde constante na pauta, será destinado um tempo de 10 (dez) minutos. Após a apresentação, será destinado um tempo de 5 (cinco) minutos para discussão. 4º - A definição da ordem do dia será organizada conforme a relação de projetos de Educação Permanente encaminhados previamente à Secretaria Executiva da CIES. Art. 12º - Os projetos de Educação Permanente encaminhados à Secretaria Executiva da CIES devem conter, obrigatoriamente, as seguintes informações: I Nome do projeto; II Justificativa, em conformidade com o Plano Estadual de Educação Permanente em Saúde vigente. III Objetivo(s) do projeto; IV Público-alvo, especificando quantidade de vagas ofertadas e instituições às quais estão vinculados os participantes. V Metodologia, descrevendo de forma clara a utilização da problematização do processo de trabalho na ação proposta. VI Cronograma de execução; VII Plano de metas/indicadores e resultados esperados; VIII Titulação a ser conferida (se for o caso); IX Planilha de custos e cronograma de execução financeira. X Dados da instituição executora e do responsável técnico pela coordenação do projeto, com os respectivos contatos. Parágrafo único - As instituições envolvidas na operacionalização do Plano Estadual de Educação Permanente deverão cumprir as etapas estabelecidas em documento próprio elaborado pela CIES. XI Os projetos deverão ser apresentados com as devidas assinaturas dos proponentes legais. Art. 13º - As reuniões da CIES terão a seguinte rotina para ordenamento de seus trabalhos: I Os projetos de Educação Permanente são apresentados, discutidos e avaliados. II Elabora-se o parecer, em consenso entre os membros da CIES, referente a cada projeto apresentado. III O parecer elaborado deve ser incluído na ata da reunião, constando o nome do projeto, público-alvo, valor financeiro para execução, quando for o caso, e origem do recurso financeiro. Art. 14º - Os projetos apresentados e aprovados pela CIES, acompanhados da respectiva ata da reunião em que foram apresentados, serão encaminhados à CIB Estadual para homologação. Art. 15º - Em caso de dúvidas referentes aos projetos de educação permanente, os mesmos poderão, excepcionalmente, ser reapresentados em reunião ordinária/extraordinária subseqüente. CAPÍTULO V - DAS ATRIBUIÇÕES Art. 16º - São atribuições do Coordenador da CIES: I Convocar as reuniões ordinárias, de acordo com o cronograma estabelecido em comum acordo com os demais membros da CIES; II Convocar as reuniões extraordinárias da CIES, de acordo com o disposto neste regimento; III Coordenar as reuniões Plenárias; IV Supervisionar o funcionamento da Câmara Técnica e dos Grupos de Trabalho da CIES; V Representar a CIES em eventos relacionados à Educação Permanente em Saúde; VI - Deliberar acerca de qualquer assunto de extrema urgência, ad referendum do Plenário, mediante prévia consulta aos demais membros da CIES, efetuada por ofício ou meio eletrônico, submetendo o seu ato à ratificação deste na reunião subseqüente. Art. 17º - São atribuições dos membros da CIES: I Zelar pelo pleno e total desenvolvimento dos trabalhos da CIES; II Apreciar e deliberar sobre projetos submetidos à avaliação pela CIES; III Representar a CIES ou seu Coordenador, quando designado; IV Participar frequentemente das reuniões ordinárias e extraordinárias da CIES. Parágrafo único: a instituição que não estiver representada, por seu integrante titular ou suplente, em 2 (duas) reuniões consecutivas ou 3 (três) alternadas, em um período de 12 meses contínuos, será comunicada oficialmente, pelo Coordenador da CIES, que não terá mais representatividade nesta Comissão. Art. 18º - São atribuições da secretaria executiva da CIES: I Receber os projetos de educação permanente encaminhados à CIES; II Encaminhar aos membros da CIES os projetos recebidos, com prazo mínimo de 10 dias de antecedência da reunião em que serão analisados; III Elaborar as atas de todas as reuniões ordinárias e extraordinárias da CIES. Parágrafo único: a CIES deverá eleger, entre seus membros, um responsável para elaboração da ata em caso de ausência da pessoa que representa a secretaria executiva na reunião. Art. 19º - Aos integrantes da CIES é vedado: I Alterar ou deturpar o teor dos projetos, atas e demais documentos da CIES; II Realizar atividade de natureza político-partidária nos locais de reunião da CIES; III Representar a CIES ou seu Coordenador, sem a devida designação. CAPÍTULO VI - DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 20º - Os casos omissos e as dúvidas surgidas na aplicação deste Regimento Interno serão dirimidos pelo Plenário da CIES. Art. 21º - O presente Regimento Interno entrará em vigor na data de sua publicação, só podendo ser modificado por quorum qualificado de (dois terços) de seus membros. Art. 22º - Ficam revogadas as disposições em contrário.

REGULAMENTO DE UNIFORMES

REGULAMENTO DE UNIFORMES POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS ANEXO III REGULAMENTO DE UNIFORMES TÍTULO I Generalidades Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

APÊNDICE V. Modelos de Uniforme e Crachá

APÊNDICE V. Modelos de Uniforme e Crachá APÊNDICE V Modelos de Uniforme e Crachá MARÇO DE 2016 1 23 ÍNDICE 1.1. Apresentação...3 1.2. Tecidos...3 2.1. Gerente Feminino...5 2.2. Atendente Feminino...7 2.3. Gestante...9 2.4. Orientador Feminino...

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE 1 2 ANEXO I REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE PADRÃO DE ATENDIMENTO VAPT VUPT DO PROCON-GOIÁS FINALIDADE Art. 1º A Unidade Padrão de Atendimento Vapt Vupt do PROCON - Goiás tem por finalidade: I. Responsabilizar-se

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015. Série. Número 34

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015. Série. Número 34 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Portaria n.º 50/2015 Aprova o Regulamento do Fardamento

Leia mais

Projeto de Uniformização. Gerente: Mara Nogueira Machado Consultor: Sidney Araújo

Projeto de Uniformização. Gerente: Mara Nogueira Machado Consultor: Sidney Araújo Projeto de Uniformização Gerente: Mara Nogueira Machado Consultor: Sidney Araújo DETALHE Camisa Fem Tradicional TECIDO: Tricoline Elastano TECIDO DETALHE: Microleve COR: Branco COR DETALHES: 10 Verde Bandeira

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIFORME EXECUTIVO PARA ATENDENTE COMERCIAL

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIFORME EXECUTIVO PARA ATENDENTE COMERCIAL ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIFORME EXECUTIVO PARA ATENDENTE COMERCIAL 1. PALETÓ MASCULINO 30039 Paletó padrão alfaiataria, três botões, 03 (três) bolsos embutidos (externo) 01 (um) bolso embutido (interno)

Leia mais

Art. 1º. Fica aprovado o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/RN), anexo ao presente Decreto.

Art. 1º. Fica aprovado o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/RN), anexo ao presente Decreto. Decreto nº 16.039, de 3 de maio de 2002. Dispõe sobre o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/ RN). O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando da

Leia mais

INSTITUCIONALIZA O UNIFORME

INSTITUCIONALIZA O UNIFORME DECRETO Nº29.482, de 03 de outubro de 2008. INSTITUCIONALIZA O UNIFORME DO PROGRAMA RONDA DO QUARTEIRÃO E MODIFICA O DECRETO Nº18.063, DE 06 DE AGOSTO DE 1986 (REGULAMENTODE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR

Leia mais

ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Referente ao Pregão nº 038/2010

ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Referente ao Pregão nº 038/2010 ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Referente ao Pregão nº 038/2010 LOTE 01: ESPECIFICAÇÕES DO ITEM 1: Blusa para usuários do sexo feminino, colarinho, com pence de busto no sentido horizontal frente e pence

Leia mais

Uniformização das Unidades de Atendimento Integrado

Uniformização das Unidades de Atendimento Integrado Uniformização das Unidades de Atendimento Integrado 1 POSTOS UAI - PROJETO DE UNIFORMIZAÇÃO ARTIGO COD. PAG FUNÇÃO AGASALHO FEMININO BEGE T- 11/ T-12 58 COPEIRA AGASALHO FEMININO PRETO T-13 13 ATEN. RECEPÇÃO,

Leia mais

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA PREGÃO N. 038/2010

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA PREGÃO N. 038/2010 À DME Distribuição S/A - DMED PREGÃO N. 038/2010 A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n..., estabelecida à Av./Rua..., n..., bairro..., na cidade de..., CEP..., telefone..., fax..., e-mail..., vem pela

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS ESTADO DO PARÁ

TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS ESTADO DO PARÁ 1. Dados Gerais da Licitação Número do Processo Licitatório PA 031/2016 Exercício 2016 Modalidade Tipo Objeto Registro de Preços Originário de Pregão Presencial Menor Preço Status Publicada Contratação

Leia mais

Coordenadoria Geral de Licitações ATA PUBLICADA DOC 16/08/2007 PÁG. 63/64. Anexo I MEMORIAL DESCRITIVO

Coordenadoria Geral de Licitações ATA PUBLICADA DOC 16/08/2007 PÁG. 63/64. Anexo I MEMORIAL DESCRITIVO ATA UBLICADA DOC 16/08/2007 Á. 63/64 Anexo I EORIAL DESCRITIVO I DA DESCRIÇÃO DO OBJETO 1 O presente emorial presta-se a DESCRIÇÃO DE UNIFORES ARA O USO DE SERVIDORES JUNTO AS RAÇAS DE ATENDIENTO DAS SUBREFEITURAS,

Leia mais

Página 1 de 6 KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curto tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão;

Página 1 de 6 KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curto tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão; KIT ENXOVAL PARA RECÉM-NASCIDOS COMPOSTO DE: - 01 cobertor; - 02 macacões curto tipo short; - 02 conjuntos tipo pagão; - 02 gorros de moletom; - 02 calças compridas; - 02 pares de meia recém-nascido; -

Leia mais

SEÇÃO III DOS UNIFORMES DAS UNIDADES ESPECIALIZADAS

SEÇÃO III DOS UNIFORMES DAS UNIDADES ESPECIALIZADAS REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR DA PARAÍBA (RUPMPB) SEÇÃO III DOS UNIFORMES DAS UNIDADES ESPECIALIZADAS I - 8º UNIFORME CAVALARIA 8º UNIFORME A (8ºA) - CAVALARIA HISTÓRICO NEGO a) 8º UNIFORME

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA ICA 168-6/2011 MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA PESSOAL-MILITAR RCA 35-2 REGULAMENTO DE UNIFORMES PARA OS MILITARES DA AERONÁUTICA (RUMAER) 2012 MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DIRETORIA

Leia mais

REGULAMENTO DO UNIFORME N.º 2 FARDA DE TRABALHO DO REGIMENTO DE SAPADORES BOMBEIROS. CAPÍTULO I Disposições gerais

REGULAMENTO DO UNIFORME N.º 2 FARDA DE TRABALHO DO REGIMENTO DE SAPADORES BOMBEIROS. CAPÍTULO I Disposições gerais REGULAMENTO DO UNIFORME N.º 2 FARDA DE TRABALHO DO REGIMENTO DE SAPADORES BOMBEIROS CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o uniforme n.º 2, farda de trabalho, dos

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS DO RUCBMRN

DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS DO RUCBMRN CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMRN (RUCBM) ANEXO I DA PORTARIA Nº 153 GAB CMDO, DE 29 DE AGOSTO DE 2014. DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS

Leia mais

FICHA TÉCNICA DATA: 18-05-12 FARDAMENTO ALUNO TÉCNICO

FICHA TÉCNICA DATA: 18-05-12 FARDAMENTO ALUNO TÉCNICO 1 FICHA TÉCNICA FARDAMENTO ALUNO TÉCNICO DATA: 18-05-12 DESCRIÇÃO: CAMISETA COM RECORTES LATERAIS, MANGA MEIA CAVA COM RECORTE NO CORPO DA CAMISETA, GOLA EM ESTILO MANDARIM COM ABERTURA EM ZÍPER E PUNHO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 48.697, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011. (publicado no DOE nº 241 de 16 de dezembro de 2011) Dispõe sobre os

Leia mais

FICHAS REFERENCIAIS UNIFORMES SENAC

FICHAS REFERENCIAIS UNIFORMES SENAC FICHAS REFERENCIAIS UNIFORMES SENAC RECEPÇÃO - SECRETARIA ESCOLAR - CENTRAL DE MATRÍCULA CAIXAS - CONTACT CENTER - BIBLIOTECA FEMININO - INVERNO 01 RECEPÇÃO - SECRETARIA ESCOLAR - CENTRAL DE MATRÍCULA

Leia mais

Ideal Work Uniformes e EPI s Ltda. Rua Pio XI, 824 - Alto da Lapa São Paulo - SP - CEP: 05060-000 Fone: (11) 3833-0264 - duplor@idealwork.com.

Ideal Work Uniformes e EPI s Ltda. Rua Pio XI, 824 - Alto da Lapa São Paulo - SP - CEP: 05060-000 Fone: (11) 3833-0264 - duplor@idealwork.com. www.centraldecatalogos.com.br - (11) 3723-5566 Ideal Work Uniformes e EPI s Ltda. Rua Pio XI, 824 - Alto da Lapa São Paulo - SP - CEP: 05060-000 Fone: (11) 3833-0264 - duplor@idealwork.com.br www.idealwork.com.br

Leia mais

PREGÃO Nº 008/2012 CML/PM ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/2013 GERP/SEMAD EMPRESA VENCEDORA: COMÉRCIO E INDÚSTRIA EQUILÍBRIO LTDA

PREGÃO Nº 008/2012 CML/PM ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/2013 GERP/SEMAD EMPRESA VENCEDORA: COMÉRCIO E INDÚSTRIA EQUILÍBRIO LTDA PREGÃO Nº 008/2012 CML/PM ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/2013 GERP/SEMAD No dia 16 de abril de 2013, no Órgão Gerenciador, foram registrados os preços das empresas abaixo identificadas, para eventual

Leia mais

Palácio Paiaguás, em Cuiabá, 18 de outubro 2012, 191º da Independência e 124º da República. Transc. D.O. n 25911 de 18/10/2012

Palácio Paiaguás, em Cuiabá, 18 de outubro 2012, 191º da Independência e 124º da República. Transc. D.O. n 25911 de 18/10/2012 DECRETO Nº 1.400, DE 18 DE OUTUBRO DE 2012. Aprova o Regulamento de Uniformes da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso RUPM/MT e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso

Leia mais

Art. 3º - Compete ainda, ao Comandante Geral estabelecer normas para aplicação do Regulamento ora aprovado.

Art. 3º - Compete ainda, ao Comandante Geral estabelecer normas para aplicação do Regulamento ora aprovado. DECRETO N.º 18.063, de 06 de agosto de 1986 Aprova o Regulamento de Uniformes da Polícia Militar do Ceará e dá outras providências O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, no uso de suas atribuições legais que

Leia mais

UNIFORME SESI. Especificação Técnica

UNIFORME SESI. Especificação Técnica UNIFORME SESI Especificação Técnica 2015 SUMÁRIO 1. CAMISETA MANGA CURTA 3 2. CAMISETA MANGA LONGA 10 3. REGATA 17 4. POLO MASCULINA 24 5. POLO FEMININA 32 6. JAQUETA MASCULINA - TACTEL 40 7. JAQUETA MASCULINA

Leia mais

S.R. DA HABITAÇÃO E EQUIPAMENTOS. Portaria n.º 8/2004 de 5 de Fevereiro

S.R. DA HABITAÇÃO E EQUIPAMENTOS. Portaria n.º 8/2004 de 5 de Fevereiro S.R. DA HABITAÇÃO E EQUIPAMENTOS Portaria n.º 8/2004 de 5 de Fevereiro Atendendo a que os modelos dos uniformes e distintivos a utilizar pelos elementos do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros

Leia mais

DESCRIÇÃO UNIFORMES BLAZER FEMININO

DESCRIÇÃO UNIFORMES BLAZER FEMININO DESCRIÇÃO UNIFORMES BLAZER FEMININO Blazer padrão alfaiataria, acinturado, modelo tradicional com três botões bolsos com lapelas. Tecido composto c/ 100% poliéster, (padrão Sanyotex ou Superior); Sanyotex:

Leia mais

MUNICIPIO DE ERECHIM PREFEITURA MUNICIPAL

MUNICIPIO DE ERECHIM PREFEITURA MUNICIPAL ADITIVO Nº 419/2014 ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 197/2014 ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO N. 197/2014 PROCESSO N.º 13443/2013 PREGÃO PRESENCIAL N.º 199/2013 AQUISIÇÃO DE EPIs - DIVERSAS SECRETARIAS

Leia mais

CONCORRÊNCIA SESC/MA Nº 13/0003-CC REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS. Sesc Administração 48 3 9 60 PAR

CONCORRÊNCIA SESC/MA Nº 13/0003-CC REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS. Sesc Administração 48 3 9 60 PAR Item 1 2 3 Uso Interno (RCMS) 12 6634-1 12 7132-4 12 0738-13 12 0911-69 12 6634-2 12 7265-8 12 6607-4 12 7268-6 12 0738-6 12 0911-75 12 6634-3 12 7131-3 12 6607-2 12 7268-7 12 7266-8 12 0738-5 12 0911-74

Leia mais

LOTE 01 LOTE 02 ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

LOTE 01 LOTE 02 ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA 1 - OBJETO: Aquisição de uniformes de uso diário para agentes de segurança lotados na Seção de Transporte e Vigilância SETRAV e Grupo Especial de Segurança - GES, conforme

Leia mais

Condições Gerais para Apresentação de Proposta Comercial para Compras

Condições Gerais para Apresentação de Proposta Comercial para Compras FUNDAÇÃO ZERBINI EDITAL DE CONVITE n CV 005/13 PROCESSO n 019/13 DATA LIMITE PARA ENTREGA DOS ENVELOPES: /04/2013 até 10:00 hrs. DATA DE ABERTURA DOS ENVELOPES: /04/2013 às 10:00 hrs. Condições Gerais

Leia mais

MANUAL DE PRODUÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES ESCOLARES DA SATC

MANUAL DE PRODUÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES ESCOLARES DA SATC MANUAL DE PRODUÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES ESCOLARES DA SATC CALÇA ADIDAS MASCULINA Tecido: Elanca 28% Algodão e 72% Poliéster Pantone Verde: 190415 ESPECIFICAÇÃO DOS DETALHES: Largura do Cós: Elástico

Leia mais

R E G U L A M E N T O UNIFORMES ESCOLARES E FARDAS DE TRABALHO

R E G U L A M E N T O UNIFORMES ESCOLARES E FARDAS DE TRABALHO R E G U L A M E N T O UNIFORMES ESCOLARES E FARDAS DE TRABALHO Outubro 2015 1 UNIFORMES E FARDAS DE TRABALHO Os uniformes escolares e fardas de trabalho integram a imagem das Escolas de Hotelaria e Turismo

Leia mais

UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES)

UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES) UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES) PEÇA ESPECIFICAÇÃO USO AQUISIÇÃO OBSERVAÇÕES SAPATO Social preto, padrão militar, com cadarço. Preferencialmente em lojas militares Evitar uso de sapato social com

Leia mais

RESULTADO DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 689/2010 SES/SENAI PR

RESULTADO DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 689/2010 SES/SENAI PR RESULTADO DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 689/2010 SES/SENAI PR A Comissão de Licitações do Sistema FIEP, instituída pela Portaria nº 06/2010, informa o RESULTADO do Pregão Presencial nº 689/2010: Protocolo: 6018/2010

Leia mais

7518 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 273 24 de Novembro de 2001 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. c) Uniforme n. o 2; d) Uniforme n. o 3.

7518 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 273 24 de Novembro de 2001 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. c) Uniforme n. o 2; d) Uniforme n. o 3. 7518 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 273 24 de Novembro de 2001 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Portaria n. o 1314/2001 de 24 de Novembro Nos termos do disposto no artigo 43. o do Regulamento Geral

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO E QUANTIDADE DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO E QUANTIDADE DO OBJETO ANEXO I ESPECIFICAÇÃO E QUANTIDADE DO OBJETO LOTE 0 Item DESCRIÇÃO DO MATERIAL Código Quant. Unid. 2 3 4 5 6 7 8 9 0 CURTA, GOLA CARECA, IMPRESSÃO EM SILK SCREEN, TAMANHO P (66CM X 46 CM), CONFORME LAY-OUT

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES SESI-SP / EDUCAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES SESI-SP / EDUCAÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES SESI-SP / EDUCAÇÃO Anexo a instrução de serviço 05/08 de novembro de 2008 Índice Jaqueta...5 Calça Forrada...10 Camiseta - Decote Careca...15 Camiseta Polo...17 Camiseta Regata...20

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 14 / 15

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 14 / 15 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 14 / 15 CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 12 / 14 Aos dezesseis dias do mês de abril do ano de 2015, nas dependências do Departamento de Compras e Licitações, situado na Avenida Presidente

Leia mais

Fitas soltas (1cm de largura) Nesta ordem. Camiseta preta ou body com fitas soltas pregadas na gola (nas cores vermelha, amarela, e verde)

Fitas soltas (1cm de largura) Nesta ordem. Camiseta preta ou body com fitas soltas pregadas na gola (nas cores vermelha, amarela, e verde) MENINAS GRUPO 04 A Cabelo com penteado utilizando elásticos nas cores verde, amarela e vermelha MENINAS GRUPO 04 A Cabelo com penteado utilizando elásticos nas cores verde, amarela e vermelha Fitas soltas

Leia mais

Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e

Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e Manual de Uniformes Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e que justificam o investimento no

Leia mais

DESCRIÇÃO UNIFORMES DA DEFESA CIVIL PARA AS COORDENADORIAS DISTRITAIS DE DEFESA CIVIL DAS SUBPREFEITURAS

DESCRIÇÃO UNIFORMES DA DEFESA CIVIL PARA AS COORDENADORIAS DISTRITAIS DE DEFESA CIVIL DAS SUBPREFEITURAS DESCRIÇÃO UNIFORMES DA DEFESA CIVIL PARA AS COORDENADORIAS DISTRITAIS DE DEFESA CIVIL DAS SUBPREFEITURAS 1- COLETE : - Azul marinho; - 02 (duas) faixas refletivas, na direção horizontal, na cor laranja;

Leia mais

Os princípios da composição do vestuário levam em conta os seguintes aspectos:

Os princípios da composição do vestuário levam em conta os seguintes aspectos: Princípios de Composição do Vestuário Para trabalhar com roupas mais elaboradas é importante conhecer os princípios de composição do vestuário. Neste nicho de mercado, este tipo de peça é desenvolvido

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 04-059/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 051/2014

PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 04-059/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 051/2014 Estado da Paraíba PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 04-059/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 051/2014 Aos vinte e dois dias do mês de outubro do ano de 2014 a, através da Comissão Especial de Registro de Preços,

Leia mais

CARTA CONVITE 015/2015 MATÃO

CARTA CONVITE 015/2015 MATÃO CARTA CONVITE 015/2015 MATÃO A OSCIP INSTITUTO DE GESTÃO DE PROJETOS DA NOROESTE PAULISTA, organização da sociedade civil de interesse público, inscrita no CNPJ sob nº. 07.393.885/0001-85, estabelecida

Leia mais

102 - Puppet Noel Confeiteiro. Quantidade: 4. 4 (quatro) malhas de suplex.

102 - Puppet Noel Confeiteiro. Quantidade: 4. 4 (quatro) malhas de suplex. 102 - Puppet Noel Confeiteiro. Quantidade: 4. 4 (quatro) malhas de suplex. 103 - Bolacha Puppet. Quantidade: 8. 8 (oito) meias. 104 - Boneca Fantástica Fábrica. Quantidade: 8. Reformas e ajustes necessários.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 032/2009, de 03 de setembro de 2009. Aprova, ad referendum do Conselho Superior, as

Leia mais

LOTE 1 CALÇAS E CAMISAS SOCIAIS Quantidade Geral

LOTE 1 CALÇAS E CAMISAS SOCIAIS Quantidade Geral ADENDO N. 01 PREGÃO Nº 09/2014 PUSP-SC PROCESSO N. 2014.1.499.52.3 OBJETO: Aquisição de uniformes para diversas seções da PUSP-SC. DATA E HORA DA SESSÃO DO PREGÃO PRESENCIAL: Dia 25/07/2014, as 09h00min.

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 14/0005-PG REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS

PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 14/0005-PG REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 14/0005-PG REGISTRO DE PREÇOS ANEXO I DESCRIÇÕES DOS ITENS Item Uso Interno (RCMS) Descrição Sesc Administração Sesc Deodoro QUANTIDADE ESTIMADA Sesc Turismo Sesc Saúde Sesc

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para eventual fornecimento, montagem e instalação de mobiliário, para a Procuradoria Regional do Trabalho da 2a Região

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Código N 70. UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA Revisão: 02

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Código N 70. UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA Revisão: 02 1 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Código N 70 UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA Revisão: 02 CAMISA POLO DE ALTA VISIBILIDADE CLASSE 2 Manga Curta Fiscalização Data: 11/08/2015 Páginas: 16 1. PREÂMBULO Aquisição

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL

ESTADO DE PERNAMBUCO POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL ESTADO DE PERNAMBUCO POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL SEXTA-FEIRA - RECIFE, - SUNOR Nº G 1.0.00.018 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL N. o 138 17 de Junho de 2003 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3535 5 Estabelecer que a Comissão é presidida pelo Ministro Adjunto do Primeiro-Ministro e tem a seguinte composição: a) Um representante da Presidência

Leia mais

O quadro abaixo tem as indicações de agulhas, linhas e comprimento de pontos adequados aos vários tipos de tecidos:

O quadro abaixo tem as indicações de agulhas, linhas e comprimento de pontos adequados aos vários tipos de tecidos: Relação de Tecido, Agulha, Linha e Ponto Para obter os melhores resultados, escolha sempre uma agulha de número e ponta adequados ao tecido. A agulha mais fina é de nº 9 e a mais grossa é de nº 18. Quanto

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COMPRAS

SOLICITAÇÃO DE COMPRAS Nº032 NA Núcleo de Qualidade CR: Casimiro de Abreu - RJ 1 2 4 botões, aberturas laterais e costas com regulagem de dois botões para acinturar ou soltar. TAMANHO G - Cor: BRANCO ( 1 - Téc. Laboratório)

Leia mais

CONSIDERANDO que cabe às OS o fornecimento dos insumos e equipamentos para as Unidades de Saúde sob contrato de Gestão com a SMSDC;

CONSIDERANDO que cabe às OS o fornecimento dos insumos e equipamentos para as Unidades de Saúde sob contrato de Gestão com a SMSDC; Circular S/SUBPAV/SAP n.º 08/2011. Rio de Janeiro, 09 de maio de 2011. Aos Coordenadores das A.P.s com vistas às Organizações Sociais e às Unidades Primárias de Saúde Assunto: Uniformes para as Equipes

Leia mais

MANUAL DE PRODUÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES ESCOLARES DA SATC

MANUAL DE PRODUÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES ESCOLARES DA SATC MANUAL DE PRODUÇÃO PADRONIZAÇÃO DOS UNIFORMES ESCOLARES DA SATC CALÇA MASCULINA Tecido: Elanca (PA) ou Seletel Pantone Verde: 190415 (Beckauser) ESPECIFICAÇÃO DOS DETALHES: Largura do Cós: Elástico de

Leia mais

COMO TIRAR MEDIDAS. Na modelagem industrial, as medidas são padronizadas, mas é sempre bom saber como elas são tiradas.

COMO TIRAR MEDIDAS. Na modelagem industrial, as medidas são padronizadas, mas é sempre bom saber como elas são tiradas. COMO TIRAR MEDIDAS Na modelagem industrial, as medidas são padronizadas, mas é sempre bom saber como elas são tiradas. MEDIDAS HORIZONTAIS OU DE CIRCUNFERÊNCIA. 1. PESCOÇO OU DEGOLO: passe a fita métrica

Leia mais

Capítulo 62 Vestuário e seus acessórios, exceto de malha

Capítulo 62 Vestuário e seus acessórios, exceto de malha Capítulo 62 Vestuário e seus acessórios, exceto de malha Notas. 1.- O presente Capítulo compreende apenas os artefatos confeccionados de qualquer matéria têxtil, com exclusão das pastas ("ouates") e dos

Leia mais

MINIS TÉRIO DA. Todos os direitos reservados ao Ministério Jovem da AAmaR. Conselho do Ministério da Música da AAmaR

MINIS TÉRIO DA. Todos os direitos reservados ao Ministério Jovem da AAmaR. Conselho do Ministério da Música da AAmaR Regulamento de Uniformes MINIS TÉRIO Todos os direitos reservados ao Ministério Jovem da Conselho do Ministério da Música da JOVEM Alvo A mensagen do advento a todo mundo em minha geração III. UNIFORME

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL

REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL 2014 REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE ALAGOAS Maceió-AL 1 COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO NOVO REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL Presidente Cel. QOBM/Comb. Mat. 139983-4 - Adriano

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Este Manual tem por objetivo fixar as normas e padrões para a utilização da logomarca Redlar. O uso das cores, a tipologia, aplicações, reduções e as normas de apresentação

Leia mais

Manual de Identidade Visual da Marca

Manual de Identidade Visual da Marca Manual de Identidade Visual da Marca Índice 1. Apresentação... 3 1.1 Introdução... 4 1.2 Logo... 5 1.3 Nomenclatura...7 1.4 Logotipia... 8 1.5 Versões... 9 2. Família Tipográfica... 11 3. Cores... 13 3.1

Leia mais

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF PORTARIA Nº 19, DE 20 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre o modelo, as características e os demais critérios para a emissão, uso, controle e

Leia mais

1º ANO A - CALYPSO 1º ANO A - CALYPSO

1º ANO A - CALYPSO 1º ANO A - CALYPSO 1º ANO A - CALYPSO - Flor - Braceletes de elástico com folhos verde e amarelo - Top em tecido algodão azul Royal com folhos em verde limão e amarelo. OBS: O bracelete é separado do top. - Saia estilo tchu

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE ANEXO I REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE PADRÃO DE ATENDIMENTO VAPT VUPT DENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS FINALIDADE Art. 1º A Unidade Padrão de Atendimento Vapt Vupt da Defensoria Pública do Estado de

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DAS CAMISETAS SESC. OBS: fotos ilustrativas

ESPECIFICAÇÃO DAS CAMISETAS SESC. OBS: fotos ilustrativas ESPECIFICAÇÃO DAS CAMISETAS SESC OBS: fotos ilustrativas 1 - CAMISETA MANGA CURTA MALHA PV COMPOSIÇÃO 33% VISCOSE E 67% POLIÉSTER COM TRATAMENTO ANTI-PEELING OU MALHA 30,1 PENTEADA 100% ALGODÃO, GRAMATURA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos SEGER

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos SEGER 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 APÊNDICE X UNIFORMES E CRACHÁS 18 SUMÁRIO 1 DESCRIÇÃO GERAL DOS UNIFORMES... 20 1.1 Entrega de Uniformes... 20 1.2 Substituição de Uniformes... 20 1.3 Reposição

Leia mais

ATO Nº 173/2004. I - Técnico Judiciário - Área Administrativa - Especialidade Transporte; (Redação dada pelo Ato nº 121/2009)

ATO Nº 173/2004. I - Técnico Judiciário - Área Administrativa - Especialidade Transporte; (Redação dada pelo Ato nº 121/2009) ATO Nº 173/2004 Dispõe sobre o uso de uniforme de serviço por servidores ocupantes dos cargos que especifica ou requisitados, dentre outras providências. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 2.004 MANUAL DE QUALIDADE - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 2.004 MANUAL DE QUALIDADE - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS VERSÃO 10 PAG: 1 / 24 Esta Instrução visa definir tipos, formas e locais para fixação das etiquetas de preços, uniformizando a apresentação visual dos produtos e impedindo ainda que essas etiquetas danifiquem

Leia mais

Feminino. Tipos de corpo. Ampulheta

Feminino. Tipos de corpo. Ampulheta O guia de tamanho será desenvolvido para auxiliar os e-consumidores, no momento da compra. O e-consumidor terá disponível um guia de auxilio a medidas, de forma que permitirá que o mesmo obtenha informações

Leia mais

Aos Coordenadores das A.P.s com vistas às Organizações Sociais e às Unidades Primárias de Saúde Assunto: Uniformes para as Equipes de Saúde da Família

Aos Coordenadores das A.P.s com vistas às Organizações Sociais e às Unidades Primárias de Saúde Assunto: Uniformes para as Equipes de Saúde da Família Circular S/SUBPAV/SAP n.º 07/2011. Rio de Janeiro, 15 de abril de 2011. Aos Coordenadores das A.P.s com vistas às Organizações Sociais e às Unidades Primárias de Saúde Assunto: Uniformes para as Equipes

Leia mais

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul 11-1 0-1977 Diário Oficial Estado de Mato Grosso do Sul ANO XXXIII n. 8.047 CAMPO GRANDE-MS, QUINTA-FEIRA, 70 PÁGINAS GOVERNADOR ANDRÉ PUCCINELLI Vice-Governadora SIMONE TEBET Secretário de Estado de Governo

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 43.430, DE 29 DE OUTUBRO DE 2004. (republicado no DOE nº 03, de 06 de janeiro de 2005) (vide abaixo publicação

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência ATA DE JULGAMENTO DA CONCORRÊNCIA Nº 15/2011 Ata da sessão de JULGAMENTO das propostas referente a CONCORRÊNCIA 15/2011, do tipo menor preço unitário, segundo especificado no item 02 do Edital (REGISTRO

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual apresentação....................................3 Versões horizontal e vertical........................4 grid de construção................................5 Cores institucionais...............................6

Leia mais

Como fazer o seu próprio escudo medieval

Como fazer o seu próprio escudo medieval Dark Ages - idade média www.sec11.cjb.net goshinryukempo@hotmail.com Idade média Como fazer o seu próprio escudo medieval Existem dois métodos, um simples e o outro bem mais elaboro. 1. O método simples:

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 327, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 327, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA PORTARIA Nº 327, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MANUAL DE USO DA MARCA DA SUDAM EM PROJETOS

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MANUAL DE USO DA MARCA DA SUDAM EM PROJETOS MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MANUAL DE USO DA MARCA DA SUDAM EM PROJETOS ASCOM 2015 APRESENTAÇÃO Este Manual estabelece as normas, especificações e

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação. I. Instrução Normativa da Presidência... 05 II. Despacho da Corregedoria... 16

SUMÁRIO. Apresentação. I. Instrução Normativa da Presidência... 05 II. Despacho da Corregedoria... 16 SUMÁRIO Apresentação I. Instrução Normativa da Presidência... 05 II. Despacho da Corregedoria... 16 SEPARATA DO BOLETIM DE SERVIÇO Nº 20 ANO XXV Outubro - 2012 APRESENTAÇÃO Esta Separata do Boletim de

Leia mais

(P 2 ) Exames de ELIMINATÓRIO Aptidão Física (P 3 ) Inspeção da. ELIMINATÓRIO Saúde (P 4 ) Avaliação. ELIMINATÓRIO Psicológica (P 5 ) Investigação

(P 2 ) Exames de ELIMINATÓRIO Aptidão Física (P 3 ) Inspeção da. ELIMINATÓRIO Saúde (P 4 ) Avaliação. ELIMINATÓRIO Psicológica (P 5 ) Investigação CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE PESSOAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NAS FILEIRAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL NA QUALIFICAÇÃO

Leia mais

DIRETRIZES PARA OS TRAJE ATUAL PEÃO ADULTO, VETERANO E JUVENIL

DIRETRIZES PARA OS TRAJE ATUAL PEÃO ADULTO, VETERANO E JUVENIL MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO DIRETRIZES PARA A PILCHA GAÚCHA ATUALIZADA conforme as Convenções Tradicionalistas nºs 76ª (Taquara, julho de 2011), 77ª (Guaporé, julho de 2012) e 78ª (Porto Alegre, julho

Leia mais

REPUBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO INTERIOR GABINETE DO MINISTRO RELATÓRIO

REPUBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO INTERIOR GABINETE DO MINISTRO RELATÓRIO REPUBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO INTERIOR GABINETE DO MINISTRO RELATÓRIO À medida que a Polícia Nacional vai atingindo um desenvolvimento que se pode considerar à altura dos objectivos traçados para a

Leia mais

.com.br. Boneca Técnica MATERIAL

.com.br. Boneca Técnica MATERIAL MOLDESROBERTO MARQUES na sua medida Molde: 024 - Longo, Curto ou um Top Com Lastex? Tamanhos: PP, P, M, G, GG e EG PESO DESTE ARQUIVO: 32 KB. Confira periodicamente as medidas para saber, segundo a nossa

Leia mais

FORMULÁRIO-PROPOSTA. Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Nome:...

FORMULÁRIO-PROPOSTA. Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Nome:... FORMULÁRIO-PROPOSTA Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Responsável pela assinatura do contrato: Nome:... Cargo/função:...Telefone/fax:...

Leia mais

Separata ao Boletim do Exército

Separata ao Boletim do Exército Separata ao Boletim do Exército MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA-GERAL DO EXÉRCITO SEPARATA AO BE Nº 11/2014 PORTARIA COMANDANTE DO EXÉRCITO Nº 158, DE 6 DE MARÇO DE 2014. Altera o Capítulo

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS E PROPOSTA DE PREÇO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS E PROPOSTA DE PREÇO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS E PROPOSTA DE PREÇO PREGÃO PRESENCIAL SESC MINAS Nº 0032/2013 LOTE I UNIFORMES MANUTENÇÃO ITENS ESPECIFICAÇÃO QTDE 01 02 03 Camisa POLO manga curta, tecido Technopolo Fit

Leia mais

Maceió - Terça-feira 23 de maio de 2006 3

Maceió - Terça-feira 23 de maio de 2006 3 23 de maio de 2006 3 DECRETO Nº 3.192, DE 22 DE MAIO DE 2006. APROVA O REGULAMENTO DE UNIFORME DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS. ALAGOAS, no uso das atribuições que lhe confere o inciso

Leia mais

Cotagem de elementos

Cotagem de elementos Cotagem de elementos Introdução Na aula anterior você estudou algumas regras para cotagem e aprendeu como indicar as cotas básicas da peça. Mas, só com essas cotas, não é possível produzir peças que tenham

Leia mais

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Altera a redação do Decreto nº 2.378, de 16 de agosto de 2006, que regulamenta a Lei Complementar nº 112, de 25 de julho de 2006, e dispõe sobre a Autorização

Leia mais

-----------NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DA CHAVE DA CIDADE E MEDALHA MUNICIPAL: - Pelo Sr. Presidente foi apresentada a seguinte proposta:...

-----------NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DA CHAVE DA CIDADE E MEDALHA MUNICIPAL: - Pelo Sr. Presidente foi apresentada a seguinte proposta:... -----------NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DA CHAVE DA CIDADE E MEDALHA MUNICIPAL: - Pelo Sr. Presidente foi apresentada a seguinte proposta:... ----------- PREÂMBULO... -----------A Câmara Municipal de Bragança,

Leia mais

ANEXO IX TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO IX TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO IX TERMO DE REFERÊNCIA 1- Delimitação do Objeto Contratação de Empresa especializada em Confecção de Fantasias e aquisição de Acessórios para atender o Serviço de Convivência e Fortalecimento de

Leia mais

1. DA CONVOCAÇÃO PARA A MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO E PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL

1. DA CONVOCAÇÃO PARA A MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO E PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL O SECRETÁRIO DE ESTADO DA GESTÃO E PREVIDÊNCIA, na qualidade de Presidente da Comissão Central de Concurso Público, criada por meio do Decreto Estadual n.º 28.608, de 28 de setembro de 2012, torna pública

Leia mais

Colocamos a disposição para melhor orientação a tabela do IPI, onde você irá encontrar as Nomenclaturas referidas de acordo com o seu produto.

Colocamos a disposição para melhor orientação a tabela do IPI, onde você irá encontrar as Nomenclaturas referidas de acordo com o seu produto. Colocamos a disposição para melhor orientação a tabela do IPI, onde você irá encontrar as Nomenclaturas referidas de acordo com o seu produto. Observe que para as Indústrias de Confecções que trabalham

Leia mais

Convidamos Vossas Senhorias a apresentarem proposta de preços para o fornecimento de uniformes.

Convidamos Vossas Senhorias a apresentarem proposta de preços para o fornecimento de uniformes. COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 5/2012 - SELIC Brasília-DF, 23 de julho de 2012. Prezados Senhores, Convidamos Vossas Senhorias a apresentarem proposta de preços para o fornecimento de uniformes. 2. Para que a Administração

Leia mais

DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS

DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS Braçadeira para Injeção Intravenosa ARS 01 Braçadeira para Injeção Intravenosa ARS 01 Braçadeira de apoio de piso para suporte de braço e aplicação de injeção. Altura regulável por mandril,base de ferro,

Leia mais

Federação de Automobilismo de São Paulo FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO

Federação de Automobilismo de São Paulo FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CAMPEONATO PAULISTA DE DRAG RACE 2014 REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DRAG RACE DIANTEIRA DD 1- REGULAMENTAÇÃO: Todos os veículos inscritos deverão passar por vistoria prévia. Todos os pilotos deverão ter

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇO Nº 08/2013 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 226/2013 MENOR PREÇO POR LOTE

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇO Nº 08/2013 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 226/2013 MENOR PREÇO POR LOTE ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇO Nº 08/2013 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 226/2013 MENOR PREÇO POR LOTE 1 Do Objeto Este termo tem por objeto o registro de preços para aquisição

Leia mais

FORMULÁRIO-PROPOSTA. Valor unitário. Valor total. Item Descrição Qtde. 1 Móvel com Gavetas 12,00m². 2 Móvel com Portas de Abrir 70,00m²

FORMULÁRIO-PROPOSTA. Valor unitário. Valor total. Item Descrição Qtde. 1 Móvel com Gavetas 12,00m². 2 Móvel com Portas de Abrir 70,00m² FORMULÁRIO-PROPOSTA Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Responsável pela assinatura do contrato: Nome:... Cargo/função:...Telefone/fax:...

Leia mais