EIXO 2. Alpinópolis. Arinos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EIXO 2. Alpinópolis. Arinos"

Transcrição

1 2- Maior fiscalização por parte da União, do cumprimento da lei de acessibilidade em Barão de Cocais prédios e locais públicos 2- Criar mecanismos para cobrar acessibilidade nos órgãos públicos, instituições Oliveira 2 Conscientização da população idosa e dos órgãos públicos e privados sobre o atendimento preferencial do idoso. 1 - Garantir maior número de vagas de estacionamento para idosos e que haja fiscalização e controle efetivo para que as vagas sejam utilizadas somente pelos idosos. 1- Implantação de CREAS que atendam aos idosos vítimas de violencia ou maus tratos 1- Aumentar a renda per capta do BPC - Benéficio de Prestação continuada de 1/4 do salário mínimo vigente para meio salário mínimo (aprovado) Alpinópolis Arinos 1- Ampliar e destinar recursos ao Estado e municipios para programas, serviços, projetos e políticas públicas voltadas para o atendimento ao idoso, assim como definir o piso para a alta complexidade para que haja investimento adequado para o acolhimento 2- Ampliar e destinar recursos ao Estado e municipios para programas e projetos de atendimento a pessoas idosas e idosos com deficiencia, e que esses programas e projetos sejam veiculados na mídia falada e televisionada através de campanhas da sociedade e do estado em relação à dignidade do envelhecimento. Pelo menos um centro de referencia em cada regional, incluindo nessas políticas o idoso com deficiencia. 1- Equiparação do BPC à LOAS relacionando a idade do benefício ao Estatuto do Idoso 1- Atendimentos sociopsicológico e jurídico especializados com foco no bem estar do idoso e monitoramento constante junto às familias 2- - Oportunizar à pessoa idosa abenefício Prestação Continuada valorizando-o na sociedade. 1- Revisão da LOAS no que se refere ao BPC para dioso e deficiente na mesma composição familiar 1 Direito ao Benefício de Prestação Continuada e a Carteira do Idoso a partir de 60 anos de idade. 2 - Garantia de respeito de seus direitos na própria família, com o acompanhamento do poder público, através da busca ativa e acompanhamento por equipe técnica. 1- Campanha Nacional educativa e de sensibilização ao combate à violencia ao idoso 1- Divulgar com maior amplitude a Política Nacional do Idoso, atraves de campanhas educativas com respeito a pessoa idosa Belo Horizonte Belo Horizonte Cataguases- Itabira- Jeceaba Nanuque Almenara Buritizeiro

2 1- Realização de maior numero de campanhas educativas sobre os direitos da pessoa idosa 1- Promover campanhas a nivel nacional e em parceriacom o Estado, articulando as pricnipais politicas de atenção ao idoso: saúde, assistencia social, previdenciaria e judiciario para que sejam garantidos o direito da pessoa idosa. 2 Conscientização da população idosa e dos órgãos públicos e privados sobre o atendimento preferencial do idoso. 1- Apoio na disponibilização de material para campanhas de divulgação do Estatuto do Idoso, como propagandas através de jornal, faixas, rádio, panfetos, etc 1- Diulgação e publicização dos dispositivos legais referentes ao idoso (Política nacional do Idoso e Estatuto do Idoso) Guanhães Ibirite Salinas São Joao Del Rei 1- Campanhas de sensibilização e respeito ao idoso e sua inserção na sociedade Timoteo 5- campanha nacional- O JUDICIARIO VAI ATÉ VOCE - setor psicosocial do Poder Judiciario Timoteo 1- Promover e incentivar no âmbito nacional a criação de momentos e espaços de participação, conhecimento e capacitação dos idosos Campo Belo 2- criar estratégias de melhor interação entre os conselhos nas tres esferas. Timoteo 1 Fortalecer os Conselhos dos Idosos, promovendo a participação destes nos demais Poços de Caldas conselhos para melhor integração e respeito aos direitos dos idosos 1- Criar nas escolas oportunidades para idosos inclusive c/ beneficio pecuniario ao idoso carente e frequente Caetanópolis 1-Projeto de educação que vise transmitir conhecimentos sobre direitos e deveres da pessoa idosa 2- Criar programas de alfabetização específicos aos idosos, bem como, cincluir nos currículos escolares disciplinas com enfoque no envelhecimento. Francisco Badaró 1- Inclusão dos temas relacionados aos direitos e deveres dos didadãos como conteudo curricular de ensino 2- - Apoio e incentivo ao idoso para ingressar na Universidade 2- Ampliar o acesso do idoso à Universidade aberta para a terceira idade Ouro PRETO 3- inclusão na grade curricular escolar conteúdos voltados para questões do envelhecimento e valorização da pessoa idosa Timoteo 1- Criação de espaços apropriados para a prática de esportes para os idosos Pará de Minas 1- Cobrar de forma efetiva a participação das políticas publicas principalmente em municipios de pequeno porte no incentivo à cultura, lazer e informação aos idosos 2- Possibilidade de participação e maior atuação dos idosos em instancias de deliberação Campestre Cruzeiro da Fortaleza

3 1- Constituir uma política nacional dos direitos da pessoa idosa com programas voltados à melhoria da qualidade de vida 4- Sensibilizar para a importancia de preservar e manter as atividades físicas, mentais e sociais dos idosos Jeceaba 2- - desenvolver políticas voltadas ao preconceito da pessoa idosa Machacalis 1- Possibilitar ao idoso a ter acesso às várias políticas através de criação e financiamentode programas, projetos e serviços. 1- Solicitar ao Congresso Nacional (Camara e Senado) a proposição de Emenda Constitucional ao artigo 230 2º reduzindo de 65 anos para 60 anos de idade para acesso ao benefício da gratuidade no transporte coletivo urbano 2- Encaminhar à Camara dos deputados, solicitação para que coloque em votação, o mais rápido possível, o Projeto de Lei nº 4434, que trata da recuperação das perdas ocorridas nos benefícios de aposentadoria e pensões 2- Tomar providencias em relação aos pedidos de aposentadoria de pessoas idosas que estão parados no Supremo Tribunal Federal 2- incluir o pagamento 13º salário ao beneficiario. Analisar que: quando há o aumento do valor do salário mínimo contemplar em seu percentual, também o idoso. 3- Mudança da gratuidade dos transportes coletivos urbanos municipais e intermunicipais de 65 para 60 anos Oliveira Betim - Betim - Campestre Itajubá 1- Criação de delegacias da pessoa idosa para denuncia de violação de direitos Machacalis 2- Os bancos devem respeitar a lei que determina que o horário de espera nas filas não pode exceder a 01- hora. Os bancos devem criar critérios para atendimento domiciliar para atender os idosos que não tem condições de deslocar até a agencia para comprovar que estão vivos. 1- Criar secretaria nacional de promoção e defesa da pessoa idosa Tapira 1- Divulgação do Estatuto do Idoso nos diversos meios de comunicação Barão de Cocais - 1- Realizar mobilização e divulgação do Estatuto do Idoso, em rede nacional Francisco Badaró 1- Divulgação maior do Benefício Prestação Continuada (através de meios de comunicação e cartilhas informativas aos municipios) Itajubá 2- - Melhoria e agilidade no processo para requerimento de aposentadoria Ribneirão das 1- Garantir ou aprimorar projetos voltados para a 3ª idade Guiricema Neves 2- - Diagnóstico da população idosa para conhecimento do estado e municipio Caetanópolis 1- Participação efetiva eobrigatória na formulação das políticas pelos idosos Campo Azul

4 1- Suporte de recursos materiais necessários para familia com residentees semiindependente grau 3 Contagem 2- criar atendimento em medicina alternativa e energética na rede de saude Contagem 2- Apoio aos familiares e idosos sobre os cuidados com a pessoa idosa Guanhães 2- Planejamento efetivo para a reposição e distribução dos medicamentos pactuados pelo municipio Itabira- 1- Priorizar o atendimento à saude doidoso com agilidade na realização de exames, entrega de medicameno etc. e criação de clínicas especializadas para atendimento aos idosos. Padre Paraiso 1- Garantir a Prioridade de adentimento aos idosos no SUS Ouro PRETO 1 - Propiciar atendimento qualificado na rede pública de saúde, com garantia de São Joao da profissionais especializados na área de geriatria; Lagoa 1- Garantir o cumprimento do artigo 15 da Lei que garante a prioridade do idoso nos atendimentos Sarzedo - 4- maior capacitação dos profissionais que lidam com os idosos Timoteo 2- Exigir maior número de vagas de trabalho em empresas públicas e privadas para que os idosos aumentem sua renda Alpinópolis 1- Criação de Programas de transferencia de renda para a pessoa idosa com o objetivo de inserir o idoso no convivio social trazendo retorno para a sociedade Berizal 1- Criação de cadastro federal para oportunidades de trabalho ao idoso Ibiá- 2- Garantir a população idosa o passe livre intermunicipal Buritizeiro 2- Criação de uma sansão para as empresas de transporte, como forma de assegurar o Ibirite direito ao transporte coletivo municipal e interestadual gratuito. 1- Direito ao acesso turismo no ambito nacional com menor custo ou gratuidade Ribneirão das 1 Criação de uma cartilha, com uma linguagem mais popular do Estatuto do Idoso em âmbito nacional além da inclusão na grade curricular das Escolas. 1 - Cartilha de divulgação (com uma linguagem mais popular) do Estatuto do Idoso em âmbito nacional, além da inclusão no currículo escolar. 2 - Garantia de respeito de seus direitos na própria família, com o acompanhamento do poder público, através da busca ativa e acompanhamento por equipe técnica. 2 Os bancos devem respeitar a lei que determina que o horário de espera nas filas não pode exceder a 01 hora. Os bancos devem criar critérios para atendimento domiciliar para atender Padre Paraíso

5 2 - Considerando o Art.1º da lei os direitos deverão ser assegurados com idade igual ou superior a (60 anos). Propor a nível nacional a mudança do Art.34 e Art.39 para essa mesma idade (60 anos). Excluindo o parágrafo 3º do Art Ônibus Intermunicipal: Acrescentar no Capítulo X, um artigo para criar a Lei de Passe Livre Intermunicipal aos idosos (Projeto de Lei da Assembléia Legislativa). 5 - Na lei capítulo 8º parágrafo único acrescentar a esse parágrafo A aposentadoria por contribuição de um idoso não deverá impedir que outro (a) residente no domicilio seja beneficiado pelo Benefício de Prestação Continuada. (BPC). 2 - Considerando o Art.I da lei 10741, os direitos deverão ser assegurados com idade igualou superior a 60 anos, propor a nivel nacional a mudança do art.34 para essa idade (60 an0s),excluindo o paragrafo III do art Havendo averiguação e comprovação de aplicação do art.43 acrescentar no art. 45 a medida de proteção familia substituta com fundamentação no art. 37 e oferecendo liberdade de expressar a escolha do idoso. 4 - Transporte - acrescentarno art.42 do cap. X, "acessibilidade adequada e padronizada", humanizando assim o atendimento ao idosonas tres esferas de governo. 5 - Capitulo VIII da assitência social - paragrafo único, acrescentar a esse paragrafo a aposentadoria por contribuição de um idoso não devera impedir que outro (a) residente no domicilio seja beneficiado pelo BPC. 4 - Mobilizar os órgãos públicos e particulares sobre os direitos de atendimento prioritário das pessoas idosas, contribuindo assim com sua parcela de responsabilidade social. 2 Capacitação dos profissionais da saúde para um atendimento especializado e humanizado para o idoso 2 -Sensibilizar para a importância de preservar e manter as atividades fisicas, mentais e sociais dos idosos Poços de Caldas

EIXO 4 Nº: PROPOSTA EIXO IV NACIONAL ORIGEM. 1 2- amliação dos abrigospara pessoas idosas em situação de risco e abandono Guanhães

EIXO 4 Nº: PROPOSTA EIXO IV NACIONAL ORIGEM. 1 2- amliação dos abrigospara pessoas idosas em situação de risco e abandono Guanhães 1 2- amliação dos abrigospara pessoas idosas em situação de risco e abandono Guanhães 2 1- Criação de Centro de apoio da pessoa idosa em caso de desamparo ou violação de direitos Machacalis 3 1- As conferencias

Leia mais

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 GESTÃO PÚBLICA Garantir ampla participação popular na formulação e acompanhamento das políticas públicas; Criação do SOS Oprimidos, onde atenda desde pessoas carentes

Leia mais

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente

Leia mais

PROJETO CONHECENDO ABRIGOS

PROJETO CONHECENDO ABRIGOS Centro de Apoio Op era cional da In fâ ncia, Juven tude e Educaçã o PROJETO CONHECENDO ABRIGOS 1. Introdução O abrigo é uma medida de proteção provisória, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente,

Leia mais

DELIBERAÇÕES DA IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DO IDOSO

DELIBERAÇÕES DA IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DO IDOSO DELIBERAÇÕES DA IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DO IDOSO EIXO SAÚDE SAÚDE MEDICAÇÃO E ALIMENTAÇÃO 1. Ampliar o número de medicamentos ofertados pelo SUS. 2. Garantir medicação contínua e medicações especiais

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO N 137, DE 21 DE JANEIRO DE 2010.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO N 137, DE 21 DE JANEIRO DE 2010. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO N 137, DE 21 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre os parâmetros para a criação e o funcionamento dos Fundos Nacional, Estaduais e Municipais

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.053 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD)

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Autores

Leia mais

Lei nº 8.111, de 08 de outubro de 2009.

Lei nº 8.111, de 08 de outubro de 2009. Lei nº 8.111, de 08 de outubro de 2009. Dispõe sobre a política municipal do idoso e dá outras providências A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES DECRETA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I

Leia mais

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA BRASIL Ü 2025 32 milhões de idosos 6º LUGAR NO MUNDO 2002 15 milhões de Idosos LEGISLAÇÃO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA O IDOSO Lei Orgânica da Assistência

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 164-03/2015

PROJETO DE LEI Nº 164-03/2015 PROJETO DE LEI Nº 164-03/2015 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal do Idoso e do Fundo Municipal dos Direitos do Idoso. LUIS FERNANDO SCHMIDT, Prefeito Municipal de Lajeado, Estado do Rio Grande

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Secretaria Nacional de Assistência Social MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Secretaria Nacional de Assistência Social MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Assistência Social MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Instrução Operacional Conjunta MDS - MS 1. INTRODUÇÃO A

Leia mais

JOVEM COM DEFICIÊNCIA

JOVEM COM DEFICIÊNCIA JOVEM COM DEFICIÊNCIA 1. Promover cursos de educação profissional de nível básico (técnico e tecnológico nos termos da Lei 9.394/96) e superior em espaços públicos e privados, respeitando a inclusão de

Leia mais

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E HUMANO

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E HUMANO SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DESENVOLVIMENTO HUMANO TRABALHOS REALIZADOS NO 1º QUADRIMESTRE 2013 O Programa Atenção Integral as Famílias - PAIF, consiste no trabalho de fortalecimento de vínculos

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 Institui o Programa Nacional de Incentivo à Educação Escolar Básica Gratuita (PRONIE). O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Programa Nacional de

Leia mais

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com.

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com. LEI 646 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso. O Prefeito Municipal de Chácara, MG, faço saber que a Câmara Municipal de Chácara decreta e eu sanciono a seguinte Lei: INSTITUI

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE RESOLUÇÃO 099/2014. Dispõe sobre o registro das entidades nãogovernamentais sem fins lucrativos que tenham por objetivo a assistência ao adolescente e à educação profissional e a inscrição de programas

Leia mais

LEI Nº 2.143, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013.

LEI Nº 2.143, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. LEI Nº 2.143, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece princípios e diretrizes para a Política Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento na Primeira Infância, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Av. Duque de Caxias, 635 Jd. Mazzei II Londrina-PR Fone: (43) 3372-4046 / Fax: (43) 3372-4547 cmdi@londrina.pr.gov.br / cmdi_londrina@yahoo.com.br 7ª CONFERÊNCIA

Leia mais

PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NO SISTEMA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - SNDU

PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NO SISTEMA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - SNDU PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NO SISTEMA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - SNDU EIXO 1 PARTE 1 - A PARTICIPAÇÃO E O CONTROLE SOCIAL NO SNDU DEVERÃO SER EXERCIDOS: (i) no âmbito federal, pelo Conselho

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N. DE DE DE 2011.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N. DE DE DE 2011. CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N. DE DE DE 2011. Dispõe sobre a atuação dos membros do Ministério Público na defesa do direito fundamental à convivência familiar e comunitária de crianças

Leia mais

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família,

Leia mais

RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO NO SUBTEMA PREVENÇÃO

RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO NO SUBTEMA PREVENÇÃO RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO NO SUBTEMA PREVENÇÃO Coordenadora Deputada Aline Corrêa Membros: Deputados Áureo e William Dib Propostas do grupo de trabalho sobre prevenção A partir dos trabalhos realizados

Leia mais

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Objetivos da 15ª. Reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do SUS- saúde como DH Mobilizar e estabelecer

Leia mais

EMENTA: Dispõe sobre a Política Municipal de Atenção ao Idoso e da outras providências.

EMENTA: Dispõe sobre a Política Municipal de Atenção ao Idoso e da outras providências. LEI Nº 2.066/2012. EMENTA: Dispõe sobre a Política Municipal de Atenção ao Idoso e da outras providências. A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, ESTADO DE PERNAMBUCO,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 277/2007. CEP: 5.50-000 Institui o Programa Casa da Família e dá outras providências. A Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito do Município de Pilões, sanciono e promulgo a seguinte lei: Art.

Leia mais

5ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

5ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL 5ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL COMIDA DE VERDADE NO CAMPO E NA CIDADE: POR DIREITOS E SOBERANIA ALIMENTAR Os Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas (CFN/CRN), atendendo

Leia mais

PORTARIA No- 2.681, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013

PORTARIA No- 2.681, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013 PORTARIA No- 2.681, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013 Redefine o Programa Academia da Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 21.624/2015

PROJETO DE LEI Nº 21.624/2015 PROJETO DE LEI Nº 21.624/2015 Institui o Projeto Estadual de Auxílio Permanência aos estudantes em condições de vulnerabilidade socioeconômica das Universidades Públicas Estaduais da Bahia e dá outras

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS PROCURADORIA GERAL DO ESTADO CONSELHO SUPERIOR DA PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO RESOLUÇÃO Nº 003/2008

ESTADO DE ALAGOAS PROCURADORIA GERAL DO ESTADO CONSELHO SUPERIOR DA PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO RESOLUÇÃO Nº 003/2008 Página 1 RESOLUÇÃO Nº 003/2008 APROVA O REGULAMENTO DO PROGRAMA PERMANENTE DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO APLICÁVEL AOS PROCURADORES DE ESTADO, DESENVOLVIDO PELO CENTRO DE ESTUDOS. O CONSELHO SUPERIOR

Leia mais

1. Garantir a educação de qualidade

1. Garantir a educação de qualidade 1 Histórico O Pacto pela Juventude é uma proposição das organizações da sociedade civil, que compõem o Conselho Nacional de Juventude, para que os governos federal, estaduais e municipais se comprometam

Leia mais

Resolução nº 30/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro de 2011.

Resolução nº 30/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro de 2011. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR Resolução nº 30/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro

Leia mais

Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência

Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência O que é a Defensoria Pública? A Defensoria Pública do Estado é uma Instituição permanente

Leia mais

ESTATUTO DO IDOSO - PONTOS FUNDAMENTAIS Ednalva Maria Guimarães Farias de David Consultora Legislativa da Área XXI Previdência e Direito Previdenciário ESTUDO OUTUBRO/2003 Câmara dos Deputados Praça dos

Leia mais

O Estado e a garantia dos direitos das pessoas com deficiência

O Estado e a garantia dos direitos das pessoas com deficiência O Estado e a garantia dos direitos das pessoas com deficiência Izabel de Loureiro Maior Universidade Federal do Rio de Janeiro Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência - CoMDef

Leia mais

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011.

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. 1 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Economia Solidária e o Fundo Municipal de Fomento à Economia Solidária e dá outras providências. O Prefeito Municipal

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA CAPÍTULO I

PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA CAPÍTULO I PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA RUI VALDIR OTTO BRIZOLARA, Prefeito Municipal de Morro Redondo, Estado do Rio

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

CREAS - Institucional. O que é o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)?

CREAS - Institucional. O que é o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)? CREAS - Institucional O que é o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)? Considerando a definição expressa na Lei nº 12.435/2011, o CREAS é a unidade pública estatal de abrangência

Leia mais

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE 2013-2015 Proposta formulada no âmbito do Comitê Nacional de Educação

Leia mais

Articular o Conselho Escolar, os Grêmios Estudantis, os trabalhadores de educação, as Associações de Pais e Mestres e a comunidade em geral.

Articular o Conselho Escolar, os Grêmios Estudantis, os trabalhadores de educação, as Associações de Pais e Mestres e a comunidade em geral. EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente nos âmbitos federal, estadual,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Mutum

Prefeitura Municipal de Nova Mutum LEI Nº 1.854, DE 20 DE ABRIL DE 2015. Dispõe sobre a Política Municipal dos Direito da Pessoa Idosa e cria o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e dá outras providências. O Sr. Leandro Félix

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.898-A, DE 2014 (Do Sr. Carlos Bezerra)

PROJETO DE LEI N.º 7.898-A, DE 2014 (Do Sr. Carlos Bezerra) *C0053337A* C0053337A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.898-A, DE 2014 (Do Sr. Carlos Bezerra) Altera o art. 24 da Lei nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012, para estender o prazo exigido para a apresentação

Leia mais

*PROJETO DE LEI N.º 8.329, DE 2015 (Do Senado Federal)

*PROJETO DE LEI N.º 8.329, DE 2015 (Do Senado Federal) CÂMARA DOS DEPUTADOS *PROJETO DE LEI N.º 8.329, DE 2015 (Do Senado Federal) PLS nº 263/2011 Altera a Lei n 10.741, de 1 de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), para estabelecer gratuidade de acesso do

Leia mais

DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015.

DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015. Secretaria Estadual De Saúde Conselho Estadual De Saúde - RJ DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015. APROVA O REGIMENTO IN- TERNO DA 7ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO. O

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 398, DE 2003

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 398, DE 2003 COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 398, DE 2003 Dispõe sobre a vedação de toda e qualquer forma de discriminação em relação aos portadores do vírus HIV e aos atingidos

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012 Institui a Unidade de Acolhimento para pessoas

Leia mais

A Inscrição dos Beneficiários do BPC no Cadastro Único. Encontro Regional do Congemas NORTE Natal, 23 e 24 de março de 2016

A Inscrição dos Beneficiários do BPC no Cadastro Único. Encontro Regional do Congemas NORTE Natal, 23 e 24 de março de 2016 A Inscrição dos Beneficiários do BPC no Cadastro Único Encontro Regional do Congemas NORTE Natal, 23 e 24 de março de 2016 Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social BPC Direito constitucional

Leia mais

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA DO RECIFE - COMDIR

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA DO RECIFE - COMDIR PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA DO RECIFE - COMDIR REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE

Leia mais

SEMINÁRIO INTERMINISTERIAL SOBRE A NOVA LEI DE CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Campo Grande-MS

SEMINÁRIO INTERMINISTERIAL SOBRE A NOVA LEI DE CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Campo Grande-MS SEMINÁRIO INTERMINISTERIAL SOBRE A NOVA LEI DE CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Campo Grande-MS Mudanças na Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social e

Leia mais

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social O PETI e o Trabalho em Rede Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social Articulação da rede de serviços socioassistenciais Proteção

Leia mais

3.1 Ampliar o número de escolas de Ensino Médio de forma a atender a demanda dos bairros.

3.1 Ampliar o número de escolas de Ensino Médio de forma a atender a demanda dos bairros. Meta 1 - Universalizar, até 2016, o atendimento escolar da população de quatro e cinco anos, e ampliar, até 2025, a oferta de Educação Infantil de forma a atender a 50% da população de até 3 anos. Estratégias:

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

NOTA TÉCNICA 03 2012 REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO ÂMBITO DO SUS

NOTA TÉCNICA 03 2012 REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO ÂMBITO DO SUS NOTA TÉCNICA 03 2012 REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO ÂMBITO DO SUS Atualização da Minuta de portaria para a Assembleia do CONASS em 21/03/2012 1. Contextualização Pessoas com deficiência são

Leia mais

ATA DA AUDIENCIA PÚBLICA REALIZADA EM 23 DE JUNHO DE 2.015. PARA DEBATE DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI Nº57/2015

ATA DA AUDIENCIA PÚBLICA REALIZADA EM 23 DE JUNHO DE 2.015. PARA DEBATE DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI Nº57/2015 ATA DA AUDIENCIA PÚBLICA REALIZADA EM 23 DE JUNHO DE 2.015. PARA DEBATE DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI Nº57/2015 Aos vinte e três (23) dias do mês de Junho, do ano de dois mil e quinze,

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATORA: Senadora MARTA SUPLICY

PARECER Nº, DE 2012. RELATORA: Senadora MARTA SUPLICY PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 238, de 2011, da Senadora Vanessa Grazziotin, que dispõe sobre a imunização de mulheres

Leia mais

NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS ANEXO À DELIBERAÇÃO Nº 125, DE 06 DE JULHO DE 2006. NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Leia mais

Disciplina: modernidade e Envelhecimento Curso de Serviço Social 3º e 5º Semestre Políticas públicas para idosos 1 Marco Legal Nacional Constituição Federal (1988) Art. 202 Inciso I Ao idoso é assegurado

Leia mais

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP Proposta: Propor mudanças nas leis que regem a publicação, desenvolvimento e divulgação dos testes no Brasil, de forma que se padronizem e ofereçam subsídios do alcance e limites dos testes. Proposta:

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Secretaria-Executiva. Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Secretaria-Executiva. Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria-Executiva Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto TERMO DE REFERÊNCIA Projeto Agência: PNUD

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 7ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE CEARÁ

DOCUMENTO FINAL 7ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE CEARÁ DOCUMENTO FINAL 7ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE CEARÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Diminuir o tempo de contribuição para aposentadoria dos profissionais da

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE Com o objetivo de estimular o debate democrático, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) apresenta à sociedade brasileira sua Agenda Propositiva para a Saúde

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 67. Planejamento Estratégico da PFDC

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 67. Planejamento Estratégico da PFDC PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 67 Planejamento Estratégico da PFDC Pessoa Idosa 2010 PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 68 INTRODUÇÃO Tema: Pessoa Idosa A missão da Procuradoria

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA

GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Criar no ministério da justiça um ponto focal especializado nos direitos da pessoa com deficiência e estimular também

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005, DE 2014

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005, DE 2014 ESTUDO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005, DE 2014 Ana Valeska Amaral Gomes Paulo Sena Consultores Legislativos da Área XV Educação, Cultura e Desporto Nota

Leia mais

Conselho Estadual do Idoso de Minas Gerais

Conselho Estadual do Idoso de Minas Gerais Conselho Estadual do Idoso de Minas Gerais O Conselho Estadual do Idoso - CEI - foi criado pela Lei nº 13.176 de 20 de janeiro de 1999, como um órgão deliberativo e controlador das políticas e das ações

Leia mais

Carta Unir para Cuidar Apresentação

Carta Unir para Cuidar Apresentação Carta Unir para Cuidar Apresentação Durante o 17º Encontro Nacional de Apoio à Adoção (ENAPA), na capital federal, de 07 a 09 de junho de 2012, as entidades participantes assumem, com esta carta de compromisso,

Leia mais

Indicador(es) Órgão(s) 26 - Ministério da Educação

Indicador(es) Órgão(s) 26 - Ministério da Educação Programa úmero de Ações 13 1060 Brasil Alfabetizado e Educação de Jovens e Adultos Objetivo Indicador(es) Garantir acesso e permanência de jovens e adultos a programas educacionais que visam atender as

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01, DE 09 DE JANEIRO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 01, DE 09 DE JANEIRO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 01, DE 09 DE JANEIRO DE 2012 Publica as deliberações da VIII Conferência Nacional de Assistência Social. O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CNAS, no uso das competências que lhe confere

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2009

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2009 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2009 Estabelece instruções sobre Benefício de Prestação Continuada-BPC referentes a dispositivos

Leia mais

LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013.

LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a Política Municipal de Atendimento ao Idoso do Município de São Gonçalo do Rio Abaixo, Cria o Conselho Municipal do Idoso e dá outras providências.

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO REGIMENTO INTERNO Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º O Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMCTI/Campinas), criado pela Lei Municipal

Leia mais

MELHORIA DA INFRAESTRUTURA FÍSICA ESCOLAR

MELHORIA DA INFRAESTRUTURA FÍSICA ESCOLAR MELHORIA DA INFRAESTRUTURA FÍSICA ESCOLAR Este projeto visa investir na melhoria da infraestrutura escolar, por meio de construção, ampliação e reforma, bem como dotá-las com equipamentos e mobiliários

Leia mais

METAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

METAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL METAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Meta 01. Universalizar, até 2016, o atendimento escolar da população de 04 a 5 anos de idade e ampliar, a oferta de educação infantil em creches de forma a atender a 50% da população

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA RESOLUÇÃO/UEPB/CONSUNI/025/2008 * Cria o Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em Envelhecimento Humano - NIEPEH e dá outras providências. O Conselho Universitário, CONSUNI, da UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 02/2015-CEE/PR. Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná.

DELIBERAÇÃO Nº 02/2015-CEE/PR. Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná. DELIBERAÇÃO Nº 02/2015-CEE/PR Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná. Curitiba Abril de 2015 EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DELIBERAÇÃO

Leia mais

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA Este documento se propõe a estabelecer normas de inserção e execução de estágio em Serviço Social no Projeto Viva a Vida, de acordo com a Resolução 533/2008

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL - ACRE GABINETE DO PREFEITO MEDIDA PROVISÓRIA N 002/2013, DE 14 DE MARÇO DE 2013.

MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL - ACRE GABINETE DO PREFEITO MEDIDA PROVISÓRIA N 002/2013, DE 14 DE MARÇO DE 2013. Pág. 1 de 7 MEDIDA PROVISÓRIA N 002/2013, DE 14 DE MARÇO DE 2013. DO: PODER EXECUTIVO AO: PODER LEGISLATIVO DISPÕE SOBRE A POLÍTICA MUNICIPAL DE ATENDIMENTO DOS DIREITOS DO IDOSO, CRIA O FUNDO MUNICIPAL

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014 PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014 Dispõe sobre a reorganização da Rede Nacional de Certificação Profissional - Rede Certific. OS MINISTROS DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no

Leia mais

EIXO I GESTÃO CULTURAL DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA

EIXO I GESTÃO CULTURAL DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA PLANO MUNICIPAL DE CULTURA DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ Comissão de Elaboração do Plano Municipal de Cultura: Anderson Beluzzo, Celso Peixoto, Dagma Castro, Elias Alcides Luciano, Guilhermina Stuker, João Alexandre

Leia mais

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência;

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência; 1 Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação das diretrizes e metas na garantia de direitos às pessoas com deficiência

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DE RORAIMA TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

MINISTÉRIO PÚBLICO DE RORAIMA TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA ICP n. 007-B/2011 Criação e Implementação do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Boa Vista. O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RORAIMA, por meio de sua Representante

Leia mais

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1047/2012 O Prefeito do Município de Pinhalão,. SÚMULA: Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013 e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu,

Leia mais

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006.

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. Institui a Política Estadual de fomento à Economia Popular Solidária no Estado do Rio Grande do Norte e estabelece outras disposições. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA

Leia mais

CNAS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Especial dos Direitos Humanos (2007-2015) 2015)

CNAS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Especial dos Direitos Humanos (2007-2015) 2015) Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária (2007-2015) 2015) MARCO LEGAL A CRIANÇA E O ADOLESCENTE COMO SUJEITOS DE DIREITOS

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 691, DE 2015 (Do Sr. Major Olimpio)

PROJETO DE LEI N.º 691, DE 2015 (Do Sr. Major Olimpio) *C0051884A* C0051884A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 691, DE 2015 (Do Sr. Major Olimpio) Altera a redação da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003, que dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá

Leia mais

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS 1. Natureza e Finalidade O Fórum Regional de Educação Infantil do Alto Vale do Itajaí - FREIAVI é um espaço

Leia mais

A importância do diagnóstico municipal e do planejamento para a atuação dos Conselhos dos Direitos do Idoso. Fabio Ribas Recife, março de 2012

A importância do diagnóstico municipal e do planejamento para a atuação dos Conselhos dos Direitos do Idoso. Fabio Ribas Recife, março de 2012 A importância do diagnóstico municipal e do planejamento para a atuação dos Conselhos dos Direitos do Idoso Fabio Ribas Recife, março de 2012 Uma pauta para nosso diálogo: 1)Desafios para o fortalecimento

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, CONSELHOS COMUNITÁRIOS Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHOS COMUNITÁRIOS ORGAO COLEGIADO GABINETE DO PREFEITO Tornar os cidadãos parte ativa no exercício do governo, mediante

Leia mais

No Brasil, existem cerca de 45 milhões de Pessoas com Deficiência, o que representa ¼ da população geral (Censo IBGE, 2010).

No Brasil, existem cerca de 45 milhões de Pessoas com Deficiência, o que representa ¼ da população geral (Censo IBGE, 2010). O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência PLANO VIVER SEM LIMITE 2011-2014 foi instituído por meio do Decreto da Presidência da República nº 7.612, de 17/11/2011 e tem como finalidade promover,

Leia mais

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI)

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) Presidência da República Controladoria-Geral da União Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL (PETI) O PETI é um programa do Governo Federal que

Leia mais

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da política e do Plano Decenal

Leia mais