Memorial de calculo para sistema de proteção contra descargas atmosféricas (S.P.D.A.)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Memorial de calculo para sistema de proteção contra descargas atmosféricas (S.P.D.A.)"

Transcrição

1 RD3 Engenharia e Projetos de Instalações Ltda Av. Luiz Carlos Prestes 180 sala 301 Barra da Tijuca. RJ. CEP Tel.: Obra : Endereço : CARIOCA SHOPPING DECK PARKING Cliente : ADMINISTRADORA CARIOCA DE SHOPPING CENTERS LTDA Av. Vicente de Carvalho, Vicente de Carvalho Rio de Janeiro - RJ - CEP Assunto : Memorial de calculo para sistema de proteção contra descargas atmosféricas (S.P.D.A.) Observações : Quadro de Revisões : Nº 0 REV.: Emissão inicial DATA: 03:00:13 RESP.: PEDRO Nº REV.: DATA: RESP.: Nº REV.: DATA: RESP.: Nº REV.: DATA: RESP.: Página 1 de 7

2 RD3 Engenharia e Projetos de Instalações Ltda Av. Luiz Carlos Prestes 180 sala 301 Barra da Tijuca. RJ. CEP Obra : CARIOCA SHOPPING DECK PARKING Memorial de calculo para sistema de proteção contra descargas atmosféricas (S.P.D.A.) 1 : OBJETIVO O presente memorial tem como objetivo definir o sistema de proteção contra descargas atmosféricas que melhor se aplica na edificação. 2 : DESCRIÇÃO DA OBRA Numero de pavimentos : Tipo de edificação : Uso da edificação : 5 Expansão Comercio 3 : SELEÇÃO DO NÍVEL DE PROTEÇÃO 3.1 : Considerações Iniciais Edificação a ser construida e este memorial visa determinar a necessidade do SPDA 3.2 : Avaliação do risco de exposição : A probabilidade de uma estrutura ser atingida por um raio em um ano é o produto da densidade de descargas atmosféricas pela área de exposição equivalente da estrutura : A densidade de descargas atmosféricas para a terra (Ng) é o número de raios para a terra por km² por ano. O valor de Ng para uma dada região pode ser estimado pela equação : Ng= 0,04 x Td 1,25 [raios por Km 2 /ano] Td é o número de dias de trovoada por ano, obtido do mapa isoceráunico ( NBR 5419) Página 2 de 7

3 Informações para calculo do "Ng" Valor para Td = Ng = 30 Nº trovoadas ano 2,81 Raios por km2 / ano : Área de exposição A área de exposição equivalente (Ae) é a área em m2 do plano da estrutura prolongada em todas as direções, de modo a levar em conta sua altura. Os limites da área de exposição equivalente estão afastados do perímetro da estrutura por uma distância correspondente à altura da estrutura no ponto considerado. Ae = (L x W) + (2x(LxH) )+ (2x(WxH) )+ (3,14 x H2) metros quadrados Informações para calculo da "Ae" Comprimento "L" = 168 metros 32 Largura "W" = 32 metros Altura "H" = 21 metros Perimetro = 400,00 metros Ae = 15160,74 metros quadrados (m2) : Frequencia de descargas A freqüência média anual de descargas atmosféricas (Nd) sobre a estrutura será: Nd = Ng x Ae x 10-6 Informações para calculo da Frequencia de Descargas Valor de "Ng" 2,81 Nº trovoadas ano Valor de "Ae" metros quadrados (m2) Nd = 0,0426 Descargas por ano Página 3 de 7

4 3.2.4 : Avaliação do Risco Depois de determinado o valor de (Nd), que é o número provável de raios que anualmente atingem uma estrutura, o passo seguinte é a aplicação dos fatores de ponderação indicados nas Tabelas da NBR 5419 Informações para calculo da "Ae" Tab.B.1 Fator A Tipo de ocupação da estrutura Locais de afluência de público... Lojas de Departamento 1,3 FATOR A Tab.B.2 Fator B Tipo de construção da estrutura Estrutura de concreto armado com cobertura não metálica 1 FATOR B Tab. B.3 Fator C Conteúdo da estrutura e efeitos indiretos das descargas atmosféricas Tab. B.4 Fator D Localização da estrutura Lojas de Departamento Localizada em uma grande area contendo estruturas da mesma altura ou mais alta 1,7 0,40 FATOR C Tab. B.5 Fator E Topografia da região FATOR D Planície 0,30 FATOR E Página 4 de 7

5 Frequencia de Descargas Nd = 0,0426 Descargas por ano CORREÇÃO da Frequencia de Descargas Nd CORRIGIDO = 0, Descargas por ano Com o valor de N corrigido compara-se o resultado com a freqüência admissível de danos (Nc), conforme o seguinte critério ; a) Se Nd corrigido > 10-3 (0,001) ( isto é um em mil) A estrutura requer um SPDA; b) Se 10-3 (0,001) > Nd corrigido > 10-5 (0,00001) A conveniência de um SPDA deve ser decidida por acordo entre projetista e usuário; c) Se Nd corrigido < 10-5 (0,00001) A estrutura dispensa um SPDA Escolha do nível de proteção A classificação do nível de proteção é feita pela tabela da NBR Classificação da estrutura: Tipo de estrutura: Efeitos das descargas atmosféricas: Efeitos das descargas atmosféricas: a ser adotado Estruturas comuns Lojas de Departamento Danos às instalações elétricas (por exemplo iluminação) e possibilidade de pânico. Falha do sistema de alarme contra incêndio, causando atraso no socorro Com o nível de proteção definido à NBR 5119 apresenta as características do SPDA, sendo assim teremos: Pela TAB 01 - Posicionamento do captor conforme nível de proteção Raio da Esfera Rolante 30 metros Altura do captor 20 metros com ângulo de proteção 35º 30 metros com ângulo de proteção 25º Modulo da Malha Largura = 10 metros Comprimento não superior à 20 metros Pela Tabela 01 Posicionamento do captor conforme nível de proteção Página 5 de 7

6 Pela TAB 02 - Espaçamento médio dos condutores de descida conforme o nível de proteção Espaçamento médio (metros) 15,00 Numero de descidas ( perimetro/espaçamento) 27 Pela TAB 03 - Seção minimas dos materiais do SPDA cobre Captor e aneis intermediarios 35 mm2 Condutor de descida ( quando estrutura até 20 metros) Condutor de descida ( quando estrutura superior a 20 metros) Eletrodo de Aterramento 16 mm2 35,00 50 mm2 Pela TAB 06 - Seção minimas dos condutores de ligação equipotencial para conduzir parte substancial da corrente de descarga atmosférica Seção cobre 16 mm2 Pela TAB 07 - Seção minimas dos condutores de ligação equipotencial para conduzir parte insignificante da corrente de descarga atmosférica Seção cobre 6 mm2 Pela TAB 08 - Proximidade do SPDA com as instalações Valores do coeficiente Ki Ki = 0,0075 Pela TAB 09 - Proximidade do SPDA com as instalações Valores do coeficiente Km Ar km = 1,00 solido km = 0,5000 Página 6 de 7

7 3 : Referências bibliográficas NBR 5419 ; Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas. Página 7 de 7

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS NA AGÊNCIA DE CORREIOS DE MAUÉS/AM

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS NA AGÊNCIA DE CORREIOS DE MAUÉS/AM MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS NA AGÊNCIA DE CORREIOS DE MAUÉS/AM JULHO/2014 1 1 Dados da Edificação: Obra: Agência Maués Endereço da Obra: Rua Floriano

Leia mais

RESOLUÇÃO TÉCNICA Nº 005/CCB/BM/2003.

RESOLUÇÃO TÉCNICA Nº 005/CCB/BM/2003. Eng. Gerson Medeiros Fabrício CREA 89.100 1/6 RESOLUÇÃO TÉCNICA Nº 005/CCB/BM/2003. Baixa instruções suplementares ao Decreto Estadual nº 37.380/97, alterado pelo Decreto Estadual nº 38.273/98, referente

Leia mais

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA. Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA. Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas Memorial Descritivo Revisão - 1 Outubro / 2010 página 1 S U M Á R I O : 1

Leia mais

Disciplina: Instalações Elétricas Prediais

Disciplina: Instalações Elétricas Prediais Disciplina: Instalações Elétricas Prediais Parte 6 Sistema de Proteção contra Descarga Atmosférica (SPDA) Graduação em Eng. Elétrica 1 Conograma Definições básicas Mitos e Verdades Efeito dos raios nas

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS DAS INSTALAÇÕES DE SPDA

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS DAS INSTALAÇÕES DE SPDA DATA : REV 00 07 : 10 : 13 REFERÊNCIA CLIENTE : CARIOCA SHOPPING DECK PARKING CARIOCA SHOPPING AV. VICENTE DE CARVALHO 909 Rio de Janeiro RJ REFERÊNCIA : RD3_13NP22_CET_SPDA_REV00.DOC CLIENTE/ENDEREÇO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DECARGAS ATMOSFÉRICAS SPDA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MUNICÍPIO DE PRIMAVERA DO LESTE MT

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DECARGAS ATMOSFÉRICAS SPDA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MUNICÍPIO DE PRIMAVERA DO LESTE MT MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DECARGAS ATMOSFÉRICAS SPDA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MUNICÍPIO DE PRIMAVERA DO LESTE MT CUIABÁ, ABRIL DE 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 3 2. METODOLOGIA E TIPO

Leia mais

SPDA PARA RAIOS CATALOGO DE SERVIÇOS. www.terasts.com.br

SPDA PARA RAIOS CATALOGO DE SERVIÇOS. www.terasts.com.br SPDA PARA RAIOS CATALOGO DE SERVIÇOS www.terasts.com.br SUÁRIO 1 Raios 2 Normas 3 Sobre a Empresa 4 Serviços especializados 4.1 Projetos 4.2 Instalações 4.3 Medição Ôhmica 4.4 Inspeções e Laudo Técnico

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações A nova NBR 5419:2015 Proteção contra descargas atmosféricas Jobson Modena GUISMO Engenharia NBR 5419:2015 Proteção contra descargas atmosféricas

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DE GOÁS SECRETARA DA SEGURANÇA PÚBLCA CORPO DE BOMBEROS MLTAR DRETORA DE DEFESA CVL Gerência de Segurança Contra ncêndio e Pânico NORMA TÉCNCA n. 40, de 05/03/07 Sistema de Proteção Contra Descargas

Leia mais

SAIU A NOVA NORMA NBR 5419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS O QUE MUDOU?

SAIU A NOVA NORMA NBR 5419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS O QUE MUDOU? ART489-07 - CD 262-07 - PÁG.: 1 SAIU A NOVA NORMA NBR 5419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS O QUE MUDOU? Ângelo Stano Júnior* João Roberto Cogo** * GSI - Engenharia e Comércio LTDA.

Leia mais

Disciplina: Instalações Elétricas I Carga Horária: 60H

Disciplina: Instalações Elétricas I Carga Horária: 60H CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA Disciplina: Instalações Elétricas I Carga Horária: 60H UE 05 SPDA- CH = 3 horas. Professor: Eng. Luciano de Paula Santos OBJETIVO DA NORMA. Esta Norma é aplicável às estruturas

Leia mais

FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA

FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA EMPRESA RESPONSÁVEL: Senemig Engenharia LTDA RESPONSÁVEIS

Leia mais

NBR 5419 : 2005 Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. Eng. Antonio Carlos Mori

NBR 5419 : 2005 Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. Eng. Antonio Carlos Mori NBR 5419 : 2005 Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas Eng. Antonio Carlos Mori NÍVEL I NÍVEIS DE PROTEÇÃO Estruturas nas quais uma falha do sistema de proteção pode causar: a) Interrupção

Leia mais

Montagem de SPDA e Aterramento

Montagem de SPDA e Aterramento Executamos obras com uma equipe especializada e experiente, qualificada na área de sistem as de SPDA e aterramento. O SPDA e o aterramento é de fundamental importância para a proteção de pessoas e de sistemas

Leia mais

SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DISCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA)

SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DISCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DISCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) RAIO Os raios são produzidos por nuvens do tipo cumulu-nimbus e se formam por um complexo processo interno de atrito entre partículas carregadas.

Leia mais

Passar o conhecimento adiante como forma de melhoria da sociedade.

Passar o conhecimento adiante como forma de melhoria da sociedade. 1. Introdução: Passar o conhecimento adiante como forma de melhoria da sociedade. Este trabalho tem como objetivo levar ao conhecimento dos interessados algumas orientações técnicas e práticas sobre Sistemas

Leia mais

Para as instalações de SPDA, vamos dividir em duas fases, o momento de cálculo e a parte do detalhamento que se trata do desenho da instalação.

Para as instalações de SPDA, vamos dividir em duas fases, o momento de cálculo e a parte do detalhamento que se trata do desenho da instalação. 40 SPDA Para as instalações de SPDA, vamos dividir em duas fases, o momento de cálculo e a parte do detalhamento que se trata do desenho da instalação. 40.1 Dimensionamento do SPDA Para a nossa planta

Leia mais

Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia.

Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia. Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia.com Inicie um novo projeto, selecionando Arquivos/Novo: entre um nome

Leia mais

Proprietário Página 1 de 6

Proprietário Página 1 de 6 MEMORIAL DESCRITIVO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO ACOPIARA PREFEITURA MUNICIPAL DE ACOPIARA(CE) DATA 10/11/2011 MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO DO PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

SPDA - SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS ( PARA-RAIOS ) Principais mudanças da norma NBR5419-Parte 3

SPDA - SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS ( PARA-RAIOS ) Principais mudanças da norma NBR5419-Parte 3 SPDA - SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS ( PARA-RAIOS ) Principais mudanças da norma NBR5419-Parte 3 A nova norma NBR5419 teve com o diretriz a IEC 62305 e se divide em 4 partes bem distintas,

Leia mais

Ar quente e Åmido sobe formando cristais de gelo no interior das nuvens; Cristais de gelo subindo e gotas de Çgua caindo no interior da nuvem colidem

Ar quente e Åmido sobe formando cristais de gelo no interior das nuvens; Cristais de gelo subindo e gotas de Çgua caindo no interior da nuvem colidem Ar quente e Åmido sobe formando cristais de gelo no interior das nuvens; Cristais de gelo subindo e gotas de Çgua caindo no interior da nuvem colidem promovendo a troca de Éons; A base fica negativa e

Leia mais

Propriedades Rurais. O Gado Solto

Propriedades Rurais. O Gado Solto Propriedades Rurais - (RÁIOS) À medida que as propriedades rurais vão se modernizando, tomam-se mais sensíveis às descargas atmosféricas e, em muitas delas, as conseqüências podem ser até mais danosas

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações MATERIAIS PARA SISTEMAS DE ATERRAMENTO Rinaldo J. Botelho ABNT NBR-5419 1/4 -TERMOS E DEFINIÇÕES 3.15 sistema de aterramento Sistema completo

Leia mais

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO ANEXO A Ao Ilmo Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros Militar Cidade: SERTÃO - RS Data: 10/03/2014 Encaminhamos a V. S.ª, para ANÁLISE, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Nome: INSTITUTO

Leia mais

Autos nº 307553/2008 Assunto: Pedido de impugnação do edital da Tomada de Preços nº 01/2008.

Autos nº 307553/2008 Assunto: Pedido de impugnação do edital da Tomada de Preços nº 01/2008. Autos nº 307553/2008 Assunto: Pedido de impugnação do edital da Tomada de Preços nº 01/2008. Paulo Marcos de Campos Batista, brasileiro, advogado, inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil Seção Goiás,

Leia mais

OBJETIVO: IDENTIFICAR AS EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) FEITAS PELO REFERIDOS SISTEMAS.

OBJETIVO: IDENTIFICAR AS EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) FEITAS PELO REFERIDOS SISTEMAS. SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS CEPrevI - 2012 Instrutor: Maj BM Polito OBJETIVO: IDENTIFICAR AS EXIGÊNCIAS

Leia mais

MANUAL DE PROVIDÊNCIAS INICIAIS

MANUAL DE PROVIDÊNCIAS INICIAIS MANUAL DE PROVIDÊNCIAS INICIAIS FRESADORA E BROQUEADORA DE SEDE FBS 2000 1- ÁREA PARA INSTALAÇÃO PROCEDIMENTOS INICIAIS Recomenda-se instalar a máquina em lugares sem a presença de agentes corrosivos e

Leia mais

12 - PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

12 - PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS 12 - PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS 12.1 Introdução A descarga atmosférica é um dos fenômenos mais imprevisíveis e destrutivos da natureza. Grandes prejuízos ocorrem todos os anos

Leia mais

Usos de Imagens de Satélite, Estimativa Quantitativa de Precipitação e Previsão de Precipitação a Curto Prazo pela Agência de Meteorologia do Japão

Usos de Imagens de Satélite, Estimativa Quantitativa de Precipitação e Previsão de Precipitação a Curto Prazo pela Agência de Meteorologia do Japão Usos de Imagens de Satélite, Estimativa Quantitativa de Precipitação e Previsão de Precipitação a Curto Prazo pela Agência de Meteorologia do Japão 26 de Fevereiro de 2014 Departamento de Previsão, Divisão

Leia mais

PROJETO DE DIPLOMAÇÃO

PROJETO DE DIPLOMAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DANIEL OLIVEIRA BURGUEZ PROJETO DE DIPLOMAÇÃO CÁLCULO AUTOMÁTICO EM BLINDAGENS DE SUBESTAÇÕES CONTRA DESCARGAS

Leia mais

INSTALAÇÕES DE S P D A

INSTALAÇÕES DE S P D A FNDE ProInfância INSTALAÇÕES DE S P D A PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL TÉCNICO 13 de março de 2008 FNDE ProInfância INSTALAÇÕES DE S P D A MEMORIAL TÉCNICO Memória Descritiva e Justificativa Normas Técnicas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA. Índice

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA. Índice MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA Índice 1 Introdução 2 Local da Obra 3 Normas 4 Malha de Aterramento 5 Equipamento e Materiais 6 Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas 7 Cálculo dos Elementos

Leia mais

NORMA TÉCNICA 40/2014

NORMA TÉCNICA 40/2014 É ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 40/2014 Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SUMÁRIO ANEXOS 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO. SÃO FELIX DO ARAGUAIA MT

MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO. SÃO FELIX DO ARAGUAIA MT N Ministério Público do Estado de Mato Grosso B R 1 MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO. 1. APRESENTAÇÃO SÃO FELIX DO ARAGUAIA MT O presente memorial tem por finalidade

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto.

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto. MEMORIAL DESCRITIVO ASSUNTO: Projeto de adaptação de rede de distribuição de energia elétrica urbana em tensão nominal primária de 13.8KV e secundária de 220/127V, com 02 postos de transformação de 75KVA

Leia mais

PROJETO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

PROJETO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL PROJETO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Prof. Adolar Ricardo Bohn - M. Sc. 1 PROJETO DE PROTEÇÃO

Leia mais

PROJETO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

PROJETO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL PROJETO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Prof. Adolar Ricardo Bohn - M. Sc. 1 PROJETO DE PROTEÇÃO

Leia mais

Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas.

Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. NBR-5419 eletroalta montagens elétricas ltda Eng Glauber Maurin LEGISLAÇÃO: NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

Leia mais

Rev Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo. Sítio. Área do sítio

Rev Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo. Sítio. Área do sítio OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA EXECUÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA RECUPERAÇÃO DE CERCA OPERACIONAL, IMPLANTAÇÃO DA CERCA DE SERVIDÃO, COMPLEMENTAÇÃO DA CERCA PATRIMONIAL E SERVIÇOS COMPLEMENTARES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA TRABALHO DE PESQUISA LAUDO E PROJETO DE RESISTÊNCIA DE TERRA E NECESSIDADE DE SPDA Orientador: Tibiriçá Krüger Moreira Orientandos: Fabrício

Leia mais

SUMÁRIO. Elaboração Revisão Aprovado (ou Aprovação) Data aprovação Maturino Rabello Jr Marco Antônio W. Rocha Carmen T. Fantinel

SUMÁRIO. Elaboração Revisão Aprovado (ou Aprovação) Data aprovação Maturino Rabello Jr Marco Antônio W. Rocha Carmen T. Fantinel SUMÁRIO 1. Objetivo e campo de aplicação...2 2. Referências...2 3. Definições...2 3.1 Hidrômetro...2 3.2 A.R.T...2 3.3 Ramal predial de água...2 4. Procedimentos e Responsabilidades...3 4.1 Generalidades...3

Leia mais

Defensas metálicas de perfis zincados

Defensas metálicas de perfis zincados MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

Think connected. Conduzir eletricidade. Transmitir dados. Controlar energia.

Think connected. Conduzir eletricidade. Transmitir dados. Controlar energia. Isto é a OBO Think connected. Conduzir eletricidade. Transmitir dados. Controlar energia. Bem vindo à OBO. Descubra o que move a nossa empresa. Como desenvolvemos os nossos produtos de elevada qualidade,

Leia mais

Método utiliza blocos de EPS no aterro de viaduto em Jundiaí, interior de São Paulo

Método utiliza blocos de EPS no aterro de viaduto em Jundiaí, interior de São Paulo Método utiliza blocos de EPS no aterro de viaduto em Jundiaí, interior de São Paulo Em substituição ao aterro feito com terra, tecnologia está sendo executada pela Rota das Bandeiras, empresa do grupo

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Referência: Projeto: Data: MD-SPDA CER - BRASIL OUTUBRO/2013 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO 3

Leia mais

NORMA TÉCNICA NO. 15/2012 Controle de Fumaça Parte 5 - CBMGO - GOIÂNIA/GO CBMGO - CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS

NORMA TÉCNICA NO. 15/2012 Controle de Fumaça Parte 5 - CBMGO - GOIÂNIA/GO CBMGO - CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS NORMA TÉCNICA N o. 15/2012 CONTROLE DE FUMAÇA PARTE 5 CONTROLE DE FUMAÇA MECÂNICO EM EDIFICAÇÕES HORIZONTAIS, ÁREAS ISOLADAS EM UM PAVIMENTO OU EDIFICAÇÕES QUE POSSUAM SEUS PAVIMENTOS ISOLADOS CBMGO -

Leia mais

Revisão 2015 da norma NBR 5419 de 50 para 400 páginas. Dr. Hélio Eiji Sueta

Revisão 2015 da norma NBR 5419 de 50 para 400 páginas. Dr. Hélio Eiji Sueta Revisão 2015 da norma NBR 5419 de 50 para 400 páginas Dr. Hélio Eiji Sueta Danos materiais (p.e. quebra de concreto no ponto de impacto) Exemplos de coberturas e fachadas danificadas por raios Fotos: IEC

Leia mais

A Norma NBR 5419-2.001

A Norma NBR 5419-2.001 A Norma NBR 5419-2.001 1. ÁREA DE ABRANGÊNCIA: A NBR 5419-2001, determina as especificações de projeto 1, medições, instalação e manutenção de um SPDA - Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas,

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR PARECER TÉCNICO Nº 011 - CAT

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR PARECER TÉCNICO Nº 011 - CAT ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR PARECER TÉCNICO Nº 011 - CAT Assunto: Saídas de Emergências em Edificações. O Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo:

Leia mais

Aprova a Norma Técnica nº 009/2002-CBMDF, sobre Atividades Eventuais, que especificam.

Aprova a Norma Técnica nº 009/2002-CBMDF, sobre Atividades Eventuais, que especificam. DODF Nº237 de 14 de dezembro de 2000. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 69/2002-CBMDF, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2002 Aprova a Norma Técnica nº 009/2002-CBMDF, sobre Atividades Eventuais,

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0289, de 10 de dezembro de 2013. Considerando o constante do Processo Inmetro nº 52600.032321/2013, resolve:

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0289, de 10 de dezembro de 2013. Considerando o constante do Processo Inmetro nº 52600.032321/2013, resolve: Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - Inmetro Portaria Inmetro/Dimel n.º 0289, de 10 de dezembro

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1. GENERALIDADES Este documento tem por objetivo fornecer aos interessados no Chamamento Público as especificações básicas que deverão ser seguidas para o atendimento deste objeto.

Leia mais

Sem mais para o momento e agradecendo a atenção dispensada. Atenciosamente. AFONSO C. GAPPO Engº CREA Nº38219-D RJ

Sem mais para o momento e agradecendo a atenção dispensada. Atenciosamente. AFONSO C. GAPPO Engº CREA Nº38219-D RJ CARTA Nº 11.0529/10 Rio de Janeiro, 19 de novembro de 2010. À RENTA ENGENHARIA Av. das Américas, nº 1155/17º andar Barra da Tijuca. Rio de Janeiro/RJ. At.: Sra. Tanit Marinho ASS.: Transporte Vertical

Leia mais

ESTRELA Não basta ser grande, tem que ser Estrela!

ESTRELA Não basta ser grande, tem que ser Estrela! ESTRELA Não basta ser grande, tem que ser Estrela! ESTRELA A Estrela é uma plantadora pneumática articulada, ágil, de grande porte e com rodado de plantio posicionado entre as linhas. A Estrela trabalha

Leia mais

Guia de instalação AC 2014 AC 2017

Guia de instalação AC 2014 AC 2017 Guia de instalação AC 2014 AC 2017 Antena Yagi Dual Band AC 2014 AC 2017 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este guia foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA.

TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA. TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA. PRODUTO SBF TTAS-18 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1. Finalidade da Torre A Torre Telescópica Auto

Leia mais

Cálculo de resistência para poços de proteção

Cálculo de resistência para poços de proteção Informação técnica Cálculo de resistência para poços de proteção WIKA folha de dados IN 00.15 Aplicações O cálculo de resistência em um poço de proteção é uma prova matemática da capacidade do mesmo em

Leia mais

Memorial de Cálculo: Instalações Elétricas. BRB Banco de Brasília-DF Ag. Novo Gama - Pedregal Novas Instalações TP 009/2012 - ANEXO V

Memorial de Cálculo: Instalações Elétricas. BRB Banco de Brasília-DF Ag. Novo Gama - Pedregal Novas Instalações TP 009/2012 - ANEXO V Pág. 1 Memorial de Cálculo: Instalações Elétricas Cliente: Unidade: Assunto: BRB Banco de Brasília-DF Ag. Novo Gama - Pedregal Novas Instalações Código do Projeto: 3328/12 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA OBRA: CONSTRUÇÃO TERMINAL RODOVIÁRIO ARIPUANÃ MODALIDADE: CONSTRUÇÃO LOCAL: ARIPUANÃ - MT PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE ARIPUANÃ

Leia mais

FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A.

FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. MEDIDAS DE SEGURANÇA APLICADAS NA UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE ATERRAMENTO ELÉTRICO TEMPORÁRIO Autores: Luiz Antonio Bueno Gerente da Divisão de Segurança e Higiene Industrial Sueli Pereira Vissoto Técnica

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Sistemas Prediais de Proteção contra Descargas Atmosféricas - SPDA

SISTEMAS PREDIAIS II. Sistemas Prediais de Proteção contra Descargas Atmosféricas - SPDA PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Sistemas Prediais de Proteção contra Descargas Atmosféricas - SPDA Conceituação de SPDA NBR 5419/2001 Sistema completo destinado a proteger uma estrutura contra os efeitos

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Dados do Cliente Cliente: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Campus de Concórdia Obra: Reforma de Rede e Depósito de Cilindros de Gás de Cozinha Setor da Obra:

Leia mais

TRABALHO (REC. TRIMESTRAL) DE FÍSICA 3º TRIMESTRE. Data: / / 2013 Professor: ANDERSON

TRABALHO (REC. TRIMESTRAL) DE FÍSICA 3º TRIMESTRE. Data: / / 2013 Professor: ANDERSON TRABALHO (REC. TRIMESTRAL) DE FÍSICA 3º TRIMESTRE Nome nº: Ano:2º E.M. Data: / / 2013 Professor: ANDERSON Nota: QUESTÃO 1 A figura (a) representa uma metade magnetizada de uma lâmina de barbear, com os

Leia mais

CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO

CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO PROFESSOR: SÉRGIO QUEIROZ DE ALMEIDA 1 CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO 4.1 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS - CONCEITOS Um Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA)

Leia mais

UNEMAT Universidade do Estado de Mato Grosso. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professora: Engª Civil Silvia Romfim

UNEMAT Universidade do Estado de Mato Grosso. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professora: Engª Civil Silvia Romfim UNEMAT Universidade do Estado de Mato Grosso INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professora: Engª Civil Silvia Romfim INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUAS PLUVIAIS 2 INTRODUÇÃO A água da chuva é um dos elementos

Leia mais

TERMOTÉCNICA IND. COM. LTDA Telefax: (31) 3333 0499 Site: www tel com br Email: termotecnica@tel.com.br SPDA

TERMOTÉCNICA IND. COM. LTDA Telefax: (31) 3333 0499 Site: www tel com br Email: termotecnica@tel.com.br SPDA APOSTILA ORIENTATIVA PARA PROJETISTAS SPDA (SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS) Edição 4 Dezembro / 2003 Fonte: NBR-5419 / 2001 da ABNT TERMOTÉCNICA IND. COM. LTDA Data: 20/12/03

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÕES PREDIAIS PARA ÁGUAS PLUVIAIS NBR 10844

DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÕES PREDIAIS PARA ÁGUAS PLUVIAIS NBR 10844 ÁREA DE CONTRIBUIÇÃO DADOS PLUVIOMÉTRICOS Localidade: Praça XV Ângulo de inclinação da chuva: θ = 60,0 Tipo: Coberturas s/ extravazamento Período de Retorno: T = 25 anos Intensidade pluviométrica*: i =

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO 1. GENERALIDADES 1.1 O projeto refere-se às instalações elétricas do empreendimento comercial localizado

Leia mais

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS DAT/1 SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

CONSTRUA COM CONFIANÇA.

CONSTRUA COM CONFIANÇA. CONSTRUA COM CONFIANÇA. TELHAS DE FIBROCIMENTO A Precon tem telhas de fibrocimento para atender todos os projetos, desde simples coberturas residenciais até grandes galpões industriais. Sempre com qualidade,

Leia mais

PISOS DE ALTA QUALIDADE SE CONSTROEM COM PRODUTOS GERDAU.

PISOS DE ALTA QUALIDADE SE CONSTROEM COM PRODUTOS GERDAU. PISOS DE ALTA QUALIDADE SE CONSTROEM COM PRODUTOS GERDAU. Este manual fornece informações úteis para orientá-lo na construção de pisos em concreto armado com carregamento até t/m² ou 8 t/eixo. Para executar

Leia mais

Portaria n.º 5, de 8 de janeiro de 2013.

Portaria n.º 5, de 8 de janeiro de 2013. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 5, de 8 de janeiro de 2013. O PRESIDENTE

Leia mais

- Global Positioning System - - Sistema de Posicionamento Global -

- Global Positioning System - - Sistema de Posicionamento Global - - Global Positioning System - - Sistema de Posicionamento Global - É um sistema de navegação com base em satélites artificiais que emitem, em intervalos de 1 ms, sinais rádio, diferente de satélite para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIREÇÃO-GERAL DIRETORIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS PROVA DE MATEMÁTICA 2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIREÇÃO-GERAL DIRETORIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS PROVA DE MATEMÁTICA 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIREÇÃO-GERAL DIRETORIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS À MATRÍCULA NA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR NOTURNO PROVA DE MATEMÁTICA 2011

Leia mais

ARGAMASSAS E CONCRETOS CONCRETOS

ARGAMASSAS E CONCRETOS CONCRETOS ARGAMASSAS E CONCRETOS CONCRETOS CONTROLE ESTATÍSTICO DO CONCRETO Uma das principais formas de avaliar a qualidade de um concreto é através de sua resistência à compressão. Algumas variações nos valores

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES DE SPDA

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES DE SPDA MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES DE SPDA PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS/SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL TANCREDO DE ALMEIDA NEVES SETEMBRO DE 2012 STE004-R-PE-SPD-01-01

Leia mais

APRENDENDO A VERIFICAR A POSIÇÃO DA PORTA

APRENDENDO A VERIFICAR A POSIÇÃO DA PORTA APRENDENDO A VERIFICAR A POSIÇÃO DA PORTA POR DENTRO DO VÃO; POR TRÁS DO VÃO; LAJE DE LAJE DE PAINEL PARA FECHAMENTO DO ROLO LADO EXTERNO LADO INTERNO LADO EXTERNO LADO INTERNO ATENÇÃO: O local onde ira

Leia mais

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPOERTIES

CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPOERTIES Automação Predial e Patrimonial - Memorial Descritivo para Lojas CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPOERTIES Pasta: cyrella_metropolitano-pro-ec-lojas-1-0-2012.doc DATA: 14/05/2012 0 Emissão de Memorial Descritivo

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC MEMORIAL DESCRITIVO IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC Lote 01 MARÇO/2011 1. PROJETO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC SUL INTRODUÇÃO O Projeto de Sinalização

Leia mais

Andraplan Serviços Ltda. A essência da consultoria.

Andraplan Serviços Ltda. A essência da consultoria. Andraplan Serviços Ltda. A essência da consultoria. Publicação de domínio público reproduzida na íntegra por Andraplan Serviços Ltda. Caso tenha necessidade de orientações sobre o assunto contido nesta

Leia mais

4. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

4. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1 Aquisição de redes de proteção para a quadra poliesportiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Câmpus Presidente Epitácio. 2. JUSTIFICATIVA

Leia mais

RH 1000 - TESTE DE TRINCA ELETRÔNICO

RH 1000 - TESTE DE TRINCA ELETRÔNICO MANUAL DE INSTRUÇÕES RH 1000 - TESTE DE TRINCA ELETRÔNICO 2 APRESENTAÇÃO A Rhema A empresa Rhema Ferramentas de Precisão está no mercado desde 1999, e está localizada na cidade de Maringá, no Estado do

Leia mais

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Este documento é parte integrante da Ata de Registro de Preços nº PE.DAQ.G.0132.2009, celebrada entre FURNAS e a empresa CONDUSPAR CONDUTORES ELÉTRICOS LTDA., que teve

Leia mais

DER/PR ES-OA 05/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: FÔRMAS

DER/PR ES-OA 05/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: FÔRMAS DER/PR ES-OA 05/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: FÔRMAS Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304 8130

Leia mais

Conforto com Segurança

Conforto com Segurança CONFORTO COM SEGURANÇA Produzido, embalado e comercializado segundo Sistema de Gestão da Qualidade certificado em conformidade com a NBR ISO 9001:2000. INTRODUÇÃO O Módulo Assinante Monicel permite que

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais. Aterramento. Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki

Instalações Elétricas Prediais. Aterramento. Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki Conceito Instalações Elétricas Prediais -É a Ligação intencional de um condutor à terra. -Significa colocar instalações de estruturas metálicas e equipamentos elétricos

Leia mais

CONCEITOS IMPORTANTES 04/03/2013. Prof. Rodrigo Rosa - UFES 1

CONCEITOS IMPORTANTES 04/03/2013. Prof. Rodrigo Rosa - UFES 1 P R O F. D R. E N G. R O D R I G O D E A L V A R E N G A R O S A C R E A : 5. 6 3 3 - D - E S r o d r i g o r o s a @ c t. u f e s. b r C e l. : 2 7 9 9 4 1-3 3 0 0 CONCEITOS IMPORTANTES Privatização:

Leia mais

Camada Física Camada Física Camada Física Função: A camada Física OSI fornece os requisitos para transportar pelo meio físico de rede os bits que formam o quadro da camada de Enlace de Dados. O objetivo

Leia mais

Memorial de cálculo. Dados do projeto

Memorial de cálculo. Dados do projeto Memorial de cálculo O presente documento tem por finalidade descrever o projeto de construção de um Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA), elaborado de acordo com a norma NBR 5419/2015

Leia mais

S T E E L D E C K A S O L U Ç Ã O D E F I N I T I V A E M L A J E S

S T E E L D E C K A S O L U Ç Ã O D E F I N I T I V A E M L A J E S S T E E L D E C K A S O L U Ç Ã O D E F I N I T I V A E M L A J E S Próprio (kn/m 2 ) M. Inércia Laje Mista ( 6 mm 4 /m) Vãos Máimos sem Carga sobreposta 2.000 Vãos Máimos 2.0 2.0 2.400 Triplos Balanço

Leia mais

Aterramento. 1 Fundamentos

Aterramento. 1 Fundamentos Aterramento 1 Fundamentos Em toda instalação elétrica de média tensão para que se possa garantir, de forma adequada, a segurança das pessoas e o seu funcionamento correto deve ter uma instalação de aterramento.

Leia mais

DER/PR ES-T 03/05 TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS

DER/PR ES-T 03/05 TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304 8130 www.pr.gov.br/derpr Especificações

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

Introdução. Bem vindo, ao mundo dos automatizadores para portas de enrolar!!!

Introdução. Bem vindo, ao mundo dos automatizadores para portas de enrolar!!! D I S T R I B U I D O R Introdução Bem vindo, ao mundo dos automatizadores para portas de enrolar!!! A NEW AUTOMATIZADORES atua no mercado nacional há 1 ano, distribuindo para todo Brasil e America Latina.

Leia mais

DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS

DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LAVRAS DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS HENRIQUE RAMOS VILELA LARISSA MARIA ELIAS SOARES Lavras 2016 Em uma tempestade, as fortes correntes de convecção elevam as menores gotículas

Leia mais

Exercícios de Altimetria

Exercícios de Altimetria UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Exercícios de Altimetria Nivelamento Geométrico e Trigonométrico Autores: Prof. Fernando José de Lima Botelho Prof. Eduardo Oliveira Barros Prof. Glauber Carvalho

Leia mais

FUVEST 2000-2 a Fase - Física - 06/01/2000 ATENÇÃO

FUVEST 2000-2 a Fase - Física - 06/01/2000 ATENÇÃO ATENÇÃO VERIFIQUE SE ESTÃO IMPRESSOS EIXOS DE GRÁFICOS OU ESQUEMAS, NAS FOLHAS DE RESPOSTAS DAS QUESTÕES 1, 2, 4, 9 e 10. Se notar a falta de uma delas, peça ao fiscal de sua sala a substituição da folha.

Leia mais

AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 001/2011/CELO

AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 001/2011/CELO AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 001/2011/CELO A Fundação Universidade Federal de Rondônia UNIR, através da Comissão Especial de Licitação de Obras e Serviços de Engenharia CELO, instituída pela Portaria

Leia mais

Solução. a) Qual deve ser o preço de venda de cada versão, de modo que a quantidade de livros vendida seja a maior possível?

Solução. a) Qual deve ser o preço de venda de cada versão, de modo que a quantidade de livros vendida seja a maior possível? 1 A Editora Progresso decidiu promover o lançamento do livro Descobrindo o Pantanal em uma Feira Internacional de Livros, em 01. Uma pesquisa feita pelo departamento de Marketing estimou a quantidade de

Leia mais

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações 04/IN01/DSIC/GSI/PR 01 15/FEV/13 1/8 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

Leia mais