Proprietário Página 1 de 6

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Proprietário Página 1 de 6"

Transcrição

1 MEMORIAL DESCRITIVO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO ACOPIARA PREFEITURA MUNICIPAL DE ACOPIARA(CE) DATA 10/11/2011 MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO DO PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO DA EDIFICAÇÂO E ÁREAS DE RISCO: Número da art do projeto: Classificação da edificação: PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA Proprietário: MINISTÉRIO DOS ESPORTES Projetista: ENG. LUCIANO MARTIN TEIEIRA Classificação da atividade: ESPAÇO PARA CULTURA FÍSICA Risco: ISOLADO BAIO ( ATÉ 300MJ/m2) Endereço: SEDE DO MUNICÍPIO Área total construída*: 1.034,46M2 Área total do terreno: 3.000,00M2 Número de Pavimentos: 01UN Altura considerada: 6,00M Altura total da edificação: 5,20M Número de unidades por andar: 03UN Número de unidades comerciais: 00 Número total de unidades: 03UN Descrição dos pavimentos: BLOCO 1 COM 404,88M2, COM OS SEGUINTES AMBIENTES: -BIBLIOTECA = 66,13M2 -SANITÁRIOS = 7,45M ,05M2 -TELECENTRO = 40,00M2 -ADM/ALMOARIFADO = 9,30M2 -AUDITÓRIO P/ 60LUGARES = 86,38M2 COM CAMARIM= 10,58M2, CABINE DE CONTROLE = 9,33M2 -COIA = 10,93M2 BLOCO 2 (CRAS) COM 203,28M2, COM OS SEGUINTES AMBIENTES: -SALA DE MULTIUSO = 39,19M2 -ATENDIMENTO = 12,92M2 -RECEPÇÃO = 19,08M2 -COORDENAÇÃO = 20,16M2 - COPA = 5,07M2 -SANITÁRIO PNE = 2,96M2 - CIRCULAÇÃO = 19,58M2 SALA DE MULTIUSO = 63,74M2 QUADRA COBERTA DO ENQUADRAMENTO (indicar as medidas de segurança requeridas pela edificação e áreas de risco) - BRIGADA DE INCÊNDIO; -ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA; -SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA; -SAÍDAS DE EMERGÊNCIA; -ETINTORES E Proprietário Página 1 de 6

2 - SPDA FORAM TOMADAS TODAS AS MEDIDAS DE SEGURANÇA QUANTO AO PRÓPRIO PROJETO DEIANDO AREJADOS OS AMBIENTES E MEDIDAS DE FACILIDADE DE CIRCULAÇÃO DE PESSOAS E VEÍCULOS, ASSIM COMO SINALIZAÇÃO DE ADVERTÊNCIA E INSTALAÇÃO DE ETINTORES, DO ACESSO DE VIATURAS Largura da via interna: 5,00M Altura da entrada principal: BLOCO 1 = 2,10M BLOCO 2 = 2,10M QUADRA = 6,00M A PRAÇA TEM CIRCULAÇÃO E ENTRADAS LIVRES. DA SEPARAÇÃO DE EDIFICAÇÕES OS BLOCOS DAS EDIFICAÇÕES ESTÃO LOCADOS EM TERRENOS SEPARADOS POR PASSEIOS QUE FACILITARÃO A CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS E PESSOAS E POSSUEM SAÍDAS DE EMERGÊNCIA E SINALIZAÇÃO REGIDAS PELAS NORMAS NBR 9077 E NBR RESPECTIVAMENTE. DA SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA( SAÍDAS DE EMERGÊNCIA - NBR 9077 ) SINALIZAÇÃO NAS PORTAS DE EMERGÊNCIA E NAS COLUNAS OU PAREDES COM SETAS DE INDICAÇÃO DAS SAÍDAS, CONFORME PROJETO. DA ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA (NBR / 6150) Tipo de lâmpada: FLUORESCENTES TUBULARES. Potência (watt): 2 LÂMPADAS DE 9W C/ BATERIA INTERNA. Tensão de alimentação: TENSÃO MÁIMA = 30V. Autonomia: AUTONOMIA MÍNIMA DE 6HS, INTERRUPTOR DIFERENCIAL DE ATÉ 30Ma C/ DISJUNTOR TERMOMAGNÉTICO DE 10 A. Nível de iluminamento: NÍVEL 1 - No DE LU = 400 CONFORME NB-57 E NB 5413 PARA O CÁLCULO DO No DE LU, UTULIZOU-SE: K=3 E η = 0,75 FATOR DE DEPRECIAÇÃO D= 0,90(LIMPO) PAREDES CLARAS(5) PISO ESCURO(1) TETO CLARO(5) A DISTANCIA MÁIMA ENTRE 2 PONTOS DE ILUMINAÇÃO DE AMBIENTE É EQUIVALENTE A 4 VEZES A ALTURA DE INSTALAÇÃO DESTES EM RELAÇÃO AO NÍVEL DO PISO, COM ILUMINAÇÃO APROPRIADA CONFORME No DE LU. DOS SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME Localização da central: BLOCO 1 NA PAREDE DA SALA DE MULTIUSO; BLOCO 2 NA PAREDE DA ENTRADA PRINCIPAL. DOS APARELHOS ETINTORES: Risco da edificação: BAIO Altura de instalação do extintor (metros): 1,60m DISTRIBUIÇÃO DOS APARELHOS ETINTORES TIPO E CAPACIDADE ETINTORA LOCALIZAÇÃO CO2 PQS Pó ABC BLOCO 1 * * 5 UM Proprietário Página 2 de 6

3 BLOCO 2 * * 2UN TOTAL * * 7UN DE ACORDO COM O PROJETO, TERÃO 07 UNIDADES DE ETINTORES CARGA PÓ ABC: 2-A; 20-B; C, A CADA 20M SEGUNDO A NORME NBR DA SAÍDA DE EMERGÊNCIA Quanto a ocupação: E-3 Quanto à altura: I - (EDIFICAÇÃO BAIA) Quanto as características construtivas: DE ACORDO COM A NBR 9077 Área do maior pavimento (pavimento): QUADRA COBERTA COM 426,30M2 Número de saídas: 1 SAIDA DE 2,00M 7 SAIDAS DE 1,00M Tipo de escada: NÃO TEM Especificar cálculo do dimensionamento das saídas de emergência; para locais de reunião de público especificar cálculo de público. Porta corta fogo: NÃO TEM Dimensões: Janela da escada (caixilho fixo de vidro aramado): Janela de exaustão da antecâmara: Área dos dutos de ventilação: TRF dos elementos estruturais do duto: Altura do corrimão: TRF dos elementos estruturais: Número de escadas: DO SISTEMA DE PROTEÇÃO POR HIDRANTES Tipo de material: Diâmetro da tubulação: especificar maior e menor trecho Localização do hidrante de recalque: Localização do hidrante urbano: DA CANALIZAÇÃO PREVENTIVA Tipo de material: Diâmetro da tubulação: especificar maior e menor trecho Localização do hidrante de recalque: Número total de caixas: Volumes da RTI (litros): especificar volume de HID + SPK Cálculo do consumo predial: Volume total da caixa: Dimensões da caixa: Altura do nível da RTI (metros): considerar volume de HID + SPK DISTRIBUIÇÃO DAS CAIAS DE INCÊNDIO: Especificar todos os pavimentos CAIA DE INCÊNDIO/BLOCO MANGUEIRA 1½ PAVIMENTOS TIPO QUANTIDADE QUANT POR C COMPRIMENTO TOTAL TIPO(1) cm TIPO(2) cm DO CÁLCULO DA BOMBA PARA HIDRANTES: Proprietário Página 3 de 6

4 Pressão mínima exigida: Pressão no requinte: Pressão máxima na canalização: Localização do hidrante de recalque: a) Cálculo da perda de carga Sucção Expulsão Requinte Mangueira Perda de carga total b) Cálculo da altura manométrica total c) Cálculo da bomba Especificação da bomba: Vazão (m 3 /h): Altura manométrica (m): DO HIDRANTE DE RECALQUE: Identificá-lo pelos lados interno e externo na cor vermelha e as letras HID no seu interior na cor branca. Obs.: Localizar o HR na entrada principal da edificação. DOS CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (de acordo com as NBR ): Tipo de material: Diâmetro da tubulação: especificar maior e menor trecho Localização do hidrante de recalque: Volumes da RTI (litros): especificar conforme norma Coloração da ampola Temperatura de acionamento Tipo: Letra de código = h Tubulação: diâmetro variável em ferro galvanizado Afastamento vertical do spk ao teto: em laje lisa; em laje c/viga Afastamento vertical do spk ao forro: DISTRIBUIÇÃO DOS CHUVEIROS AUTOMÁTICOS LOCALIZAÇÃO QUANTIDADE DIMENSIONAMENTO DOS SUB-RAMAIS E RAMAIS PARA RISCOS LEVE E ORDINÁRIO NÚMERO DE SPRINKLERS DIÂMETRO DO TUBO 1 1 ou 3/ ¼ 4 1 ¼ 5 1 ½ ½ 60 3 até DO CÁLCULO DA BOMBA PARA SPRINKLERS: Proprietário Página 4 de 6

5 Pressão mínima exigida: Pressão no bico: Pressão máxima na canalização: Localização do hidrante de recalque: a) Cálculo da perda de carga Sucção Expulsão Perda de carga total b) Cálculo da altura manométrica total c) Cálculo da bomba Especificação da bomba: Vazão (m 3 /h): Altura manométrica (m): DO HIDRANTE DE RECALQUE: Identificá-lo pelos lados interno e externo na cor amarela e as letras SPK no seu interior na cor preta. Obs.: Localizar o HR na entrada principal da edificação. DO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Classificação: O SPDA SERÁ INSTALADO NA QUADRA POLIESPORTIVA E DE CONFORMIDADE COM A NORMA NBR 5419 DE JULHO/2005, O ENQUADRAMENTO DESTA OBRA FOI BASEADO NAS SEGUINTES CARACTERÍSTICAS: - FUNDAÇÃO EM CONCRETO ARMADO; - SUPER ESTRUTURA EM ESTRUTURA METÁLICA + CONCRETO ARMADO. Nível de proteção: PARA SELEÇÃO DO NÍVEL DE PROTEÇÃO, FORAM USADOS OS SEGUINTES PARÂMETROS: a) EDIFÍCIOS ADMINISTRATIVOS; b) PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS; c) REGIÃO COM DENSIDADE ALTA DE NÚMEROS DE TROVOADAS AO ANO DE 120, SUPERIOR AO MÍNIMO DE 20 TROVOADAS ESTABELECIDAS PELA NORMA; d) EDIFÍCIOS DE ALTURA SUPERIOR A 3 METROS. EM FUNÇÃO DESTES PARÂMETROS ACIMA RELACIONADOS, ESTA CONSTRUÇÃO FOI CLASSIFICADA PARA NÍVEL DE PROTEÇÃO II. Classificação da estrutura: ESTRUTURA METÁLICA Tipo de estrutura: METÁLICA COM CONCRETO Área de exposição equivalente: 426,30M2 Cálculo da necessidade de SPDA: DENTRE OS VÁRIOS SISTEMAS NORMALIZADOS DE PROTEÇÃO DE ESTRUTURA CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS(SPDA), OPTOU-SE PARA O PRESENTE PROJETO O SISTEMA DE GAIOLA DE FARADAY NÃO ISOLADA, ISTOÉ, UTILIZANDO OS ELEMENTOS NATURIAS QUE CONSTIRUEM A CONSTRUÇÃO, TAIS COMO A ARMADURA METÁLICA DO CONCRETO ARMADO DAS FUNDAÇÃO E A ESTRUTURA METÁLICA DA COBERTURA. DIMENSIONAMENTO DO SPDA: Tipo de captação: A PROTEÇÃO ETERNA SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GAIOLA DE FARADAY UTILIZANDO PARA DESCIDAS DE CORRENTES ELÉTRICAS PRINCIPAIS DO RAIO PARA AS FUNDAÇÕES, AS FERRAGENS DE PILARES E INTERLIGAÇÃO COM AS Proprietário Página 5 de 6

6 FERRAGENS DE VIGAS E LAJES, ISTO É, EQUALIZAÇÃO DE POTENCIAL DE TODA ESTRUTURA DE CONCRETO ARMADO, CONFORME NBR Largura da malha (gaiola): A MALHA É DIVIDIDA EM MÓDULOS COM DIMENSÕES MÁIMAS DE 1015CM Raio de proteção (franklin): Altura do captor: OS BLOCOS SÃO ENVOLVIDOS POR UMA ARMADURA METÁLICA, DAÍ O NOME GAIOLA. NOS TELHADOS SÃO INSTALADAS MALHAS DE FIOS METÁLICOS COM HASTES DE CERCA DE 50CM QUE SÃO RECEPTORAS DAS DESCARGAS ELÉTRICAS QUE POR SUA VEZ ESTÃO CONECTADAS ATÉ O SOLO ATRAVÉS DE UM CABO DE DESCIDA NA PRÓPRIA ESTRUTURA DOS EDIFÍCIOS E CHEGAM ÀS FUNDAÇÕES(DOS PILARES) DOS PRÓPRIOS EDIFÍCIOS ONDE A ENERGIA DOS RAIOS É DISSIPADA. Espaçamento médio: MÍNIMO A CADA 8,00M Perímetro da coberta: BLOCO 1 = 120,00M BLOCO 2 = 220,00M QUADRA = 150,00M Número de descidas: BLOCO 1 = 15DESCIDAS BLOCO 2 = 30DESCIDAS QUADRA = 10DESCIDAS Material utilizado: VERGALHÃO DE 50MM, CABO DE COBRE DE 35MM2 Altura da proteção mecânica de PVC rígido: Tipo de aterramento: TIPO MELSENS GAIOLA DE FARADAY Resistência do aterramento: EFICIENCIA DE 98% DA CENTRAL DE GÁS: Tipo: Capacidade: Tubulação: TRF dos elementos estruturais: Distância a outra instalação: LUCIANO MARTIN TEIEIRA ENGo. CIVIL CREA 5.556/D-GO Msc, ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO Proprietário Página 6 de 6

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS DAT/1 SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO ANEXO A Ao Ilmo Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros Militar Cidade: SERTÃO - RS Data: 10/03/2014 Encaminhamos a V. S.ª, para ANÁLISE, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Nome: INSTITUTO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA. Índice

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA. Índice MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA Índice 1 Introdução 2 Local da Obra 3 Normas 4 Malha de Aterramento 5 Equipamento e Materiais 6 Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas 7 Cálculo dos Elementos

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO SPDA BRASÍLIA - DF

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO SPDA BRASÍLIA - DF INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO SPDA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA - DF 1 - MEMORIAL DESCRITIVO 2 MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO I - IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1. OBRA: Regularização e Ampliação de um Complexo Esportivo. 1.2. ENDEREÇO: Conjunto Manuel Julião, Rio

Leia mais

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1/8 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO AMAPÁ DIVISÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS 1. Normas de referência: NBR 10.897-ABNT 1.1. Outras normas: 2. Nome

Leia mais

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA.

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. RELATÓRIO ACOMPANHAMENTO MENSAL SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. Objetivo. Este relatório tem por objetivo avaliar e mitigar os riscos equivalentes desta edificação. Foram realizadas diversas vistorias

Leia mais

INSTALAÇÕES DE S P D A

INSTALAÇÕES DE S P D A FNDE ProInfância INSTALAÇÕES DE S P D A PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL TÉCNICO 13 de março de 2008 FNDE ProInfância INSTALAÇÕES DE S P D A MEMORIAL TÉCNICO Memória Descritiva e Justificativa Normas Técnicas

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 015/DAT/CBMSC) SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS)

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 015/DAT/CBMSC) SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS) ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 015/DAT/CBMSC)

Leia mais

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DECARGAS ATMOSFÉRICAS SPDA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MUNICÍPIO DE PRIMAVERA DO LESTE MT

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DECARGAS ATMOSFÉRICAS SPDA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MUNICÍPIO DE PRIMAVERA DO LESTE MT MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DECARGAS ATMOSFÉRICAS SPDA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DO MUNICÍPIO DE PRIMAVERA DO LESTE MT CUIABÁ, ABRIL DE 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 3 2. METODOLOGIA E TIPO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Referência: Projeto: Data: MD-SPDA CER - BRASIL OUTUBRO/2013 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO 3

Leia mais

FÓRUM DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES

FÓRUM DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA FÓRUM DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO EMPRESA RESPONSÁVEL: Senemig Engenharia LTDA RESPONSÁVEIS

Leia mais

Segurança contra Incêndio em Edificações. Medidas de Proteção Ativa

Segurança contra Incêndio em Edificações. Medidas de Proteção Ativa Segurança contra Incêndio em Edificações Medidas de Proteção Ativa Arq. Marcos Vargas Valentin 1 Medidas de Proteção Ativa Instalações Elétricas Prediais : Iluminação de emergência Alarme manual (acionadores

Leia mais

GRUPO NOVO BRASIL LINHA DE PRODUTOS 01/2002-REV.00

GRUPO NOVO BRASIL LINHA DE PRODUTOS 01/2002-REV.00 UNID ABRIGOS PARA HIDRANTES E MANGUEIRAS DE INCENDIO Medidas Padrão: Caixa de embutir com moldura removível: 50 x 70 x 25 (cm); Predial / Industrial 75 x 45 x 17 (cm);. Predial / Industrial Caixa externa

Leia mais

A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS NAS EDIFICAÇÕES

A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS NAS EDIFICAÇÕES A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS NAS EDIFICAÇÕES 1 OBJETIVOS DO PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO A proteção da vida humana A proteção do patrimônio A continuidade do processo produtivo 2 O CÍRCULO DE PROTEÇÃO

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho DISCIPLINA PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E EXPLOSÕES II ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PREVENÇÃO,

Leia mais

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES DE PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1. GENERALIDADES O sistema de proteção proposto busca satisfazer as condições mínimas de segurança preconizadas pela

Leia mais

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 BELO HORIZONTE MG Apresentação: Condomínio Edifício Afonso Pena, 2.300 Endereço: Afonso Pena, 2.300 Bairro: Centro Esquina com Rio Grande do Norte Belo Horizonte BH Localização:

Leia mais

Montagem de SPDA e Aterramento

Montagem de SPDA e Aterramento Executamos obras com uma equipe especializada e experiente, qualificada na área de sistem as de SPDA e aterramento. O SPDA e o aterramento é de fundamental importância para a proteção de pessoas e de sistemas

Leia mais

FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA

FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA EMPRESA RESPONSÁVEL: Senemig Engenharia LTDA RESPONSÁVEIS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS CONSTRUÇÕES BLOCO 01

MEMORIAL DESCRITIVO DAS CONSTRUÇÕES BLOCO 01 1. INSTALAÇÕES DE COMBATE A INCÊNDIOS CONDIÇÕES GERAIS O projeto de prevenção e combade a incêndios foi executado atendendo às exigências das seguintes normas e leis: NB; - 9077/93. NT - 15/2009 - CAT

Leia mais

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 Aprova a Norma Técnica nº 004/2000-CBMDF, sobre o Sistema de Proteção

Leia mais

Aterramento. 1 Fundamentos

Aterramento. 1 Fundamentos Aterramento 1 Fundamentos Em toda instalação elétrica de média tensão para que se possa garantir, de forma adequada, a segurança das pessoas e o seu funcionamento correto deve ter uma instalação de aterramento.

Leia mais

Palestrante : Maj BM Polito

Palestrante : Maj BM Polito SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS Palestrante : Maj BM Polito SUMÁRIO 1- PARÂMETROS PARA EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS

Leia mais

Instrução Técnica nº 43/2011 - Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes 779

Instrução Técnica nº 43/2011 - Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes 779 Instrução Técnica nº 43/2011 - Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes 779 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO O

MEMORIAL DESCRITIVO O MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais e padronizar os projetos e execuções da obra localizada na Rua Jorge Marcelino Coelho, s/n, Bairro

Leia mais

PPCI (PLANO DE PROTEÇÃO DE COMBATE A INCÊNDIO) PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ

PPCI (PLANO DE PROTEÇÃO DE COMBATE A INCÊNDIO) PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ PPCI (PLANO DE PROTEÇÃO DE COMBATE A INCÊNDIO) PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ End.: Rua Mal. Floriano Peixoto, 426 Bairro: Centro São Sebastião do Caí RS Ocupação: Ginásio Poliu Esportivo

Leia mais

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DO RESTAURANTE E VESTIÁRIOS Rev. 0: 09/01/13 1. INTRODUÇÃO Este memorial visa descrever os serviços e especificar os materiais do projeto

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: SPDA Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. CARACTERÍSTICAS DA EDIFICAÇÃO... 03 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 03 3. ENQUADRAMENTO

Leia mais

EDIFÍCIO MARAVILHA JUNHO/2009

EDIFÍCIO MARAVILHA JUNHO/2009 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS GERAIS JUNHO/2009 POSTO DE SECCIONAMENTO E TRANSFORMAÇÃO CENTRAL GERADORA DE EMERGÊNCIA SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA COMPENSAÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA QUADROS ELÉCTRICOS

Leia mais

Empreendimento: Edifício Comercial Ravello Endereço: Rua Najla Carone Guedert esq. c/ Ariena - Pagani Palhoça / SC

Empreendimento: Edifício Comercial Ravello Endereço: Rua Najla Carone Guedert esq. c/ Ariena - Pagani Palhoça / SC MEMORIAL DESCRITIVO Edifício Comercial Ravello São José, SETEMBRO DE 2010. Empreendimento: Edifício Comercial Ravello Endereço: Rua Najla Carone Guedert esq. c/ Ariena - Pagani Palhoça / SC DESCRIÇÃO DOS

Leia mais

Manual de Referência Técnica Elevac 200

Manual de Referência Técnica Elevac 200 Apresentação O Elevador Pneumático Elevac, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, com patente registrada, é um sistema de transporte vertical pneumático, sem cabos, pistões

Leia mais

Unidade: Instalações prediais de proteção contra incêndio e de gás

Unidade: Instalações prediais de proteção contra incêndio e de gás Unidade: Instalações prediais de proteção contra incêndio e de gás Nesta Unidade da Disciplina tentaremos compreender a questão da problemática envolvida nos tratos dos assuntos atinentes a prevenção e

Leia mais

SAIU A NOVA NORMA NBR 5419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS O QUE MUDOU?

SAIU A NOVA NORMA NBR 5419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS O QUE MUDOU? ART489-07 - CD 262-07 - PÁG.: 1 SAIU A NOVA NORMA NBR 5419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS O QUE MUDOU? Ângelo Stano Júnior* João Roberto Cogo** * GSI - Engenharia e Comércio LTDA.

Leia mais

Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas.

Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. NBR-5419 eletroalta montagens elétricas ltda Eng Glauber Maurin LEGISLAÇÃO: NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO Responsabilidade e Compromisso com o Meio Ambiente 2 110766_MEMPCI_REFORMA_SALA_MOTORISTAS_R00 MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

OBJETIVO: IDENTIFICAR AS EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) FEITAS PELO REFERIDOS SISTEMAS.

OBJETIVO: IDENTIFICAR AS EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) FEITAS PELO REFERIDOS SISTEMAS. SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS CEPrevI - 2012 Instrutor: Maj BM Polito OBJETIVO: IDENTIFICAR AS EXIGÊNCIAS

Leia mais

FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO

FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO Rua Rishin Matsuda, 562 Vila Santa Catarina CEP 04371-000 São Paulo SP Tel. 11 5563-6477 Fax 11 5563-3107 www.elevadoreszenit.com.br FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO ORIENTAÇÃO ELEVADORES CARGAS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

PREVENÇÃO E PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL

PREVENÇÃO E PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL PREVENÇÃO E PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL MEDIDAS PARA CONTER A PROPAGAÇÃO DO INCÊNDIO NOS EDIFÍCIOS Compartimentação horizontal Compartimentação vertical Controle da

Leia mais

LAUDO DE VISTORIA ELÉTRICA José Antonio Mocarzel engenheiro eletricista CREA RJ 1981103822

LAUDO DE VISTORIA ELÉTRICA José Antonio Mocarzel engenheiro eletricista CREA RJ 1981103822 LAUDO DE VISTORIA ELÉTRICA N O 21/2015 1. Informações gerais sobre o local da vistoria: Imóvel sito a rua Jornalista Irineu Marinho nº 441 Icaraí Niterói RJ Nome do Condomínio: Edifício Luanda CNPJ/MP:

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL Resolução nº 002 de 09 de maio de 2011. O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO OBJETO: Contratação de empresa c/ Tradição no Ramo (trabalha de forma especializada) p/ Locação e Execução (Instalação, Montagem, Manutenção, Operacionalização e Desmontagem)

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC)

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS NA AGÊNCIA DE CORREIOS DE MAUÉS/AM

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS NA AGÊNCIA DE CORREIOS DE MAUÉS/AM MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS NA AGÊNCIA DE CORREIOS DE MAUÉS/AM JULHO/2014 1 1 Dados da Edificação: Obra: Agência Maués Endereço da Obra: Rua Floriano

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Controle de Perdas e Meios de Fuga Módulo Único

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Controle de Perdas e Meios de Fuga Módulo Único Curso Técnico Segurança do Trabalho Controle de Perdas e Meios de Fuga Módulo Único Meios de Fuga As rotas de fuga devem atender, entre outras, às seguintes condições básicas: Número de saídas O número

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTOS E ENFERMARIAS DA CASA DE CARIDADE SANTA TEREZA.

MEMORIAL DESCRITIVO AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTOS E ENFERMARIAS DA CASA DE CARIDADE SANTA TEREZA. MEMORIAL DESCRITIVO AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTOS E ENFERMARIAS DA CASA DE CARIDADE SANTA TEREZA. 1 RELATÓRIO TÉCNICO / MEMORIAL DE INTERVENÇÃO EM ESTABELECI- MENTO DE SAÚDE. AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTO

Leia mais

NBR 5419 : 2005 Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. Eng. Antonio Carlos Mori

NBR 5419 : 2005 Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas. Eng. Antonio Carlos Mori NBR 5419 : 2005 Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas Eng. Antonio Carlos Mori NÍVEL I NÍVEIS DE PROTEÇÃO Estruturas nas quais uma falha do sistema de proteção pode causar: a) Interrupção

Leia mais

Residencial Recanto do Horizonte

Residencial Recanto do Horizonte MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Recanto do Horizonte FUNDAÇÃO E ESTRUTURA As Fundações serão executadas de acordo com o projeto estrutural, elaborado de acordo com as normas técnicas pertinentes e baseadas

Leia mais

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS CAPÍTULO 4: CAIXAS DE SAÍDA CONDIÇÕES As caixas de saída devem ser projetadas nas tubulações secundárias nas seguintes condições: a) Nas entradas e saídas de fios telefônicos nos eletrodutos; b) Para diminuir

Leia mais

Corpo de Bombeiros. Compartimentação horizontal e compartimentação vertical

Corpo de Bombeiros. Compartimentação horizontal e compartimentação vertical SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. 09/2011 Compartimentação horizontal e compartimentação vertical SUMÁRIO

Leia mais

3.8 3.9 3.10 3.11 3.12 3.13 3.14 4 DEFINIÇÕES 5 PROCEDIMENTOS 5.1. Compartimentação horizontal: 5.1.1 5.1.2 Características de construção:

3.8 3.9 3.10 3.11 3.12 3.13 3.14 4 DEFINIÇÕES 5 PROCEDIMENTOS 5.1. Compartimentação horizontal: 5.1.1 5.1.2 Características de construção: ANEXO VII AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 7 COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E COMPARTIMENTAÇÃO VERTICAL 1 OBJETIVO 1.1 Esta Norma Técnica estabelece os parâmetros da compartimentação

Leia mais

NPT 009 COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E COMPARTIMENTAÇÃO VERTICAL

NPT 009 COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E COMPARTIMENTAÇÃO VERTICAL Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 009 Compartimentação Horizontal e Compartimentação Vertical CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão:01 Norma de Procedimento Técnico 20 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

RESOLUÇÃO TÉCNICA Nº 005/CCB/BM/2003.

RESOLUÇÃO TÉCNICA Nº 005/CCB/BM/2003. Eng. Gerson Medeiros Fabrício CREA 89.100 1/6 RESOLUÇÃO TÉCNICA Nº 005/CCB/BM/2003. Baixa instruções suplementares ao Decreto Estadual nº 37.380/97, alterado pelo Decreto Estadual nº 38.273/98, referente

Leia mais

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP Aprova a Norma Técnica nº 010/2005-CBMAP, sobre atividades eventuais no Estado do Amapá,

Leia mais

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS TORRE ESTAIADA A torre estaiada é a solução mais econômica por atingir grandes alturas e com elevada capacidade de carga, porém exige-se disponibilidade de terreno para sua instalação. Possui seção transversal

Leia mais

Símbolos Gráficos Para Projeto de Segurança Contra Incêndio

Símbolos Gráficos Para Projeto de Segurança Contra Incêndio Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 004 Símbolos Gráficos Para Projeto de Segurança Contra Incêndio CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 01 Norma de Procedimento Técnico 17 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo

Leia mais

INFRAERO VT.06/557.92/04754/00 2 / 9

INFRAERO VT.06/557.92/04754/00 2 / 9 REV MODIFICAÇÃO DATA PROJETISTA DESENHISTA APROVO Coordenador Contrato: CREA/UF: Autor do Projeto Resp. Técnico: CREA/UF: Co-Autor: CREA/UF: MARGARET SIEGLE 4522D/ES ELISSA M. M. FRINHANI 5548/D-ES NUMERO:

Leia mais

Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SPDA

Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SPDA Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SPDA NBR 5419/2005 Prof. Marcos Fergütz Maio/2015 Fonte: Proj. de Instalações Elétricas/Domingos Leite Filho/2001 Formação das Descargas Atmosféricas

Leia mais

IT - 07 COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E COMPARTIMENTAÇÃO VERTICAL

IT - 07 COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E COMPARTIMENTAÇÃO VERTICAL IT - 07 COMPARTIMENTAÇÃO HORIZONTAL E COMPARTIMENTAÇÃO VERTICAL SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas 4 Definições 5 Procedimentos INSTRUÇÃO TÉCNICA 07 DIRETORIA DE ATIVIDADES TECNICAS

Leia mais

Segurança contra Incêndio em Edificações Parte 1. Medidas de Proteção Ativa. Medidas de Proteção Ativa. Combustão. Princípios de extinção

Segurança contra Incêndio em Edificações Parte 1. Medidas de Proteção Ativa. Medidas de Proteção Ativa. Combustão. Princípios de extinção Medidas de Proteção Ativa Segurança contra Incêndio em Edificações Parte 1 Medidas de Proteção Ativa Medidas de Proteção Ativa Instalações Elétricas Prediais : Iluminação de emergência Alarme manual (acionadores

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2011

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2011 Instrução Técnica nº 04/2011 - Símbolos gráficos para projeto de segurança contra incêndio 149 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros

Leia mais

Planilha de Orçamento GLOBAL

Planilha de Orçamento GLOBAL Prefeitura Municipal de 1. SERVIÇOS INICIAIS.1 DEMOLICAO ESTRUTURA DE MADEIRA DE TELHADO.2 DEMOLICAO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACICOS (E=15CM).3 DEMOLICAO DE PISO DE TABUAS CORRIDAS.4 RETIRADA DE ESQUADRIAS.5

Leia mais

NPT 029 COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GÁS NATURAL

NPT 029 COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GÁS NATURAL Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 029 Comercialização, distribuição e utilização de gás natural CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 01 Norma de Procedimento Técnico 5 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO SUL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO SUL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO SUL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA Rua São Luis nº 77 - Fone: (51) 3320.2100-90620 170 - Porto Alegre

Leia mais

IT - 35 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFICAÇÕES HISTÓRICAS

IT - 35 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFICAÇÕES HISTÓRICAS IT - 35 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFICAÇÕES HISTÓRICAS SUMÁRIO 1 - Objetivo 7 - Exposição ao risco de incêndio 2 - Referências normativas 8 - Risco de incêndio 3 - Símbolos 9 - Fatores de segurança

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO.

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO CASTANHAL (PA) MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. ABRIL/2014 REFORMA

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL 1 OBJETIVO: Padronizar os diversos tipos de sistemas de bomba de incêndio das edificações, seus requisitos técnicos, componentes, esquemas elétricos-hidráulicos e memória de cálculo, de acordo com os parâmetros

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 09/2011

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 09/2011 Instrução Técnica nº 09/2011 - Compartimentação horizontal e compartimentação vertical 203 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros

Leia mais

RELATÓRIO STATUS INICIAL DA OBRA PRO-ARQ Ltda.

RELATÓRIO STATUS INICIAL DA OBRA PRO-ARQ Ltda. Cliente Obra Endereço DatadeInicio FUNDACINE GerentedeContratoArq.FilemónR.AlbaPosse CINEMATECACAPITÓLIO E-mail Av.BorgesdeMedeirosesq.DemétrioRibeiro PortoAlegre RS filemon_arq@yahoo.com.br PREVISTAPARA01-07-2010

Leia mais

Projeto de revisão NBR 13434 Parte 2 Sinalização de segurança contra incêndio e pânico Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores.

Projeto de revisão NBR 13434 Parte 2 Sinalização de segurança contra incêndio e pânico Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores. ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas OUT:2001 Projeto de revisão NBR 13434 Parte 2 Sinalização de segurança contra incêndio e pânico Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores. Sede: Rio

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 25 MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS

NORMA TÉCNICA N o 25 MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS ANEXO XXV AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 25 MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica estabelece as medidas de segurança

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE VISTORIA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS EM EDIFÍCIOS HABITACIONAIS.

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE VISTORIA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS EM EDIFÍCIOS HABITACIONAIS. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE VISTORIA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS EM EDIFÍCIOS HABITACIONAIS. Este é o check list que deve ser utilizado para vistorias em edifícios habitacionais para

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS DE COMBATE À INCÊNDIO CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS)

SISTEMAS PREDIAIS DE COMBATE À INCÊNDIO CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS) Universidade Federal de Goiás Departamento de Engenharia Civil Curso de Engenharia Civil SISTEMAS PREDIAIS 2 SISTEMAS PREDIAIS DE COMBATE À INCÊNDIO CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS) Prof. Msc. Heber

Leia mais

Tecnologias de Prevenção e Combate a Incêndios João Gama Godoy

Tecnologias de Prevenção e Combate a Incêndios João Gama Godoy Tecnologias de Prevenção e Combate a Incêndios João Gama Godoy Técnico de Segurança do Trabalho Senac - 2010 É proibida a reprodução do conteúdo desta apresentação em qualquer meio de comunicação, eletrônico

Leia mais

SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DISCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA)

SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DISCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DISCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) RAIO Os raios são produzidos por nuvens do tipo cumulu-nimbus e se formam por um complexo processo interno de atrito entre partículas carregadas.

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 1 MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, é um sistema de

Leia mais

CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO

CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO PROFESSOR: SÉRGIO QUEIROZ DE ALMEIDA 1 CAPÍTULO IV SISTEMA DE PROTEÇÃO 4.1 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS - CONCEITOS Um Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA)

Leia mais

Instalações Prediais (Hidráulico-Sanitárias e Elétricas) e o Projeto Arquitetônico

Instalações Prediais (Hidráulico-Sanitárias e Elétricas) e o Projeto Arquitetônico Instalações Prediais (Hidráulico-Sanitárias e Elétricas) e o Projeto Arquitetônico Introdução As instalações prediais constituem subsistemas que devem ser integrados ao sistema construtivo proposto pela

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 CONTROLE DE FUMAÇA PARTE 2 CONCEITOS, DEFINIÇÕES E COMPONENTES DO SISTEMA

Leia mais

Projeto de Rede Telefônica

Projeto de Rede Telefônica Projeto de Rede Telefônica Prof. Manoel Henrique Sequencia Definições e materiais. Caixas de distribuição Blocos de terminais Caixas de passagem Tubulação Entrada Primária Secundária Cabos telefônicos

Leia mais

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS CAPÍTULO 2: ESQUEMA GERAL DA TUBULAÇÃO TELEFÔNICA. RECOMENDAÇÕES A tubulação telefônica é dimensionada em função da quantidade de pontos telefônicos previsto para cada parte do edifício. Cada ponto telefônico

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 27 CONSIDERANDO:

RESOLUÇÃO N.º 27 CONSIDERANDO: PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE COMISSÃO CONSULTIVA PARA PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO RESOLUÇÃO N.º 27 Interpreta a aplicação dos artigos 103 e 104 da Lei Complementar 420/98 A Comissão Consultiva Para

Leia mais

Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia.

Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia. Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia.com Inicie um novo projeto, selecionando Arquivos/Novo: entre um nome

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 11 PLANOS DE INTERVENÇÃO DE INCÊNDIO

NORMA TÉCNICA N o 11 PLANOS DE INTERVENÇÃO DE INCÊNDIO ANEXO XI AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 11 PLANOS DE INTERVENÇÃO DE INCÊNDIO 1. OBJETIVOS Esta Norma Técnica estabelece princípios gerais para: a) o levantamento de riscos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE MEMORIAL DESCRITIVO OBJETIVO: SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE RESERVATÓRIO ELEVADO Estrutura - Toda a estrutura do reservatório será em concreto armado utilizando

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INSTALAÇÕES PREVENTIVAS CONTRA INCÊNDIO DE EDIFICAÇÃO

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INSTALAÇÕES PREVENTIVAS CONTRA INCÊNDIO DE EDIFICAÇÃO INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INSTALAÇÕES PREVENTIVAS CONTRA INCÊNDIO DE EDIFICAÇÃO Blumenau, maio de 2010 1. RESUMO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. INTRODUÇÃO... 3 4. SISTEMA PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO...

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais

Instalações Elétricas Prediais Abril de 2010 Sumário Tópicos Sumário 1 As tubulações às quais se referem estas instruções devem ser destinadas exclusivamente ao uso da Concessionária que, ao seu critério, nelas poderá os servições de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES

MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES PAX_PERDIZES é composto por 1 torre residencial com 8 pavimentos com 4 unidades cada. As vagas de estacionamento estão distribuídas em 2 subsolos. O acesso ao Empreendimento

Leia mais

ECV 5644 Instalações II

ECV 5644 Instalações II SISTEMA DE GÁS CENTRALIZADO Fonte: ETFSC Este Sistema também é conhecido como SISTEMA DE GÁS COMBUSTIVEL CENTRALIZADO, é constituído basicamente das seguintes instalações: 1. Central de Gás (Central de

Leia mais

MEMORIA DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS

MEMORIA DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE CAICÓ Av. Cel. Martiniano, 993 Caicó (RN) CNPJ 08.096.570/0001-39 MEMORIA DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS QUADRA COBERTA; 1-SERVIÇOS PRELIMINARES Locação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO.

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO. OBRA: COL. EST. RESIDENCIAL SÃO PEDRO - PROJETO PADRÃO SECULO XXI. LOCAL: - Rua Tucunaré com Rua Pacu e Avenida Astolpho Leão Borges APM-05, Residencial São Pedro Goianira - GO ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES

Leia mais

NORMA TÉCNICA 09/2014

NORMA TÉCNICA 09/2014 É ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 09/2014 Compartimentação horizontal e vertical SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas e bibliográficas

Leia mais

Recomendações para instalação de rede interna e de equipamentos a gás.

Recomendações para instalação de rede interna e de equipamentos a gás. Recomendações para instalação de rede interna e de equipamentos a gás. USO DE GÁS NATURAL CANALIZADO NORMAS E LEGISLAÇÃO: ABNT NBR 14570 ABNT NBR 13103 COSCIP código de segurança - decreto estadual nº

Leia mais

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas 4 Definições 5 Generalidades gerais 6- Procedimentos 7 Certificação e validade/garantia INSTRUÇÃO

Leia mais