Programação para Internet I 9. HTML5. Nuno Miguel Gil Fonseca

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programação para Internet I 9. HTML5. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt"

Transcrição

1 Programação para Internet I 9. HTML5 Nuno Miguel Gil Fonseca

2 Resumidamente, é o novo standard para estruturar conteúdo de páginas web. A última versão de HTML surgiu em 1999, e como bem sabemos, a Internet mudou consideravelmente de lá para cá, pelo que surgiu a necessidade de criar uma nova linguagem que melhor se adapte às novas necessidades dos utilizadores. É o resultado do trabalho de duas organizações distintas: World Wide Web Consortium (W3C) que estava a trabalhar na próxima versão do XHTML (XHTML 2) Web Hypertext Application Technology Working Group (WHATWG) que estava a trabalhar no HTML5. (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 2

3 Em 2006, as duas organizações reuniram esforços e passaram ambas a trabalhar numa só especificação: HTML5. Muito embora ainda não tenha sido aprovada a versão final pelo W3C, a verdade é que muitos browsers já suportam algumas partes o que constitui um grave problema! (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 3

4 Principais alterações face à versão anterior: A primeira diferença diz respeito ao DOCTYPE, que passa a ser apenas: <!DOCTYPE html> A estrutura base de um documento HTML5 é: <!DOCTYPE html> <html lang="pt"> <head> <meta charset="iso "> <title>exemplo</title> </head> <body> <p>exemplo em HTML5</p> </body> </html> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 4

5 Principais alterações face à versão anterior: Os elementos vaziam não necessitam de ser fechados (embora possam continuar a ser) <br> <br /> OK! OK! Passa a ser possível utilizar atributos reduzidos <input type="text" name="nome" required="true"> OK! <input type="text" name="nome" required> OK! Resumindo tudo o que tinha deixado de ser possível fazer aquando da passagem de HTML XHTML, passa a ser possível! No entanto, pode continuar a escrever código HTML5 como se XHTML se tratasse (o chamado XHTML5). (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 5

6 Principais alterações face à versão anterior: Surgimento de novos elementos (tags) <header> - definição de cabeçalhos de páginas ou artigos <footer> - definição de rodapés de páginas ou artigos <article> - definição de artigos <aside> - definição de conteúdo lateral (mas relacionado!) ao principal <figure> - para definição de uma zona com figura(s) <figcaption> - para inserir uma legenda numa zona de figuras definida pela tag figure <figure> <img src="img1.png" alt="sol"> <img src="img2.png" alt="lua"> <figcaption>imagens do sol e da lua</figcaption> </figure> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 6

7 Principais alterações face à versão anterior: Surgimento de novos elementos (tags) <hgroup> - Para definição headings<h1>-<h6> <hgroup> <h1>capítulo</h1> <h2>sub-capítulo</h2> </hgroup> <mark> - Para texto que deva surgir destacado <nav> - para definição de zonas de menu <section> - para definição de secções dentro de um documento (ex. capítulos, cabeçalhos, rodapés, etc.) <time> - para definição de datas/horas <wbr> - permite especificar onde é pertinente que uma palavra seja partida em caso de mudança de linha <p> Se tiver que mudar de linha, parte-me por aqui: in<wbr>cons<wbr>ti<wbr>tu<wbr>cio<wbr>nal.</p> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 7

8 Principais alterações face à versão anterior: Surgimento de novos elementos (tags) Outras <command>, <details>, <summary>, <meter>, <progress> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 8

9 Principais alterações face à versão anterior: Novos atributos para os elementos de formulário Required <input type="text" name="nome" required="true"> Definição de padrões para os dados aceites (pattern) Z]{3}" <input type="text" pattern="[0-9][a-z]{3}" name="qualquercoisa" required > (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 9

10 Principais alterações face à versão anterior: Novos atributos para os elementos de formulário Utilização de listas de valores possíveis <input type="text" name="cores" list="listadecores"> <datalist id="listadecores"> <option value="red"> <option value="greeen"> <option value="blue"> </datalist> Outros autocomplete, autofocus, form, formaction, formenctype, formmethod, formnovalidate, formtarget, height, width, multiple, placeholder (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 10

11 Principais alterações face à versão anterior: Novos elementos de formulário <keygen>, <output> Novos tipos de campos de formulário (input type="xxxx") tel, search, url, , datetime, date, month, week, datetime-local, number, range, color Mais informações: (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 11

12 Principais alterações face à versão anterior: Passa a ser possível editar o conteúdo em praticamente todo o lado <div id="caixote" contenteditable="true"> Texto, texto, bla bla bla </div> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 12

13 Principais alterações face à versão anterior: Desaparecimento de algumas tags: <acronym>, <applet>, <basefont>, <big>, <center>, <dir>, <font>, <frame>, <frameset>, <noframes>, <s>, <strike>, <tt>, <u> e <xmp> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 13

14 Vídeo em HTML5 Uma das funcionalidades mais utilizadas e faladas do HTML5, diz respeito ao surgimento da tag video que permite incluir videos nas páginas sem necessitar de recorrer a plug-ins externos, principalmente Flash. Actualmente são (parcialmente) suportados dois formatos de vídeo distintos Ogg - Thedora video codec and Vorbis audio codec MPEG 4 - H.264 video codec and AAC audio codec No entanto e como acontece com muitas outras funcionalidades de HTML5, ainda não existe suporte para todos os browsers/formatos, Com o andar do tempo, esse suporte vai chegando! (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 14

15 Vídeo em HTML5 Inserir vídeo numa página <video src="filme.ogg" controls="controls"></video> Versão mais avançada <video width="320" height="240" controls="controls"> <source src="filme.ogg" type="video/ogg" /> <source src="filme.mp4" type="video/mp4" /> Lamentamos, mas o seu browser ainda não suporta a tag video. </video> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 15

16 Áudio em HTML5 Passa também a ser possível inserir áudio nas páginas web sem recorrer a plug-ins. Para já os formatos (parcialmente) suportados são: MP3 Ogg Vorbis Wav Para inserir áudio numa página: <audio controls="controls"> <source src="musiquinha.ogg" type="audio/ogg" /> <source src="musiquinha.mp3" type="audio/mpeg" /> Lamentamos, mas o seu browser ainda não suporta a tag audio. </audio> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 16

17 O elemento Canvas Este novo elemento, assume as funções de uma tela em branco que pode ser pintada como bem pretendermos utilizando JavaScript. <canvas id="aminhatela" width="200" height="100"></canvas> É possível desenhar as mais diversas formas geométricas <script type="text/javascript"> var tela = document.getelementbyid("aminhatela"); var p = tela.getcontext("2d"); // Código específico para desenhar </script> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 17

18 O elemento Canvas (cont.) Exemplos: Rectângulo... p.fillstyle="#ff0000"; p.fillrect(0,0,150,75);... Linhas rectas... p.moveto(10,10); p.lineto(150,50); p.lineto(10,50); p.stroke();... (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 18

19 O elemento Canvas (cont.) Exemplos: Circulo... p.fillstyle="#ff0000"; p.beginpath(); p.arc(70,18,15,0,math.pi*2,true); p.closepath(); p.fill();... Inserir uma imagem... var imagem=new Image() imagem.src="logo_estgoh.png" p.drawimage(img,0,0);... (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 19

20 Web storage Com o HTML5 são introduzidas duas novas formas de guardar informação no cliente para além das cookies. localstorage Não há validade temporal associado aos dados <script type="text/javascript"> localstorage.omeunome="nuno"; alert(localstorage.omeunome); </script> sessionstorage Os dados apenas estão disponíveis para a sessão em que foram criados <script type="text/javascript"> sessionstorage.omeunome="nuno"; alert(sessionstorage.omeunome); </script> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 20

21 Web storage (cont.) Para além da utilização simples como foi apresentada no slide anterior, é possível utilizar o objecto Storage e deste modo aceder a métodos mais avançados. clear() getitem( XXX ) removeitem( XXX ) setitem( chave, valor ) Mais informações: (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 21

22 Mais informações (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 22

HTML5. André Tavares da Silva. andre.silva@udesc.br

HTML5. André Tavares da Silva. andre.silva@udesc.br HTML5 André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br O que é HTML5? HTML5 será o novo padrão para HTML, XHTML e HTML DOM (Document Object Model). A última versão (4.01) foi definida em 1999 e a Web mudou

Leia mais

Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web

Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web Sergio N. Ikeno¹, Késsia Rita da Costa Marchi¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sergioikn@gmail.com, kessia@unipar.br Resumo.

Leia mais

HTML5 HyperText Markup Language v5

HTML5 HyperText Markup Language v5 HTML5 HyperText Markup Language v5 Composição Web Engenharia InformáBca / InformáBca Web 2014/15 Artur M. Arsénio O Que há de novo no HTML5? A declaração DOCTYPE do HTML5 é muito simples:

Leia mais

Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5. Cristiano Costa

Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5. Cristiano Costa Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5 Cristiano Costa Sobre mim Graduando em Engenharia Eletrônica - UNIFEI Trabalhou em desenvolvimento de sistemas empresariais (Base em servidores

Leia mais

HTML5 ESSENCIAL. Fundamentos de todo serviço na Web

HTML5 ESSENCIAL. Fundamentos de todo serviço na Web HTML5 ESSENCIAL Fundamentos de todo serviço na Web EMENTA Fundamentos de Web Documentos HTML Conteúdo Multimídia Semântica Desempenho 3 O QUE VEREMOS AGORA Fundamentos da Web Documentos HTML Conteúdo Section,

Leia mais

Prof. Erwin Alexander Uhlmann 1/7/2010

Prof. Erwin Alexander Uhlmann 1/7/2010 HTML 5 O html 5 é a nova versão do html 4. Foi desenvolvido para a interoperabilidade e padronização de plataformas e navegadores (motores). Compare as estruturas do html4 e do 5, abaixo: HTML 4 HTML 5

Leia mais

O W3C Futuro da Web HTML5. Março/2011 Web Expo Fórum

O W3C Futuro da Web HTML5. Março/2011 Web Expo Fórum O W3C Futuro da Web HTML5 Março/2011 Web Expo Fórum Web e W3C Tim Berners-Lee criou / propôs 2 a Web em 1989 (há 21 anos) http://www.w3.org/history/1989/proposal.html (URI + HTTP + HTML) Web e W3C 3 Tim

Leia mais

O HTML 5 E SUAS NOVAS API s

O HTML 5 E SUAS NOVAS API s O HTML 5 E SUAS NOVAS API s David William Rosa de Souza 1, Rafael Cunha Cardoso 1 1 Tecnologia de Sistemas para a Internet Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IF-Sul)

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

HTML5 e CSS3 O presente e o futuro da WEB. Danilo Borges da Silva Daniloborges_@hotmail.com

HTML5 e CSS3 O presente e o futuro da WEB. Danilo Borges da Silva Daniloborges_@hotmail.com HTML5 e CSS3 O presente e o futuro da WEB Danilo Borges da Silva Daniloborges_@hotmail.com Agenda Introdução Histórico Características Conclusão Referências Introdução HTML HTML é uma abreviação de Hypertext

Leia mais

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO Djalma Gonçalves Costa Junior¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil djalma.g.costajr@gmail.com wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Relatório de Compatibilidade de HTML5. GT de novas tecnologias: HTML5

Relatório de Compatibilidade de HTML5. GT de novas tecnologias: HTML5 Relatório de Compatibilidade de HTML5 GT de novas tecnologias: HTML5 Responsável Atividade Data Rodrigo Lins Pesquisa e desenvolvimento das avaliações 05/07/2013 a 19/07/2013 Cristine Gusmão Revisão do

Leia mais

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique.

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique. Lista de Revisão 1. Nos sistemas web, geralmente os usuários apresentam dois problemas típicos, a desorientação e a sobrecarga cognitiva. Discorra sobre esses problemas. 2. Apresente as principais diferenças

Leia mais

O W3C Futuro da Web HTML5 Web Semântica. Março/2011 SENAC Ribeirão Preto Road Show TI 2011

O W3C Futuro da Web HTML5 Web Semântica. Março/2011 SENAC Ribeirão Preto Road Show TI 2011 O W3C HTML5 Web Semântica Março/2011 SENAC Ribeirão Preto Road Show TI 2011 Web e W3C Tim Berners-Lee criou / propôs a Web em 1989 (há 21 anos) http://www.w3.org/history/1989/proposal.html (URI + HTTP

Leia mais

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Guilherme Miranda Martins 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

O Futuro do Desenvolvimento Web

O Futuro do Desenvolvimento Web O Futuro do Desenvolvimento Web HTML 5, CSS 3 e como eles podem facilitar sua vida (ou não) Tiago Madeira madeira@ime.usp.br Academia Mozilla Brasil Congresso Internacional do Software Livre Museu da Imagem

Leia mais

Pré-requisito Treinamento de Lógica de Programação, ou conhecimento equivalente.

Pré-requisito Treinamento de Lógica de Programação, ou conhecimento equivalente. 1 HTML5 e 3 Descrição Aprenda no curso de HTML os conceitos essenciais para a criação de páginas web, junto com os novos recursos e possibilidades que o HTML5 e 3 oferecem para a criação de sites com códigos

Leia mais

Aplicativos para Internet Aula 01

Aplicativos para Internet Aula 01 Aplicativos para Internet Aula 01 Arquitetura cliente/servidor Introdução ao HTML, CSS e JavaScript Prof. Erika Miranda Universidade de Mogi das Cruzes Uso da Internet http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/paginas/world-wide-web-ou-www-completa-22-anos-nesta-terca-feira.aspx

Leia mais

Maurício Samy Silva. Novatec

Maurício Samy Silva. Novatec Maurício Samy Silva Novatec Sumário Agradecimentos...13 Sobre o autor...13 Introdução...15 Para quem foi escrito este livro... 15 Convenções tipográficas... 16 Site do livro... 18 Capítulo 1 O que é (X)HTML?...20

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 Alex de Andrade Catini¹, Tiago Piperno Bonetti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Alex.catini@gmail.com, bonetti@unipar.br Resumo:

Leia mais

HTML5. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Trabalho de Gestão da Tecnologia da Informação. Alunos: Nilce Faleiro Machado

HTML5. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Trabalho de Gestão da Tecnologia da Informação. Alunos: Nilce Faleiro Machado Faculdade de Tecnologia Senac Goiás HTML5 Trabalho de Gestão da Tecnologia da Informação Alunos: Nilce Faleiro Machado Luhan Sthefano Fernandes de Almeida Luiz Antônio Jorge dos Santos Júnior Goiânia,22

Leia mais

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.).

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.). HTML / JAVASCRIPT Estamos iniciando o estudo do HTML através das TAGS (comandos) para construir formulários. Isso facilitará a continuidade dos nossos estudos da linguagem de programação JavaScript, a

Leia mais

O papel do "devigner" e as novidades do HTML5. O novo profissional de Interfaces

O papel do devigner e as novidades do HTML5. O novo profissional de Interfaces O papel do "devigner" e as novidades do HTML5 O novo profissional de Interfaces O Surgimento da Web A web surgiu na década de 80 em um centro de pesquisa científica (CERN) Características: Documentos em

Leia mais

HTML5, UM NOVO DESENVOLVIMENTO PARA A WEB 1

HTML5, UM NOVO DESENVOLVIMENTO PARA A WEB 1 HTML5, UM NOVO DESENVOLVIMENTO PARA A WEB 1 Ricardo Schroeder 2 Orientador: Prof. MSc. Fernando Andrade Bastos 3 RESUMO Este artigo tem como objetivo mostrar a nova versão da principal linguagem para construção

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -HTML 5: ARMAZENAMENTO DE DADOS (CLIENTE) Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -HTML 5: ARMAZENAMENTO DE DADOS (CLIENTE) Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about. PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -HTML 5: ARMAZENAMENTO DE DADOS (CLIENTE) Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução Compatibilidade Principais características

Leia mais

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza Técnicas e processos de produção Profº Ritielle Souza INTRODUÇÃO HTML Sigla em inglês para Hyper Text Markup Language, traduzindo daria algo como Linguagem para marcação de Hipertexto. E o que seria o

Leia mais

Samuel da Costa Rodrigues Estudo e Implementação de Interfaces Web em HTML5

Samuel da Costa Rodrigues Estudo e Implementação de Interfaces Web em HTML5 Samuel da Costa Rodrigues Estudo e Implementação de Interfaces Web em HTML5 Janeiro de 2014 Departamento de Informática Samuel da Costa Rodrigues Estudo e Implementação de Interfaces Web em HTML5 Mestrado

Leia mais

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 HTML5 é considerada a próxima geração do HTML e suas funcionalidades inovadoras o tornam uma alternativa

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -HTML 5: ARMAZENAMENTO DE DADOS (CLIENTE) Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -HTML 5: ARMAZENAMENTO DE DADOS (CLIENTE) Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about. PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS -HTML 5: ARMAZENAMENTO DE DADOS (CLIENTE) Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução Compatibilidade Principais características

Leia mais

Introdução 1ª Parte Web Web Web Web Browsers Editores Editores Etiquetas (tags) base indica que se trata de uma página escrita em linguagem HTML. Esta deve abranger todo o código;

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática. Tecnologias da Internet (T) Exame 2ª época 90 minutos * 2.07.

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática. Tecnologias da Internet (T) Exame 2ª época 90 minutos * 2.07. 1 1. Este é o enunciado do seu exame. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. 3. Escreva as suas respostas apenas na folha de respostas que é dada em separado. 4. Entregue apenas a folha de

Leia mais

A INOVAÇÃO DA WEB COM HTML5

A INOVAÇÃO DA WEB COM HTML5 A INOVAÇÃO DA WEB COM HTML5 Willian Dias BRITO 1 Ana Paula Ambrosio ZANELATO 2 RESUMO: O presente artigo aborda o inicio do HTML e as suas evoluções até a chegada do que hoje chamamos de HTML5. Uma nova

Leia mais

HTML5 e CSS3. Giovanni Pires da Silva. IIª Jornada Acadêmica Curso de ADS - IFRS

HTML5 e CSS3. Giovanni Pires da Silva. IIª Jornada Acadêmica Curso de ADS - IFRS HTML5 e CSS3 Giovanni Pires da Silva IIª Jornada Acadêmica Curso de ADS - IFRS Giovanni Pires da Silva Desenvolvedor Web Front-end 10 anos trabalhando com web: HTML, CSS, JavaScript, XHTML 1.0, PHP, ActionScript

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 APROG Algoritmia e Programação HTML Introdução Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 O que é o HTML? Sumário Geral Documento HTML Elemento HTML Estrutura Básica de Documento HTML Elementos Títulos

Leia mais

XHTML 1.0 DTDs e Validação

XHTML 1.0 DTDs e Validação XHTML 1.0 DTDs e Validação PRnet/2012 Ferramentas para Web Design 1 HTML 4.0 X XHTML 1.0 Quais são os três principais componentes ou instrumentos mais utilizados na internet? PRnet/2012 Ferramentas para

Leia mais

HTML5 - POR QUE USÁ-LO?

HTML5 - POR QUE USÁ-LO? HTML5 - POR QUE USÁ-LO? Ícaro Carlos Andrade Costa (icarocarlosandrade@gmail.com) Igor Antônio Santos Andrade (igorantonioandrade@gmail.com) RESUMO A linguagem HTML surgiu a mais de duas décadas como um

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

Folha Prática Nº4 HTML5. UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

Folha Prática Nº4 HTML5. UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática Tecnologias Internet - 0/0, 0/0 Folha Prática Nº HTML . NAV UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Tecnologias Internet - 0/0, 0/0 0 NAV: permite que um conjunto de links seja

Leia mais

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANA MINISTERIO DA EDUCAÇÃO Câmpus Santa Helena Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos Prof. Me. Arlete

Leia mais

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web Introdução sobre Acessibilidade na web Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso. Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

Leia mais

À procura da mídia (livre) perfeita!

À procura da mídia (livre) perfeita! À procura da mídia (livre) perfeita! Transmissão ao vivo pela internet com software livre Eduardo Lucas http://revista.espiritolivre.org/ivforumrel/assista-ao-vivo Roteiro Streaming Codecs, containers

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR - DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO INTERFACE WEB UTILIZANDO HTML5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR - DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO INTERFACE WEB UTILIZANDO HTML5 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR - DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO INTERFACE WEB UTILIZANDO HTML5 FERNANDO CESAR OTT FILHO ORIENTADOR: ANDRÉ LUIZ PIRES GUEDES CURITIBA

Leia mais

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #O que é Web Standards? São padrões de desenvolvimento web recomendados pela W3C que visam a implementação de

Leia mais

Web Design Aula 11: XHTML

Web Design Aula 11: XHTML Web Design Aula 11: XHTML Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação HTML 1.0-2.0: Havia hipertextos, não havia preocupação com a apresentação HTML 3: Guerra dos Browser (Microsoft

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar as principais tags utilizadas na construção de páginas Web. Compreender as principais funcionalidades de cada tag utilizada.

Leia mais

7. Formulários em XHTML

7. Formulários em XHTML Programação para Internet I 7. Formulários em XHTML Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Os formulários constituem uma das principais formas de interacção entre clientes e servidores. São

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Frames São janelas que podem conter páginas Web. Uma janela pode ser subdividida em várias subjanelas, cada uma, visualizando

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Internet Internet é o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam entre si Internet não é sinônimo de WWW (World Wide

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Eventos Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br JavaScript Eventos Índice 1 Eventos JavaScript... 2 a) Relacionados a Janela...

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

HTML5 E SUAS NOVIDADES

HTML5 E SUAS NOVIDADES HTML5 E SUAS NOVIDADES Gabrie Dalla Porta 1, Julio César Pereira 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil gabrieldallap@gmail.com, juliocesarp@gmail.com Resumo: Este artigo apresenta uma

Leia mais

1. HTML - Introdução. Hyper Text Markup Language. É uma linguagem de formatação de conteúdos. Portável. Ficheiros de pequena dimensão

1. HTML - Introdução. Hyper Text Markup Language. É uma linguagem de formatação de conteúdos. Portável. Ficheiros de pequena dimensão 1. HTML - Introdução Hyper Text Markup Language É uma linguagem de formatação de conteúdos Não é uma linguagem de programação Portável Não depende da plataforma em que é vizualizado Ficheiros de pequena

Leia mais

JavaScript. Carlos Santos LabMM 3 - NTC - DeCA - UA Aula 03, 18-09-2013

JavaScript. Carlos Santos LabMM 3 - NTC - DeCA - UA Aula 03, 18-09-2013 JavaScript Carlos Santos LabMM 3 - NTC - DeCA - UA Aula 03, 18-09-2013 O que é? Linguagem de programação para a Web... interpretada ou não compilada; todos os browsers atuais têm interpretadores de JS;

Leia mais

Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala.

Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. Área: Webdesign Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. Preencha os dados pessoais. Autorizado o início da prova, verifique se este caderno contém

Leia mais

DWEB. Design para Web. HTML5 - Marcação de formulário. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. HTML5 - Marcação de formulário. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico HTML5 - Marcação de formulário E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON COMPONENTES: ROBSON EDMILSON O HTML (Hiper Text Mark-up Language) é uma linguagem de programação hipertexto. O HTML tem códigos para criar páginas na web. Estes códigos que definem o tipo de letra, qual

Leia mais

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes Desenvolvimento Web Introdução a XHTML Prof. Bruno Gomes 2014 Introdução HTML e XHTML Estrutura básica do documento DTDs Validação do documento Exercícios HTML e XHTML HTML (Hipertext Markup Language)

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

Internet e Programação Web

Internet e Programação Web COLÉGIO ESTADUAL PEDRO MACEDO Ensino Profissionalizante Internet e Programação Web 4 Técnico Prof. Cesar 2014 Conteúdo 1. ESTRUTURA DE UM DOCUMENTOHTML... 2 2. ELEMENTOS DA ESTRUTURA... 3 3. FORMULÁRIOS...Erro!

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DESTA UNIDADE HTML TAG S HTML LINGUAGEM HTML Hypertext Markup Language Interpretada pelo navegador Não linearidade da informação Formatação

Leia mais

Colégio da Policia Militar do Estado do Tocantins. HTML5 e CSS3 Formulários Prof. Gleison Batista de Sousa

Colégio da Policia Militar do Estado do Tocantins. HTML5 e CSS3 Formulários Prof. Gleison Batista de Sousa Colégio da Policia Militar do Estado do Tocantins HTML5 e CSS3 Formulários Prof. Gleison Batista de Sousa Formulários Avançando no HTML e CSS Nesta aula vamos aprender como criar uma página de contato

Leia mais

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível SIEP / RENAPI Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Setembro de 2009 Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Cuidados em geral Separar adequadamente

Leia mais

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção de páginas de internet e é responsável

Leia mais

FTIN - Módulo de WebDesign. Prof. Iran Pontes

FTIN - Módulo de WebDesign. Prof. Iran Pontes FTIN - Módulo de WebDesign Prof. Iran Pontes FTIN FORMAÇÃO TÉCNICA EM INFORMÁTICA IMPLEMENTAÇÃO HTML/CSS Hipertexto É um sistema para a visualização de informação cujos documentos contêm referências internas

Leia mais

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Marx Gomes Van der Linden ( Material baseado no original de Marcelo José Siqueira Coutinho de Almeida ) Ferramentas para Internet Web design: HTML CSS

Leia mais

HTML5 e CSS3. com farinha e pimenta. Diego Eis Elcio Ferreira

HTML5 e CSS3. com farinha e pimenta. Diego Eis Elcio Ferreira HTML5 e CSS3 com farinha e pimenta Diego Eis Elcio Ferreira Copyright 2012 por Tableless Todos os diretos reservados Publicado por Tableless.com.br Desenvolvimento client-side inteligente. ISBN 978-1-105-09635-8

Leia mais

Unidade 4 Concepção de WEBSITES. Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1.

Unidade 4 Concepção de WEBSITES. Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1. Unidade 4 Concepção de WEBSITES Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1. Sobre o conteúdo 1 Regras para um website eficaz sobre o conteúdo Um website é composto

Leia mais

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção

Leia mais

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web Introdução a HTML e XHTML Elementos básicos parte 2 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda: --Aprofundando nos elementos básicos do HTML; --Criando Hiperlinks em HTML; 2 Estrutura básica de um documento

Leia mais

Programação para Internet I. 2. O protocolo HTTP. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet I. 2. O protocolo HTTP. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet I 2. O protocolo HTTP Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Protocolos Conjunto de regras que define o modo como aplicações informáticas comunicam entre si. Permite

Leia mais

Acessibilidade na web e HTML5 Desenvolvendo uma web para todos. Frontin BH 13 de agosto de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br

Acessibilidade na web e HTML5 Desenvolvendo uma web para todos. Frontin BH 13 de agosto de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br e HTML5 Desenvolvendo uma web para todos Frontin BH 13 de agosto de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br Um pouco do W3C É um consórcio internacional, criado em 1994 por Tim Berners- Lee com organizações filiadas,

Leia mais

HTML5 e Mobile Web Reinaldo Ferraz W3C Brasil

HTML5 e Mobile Web Reinaldo Ferraz W3C Brasil HTML5 e Mobile Web Reinaldo Ferraz W3C Brasil Um pouco do W3C O W3C no Brasil Web e W3C 5 Tim Berners-Lee criou / propôs a Web em 1989 (há 23 anos) (URI + HTTP + HTML) HTML5 - Futuro da Web Web em 1989

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Estrutura Básica do Documento HTML

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Estrutura Básica do Documento HTML IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage EstruturaBásicadoDocumentoHTML ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Delimitadores e etc Profª MSc. Elizabete Munzlinger JavaScript Sintaxe da Linguagem Índice 1 SINTAXE DA LINGUAGEM... 2 1.1 Delimitadores de

Leia mais

Introdução. http://www.youtube.com/watch?v=6gmp4nk0eoe

Introdução. http://www.youtube.com/watch?v=6gmp4nk0eoe Introdução http://www.youtube.com/watch?v=6gmp4nk0eoe Treinamento básico em software I Código HTML - Concebido por Tim Berners-Lee Berners-Lee atualmente mantém um blog que discute questões atuais sobre

Leia mais

S E O PA R A I N I C I A N T E S

S E O PA R A I N I C I A N T E S SEO PARA INICIANTES QUEM SOU EU? WEB DESIGNER COM FOCO NO SEO DE QUALIDADE IDEALIZADOR DO COMSEO CEO DA MOSKO WEB DESIGNER O QUE É SEO? É O CONJUNTO DE ESTRATÉGIAS COM O OBJETIVO DE POTENCIALIZAR E MELHORAR

Leia mais

0,5 pelo negrito das palavras ID, Nome, E-mail e Analisar em outro momento.

0,5 pelo negrito das palavras ID, Nome, E-mail e Analisar em outro momento. IFES - Campus Cachoeiro de Itapemirim-ES Curso Técnico em Informática Disciplina: Programação Web Professor: Flávio Izo e Rafael Vargas Data: 07/04/2015 Aluno: GABARITO Valor: 12,5 Conteúdo: HTML + Formulários

Leia mais

FACULDADE PARAÍSO DO CEARÁ Jonas Pinto Esteves CRIANDO APLICAÇÕES WEB RESPONSIVAS COM INTERFACE HTML5 VOLTADAS PARA DISPOSITIVOS MOBILE

FACULDADE PARAÍSO DO CEARÁ Jonas Pinto Esteves CRIANDO APLICAÇÕES WEB RESPONSIVAS COM INTERFACE HTML5 VOLTADAS PARA DISPOSITIVOS MOBILE FACULDADE PARAÍSO DO CEARÁ Jonas Pinto Esteves CRIANDO APLICAÇÕES WEB RESPONSIVAS COM INTERFACE HTML5 VOLTADAS PARA DISPOSITIVOS MOBILE Juazeiro do Norte CE 2012 Jonas Pinto Esteves CRIANDO APLICAÇÕES

Leia mais

Médio Integrado Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa

Médio Integrado Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa Aplicativos Web e Webdesign Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Roteiro Tema: Introdução ao HTML Introdução ao HTML; Tags Estruturais; Títulos; Cabeçalhos; Parágrafos; 2 HTML HTML Hypertext Markup

Leia mais

Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL.

Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL. Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL. Procuraremos mostrar os principais procedimentos para fazer um cadastro de registros numa base de dados MySQL utilizando a linguagem

Leia mais

PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES SEJA BEM VINDO VERSÃO 1.4 10/01/2013 UDS SOLUÇÕES DIGITAIS

PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES SEJA BEM VINDO VERSÃO 1.4 10/01/2013 UDS SOLUÇÕES DIGITAIS VERSÃO 1.4 10/01/2013 UDS SOLUÇÕES DIGITAIS PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES Instruções, métodos e recomendações para desenvolvimento de sistemas na UDS. 1 Sumário Apresentação... 3 Estrutura de pastas:...

Leia mais

OPERAÇÃO DE SOFTWARE E APLICATIVOS

OPERAÇÃO DE SOFTWARE E APLICATIVOS OPERAÇÃO DE SOFTWARE E APLICATIVOS 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO A WEB... 4 1.1 O QUE É A WORLD WIDE WEB?... 4 1.2 COMO FUNCIONA A WWW?... 4 1.3 SERVIDORES WEB... 4 1.4 BROWSERS... 4 1.5 PADRÕES DA WEB... 5 1.6

Leia mais

ROTEIRO VISÃO GERAL FORMULÁRIOS MULTIMÍDIA A NOVA GERAÇÃO DE APLICAÇÕES WEB CSS 3 DEMONSTRAÇÕES

ROTEIRO VISÃO GERAL FORMULÁRIOS MULTIMÍDIA A NOVA GERAÇÃO DE APLICAÇÕES WEB CSS 3 DEMONSTRAÇÕES SOBRE O PALESTRANTE Desenvolvedor Web e líder técnico do projeto ICD (Intercâmbio de Conteúdos Digitais) pela Dynavideo Mestrando em Informática pela UFPB Tecnólogo em Sistemas para Internet pelo IFPB

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com No início A Web é criada em 1989, para ser um padrão de publicação e distribuição de textos científicos e acadêmicos.

Leia mais

Programação web Prof. Wladimir

Programação web Prof. Wladimir Programação web Prof. Wladimir HTML @wre2008 1 Sumário Histórico; Resumo XHTML; Tags; Edição de documentos HTML; Publicação de um documento; Estrutura básica de um documento HTML; Edição de documentos

Leia mais

HTML. Conceitos básicos de formatação de páginas WEB

HTML. Conceitos básicos de formatação de páginas WEB HTML Conceitos básicos de formatação de páginas WEB HTML HyperText Markup Language Linguagem utilizada para criar hipertexto na web Ou seja, criar documentos estruturados utilizando para tal um conjunto

Leia mais

WORKSHOP. 2ª Sessão 08/10/15

WORKSHOP. 2ª Sessão 08/10/15 WORKSHOP 2ª Sessão 08/10/15 HTML e CSS http://neecist.org/workshop JavaScript: O que é? Linguagem de programação interpretada pelo browser Corre do lado do cliente Permite manipular elementos da página

Leia mais

Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Ajax não é uma tecnologia! É um conceito! Consiste no uso do objecto XMLHttpRequest que se encontra implementado

Leia mais

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web Introdução a HTML e XHTML Elementos básicos parte 2 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda: --Adicionando imagens; --Trabalhando com vídeos e sons em HTML; Disponível em http://wp.me/p48yvn-43 2 Inserindo

Leia mais

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira WebDesign Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Entendendo Alguns Conceitos Antes de prosseguirmos é importante ter em mente o motivo pelo

Leia mais

Guia de Consulta Rápida XHTML. Juliano Niederauer. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

Guia de Consulta Rápida XHTML. Juliano Niederauer. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida XHTML Juliano Niederauer Novatec Editora www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida XHTML de Juliano Niederauer Copyright 2002 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Estrutura da Página

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Estrutura da Página IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage SeçãodoCorpo EstruturadaPágina ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger SeçãodoCorpo EstruturadaPágina

Leia mais

PROGRAMAÇÃO WEB DO LADO DO CLIENTE

PROGRAMAÇÃO WEB DO LADO DO CLIENTE PROGRAMAÇÃO WEB DO LADO DO CLIENTE FORMULÁRIO Na linguagem HTML é permitido que o usuário interaja com o servidor através de formulários ligados a scripts desenvolvidos em linguagens como PHP, Servlets,

Leia mais

Tecnologia WEB I. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript

Tecnologia WEB I. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript 1 Tecnologia WEB I Prof. Erwin Alexander Uhlmann Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript UHLMANN, Erwin Alexander. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação

Leia mais

FORMULÁRIOS HTML (FORMS) E ENTRADAS DE DADOS (INPUT)

FORMULÁRIOS HTML (FORMS) E ENTRADAS DE DADOS (INPUT) FORMULÁRIOS HTML (FORMS) E ENTRADAS DE DADOS (INPUT) Formulários (FORMS): Um formulário é uma área que pode conter elementos de formulário. Elementos de formulário são elementos que permitem ao usuário

Leia mais

José Janeiro (Nº2467) Trabalho prático: HTML, CSS, Javascript. EmpregoWeb-Registo de pessoas

José Janeiro (Nº2467) Trabalho prático: HTML, CSS, Javascript. EmpregoWeb-Registo de pessoas José Janeiro (Nº2467) Trabalho prático: HTML, CSS, Javascript EmpregoWeb-Registo de pessoas Elabore um sítio Web de nome EmpregoWeb, recorrendo à linguagem HTML utilizando folhas de estilos (CCS) que registe

Leia mais

Internet I. Unidade 1 Introdução à Web. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Internet I. Unidade 1 Introdução à Web. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Internet I Unidade 1 Introdução à Web Curso Técnico em Informática SUMÁRIO WEB... 3 1 INTRODUÇÃO À WEB... 3 1.1 Arquiteturas básicas da Web... 4 2 PROTOCOLOS... 4 2.1 HTTP Hypertext Transfer Protocol...

Leia mais