Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web"

Transcrição

1 Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web Sergio N. Ikeno¹, Késsia Rita da Costa Marchi¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Resumo. Este artigo constitui uma pesquisa, realizando uma abordagem geral sobre o HTML5, apresentando oque é, e como surgiu, as mudanças em relação a sua versão anterior, irá apresentar algumas das novas tags que compõe a estrutura básica do código, irá apresentar a função de cada uma, mostrar nova estrutura, e a preocupação em relação à compatibilidade com os browsers. 1. Introdução No ano de 1998, os programadores da empresa W3C (Word Wide Web Consortium) decidiram interromper o desenvolvimento do HTML porque acreditavam que o futuro estava no XML 1. O HTML parou na versão 4.01 quando surgiu uma nova versão chamada de XHTML que nada mais era que uma versão do HTML, pois adotava todos os padrões do XML[SILVA 2010]. Devido à junção das duas linguagens, levaram os desenvolvedores da W3C desenvolver os códigos de uma forma mais estruturada e organizada. Alguns desenvolvedores não eram a favor desta vinculação e decidiram continuar apenas com o XML. A partir dai, os trabalhos começaram a ser desenvolvidos paralelamente, e passado algum tempo, após a criação de uma especificação conhecida como Web Forms 2.0, seu nome foi alterado para HTML5, pelo grupo WHATWG (Web Hypertext Application Technology Working Group) liderado por Ian Hickson [SILVA 2010]. Em Outubro de 2006, a W3C e o WHATWG se uniram no desenvolvimento do HTML5 após o líder da W3C Tim Berners-Lee reconhecer o trabalho da WHATWG. A pesar disso tudo o XHTML foi mantido, sendo desenvolvido paralelamente ao HTML5. Em 2009 o grupo resolveu abandonar o desenvolvimento do XHTML2 [W3C 2010]. O objetivo deste trabalho é o estudo dessa nova Linguagem que vem sendo desenvolvida com a intenção de simplificar a vida dos desenvolvedores e usuários, através de novas tags entre outros, possibilitando a reprodução de áudio de vídeo, executados diretamente no código fonte da aplicação, sem a necessidade de instalações de plug-ins trazendo-lhe mais leveza e agilidade, e assim, evitando os incômodos erros de Plug-ins. 1 XML (Xtensible Markup Language) é uma linguagem de marcação recomendada pela W3C para criação de documentos [PEREIRA 2009].

2 2. O que é o HTML5? É considerada a versão aprimorada do HTML4. Esta nova versão é capaz de fornecer ferramentas tanto para Javascript quanto para CSS, possuem APIs capazes de fazer a permissão da própria manipulação dos elementos, de forma que eles continuem com o melhor desempenho possível [Ferreira et al 2011]. O Principal objetivo do HTML5 é facilitar para o desenvolvedor uma maneira em que o próprio possa desenvolver de uma forma simples e clara para o cliente final [Ferreira et al 2011]. O HTML5 possibilita a criação de novas Tags e modifica certas funções de outras, diferentes de suas versões anteriores, não continham um padrão para a criação de seções comuns e especificas exemplo: cabeçalho rodapé, menus entre outros. Modifica também o modo de organização das informações na página e a maneira de como escrever o código. Irá dispensar a instalação de Plug-ins e consequentemente amenizando a perda de desempenho [Ferreira et al 2011] Estrutura Básica do HTML5 A estrutura que o HTML5 utiliza é praticamente idêntica à suas versões anteriores, a diferença está na redução do código. Como podemos ver na Figura 1. Figura 1. Estrutura básica do HTML5 mostrada no programa NotePad++ O Doctype deve sempre estar na primeira linha do código antes da Tag do HMTL. O Doctype não é uma Tag do HTML e sim um tipo de instrução para que o Browser tenha informações suficientes sobre o código escrito.

3 A função do Doctype é fazer a indicação sobre qual especificação de código o navegador deve utilizar. Nas versões anteriores, obrigatoriamente preciso fazer a referencia do DTD (Document Type Definiton) do código do Doctype. No HTML5 esta referencia é de total responsabilidade do Browser [Ferreira et al 2011] Novas Tags Com desenvolvimento do HTML5 foram introduzido novos elementos, todos eles com o intuito de facilitar a compreensão do código. Algumas Tags são uma evolução do elemento <div> as demais foram desenvolvidas com o intuito de padronização [SARTI 2009] Elementos Estruturais A Figura 2 mostra 6 elementos que compõe a estrutura de uma pagina em HTML5. Figura 2. Estrutura básica de um pagina HTML5. (Fonte. Descrição das Tags de Estrutura: <header> - Cabeçalho da página ou de uma sessão; <section> - Cada sessão do conteúdo; <article> - Um item do conteúdo dentro da página ou da sessão; <footer> - O rodapé da pagina ou de uma sessão; <nav> - Conteúdo relacionado ao artigo Tags de Audio de Video Uma das novidades que mais se destacam nesta nova versão são as tags de <audio> e <video>, com esses novos recursos é possível que o usuário reproduza arquivos de

4 mídia diretamente do navegador sem a necessidade do uso de Plug-ins. Representação da utilização da tag <video> e <audio> representado no Quadro 1 e 2. <video width="400" height="300" controls="controls"> <source src="video.mp4" type="video/mp4" /> <source src="video.ogg" type="video/ogg" /> Seu Navegador Não Suporta Vídeo em HTML5 </video> Quadro 1. Sintaxe da Tag <video>. (Fonte. <audio controls="controls"> <source src="audio.ogg" type="audio/ogg" /> <source src="audio.mp3" type="audio/mp3" /> Seu Navegador Não Suporta Áudio em HTML5 </audio> Quadro 2. Sintaxe da Tag <audio>. (Fonte. 3. Compatibilidade com os Browsers Os desenvolvedores tem buscado manter um bom nível de compatibilidade com os navegadores levando em conta suas particularidades, e uma forma de manter o código sempre seguro é realizando um nivelamento do desenvolvimento de acordo com os motores de renderização de cada navegador, ou seja, são responsáveis pelo processamento do código na página. A Tabela 1 mostra os principais navegadores e seus motores [BOSSI 2012]. Tabela 1. Principais navegadores e seus motores. (Fonte: É indispensável que o código esteja compatível de acordo com cada motor para que os navegadores possam decifra-los. Segundo estudos realizados o motor Webkit é o que mais se mostrou compatível de acordo com os padrões HTML5 [BOSSI 2012].

5 4. Metodologia Para a realização deste artigo foi realizado uma vasta pesquisa em Artigos Científicos, sites da Web e Trabalhos de Conclusão de Curso. Todos os textos foram analisados e estudados detalhadamente, que ao final compôs o projeto. 5. Conclusão Com base no estudo realizado para a finalização deste projeto, pode-se notar que, esta nova tecnologia HTML5 trouxe novos recursos para facilitar o desenvolvimento web. No entanto, esta nova linguagem está encontrando dificuldades em relação a sua execução nos Browsers atuais, que no momento não suportam por completo esta nova linguagem. Este artigo abordou alguns dos novos recursos do HTML5, os quais foram desenvolvidos com o intuito de agilizar e trazer mais semântica ao projeto, no qual haverá uma pequena mudança na forma de implementação, através da utilização de novas tags. O próximo passo é continuar colocando em pratica esta nova tecnologia para que ela possa crescer, através de erros encontrados, e assim, possam ser buscadas as soluções e ser resolvidos, melhorado a cada dia. Referências Bossi, Maira, COMPATIBILIDADE DO HTML 5, Disponível em <http://alinebossi.wordpress.com/2012/11/11/compatibilidade-do-html5/> Acesso em 21/junho/2013. Eduardo, Paulo, Tags Multimídia HTML5, Disponível em < Acesso em 22/junho/2013. Ferreira, Élcio e Eis, Diego, HTML5 Curso W3C Escritório Brasil, Disponível em < > Acesso em 26/Abril/2013. Sarti, Erika, Introdução ao HTLM5,2009. Disponível em <http://www.infowester.com/introhtml5.php> Acesso em 29/maio/2013. Silva, D. Felipe, USO DO HTML5 EM SUBSTITUIÇÃO AO ADOBE FLASH, Disponível em <http://pt.scribd.com/doc/ /flash-e-html5- Douglas-Felipe-Da-Silva>. Acesso em 25/Julho/2013. W3C, Cursos, A Visão Geral do HTML5, Disponível em <http://www.w3c.br/cursos/html5/conteudo/capitulo1.html>. Acesso em 25/julho/2013.

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Guilherme Miranda Martins 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO Djalma Gonçalves Costa Junior¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil djalma.g.costajr@gmail.com wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

HTML5 E SUAS NOVIDADES

HTML5 E SUAS NOVIDADES HTML5 E SUAS NOVIDADES Gabrie Dalla Porta 1, Julio César Pereira 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil gabrieldallap@gmail.com, juliocesarp@gmail.com Resumo: Este artigo apresenta uma

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

Programação para Internet I 9. HTML5. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet I 9. HTML5. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet I 9. HTML5 Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Resumidamente, é o novo standard para estruturar conteúdo de páginas web. A última versão de HTML surgiu em 1999,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 Eduardo Laguna Rubai, Tiago Piperno Bonetti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR- Brasil eduardorubay@gmail.com, bonetti@unipar.br Resumo.

Leia mais

XHTML 1.0 DTDs e Validação

XHTML 1.0 DTDs e Validação XHTML 1.0 DTDs e Validação PRnet/2012 Ferramentas para Web Design 1 HTML 4.0 X XHTML 1.0 Quais são os três principais componentes ou instrumentos mais utilizados na internet? PRnet/2012 Ferramentas para

Leia mais

PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB

PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1,Tiago Bonetti Piperno 1, Ricardo Germano 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR- Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

HTML5. André Tavares da Silva. andre.silva@udesc.br

HTML5. André Tavares da Silva. andre.silva@udesc.br HTML5 André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br O que é HTML5? HTML5 será o novo padrão para HTML, XHTML e HTML DOM (Document Object Model). A última versão (4.01) foi definida em 1999 e a Web mudou

Leia mais

O W3C Futuro da Web HTML5. Março/2011 Web Expo Fórum

O W3C Futuro da Web HTML5. Março/2011 Web Expo Fórum O W3C Futuro da Web HTML5 Março/2011 Web Expo Fórum Web e W3C Tim Berners-Lee criou / propôs 2 a Web em 1989 (há 21 anos) http://www.w3.org/history/1989/proposal.html (URI + HTTP + HTML) Web e W3C 3 Tim

Leia mais

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANA MINISTERIO DA EDUCAÇÃO Câmpus Santa Helena Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos Prof. Me. Arlete

Leia mais

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 HTML5 é considerada a próxima geração do HTML e suas funcionalidades inovadoras o tornam uma alternativa

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 Alex de Andrade Catini¹, Tiago Piperno Bonetti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Alex.catini@gmail.com, bonetti@unipar.br Resumo:

Leia mais

HTML5 - POR QUE USÁ-LO?

HTML5 - POR QUE USÁ-LO? HTML5 - POR QUE USÁ-LO? Ícaro Carlos Andrade Costa (icarocarlosandrade@gmail.com) Igor Antônio Santos Andrade (igorantonioandrade@gmail.com) RESUMO A linguagem HTML surgiu a mais de duas décadas como um

Leia mais

HTML5. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Trabalho de Gestão da Tecnologia da Informação. Alunos: Nilce Faleiro Machado

HTML5. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Trabalho de Gestão da Tecnologia da Informação. Alunos: Nilce Faleiro Machado Faculdade de Tecnologia Senac Goiás HTML5 Trabalho de Gestão da Tecnologia da Informação Alunos: Nilce Faleiro Machado Luhan Sthefano Fernandes de Almeida Luiz Antônio Jorge dos Santos Júnior Goiânia,22

Leia mais

Aplicativos para Internet Aula 01

Aplicativos para Internet Aula 01 Aplicativos para Internet Aula 01 Arquitetura cliente/servidor Introdução ao HTML, CSS e JavaScript Prof. Erika Miranda Universidade de Mogi das Cruzes Uso da Internet http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/paginas/world-wide-web-ou-www-completa-22-anos-nesta-terca-feira.aspx

Leia mais

O W3C Futuro da Web HTML5 Web Semântica. Março/2011 SENAC Ribeirão Preto Road Show TI 2011

O W3C Futuro da Web HTML5 Web Semântica. Março/2011 SENAC Ribeirão Preto Road Show TI 2011 O W3C HTML5 Web Semântica Março/2011 SENAC Ribeirão Preto Road Show TI 2011 Web e W3C Tim Berners-Lee criou / propôs a Web em 1989 (há 21 anos) http://www.w3.org/history/1989/proposal.html (URI + HTTP

Leia mais

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Prnet/2013 Linguagem de Programação Web» Programas navegadores» Tipos de URL» Protocolos: HTTP, TCP/IP» Hipertextos (páginas WEB)» HTML, XHTML»

Leia mais

EVOLUÇÃO NO DESENVOLVIMENTO COM O HTML 5

EVOLUÇÃO NO DESENVOLVIMENTO COM O HTML 5 EVOLUÇÃO NO DESENVOLVIMENTO COM O HTML 5 Bruno Chesine Giroldo 1,2, Willian Fressati 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Brunogiroldo2@gmail.com wyllianfressati@unipar.br Resumo. Este

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Médio Integrado Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa

Médio Integrado Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa Aplicativos Web e Webdesign Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Roteiro Tema: Introdução ao HTML Introdução ao HTML; Tags Estruturais; Títulos; Cabeçalhos; Parágrafos; 2 HTML HTML Hypertext Markup

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Internet Internet é o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam entre si Internet não é sinônimo de WWW (World Wide

Leia mais

A INOVAÇÃO DA WEB COM HTML5

A INOVAÇÃO DA WEB COM HTML5 A INOVAÇÃO DA WEB COM HTML5 Willian Dias BRITO 1 Ana Paula Ambrosio ZANELATO 2 RESUMO: O presente artigo aborda o inicio do HTML e as suas evoluções até a chegada do que hoje chamamos de HTML5. Uma nova

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza Técnicas e processos de produção Profº Ritielle Souza INTRODUÇÃO HTML Sigla em inglês para Hyper Text Markup Language, traduzindo daria algo como Linguagem para marcação de Hipertexto. E o que seria o

Leia mais

HTML5 e CSS3 O presente e o futuro da WEB. Danilo Borges da Silva Daniloborges_@hotmail.com

HTML5 e CSS3 O presente e o futuro da WEB. Danilo Borges da Silva Daniloborges_@hotmail.com HTML5 e CSS3 O presente e o futuro da WEB Danilo Borges da Silva Daniloborges_@hotmail.com Agenda Introdução Histórico Características Conclusão Referências Introdução HTML HTML é uma abreviação de Hypertext

Leia mais

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes Desenvolvimento Web Introdução a XHTML Prof. Bruno Gomes 2014 Introdução HTML e XHTML Estrutura básica do documento DTDs Validação do documento Exercícios HTML e XHTML HTML (Hipertext Markup Language)

Leia mais

Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5. Cristiano Costa

Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5. Cristiano Costa Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5 Cristiano Costa Sobre mim Graduando em Engenharia Eletrônica - UNIFEI Trabalhou em desenvolvimento de sistemas empresariais (Base em servidores

Leia mais

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com No início A Web é criada em 1989, para ser um padrão de publicação e distribuição de textos científicos e acadêmicos.

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C Roteiro Oficina de Aula 10 s Selos de conformidade Prof. Vinícius Costa de Souza www.inf inf.unisinos..unisinos.br/~vinicius outubro de 2006 W3C São um conjunto de normas, diretrizes, recomendações, notas

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza O QUE É XML? Tecnologia desenvolvida pelo W3C http://www.w3c.org W3C: World Wide Web Consortium consórcio

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage DeclaraçãoDOCTYPEeTagRaizhtml ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução Desenvolvimento em Ambiente Web HTML - Introdução O que é HTML? HTML é uma linguagem para descrever a estrutura de uma página WEB. Ela permite: Publicar documentos online com cabeçalhos, texto, tabelas,

Leia mais

X3DOM E WEBGL: O 3D INDEPENDENTE NA WEB

X3DOM E WEBGL: O 3D INDEPENDENTE NA WEB X3DOM E WEBGL: O 3D INDEPENDENTE NA WEB Augusto Francisco Ferbonink¹, Willian Barbosa Magalhães 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil aferbonink@gmail.com wmagalhães@unipar.com Resumo.

Leia mais

Estudo histórico-organizacional do uso de tags HTML

Estudo histórico-organizacional do uso de tags HTML Estudo histórico-organizacional do uso de tags HTML Organizational-historical study of the use of HTML tags Resumo Visitar sites não requer prática ou técnica, mas desenvolver e entender da area, é necessária

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza O QUE É XML? Tecnologia desenvolvida pelo W3C http://www.w3c.org W3C: World Wide Web Consortium consórcio

Leia mais

Internet I. Unidade 1 Introdução à Web. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Internet I. Unidade 1 Introdução à Web. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Internet I Unidade 1 Introdução à Web Curso Técnico em Informática SUMÁRIO WEB... 3 1 INTRODUÇÃO À WEB... 3 1.1 Arquiteturas básicas da Web... 4 2 PROTOCOLOS... 4 2.1 HTTP Hypertext Transfer Protocol...

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Estrutura Básica do Documento HTML

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Estrutura Básica do Documento HTML IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage EstruturaBásicadoDocumentoHTML ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

O papel do "devigner" e as novidades do HTML5. O novo profissional de Interfaces

O papel do devigner e as novidades do HTML5. O novo profissional de Interfaces O papel do "devigner" e as novidades do HTML5 O novo profissional de Interfaces O Surgimento da Web A web surgiu na década de 80 em um centro de pesquisa científica (CERN) Características: Documentos em

Leia mais

HTML. Leandro Sorgetz, Roberto Pretto

HTML. Leandro Sorgetz, Roberto Pretto HTML Leandro Sorgetz, Roberto Pretto Faculdades de Informática de Taquara Curso de Sistemas de Informação Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste Av. Oscar Martins Rangel, 4500 Taquara RS Brasil

Leia mais

Introdução. http://www.youtube.com/watch?v=6gmp4nk0eoe

Introdução. http://www.youtube.com/watch?v=6gmp4nk0eoe Introdução http://www.youtube.com/watch?v=6gmp4nk0eoe Treinamento básico em software I Código HTML - Concebido por Tim Berners-Lee Berners-Lee atualmente mantém um blog que discute questões atuais sobre

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMI ESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

GERÊNCIA DE DADOS SEMI ESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. GERÊNCIA DE DADOS SEMI ESTRUTURADOS -XML Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. O QUE É XML? Tecnologia desenvolvida pelo W3C http://www.w3c.org W3C: World Wide Web Consortium consórcio formado por acadêmicos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Estrutura da Página

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Estrutura da Página IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage SeçãodoCorpo EstruturadaPágina ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger SeçãodoCorpo EstruturadaPágina

Leia mais

Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML

Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML Objetivos Detalhar conceitos sobre TAGS HTML: elementos, atributos, elemento vazio, links. Implementar páginas de internet com uso da linguagem HTML; Ferramentas Necessárias

Leia mais

Guia de Consulta Rápida XHTML. Juliano Niederauer. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

Guia de Consulta Rápida XHTML. Juliano Niederauer. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida XHTML Juliano Niederauer Novatec Editora www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida XHTML de Juliano Niederauer Copyright 2002 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com. IntroduçãoàTecnologiaWeb FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb

Leia mais

HTML5 e Mobile Web Reinaldo Ferraz W3C Brasil

HTML5 e Mobile Web Reinaldo Ferraz W3C Brasil HTML5 e Mobile Web Reinaldo Ferraz W3C Brasil Um pouco do W3C O W3C no Brasil Web e W3C 5 Tim Berners-Lee criou / propôs a Web em 1989 (há 23 anos) (URI + HTTP + HTML) HTML5 - Futuro da Web Web em 1989

Leia mais

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique.

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique. Lista de Revisão 1. Nos sistemas web, geralmente os usuários apresentam dois problemas típicos, a desorientação e a sobrecarga cognitiva. Discorra sobre esses problemas. 2. Apresente as principais diferenças

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE MUNDO MULHER GABRIELA DE SOUZA DA SILVA LUANA MAIARA DE PAULA SILVA

Leia mais

Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery

Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery Professor: Marcelo Ricardo Minholi CH: 32 horas anuais (4 dias de 8 horas) Umuarama - 2012 Fundamentação Teórica: HTML (acrônimo para a expressão inglesa

Leia mais

O HTML 5 E SUAS NOVAS API s

O HTML 5 E SUAS NOVAS API s O HTML 5 E SUAS NOVAS API s David William Rosa de Souza 1, Rafael Cunha Cardoso 1 1 Tecnologia de Sistemas para a Internet Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IF-Sul)

Leia mais

Pré-requisito Treinamento de Lógica de Programação, ou conhecimento equivalente.

Pré-requisito Treinamento de Lógica de Programação, ou conhecimento equivalente. 1 HTML5 e 3 Descrição Aprenda no curso de HTML os conceitos essenciais para a criação de páginas web, junto com os novos recursos e possibilidades que o HTML5 e 3 oferecem para a criação de sites com códigos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Delimitadores e etc Profª MSc. Elizabete Munzlinger JavaScript Sintaxe da Linguagem Índice 1 SINTAXE DA LINGUAGEM... 2 1.1 Delimitadores de

Leia mais

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção de páginas de internet e é responsável

Leia mais

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Tiago Peres Souza 1, Jaime Willian Dias 1,2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagop_ti@hotmail.com 2 Universidade

Leia mais

A WEB COMO PLATAFORMA Revolução do HTML5

A WEB COMO PLATAFORMA Revolução do HTML5 A WEB COMO PLATAFORMA Revolução do HTML5 Juliano Flores Prof. Lucas Plautz Prestes Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Gestão de TI (GTI034) 06/11/2012 RESUMO Escrever programas de computador,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 3º EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 3º EMENTA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Rua Esmeralda, 430 Faixa Nova Camobi -97110-767

Leia mais

Introdução ao HTML 5 e Implementação de Documentos

Introdução ao HTML 5 e Implementação de Documentos Linguagem de Programação para Web Introdução ao HTML 5 e Implementação de Documentos Prof. Mauro Lopes 1-31 20 Objetivo Iremos aqui apresentar a estrutura básica de um documento HTML e iremos também apresentar

Leia mais

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção

Leia mais

Home Page da Estação Automática do IF-SC

Home Page da Estação Automática do IF-SC Home Page da Estação Automática do IF-SC Ana Paula Jorge Fraga Email: anaa_fraga@hotmail.com Artur da Silva Querino E-mail: arturquerino@gmail.com Kathilça Lopes de Souza E-mail: kathii16@hotmail.com Rayana

Leia mais

Acessibilidade no SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) Módulo de Acessibilidade Virtual CEFET Bento Gonçalves RS Maio 2008 ACESSIBILIDADE À WEB De acordo com Cifuentes (2000),

Leia mais

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Motivação Motivação Motivação Roteiro Introdução Papéis e Responsabilidades Construindo um site

Leia mais

História e Evolução da Web. Aécio Costa

História e Evolução da Web. Aécio Costa Aécio Costa A História da Web O que estamos estudando? Período em anos que a tecnologia demorou para atingir 50 milhões de usuários 3 As dez tecnologias mais promissoras 4 A evolução da Web Web 1.0- Passado

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB Marcelo Rodrigo da Silva Ribeiro 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil marcelo.rodrigo@live.com,

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DO FRAMEWORK - versão 2.0

DOCUMENTAÇÃO DO FRAMEWORK - versão 2.0 DOCUMENTAÇÃO DO FRAMEWORK - versão 2.0 Índice 1 - Objetivo 2 - Descrição do ambiente 2.1. Tecnologias utilizadas 2.2. Estrutura de pastas 2.3. Bibliotecas já incluídas 3 - Características gerais 4 - Criando

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

XML. 1. XML: Conceitos Básicos. 2. Aplicação XML: XHTML 3. Folhas de Estilo em Cascata XML

XML. 1. XML: Conceitos Básicos. 2. Aplicação XML: XHTML 3. Folhas de Estilo em Cascata XML 1 1. : Conceitos Básicos 2. Aplicação : XHTML 3. Folhas de Estilo em Cascata 2 é um acrônimo para EXtensible Markup Language é uma linguagem de marcação muito parecida com HTML foi designada para descrever

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb TiposdeSites ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br TiposdeSites Índice 1 Sites... 2 2 Tipos de Sites... 2 a) Site

Leia mais

Web Design Aula 02: HTML

Web Design Aula 02: HTML Web Design Aula 02: HTML Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Roteiro Introdução Conceitos HTML Primeira Página Identação Incluindo o título Salvando a página Vizualizando

Leia mais

HTML5 HyperText Markup Language v5

HTML5 HyperText Markup Language v5 HTML5 HyperText Markup Language v5 Composição Web Engenharia InformáBca / InformáBca Web 2014/15 Artur M. Arsénio O Que há de novo no HTML5? A declaração DOCTYPE do HTML5 é muito simples:

Leia mais

HTML5, UM NOVO DESENVOLVIMENTO PARA A WEB 1

HTML5, UM NOVO DESENVOLVIMENTO PARA A WEB 1 HTML5, UM NOVO DESENVOLVIMENTO PARA A WEB 1 Ricardo Schroeder 2 Orientador: Prof. MSc. Fernando Andrade Bastos 3 RESUMO Este artigo tem como objetivo mostrar a nova versão da principal linguagem para construção

Leia mais

Conceitos Web. Prof. Msc. Juliano Gomes Weber (jgw@unijui.edu.br) Notas de Aula Aula 13 1º Semestre - 2011. UNIJUÍ DETEC Ciência da Computação

Conceitos Web. Prof. Msc. Juliano Gomes Weber (jgw@unijui.edu.br) Notas de Aula Aula 13 1º Semestre - 2011. UNIJUÍ DETEC Ciência da Computação UNIJUÍ DETEC Ciência da Computação Prof. Msc. Juliano Gomes Weber (jgw@unijui.edu.br) Conceitos Web Notas de Aula Aula 13 1º Semestre - 2011 Tecnologias Web jgw@unijui.edu.br Conceitos Básicos Sistema

Leia mais

XML (extensible Markup Language)

XML (extensible Markup Language) Sumário 1. Introdução a Aplicações Não-Convencionais 2. Revisão de Modelagem Conceitual 3. BD Orientado a Objetos (BDOO) 4. BD Objeto-Relacional (BDOR) 5. BD Temporal (BDT) 6. BD Geográfico (BDG) 7. BD

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB Alan Francisco de Souza¹, Claudete Werner¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alanfsouza.afs@gmail.com,

Leia mais

XML Básico. Murillo Vasconcelos Henriques B. Castro. 17 de maio de 2011

XML Básico. Murillo Vasconcelos Henriques B. Castro. 17 de maio de 2011 XML Básico Murillo Vasconcelos Henriques B. Castro 17 de maio de 2011 O QUE É? Sigla para extensible Markable Language É uma linguagem de marcação, assim como HTML Desenvolvida para ser auto explicativa

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web 2010 HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Elementos da Seção do Cabeçalho

Introdução à Tecnologia Web 2010 HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Elementos da Seção do Cabeçalho IntroduçãoàTecnologiaWeb2010 HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage ElementosdaSeçãodoCabeçalho ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Escopo de Variáveis Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br JavaScript Escopo de Variáveis Índice 1 ESCOPO DE VARIÁVEIS... 2 1.1

Leia mais

Internet. Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Infomação

Internet. Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Infomação Internet Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Infomação Histórico da Web World Wide Web o nosso www é o meio de comunicação mais utilizado no mundo atualmente. Através da WWW qualquer usuário conectado

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 APROG Algoritmia e Programação HTML Introdução Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 O que é o HTML? Sumário Geral Documento HTML Elemento HTML Estrutura Básica de Documento HTML Elementos Títulos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET HTML

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET HTML PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET HTML Prof. Rafael Gross INTRODUÇÃO Quando acessamos uma página web, estamos interessados na informação contida nessa página. Essa informação pode estar na forma de texto, imagem

Leia mais

HTML5 O Futuro da Web Multimídia sem limites Senac Santo André 05 de outubro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br

HTML5 O Futuro da Web Multimídia sem limites Senac Santo André 05 de outubro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br HTML5 O Futuro da Web Multimídia sem limites Senac Santo André 05 de outubro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br Um pouco do W3C É um consórcio internacional, que conta com: organizações filiadas, uma equipe

Leia mais

1 Introdução. 1.1. Motivação

1 Introdução. 1.1. Motivação 1 Introdução A adoção do Ginga-NCL como middleware declarativo do SBTVD (Sistema Brasileiro de Televisão Digital) estabeleceu um marco no desenvolvimento de aplicações interativas para TV Digital terrestre

Leia mais

Introdução. História. Como funciona

Introdução. História. Como funciona Introdução O HTML é uma linguagem de marcação utilizada para desenvolvimento de sites. Esta linguagem surgiu junto com o HTTP, ambos possibilitaram a internet ser popularizada. História O HTML foi criado

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET RICA RICH INTERNET APPLICATIONS

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET RICA RICH INTERNET APPLICATIONS PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET RICA RICH INTERNET APPLICATIONS Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o que é uma Aplicação Rica para Internet Contextualizar tais aplicações na Web e os desafios

Leia mais

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.).

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.). HTML / JAVASCRIPT Estamos iniciando o estudo do HTML através das TAGS (comandos) para construir formulários. Isso facilitará a continuidade dos nossos estudos da linguagem de programação JavaScript, a

Leia mais

HTML5: novidades e contribuições

HTML5: novidades e contribuições HTML5: novidades e contribuições Daniel Araújo de Lucena 1 ; Ana Carolina Costa de Oliveira 2 1 Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Campus VII Governador Antônio Mariz Patos PB Brasil 2 Instituto Federal

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #O que é Web Standards? São padrões de desenvolvimento web recomendados pela W3C que visam a implementação de

Leia mais

Introdução à Multimídia

Introdução à Multimídia Sistemas Multimídia - Aula 01 Introdução à Multimídia Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal Rural do Semiárido Departamento de Ciências Exatas e Naturais Curso de Ciência da Computação

Leia mais

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Marx Gomes Van der Linden ( Material baseado no original de Marcelo José Siqueira Coutinho de Almeida ) Ferramentas para Internet Web design: HTML CSS

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia 1 da Informaçao 2 Figura: Tela do IBM Mainframe Fonte: Arquivo próprio

Leia mais

Programação web Prof. Wladimir

Programação web Prof. Wladimir Programação web Prof. Wladimir HTML @wre2008 1 Sumário Histórico; Resumo XHTML; Tags; Edição de documentos HTML; Publicação de um documento; Estrutura básica de um documento HTML; Edição de documentos

Leia mais

Interpretador AIML alimentado com tags HTML5

Interpretador AIML alimentado com tags HTML5 2º Congresso de Pesquisa Científica : Inovação, Ética e Sustentabilidade Interpretador AIML alimentado com tags HTML5 Rafael Luiz de Macedo (Ciência da Computação - UNIVEM - Marília/SP) Email: rafaelldemacedo@gmail.com

Leia mais

HTML5. Jhonny R. S. Frischembruder

HTML5. Jhonny R. S. Frischembruder HTML5 Jhonny R. S. Frischembruder RESUMO O HTML5 surgiu com o intuíto de preencher a lacuna de necessidades da programação com HTML de sua versão antecessora 4.01 que foi congelada em 1999. Dificuldades

Leia mais

DWEB. Design para Web. CSS3 - Fundamentos. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. CSS3 - Fundamentos. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico CSS3 - Fundamentos E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual

Leia mais