Capítulo Seção Item Descrição

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo Seção Item Descrição"

Transcrição

1 Capítulo : Índice Título Capítulo Seção Item Descrição 16 Cadastro Sincronizado CNPJ 1 Quando Atualizar o CNPJ 2 Como Atualizar o Cadastro CNPJ 3 Prazo de ntrega 4 Preenchimento 1 Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ 2 Quadro Societário - QSA 5 Verificação de Pendências 6 Geração do Arquivo 7 Transmissão via Internet Posterior a Geração do Arquivo 8 Impressão da FCPJ / QSA 9 Consulta Situação do Pedido 10 Documentos Necessários

2 Capítulo : 16. Cadastro Sincronizado CNPJ O Cadastro Sincronizado Nacional é a integração dos procedimentos cadastrais de pessoas jurídicas, que tem como um de seus objetivos adotar o número do CNPJ como identificação única para os três níveis de governo (Federal, stadual / Distrital e Municipal). Para que esta adoção fosse possível, o processo de captação de informações cadastrais das pessoas jurídicas e do quadro de sócio / administradores passa a ser único. Para viabilizar esta sincronização, foi celebrado convênio entre a Receita Federal do Brasil (RFB) e as Secretarias de Fazenda (Sefaz) dos estados, e foi desenvolvido um Programa Gerador (PGD-CNPJ) que permite a captação única dos dados cadastrais e a troca de informações por estes órgãos. VANTAGNS PARA O CONTRIBUINT: Simplificação dos processos exigidos para inscrição, alteração e baixa de empresas; ntrada única de dados e documentos; Racionalização de tempo e custo.

3 Capítulo : Quando Atualizar o CNPJ Quando Atualizar o CNPJ Ocorrendo alteração de informações no cadastro do CNPJ da cooperativa, conforme abaixo discriminado, fica esta obrigada a atualizá-lo por meio do Cadastro Sincronizado através do Programa Gerador do CNPJ (PGD CNPJ): Órgão de Administração; ndereço; Razão Social; Código da Natureza Jurídica; Código Atividade conômica; Pedido de Baixa (Incorporação, Fusão, Liquidação); e Outros itens conforme constam na Tabela I ventos na função AJUDA no programa CNPJ. NOTA: Os atos societários que resultarem em alteração cadastral junto a Receita Federal, devem ser anteriormente submetidos ao arquivamento na Junta Comercial.

4 Capítulo : Como Atualizar o Cadastro CNPJ Como Atualizar o Cadastro CNPJ ncontra-se disponível para download no site da Receita Federal o Programa Gerador de Documentos do CNPJ (PGD-CNPJ), devendo ser acessado através do link: PROGRAMA CNPJ Para o envio do arquivo atualizado à Receita Federal, deve-se efetuar o download do Programa Receitanet através do Link: PROGRAMA RCITANT NOTA: Devido à constante atualização destes programas, é necessário que as cooperativas verifiquem primeiramente no site da Receita Federal do Brasil, a versão vigente.

5 Capítulo : Prazo de ntrega Prazo de ntrega Após o arquivamento da Ata de Assembléia Geral na Junta Comercial, a cooperativa terá até o último dia útil do mês subseqüente para comunicar a alteração no cadastro do CNPJ. Fora deste prazo a Receita Federal poderá aplicar as penalidades cabíveis. Base Legal: Parágrafo 1º do Art. 22 da IN - RFB nº 748/2007.

6 Capítulo : Preenchimento Preenchimento O PGD-CNPJ apresentará fichas para o preenchimento de acordo com as características informadas pela pessoa jurídica. Para evitar dados incorretos, a função AJUDA contém diversas informações que auxiliam no preenchimento da Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica (FCPJ) e do Quadro de Sócios e Administradores (QSA).

7 Capítulo : Preenchimento - 4 Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ Para abertura da Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica (FCPJ), a cooperativa deve utilizar a opção: NOVO do menu DOCUMNTOS e selecionar PSSOA JURÍDICA DMAIS NTIDADS. m seguida a cooperativa deve optar por ALTRAÇÃO CADASTRAL, preencher o número do CNPJ, selecionar o STADO D ORIGM e acionar o botão OK.

8 Capítulo : Preenchimento - 4 Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ - 1 Surgirá a tela abaixo, na qual a cooperativa selecionará a(s) opção(ões) desejada(s) para efetuar a alteração no cadastro do CNPJ, ou seja, DADOS CADASTRAIS / SITUAÇÕS SPCIAIS, e se houver alteração dos membros do órgão de administração, deve selecionar também o QUADRO D SÓCIOS ADMINISTRADORS (QSA). V N T O S CÓDIGOS mais utilizados pelas sociedades cooperativas: Alteração do Representante da Pessoa Jurídica; Alteração de endereço entre municípios dentro do mesmo estado; Alteração de endereço entre estados; Alteração de endereço dentro do mesmo município; Alteração do nome empresarial (firma, denominação); 221- Alteração do título do estabelecimento (nome de fantasia). NOTA (i): Para os códigos acima (202, 209, 210, 211 e 220), deve ser informada a data perfurada na Ata de Assembléia registrada pela Junta Comercial, exceto o código 221 que deve ser a data de preenchimento da FCPJ. NOTA (ii): m caso de dúvidas, consultar a TABLA I VNTOS e TABLA VIII VNTOS DATAS, disponíveis na função AJUDA.

9 Capítulo : Preenchimento - 4 Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ - 1 Na ficha IDNTIFICAÇÃO, Preencher os seguintes campos: Razão Social Preencher a razão social da cooperativa (máximo de 150 posições, incluindo os espaços em branco, não abreviando palavras que a identifiquem). Código da Natureza Jurídica NIR ste número encontra-se no verso da Ata de Constituição ou na Ficha Cadastral Modelo 1 da Junta Comercial TRANSPORT AUTOMÁTICO DO CNPJ I D N T I F I C A Ç Ã O

10 Capítulo : Preenchimento - 4 Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ - 1 Na ficha RPRSNTANT / PRPOSTO, preencher os seguintes campos: Nome do Responsável Nome do Presidente CPF CPF do Presidente Qualificação 16 R P R S N T A N T

11 Capítulo : Preenchimento - 4 Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica FCPJ - 1 Na ficha NDRÇO, preencher os campos com os dados da sede da cooperativa. N D R Ç O QSA NOTA: Finalizado o preenchimento da ficha NDRÇO, optar por QSA, localizada do lado esquerdo na parte inferior da tela.

12 Capítulo : Preenchimento - 4 Quadro Societário Quadro Societário - QSA Na ficha QSA / IDNTIFICAÇÃO DOS SÓCIOS ADMINISTRADORS preencher os campos com os dados dos membros que compõem a administração da cooperativa. Preencher os seguintes campos: Natureza do vento Data do vento Nome (Pessoa Física) CPF Qualificação do Sócio Selecionar o item adequado Informar a data perfurada na Ata registrada pela Junta Comercial Nome do eleito (conferir com o nome constante no CPF). CPF do eleito Códigos: 16 (Presidente) e 10 (Demais membros da administração)

13 Capítulo : Preenchimento - 4 Quadro Societário - 2 Também na ficha QSA / DADOS DO SÓCIO ADMINISTRADOR, informar o endereço dos membros do órgão de administração. NOTA (i): Finalizado o preenchimento, optar por VOLTAR PARA A TLA D IDNTIFICAÇÃO DO SÓCIO ADMINISTRADOR, para informar os dados de outro membro do órgão de administração. NOTA (ii): Para preenchimento dos dados de outro membro, clicar no sinal +, localizado no canto superior à direita da tela.

14 Capítulo : Verificação de Pendências VRIFICAÇÃO D PNDÊNCIAS Pendências são quaisquer irregularidades ocorridas no preenchimento da FCPJ / QSA. No término do preenchimento, a cooperativa deve utilizar a opção VRIFICAR PNDÊNCIAS do menu DOCUMNTOS para testar a consistência das informações prestadas. As inconsistências são classificadas em: RROS: inconsistências graves que impedem a geração do documento. AVISOS: inconsistências que não impedem a geração do documento, cabendo análise por parte do usuário. Geralmente, os avisos são provenientes de ausência de informações nos campos de preenchimento opcional.

15 Capítulo : Geração do Arquivo Geração do Arquivo Para transmitir o arquivo à Receita Federal, a cooperativa deve gravar o documento através da opção "GRAVAR PARA TRANSMISSÃO do menu DOCUMNTOS e clicar no botão NÃO. m seguida, clicar na opção SIM.

16 Capítulo : Geração do Arquivo - 6 Na próxima tela a cooperativa deve selecionar o arquivo desejado, a unidade onde será feita a gravação do arquivo e acionar o botão OK. S L C I O N

17 Capítulo : Geração do Arquivo - 6 Surgirá a tela abaixo, na qual a cooperativa deve acionar o botão NÃO. Na seqüência será gerado o número identificador do documento o qual é constituído do número do CNPJ da cooperativa, data e hora da geração do arquivo, conforme demonstrado na tela abaixo. CNPJ DATA HORA Será apresentada a seguinte tela, ficando a escolha da cooperativa, transmitir o arquivo neste momento ou posteriormente. A cooperativa que optar pelo envio no momento da geração do arquivo deve clicar no botão SIM, em seguida OK.

18 Capítulo : Geração do Arquivo - 6 Surgirá a tela do programa RCITANT, devendo-se optar por NVIAR.

19 Capítulo : Transmissão via Internet Transmissão Via Internet Posterior a Geração do Arquivo A transmissão do documento gravado deve ser efetuada por meio da opção TRANSMITIR VIA INTRNT do menu DOCUMNTOS. Será apresentada a tela abaixo para selecionar a UNIDAD D ORIGM, ou seja, aquela onde está o arquivo gravado e o documento a ser transmitido, marcar o CHCKBOX (QUADRADINHO BRANCO) e em seguida acionar o botão OK.

20 Capítulo : Transmissão via Internet - 7 Na seqüência acionar o botão NVIAR da tela principal do programa RCITANT.

21 Capítulo : Transmissão via Internet - 7 Após a transmissão via Internet, será gerado o RCIBO D NTRGA DO CNPJ, que deve ser impresso através do menu DOCUMNTOS opção IMPRIMIR, selecionar RCIBO D NTRGA DO CNPJ e acionar o botão OK. Será apresentada a tela para seleção do documento a ser impresso. Inicialmente, deve-se selecionar a unidade de origem, ou seja, aquela onde o recibo de entrega do CNPJ está gravado, clicar duas vezes sobre a PASTA OND FOI GRAVADO O ARQUIVO, marcar o CHCKBOX (QUADRADINHO BRANCO) e acionar o botão OK.

22 Capítulo : Impressão da FCPJ / QSA Impressão da FCPJ / QSA Para imprimir a FCPJ / QSA, a cooperativa deve através do menu DOCUMNTOS, utilizar a opção IMPRIMIR, selecionar SPLHO DA FCPJ / QSA e clicar no botão OK. Na tela seguinte, selecionar o documento a ser impresso e clicar OK. IMPORTANT: É importante ser realizada a conferência das informações prestadas antes de transmitir o arquivo à Receita Federal, verificando se o documento foi preenchido corretamente.

23 Capítulo : Consulta Situação do Pedido Consulta Situação do Pedido O número constante no recibo de entrega do CNPJ servirá como código de acesso ao contribuinte para consultar o andamento do seu pedido no site da Receita Federal, através da opção CONSULTA SITUAÇÃO DO PDIDO. Num primeiro momento o sistema realizará automaticamente uma pesquisa prévia que resultará em pendências ou não. Havendo pendências, estas serão disponibilizadas ao contribuinte na Internet para consulta, impressão e resolução. Inexistindo pendências, será disponibilizado para impressão o DOCUMNTO BÁSICO D NTRADA NO CNPJ (DB), informando o endereço da unidade cadastradora, onde o contribuinte deve encaminhar a documentação necessária, via sedex ou pessoalmente. LOCAL D ATNDIMNTO: DLGACIA SPCIAL DAS INSTITUIÇÕS FINANCIRAS RUA AVANHANDAVA, 55 1º ANDAR BLA VISTA - SÃO PAULO SP CP: FON: (011)

24 Capítulo : Documentos Necessários Documentos Necessários 1 via original do DOCUMNTO BÁSICO D NTRADA NO CNPJ (DB) devidamente assinado pelo Presidente, com firma reconhecida; 1 cópia autenticada (frente e verso) da Ata da Assembléia em que constem as alterações, devidamente registrada pela Junta Comercial; 1 cópia autenticada (frente e verso) do estatuto (no caso de alteração da razão social e endereço, não constante na redação da Ata) devidamente registrado pela JUCSP. NOTA: Caso a cooperativa opte pela entrega da documentação pessoalmente, a autenticação da cópia poderá ser feita, à vista do original, pelo servidor a quem deva ser apresentado, conforme determinado no parágrafo único do art. 5º do Decreto nº , de 6 de setembro de ORINTAÇÕS IMPORTANTS: Na cópia autenticada da Ata assemblear, a data perfurada deve estar legível, caso contrário, a cooperativa poderá escrever na 1ª folha do próprio documento a data perfurada da seguinte forma: JUCSP / /. Para evitar extravio das folhas dos documentos, é necessário que sejam grampeados. A cooperativa deve CONSULTAR DIARIAMNT no site da Receita Federal ( por meio da opção: Cadastros / CNPJ Pessoa Jurídica / Consultas / Situação do Pedido, o andamento do Processo. Não havendo indeferimento do pedido, a Receita Federal disponibilizará para impressão, o COMPROVANT D INSCRIÇÃO D SITUAÇÃO CADASTRAL - CNPJ. Havendo exigência, a cooperativa deve providenciar a regularização e refazer os procedimentos.

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/02/2014

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/02/2014 - Jucergs DÚVIDAS ADICIONAIS SOBRE DBE/CNPJ, PREVISTAS NESTE INFORMATIVO, DEVERÃO SER DIRIGIDAS À RECEITA FEDERAL, ATRAVÉS DE AGENDAMENTO DE HORÁRIO PELA INTERNET, PARA O SERVIÇO ORIENTAÇÕES CNPJ OU CONSULTADO

Leia mais

MANUAL DO CADASTRO ELETRÔNICO SRF-SEFAZ/SP

MANUAL DO CADASTRO ELETRÔNICO SRF-SEFAZ/SP GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA MANUAL DO CADASTRO ELETRÔNICO SRF-SEFAZ/SP VERSÃO PARA PESSOA JURÍDICA Elaborado por: EDNA ALEXANDRE JOSÉ ROBERTO PEROZIM MARCO

Leia mais

Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial

Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial FAQ Perguntas Frequentes versão 09/9/13 Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial 1. Quais são as modalidades de cadastro disponíveis para solicitação de CNPJ? No

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/12/2013

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/12/2013 - Jucergs Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial 1. Quais são as modalidades de cadastro disponíveis para solicitação de CNPJ? No site da Receita Federal do Brasil

Leia mais

VIDE ORIENTAÇÕES ADICIONAIS AO FINAL DESTE PERGUNTAS E REPOSTAS, ITEM 23

VIDE ORIENTAÇÕES ADICIONAIS AO FINAL DESTE PERGUNTAS E REPOSTAS, ITEM 23 DÚVIDAS ADICIONAIS SOBRE DBE/CNPJ, PREVISTAS NESTE INFORMATIVO, DEVERÃO SER DIRIGIDAS À RECEITA FEDERAL, ATRAVÉS DE AGENDAMENTO DE HORÁRIO PELA INTERNET, PARA O SERVIÇO ORIENTAÇÕES CNPJ OU CONSULTADO A

Leia mais

O sistema CNEs/MJ é composto pelo CNEs/Web e CNEs/ Prestação de contas.

O sistema CNEs/MJ é composto pelo CNEs/Web e CNEs/ Prestação de contas. Material de apoio Material de apoio Informações Gerais O sistema CNEs/MJ é composto pelo CNEs/Web e CNEs/ Prestação de contas. O acesso ao CNEs/Web é realizado pelo site do CNES no endereço: www.mj.gov.br/cnes

Leia mais

MANUAL DO. USUÁRIO DOCAD FORMULÁRIO ELETRÔNICO

MANUAL DO. USUÁRIO DOCAD FORMULÁRIO ELETRÔNICO MANUAL DO. USUÁRIO DOCAD FORMULÁRIO ELETRÔNICO 1. Informações Gerais 2. Atualização de Novas Versões do Programa Gerador do Formulário Eletrônico do DOCAD 3. Acesso ao Formulário Eletrônico do DOCAD 4.

Leia mais

DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e

DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e Para solicitar a Ficha Eletrônica de Solicitação de Cadastramento de Contribuinte do ICMS do Estado do Amazonas - FSCC-e, os campos de seleção obrigatórios devem ser preenchidos.

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes versão 19/01/2015

FAQ Perguntas Frequentes versão 19/01/2015 - Jucergs DÚVIDAS ADICIONAIS SOBRE DBE/CNPJ, PREVISTAS NESTE INFORMATIVO, DEVERÃO SER DIRIGIDAS À RECEITA FEDERAL, ATRAVÉS DE AGENDAMENTO DE HORÁRIO PELA INTERNET, PARA O SERVIÇO ORIENTAÇÕES CNPJ OU CONSULTADO

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes versão 19/08/2014

FAQ Perguntas Frequentes versão 19/08/2014 DÚVIDAS ADICIONAIS SOBRE DBE/CNPJ, PREVISTAS NESTE INFORMATIVO, DEVERÃO SER DIRIGIDAS À RECEITA FEDERAL, ATRAVÉS DE AGENDAMENTO DE HORÁRIO PELA INTERNET, PARA O SERVIÇO ORIENTAÇÕES CNPJ OU CONSULTADO A

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PORTARIA JUCESP Nº 06, DE 11 DE MARÇO DE 2013 Disciplina a integração do serviço público de registro empresarial ao processo do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. O PRESIDENTE DA JUNTA COMERCIAL DO

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

INSCRIÇÃO ESTADUAL 2ª ETAPA Últimas Alterações

INSCRIÇÃO ESTADUAL 2ª ETAPA Últimas Alterações ICMS - PARANÁ INSCRIÇÃO ESTADUAL 2ª ETAPA Últimas Alterações CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO 2. DILIGENCIA FISCAL 3. CONCESSÃO DE APENAS UMA INSCRIÇÃO 4. COMPETÊNCIA DECISÓRIA 5. RESPONSABILIDADE DA AGENCIA DE

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS Sumário INTRODUÇÃO... 4 1. SEDIF-SN: QUESTÕES TÉCNICAS... 4 1.1. Como ler o nome identificador da declaração gerada pelo SEDIF_SN? Também como identificar se trata de uma

Leia mais

A) Acessar o site da RFB: http://receita.fazenda.gov.br, no menu EMPRESA clicar em CADASTRO CNPJ

A) Acessar o site da RFB: http://receita.fazenda.gov.br, no menu EMPRESA clicar em CADASTRO CNPJ PARA CRIAR CNPJ DA DIREÇÃO MUNICIPAL: 1. É preciso preencher o formulário de inscrição, pela internet 2. Aguardar que a Receita analise a inscrição (é preciso ir consultando pelo site) 3. Quando estiver

Leia mais

Manual do Usuário. Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquota e Antecipação - DeSTDA

Manual do Usuário. Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquota e Antecipação - DeSTDA Livro Super Simples Manual do Usuário Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquota e Antecipação - DeSTDA Secretarias de Fazenda Estaduais, do Distrito Federal e Comitê Gestor do Simples

Leia mais

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Fundamentação legal: A entidade estará obrigada a atualizar no CNPJ qualquer alteração referente aos seus dados cadastrais até o último dia útil

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo FAQ Perguntas Frequentes Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial 1. Quais são as modalidades de cadastro disponíveis para solicitação de CNPJ? No site da Receita

Leia mais

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Sumário: 1. INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EFD 1. 1 APRESENTAÇÃO 1. 2 LEGISLAÇÃO 1. 3 DA APRESENTAÇÃO DO ARQUIVO DA EFD 1. 4

Leia mais

SISTEMA CADASTRO INTEGRADO MANUAL DO USUÁRIO DAS ENTIDADES ESTADUAIS E MUNICIPAIS, PREFEITURA E CORPO DE BOMBEIROS

SISTEMA CADASTRO INTEGRADO MANUAL DO USUÁRIO DAS ENTIDADES ESTADUAIS E MUNICIPAIS, PREFEITURA E CORPO DE BOMBEIROS SISTEMA CADASTRO INTEGRADO MANUAL DO USUÁRIO DAS ENTIDADES ESTADUAIS E MUNICIPAIS, PREFEITURA E CORPO DE BOMBEIROS Abril / 2008 1 INDICE Objetivo do Sistema de Registro de Contribuinte na Junta Comercial...3

Leia mais

REDESIM. Introdução e Passo-a-passo para uso da REDESIM/REGIN Cuiabá/MT

REDESIM. Introdução e Passo-a-passo para uso da REDESIM/REGIN Cuiabá/MT REDESIM Introdução e Passo-a-passo para uso da REDESIM/REGIN Cuiabá/MT REDESIM - REGIN O que é a REDESIM? Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios. Ela estabelece

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial

Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial FAQ Perguntas Frequentes versão 19/3/13 Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial 1. Quais são as modalidades de cadastro disponíveis para solicitação de CNPJ? No

Leia mais

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo)

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAIBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa 1 TRIBUTADA. MANUAL PARA EMISSÃO. 2014. INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa - NF-e avulsa implementada pela Secretaria de Estado da Fazenda do

Leia mais

Manual do Emissor RPS

Manual do Emissor RPS Manual do Emissor RPS Fly E-Nota 1/14 Índice 1.Instalação...3 1.1.Pré-requisitos da instalação...3 1.2.Baixar e instalar do Emissor RPS...3 1.3.Carregar as configurações do prestador...4 1.4.Instalação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE. Versão: 01.08

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE. Versão: 01.08 MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE Versão: 01.08 Índice Instalação do Sistema...03 Tela inicial do Sistema...10 Módulos...11 Conteúdo do Menu Arquivo...11 Finalizar...11 Inclusão

Leia mais

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples Wagner Mendes Contador, Pós-Graduado em Controladoria, Auditoria e Tributos, Consultor Tributário, Especialista em Tributos Federais, Contabilidade e Legislação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PINHAIS - 2014 SUMÁRIO 2 1. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)... 3 1.1 Considerações Iniciais...

Leia mais

AS PRINCIPAIS SOCIETÁRIAS.

AS PRINCIPAIS SOCIETÁRIAS. PALESTRA: AS PRINCIPAIS FORMAS SOCIETÁRIAS. (Novo Código Civil (Lei nº: 10.406 de 10/01/2002). Palestrante: Ana Júlia Nascimento Souza 1 Empresário; 2 - Sociedade Limitada; 3 Autônomo; 4 - Sociedade Simples;

Leia mais

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social.

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Documentos que possuem validade fiscal perante o fisco

Leia mais

REQUERIMENTO ELETRÔNICO. Requerimento Eletrônico. Página 1 / 28

REQUERIMENTO ELETRÔNICO. Requerimento Eletrônico. Página 1 / 28 Requerimento Eletrônico Página 1 / 28 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 REQUERIMENTO ELETRÔNICO DE CONSTITUIÇÃO... 4 Novo Requerimento de Constituição... 5 Dados da Pessoa Jurídica... 7 Qualificação dos Sócios e

Leia mais

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e.

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. Conhecimento de Transporte Eletrônico OBJETIVO Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil DIRF 2011 O que é a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte feita pela FONTE PAGADORA, destinada a informar à Secretaria da Receita Federal o valor do Imposto de Renda retido na fonte,

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames

Sobre o Cancelamento de Gravames Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/RS Procedimentos para solicitação do desbloqueio de cancelamento de gravame. De acordo com a portaria 246 de 13 de Outubro

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO USO DE SERVIÇOS DISPONIVEIS NO SITE DA ALIANÇA ADMINISTRADORA

MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO USO DE SERVIÇOS DISPONIVEIS NO SITE DA ALIANÇA ADMINISTRADORA MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO USO DE SERVIÇOS DISPONIVEIS NO SITE DA ALIANÇA ADMINISTRADORA SERVIÇOS AO CLIENTE DISPONIVÉIS NO SITE Este material serve para orientar os parceiros da Aliança sobre os serviços

Leia mais

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO Manual passo-a-passo para obtenção do Auto de Licença de Funcionamento/ Auto de Licença de Funcionamento Condicionado Eletrônico

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 Orientações Gerais Sobre o Recadastramento Manual Prático de Acesso Versão 05/2016 1 1 ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE RECADASTRAMENTO SIGA as determinações dispostas na Instrução

Leia mais

Sistema de Recolhimentos

Sistema de Recolhimentos Divisão de Arrecadação DIAR/CFI/PRAD Sistema de Recolhimentos Manual do Usuário Contribuinte NTI Núcleo de Tecnologia da Informação 1. Sistema de Recolhimentos A Guia de Recolhimentos da União, ou GRU,

Leia mais

Manual do Registro de Saída da Nota Fiscal Eletrônica. Procedimentos e Especificações Técnicas

Manual do Registro de Saída da Nota Fiscal Eletrônica. Procedimentos e Especificações Técnicas Manual do Registro de Saída da Nota Fiscal Eletrônica Procedimentos e Especificações Técnicas Versão 1.01 Maio 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO GERAL... 3 MODELO OPERACIONAL... 4 REGISTRO DE SAÍDA - SITUAÇÃO NORMAL...

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 001/2013

NOTA TÉCNICA Nº 001/2013 NOTA TÉCNICA Nº 001/2013 Brasília, 14 de Janeiro de 2013. ÁREA: Finanças TÍTULO: Adequação do nome do órgão categorizado como sendo o CNPJ Principal REFERÊNCIA(S): Instrução Normativa Conjunta RFB x STN

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Junho de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.2 13/10/2010 Sumário Apresentação... 3 Objetivo... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

Passo a passo para cadastramento

Passo a passo para cadastramento Passo a passo para cadastramento Siga passo a passo, será mais fácil do que imagina! INSTALAÇÃO DOS PROGRAMAS Firebird e SCNES - Antes de dar início ao processo de cadastramento, realize uma pesquisa no

Leia mais

Funcionalidades do sistema SPED Contábil. Luiz Campos

Funcionalidades do sistema SPED Contábil. Luiz Campos Funcionalidades do sistema SPED Contábil Luiz Campos Conteúdo As funcionalidades do Programa Validador e Assinador PVA do SPED Contábil As funcionalidade do sistema o repositório nacional e sua interação

Leia mais

Treinamento Proposta Online

Treinamento Proposta Online Treinamento Proposta Online 03 Procedimentos para preenchimento da Proposta Preenchendo a Proposta Online Digitalizando os documentos 06 20 33 Pendências nas Propostas 02 Procedimentos para preenchimento

Leia mais

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 Regulamenta a Lei Complementar nº. 92/07 de 13 de Dezembro de 2007, que dispõe sobre o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) - que altera o sistema

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 6 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE São Paulo, 21 de Novembro de 2.005 DE: ASSESSORIA JURÍDICA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE Para conhecimento,

Leia mais

1. REGISTRO DE PROJETOS

1. REGISTRO DE PROJETOS 1. REGISTRO DE PROJETOS Nesta aplicação será feito o registro dos projetos/ ações de extensão, informando os dados iniciais do projeto, as classificações cabíveis, os participantes, a definição da região

Leia mais

Cadastro de Usuário e/ou Troca de Lotação no SGP-e

Cadastro de Usuário e/ou Troca de Lotação no SGP-e SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO - SEA Sistema de Gestão de Protocolo Eletrônico Cadastro de Usuário e/ou Troca de Lotação no SGP-e Apresentação Este documento tem como objetivo auxiliar os usuários

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS ÍNDICE INTRODUÇÃO... 4 1. SEDIF-SN: QUESTÕES TÉCNICAS... 4 1.1. Como ler o nome identificador da declaração gerada pelo SEDIF_SN? Também como identificar se trata de uma

Leia mais

Sistema Eletrônico de Informações - Notificação de ato de concentração ordinário 1

Sistema Eletrônico de Informações - Notificação de ato de concentração ordinário 1 Sistema Eletrônico de Informações - Notificação de ato de concentração ordinário 1 Sistema Eletrônico de Informações Guia para notificação de atos de concentração 2 Notificação Eletrônica de Ato de Concentração

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações

INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações ICMS - PARANÁ INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO 2. CONSIDERAÇÕES 3. PASSO A PASSO DA INSCRIÇÃO CONFORME NORMA PROCEDIMENTO FISCAL 089/2006 4. SOLICITAÇÃO DA INSCRIÇÃO

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Gestão de Formação CURSOS/EVENTOS

Gestão de Formação CURSOS/EVENTOS Gestão de Formação CURSOS/EVENTOS Página 1 de 21 SUMÁRIO Sumário... 2 Acesso ao GFO / Cursos & Eventos... 6 Página 2 de 21 PRÉ-CONDIÇÕES PARA REALIZAR A INSCRIÇÃO DE CANDIDATO A DIRETOR: O processo de

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: Pessoas jurídicas de direito privado, associativas ou

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA. Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA. Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC FEVEREIRO / 2010 GUIA SISTEC INTRODUÇÃO...03 PRÉ-CADASTRO

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO Acesse o site www.teubilhete.com.br, selecione a opção Teu Online, e clique no botão, preencha o formulário com os dados de sua empresa. Reúna duas vias impressas do Contrato

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal,

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal, DECRETO N.º 060 /2013. REGULAMENTA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE ARACATI E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO Certidão e Reimpressão de Documentos 1 / 17 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada...

Leia mais

Baixa Boletos de Condomínio - Sami ERP++

Baixa Boletos de Condomínio - Sami ERP++ Baixa Boletos de Condomínio - Sami ERP++ 1. Baixa Manual de Boletos 1.1. Recebimentos Doc s - Caixa Acesse o módulo TERMINAL DE CAIXA/ CAIXA/ ABERTURA DE CAIXA/ CONDOMÍNIO/ LANÇAMENTOS AUTOMÁTICO/ RECEBIMENTOS

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Baixa Simplificada de Empresas 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro Acesso: Cadastro

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do Sistema de Reclamações Decreto 53.085/08 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA

Nota Fiscal Paulista. Manual do Sistema de Reclamações Decreto 53.085/08 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA 11112020 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA Nota Fiscal Paulista Manual do Sistema de Reclamações Decreto 53.085/08 Versão 1.1 de 16/10/2008 Índice Analítico 1.

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Material de apoio. Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES.

Material de apoio. Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Material de apoio Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Material de apoio Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Portaria

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário:

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA (NFA-e) - Preenchimento por não Contribuinte do ICMS Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

Leia mais

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1 Normatização: Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1 Instrução Normativa Receita Federal Brasileira nº 1548/2015 Art. 3º Estão obrigadas a inscrever-se no CPF as pessoas físicas: V - registradas

Leia mais

GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico-Fiscais. NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico-Fiscais. NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais Manual SERVIRTUAL (Usuário Interno) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAÍBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico-Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Solicitação de Cópia de Processo Físico Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito O Documento de Arrecadação DAR-1/AUT,

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações.

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações. Manual e Validador De TCERS WIKI Conteúdo 1 Apresentação 1.1 Informações Gerais 1.2 Requisitos mínimos de hardware e software 1.3 Leiaute dos Arquivos 2 Instalação do Aplicativo 2.1 Instalação do Java

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

MANUAL VERSÃO 4.14 0

MANUAL VERSÃO 4.14 0 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 1. O QUE É O EOL?... 2 2. ACESSANDO O EOL... 2 3. TELA INICIAL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 7 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES

Leia mais

FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO ARRECADAÇÃO

FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO ARRECADAÇÃO 1 de 25 msgq FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO PROCESSO ARRECADAÇÃO FIN. 03 - ARRECADAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1. DEFINIÇÃO DO

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DO IFPR CAMPUS PITANGA

EDITAL Nº 01/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DO IFPR CAMPUS PITANGA EDITAL Nº 01/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DO IFPR CAMPUS PITANGA O INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR, no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital com normas que regem o Processo simplificado

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE VII ATOS DE REVISÃO VERSÃO 2014 Maio de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

1) Todos os dados devem ser digitados em MAIÚSCULA;

1) Todos os dados devem ser digitados em MAIÚSCULA; 1. Iniciar o Cadastramento UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Inicialmente, para cadastrar clicar em Observações importantes: 1) Todos os dados devem ser digitados em MAIÚSCULA; 2) Os processos devem

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. EDITAL Nº 037/PRPGP/UFSM, de 13 de agosto de 2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. EDITAL Nº 037/PRPGP/UFSM, de 13 de agosto de 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 037/PRPGP/UFSM, de 13 de agosto de 2012 ABERTURA DE INSCRIÇÃO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, NÍVEL DE MESTRADO (CÓDIGO

Leia mais

ROTEIRO PARA O PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE DO IMPOSTO DE RENDA

ROTEIRO PARA O PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE DO IMPOSTO DE RENDA ROTEIRO PARA O PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE DO IMPOSTO DE RENDA OBJETIVO Este roteiro tem como objetivo mostrar o passo a passo para que o contribuinte pessoa física possa preencher sua Declaração

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe Manual de acesso e utilização do sistema Versão: 1.0.30 Maio/2011 SUMÁRIO 1. TELA INICIAL... 3 2. CADASTRO DO PRESTADOR... 4

Leia mais

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 52

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 52 Pedido de Viabilidade Página 1 / 52 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 PEDIDO DE VIABILIDADE PARA INSCRIÇÃO DE PRIMEIRO ESTABELECIMENTO... 4 Dados do Solicitante e da Pessoa Jurídica... 5 Quadro Societário... 8

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 96.603 de 30 de agosto

Leia mais

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 1 SUMÁRIO 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO... 4 1.1. Pessoas obrigadas à apresentação da Declaração de Ajuste Anual IRPF 2016... 4 1.2. Pessoas dispensadas

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR. Suporte: SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS. EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras

MANUAL DO PROFESSOR. Suporte: SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS. EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS MANUAL DO PROFESSOR Suporte: EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras Nas unidades: Departamento de Tecnologia e Informação DTI Responsáveis

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO COM RECURSOS

Leia mais

Manual do Usuário Alteração de Microempreendedor Individual - M.E.I.

Manual do Usuário Alteração de Microempreendedor Individual - M.E.I. Manual do Usuário Alteração de Microempreendedor Individual - M.E.I. Empro - Tecnologia & Informação São José do Rio Preto, São Paulo Sumário Introdução... 3 Acesso... 4 Alteração de M.E.I.... 6 Identificação...

Leia mais

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS. Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2.

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS. Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2. Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2.6) Portaria SUACIEF nº 001/2009 SUMÁRIO 1. TELA PRINCIPAL... 3 2. MENU

Leia mais