Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu Foz Previdência

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu Foz Previdência"

Transcrição

1 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05/2015 FOZPREV DATA: 18 de dezembro de 2015 SÚMULA: Estabelece a forma e os procedimentos para o Recadastramento Anual, na modalidade Prova de Vida, dos pensionistas vinculados ao Regime Próprio de Previdência Social do Município de Foz do Iguaçu, gerido pelo FOZPREV, para fins de manutenção do benefício de pensão por morte. O Diretor-Superintendente do do Município de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, nomeado pela Portaria nº , de 8 de janeiro de 2013, no uso das atribuições legais, com base no disposto nos 6º e 7º do art. 4º da Lei Complementar n o 107, de 19 de abril de 2006, considerando a necessidade de prevenir fraudes que resultem em pagamentos indevidos de benefícios aos dependentes do Regime Próprio de Previdência, o que causa prejuízo aos fundos previdenciários geridos pelo e, ainda, para manter atualizada a base de dados cadastrais dos pensionistas, ESTABELECE: Art. 1º O Recadastramento anual dos pensionistas beneficiários do Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Foz do Iguaçu, gerido pelo FOZPREV, será realizado na modalidade PROVA DE VIDA, de acordo com os procedimentos previstos nesta Instrução. Art. 2º Para fins desta Instrução, Recadastramento é o procedimento documental a ser realizado pelo pensionista com vistas a manter atualizado os seus dados cadastrais junto ao Fozprev, e a Prova de Vida é a comprovação física da existência do pensionista com vistas à manutenção do benefício recebido. Art. 3º Todos os pensionistas deverão realizar, obrigatoriamente, uma vez ao ano, o Recadastramento, na modalidade Prova de Vida, no mês de seu aniversário, ressalvados os pensionistas com situações especificadas nesta Instrução. 1º O pensionista universitário deverá realizar os procedimentos nas datas previstas no artigo 10 dessa Instrução. 2º O pensionista menor de idade poderá realizar os procedimentos, junto, no mesmo mês de aniversário do seu responsável legal, se este também for pensionista que pertença a um grupo familiar vinculado a um mesmo benefício. Art. 4º A realização do Recadastramento, na modalidade Prova de Vida, exige o comparecimento do próprio pensionista no local de recadastramento, não admitindo sua realização mediante procuração outorgada.

2 Art. 5º Fica definido como local para o Recadastramento e a Prova de Vida a sede do Fozprev, situada no Município de Foz do Iguaçu, no horário de seu expediente normal. Parágrafo Único O Fozprev disponibilizará no seu site, a relação mensal dos pensionistas convocados para o Recadastramento, na modalidade Prova de Vida. Art. 6º Os documentos necessários para a realização do Recadastramento são as originais do documento de identidade e do comprovante de residência (datado de no máximo 60 dias). Parágrafo Único Serão aceitos como documento de identidade a Carteira de Identidade (RG), Carteira de Motorista (CNH), Carteira de Identidade Profissional ou Passaporte, válidos, expedidos pelos respectivos órgãos competentes. Art. 7º O pensionista com idade entre 16 e 18 anos de idade, além dos documentos elencados no art. 6º desta Instrução, deverá apresentar a Declaração de Estado Civil (modelo disponível no Anexo I-A). Art. 8º O pensionista na condição de pais sem renda, além dos documentos elencados no art. 6º desta Instrução, deverá apresentar a Declaração de Renda (modelo disponível no Anexo I-B). Art. 9º O pensionista na condição de filho ou irmão inválido ou incapaz, solteiro e sem renda própria, se maior de idade, deverá apresentar, além dos documentos elencados no art. 6º desta Instrução, a Declaração de Estado Civil (modelo disponível no anexo I-A) e a Declaração de Renda (modelo disponível no anexo I-B). Art. 10 O pensionista na condição de filho universitário deverá realizar o Recadastramento e a Prova de Vida, nos meses de janeiro e julho de cada ano, até completar 21 anos, apresentando, além dos documentos especificados no art. 6º desta instrução, os seguintes documentos: I original da Declaração de Matrícula em curso superior, contendo, obrigatoriamente, o nome do curso de graduação e o período em que está matriculado; II original do documento que comprove frequência regular no curso de graduação, no semestre anterior, devidamente assinado pela Instituição de Ensino ou autenticado digitalmente; III Declaração de Estado Civil (modelo no anexo I-A), e; VI Declaração de Renda (modelo disponível no anexo I-B). Art. 11 O pensionista menor de idade deverá comparecer acompanhado do seu representante legal, seja ele pai, mãe, tutor ou guardião, devidamente identificado, que deverá realizar os procedimentos apresentando os documentos elencados no art. 6º desta Instrução do menor que representa. 1º Caso o pensionista não tenha documento de identidade, deverá ser apresentada a Certidão de Nascimento atualizada, expedida em até 60 dias. 2º O representante legal, na condição de tutor ou guardião, além de apresentar o respectivo documento comprobatório de tutela ou de guarda, deverá assinar Termo de Responsabilidade (modelo no anexo I-C), ocasião em que se comprometerá, sob as penas da lei, em comunicar ao

3 Fozprev o óbito do beneficiário ou qualquer evento que cesse sua condição de representante, no prazo de até 30 dias contados do fato. Art. 12 O pensionista curatelado deverá vir acompanhado do seu curador, devidamente identificado, que deverá realizar os procedimentos apresentando os documentos elencados no art. 6º desta Instrução do pensionista que representa. Parágrafo Único O representante legal, curador, além de apresentar o documento comprobatório de curatela, deverá assinar Termo de Responsabilidade (modelo no anexo I-C), ocasião em que se comprometerá, sob as penas da lei, em comunicar ao Fozprev o óbito do beneficiário ou qualquer evento que cesse sua condição de Representante, no prazo de até 30 dias contados do fato. Art. 13 O pensionista residente fora do município de Foz do Iguaçu, impossibilitado de comparecer ao Fozprev para a realização da Prova de Vida, em caráter excepcional, poderá realizá-la por Declaração de Prova de Vida, com Firma Reconhecida por Autenticidade em cartório. Parágrafo Único Para este procedimento, o pensionista deve dirigir-se a um cartório com a Declaração de Prova de Vida (modelo disponível no anexo I-D), reconhecer por autenticidade sua assinatura e enviar por via postal ao Fozprev, e ainda, se for o caso, os originais dos demais documentos e declarações previstas nos artigos 7º, 8º, 9º e 10 desta Instrução. Art. 14 O pensionista residente no município de Foz do Iguaçu ou em municípios circunvizinhos, que por problemas graves de saúde estiver impossibilitado de comparecer ao Fozprev para a realização de Prova de Vida situação esta que deverá ser comprovada por atestado médico atualizado expedido para este fim, poderá solicitar a visita domiciliar. Parágrafo único O pedido de visita domiciliar deverá ser formulado, no mês de seu recadastramento obrigatório, através do telefone (45) para agendamento da visita, ou diretamente na sede do Fozprev por intermédio de familiar. Art. 15 A não realização pelo pensionista dos procedimentos de Recadastramento, na modalidade Prova de Vida, dará causa ao bloqueio do pagamento de seu benefício, ficando este suspenso até a sua efetiva regularização. 1º O bloqueio do pagamento do benefício se dará no 10º (décimo) dia do mês subsequente ao mês em que o pensionista deveria ter realizado os procedimentos previstos no art. 3º desta Instrução. 2º Quando da regularização dos procedimentos de Recadastramento e da Prova de Vida pelo pensionista, o mesmo deverá requer a liberação do pagamento de seu benefício, junto ao Fozprev, preenchendo o Requerimento de Liberação de Benefício Bloqueado/Suspenso, constante no anexo II desta Instrução. 3º Decorridos 6 (seis) meses de suspensão do pagamento do benefício, sem nenhuma manifestação por parte do pensionista ou de seu representante legal para a sua devida regularização, será aberto procedimento administrativo que poderá resultar em extinção do benefício.

4 Art. 16 A inexatidão das declarações, irregularidades de documentos ou outras irregularidades constatadas durante o processo de Recadastramento e Prova de Vida, ou mesmo posteriormente, implicarão no imediato bloqueio e suspensão do pagamento do benefício, sem prejuízo a demais sanções administrativas e penais cabíveis. Art. 17 O pensionista que tiver o benefício concedido 60 (sessenta) dias antes do mês de seu aniversário, da primeira vez fica dispensado da realização dos procedimentos de Recadastramento e Prova de Vida, tornando-se obrigatória a realização dos procedimentos nos anos subsequentes. Art. 18 Os casos omisso serão dirimidos pela Diretoria Executiva do. Gabinete do Diretor-Superintendente do do Município de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, em 18 de dezembro de Darlei dos Santos Diretor-Superintendente

5 ANEXO À INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05/2015 FOZPREV ANEXO I-A DECLARAÇÃO DE ESTADO CIVIL Eu,, abaixo assinado, portador(a) do documento de identidade nº e CPF nº, residente e domiciliado(a) no município de, UF, declaro para o fim específico de recadastramento previdenciário junto ao FOZPREV que sou (declarar estado civil, inclusive se em união estável). Declaro também a inteira responsabilidade pelas informações contidas nesta declaração, estando ciente de que a omissão ou a apresentação de informações e/ou documentos falsos ou divergentes implicam no cancelamento da pensão que recebo, obrigando a devolução dos valores indevidamente recebidos, quando for o caso, além das medidas judiciais cabíveis. Declaro, ainda, que são verdadeiras as informações que ora presto, nos termos do art. 2 o da Lei Federal n o 7.115, de 29 de agosto de 1983, e sob as penalidades do art. 299, do Código Penal Brasileiro. Local e data:, de de. Assinatura do(a) declarante

6 ANEXO I-B DECLARAÇÃO DE RENDA Eu,, abaixo assinado, portador(a) do documento de identidade nº e CPF nº, residente e domiciliado(a) no município de, UF, declaro para o fim específico de recadastramento previdenciário junto ao FOZPREV que, além da pensão por morte do(a) servidor(a) falecido(a) que recebo do FOZPREV, ( ) NÃO POSSUO OUTRA RENDA proveniente de: salários, proventos, pensões alimentícias, aposentadorias, benefícios sociais, comissões, pró-labore, outros rendimentos do trabalho não assalariado, rendimentos do mercado informal ou autônomo, rendimentos auferidos do patrimônio, e quaisquer outros. ( ) POSSUO OUTRA RENDA proveniente de: Declaro também a inteira responsabilidade pelas informações contidas nesta declaração, estando ciente de que a omissão ou a apresentação de informações e/ou documentos falsos ou divergentes implicam no cancelamento da pensão que recebo, obrigando a devolução dos valores indevidamente recebidos, quando for o caso, além das medidas judiciais cabíveis. Declaro, ainda, que são verdadeiras as informações que ora presto, nos termos do art. 2 o da Lei Federal n o 7.115, de 29 de agosto de 1983, e sob as penalidades do art. 299, do Código Penal Brasileiro. Local e data:, de de. Assinatura do(a) declarante

7 ANEXO I-C TERMO DE RESPONSABILIDADE Eu,, abaixo assinado, portador(a) do documento de identidade nº e CPF nº, residente e domiciliado(a) no município de, UF, na qualidade de Representante legal, na condição de do pensionista, pelo presente Termo de Responsabilidade comprometo-me a comunicar ao FOZPREV o óbito do pensionista que represento, no prazo de 30 (trinta) dias contados do fato, mediante a apresentação da respectiva certidão. Comprometo-me, ainda, a comunicar ao FOZPREV, no mesmo prazo, qualquer outro evento que cesse minha condição de representante legal. Estou ciente que o descumprimento do compromisso ora assumido, além de obrigar a devolução de importâncias recebidas indevidamente, quando for o caso, sujeitar-me-á à responsabilização penal. Local e data:, de de. Assinatura do(a) Representante Legal. Observação: Juntar o respectivo documento comprobatório que o qualifica com representante do pensionista.

8 ANEXO I-D DECLARAÇÃO DE PROVA DE VIDA Declaro que tenho conhecimento da obrigatoriedade de fazer o recadastramento anual, na modalidade PROVA DE VIDA, junto ao FOZPREV, como requisito para a manutenção do pagamento do benefício de pensão por morte que recebo desta Autarquia Previdenciária. Não tendo condições de comparecer pessoalmente ao FOZPREV no período estabelecido, apresento PROVA DE VIDA conforme informações abaixo: Nome Completo:... Documento de Identidade nº:... Endereço:... Bairro:... Cidade:... UF:... CEP:... Telefone para contato: (...)-... Por ser verdade, firmo a presente declaração. Local e data:, de de. Assinatura do(a) declarante PARA CARTÓRIO: reconhecimento de firma somente POR AUTENTICIDADE.

9 ANEXO II REQUERIMENTO DE LIBERAÇÃO DE BENEFÍCIO BLOQUEADO/SUSPENSO (pensionista ou representante do pensionista), portador(a) do documento de identidade nº e CPF nº, residente e domiciliado(a) no município de, UF, considerando que regularizei os procedimentos de Recadastramento, na modalidade Prova de Vida, conforme Instrução Normativa nº 005/2015. REQUER: A liberação do pagamento do benefício de Pensão por Morte, que se encontra bloqueado/suspenso desde a competência de. Nestes termos pede deferimento. Local e data:, de de. Assinatura do(a) requerente De preenchimento exclusivo da Divisão de Benefícios Situação do recadastramento e prova de vida regularizada em: / /. Observações: Foz do Iguaçu, de de. (carimbo e assinatura do servidor responsável pela regularização do Recadastramento) À Diretoria Administrativa, Para providências na Folha de Pagamento. Foz do Iguaçu, / /. (carimbo e assinatura da Diretoria de Benefícios)

Art.3º O Recadastramento deverá ser feito na sede do IPASBO, situada à Avenida Maria Clara de Jesus nº 295 Centro.

Art.3º O Recadastramento deverá ser feito na sede do IPASBO, situada à Avenida Maria Clara de Jesus nº 295 Centro. PORTARIA Nº 03, DE 29 DE MAIO DE 2015. Estabelece normas e procedimentos para o recadastramento previdenciário dos servidores ativos, aposentados e pensionistas vinculados ao Regime Próprio de Previdência

Leia mais

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS Cód.: ACA Nº: 117 Versão: 1 Data: 23/05/2013 DEFINIÇÃO Atualização de dados cadastrais de aposentados e pensionistas da União que recebem proventos e

Leia mais

Desejo requerer o Benefício de Prestação Continuada na(s) seguinte(s) opção(ões):

Desejo requerer o Benefício de Prestação Continuada na(s) seguinte(s) opção(ões): Nome do(a) Participante DADOS DO(A) PARTICIPANTE Matrícula Data de Nascimento CPF Telefone ( ) Conta bancária para recebimento do benefício Nº da Agência Código de Operação Nº da Conta - DV Endereço do(a)

Leia mais

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos.

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos. 1 Segue abaixo os modelos sugestivos das seguintes declarações: 1. Declaração de desempregado; 2. Declaração que não exerce atividade remunerada, ou do lar; 3. Declaração sobre recebimento de pensão alimentícia

Leia mais

D O N D O M Ê N I C O

D O N D O M Ê N I C O FACULDADE DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS E LETRAS DON DOMÊNICO. REGULAMENTO PARA CONCESSÃO E RENOVAÇÃO DE BOLSAS 2014-1 Art. 1º - Fica instituído o Regulamento para concessão de bolsas de estudo aos alunos da Don

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM) PARA ALUNOS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA No ato da apresentação dos documentos comprobatórios obrigatórios deverão ser apresentados os originais e cópias dos mesmos OU cópias autenticadas

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA PARA GRUPO FAMILIAR (TODOS RESIDENTES COM O CANDIDATO)

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA PARA GRUPO FAMILIAR (TODOS RESIDENTES COM O CANDIDATO) DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA PARA GRUPO FAMILIAR (TODOS RESIDENTES COM O CANDIDATO) - Requerimento de bolsa feito pelo site ( Via da Instituição) + Protocolo preenchido e assinado; - RG

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento; 2- Contrato Social + Aditivos (se tiver, todos); 3- CNPJ (atualizado); 4- Indicação

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL. Nome: Estado Civil: Profissão:, inscrito(a) no CPF sob o nº

ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL. Nome: Estado Civil: Profissão:, inscrito(a) no CPF sob o nº ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL Nome: Estado Civil: Profissão:, inscrito(a) no CPF sob o nº, portador(a) do RG nº, residente e domiciliado(a) na Rua, N :, Bairro:, Cidade no Estado do Rio de

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS ProUni 2 º Semestre 2013

LISTA DE DOCUMENTOS ProUni 2 º Semestre 2013 LISTA DE DOCUMENTOS ProUni 2 º Semestre 2013 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Os candidatos pré-selecionados deverão entregar cópia simples dos documentos adiante solicitados de todos aqueles que compõem a família.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENAÇÃO DE INTEGRAÇÃO ESTUDANTIL EDITAL 18-2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENAÇÃO DE INTEGRAÇÃO ESTUDANTIL EDITAL 18-2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL 18-2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO POR COTAS SOCIAIS (até 1,5 salário per capita) Curso de Licenciatura em Letras Espanhol (Modalidade à distância) - Chamada Oral A

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PROUNI - 1º SEMESTRE 2015

PROCESSO SELETIVO PROUNI - 1º SEMESTRE 2015 PROCESSO SELETIVO PROUNI - 1º SEMESTRE 2015 O candidato deve providenciar a lista de documentos abaixo e fazer a entrega na Central de Atendimento ao Estudante (CAE), no dia e horário agendados. Deve ser

Leia mais

Taxas: Certidão R$ 36,89 ART R$ 60,00

Taxas: Certidão R$ 36,89 ART R$ 60,00 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA IDICAÇÃO DE RESPONSÁVEL TÉCNICO (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento; 2- Indicação de responsável (eis) técnico (s) para atividades técnicas da Empresa

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 002/ 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 002/ 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 002/ 2015 SORTEIO PARA ADMISSÃO DE ALUNOS AO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO

Leia mais

Orientações sobre Benefícios do INSS

Orientações sobre Benefícios do INSS Orientações sobre Benefícios do INSS A PREFEITURA DE GUARULHOS MANTÉM UM CONVÊNIO COM O INSS AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DE GUARULHOS PARA REQUERIMENTO DOS SEGUINTES BENEFÍCIOS: AUXÍLIO DOENÇA PREVIDENCIÁRIO,

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Será concedida a Bolsa Filantrópica com base nos critérios básicos consignados

Leia mais

COMUNICADO. Assunto: Bolsas de Estudos 2015

COMUNICADO. Assunto: Bolsas de Estudos 2015 COMUNICADO Assunto: Bolsas de Estudos 2015 O Colégio Franciscano Santa Clara informa os critérios para concorrer à bolsa de estudos 2015, aos candidatos que cumprirem com as seguintes condições: 1º Requisitos:

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA POSSE NO CARGO PÚBLICO

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA POSSE NO CARGO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE OLHO D ÁGUA DAS FLORES CNPJ: nº 12.251.468/0001-38 Avenida 02 de Dezembro, nº 426 - Centro. Fone/Fax: (82) 3623.1280 e-mail: prefeituraoaflores@ig.com.br DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Leia mais

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA.

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA. ATENÇÃO! O candidato deve providenciar a lista de documentos abaixo e fazer a entrega na Central de Atendimento ao Estudante (CAE). Orientamos que o estudante compareça com, no mínimo, 3 (três) dias úteis

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ-UESPI PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, ASSUNTOS ESTUDANTIS E COMUNITÁRIOS PREX EDITAL Nº 001/2015

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ-UESPI PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, ASSUNTOS ESTUDANTIS E COMUNITÁRIOS PREX EDITAL Nº 001/2015 EDITAL Nº 001/2015 A Universidade Estadual do Piauí - UESPI, através da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários PREX, torna público o presente Edital que define o Processo de Seleção

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999 REVOGADA PELA IN SEAP N 03/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999 O Ministro de Estado da Agricultura e do Abastecimento, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2009 Regulamenta os procedimentos relativos à certificação digital, para garantir a segurança das transações eletrônicas realizadas por meio dos sistemas, das aplicações e dos

Leia mais

CRITÉRIOS PARA COMPROVAÇÃO DO ATENDIMENTO DOS REQUISITOS DO PROGRAMA DE BOLSA PERMANÊNCIA. Estudante solteiro

CRITÉRIOS PARA COMPROVAÇÃO DO ATENDIMENTO DOS REQUISITOS DO PROGRAMA DE BOLSA PERMANÊNCIA. Estudante solteiro NÚCLEO FAMILIAR: CRITÉRIOS PARA COMPROVAÇÃO DO ATENDIMENTO DOS REQUISITOS DO PROGRAMA DE BOLSA PERMANÊNCIA Estudante solteiro O próprio estudante, mãe/madrasta, pai/padrasto, filho(s) solteiro(s) e irmão(s)

Leia mais

Recadastramento de Aposentados e Pensionistas

Recadastramento de Aposentados e Pensionistas MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral do Serviço Exterior Departamento do Serviço Exterior Recadastramento de Aposentados e Pensionistas Recadastramento A partir de 2013, o recadastramento

Leia mais

REGULAMENTO PARA RECADASTRO NOS PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA UFES 2012/01

REGULAMENTO PARA RECADASTRO NOS PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA UFES 2012/01 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE INCLUSÃO SOCIAL CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO NÚCLEO DE ATENÇÃO À SAUDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL REGULAMENTO PARA RECADASTRO NOS PROGRAMAS

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Processo Seletivo para o Programa Especial de Formação Pedagógica para Professores de Educação Profissional de Nível Médio (Convênio FNDE/MEC nº 400012/2011 Programa Brasil

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014 O Diretor Geral do Colégio Universitário da Universidade Federal do Maranhão no uso de suas

Leia mais

ANEXO I. FICHA DE INSCRIÇÃO - Processo Seletivo para Renovação da Bolsa Universitária para o ano de 2014

ANEXO I. FICHA DE INSCRIÇÃO - Processo Seletivo para Renovação da Bolsa Universitária para o ano de 2014 ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO - Processo Seletivo para Renovação da Bolsa Universitária para o ano de 2014 Nome do Estudante: Data do Nascimento: Curso: Matrícula: CPF: RG: Filiação: Mãe: Pai: Órgão Expedidor:

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL

ANEXO I DECLARAÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL ANEXO I DECLARAÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL Declaro para os devidos fins, que eu,, inscrito (a) no CPF nº, portador do RG nº, estou vivendo em União Estável com, inscrito no CPF nº, portador do RG nº, desde a

Leia mais

ANEXO II Programa Mais Professores FUSVE-USS 2016 Documentos Necessários para Requerimento de Bolsa de Estudos

ANEXO II Programa Mais Professores FUSVE-USS 2016 Documentos Necessários para Requerimento de Bolsa de Estudos ANEXO II Programa Mais Professores FUSVE-USS 2016 Documentos Necessários para Requerimento de Bolsa de Estudos Os estudantes ou responsáveis legais obrigam-se a efetuar a entrega dos seguintes documentos

Leia mais

Portaria Interministerial MPS/MF/MP/MDS/SEP Nº 1 DE 01/08/2014

Portaria Interministerial MPS/MF/MP/MDS/SEP Nº 1 DE 01/08/2014 Portaria Interministerial MPS/MF/MP/MDS/SEP Nº 1 DE 01/08/2014 Publicado no DO em 4 ago 2014 Dispõe sobre a concessão e manutenção do benefício assistencial devido aos trabalhadores portuários avulsos

Leia mais

EDITAL PRGDP Nº 29/2014

EDITAL PRGDP Nº 29/2014 EDITAL PRGDP Nº 29/2014 A PRGDP/UFLA, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 11.091, de 12/01/2005, Decreto nº 5.707, de 23/02/2006 e a Resolução CUNI nº 56 de 29/10/2013, torna público que

Leia mais

Edital nº 10 de 22 de maio de 2015.

Edital nº 10 de 22 de maio de 2015. PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSA DE ESTUDOS DO O Diretor Geral do Campus São Luís Monte Castelo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, no uso de suas atribuições

Leia mais

INDAIAL SANTA CATARINA CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESOLUÇÃO Nº 001/2010

INDAIAL SANTA CATARINA CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESOLUÇÃO Nº 001/2010 INDAIAL SANTA CATARINA CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESOLUÇÃO Nº 001/2010 DISPÕE SOBRE APROVAÇÃO DO BENEFÍCIO ALIMENTAÇÃO. O Conselho Municipal de Assistência Social de Indaial, no uso de suas

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

II Que o aluno novo indicado não tenha recebido outra indicação deferida a outro postulante.

II Que o aluno novo indicado não tenha recebido outra indicação deferida a outro postulante. REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INCENTIVO A MATRÍCULAS MAIS QUE AMIGO 7ª EDIÇÃO PARA ALUNOS REGULARMENTE MATRICULADOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO DO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO CENECISTA

Leia mais

EDITAL Nº 39 DE 25 DE AGOSTO DE 2015 AUXÍLIO MORADIA PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE

EDITAL Nº 39 DE 25 DE AGOSTO DE 2015 AUXÍLIO MORADIA PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Erechim EDITAL Nº 39 DE 25 DE AGOSTO DE 2015 AUXÍLIO

Leia mais

EDITAL Nº 05/2013 2 DA ANÁLISE E JULGAMENTO DAS SOLICITAÇÕES DA RESIDÊNCIA ESTUDANTIL, DO AUXÍLIO MORADIA E DO AUXÍLIO-TRANSPORTE.

EDITAL Nº 05/2013 2 DA ANÁLISE E JULGAMENTO DAS SOLICITAÇÕES DA RESIDÊNCIA ESTUDANTIL, DO AUXÍLIO MORADIA E DO AUXÍLIO-TRANSPORTE. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ UNIDADE DE ATENDIMENTO AO EDUCANDO PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA ESTUDANTIL, AUXÍLIO MORADIA E AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 05/2013

Leia mais

ANEXO 1 DECLARAÇÃO DE RENDA DE PROFISSIONAL AUTÔNOMO E/OU LIBERAL

ANEXO 1 DECLARAÇÃO DE RENDA DE PROFISSIONAL AUTÔNOMO E/OU LIBERAL ANEXO 1 DECLARAÇÃO DE RENDA DE PROFISSIONAL AUTÔNOMO E/OU LIBERAL Eu,, CPF nº, declaro sob as penas da lei, para comprovação das informações prestadas pelo candidato (nome), que a renda média mensal (calculada

Leia mais

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ORIENTAÇÕES SOBRE A ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL Apresentação A Prefeitura Municipal de Goiânia realizará a atualização cadastral dos Servidores

Leia mais

ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA

ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA Código Descrição 1 Cônjuge Feminino 34 Cônjuge Masculino 7 Companheiro(a)/ Convivente 30 Ex-Cônjuge Feminino com Pensão Alimentícia 3 Filho(a) Solteiro(a) 17 Enteado(a) Solteiro(a)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS IFAL CÂMPUS SÃO MIGUEL DOS CAMPOS DIREÇÃO GERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS IFAL CÂMPUS SÃO MIGUEL DOS CAMPOS DIREÇÃO GERAL 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS IFAL CÂMPUS SÃO MIGUEL DOS CAMPOS DIREÇÃO GERAL EDITAL INTERNO Nº01/2015/DG - IFAL CÂMPUS SÃO MIGUEL DOS CAMPOS A Direção Geral

Leia mais

EDITAL BOLSA SOCIAL DOM ADÉLIO TOMASIN

EDITAL BOLSA SOCIAL DOM ADÉLIO TOMASIN EDITAL BOLSA SOCIAL DOM ADÉLIO TOMASIN A CISNE Faculdade de Quixadá e a CISNE Faculdade Tecnológica de Quixadá informam a abertura do Edital da Bolsa Social Dom Adélio Tomasin para todos os cursos de graduação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000

RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 Estabelece procedimentos para a concessão do benefício do Seguro-Desemprego ao Empregado Doméstico. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador CODEFAT,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DA FURG 1 -DA ISENÇÃO DE TAXA O Programa

Leia mais

INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL SOBRE MUDANÇAS NO PLANSERV

INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL SOBRE MUDANÇAS NO PLANSERV Universidade Estadual de Feira de Santana Autorizada pelo Decreto Federal n.º 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial n.º 874/86 de 19/12/86 INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Será concedida a Bolsa Filantrópica com base nos critérios básicos consignados nos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA Edital para a Participação em Eventos/Assistência Estudantil Nº 003/2015 A REITORA DO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA torna pública a abertura

Leia mais

INSTRUÇÕES AO CANDIDATO

INSTRUÇÕES AO CANDIDATO COORDENADORIA DE SELEÇÃO E ADMISSÃO INSTRUÇÕES AO CANDIDATO DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS Laudo Médico: Fornecido pela Junta Médica da UFAC / Setor Médico, (Fone: 3901-2573), no horário de 09:00h às 12:00h e

Leia mais

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS. ESSA DOCUMENTAÇÃO DEVERÁ SER APRESENTADA PARA A REALIZAÇÃO

Leia mais

III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR

III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR Art. 19 Devem ser apresentados os documentos do grupo familiar no qual o(a) candidato(a) encontra-se inserido, incluindo documentação do candidato, sendo

Leia mais

1.3 Em nenhuma hipótese a Bolsa de Estudos será convertida em dinheiro para o aluno e/ou seu responsável financeiro.

1.3 Em nenhuma hipótese a Bolsa de Estudos será convertida em dinheiro para o aluno e/ou seu responsável financeiro. EDITAL Nº 03, de 17 de dezembro de 2014 A DIRETORA do INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NOSSA SENHORA DE SION, no uso das atribuições que lhe confere o Regimento Interno da instituição, e em conformidade

Leia mais

1. No item 4, Das inscrições, ONDE SE LÊ:

1. No item 4, Das inscrições, ONDE SE LÊ: O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ e o SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, nos termos estabelecidos no subitem 16.31, torna pública a seguinte retificação ao Edital supracitado,

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO CFC N.º 1.166/09 Dispõe sobre o Registro Cadastral das Organizações Contábeis. regimentais, O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e RESOLVE: CAPÍTULO I

Leia mais

1.3. Sobre as semestralidades a serem custeadas com recursos do FIESP incidirão os descontos de pontualidade previstos à época do pagamento.

1.3. Sobre as semestralidades a serem custeadas com recursos do FIESP incidirão os descontos de pontualidade previstos à época do pagamento. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: 1.1. O Crédito Educativo Estudantil Projeção - FIESP é um programa privado de concessão de crédito estudantil, desenvolvido pelas Faculdades Projeção, destinado a custear

Leia mais

TRABALHADOR (A) INFORMAL

TRABALHADOR (A) INFORMAL ANEXO 1 DECLARAÇÃO DE ATIVIDADES, BENS E RENDIMENTOS MENSAIS MÉDIOS SEM CONTRIBUIÇÃO INSS - TRABALHADOR (A) INFORMAL Eu,, natural de, portador (a) do CPF n., residente e domiciliado (a) no endereço:, declaro,

Leia mais

Dispõe sobre adoção de critérios para redução da anuidade do exercício de 2010 aos profissionais de contabilidade e dá outras providências

Dispõe sobre adoção de critérios para redução da anuidade do exercício de 2010 aos profissionais de contabilidade e dá outras providências O Plenário do Conselho Regional de Contabilidade em Pernambuco - CRC-PE, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e Considerando o que dispõe a Resolução CFC nº 1.250/09, de 27 de novembro de 2009;

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO CFC N.º 1.390/12 Dispõe sobre o Registro Cadastral das Organizações Contábeis. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE: CAPÍTULO I

Leia mais

Colaboração: Antonieta do Carmo Pereira Carlos Eduardo Teixeira Moura

Colaboração: Antonieta do Carmo Pereira Carlos Eduardo Teixeira Moura 1 COORDENADORIA GERAL DO SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS COORDENADORIA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Coordenação Geral: Eliane Bastos Martins Realização: Maria do Carmo Santana Colaboração: Antonieta

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 - PCG/PROJETO SOCIAL

EDITAL Nº 01/2014 - PCG/PROJETO SOCIAL EDITAL Nº 01/2014 - PCG/PROJETO SOCIAL O Diretor do Departamento Regional do Serviço Social do Comércio/SESC Administração Regional no Estado do Amazonas, no uso de suas atribuições, TORNA PÚBLICO o processo

Leia mais

SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB

SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB Dispõe sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e; a obrigatoriedade de credenciamento; a obtenção de número do usuário e senha e outras providências.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SPU Nº 05, DE 24 AGOSTO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA SPU Nº 05, DE 24 AGOSTO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA SPU Nº 05, DE 24 AGOSTO DE 2010 Dispõe sobre os procedimentos de análise dos requerimentos de isenção do pagamento de foros, taxas de ocupação e laudêmios referentes a imóveis de domínio

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia CRTR 10ª REGIÃO/PR Serviço Público Federal

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia CRTR 10ª REGIÃO/PR Serviço Público Federal ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO DE PESSOA FÍSICA VIA CORREIO 1. Solicitar os boletos para recolhimento da taxa de inscrição de pessoa física, da taxa de expedição da habilitação e da anuidade (proporcional),

Leia mais

REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDO FILANTRÓPICA PROCESSO DE RENOVAÇÃO FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO 2016

REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDO FILANTRÓPICA PROCESSO DE RENOVAÇÃO FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO 2016 1-DADOS DO ESTUDANTE Nome do aluno(a): Série que cursará em 2016: RG/CPF: Sexo: F ( ) M ( ) Data de nascimento: / / Idade 2. SITUAÇÃO SOCIOECONÔMICA FAMILIAR Pai: Idade: Data de nascimento: / / Naturalidade:

Leia mais

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos.

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos. 1 Segue abaixo os modelos sugestivos das seguintes declarações: 1. Declaração de desempregado; 2. Declaração que não exerce atividade remunerada, ou do lar; 3. Declaração sobre recebimento de pensão alimentícia

Leia mais

[Digite texto DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA QUE OS CANDIDATOS DEVERÃO ENTREGAR CASO SEJAM PRÉ-SELECIONADOS (CÓPIA):

[Digite texto DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA QUE OS CANDIDATOS DEVERÃO ENTREGAR CASO SEJAM PRÉ-SELECIONADOS (CÓPIA): DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA QUE OS CANDIDATOS DEVERÃO ENTREGAR CASO SEJAM PRÉ-SELECIONADOS (CÓPIA): Documentos pessoais do aluno e dos membros do Núcleo Familiar: Identidade e CPF do(a) candidato(a); Comprovante

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR Devem ser apresentados os documentos na forma de cópia simples dos seguintes documentos, e apenas nos casos especificados, a cópia autenticada em cartório. a) RG

Leia mais

III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR

III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR Art. 19 Na entrevista com a Assistente Social devem ser apresentados os documentos do grupo familiar no qual o candidato encontra-se inserido, incluindo

Leia mais

Relação de Documentos Exigidos para: Registro de Representante Comercial Autônomo (RCA):

Relação de Documentos Exigidos para: Registro de Representante Comercial Autônomo (RCA): Relação de Documentos Exigidos para: Registro de Representante Comercial Autônomo (RCA): a) Fotoc. autenticada do CPF; b) Fotoc. autenticada da Carteira de Identidade; c) Fotoc. autenticada da Quitação

Leia mais

Solicitação de Pensão Previdenciária por morte do(a) Associado(a);

Solicitação de Pensão Previdenciária por morte do(a) Associado(a); Solicitação de Pensão Previdenciária por morte do(a) Associado(a); Quem são os dependentes: Cônjuge, companheiro(a), filhos menores de 21 anos, não emancipados ou inválidos e filhos até 24 anos cursando

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA/FUNDAÇÃO UNITINS/GRE/N 005/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA/FUNDAÇÃO UNITINS/GRE/N 005/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA/FUNDAÇÃO UNITINS/GRE/N 005/2012 Aprovada pela RESOLUÇÃO CONSUNI/Nº 017/2012, Publicada no DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO TO, Nº 3.670,no dia 13 de julho de 2012. Normatiza, no âmbito da

Leia mais

INFORMATIVO BENEFÍCIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE (BAS)

INFORMATIVO BENEFÍCIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE (BAS) INFORMATIVO BENEFÍCIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE (BAS) Com o intuito esclarecer possíveis dúvidas em relação ao Benefício de Assistência à Saúde (BAS) dos servidores inativos e pensionistas civis e, estando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ UNIDADE DE ATENDIMENTO AO EDUCANDO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ UNIDADE DE ATENDIMENTO AO EDUCANDO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ UNIDADE DE ATENDIMENTO AO EDUCANDO PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA ESTUDANTIL, AUXÍLIO MORADIA E AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 03/2015

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.371/11 Dispõe sobre o Registro das Entidades Empresariais de Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE: CAPÍTULO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 09/2011 CAD/UENP

RESOLUÇÃO Nº 09/2011 CAD/UENP RESOLUÇÃO Nº 09/2011 CAD/UENP Súmula: Estabelece critérios para a concessão de isenção ou desconto no preço público da inscrição no Processo Seletivo de Inverno. CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer

Leia mais

EDITAL COPEPS Nº 25/2014

EDITAL COPEPS Nº 25/2014 EDITAL COPEPS Nº 25/2014 Retifica Edital COPEPS Nº 23/2014 que dispõe sobre a comprovação da condição de beneficiário das vagas reservadas, conforme as modalidades de concorrência, referente ao Processo

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO - EMPREGADO DOMÉSTICO - Considerações

SEGURO-DESEMPREGO - EMPREGADO DOMÉSTICO - Considerações SEGURO-DESEMPREGO - EMPREGADO DOMÉSTICO - Considerações Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 26/10/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Seguro-Desemprego 3 - Finalidade 4 - Requisitos 4.1

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 Estabelece normas para a geração, transmissão e controle de dados cadastrais de beneficiários

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados para o ressarcimento, mediante auxílio

Leia mais

1.3 Para se tornar participante do Cartão Fidelidade Limão Doce, o cliente só precisa solicitar o seu cartão a um dos atendentes da loja.

1.3 Para se tornar participante do Cartão Fidelidade Limão Doce, o cliente só precisa solicitar o seu cartão a um dos atendentes da loja. 1. Adesão ao Cartão Fidelidade 1.1 A adesão dos clientes (exclusivamente pessoas físicas, residentes e domiciliadas em território nacional, com idade superior a 18 (dezoito) anos que possuam CPF) ao CARTÃO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0020, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2005

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0020, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2005 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0020, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2005 Publicada no DOE(Pa) de 29.11.05. Alterada pela IN 05/13. Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Informações Econômico-Fiscais - DIEF relativa

Leia mais

RESOLUÇÃO CRP-16 Nº 005/2012

RESOLUÇÃO CRP-16 Nº 005/2012 RESOLUÇÃO CRP-16 Nº 005/2012 Institui procedimentos para solicitação e efetivação de cancelamento da inscrição de pessoa física junto ao CRP-16 e dá outras providências. Revoga a resolução CRP 16 nº. 003/2009.

Leia mais

www.grupoequatorial.com.br

www.grupoequatorial.com.br Versão: 10 Data de Vigência: 30.01.2015 Página 1 de 5 1. Objetivo Este documento contém todas as informações necessárias para a concessão de empréstimos aos Servidores Públicos Estaduais do Governo do

Leia mais

REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS DO INSTITUTO CULTURAL BRASIL ESTADOS BELO HORIZONTE

REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS DO INSTITUTO CULTURAL BRASIL ESTADOS BELO HORIZONTE REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS DO INSTITUTO CULTURAL BRASIL ESTADOS BELO HORIZONTE MODALIDADE DE BOLSAS: CURSOS BÁSICO E INTERMEDIÁRIO NA MODALIDADE REGULAR ART 1º - DAS

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSA DE ESTUDO 2013

REGULAMENTO DE BOLSA DE ESTUDO 2013 REGULAMENTO DE BOLSA DE ESTUDO 2013 CAPÍTULO I - FINALIDADE Art. 1º. O Programa de Bolsa de Estudo Doação, instituído pela Fundação Dom Aguirre, Entidade Mantenedora do Colégio Dom Aguirre, tem como objetivo

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO Eu, abaixo assinado, Sr (a) portador (a) do RG e CPF, declaro para todos os fins de direito e sob as penas da Lei, que ALUGO ATUALMENTE o imóvel sito à Rua /Av: Nº: Bairro:

Leia mais

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto;

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto; CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 QUALIFICAÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA ÁREA DE SAÚDE O Município de Fontoura Xavier, Estado do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica

Leia mais

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS 1. DOCUMENTOS ESSENCIAIS: ( ) Declaração de matrícula 1.2 Documentos de identificação do estudante: ( ) RG ou documento oficial com foto. ( ) CPF 1.3 Documentação civil: (

Leia mais

AUXÍLIO FUNERAL E RESTOS DEIXADOS DE RECEBER

AUXÍLIO FUNERAL E RESTOS DEIXADOS DE RECEBER INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 16/2012 AUXÍLIO FUNERAL E RESTOS DEIXADOS DE RECEBER A GERENTE GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS, no uso de suas atribuições deliberadas pela Portaria SE Nº 1495, de 01/03/2011,

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Departamento de Administração de Pessoal Divisão de Benefícios

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Departamento de Administração de Pessoal Divisão de Benefícios Ministério da Educação APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA Matrícula UFPR: Matrícula SIAPE: Data de nascimento: Telefone: Declaro que: ( ) não possuo saldo de férias; ( ) possuo saldo de férias, conforme abaixo discriminado:

Leia mais

ANEXO IV RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº 18/2012)

ANEXO IV RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº 18/2012) UFRB ANEXO IV RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº 18/2012) Para cada membro do núcleo familiar colocado no formulário DECLARAÇÃO DE

Leia mais

DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA SOCIAL

DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA SOCIAL DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA SOCIAL O responsável legal pelo educando deverá apresentar os documentos abaixo relacionados; de todo os membros do grupo familiar onde o aluno esta inserido,

Leia mais

RESOLUÇÃO SARE Nº 3.076 DE 31 DE JULHO DE 2006

RESOLUÇÃO SARE Nº 3.076 DE 31 DE JULHO DE 2006 RESOLUÇÃO SARE Nº 3.076 DE 31 DE JULHO DE 2006 DISPÕE SOBRE O CONTROLE DE PAGAMENTO, APROVA A ROTINA- PADRÃO PARA O PROCESSAMENTO DOS PEDIDOS DE ENCERRAMENTO DE FOLHA DOS SERVIDORES INATIVOS DO PODER EXECUTIVO

Leia mais

EDITAL Nº 38/2014, DE 21 DE MAIO DE

EDITAL Nº 38/2014, DE 21 DE MAIO DE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO VESTIBULAR UFT/ 2014.2 EDITAL Nº 38/2014, DE 21 DE MAIO DE 2014 A Universidade Federal do Tocantins torna público

Leia mais

EDITAL Nº 50/2011 PROEN. Regulamento de Ingresso no Curso de Graduação a Distância da UAB/UFMA

EDITAL Nº 50/2011 PROEN. Regulamento de Ingresso no Curso de Graduação a Distância da UAB/UFMA EDITAL Nº 50/2011 PROEN Regulamento de Ingresso no Curso de Graduação a Distância da UAB/UFMA O PRÓ-REITOR DE ENSINO da Universidade Federal do Maranhão em exercício e o Núcleo de Educação a Distância,

Leia mais

IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS

IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS SUMÁRIO APÊNDICES 1 - Objetivo A - Solicitação de Cadastro de Pessoa Jurídica 2 - Referências normativas B - Solicitação de Cadastro de Pessoa

Leia mais

CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2015 Isenção/Redução de Taxa de Inscrição

CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2015 Isenção/Redução de Taxa de Inscrição CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2015 Isenção/Redução de Taxa de Inscrição Informe nº 02/2015 16/06/2014 Deliberação sobre isenção / redução de taxa de inscrição para o Concurso Vestibular FUVEST 2015 O Vice-Reitor,

Leia mais

Art. 1º. Normatizar a Concessão da Bolsa Social de Estudo da Fundação Educacional de Oliveira-FEOL.

Art. 1º. Normatizar a Concessão da Bolsa Social de Estudo da Fundação Educacional de Oliveira-FEOL. PORTARIA n.02 /2.005 RESOLVE: Normatiza concessão de Programa de Bolsa Social de Estudo da Fundação Educacional de Oliveira-FEOL. O Presidente da Fundação Educacional de Oliveira-FEOL, no uso de suas atribuições.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO - 2014/2015 A Universidade Federal do Espírito Santo, representada pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação

Leia mais