INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS"

Transcrição

1 INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

2 São José em Dados é uma publicação editada pela Prefeitura de São José dos Campos sob a coordenação da Secretaria de Planejamento Urbano. Com apoio de vários outros órgãos da prefeitura, apresenta informações históricas, geográficas, demográficas, culturais, sociais e econômicas sobre o município. Os dados estatísticos da presente edição são os mais recentes disponíveis em forma consolidada quando da sua redação. Na maioria dos casos referem-se aos anos de 2010 e apresentação 2 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 3

3 SUMÁRIO I Aspectos históricos 6 Histórico de São José dos Campos 8 Histórico do distrito de Eugênio de Melo 12 Histórico do distrito de São Francisco Xavier 13 Cronologia joseense 14 Símbolos do município 20 Relação de ex-prefeitos 22 II Administração pública 24 Estadual 26 Judiciário 26 Legislativo 27 Câmara Municipal 27 Municipal 27 Secretarias e assessorias 28 Órgãos ligados à Prefeitura 28 Outros órgãos 29 III Caracterização do território 30 Posição e extensão 32 Localização no Brasil e no Estado de São Paulo 32 Municípios limítrofes 32 Área 33 Mapa de São José dos Campos e divisas distritais 33 Altitudes do município 33 Pontos extremos 33 Regiões geográficas 34 Setorização urbana 36 Relação de bairros por setor-regiões 36 Rodovias e estradas 38 Acesso 39 Distâncias aproximadas 39 Recursos naturais e meio ambiente 40 Clima 40 Vegetação 41 Unidades de conservação 42 Relevo 45 Geologia 45 Paisagem serrana 46 Hidrografia 48 IV Caracterização da população 50 São José dos Campos no censo de Os 10 maiores municípios de São Paulo 52 Participação da população de São José na região e no estado 52 Crescimento populacional 53 Composição etária 54 Distribuição populacional 55 Domicílios 56 Tipo de domicílio 56 Densidade domiciliar 56 Condição de ocupação 56 Renda domiciliar 57 Outros indicadores com base no censo V Saúde 58 Perfil 60 Evolução da taxa de mortalidade infantil 60 Indicadores de saúde 61 Leitos 61 Rede hospitalar e unidades de saúde 61 4 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 5

4 VI Educação e cultura 62 Educação - Perfil 64 Distribuição dos alunos matriculados segundo o nível e a rede de ensino 64 Rede de ensino municipal 64 Indicadores de educação 65 Bibliotecas e centros de informação e de documentação 66 Bibliotecas comunitárias 67 Espaço Ponto Com 67 Cultura - Perfil 68 Espaços culturais 69 IX Economia 96 Caracterização macroeconômica 98 Vale do Paraíba 98 São José dos Campos 98 Estabelecimentos por setor econômico 99 Parque Tecnológico 99 Setor agropecuário 100 Finanças públicas 101 PIB de São José dos Campos e classificação no Estado 101 Evolução do PIB VII Arquitetura e desenvolvimento urbano 70 Planejamento urbano 72 Arquitetura 73 Patrimônio arquitetônico e urbanístico preservado 74 VIII Turismo, esporte e lazer 84 Turismo 86 Cidade tecnológica com belezas naturais 86 Pontos turísticos 87 Centro de Informações Turísticas 87 A natureza em São Francisco Xavier 88 Atrativos e pontos turísticos de São Francisco Xavier 89 Esporte e lazer 90 Espaços comunitários 90 Parques municipais 92 Lazer 94 X Meios de comunicação e transporte 102 Comunicação 104 Jornal 104 Correspondentes 104 Revista 104 Rádio 104 Televisão 105 Transporte 107 Terminal rodoviário urbano 107 Terminal rodoviário intermunicipal/interestadual 107 Aéreo 107 Ferroviário 107 XI Informações complementares 108 Dados 110 Gerais 110 Transporte 110 Saneamento ambiental 110 Hotéis e pousadas 111 Portais úteis 114 XII Bibliografia SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 7

5 I aspectos históricos Sanatório Vicentina Aranha 8 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 9

6 I - Aspectos Históricos histórico de São José dos Campos Parte do que hoje é o território joseense teria sido ocupado por uma fazenda de gado às margens do Rio Comprido, hoje divisa natural entre São José dos Campos e Jacareí, por padres jesuítas no final do século 16 a partir da concessão de sesmarias. A criação de fazendas era um artifício usado pelos jesuítas para evitar uma maior intervenção por parte de Portugal. A legislação de 1611, que regulamentava a administração de aldeamentos de índios dispersos, administrados por religiosos, transformou oficialmente a fazenda em missão de catequese. Os colonos paulistas viram-se então prejudicados, pois dependiam da exploração de mão de obra escrava indígena, o que culminou no conflito em que os jesuítas foram expulsos e os aldeãos espalhados. Os jesuítas retornariam alguns anos mais tarde, instalando-se em uma planície a 15 quilômetros da antiga aldeia, onde fica hoje o centro da cidade. Do novo local tinha-se uma visão privilegiada da área que circundava a aldeia, garantindo maior segurança contra invasões, enchentes e permitindo boa ventilação e insolação. Mesmo sendo uma nova missão, era oficialmente tratada como fazenda de gado. Sabe-se ainda que a organização urbana no plano teórico e prático da aldeia é obra atribuída ao padre jesuíta Manoel de Leão, cuja principal ocupação era a de administrador. Em São Paulo desde 1663, ele estava à frente das fazendas mais remotas. Entre estas, figurava o aldeamento em solo joseense. Nos documentos, a aldeia aparece com o nome de Residência do Paraíba do Sul, em 1692, e Residência de São José, em Com a descoberta de ouro nas minas gerais, no início do século 18, o aldeamento passa por sérias dificuldades por causa da saída de mão de obra para o trabalho na mineração. Após a expulsão dos jesuítas do Brasil, em 1759, todos os bens dessa ordem religiosa como fazendas, colégios e aldeias passaram para a custódia da monarquia portuguesa. Esta determinou ao governador da província, Luís Antonio de Souza Botelho Mourão, conhecido como Morgado de Mateus, a incumbência de tornar produtivas as novas propriedades da Coroa, entendendo-se como tal a necessidade de ampliar a arrecadação de impostos. Morgado de Mateus recebeu a permissão do vice-rei para criar freguesias e vilas, pois assim poderiam ser tributadas. Em 27 de julho de 1767, ainda antes de se tornar freguesia, a aldeia foi elevada à categoria de Vila, com a denominação de São José do Paraíba. Levantou-se, então, o pelourinho na atual Rua Vilaça, próximo ao cemitério, e procedeu-se à eleição da Câmara, o que caracterizava a nova condição. A emancipação à categoria de Vila não foi um fator determinante para o desenvolvimento local, pois por muitos anos quase nenhum progresso foi notado. A principal dificuldade apontada era o fato de a Estrada Real passar fora dos domínios da Vila. Em meados do Século 19, São José do Paraíba já demonstrava alguns sinais de crescimento econômico, com a evolução da agricultura. Em 1864, a Vila foi elevada à categoria de cidade e em 1871 recebeu a denominação de São José dos Campos. Isso se deve, em parte, à expressiva produção de algodão, atingida durante a década de 1860 que era quase toda absorvida pelo mercado inglês. Também o desenvolvimento quase simultâneo da cultura cafeeira no Vale do Paraíba contribuiu para esse surto de progresso pelo qual passou o município. Apesar de São José ter ocupado posição periférica no contexto valeparaibano nesse período, em 1886 atingiu o auge produtivo, quando a cidade era servida pela estrada de ferro, que fora inaugurada em 1877, mantendo ainda alguma expressão até por volta de A pecuária leiteira começou a ser introduzida com mais intensidade a partir de 1918, após uma grande geada ocorrida no município, e vem se mantendo com relativa importância até a atualidade. No início do Século 20, começou a tornar-se perceptível a procura de São José dos Campos para o tratamento de tuberculose, devido às condições climáticas supostamente favoráveis. Gradativamente, foi sendo criada uma estrutura de atendimento, com a construção de pensões e repúblicas. Em 1924, foi inaugurado o Sanatório Vicentina Aranha, o maior do país na época. Com a transformação em estância climatérica e hidromineral, em 1935, o município pôde investir em infraestrutura, principalmente na área de saneamento básico. No futuro, isso viria a ser de grande importância para a atração de investimentos destinados ao desenvolvimento industrial, que começa a se acentuar a partir do declínio da função sanatorial da cidade, pois a tuberculose passou a receber tratamento ambulatorial com o advento da penicilina, na década de Durante o período de 1935 a 1959, a cidade foi administrada por prefeitos sanitaristas, nomeados pelo Governo Federal. Em 1958, São José dos Campos ganhou autonomia política, que foi perdida em 1967 e novamente recuperada em Na intenção de atrair investimentos industriais para a cidade, a Lei Municipal 4, de 13 de maio de 1920, concedia isen- Pôr do Sol no Banhado 10 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 11

7 I - Aspectos Históricos Igreja Matriz Praça Afonso Pena ção de impostos por um período de 25 anos e terreno gratuito. A primeira indústria a se beneficiar foi a Fábrica de Louças Santo Eugênio, inaugurada em 1924, e situada na atual Avenida Nelson D Ávila. Em 1925 foi instalada a Tecelagem Parahyba, especializada em brim, que depois se transformou em fábrica de cobertores. No entanto, o processo de industrialização só tomou impulso com a instalação do Centro Técnico Aeroespacial (CTA), hoje Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em 1950, além da inauguração da Rodovia Presidente Dutra, em Isso permitiu acesso mais rápido para o Rio de Janeiro e São Paulo, os maiores centros industrializados do país, que já apresentavam alguns sinais de saturação. Esses fatores foram preponderantes para a atração de indústrias de grande porte nas décadas de 1960 e 1970 para a região. A criação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em 1961, e o aprimoramento da estrutura educacional no município consolidaram São José dos Campos como um polo científico e tecnológico formador de mão de obra especializada, o que viabilizou a instalação de empresas nacionais de base tecnológica nos ramos aeroespacial, bélico, eletrônico, automobilístico, farmacêutico e de telecomunicações. O processo de industrialização fez com que São José experimentasse intenso crescimento demográfico, que acelerou a urbanização e causou problemas, como a ocupação irregular de áreas urbanas e rurais. No final dos anos 80, o município passou por uma grave crise na economia, principalmente no que diz respeito ao mercado de trabalho, com a queda da arrecadação e diminuição dos investimentos nos setores público e privado. Já em meados da década seguinte, com a estabilidade alcançada no país, São José dos Campos voltou a receber investimentos privados e apresentar sinais de crescimento econômico. A posição estratégica em relação às duas maiores regiões metropolitanas do país e a proximidade do porto de São Sebastião e da Serra da Mantiqueira vêm consolidando São José dos Campos como um centro regional de compras e serviços, que atende o Vale do Paraíba, Litoral Norte e Sul de Minas Gerais, cuja população é de mais de 2 milhões de habitantes. 12 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 13

8 I - Aspectos Históricos O Distrito de Eugênio de Melo, que conta hoje com 85,8 quilômetros quadrados de área, apresenta algumas peculiaridades no cenário joseense. No final do Século 19, com o auge da produção cafeeira no município, a região teve papel importante na produção e exportação do produto, que levou à construção da estação ferroviária, inaugurada em Este fato ofereceu condições para o surgimento da Vila, que recebeu a denominação de Nossa Senhora dos Cafezais. Com a decadência do café em todo o Vale, o povoado passou por dificuldades econômicas quando começou a substituição gradual da cafeicultura por outras lavouras. O povoado teve um período de crescimento econômico ao ser construída a primeira estrada de rodagem Rio-São Paulo, em Por cortar a área urbana do distrito, a rodovia beneficiou o comércio local e trouxe maior mobilidade à população, por meio de linhas de ônibus que puderam ser criadas entre cidades vizinhas e São José dos Campos. Nesse momento foi criado o Distrito de Eugênio de Melo, pelo Decreto Estadual 6.638, de 31 de agosto de 1934, o que, de certa forma, possibilitou à administração municipal atender melhor às reivindicações da população do local. O nome foi uma homenagem a Eugênio Adriano Pereira de Cunha e Mello, diretor da Central do Brasil de 1889 a Da época cafeeira em Eugênio de Melo restam ainda alguns prédios históricos, como a estação ferroviária e a sede da Fazenda Galo Branco. Também foram encontrados diversos artefatos de origem indígena. O processo de industrialização pelo qual passou São José dos Campos envolveu também o distrito, que recebeu a instalação de diversas indústrias, até mesmo de grande porte. Em 2006 foi instalado em Eugênio de Melo o Parque Tecnológico, uma parceria do Governo de São Paulo com a Prefeitura de São José dos Campos. O prédio reúne instituições públicas e privadas que visam o estudo e desenvolvimento de tecnologia. A origem do povoado de São Francisco Xavier está ligada ao fato de a localidade ter sido passagem e pouso de tropeiros que vinham de Minas Gerais para vender produtos em São José dos Campos. O distrito foi criado oficialmente pela Lei Estadual 59, de 16 de agosto de 1892, e nessa época era composto por uma capela construída em taipa e aproximadamente dez casas, além de uma escola pública, um armazém e uma botica. Devido ao relativo isolamento, passou por um longo período na dependência exclusiva da agropecuária. Em 1911, foi inaugurada a iluminação pública, com lamparinas de querosene trazidas de São José e colocadas nas ruas a cada dez metros. Nesse período, todos os melhoramentos urbanos eram executados pelos moradores, coordenados por um inspetor da Prefeitura, que convocava os grupos de trabalho. São Francisco Xavier foi um dos pontos estratégicos dos paulistas nas revoluções de 1930 e Entre 1942 e 1951, a Igreja Matriz foi ampliada e reformada, permanecendo somente a torre em taipa. A população era abastecida de água vinda dos córregos e nascentes da região. Para resolver este problema, a Prefeitura instalou um pequeno reservatório e distribuía água por meio das bicas instaladas em pontos estratégicos. Em 1958, foram cortadas essas ligações, e o Governo do Estado assumiu o abastecimento, com a instalação de ligações domiciliares. Situado ao norte do município, numa área de 301 quilômetros quadrados, São Francisco Xavier tem uma paisagem natural privilegiada, com fortes declives e grandes altitudes. O ponto culminante é o Pico do Selado, com metros, de onde se avistam as cidades vizinhas, em meio a um relevo harmonioso de montanhas e vales. O distrito é uma Área de Proteção Ambiental Federal, como parte da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul. Na esfera municipal, o distrito é amparado pela Lei Complementar nº 165, de 15 de dezembro de 1997, que instituiu a APA da Serra da Mantiqueira. Em 8 de novembro de 2002, foi aprovada a Lei Estadual nº 11262, criando a APA São Francisco Xavier, que hoje dispõe de um Conselho Gestor com participação do estado, do município e da comunidade, já tendo um plano de manejo aprovado em Essa legislação tem por objetivo disciplinar o processo de ocupação do distrito e de toda a potencialidade turística resultante de suas riquezas naturais que, por isso, vem atraindo a atenção de um número cada vez mais expressivo de pessoas, o que exige uma crescente necessidade de assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais, de tal forma que proporcione bem-estar à população e aos visitantes. HISTÓRICO DO DISTRITO DE EUGÊNIO DE MELO HISTÓRICO DO DISTRITO DE SÃO FRANCISCO XAVIER 14 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 15

9 I - Aspectos Históricos CRONOLOGIA JOSEENSE Nome - Aparece com a denominação de Residência do Paraíba do Sul. Nome - Aparece com a denominação de Residência de São José. Demografia - Contava a aldeia com 94 fogos (casas), 205 mulheres e 159 homens e era a maior que os jesuítas haviam administrado, com exceção da de Barueri, que tinha 128 fogos. Emancipação da Vila - 27 de julho - segunda-feira - Estava criada a Vila de São José do Paraíba, fato anormal, pois ainda não havia passado pela condição de Freguesia. 1 Prefeito - 9 de abril. Foi promulgada lei instituindo prefeitos municipais na província.: para São José do Paraíba foi nomeado o capitão Manoel Joaquim Gonçalves de Andrade, que permaneceu no cargo por vários anos. Cidade 22 de abril Pela Lei nº 27, a Vila foi elevada à categoria de cidade Santana do Paraíba - Começou a construção da Igreja de Santa Ana, por moradores da margem do Paraíba. Desta época data a fundação do bairro que tomou o nome de sua padroeira. Nome Atual - 4 de abril - Pela Lei Provincial nº 47, é adotada a denominação de São José dos Campos, em virtude da imensa extensão de campinas aqui existentes. Recenseamento 11 de agosto, censo oficial do Brasil: população de São José dos Campos habitantes, sendo homens, mulheres, livres, escravos. Entre os livres, sabem ler e escrever. Estrangeiros: 268, dos quais 193 africanos, 55 portugueses, entre outros. Brasileiros natos: paulistas (12.119), baianos (222), mineiros (102), entre outros. Estrada de Ferro - 18 de janeiro - Festividade de inauguração com a chegada do primeiro comboio de passageiros, procedentes de Jacareí, embora a estrada já estivesse pronta em Distrito - Pela Lei Estadual nº 59, de 16 de agosto de 1892, foi criado o distrito de São Francisco Xavier. 24 de julho - Nasce Cassiano Ricardo Leite, o maior poeta joseense e importante intelectual do país que foi também crítico, ensaísta, historiador e jornalista Jardim Público - 7 de setembro - O prefeito Jordão Monteiro Ferreira inaugura um jardim público na atual Praça Cônego Lima. Inaugurado o Grupo Escolar Olímpio Catão, instalado no palacete de José de Paiva Baracho, adquirido e reformado pelo Governo do Estado. 1ª Indústria - 28 de maio - A edilidade concede benefícios fiscais e doa terreno a Eugênio Bonádio para a instalação da fábrica de louças brancas de pó de pedra. 1 Mercado - Inaugurado o Mercado Municipal, instalado na Rua Sebastião Humel, onde até hoje se encontra. 1 Sanatório - 27 de abril - Com a presença do governador Washington Luiz, foi inaugurado o Sanatório Vicentina Aranha, o maior do país. 1 Paço Municipal - 11 de abril - Inaugurado o primeiro prédio construído especialmente para instalação da sede da Prefeitura, na Praça Afonso Pena, onde está localizado o Centro de Operações Integradas (COI). 16 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 17

10 I - Aspectos Históricos ª Rodovia - 5 de maio - Inaugurada a rodovia entre Rio e São Paulo, com o nome de Rodovia Washington Luiz, hoje conhecida como Estrada Velha. Revolução 23 de maio - Na Praça da República, em São Paulo, é morto o estudante Euclides Miragaia, joseense, nascido em 20 de novembro O trágico acontecimento contribuiu para a eclosão da Revolução Constitucionalista de º Centro de Saúde Maio Instalado com a denominação de Posto de Higiene. Movimento do ano: matriculados (987) e consultas (1.554). Distrito - Pelo Decreto Estadual n.º 6.638, de 31 de agosto, foi criado o distrito de Eugênio de Melo. Estância Climática - O Decreto Estadual 7.007, de 12 de março, instituiu São José dos Campos na categoria de Estância Climática. Estância Hidromineral - A Lei Orgânica do Município n.º 2.484, de 16 de dezembro, instituiu São José dos Campos na categoria de Estância Hidromineral Acadêmico - Primeiro filho da terra eleito membro da Academia Brasileira de Letras, Cassiano Ricardo Leite recebe, em solenidade pública na sua terra natal, como presente dos seus conterrâneos, o fardão que usaria na Casa dos Imortais. Distrito - A Lei Estadual 233, de 31 de dezembro, desmembrou de São José dos Campos o território do distrito de Buquira, elevado à categoria de município com o nome de Monteiro Lobato. CTA - ITA - 2º semestre - Transferido para São José dos Campos o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), criado em 1947 no Rio de Janeiro. Os alunos são bolsistas do Ministério da Aeronáutica e, além das aulas, têm também hospedagem, alimentação e serviços de saúde. Novo marco no desenvolvimento institui o ciclo de ensino universitário no município, divulgando o seu nome no Brasil e no exterior. Rodovia - 19 de janeiro - Inaugurada a nova ligação Rio-São Paulo, Rodovia Presidente Dutra, a primeira com uma pista em asfalto, cortando o centro urbano da cidade, assinalando o marco de nova era para o Brasil, para São Paulo e para toda a Região do Vale do Paraíba. Biblioteca - 20 de outubro - Inaugurada a Biblioteca Pública Municipal Cassiano Ricardo, com presença do general Humberto Pelegrini, presidente do Instituto Nacional do Livro Indústria - 19 de agosto - Decreto do Presidente da República autoriza a construção da Embraer - Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A, de economia mista, com capital inicial de 50 milhões de cruzeiros. Incentivos - 4 de janeiro - A edilidade aprovou projeto de lei fomentando a instalação de indústrias no município, que ficaram isentas por dez anos dos impostos territoriais e sobre serviços de qualquer natureza (ISS). Lazer 23 de outubro - A administração municipal, em meio às comemorações do Dia do Aviador, inaugurou o Parque Santos Dumont, local de recreação e lazer. Shopping center Setembro - Inaugurado o Shopping Centro São José, o primeiro de sua linhagem, dando força ao comércio da cidade. Shopping center 28 de maio - Inaugurado o Center Vale Shopping, que fortaleceu ainda mais o comércio na cidade, em local de fácil acesso para a região.. 9 de fevereiro - Entrou em órbita o satélite de coleta de dados (SCD1), o primeiro satélite construído no Brasil, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Shopping center 10 de novembro Inaugurado o Vale Desconto Shopping. Hoje Vale Sul Shopping de maio - Inaugurado o Shopping Center Colinas Faculdade pública - Março Entra em funcionamento a Fatec - Faculdade de Tecnologia - um programa do Centro de Paula Souza, do Governo do Estado de São Paulo, com apoio da Prefeitura Municipal de São José dos Campos. Parque Inaugurado em 27 de julho o Parque da Cidade Roberto Burle Marx, com m2 em na área onde funcionava a Fazenda da Tecelagem Parahyba. Tecnologia Maio Inaugurado o Núcleo do Parque Tecnológico de São José dos Campos, que integra o sistema de Parques Tecnológicos do Estado de São Paulo. Instalado no km 137 da Rodovia Presidente Dutra, nas antigas instalações da Solectron. Câmara Nova 2 de fevereiro Inaugurada a nova sede da Câmara Municipal, construída ao lado do Paço Municipal, com área total de m2. Resíduos sólidos Aprovada a Lei nº de 31 de julho, que institui o Plano Integrado de Gerenciamento e o Sistema de Gestão Sustentável de Resíduos da Construção Civil e Resíduos Volumosos Patrimônio Por meio da Lei Municipal nº 6.493, é declarado como Zona de Preservação (ZP) o complexo formado pela antiga Tecelagem Parahyba e a Fazenda Santana do Rio Abaixo. Planejamento urbano - Novembro Aprovada a Lei Complementar Municipal 306, que institui o plano diretor de desenvolvimento integrado PDDI, instrumento básico do processo de planejamento municipal para o próximo decênio. Memorial 19 de fevereiro Inaugurado o MAB (Memorial Aeroespacial Brasileiro), contando a história do desenvolvimento aeroespacial brasileiro Universidade federal - Instala-se em São José dos Campos uma unidade da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O primeiro curso é de Ciência da Computação. Aeroespacial - 26 de fevereiro Aprovada a Lei nº 6.517, de autoria do Legislativo, que declara o Município de São José dos Campos como A Capital da Indústria Aeroespacial do Brasil. Idoso - Julho - Inaugurada no dia 27 a Casa do Idoso Alair Campos do Amaral. Trata-se de um centro de referência para os idosos, onde são oferecidas diversas atividades nas áreas de esporte, recreação, lazer, cultura, assistência social e saúde. 18 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 19

11 I - Aspectos Históricos Patrimônio 27 de julho Após uma longa negociação, abertura para a população da área externa do antigo Sanatório Vicentina Aranha, adquirida pela Prefeitura de São José dos Campos Integra Inaugurado no dia 1º de setembro o Centro de Integração da Pessoa com Deficiência. Saneamento básico 10 de junho - Aravés do Decreto /08 é homologado o Plano Municipal de Saneamento Básico, que abrange os serviços de abastecimento de água potável e esgotamento sanitário, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e a drenagem e o manejo de águas pluviais Saneamento básico 10 de dezembro - É assinado o contrato de concessão à Sabesp para o serviço de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto na cidade. Meio ambiente Entra em funcionamento em 31 de março o primeiro ponto de entrega voluntária PEV, iniciativa pioneira na região, que é um equipamento público e comunitário, destinado a receber e armazenar temporariamente restos de obras de construção como tábuas, tijolos, concreto, telha, fiações etc. Isso atende determinação da Resolução Federal 307/2006, do Conselho Nacional do Meio Ambiente, e da Lei Municipal 7.146/2006. O objetivo é evitar despejo de entulho em áreas impróprias e direcionar esse material para a reciclagem Planejamento 30/09/2009 Criado o Instituto de Pesquisa, Administração e Planejamento (Ipplan). Zoneamento Em 09//08 entrou em vigor a LC/410/10, nova Lei de Zoneamento que estabelece as normas de uso e ocupação do solo. Unidade de Conservação Foi criado em 17 de setembro, pela Lei Municipal 8.195/10, o Parque Natural Municipal Augusto Ruschi, sendo a primeira Unidade de Conservação de Proteção Integral de São José dos Campos Transportes Finalizada a implantação do sistema de integração, onde os passageiros podem utilizar dois ônibus por um período de duas horas no mesmo sentido. Urbanismo Lançado em 12 de agosto o plano estratégico Centro Vivo, que visa a requalificação da área central de São José dos Campos em sua atuação pública e privada. Financiamento Assinado em 18 de agosto o contrato de empréstimo entre a Prefeitura de São José dos Campos e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para financiamento do Programa de Estruturação Urbana de São José dos Campos. Reabilitação Inaugurado em 17 de setembro o Centro de Reabilitação Lucy Montoro, instituição voltada para o tratamento de pessoas com deficiência. Futebol Em 27 de novembro o time feminino de futebol do São José se tornou campeão da Copa Libertadores de Futebol Feminino, torneio realizado pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) no Estádio Martins Pereira. Região Metropolitana 14 de dezembro - Aprovado pela Assembléia Legislativa o projeto de lei que cria a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte. Time feminino de futebol do São José 20 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 21

12 I - Aspectos Históricos SÍMBOLOS DO MUNICÍPIO Lei Municipal 6.408/2003 BRASÃO O brasão de armas de São José dos Campos, de autoria de Afonso de Taunay e José Wasth Rodrigues, foi adotado pela Lei Municipal 180, de O desenho foi restaurado pela Lei Complementar Municipal 19, de 1948, ratificado pela Lei Municipal 2.178/1979 e alterado pela Lei Municipal 5.248/1998. HINO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Em 14 de junho de 1967, ano do segundo centenário de elevação à categoria de Vila, a Prefeitura instituiu um concurso para a composição do Hino do Segundo Centenário. Foi vencedor o trabalho do professor Vítor Machado de Carvalho, com partitura do maestro Pepe Ávila, de São Paulo. Instituído como símbolo do município pela Lei Municipal 1.463, de 26 de agosto de Ei-la envolta na neblina Debruçada na colina, Sob o olhar da Mantiqueira São José a hospitaleira São José bicentenária BANDEIRA A bandeira de São José dos Campos foi instituída pela Lei Municipal 655, de O desenho é de João Vítor Guzzo Strauss, vencedor do concurso promovido pela municipalidade. DESCRIÇÃO Blau de prata; treze listras; figura de uma roda dentada em ouro, simbolizando a riqueza sempre ascendente do município; faixa sinuosa em prata, representando o Rio Paraíba do Sul; três estrelas, simbolizando os três distritos: São José dos Campos, Eugênio de Melo e São Francisco Xavier; os treze dentes da engrenagem falam do entrosamento entre o Estado e o Município. DESCRIÇÃO A) Escudo português, cortado e partido o campo do chefe em dois quartéis e encimado pela coroa mural. B) Primeiro quartel: em campo de ouro, quatro cabeças de sua cor, de índios guaianases, afrontados e acantonados ladeando o brasão do venerável José de Anchieta, como símbolos da fundação do povoado de São José no Século 16. C) Segundo quartel: em campo de sinople (verde), um lírio e uma haste cruzados de prata, e uma faixa ondeante, também de prata, simbolizando o Rio Paraíba do Sul, constituindo as armas do município. D) No campo inferior, metade do escudo, de goles (vermelho), uma panóplia bandeirante, com arcabuz, espada, machado e bandeira, tudo de sua cor, recordando a entrada dos desbravadores em terras de São José no Século 16. E) Suportes: dois tenentes do terço miliciano (criado para o norte de São Paulo por Morgado de Mateus, então governador da província) e dois ramos de café frutificados, tudo ao natural, como ornamento exterior, sobre os quais se assenta o escudo. F) Coroa mural: em couro, com cinco torreões, visíveis, tendo a porta principal, aclarada, o brasão de Morgado de Mateus. G) Listão: em prata e letras de goles (vermelho) a divisa aura terraque generosa (generosos são meus ares e minha terra). Das mãos de Anchieta nascida, Desta terra legendária Que alegre vivas unida No teu trabalho febril Que o orgulho sejas do Vale A cidade que mais cresce Pois o título desvanece Todo São Paulo, e o Brasil Ei-la envolta na neblina Debruçada na colina, Sob o olhar da Mantiqueira São José a hospitaleira São José bicentenária De operário a estudante, Teu sangue novo estoante Flui da escola à oficina E da fé te ilumina, Unes o livro ao esmeril, Terra de obreiro e de bardo, Que tens Cassiano Ricardo O poeta do Brasil. 22 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 23

13 I - Aspectos Históricos relação de ex-prefeitos EMANUEL FERNANDES EMANUEL FERNANDES ANGELA MORAES GUADAGNIN PEDRO YVES SIMÃO Vice-prefeito eleito em JOAQUIM VICENTE FERREIRA BEVILACQUA ANTONIO JOSÉ MENDES FARIA Presidente da Câmara Municipal (interino) 1986 HÉLIO AUGUSTO DE SOUZA Vice-prefeito eleito em ROBSON RIEDEL MARINHO JOSÉ LUIZ CARVALHO DE ALMEIDA Presidente da Câmara Municipal (interino) JOAQUIM VICENTE FERREIRA BEVILACQUA EDNARDO JOSE DE PAULA SANTOS SERGIO SOBRAL DE OLIVEIRA ELMANO FERREIRA VELOSO 1966 JOSE FERZE TAU Presidente da Câmara Municipal (interino) JOSÉ MARCONDES PEREIRA ELMANO FERREIRA VELOSO 1958 DONATO MASCARENHAS FILHO ORLANDO CAMPOS BENOIT DE ALMEIDA VICTORETTI 1951 PEDRO SINISGALLI (interino) 1950 TERTULIANO DELFIM JUNIOR ELMANO FERREIRA VELOSO 1949 JOSE VIEIRA DE MACEDO ANTENOR NASCIMENTO FILHO JORGE ZARUR 1947 PAULINO BLAIR (interino) 1947 OTAVIO DEL NERO PEDRO POPINI MASCARENHAS FRANCISCO JOSÉ LONGO 1937 EDGARD MELO MATOS DE CASTRO LEOVIGILDO TRINDADE RODOLFO DOS SANTOS MASCARENHAS JOSÉ DOMINGUES DE VASCONCELOS 1931 RUI RODRIGUES DÓRIA 1930 RUI DÓRIA, A. CERDEIRA E AUSTIN TIBIRIÇA Junta governativa (25 de outubro de 1930) JOÃO ALVES DA SILVA CURSINO JOÃO ALVES DA SILVA CURSINO BENEDITO FERNANDES CESAR LEITE 1909 JOSE FRANCISCO MACHADO SIDNEY (Vice-prefeito em exercício) JOÃO ALVES DA SILVA CURSINO JOSE DOMINGUES DE VASCONCELOS 1905 JOSÉ MONTEIRO FERREIRA FRANCISCO DE PAULA ELIAS JOSÉ FERREIRA FRANCO 1899 FRANCISCO LUIZ DE ANDRADE E ALMADA (Intendente) JOAQUIM SILVÉRIO DOS REIS NEVES ANTONIO CLEMENTE DE MORAES (intendente) FRANCISCO OLIVEIRA LIMA E OUTROS (intendência) 1889 FRANCISCO ALVES FAGUNDES (governo provisório) MANOEL JOAQUIM DE ANDRADE 1829 e 1833 JOAQUIM DE PAULA PEREIRA Alcaide 1828 JOAQUIM DE PAULA PEREIRA Alcaide ANTONIO FERREIRA DE ALVARENGA Alcaide 1823 JOAQUIM MARIANO DE OLIVEIRA Alcaide JOÃO RAMOS (CARDOSO) Alcaide 1820 BERNARDINO DE SENE Alcaide (L. Atas 1820 fl. 15v) 1818 ANGELO DA CRUZ LIMA Alcaide (L. Atas 1818 fl. 13v) 1806 JOAQUIM ANTONIO CABRAL Alcaide (L. Arrematação fl. 03) 1798 TOMÉ ALVES ALVARENGA Alcaide (provavelmente até 1805) Fonte: 24 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 25

14 administração II pública 26 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 27 Paço Municipal

15 II - Administração Pública ESTADUAL Executivo O Estado de São Paulo está dividido política e administrativamente em 645 municípios, distribuídos em 42 Regiões de Governo, 14 Regiões Administrativas e 4 Regiões Metropolitanas. Judiciário Comarca de São José dos Campos 22 varas Entrância final Fórum Avenida Salmão, 678 Parque Residencial Aquarius MUNICIPAL Oficialmente, o município é constituído por três distritos: São José dos Campos (sede), Eugênio de Melo e São Francisco Xavier, estes dois dotados de administradores distritais para uma maior aproximação entre o poder central e a população local. O distrito de São José dos Campos é dividido em dois subdistritos: 1º Subdistrito de São José dos Campos e 2º Subdistrito de Santana do Paraíba. Executivo PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Paço Municipal Benedito Matarazzo Inaugurado em 21 de dezembro de 1979 Rua José de Alencar, 123 Vila Santa Luzia Telefone: Legislativo CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Palácio Juscelino Kubitschek de Oliveira Rua Francisco Murilo Pinto, 33, Vila Santa Luzia Telefone: / Fax: Sessões: Terças e quintas-feiras, às 17h30. REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE E SUB-REGIÕES A Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte foi organizada em 5 sub-regiões, que correspondem às Regiões de Governo do Estado. Taubaté: Campos do Jordão, Lagoinha, Natividade da Serra, Pindamonhagaba, Redenção da Serra, Santo Antonio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, São Luís do Paraitinga, Taubaté e Tremembé. Cruzeiro: Arapeí, Areias, Bananal, Cruzeiro, Lavrinhas, Queluz, São José do Barreiro e Silveiras. Guaratinguetá: Aparecida, Cachoeira Paulista, Canas, Cunha, Guaratinguetá, Lorena, Piquete, Potim e Roseira. São José dos Campos: Caçapava, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Monteiro Lobato, Paraibuna, Santa Branca e São José dos Campos. Litoral Norte: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba. População Área Km 2 Fonte: IBGE/Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano SA - EMPLASA 28 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 29

16 II - Administração Pública Secretarias e assessorias Administração Paço Municipal Telefone: / Fax: Administração Distrital de Eugênio de Melo Rua 15 de Novembro, 259, Eugênio de Melo Telefax: Administração Distrital de São Francisco Xavier Rua 15 de Novembro, 870 São Francisco Xavier Telefone: /1200 / Fax: Eventos Oficiais e Turismo Paço Municipal Telefone: / Fax: Planejamento em Comunicação Paço Municipal Telefone: / Fax: Políticas para Pessoa com Deficiência Paço Municipal Telefone: Projetos Estratégicos Paço Municipal Telefone: / Fax: Assuntos Jurídicos Paço Municipal Telefone: / Fax: Auditoria Geral Paço Municipal Telefones: /8564 / Fax: COI-Centro de Operações Integradas Praça Afonso Pena, 59, Centro Telefone: / Fax: Defesa do Cidadão Rua Felício Savastano, 401, Vila Industrial Telefone: / Fax: Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia Paço Municipal Telefone: / Fax: Desenvolvimento Social Paço Municipal Telefone: / Fax: Educação Rua Felício Savastano, 240, Vila Industrial Telefone: / Fax: Esportes e Lazer Rua Humaitá, 174, Centro Telefone: Fazenda Paço Municipal Telefone: / Fax: Fundo Social de Solidariedade Avenida Olivo Gomes, 100 Parque da Cidade Santana Telefone: / Fax: Governo Paço Municipal Telefone: / Fax: Habitação Paço Municipal Telefone: / Fax: Juventude Rua Arequipa, 641, Jardim América Telefone: / Fax: Meio Ambiente Avenida Olivo Gomes, 100 Parque da Cidade, Santana Telefax: Núcleo do Parque Tecnológico Rodovia Presidente Dutra, km 137,8 Eugênio de Melo Telefone: Obras Paço Municipal Telefone: / Fax: Planejamento Urbano Paço Municipal Telefone: / Fax: Relações do Trabalho Avenida Barão do Rio Branco, 1.149, Jardim Esplanada Telefones: /5773 / Fax: Transportes Avenida Rui Barbosa, 400, Vila Santa Helena Telefone: / Fax: Saúde Rua Óbidos, 140, Parque Industrial Telefone: Serviços Municipais Avenida Nelson D Ávila, 658, Centro Telefone: / Fax: Outros órgãos Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Pulista - (Cecompi) Rua Talin, 330, Vila Nair Telefax: Órgãos ligados à Prefeitura Municipal de São José dos Campos Fundação Cultural Cassiano Ricardo Avenida Olivo Gomes, 100, Parque da Cidade, Santana Telefone: / Fax: Fundação Hélio Augusto de Souza (Fundhas) Rua Santarém, 560, Parque Industrial Telefone: Fax: Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza- (CEPHAS) Rua Tsunessaburo Makiguti, 399, Jardim Satélite Telefone: / Telefax: /9918 Instituto de Pesquisa, Administração e Planejamento (Ipplan) Rua Augusto Edson Ehlke, 181, Jardim Apolo Telefone: / Fax: Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor - (PROCOM) Rua Vilaça, 681, Centro Telefone: /1446 / Fax: Arquivo Público do Município de São José dos Campos Avenida Olivo Gomes, 100 Parque da Cidade, Santana Telefone: Urbanizadora Municipal (Urbam) Rua Ricardo Edwards, 100, Vila Industrial Telefone: Fax: Centro de Educação Empreendedora - (CEDEMP) Rua Tsunessaburo Makiguti, 157, Jardim Satélite Telefone: /8478 / Fax: SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 31

17 caracterização III do território Bairro de Santa Bárbara em São Francisco Xavier 32 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 33

18 III - caracterização do território POSIÇÃO E EXTENSÃO LOCALIZAÇÃO No Brasil LOCALIZAÇÃO no Estado de São Paulo MAPA DO MUNICÍPIO E DIVISAS DISTRITAIS SÃO FRANCISCO XAVIER Situação Área km 2 % URBANA* 353,9 32,2 RURAL 745,7 67,8 TOTAL 1.099,6 100,00 Regulada pela Lei Complementar 428, de 9 de agosto de ALTITUDES DO MUNICÍPIO Variam de 550 metros, na planície aluvial do Rio Paraíba do Sul, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS EUGÊNIO DE MELO a metros, no Pico do Selado, ponto culminante, no norte do município, situado no Distrito de São Francisco Xavier. Na cidade, a CAMANDUCAIA (MG) SAPUCAÍ MIRIM (MG) MUNICÍPIOS LIMÍTROFES média varia entre 550 e 690 metros acima do nível do mar. PONTOS EXTREMOS DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS JOANÓPOLIS MONTEIRO LOBATO Norte Latitude sul: PIRACAIA IGARATÁ SÃO JOSÉ DOS CAMPOS CAÇAPAVA Longitude oeste: Sul Latitude sul: Longitude oeste: Leste Latitude sul: Longitude oeste: MARCO ZERO DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Igreja Matriz de São José Oeste Latitude sul: Latitude sul: 23º10 47 JACAREÍ JAMBEIRO Longitude oeste: Longitude oeste: 45º53 14 Fonte: Cidade Viva Secretaria de Planejamento Urbano - SPU/PMJC Fonte: Cidade Viva Secretaria de Planejamento Urbano - SPU/PMJC SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 35

19 III - caracterização do território REGIÕES GEOGRÁFICAS Lei Complementar 428/10 SETORIZAÇÃO URBANA O Plano Diretor em vigor (Lei Complementar nº 306 de 17/11/2006), no seu artigo catorze, dividiu a zona urbana do município nas regiões geográficas Centro, Norte, Leste, Oeste, Sul, Sudeste e São Francisco Xavier. O artigo seguinte criou os setores socioeconômicos agrupamento de bairros como unidades específicas para coleta e análise de dados populacionais. Era essa a divisão territorial em vigor por ocasião do início dos trabalhos do Censo de 2010 do IBGE e foi para essas unidades territoriais que a instituição divulgou os resultados do seu último levantamento censitário. REGIÃO NORTE CENTRO REGIÃO LESTE NORTE 25A 5A 6A 6A REGIÃO OESTE REGIÃO SUDESTE 01A A 03A 03 CENTRO LESTE REGIÃO Área (hectares) Centro 1.861,30 Norte 6.359,46 Leste ,50 Sudeste 3.426,40 Sul 5.671,50 REGIÃO SUL SÃO FRANCISCO XAVIER São 35 setores socioeconômicos assim divididos: 7 Sul 3 Sudeste 9 Leste 5 Centro 6 Norte OESTE 17A SUL SUDESTE SÃO FRANCISCO XAVIER Oeste 4.419,50 4 Oeste S. Francisco Xavier 102,52 1 São Francisco Xavier Fonte: Secretaria de Planejamento Urbano SPU/PMSJC Fonte: Secretaria de Planejamento Urbano SPU/PMSJC 36 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 37

20 III - caracterização do território REGIÃO CENTRO SETOR 3 População: VILA SÃO PAULO VILA ABEL JARDIM BELA VISTA VILA MASCARENHAS FERRAZ VILA SANTA HELENA VILA VIADUTO VILA SANTOS VILA MARIA VILA NOVA SÃO JOSÉ VILA TUPI VILA GUARANI VILA TEREZINHA VILA NOVA GUARANI CENTRO VILA PAGANINI VILA SANTA CRUZ II JARDIM MATARAZZO VILA SANTA LUZIA JARDIM SANTOS DUMONT JARDIM VALE PARAÍSO (Parte) VILA SANTA CRUZ I SETOR 3 A População: 1302 BANHADO (Parte) VILA NOVA ESPERANÇA VILA ABEL-039 SETOR 4 População: CONJ. RES. MONTE CASTELO MONTE CASTELO JARDIM FREI LEOPOLDO VILA PROGRESSO VILA SANTA CRUZ III VILA GUARANI-JD.PAULISTA VILA KENNEDY JARDIM JUSSARA RESIDENCIAL MARTINS PEREIRA JARDIM CORINTHIANS VILA SÃO PEDRO JARDIM SÃO JOSÉ-CENTRO JARDIM AUGUSTA JARDIM OSWALDO CRUZ JARDIM VALE PARAÍSO (Parte) VILA PIRATININGA JARDIM TOPÁZIO VILA BANDEIRANTES VILA CARDOSO VILA IPIRANGA JARDIM PAULISTA 01A 18 OESTE 17A A NORTE CENTRO 19 03A SUL SETOR 20 População: VILA NOVE DE JULHO VILA IGUALDADE VILA HIGIENÓPOLIS VILA PAULO SETUBAL VILA ADY ANA JARDIM SÃO DIMAS JARDIM APARECIDA VILA SANCHES VILA RUBI JARDIM AZEVEDO VILA BETÂNIA VILA ZELFA JARDIM MARINGÁ JARDIM NOSSA SRA. FÁTIMA JARDIM MARGARETH JARDIM RENATA JARDIM SANTA MADALENA VILA LUZIA VILA GUAIANAZES VILA ICARAÍ VILA JACI SETOR 26 População: CHÁCARA DOS EUCALIPTOS-CONDOMINIO RESIDENCIAL ESPLANADA DO SOL BAIRRO DOS PINHEIROS RESERVA DAS FIGUEIRAS CHACARA SERIMBURA JARDIM ESPLANADA JARDIM ESPLANADA II JARDIM NOVA AMÉRICA JARDIM NOVA EUROPA JARDIM NOVA ANCHIETA VILA SANTA RITA CONJ. HAB. VALE DOS PINHEIROS JARDIM APOLO VILA EMA JARDIM APOLO II A SUDESTE 11 5A LESTE 29 6A A SÃO FRANCISCO XAVIER REGIÃO SUDESTE SETOR 9 População: VILA SÃO BENEDITO JARDIM SOUTO RESIDENCIAL CAMBUÍ JARDIM DA GRANJA PARQUE SANTA RITA CHÁCARAS SÃO JOSÉ JARDIM UIRÁ JARDIM COLORADO PARQUE MARTIM CERERÊ RESIDENCIAL FLAMBOYANT SITIO BOM JESUS-092 RESIDENCIAL BELL PARK RESIDENCIAL SÃO FRANCISCO ALTOS DO UIRA-090 SETOR 10 População: C.T.A. REGIÃO NORTE SETOR 1 População: VILA PAIVA JARDIM BOA VISTA VILA PAIVA-REMANESCENTE-069 RESIDENCIAL MANTIQUEIRA CAMINHO DAS MONTANHAS JARDIM SANTA MATILDE VILA CÂNDIDA VILA SÃO GERALDO RECANTO CAETÊ ALTOS DA VILA PAIVA CAETE-BAIRRO CONJUNTO HABITACIONAL SÃO GERALDO JARDIM MARITÉIA VILA LEONÍDIA VILA NOSSA Sª DAS GRAÇAS VILA VENEZIANI ALTO DA PONTE-BAIRRO SÃO SEBASTIÃO VILA SANTARÉM VILA SINHÁ JARDIM GUIMARÃES VILA LEILA VILA MONTE ALEGRE VILA LEILA II-088 VILA UNIDOS CHÁCARA DAS OLIVEIRAS-045 CHÁCARA MIRANDA-049 JARDIM GUIMARAES-REMANESCENTE-059 RESIDENCIAL INDEPENDÊNCIA VILA DIRCE JARDIM ALTOS DE SANTANA JARDIM TELESPARK CHÁCARA DO COSTINHA COSTINHA-BAIRRO RECREIO BOA VISTA-053 MIRANTE DO BUQUIRINHA-050 FREITAS-BAIRRO SETOR 1 A População: 299 JAGUARIUNA-BAIRRO (Parte) SETOR 29 População: RECANTO DOS EUCALIPTOS-087 JARDIM SANTA LUZIA JARDIM SANTA JULIA JARDIM SANTA ROSA RESIDENCIAL SANTA ROSA PUTIM-BAIRRO (Parte) PARQUE SANTOS DUMONT JARDIM DO LAGO PUTIM-BAIRRO (Parte) JARDIM SÃO LEOPOLDO JARDIM SANTA FÉ JARDIM SANTO ONOFRE VILA IRACEMA VILA RICA JARDIM SÃO JUDAS TADEU CONJUNTO SÃO JUDAS TADEU CONJ. HAB. POLÍCIA MILITAR RESIDENCIAL JATOBÁ RESIDENCIAL JURITIS VILA ADRIANA CONJ. RES. NOSSO TETO PERNAMBUCANA DE CIMA-BAIRRO (Parte) RECANTO DAS JABOTICABEIRAS-072 RECANTO DOS NOBRES-093 SETOR 2 População: VILA MACHADO VILA ALEXANDRINA VILA DO CARMO VILA DONA VILA ESMERALDA VILA PENA-073 SANTANA-BAIRRO JARDIM ANCHIETA JARDIM NOVA PAULICÉIA VILA CRISTINA CONJ. RES. NOVA CRISTINA JARDIM JACI VILA RANGEL VILA CHIQUINHA JARDIM OURO PRETO PORTAL DE MINAS VILA PASTO ALTO VILA CÉSAR VILA ROSSI VILA ZIZINHA VILA RHODIA SETOR 2 A População: 214 BANHADO (Parte) SETOR 25 População: VARGEM GRANDE-BAIRRO (Parte) ÁGUAS DO CANINDÚ-037 CHÁCARA HAWAI-048 RESIDENCIAL COLINAS DO PARAHYBA ESPELHO D ÁGUA SETOR 25 A População: 282 VARGEM GRANDE-BAIRRO (Parte) FAZENDA JATAÍ VILA DO RHODIA-063 SETOR 21 População: SÃO FRANCISCO XAVIER FERREIRA-BAIRRO REGIÃO LESTE SETOR 5 População: RESIDENCIAL VISTA LINDA VILA INDUSTRIAL JARDIM ISMÊNIA JARDIM MARACANÃ JARDIM OLÍMPIA JARDIM COPACABANA JARDIM BRASÍLIA JARDIM UNIVERSO JARDIM SÃO JORGE VILA ESTER VILA TESOURO CHÁCARA DOS EUCALIPTOS VILA PATRÍCIA RUA PROJETADA-032 JARDIM VALPARAÍBA VILA TATETUBA CONJ. RES. PARQUE DA AMÉRICAS CONJ. HAB. INTERVALE CONJ. HAB. VILA TATETUBA CONJ. RES. PLANALTO CONJ. INTEGRAÇÃO SETOR 5 A População: 487 MARTINS GUIMARÃES-BAIRRO FAZENDA PILÃO ARCADO SOL NASCENTE-025 RENASCER I (Martins Guimarães) RENASCER II (Martins Guimarães) SETOR 6 População: CONJ. RES. JARDIM DAS FLORES TERRA NOVA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS EUGÊNIO DE MELO-BAIRRO JARDIM IPÊ JARDIM ITAPUÃ RESIDENCIAL GALO BRANCO RESIDENCIAL ARMANDO MOREIRA RIGHI RESIDENCIAL DA RIBEIRA RESIDENCIAL MANTIQUEIRA I e II SETOR 6 A População: 412 FAZENDA TAIRA FAZENDA RONDA FAZENDA TAKANASHI FAZENDA NOSSA SRA. DA CONCEIÇÃO FAZENDA VILA FRANCA FAZENDA TONINHO FERREIRA SETOR 7 População: JARDIM SÃO VICENTE JARDIM NOVA DETROIT JARDIM PARARANGABA JARDIM SANTA INÊS II MIRANTE I e II JARDIM AMERICANO JARDIM TRÊS JOSÉ JARDIM NOVA FLORIDA RESIDENCIAL ANA MARIA RESIDENCIAL CAMPO BELO CAMPOS DE SÃO JOSÉ CAJURÚ-BAIRRO (Parte) JARDIM MARIANA POUSADA DO VALE SETOR 8 População: JARDIM DIAMANTE JARDIM MOTORAMA CIDADE VISTA VERDE CONDOMÍNIO FLORESTA PARQUE RES. VILLAGGIO D'ANTONINI CONJ. RES. JK JARDIM RODOLFO SETOR 27 População: JARDIM SANTA INÊS I JARDIM SÃO JOSÉ-LESTE JARDIM SANTA INÊS III CONJ. HAB. JARDIM SÃO JOSÉ JARDIM COQUEIRO-008 FREI GALVÃO JARDIM CASTANHEIRAS JARDIM PARAÍSO DO SOL JARDIM NOVA MICHIGAN CHÁCARA ARAÚJO-002 AGUAS DA PRATA-079 CAJURÚ-BAIRRO (Parte) RESIDENCIAL DOM BOSCO CHÁCARA SANTA HELENA-020 JARDIM DAS PAINEIRAS I JARDIM DAS PAINEIRAS II MATO DENTRO-BAIRRO (Parte) NOVA MICHIGAN II, III E IV-026 JARDIM SAN RAFAEL PARQUE NOVO HORIZONTE JARDIM CEREJEIRAS PARQUE NOVA ESPERANÇA SETOR 30 População: CAPÃO GROSSO-BAIRRO SANTA MARIA I-023 CHÁCARA SITIO JATAI-027 MORADA DO FENIX-012 BICA D'ÁGUA-003 JARDIM CASTANHEIRA II-007 CAPÃO GROSSO I-005 BOM RETIRO-BAIRRO (Parte) JARDIM EBENEZER-010 MORADA DO SOL-013 PORTAL DO CEU-014 PRIMAVERA II-016 JARDIM SANTA LUCIA-033 CAMBUCÁ-036 CAPÃO GROSSO II-006 RECANTO DOS LAGOS-028 CHÁCARA MAJESTIC-011 CHÁCARA SANTA RITA-024 LUCIO DE OLIVEIRA MOTA-060 MATO DENTRO-BAIRRO (Parte) BAIRRINHO-BAIRRO NOSSA SRA DO BOM RETIRO-BAIRRO BOM RETIRO-BAIRRO (Parte) SÍTIO ENCANTADO-034 VILA MATILDE-035 SANTA HERMINIA-021 BOA ESPERANÇA-004 PRIMAVERA I-015 SAO VICENTE-009 RESIDENCIAL DUNAMIS SETOR 31 População: RESSACA-BAIRRO SANTA CECILIA I-018 SANTA CECILIA II-019 JARDIM MARIANA II MARAVILHAS DO CAJURU-031 JARDIM HELENA VILA MONTEREY SERROTE-BAIRRO (Parte) RECANTO DO VALE-017 CHÁCARA SERROTE-001 CHÁCARA SANTA LUZIA-022 REGIÃO SUL SETOR 11 População: PARQUE INTERLAGOS PERNAMBUCANA DE BAIXO-BAIRRO (Parte) JARDIM MESQUITA-082 CHÁCARA TERRINHA-094 RUA PINHEIRINHO-085 CHÁCARA TORRAO DE OURO I E II-083 ALTOS DA QUINTA RESIDENCIAL INTERLAGOS SETOR 12 População: CAMPOS DOS ALEMÃES PARQUE DOS YPÊS RESIDENCIAL ALTOS DO BOSQUE COLONIA PARAISO CONJ. HAB. DOM PEDRO II PAPA JOÃO PAULO II CONJ. HAB. DOM PEDRO I CONJ. HAB. ELMANO F. VELOSO JARDIM COLONIAL JARDIM IMPERIAL PINHEIRINHO (ocupação) CAPITINGAL-BAIRRO JARDIM REPÚBLICA JARDIM NOVA REPÚBLICA VILA DAS FLÔRES JARDIM DOS BANDEIRANTES JARDIM SANTA EDWIGES JARDIM CRUZEIRO DO SUL SETOR 13 População: BOSQUE DOS EUCALIPTOS QUINTA DAS FLORES JARDIM ESTORIL JARDIM MADUREIRA JARDIM DEL REY JARDIM PORTUGAL CONJ. RES. PRIMAVERA SETOR 14 População: JARDIM SATÉLITE RESIDENCIAL JARDINS FLORADAS DE SÃO JOSÉ CONJ. RES. CIDADE JARDIM REGIÃO OESTE SETOR 17 População: JARDIM DAS INDÚSTRIAS JARDIM ALVORADA JARDIM POR DO SOL LIMOEIRO-BAIRRO (Parte) CHÁCARA DA RUA DA PALHA-084 SETOR 17 A População: 730 LIMOEIRO-BAIRRO (Parte) CHÁCARA DA RUA DA PALHA-084 SETOR 18 População: SETOR 15 População: JARDIM ANHEMBI JARDIM AMÉRICA JARDIM SAN MARINO JARDIM PARAÍSO JARDIM ORIENTAL JARDIM DO CÉU JARDIM ROSÁRIO JARDIM ORIENTE CONJ. RES. SOL NASCENTE JARDIM TERRAS DO SUL JARDIM SUL RESIDENCIAL BOSQUE DOS IPÊS RESIDENCIAL GAZZO CIDADE MORUMBI CONJ. RES. MORUMBI PARQUE RESIDENCIAL UNIÃO JARDIM JULIANA SETOR 16 População: PARQUE INDUSTRIAL CONJ. RES. MORADA DO SOL CONJ. RES. RECANTO EUCALIPTOS CONJ. RES. 31 DE MARÇO JARDIM DAS AZALÉIAS JARDIM PETRÓPOLIS JARDIM VENEZA PARQUE INDEPENDÊNCIA CONJ. RES. RECANTO PINHEIROS RESIDENCIAL DE VILLE PALMEIRAS DE SÃO JOSÉ JARDIM VALE DO SOL CHÁCARAS REUNIDAS ELDORADO-C. INDUSTR. EMPRES. RUA JANUARIA-091 RIO COMPRIDO-BAIRRO RIO COMPRIDO-086 SETOR 28 População: VILA NOVA CONCEIÇÃO JARDIM AEROPORTO VILA DAS ACÁCIAS VILA LETÔNIA VILA NAIR VILA SÃO BENTO VILA LUCHETTI CONJUNTO XINGU SETOR 19 População: JARDIM COLINAS JARDIM AQUARIUS BOSQUE IMPERIAL CENTRO EMPRESARIAL TAQUARI RESIDENCIAL SUNSET PARK PARQUE RESIDENCIAL AQUARIUS JARDIM ALTOS DO ESPLANADA JARDIM CASSIANO RICARDO RESERVA DA BARRA ROYAL PARK URBANOVA I - Morada da Serra; Portal da Serra; Com. Eldorado; Chácara dos Lagos; Resid. Urbanova I URBANOVA II - Beija-Flor; Altos da Serra I; Recanto da Serra URBANOVA III - Altos da Serra II URBANOVA IV - Altos da Serra III; Altos da Serra IV URBANOVA IVA - Altos da Serra IVA URBANOVA V URBANOVA VI - Altos da Serra V URBANOVA VII - Altos da Serra VI RESIDENCIAL JAGUARY RESIDENCIAL MONTSERRAT BEIRA RIO JAGUARIUNA-BAIRRO (Parte) RESERVA DO PARATEHY 38 SÃo josé EM DADOS SÃo josé EM DADOS 39

INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS INFORMAÇÕES SOBRE A CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS São José em Dados é uma publicação editada pela Prefeitura de São José dos Campos sob a coordenação da

Leia mais

QUEM É A SABESP SITUAÇÃO DOS MANANCIAIS

QUEM É A SABESP SITUAÇÃO DOS MANANCIAIS SÃO QUEM É A SABESP A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) é uma empresa de economia mista, de capital aberto, que tem como principal acionista o Governo do Estado de São Paulo,

Leia mais

Município de São José dos Campos

Município de São José dos Campos Município de São José dos Relatório Anual de Qualidade da Água - 2011 Quem é a Sabesp A C S E S - S S R C C - - S - - S C M T I - R E S A O M S - OMS O S www.sabesp.com.br - S R M S 195 S E 0800-0119911

Leia mais

Betim. Açude (Agropecurária Adir.) R$ 60,00 Alto Boa Vista R$ Alto das Flores R$ Alvorada R$ 60,00 Amarante R$ 60,00 Amoras R$ 60,00

Betim. Açude (Agropecurária Adir.) R$ 60,00 Alto Boa Vista R$ Alto das Flores R$ Alvorada R$ 60,00 Amarante R$ 60,00 Amoras R$ 60,00 BAIRRO VALOR Açude (Agropecurária Adir.) R$ Alto Boa Vista R$ Alto das Flores R$ Alvorada R$ Amarante R$ Amazonas R$ Amoras R$ Angola R$ Arquipélago Verde R$ Bela Vista R$ Boa Vista R$ Bom Retiro/ Conjunto

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM Secretaria de Logística e Transportes Estrutura da Secretaria de Logística e Transportes Pátio 2 Obra Secretaria de Logística e Transportes Porto de São Sebastião Realizações 2011/2012 Descrição Nivelamento

Leia mais

Como chegar Gestão Curiosidades Estatísticas Festas Populares

Como chegar Gestão Curiosidades Estatísticas Festas Populares Como chegar Gestão Curiosidades Estatísticas Festas Populares Geografia História Tradição Util Pública Centro urbano Além da oferta municipal, com clima agradável, incontáveis rios, cachoeiras e vilas

Leia mais

REGIONAL ELDORADO BAIRROS FREQÜÊNCIA TURNO

REGIONAL ELDORADO BAIRROS FREQÜÊNCIA TURNO REGIONAL ELDORADO BAIRROS FREQÜÊNCIA TURNO Água Branca 2ª 4ª 6ª Diurno Área Industrial de Contagem I 2ª 4ª 6ª Diurno Bela Vista Cinco 2ª 4ª 6ª Diurno Cinco II (Cincão) 2ª 4ª 6ª Diurno Conjunto Água Branca

Leia mais

DIVERSOS Nº 1577/2014. Senhora Presidente. Plenário "Mário Scholz", 21 de outubro de 2014

DIVERSOS Nº 1577/2014. Senhora Presidente. Plenário Mário Scholz, 21 de outubro de 2014 DIVERSOS Nº 1577/2014 Câmara Municipal SJCampos Sec. Expediente 21/10/2014 16:43:05 Protocolo: 11137/2014-EXP Encaminha o Boletim do Município nº 2215, de 17 de outubro de 2014. Senhora Presidente Plenário

Leia mais

jan/2011 Master plan para região portuária Rio de Janeiro 149.694,00m², construção: 475.000,00m², Rio de Janeiro, RJ, Brasil concurso IAB

jan/2011 Master plan para região portuária Rio de Janeiro 149.694,00m², construção: 475.000,00m², Rio de Janeiro, RJ, Brasil concurso IAB ago/2011 Apartamento Santa Cecília 150m², São Paulo, SP, Brasil reforma ago/2011 Salas Comerciais Santana 120m², São Paulo, SP, Brasil reforma jul/2011 Apartamento Belo Horizonte 80m², Belo Horizonte,

Leia mais

Importante: As inscrições serão abertas conforme o calendário informado às Secretarias de Educação.

Importante: As inscrições serão abertas conforme o calendário informado às Secretarias de Educação. 2013 6 a Edição Objetivo A Rede Vanguarda promove todos os anos, preferencialmente no primeiro semestre de cada ano, um projeto focado na Educação, na Competição e na Responsabilidade Social. "TABUADA

Leia mais

Art.4º Tratando-se de crianças e adolescentes oriundas de outras localidades do Estado ou País a área de abrangência será definida:

Art.4º Tratando-se de crianças e adolescentes oriundas de outras localidades do Estado ou País a área de abrangência será definida: RESOLUÇÃO Nº10 DE 09 DE ABRIL DE 2014 DISPÕE SOBRE A ÁREA DE ABRANGÊNCIA DE ATENDIMENTO DE CADA CONSELHO TUTELAR DE APARECIDA DE GOIÂNIA, ESTADO DE GOIÁS NOS TERMOS DA LEI Nº, 8.069/90 E LEI MUNICIPAL

Leia mais

Salesópolis como destino turístico

Salesópolis como destino turístico 1 Parte de Trabalho TCC de Alexandre Silva 2008 SILVA, A. Rota do sal: proposta de roteiro turístico na antiga Estrada Dória, entre Salesópolis e São Sebastião (SP). 2008. Relatório de Iniciação Científica

Leia mais

SÃO JOSÉ Plano Diretor Participativo

SÃO JOSÉ Plano Diretor Participativo O que é a 1ª Rodada de? A 1ª Rodada de Eventos Comunitários foi o primeiro contato estabelecido com a população no Processo do Novo Plano Diretor. Teve como objetivo coletar percepções das comunidades

Leia mais

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense Biomas Brasileiros 1. Bioma Floresta Amazônica 2. Bioma Caatinga 3. Bioma Cerrado 4. Bioma Mata Atlântica 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense 6. Bioma Pampas BIOMAS BRASILEIROS BIOMA FLORESTA AMAZÔNICA

Leia mais

Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros

Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros Bens preservados em destaque: A. Igreja e Cemitério de Parelheiros B. Igreja e Cemitério de Colônia C. Vila e Estação Ferroviária Evangelista

Leia mais

Infográficos Cidades@

Infográficos Cidades@ Page 1 of 18 Instituto eiro de Geografia e Estatística Infográficos Cidades@ - RJ Page 2 of 18 Dados Básicos População Área Bioma 6.323.037 hab. 1.200,28 km 2 Mata Atlântica Localização da Sede Page 3

Leia mais

Região Campinas / Centro

Região Campinas / Centro Região Campinas / Centro Cais Campinas Endereço: Rua P-30 esquina com Rua P-26 Setor dos Funcionários (Praça de Esportes) Telefones: 3524-1930 e 3524-1931 Cais Deputado João Natal Endereço: Av. Industrial

Leia mais

limites definidos por barreiras físicas significativas como linha da TRENSURB, Av. Farrapos, Av.

limites definidos por barreiras físicas significativas como linha da TRENSURB, Av. Farrapos, Av. ÁREA 3-3 Limites e potencialidades limites definidos por barreiras físicas significativas como linha da TRENSURB, Av. Farrapos, Av. dos Estados e a free-way/ RS- 290. espaço adequado para novas atividades

Leia mais

CALENDÁRIO DE MANOBRAS

CALENDÁRIO DE MANOBRAS CALENDÁRIO DE MANOBRAS Vitória da Conquista Setembro 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Outubro 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

Leia mais

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são:

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são: Pedro da Cunha Barbosa. Especialização em Direito Ambiental. Área do conhecimento jurídico que estuda as relações entre o homem e a natureza, é um ramo do direito diferenciado em suas especificidades e,

Leia mais

5ª Reunião Ordinária 2014 11 de Março de 2014, ás 9h30min

5ª Reunião Ordinária 2014 11 de Março de 2014, ás 9h30min 5ª Reunião Ordinária 2014 11 de Março de 2014, ás 9h30min PAUTA DA ORDEM DO DIA 1º parte - Expediente Chamada dos Vereadores. Leitura da ata da reunião anterior. Leitura das Correspondências. Leitura dos

Leia mais

LÍDER NA REGIÃO QUE MAIS CRESCE NO ESTADO.

LÍDER NA REGIÃO QUE MAIS CRESCE NO ESTADO. LÍDER NA REGIÃO QUE MAIS CRESCE NO ESTADO. O Vale do Paraíba tem localização estratégica entre o eixo Rio-São Paulo e papel fundamental no cenário nacional. Uma região metropolitana inovadora, que detém

Leia mais

Relatório de Locais de Votação por Localidade/Seção Eleitoral. ÁGUA BRANCA - 39ª ZE Seção: Local de Votação: Endereço:

Relatório de Locais de Votação por Localidade/Seção Eleitoral. ÁGUA BRANCA - 39ª ZE Seção: Local de Votação: Endereço: ÁGUA BRANCA - 39ª ZE 0001 COLEGIO CENECISTA BARAO DE AGUA BRANCA RUA BARAO DE AGUA BRANCA S/N CENTRO ÁGUA BRANCA 0002 COLEGIO CENECISTA BARAO DE AGUA BRANCA RUA BARAO DE AGUA BRANCA S/N CENTRO ÁGUA BRANCA

Leia mais

02 - Os limites da área coincidem com os limites adotados pela Prefeitura?

02 - Os limites da área coincidem com os limites adotados pela Prefeitura? CAMPINAS - 3509502 Relação de AGSNs Código do Aglomerado 1 Nome do Aglomerado Vila Brandina / Bairro Palmeiras 01 - A área é reconhecida pela prefeitura como aglomerado subnormal ou similar? 02 - Os limites

Leia mais

GUIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

GUIA DE SEGURANÇA PÚBLICA GUIA DE SEGURANÇA PÚBLICA Desenvolvido para facilitar o acesso da população a todos os serviços relacionados à segurança pública no município de São José dos Campos. GUARDA CIVIL MUNICIPAL: 153 www.sjc.sp.gov.br/guarda

Leia mais

Lista de Unidades com Sala de Vacinação em Goiânia, segundo Distrito Sanitário de Abrangência

Lista de Unidades com Sala de Vacinação em Goiânia, segundo Distrito Sanitário de Abrangência Lista de Unidades com Sala de Vacinação em Goiânia, segundo Distrito Sanitário de Abrangência Distrito Sanitário da Região Campinas / Centro Endereço: Rua 67-A Nº 221-A - Setor Norte Ferroviário Telefones:

Leia mais

Cadastro de Instituição

Cadastro de Instituição MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Minas Gerais Nome: Casa do Albergado José de Alencar Rogêdo Tipo: Casa do Albergado Responsável: Andrea Valéria Andries Pinto CNPJ: 05.487.631/0014-15 Dist. Capital: 270.0 Dist. Rodovia:

Leia mais

ATA: LEITURA DO EXPEDIENTE:

ATA: LEITURA DO EXPEDIENTE: PAUTA DA 7ª SESSÃO ORDINÁRIA 31 DE MARÇO DE 2014 1 Segunda-Feira 18h Sabine Denise Giesen - Presidente da Mesa Diretora João Manoel Ardigo - 1º Vice Presidente Odyr Giordani Junior - 2º Vice-Presidente

Leia mais

1. Descrição da Cidade

1. Descrição da Cidade 1. Descrição da Cidade 2. Top Atrações da Cidade 2.1 - Atração Museu de Esportes 2.2 - Atração MAB - Memorial Aeroespacial Brasileiro 2.3 - Atração Espaço das Artes Helena Kalil 2.4 - Atração Sanatório

Leia mais

Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014

Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014 Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014 Oportunidades para a arquitetura e a engenharia 8º Encontro da Arquitetura e da Engenharia Consultiva de São Paulo Sinaenco/sp 26 de agosto de 2008 Jurandir

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE, LAZER E TURISMO

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE, LAZER E TURISMO Rio Doce - Listagem de bens já inventariados Bens Inventariados em 2006 Estruturas Arquitetônicas e Urbanísticas área 1 01 - Res. Israel Martins de Souza 02 - Igreja Matriz de Santo Antônio 03 - Jardim

Leia mais

DIA DA INCLUSÃO DIGITAL UMA PARCERIA QUE DEU CERTO

DIA DA INCLUSÃO DIGITAL UMA PARCERIA QUE DEU CERTO DIA DA INCLUSÃO DIGITAL UMA PARCERIA QUE DEU CERTO Formación y superación de la exclusión Silene Fernandes Bicudo Núcleo de Novas Tecnologias UNIVAP silene@univap.br Ana Maria Soares Comitê para Democratização

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

A altitude sobre o nível do mar é de 339,88 metros, ponto geodésico localizado no Calçadão Osni José Gonçalves.

A altitude sobre o nível do mar é de 339,88 metros, ponto geodésico localizado no Calçadão Osni José Gonçalves. 1 ANEXO II.1 Projeto Básico: Informações do Município 1. INFORMAÇÕES DO MUNICÍPIO Apresenta-se a seguir, a caracterização da cidade de Rio do Sul, de forma sucinta, abrangendo aspectos de sua evolução

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAPÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAPÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAPÁ João Henrique Rodrigues Pimentel Prefeito Gilson Ubiratan Rocha Vice-Prefeito Sec. Mun. de Planejamento e Coord. Geral Procurador Geral do Município Secretário do Gabinete

Leia mais

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE Teresina (PI), Março/2015 JACINTA ANDRADE 0 Março/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA Firmino

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

DOM Eletrônico Edição N 5913, de 03 de setembro de 2014. Página 17 de 193 PORTARIA Nº 076/2014

DOM Eletrônico Edição N 5913, de 03 de setembro de 2014. Página 17 de 193 PORTARIA Nº 076/2014 DOM Eletrônico Edição N 5913, de 03 de setembro de 2014. Página 17 de 193 PORTARIA Nº 076/2014 O SECRETÁRIO DA SAÚDE DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais e regulamentares, em especial

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VESPASIANO LEI Nº 2.334/2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE VESPASIANO LEI Nº 2.334/2009 LEI Nº 2.334/2009 APROVA TABELA DE VALORES PARA BASE DE CÁLCULO DO IPTU E TAXAS PARA O EXERCÍCIO DE 2010 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Povo do Município de Vespasiano, através de seus representantes na Câmara

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste Urban View Urban Reports Fielzão e seu impacto na zona Leste Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Itaquera acordou com caminhões e tratores

Leia mais

Discente: Marcelo Caetano de Oliveira Orientador: José Darlan Ramos

Discente: Marcelo Caetano de Oliveira Orientador: José Darlan Ramos Serra da Mantiqueira: Turismo e Fruticultura Discente: Marcelo Caetano de Oliveira Orientador: José Darlan Ramos Objetivo Apresentar uma síntese sobre a Serra da Mantiqueira, desafios e potencialidades

Leia mais

DIRETORIA DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ENTORNO DA REPRESA DE TRÊS MARIAS

DIRETORIA DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ENTORNO DA REPRESA DE TRÊS MARIAS Rua: Pernambuco, 212 Centro Três Marias MG CEP: 39.205-000 E-mail: comitecbhsf4@comlago.org.br RELAÇÃO DOS MEMBROS ELEITOS PARA COMPOSIÇÃO DO CBH SF4 DIA 06/07/2007 DIRETORIA DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA

Leia mais

Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns Informações Gerais

Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns Informações Gerais Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns Informações Gerais O Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns corresponde a um conjunto de ações a serem desenvolvidas pela Prefeitura Municipal de Goiânia,

Leia mais

VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00

VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00 VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: distribuídos 59.550 litros de leite de Jan/2007 a Mar/2009 - Custo: R$ 75 mil, beneficiando 150 famílias

Leia mais

FORMAS DE ACESSO ÀS ESTAÇÕES E PLATAFORMAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU MOBILIDADE REDUZIDA

FORMAS DE ACESSO ÀS ESTAÇÕES E PLATAFORMAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU MOBILIDADE REDUZIDA FORMAS DE ACESSO ÀS ESTAÇÕES E PLATAFORMAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU MOBILIDADE REDUZIDA LINHA 1-AZUL TUCURUVI Av. Dr. Antônio Maria de Laet PARADA INGLESA Terminal Urbano Av. Luiz Dumont Villares,

Leia mais

CENTRO DE SAÚDE INDEPENDÊNCIA Empreendimento: 11 OP 2003/2004 - Regional: Barreiro Local: Bairro Independência Investimento: R$1.142.

CENTRO DE SAÚDE INDEPENDÊNCIA Empreendimento: 11 OP 2003/2004 - Regional: Barreiro Local: Bairro Independência Investimento: R$1.142. CENTRO DE SAÚDE INDEPENDÊNCIA Empreendimento: 11 OP 2003/2004 - Regional: Barreiro Local: Bairro Independência Investimento: R$1.142.619,19 851 O que foi feito: Aquisição de terreno, reforma e ampliação

Leia mais

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA DO SUL PAULISTA E LITORAL NORTE: MELHORIAS OU CONTINUAÇÃO DE UMA MESMA POLÍTICA PÚBLICA?

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA DO SUL PAULISTA E LITORAL NORTE: MELHORIAS OU CONTINUAÇÃO DE UMA MESMA POLÍTICA PÚBLICA? REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA DO SUL PAULISTA E LITORAL NORTE: MELHORIAS OU CONTINUAÇÃO DE UMA MESMA POLÍTICA PÚBLICA? Felipe G. Arruda UNIVAP I&PD Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento. Felipe.g.arruda@gmail.com

Leia mais

TERESINA: PROJETOS SOCIAIS

TERESINA: PROJETOS SOCIAIS TERESINA: PROJETOS SOCIAIS Teresina (PI), Março/2015 SANEAMENTO BÁSICO SANEAMENTO BÁSICO Abastecimento de Água MELHORIA DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA (SAA) Objetivo: Substituição e adequações das

Leia mais

GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO. (Secopa São Paulo)

GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO. (Secopa São Paulo) GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO (Secopa São Paulo) O maior evento mundial Copa do Mundo Fifa Transmissão para todos os países e territórios do mundo, inclusive a Antártida e o Círculo Polar Ártico; Primeiro

Leia mais

FARMÁCIAS CREDENCIADAS EM BELO HORIZONTE

FARMÁCIAS CREDENCIADAS EM BELO HORIZONTE FARMÁCIAS CREDENCIADAS EM BELO HORIZONTE DROGARIA ARAUJO AV ANDRADAS, DOS, 3850, SANTA EFIGENIA CEP: 30260070 Telefone(s): 31-34815392 / 31-34815691 AV BRASIL, 893, SANTA EFIGENIA CEP: 30140000 Telefone(s):

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

10º Dia CAMPOS DO JORDÃO CIRCUITO TURISTICO MANTIQUEIRA 19

10º Dia CAMPOS DO JORDÃO CIRCUITO TURISTICO MANTIQUEIRA 19 CAMPOS DO JORDÃO Distante 167 km de São Paulo, a cidade mais alta do Brasil começou a ser procurada no chamado ciclo da cura, que teve início no final do século XIX, quando o português Matheus da Costa

Leia mais

GVT Minas Gerais. Lista de Cidades Longa Distância Nacional BELO HORIZONTE

GVT Minas Gerais. Lista de Cidades Longa Distância Nacional BELO HORIZONTE GVT Minas Gerais Lista de Cidades Longa Distância Nacional Área Local AMANDA BALDIM CUIA GAMELEIRA DA PALMA MOCAMBO SAO VICENTE SUMIDOURO DO ROTULO VARGEM GRANDE BARREIRO VENDA NOVA BETIM CHARNECA LIBERATOS

Leia mais

IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite:

IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: distribuídos 31.760 litros de leite, de Jan/2007 a Mar/2009 Custo: R$ 39 mil, beneficiando 80 famílias carentes,

Leia mais

PAULISTANA PI: Origem e Evolução Urbana.

PAULISTANA PI: Origem e Evolução Urbana. PAULISTANA PI: Origem e Evolução Urbana. CARVALHO, Muryllo Mayllon de Alencar 1 BUSTAMANTE, Antenor Fortes de 2 CRUZ, Luciana Soares da 3 RESUMO O presente artigo tem como objetivo discutir dados preliminares

Leia mais

Mais Presença em Minas. Mais Presente em sua vida

Mais Presença em Minas. Mais Presente em sua vida Mais Presença em Minas Mais Presente em sua vida Empreendendo e assegurando a qualidade de condomínios residenciais, comerciais, loteamentos e participando do desenvolvimento urbano de cidades e regiões,

Leia mais

PARQUE LINEAR EM BATAGUASSU/MS COMO PAISAGEM, PLANEJAMENTO E CONTROLE URBANOS

PARQUE LINEAR EM BATAGUASSU/MS COMO PAISAGEM, PLANEJAMENTO E CONTROLE URBANOS 493 PARQUE LINEAR EM BATAGUASSU/MS COMO PAISAGEM, PLANEJAMENTO E CONTROLE URBANOS Brysa Yanara de Mendonça Thomazini 1, Sibila Corral de Arêa Leão Honda 2 1 Discente do curso de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

Localização de Curitiba no Brasil - W 25 25' 47" / S 49 16' 19" 0

Localização de Curitiba no Brasil - W 25 25' 47 / S 49 16' 19 0 Município de Curitiba "Cidade Modelo" "Cidade Ecológica do Brasil" "Capital das Araucárias" Aniversário: 29 de março Fundação: 29 de março de 1693 (320 anos) Emancipação: 29 de março de 1693 Gentílico:

Leia mais

Evolução na qualidade da água no Rio Paraíba do Sul

Evolução na qualidade da água no Rio Paraíba do Sul Evolução na qualidade da água no Rio Paraíba do Sul Beatriz Durazzo Ruiz CETESB bruiz@sp.gov.br Fábio Netto Moreno CETESB eqai_cetesb@sp.gov.br Nelson Menegon Jr CESTESB eqa_cetesb@sp.gov.br Resumo O monitoramento

Leia mais

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES Nome: Data: / / 2015 ENSINO FUNDAMENTAL Visto: Disciplina: Natureza e Cultura Ano: 1º Lista de Exercícios de VC Nota: BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES QUANDO OS PORTUGUESES CHEGARAM AO BRASIL, COMANDADOS

Leia mais

EMENDA ADITIVA AO PROJETO DE LEI Nº 100/11

EMENDA ADITIVA AO PROJETO DE LEI Nº 100/11 Art. - Utilizando recursos orçamentários no Programa 11 Construção e Ampliação Secretaria de Saúde, Ação 1004 Construção e Ampliação de Unidades de Saúde, a Secretaria de Saúde contemplará no exercício

Leia mais

O Concelho de Beja. Localização

O Concelho de Beja. Localização O Concelho de Beja Localização Beja, capital de distrito, situa-se na região do Baixo Alentejo, no coração da vasta planície alentejana. É sede de um dos maiores concelhos de Portugal, com cerca de 1150

Leia mais

Viveiro Florestal de São Romão: Avenida Doutor Paulo Ivo Martins Cardoso, 242 Renascer

Viveiro Florestal de São Romão: Avenida Doutor Paulo Ivo Martins Cardoso, 242 Renascer VIVEIROS FLORESTAIS DO INSTITUTO ESTADUAL DE FLORESTAS Viveiro Florestal de Capelinha: BR 120 Jardim Aeroporto CEP: 39.680.000 (38) 35313920 Viveiro Florestal de Gouveia: Rodovia BR 259 Km 447 São Lucas

Leia mais

O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. Restrições x Oportunidades

O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. Restrições x Oportunidades O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA Restrições x Oportunidades Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável SDS Dr. Gilney Amorim Viana ASPECTOS REGULATÓRIOS RELEVANTES Código Florestal:

Leia mais

LOTEAMENTOS POR BAIRRO E REGIÃO URBANA DO MUNICÍPIO DE PIRACICABA - 2016

LOTEAMENTOS POR BAIRRO E REGIÃO URBANA DO MUNICÍPIO DE PIRACICABA - 2016 CENTRO Jardim Boa Vista; Chácara São José e Chácara Nazareth CIDADE ALTA Bairro dos Alemães CIDADE JARDIM Jardim Europa; Cidade Jardim (2 loteamentos); Chácaras Colina; Jardim das Carmelitas e Cidade Jardim

Leia mais

MÍDIA KIT. abril a setembro/15

MÍDIA KIT. abril a setembro/15 MÍDIA KIT abril a setembro/15 MAPA DE COBERTURA Vanguarda São José dos Campos Vanguarda Taubaté BRAGANÇA PAULISTA ATIBAIA VARGEM PIRACAIA JOANÓPOLIS IGARATÁ JACAREÍ SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SÃO BENTO DO SAPUCAÍ

Leia mais

UF: ES. 12101 - Justiça Federal de Primeiro Grau. 14108 - Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo

UF: ES. 12101 - Justiça Federal de Primeiro Grau. 14108 - Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo ORÇAMENTO DA UNIÃO PARA 2010 - INVESTIMENTOS POR UF UF: ES 12101 - Justiça Federal de Primeiro Grau 02.122.0569.1834.0101 - Construção do Edifício-Sede da Seção Judiciária em Vitória - ES No Município

Leia mais

3.4.2 - Caracterização da População... 1/85. 3.4.2.1 - Aspectos Metodológicos... 1/85. 3.4.2.2 - Considerações Iniciais... 1/85

3.4.2 - Caracterização da População... 1/85. 3.4.2.1 - Aspectos Metodológicos... 1/85. 3.4.2.2 - Considerações Iniciais... 1/85 2818-00-EIA-RL-0001-00 LT 500 KV ESTREITO FERNÃO DIAS ÍNDICE... 1/85 3.4.2.1 - Aspectos Metodológicos... 1/85 3.4.2.2 - Considerações Iniciais... 1/85 3.4.2.3 - Histórico de Criação dos Municípios... 4/85

Leia mais

DECRETO Nº 050, DE 11 DE MARÇO DE 2010

DECRETO Nº 050, DE 11 DE MARÇO DE 2010 DECRETO Nº 050, DE 11 DE MARÇO DE 2010 Define o Modelo Localizado de Gestão Urbana para o Projeto Parque Linear do Rio Ressaca. O Prefeito Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, no uso de

Leia mais

recuperação ambiental de áreas rurais e periurbanas - Projeto Piloto da Câmara Técnica de Comunidades

recuperação ambiental de áreas rurais e periurbanas - Projeto Piloto da Câmara Técnica de Comunidades Uso de efluentes de tratamento de esgotos para a recuperação ambiental de áreas rurais e periurbanas - Projeto Piloto da Câmara Técnica de Comunidades Isoladas VI SEMINÁRIO NACIONAL DE SANEAMENTO RURAL

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Postos de vacinação. Endereço: Av. Industrial Qd. D-13 Lt. 16 e 17 - Setor Vila Nova (próximo ao posto Juliana) Telefones: 3524-1826 e 3524-1827

Postos de vacinação. Endereço: Av. Industrial Qd. D-13 Lt. 16 e 17 - Setor Vila Nova (próximo ao posto Juliana) Telefones: 3524-1826 e 3524-1827 Postos de vacinação Região Campinas / Centro 1-Cais Campinas Endereço: Rua P-30 esquina com Rua P-26 Setor dos Funcionários (Praça de Esportes) Telefones: 3524-1930 e 3524-1931 2- Cais Deputado João Natal

Leia mais

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA 1 CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA Secretaria de Fazenda Prefeitura de Sorocaba A Cidade 2 No próximo ano de 2014 Sorocaba completará 360 anos de sua fundação; A história

Leia mais

ASPECTOS DA REDE URBANA DO ESTADO DE SÃO PAULO

ASPECTOS DA REDE URBANA DO ESTADO DE SÃO PAULO ASPECTOS DA REDE URBANA DO ESTADO DE SÃO PAULO SIMÃO, Rosycler Cristina Santos Palavras chave: rede urbana; São Paulo; disparidades regionais; Censo Demográfico 2000. Resumo O objetivo do trabalho é mostrar

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO.

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO. UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO. Patrícia Pinheiro da Cunha 1, Magda Beatriz de Almeida Matteucci

Leia mais

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos Rio de cara nova Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos por Ernesto Neves 01 de Agosto de 2011 Fonte: Revista Veja Rio Cidade do Rock O terreno de 250 mil metros quadrados

Leia mais

TERE DADOS FICHA MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS

TERE DADOS FICHA MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS P á g i n a 1 ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO TERE DADOS FICHA MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS TERESÓPOLIS FEVEREIRO DE 2011 P á g i n a 2

Leia mais

PLANO DE GESTÃO E MANEJO ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL APA DO BELÉM ABRIL DE 2008 MARLIÉRIA - MINAS GERAIS

PLANO DE GESTÃO E MANEJO ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL APA DO BELÉM ABRIL DE 2008 MARLIÉRIA - MINAS GERAIS PLANO DE GESTÃO E MANEJO ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL APA DO BELÉM ABRIL DE 2008 MARLIÉRIA - MINAS GERAIS PLANO DE GESTÃO E MANEJO APA DO BELÉM PREFEITURA MUNICIPAL DE MARLIÉRIA Vicente Paranhos do Santos

Leia mais

Saneamento de Goiás S/A SISTEMA JOÃO LEITE

Saneamento de Goiás S/A SISTEMA JOÃO LEITE Saneamento de Goiás S/A SISTEMA JOÃO LEITE Área 1 01 AEROPORTO ST. 11 02 AGUIAR VL 109 03 AMERICANO DO BRASIL VL 33 04 ARAGUAIA RES. VALE DO 267 05 BOA SORTE VL 108 06 BOTAFOGO CHAC. 264 07 BUENO (PARCIAL)

Leia mais

Domínios Morfoclimáticos

Domínios Morfoclimáticos Domínios Morfoclimáticos Os domínios morfoclimáticos representam a interação e a integração do clima, relevo e vegetação que resultam na formação de uma paisagem passível de ser individualizada. Domínios

Leia mais

Infográficos Cidades@

Infográficos Cidades@ Page 1 of 18 Instituto eiro de Geografia e Estatística Infográficos Cidades@ - RN Page 2 of 18 Dados Básicos População Área Bioma 803.811 hab. 167,16 km 2 Caatinga e Mata Atlântica Localização da Sede

Leia mais

ÁGUAS DE LINDÓIA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 18.451.400,00

ÁGUAS DE LINDÓIA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 18.451.400,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: ÁGUAS DE LINDÓIA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 18.451.400,00 distribuídos 50.176 litros de leite, de Jan/2007 a Mar/2009 Custo: R$ 63 mil, beneficiando 128 famílias

Leia mais

ORINDIÚVA OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014

ORINDIÚVA OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 ORINDIÚVA OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 CULTURA: Pólo do Projeto Guri: O Projeto Guri tem como objetivo resgatar a auto-estima dos adolescentes, utilizando a música como agente transformador. Pólo Rua

Leia mais

Dezembro 2007 Página 6

Dezembro 2007 Página 6 ÁREA CONTAMINADA 01/2007 Razão social ou nome: Auto Posto Hespanhol Ltda. Endereço: R. José Bonifácio, 185 - Centro CEP: 36.200-106 Município: Barbacena ÁREA CONTAMINADA 02/2007 Razão social ou nome: Auto

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

9º Lugar. População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB :

9º Lugar. População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB : População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB : per capita R$ 7.701,00 9º Lugar Principais distâncias: Goiânia: 154 km Brasília:

Leia mais

QUANTITATIVO DE EMPRESAS - BELO HORIZONTE: REGIONAIS E BAIRROS 2011. Leonardo Faria Lima

QUANTITATIVO DE EMPRESAS - BELO HORIZONTE: REGIONAIS E BAIRROS 2011. Leonardo Faria Lima QUANTITATIVO DE EMPRESAS - BELO HORIZONTE: REGIONAIS E BAIRROS 2011 Leonardo Faria Lima Belo Horizonte 2011 2 A cidade de Belo Horizonte é constituída por 9 regionais e por 497 bairros. Sua população está

Leia mais

(obs.: a organização do evento não possui nenhuma ligação com os prestadores de serviço listado, esta relação é apenas de caráter informativo)

(obs.: a organização do evento não possui nenhuma ligação com os prestadores de serviço listado, esta relação é apenas de caráter informativo) Hospedagem e transporte em São João Del Rei (obs.: a organização do evento não possui nenhuma ligação com os prestadores de serviço listado, esta relação é apenas de caráter informativo) HOTÉIS E POUSADAS

Leia mais

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais).

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais). PLANO DE GOVERNO - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARTICIPATIVA PARA 2013/2016 COLIGAÇÃO O PRESENTE NOS PERMITE SEGUIR EM FRENTE - CANDIDATO A PREFEITO PEDRINHO DA MATA 11 Ações a serem realizadas por Secretarias:

Leia mais

LEI MUNICIPAL: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI MUNICIPAL: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI MUNICIPAL Nº 1.490/96 DE 05 DE FEVEREIRO DE 1996. DISPÕE SOBRE A REORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PANAMBI, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Panambi, e eu sanciono e promulgo a seguinte

Leia mais

BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS

BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS Um programa para integrar objetivos ambientais e sociais na gestão das águas Superintendência de Desenvolvimento da Capital -

Leia mais

CEDRAL OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014

CEDRAL OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 CEDRAL OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 DESENVOLVIMENTO SOCIAL: Distribuição de Leite: distribuídos 22.532 litros de leite, no período de Jan/2011 a Set/2011 Custo: R$ 30 mil, beneficiando 272 famílias

Leia mais

LOTEAMENTOS, RESIDENCIAIS, ETC. BAIRROS / DISTRITOS REGIÃO DESIGNAÇÃO ORIGINAL DESIGNAÇÃO PROPOSTA 1.1 - BAIRRO 23 DE SETEMBRO 1.

LOTEAMENTOS, RESIDENCIAIS, ETC. BAIRROS / DISTRITOS REGIÃO DESIGNAÇÃO ORIGINAL DESIGNAÇÃO PROPOSTA 1.1 - BAIRRO 23 DE SETEMBRO 1. 1.1 - BAIRRO 23 DE SETEMBRO 23 de Setembro Jardim América Jardim Potiguar Parque Tremendão Vila Maria Pampulha Glória Jardim das Acácias New Iara Figueirinha Jardim Panorama Jardim Glória Jd Glória Ampliação

Leia mais

Comude de Parobé - RS

Comude de Parobé - RS CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DE PAROBÉ Presidente: Geraldo Antonio Both Gestão 2009/2011 2 Parobé dados População:51.634 habitantes Tamanho: 104 km² Principais Atividades Econômicas: Empresas

Leia mais

ANEXO 05 Lei n 509 - PPA

ANEXO 05 Lei n 509 - PPA DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO Instituído pela lei municipal de n 352, de 31 de agosto de 2009. ADMINISTRAÇÃO DO EXMO. SENHOR CICERO MONTEIRO NETO ANO V N 327 - RODOLFO FERNANDE S/RN, Terça - feira, 31 de

Leia mais

O DISTRITO COMO UNIDADE DE ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO RURAL E URBANO: o exemplo de Tapuirama (Uberlândia MG) Resumo

O DISTRITO COMO UNIDADE DE ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO RURAL E URBANO: o exemplo de Tapuirama (Uberlândia MG) Resumo 1 O DISTRITO COMO UNIDADE DE ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO RURAL E URBANO: o exemplo de Tapuirama (Uberlândia MG) Silma Rabelo Montes¹ Beatriz Ribeiro Soares² Resumo Neste texto, discutimos a importância do

Leia mais

Coleta para Lugares Santos da Terra Santa - 2009

Coleta para Lugares Santos da Terra Santa - 2009 Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida Forania Cristo, Luz dos Povos Paróquia Cristo, Luz dos Povos Paróquia Jesus Missionário Paróquia Nossa Senhora da Piedade (Indústrias) Paróquia Santa Maria, Mãe

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais