FASE 3 ( ) 3.1 Criação da Comissão Especial Casa de Dona Yayá (1998)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FASE 3 (1998-2003) 3.1 Criação da Comissão Especial Casa de Dona Yayá (1998)"

Transcrição

1 3.1 Criação da Comissão Especial Casa de Dona Yayá (1998) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

2 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( ) Sala Verde (Sala de Jantar) Estratigrafia cromática da sala: 6 camadas de tintas modernas encobriam as decorações artísticas Vista do ambiente em 1989 Sala durante remoção das sobrepinturas Detalhe do estado de conservação das superfícies pintadas

3 Sala Verde (Sala de Jantar) FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( ) Trabalhos de decapagem mecânica

4 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( ) Sala Verde (Sala de Jantar) Estagiário trabalhando no restauro Visita à sala durante o restauro Exemplo de sobreposição de diferentes pinturas artísticas

5 Sala Verde (Sala de Jantar) - Detalhes FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

6 Sala Verde (Sala de Jantar) - Após o restauro FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

7 Sala Azul FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

8 Sala Azul FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( ) Detalhe do mural durante limpeza Estado de conservação do painel após remoção de sua proteção física

9 Sala Azul - Trabalhos de restauro FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

10 Sala Azul - Durante finalização das intervenções FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

11 Sala Azul - Restauro concluído FASE 3 ( ) 3.2 O restauro de murais artísticos realizado pelo programa Identificação, Consolidação e Restauração de Pinturas Murais (Canteiro Escola) do CPC ( )

12 Restauro dos interiores - Recuperação dos azulejos e pisos antigos Ambiente 11 antes do restauro Ambiente 11 depois do restauro

13 Restauro dos interiores - Recuperação dos azulejos e pisos antigos Fases de preparação / coloração das peças novas

14 Restauro dos interiores - Recuperação dos azulejos e pisos antigos Execução artesanal das peças novas, feitas para preencher lacunas e/ou substituir peças muito dabificadas

15 Restauro dos interiores - Recuperação dos azulejos e pisos antigos Ambiente 12 antes do restauro Mesmo ambiente após a recuperação dos azulejos e dos pisos hidráulicos

16 Restauro dos interiores - Recuperação dos azulejos e pisos antigos As peças cerâmicas foram feitas uma a uma. O desenho, procedimentos e paleta de cores atende ao das peças originais

17 O estado de conservação das fachadas

18 O estado geral das argamassas / revestimentos

19 Recuperação das argamassas / revestimentos Argamassa a base de cal

20 Recuperação das argamassas / revestimentos Detalhes da obra durante a recuperação dos revestimentos Detalhe do revestimento do solarium antes do restauro

21 Recuperação das argamassas / revestimentos

22 Recuperação dos componentes arquitetônicos

23 Recuperação dos componentes arquitetônicos Restauro com argamassas a base de cal

24 Recuperação dos componentes arquitetônicos

25 Recuperação dos componentes arquitetônicos - Base para reconstituição: fragmentos e desenhos

26 Recuperação dos componentes arquitetônicos - Base para reconstituição: fragmentos e desenhos Balaustrada antes e depois do restauro

27 As varandas e seus ornamentos antes do restauro - Sul

28 A restauração das varandas e seus ornamento - Norte

29 Restauro das fachadas - Pintura com tintas de silicato de potássio

30 Restauro das fachadas - antes e depois do restauro

31 Restauro das fachadas - antes e depois do restauro

32 Estudos cromáticos das fachadas - Identificação e análise das cores

33 Estudos cromáticos das fachadas - Identificação e análise das cores Cores analisadas estratigráfica e quimicamente Distribuição dos tons identificados com as prospecções

34 Projeto cromático das fachadas - Opção de restauro: evidenciar estratificação temporal com tintas Fachada Oeste Fachada Leste

35 Projeto cromático das fachadas - Opção de restauro: evidenciar estratificação temporal com tintas Fachada Sul Fachada Norte

36 Recuperação dos jardins Jan Dez. 2003

37 Ambiente

38 Atividades realizadas durante visitas monitoradas

39 Atividades realizadas durante Musica na Yayá

OBRAS DE RESTAURO E CONSERVAÇÃO DO ED. RAMOS DE AZEVEDO E ANEXO. - RELATÓRIO DE PROSPECÇÃO (ED. ANEXO)

OBRAS DE RESTAURO E CONSERVAÇÃO DO ED. RAMOS DE AZEVEDO E ANEXO. - RELATÓRIO DE PROSPECÇÃO (ED. ANEXO) OBRAS DE RESTAURO E CONSERVAÇÃO DO ED. RAMOS DE AZEVEDO E ANEXO. - RELATÓRIO DE PROSPECÇÃO (ED. ANEXO) Fichas de Prospecções No. 01 Ambiente: fachada do anexo Andar: térreo Data: Fevereiro de 2007 Elemento:

Leia mais

RESTAURAÇÃO DAS PINTURAS MURAIS DA CASA DE RUI BARBOSA

RESTAURAÇÃO DAS PINTURAS MURAIS DA CASA DE RUI BARBOSA RESTAURAÇÃO DAS PINTURAS MURAIS DA CASA DE RUI BARBOSA Arquitetos Responsáveis: Márcia Braga e Delfim Carvalho RELATÓRIO TÉCNICO 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1- PINTURAS DECORATIVAS E ARTÍSTICAS DA VARANDA...

Leia mais

Grupo escultórico; Ornatos menores; Esquadrias; Alvenarias externas;

Grupo escultórico; Ornatos menores; Esquadrias; Alvenarias externas; Como metodologia do projeto de restauro, a fim de identificar as camadas pictóricas das fachadas do edifício, foram executadas diversas prospecções estratigráficas, distribuídas entre os seguintes elementos:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ OS OFÍCIOS DO RESTAURO

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ OS OFÍCIOS DO RESTAURO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ OS OFÍCIOS DO RESTAURO O UNIVERSO DA RESTAURAÇÃO NO RIO DE JANEIRO O estado do Rio de Janeiro apresenta um enorme acervo de imóveis de valor cultural, histórico, artístico, arquitetônico

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281 Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281 Estabelece normas e procedimentos para recuperação, manutenção e valorização de edifícios, obras e monumentos tombados, sujeitos ao tombamento vizinho ou identificados

Leia mais

CONSERVAÇÃO DE REVESTIMENTOS HISTÓRICOS

CONSERVAÇÃO DE REVESTIMENTOS HISTÓRICOS PONTA DELGADA, 15 NOVEMBRO CONSERVAÇÃO DE REVESTIMENTOS HISTÓRICOS 3 Maria do Rosário Veiga rveiga@lnec.pt novembro 2013 PONTA DELGADA, 15 NOVEMBRO ESTRATÉGIAS DE CONSERVAÇÃO Critérios de decisão, técnicas

Leia mais

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia Intervenção em Bens Culturais Edificados Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO NO PATRIMÔNIO EDIFICADO? Compreende-se por Projeto de Intervenção

Leia mais

ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA. Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: IMOVEL: 1. Endereço:

ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA. Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: IMOVEL: 1. Endereço: ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: CARACTERIZAÇÃO DO BEM IMOVEL: 1. Endereço: 2. Proteção legal: Tombamento Municipal Tombamento Estadual Tombamento Federal Preservado

Leia mais

Relatório do Modo Como Decorreu a Execução da Obra. Identificação da Obra Forte da Graça - Elvas

Relatório do Modo Como Decorreu a Execução da Obra. Identificação da Obra Forte da Graça - Elvas Concurso Público para a Empreitada de Forte da Graça Obras de 1ª Intervenção Câmara Municipal de Elvas Relatório do Modo Como Decorreu a Execução da Obra Identificação da Obra Forte da Graça - Elvas Não

Leia mais

PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES

PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES Técnicos Superiores de Conservação e Restauro: Isabel dos Santos Filipe Pereira (2013/2014)

Leia mais

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26 j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE OBRAS EMEROENCIAIS NA COBERTURA DO PALACETE ( 996 à jui/997). Impermeabilização do terraço e torres 2 3 4 5 6 7 s 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 2 22 23 24 23 26.2 instalações Elétricas

Leia mais

LNEC 1990-2005: estudo estratigráfico de ver revestimentos e acompanhamento a dezenas de casos de estudo.

LNEC 1990-2005: estudo estratigráfico de ver revestimentos e acompanhamento a dezenas de casos de estudo. LNEC 1990-2005: estudo estratigráfico de ver revestimentos e acompanhamento a dezenas de casos de estudo. A PROCURA DE ABORDAGENS CIENTÍFICAS 1993: DMRU-CML Seminário A COR DE LISBOA J. Aguiar, J; Henriques

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa Bárbara d Oeste - SP Proposta de Intervenção Emergencial I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro 2 16 MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa

Leia mais

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS PERÍODO MAIO DE 2015 Andamento das obras no período Obras no Ático: Início da instalação de luminárias iniciado; Conclusão das

Leia mais

Arranque das obras 2,8 milhões de Euros em 2015 para recuperar o Palácio de Queluz

Arranque das obras 2,8 milhões de Euros em 2015 para recuperar o Palácio de Queluz Arranque das obras 2,8 milhões de Euros em 2015 para recuperar o Palácio de Queluz Palácio o Recuperação de coberturas o Restauro das fachadas viradas aos Jardins o Instalação de cafetaria, auditório e

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO Curso Técnico de Edificações Profª Engª Civil Alexandra Müller Barbosa EMENTA Estudos de procedimentos executivos: Estruturas portantes, Elementos vedantes, Coberturas, Impermeabilização,

Leia mais

GECoRPA CLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS DA ÁREA DA CONSERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO ARQUITETÓNICO E DA REABILITAÇÃO DE CONSTRUÇÕES ANTIGAS

GECoRPA CLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS DA ÁREA DA CONSERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO ARQUITETÓNICO E DA REABILITAÇÃO DE CONSTRUÇÕES ANTIGAS GECoRPA CLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS DA ÁREA DA CONSERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO ARQUITETÓNICO E DA REABILITAÇÃO DE CONSTRUÇÕES ANTIGAS Grupo I PROJETO, FISCALIZAÇÃO E CONSULTORIA Categoria I.1. Conservação e Restauro

Leia mais

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DA OBRA PERÍODO NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2015

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DA OBRA PERÍODO NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2015 RELATÓRIO DE ANDAMENTO DA OBRA PERÍODO NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2015 Andamento das Obras Civis Serviços concluídos até 15/12/15: Projetos executivos; Laudo de vizinhança relatório preventivo para minimizar

Leia mais

-24-03-2009. Reabilitação do Prédio Situado na Rua do Conde do Redondo. Reabilitação arquitectónica II_docente_José Aguiar

-24-03-2009. Reabilitação do Prédio Situado na Rua do Conde do Redondo. Reabilitação arquitectónica II_docente_José Aguiar Reabilitação do Prédio Situado na Rua do Conde do Redondo -1 Persianas e Ar Condicionado Pedras Pinturas Portas e Janelas Azulejos Embasamento (restaurante) Porta de acesso ao edifício -2 -Pintura _ Limpeza

Leia mais

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio www.casa.com.br/cursodedecoracao2012 aula 10 Por Tania Eustáquio Reformas Para mostrar como é possível fazer interferências na arquitetura de um imóvel sem dor de cabeça com obras, prazos e orçamento,

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS ISOPORTEC A ISOPORTEC é focada na produção de soluções em isopor de alta performance para a construção civil, valorizando produtos que fazem diferença nos projetos mais complexos.

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DO MODO DE EXECUÇÃO DA OBRA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DO MODO DE EXECUÇÃO DA OBRA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DO MODO DE EXECUÇÃO DA OBRA 1 Obra O presente trabalho refere-se à reabilitação de um aglomerado de habitações em adiantado estado de degradação numa herdade do Alentejo

Leia mais

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS CIVIS PERÍODO OUTUBRO DE 2015

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS CIVIS PERÍODO OUTUBRO DE 2015 PERÍODO OUTUBRO DE 2015 Andamento das Obras Execução dos barracões e Mobilização de canteiro de obras quantidade a executar 70% - quantidade acumulada ao final do período 70%; Durante o período executaremos

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA E ACOMPANHAMENTO DE OBRAS

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA E ACOMPANHAMENTO DE OBRAS PRO APAC 2 PLANILHA ORÇAMENTÁRIA E ACOMPANHAMENTO DE OBRAS PLANILHA ORÇAMENTÁRIA (ANEXO VI) APRESENTAÇÃO DE PLANILHAS COM MAIOR DETALHAMENTO POSSÍVEL. NÃO UTILIZAR A UNIDADES GENÉRICAS OU A EXPRESSÃO

Leia mais

ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ITEM DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS QUANTIDADE UNIDADE PREÇO UNITÁRIO PREÇO TOTAL 1 Taxas e emolumentos 01 vb Placa da obra 01 vb Documentações técnicas da obra 01 vb Instalações

Leia mais

Imagem em Madeira Policromada da década de 30

Imagem em Madeira Policromada da década de 30 Imagem em Madeira Policromada da década de 30 Patologias: Sujidades superficiais Repinturas sucessivas nas mãos, pés e façe. Pequena movimentação nas mãos. Perda acentuada de policromia na parte superior

Leia mais

APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de

APÊNDICE D Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de A INTRODUÇÃO Neste apêndice estão discriminados os Serviços de Adequação (PSA) de menor complexidade para atendimento da dinâmica funcional da ECT,

Leia mais

R 1 O T E I R O 2 0 0 5

R 1 O T E I R O 2 0 0 5 R O T E I R O 1 2 0 0 5 2 SUMÁRIO A - INTRODUÇÃO B CRITÉRIOS TÉCNICOS C ORIENTAÇÕES TÉCNICAS 1. Pesquisa Histórica 2. Pesquisa Arqueológica 3. Prospecções 4. Análises Laboratoriais 5. Levantamento Arquitetônico

Leia mais

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes Argamassas NBR13281 Histórico 1º. registro de emprego na construção: Pré-História Piso polido de 180 m² feito com pedras e argamassa cal e areia: ~ 7000 a 9000

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo SUMÁRIO DO PROJETO TORRE 5: 100% executado 95% executado - Revestimento fachada; - 100% concluído - Aplicação de textura; - 95% concluído -

Leia mais

Regulamento do Programa de Incentivos à Recuperação de fachadas e coberturas de Imóveis degradados situados na Cidadela de Bragança NOTA JUSTIFICATIVA

Regulamento do Programa de Incentivos à Recuperação de fachadas e coberturas de Imóveis degradados situados na Cidadela de Bragança NOTA JUSTIFICATIVA Regulamento do Programa de Incentivos à Recuperação de fachadas e coberturas de Imóveis degradados situados na Cidadela de Bragança NOTA JUSTIFICATIVA Face ao quadro legal em vigor, ao abrigo do qual se

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo: TORRE 5 100% executado 98% executado - Revestimento fachada; 100% concluído - Aplicação de textura; 100% concluído - Execução do telhado; 100%

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL ITEM DESCRIÇÃO UN. QUANT. PLANILHA ORÇAMENTÁRIA - ESTIMATIVA DE CUSTOS RECUPERAÇÃO DAS FACHADAS DO PRÉDIO SEDE PREÇOS UNITÁRIOS PREÇOS TOTAIS PREÇOS TOTAIS

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

LINHA de Argamassas. Uma mistura de qualidade com alta produtividade.

LINHA de Argamassas. Uma mistura de qualidade com alta produtividade. Concreto LINHA de Argamassas Uma mistura de qualidade com alta produtividade. Estabilizada 01Argamassa Projetada A evolução chegou ao canteiro de obras. Elimine etapas, corte custos e aumente o controle

Leia mais

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação.

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação. MEMORIAL DESCRITIVO Proprietário (a): PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DAS MISSÕES; Obra: Projeto Arquitetônico de Reforma do Centro Administrativo; Cadastro Matrícula: Local: Rua 29 de Abril, nº 165

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

Cidade antiga: conhecer e agir. Da diversidade dos desafios ao desafio da diversidade na Alta e Baixa de Coimbra.

Cidade antiga: conhecer e agir. Da diversidade dos desafios ao desafio da diversidade na Alta e Baixa de Coimbra. Universidade J. Mendes de da Coimbra Silva Cidade antiga: conhecer e agir. Da diversidade dos desafios ao desafio da diversidade na Alta e Baixa de Coimbra. José Ant. Raimundo Mendes da Silva raimundo@dec.uc.pt

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

Processo de Restauração Santo Antônio imagem sacra integrante do acervo da IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO da cidade de Grão Mogol

Processo de Restauração Santo Antônio imagem sacra integrante do acervo da IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO da cidade de Grão Mogol Processo de Restauração Santo Antônio imagem sacra integrante do acervo da IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO da cidade de Grão Mogol Santo Antônio em seu Altar Fundação de Arte de Ouro Preto Escola de Arte

Leia mais

situação e ambiência códice AII - F01 - PF denominação Fazenda Todos os Santos localização Estrada Sacra Família do Tíngua, nº.

situação e ambiência códice AII - F01 - PF denominação Fazenda Todos os Santos localização Estrada Sacra Família do Tíngua, nº. Parceria: denominação Fazenda Todos os Santos códice AII - F01 - PF localização Estrada Sacra Família do Tíngua, nº. 300 Graminha município Engenheiro Paulo de Frontin época de construção século XIX estado

Leia mais

CIMENTOS COLA ADHERE

CIMENTOS COLA ADHERE CIMENTOS COLA ADHERE Cimentos Cola Adhere. Introdução 03 A utilização de revestimentos cerâmicos como elemento decorativo nas paredes e pavimentos remonta à antiguidade, constituindo uma parte integrante

Leia mais

Excelente para o assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas de porcelana e vidro;

Excelente para o assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas de porcelana e vidro; 01 Descrição: NOVO PRODUTO votomassa é uma argamassa que proporciona alta aderência e trabalhabilidade no assentamento de de porcelana e vidro 02 Classificação: votomassa combina cimento Portland, agregados

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO

CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO Cargo/Carreira/Categoria Atribuições/Competências/Actividades UNIDADE DE AMBIENTE, SERVIÇOS URBANOS, INFRA-ESTRUTURAS E EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS

Leia mais

Relatório Técnico Laboratório de Conservação e Restauro de Pintura e Escultura

Relatório Técnico Laboratório de Conservação e Restauro de Pintura e Escultura Escultura em madeira policromada Processo nº 23/23/2013 IDENTIFICAÇÃO Entrada no Laboratório 21/10/2013 Maio 2015 Responsável pela intervenção - Carla Rego Título da Obra Proveniência Proprietário Dimensões

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.052, DE 12 DE DEZEMBRO DE 1997. (atualizada até a Lei nº 11.294, de 29 de dezembro de 1998) Cria cargos

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO INSTITUTO UNI-FAMEMA / OSCIP Marília/SP ÍNDICE 1. PRELIMINARES. 2. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS.

Leia mais

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO Estado de Conservação Exterior FICHA N.º: 01 ID EDIFÍCIO: 42904 1. LOCALIZAÇÃO Zona em estudo: Vila do Olival Freguesia: Gondemaria e Olival Rua / Av. / Pc.: Rua Cimo

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Seguidos os passo listados no guia, é necessária apenas uma manutenção comum, como a realizada em outros jardins.

GUIA DE INSTALAÇÃO. Seguidos os passo listados no guia, é necessária apenas uma manutenção comum, como a realizada em outros jardins. GUIA DE INSTALAÇÃO Este é um guia com um passo a passo para a instalação e acompanhamento do Sistema GreenWall Ceramic. Siga-o corretamente para garantir sua execução correta, além do completo desenvolvimento

Leia mais

CONTRAPISO Documentos de referência Condições para o início dos trabalhos Preparo da base Marcação do nível do contrapiso

CONTRAPISO Documentos de referência Condições para o início dos trabalhos Preparo da base Marcação do nível do contrapiso CONTRAPISO 1 camada (s) de argamassa (s) que pode ser aplicada sobre a laje ou lastro de concreto, sobre camada de impermeabilização* ou sobre camada de isolamento térmico/acústico* (* na maioria das vezes

Leia mais

Totalmente erguida em alvenaria estrutural, Obra racionalizada ARQUITETURA

Totalmente erguida em alvenaria estrutural, Obra racionalizada ARQUITETURA ARQUITETURA Obra racionalizada A alvenaria estrutural reduziu os custos da construção deste sobrado, que, apesar do método construtivo, tem cômodos integrados, no maior estilo contemporâneo POR CÍNTIA

Leia mais

Casa de vidro. Jardim e ambientes internos se fundem nesta casa onde paredes foram substituídas por vidros

Casa de vidro. Jardim e ambientes internos se fundem nesta casa onde paredes foram substituídas por vidros ARQUITETURA Sidney Quintela PAISAGISMO Carla Oldemburg FOTOS Marcelo Aniello Casa de vidro Jardim e ambientes internos se fundem nesta casa onde paredes foram substituídas por vidros 52 CASA DE CAMPO Na

Leia mais

A BELEZA E O CONFORTO DA MADEIRA

A BELEZA E O CONFORTO DA MADEIRA Arquiteta: Karine Espirito Santo - Produto: Ripado Castanho A BELEZA E O CONFORTO DA MADEIRA LINHA DECOMADEIRA Os revestimentos da linha Decomadeira são produzidos em madeira maciça, com entalhes e cores

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE MAIO 2012

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE MAIO 2012 RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE MAIO 2012 1 Torre 5: Estrutura Acabamento externo SUMÁRIO DO PROJETO: 100% executado 85% executado - Revestimento fachada; - 95% concluído. - Aplicação de textura. - 55% concluído.

Leia mais

Claudia S. Rodrigues de Carvalho. Eletrônico: crcarvalho@rb.gov.br Telefônico: 55-21- 32894676 Núcleo de Preservação Arquitetônica

Claudia S. Rodrigues de Carvalho. Eletrônico: crcarvalho@rb.gov.br Telefônico: 55-21- 32894676 Núcleo de Preservação Arquitetônica CMI Dados do Projeto e do(a) Coordenador do Projeto CMI Centro de Memória e Informação Título do Projeto Coordenador do Projeto: Endereços para contato: Setor: Plano de Conservação Preventiva do Museu

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Olá, Apresentaremos nas próximas páginas um resumo dos nossos 18 anos de mercado e da nossa expertise em revestimentos. Uma mistura de alta tecnologia, qualidade e ótimos resultados.

Leia mais

Listagem de Erros e Omissões

Listagem de Erros e Omissões Listagem de Erros e Omissões - No ponto 13 do caderno de encargos - Critérios de adjudicação, factor preço, uma fórmula matemática, em que uma das parcelas, nomeadamente a PREm - o menor preço proposto,

Leia mais

FICHA TÉCNICA EDIFÍCIO LIBERTY

FICHA TÉCNICA EDIFÍCIO LIBERTY FICHA TÉCNICA EDIFÍCIO LIBERTY Endereço: Rua Gov. Carlos Lindemberg, nº 94, lote 5A, quadra 14, Jardim Camburi, Vitoria, ES Área do terreno: 2.187,80m 2 Total de unidades: 160 apartamentos e 12 lojas,

Leia mais

Arquiteta: Karine Espirito Santo - Produto: Ripado Castanho A BELEZA E O CONF LINHA DECOMADEIRA

Arquiteta: Karine Espirito Santo - Produto: Ripado Castanho A BELEZA E O CONF LINHA DECOMADEIRA Arquiteta: Karine Espirito Santo - Produto: Ripado Castanho A BELEZA E O CONF LINHA DECOMADEIRA NFORTO DA MADEIRA Os revestimentos da linha Decomadeira são produzidos em madeira maciça, com entalhes e

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Sumário 1. Apresentação...................................... 3 2. Memória do projeto.................................. 4 3. Sistema de sinalização das sedes.......................

Leia mais

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS 01. Município: Uberlândia 02. Distrito: Sede 03. Designação: Estabelecimento de Uso Misto Comércio e Residência 04. Endereço: Rua Coronel Antônio Alves, nº 9.151

Leia mais

Guia para a escolha de produtos e sistemas à base de CAL para a reabilitação de edifícios em alvenaria

Guia para a escolha de produtos e sistemas à base de CAL para a reabilitação de edifícios em alvenaria Guia para a escolha de produtos e sistemas à base de CAL para a reabilitação de edifícios em alvenaria Linha Mape-Antique Transpirante Estrutural Desumidificante www.mapei.pt ADESIVOS IMPERMEABILIZANTES

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC MEMORIAL DESCRITIVO 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO O presente Memorial Descritivo tem por finalidade estabelecer as condições que orientarão os serviços de construção,

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02 RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE Julho 2011 Revisão 02 2 INTRODUÇÃO Os Centros de Saúde incluídos nesta categoria são unidades que foram construídas recentemente e que

Leia mais

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Aplicação de softwares na confecção de textos, planilhas, e projetos. 2. Interpretação e desenvolvimento de desenhos técnicos e de projetos arquitetônicos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2. SERVIÇOS PRELIMINARES Limpeza, Barracão de Obra e Placa de Obra 2.1. LIMPEZA DA ÁREA DE INTERVENÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO. 2. SERVIÇOS PRELIMINARES Limpeza, Barracão de Obra e Placa de Obra 2.1. LIMPEZA DA ÁREA DE INTERVENÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. INFORMAÇÕES GERAIS Obra: Intervenção nos Canteiros Centrais da Avenida Santa Luzia Segunda Etapa. Endereço: Avenida Santa Luzia Área de Intervenção: 4758,52 m² 2. SERVIÇOS PRELIMINARES

Leia mais

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município EE JARDIM XXXXX XXXXXXXXXXX - XXXXXXX MUNICÍPIO CÓDIGO 00.00.000 OBJETO DO CONVÊNIO: Xxxxxxx DATA: 00.00.2008 Profissional

Leia mais

Patologia em Revestimentos de Fachada

Patologia em Revestimentos de Fachada PATOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES Revestimentos de 1 Nome:Fernando Marques Ribeiro Matricula: 27667 Docente: Orlando Carlos B. Damin Artigo: Fonte: Editora: Ordem dos Engenheiros Região Norte / 2011 Autores: Ana

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO RESIDENCIAL PETHRUS

MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO RESIDENCIAL PETHRUS MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO RESIDENCIAL PETHRUS Acabamento De Unidades Autônomas SALA JANTAR/ ESTAR E CIRCULAÇÃO INTERNA Piso : Cerâmica Eliane, Cecrisa, Portinari, ou similar. Paredes : Revestimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Tipologia Construtiva Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. TIPOLOGIA CONSTRUTIVA 1 SUB HABITAÇÃO 1.1- Sub-habitação Compostos

Leia mais

ED PORTOFI O. Memorial descritivo dos acabamentos:

ED PORTOFI O. Memorial descritivo dos acabamentos: ED PORTOFI O Memorial descritivo dos acabamentos: 01 Fachada Fachada em vidros laminados 8 mm na cor azul, esquadria em alumínio branco, lateral revestida de cerâmica ou pastilha de porcelana. 02 Pavimento

Leia mais

REVESTIMENTO CERÂMICOS

REVESTIMENTO CERÂMICOS SEMINÁRIOS DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA REALIZAÇÃO: IBAPE NACIONAL E IBAPE PR Dias 18 e 19 de setembro de 2014 Foz do Iguaçu-PR II Seminário Nacional de Perícias de Engenharia PERÍCIAS EM FACHADAS

Leia mais

DRYBOX IMPERMEABILIZANTE - PISCINAS

DRYBOX IMPERMEABILIZANTE - PISCINAS ETAPA I LIMPEZA DA ÁREA PROCEDER A LIMPEZA DA ÁREA A SER IMPERMEABILIZADA. -RETIRAR MATERIAIS SOLTOS. -FAZER PEQUENOS REPAROS DE FALHAS NO REBOCO SE HOUVER. -FAZER AJUSTES NAS SAÍDAS DOS EQUIPAMENTOS.

Leia mais

REABILITAÇÃO DO PALÁCIO DA BOLSA 2ª FASE

REABILITAÇÃO DO PALÁCIO DA BOLSA 2ª FASE REABILITAÇÃO DO PALÁCIO DA BOLSA 2ª FASE REABILITAÇÃO DO PALÁCIO DA BOLSA 2ª FASE A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL INICIOU EM 1842 A CONSTRUÇÃO DO PALÁCIO DA BOLSA, UM DOS MAIS NOTÁVEIS MONUMENTOS PORTUENSES DA

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE

PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE DOCUMENTO COMPLEMENTAR 05 PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTROS DE SAÚDE ÍNDICE A. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Guia Técnico de Pintura

Guia Técnico de Pintura Guia Técnico de Pintura IX - Cozinhas e WC s As cozinhas e casas de banho são áreas cujas paredes estão constantemente sujeitas a desgaste e onde a higiene tem que predominar. Em constante contacto com

Leia mais

Relatório Técnico Laboratório de Conservação e Restauro de Pintura e Escultura

Relatório Técnico Laboratório de Conservação e Restauro de Pintura e Escultura Conjunto de 5 pinturas Processo nº 27/27/2013 IDENTIFICAÇÃO Entrada no Laboratório Título da Obra Proveniência Proprietário Dimensões Técnicas e materiais de execução Autor / Produção Datação / Época 08/11/2013

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA 1 PROJETO Nº 013/2014 Solicitação: MEMORIAL DESCRITIVO Tipo da Obra: PINTURA MURETA, POSTES, BRINQUEDOS DO PARQUE INFANTIL E TROCA PISO SALAS DE AULA Reforma: local indicado em planta Local: EMEI CRIANÇA

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

Super formatos. - Excelente Performance - Máximo Tamanho - 300x100cm - Mínima Espessura - 3,5mm - Leve e F lexível - Sustentável.

Super formatos. - Excelente Performance - Máximo Tamanho - 300x100cm - Mínima Espessura - 3,5mm - Leve e F lexível - Sustentável. Vol.II 2 3 - Excelente Performance - Máximo Tamanho - 300x100cm - Mínima Espessura - 3,5mm - Leve e F lexível - Sustentável Super formatos Rovere Oliato Buxy Perle Limestone 4 5 Buxy Amande V3 Buxy Caramel

Leia mais

MANUAL DO CONSTRUTOR

MANUAL DO CONSTRUTOR 1. SOLICITAÇÕES PARA INÍCIO DA OBRA 01 jogo do projeto de arquitetura aprovado; Autorização para Construção emitida pela Associação Jardins Ibiza. 2. IMPLANTAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 2.1 Fechamento do canteiro

Leia mais

M e m o r i a l D e s c r i t i v o

M e m o r i a l D e s c r i t i v o M e m o r i a l D e s c r i t i v o Condomínio: Condomínio Residencial Le Jardin ( CNPJ:10.541.713 0001-16) Representante legal: Naugery Antunes do Prado Imóvel: Edifício residencial multifamiliar Localização:

Leia mais

ÁREA DO CONCURSO: TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

ÁREA DO CONCURSO: TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL PONTUAÇÃO-LIMITE DOS QUESITOS DA PROVA DE TÍTULOS DO CONCURSO PARA PROVIMENTO DE VAGA DE PROFESSOR ASSISTENTE EM REGIME DE 20 HORAS SEMANAIS PARA O DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS E CONSTRUÇÃO

Leia mais

Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS IAD176 - Desenho Técnico Prof. Dennis Coelho Cruz

Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS IAD176 - Desenho Técnico Prof. Dennis Coelho Cruz Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS IAD176 - Desenho Técnico Prof. Dennis Coelho Cruz Aula 6 : Desenho Arquitetônico Planta de Cobertura Índice: UNIDADE

Leia mais

Monoporosa. 20X33 cm. CV 2000 - Safira CV 2003 - Ônix CV 2004 - Esmeralda. CV 3000 - Safira CV 3001 - Quartzo CV 3002 - Turmalina

Monoporosa. 20X33 cm. CV 2000 - Safira CV 2003 - Ônix CV 2004 - Esmeralda. CV 3000 - Safira CV 3001 - Quartzo CV 3002 - Turmalina Bem-Vindo à Lineart! Pertencente ao Grupo Cerâmica Buschinelli Ltda., a Lineart Cerâmicos conta com mais de 80 anos de tradição e tem seu moderno parque fabril de 15.000 m² instalado no município de Santa

Leia mais

ANEXO I - PLANILHA DE COTAÇÃO (PCT)

ANEXO I - PLANILHA DE COTAÇÃO (PCT) ANEXO I - PLANILHA DE COTAÇÃO (PCT) LICITAÇÃO MOD.: CONVITE Nº 01/2010 TIPO: MENOR PREÇO Data e Hora da Entrega das Propostas: 03/05/2010 Horas: 15h00min. LICITAÇÃO REMARCADA PARA O DIA 18/05/2010 ÀS 15h00min

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO Incorporação, Construção e Acabamento GAFISA S/A EDIFÍCIO HYPE JARDINS Alameda Itu, 957 MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO A. UNIDADES AUTÔNOMAS: A 1. Pavimento Tipo Agosto, 2002 V.Final 1. Sala Estar /

Leia mais

IPHAE. II Caracterização da área de entorno do bem tombado : características urbanas.

IPHAE. II Caracterização da área de entorno do bem tombado : características urbanas. IPHAE SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO DO ESTADO Av. Borges de Medeiros, 1501, 21º andar- Porto Alegre-RS - Cep:90110-150 Fone/Fax: (051)3225.3176 e-mail: iphae@via-rs.net

Leia mais

PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Parede de Concreto 29/04/2015 1 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA OBJETIVO - reduzir o déficit habitacional 2009 MCMV Início do Programa 2010 MCMV I 1.000.000 de unid. contratadas 2011/14 MCMV II 2.400.000

Leia mais

BALCÃO 67.00 69.00 67.00 69.00 80.50 84.50 80.50 84.50 17.50 17.50 17.50 17.50 119.00 123.00 119.00 123.00. Gratis Gratis Gratis Gratis

BALCÃO 67.00 69.00 67.00 69.00 80.50 84.50 80.50 84.50 17.50 17.50 17.50 17.50 119.00 123.00 119.00 123.00. Gratis Gratis Gratis Gratis Porto Rua Ameal, 601 4200-062 Porto - Portugal Tel.: (+351) 22 834 8660 Fax.: (+351) 22 8348669 betaporto@belverhotels.com www.hotelbetaporto.com Duplo Suplemento 3ª Pessoa Novembro 06 a Abril 2006 / 20

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL CESÁRIO COIMBRA

ESCOLA ESTADUAL CESÁRIO COIMBRA ESCOLA ESTADUAL CESÁRIO COIMBRA No dia dois de Dezembro de 1.910, foi assinado contrato entre a câmara municipal e o senhor Francisco Leonardo Cerávolo, para a construção do prédio do grupo escolar. Aos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

Materiais de Construção Civil. Aula 07. Gesso para Construção Civil

Materiais de Construção Civil. Aula 07. Gesso para Construção Civil Materiais de Construção Civil Aula 07 Gesso para Construção Civil Taciana Nunes Arquiteta e Urbanista Gesso para Construção Civil O gesso é um mineral aglomerante produzido a partir da calcinação da gipsita,

Leia mais

Vidros para construção civil

Vidros para construção civil Vidros para construção civil Conceito de Vidro: Vidros industriais: Produtos inorgânicos obtidos por fusão e resfriamento sem cristalização Vidro ordinário ou neutro para construção civil: Solução amorfa

Leia mais

DOS CRITÉRIOS PARA COLOCAÇÃO DE LETREIROS

DOS CRITÉRIOS PARA COLOCAÇÃO DE LETREIROS Ministério da Cultura IPHAN INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL Escritório Técnico II - São João del Rei Rua Hermíllo Alves n.º 52 Centro São João del-rei Minas Gerais CEP 36.307-328

Leia mais