Resoluções das atividades

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resoluções das atividades"

Transcrição

1 LIVRO 1 BIOLOGIA 2 Resoluções das atividades Sumário Capítulo 1 Introdução ao reino Plantae... 1 Capítulo 2 Briófitas... 2 Capítulo 3 Pteridófitas... 4 Capítulo 4 Gimnospermas... 5 Capítulo 1 01 C 02 A Nas briófitas, a fase gametofítica constitui a fase haploide e duradoura do ciclo reprodutivo. A fase esporofítica, por sua vez, é a fase diploide e reduzida do ciclo. No cladograma, estão representadas algumas das aquisições evolutivas observadas na evolução vegetal. Com base na sua análise, é possível concluir que A representa o surgimento dos vasos condutores; B representa o surgimento do grão de pólen e do tubo polínico e C representa o desenvolvimento de flores e frutos. A partir da determinação das características representadas por A, B e C, é possível afirmar que as alternativas corretas são I, III e IV. A afirmativa II é incorreta, pois a produção de sementes se dá a partir de B. A afirmativa V está incorreta, uma vez que a reprodução independente da água só é observada nas gimnospermas e nas angiospermas. 03 D Briófitas e pteridófitas são criptógamas (estruturas produtoras de gametas pouco evidentes). As briófitas (A) são avasculares; pteridófitas (B), gimnospermas (C) e angiospermas (D) são vasculares; e, nesses grupos, o esporófito é a fase permanente ou duradoura; por sua vez, nas briófitas, a fase dominante é o gametófito (n). A polinização pelo vento ocorre em gimnospermas e angiospermas. 04 B Introdução ao reino Plantae I. (V) A ausência de raízes verdadeiras faz com que as briófitas executem a absorção de água por meio do corpo, limitando sua distribuição geográfica, pois vivem em ambientes úmidos. II. (F) As briófitas são vegetais desprovidos de estruturas impermeabilizantes, como a cutícula e o súber; por isso, são vegetais restritos a ambientes úmidos e sombrios. 05 D 01 A III. (V) As pteridófitas representam o primeiro grupo vegetal a desenvolver vasos condutores de seiva (traqueófitas) e tecidos de sustentação a partir da impregnação de proteínas, como a pectina, na parede celular, e lignina, na região intracelular. IV. (F) As gimnospermas foram as primeiras plantas a apresentar o desenvolvimento do tubo polínico e, com isso, a independência máxima da água para a reprodução. V. (F) As angiospermas possuem flores e frutos. Em I, estão representados os vegetais do grupo das briófitas, plantas caracterizadas pela ausência de vasos condutores e de estruturas reprodutoras bem visíveis, sendo o anterozoide (gameta masculino) flagelado e, portanto, dependente da água. Em II, estão os representantes das pteridófitas, vegetais vascularizados, mas que conservam as estruturas reprodutoras presentes nas briófitas. Em III, encontram-se as gimnospermas, as primeiras plantas de ambiente terrestre, uma vez que, a partir deste grupo, surgem o grão de pólen e o tubo polínico. Sua estrutura reprodutora é o estróbilo. Em IV, estão as angiospermas, vegetais cujas sementes são revestidas pelo fruto. As pteridófitas, como as samambaias, foram as primeiras plantas vasculares. Os pinheiros (gimnospermas) produzem sementes, porém não produzem frutos, e sim estróbilos. As gramíneas (angiospermas monocotiledôneas) são fanerógamas que produzem frutos, no interior dos quais ficam abrigadas as sementes. 02 a) II, III e IV. b) I. c) Embriões protegidos por células estéreis. d) IV. 1

2 BIOLOGIA 2 LIVRO 1 03 A Eichhornia crassipes é uma espécie (aguapé), em que o termo Eichhornia representa o epíteto genérico e crassipes, o epíteto específico. Espécie é binomial. Salvinia é um gênero de planta aquática, o termo está escrito sozinho e seguido de abreviatura padronizada; acrescentado da abreviatura sp. 07 B 08 B Na evolução dos vegetais, o surgimento dos diferentes grupos seguiu esta sequência: briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas. A partir das pteridófitas, a fase duradoura passou a ser a fase esporofítica. 04 a) Características Briófitas Pteridófitas Gimnospermas Angiospermas 09 D Nas briófitas, a fase ampliada é o gametófito, enquanto, nas pteridófitas, a fase ampliada é o esporófito. Dependência de água para a fecundação Geração esporofítica mais desenvolvida e duradoura P P A A A P P P 10 E O surgimento do grão de pólen garantiu aos vegetais a independência da água para reprodução, característica que aparece nas gimnospermas, grupo que antecede as angiospermas, vegetais com flores e frutos. Xilema e floema A P P P Capítulo 2 Briófitas 05 A 06 B Frutos A A A P Sementes A A P P b) Presença de cutícula: camada de substância cerácea (cutina) na superfície externa das paredes de células vegetais que impede a perda excessiva de água. Produção de sementes: as sementes protegem o embrião e, devido à anemocoria, zoocoria, hidrocoria etc., são um mecanismo importante, pois permitem a planta explorar novos hábitats. No cladograma, estão representadas as características que determinaram a evolução vegetal. Sendo: 1. a origem das embriófitas. 2. o surgimento dos vasos condutores traqueófitas. 3. a formação do grão de pólen e do tubo polínico espermatófitas. 4. a hipertrofia do ovário, originando o fruto. O maior desenvolvimento da fase esporofítica garantiu aos vegetais uma maior independência do ambiente aquático. 01 E 02 A Se o musgo tem oito tipos de cromossomos, então, o gametófito (n) tem 8 cromossomos e o esporófito (2n) tem 16 cromossomos. A parede do esporângio é 2n = 16 e os rizoides são n = 8. A espécie de musgo indicada é monoica ou bissexual, ou seja, a mesma planta tem estruturas reprodutoras masculinas (anterídeos) e estruturas reprodutoras femininas (arquegônios). As briófitas dependem de água em estado líquido para a reprodução sexuada. Os anterozoides deslocam-se de modo eficiente em meio líquido, mantendo, assim, em ambiente terrestre, a necessidade de gotas de orvalho ou de chuva para que eles atinjam os gametas femininos, que são imóveis. As paráfises indicadas em (L) são importantes na retenção de água. Os musgos são as espécies mais conhecidas de briófitas. São plantas avasculares (atraqueófitas), a água é absorvida por meio da fase duradoura, que é o gametófito, assim, o transporte da água acontece de forma lenta, o que limita o seu porte. No esporófito, ocorre a meiose no interior da cápsula, formando esporos (n), os quais libertam-se no esporângio, são transportados pelo vento, germinam e originam novo gametófito. Os respingos de chuva ou de orvalho transportam os anterozoides flagelados que nadam até a oosfera. A fecundação origina um zigoto diploide, que, por mitose, desenvolve um esporófito, a fase transitória das briófitas. 2

3 LIVRO 1 BIOLOGIA 2 03 A A estrutura representa o gametófito feminino haploide, constituído por cauloide, rizoide e filoide. Cápsula (Esporângio) Seta esporófito se forma com 2n cromossomos. Dessa forma, a haste e a cápsula pertencentes a ele também possuem 60 cromossomos. Os esporos formam-se por meiose dentro da cápsula, portanto possuem 30 cromossomos. 04 O gametófito das briófitas é independente porque é clorofilado, sintetizando sua própria matéria orgânica, e duradouro porque produz gametas e permanece viável. Gametófito (I) Filoide Cauloide 05 D A espécie de briófita hipotética é 2n = 16, o que permite concluir que o gametófito haploide é n = 8. Quando a planta atinge a fase adulta, as células do esporófito dividem-se por meiose e originam os esporos haploides (n = 8). O esporófito que se forma com a fecundação é diploide, assim como a haste que o compõe. As estruturas que formam o gametófito são haploides, como os rizoides e filoides. O protonema haploide (n) forma os gametófitos. A caliptra é haploide. 04 A 05 D Rizoides O ciclo de vida das briófitas possui uma fase haploide, produtora de gametas (gametófito), a fase mais complexa do ciclo, sendo a mais desenvolvida e duradoura, uma vez que permanece vivo após a produção de gametas. A outra fase, diploide, é produtora de esporos e se denomina esporófito, que representa a geração menos complexa do ciclo e tem vida efêmera, uma vez que degenera após produzir e liberar os esporos. As plantas do filo Bryophyta possuem as estruturas produtoras de gametas pouco evidentes, assim, são criptógamas e dependem de água para a reprodução. A fase gametofítica (n) é mais desenvolvida, e a fase esporofítica (2n) cresce sobre a planta haploide, ou seja, sobre o gametófito. O documentário fóssil data do Devoniano, Mesozoico, Cenozoico e do Paleozoico Superior. 01 a) Ausência de vasos condutores. O transporte de nutrientes é feito por difusão. b) A fase haploide do ciclo de vida dos musgos denomina-se gametófito e produz gametas. A fase diploide denomina- -se esporófito e nele são produzidos os esporos. 02 Essas plantas são briófitas. A fase transitória do ciclo é o esporófito (2n). 03 Nas briófitas, o gametófito é haploide, com 30 cromossomos, assim como o anterozoide. Quando ocorre a fecundação, o 06 E 07 B 08 E 09 E 10 C Os representantes do reino Plantae caracterizam-se por apresentarem reprodução com alternância de gerações em um ciclo denominado haplodiplobionte. A fase esporofítica apresenta 2n cromossomos, e a fase gametofítica n cromossomos. Considerando a reprodução das briófitas e seu ciclo de vida, verifica-se que, nesses vegetais, a fase duradoura ou permanente no ciclo de vida é o gametófito, enquanto o esporófito é efêmero, ou seja, tem curta duração. Assim, a alternativa a ser assinalada é a letra E. A fase gametofítica estendida torna o vegetal mais dependente da água devido ao processo reprodutivo. Essa característica justifica-se pelo fato de que as briófitas, em ambiente marinho, desidratariam, devido à maior salinidade, por plasmólise. A chave indica o esporófito diploide (2n), composto de uma porção basal, denominada pé, de uma haste ou seta, longa e delicada, além de uma cápsula apical. Os musgos, juntamente com os antóceros e as hepáticas, são representantes das briófitas. As briófitas caracterizam-se pela ausência de tecido especializado na condução de seiva, e seu ciclo de vida é marcado pela ocorrência de alternância de gerações, sendo o esporófito, que apresenta 2n cromossomos, a fase transitória, enquanto a fase permanente é representada pelo gametófito, que possui n cromossomos. Não são vegetais que formam sementes e necessitam de água do meio para o transporte do gameta masculino ao encontro do gameta feminino. 3

4 BIOLOGIA 2 LIVRO 1 Capítulo 3 01 A 02 D 03 D 04 A 05 B Pteridófitas Nas pteridófitas, a planta é o esporófito e a partir do esporo forma-se o prótalo (gametófito). Nos anterídeos, são produzidos anterozoides, que nadam até a oosfera, produzida no arquegônio. Do zigoto (2n), forma-se o esporófito, que brota do gametófito e torna-se independente. Pelo exposto e pela análise da ilustração, a alternativa correta é a que indica a sequência: esporófito, liberação de esporos, gametófito, fecundação. As briófitas são avasculares. A estrutura I é o esporófito 2n das briófitas. As estruturas indicadas em II representam esporos e a estrutura IV das pteridófitas representa folhas, que constituem parte do esporófito 2n. A indicação III corresponde aos soros 2n, estruturas circulares que contêm esporângios, onde os esporócitos se dividem por meiose e originam os esporos haploides. A reprodução sexuada, em briófitas e pteridófitas, ocorre por meio de anterozoides e oosfera. O anterozoide é uma célula flagelada. A letra A representa a fase mais desenvolvida, duradoura, permanente e predominante de uma Pterophyta, ou seja, o esporófito diploide (2n), em destaque, os folíolos com soros. A letra B corresponde ao prótalo cordiforme, que representa o gametófito haploide (n), e C corresponde ao zigoto (2n), que se divide por mitoses sucessivas, originando o embrião, nutrido pelo gametófito (n). As briófitas, como musgos e hepáticas, não possuem xilema e floema, assim, são consideradas plantas avasculares. As pteridófitas são plantas vasculares, ou seja, são dotadas de tecidos especializados de transporte, xilema e floema, o que lhes permitiu uma melhor adaptação ao ambiente terrestre. 01 a) Fase esporofítica: a samambaia. Possui folhas largas, com folíolos. O caule é subterrâneo, do tipo rizoma. Possui raízes adventícias. Fase gametofítica: a planta é reduzida, de pequeno porte. Denomina-se prótalo, tem o corpo achatado e permanece fixo ao substrato por rizoides. b) A: esporo (n); B: zigoto (2n). 02 a) A estrutura é o soro, que abriga um conjunto de esporângios. No solo, portanto, ocorre meiose com a consequente produção de esporos. b) Sim, porque são plantas dotadas de vasos condutores. 03 C 04 B 05 E 06 D 07 A 08 C 09 D 10 B I é o gametófito haploide de uma briófita e III é o gametófito haploide de uma pteridófita. II é o esporófito diploide de uma briófita e IV é o esporófito diploide de uma pteridófita. Portanto, letra C. Na época reprodutiva, o esporófito apresenta em sua face inferior estruturas denominadas soros, cada soro contém um conjunto de esporângios. A formação de clones de uma samambaia comercialmente valiosa pode ser obtida a partir de fragmentos de caules (rizomas) que crescem paralelos à superfície do solo ou logo abaixo dela. A figura revela a face inferior de uma folha de pteridófita, em que se observam grupos de esporângios, os soros, que, em algumas espécies, ficam protegidos por uma fina lâmina de cobertura, o indúsio. A figura representa o prótalo de samambaia, o gametófito hermafrodita, onde se desenvolve o arquegônio produtor de oosfera (n) e o anterídeo, produtor de anterozoides (n). Os arquegônios localizam-se na região superior do prótalo e os anterídeos, na inferior, próximos aos rizoides. As samambaias são vegetais representantes do grupo das pteridófitas, que apresentam todas as características citadas. O esporófito é o único que apresenta as características específicas listadas. As pteridófitas apresentam ciclo de vida haplodiplobionte e nítida alternância de gerações. A fase gametofítica é responsável pela produção de gametas (III) que, após a fecundação (II), origina o zigoto e deste o embrião, o qual cresce, formando o esporófito (IV). Este produz esporos (I) que originam o gametófito ou prótalo (V). Assim, a sequência será III, II, IV, I e V. 4

5 LIVRO 1 BIOLOGIA 2 Capítulo 4 01 C 02 B 03 B 04 D 05 C 01 B Gimnospermas A fecundação nesse grupo de plantas ocorre quando um dos núcleos espermáticos se une à oosfera e origina um zigoto 2n, que, por mitose, formará um embrião diploide. As gimnospermas são desprovidas de frutos. Os cones ou estróbilos são as estruturas reprodutoras que contêm um certo número de esporofilos. Esse grupo de plantas é sifonógamo, assim, o crescimento de tubo polínico torna a fecundação independente da água. As sequoias atingem 83 metros de altura, seu tronco chega a 10 metros de diâmetro na base e chegam a toneladas, esse grande porte sugere tratar-se de plantas vasculares. Nesse grupo de plantas, apenas um embrião se desenvolve. Os pinhões correspondem às sementes das gimnospermas e servem de alimento para vários animais, como capivaras, primatas, preás, pacas, esquilos, a gralha-azul, etc. Assim, quando a gralha-azul não encontra os pinhões que enterrou, estes podem vir a germinar e originar novas plantas. As gimnospermas são plantas portadoras de uma sistema de vasos condutores de seiva bruta e elaborada, ou seja, são plantas vasculares. Apresentam sementes comestíveis, conhecidas como pinhões. Não produzem frutos. O filo Coniferophyta integra informalmente as gimnospermas, com 5 espécies catalogadas encontradas no Brasil e 614 espécies descritas no mundo, como pinheiros e ciprestes. As gimnospermas são vasculares, com raiz, caule, folhas e estróbilo; não formam frutos e, por isso, suas sementes apresentam-se nuas ou expostas. Nas briófitas e nas pteridófitas, a dependência da água deve-se ao fato de o gameta masculino ser flagelado, por causa disso, o encontro com o gameta feminino ocorre através da água. Como o grão de pólen apresenta estruturas que permitem sua disseminação através de outros meios, como o vento ou animais, sua dependência da água acaba. A formação do tubo polínico permite a fecundação. Uma característica importante das gimnospermas é a produção de sementes nuas, ou seja, não protegidas do fruto, 02 D 03 E 04 sendo produzidas nos cones ou estróbilos. Não possuem flores periantadas. A Sequoia sempervirens está adaptada a ambientes úmidos. O gametófito (n) é a fase transitória ou efêmera. O gameta feminino é a oosfera e são destituídas de frutos. As gimnospermas desenvolveram semente e um tipo de fecundação que não depende da água, o que explica o sucesso desses vegetais no ambiente terrestre. As gimnospermas são sifonógamas e o tubo polínico torna a fecundação independente do meio aquático. As coníferas apresentam ciclo haplodiplobionte, sendo a fase esporofítica mais desenvolvida que a gametofítica. Os grãos de pólen são produzidos a partir de esporos masculinos haploides (micrósporos), e o tubo polínico conduz o gameta masculino até o gameta feminino presente no interior do óvulo. Após a fecundação, forma-se a semente que contém o endosperma haploide. O pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia) é uma planta nativa do Rio Grande do Sul, podendo ser encontrado nos estados de Santa Catarina e São Paulo. Trata-se de uma gimnosperma, sem fruto, mas apresenta semente o pinhão endosperma e embrião. Logo, o segmento incorreto é o algarismo III. 05 a) O texto aborda a reprodução das gimnospermas, uma vez que menciona a presença de gametófitos masculinos e femininos, representados pelo tubo polínico e pelo megagametófito, além de mencionar a presença de arquegônio. 06 B b) As únicas plantas com heterosporia e gametófitos dioicos e com a existência de pólen e arquegônio são as gimnospermas (não há arquegônio nas angiospermas). c) As demais plantas vasculares são as pteridófitas e as angiospermas. As gimnospermas apresentam sementes nuas, ou seja, não existe produção de frutos, de modo que seus óvulos e sementes encontram-se expostos na superfície dos esporófitos ou de estruturas análogas. A organização corporal das pteridófitas revela a presença de raiz, caule do tipo rizoma, folhas e vasos condutores. 07 a) Gimnospermas. b) Plantas que possuem sementes nuas, isto é, não se abrigam no interior de frutos. 08 a) Musgos, hepáticas e antocerotáceas são briófitas. As avencas são pteridófitas. Os pinheiros, ciprestes e sequoias são gimnospermas. O ipê (família Bignoniaceae), 5

6 BIOLOGIA 2 LIVRO 1 a seringueira, o coco-da-baía (palmeira), o buriti do brejo (Mauritia flexurosa) e as orquídeas são angiospermas. Característica reprodutiva: presença de estróbilos, produção de sementes e ausência de frutos. b) Diferentemente dos musgos, as pteridófitas são traqueófitas. Seus vasos condutores são formados por células modificadas que transportam a água das raízes para as folhas e a matéria orgânica produzida nas folhas para o resto da planta. Exemplo: avenca. 09 a) Pinheiro-do-paraná; gimnosperma. b) Corresponde à semente (pinhão). 10 V, V, F, F As gimnospermas apresentam um tipo de fecundação que não depende da água (sifonógamas), fato que explica o sucesso adaptativo desses vegetais no ambiente terrestre. As pteridófitas apresentam vasos condutores de seiva, raiz, caule e folhas, mas não possuem flor, semente e fruto. 6

Tradicionalmente, as plantas têm sido divididas em dois grandes grupos:

Tradicionalmente, as plantas têm sido divididas em dois grandes grupos: INTRODUÇÃO À BOTÂNICA CARACTERÍSTICAS GERAIS O Reino vegetal reúne as plantas ou vegetais, tais como, musgos, samambaias, pinheiros, árvores, arbustos, etc. São organismos eucariontes, multicelulares e

Leia mais

Aula 2 Os vegetais Talófita : Briófitas: Pteridófita:

Aula 2 Os vegetais Talófita : Briófitas: Pteridófita: Aula 2 Os vegetais O reino Plantae (ou Metaphyta) está representado por uma enorme diversidade de espécies, como algas, musgos, samambaias, pinheiros, mangueiras. São classificadas de acordo com a presença

Leia mais

BOTÂNICA PARTE I Ramo da biologia que estuda as plantas. Briófita & Pteridófita

BOTÂNICA PARTE I Ramo da biologia que estuda as plantas. Briófita & Pteridófita BOTÂNICA PARTE I Ramo da biologia que estuda as plantas. Briófita & Pteridófita BOTÂNICA (Reino Plantae) Para pertencer ao grupo das plantas o organismo deve: Ter raiz, caule e folha; Ser autótrofo fotossintetizante

Leia mais

EXERCÍCIOS EXTRAS REINO PLANTAE Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano

EXERCÍCIOS EXTRAS REINO PLANTAE Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano EXERCÍCIOS EXTRAS REINO PLANTAE Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano 1. As briófitas são plantas que possuem pequeno porte. A característica que impede que essas plantas atinjam

Leia mais

Segundo a classificação de Whittaker (1969), as plantas são organismos eucariontes, multicelulares, autótrofos, que realizam fotossíntese.

Segundo a classificação de Whittaker (1969), as plantas são organismos eucariontes, multicelulares, autótrofos, que realizam fotossíntese. 1 2 Segundo a classificação de Whittaker (1969), as plantas são organismos eucariontes, multicelulares, autótrofos, que realizam fotossíntese. Neste caso, incluem-se as algas multicelulares (Chlorophyta,

Leia mais

PROFESSOR GUILHERME BIOLOGIA

PROFESSOR GUILHERME BIOLOGIA Laranjeiras do Sul: Rua 7 de Setembro, 1930. Fone: (42) 3635 5413 Quedas do Iguaçu: Pça. Pedro Alzide Giraldi, 925. Fone: (46) 3532 3265 www.genevestibulares.com.br / contato@genevestibulares.com.br PROFESSOR

Leia mais

Aula 5 Reprodução das Angiospermas

Aula 5 Reprodução das Angiospermas Aula 5 Reprodução das Angiospermas Nas angiospermas, o esporófito é formado por raízes, caule, folhas, flores, frutos e sementes. As flores são folhas modificadas, preparadas para a reprodução das angiospermas.

Leia mais

PROFESSORA SANDRA BIANCHI REPRODUÇÃO SEXUADA DE VEGETAIS

PROFESSORA SANDRA BIANCHI REPRODUÇÃO SEXUADA DE VEGETAIS PROFESSORA SANDRA BIANCHI REPRODUÇÃO SEXUADA DE VEGETAIS CICLO DIPLOBIONTE OU METAGÊNESE MEIOSE ESPÓRICA OU INTERMEDIÁRIA FIGURA REPRESENTATIVA DE UM MUSGO (Politricum sp) CICLO DE VIDA DE BRIÓFITAS MUSGO

Leia mais

Reino das plantas I Reino das plantas II

Reino das plantas I Reino das plantas II 1 Estabeleça a relação entre as colunas. Observe que cada item correspondente aos vegetais poderá aparecer mais de uma vez na coluna das características. Características ( ) As folhas jovens são chamadas

Leia mais

Lista de Exercícios BOTÂNICA. Profº Fernando Teixeira Fernando@biovestiba.net

Lista de Exercícios BOTÂNICA. Profº Fernando Teixeira Fernando@biovestiba.net Lista de Exercícios BOTÂNICA Profº Fernando Teixeira Fernando@biovestiba.net 01 - (Fac. Santa Marcelina SP/2013) O esquema representa uma árvore filogenética com os principais grupos de plantas. As letras

Leia mais

7 ANO AULA DE CIÊNCIAS. Professora Andressa =)

7 ANO AULA DE CIÊNCIAS. Professora Andressa =) 7 ANO AULA DE CIÊNCIAS Professora Andressa =) 7 ANO PLANTAS Apostila volume 4 Importâncias Influência nas condições ambientais Influência no clima Fonte de Alimento para grande Abrigo para inúmeras

Leia mais

A alternativa que contêm a seqüência de números correta é:

A alternativa que contêm a seqüência de números correta é: 01 - (FUVEST SP) A tabela abaixo relaciona algumas características de três grupos de plantas: Grupo I II III c) Pteridófitas - Briófitas - Gimnospermas d) Angiospermas - Briófitas - Gimnospermas e) Angiospermas

Leia mais

11/09/2013 GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS

11/09/2013 GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS Cerca de 72 mil espécies; Regiões temperadas e frias; Pinheiros, cedros, ciprestes e sequoias; Fanerógamas ou espermatófitas: SEMENTE; Plantas vasculares ou traqueófitas; Estrutura

Leia mais

Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas.

Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas. Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas. Componentes do grupo: plantas São pluricelulares Paredes

Leia mais

REINO PLANTAE. Biologia 2, Capítulo 1. Prof. João

REINO PLANTAE. Biologia 2, Capítulo 1. Prof. João REINO PLANTAE Biologia 2, Capítulo 1 Prof. João DIVISÃO E CARACTERÍSTICAS GERAIS O reino Plantae corresponde à todas as plantas e vegetais encontrados no mundo. Os representantes do reino podem ser reunidos

Leia mais

A principal função da flor numa planta é a de reprodução. As flores de uma planta são constituídas por (Figura 1):

A principal função da flor numa planta é a de reprodução. As flores de uma planta são constituídas por (Figura 1): 1. Reprodução das plantas com flor 1.1. Flor principal função da flor numa planta é a de reprodução. s flores de uma planta são constituídas por (Figura 1): Figura 1 onstituição de uma flor completa de

Leia mais

BOTÂNICA REINO PLANTAE (EMBRIÓFITAS)

BOTÂNICA REINO PLANTAE (EMBRIÓFITAS) BOTÂNICA REINO PLANTAE (EMBRIÓFITAS) Eucariontes multicelulares; São autotróficos fotossintetizantes; Possuem reserva energética na forma de amido; Suas células possuem parede celular (celulósica), cloroplastos

Leia mais

Diversidade e Evolução dos Organismos Fotossintetizantes (Módulo II) Continuação BRIÓFITAS

Diversidade e Evolução dos Organismos Fotossintetizantes (Módulo II) Continuação BRIÓFITAS Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências Biológicas Departamento de Botânica Diversidade e Evolução dos Organismos Fotossintetizantes (Módulo II) Continuação BRIÓFITAS Plantas: a ocupação

Leia mais

Quais foram as evidências anatômicas presentes que permitiram reconhecer a estrutura como:

Quais foram as evidências anatômicas presentes que permitiram reconhecer a estrutura como: 1)Analisando-se ao microscópio óptico uma lâmina contendo um corte transversal de uma estrutura vegetal, chegou-se a conclusão de que se tratava de um caule de Monocotiledônea típico. Quais foram as evidências

Leia mais

Introdução a botânica. O que é botânica?

Introdução a botânica. O que é botânica? VEGETAIS Introdução a botânica Theophrastus (370-285 a. C.), discípulo de Aristóteles, é considerado o Pai da Botânica, graças a sua obra Historia Plantarum, que classificou e descreveu cerca de 500 plantas

Leia mais

Como as plantas evoluíram?

Como as plantas evoluíram? Como as plantas evoluíram? 1 Como classificar as plantas? 2 Funções da raiz: Raiz Fixar o vegetal ao solo. Retirar do solo água e sais minerais indispensáveis à nutrição da planta. SEIVA BRUTA Água +

Leia mais

GIMNOSPERMAS Fanerógamas (órgãos sexuais visíveis) sequoias, pinheiros e ciprestes

GIMNOSPERMAS Fanerógamas (órgãos sexuais visíveis) sequoias, pinheiros e ciprestes GIMNOSPERMAS Fanerógamas (órgãos sexuais visíveis) sequoias, pinheiros e ciprestes. HABITAT São plantas terrestres; São de regiões áridas, desertos até locais com neve; Maiores árvores do nosso planeta;

Leia mais

REINO PLANTAE BIOLOGIA DAS BRIÓFITAS E PTERIDÓFITAS. Profa. Ms. Lilian Orvatti

REINO PLANTAE BIOLOGIA DAS BRIÓFITAS E PTERIDÓFITAS. Profa. Ms. Lilian Orvatti REINO PLANTAE BIOLOGIA DAS BRIÓFITAS E PTERIDÓFITAS Profa. Ms. Lilian Orvatti CLASSIFICAÇÃO DAS PLANTAS PLANTAS BRIOFITAS AVASCULAR TRAQUEOFITAS VASCULAR PTERIDOFITAS (SEM SEMENTES) ESPERMATOFITAS (COM

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO TALÓFITAS CRIPTÓGAMAS BRIÓFITAS PTERIDÓFITAS GIMNOSPERMAS FANERÓGAMAS ANGIOSPERMAS

CLASSIFICAÇÃO TALÓFITAS CRIPTÓGAMAS BRIÓFITAS PTERIDÓFITAS GIMNOSPERMAS FANERÓGAMAS ANGIOSPERMAS TALÓFITAS E BRIÓFITAS CLASSIFICAÇÃO TALÓFITAS CRIPTÓGAMAS BRIÓFITAS PTERIDÓFITAS FANERÓGAMAS GIMNOSPERMAS ANGIOSPERMAS Qual foi a seqüência evolutiva dos vegetais? Algas Verdes (1º) Briófitas (2º) Pteridófitas

Leia mais

BRIÓFITAS. Vegetal de transição do ambiente aquático para o terrestre. Desenvolvem-se em locais úmidos (higrófitas) e sombreados (Umbrófitas).

BRIÓFITAS. Vegetal de transição do ambiente aquático para o terrestre. Desenvolvem-se em locais úmidos (higrófitas) e sombreados (Umbrófitas). BRIÓFITAS CARACTERÍSTICAS Vegetal de transição do ambiente aquático para o terrestre. Desenvolvem-se em locais úmidos (higrófitas) e sombreados (Umbrófitas). Corpo formado basicamente por três partes -

Leia mais

REINO PLANTAE. Prof. Dra. Priscila Bezerra de Souza

REINO PLANTAE. Prof. Dra. Priscila Bezerra de Souza REINO PLANTAE Prof. Dra. Priscila Bezerra de Souza A Diversidade de Plantas Como as plantas evoluíram? Como classificar as plantas? O SUCESSO NO AMBIENTE TERRESTRE O reino Plantae engloba Briófitas, Pteridófitas,

Leia mais

A Diversidade de Plantas. Como as plantas evoluíram?

A Diversidade de Plantas. Como as plantas evoluíram? A Diversidade de Plantas Como as plantas evoluíram? Como classificar as plantas? Briófitas Características: Apresentam rizóides, caulóides e filóides. Vivem em locais úmidos e sombreados. Não possuem vasos

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia Pteridófitas

Exercícios com Gabarito de Biologia Pteridófitas Exercícios com Gabarito de Biologia Pteridófitas 1) (PUC - SP-2008) No ciclo de vida de uma samambaia ocorre meiose na produção de esporos e mitose na produção de gametas. Suponha que a célula-mãe dos

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 4 GRUPOS VEGETAIS (GIMNOSPERMAS)

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 4 GRUPOS VEGETAIS (GIMNOSPERMAS) BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 4 GRUPOS VEGETAIS (GIMNOSPERMAS) ORIENTAÇÕES Essa lista contém questões que abordam principalmente o grupo das Gimnospermas. Faça os exercícios com foco e atenção

Leia mais

Biologia 2ª Série Resumo Reino Metafita

Biologia 2ª Série Resumo Reino Metafita Conquista do ambiente terrestre pelos Vegetais Surgimento de sistema de fixação e absorção de água pela raiz. Surgimento de sistema de sustentação com o advento da lignina, impermeabilizante e rígida.

Leia mais

Reino Plantae ou Metaphyta - Características Gerais -

Reino Plantae ou Metaphyta - Características Gerais - Reino Plantae ou Metaphyta - Características Gerais - Pluricelulares e Eucariontes; Autótrofos (fotossíntese); Célula vegetal possui parede celular rica em celulose; Célula com cloroplastos (clorofila);

Leia mais

25/08/2011. Biologia. Tema: Reino Plantae. Marcos Vinícius

25/08/2011. Biologia. Tema: Reino Plantae. Marcos Vinícius Biologia Tema: Reino Plantae 1) Características Gerais das plantas. O reino Plantae reúne as plantas(ou vegetais) organismos: Eucarióticos; Multicelulares; Autotróficos fotossintéticos. As células vegetais

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza Moluscos Animais de corpo mole Os moluscos são os animais de corpo mole, habitam ambientes terrestres e aquáticos. Representantes: ostra, lula, polvo, sépia, lesma e caracol.

Leia mais

Re s o l u ç õ e s Biologia 3 Au l a 1

Re s o l u ç õ e s Biologia 3 Au l a 1 Au l a 1 Introdução ao Reino Vegetal 1. Associando os grupos vegetais grifados no texto com suas respectivas características, tem-se: briófitas esporófito temporário; pteridófitas esporófito permanente;

Leia mais

Biologia Prof. Edgard Manfrim

Biologia Prof. Edgard Manfrim Criptógamas Briófitas / Hepáticas Pteridófitas Samambaias / Avencas Musgos Fanerógamas Gimnospermas / Sequóias Angiospermas frutíferas Pinheiros Plantas Briófitas hepáticas Biologia musgos Prof. Edgard

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia Gimnospermas

Exercícios com Gabarito de Biologia Gimnospermas Exercícios com Gabarito de Biologia Gimnospermas 1) (UNIFESP-2007) Ao comermos um pinhão e uma castanha-do-pará, ingerimos o tecido de reserva do embrião de uma gimnosperma (araucária) e de uma angiosperma

Leia mais

BOTÂNICA PARTE II Ramo da biologia que estuda as plantas. Gimnospermas

BOTÂNICA PARTE II Ramo da biologia que estuda as plantas. Gimnospermas BOTÂNICA PARTE II Ramo da biologia que estuda as plantas. Gimnospermas BOTÂNICA (Reino Plantae) Para pertencer ao grupo das plantas o organismo deve: Ter raiz, caule e folha; Ser autótrofo fotossintetizante

Leia mais

Para a sua adaptação ao meio terrestre, as plantas desenvolveram algumas. estratégias como a presença de cutículas, estômatos e raízes.

Para a sua adaptação ao meio terrestre, as plantas desenvolveram algumas. estratégias como a presença de cutículas, estômatos e raízes. Adaptações das plantas ao meio terrestre Para a sua adaptação ao meio terrestre, as plantas desenvolveram algumas estratégias como a presença de cutículas, estômatos e raízes. É impossível imaginarmos

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS E REPRODUÇÃO

CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS E REPRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS E REPRODUÇÃO Isogamia: gametas morfologicamente iguais, geralmente flagelados, que são libertados para o meio, onde ocorre a fecundação; Heterogamia: gametas morfologicamente

Leia mais

REINO METAPHYTA GIMNOSPERMAS

REINO METAPHYTA GIMNOSPERMAS Campus Campo Grande Professor Edilson Silveira Biologia 3 REINO METAPHYTA São plantas de pequeno, médio e grande porte Fanerógamas Vasculares Não dependem de água para fecundação. Possuem sementes Não

Leia mais

BIOLOGIA. 02 A afirmação O tecido ósseo pode ser citado como o único exemplo de tecido que não possui células vivas pode ser classificada como

BIOLOGIA. 02 A afirmação O tecido ósseo pode ser citado como o único exemplo de tecido que não possui células vivas pode ser classificada como BIOLOGIA 01 O crescimento externo dos artrópodes ocorre pelo processo denominado ecdise, caracterizado pela troca do exoesqueleto. Assinale o gráfico que melhor representa o crescimento desses animais.

Leia mais

REINO PLANTAE. Capítulo 17 ao 21 Sistema Poliedro de Ensino. Professora Giselle Cherutti

REINO PLANTAE. Capítulo 17 ao 21 Sistema Poliedro de Ensino. Professora Giselle Cherutti REINO PLANTAE Capítulo 17 ao 21 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti Características Gerais Cap. 17/21 São seres vivos pluricelulares assim como os animais do Reino Animal. São eucariontes

Leia mais

27/03/2018. Eucariontes; Multicelulares; Autótrofas fotossintetizantes; Cloroplastos : clorofila a e b;

27/03/2018. Eucariontes; Multicelulares; Autótrofas fotossintetizantes; Cloroplastos : clorofila a e b; Diversidade de plantas Eucariontes; Multicelulares; Autótrofas fotossintetizantes; Cloroplastos : clorofila a e b; Adaptações ao ambiente terrestre Epiderme cutícula (cera) Embrião protegido; 1 2 Metagênese

Leia mais

Ciências/15 7º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 2º trimestre

Ciências/15 7º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 2º trimestre O que estudamos no segundo trimestre? Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 2º trimestre Ciências/15 7º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie302r No segundo trimestre estudamos o Reino das Plantas.

Leia mais

Assim como animais, as plantas também possuem dois ciclos reprodutivos celulares: mitose e meiose.

Assim como animais, as plantas também possuem dois ciclos reprodutivos celulares: mitose e meiose. Reino plantae Assim como animais, as plantas também possuem dois ciclos reprodutivos celulares: mitose e meiose. Apresentam nutrição autotrófica. São diplobiontes, ou seja, possuem ciclos haploide e diploide.

Leia mais

Aula Multimídia. Prof. David Silveira

Aula Multimídia. Prof. David Silveira Aula Multimídia Prof. David Silveira Quais são os representantes do reino vegetal? Talófitas Ou Vegetais inferiores Algas Pluricelulares Clorofíceas ou algas verdes Rodofíceas ou algas vermelhas Feofíceas

Leia mais

Reino Plantae ou Metaphyta Cap. 5 Briófitas, Pteridófitas e Gimnospermas. P R O F a. L U C I N H A

Reino Plantae ou Metaphyta Cap. 5 Briófitas, Pteridófitas e Gimnospermas. P R O F a. L U C I N H A Reino Plantae ou Metaphyta Cap. 5 Briófitas, Pteridófitas e Gimnospermas P R O F a. L U C I N H A Características gerais e importância das plantas Eucariontes (têm membrana nuclear). Pluricelulares (têm

Leia mais

Indivíduos haplóides (n) gametófitos formam gametas (n). Zigoto diplóide (2n) faz mitose e forma o indivíduo esporófito, que por meiose forma os

Indivíduos haplóides (n) gametófitos formam gametas (n). Zigoto diplóide (2n) faz mitose e forma o indivíduo esporófito, que por meiose forma os REINO VEGETAL Organismos eucariontes, pluricelulares, autótrofos e fotossintetizantes. Todas as plantas apresentam alternância de gerações em seu ciclo de vida. Indivíduos haplóides (n) gametófitos formam

Leia mais

Lista de recuperação Biologia Profº Wellingtom 2ª série 3º Bimestre

Lista de recuperação Biologia Profº Wellingtom 2ª série 3º Bimestre 1. (Unesp 2018) O musgo Dawsonia superba pertence à classe Brydae e apresenta tecidos condutores especializados, conhecidos como hadroma e leptoma, responsáveis pela condução de seiva bruta e elaborada,

Leia mais

LISTA: BOTÂNICA-BRIÓFITAS BIOLOGIA-ANDERSON MOREIRA

LISTA: BOTÂNICA-BRIÓFITAS BIOLOGIA-ANDERSON MOREIRA 01. (UERJ) Algas e musgos possuem diversas características em comum. Uma característica comum a todos os tipos de algas e musgos é a inexistência de: a) nutrição autotrófica. b) estruturas pluricelulares.

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 64 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ Capítulo 6 Briófitas

Leia mais

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 5.a GRUPOS VEGETAIS (ANGIOSPERMAS)

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 5.a GRUPOS VEGETAIS (ANGIOSPERMAS) BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 5.a GRUPOS VEGETAIS (ANGIOSPERMAS) ORIENTAÇÕES CICLO REPRODUTIVO DAS ANGIOSPERMAS A lista 8.a apresenta exercícios sobre as angiospermas, o grupo vegetal mais

Leia mais

11/09/2014 PTERIDÓFITAS. Samambaias e avencas; Cerca de 13 mil espécies;

11/09/2014 PTERIDÓFITAS. Samambaias e avencas; Cerca de 13 mil espécies; Samambaias e avencas; Cerca de 13 mil espécies; PTERIDÓFITAS Ambiente úmido, em solos, pedras e areia, por exemplo. Algumas são epífitas (vivem sobre o tronco de árvores e arbustos), outras, aquáticas

Leia mais

Reino Plantae ou Metaphyta

Reino Plantae ou Metaphyta NOTA Estudando Sempre BIOLOGIA PERÍODO TURMA 3º 1ºANO TODAS Nº 9 DATA Reino Plantae ou Metaphyta As plantas são seres pluricelulares e eucariontes. Nesses aspectos elas são semelhantes aos animais e a

Leia mais

Reino Plantae. Profª Carla Aquino

Reino Plantae. Profª Carla Aquino Com a conquista do meio terrestre pelas plantas, foi possível a chegada e permanência dos animais em diversos ambientes. Os animais dependem direta ou indiretamente das plantas para sua sobrevivência.

Leia mais

EXERCÍCIO RESOLVIDOS RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 5.b - GRUPOS VEGETAIS (ANGIOSPERMAS)

EXERCÍCIO RESOLVIDOS RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 5.b - GRUPOS VEGETAIS (ANGIOSPERMAS) BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 5.b - GRUPOS VEGETAIS (ANGIOSPERMAS) RESUMO TEÓRICO CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS Principais representantes: a grande maioria das plantas pertence ao grupo das

Leia mais

Briófitas. Introdução. Características Gerais

Briófitas. Introdução. Características Gerais Briófitas Introdução Já aprendemos como os vegetais ganharam o meio terrestre e todas as dificuldades que tiveram de enfrentar para tornar viável a ocupação de novas fontes de recursos. Nesse capitulo,

Leia mais

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS O REINO PLANTAE Por causa das plantas que os animais conseguiram, através de um ambiente convidativo, ocupar o ambiente terrestre. Nos captamos, mesmo que indiretamente,

Leia mais

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS Nas classificações mais antigas as algas eram classificadas como plantas. Todas as plantas são: Organismos eucarióticos Autotróficos

Leia mais

HISTOLOGIA VEGETAL. Profº. Amaral

HISTOLOGIA VEGETAL. Profº. Amaral HISTOLOGIA VEGETAL Profº. Amaral HISTOLOGIA VEGETAL A organização do corpo dos vegetais é bem diferente da organização do corpo dos animais. A maior parte dessas diferenças é uma adaptação ao modo autotrófico

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 63 REINO VEGETAL: TALÓFITAS, BRIÓFITAS E PTERIDÓFITAS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 63 REINO VEGETAL: TALÓFITAS, BRIÓFITAS E PTERIDÓFITAS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 63 REINO VEGETAL: TALÓFITAS, BRIÓFITAS E PTERIDÓFITAS omo pode cair no enem? F omparando-se o ciclo de vida de uma pteridófita (samambaia) com o de uma briófita (musgo), 1

Leia mais

6. A evolução dos animais 70 6.1 Os invertebrados 73 6.2 Os vertebrados 78

6. A evolução dos animais 70 6.1 Os invertebrados 73 6.2 Os vertebrados 78 IDENTIDADE FUNCIONAL DA VIDA SUMÁRIO DO VOLUME 1. 05 1.1 As plantas que dependem de água para a fecundação 06 1.2 Plantas que não dependem de água do ambiente para a fecundação 08 2. Desenvolvimento das

Leia mais

17/11/2015. REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS

17/11/2015. REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM Plantas tiveram origem no ambiente aquático e, posteriormente, colonizaram o ambiente terrestre; Modificaram a atmosfera da Terra, propiciando

Leia mais

Reino Plantae. Características Gerais :

Reino Plantae. Características Gerais : Reino Plantae Reino Plantae Características Gerais : EUCARIONTES; PLURICELULARES; AUTÓTROFOS; FOTOSSINTETIZANTES; PRESENÇA DE SEIVA (BRUTA E ELABORADA); PRESENÇA DE PAREDE CELULAR (CELULOSE), COLOROPLASTOS

Leia mais

UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS

UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS Livro pág. 66 Leitura do Texto: A conquista do Ambiente Terrestre. Livro: Uma breve história do conhecimento Embora o homem represente 1% da Biomassa do Planeta, é provável

Leia mais

Unidade 5 Reino das plantas

Unidade 5 Reino das plantas Sugestões de atividades Unidade 5 Reino das plantas 7 CIÊNCIAS 1 Classificação das plantas 1. Relacione cada grupo de plantas com sua respectiva descrição. briófitas Grupo de plantas que têm flores, órgão

Leia mais

Ciclos de Vida Unidade e diversidade

Ciclos de Vida Unidade e diversidade Aula nº 24_12-Nov Prof. Ana Reis 2008 Ciclos de Vida Unidade e diversidade Unidade vs. Diversidade dos ciclos de vida Uma das características inerentes aos seres vivos é a sua capacidade de reprodução.

Leia mais

Questão 3. Questão 1. Questão 2. Questão 4. Gabarito: Gabarito: a) Novas folhas são feitas utilizando as reservas contidas nas raízes e caules.

Questão 3. Questão 1. Questão 2. Questão 4. Gabarito: Gabarito: a) Novas folhas são feitas utilizando as reservas contidas nas raízes e caules. Questão 1 a) Novas folhas são feitas utilizando as reservas contidas nas raízes e caules. b) Não. Na caatinga os ciclos de chuvas são irregulares ao longo do ano, enquanto que no cerrado há um período

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Botânica (Reino Plantae ou Metaphyta) 1. Características Gerais Grupo monofilético; Eucariotos; Fotossintizantes; Substância de reserva; Parede celular. 2.

Leia mais

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Gimnospermas e angiospermas

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Gimnospermas e angiospermas 01 - (FGV) As plantas portadoras de frutos surgiram na Terra depois das coníferas, provavelmente há cerca de 135 milhões de anos. A análise dos fósseis indica que a quantidade de angiospermas foi rapidamente

Leia mais

Pré-Vestibular ATHENAS

Pré-Vestibular ATHENAS Pré-Vestibular ATHENAS Reino Metaphyta - Gimnospermas BIOLOGIA Prof. Pablo OBJETIVOS DA AULA É importante que o aluno consiga caracterizar as gimnospermas, citando os seus exemplos mais conhecidos e fazer

Leia mais

CORREÇÃO ATIVIDADE BIOLOGIA. 3ª. SÉRIE C e D. Tema: REINO PLANTAE - VEGETAIS

CORREÇÃO ATIVIDADE BIOLOGIA. 3ª. SÉRIE C e D. Tema: REINO PLANTAE - VEGETAIS CORREÇÃO ATIVIDADE BIOLOGIA 3ª. SÉRIE C e D Tema: REINO PLANTAE - VEGETAIS 1 Que características definem um representante do Reino Vegetal? Quem foram seus ancestrais? Que papéis biológicos essenciais

Leia mais

Solução Comentada Prova de Biologia

Solução Comentada Prova de Biologia 11. Em relação à importância dos organismos autotróficos na modificação da atmosfera na Terra primitiva, analise as proposições abaixo e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. 1 ( ) Com a liberação

Leia mais

152 questões de biologia comentadas para você gabaritar o vestibular 10. BOTÂNICA

152 questões de biologia comentadas para você gabaritar o vestibular 10. BOTÂNICA 10. BOTÂNICA QUESTÃO - 110 Há mais de 250 milhões de anos, as gimnospermas, originadas das pteridófitas, dominaram as paisagens terrestres durante o Triássico e o Jurássico, juntamente com os dinossauros.

Leia mais

BOTÂNICA OU FITOLOGIA

BOTÂNICA OU FITOLOGIA BOTÂNICA REINO VEGETAL BOTÂNICA OU FITOLOGIA CONCEITO: Ciência biológica que estuda o Reino Plantae ou Vegetal ou Metaphyta. Reino Vegetal Características: Seres Eucariontes Autótrofos Pluricelulares Apresentam

Leia mais

Evidências sugerem que as plantas evoluíram das algas verdes. Vantagens do ambiente terrestre sobre o aquático

Evidências sugerem que as plantas evoluíram das algas verdes. Vantagens do ambiente terrestre sobre o aquático INTRODUÇÃO Evidências sugerem que as plantas evoluíram das algas verdes. Vantagens do ambiente terrestre sobre o aquático O ar não oferece a mesma turbidez que a água. Não existia a competição por luz

Leia mais

LISTA: BOTÂNICA-PTERIDÓFITAS BIOLOGIA-ANDERSON MOREIRA

LISTA: BOTÂNICA-PTERIDÓFITAS BIOLOGIA-ANDERSON MOREIRA 1. (Fuvest-SP) Um pesquisador que deseje estudar a divisão meiótica em samambaia deve utilizar em suas preparações microscópicas células de a) embrião recém-formado. b) rizoma da samambaia. c) soros da

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Diversidade e reprodução das plantas

Diversidade e reprodução das plantas Diversidade e reprodução das plantas Características gerais das plantas Metodologia cladística Reino Plantae = organimos que apresentam embriões multicelulares maciços. Embryophytes. Eucarióticos Multicelulares

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 60 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ PROBLEMATIZAÇÃO Você

Leia mais

BIB317 Recursos e estratégias para o ensino de Botânica. Ciclos (históricos) de vida

BIB317 Recursos e estratégias para o ensino de Botânica. Ciclos (históricos) de vida 21/03/ BIB317 Recursos e estratégias para o ensino de Botânica Ciclos (históricos) de vida Déborah Yara A. C. dos Santos dyacsan@ib.usp.br Haplobionte haplonte (1 só fase haploiden) Haplobionte diplonte

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Vocabulário específico Cripitógamas (cripto: escondido; gamas: gametas) São as briófitas

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 71 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ PROBLEMATIZAÇÃO Você

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos (também chamados de cloroplastos). Cloroplastos

Leia mais

Anhanguera Educacional Centro Universitário Plínio Leite Faculdade de Ciências da Saúde Curso de Farmácia. Sistemas de Classificação

Anhanguera Educacional Centro Universitário Plínio Leite Faculdade de Ciências da Saúde Curso de Farmácia. Sistemas de Classificação Anhanguera Educacional Centro Universitário Plínio Leite Faculdade de Ciências da Saúde Curso de Farmácia Sistemas de Classificação 1 DIVISÃO DO REINO VEGETAL Os vegetais são autótrofos fotossintetizantes,

Leia mais

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares)

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares) BOTÂNICA GIMNOSPERMAS Prof. Gassem Relações filogenéticas Embriófitas Traqueófitas (plantas vasculares) Espermatófitas (plantas que produzem sementes Algas verdes (grupo externo) Briófitas Pteridófitas

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): Numa comparação grosseira, as briófitas são consideradas os anfíbios do mundo vegetal.

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): Numa comparação grosseira, as briófitas são consideradas os anfíbios do mundo vegetal. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 3º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) Numa comparação grosseira, as briófitas são consideradas os anfíbios do

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 64 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ Capítulo 6 Briófitas

Leia mais

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Tipo do produto: Plano de aula 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO: POPULARIZANDO

Leia mais

Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae

Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae Quais são os representantes do reino vegetal? Talófitas Ou Vegetais inferiores Algas Pluricelulares Clorofíceas ou algas verdes Rodofíceas ou algas vermelhas Feofíceas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DISCIPLINA DE TAXONOMIA II

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DISCIPLINA DE TAXONOMIA II UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DISCIPLINA DE TAXONOMIA II PLANTAS VASCULARES SEM SEMENTES Wilson Junior Weschenfelder NOVEMBRO DE 2003. PLANTAS VASCULARES SEM SEMENTES

Leia mais

Prof. Especialista Felipe de Lima Almeida

Prof. Especialista Felipe de Lima Almeida Prof. Especialista Felipe de Lima Almeida Características gerais das plantas Atualmente são conhecidas mais de 300 mil espécies de plantas; As plantas são organismos eucarióticos, multicelulares e autotróficos,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número

Leia mais

www.profdorival.com.br Curso de Biologia Exercícios de Botânica

www.profdorival.com.br Curso de Biologia Exercícios de Botânica www.profdorival.com.br Curso de Biologia Exercícios de Botânica Questões 01 e 02 " A l g u m a s e s p é c i e s d e a l g a s m a r i n h a s conseguiram sobreviver em terra firme junto ao mar, cobrindo

Leia mais

Graduação em Engenharia Ambiental. Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria

Graduação em Engenharia Ambiental. Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria Graduação em Engenharia Ambiental Disciplina: BI62A - Biologia 2 Profa. Patrícia C. Lobo Faria http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo Fonte: http://www.keweenawalgae.mtu.edu/index.htm DESTAQUE

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: BioFera SÉRIE: 3º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: BioFera SÉRIE: 3º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2017 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: BioFera SÉRIE: 3º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental a

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 74 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ Capítulo 7 Gimnospermas

Leia mais

Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria.

Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria. Curso de Graduação em Engenharia Ambiental Disciplina: BI62A - Biologia 2 Profa. Patrícia C. Lobo Faria http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo ESPERMATÓFITAS SEMENTES ESTRÓBILOS (cones) FRUTOS

Leia mais

MORFOLOGIA VEGETAL. Morfologia externa e interna da raiz e do caule PROFª SANDRA BIANCHI

MORFOLOGIA VEGETAL. Morfologia externa e interna da raiz e do caule PROFª SANDRA BIANCHI MORFOLOGIA VEGETAL Morfologia externa e interna da raiz e do caule PROFª SANDRA BIANCHI INTRODUÇÃO Dois dos processos mais interessantes e complexos que ocorrem durante o ciclo de vida das plantas produtoras

Leia mais