PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL FESTIVAIS E DIFUSÃO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL FESTIVAIS E DIFUSÃO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS"

Transcrição

1 PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL FESTIVAIS E DIFUSÃO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Este documento contém um pequeno descritivo do conteúdo que deve ser inserido em cada um dos campos do formulário de inscrição do Programa Petrobras Cultural. Siga as orientações para o seu correto preenchimento. APRESENTAÇÃO A apresentação é uma das partes mais importantes na elaboração do projeto. É por meio dela que a Comissão de Seleção do Programa Petrobras Cultural poderá entender de forma rápida e objetiva a proposta integral do projeto. Seja claro e objetivo, incluindo apenas as informações essenciais ao seu entendimento. Descreva de modo sucinto o histórico, o objetivo geral, as atividades previstas, os resultados esperados e o valor do investimento solicitado. Concentre-se em descrever o conteúdo específico do projeto, evitando dissertar sobre as referências teóricas e conceituais que lhe dão suporte. É fundamental destacar os resultados concretos a serem obtidos com a execução do projeto. Isso ajuda a Comissão de Seleção a se situar quanto às dimensões e ao potencial do projeto. OBJETIVOS O proponente deverá informar, de maneira clara e sucinta, o que pretende realizar, além de expressar o(s) resultado(s) que espera atingir, o(s) produto(s) final(is), o período e o local da realização. É importante deixar claro como os objetivos do projeto se ajustam às exigências estabelecidas no regulamento da Área de Seleção Pública pretendida. (ver item Projetos no Regulamento). Caso o projeto tenha mais de um objetivo, mencione todos. Exemplo: Objetivo geral: Realizar festival de filmes de curta-metragem, durante 5 (cinco) dias, na cidade do Rio de Janeiro, com foco no público adolescente. Objetivos específicos: Realizar mostra de filmes de curta-metragem em 5 (cinco) salas. Realizar palestras com diretores dos filmes. Lançar Fórum Virtual de Curtas-metragens. JUSTIFICATIVA Neste item o proponente deverá elaborar a justificativa visando a responder às seguintes questões: 1

2 Por que tomou a iniciativa de realizar o projeto? Que circunstâncias favorecem sua execução? Como o projeto atende aos critérios de seleção e qualificação estabelecidos para a Área de Seleção Pública pretendida? (ver item Critérios de análise dos projetos no Regulamento) Qual o histórico do projeto? Qual o diferencial do projeto? (ineditismo, pioneirismo, resgate histórico etc.) SINOPSE Apresentação concisa do conteúdo do filme proposto. ESTRATÉGIAS DE AÇÃO (MEMORIAL DESCRITIVO) Este campo refere-se ao detalhamento das etapas de trabalho. Enumere e descreva as atividades necessárias para atingir o(s) objetivo(s) desejado(s) e explique como pretende desenvolvê-las. Observação: Não use planilhas ou tabelas. O aplicativo trabalha apenas com texto corrido. Uma boa estratégia de ação é aquela que: demonstra a capacidade do proponente de viabilizar o projeto; detalha os objetivos e mostra claramente as etapas da realização; prevê o tempo de duração de cada etapa; relaciona e descreve as parcerias (institucionais: órgãos públicos, fundações e instituições; promocionais: veículos de comunicação associados; e empresariais: apoio e colaboração em recursos humanos, materiais ou financeiros); demonstra coerência com o orçamento; e destaca as ações que não serão subsidiadas pelo Programa Petrobras Cultural, mas que são importantes para a compreensão geral do projeto. Nesse caso, é necessário indicar como essas ações serão custeadas, conforme a coluna 9 do orçamento físico-financeiro. PREVISÃO DE DURAÇÃO DO PROJETO Informe a data prevista para início e término do projeto, considerando todas as suas etapas. O detalhamento do período de realização do projeto deve ser apresentado no anexo obrigatório Cronograma, conforme o modelo sugerido abaixo. Anexo Obrigatório: Cronograma O cronograma deverá ser elaborado conforme o modelo sugerido neste Roteiro e anexado em formato PDF. O cronograma constitui instrumento essencial de gestão e, por isso, deve ser elaborado com critério. Relacione as principais atividades do projeto de acordo com o campo Estratégias 2

3 de Ação (Memorial Descritivo), indicando os prazos de realização de cada uma delas. Leve em consideração o prazo máximo de execução do projeto descrito no Regulamento Específico de sua Área de Seleção Pública. Use o mês como unidade. Modelo sugerido: Etapas Atividades Jan Fev Mar Abr 1 PRÉ-PRODUÇÃO / PREPARAÇÃO. 2 PRODUÇÃO / EECUÇÃO 3 DIVULGAÇÃO / COMERCIALIZAÇÃO 4 CUSTOS ADMINISTRATIVOS 5 IMPOSTOS/RECOLHIMENTOS 6 ELABORAÇÃO / AGENCIAMENTO PERIODICIDADE DO EVENTO Informe qual é a periodicidade do evento (de quanto em quanto tempo ele é realizado). Campo específico para as Áreas de Seleção Festivais de Música e Festivais de Cinema. NÚMERO DA EDIÇÃO DO FESTIVAL QUE ESTÁ SENDO INSCRITO Informe qual edição do seu evento está sendo inscrita no Programa. Campo específico para as Áreas de Seleção Festivais de Música e Festivais de Cinema. DURAÇÃO DO EVENTO Informe o número de dias de duração do seu evento. Campo específico para as Áreas de Seleção Festivais de Música e Festivais de Cinema. 3

4 PLANO DE DISTRIBUIÇÃO DOS PRODUTOS CULTURAIS Indique a tiragem dos produtos gerados pelo projeto, tais como discos, livros, jornais, vídeos, CD-ROM, catálogos etc. Em caso de espetáculos, shows, exposições, festivais e outros eventos, informe o número e a previsão de valor dos ingressos e/ou o público estimado. Informe se os produtos serão comercializados e/ou se haverá distribuição gratuita. Em caso de distribuição gratuita, informe os beneficiados. Indique o percentual de distribuição comercial (discriminar a quantidade e o valor pretendido), o percentual de distribuição gratuita (discriminar a quantidade e a destinação) e o percentual para o patrocinador (até 10% [dez por cento]) etc. Informe o perfil do público estimado: faixa etária, camada social, gênero, localização geográfica e outras informações pertinentes. PLANO DE DIVULGAÇÃO, COMUNICAÇÃO E CONTRAPARTIDAS Este módulo refere-se às formas de comunicação e divulgação do projeto para o público em geral, com detalhamento de suas contrapartidas. Divulgação e Comunicação Indique as ações e os materiais de divulgação do projeto previstos, com suas respectivas especificações e quantidades. Exemplo: banners 1m x 2m em lona, com impressão em 4/0 cores; convites em tamanho postal, papel couchê 4/2 cores; cartazes em couchê brilho 180g, 4 cores; site; assessoria de imprensa; veiculação na mídia impressa (4 anúncios ½ página, cor, segundo caderno O Globo), eletrônica (1.000 impressões banner no portal Terra) e digital (envio de cinco mil newsletters); ações promocionais (descrição das ações) etc. Contrapartidas Indique as contrapartidas do projeto: 1. Institucionais: formas de aplicação das logomarcas dos parceiros nos materiais de divulgação, compromisso de mencionar as parcerias nos materiais de divulgação para a imprensa e entrevistas concedidas. Exemplo: fazer figurar a logomarca da Petrobras em todo material promocional e publicitário relativo ao projeto e notas de imprensa. 2. Estruturais: iniciativas de impacto social, de formação de público e reflexão. Exemplo: capacitação de jovens para a produção cultural, geração de oportunidade de trabalho para comunidades de baixa renda etc. 3. Compensatórias: iniciativas que promovam a democratização do acesso aos bens culturais resultantes do projeto. Exemplo: permitir acesso gratuito ou a preços populares para portadores de necessidades especiais, portadores de doenças crônicas graves, idosos, estudantes de escolas públicas. Observações: Informe quantas empresas/instituições participarão do projeto e sob quais chancelas e categorias (ex: patrocínio, apoio, realização, parceria etc.). Indique as contrapartidas oferecidas para essas empresas/instituições em cada categoria de participação. 4

5 Para o correto preenchimento deste campo, consulte o item Retorno institucional nos Regulamentos Geral e Específico de cada área. EQUIPE TÉCNICA Informe o nome, a função no projeto, a experiência profissional e a formação da equipe técnica envolvida no projeto. Campo específico para Setor Música, Área de Seleção Festivais de Música. IDENTIFICAÇÃO DE ARTISTAS Informe o nome, o nome artístico e o currículo dos artistas participantes do projeto. Campo específico para Setor Música, Área de Seleção Festivais de Música. PROJETO APROVADO NA LEI DE INCENTIVO Este campo somente deverá ser preenchido caso o projeto já esteja aprovado na Lei Federal de Incentivo à Cultura Lei Rouanet ou Lei do Audiovisual, conforme o projeto com a respectiva publicação no Diário Oficial da União. Nesse caso, informe o número do Pronac (ou Salic, no caso da Ancine), a data de publicação no Diário Oficial da União e o mecanismo de apoio (Artigo 1 -A, 18, ou 26). Para efeito desta edição, o PPC não exigirá, no momento da inscrição dos projetos, a inscrição ou aprovação prévia do projeto em Lei de Incentivo, exceto no Setor Audiovisual, em que os projetos de Difusão de filmes de longa-metragem em salas de cinema já deverão estar inscritos na Lei do Audiovisual no momento da inscrição no PPC. PROJETO INSCRITO EM EDIÇÕES ANTERIORES DO PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL Informe se o projeto que está sendo inscrito já foi apresentado em edições anteriores do Programa Petrobras Cultural, discriminando se na Edição 2003, 2004/2005, 2005/2006, 2006/2007, 2007/2008 (Festivais de Cinema), 2008/2009, PROJETO CONTEMPLADO EM EDIÇÕES ANTERIORES DO PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL Informe se o projeto que está sendo inscrito já foi contemplado em edições anteriores do Programa Petrobras Cultural, discriminando se na Edição 2003, 2004/2005, 2005/2006, 2006/2007, 2007/2008 (Festivais de Cinema), 2008/2009, Informe os resultados obtidos. ABRANGÊNCIA Selecione o(s) estado(s) onde o projeto será realizado. Campo específico para Setor Música, Área de Seleção Festivais de Música. LOCAL DE EIBIÇÃO 5

6 Selecione o(s) estado(s) onde será realizada a filmagem. Campo específico para Setor Audiovisual, Áreas de Seleção - Festivais de Cinema e Difusão de filmes de longa-metragem em salas de cinema. ORÇAMENTO Neste campo do formulário devem ser informados os subtotais correspondentes a cada fase do projeto (Pré-produção/Preparação, Produção/Execução, Divulgação/Comercialização, Custos Administrativos, Impostos/Seguros, Elaboração, Agenciamento e totais), conforme apresentados de forma mais detalhada no anexo obrigatório Orçamento físico-financeiro. Os valores aqui inseridos devem coincidir com os apresentados em tal anexo, e devem ser referentes ao projeto como um todo, incluindo os valores solicitados à Petrobras e também os valores a serem patrocinados por outras fontes. Anexo Obrigatório: Orçamento Físico-Financeiro O orçamento físico-financeiro deverá ser elaborado conforme o modelo apresentado neste Roteiro de Elaboração de Projetos e deverá ser anexado ao formulário de inscrição em formato PDF. O orçamento físico-financeiro deverá refletir e detalhar os valores das etapas de trabalho descritas na estratégia de ação, considerando a incidência de todas as tributações previstas em lei, inclusive as trabalhistas e de direitos autorais. (Obs.: No campo IMPOSTOS, a Lei 8.313/91 (Lei Rouanet) só permite o desconto de INSS e FGTS das pessoas físicas contratadas. Os demais tributos são de responsabilidade do proponente ou dos fornecedores de serviços e produtos contratados pelo projeto.) Inclua um cabeçalho com o título do projeto, nome do proponente e CPF ou CNPJ do proponente na parte superior da planilha do orçamento físico-financeiro, conforme o modelo apresentado. Ver mais detalhes nos Regulamentos específicos das áreas. Atenção: O orçamento físico-financeiro deverá demonstrar com clareza quais itens serão financiados com os recursos do patrocínio da Petrobras e quais itens serão financiados com recursos de outras fontes. (Coluna 9 Fontes de Captação do modelo sugerido) Modelo sugerido Título do projeto: Nome do proponente: CPF/CNPJ do proponente: 6

7 1- Etapas/ fases 1 2- Descrição das 3-4- etapas/fases Quantidade Unidade PRÉ-PRODUÇÃO/ PREPARAÇÃO 5- Quantidade de unidades 6- Valor Unitário 7- Total da linha 8- Total 9 - Fonte de captação 10 - Prazo de Início Término 2 PRODUÇÃO/ EECUÇÃO TOTAL DE PRÉ-PRODUÇÃO/ PREPARAÇÃO 3 DIVULGAÇÃO/ COMERCIALIZAÇÃO TOTAL DE PRODUÇÃO/ EECUÇÃO 4 CUSTOS ADMINISTRATIVOS TOTAL DE DIVULGAÇÃO/ COMERCIALIZAÇÃO 5 IMPOSTOS/RECOLHIMENTOS TOTAL DE CUSTOS ADMINISTRATIVOS TOTAL DE IMPOSTOS/ RECOLHIMENTOS SUBTOTAL 1 A 5 6 ELABORAÇÃO/AGENCIAMENTO Elaboração Agenciamento TOTAL DE ELABORAÇÃO E AGENCIAMENTO VALOR TOTAL DO PROJETO (somatório de 1 a 6) VALOR SOLICITADO A PETROBRAS VALOR SOLICITADO A OUTRAS FONTES Descrição das colunas do modelo de orçamento físico-financeiro: 1. Etapas/ fases Numerar sequencialmente as etapas/ fases. 2. Descrição das etapas/fases Indicar o item ou serviço que será contratado/utilizado, com base nas atividades, profissionais, serviços, equipamentos e materiais usualmente previstos em projetos culturais. Preencha apenas aquelas que são necessárias à execução do seu projeto. 3. Quantidade Indicar, nesta coluna, o número de itens descritos em cada linha da coluna 2. (Ex: 20, 2, 30 etc.) 4. Unidade Indicar a unidade de medida. Deve ser um indicador de como se mensura o material ou serviço a ser empregado para a realização de cada um dos itens das atividades descritas. (Ex: lata, metro, dias, semanas, meses, km etc.) 5. Quantidade de unidades Indicar quantas vezes serão utilizadas as unidades (coluna 4) de despesas necessárias à realização do projeto. (Ex: 4, 2, 3 etc.) 6. Valor unitário Indicar o valor unitário de cada item de despesa, em reais. (Ex: R$ 300,00, R$ 120,00 etc.) 7. Total da linha Multiplicar a quantidade (coluna 3) pela quantidade de unidades (coluna 5) e este resultado pelo valor unitário (coluna 6). 8. Total Somatório dos subitens da descrição das etapas/fases. 9. Fonte de captação Informar qual a fonte de captação da etapa/fase. (Ex: Petrobras ou outras fontes.) 10. Prazo de duração Especificar data de início e término de realização do item. 7

8 Observações gerais: 1. Os custos de divulgação/comercialização do projeto (etapa 3 do orçamento físicofinanceiro) não poderão ultrapassar 20% (vinte por cento) do valor total do projeto. 2. Os custos administrativos do projeto (etapa 4 do orçamento físico-financeiro) não poderão ultrapassar 15% (quinze por cento) do valor total do projeto, independentemente do fato de uma parte ou todos os serviços serem terceirizados. 3. O item Elaboração refere-se ao custo de preparação do projeto, e esse custo não poderá ser superior a 5% (cinco por cento) do somatório das etapas 1 a 5 (subtotal de 1 a 5). 4. O item Agenciamento será considerado somente para os projetos que necessitem de captação excedente ao valor solicitado à Petrobras e não poderá ser superior a 5% (cinco por cento) desse valor excedente. O valor deste item não poderá fazer parte dos itens solicitados à Petrobras. 5. Os impostos incidentes sobre o pagamento de serviços a pessoas físicas/autônomos, mediante recibo, somente deverão constar do orçamento quando os mesmos forem recolhidos pelo proponente. Nesse caso, os valores dos recolhimentos deverão ser especificados nos campos próprios da planilha. 6. As restrições acima mencionadas não envolvem a área Difusão de filmes de longametragem em salas de cinema. Para tal área, vale o orçamento aprovado pela Ancine, segundo os seus critérios. 7. Subtotal de 1 a 5 Indicar o somatório das etapas 1 a 5 do orçamento físicofinanceiro 8. Valor total do projeto Indicar o valor total do projeto, incluindo os valores solicitados à Petrobras e aqueles a serem cobertos por recursos provenientes de outras fontes. 9. Valor solicitado à Petrobras Indicar o total dos valores solicitados à Petrobras. Esses valores não poderão exceder aos valores máximos estabelecidos pelos Regulamentos, conforme tabela a seguir: Setor Audiovisual Festivais de Cinema Difusão de filmes de longa-metragem em salas de cinema Setor Música Festivais de Música R$ ,00 (trezentos mil reais) R$ ,00 (quatrocentos mil reais) R$ ,00 (quinhentos mil reais) 10. Valor solicitado a outras fontes Indicar os valores a serem cobertos por recursos de Outras Fontes para a execução do projeto. 11. Procure ser rigoroso nas cotações, fornecendo sempre custos coerentes com os do mercado. FAIAS DE APOIO 8

9 Informar a faixa de apoio em que se enquadra o projeto. Setor Audiovisual Festivais de Cinema Faixa 1: até R$ ,00 (cem mil reais); Faixa 2: até R$ ,00 (duzentos mil reais); Faixa 3: até R$ ,00 (trezentos mil reais). Campo específico para Setor Audiovisual, Área de Seleção Festivais de Cinema. DURAÇÃO DO FILME Informar a duração do filme em minutos. CATEGORIA Informar a categoria em que se enquadra o filme animação, documentário ou ficção. CÓPIAS PRETENDIDAS Informar número de cópias do filme que se pretende produzir e distribuir. PÚBLICO ESTIMADO Informar o público que se estima para o filme a ser distribuído. RECURSOS DE OUTRAS FONTES Informar se existem outras fontes de captação de recursos. Listar tais fontes e os respectivos valores captados. 9

PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA PETROBRAS CULTURAL ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Este documento contém um pequeno descritivo do conteúdo que deve ser inserido em cada um dos campos do Formulário de Inscrição do Programa

Leia mais

Prefeitura Municipal de Aracaju FUNCAJU - 2014

Prefeitura Municipal de Aracaju FUNCAJU - 2014 PROJETO Nº Prefeitura Municipal de Aracaju Fundo de Incentivo à Cultura do Município de Aracaju FUNCAJU - 2014 Prêmio Mário Cabral Audiovisual Interprogramas para Televisão 1 a 3 Projeto Cultural Título

Leia mais

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM 4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM REGULAMENTO 1. Tipos de projetos beneficiados 2. Leis de incentivo à cultura 3. Categoria especial Acessibilidade 4. Cronograma do Edital 5. Valores de investimento 6. Inscrição

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I. Formulário para Solicitação de Patrocínio

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I. Formulário para Solicitação de Patrocínio CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I Formulário para Solicitação de Patrocínio Procedimentos para o envio de projeto ao CAU/GO: 1. Após preencher o Formulário para Solicitação de Patrocínio

Leia mais

Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015

Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015 ANEXO II Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015 Procedimentos para o envio de projeto ao CAU/MS: 1. Após preencher o Formulário para Solicitação de Patrocínio ao CAU/MS, confira os itens

Leia mais

ANEXO II. Formulário Padrão de Apresentação de Proposta Projeto Técnico Audiovisual CONCURSO DE APOIO À PRODUÇÃO DE LONGAMETRAGEM GOIANIENSE

ANEXO II. Formulário Padrão de Apresentação de Proposta Projeto Técnico Audiovisual CONCURSO DE APOIO À PRODUÇÃO DE LONGAMETRAGEM GOIANIENSE PESSOA JURÍDICA Prefeitura de Goiânia ANEXO II Formulário Padrão de Apresentação de Proposta Projeto Técnico Audiovisual CONCURSO DE APOIO À PRODUÇÃO DE LONGAMETRAGEM GOIANIENSE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETODE

Leia mais

II Encontro Regional de Cultura/ Pontão Rede Fluminense de Cultura / COMCULTURA-RJ Araruama, RJ 1º de julho de 2009. Palestrante: Joana Corrêa

II Encontro Regional de Cultura/ Pontão Rede Fluminense de Cultura / COMCULTURA-RJ Araruama, RJ 1º de julho de 2009. Palestrante: Joana Corrêa Planejamento e Elaboração de Projetos Culturais... II Encontro Regional de Cultura/ Pontão Rede Fluminense de Cultura / COMCULTURA-RJ Araruama, RJ 1º de julho de 2009... Palestrante: Joana Corrêa... Especialista

Leia mais

A contrapartida social deverá ser apresentada no item 5 do formulário, sendo um ítem de valoração e não de eliminação

A contrapartida social deverá ser apresentada no item 5 do formulário, sendo um ítem de valoração e não de eliminação Informações Edital de Cultura Itens 2.1.1 até 2.1.8 - A classificação será por segmento/modalidade; - É obrigatória a apresentação do valor do projeto. Item 4.4 - A contrapartida social deverá ser apresentada

Leia mais

PRIMEIRO PLANO 2012 FESTIVAL DE CINEMA DE JUIZ DE FORA E MERCOCIDADES

PRIMEIRO PLANO 2012 FESTIVAL DE CINEMA DE JUIZ DE FORA E MERCOCIDADES PRIMEIRO PLANO 2012 FESTIVAL DE CINEMA DE JUIZ DE FORA E MERCOCIDADES APRESENTAÇÃO Criado em 2002, o Primeiro Plano Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades foi pioneiro por não existir no país

Leia mais

Como resultado da preparação desse I Workshop foram formalizadas orientações básicas para formatação de um projeto cultural que seguem abaixo.

Como resultado da preparação desse I Workshop foram formalizadas orientações básicas para formatação de um projeto cultural que seguem abaixo. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO CULTURAIS A Fundação Cultural do Estado da Bahia tem como missão fomentar o desenvolvimento das Artes Visuais, Dança, Música, Teatro, Circo, Audiovisual, Culturas

Leia mais

FUNDAÇÃO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA ENERGIA E SANEAMENTO MUSEU DA ENERGIA DE ITU EDITAL DE CAPTAÇÃO DE PROJETOS PARA VISITAÇÃO AO MUSEU DA ENERGIA DE ITU

FUNDAÇÃO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA ENERGIA E SANEAMENTO MUSEU DA ENERGIA DE ITU EDITAL DE CAPTAÇÃO DE PROJETOS PARA VISITAÇÃO AO MUSEU DA ENERGIA DE ITU FUNDAÇÃO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA ENERGIA E SANEAMENTO MUSEU DA ENERGIA DE ITU EDITAL DE CAPTAÇÃO DE PROJETOS PARA VISITAÇÃO AO MUSEU DA ENERGIA DE ITU Ano: 2015 Edital nº 01/2015 Temas: energia elétrica;

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO 1. OBJETO 1.1 O presente Regulamento tem por objeto a seleção para patrocínio de projetos de festivais

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO

MANUAL DE PREENCHIMENTO MANUAL DE PREENCHIMENTO O objetivo deste manual é auxiliar o proponente no preenchimento da proposta de patrocínio, informando o conteúdo que deve ser inserido em cada um dos campos do Formulário de Inscrição

Leia mais

CICLO DE VIDA E ORGANIZAÇÃO DO PROJETO

CICLO DE VIDA E ORGANIZAÇÃO DO PROJETO CICLO DE VIDA E ORGANIZAÇÃO DO PROJETO PROJETO CONCEITO DESENVOLVIMENTO PRODUTO + = Todo projeto inicia-se com a necessária clareza sobre seu escopo e os documentos: o termo de abertura a declaração do

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL A Brookfield Incorporações é hoje uma das maiores incorporadoras do país. Resultado da integração de três reconhecidas empresas do mercado imobiliário Brascan Residential,

Leia mais

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO O título do projeto deve delimitar a área de abrangência onde as ações serão executadas. Setembro, 2014 1 SUMÁRIO 1. DADOS GERAIS

Leia mais

Festival de Vitória 21º Vitória Cine Vídeo. 16º Concurso de Roteiro Capixaba

Festival de Vitória 21º Vitória Cine Vídeo. 16º Concurso de Roteiro Capixaba 1 Festival de Vitória 21º Vitória Cine Vídeo 16º Concurso de Roteiro Capixaba A GALPÃO PRODUÇÕES, empresa privada com sede à Rua Professora Maria Cândida da Silva, nº 115 - Bairro República Vitória - Espírito

Leia mais

O que é: O tipo de linguagem, dentro da área: Teatro adulto, infantil, Teatro de rua, Dança, Dança de rua, Bonecos, Formas animadas, Circo...

O que é: O tipo de linguagem, dentro da área: Teatro adulto, infantil, Teatro de rua, Dança, Dança de rua, Bonecos, Formas animadas, Circo... ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS E PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO O SESC Rio Grande do Norte tem como missão contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e para a

Leia mais

O 9 FESTIVAL DE CINEMA CURTA CABO FRIO, acontecerá no mês de outubro de 2015 na cidade de Cabo Frio - Região dos Lagos - Rio de Janeiro.

O 9 FESTIVAL DE CINEMA CURTA CABO FRIO, acontecerá no mês de outubro de 2015 na cidade de Cabo Frio - Região dos Lagos - Rio de Janeiro. O 9 FESTIVAL DE CINEMA CURTA CABO FRIO, acontecerá no mês de outubro de 2015 na cidade de Cabo Frio - Região dos Lagos - Rio de Janeiro. Nos meses posteriores ao Festival serão realizadas mostras itinerantes

Leia mais

ANEXO IV. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 01/2015 - Assistência Técnica

ANEXO IV. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 01/2015 - Assistência Técnica ANEXO IV FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 01/2015 - Assistência Técnica INSTRUÇÕES: 1. Preencha integralmente o formulário. Nos casos em que o item solicitado não for pertinente,

Leia mais

1º Edital Petrobras de Festivais de Música

1º Edital Petrobras de Festivais de Música 1º Edital Petrobras de Festivais de Música REGULAMENTO OBJETIVOS DO EDITAL O apoio previsto neste regulamento tem como objetivos promover: 01. a formação de público para os diversos segmentos da música

Leia mais

POLÍTICA DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS

POLÍTICA DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS sicoobcentro.com.br POLÍTICA DE APOIO A PROJETOS SOCIAIS Cooperativa de Crédito *Esta Política de Apoio a Projetos Sociais é baseada no projeto da Cooperativa Sicoob Credip* ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...3

Leia mais

Manual de apoio à elaboração de projetos culturais

Manual de apoio à elaboração de projetos culturais Manual de apoio à elaboração de projetos culturais Um projeto tem como objetivo transformar idéias e aspirações em ações concretas que possam aproveitar oportunidades, solucionar problemas, atender a necessidades

Leia mais

ANEXO III. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 02/2015 Patrocínio Cultural

ANEXO III. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 02/2015 Patrocínio Cultural ANEXO III FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 02/2015 Patrocínio Cultural INSTRUÇÕES: 1. Preencha integralmente o formulário. Nos casos em que o item solicitado não for pertinente,

Leia mais

Manual de Utilização do SALICWEB

Manual de Utilização do SALICWEB Manual de Utilização do SALICWEB Versão 1.0 TELA 1 Para apresentar uma proposta cultural, é necessário antes fazer o cadastro de usuário, clicando em Não sou cadastrado. Caso já tenha se cadastrado, deve-se

Leia mais

1 - Nas planilhas Orçamento por rubricas, acrescente quantas linhas forem necessárias para listar os itens do orçamento.

1 - Nas planilhas Orçamento por rubricas, acrescente quantas linhas forem necessárias para listar os itens do orçamento. ORIENTAÇÕES SOBRE PREENCHIMENTO DESTE DOCUMENTO 1 - Nas planilhas Orçamento por rubricas, acrescente quantas linhas forem necessárias para listar os itens do orçamento. 2 O valor do plano de aplicação

Leia mais

Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos

Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos PROCESSO SELETIVO 2011 Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos REGULAMENTO Prezado Gestor, Criado em 2006, o Instituto HSBC Solidariedade é responsável por gerenciar

Leia mais

EDITAL PRÊMIO CURTACARAJÁS DE ESTÍMULO A PRODUÇÃO AUDIOVISUAL PARA WEB DOCUMENTÁRIOS - 2014

EDITAL PRÊMIO CURTACARAJÁS DE ESTÍMULO A PRODUÇÃO AUDIOVISUAL PARA WEB DOCUMENTÁRIOS - 2014 EDITAL PRÊMIO CURTACARAJÁS DE ESTÍMULO A PRODUÇÃO AUDIOVISUAL PARA WEB DOCUMENTÁRIOS - 2014 A ALIANÇA CARAJÁS DE CULTURA, ESPORTE E TECNOLOGIA, através do coletivo audiovisual, LABIRINTO CINEMA CLUBE torna

Leia mais

UNIMED NATAL CULTURAL 2014

UNIMED NATAL CULTURAL 2014 UNIMED NATAL CULTURAL 2014 APRESENTAÇÃO: A Unimed Natal Sociedade Cooperativa de Trabalho Médico abre seleção para inscrições de projetos culturais incentivados pela Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão

Leia mais

Orientações para Elaboração de Projetos

Orientações para Elaboração de Projetos Orientações para Elaboração de Projetos Para que possam ser cadastrados, os projetos devem ter todas as informações solicitadas. PARTE I 1. Informações Cadastrais da Organização Proponente Nome completo

Leia mais

Política de doação de Mídia Social

Política de doação de Mídia Social Política de doação de Mídia Social 1.Objetivo A presente política tem como objetivo definir critérios institucionais para cada modalidade de parceria em Mídia Social estabelecida pela Rede Gazeta e adotada

Leia mais

Roteiro para elaboração de Projeto Proposta

Roteiro para elaboração de Projeto Proposta . Capa: - Título do projeto - Nome da instituição proponente - Linha de ação a ser apoiada. Roteiro para elaboração de Projeto Proposta. Identificação da instituição proponente e responsável legal - devem

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ANEXO III ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ANEXO III ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS ANEXO III ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS O QUE É UM PROJETO? É um documento que organiza idéias para se realizar um empreendimento, explicitando o motivo de realizá-lo, as etapas de trabalho, as

Leia mais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais CARAVANA ESPORTIVA Seleção Pública P de Projetos Esportivos Educacionais Programa Petrobras Esporte & Cidadania Fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro; Democratizar o acesso ao esporte

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. DA ATUAÇÃO

1. APRESENTAÇÃO 2. DA ATUAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO Cooperativa é uma sociedade de pessoas, com forma e caráter jurídico próprio, de natureza civil, constituídas para prestar serviços aos cooperados. Sua missão é promover a qualidade de

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 07 a 11 de novembro de 2012 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO. 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo

17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO. 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo 17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo APRESENTAÇÃO O 17º Festival Brasileiro de Cinema Universitário acontecerá de 6 a 12 de agosto de 2012,

Leia mais

PROCEDIMENTO / AJUDA. Clique no Edital desejado: CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL BANCO DO BRASIL

PROCEDIMENTO / AJUDA. Clique no Edital desejado: CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL BANCO DO BRASIL PROCEDIMENTO / AJUDA Clique no Edital desejado: BANCO DO BRASIL CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL Início: primeiro acesso código de acesso recuperar código de acesso Inscrição de projetos: cadastro da empresa

Leia mais

TROFÉU SOLIDARIEDADE DESTAQUE SOCIAL 2013

TROFÉU SOLIDARIEDADE DESTAQUE SOCIAL 2013 TROFÉU SOLIDARIEDADE DESTAQUE SOCIAL 2013 1. OBJETIVOS DA PREMIAÇÃO A premiação TROFÉU SOLIDARIEDADE - DESTAQUE SOCIAL 2013 instituída pelo Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação e Serviços Terceirizados

Leia mais

10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS. De 04 a 08 de novembro de 2015

10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS. De 04 a 08 de novembro de 2015 10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS De 04 a 08 de novembro de 2015 REGULAMENTO I DA DATA E LOCAL Art. 1º: O 10º ENCONTRO

Leia mais

9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA

9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA 9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA De 05 a 09 de novembro de 2014 Floriano/PI e Barão de Grajaú/MA

Leia mais

PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ELETRÔNICO

PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ELETRÔNICO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ELETRÔNICO Este formulário é o canal exclusivo para o envio dos projetos concorrentes ao Edital de Patrocínio do Banco do Nordeste para 2015. Seu correto preenchimento é imprescindível

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE PROJETOS DE EXTENSÃO- EDITAL Nº 76, DE 10 DE JULHO DE 2014

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE PROJETOS DE EXTENSÃO- EDITAL Nº 76, DE 10 DE JULHO DE 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE PROJETOS DE EXTENSÃO- EDITAL Nº 76, DE 10 DE JULHO DE 2014 O Diretor Geral do Campus São Luís Centro Histórico, do Instituto Federal do Maranhão, torna público que estarão

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008.

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 81, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008. Estabelece procedimentos sobre a apresentação de relatórios de gestão e prestação de contas em Programas Especiais de Fomento. A DIRETORIA COLEGIADA

Leia mais

Índice. 1. O Natura Musical. 2. Tipos de projetos beneficiados. 3. Como participar dos editais. 4. Qual o caminho até o patrocínio

Índice. 1. O Natura Musical. 2. Tipos de projetos beneficiados. 3. Como participar dos editais. 4. Qual o caminho até o patrocínio 2015 Índice 1. O Natura Musical 2. Tipos de projetos beneficiados 3. Como participar dos editais 4. Qual o caminho até o patrocínio 5. Atendimento aos proponentes Anexos: Contrapartidas e 3 4 6 9 16 17

Leia mais

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA PREENCHIMENTO DO ANEXO III RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA FÍSICO: refere-se ao indicador físico da qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa executada e a executar. Não fazer

Leia mais

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS Em conformidade às competências do CAU/BR previstas na Lei nº 12.378/2010 e em seu Regimento Geral, são apoiados projetos que contribuem para

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012 CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012 Junho/2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS PARA APOIO... 3 2. TIPOS DE PROJETO PODERÃO SER

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN Resumo das diretrizes e critérios da COSERN/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. Guia Básico do Proponente 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

TROFÉU SOLIDARIEDADE DESTAQUE SOCIAL 2015

TROFÉU SOLIDARIEDADE DESTAQUE SOCIAL 2015 TROFÉU SOLIDARIEDADE DESTAQUE SOCIAL 2015 1. OBJETIVOS DA PREMIAÇÃO A premiação TROFÉU SOLIDARIEDADE - DESTAQUE SOCIAL 2015 instituída pelo Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação e Serviços Terceirizados

Leia mais

EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA

EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA 1. APRESENTAÇÃO Com base nos valores da economia solidária e da cultura livre, o Estúdio Gunga empresa de comunicação focada na criação de sites, editoração gráfica,

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos que contribuam para o empoderamento das mulheres

Leia mais

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I.

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I. PROPOSTA DE EDITAL O Instituto de Compromisso com o Desenvolvimento Humano, fundado aos 09 (nove) dias do mês de Maio de 2007, tendo como objetivo promover o desenvolvimento humano em diversos âmbitos,

Leia mais

REGULAMENTO INSCRIÇÕES TREZE: O PALCO DA CULTURA 6ª EDIÇÃO

REGULAMENTO INSCRIÇÕES TREZE: O PALCO DA CULTURA 6ª EDIÇÃO REGULAMENTO INSCRIÇÕES TREZE: O PALCO DA CULTURA 6ª EDIÇÃO I. DO OBJETO 1.1. Através de processo de seleção, irá proporcionar a apresentação de 25 trabalhos produzidos por grupos ou companhias de Santa

Leia mais

edital MINAS natura musical 2012 apresenta edital REGULAMENTO REGULAMENTO

edital MINAS natura musical 2012 apresenta edital REGULAMENTO REGULAMENTO apresenta edital 2012 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 A NATURA E A MÚSICA 1.2 NATURA MUSICAL 1.3 PLATAFORMA DE EDITAIS 1.4 EDITAL 2012 pág 3 pág 3 pág 3 pág 4 2. INSCRIÇÕES 2.1 PROPONENTES 2.2 DATAS IMPORTANTES

Leia mais

Oficina para Elaboração de Projetos Sociais Manual para Organizações Sem Fins Lucrativos

Oficina para Elaboração de Projetos Sociais Manual para Organizações Sem Fins Lucrativos INSTITUTO VOLUNTÁRIOS EM AÇÃO IVA/SC Oficina para Elaboração de Projetos Sociais Manual para Organizações Sem Fins Lucrativos 2011 Módulo 4 Cronograma e Orçamento WWW. V O L U N T A R I O S O N L I N E

Leia mais

1. OBJETO Este regulamento define e torna públicas as regras gerais da Seleção Pública do Petrobras Cultural 2012.

1. OBJETO Este regulamento define e torna públicas as regras gerais da Seleção Pública do Petrobras Cultural 2012. PETROBRAS CULTURAL EDIÇÃO 2012 SELEÇÃO PÚBLICA: REGULAMENTO GERAL 1. OBJETO Este regulamento define e torna públicas as regras gerais da Seleção Pública do Petrobras Cultural 2012. São objetivos da Seleção

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 001/2013

RESOLUÇÃO Nº. 001/2013 RESOLUÇÃO Nº. 001/2013 Estabelece normas para o recebimento, análise e concessão de benefício a projetos culturais no âmbito da Lei de Incentivo à Cultura João Bananeira. A Comissão de Avaliação e Seleção

Leia mais

6.633 hospitais espalhados pelo Brasil* 2,6 milhões de colaboradores atuam hoje na área da saúde 494 mil leitos hospitalares

6.633 hospitais espalhados pelo Brasil* 2,6 milhões de colaboradores atuam hoje na área da saúde 494 mil leitos hospitalares PROJETO PROMOVENDO CULTURA NOS HOSPITAIS - 2016 O PROBLEMA A fragilidade da humanização no ambiente hospitalar. O CONTEXTO 6.633 hospitais espalhados pelo Brasil* 2,6 milhões de colaboradores atuam hoje

Leia mais

Convocatória Residência Desenvolvimento de Games 2012

Convocatória Residência Desenvolvimento de Games 2012 Convocatória Residência Desenvolvimento de Games 2012 O Museu da Imagem e do Som (MIS) abre inscrições para a Residência abrangendo projetos de games com impacto transformador na realidade social, econômica,

Leia mais

PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL

PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL Os Centros Culturais Banco do Brasil estão localizados nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Qualquer pessoa física

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO 1. OBJETO 1.1 O presente Regulamento tem por objeto a seleção para patrocínio de projetos culturais

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

Lei 11.438/06 Lei Federal de Incentivo ao Esporte

Lei 11.438/06 Lei Federal de Incentivo ao Esporte 1. ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2. EXECUÇÃO DE PROJETOS Pessoas jurídicas, de direito público ou privado, de fins não econômicos (Associações ou Fundações), de natureza esportiva, com pelo menos um ano de funcionamento;

Leia mais

PROGRAMA AÇÃO PARA CRIANÇAS Guia para elaboração de Projetos

PROGRAMA AÇÃO PARA CRIANÇAS Guia para elaboração de Projetos PROGRAMA AÇÃO PARA CRIANÇAS Guia para elaboração de Projetos A CESE recebe projetos por e-mail, mas não recebe documentos institucionais escaneados (esses devem ser enviados por correio convencional).

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2011 FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (FIA) REGULAMENTO

PROCESSO SELETIVO 2011 FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (FIA) REGULAMENTO - 1 - PROCESSO SELETIVO 2011 FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (FIA) REGULAMENTO Prezado Gestor, Criado em 2006, o Instituto HSBC Solidariedade é responsável por gerenciar o investimento social

Leia mais

EDITAL FUNDAÇÃO TELEFÔNICA - PROGRAMA ARTE E TECNOLOGIA

EDITAL FUNDAÇÃO TELEFÔNICA - PROGRAMA ARTE E TECNOLOGIA EDITAL FUNDAÇÃO TELEFÔNICA - PROGRAMA ARTE E TECNOLOGIA A FUNDAÇÃO TELEFÔNICA apresenta seu PROGRAMA DE ARTE E TECNOLOGIA para patrocínio de projetos enquadrados nos termos da Lei Rouanet (Lei Federal

Leia mais

FILME EM MINAS - PROGRAMA DE ESTÍMULO AO AUDIOVISUAL BIÊNIO 2011/2012

FILME EM MINAS - PROGRAMA DE ESTÍMULO AO AUDIOVISUAL BIÊNIO 2011/2012 FILME EM MINAS - PROGRAMA DE ESTÍMULO AO AUDIOVISUAL BIÊNIO 2011/2012 ANEXO I: REGULAMENTO: PRODUÇÃO DE LONGAS-METRAGENS 1. DO OBJETO DO PATROCÍNIO 1.1 Serão aceitos projetos inéditos para a produção de

Leia mais

Elaboração do Projeto de Pesquisa

Elaboração do Projeto de Pesquisa Elaboração do Projeto de Pesquisa Pesquisa Pesquisa é um conjunto de atividades, que tem como finalidade solucionar e esclarecer dúvidas e problemas; comprovar hipóteses; Utiliza procedimentos próprios,

Leia mais

Tópico 7 Planejamento e Projetos. O que você deverá saber. Ao final do estudo do Tópico 7 você deverá:

Tópico 7 Planejamento e Projetos. O que você deverá saber. Ao final do estudo do Tópico 7 você deverá: Tópico 7 Planejamento e Projetos n. O que você deverá saber Ao final do estudo do Tópico 7 você deverá: - ser capaz de elaborar e orientar projetos de serviços e projetos de pesquisa; - ter adquirido conhecimentos

Leia mais

EDITAL UFRGS CT- INFRA 2013

EDITAL UFRGS CT- INFRA 2013 EDITAL UFRGS CT- INFRA 2013 A UFRGS lança este edital interno com vistas a receber propostas de financiamento no âmbito da Chamada Pública MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS

PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS 1. Onde faço a inscrição dos meus projetos? No site www.oifuturo.org.br 2. Há alguma forma de fazer inscrição dos projetos por outro meio? Não, somente online. 3. Não consigo abrir o formulário de inscrição.

Leia mais

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL Semana Cidades Catraca Livre: Cultura e Educação São Paulo, junho de 2010 AGENDA A B C PRODUÇÃO X ACESSO À CULTURA PROJETOS CULTURAIS ELABORAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS FUNDAÇÃO CULTURAL DE PALMAS FCP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS FUNDAÇÃO CULTURAL DE PALMAS FCP PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS FUNDAÇÃO CULTURAL DE PALMAS FCP EDITAL Nº. 007/2015 FCP CONCESSÃO DE PAUTA PARA USO PÚBLICO DA GALERIA MUNICIPAL DE ARTES DO NÚCLEO INTEGRADO DE LEITURA E ARTES NILA DO ESPAÇO

Leia mais

REGULAMENTO. CURTA5 I Festival de Curtas-Metragens do Instituto Federal da Bahia - IFBA

REGULAMENTO. CURTA5 I Festival de Curtas-Metragens do Instituto Federal da Bahia - IFBA Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia Campus Eunápolis COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Av. David Jonas Fadini, s/ n, Juca Rosa, Eunápolis BA CEP 45823-431

Leia mais

OBJETIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO ( EXPOSIÇÃO, LIVRO, OFICINA)

OBJETIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO ( EXPOSIÇÃO, LIVRO, OFICINA) OBJETIVO 1. Captar recursos financeiros para realização da exposição de artes visuais Pintura como Plano no Museu Guido Viaro em Curitiba, Paraná, no mês de janeiro de 2014. 2. Realizar tiragem de 1000

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo Convênio nº 05/2015, como parte integrante do Projeto Fortalecendo

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

ADITAMENTO E RETIFICAÇÃO DO EDITAL 019/2012-FAPEAM Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico

ADITAMENTO E RETIFICAÇÃO DO EDITAL 019/2012-FAPEAM Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico ADITAMENTO E RETIFICAÇÃO DO EDITAL 019/2012-FAPEAM Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO AMAZONAS FAPEAM, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia

Leia mais

O que é? Justificativa Objetivo Experiência Marketing Quem somos JUSTIFICATIVA

O que é? Justificativa Objetivo Experiência Marketing Quem somos JUSTIFICATIVA O que é? Justificativa Objetivo Experiência Marketing Quem somos JUSTIFICATIVA O projeto se justifica pela necessidade que temos de democratizar o acesso à cultura do nosso país, uma vez que ela reflete

Leia mais

CONEXÃO CULTURAL. Projeto Itinerante de Teatro

CONEXÃO CULTURAL. Projeto Itinerante de Teatro CONEXÃO CULTURAL Projeto Itinerante de Teatro O teatro reflete a cultura da população. Ele permite que a sociedade tenha a possibilidade de apreciar a realidade em mudança por meio da exploração de idiomas

Leia mais

PRAIEIRO. Lili Araujo

PRAIEIRO. Lili Araujo PRAIEIRO Lili Araujo APRESENTAÇÃO: "PRAIEIRO" será o terceiro trabalho fonográfico solo da cantora e compositora carioca Lili Araujo. Haverá a produção de uma tiragem mínima do CD em formato físico (1.000

Leia mais

FMC-EDITAL 01/2010. Art. 1º DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES:

FMC-EDITAL 01/2010. Art. 1º DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: FMC-EDITAL 01/2010 A SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA torna público que estará recebendo projetos de natureza artístico-culturais dos interessados em participar do presente Edital. Art. 1º DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS DA VOLVO DO BRASIL...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3 3. Foco de Atuação...4

Leia mais

apresenta edital NACIONAL

apresenta edital NACIONAL apresenta edital NACIONAL 2012 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 A NATURA E A MÚSICA pág 3 1.2 NATURA MUSICAL pág 3 1.3 PLATAFORMA DE EDITAIS pág 3 1.4 EDITAL NACIONAL EDIÇÃO 2012 pág 4 2. INSCRIÇÕES 2.1 PROPONENTES

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA SUDAM NORMA DE PROCEDIMENTOS N 003/2010

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA SUDAM NORMA DE PROCEDIMENTOS N 003/2010 MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA SUDAM NORMA DE PROCEDIMENTOS N 003/2010 1. DO OBJETIVO 1.1. Normatizar e disciplinar os procedimentos para concessão de

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014

SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014 Instituto Marca de Desenvolvimento Socioambiental - IMADESA SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014 >> Leia com atenção o Edital antes de preencher o formulário para apresentação de projetos. I.

Leia mais

REGULAMENTO Festival Luz de Cinema 1º Festival de cinema latino-americano Curitiba, 20 a 24 de outubro de 2014

REGULAMENTO Festival Luz de Cinema 1º Festival de cinema latino-americano Curitiba, 20 a 24 de outubro de 2014 REGULAMENTO 1º Festival de cinema latino-americano Curitiba, 20 a 24 de outubro de 2014 1 ORGANIZAÇÃO O evento será realizado pela Escola de Comunicação e Artes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Leia mais

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO O título do projeto deve delimitar a área de abrangência onde as ações serão executadas. Mês, 2015 1 SUMÁRIO 1. DADOS GERAIS DO PROJETO

Leia mais

PROGRAMA PETROBRAS FOME ZERO PROCESSO SELETIVO 2006 REGULAMENTO

PROGRAMA PETROBRAS FOME ZERO PROCESSO SELETIVO 2006 REGULAMENTO PROGRAMA PETROBRAS FOME ZERO PROCESSO SELETIVO 2006 REGULAMENTO PROJETOS Serão aceitos projetos sob responsabilidade de organismos governamentais, não-governamentais e comunitários, legalmente constituídos

Leia mais

COMO SOLICITAR PASSO 1: 1. Após efetuar o login na página http://everest.fapemig.br/, o usuário deverá clicar em Nova Solicitação ;

COMO SOLICITAR PASSO 1: 1. Após efetuar o login na página http://everest.fapemig.br/, o usuário deverá clicar em Nova Solicitação ; COMO SOLICITAR PASSO 1: 1. Após efetuar o login na página http://everest.fapemig.br/, o usuário deverá clicar em Nova Solicitação ; PASSO 2: 2. Entrar em Programa INVENTIVA ; 3. É importante observar que

Leia mais

PROGRAMA OI DE PATROCÍNIO CULTURAL INCENTIVADO EDITAL DE SELEÇÃO 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS

PROGRAMA OI DE PATROCÍNIO CULTURAL INCENTIVADO EDITAL DE SELEÇÃO 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS A OI e o OI FUTURO tornam público, para conhecimento dos interessados, que receberá inscrições para o Processo de Seleção Nacional de Projetos Culturais 2015/2016. A Seleção Nacional de Projetos Culturais

Leia mais

[ Das condições de participação ] 5ª edição / 2011

[ Das condições de participação ] 5ª edição / 2011 5ª edição / 2011 EDITAL DO Programa Liz de Doação e Patrocínio Sonhar, planejar, executar e crescer, esses são os ingredientes necessários para que um projeto se torne realidade e a Empresa de Cimentos

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos AABB Esportes Manual Manual de de Captação Captação de de Recursos Recursos Parabéns! Seu projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte. O próximo passo é a captação de recursos. AABB Esportes COMO

Leia mais

EDITAL 07/2015 DE CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS SOCIAIS - COMDICA

EDITAL 07/2015 DE CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS SOCIAIS - COMDICA EDITAL 07/2015 DE CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS SOCIAIS - COMDICA O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMDICA/Sapucaia do Sul, no uso das atribuições legais que lhe confere a

Leia mais

Instruções para preenchimento do formulário de CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO

Instruções para preenchimento do formulário de CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO Instruções para preenchimento do formulário de CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO As instruções a seguir orientam a elaboração de propostas de Cursos de Aperfeiçoamento para aprovação e registro no Sistema de Informações

Leia mais

EDITAL Nº 05/2007 PRODOCÊNCIA

EDITAL Nº 05/2007 PRODOCÊNCIA EDITAL Nº 05/2007 PRODOCÊNCIA PROGRAMA DE CONSOLIDAÇÃO DAS LICENCIATURAS MEC/SESu/DEPEM 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR - SESu EDITAL Nº 05/2007 Brasília, 20 junho de 2007

Leia mais