O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT)"

Transcrição

1 O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O capitalismo teve origem na Europa, entre os séculos XIII e XIV, com o renascimento urbano e comercial e o surgimento de uma nova classe social: a burguesia. A partir do séc. XV, com as grandes navegações, expandiu-se para outros lugares do mundo (Ásia, África, América e Oceania), que foram integrados à economia mundial como colônias, dando origem a primeira Divisão Internacional Do Trabalho (DIT). As três principais fases do capitalismo: 1ª fase: Capitalismo Comercial ou Pré-capitalismo 2ª fase: Capitalismo Industrial 3ª fase: Capitalismo Financeiro ou monopolista. OBS.: As duas primeiras fases são caracterizadas pelas relações entre metrópoles e colônias, que praticamente estabeleceram as relações econômicas do capitalismo monopolista. O CAPITALISMO COMERCIAL É o período das Grandes Navegações ou Descobrimentos, quando novas terras principalmente no continente americano ou Novo Mundo passaram a fazer parte do mundo até então conhecido: o Velho Mundo. Nessa época países da Europa Ocidental (Portugal, Espanha, França, Inglaterra e Holanda) obtiveram grandes conquistas territoriais no Novo Mundo e fizeram dos territórios recémconquistados suas colônias. O QUE FORAM AS GRANDES NAVEGAÇÕES? As grandes navegações foram um conjunto de viagens marítimas que expandiram os limites do mundo conhecido até então. Mares nunca antes navegados, terras, povos, flora e fauna começaram a ser descobertas pelos europeus e muitas crenças passadas de geração a geração, foram conferidas, confirmadas, ou desmentidas. Eram crenças de que os oceanos eram povoados por animais gigantescos ou que em outros lugares habitavam seres estranhos e perigosos, ou ainda, que a Terra poderia acabar a qualquer momento no meio do oceano, o que faria os navios caírem no nada. 1

2 O PACTO COLONIAL As regras das relações entre metrópoles e colônias foram estabelecidas pelo pacto colonial. PACTO COLONIAL - regra que estabelecia que a colônia só pudesse manter relações comerciais com a sua metrópole. Surgiu, assim, à primeira Divisão Internacional do Trabalho (DIT), que é uma divisão de trabalho onde cada país se especializa na produção de determinados produtos: Ex.: Metais preciosos e especiarias COLÔNIAS METRÓPOLES Produtos manufaturados MERCANTILISMO Política que permitiu as metrópoles um grande acúmulo de capitais provenientes da exploração de suas colônias e que permitiu o início do capitalismo industrial. PONTOS FUNDAMENTAIS DA POLÍTICA MERCANTILISTA: 1. Balança comercial favorável: todo país deveria exportar mais do que importar; 2. Protecionismo: conjunto de medidas que visavam proteger a produção nacional da produção de outros países; 3. Metalismo: a riqueza e a importância de um país eram medidas pela quantidade de metal (moedas) acumulado; 4. Monopólio: a metrópole tinha exclusividade no comércio com a colônia. 2

3 O CAPITALISMO INDUSTRIAL (SÉC. XVIII ao XX) Foi marcado pela Primeira e Segunda Revolução Industrial e pela partilha da África e da Ásia entre as potências colonialistas europeias. A produção industrial tornou-se a maior de lucro e o trabalho assalariado passou a ser a relação típica do capitalismo: quem recebia salário acabava consumindo os produtos que ajudava a fabricar. Com o capitalismo industrial, o trabalho tornou-se mercadoria. Aquele que não possuía meios de produção (lojas, indústrias, terras, fazendas, etc.) nem capital, vendia a sua mercadoria, ou seja, a sua força de trabalho. As potências europeias, então, partiram em busca de novas colônias, dando início à partilha da África e da Ásia, período que ficou conhecido como imperialismo. E a essa nova forma de dominação imperialista - a partilha da África e da Ásia - se deu o nome de neocolonialismo. 3

4 A DIT da fase do capitalismo industrial mudou muito pouco em relação à do capitalismo comercial. A diferença principal é que as metrópoles se industrializaram. EX. Matérias-primas COLÔNIAS METRÓPOLES Produtos industrializados A LIBERDADE DOS MERCADOS NO CAPITALISMO INDUSTRIAL O capitalismo industrial foi dominado pelas ideias liberais da burguesia. Os economistas eram favoráveis à liberdade total do mercado, sem a interferência do governo, pois, segundo eles, a concorrência de preços promoveria o equilíbrio do mercado. A teoria do liberalismo econômico foi defendida pelo economista e filósofo Adam Smith. Para ele, ao Estado (governo), caberia apenas zelar pela propriedade e pela ordem. O CAPITALISMO FINANCEIRO OU MONOPOLISTA (após a Primeira Guerra Mundial). A fase do capitalismo financeiro se desenvolveu, principalmente, após a Primeira Guerra Mundial ( ). Foi quando se desenvolveram os bancos, corretoras de valores e grandes grupos empresariais e se iniciou o processo concentração do capital. A união do capital industrial com o capital de financiamento (bancário) deu origem ao capital financeiro. OS MONOPÓLIOS E OS OLIGOPÓLIOS Surgem os MONOPÓLIOS (ocorre quando uma empresa domina a oferta de determinado produto ou serviço) e os OLIGOPÓLIOS (quando um grupo de empresas domina o mercado de determinado produto ou serviços). O oligopólio é o modelo de oferta predominante na economia mundial. DIFERENTES FORMAS DE OLIGOPÓLIOS: 1. Cartel - formado por empresas independentes, que fazem produtos semelhantes e têm acordos para dominar o mercado desses produtos, por 4

5 exemplo, montadoras de veículos, empresas de tabaco, exploração de petróleo, etc. A Souza Cruz é um exemplo de cartel. 2. Truste - Empresas que abrem mão de sua independência legal e se unem para construir uma única organização. Exemplo: AMBEV. Os trustes podem ser: Horizontais - empresas que trabalham no mesmo ramo. Por exemplo, um truste de empresas de laticínios (LBR Lácteos do Brasil). Verticais - Empresas que cuidam de todo o processo de produção: desde a matéria-prima até o produto acabado. Por exemplo, uma empresa que controla desde a plantação de cana-de-açúcar até a produção industrial de açúcar e álcool (COSAN). 3. Conglomerado - É constituído por empresas que diversificam sua produção para dominar a oferta de certos produtos ou serviços. Geralmente é administrado por uma holding. Ex.: Mitsubishi 4. Holding - É o estágio mais avançado do capitalismo. Uma holding é uma empresa criada para administrar outras, possui a maioria das ações. Ex.: Mitsubishi Corporation (MC). ESTADO: EMPRESÁRIO E PLANEJADOR Nessa terceira fase do capitalismo, o liberalismo econômico foi perdendo terreno, até ser provisoriamente esquecido, após a crise de 1929, decorrente da queda da bolsa de valores de Nova York. A partir de então, o Estado assumiu duplo papel como agente econômico: o de empresário, como proprietário de empresas (estaduais), e o de planejador. Assim passa a intervir diretamente na economia. O principal teórico e defensor da intervenção estatal na economia, foi o inglês John Maynard Keynes. Sua teoria ficou conhecida como keynesianismo. O CAPITALISMO FINANCEIRO APÓS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL Depois da 2ª Guerra Mundial ( ), o fato mais marcante do capitalismo financeiro foi à expansão das empresas multinacionais, hoje chamadas transnacionais. Isso possibilitou que esses países se industrializassem. Foi o que aconteceu com o Brasil, México, Argentina, Índia, África do Sul, em uma primeira etapa, e, mais tarde, com Cingapura, Taiwan, Coreia do Sul e Hong Kong, os chamados Tigres Asiáticos. Na década de 1980, as ideias do liberalismo clássico foram retomadas, sendo conhecidas com neoliberalismo. O neoliberalismo prega a não intervenção do Estado (governo) na economia, a não ser para controlar as crises. 5

6 TIGRES ASIÁTICOS O termo Tigres Asiáticos se refere a quatro países da Ásia (Hong Kong, Cingapura, Coreia do Sul e Taiwan), que a partir da década de 1970 alcançaram um acelerado desenvolvimento industrial e econômico. Em razão da agressividade administrativa e da localização desses países, eles receberam tal denominação. Com o passar do tempo, o termo tigre tornou-se sinônimo de uma nação que alcançou o crescimento ao implementar um modelo econômico baseado na exportação. Recentemente, nações do sudeste asiático, como Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia também passaram a ser consideradas Tigres. MUDANÇAS OCORRIDAS NA EVOLUÇÃO DO CAPITALISMO: A descolonização da África e da Ásia; O surgimento dos países subdesenvolvidos industrializados (Brasil, Argentina, México, África do Sul e Tigres Asiáticos - Cingapura, Coréia do Sul, Hong-kong e Taiwan); A expansão das transnacionais. AS DITs DO CAPITALISMO FINANCEIRO Após a Segunda Guerra Mundial, duas DITs passaram a conviver na economia mundial e permanecem até hoje: a DIT Clássica e a DIT da nova ordem mundial. A DIT clássica: Matérias-primas Países Subdesenvolvidos não Industrializados Países Desenvolvidos Produtos industrializados avançados e capitais (empréstimos e investimentos). A DIT da Nova Ordem Mundial. Matérias-primas, produtos industrializados e capitais (lucro das transnacionais). Países Subdesenvolvidos Industrializados Países Desenvolvidos Produtos industrializados avançados, tecnologia e capitais (empréstimos e investimentos). 6

7 COMO FUNCIONA O CAPITALISMO Tem como objetivo o lucro; Baseia-se na propriedade privada dos meios de produção*: * Meios de produção: é tudo aquilo que permite ao capitalista obter lucro, como indústrias, lojas comerciais, terras, bancos, etc. Tem no dinheiro ou em seus similares (cartões de crédito, cartões de débito, talões de cheques) o seu principal meio de troca. Funciona segundo a lei da oferta e da procura economia de mercado**. ** Na economia de mercado qualquer pessoa ou empresa pode comprar ou vender todo tipo de produto, serviços (médicos, dentistas, professores, etc.) E capitais (empréstimos bancários, investimentos, etc.). Na economia capitalista é o mercado quem controla o valor dos produtos, dos salários, o que será produzido e a qualidade dos produtos. Nas relações trabalhistas predomina o trabalho assalariado. O trabalhador vende sua força de trabalho aos donos dos meios de produção, recebendo em troca um salário. A força de trabalho é, portanto, uma mercadoria. A sociedade capitalista é dividida em classes sociais: A TERCEIRA VIA A burguesia, dona dos meios de produção. Os proletários, pessoas que vendem sua força de trabalho em troca de um salário. Um caminho alternativo, que não fosse o capitalismo ou o socialismo, representado pela política socialdemocrata, que prometia promover justiça social. Melhor exemplo: Noruega. 7

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais

VIRGÍLIO, P.; LONTRINGER, S.. Guerra Pura: a Militarização do Cotidiano. São Paulo: Brasiliense, 1984, p. 39.

VIRGÍLIO, P.; LONTRINGER, S.. Guerra Pura: a Militarização do Cotidiano. São Paulo: Brasiliense, 1984, p. 39. Velocidade é violência. O exemplo mais óbvio é o punho cerrado. Nunca o pesei mas pesa cerca de 400 gramas. Posso transformar esse punho na carícia mais delicada. Mas, se o arremessar em alta velocidade,

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO CAPITALISMO

O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO CAPITALISMO O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO CAPITALISMO MODO DE PRODUÇÃO: Pode ser entendido com a estrutura econômica de uma sociedade. Incluem-se nessa noção a maneira como essa sociedade produz, distribui, consome

Leia mais

Geografia: ROCHA Globalização A globalização é a mundialização da economia capitalista que forma o aumento do processo de interdependência entre governos, empresas e movimentos sociais. Globalização Origens

Leia mais

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL 1) (UDESC - 2012) São exemplos da indústria de bens de consumo (ou leve): a) Indústria de autopeças e de alumínio. b) Indústria de automóveis

Leia mais

Comércio (Países Centrais e Periféricos)

Comércio (Países Centrais e Periféricos) Comércio (Países Centrais e Periféricos) Considera-se a atividade comercial, uma atividade de alto grau de importância para o desenvolver de uma nação, isso se dá pela desigualdade entre o nível de desenvolvimento

Leia mais

ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO

ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO CONTEXTO No final da Idade Média (séculos XIV e XV), ocorreu uma forte centralização política nas mãos dos reis. A burguesia comercial ajudou muito neste processo, pois interessa

Leia mais

Teoria do comércio Internacional

Teoria do comércio Internacional Teoria do comércio Internacional Teoria do comércio Internacional Surgimento de uma economia global; Comércio + ou - = conflito armado; Estado nacional moderno e a economia internacional moderna surgem

Leia mais

A economia global e a organização do espaço

A economia global e a organização do espaço littleny/ Shutterstock ssguy/ Shutterstock A economia global e a organização do espaço Xangai, China Las Vegas, EUA Alain Lacroix/ Dreamstime.com Empresas multinacionais e economia global A revolução tecnocientífica,

Leia mais

O Antigo Regime europeu: regra e exceção

O Antigo Regime europeu: regra e exceção PORTUGAL NO CONTEXTO EUROPEU DOS SÉCULOS XVII E XVII O Antigo Regime europeu: regra e exceção Meta: Conhecer e compreender o Antigo Regime europeu a nível político e social ANTIGO REGIME Regime político,

Leia mais

1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO

1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO 1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO A análise da evolução temporal (ou dinâmica) da economia constitui o objeto de atenção fundamental do desenvolvimento econômico,

Leia mais

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo A UA UL LA MÓDULO 7 Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo Nesta aula O café foi o principal produto de exportação durante a República Velha. Os cafeicultores detinham o controle da

Leia mais

EXPANSÃO E COLAPSO DO CAPITALISMO

EXPANSÃO E COLAPSO DO CAPITALISMO EXPANSÃO E COLAPSO DO CAPITALISMO 2ªRevolução Industrial HOLDING TRUSTE CARTEL Empresas financeiras que controlam complexos industriais a partir da posse de suas ações. Formação de grandes conglomerados

Leia mais

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Índice Clique sobre tema desejado: A origem dos Estados Nacionais Contexto Histórico: crise feudal (séc. XIV-XVI) Idade Média Idade Moderna transição Sociedade

Leia mais

Roteiro de Estudos. 2 trimestre - 2015 Disciplina: Geografia 2ª série

Roteiro de Estudos. 2 trimestre - 2015 Disciplina: Geografia 2ª série Roteiro de Estudos 2 trimestre - 2015 Disciplina: Geografia 2ª série Professor: Eduardo O que devo saber: Globalização, comércio mundial e blocos econômicos. O Comércio Global. O protecionismo. O comércio

Leia mais

PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE DISC. HISTÓRIA / 8º ANO

PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE DISC. HISTÓRIA / 8º ANO PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE DISC. HISTÓRIA / 8º ANO 1 CONTEXTO HISTÓRICO Crescimento econômico da Inglaterra no século XVIII: industrialização processo de colonização ficou fora. Ingleses se instalaram

Leia mais

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Capítulo 1: Japão - Capítulo 2: China - Capítulo 4: Tigres Asiáticos Apresentação elaborada pelos alunos do 9º Ano C Monte Fuji - Japão Muralha da China Hong Kong

Leia mais

Globalização Atual interdependência entre os países nos setores comerciais, industriais, financeiros e tecnológicos.

Globalização Atual interdependência entre os países nos setores comerciais, industriais, financeiros e tecnológicos. A Nova Ordem Mundial - Geografia Professor Jeferson A Nova Ordem Mundial Conceito: conceito político e econômico que se refere ao período do fim da Guerra Fria. Características: - neoliberalismo - divisão

Leia mais

Os Tigres Asiáticos. made in Hong Kong, made in South Korea, made In Taiwan e Cingapura

Os Tigres Asiáticos. made in Hong Kong, made in South Korea, made In Taiwan e Cingapura Os Tigres Asiáticos made in Hong Kong, made in South Korea, made In Taiwan e Cingapura O Surgimento dos Tigres Guerra Fria 1945 Busca de Espaços de Influencias: Plano Colombo; China se torna Comunista

Leia mais

MERCANTILISMO (8a. Parte) Modalidades e Significados do Mercantilismo

MERCANTILISMO (8a. Parte) Modalidades e Significados do Mercantilismo MERCANTILISMO (8a. Parte) Modalidades e Significados do Mercantilismo CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio Exterior FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas.

Leia mais

Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Onde?

Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Onde? Definição: domínio de vastas áreas do planeta por parte de nações industrializadas (ING, FRA, HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS). Onde? África e Ásia (Neocolonialismo) e América (Imperialismo). Causas

Leia mais

Unidade 1.1 Teorias de Comércio Internacional Baseado Livro: Manual de Comércio Exterior (Cap. 2) Causas do Comércio Internacional Os países comerciam por que? São diferentes uns dos outros, isto é apresentam

Leia mais

China 1. Antes de 1949: a. História de ciclos economicos prosperidade e crise dinastias: a cada dinastia há momentos de auge e de crise, sendo que

China 1. Antes de 1949: a. História de ciclos economicos prosperidade e crise dinastias: a cada dinastia há momentos de auge e de crise, sendo que China 1. Antes de 1949: a. História de ciclos economicos prosperidade e crise dinastias: a cada dinastia há momentos de auge e de crise, sendo que nos momentos de crise, a China acaba perdendo território.

Leia mais

Exercícios sobre Tigres Asiáticos

Exercícios sobre Tigres Asiáticos Exercícios sobre Tigres Asiáticos Material de apoio do Extensivo 1. (UNITAU) Apesar das críticas, nos últimos tempos, alguns países superaram o subdesenvolvimento. São os NIC (Newly Industrialized Countries),

Leia mais

ECONOMIA MÓDULO 1 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

ECONOMIA MÓDULO 1 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA ECONOMIA MÓDULO 1 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Índice 1. Apresentação da Disciplina...3 2 1. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA A disciplina Economia de Mercado objetiva apresentar as relações econômicas que balizam

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011)

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011) O IMPERIALISMO EM CHARGES 1ª Edição (2011) Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com Imperialismo é a ação das grandes potências mundiais (Inglaterra, França, Alemanha, Itália, EUA, Rússia

Leia mais

GEOGRAFIA GERAL A NOVA ORDEM MUNDIAL

GEOGRAFIA GERAL A NOVA ORDEM MUNDIAL IETAV System www.concursosecursos.com.br GEOGRAFIA GERAL A NOVA ORDEM MUNDIAL Liberalismo Econômico Teses criadas no século XVIII para combater o mercantilismo que já não atendia às novas necessidades

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes.

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. A ECONOMIA GLOBAL Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. O século XX marcou o momento em que hábitos culturais, passaram a ser ditados pelas grandes

Leia mais

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL REVOLUÇÃO INDUSTRIAL - Eram aprendizes órfãos? Todos aprendizes órfãos. - E com que idade eram admitidos? Os que vinham de Londres tinham entre 7 e 11 anos. - (...) Qual o horário de trabalho? De 5 da

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Formação, Capacitação e Atualização Política dos Filiados, Militantes e Simpatizantes Módulo II História da Formação do Capitalismo Aula 1 Liberalismo,

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

Fundamentos de Economia

Fundamentos de Economia Lucas Lautert Dezordi Fundamentos de Economia Edição revisada IESDE Brasil S.A. Curitiba 2012 2008 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Observe a figura

Leia mais

AVALIAÇÃO PARCIAL I CAPÍTULO 4 PP. 76 A 84; 92 CAPÍTULO 5 PP. 98 A 107 CAPÍTULO 15 PP

AVALIAÇÃO PARCIAL I CAPÍTULO 4 PP. 76 A 84; 92 CAPÍTULO 5 PP. 98 A 107 CAPÍTULO 15 PP ABSOLUTISMO AVALIAÇÃO PARCIAL I CAPÍTULO 4 PP. 76 A 84; 92 CAPÍTULO 5 PP. 98 A 107 CAPÍTULO 15 PP. 268 A 274 CONTEÚDO EM SALA DE AULA SLIDES PORTAL ROTEIRO NO CADERNO A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME XV-XVIII

Leia mais

a) A humilhação sofrida pela China, durante um século e meio, era algo inimaginável para os ocidentais.

a) A humilhação sofrida pela China, durante um século e meio, era algo inimaginável para os ocidentais. Questões: 01. Ao final do século passado, a dominação e a espoliação assumiram características novas nas áreas partilhadas e neocolonizadas. A crença no progresso, o darwinismo social e a pretensa superioridade

Leia mais

Debate de Opiniões em Sala de Aula: LIBERDADE OU CONTROLE: O QUE FUNCIONA MELHOR NOS MERCADOS FINANCEIROS ATUAIS?

Debate de Opiniões em Sala de Aula: LIBERDADE OU CONTROLE: O QUE FUNCIONA MELHOR NOS MERCADOS FINANCEIROS ATUAIS? CURSO: MBA em Finanças, Controladoria e Auditoria DISCIPLINA: Mercado Financeiro e Mercado de Capitais PROFESSOR: Daniel Bacellar Pessoas brilhantes falam sobre idéias. Pessoas medíocres falam sobre coisas.

Leia mais

www.aliancaprevestibular.com

www.aliancaprevestibular.com Professor Renato Soares Disciplina Geografia Lista nº Assuntos Globalização e etapas do capitalismo 1) (UPE) A combinação de dispersão espacial e integração global criou novo papel estratégico para as

Leia mais

Apoio didático de Geografia 2º ano

Apoio didático de Geografia 2º ano Nome: Nº: Turma: Geografia 2º ano Apoio didático Silvia fev/09 Apoio didático de Geografia 2º ano 1º Semestre I. Formação da Economia Mundo 1. Explique resumidamente as ideias do socialismo. 2. Diferencie

Leia mais

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A Palestra: História da Cana-de de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A ORIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR A cana-de de-açúcar é uma planta proveniente

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

II - Desenvolvimento. 1. O primeiro mundo. 2. Sociedades de consumo

II - Desenvolvimento. 1. O primeiro mundo. 2. Sociedades de consumo I - Introdução Consideram-se como Norte os países ricos ou industrializados: o primeiro Mundo ou países capitalistas desenvolvidos, em primeiro lugar e também os países mais industrializados do antigo

Leia mais

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL A partir de meados do séc. XVI, o Império Português do Oriente entrou em crise. Que fatores contribuíram para essa crise? Recuperação das rotas

Leia mais

Sugestão de Atividades Geografia 8º ano Unidade 1

Sugestão de Atividades Geografia 8º ano Unidade 1 1. Complete a cruzadinha: I - C II - A III - P IV - I V - T VI - A VII - L VIII I IX - S X - M XI - O I. A lei da oferta e da procura é que determina os valores das mercadorias, pois o sistema capitalista

Leia mais

O imperialismo. Prof Ferrari

O imperialismo. Prof Ferrari O imperialismo Prof Ferrari Imperialismo ou neocolonialismo do séc. XIX Conceitos e definições sobre o imperialismo O imperialismo dos séculos XIX e XX resultou da expansão capitalista e atendia aos interesses

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

Inglaterra século XVIII

Inglaterra século XVIII Inglaterra século XVIII Revolução: Fenômeno político-social de mudança radical na estrutura social. Indústria: Transformação de matérias-primas em mercadorias, com o auxílio de ferramentas ou máquinas.

Leia mais

DOIS MUNDOS EM UM PLANETA

DOIS MUNDOS EM UM PLANETA DOIS MUNDOS EM UM PLANETA 9. Fluxos Financeiros. 10. Comércio Mundial. 11. Empresas Transnacionais. Geografia em Mapas (pgs. 04 e 05 e 10) 9º ANO 1º BIMESTRE - TU 902 AULA 5 INTRODUÇÃO Recordando Aula

Leia mais

Superioridade ibérica nos mares

Superioridade ibérica nos mares 2.ª metade do século XVI Superioridade ibérica nos mares PORTUGAL Entre 1580 e 1620 ESPANHA Império Português do oriente entra em crise devido a Escassez de gentes e capitais Grande extensão dos domínios

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

ANTECEDENTES DA GRANDE DEPRESSÃO

ANTECEDENTES DA GRANDE DEPRESSÃO ANTECEDENTES DA GRANDE DEPRESSÃO Indicadores de fragilidade da era da prosperidade nos Estados Unidos da América Endividamento e falência de muitos agricultores. Estes tinham contraído empréstimos para

Leia mais

Prof. Esp. Lucas Cruz. www.proflucas.com

Prof. Esp. Lucas Cruz. www.proflucas.com Prof. Esp. Lucas Cruz www.proflucas.com O principal discípulo de Smith, David Ricardo, sofisticou um pouco mais essa teoria. Segundo ele, ainda que uma economia fosse mais eficiente em todos os produtos,

Leia mais

O processo de concentração e centralização do capital

O processo de concentração e centralização do capital O processo de concentração e centralização do capital Pedro Carvalho* «Algumas dezenas de milhares de grandes empresas são tudo, os milhões de pequenas empresas não são nada», afirmava Lénine no seu livro

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS. Tema Princípios de conduta, de igualdade e equidade

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS. Tema Princípios de conduta, de igualdade e equidade 1 de 5 Princípios de conduta, de igualdade e equidade OBJECTIVO: Assumir condutas adequadas às instituições e aos princípios de lealdade comunitária. 1 No seu relacionamento social como se posiciona face

Leia mais

Unic Sorriso Economia

Unic Sorriso Economia Professor FÁBIO TAVARES LOBATO Economista(UFRGS) MBA Gestão em Agribusiness(FGV) MBA Gestão Empresarial(UFRJ) MBA Finanças Empresariais (UNIC) MBA Liderança e Coaching (UNIC) 3. Evolução do Pensamento

Leia mais

Japão e Tigres Asiáticos. Prof.º Acácio Martins

Japão e Tigres Asiáticos. Prof.º Acácio Martins Japão e Tigres Asiáticos Prof.º Acácio Martins Aspectos gerais: natureza e sociedade Arquipélago montanhoso localizado no hemisfério norte, no extremo leste da Ásia; Área de 377.488 km² um pouco maior

Leia mais

TIGRES ASIÁTICOS e CHINA

TIGRES ASIÁTICOS e CHINA TIGRES ASIÁTICOS e CHINA China Muito importante economicamente para o Brasil e para o mundo. Em muitos produtos vimos escrito: Made In China. O que os produtos chineses podem acarretar à produção dos mesmos

Leia mais

Subdesenvolvimento. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal

Subdesenvolvimento. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal Subdesenvolvimento Subdesenvolvimento, trata-se de uma expressão que surgiu depois da segunda Guerra mundial, com a intensão de caracterizar os países com IDH baixo, que tem sua analise a partir dos principais

Leia mais

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1 FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA Fase 1 Novembro 2008 INTRODUÇÃO Na prova de História de 2009 foi possível concretizar vários dos objetivos do programa do Vestibular.

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO Prof. Israel Frois SÉCULO XV Território desconhecido; Era habitado por ameríndios ; Natureza praticamente intocada Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica) Seus limites

Leia mais

AS GRANDE NAVEGAÇÕES. Professora de História Maria José

AS GRANDE NAVEGAÇÕES. Professora de História Maria José AS GRANDE NAVEGAÇÕES Professora de História Maria José O desconhecido dá medo:os navegantes temiam ser devorados por monstros marinhos MAR TENEBROSO O COMÉRCIO COM O ORIENTE No século XV, os comerciantes

Leia mais

Economia Industrial 1

Economia Industrial 1 UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ Curso de Economia Economia Industrial Análise Estrutural dos Mercados e da Concorrência em Oligopólios Conceitos Introdutórios Professor : Johnny Luiz Grando

Leia mais

Geografia. Ficha 1 Geografia Simulado 2 os anos Silvia ago/09. Nome: Nº: Turma:

Geografia. Ficha 1 Geografia Simulado 2 os anos Silvia ago/09. Nome: Nº: Turma: Geografia Ficha 1 Geografia Simulado 2 os anos Silvia ago/09 Nome: Nº: Turma: Caros alunos, as questões a seguir foram selecionadas de provas aplicadas em anos anteriores e servirão para auxiliá-los na

Leia mais

EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA

EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA EXPANSÃO EUROPEIA E CONQUISTA DA AMÉRICA Nos séculos XV e XVI, Portugal e Espanha tomaram a dianteira marítima e comercial europeia, figurando entre as grandes

Leia mais

American Way Of Life

American Way Of Life Crise de 1929 Ao final da Primeira Guerra, a indústria dos EUA era responsável por quase 50% da produção mundial. O país criou um novo estilo de vida: o american way of life. Esse estilo de vida caracterizava-se

Leia mais

GRANDE DEPRESSÃO (1929)

GRANDE DEPRESSÃO (1929) GRANDE DEPRESSÃO (1929) A Grande Depressão, ou Crise de 1929, foi uma grave crise econômica iniciada nos Estados Unidos, e que teve repercussões no mundo inteiro. Considerada o mais longo e grave período

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes A independência foi o processo político e militar que afetou todas as regiões situadas entre os vicereinados da Nova Espanha e do Rio da

Leia mais

A Nova Ordem Mundial. Ordem ou Desordem? PROF: R O C H A

A Nova Ordem Mundial. Ordem ou Desordem? PROF: R O C H A A Nova Ordem Mundial Ordem ou Desordem? PROF: R O C H A A Velha Nova Ordem Mundial Conceito: conceito político e econômico que se refere ao período do fim da Guerra Fria. Características: - neoliberalismo

Leia mais

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO 1 - CHINA 2 - ESTADOS UNIDOS 2014 34.292 84,4 4.668 11,5 1.625 4,0 6.370 23,6 5.361 19,8 13.667 50,6 2013 38.973 84,7 5.458 11,9

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

Internacionalização de empresas: experiências internacionais selecionadas. São Paulo, 14 de junho de 2012

Internacionalização de empresas: experiências internacionais selecionadas. São Paulo, 14 de junho de 2012 experiências internacionais selecionadas São Paulo, 14 de junho de 2012 experiências internacionais selecionadas Estudo realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais

Leia mais

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Natal 27/01/2011 1 Considerações Gerais; Desenvolvimento do capitalismo; O mundo no pós guerra; A conferência de Bretton Woods; A OMC (Organização

Leia mais

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista?

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? Navegar era preciso, era Navegar era preciso navegar... Por quê? O que motivou o expansionismo marítimo no século

Leia mais

Grandes navegações. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 3

Grandes navegações. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 3 Grandes navegações Entre os séculos XV e XVI, a Índia era o maior centro de distribuição de especiarias (pimenta, açafrão, gengibre, canela e outros temperos) do mundo conhecido. Como a distância entre

Leia mais

perde o poder. Setor financeiro ganhou mais importância, virou uma base. Época do fordismo se investia na produção, agora se investe no setor

perde o poder. Setor financeiro ganhou mais importância, virou uma base. Época do fordismo se investia na produção, agora se investe no setor GEOGRAFIA è Globalização: Termo apareceu na década de 1980 para se referir a um estágio avançado de interdependência entre os países do mundo É um processo em andamento, não está acabado Corresponde a

Leia mais

ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial. Capítulo 8 Educador: Franco Augusto

ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial. Capítulo 8 Educador: Franco Augusto ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial Capítulo 8 Educador: Franco Augusto EUA: Processo histórico Colônia de povoamento (Reino Unido, em especial a Inglaterra) A ocupação da costa do Atlântico foi baseada

Leia mais

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista A era dos impérios A expansão colonial capitalista O século XIX se destacou pela criação de uma economia global única, caracterizado pelo predomínio do mundo industrializado sobre uma vasta região do planeta.

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) China, Japão e Índia são três dos principais países asiáticos. Sobre sua História, cultura e relações com o Ocidente, analise as afirmações a seguir. l A China passou por um forte processo de modernização

Leia mais

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data:

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: REVISÃO FINAL PARA O SIMULADO 1ª Avaliação: Imperialismo na Ásia e na África 01. Podemos sempre

Leia mais

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 CAP. 02 A Dinâmica dos espaços da Globalização. (9º ano) *Estudaremos a difusão do modo capitalista de produção, ou seja, do modo de produzir bens e

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: Independência dos Estados Unidos

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: Independência dos Estados Unidos Conteúdo: Independência dos Estados Unidos Habilidades: Compreender o processo de independência Norte Americana dentro do contexto das ideias iluministas. Yankee Doodle 1 Causas Altos impostos cobrados

Leia mais

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan João Paulo I O NORDESTE COLONIAL Professor Felipe Klovan A ECONOMIA AÇUCAREIRA Prof. Felipe Klovan Portugal já possuía experiência no plantio da cana-de-açúcar nas Ilhas Atlânticas. Portugal possuía banqueiros

Leia mais

Capítulo 03 Mercados regionais

Capítulo 03 Mercados regionais Capítulo 03 Mercados regionais As organizações decidem atuar no mercado global quando sabem que o crescimento externo será maior do que o interno. Nesse sentido, a China é um dos mercados para onde as

Leia mais

ARTESANATO MANUFATURA PRODUÇÃO INDUSTRIAL FERRA- MENTAS MANUAIS DIVISÃO DO TRABALHO FERRAMENTAS MECÂNICAS INDIVIDUAL TRABALHO

ARTESANATO MANUFATURA PRODUÇÃO INDUSTRIAL FERRA- MENTAS MANUAIS DIVISÃO DO TRABALHO FERRAMENTAS MECÂNICAS INDIVIDUAL TRABALHO Definição: conjunto de transformações técnicas, econômicas e sociais caracterizadas pela substituição da energia física pela mecânica, da ferramenta pela máquina e da manufatura pela fábrica. ARTESANATO

Leia mais

Cidade e desigualdades socioespaciais.

Cidade e desigualdades socioespaciais. Centro de Educação Integrada 3º ANO GEOGRAFIA DO BRASIL A Produção do Espaço Geográfico no Brasil nas economias colonial e primário exportadora. Brasil: O Espaço Industrial e impactos ambientais. O espaço

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES. Análise de informação do manual. Filmes educativos

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES. Análise de informação do manual. Filmes educativos ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES 3º C.E.B. DISCIPLINA: História ANO: 8º ANO LECTIVO 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS INSTRUMENTOS DE

Leia mais

Geografia/Profª Carol

Geografia/Profª Carol Geografia/Profª Carol Recebe essa denominação porque parte dos territórios dos países platinos que constituem a região é banhada por rios que compõem a bacia hidrográfica do Rio da Prata. Países: Paraguai,

Leia mais

UNIDADE I HISTÓRIA DA CIDADE. 1.1 Urbanização e Classes Sociais. 1.2 Cidade Pré- industrial 1.3 Cidade Industrial (Liberal) 1.4 Cidade Pós-Liberal

UNIDADE I HISTÓRIA DA CIDADE. 1.1 Urbanização e Classes Sociais. 1.2 Cidade Pré- industrial 1.3 Cidade Industrial (Liberal) 1.4 Cidade Pós-Liberal Como originaram as primeiras cidades? O que veio antes? campo ou cidade? 1.1 Urbanização e Classes Sociais HISTÓRIA DA CIDADE UNIDADE I 1.1 Urbanização e Classes Sociais 1.2 Cidade Pré- industrial 1.3

Leia mais

Colégio Senhora de Fátima

Colégio Senhora de Fátima Colégio Senhora de Fátima A formação do território brasileiro 7 ano Professora: Jenifer Geografia A formação do território brasileiro As imagens a seguir tem como principal objetivo levar a refletir sobre

Leia mais

Blocos Econômicos ESTÁGIOS DE INTEGRAÇÃO ENTRE PAÍSES

Blocos Econômicos ESTÁGIOS DE INTEGRAÇÃO ENTRE PAÍSES Blocos Econômicos ESTÁGIOS DE INTEGRAÇÃO ENTRE PAÍSES ZONA DE LIVRE- COMÉRCIO Estágio inicial de integração. Eliminação gradativa de barreiras comerciais entre os países-membros. O Nafta é um exemplo de

Leia mais

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ECONÔMICO II

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ECONÔMICO II EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ECONÔMICO II David Ricardo Profa. Enimar No século XVIIII tem início a fase científica da Economia. As Escolas Fisiocrata e Clássica foram as primeiras Escolas do Pensamento Econômico

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL II REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL II REVOLUÇÃO INDUSTRIAL REVOLUÇÃO INDUSTRIAL II REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I REV. INDUSTRIAL II REV. INDUSTRIAL 1760-1860 1860 1914 ING, FRA e BEL ALE, ITA, RUS, EUA, JAP FERRO CARVÃO - VAPOR CAPITALISMO LIBERAL E INDUSTRIAL AÇO PETRÓLEO

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano B Montanhas Rochosas

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais

CHINA e TIGRES ASIÁTICOS

CHINA e TIGRES ASIÁTICOS CHINA e TIGRES ASIÁTICOS Os Tigres Asiáticos Hong kong Os Novos Tigres Asiáticos FAZEM PARTE DOS TIGRES ASIÁTICOS 1º GERAÇÃO ( DÉCADA DE 1970) CINGAPURA, CORÉIA DO SUL, HONG KONG, MALÁSIA E FORMOSA (TAIWAN)

Leia mais