Explicação da Missa MISSA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Explicação da Missa MISSA"

Transcrição

1 Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção. Preparar: 1. Missal 2. Bíblia ou Lecionário 3. Evangeliário (opcional) 4. Hóstias 5. Patena e cibório 6. Cálice 7. Galhetas com água e vinho 8. Alva 9. Estolas 10. Casula (opcional) 11. Flores, cruz, velas e toalha Estrutura da celebração: O padre ou o catequista explicam previamente para a comunidade os elementos que compõem a celebração: objetos, cores, gestos, momentos, etc... MISSA Missa vem de missão. O cristão, ao receber Jesus Cristo na Eucaristia, tem a missão de levá-lo ao mundo pela palavra e pelo testemunho. A melhor palavra para a missa é Eucaristia, que significa ação de graças. É a grande ação de graças de Cristo ao Pai, quando ele se entrega na cruz e nos dá como alimento seu corpo e seu sangue pelo pão e vinho consagrados. A Eucaristia é, portanto, ceia e sacrifício de Cristo. Já a palavra liturgia significa ação do povo. Local Três móveis são muito importantes nesta Ceia: A mesa do altar, onde se consagra o pão e o vinho. Na verdade esta mesa é símbolo do próprio Cristo. A estante da palavra (ambão) donde se fazem as leituras e o Evangelho. Esta mesa deve ser muito valorizada. E a cadeira do padre ou bispo (Cátedra daí vem a palavra Catedral, Igreja onde se encontra a

2 cadeira do Bispo). A pessoa que preside a celebração não é apenas um convidado especial, ela representa o próprio Cristo nesta ceia, por isso deve propor as conversas, comentar, ler e rezar e deve também servir a mesa. O padre, na missa, representa Cristo servindo seu povo. Livros Missal: onde o padre encontra as orações para cada parte da missa. Nele estão preces diferentes para cada domingo do ano. Lecionário ou Bíblia: onde se encontram os textos bíblicos que serão lidos durante a missa. Objetos da Missa Cruz: recorda que esta Ceia é celebrada com Cristo que morreu e ressuscitou por nós e por isso fazemos memória dele. Ele é o centro de tudo: Fazei isto em memória de mim. Velas: Sinais da luz e da fé. A luz que acaba com as trevas da vida e a fé que se consome aos poucos como cera da vela para iluminar a nossa vida e a dos outros. Flores: que enfeitam o ambiente para a Ceia, sinal de festa e de que a natureza participa desta celebração. Cálice: como os copos para beber. Patena: como os pratos que usamos. Guardanapos: três tipos de guardanapos são usados na mesa e têm a função de limpar, proteger, secar, etc. Toalha: sinal da refeição. Em nossa casa usamos a toalha para almoçar ou jantar. Todos estes objetos, aparentemente comuns, tornam-se muito importantes porque neles se transforma o pão e o vinho em corpo e sangue real de Jesus Cristo, por isso não se usa qualquer toalha ou qualquer cálice. São utilizados esses objetos somente para estas funções. Gestos e atitudes Cantos: cantar é rezar duas vezes. Toda festa tem música e ajuda a compreendermos melhor o que é dito. Estar de pé: sinal de prontidão, acolhida, respeito para quem fala. Sentado: posição de escuta, descanso, maior descontração. Ajoelhado: reconhecer que estamos diante do único e verdadeiro Deus. Só nos ajoelhamos diante do que reconhecemos ser muito mais importante que nós mesmos: somente Deus.

3 Erguer os braços: Desarmar-se diante de Deus, atitude de quem pede e louva ao Senhor. Abraço da paz: recordar que somos amigos, irmãos e queremos ser muito unidos. Recorda um costume dos primeiros cristãos. Pessoas e funções Padre: preside a celebração em nome de Cristo Sacerdote, anima, coordena, reza e convida a rezar. Ministros extraordinários da comunhão: quando não há padres suficientes para distribuir a comunhão, estes ministros ajudam nesta tarefa. Leitores: proclamam as leituras da Palavra. Salmista: aquele canta o salmo de meditação. Comentaristas: introduzem cada parte da missa. Cantores: entoam as músicas que ajudam a rezar ou entoam orações cantadas. Coroinhas ou acólitos: ajudam o padre durante a cerimônia, principalmente na mesa eucarística. As partes da Missa 1. Ritos Iniciais Permanecemos de pé. 1. Procissão de entrada: coroinhas e padre. 2. Saudação inicial. 3. Ato penitencial (Atitude de perdão). Senhor tende piedade = Senhor tenha pena de nós que pecamos. 4. Glória = louvor, alegria, gratidão. 5. Oração da Coleta ou oração do dia = reúne as intenções dos participantes. (Após o oremos, todos rezam em silêncio apresentando sua prece a Deus). 2. Liturgia da Palavra (Local: na estante da Palavra, ambão) 6. Primeira Leitura (geralmente do Antigo Testamento), sentados, para escutar melhor. 7. Salmo de resposta (que aprofunda ou faz rezar sobre o que já foi dito na primeira leitura). 8. Segunda leitura (sempre do Novo Testamento). Só se proclama nos domingos e festas.

4 9. Aclamação ao Evangelho: trata-se de uma saudação cantada ao texto que será lido. Todos de pé, em sinal de prontidão. 10. Proclamação do Evangelho = Boa Notícia de Jesus para nós. São palavras do próprio Jesus. Antes de ler traçamos três cruzes sobre nós ao dizer Glória a vós Senhor : + na cabeça + na boca e + no coração, para que Deus purifique os pensamentos, as palavras e os sentimentos para ouvirmos melhor o Santo Evangelho. 11. Homilia = Sermão = mensagem do padre sobre os textos que foram lidos. Sentados para escutar melhor. 12. Creio (somente aos domingos ou festas). È a oração que resume toda fé católica. Em pé. 13. Preces: São pedidos ou agradecimentos que se faz a Deus na conclusão da Liturgia da Palavra. Geralmente a resposta é Senhor escutai a nossa prece. (Pode ser cantado). Em pé. 3. Liturgia Eucarística (Local: na mesa eucarística) 14. Apresentação das ofertas (todos sentados para ver melhor a procissão dos dons do pão e do vinho). Pessoas da comunidade levam até a mesa pão e vinho, que Jesus escolheu desde o seu tempo para estar presente entre nós. Após a bênção e consagração será o corpo e o sangue de Cristo. Enquanto canta-se, o padre apresenta os dons para Deus. 15. Orai Irmãos... Receba o Senhor, por tuas mãos, este sacrifício... oração sobre as oferendas. 16. Inicia o Prefácio = o que vem antes. É a louvação anterior à oração eucarística. Trata-se de um grande louvor ao Pai porque nos enviou Jesus Cristo. 17. O Prefácio é concluído com toda a Igreja cantando que só Deus é Santo e a fonte de toda santidade. 18. Consagração: Invoca-se o Espírito Santo para transformar o pão e o vinho em corpo e sangue de Jesus e o Padre repete as mesmas palavras de Jesus na última Ceia. (Ajoelhados) 19. Eis o mistério da fé (mistério que nós sentimos, mas não compreendemos totalmente). Agora o pão e vinho são corpo e sangue de Jesus. Quando respondemos Anunciamos Senhor... devemos levantar. Quem anuncia a Ressurreição está de pé, postura da vida, postura do vencedor.

5 20. Seguem as orações que o Padre faz pela Igreja (Papa, Bispos e Clero) e pelos mortos (nossos amigos que já partiram para a outra vida) e conclui-se esta parte com o Por Cristo Por Cristo... embora em muitas igrejas o povo é convidado a rezar junto com o Padre, o correto, conforme o texto do missal, é somente o Padre proferir esta invocação e na hora de dizer Amém, toda a Igreja deve dizer ou cantar bem forte. Trata-se de uma entrega de todo o universo ao Pai, por Cristo, no Espírito. PREPARANDO PARA A COMUNHÃO 22. Pai Nosso: Repetimos a mesma oração que Jesus ensinou aos Apóstolos. Queremos, antes de comungar, nos comprometer com o Pai dizendo que vamos trabalhar para sermos todos os irmãos. Dar as mãos significa unir-se mais ainda na comunhão com o Pai e com os irmãos. 23. Oração da paz: Senhor Jesus Cristo... Na maioria das celebrações todos rezam junto. Conforme o missal, trata-se de um pedido que somente o Padre reza em nome de toda a comunidade. 24. Abraço da paz: Recorda os primeiros cristãos que se despediam da missa desejando a paz uns aos outros. Fazemos deste rito um momento de muita alegria pela presença dos outros na mesma fé e caminhada. Saudamos uns aos outros. 25. Cordeiro de Deus... Trata-se de um pedido para que Deus nos purifique totalmente para receber o corpo e sangue de Jesus. 26. Comunhão: Caminhamos em procissão rumo à Eucaristia, cantando e rezando. Ao receber a hóstia consagrada devemos abrir nossa mão esquerda e colocar a mão direita embaixo desta. Devemos esperar que a hóstia seja colocada na mão para depois, com a mão direita, levá-la até a boca. Evite-se pegar antes de ser colocada na mão (pode cair no chão como muitas vezes acontece). Comungue na frente do Padre ou ministro. Não saia caminhando com a hóstia na mão. Ao retornar ao banco sente, não precisa ajoelhar, porque o mistério presente no Sacrário, agora está no seu próprio ser. Medite, contemple, agradeça e louve a Deus que está em você. 27. Silêncio para rezar melhor. 28. Oração após a comunhão (de pé). 4. Ritos Finais (Local: na cadeira) 29. Bênção final. Ide em Paz e que o Senhor vos acompanhe. T. Graças a Deus

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 1) O lugar do Ministério de Música Para começar, vamos falar dos cantores do

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar.

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar. ACOLHIDA COMENTARISTA: Irmãos e irmãos sejam todos bem vindos. Segundo nosso marco referencial, a PUC é um centro de reflexão e estudo. Sua identidade é fundamentada na pedagogia marista e na concepção

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min Terço Como de costume RITOS INICIAIS Enquanto se entoa o refrão

Leia mais

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 Oficina de Liturgia e Música Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 I parte Ohomem éum ser sacramental, queno planoreligioso expressam suas relações com Deus através de um conjunto de sinais e símbolos.(puebla

Leia mais

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o 3 - Eucaristia O que é a Eucaristia? É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória,

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória, Livro 1 página 57 Lição Oito O Culto a Deus Que É Culto? O culto é o ato de reconhecer a Deus por quem Ele é. Inclui uma atitude de reverência, devoção e adoração da parte da pessoa que pensa acerca de

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

Dimensão litúrgica do canto

Dimensão litúrgica do canto Dimensão litúrgica do canto Para ser um ministro de música não basta conhecer a animação litúrgica ou estar inserido em uma comunidade de crescimento. O animador deve estar totalmente inserido na realidade

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA ACOLHIDA Com.: Em comunidade estamos reunidos diante de Deus, na presença de nossos familiares, professores e amigos, para celebrar a missa de nossa formatura. Sentimentos de gratidão,

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

SUBSÍDIO LITÚRGICO PARA A SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA E ABERTURA DO ANO DA FÉ

SUBSÍDIO LITÚRGICO PARA A SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA E ABERTURA DO ANO DA FÉ SUBSÍDIO LITÚRGICO PARA A SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA E ABERTURA DO ANO DA FÉ No dia 11 de outubro, terá início o Ano da Fé, proclamado pelo Papa Bento XVI. Em nossa Arquidiocese, a abertura

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

Serro 300 anos de História

Serro 300 anos de História MISSA DO 3º DOMINGO DO TEMPO COMUM E EM AÇÃO DE GRAÇA PELOS 300 ANOS DA VILA DO PRINCIPE. LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO TODOS: Para sempre seja louvado ACOLHIDA: COM: Um dia, Jesus passou pelo

Leia mais

LITURGIA DE ENTRADA. Prelúdio: Os passarinhos

LITURGIA DE ENTRADA. Prelúdio: Os passarinhos Prelúdio: Os passarinhos LITURGIA DE ENTRADA (Oração silenciosa individual) Acolhida: L: Jesus disse: Eu vim para servir. E Pedro falou: Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu. Bom dia

Leia mais

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA PE. GREGÓRIO LUTZ Certamente o título deste artigo não causa estranheza à grande maioria dos leitores da Revista de Liturgia. Mas mesmo assim me parece conveniente

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Formação de GAPRT. Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto

Formação de GAPRT. Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto Formação de Acólitos GAPRT Grupo de Acólitos CORES LITÚRGICAS BRANCO VERMELHO VERDE ROXO ROSA AZUL BRANCO n n n n Tempo Pascal e Natal. Festas e memórias do Senhor (excepto no Domingo de Ramos e a Exaltação

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

O ITINERÁRIO DO CATECUMENATO segundo o Ritual da iniciação cristã dos adultos Pe. Domingos Ormonde, julho de 2007-2009

O ITINERÁRIO DO CATECUMENATO segundo o Ritual da iniciação cristã dos adultos Pe. Domingos Ormonde, julho de 2007-2009 O ITINERÁRIO DO CATECUMENATO segundo o Ritual da iniciação cristã dos adultos Pe. Domingos Ormonde, julho de 2007-2009 (A) Introdução ao estudo do Ritual da iniciação cristã dos adultos (RICA) 1. O enfoque

Leia mais

a) RITOS INICIAIS Amém

a) RITOS INICIAIS Amém 1- LITURGIA: CONHECER PARA AMAR! Diante de realidade missionária, temos como função orientar o povo de Deus a cerca daquilo que se celebra através da liturgia na Igreja. para isso, no que se segue apresentaremos

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS RITOS INICIAIS ANIM.: Celebramos hoje a Eucaristia, ação de graças a Deus, nosso Pai, por todos os pais do colégio.

Leia mais

I. RITOS INICIAIS. Procissão de Entrada Largheto (Haendel)

I. RITOS INICIAIS. Procissão de Entrada Largheto (Haendel) I. RITOS INICIAIS Procissão de Entrada Largheto (Haendel).: Cântico de Entrada :. [Encenação: conforme se cantam as estrofes, vão aparecendo os seguintes símbolos correspondentes ao texto de cada estrofe,

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 19 de junho de 2014 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Cor Litúrgica: Branco

O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 19 de junho de 2014 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Cor Litúrgica: Branco O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 19 de junho de 2014 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Cor Litúrgica: Branco INTRODUÇÃO Com: Meus irmãos, hoje, celebramos a Solenidade

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

Missa no Dia de Páscoa

Missa no Dia de Páscoa 48 DOMINGO DE PÁSOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Missa no Dia de Páscoa aríssimos irmãos e irmãs em risto: Neste dia santíssimo da Ressurreição do Senhor, em que o Espírito nos faz homens novos, oremos ao

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 26 de abril de 2015 - Nº 28 QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA Cor Litúrgica: Branco

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 26 de abril de 2015 - Nº 28 QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA Cor Litúrgica: Branco O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 26 de abril de 2015 - Nº 28 QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA Cor Litúrgica: Branco 1 Animador: Meus irmãos, Jesus é o Bom Pastor por excelência,

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

Missa com a Catequese no XXIX Domingo Comum C 2010

Missa com a Catequese no XXIX Domingo Comum C 2010 Missa com a Catequese no XXIX Domingo Comum C 2010 Nota: 1) Participação especial do 4º ano; 2) Monições devem ser lidas por um único monitor; 3) Na procissão de entrada vão também as figuras representativas

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 01 de fevereiro de 2015 - Nº 12 QUARTO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde Animador: Irmãos, quando somos alcançados pela

Leia mais

Missa - 10/5/2015. Entrada

Missa - 10/5/2015. Entrada Missa - 10/5/2015 ntrada m F#m 1. Todos unidos formamos um só corpo, um povo que na Páscoa nasceu. G Membros de Cristo, no sangue redimidos, Igreja peregrina de eus. m F#m Vive conosco a força do spírito,

Leia mais

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO Ano A - XXIV - Nº 1481-33º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 16/11/2014 QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO 1. ACOLHIDA Preparar um cartaz ou painel contendo dons existentes na comunidade, colocando-o

Leia mais

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA Assim nós invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Hino: HPD II 330 Abraço de

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

RITOS INICIAIS LITURGIA DA PALAVRA

RITOS INICIAIS LITURGIA DA PALAVRA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 08 de novembro de 2015 - Nº 56 TRIGÉSIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde 1 Animação: Irmãos e irmãs, por meio

Leia mais

Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo 34 o Domingo do Tempo Comum Solenidade

Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo 34 o Domingo do Tempo Comum Solenidade Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo 34 o Domingo do Tempo Comum Solenidade Cortesia da Editora Nossa Senhora da Paz Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso

Leia mais

6. 1ª LEITURA (Sb 2,12.17-20) Leitura do Livro da Sabedoria.

6. 1ª LEITURA (Sb 2,12.17-20) Leitura do Livro da Sabedoria. O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L- Brasília, 20 de setembro de 2015 - Nº 49 VIGÉSIMO QUINTO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor litúrgica: Verde Anim.: Meus irmãos, Cristo nos convida

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 30 de maio de 2013 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO ANO DA FÉ Cor Litúrgica: Branco

O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 30 de maio de 2013 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO ANO DA FÉ Cor Litúrgica: Branco O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 30 de maio de 2013 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO ANO DA FÉ Cor Litúrgica: Branco INTRODUÇÃO Com: Meus irmãos, celebramos hoje a Solenidade

Leia mais

Prelúdio Projeto Pedagógico Litúrgico Musical

Prelúdio Projeto Pedagógico Litúrgico Musical CULTO 1º Domingo após PENTECOSTES - TRINDADE FACULDADES EST - Dia 29/05/2013 Tema: O Espírito sopra onde quer Oficiantes: P. Martin Volkmann, Est. Teol. Felipe e Juliana Prelúdio Projeto Pedagógico Litúrgico

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Cantos para o Tempo Pascal Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil

Cantos para o Tempo Pascal Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil C Em F C... O Senhor ressurgiu,... Aleluia, aleluia! F Dm Dm7 G...É o Cordeiro Pascal,... Aleluia, aleluia! C Em F C Imolado por nós,...

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA 1. Quinta-Feira Santa Ao almoço D: Irmãos, Jesus Cristo fez de nós um reino de sacerdotes para Deus o nosso pai. T: A Ele, glória e poder / pelos séculos dos séculos. Amém.

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 1 de janeiro de 2015 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA Cor Litúrgica: Branco Animador: Irmãos: no primeiro dia do

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã;

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Pastoral do Batismo Sacramentos Batismo O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Consiste em derramar

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO PROFISSÃO DE FÉ AMBIENTAÇÃO Irmãos, celebramos hoje o Domingo de Pentecostes, dia por excelência da manifestação do Espírito Santo a toda a Igreja. O Espírito manifesta-se onde quer, como quer e a quem

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

XV DOMINGO DO TEMPO COMUM

XV DOMINGO DO TEMPO COMUM XV DOMINGO DO TEMPO COMUM Jesus chamou os doze Apóstolos e começou a enviá-los dois a dois 1. Admonição de entrada 2. Entrada: Em nome do Pai Refrão: Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito

Leia mais

INSTRUÇÕES PRÁTICAS SOBRE A LITURGIA. Pastoral da Liturgia Diocesana Diocese de Amparo-SP Contato: liturgia@diocesedeamparo.org.br

INSTRUÇÕES PRÁTICAS SOBRE A LITURGIA. Pastoral da Liturgia Diocesana Diocese de Amparo-SP Contato: liturgia@diocesedeamparo.org.br INSTRUÇÕES PRÁTICAS SOBRE A LITURGIA Pastoral da Liturgia Diocesana Diocese de Amparo-SP Contato: liturgia@diocesedeamparo.org.br INTRODUÇÃO onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome eu estarei

Leia mais

Secretaria de Espiritualidade. Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade.

Secretaria de Espiritualidade. Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade. Secretaria de Espiritualidade Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade. O que é liturgia? Roteiro do Culto; Ordem do Culto; Levar as pessoas a disposição

Leia mais

Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife

Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife RITO EUCARÍSTICO DE CAAPORÃ Em forma de literatura de Cordel Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife CANTO DE ENTRADA Venham todos e louvemos / com muita sinceridade A eterna aliança / Sacramento de

Leia mais

LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA

LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA A Bíblia é o livro da fé. Por isso, dever ser o texto principal da catequese (DNC 13e). Segundo o

Leia mais

V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B

V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B CUROU MUITAS PESSOAS ATORMENTADAS POR VÁRIAS DOENÇAS V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 8º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial Já se ouvem nossos passos

Leia mais

Índice Introdução... 13 Abreviaturas... 17 1. Natureza da liturgia cristã... 21 1.1. O termo liturgia... 21 1.1.1. No helenismo... 22 1.1.2. No Antigo Testamento... 22 1.1.3. No Novo Testamento... 23 1.1.4.

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

PARA A INSTITUIÇÃO DE LEITORES E ACÓLITOS PARA A INSTITUIÇÃO DOS LEITORES

PARA A INSTITUIÇÃO DE LEITORES E ACÓLITOS PARA A INSTITUIÇÃO DOS LEITORES 348 MA RTUA PARA A NTTUÇÃO DE LETORE E ACÓLTO Quando a Oração Universal é própria da Missa do dia, inserem-se nela algumas súplicas especiais pelos Leitores e Acólitos acabados de instituir, escolhidas

Leia mais

Celebração. Penitencial. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos. Preparação para o Crisma. Esposende

Celebração. Penitencial. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos. Preparação para o Crisma. Esposende Celebração Penitencial Hoje reconciliei-me com Deus, obtive a graça do Seu Amor em me perdoar. Vou louvar o Pai Bom pelo Seu amor por mim. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos Preparação para o Crisma Esposende

Leia mais

CANTOS PARA MISSAS E CULTOS

CANTOS PARA MISSAS E CULTOS CANTOS PARA MISSAS E CULTOS Todas as peças deste livreto, e outras, são encontradas no website oficial e podem ser baixadas gratuitamente. 2 ÍNDICE Canto de Entrada (1) Bendito... pág. 3 Canto de Entrada

Leia mais

CULTO DO PACTO COM DEUS

CULTO DO PACTO COM DEUS CULTO DO PACTO COM DEUS Nota Histórica No dia 25 de Dezembro de 1747, João Wesley fez um apelo a todos os metodistas para renovarem o seu pacto com Deus. O primeiro culto do Pacto com Deus, organizado

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Os Mandamentos da Igreja

Os Mandamentos da Igreja Os Mandamentos da Igreja Por Marcelo Rodolfo da Costa Os mandamentos da Igreja situam-se na linha de uma vida moral ligada à vida litúrgica e que dela se alimenta CIC 2041 Os Mandamentos da Igreja tem

Leia mais

(Segundo o novo acordo ortográfico) ORAR, do latim orare, é falar com Deus (De acordo com a etimologia - Enciclopédia, D. M. Falcão).

(Segundo o novo acordo ortográfico) ORAR, do latim orare, é falar com Deus (De acordo com a etimologia - Enciclopédia, D. M. Falcão). (Segundo o novo acordo ortográfico) ORAR, do latim orare, é falar com Deus (De acordo com a etimologia - Enciclopédia, D. M. Falcão). Os Atos dos Apóstolos atestam que, enquanto Pedro estava na prisão,

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

- 5 2015 - Nº 25 DOMINGO DA PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR

- 5 2015 - Nº 25 DOMINGO DA PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 5 de abril de 2015 - Nº 25 DOMINGO DA PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Cor: branco Animador: Queridos irmãos, hoje, uma vez mais,

Leia mais

LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B

LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B Autor: Ricardo Grzona e Cristian Buiani, frpo Tradução: Adriano Israel (PASCOM) PRIMEIR LEITURA: Atos dos Apóstolos 9, 26-31 SALMO RESPONSORIAL: Salmo 21 SEGUNDA

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Ano B n o 52 13 de setembro de 2015 24 o Domingo do Tempo Comum

Ano B n o 52 13 de setembro de 2015 24 o Domingo do Tempo Comum Ano B n o 52 13 de setembro de 2015 24 o Domingo do Tempo Comum Cortesia da Editora Nossa Senhora da Paz Ano B n o 52 13 de setembro de 2015 24 o Domingo do Tempo Comum Ritos Iniciais 1. Canto de Entrada

Leia mais

Quinta Feira Santa. Igreja Matriz de Vila do Conde Eucaristia com lava-pés, 19h00

Quinta Feira Santa. Igreja Matriz de Vila do Conde Eucaristia com lava-pés, 19h00 Quinta Feira Santa Igreja Matriz de Vila do Conde Eucaristia com lava-pés, 19h00 Página1 RITOS INICIAIS MONIÇÃO INICIAL: [Monitor] Com a celebração desta Quinta-feira Santa iniciamos o Tríduo Pascal, durante

Leia mais

REFLEXÃO SOBRE A MISSA PARTE POR PARTE (PARÓQUIA SANTA SUZANA - ESCOLA SANTO AGOSTINHO)

REFLEXÃO SOBRE A MISSA PARTE POR PARTE (PARÓQUIA SANTA SUZANA - ESCOLA SANTO AGOSTINHO) REFLEXÃO SOBRE A MISSA PARTE POR PARTE (PARÓQUIA SANTA SUZANA - ESCOLA SANTO AGOSTINHO) A MISSA PARTE POR PARTE Certa ocasião, numa cidade do interior, o bispo da diocese fora visitar as obras de construção

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 31 de maio de 2015 - Nº 33 SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE Cor Litúrgica: Branco Animador Meus irmãos, nesta Solenidade da Santíssima

Leia mais

A preparação da Igreja (verificação de toalhas - altar, ambão, credência e outras necessárias)

A preparação da Igreja (verificação de toalhas - altar, ambão, credência e outras necessárias) CERIMÔNIAS LITÚRGICAS Indicações práticas para preparação VERIFICAR: A preparação da Igreja (verificação de toalhas - altar, ambão, credência e outras necessárias) A preparação do missal (missa/orações,

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR O que Deus uniu o homem não separe! ACOLHIDA Comentarista: Estamos reunidos para celebrar o Amor. Do amor desses dois jovens. N e N vai nascer

Leia mais

OS VALORES DO REINO DE DEUS É A VERDADEIRA SABEDORIA

OS VALORES DO REINO DE DEUS É A VERDADEIRA SABEDORIA Ano A - XXIV - Nº 1464-17º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 27/07/2014 OS VALORES DO REINO DE DEUS É A VERDADEIRA SABEDORIA Preparar o espaço celebrativo colocando em destaque um símbolo do dízimo

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVII - Brasília, 03 de junho de 2012 - Nº 32 SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE Cor Litúrgica: Branco 1 INTRODUÇÃO Meus irmãos, Jesus revelou-nos

Leia mais

Ano XLVIII - Brasília, 2 de junho de 2013 - Nº 33

Ano XLVIII - Brasília, 2 de junho de 2013 - Nº 33 O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVIII - Brasília, 2 de junho de 2013 - Nº 33 ANO DA FÉ NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde INTRODUÇÃO Com.: Irmãos, neste domingo,

Leia mais