LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA"

Transcrição

1 LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA A Bíblia é o livro da fé. Por isso, dever ser o texto principal da catequese (DNC 13e). Segundo o documento Catequese Renovada, a Bíblia é o livro por excelência da catequese (CR 154). Na catequese, a leitura da Bíblia não é um mero estudo de um livro, mas anúncio e acolhida da Palavra de Deus que nos fala por meio deste livro santo de nossa fé. Pelo próprio significado da palavra catequese, a Palavra de Deus precisa ecoar, ressoar na mente, no coração e na vida dos catequizandos. No encontro de catequese, a Palavra de Deus não pode ser simplesmente lida, mas celebrada de tal modo que favoreça a escuta, a meditação, a oração e o compromisso de vida. Por isso, hoje falamos em encontro de catequese com leitura orante da Palavra de Deus. O espaço no encontro de catequese O espaço físico onde acontece o encontro tem grande influência no processo comunicativo da catequese. Ele também contribui para a educação da fé. O espaço se torna como que um símbolo que ajuda na comunicação do mistério da fé. A beleza e a organização do espaço físico também é importante para atrair e cativar os catequizandos. a) Colocar as cadeiras em círculo ou uma mesa grande com as cadeiras ao redor. b) Uma mesa da Palavra (Ambão), com toalha de acordo com o tempo litúrgico. Onde não houver Ambão, usar uma mesinha. c) Vela, flores naturais. d) Ambiente acolhedor, arejado, alegre, sem muitos cartazes pendurados nas paredes. e) Imagem de Jesus crucificado ou ressuscitado. f) Salas coloridas (cores quentes). O espaço precisa ser celebrativo. O movimento no espaço da catequese No espaço da catequese, os catequizandos se movimentam conforme a estrutura do encontro de catequese com leitura orante. 1. Acolhida dos catequizandos. Sentados nas cadeiras, em círculo, conversa ou partilha da realidade da vida. 2. Os catequizandos se colocam ao redor da mesa da Palavra de Deus. 3. Voltam às cadeiras para o aprofundamento da Palavra de Deus e da fé da Igreja. 4. Novamente os catequizandos se colocam ao redor da mesa da Palavra para a oração. O movimento desinibe, anima, concentra. Nosso corpo precisa de movimento. A compreensão e vivência da fé passa pela linguagem corporal.

2 ACOLHIDA 1. Iniciar o encontro com uma boa acolhida. É o primeiro passo do encontro catequético. A acolhida aproxima os catequizandos do catequista e faz com que eles se sintam bem. 2. Cantar uma música animada. 3. Começar o encontro com a partilha de fatos marcantes da semana, situações e experiências que os catequizandos vivenciaram. 4. Verificar o compromisso do encontro anterior. 5. Partir da realidade da vida deles. As experiências do cotidiano ajudam a entender o que vai ser trabalhado no encontro. É o Conversando sobre a vida dos nossos livros de catequese. AO REDOR DA MESA DA PALAVRA DE DEUS Após a acolhida e a conversa inicial, o grupo de catequizandos muda de espaço, dirigindo-se à mesa da Palavra de Deus. Todos permanecem de pé, como gesto de disposição para escutar atentamente e acolher a Palavra de Deus. 1. Sinal da Cruz (algumas vezes pode ser com água benta). 2. Canto de aclamação da Palavra de Deus e acendimento da vela. 3. Um catequizando lê a Palavra de Deus. 4. Outro catequizando lê novamente. 5. O catequista faz uma terceira leitura dando ênfase às palavras e frases importantes, ou seja, marcando com voz mais forte ou tom diferente. Uma sugestão é sublinhar essas expressões na Bíblia. 6. Beijar a Bíblia (ou colocar a mão...) como gesto de veneração e amor à Palavra de Deus proclamada. A proclamação da Palavra é o momento mais importante do encontro de catequese. Por isso, deve ser um momento solene, celebrativo, orante. Solenizando a leitura da Palavra, no encontro de catequese, o catequizando vai compreendendo e se familiarizando com o espírito celebrativo da Igreja, a importância e o significado dos ritos, dos gestos, da postura, dos cantos, dos símbolos, das cores, enfim, de tudo o que faz parte da liturgia da Igreja (L. Brustolin. A mesa do pão 2, p. 19). Cabe lembrar que nenhuma historinha, mensagem ou leitura edificante substitui o texto sagrado da Bíblia. A Palavra de Deus é mais importante do que qualquer palavra humana. NAS CADEIRAS, SENTADOS EM CÍRCULO 1. Voltar para as cadeiras, em círculo ou ao redor de uma mesa grande. 2. Recontar o texto com a participação de todos os catequizandos, lembrando as cenas, as pessoas, as falas mais significativas. O catequista pode ajudar fazendo perguntas. 3. Cada um pode dizer a parte do texto: palavra, frase ou gesto que mais lhe chamou a atenção. Ainda não é momento para dar explicações. 4. Explicar o texto para que sua mensagem seja bem compreendida pelos catequizandos.

3 5. Atualizar o texto bíblico para nós, hoje, tendo presente também o ensinamento (fé) da Igreja. Pode-se usar um símbolo. É fundamental fazer perceber a unidade ou a ligação entre a Palavra de Deus e a vida cotidiana. 6. Fazer uma atividade (dinâmica de grupo, arte) para ajudar na fixação do tema desenvolvido no encontro. Evitar atividades de estilo escolar: redações, exercícios escritos, leituras... Priorizar atividades de grupo, pois se aprende melhor em grupo, além de ser mais evangélico. No encontro de catequese, é preciso criar um clima favorável para que o catequizando possa se expressar. Aprende-se falando, agindo, desenvolvendo uma ação. A proclamação da Palavra de Deus, a reconstrução do texto e o aprofundamento do tema aparecem nos nossos livros como Iluminando com a Palavra de Deus. NA MESA DA PALAVRA PARA A ORAÇÃO 1. Dedicar um tempo apropriado para a oração, a partir do tema do encontro. 2. Pode ser ao redor da mesa da Palavra ou na igreja. 3. Criar um clima favorável para a oração. Ajudam: o silêncio, uma música suave, um gesto. A catequese deve levar os catequizandos ao coração de Deus e trazer Deus ao coração deles. É momento em que cada catequizando elabora sua resposta pessoal e íntima aos apelos de Deus. Por isso, a melhor maneira de avaliar a catequese é olhar para a vida de oração dos catequizandos. No nosso livro de catequese, este momento aparece como Oração. O encontro de catequese com leitura orante da Palavra de Deus é um novo jeito de fazer catequese que ajuda a introduzir mais profundamente os catequizandos nos mistérios da fé. É um novo caminho que faz a ligação entre catequese, liturgia e vida. 2. LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA VIDA DO CATEQUISTA A Bíblia é o livro por excelência de oração de todo cristão, especialmente do catequista que exerce um verdadeiro ministério da Palavra. A Palavra de Deus deve estar no centro da vida do catequista. Precisa se deixar contagiar pela Palavra e, assim, poder comunicá-la aos catequizandos com alegria, entusiasmo e fé. O catequista deve ler, acolher, meditar, rezar e viver o texto bíblico proposto para cada encontro de catequese (cf. Tg 1,19-25). A Palavra de Deus precisa ser, primeiro, Palavra de Deus para o catequista. Ele precisa fazer a experiência da Palavra para depois proclamá-la e explicá-la aos catequizandos. Um caminho para fazer isso é a leitura orante da Palavra de Deus. Fazendo a experiência de leitura orante da Palavra de Deus Ver: canto invocando o Espírito Santo; quem acende a vela; quem lê a 1ª vez. Vamos escutar o que Deus tem a nos dizer. Por isso, é importante colocarmo-nos numa atitude de despojamento e abertura para ouvir.

4 Em nós deve estar a mesma disposição de Samuel: Fala, Senhor, que teu servo escuta (1Sm 3,10). Nossa atitude deve ser a mesma atitude obediente e despojada de Maria: Faça-se em mim segundo a tua Palavra (Lc 1,38). Em atitude de fé, invoquemos a luz do Espírito Santo, pois é ele que pode garantir a docilidade e a abertura interior para acolher e descobrir o sentido da Palavra de Deus para nós hoje. 1. Leitura a) Ler Mateus 9,9-13. Ficar de pé. b) Ler novamente o texto, com calma, deixando-se tocar por ele. c) Prestar atenção nas cenas, nas pessoas, nas palavras e frases. O que diz Jesus? O que dizem as pessoas? d) Ver o que diz mesmo o texto. e) Recontar (reconstruir) o texto com as próprias palavras. 2. Meditação a) Repetir uma palavra ou frase do texto que mais me tocou, que mais me falou ou que mais me chamou a atenção. b) Expressar numa palavra ou frase (curta e sem explicações) o que o texto diz para mim, o que Deus fala para mim através deste texto. 3. Oração A Palavra de Deus faz brotar de dentro do nosso coração uma resposta de amor em forma de agradecimento, de louvor, de pedido de perdão, de compromisso, de intercessão. O que o texto me leva a dizer a Deus? Expressar numa frase. 4. Contemplação/Ação a) A partir do texto, o que vejo melhor em relação a minha missão de catequista? b) O que vou fazer concretamente? Diante do Cristo, no silêncio de nosso coração, falemos o que queremos assumir e viver. APROFUNDANDO OS PASSOS DA LEITURA ORANTE Existem muitas formas de se aproximar da Sagrada Escritura, mas existe uma privilegiada que é a Leitura Orante da Palavra de Deus. Ela acontece em quatro passos ou momentos: leitura, meditação, oração e contemplação. O livro Leitura Orante, da CNBB, afirma: Fazer a Leitura Orante é como subir uma escada de quatro degraus que nos leva até Deus: Leitura, Meditação e Oração, que culminam no quarto degrau que é a Contemplação. A leitura orante favorece o encontro pessoal com Jesus Cristo (DAp, nº 249). A finalidade da leitura orante é fazer com que a Palavra de Deus seja alimento espiritual, lâmpada para os nossos passos e luz para os nossos caminhos (cf. Sl 119(118),5). A leitura orante é um caminho (método) que nos ajuda a escutar, rezar e viver a Palavra de Deus. Ela nos dá um novo encantamento pela Palavra de Deus.

5 A leitura orante pode ser realizada de forma individual ou comunitária como, por exemplo, no grupo de catequistas, de catequizandos, no grupo de oração ou no momento da oração durante um encontro. Invocação do Espírito Santo Preparamo-nos para escutar o que Deus tem a nos dizer pedindo a luz do Espírito Santo, pois, sem a sua ajuda não é possível descobrir o sentido que a Palavra de Deus tem para nós, hoje (cf. Jo 14,26; 16,13; Lc 11,13; 2Cor 3,6). Somente mediante o dom do Espírito Santo é que podemos penetrar no segredo das Sagradas Escrituras. Ele nos ajuda a entender e a transformar em vida a letra da Bíblia. Invocamos a luz do Espírito Santo através de uma oração, um canto, uma adoração silenciosa... 1º PASSO: LEITURA Pergunta fundamental: o que diz o texto? Para fazer bem este momento é importante: 1. Criar silêncio interior, preparando-se para escutar. 2. Ler o texto com calma, atenção, gosto e respeito. Saborear o texto deixando-se tocar por ele. É bom ler mais de uma vez. 3. Recontar (reconstruir) o texto. Quando for em grupo, alguém inicia e os outros continuam. Se alguém se adiantar muito, deixando algo fora, outro pode dizer mas antes disso e falar o que lembra. 4. Ver bem o sentido de cada frase. 5. Descobrir as partes (divisões) do texto. 6. Estar atento aos detalhes do texto. 7. Ver bem o que o texto diz. Neste primeiro passo tentamos descobrir o que o texto queria comunicar quando foi escrito. Por isso hoje, ao ler o texto, precisamos ver bem o que está escrito para não levá-lo a dizer apenas aquilo que nos agrada escutar. Neste passo, ainda não é o momento de atualizar a Palavra de Deus para nós, hoje. Este momento vem a seguir. 2º PASSO: MEDITAÇÃO Pergunta fundamental: o que o texto diz para mim? Para fazer bem este momento é importante: 1. Repetir palavras ou frases que mais me tocou, que mais me falou ou que mais me chamou a atenção. 2. Dialogar com o texto fazendo perguntas. Por exemplo: que apelos está me fazendo esta Palavra de Deus? A Palavra de Deus descoberta no texto é para nós, hoje. Por isso, ela precisa ser trazida para dentro de nossa vida e da nossa realidade pessoal, social, comunitária, catequética... É momento de acolher os recados, as luzes, os apelos, os chamados da Palavra de Deus.

6 3º PASSO: ORAÇÃO Pergunta fundamental: o que o texto me faz dizer a Deus? Fazer um momento de silêncio para conversar com Deus. A Palavra de Deus fala ao nosso coração e faz brotar dentro de nós uma resposta de amor em forma de louvor, agradecimento, súplica, pedido de perdão, oferecimento. Até agora, Deus nos falou. Chegou a hora de responder a Ele. É momento de falar, conversar com Deus. Elevamos a Ele as nossas preces espontâneas que brotam da vida e da leitura e meditação do texto. 4º PASSO: CONTEMPLAÇÃO/AÇÃO Pergunta fundamental: o que Deus, através desse texto lido, meditado e rezado, está pedindo para fazer, concretamente? Contemplar significa fixar o olhar e o coração em Deus, sentindo sua presença iluminadora. É momento de saborear a sua presença, o seu amor, a sua Palavra de vida e salvação. A Palavra de Deus nos faz enxergar melhor, nos dá um novo olhar sobre a vida, as pessoas, o mundo, a realidade. Vemos tudo com os olhos de Deus. A partir desse novo olhar, assumimos o compromisso de colocar em prática a sua Palavra que descobrimos no texto. A Palavra de Deus lida, meditada e rezada nos leva a ver e a viver segundo os critérios de Deus. 3. UM NOVO OLHAR PARA UMA NOVA PRÁTICA CATEQUÉTICA 1. A catequese é instrução ou iniciação? É aula ou encontro? A catequese é caminho de iniciação à vida cristã, ou seja, ela introduz progressivamente os catequizandos nos mistérios da fé e na vida em comunidade. Esse caminho só se faz pelo encontro de pessoas que partilham sua fé e procuram aprofundála com a Palavra de Deus. A catequese, sobretudo, deve conduzir os catequizandos ao encontro da pessoa de Jesus Cristo e fazer ecoar o seu Evangelho na vida deles. Por isso, a catequese, antes de tudo, é vivência do Mistério de Deus Trindade. Dizemos que catequese é encontro, mas a nossa prática mostra que ainda tem muito jeito de aula, de escola. As palavras, as coisas que usamos e o que fazemos revelam o que pensamos, que visão ou compreensão temos de catequese. Catequese com jeito de escola: O catequizando é chamado de aluno e o catequista de professor. Uso do quadro-negro para explicar o conteúdo. Preocupação em passar todo o conteúdo do livro de catequese. Muitos exercícios de aprendizagem para aperfeiçoamento intelectual e doutrinal. Trabalha com a possibilidade da aprovação ou desaprovação, sem apresentar alternativas. Muitas brincadeiras, gincanas e teatrinhos desligados do assunto do encontro de catequese. O dia da celebração do Sacramento parece uma formatura. Precisamos nos esforçar para desescolarizar a catequese! O jeito catequético: Falamos em catequista e catequizando.

7 Entramos em contato ou visitamos o catequizando que faltou ao encontro. Avaliamos mais pela participação na comunidade. Envolvemos a família no processo catequético. Temos a Bíblia, a Palavra de Deus, como principal texto para a catequese. Temos o livro de catequese como uma ferramenta e não um fim em si mesmo. Ele é apenas um instrumento para ajudar a fazer o caminho da iniciação à vida cristã. No centro do encontro catequético estão a pessoa do catequizando e a Palavra de Deus e não um plano de estudo. Vivenciamos a interação fé e vida. 2. A catequese que queremos. Hoje, precisamos de uma nova catequese com as seguintes características: a) Catequese cristocêntrica: anúncio alegre da pessoa de Jesus Cristo Anunciar Jesus Cristo é falar de sua pessoa, de sua vida, mensagem e missão. É mostrar que Ele é o centro de toda a história da salvação, o nosso único Salvador, que revelou o amor do Pai e que, por sua morte e ressurreição, rompeu as cadeias do pecado (cf. DAp 6). Fazer com que Jesus Cristo seja conhecido e amado, através de nossas palavras e ações, é motivo de grande alegria. Precisamos anunciá-lo de forma alegre, viva e atual levando os catequizandos a encontrar-se com Ele. Pouco adianta ensinar doutrina para quem não se encantou com Jesus Cristo. b) Catequese bíblica A Bíblia, por ser o livro da fé, é o texto principal da catequese (cf. DNC 13). Por isso, catequese bíblica é mais do que usar a Bíblia, é fazer da Palavra de Deus o ponto de partida da catequese. É fazer uma catequese mais centrada na Palavra de Deus, sobretudo no Evangelho de Jesus Cristo. Isso não significa dizer que, agora, catequese é só Bíblia. É preciso saber fazer o entrelaçamento entre Bíblia e doutrina da Igreja. A Bíblia revela o amor de Deus que vem ao nosso encontro para nos salvar e dar vida plena. Os catequizandos devem aprender a confrontar a sua vida cotidiana com a Palavra de Deus. c) Catequese celebrativa A celebração litúrgica é fundamental para a catequese de iniciação à vida cristã, pois é momento privilegiado de experiência do Mistério, de encontro com Jesus Cristo. Sem a liturgia, a catequese se torna apenas uma instrução sobre o Mistério e não uma iniciação ao Mistério da fé. Por isso, nos encontros catequéticos é necessário usar a Bíblia, os símbolos litúrgicos e os gestos litúrgicos do jeito que a Igreja costuma usar nas celebrações litúrgicas. A catequese deve introduzir os catequizandos na vida litúrgica da comunidade e conduzi-los para a participação ativa nas celebrações da mesma. d) Catequese orante A catequese deve despertar nos catequizandos uma atitude de confiança em Deus, de entregar-se em suas mãos e deixar-se conduzir por Ele. Precisa ensinar a falar com Deus a partir dos sentimentos, das coisas feitas pelo ser humano, dos acontecimentos, das atividades, da natureza e, especialmente, da Palavra de Deus. A catequese deve levar os catequizandos a fazer a experiência do encontro íntimo com Deus. Um caminho importante para uma catequese mais orante é a leitura orante da Palavra de Deus.

8 e) Catequese que conduz para a vida em comunidade Nossa fé cristã é, essencialmente, uma fé comunitária. Cremos com os outros e em tudo aquilo que os outros, em nossa Igreja, acreditam. É, sobretudo, na comunidade que a fé anunciada, acolhida e celebrada se transforma em vida. Precisamos encontrar caminhos para envolver ativamente os catequizandos com a comunidade. É dever da catequese introduzi-los na vida da comunidade. f) Catequese solidária Jesus anunciou o Evangelho do Reino de Deus por palavras e ações, dando mais vida e dignidade às pessoas. Hoje também, a Igreja tem bem claro que a evangelização não pode estar desligada da promoção humana, ou seja, da busca da vida digna para todos. Por isso, a catequese precisa ajudar os catequizandos a fazer a ligação entre fé e vida. Neste sentido, é fundamental motivar e realizar gestos de acolhida do outro, de respeito ao diferente, de partilha, de serviço generoso, de ajuda aos necessitados, de perdão... g) Catequese como caminho para formar discípulos missionários A catequese conduz os catequizandos para o encontro pessoal com Jesus Cristo levando-os a amá-lo e segui-lo. A partir desse encontro de fé, ela deve ajudá-los a descobrir a alegria de serem discípulos missionários, de serem cristãos católicos no mundo de hoje. Pe. José Wilmar Dalla Costa BIBLIOGRAFIA BRUSTOLIN, Leomar A. (coord.). A mesa do pão. Iniciação à Eucaristia 2. Catequista. São Paulo, Paulinas, BRUSTOLIN, Leomar A. Slides. Encontro diocesano de formação de SILVA, Orione; CARMO, Solange Maria do. Elementos de didática na catequese. São Paulo, Paulus, MINCATO, Ramiro (org.). Catequese renovada: esperança e transformação. Porto Alegre, EST Edições, CNBB. Leitura Orante nos Seminários e Casas de Formação. Brasília, Edições CNBB, CNBB. Jonas: Conversão e Missão. Mês da Bíblia Brasília. Edições CNBB, CNBB. Iniciação à Leitura da Bíblia. Brasília, Edições CNBB, SECONDIN, Bruno. Leitura orante da Palavra. São Paulo, Paulinas, Pe. Ray. Leitura Orante: um caminho de espiritualidade para jovens. 6ª edição. São Paulo, Paulinas, 2010.

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

LEITURA ORANTE DA BÍBLIA. Um encontro com Deus vivo

LEITURA ORANTE DA BÍBLIA. Um encontro com Deus vivo LEITURA ORANTE DA BÍBLIA Um encontro com Deus vivo A quem nós iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. (Jo 6,68) Recordando a história... A leitura orante da Palavra é uma tentativa de responder

Leia mais

DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA

DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA DEUS SE REVELA Revelação é o diálogo entre Deus e seus filhos, cuja iniciativa vem de Deus (8). A Palavra de Deus não se revela somente para

Leia mais

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA PE. GREGÓRIO LUTZ Certamente o título deste artigo não causa estranheza à grande maioria dos leitores da Revista de Liturgia. Mas mesmo assim me parece conveniente

Leia mais

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção?

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção? MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Espiritualidade e profecia são duas palavras inseparáveis. Só os que se deixam possuir pelo espírito de Deus são capazes de plantar sementes do amanhã e renovar a face da terra. Todo

Leia mais

O que é Catequese? Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação

O que é Catequese? Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação contato@paroquiasantocristodosmilagres.org O que é Catequese? Segundo a exortação apostólica Catechesi Tradendae do Papa João

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

PSICOLOGIA DAS IDADES

PSICOLOGIA DAS IDADES PSICOLOGIA DAS IDADES Pe. Fausto dos Santos Oliveira Mestre, em obediência à vossa Palavra, lançarei as redes Oração Vocacional Senhor da Messe e Pastor do rebanho, faze ressoar em nossos ouvidos teu forte

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária ocê é convidado a iniciar uma experiência de oração. Às vezes pensamos que o dia-a-dia com seus ruídos, suas preocupações e sua correria não é lugar apropriado para levantar nosso

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada ANO LVIII SET. OUT. NOV. DEZ. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 421 A MENSAGEM para uma catequese renovada «educar no conhecimento e na vida de fé de tal maneira que a pessoa, na totalidade do seu ser, nas

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA

ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS A Igreja se preocupa com a semente da Palavra de Deus (a mensagem) e com o terreno que recebe essa semente (o catequizando), o que a leva

Leia mais

Por isso antes de propriamente entrares na meditação dos textos, proponho um pequeno percurso para te ajudar a fazer silêncio interior

Por isso antes de propriamente entrares na meditação dos textos, proponho um pequeno percurso para te ajudar a fazer silêncio interior Para rezar na Semana Santa Estamos em plena Semana Santa. Ao longo destes dias somos convidados a reflectir no mistério da Paixão-Morte e Ressurreição de Jesus. A tradição popular quis recordar os últimos

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

Ministério da. Catequese. Programas. livreto_catequese.indd 1 19/12/13 17:18

Ministério da. Catequese. Programas. livreto_catequese.indd 1 19/12/13 17:18 Ministério da Catequese Programas Pastorais 1 livreto_catequese.indd 1 19/12/13 17:18 2 livreto_catequese.indd 2 19/12/13 17:18 Apresentação Um dos valores institucionais da Rede Marista é a audácia, que

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL 1

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL 1 ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL 1 APRESENTAÇÃO GERAL Com o presente texto, em forma de síntese (resumo), desejamos introduzir o tema pastoral que envolverá nossa diocese durante o ano de 2015. As

Leia mais

Módulo II Quem é o Catequista?

Módulo II Quem é o Catequista? Módulo II Quem é o Catequista? Diocese de Aveiro Objectivos Descobrir a imagem de catequista que existe na nossa comunidade. Aprofundar a vocação e o ministério do catequista a partir da Bíblia. Com base

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA

PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA Buscando a maturidade em Cristo Sua mãe lhe disse: Meu filho porque você fez isso conosco? Olha que eu e seu pai estávamos

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP Caderno de Estudo: Avaliação 7º Plano de Pastoral Orgânica (20102010-2013) 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP A p r e s e n t a ç ã o Eu vim, ó Deus, para fazer a Vossa

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO CHAMADO POR DEUS. Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP

CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO CHAMADO POR DEUS. Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO A HISTÓRIA DE UM POVO CHAMADO POR DEUS Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP APRESENTAÇÃO Vocês têm em suas mãos o Curso de Bíblia. Este curso já tem sua

Leia mais

Dia a dia. com o Evangelho 2016. Texto e comentário Ano C São Lucas

Dia a dia. com o Evangelho 2016. Texto e comentário Ano C São Lucas 7 8 9 Dia a dia 10 com o Evangelho 2016 11 12 Texto e comentário Ano C São Lucas 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline Mendes Fontes

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária Caro jovem,, Que alegria saber que como você muitos jovens estão encontrando um caminho para a oração pessoal e diária. Continue animado com a busca de um relacionamento mais pessoal

Leia mais

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã.

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Na sexta-feira, pela manhã, foi a vez do Nordeste 3 - Aracaju - com sua experiência de iniciação à vida cristã

Leia mais

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO O Grupo de Oração é aberto para todos virem beber da água viva de Jesus, sendo inundados pelo Espírito Santo, onde louvam, cantam, e são alimentados

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

O ITINERÁRIO DO CATECUMENATO segundo o Ritual da iniciação cristã dos adultos Pe. Domingos Ormonde, julho de 2007-2009

O ITINERÁRIO DO CATECUMENATO segundo o Ritual da iniciação cristã dos adultos Pe. Domingos Ormonde, julho de 2007-2009 O ITINERÁRIO DO CATECUMENATO segundo o Ritual da iniciação cristã dos adultos Pe. Domingos Ormonde, julho de 2007-2009 (A) Introdução ao estudo do Ritual da iniciação cristã dos adultos (RICA) 1. O enfoque

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 1) O lugar do Ministério de Música Para começar, vamos falar dos cantores do

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

REUNIÃO DE LIDERANÇAS

REUNIÃO DE LIDERANÇAS REUNIÃO DE LIDERANÇAS 08/02/2015 PAUTA: 1) Oração Inicial 2) Abertura 3) Apresentação de 03 dimensões de Ação Pastoral para o ano de 2015 4) Plenária / Definições 5) Oração Final 6) Retirada de Materiais

Leia mais

Tema 3: ESPIRITUALIDADE DO CATEQUISTA

Tema 3: ESPIRITUALIDADE DO CATEQUISTA Tema 3: ESPIRITUALIDADE DO CATEQUISTA 1. O que é mesmo Espiritualidade? Para aquecer a conversa: O que você entende por espiritualidade? Espiritualidade só tem a ver com Igreja e com Deus? Espiritualidade

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro Formação para Catequistas Directório Geral da Catequese Janeiro - Março

Leia mais

ETAPA 2 2015 2016 2017

ETAPA 2 2015 2016 2017 PROJETO ALICERCE DIOCESANO INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ Catequizandos que irão iniciar a Catequese com 10 Anos 11 Anos 12 Anos PROCESSO CATEQUÉTICO CONTÍNUO CATEQUESE CRISMAL ETAPA 2 2015 2016 2017 FÉ/ESPERANÇA/CARIDADE

Leia mais

Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen

Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Como o Pai me enviou, também Eu vos envio (Jo 20,21) Outubro de 2011 / Ano MMXI 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Com grande alegria que terminamos mais um mês

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro Formação para Catequistas Directório Geral da Catequese Janeiro - Março

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA

EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA HORA SANTA EUCARÍSTICA EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA O texto inspira-se no da Comissão Pastoral-Missionária do Grande Jubileu do Ano 2000, editado entre nós com o título Eu sou a vida do mundo (Paulinas,

Leia mais

ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS

ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS Quando falamos de eixos temáticos temos que levar em consideração mais do que a divisão dos conteúdos teóricos a serem oferecidos aos catequistas, mas a vocação catequética

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Missionários, o que é Missão?

Missionários, o que é Missão? Missionários, o que é Missão? É um chamado de Deus e da Igreja a ser respondido. É o chamado batismal. Tornar Jesus Cristo mais conhecido, mais amado, mais adorado: Conhecer a Jesus é o melhor presente

Leia mais

o processo de formação da identidade cristã

o processo de formação da identidade cristã o processo de formação da identidade cristã Coleção CATEQUESE Catequese junto à pessoa com deficiência mental, Ana Shirlei P. Vinhal, Lucy Ângela C. Freitas Catequese e liturgia: Duas faces do mesmo mistério

Leia mais

Prof. Ms. Pe. Antônio Almir Magalhães de Oliveira*

Prof. Ms. Pe. Antônio Almir Magalhães de Oliveira* FACULDADE CATÓLICA DE FORATLEZA (SEMINÁRIO DA PRAINHA) X SEMANA TEOLÓGICA 15 a 18 setembro 2009 LEITURA TEOLÓGICO-PASTORAL DO PAINEL APRESENTADO A situação atual da catequese no Brasil e no Ceará Prof.

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

REQUERIMENTO. Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil

REQUERIMENTO. Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil REQUERIMENTO Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil Documento elaborado de próprio punho. Eu, inscrito no CPF sob o nº e no RG nº aluno da Escola Diaconal

Leia mais

A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ

A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ 1. O primeiro elemento a destacar é o facto de a catequese de iniciação, como toda a catequese, ser um acto de tradição viva, iniciação ordenada à revelação que

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS

3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS 3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS Esta é uma proposta de trabalho para grupos de jovens. Pretende-se que, a partir da Palavra e da reflexão acerca do seu próprio encontro com Jesus,

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

Faz um exercício de relaxamento coloca-te na presença de Deus. Reza um salmo (aquele que o teu coração pedir no momento).

Faz um exercício de relaxamento coloca-te na presença de Deus. Reza um salmo (aquele que o teu coração pedir no momento). O Caminho de Emaús Faz um exercício de relaxamento coloca-te na presença de Deus. Reza um salmo (aquele que o teu coração pedir no momento). Leitura: Lc 24, 13-35 Todos nós percorremos frequentemente o

Leia mais

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução Festa do Perdão Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste Cristo Jesus, tu me chamaste Eu te respondo: estou aqui! Tu me chamaste pelo meu nome Eu te respondo: estou aqui! Quero subir à montanha,

Leia mais

CATEQUESE COM JOVENS ETAPA 1 - MÓDULO II BATISMO / EUCARISTIA

CATEQUESE COM JOVENS ETAPA 1 - MÓDULO II BATISMO / EUCARISTIA PROCESSO CATEQUÉTICO DE ACOLHIMENTO CATEQUESE BATISMAL / CATEQUESE EUCARÍSTICA / CATEQUESE CRISMAL CATEQUESE COM JOVENS ETAPA 1 - MÓDULO II BATISMO / EUCARISTIA ❶ CAMPANHA DA FRATERNIDADE Tempo Litúrgico

Leia mais

Utilizar na comunicação 4 ouvidos

Utilizar na comunicação 4 ouvidos Utilizar na comunicação 4 ouvidos Desafio para a relação catequética Estimado catequista, imagine que se encontra com o Luís sorriso no pátio do centro paroquial. O Luís Sorriso vai cumprimentá-lo de forma

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

ROTEIROS PARA A VIGÍLIA

ROTEIROS PARA A VIGÍLIA ROTEIROS PARA A VIGÍLIA - PREPARAÇÃO: dividir funções entre leitor, dirigente, equipe de acolhida (dependendo do local e da quantidade de pessoas), equipe de música, se possível um ministro da eucaristia

Leia mais

ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014

ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014 ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014 Tema: Bíblia, ação de Deus na vida. A proposta do estudo Bíblico em cada setor, onde se reuniriam

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória,

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória, Livro 1 página 57 Lição Oito O Culto a Deus Que É Culto? O culto é o ato de reconhecer a Deus por quem Ele é. Inclui uma atitude de reverência, devoção e adoração da parte da pessoa que pensa acerca de

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE. Conselho Inter-paroquial de Catequese São Miguel de Guizande, 30 de Outubro de 2007

PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE. Conselho Inter-paroquial de Catequese São Miguel de Guizande, 30 de Outubro de 2007 PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE Conselho Inter-paroquial de Catequese São Miguel de Guizande, 30 de Outubro de 2007 ESCUTA ISRAEL Mim Sol Ré Mim Sh ma Israel, Adoshem Elokhenou, Adoshem Ehad (2x) Sol Ré Dó

Leia mais

Pe. Nilton César Boni, cmf

Pe. Nilton César Boni, cmf EDITORA AVE-MARIA Apresentação Após a homilia na Sagrada Liturgia, rezamos solenemente o Credo como profissão de nossa fé. Em primeira pessoa, o fiel diz publicamente Creio referindo-se às verdades do

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278

13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278 13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278 ENCONTRO: Se você pudesse levar um amigo para morar com você, quem seria? EXALTAÇÃO: Leia Efésios 4.1-15. Peça que compartilhem em que o Gf tem ajudado a cada

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano FESTA DO PERDÃO Igreja de S. José de S. Lázaro 2º ano 5 de Março de 2005 FESTA DO PERDÃO As crianças com o seu respectivo catequista estão sentadas nos bancos. Na procissão de entrada, o sacerdote segurando

Leia mais