Formação de GAPRT. Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Formação de GAPRT. Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto"

Transcrição

1 Formação de Acólitos GAPRT Grupo de Acólitos

2 CORES LITÚRGICAS BRANCO VERMELHO VERDE ROXO ROSA AZUL

3 BRANCO n n n n Tempo Pascal e Natal. Festas e memórias do Senhor (excepto no Domingo de Ramos e a Exaltação da Santa Cruz). Festas e memórias de Nossa Senhora, dos Anjos e dos Santos não mártires. Festa de Todos os Santos (1 de Nov), do nascimento de S. João Baptista (24 de Jun),de S. João Evangelista (27 de Dez), da Cadeira de S. Pedro (22 de Fev) e da Conversão de S. Paulo) 25 de Jan).

4 VERMELHO n Domingo de Ramos e Sexta-feira Santa, n Domingo de Pentecostes. n Exaltação da Santa Cruz. n Festas de Apóstolos e Evangelistas. n Festas e Memórias dos Santos Mártires

5 VERDE n Nos Ofícios e Missas do tempo comum ou per annum.

6 ROXO n No Tempo do Advento e da Quaresma. n Missa de Defuntos ( também se pode usar paramentos de cor preta).

7 ROSA n Podem usar-se nos domingos Gaudete - (III do Advento) e Laetare - ( IV da Quaresma).

8 AZUL n Desde o século passado que era a côr da Solenidade da Imaculada Conceição. A IGMR e o CB não referem esta côr.

9 GESTOS E ATITUDES CORPORAIS NA LITURGIA n Na liturgia, o acólito faz gestos e toma atitudes corporais. Vamos ver, nesta lição, quais são os seus gestos e atitudes mais importantes.

10 O SINAL DA CRUZ n "Se fazes o sinal da Cruz, fá-lo bem feito". n Não seja um gesto acanhado e feito à pressa, cujo significado ninguém saiba interpretar, mas uma autêntica cruz, lenta e ampla, da testa ao peito, dum ombro ao outro. n Recomenda-se o uso das pias de água benta às entradas das Igrejas para que os fiéis, recordando o seu Baptismo, se benzam ao entrar (cf. CB 110). n Não é só na liturgia que isto acontece. Ao deitar-se e ao levantar-se o cristão faz o sinal da cruz.

11 COMO SE FAZ n Colocando a mão esquerda, se está livre, sobre o peito, traça sobre si mesmo uma cruz, com a mão direita aberta, da testa ao peito e do ombro esquerdo ao direito, dizendo: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amen.

12 GENUFLEXÃO n Ao fazeres a genuflexão, não faças dela acção precipitada e sem sentido. Dá-lhe alma n Deve-se genuflectir sempre que se passe diante do Santíssimo Sacramento, a não ser que se vá em procissão ou se leve nas mãos algum objecto. É o que acontece quando se leva o turíbulo, a cruz ou as velas na procissão de entrada ou na procissão do Evangelho. n Todos genuflectem à santa Cruz desde a solene adoração na Acção litúrgica da Sexta-Feira da Paixão do Senhor, até ao início da Vigília pascal.

13 GENUFLEXÃO n Na Missa, o sacerdote celebrante faz três genuflexões: após a ostensão da hóstia, após a ostensão do cálice e antes da Comunhão. (IGMR ). n Mas, se o sacrário com o Santíssimo Sacramento estiver no presbitério, o sacerdote, o diácono e os outros ministros genuflectem, quando chegam ao altar, ou quando se afastam dele, não, porém, durante a própria celebração da Missa.

14 COMO SE GENUFLECTE n Com a cabeça e o tronco bem direitos, leva-se a perna direita um pouco atrás e dobra-se o joelho direito até que toque no chão, exactamente ao lado do calcanhar esquerdo. n A genuflexão faz-se pausadamente, mas levantamo-nos logo que o joelho toque no chão. Não se inclina a cabeça nem nos devemos benzer durante a genuflexão. Não se fazem genuflexões obliquas... n Chegados ao lugar da genuflexão, pára-se, genuflecte-se, levantamonos completamente e continua-se o caminho.

15 INCLINAÇÕES n A inclinação significa a reverência e a honra que se presta às próprias pessoas ou aos seus símbolos. As inclinações são de duas espécies: De cabeça (pequena inclinação) Do corpo (inclinação profunda)

16 INCLINAÇÃO DE CABEÇA n Durante a incensação da cruz. n Quando na «confissão» se diz minha culpa, minha tão grande culpa. n Sempre que se entrega ou recebe algum objecto das mãos do sacerdote (turíbulo, lavabo etc.) n Quando o sacerdote ou outro ministro abre e fecha a porta do sacrário. n À cruz da sacristia, antes e depois da Missa.

17 INCLINAÇÃO PROFUNDA n n n n n A inclinação do corpo, ou inclinação profunda, faz-se ao altar, quando o sacrário com o SS não está no presbitério. O que incensa, às pessoas ou coisas que vai incensar, antes e depois da incensação. Quando antes de comungar, o sacerdote genuflecte. Quando na profissão de fé dizemos e encarnou pelo Espírito Santo, excepto nas solenidades do Natal e da Anunciação do Senhor. Ao Bispo, sempre que passamos diante dele.

18 De JOELHOS n Está-se de joelhos na Missa, durante a consagração, desde a epiclese até que termine a elevação do cálice: n Na leitura da Paixão do Senhor, tanto no Domingo de Ramos como na Sexta-feira Santa, depois de anunciada a morte do Senhor. n No início da Celebração da Paixão do Senhor, na Sexta Feira Santa, quando os Sacerdotes de prostram por terra e durante a oração universal da Sexta-feira Santa, podese estar de pé ou de joelhos; n Na apresentação da Cruz em Sextafeira Santa: e noutras circunstâncias previstas pelos Rituais

19 ESTAR DE PÉ Os fiéis estão de pé: n Desde o início do cântico de entrada, ou enquanto o sacerdote se encaminha para o altar, até à oração colecta, inclusive. n Durante o cântico do Aleluia que precede o Evangelho; n Durante a proclamação do Evangelho; n Durante a profissão de fé e a oração universal; n E desde o invitatório Orai, irmãos, antes da oração sobre as oblatas, até ao fim da Missa.

20 Estão sentados: SENTADO n Durante as leituras que precedem o Evangelho n Durante o salmo responsorial; n Durante a homilia n Durante a preparação dos dons do ofertório; e, se for oportuno, durante o silêncio sagrado depois da Comunhão.

21 COMO ESTAR SENTADO

22 COMO ESTAR SENTADO

23 OUTROS GESTOS A PAZ: n Quando o sacerdote ou o diácono diz saudai-vos na paz de Cristo, o acólito recebe a paz do sacerdote, ou diácono ou outro ministro e transmite-a ao acólito que estiver próximo.

24 COMO SE DÁ A PAZ n Aquele que vai dar a paz, volta-se, sem o saudar, para aquele que a vai receber. Coloca as palmas e os antebraços sobre os braços daquele que vai receber a paz; inclina-se para a direita e aproxima a face esquerda deste ultimo, dizendo a paz esteja contigo.

25 COMO SE RECEBE A PAZ n Aquele que a vai receber, saúda com uma inclinação de cabeça aquele que lhe leva a paz. Com as mãos abertas e voltadas para cima, e com os antebraços fazendo um ângulo recto com os braços, toca, com as mãos os cotovelos do que trouxe a paz, inclinando-se também para a direita. Responde: e contigo também.

26 GAPRT Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto quinta-feira, 28 de Maio de 2009

Escola de Acólitos S. Miguel Ano Lectivo

Escola de Acólitos S. Miguel Ano Lectivo ANO LITÚRGICO Contexto Histórico do Ano Litúrgico Após a morte de Jesus, os discípulos reuniam-se no primeiro dia da semana, o dia seguinte ao sábado, para celebrarem o memorial do Senhor. Nesse dia, explicavam

Leia mais

Avisos. Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010. AVISOS PAROQUIAIS sempre disponíveis em www.vidaparoquial.blogspot.

Avisos. Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010. AVISOS PAROQUIAIS sempre disponíveis em www.vidaparoquial.blogspot. Quarta-Feira Quinta-Feira Quinta-Feira Avisos Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010 Jagardo Para os cristãos começa na próxima quarta-feira o tempo mais importante da fé, o ciclo

Leia mais

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o 3 - Eucaristia O que é a Eucaristia? É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando

Leia mais

SERVIÇO DIOCESANO DE ACÓLITOS. Departamento de Liturgia do Patriarcado de Lisboa. Curso de formação de novos Acólitos

SERVIÇO DIOCESANO DE ACÓLITOS. Departamento de Liturgia do Patriarcado de Lisboa. Curso de formação de novos Acólitos SERVIÇO DIOCESANO DE ACÓLITOS Departamento de Liturgia do Patriarcado de Lisboa Curso de formação de novos Acólitos Índice Introdução 1 C A P Í T U L O 3 Atitudes durante a celebração 13 C A P Í T U L

Leia mais

Gestos e atitudes corporais

Gestos e atitudes corporais Gestos e atitudes corporais A postura de um acólito não deve ser rígida e fria como uma estátua, nem por outro lado deve ser descuidada. A forma de estar deve permitir que o acólito esteja ao mesmo tempo

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 1) O lugar do Ministério de Música Para começar, vamos falar dos cantores do

Leia mais

Fé e Tradição de um Povo

Fé e Tradição de um Povo Celebrações da Semana Santa na Vila do 09 de Abril Quarta-feira 16.00 h Celebração Penitencial e Confissões na Igreja Matriz 13 de Abril Domingo de Ramos 11.00 h Bênção dos Ramos na Igreja da Misericórdia

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Janeiro 01 Q Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus 02 S 03 S 15h00 Reunião de Coordenação da Catequese 04 D Solenidade Epifania do Senhor

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida?

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida? Agora você vai conhecer dicas indispensáveis para o ministério de música no serviço à liturgia. Mas as orientações aqui apresentadas não dispensam as observações do celebrante. É ele quem preside e, por

Leia mais

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014 Dia Dia da JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ 31 MISSA NA SÃO MATEUS 20H 01 Quarta SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA/ MISSA NA CAPELA SANTO ANTONIO 10H 2 MISSA NA SÃO MATEUS 19H30 3 HORARIO NORMAL

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Capítulo 0 A Paróquia

Capítulo 0 A Paróquia -1 - Capítulo 0 A Paróquia Tema 1: O Domingo Para os cristãos de todo o mundo, o domingo é o dia mais importante da semana. É chamado Dia do Senhor, porque foi no domingo, o primeiro dia da semana, em

Leia mais

Quinta Feira Santa. Igreja Matriz de Vila do Conde Eucaristia com lava-pés, 19h00

Quinta Feira Santa. Igreja Matriz de Vila do Conde Eucaristia com lava-pés, 19h00 Quinta Feira Santa Igreja Matriz de Vila do Conde Eucaristia com lava-pés, 19h00 Página1 RITOS INICIAIS MONIÇÃO INICIAL: [Monitor] Com a celebração desta Quinta-feira Santa iniciamos o Tríduo Pascal, durante

Leia mais

assunto descricao data Santa Maria no Sábado MF Verde ou br, Ofício da féria ou da memória, Missa à escolha (cf, p, 18, n, 18),

assunto descricao data Santa Maria no Sábado MF Verde ou br, Ofício da féria ou da memória, Missa à escolha (cf, p, 18, n, 18), assunto descricao data Santa Maria no Sábado MF Verde ou br, Ofício da féria ou da memória, Missa à escolha (cf, p, 18, n, 18), SÁBADO da semana L 1 Tg 5, 13-20; Sal 140 (141), 1-2, 3 e 8 01-03-2014 VII

Leia mais

MÊS DIA DIA DA SEMANA HORA ATIVIDADE ABRIL 24 SEXTA-FEIRA 20h00 Missa - Pastorais, Cordenadores, Catequistas e Ministros - Matriz

MÊS DIA DIA DA SEMANA HORA ATIVIDADE ABRIL 24 SEXTA-FEIRA 20h00 Missa - Pastorais, Cordenadores, Catequistas e Ministros - Matriz MÊS DIA DIA DA SEMANA HORA ATIVIDADE ABRIL 24 SEXTA-FEIRA Missa - Pastorais, Cordenadores, Catequistas e Ministros - Matriz ABRIL 25 SÁBADO ABRIL 26 DOMINGO 9h00 Encontro de Oração - Todos os Ministros

Leia mais

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba:

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba: PROGRAMAÇÃO SEMANA SANTA NA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA Organizada pela Arquidiocese de Curitiba, a Semana Santa terá início na quinta-feira, às 9 horas, com a Missa com Sagração dos Santo Óleos e Renovação

Leia mais

Dimensão litúrgica do canto

Dimensão litúrgica do canto Dimensão litúrgica do canto Para ser um ministro de música não basta conhecer a animação litúrgica ou estar inserido em uma comunidade de crescimento. O animador deve estar totalmente inserido na realidade

Leia mais

AGENDA PASTORAL PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

AGENDA PASTORAL PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS AGENDA PASTORAL PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS JANEIRO 01 Terça Santa Mãe de Deus Dia Mundial da Paz 02 Quarta Reunião dos Meces 03 Quinta Terço e Adoração / Encontro geral de liturgia e preparação

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 Oficina de Liturgia e Música Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 I parte Ohomem éum ser sacramental, queno planoreligioso expressam suas relações com Deus através de um conjunto de sinais e símbolos.(puebla

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO

FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO CEP 12.209621 FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO O ano litúrgico, o que é? Qual a diferença do ano civil para o ano litúrgico? A importância do ano litúrgico na vida do cristão. É o tempo

Leia mais

Grupo de Acólitos da Paróquia da Camacha

Grupo de Acólitos da Paróquia da Camacha www.acolitoscamacha.com ÍNDICE 1 Introdução Página 3 2 O Acólito Página 4 2.1 Oração Página 4 2.2 O acólito é Ministro do Altar Página 4 2.3 A veste Litúrgica Página 4 2.4 Missão Página 5 3 A Igreja Lugar

Leia mais

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min Terço Como de costume RITOS INICIAIS Enquanto se entoa o refrão

Leia mais

INSTRUÇÕES PRÁTICAS SOBRE A LITURGIA. Pastoral da Liturgia Diocesana Diocese de Amparo-SP Contato: liturgia@diocesedeamparo.org.br

INSTRUÇÕES PRÁTICAS SOBRE A LITURGIA. Pastoral da Liturgia Diocesana Diocese de Amparo-SP Contato: liturgia@diocesedeamparo.org.br INSTRUÇÕES PRÁTICAS SOBRE A LITURGIA Pastoral da Liturgia Diocesana Diocese de Amparo-SP Contato: liturgia@diocesedeamparo.org.br INTRODUÇÃO onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome eu estarei

Leia mais

A disposição da igreja. 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1

A disposição da igreja. 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1 A disposição da igreja 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1 A disposição da igreja Este documento foi escrito com base na IGMR Introdução Geral ao Missal Romano. O estudo dos temas abordados

Leia mais

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I.

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. ÍNDICE GERAL Uma palavra do autor... p. 3 Lista de abreviatura... p. 7 PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. Por amor a Liturgia A importância de se amar a Liturgia... n. 1 Necessidade de deixar

Leia mais

Calendário Paróquia São Mateus 2015 - Arquidiocese de Brasília

Calendário Paróquia São Mateus 2015 - Arquidiocese de Brasília Calendário Paróquia São Mateus 2015 - Arquidiocese de Brasília JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ Dia Dia da Semana 01 Quinta SOLENIDADE DA SANTA MARIA, MÃE DE DEUS. 04 Domingo SOLENIDADE DA EPIFANIA DO

Leia mais

CONSELHO PAROQUIAL DE PASTORAL

CONSELHO PAROQUIAL DE PASTORAL JANEIRO 01 Q Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus 05 D Solenidade Epifania do Senhor 07 T 08 Q 12 D Festa Batismo de N. Senhor Jesus Cristo 14 T Aniversário de fundação da Cúria Imaculada Conceição 15 Q

Leia mais

Índice Introdução... 13 Abreviaturas... 17 1. Natureza da liturgia cristã... 21 1.1. O termo liturgia... 21 1.1.1. No helenismo... 22 1.1.2. No Antigo Testamento... 22 1.1.3. No Novo Testamento... 23 1.1.4.

Leia mais

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 Ao iniciar o novo ano de pastoral paroquial, aceitamos o desafio que nos é feito de continuarmos a nossa caminhada de cristãos atentos aos desafios de Deus e do

Leia mais

CALENDÁRIO DIOCESANO DIOCESE DO FUNCHAL

CALENDÁRIO DIOCESANO DIOCESE DO FUNCHAL CALENDÁRIO DIOCESANO DIOCESE DO FUNCHAL ANO PASTORAL 2015 2016 CALENDÁRIO DIOCESANO 2015-2016 SETEMBRO 2015 1 2 3 4 5 6 DOMINGO XXIII 7 8 9 10 11 12 13 DOMINGO XXIV 14 15 2 DIOCESE DO FUNCHAL 16 17 18

Leia mais

Objetos e Paramentos Litúrgicos

Objetos e Paramentos Litúrgicos 1 Objetos e Paramentos Litúrgicos Objetos Litúrgicos: não são apenas coisas concretas, são sinais, por isso transmitem mensagem, não só pela presença deles, mas pelo modo como são utilizados ou conservados.

Leia mais

As várias partes da Missa

As várias partes da Missa As várias partes da Missa A) Ritos iniciais 1. Os ritos que precedem a liturgia da palavra entrada, saudação, acto penitencial, Kýrie (Senhor, tende piedade de nós), Glória e Oração colecta (pedir esmola)

Leia mais

DIA SETEMBRO 2015 1 2 3 4 5 6 DOMINGO (XXIII TC) 7 94º Aniv. Fundação Mundial da Legião de Maria 8 Natividade de Nossa Senhora Festa

DIA SETEMBRO 2015 1 2 3 4 5 6 DOMINGO (XXIII TC) 7 94º Aniv. Fundação Mundial da Legião de Maria 8 Natividade de Nossa Senhora Festa PARÓQUIA DE SANTA CRISTINA DA MEADELA Plano de Actividades Paroquiais e Diocesanas para o ano de 01/0 DIA SETEMBRO 01 1 3 4 6 DOMINGO (XXIII TC) 7 4º Aniv. Fundação Mundial da Legião de Maria 8 Natividade

Leia mais

Proclamação das Solenidades Móveis

Proclamação das Solenidades Móveis Proclamação das Solenidades Móveis Clayton Dias 1 No próximo domingo celebramos a Epifania do Senhor. Segundo as Normas Universais do Ano Litúrgico e Calendário Romano Geral, a Epifania do Senhor é celebrada

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Pereira É o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. É a manifestação de Deus em nosso tempo

Leia mais

A música no tempo do ano litúrgico

A música no tempo do ano litúrgico A música no tempo do ano litúrgico O ANO LITÚRGICO No decorrer do ano a Igreja comemora a obra salvífica de Cristo. No domingo (dia do Senhor) a Igreja recorda a ressurreição do Senhor. No ciclo anual

Leia mais

Curso Acólitos 1 - A NOSSA PARÓQUIA

Curso Acólitos 1 - A NOSSA PARÓQUIA Curso Acólitos Curso para acólitos publicado no Boletim de Pastoral Litúrgica e preparado pelo P. Dr. José de Leão Cordeiro. 1 A nossa paróquia 2 O que é uma igreja 3 O interior de uma igreja 4 O que é

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

I. RITOS INICIAIS. Procissão de Entrada Largheto (Haendel)

I. RITOS INICIAIS. Procissão de Entrada Largheto (Haendel) I. RITOS INICIAIS Procissão de Entrada Largheto (Haendel).: Cântico de Entrada :. [Encenação: conforme se cantam as estrofes, vão aparecendo os seguintes símbolos correspondentes ao texto de cada estrofe,

Leia mais

CALENDARIO DE ATIVIDADES PAROQUIAIS SAGRADA FAMÍLIA - 2012

CALENDARIO DE ATIVIDADES PAROQUIAIS SAGRADA FAMÍLIA - 2012 FEVEREIRO 03 Missa do Apostolado da Oração 15h e Adoração das 16h às 18:45 04 Reunião com os Catequistas 14:30 horas 04 Curso de Batismo 19h às 21:30 horas 04 Noite do Cachorro Quente resp. Grupo de Jovens

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

PE. JOÃO DE DEUS GÓIS

PE. JOÃO DE DEUS GÓIS PE. JOÃO DE DEUS GÓIS 1 Liturgia: vida para a Igreja O que é Liturgia? Liturgia é a celebração de um povo reunido em nome do Senhor, que fez de nós irmãos, filhos do mesmo Pai, membros do mesmo corpo,

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

PARA A INSTITUIÇÃO DE LEITORES E ACÓLITOS PARA A INSTITUIÇÃO DOS LEITORES

PARA A INSTITUIÇÃO DE LEITORES E ACÓLITOS PARA A INSTITUIÇÃO DOS LEITORES 348 MA RTUA PARA A NTTUÇÃO DE LETORE E ACÓLTO Quando a Oração Universal é própria da Missa do dia, inserem-se nela algumas súplicas especiais pelos Leitores e Acólitos acabados de instituir, escolhidas

Leia mais

CALENDÁRIO DIOCESANO 2011-2012

CALENDÁRIO DIOCESANO 2011-2012 CALENDÁRIO DIOCESANO 2011-2012 SETEMBRO 17 - Abertura Solene das Aulas da Escola Diocesana de Música Sacra 22 - Aniversário Natalício do Senhor Bispo 24 - Reunião do Conselho Diocesano do SDPJ 28-29 -

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

Celebração. Penitencial. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos. Preparação para o Crisma. Esposende

Celebração. Penitencial. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos. Preparação para o Crisma. Esposende Celebração Penitencial Hoje reconciliei-me com Deus, obtive a graça do Seu Amor em me perdoar. Vou louvar o Pai Bom pelo Seu amor por mim. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos Preparação para o Crisma Esposende

Leia mais

CALENDÁRIO /01/15 JAN 15/01/15 29/01/15. Aniversario PE Elisandro

CALENDÁRIO /01/15 JAN 15/01/15 29/01/15. Aniversario PE Elisandro CALENDÁRIO - 2015 Mês JAN Mês Dia 01/01/15 02/01/15 03/01/15 04/01/15 11/01/15 15/01/15 24/01/15 25/01/15 28/01/15 29/01/15 Dia 01/02/15 SEMANA quinta-feira Sexta-feira sábado quinta-feira sábado quarta-feira

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DO PARI 2014 ANO DO CENTENÁRIO

PLANEJAMENTO ANUAL PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DO PARI 2014 ANO DO CENTENÁRIO PLANEJAMENTO ANUAL 2014 ANO DO CENTENÁRIO JANEIRO 01 QUARTA 02 QUINTA 03 SEXTA 04 SÁBADO 05 DOMINGO 06 SEGUNDA 07 TERÇA 08 QUARTA 19h 09 QUINTA 15h 10 SEXTA 11 SÁBADO Gr.DE ORAÇÃO JOVEM EIS- ME AQUI 12

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

Catálogo. de Publicações. Secretariado Nacional de Liturgia

Catálogo. de Publicações. Secretariado Nacional de Liturgia Catálogo de Publicações Secretariado Nacional de Liturgia Todos os preços indicados incluem IVA à taxa legal em vigor. Fátima, Janeiro de 2013 missais missal romano Formato: 175X255 mm 1.408 páginas Dourado

Leia mais

PARÓQUIA DE SANTA CRISTINA DA MEADELA Plano de Atividades Paroquiais e Diocesanas para o ano de 2014/2015

PARÓQUIA DE SANTA CRISTINA DA MEADELA Plano de Atividades Paroquiais e Diocesanas para o ano de 2014/2015 PARÓQUIA DE SANTA CRISTINA DA MEADELA Plano de Atividades Paroquiais e Diocesanas para o ano de 01/01 CALENDÁRIO GERAL: Catequese Apostolado Oração Coro MEV Conferência Vicentina Legião Maria Misto Legião

Leia mais

Os Mandamentos da Igreja

Os Mandamentos da Igreja Os Mandamentos da Igreja Por Marcelo Rodolfo da Costa Os mandamentos da Igreja situam-se na linha de uma vida moral ligada à vida litúrgica e que dela se alimenta CIC 2041 Os Mandamentos da Igreja tem

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos.

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos. POR QUE IR À IGREJA? Certo dia, Jesus contou a seguinte parábola a alguns que se consideravam justos e desprezavam os outros."dois homens foram ao Templo para orar. Um era fariseu e o outro, publicano.

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO

Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO Leitura do Livro do Génesis Deus disse a Noé e a seus filhos: «Estabelecerei a minha aliança convosco, com a vossa descendência e com todos os seres vivos que vos acompanham:

Leia mais

Missa no Dia de Páscoa

Missa no Dia de Páscoa 48 DOMINGO DE PÁSOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Missa no Dia de Páscoa aríssimos irmãos e irmãs em risto: Neste dia santíssimo da Ressurreição do Senhor, em que o Espírito nos faz homens novos, oremos ao

Leia mais

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA 1. Quinta-Feira Santa Ao almoço D: Irmãos, Jesus Cristo fez de nós um reino de sacerdotes para Deus o nosso pai. T: A Ele, glória e poder / pelos séculos dos séculos. Amém.

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011)

18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011) 28.10 147 18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011) 148 17.04, 19.06 149 150 151 152 153 e 11.12 (F). 29.05 (A), 06.11 (B), 13.11 (C), 14.11 (D), 21.11 (E) 17.04 (A), 19.09 (B), 23.10 (C) e 20.11 (D).

Leia mais

SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO

SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO SANTA MISSA C E L E B R A Ç Ã O D E E N C E R R A M E N T O DO ANO DA FÉ DOMINGO 24 NOVEMBRO 2013 RITOS INICIAIS Antes da Missa são distribuídas

Leia mais

CURSO PARA ACÓLITOS 1 A NOSSA PARÓQUIA. 1. Tempo de oração Acolhimento Sinal da cruz Pequena oração

CURSO PARA ACÓLITOS 1 A NOSSA PARÓQUIA. 1. Tempo de oração Acolhimento Sinal da cruz Pequena oração CURSO PARA ACÓLITOS 1 A NOSSA PARÓQUIA 1. Tempo de oração Acolhimento Sinal da cruz Pequena oração 2. A nossa paróquia Vamos começar hoje um pequeno curso. Ele destina-se a preparar acólitos para a nossa

Leia mais

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40.

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Como no dia de ontem, o grupo reuniu-se às 19h30 para iniciar a tarefa de

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

A Igreja é a nossa casa! Paróquia São Pedro de Aradas Ano Pastoral

A Igreja é a nossa casa! Paróquia São Pedro de Aradas Ano Pastoral Domingo de Ramos Vespertina 19 de Março de 2015 às 19:00 Indicações para a celebração EL : 1º Leitura Ema Amorim 2º Leitura Francisco Maio Recolha das Ofertas 9º ano Narração da Paixão do Senhor Povo (Coro)

Leia mais

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Igreja Nova Apostólica Internacional Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Depois de, na última edição, termos abordado os aspetos inclusivos e exclusivos no Antigo e no Novo Testamento,

Leia mais

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma O Ano litúrgico é o período de doze meses, divididos em tempos litúrgicos, onde se celebram como memorial, os mistérios de Cristo, assim como a memória

Leia mais

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos.

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos. Nas quintas-feiras do mês de Maio, decorreram na Igreja de Oliveira de Azemeis, encontros de formação litúrgica, organizados pela vigararia sul da Diocese do Porto e orientados pelo P. Frei Bernardino

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

É o amor, no espírito, que constitui a comunidade eclesial e a impulsiona ao serviço

É o amor, no espírito, que constitui a comunidade eclesial e a impulsiona ao serviço QUINTA-FEIRA SANTA MISSA DA CEIA DO SENHOR - Dia 02 de abril de 2015 É o amor, no espírito, que constitui a comunidade eclesial e a impulsiona ao serviço Leituras: Êxodo 12, 1-8. 11-14; Salmo Responsorial

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

1 º A N O /

1 º A N O / SETEM OUTUBRO 1 º A N O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 1ª ETAPA - A MINHA FAMÍLIA É ACOLHIDA E ACOLHE Celebrar Data Pais Data filhos Semana celebrar Pais Tema filhos 17-24-30 1-7 8-14. 15-21 22-28. Mc 9, 30-37 Mc 9,38-43.45.47-48

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

ADMA Manique Bicesse. Projeto pastoral Ano 2014-2015

ADMA Manique Bicesse. Projeto pastoral Ano 2014-2015 ADMA Manique Bicesse Projeto pastoral Ano 2014-2015 Conselho Animador espiritual: Pe. Luciano Miguel Presidente: Mª dos Anjos Branco Vice-presidente: Mª Ana Martins Secretária: Adelaide Martins Tesoureiro:

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

Formação de Acólitos. GAPRT Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto

Formação de Acólitos. GAPRT Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto Formação de Acólitos GAPRT Grupo de Acólitos Os Acessórios de Culto Os Vasos Sagrados Panos de Altar As Vestes Litúrgicas Outros Objectos de Culto Os Vasos Sagrados Cálice Âmbulas Patena Galhetas Píxide

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

REQUERIMENTO. Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil

REQUERIMENTO. Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil REQUERIMENTO Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil Documento elaborado de próprio punho. Eu, inscrito no CPF sob o nº e no RG nº aluno da Escola Diaconal

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

Tríduo Pascal - Ano C

Tríduo Pascal - Ano C 1 A celebração da Missa Vespertina da Ceia do Senhor inaugura o Sagrado Tríduo Pascal, o coração do ano litúrgico, no qual celebramos a morte, sepultura e a ressurreição de Jesus Cristo. Trata-se de um

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO INTRODUÇÃO Vivemos o Advento 2015 com o lema "ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS". Esta caminhada tem como pano de fundo a

Leia mais

PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15

PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15 PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15 03/01 Evangelização na Praça da Matriz I Escola de Missão Espírito Santo - a partir das 09 horas 04/01 Experiência Missionária

Leia mais

O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz

O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz Completando a coleção do quadriênio junto com o término do Planejamento IELB 2014, temos as imagens menores que apontam para os cartazes anteriores.

Leia mais

Agenda Pastoral 2016

Agenda Pastoral 2016 Arquidiocese de Ribeirão Preto Agenda Pastoral 2016 Janeiro 03/01 - Domingo - Epifania do Senhor 09/01 - Sábado - Capacitação para Agentes da CFE-2016 - Seminário - Brodowski 10/01 - Domingo - Batismo

Leia mais