INFORMATIVO DA PARÓQUIA DE SANTO ANTONIO DA LAPA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMATIVO DA PARÓQUIA DE SANTO ANTONIO DA LAPA"

Transcrição

1 INFORMATIVO DA PARÓQUIA DE SANTO ANTONIO DA LAPA Nº 66 ANO VI Maio 2013

2 02 Palavra dos Pastores Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial Editorial Maio... Cada mês do ano carrega uma expectativa, traz uma memória, faz-nos contar uma história... No outono desta época do ano ficamos ansiosos na expectativa da Festa de Santo Antônio. A Imagem do padroeiro começa a peregrinar levando bênçãos a todo município, o povo o espera com hinos, flores e orações rimadas que emocionam e encantam. Maio celebramos a Ascensão do Senhor, Pentecostes, Corpus Christi... Começamos a pintar nossas serragens e pensar o que desenharemos este ano. A cidade toda se encontra! Uns sujos por confeccionar os tapetes outros limpinhos admirando-os e sacando fotos para eternizar na história o caminho do Cristo em Quero neste maio reviver a Folia da Bandeira do Divino, tradição perdida, mas que deve ser recuperada, tamanha a fé do P ovo no Consolador que leva bênçãos as casas com o Estandarte Vermelho. Maio é aniversário do Bispo, é dia de São José Operário, é tempo de deixar nossa Matriz branquinha de cal, é tempo de reunirmos nosso dinheirinho e nos decidirmos ir a peregrinação pra Itália ou pra Terra Santa... Maio... Tempo de começarmos novo novenário! Pedir a Mãe do Perpétuo Socorro que volva seu olhar para nós, seus filhos, e ajude-nos a alcançar as inúmeras graças que necessitamos. Quero rezar em Maio! Oportunidade não faltará... Basta querer. Que nosso mês seja um tempo profícuo de Graças e Bênçãos... Que o frio não invada nosso coração e que a Fé aqueça nos mova para estes momentos de vigília e reza. Pe. Emerson Lipinski São José Trabalhador São José é um dos santos centrais do Novo Testamento. É esposo da mãe de Jesus. Segundo antes de Cristo. Pertencia à tribo de Judá, descendente do Rei Davi. É muito venerado pela Igreja C Igreja. No caso da Diocese de São José, Ele também é seu Patrono. No dia 1º de maio, olhamos para São José como trabalhador. Por seu ofício, São José é exempl família. E o próprio Jesus, aprendeu com ele as lidas do trabalho diário. Nossa reflexão, no dia do a história do trabalho que coincide sobre a história da riqueza do homem. Em rápidas pinceladas trabalho: O Trabalho como coleta. O Trabalho como cultivo da terra. O Trabalho como senhorio O Trabalho como Coleta. Nas épocas mais primitivas, a humanidade se compunha de peque terra. Esses grupos humanos se relacionavam com o meio ambiente de forma dependente e provi caça, pesca e raízes. Esses grupos humanos não cultivavam a terra e giravam como nômades em bu importante é notar a função do grupo: as coletas, a caça, a pesca eram feitas coletivamente sob a lide de todos os seus membros. O trabalho como cultivo da Terra. Nesta época, alguns milênios antes de Cristo, o ser huma plantação e a colheita. Nesse estagio, o trabalho assume duas modalidades: pastoreio de rebanh produção e ela pertence de forma coletiva ao grupo humano, ou á tribo. A solidariedade era um dos para a defesa da posse coletiva, seja para a partilha da colheita. Não existia, a nível de hoje, a pobre O trabalho como senhorio e posse da terra. Nesse momento da história humana a terra passa a s passam a ser empregados, servos, vassalos ou escravos. Enquanto que a terra era um bem coletiv terra passa a ser posse privada, surgem os conflitos, na forma de pagar com o suor o cultivo da terr forma da pessoa física, o Senhor da terra,como a pessoa jurídica, denominada de Estado. Deste m escravidão, a burguesia e a nobreza. O trabalho no modelo capitalista de produção. Nesta fase que se inicia com o processo de in fundo de quintal, nos vários setores da atividade humana, produzindo bens em série. Deste mo capital e o trabalho. Citamos apenas quatro: a) o trabalho se torna mercadoria e é comprado por um abundante, seu preço é baixo. b) O dinheiro vira capital. Com ele, o dono compra a meteria prima, o sobra uma mais valia,chamada de lucro. Assim o capital se reproduz no processo industrial. c) A grev O trabalhador, principal gerador da riqueza, produz bens que ele mesmo não tem o poder de comp e a busca da justiça e dignidade humana, no equilíbrio e sustentabilidade do ecossistemae qualida surgimento daindustrialização, definem-se os vários setores de atividade humana como o setor prim secundário, o de serviços como setor terciário e assim por diante. Assim temos todos os serviços de de computadores todos fazem parte da divisão social do trabalho, onde se estabelecem relações, que Exploração, quando o pagamento recebido não supre as necessidades básicas da vida cotidiana. D digna e dá qualidade de vida ao trabalhador. Documentos Sociais da Igreja. A doutrina social da Igreja tem como partida o homem feit Rerumnovarum (Das coisas novas) de 1891 de Leão XIII, fala do surgimento da industrializaçã trabalho. Fala dos países capitalistas e socialistas, de acordo com a importância que é dado ao capital A encíclica Quadragésimoanno (Quarenta anos após), escrita por Pio XI em 1931, usa palavras du e nacional do dinheiro sobre o trabalho. A encíclica Octogesimaadveniens (Oitenta anos após) do comunismo e levanta sérias dúvidas sobre o capitalismo com sua doutrina de economia de me após) de 1991 de João Paulo II, condena toda a economia que não se coloca a serviço do ser human da igreja, não é uma terceira via para as sociedades modernas, mas uma teologia, definida como um sobre o trabalho humano se interessa pela economia e pela politica, não para avaliar seus aspectos t e sobre as questões sociais com base na moral cristã. A GaudiumetSpes ( Regozijo e Esperança) mundo, onde o cristão ao trabalhar pela justiça realiza sua própria vocação. Na Pacem in terris (Pa MateretMagistra (Mãe e Mestra) o Papa João XXIII aborda a questão da Justiça diante das relaçõe a atenção sobre o valor das matérias primas e alimentos procedentes dos primeiro mundo. Na P Papa Paulo VI expressa o direito do desenvolvimento de todos os povos, afirmando que o desenv Solicitudo Rei Socialis (Solicitude da coisa social) o Papa fala do desenvolvimento humano autênt sociais modernos. Pe. Justino Fachini

3 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial Um verdadeiro Faxinal na Lapa 03 De nome novo, mas com uma históra antiga: a comunidade do Faxinal dos Paiol mantém sua tradição e costumes Muitas comunidades do interior da Lapa tem no primeiro nome FAXINAL. Localidades como Faxinal dos Corrêas, Faxinal dos Pretos, I Faxinal dos Castilhos, II Faxinal dos Castilhos entre outras. A origem do termo Faxinal vem dos moradores mais antigos do interior de muitos municípios do Paraná. Na Lapa, mais uma comunidade passa a ter seu primeiro nome de Faxinal. A comunidade do Mato Preto Paiol mudou de nome e passa a se chamar FAXINAL DOS PAIOL. O Instituto Terras Cartografia e Geociências expediu uma certidão de Auto-Reconhecimento Faxinalense. Sendo assim a comunidade agora se chama COMUNIDADE FAXINAL MATO PRETO PAIOL, pois é considerada uma comunidade faxinalense. Distante 40 kms da cidade da Lapa, a comunidade com cerca de 200 moradores tem 180 anos de existência. A origem do nome Faxinal, os costumes dos moradores dessa localidade e a tradição de quem mora nessas localidades é contada pelo Sr. Benedito de Jesus dos Santos, morador da comunidade do Faxinal dos Paiol. Povos Faxinalenses ainda mantém suas tradições Segundo o Sr. Benedito, o termo Faxinal é referente às terras tradicionalmente ocupadas para o uso comum de pastagens e florestas que levam a produção familiar dos moradores dessas comunidades faxinalenses, de acordo com as suas possibilidades. O pedaço de terra que fica próximo a casa dos moradores é destinado a criação livre de animais, por isso leva o nome de faxinal, porque os animais livres se alimentam das pastagens próximas a moradia dos faxinalenses e fazem uma faxina no terreno, aí o termo Faxinal. O terreno que usamos para a lavoura fica separado por uma divisa de cerca natural ou em outra área. Também preservamos a natureza, a mata nativa e seus recursos e a água, fonte vida de todo ser vivo, conta o morador. Esse sistema de produção familiar combina apropriação privada e comum dos recursos naturais, ou seja, todos tem a sua terra particular mas as usam em comum.is, especialmente as pastagens nativas, água, produtos florestais madeiráveis e não madeiráveis considerados essenciais a existência física e social é exercido de maneira livre e aberta conforme normas específicas definidas em consenso pelo grupo que mora nesse faxinal. Nos últimos tempos os povos faxinalenses enfrentaram muitas dificuldades em manter seus costumes. Devido à série de problemas que enfrentaram, começou um movimento articulado entre os mais de 200 Faxinais existentes no Paraná e os outros Faxinais, principalmente de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os povos faxinalenses lutaram e ainda continuam buscando espaço para reivindicar seus direitos étnicos e coletivos que antes não eram reconhecidos. Após vários encontros e depois de muita luta, conversa e trabalho, os povos faxinalenses conseguiram vitórias expressivas, como descobrir e reconhecer a identidade do povo faxinalense e conquistas quanto ao reconhecimento dos Faxinais pelo governo. Essa luta ganhou força quando os povos faxinalenses de muitos lugares no país, principalmente na região sul, se uniram e de forma coletiva e coordenada pela articulação puxirão dos povos faxinalenses, a APE. Articulação puxirão dos povos Faxinalenses O Que é um Faxinal: São terras tradicionalmente ocupadas para o uso comum de pastagens e florestas que designam situações em que a produção familiar, de acordo com suas possibilidades, combina apropriação privada e comum dos recursos naturais. O controle e uso dos recursos especialmente pastagens nativas, água, produtos florestais madeiráveis e não madeiráveis considerados essenciais á existência física e social é exercido de madeira livre e aberta conforme normas específicas consensualmente definidas pelo grupo social, denominadas acordos comunitários. São comuns ao sistema faxinal diversas expressões locais, a saber, criador comum aberto, criador comum cercado, criador de criação alta, mangueirão. Estas áreas são devidamente identificadas pelos grupos sociais locais devendo ser protegidas conforme legalmente previsto (constituição Brasileira, no que concerne ao patrimônio cultural, convenção 169 da organização internacional do trabalho OIT- promulgada pelo decreto federal 5.051, de 19 de abril de 2004, convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, promulgada pelo decreto Federal de 12 de abril de 2006, decreto de 7 de fevereiro de 2007). Povos e comunidades tradicionais: Conforme estabelece o decreto federal n 6.040, de 7 de fevereiro de 2007, que institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos povos e comunidades tradicionais, são os grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, religiosa, ancestral e econômica utilizando conhecimentos inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição. Como exemplo, pode ser citado os indígenas, quilombolas, faxinalenses, ribeirinhos, caiçaras e cipozeiros. Nas últimas décadas, os povos faxinalenses vinham enfrentando uma série de abusos e desrespeito contra sua cultura e modo de vida. Devido a esses conflitos que as comunidades faxinalenses ainda vêem sofrendo, começou uma movimentação para reivindicar seus direitos étnicos e coletivos que antes não tinham conhecimentos. Depois de vários encontros em reuniões, a luta mudou para melhor, pois em 1 lugar descobrimos nossa identidade fazendo o governo nos reconhecer como faxinalenses, em 2 lugar essa luta ganhou força quando começou a ser realizada de forma coletiva e coordenada pala ARTICULAÇÃO PUXIRÃO DOS POVOS FAXINALENSES (APF), e por último encontramos nosso lugar de direito e precisamos fazer valer essa condição por meio da organização e da luta!

4 04 Ação Evangelizadora Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial Obras & Obreiros Hilda Maria Rocha Hammerchmidt, nasceu na comunidade de Mato Preto Povinho onde passou sua infância. Seus pais muito católicos a educaram na fé cristã. Sua mãe preparava as crianças da comunidade para a catequese. Órfã de pai mudou-se com sua família para a Lapa residindo na Rua 13 de Maio participando das celebrações na Capela de Nossa Senhora dos Milagres. Foi nessa comunidade que fez a catequese no Núcleo de Catequese Nossa Senhora dos Milagres. Sempre presente nas atividades da Capela em uma reunião da comunidade com o Pároco Padre Tadeu, com o objetivo de renovação da catequese foi escolhida para assumir a coordenação da catequese. Assim iniciou suas atividades na Pastoral Catequetica e continua até os dias de hoje. Em 1993 foi convidada pelo Padre Jair para assumir o Ministério Extraordinário da Sagrada Eucaristia na Capela Nossa Senhora dos Milagres, pois as celebrações eram realizadas por Ministros de outros setores da Paróquia. Assumiu mais essa missão com muito amor e humildade. Disse que quando passou a residir na Vila do Príncipe conversou com o Pároco para continuar atuando na Comunidade dos Milagres, pois tem uma ligação muito forte com todos, cresceu com a comunidade, foi lá que descobriu sua missão, amadureceu a fé assumindo o serviço para a construção do Reino de Deus. Formou um Grupo de Reflexão na comunidade dos Milagres que continua em atividade e hoje coordena na comunidade Vila do Príncipe o Grupo de Reflexão Santa Bárbara. Foi em 2004 que assumiu a Coordenação Paroquial da Catequese, sempre disposta, trabalhando com uma equipe maravilhosa, que auxilia muito o trabalho da catequese na formação dos catequistas da Paróquia Santo Antonio, participando de reuniões e Encontros de Formação na Diocese de São José dos Pinhais para o crescimento da Pastoral. Hilda disse que todo o trabalho voluntário vale a pena para que o Reino de Deus aconteça e para que as pessoas tenham mais fé e vivam os valores do evangelho. É um trabalho de responsabilidade, muito gratificante quando se faz por e com amor e dedicação. No momento das dificuldades e cansaço físico lembra da frase: Quem ama não se cansa e se cansar ama o cansaço e isso reanima suas forças para seguir adiante no compromisso da evangelização. Feliz é todo batizado que desperta, descobre sua vocação, amadurece sua fé e se coloca a serviço. E feliz com sua missão agradece a comunidade de Nossa Senhora dos Milagres que a recebe com carinho. Admira muito essa comunidade que está sempre unida valorizando o esforço de cada um. O CPP e o Padre Emerson agradecem a essa obreira pela dedicação e disponibilidade nesse trabalho tão importante para a Pastoral, a comunidade, a Paróquia e para a Igreja. Que Deus lhe abençoe sempre. Daysi Mendes

5 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial Festa das Capelinhas 05 Festa das Capelinhas Desde a chegada do Pe. Emerson o Movimento das Capelinhas organiza todos os anos no primeiro domingo do mês de maio uma tradicional festa que reúne todos os zeladores e zeladoras das Capelinhas. A cada ano a festa foi ganhando proporção maior e hoje todo o município se reúne para degustar a tradicional costela a fogo de chão. Você é nosso convidado! Todos que recebem em suas casas a Capelinha venham celebrar e almoçar conosco!

6 06 Catequese Permanente Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial Adoração X Veneração Nós, católicos, somos comumente acusados de adorar imagens e santos, e de sermos idólatras, entre outros. Não sei quanto a você, mas, quantas vezes, eu já me vi em situações embaraçosas com irmãos de outras denominações religiosas no que diz respeito a esse assunto. E quando não conhecemos a doutrina de nossa Igreja, é muito comum sairmos dessas situações frustrados, ou coisa parecida. Na verdade, nós precisamos aprender mais sobre a nossa fé. Precisamos aprender aquilo que professamos. O católico não adora imagens. O católico venera os santos. Existe uma diferença entre adoração e veneração. Adorar = Prestar culto a... Venerar = Reverenciar, fazer memória, ter gra n- de respeito... Vamos ler a Bíblia no Ano da Fé? A adoração ocorre quando existe um culto no qual é envolvido um sacrifício. Se você pegar o Antigo Testamento, vai encontrar várias passagens bíblicas que mostram que quando os judeus iam adorar, ofereciam algum animal em sacrifício a Deus. Esse tipo de sacrifício é conhecido como sacrifício cruento, ou seja, com derramamento de sangue. Ao morrer por nós, na Cruz, Jesus se ofereceu em sacrifício por nós. Ofereceu sua Carne e o seu Sangue. Por isso, o chamamos de Cordeiro de Deus. Na celebração da santa Missa, nós renovamos (tornamos novo) esse sacrifício. Porém, no momento da Celebração Eucarística há o sacrifício incruento, ou seja, sem derramamento de sangue. A veneração é semelhante àquilo que os filhos têm para com os pais, quando pedem algo a estes, elogiando-os, agradecendo-os... Fazem isso porque admiram, respeitam e amam os pais. Percebe a diferença! Então quando alguém, que não conhece o real sentido da adoração, vê um católico venerando um santo, acaba o acusando de fazer algo a uma criatura que, segundo ele, só caberia ao Criador. Isso acontece porque eles não vivem a real dimensão da adoração. Nós, católicos, em especial, temos e devemos ter, sem medo, imagens dos santos e das santas de Deus em nossas casas. É importante reverenciá- -los, lembrando das virtudes e do amor deles por Jesus Cristo, e pedindo-lhes a intercessão junto a Deus. Afinal, eles estão no céu. Fazem parte do corpo místico da Igreja. A secretaria Paroquial recebeu inúmeros modelos de Bíblias da Ave Maria. Adquira a sua e inicie sua leitura orante e seu estudo bíblico neste Ano da Fé!

7 aio 2013 oletim Informativo Paroquial Catequese Permanente 07 Ascensão do Senhor É a Ascensão do Senhor o coroamento da sua Ressurreição. É a entrada oficial naquela glória que cabia ao Ressuscitado após as humilhações do Calvário, é à volta ao Pai já por Ele anunciada no dia da Páscoa: Subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus (Jo 20,17).E aos discípulos de Emaús: Não era preciso que o Messias sofresse estas coisas eque assim entrasse em sua glória? (Lc 24,26). Este modo de exprimir-se indica não tanto volta e glória futuras, mas imediatas, já presentes porque estritamente unidas à Ressurreição. Todavia, para confirmar os discípulos na fé, era necessário que tal acontecesse de modo visível, como se verificou quarenta dias depois da Páscoa. Aqueles que tinham visto o Senhor morrer na cruz, entre insultos e escárnios, precisavam ser testemunhas da sua suprema exaltação no céu. Também nos últimos sermões de Jesus resplandece sua majestade divina. Fala como quem tudo pode e prediz aos discípulos que em seu Nome expulsarão demônios, falarão novas línguas pegarão em serpentes e, se beberem algum veneno mortífero, não Ihes fará mal, imporão as mãos aos doentes e recobrarão a saúde (Mc 16, 17-18). Provam os Atos dos Apóstolos a realidade de tudo isto. Em seguida Lucas, tanto na conclusão do seu Evangelho como nos Atos, fala da grande promessa do Espírito Santo que confirma os Apóstolos na missão e nos poderes recebidos de Cristo: Eis que enviarei sobre vós o Prometido por meu Pai (Lc 24, 49). A glória de Cristo exaltado acima de toda criatura é, no pensamento paulino, a prova do que fará Deus por quem, aderindo a Cristo pela fé e pertencendo a Ele como membro do único Corpo de que é Cabeça, participará de sua sorte. Isto requer cristianismo autêntico: crer e alimentar firme esperança de que como hoje o fiel, nas tribulações da vida, participa da morte de Cristo, assim um dia participará da sua glória eterna. Corpus Christi No dia 30 de maio estaremos celebrando Corpus Christi. É a festa, onde os cristãos católicos, no mundo todo, louvam a Deus por este dom tão precioso: Jesus Vivo e presente na Eucaristia. O dia de Corpus Christi é na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma festa de preceito, isto é, para os católicos, é obrigatório participar da missa neste dia. Em muitas cidades, inclusive na nossa, é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa. Esta festividade de longa data se constitui uma tradição no Brasil, principalmente nas cidades históricas, que se revestem de práticas antigas e tradicionais e que são embelezadas com decorações de acordo com costumes locais. Os tapetes de rua são uma tradição e manifestação artística popular, confeccionados para a passagem da procissão de Corpus Christi. A tradição da confecção do tapete surgiu em Portugal e veio para o Brasil com os colonizadores. Os desenhos utilizados são variados, mas enfocam principalmente o tema Eucaristia. A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse: Este é o meu corpo... isto é o meu sangue... fazei isto em memória de mim. Segundo Santo Agostinho é um memorial de imenso benefício para os fiéis, deixado nas formas visíveis do pão e do vinhoem toda Santa Missa, mesmo que esta transformação da matéria não seja visível. Missa Solene de Corpus Christi Domingo 30 de maio às 15h no Santuário Diocesano de São Benedito. Logo após procissão com o ostensório pelas ruas da cidade. Pentecostes No daia 19 de maio nós, como Igreja, celebramos a solenidade da descida do Espírito Santo, Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, sobre a assembléia dos apóstolos reunidos em oração no Cenáculo. Jesus Cristo antes da Ascensão, disse aos seus que sofriam chorando a ausência futura, pois Ele voltaria ao Pai, Eu vou, mas enviarei o consolador que estará sempre com vocês. A promessa se cumpriu, nos Atos dos Apóstolos 2,1-11 podemos ler e meditar como aconteceu esta cena. O evangelista João (20,19-23) reafirma tal cena e sopra sobre eles para que recebam a paz que tira o medo. Além da paz, também receberam o Espírito Santo em plenitude, dando-lhes o poder de perdoar os pecados. Este mesmo Espírito está sobre a Igreja de Deus para nos inundar com sua Luz Bendita, chama que crepita o íntimo de nós; com seus sete dons nos aperfeiçoa e ilumina a nossa inteligência pela fé. Foi pela ação do Espírito que Pedro respondeu a pergunta de Jesus: Para vocês quem sou? Tu és o Cristo o Filho de Deus. Em nossos corações devemos pedir sempre as luzes do Espírito Santo para que dissipem as trevas do medo, da tibieza... De tudo que atrapalha a caminhada da comunidade. Programação de Missas Solenes de Pentecostes: Sábado 18/05 16h Matriz 19h Matriz Domingo 19/05 09h Santuário (Missa da Comissão Pastoral Juvenil) 10h30 Matriz 19h Santuário (Missa do CPP) Diácono Darci dos Santos

8 08 A Alegria dos Teólogos Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial O Papa Francisco chamado a restaurar a Igreja Por que Francisco? Porque São Francisco começou sua conversão ao ouvir o Crucifixo da capelinha de São Damião lhe dizer: Francisco, vai e restaura a minha casa; olhe que ela está em ruinas. Francisco tomou ao pé da letra estas palavras e reconstruiu a igrejinha da Porciúncula, que existe ainda em Assis, dentro de uma imensa catedral. Depois entendeu que se tratava de algo espiritual: restaurar a Igreja que Cristo resgatara com seu sangue. Foi então que começou seu movimento de renovação da Igreja, que era presidida pelo papa mais poderoso da história, Inocêncio III. Começou morando com os hansenianos e de braço com um deles ia pelos caminhos pregando o evangelho em língua popular e não em latim. É bom que se saiba que Francisco nunca foi padre, mas apenas diácono. Por que o cardeal Jorge Mario Bergoglio escolheu o nome de Francisco? A meu ver foi exatamente porque se deu conta de que a Igreja está em ruínas pela desmoralização dos vários escândalos que atingiram o que ela tinha de mais precioso: a moralidade e a credibilidade. Francisco não é um nome. É um projeto de Igreja, pobre, simples. É uma Igreja que anda pelos caminhos, junto com os últimos; que cria as primeiras comunidades de irmãos que rezam o breviário debaixo de árvores junto com os passarinhos. É uma Igreja ecológica que chama a todos os seres com a doce palavra de irmãos e irmãs. Francisco se mostrou obediente à Igreja dos papas e, ao mesmo tempo, seguiu seu próprio caminho com o evangelho da pobreza na mão. Escreveu o então teólogo Joseph Ratzinger: O não de Francisco àquele tipo imperial de Igreja não poderia ser mais radical, é o que chamaríamos de protesto profético. Ele não fala, simplesmente inaugura o novo. Creio que o Papa Francisco tem em mente uma Igreja assim, fora dos palácios e dos símbolos do poder. Mostrou-o ao aparecer em público. Normalmente os papas, e Ratizinger principalmente, punham sobre os ombros a mozeta, aquela capinha, cheia de brocados e ouro, que só os imperadores podiam usar. O Papa Francisco veio simplesmente vestido de branco. Três pontos são de ressaltar em sua fala inaugural, e são eólogos têm esperança na perspectiva do nome do Papa Francisco Os teólogos ao redor do mundo acolheram com boa impressão a escolha dos cardeais no Conclave. Além de Leonardo Boff, o BIP buscou palavras de teólogos do mundo todo para dar as boas-vindas ao nosso novo Santo Padre, o Papa Francisco. A uma unanimidade entre os teólogos em dizer: O nome é significativo. Papa Francisco pode indicar o tipo de simplicidade que Francisco defendia. Tina Beattie, professora de estudos católicos da Universidade de Roehampton, em Londres: Não há necessidade de repetir todos os desafios que o Papa Francisco irá enfrentar, e nós sabemos que ele herdou uma Igreja devastada e desolada. Para mim, nesta manhã, se este homem permanecer tão atencioso quanto tem sido com a voz dos pobres, se ele a tornar uma Igreja ouvinte, assim como ensinante, uma Igreja do povo, então eu, pessoalmente, vou aplaudir e agradecer silenciosamente a Deus. O nome Francisco implica não só humildade e compaixão, mas também cuidado com a criação e com todas as criaturas de Deus. O que mais podemos pedir? Aqui está um homem que pode trazer o humilde carpinteiro de Nazaré de volta para a vida da Igreja, lembrando que, por meio dele, todas as coisas foram feitas no nosso planeta ferido e maravilhoso. Agnes Brazal, professora de teologia da Escola de Teologia São Vicente, em Manila, Filipinas: Eu amo o nome do nosso novo papa Francisco! São Francisco de Assis simboliza as minhas esperanças por aquilo que a Igreja do século XXI deve encarnar: de grande significação simbólica. A primeira: disse que quer presidir na caridade. Isso desde a Reforma e nos melhores teólogos do ecumenismo era pedido. O Papa não deve presidir como um monarca absoluto, revestido de poder sagrado como o prevê o direito canônico. Segundo Jesus, deve presidir no amor e fortalecer a fé dos irmãos e irmãs. A segunda: deu centralidade ao Povo de Deus, tão realçada pelo Vaticano II e posta de lado pelos dois papas anteriores em favor da Hierarquia. O papa Francisco, humildemente, pede que o Povo de Deus reze por ele e o abençoe. Somente depois, ele abençoará o Povo de Deus. Isto significa: ele está aí para servir e não para ser servido. Pede que o ajudem a construir um caminho juntos. E clama por fraternidade para toda a humanidade, onde os seres humanos são se reconhecem como irmãos e irmãs, mas atados às forças da economia. Em terceiro: evitou toda a espetacularização da figura do Papa. Não estendeu os braços para saudar o povo. Ficou parado, imóvel, sério e sóbrio, diria, quase assustado. Apenas se via a figura branca que olhava com carinho para a multidão. Mas irradiava paz e confiança. Usou de humor falando sem uma retórica oficialista. Como um pastor fala aos seus fiéis. Leonardo Boff, teólogo e escritor o amor pelos pobres, expresso em termos de justiça social; a simplicidade do estilo de vida. Gary Macy, professor de teologia e historiador da Igreja da Santa Clara University: Ele escolheu um nome novo, nunca usado por um papa antes. Ele não está identificado com qualquer pontífice do passado, mas certamente com um dos santos mais populares dentro e fora do cristianismo. O novo papa escolheu o seu nome por Francisco de Assis, é o Irmão Sol que as pessoas vão lembrar mais frequentemente quando ouvirem esse nome. O Irmãozinho era conhecido pela sua humildade, pobreza, seu amor pela natureza. Isso demonstra que o novo papa quer se associar, mesmo que indiretamente, com essas características. Todas essas coisas indicam uma ruptura com o passado.

9 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial O Papa Francisco e o Futebol 09 Papa Francisco é fã de Futebol e torce para o San Lorenzo Francisco é torcedor de carteirinha do San Lorenzo e chegou a rezar missa no clube. O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, eleito papa em 13 de março com o nome Francisco, é declaradamente fã de futebol e torcedor do tradicional San Lorenzo de Almagro. O novo papa, nascido em Buenos Aires em 17 de dezembro de 1936, manifestou em diversas oportunidades a simpatia pelo time de Buenos Aires, fundado pelo padre Lorenzo Massa em Foi Bergoglio inclusive quem celebrou a missa de comemoração do centenário da agremiação. Francisco visitou o time do coração enquanto cardeal e foi presenteado com camisa e flâmula. Além disso, o novo papa adquiriu uma carteira de sócio da equipe 14 vezes campeã nacional no ano do centenário. A paixão pelo time do bairro de Boedo teria surgido na infância, quando frequentava o clube enquanto o pai jogava basquete. O jornal argentino Olé brincou com a maior santidade no país: Maradona, Messi... e agora San Lorenzo usará camisa com homenagem ao Papa Francisco O San Lorenzo usou no sábado dia 16 de março, em jogo contra o Colón, pelo Campeonato Argentino de futebol, uma camisa impressa com uma dedicatória a seu torcedor mais famoso, o papa Francisco. Rezamos por você, reze por nós, é a inscrição que estava na camisa azul-grená. A equipe, 12ª colocada na competição, esperava que a proteção papal lhe permitisse sair vitoriosa do estádio Estanislao López de Santa Fé no duelo pela sexta rodada, e deu certo, o Jorge Mario Bergoglio, eleito como o novo papa. Pela primeira vez na história, o máximo pontífice é argentino. E é torcedor do San Lorenzo, disse o veículo. O número de votos recebidos por cada cardeal no conclave não é divulgado pela Igreja. Paixão desde criança O San Lorenzo, fundado em 1908, é considerado um dos cinco grandes do futebol argentino e recebeu este nome em homenagem ao padre Lorenzo Massa, que recusou a honra e a redirecionou à batalha de San Lorenzo, na qual os espanhóis foram derrotados por separatistas, em Massa foi o responsável pela escolha das cores azul e grená e pelas listas verticais do escudo, em homenagem à Virgem Maria. Bergoglio, nascido em 1936, tem a paixão pelo San Lorenzo no sangue, já que seu pai foi jogador de basquete no clube. Em uma missa, ele chegou a citar a campanha vitoriosa do seu time em 1946, quando conquistou seu terceiro título nacional sem perder uma partida sequer. Hoje em dia, o clube vive outra realidade, ocupando San Lorenzo venceu por 1x0 e passou a sétima colocação do campeonato para maior alegria do Papa. O time dirigido por Juan Antonio Pizzi luta para se manter na primeira divisão, mas tem sua situação complicada por causa de sua baixa média de pontos nas três últimas temporadas (critério para o rebaixamento). O presidente do San Lorenzo, MatíasLammens, parabenizou o cardeal argentino Jorge Bergoglio após sua escolha como novo papa e afirmou que é um orgulho saber que ele gosta de futebol, como torcedor e sócio do clube. Saiba que para nós não é mais um papa ou o primeiro papa argentino, latino-americano ou jesuíta; é o papa do San Lorenzo, ou, na linguagem do futebol, o primeiro papa corvo, afirmou Lammens, referindo- -se ao apelido dos torcedores da equipe. Outra camisa do San Lorenzo, com o nome de Francisco e uma auréola branca de santo será enviada em breve ao sumo pontífice pela direção do clube. O BIP ao conversar com o Pe. Emerson apenas a 12ª posição do torneio final. Segundo um site de torcedores do San Lorenzo, Francisco passou bom tempo da visita ao clube relembrando a equipe que faturou o título do Campeonato Argentino de Os jogadores exaltados pelo cardeal foram Armando Farro, René Pontoni e Rinaldo Martino. Em 16 de março de 2008, Bergoglio fez sua última visita à equipe, que comemorava os 100 anos. Na ocasião, o cardeal foi convidado para celebrar a missa em alusão ao centenário e prometeu ajudar os dirigentes azul-grenás no combate à violência no esporte. perguntou se há possibilidade de um dia haver um Papa Coxa-Branca: Após risos nosso Pároco disse estar feliz com um Pontífice que gosta de futebol! Respondeu a nossa equipe: Eu tenho certeza que não serei Papa, mas tenho esperança nos meus irmãos Padre Alcione e Padre João Maria. Imaginem um Papa Coxa-Branca? Seria uma revolução (risos). Amante do San Lorenzo desde os seus dez anos, em 2008 foi homenageado pela diretoria do Clube como sócio benemérito de sua equipe do coração.

10 0 Novo Papa Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial O Amor de Deus nos dá o Papa Francisco A Igreja está em festa e mais uma vez glorificamos ao Senhor Deus pelo seu imenso amor por nós, concretizado na pessoa do Papa Francisco. Com a renúncia de Bento XVI, que considerei um gesto admirável de humildade, sensibilidade e inteligência, nossos corações experimentaram um vazio: Perdemos um Pai. Contudo, sabíamos que em breve Deus nos daria um Papa para as necessidades do tempo atuais. E nos deu... Obrigado, Senhor! Ao aparecer na janela da Basílica Vaticana, minha primeira reação foi de perplexidade, mas logo em seguida de grande alegria pelo seu rosto sereno, pela sua simplicidade ao apresentar-se sem o manto próprio de Sumo Pontífice, apenas com sua veste talar branca. Os sinais continuaram emergindo ao rezar pelo Papa emérito Bento XVI e, na minha consideração pessoal, ao inclinar-se em atitude de humildade e pedir que as pessoas, presentes na Praça São Pedro e no mundo inteiro, rezassem por ele. Confira a singeleza de suas palavras em três momentos, ao ser apresentado ao mundo todo: E agora iniciamos este caminho, Bispo e povo... este caminho da Igreja de Roma, que é aquela que preside a todas as Igrejas na caridade. Um caminho de fraternidade, de amor, de confiança entre nós. Rezemos sempre uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que haja uma grande fraternidade. E agora quero dar a Bênção, mas antes antes, peço- -vos um favor: antes de o Bispo abençoar o povo, peço- -vos que rezeis ao Senhor para que me abençoe a mim; é a oração do povo, pedindo a Bênção para o seu Bispo. Façamos em silêncio esta oração vossa por mim. Irmãos e irmãs, tenho de vos deixar. Muito obrigado pelo acolhimento! Rezai por mim e até breve! Ver- -nos-emos em breve: amanhã quero ir rezar aos pés de Nossa Senhora, para que guarde Roma inteira. Boa noite e bom descanso! Todos estes fatos e os ocorridos nos dias seguintes mostraram um caminho a ser seguido por todos os que colocam Jesus Cristo como Senhor de suas vidas, não apenas ao intitularem- -se cristãos nominalmente, mas no seguimento dos valores evangélicos. São notórias as atitudes do Filho de Deus que... existindo em forma divina, não se apegou ao ser igual a Deus, mas despojou-se, assumindo a forma de escravo e tornando-se semelhante ao ser humano. E encontrado em aspecto humano, humilhou-se, fazendo-se obediente até a morte, e morte de cruz! (Fil 2,5-8). O testemunho e a mensagem do Salvador nos convocam a atitudes de humildade, despojamento e serviço. O ministério petrino, isto é, a missão que foi confiada a Pedro e na continuidade da história a todos os papas, é exigente e supera toda e qualquer capacidade humana. O ministério papal inclui visibilizar o Cristo na terra, construir a unidade e a comunhão, apascentar o rebanho de Cristo com todas as consequências inerentes. Não cabe ao Papa fazer a própria vontade, perseguir ideias próprias, mas colocar-se à escuta, com a Igreja inteira, da Palavra e da vontade do Senhor e deixar-se guiar por Cristo, de forma que seja o próprio Senhor a guiar a Igreja. O que será que dá coragem a alguém para aceitar tão extenuante e dificílima missão? Recordo que Bento XVI, ao assumir o pontificado em 2005, disse que só é possível aceitar tal encargo na certeza da ressurreição de Cristo, o que torna a Igreja viva como o próprio Senhor que a instituiu: A Igreja é viva e nós vemos o Senhor, experimentamos a alegria que o Ressuscitado prometeu aos seus. A Igreja é viva porque Cristo está vivo, porque verdadeiramente ele ressuscitou. Não há dúvida nenhuma que a Igreja é conduzida pelo Espírito Santo e o próprio Jesus Cristo garante: Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos (Mt 28,20). Nenhum ser humano conseguiria, sozinho, sem a graça de Deus, sem a intercessão dos santos e sem a colegialidade episcopal, levar à frente o encargo de conduzir a Igreja fundada por Jesus Cristo. Com o pedido de que rezemos constantemente nas intenções do Santo Padre, concluo o presente artigo com as suas palavras na Missa com os Cardeais, celebrada na Capela Sistina no dia seguinte à eleição: Eu queria que, depois destes dias de graça, todos nós tivéssemos a coragem, sim a coragem, de caminhar na presença do Senhor, com a Cruz do Senhor; de edificar a Igreja sobre o sangue do Senhor, que é derramado na Cruz e de confessar como nossa única glória Cristo Crucificado. E assim a Igreja vai para diante. Faço votos de que, pela intercessão de Maria, nossa Mãe, o Espírito Santo conceda a todos nós esta graça: caminhar, edificar, confessar Jesus Cristo Crucificado. Assim seja. Restauradores de nossa Igreja. Dom Francisco Bach Bispo Diocesano

11 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial O Ano da Fé 11 rmas do Cristão para o Ano da Fé ivendo com intensidade o Ano da Fé precisamos beber de fontes de água viva. No Ano da Fé queremos convocar a comunidade ara a leitura da palavra de Deus, a Bíblia; para a leitura da doutrina da igreja, os catecismos; para a leitura da carta apostólica o Papa Emérito BentoXVI, porta fidei. A Porta da Fé Decidi proclamar o Ano da Fé. Este terá início a 11 de outubro de 2012, no cinqüentenário da abertura do Concílio Vaticano II, e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, a 24 de novembro de Na referida data de 11 de outubro de 2012, completar-se-ão também vinte anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, texto promulgado pelo meu predecessor, o bem-aventurado Papa João Paulo II, com o objetivo de ilustrar a todos os fiéis a força e a beleza da fé. Esta obra, verdadeiro fruto do Concílio Vaticano II, foi desejada pelo sínodo Extraordinário dos Bispos de 1985 como instrumento a serviço da catequese e foi realizada com a colaboração de todo o episcopado da Igreja Católica. E uma assembléia Geral do Sínodo dos Bispos foi convocada por mim, precisamente para o mês de outubro de 2012, tendo por tema A nova evangelização para a transmissão da fé cristã. Papa Beto XVI Biblía Ser discípulo exige intimidade com a Palavra de Deus e ter gosto por ela, tê-la como alimento para nossa fé. Por isto deve ser lida, escutada, meditada, rezada, contemplada e colocada em ação na convivência comunitária. No caminho do Ano da Fé, a Leitura Orante da Palavra de Deus é muito significativa e sugestionadora de novas atitudes de vida. É como beber na fonte de água pura e que dura para sempre. Catecismo Um catecismo deve apresentar, com fidelidade e de modo orgânico, o ensinamento da Sagrada Escritura, da Tradição Viva na Igreja e do Magistério Autentico, bem como a herança espiritual dos padres, dos Santos e das Santas da Igreja, para permitir conhecer melhor o mistério cristão e reavivar a fé do povo de Deus. Deve ter em conta as explicitações da doutrina que, no decurso dos tempos, o Espírito Santo sugeriu à Igreja. É também necessário que ajude a iluminar com a luz da fé, as novas situações e os problemas que ainda não tinham surgido no passado. João Paulo II Compêndio Com o Motu proprio de 28 de junho de 2005, o Papa Bento XVI promulgou o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, confiando-o a Igreja inteira para que esta possa reencontrar novo impulso no esforço renovado de evangelização e de educação da fé. O Compêndio é uma versão sintética do conteúdo do CATECISMO da Igreja Católica. Em forma de perguntas e respostas, trata-se de uma versão popular, breve e direta da doutrina da Igreja, ou seja, daquilo que você crê e vive. O objetivo do Compêndio é proporcionar aos católicos e outras pessoas interessadas uma explicação clara e direta da doutrina da fé católica sem entrar em discussões ou exposições teológicas. Para os espíritos sedentos de mais conhecimentos depois de ouvir da Igreja a explicação essencial sobre aquilo que ela ensina e em que crê, fica aberto o caminho para a leitura os escritos teológicos especializados (Dom Odilo Scherer, Bispo auxiliar de São Paulo e Secretário-geral da CNBB). YouCat Estudai o catecismo! / Esse é o desejo do meu coração. / Estudai o catecismo com paixão e perseverança! Para isso, sacrificai tempo! / Estudai-o no silencio do vosso quarto, / Lede-o enquanto casal se estiverdes namorando, Formai grupos de estudo e redes sociais, / Partilhai-o entre vós na Internet! / Tendes de saber em que credes. Tendes de estar enraizados na fé ainda mais profundamente / Que a geração dos vossos pais, Para enfrentar os desafios e as tentações deste tempo / Com força e determinação. Papa Bento XVI

12 2 Juventude Maio 2013 Boletim Informativo ParoquialB Prioridade Paroquial: Comissão Pastoral Juvenil A juventude é a esperança da igreja. Queremos este ano, mais do que sonhar, concretizar a realidade de uma comissão que pense o jovem a partir de suas perspectivas. Queremos uma juventude santa... Impulsionar o TLC, o Projeto Juventude Viva, mas mais do que isso: que todas as comunidades estejam envolvidas, enviando um jovem para responder ao chamado do senhor, lema da campanha: eis-me aqui, envia-me is 6, 8 Jovens com os Jovens Pe. Emerson Lipinski São Sebastião e Beata Laura Vicuña: Rogai pela Juventude! A juventude está se preparando para a Jornada Mundial da Juventude Rio2013, evento tão importante para a Igreja Católica e também para a integração entre os jovens do mundo inteiro com a proteção dos patronos e santos intercessores, escolhidos por serem considerados pais espirituais dos jovens peregrinos, aqueles que ajudarão a todos que participarão desse evento a trilhar o caminho da santidade. Foram escolhidos 05 patronos e 13 intercessores por estarem intimamente ligados ao espírito da JMJ Rio2013 e são provas de que a santidade é possível. Homens e mulheres que se deixaram conduzir pelo Espírito Santo, conhecidos como seguidores do Evangelho, que mesmo na juventude souberam escolher a melhor parte em suas vidas: Jesus Cristo e que viveram intensamente a felicidade de segui-lo. A história de suas vidas inspira-nos a cultivar suas virtudes e exemplos para ser seguidos pelos jovens. Dentre eles citamos o patrono São Sebastião, que foi defensor da Igreja como soldado e também como apóstolo dos confessores, daqueles que eram perseguidos por professarem a fé em Jesus Cristo. Preferiu a fidelidade a Cristo a toda e qualquer honra civil e militar e, por esse motivo, foi expulso do exército e morto na perseguição de Diocleciano no ano 300. Foi um jovem que testemunhou Cristo e o destaque na vida do Santo é a sua valentia e o amor ao Senhor Jesus. A JMJ o invoca como Soldado e mártir da fé. Que a sua missão e testemunho sejam lembrados como modelo para a juventude. Também destacamos a intercessora Beata Laura Vicuña invocada como mártir da pureza. Nascida no Chile, em 1891, aos 10 anos de idade fez a sua Primeira Comunhão e, a partir deste momento, fez o propósito de servir e amar a Deus com todas as suas forças esforçando-se por tornar Jesus conhecido e reparar as ofensas contra Ele. Para salvar a mãe que vivia no pecado, Laura com apenas 12 anos, ofereceu sua vida pela conversão da mãe. Foi tomada por uma grave enfermidade e chamada à presença de Deus. Tem seu dia comemorado em 22 de janeiro. Laura Vicuña é exemplo de vida para a juventude. Pureza, sacrifício e amor filial são virtudes que marcaram sua vida. Pela intercessão dos santos, roguemos a Deus que nessa JMJ 2013, os jovens sintam a mesma alegria que Jesus viveu na sua infância e juventude, uma alegria inspiradora que nos permite fazer a opção pela vida e vida em abundância e que alcancem o objetivo almejado, que é continuar vivendo e testemunhando ao mundo uma fé viva, transformadora, santificadora, mostrando o rosto de Cristo em cada jovem, passando de missionários para anunciadores de Jesus Cristo. São Sebastião e Santa Laura Vicuña rogai pelos jovens do mundo inteiro para que sejam renovados na fé e possam compartilhar entre si a vivência da espiritualidade e da santidade. Daysi Mendes

13 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial Juventude 13 Nova Coordenação Projeto Juventude Viva Celebramos o início de um novo tempo. Celebramos o clamor da juventude católica por um novo amanhecer. Uma nova coordenação é formada no Projeto Juventude Viva, eu como ex-coordenadora geral do grupo passo a missão para Luciana Neimann, Nilson Forgiarine e Elais Scheifer. Desejo que eles sejam iluminados pelo Espirito Santo e que encham seus corações de esperança para uma juventude viva e que nenhum obstáculo seja capaz de desanimá-los. Para o núcleo em geral que sejam unidos, pois juntos caminhamos sempre melhor. E agradeço a todos que puderam contribuir de alguma forma por esse tempo que estive coordenando e afirmo que coordenar não é uma missão fácil e um grupo só é fortalecido quando o grupo inteiro está unido desde os jovens do núcleo até todos os funcionários da Casa paroquial. Por fim, precisamos ajudar esse grupo que vai gerar novos frutos e vitórias e apoiar nessa nova caminhada. TLC tem nova Coordenadora Elais Sheffer Nilson Forgiarini Junior Luciana dos Santos Neimann Priscila Duarte Olá, caros amigos TLCistas e paroquianos. Durante a nossa caminhada, ou seja, durante nossa vida muitas vezes o rumo que se toma nem sempre é da forma que pensávamos, mas sim: tudo está nos planos de Deus. Estava me sentindo um inútil, incapaz de ajudar meus próprios pais. Depois de pensar muito para não fazer as coisas erradas e vendo que não daria conta de todos os meus compromissos (trabalho, faculdade, TLC, e família). Preciso estudar, mas para continuar não posso parar de trabalhar (pensei em trancar a faculdade), minha fé, força, ânimo e vontade de fazer algo, digamos que todas estas coisas vêm dos meus pais eraum momento em que eles sabiam que eu precisava muito deles. Mas como eles iriam me ajudar sendo que eles precisam da minha fé, força, ânimo e vontade para seguir o caminho. Antes de falar com todos resolvi ouvir o Pe. Emerson que além de padre sempre foi um amigo, irmão, um pai para a minha família, ele ouviu a minha decisão e aceitou. A decisão que eu tomei foi que eu deixaria a coordenação do movimento do TLCda Lapa, na conversa que tivemos falei a ele o nome de uma pessoa. Esta pessoa é muito competente, dedicada, tem muita fé, amor no coração e tem um espírito de liderançamuito forte. Esta pessoa é? PHAMELLA CRISTINA LAIBIDA SODRÉ, que exercia o cargo de vicecoordenadora. A partir de agora ela é a nova coordenadora. Não estou me afastando do TLC, muito menos da igreja. Estarei aqui sempre, para servir e ajudar, não foi fácil tomar esta decisão, mas não devia pensar em mim e sim no movimento do TLCantes de tudo, e o movimento não deve sofrer os resultados negativos meus. Decidi ficar mais perto dos meus pais, pois foram eles que me inseriram na igreja católica. A partir de agora éela a nova coordenadora. Avante Phamella, Deus capacita aquele que Ele escolhe. Estaremos juntos para que o precisar... Acima de tudo, que o TLC continua a formar jovens para Cristo e para Igreja. Que o Espírito Santo te conduza. Pai e mãe, são as únicas pessoas que são capazes de dar a vida por você! UM ABRAÇO Rafael Amarante Charane ex Coordenador do TLC Lapa-PR

14 4 Ação Evangelizadora Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial Momento da Familia - Casais em 2ª União Os divorciados, quando casados em segunda união no civil, assim como os amasiados, estão em situação irregular na Igreja. Por isso não podem receber os sacramentos da Reconciliação e da Eucaristia. Todavia são convidados a fazer comunhões espirituais, a participar dos serviços compatíveis com a sua situação, atividades sociais e de caridade, círculos bíblicos etc., confiantes na misericórdia do Pai que nos deu o Filho para salvar a todos. O Santo Padre João Paulo II, na Exortação Apostólica Familiaris Consortio, já havia sublinhado essa doutrina com palavras cheias de firmeza e de caridade: Exorto vivamente os pastores e a inteira comunidade dos fiéis a ajudar os divorciados (que vivem em segunda união), procurando, com caridade solícita, que eles não se considerem separados da Igreja, podendo, e melhor, devendo, enquanto batizados, participar da sua vida. Sejam exortados a ouvir a Palavra de Deus, a freqüentar o sacrifício da Missa, a perseverar na oração, a incrementar as obras de caridade e as iniciativas da comunidade em favor da justiça, a educar os filhos na fé cristã, a cultivar o espírito e as obras de penitencia, para assim implorar, dia a dia, a graça de Deus. Reze por eles a Igreja, encoraje-as, mostre-se mãe misericordiosa e sustente-os na fé e na esperança. (Texto do Diretório da Pastoral Familiar). O Papa Bento XVI no encontro Mundial das Famílias, em Milão, em 02 junho de 2012, reafirma as palavras do Papa João Paulo II e disse que é grande o sofrimento da igreja hoje com os casais de segunda união e que os individuas e as paróquias devem ajudar estas pessoas a suportar o sofrimento deste divorcio. A igreja diz que as ama e as acolhe, mas que eles sintam e vejam este amor. Isto é um grande desafio para uma paróquia, para toda a comunidade católica, fazer realmente o possível para que eles se sintam amados, aceitos, que não se sintam fora, mesmo não podendo receber a Eucaristia e o Sacramento da Confissão, mas jamais deixarem de conversar com o sacerdote, com um guia espiritual, de viver plenamente a igreja, que sintam a verdadeira presença do Corpo de Cristo na sua Comunhão Espiritual e que realmente encontrem a possibilidade de viver uma vida de fé, com a Palavra de Deus, com a comunhão da Igreja e que nenhum sofrimento é em vão e o Papa acrescenta: Penso que o sofrimento deles, se realmente interiormente aceito, pode ser um dom para a Igreja. Devem sabê-lo, que justamente assim servem a Igreja, estão no coração da Igreja. Obrigado pelo vosso empenho. Por tudo isso, fica nosso recado para todos os que vivem a segunda união, venha anunciar conosco a Palavra do Evangelho de Jesus, participando de todos os momentos que a igreja vive, sejam nas Missas, encontros, reuniões, pastorais e na caridade. Agende junto a Pastoral Familiar uma visita, deixando seu nome e endereço na Secretaria Paroquial, para maiores informações e esclarecimentos. A messe é grande de fato, mas faltam operários. Vamos assumir com coragem, confiança, comprometimento a nossa fé cristã para construirmos um mundo novo. Nulidade Matrimonial Diante das palavras de Jesus, não há solução para as pessoas que vivem uma segunda união, após terem recebido o Sacramento do Matrimônio e se separado? Sim, há uma solução e a maioria dos católicos que vive nessa situação não o sabe, seja por falta de compreensão do próprio Sacramento, seja por falta de uma catequese a esse respeito, seja porque a maioria dos sacerdotes não dá essa orientação, seja por outras razões. Jesus disse: O que Deus uniu o homem não separe. A partir dessa afirmação de Jesus, a Igreja pode abrir um processo canônico para verificar se houve realmente essa união por Deus. As condições em que o Matrimônio foi celebrado podem dar à Igreja, após longo, cuidadoso, refletido e prudente processo, a certeza de que o Matrimônio celebrado pode ser considerado nulo. Não se anula um Matrimônio, mas considera-se que sua celebração foi nula, isto é, não constituiu Sacramento, mesmo tendo havido a celebração, a bênção, a consumação e até mesmo a geração de filhos. Em outras palavras, esse casamento não existiu como Sacramento e, portanto, após a declaração de nulidade expedida pelo Tribunal Eclesiástico local e, após, devida autorização do Ordinário Local, no nosso caso, nosso Bispo Diocesano, as pessoas envolvidas poderiam celebrar não um novo matrimônio, mas um Matrimônio válido. Assim, algumas situações podem levar a Igreja a crer que uma celebração não constituiu matrimônio válido, ou seja, que é nulo, ou, em outras palavras, que Deus não uniu, pois faltaram condições para essa união sacramental. Por exemplo, casamentos contraídos já na infidelidade de uma ou de ambas as partes; engano de pessoa, ou seja, logo após o casamento um cônjuge revela ao outro uma personalidade bem diferente de quando estavam noivos; falta de liberdade para contrair o matrimônio; imaturidade para viver as responsabilidades matrimoniais; impedimentos chamados dirimentes e outras causas podem resultar na nulidade do matrimônio. Concluindo: quero com estas informações trazer uma grande esperança para os casais que estão em segunda união e com o cônjuge da primeira união vivo e que, por isso, estão impedidos de receberem os sacramentos da Igreja, anunciando que há a possibilidade de voltar à comunhão plena e retirar o impedimento através do processo canônico da Igreja. Como cada caso é um caso com detalhes bem diferentes que outro devido a isso leva a um encaminhamento diferente. Oriento que nossos fiéis que se encontram nessa situação procurem a secretaria paroquial da nossa Paróquia pra conversar com o Pe. Emerson e receberem orientações mais precisas para dar início ao processo de nulidade matrimonial.

15 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial Ação Evangelizadora 15 Alegria: Nossa Matriz vai ser Reformada! Graças a Deus a Divina Providência vem cuidando de nós e a Igreja Matriz vai receber a pequena reforma que merece. Meus caros, a Igreja é nossa, é o nosso Templo, nossa Casa de Oração. É a Matriz de Santo Antônio, é o Santuário da Mãe do Perpetuo Socorro, que nos enche os olhos todas as quartas-feiras de uma experiência linda de bênçãos e de graças! Sou grato a cada benfeitor generoso que doou seus vinte reais ou contribuiu até com mais, vendo que a causa é justa e importante. Já recebi em nossa Igreja um Engenheiro de som, dois engenheiros elétricos, três pintores, um artista sacro, especializado em Igrejas históricas e por fim uma restauradora de imagens. Críamos de antemão que com cem mil reais faríamos tudo, mas vimos que o restauro das imagens talvez estoure um pouco este orçamento. Há ainda a simetria dos nichos, a adequação do confessionário. Penso que os bancos (que muitos reclamam), e que são tombados pelo patrimônio histórico não vamos mexer agora, pois acresceria muito no valor proposto inicialmente. No próximo BIP apresentaremos os projetos. Sei que há uma discussão na comunidade sobre os quadros de via-sacra. Eles não são tombados pelo patrimônio histórico, mas acho justo que reflitamos juntos para que ninguém se julgue agredido em sua espiritualidade. Vamos conversar num momento apropriado: adequamos os quadros num formato mais adequado a nossa Igreja, elaborado por um artista, ou fazemos um restauro fotográfico das atuais, manchadas pela humidade e adequamos as molduras a arquitetura do templo? Não quero fazer nada sozinho... Sua opinião é de grande valia! Mas gente: CONTRIBUA! Totalizamos hoje um total de R$32060,00 e de 1340 doadores. Pessoal, quantos passam pela Matriz toda quarta? Podemos alcançar rapidinho nossa meta se você fizer a sua parte. Conto com você! Tem muita que não ajudou e pode. Procure a secretaria paroquial e demonstre a sua fé. Deus ama quem dá com alegria (ICOR). Pe. Emerson Lipinski Obras & Obreiros Bernardino Soler Gimenes, pessoa simples, humilde, carismática, é um obreiro que dá um testemunho de conversão de vida e de fé no Deus do impossível. Nasceu em Botucatu- SP, de família muito católica, participante das missas dominicais, foi educado na fé. Ainda criança sua família mudou-se para o Estado do Paraná e foi numa excursão, em visita a Lapa que conheceu a sua futura esposa. Então veio morar aqui abrindo uma firma de empreitada. Em 1996 passou a residir no Bairro São Lucas. Infelizmente em seu trabalho aconteceu imprevistos e problemas financeiros que o levou a encerrar a firma. A partir daí sua vida virou um transtorno e veio à depressão que também o levou a buscar ajuda no alcoolismo. Sua família procurava ajudá-lo a sair desse caminho, mas com o passar do tempo e sem resultados, foram se afastando a ponto de quase abandoná-lo à sua sorte. Seu Bernardino disse que pelas orações Deus lhe deu forças e o levou a aceitar o convite de conhecer o Grupo de Oração, uma benção que o ajudou a sair do fundo do poço e persistir a participar dos encontros com fé e amor a Jesus Eucarístico. Contou que sua mudança de vida o levou em 2010, a regularizar o sacramento do matrimônio, pois apenas convivia maritalmente com sua esposa e isso aumentou a felicidade da família. Foi com imensa alegria que em 2011 aceitou o convite do Padre Emerson para ser Ministro da Sagrada Eucaristia atuando na Comunidade de Missão São Lucas. Hoje, mesmo com pouco estudo, mas com muito amor, faz a Celebração da Palavra aos domingos, a via sacra no tempo da quaresma, leva a eucaristia para os doentes da comunidade e visita as famílias levando uma palavra de esperança. A fé dos doentes, a alegria deles em receber a Eucaristia fortalece mais a sua caminhada e a sua missão. Também atua na Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nas quartas-feiras. Fica triste por não ter uma capela no Bairro São Lucas, mas confia na providência de Deus que faz milagres na nossa vida. Seu Bernardino ama seu trabalho na Igreja e disse que enquanto tiver forças vai servir a Jesus que lhe devolveu a alegria de viver. Agradece a Deus pelos amigos Anselmo e D. Josefa que também lhe ajudou muito, pelo convite, por toda oração que fizeram para sua recuperação e a volta para a Igreja, para um novo caminho iluminado pelo Espírito Santo. São pessoas abençoadas que cruzam nosso caminho para o nosso bem. Padre Emerson e o CPP agradecem a esse obreiro que é um exemplo de conversão para todos nós e que Deus o ilumine sempre. Daysi Mendes

16 6 No meu Interior tem Deus Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial Somos uma Paróquia missionária. Enquanto a evangelização acontece no Santuário Diocesano de São Benedito, na Igreja Matriz, nas novenas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro... Deus solidifica a Ação Evangelizadora e missionária em nosso interior. Capela Nossa Senhora da Luz - Capão Bonito O Conselho de Assuntos Econômicos Comunitário (CAEC) junto com a comunidade de Capão Bonito. Está se organizando para realizar neste ano de 2013 a reforma e ampliação da capela. Com o objetivo de aumentar o número de lugares, para que a comunidade possa participar das missas e celebrações da palavra com melhor acomodação. Os Conselhos (CAECs) junto com a comunidade de Capão Bonito vem ao longo dos anos realizando construções e melhorias. Quando o atual conselho assumiu, a comunidade já contava com a capela, com salas de catequese e salão de festas. Atualmente foi realizado reformas, melhorias e ampliação do pátio da capela. Com o apoio da comunidade o CAEC está se organizando para realizar neste ano de 2013 a reforma e ampliação da capela. Com o objetivo de aumentar o número de lugares, para que a comunidade possa participar das missas e celebrações da palavra com melhor acomodação. Nossa Paróquia respira missão - Lavrinhas Nossa Paróquia respira missão. Somos de fato missionários, e não cruzamos os braços diante dos chamamentos que Deus nos faz. No programa Desperta pela Vida na rádio legendária sempre recebemos mensagens de um povo animado que se diziam moradores de Lavrinhas. Belo dia perguntei pra este povo em qual comunidade participavam da missa, e descobri quão longe estão da Casa do Senhor. Muitos tem o recurso do automóvel, mas há aqueles que não tem. Pensei na catequese para as crianças... Senti no meu coração há responsabilidade de Pastor, pois vi que era um povo longe do aprisco. Enquanto o padre se organizava para ir em missão nas Lavrinhas, a Virgem Maria passava a minha frente. Minhas coordenadoras do Movimento das Capelinhas montaram uma bela capelinha e me disseram: Padre, vamos levar Nossa Senhora em Lavrinhas! Emocionei-me e na rabeira da Mãe de Deus e Nossa fui celebrar a primeira Missa junto aquele povo lindo. Foi como no tempo dos primeiros cristãos... Nos reunimos na Casa da Dona Noili e partilhamos o pão e a Palavra de Deus. Para Maior Gloria de Deus começamos uma nova Comunidade de Missão em nossa Paróquia: Comunidade Santa Luzia. No início vamos celebrar uma vez por mês na casa de um membro da comunidade. Já temos uma mensageira para a capelinha, uma tecladista e vozes bem afinadas. Que Deus dê unidade e abençoe este Povo que o recebe de braços abertos. Que a Missão permita que Cristo chegue mais perto do coração do Povo de Deus!

17 Maio 2013 oletim Informativo Paroquial Ação Evangelizadora 17 Olá Lapa! Somos o Centro Cultural Humaitá - Centro de Estudo, Pesquisa e Informação sobre a cultura negra. Pedimos licença para pisar seu solo sagrado, repleto de histórias, estórias e contribuições das várias etnias. Estamos aqui na Lapa para contribuir de alguma forma com a luta dos nossos irmãos que aqui viveram e vivem. Pedimos a benção à Deus, aos mais velhos, à São Benedito, à Santo Antônio, para que possamos contribuir de alguma forma para o crescimento desta bela cidade. Dentre os vários prêmios que já ganhamos, um nos deixou especialmente honrados: o Prêmio Pablo Neruda de Direitos Humanos, por nosso trabalho de combate ao racismo velado, estrutural e institucional. Nosso namoro com a Lapa começou durante as gravações do filme Cafundó. Mais tarde tivemos a informação de que a Lapa abriga um Patrimônio Imaterial de inestimável valor: uma Congada. Em 2009, a família Ferreira, zeladora desta tradição na Lapa, foi agraciada com premiação Orirerê, palavra Iorubá que significa Cabeças Iluminadas, na Assembléia Legislativa do Paraná. A cerimônia é realizada desde 2009, pelo Centro Cultural Humaitá, afim de valorizar a dar visibilidade àqueles/as que fazem e fizeram a arte e a cultura afro florescer em nosso Estado. Desde 1968, quando o Brasil assumiu os compromissos da Convenção das Nações Unidas para a Eliminação de todas as Formas de Discriminação Racial, várias ações vem sendo desenvolvidas em diversos âmbitos para combater o racismo e seus malefícios em nossa sociedade. Em 2011, por exemplo, o mundo celebrou o Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes. Esta iniciativa da ONU visava estimular os Estados na desconstrução dos poderosos mecanismos racistas desenvolvidos em todo o mundo, como por exemplo o impedimento ou dificuldade de acesso à educação, à saúde, à sua própria história e ao mercado de trabalho. Percebendo que um ano foi pouco para uma empreitada tão difícil, foi declarado que, de 2013 até 2022, celebraremos o Decênio dos Afrodescendentes. Muita coisa precisa ser feita para reverter o silêncio em que os saberes indígenas e africanas foram aprisionados, bem como para desmantelar as arapucas psicológicas armadas no imaginário social para induzir o racismo imperceptível que atinge diretamente a nossa auto-estima e, principalmente, a das nossas crianças. Pouco conhecemos do continente africano, lugar de origem da Humanidade. Mas graças à Lei , que em 2013 completa 10 anos, nossas escolas incluem a História e Cultura Indígena, Africana e Afrobrasileira em sala de aula. Muitas histórias africanas são interessantes para ajudar a reverter este quadro de exclusão. Hoje nossas crianças aprendem que a África é berço da Humanidade, berço de saberes, de ciências, de religiões, de prêmios Nobels, artistas, esportistas, lugares paradisíacos, civilizações milenares, muitas com tecnologias mais desenvolvidas que as européias, na sua época. A história de São Benedito, por exemplo, nos leva até a Etiópia, único país não colonizado da África. País da Rainha de Sabá, esposa do Rei Salomão, que louvava à Deus cantando e tocando adufe (pandeiro). Continente da Rainha Ginga, mencionada na Congada,que realmente existiu e foi uma brilhante estadista, resistindo bravamente à opressão portuguesa durante toda a sua vida. Seu corpo morreu, mas seu nome permanece vivo nas tradições, nas Congadas, nos Reisados, na Capoeira. Queremos agradecer especialmente à Deus, que na África se chama Olorum ou Zambi, conforme o povo, por ter dado ao Padre Emerson Lipinski a sensibilidade e a inspiração para contribuir tão decisivamente nesta luta por justiça social e isonomia para o povo afroparanaense. Mandela disse: se fomos ensinados à odiar, podemos aprender à amar. Afinal, o amor e o respeito são as maiores riquezas da Humanidade. Axé! Centro Cultural Humaita Temos todos, por ação ou omissão, estímulo ou incompreensão, a responsabilidade dos fatos da História. Teotônio Vilela NEM CPC, NEM CAEC... CONSELHO DAS COMUNIDADES Minha primeira impressão de nosso 2º Bispo Diocesano vem sendo a das melhores. A exemplo de Dom Ladislau, mostra-se pastoralista, mas distinto de seu predecessor, vem com gás e energia renovada. Algo que ele pincelou e eu já abracei é a mudança dos conselhos das comunidades... Não mais dois, mas um único, com o mesmo intuito e primando pela unidade, pela pastoral e pela evangelização. E a economia padre? Vamos no conselho da comunidade nomear um ecônomo, alguém que cuidará da economia, do patrimônio e das necessidades financeiras da comunidade. Junto dele obviamente necessitaremos um tesoureiro, para cuidar do dinheirinho e fechar o caixa. Eu padre Emerson me esforçarei para participar de algumas reuniões dos conselhos que devem ter ao meu ver dois intuitos em seu surgimento: Unidade Pastoral e missionaridade para preencher as lacunas de nossas comunidades... Pe. Emerson Lipinski

18 8 Espaço do Dizimista Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial s Dez Mandamentos do Dizimista 1º. SOU DIZIMISTA POR QUE AMO A DEUS E AMO O MEU PRÓXIMO. Partilho com alegria, conforme manda o meu coração. (2Cor 9-7). 2º. SOU DIZIMISTA, POR QUE RECONHEÇO QUE TUDO RECEBO DE DEUS. O Senhor é meu pastor, nada me faltará. (Salmo 23). 3º. SOU DIZIMISTA POR QUE MINHA GRATIDÃO A DEUS ME LEVA A DEVOLVER UM POUCO DO MUITO QUE RECEBO. Não foram dez os curados? Onde estão os outros nove? Só um voltou para dar glória a Deus? (Lc17,11-19). 4º. SOU DIZIMISTA POR QUE ACEITO COMO PALAVRA DE DEUS O QUE LEIO NA BÍBLIA, E SEI QUE O DÍZIMO É FONTE DE BENÇÃOS. Trazei o dízimo integral ao templo para que haja alimento em minha casa Ml 3,10). Esta pobre viúva deu mais que todos os outros. (Lc 21,1-4); 5º. SOU DIZIMISTA PORQUE CREIO E CONFIO EM DEUS PAI; MINHA CONTRIBUIÇÃO É PROVA DE FÉ E DE CONFIANÇA. Olhai as aves do céu, olhai os lírios do campo, Muito mais o Pai cuidará de vós (Mt 6,25-31). 6º. SOU DIZIMISTA POR QUE O ATO DE PARTILHAR DESTRÓI O MEU EGOÍSMO. Insensato, hoje morrerás. De que te valeu ter acumulado tantos tesouros? (Lc 12,16-21) O amor cobre uma multidão de pecados (Pd 4,8). 7º. SOU DIZIMISTA POR QUE CREIO NA VIDA CRISTÃ EM COMUNIDADE. Onde dois ou mais se juntarem em meu nome, eu estarei no meio deles (Mt 18,20). 8º. SOU DIZIMISTA PORQUE DEUS, O ÚNICO PAI VERDADEIRAMENTE RICO, NÃO QUER NIN- GUÉM PASSANDO NECESSIDADE. Tudo o que fizestes a um dos meus irmãos mais pequenos, a mim o fizestes (Mt 25,40). 9º. SOU DIZIMISTA PORQUE GOSTO DEE VIVER EM LIBERDADE E ALEGRIA, CELEBRANDO DES- DE JÁ A VIDA PLENA. Vou preparar-vos um lugar (Jo 14,1-5). Vinde, benditos de meu pai (Mt 25,34). 10º. SOU DIZIMISTA PORQUE QUERO VER MINHA COMUNIDADE CRESCER E MINHA IGREJA TES- TEMUNHAR O EVANGELHO DE JESUS NO MUNDO. Ide por toda a terra, pregai a boa nova. Batizai em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28, O dízimo é expressão forte de comunidade. Na medida que tomamos consciência de que somos Igreja, que professamos a mesma fé em Jesus Cristo, á medida que queremos permanecer unidos a Jesus pelo amor fraterno, vamos nos sentindo responsáveis uns pelos outros. Esta co-responsabilidade nos torna cada vez mais irmãos, mais comungantes da vontade do Espírito Santo. Ao reconhecermos esta condição de unidade, devemos reconhecer também, que o dízimo está ligado a este compromisso, e que por ele expressamos concretamente nossa preocupação com o irmão mais necessitado da comunidade. Dar o dízimo como expressão da comunhão fraterna significa crer que tudo estamos recebendo de Deus. Recados sobre o dízimo Caro Dizimista, se você é aniversariante do mês e seu nome não consta na lista divulgada no BIP, compareça na Casa Paroquial e atualize o seu cadastro. Preencher corretamente os dados no envelope e anotar o valor depositado. A pastoral do dízimo agradece a todos os dizimistas e parabeniza os aniversariantes do mês de abril. Que o cristo ressuscitado permaneça no coração de todos e que as bênçãos de Deus sejam abundantes. A arrecadação do dízimo do mês de fevereiro de 2013 foi de R$ ,15. Lucia V. P. Pierin Aniversariantes Dizimistas 01/04... Micheli Knopik Muller 01/04...Sirlei Dalberto 02/04...Tereza Gonçalves 02/04... Thais Vieira Cangussu 04/04...Jeferson Taborda Mendes 04/04... Somara de A. Pinto 05/04... Cleidiane Aparecida Wega Ribeiro 06/04...Maria Rosangela N Heinemann 06/04...Dilvete Waleshi 06/04...Maria Rosangela N Heinemann 07/04... Antonio Schuster 07/04...Darci Amado Zana 08/04...Idete Schmidt Costa 09/04...Margarida Santa Ribeiro Correa 10/04... Lindoia Miranda Batista 10/04... Leonora Mendes Horning 11/04... Solange do Rocio Garcia Bortoleto 11/04... Everaldo Lacowicz 12/04...Reginaldo A. dos Santos 12/04... Pedro da Silveira Coelho 13/04...Marcia Aparecida Ferreira 14/04... Edemar Martinelli 15/04... Jorge Luiz Rodrigues Barbosa 15/04... Daniel FagundeS 15/04... Algacir Machado 15/04... Mônica Dezatenicki Mendes 15/04... Algacir Machado 19/04... Lucia Veronica Piovezan Pierin 19/04... Maria B.Gonçalves de Lara 21/04... Olga Mendes 21/04... Lourenço de Andrade 22/04...Antonio Fernando Ferrari 22/04...Luzia Aparecida Vieira de Chaves 23/04...Soeli de Fátima de Oliveira Murbach 23/04... Pedro Chicorski 23/04... Catarina Pierin 24/04...Eva Ferreira Fernandes 24/04... Terezinha Bonczkoviski Mendes 24/04... Adriana Mildemberg Deda 24/04...Eva Ferreira Fernandes 25/04...Benedito Murbach 25/04... Orival Mendes de Oliveira 25/04... Tereza dos Santos Camargo 26/04... Bianca Rosali Urbaniki Ribeiro 27/04...Adriana Fonseca Mendes 27/04... José Augusto Pinto Cardoso 29/04... Clair Branco 29/04...Rosangela Rain Buchiner 30/04... Jorge Luiz dos Santos Ferreira 30/04...Maria de Lima Cardoso

19 aio 2013 oletim Informativo Paroquial Agenda 19 Agenda de Missas Datas das Primeiras Eucaristias 05/04 (Sexta) 08h30 Educandário 14h30 Santuário (Assembleia das Capelinhas) 14h30 Hospital São Sebastião 16h Vicentinos 18h Rio da Areia 19h Lavrinhas 06/04 (Sábado) 14h Johannesdorf 16h Passa Dois 16h Matriz 16h Floresta São João 17h30 Vila Esperança 17h30 João Paulo II 18h Cohapar 19h Matriz 19h Paiquerê 07/04 (Domingo) 08h30 Km h Santuário 09h Estação Nova 10h30 Matriz 10h30 Canoeiro 10h30 Vila São José 11h Espigãozinho 13h São Bento II 19h Santuário 13/04 (Sábado) 16h Vista Alegre 16h Mato Preto Povinho 16h Matriz Confissões para 1ª Eucaristia Dia 06/04 (Sábado) 08h30 Santa Teresinha 10h Johannesdorf 10h30 Km 202 (Passa Dois e Km 202) 11h Cohapar (Cohapar e São Lucas) 18h Mato Preto Machado 18h Campina das Dores 19h Matriz 19h30 Faxinal dos Paiol 19h30 Espigão Branco 14/04 (Domingo) 09h Santuário 09h Santos Reis 09h Fazenda Lagoa Dourada 10h30 Palmital de Cima 10h30 Matriz 10h30 Fazenda dos Forjos 13h30 Marafigo 14h II Passa Dois 19h Santuário 20/04 (Sábado) 14h Faxinal dos Dias 16h Faxinal dos Castilhos 16h Santa Regina 16h Matriz 16h Água Azul de Cima 17h30 Barra dos Melos 18h Água Azul de Baixo 18h Bonito 19h Matriz 19h30 Barreiro Grande 19h30 Mato Queimado 21/04 (Domingo) 09h Palmital de Baixo 09h Vila do Príncipe 09h Santuário 10h30 Km 202 Dia 07/04 (Domingo) 08h Km h30 Espigãozinho (Espigãozinho, Pedra Alta, e Faxinal dos Pintos) 10h Canoeiro (Água Azul de Cima, Água Azul de Baixo, Canoeiro) Dia 13/04 (Sábado) 08h30 Matriz (Milagres, Núcleo Santo Antonio e Núcleo São Benedito) Dia 14/04 (Domingo) 08h30 Santos Reis (Santos Reis e Carqueja) 10h30 Palmital de Cima (Palmital de Cima, Palmital de Baixo e Mato Queimado) Dia 20/04 (Sábado) 08h Estação 08h30 Vista Alegre 08h30 Vila São José 09h Vila Esperança 10h30 Carqueja 10h30 Matriz 15h30 São Bento I 19h Santuário 26/04 (Sexta) 18h Pedrinhas 20h Pinheiros 27/04 (Sábado) 14h I Faxinal 15h30 II Faxinal 16h Matriz 17h Pedra Alta 18h São Lucas 19h Matriz 19h Vila José Lacerda 19h30 Vila São José 28/04 (Domingo) 08h Santo Amaro 09h Santuário 09h Campo de Telha 09h Faxinal dos Pretos 09h30 Faxinal dos Correas 10h30 Capão Alto 10h30 Colônia Municipal 10h30 Matriz 11h Pedra Lisa 16h Capão Bonito 17h30 Faxinal dos Pintos 19h Santuário 19h Milagres 09h Santo Amaro 09h Faxinal dos Correas 09h30 Vila José Lacerda 09h30 Campina das Dores 10h Espigão Branco 10h30 Pedra Lisa 11h Fazenda dos Forjos 11h30 João Paulo II 12h Paiquerê 13h30 Faxinal dos Dias (I Faxinal, II Faxinal e Faxinal dos Dias) 15h30 Santa Regina (Santa Regina, Mato Preto Povinho, Paiol e Machado) 17h30 Bonito 19h15 Barreiro Grande (Barreiro Grande e Rio da Areia) Dia 27/04 (Sábado) 09h Capão Bonito 04/05 (Sábado) 09h Colônia Municipal 10h Pedrinhas 10h30 São Bento II 11h São Bento I Dia 06/04 (Sábado) 14h Johannesdorf 16h Passa Dois (Passa Dois e Km 202) 18h Cohapar Dia 07/04 (Domingo) 08h30 Km h Espigãozinho (Pedra Alta, Espigãozinho e Faxinal dos Pintos) 10h30 Canoeiro (Água Azul de Cima, Água Azul de Baixo e Canoeiro) 14h Santuário (Vila do Príncipe) Dia 14/04 (Domingo) 09h Santos Reis (Santos Reis e Carqueja 5 crianças) 11h Palmital de Cima (Palmital de Cima, Palmital de Baixo e Mato Queimado 10 crianças) Dia 20/04 (Sábado) 14h Faxinal dos Dias (I Faxinal, Faxinal dos Dias, e II Faxinal) 16h Santa Regina (Santa Regina, Mato Preto Povinho, Paiol e Machado) 18h Bonito 19h30 Barreiro Grande (Barreiro Grande e Rio da Areia) 19h30 Santuário (Estação, Vila São José, José Lacerda, Vila Esperança, Capão Alto, São Lucas e Marafigo) Dia 28/04 (Domingo) 08h Santo Amaro (Santo Amaro e Vista Alegre) 09h30 Faxinal dos Correas (Faxinal dos Correas e Campina das Dores) 11h Pedra Lisa (Espigão Branco, Pedra Lisa e Fazenda dos Forjos, Paiquerê e João Paulo II) 15h Santuário (Núcleos Santo Antonio e São Benedito) 19h Milagres Dia 04/05 (Sábado) 15h30 Colônia Municipal 17h30 São Bento I (São Bento I, São Bento II, Pedrinhas e Pinheiros) 19h30 Capão Bonito Comunicados Dia 05/04 Assembleia Semestral do Movimento das Capelinhas. Das 09h ás 15h30 no Santuário Diocesano de São Benedito. É indispensável a presença de todos os membros do movimento para formação, calendário e encontro com o Pároco. Dia 07/04 formação permanente para catequistas e formação para catequistas iniciantes dos setores Marafigo, São Bento, Johannesdorf e Campina das Dores. Das 09h às 16h na Cohapar. Haverá ônibus saindo da Igreja Matriz às 08h30. Dia 21/04 retiro espiritual para os Mesc s dos setores Marafigo, São Bento e Colônia Municipal. Das 08h às 17h no São Bento I. Levar bíblia e não esquecer de marcar horário para atendimento pessoal com o Pe. Emerson. Dia 28/04 formação permanente para catequistas e formação para catequistas iniciantes dos setores Faxinal, Pedra Alta, Mato Preto, Palmital e Água Azul. Das 09h às 16h na Cohapar. Haverá ônibus saindo da Igreja Matriz às 08h30.

20 20 Momentos Maio 2013 Boletim Informativo Paroquial Coordenação Paroquial de catequese se reúne com os coordenadores de catequese das comunidades. Pe. Justino preside Missa para Associação de moradores Amigos do Bairro. Projeto Juventude Viva representa os jovens lapianos no Bote Fé diocesano. Pe. Emerson reúne-se com os Mesc s da Paróquia para formação permanente. Pastoral Familiar realiza encontro com noivos. Coroinhas se divertem em noite do pijama. Comunidade da Vista alegre realiza a I Festa da Cavalgada. Catecumenato de adultos: Pe. Justino celebra os Sacramentos da Iniciação Cristã. Diác. Antonio Correa reza com a comunidade da Matriz exercício espiritual da quaresma: Via-Sacra.

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos.

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos. Músicas para Páscoa AO PARTIRMOS O PÃO E C#m #m B7 E7 A C#M Refr.: Ao partirmos o pão reconhecemos/ Jesus Cristo por nós ressuscitado./ Sua paz B7 E A B7 E recebemos e levamos,/ Ao nosso irmão que está

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto Rita de Sá Freire Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto No dia 4 de agosto, a Igreja comemora São João Maria Vianney, Padroeiro dos Padres. Gostaria de prestar

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

A Bíblia afirma que Jesus é Deus

A Bíblia afirma que Jesus é Deus A Bíblia afirma que Jesus é Deus Há pessoas (inclusive grupos religiosos) que entendem que Jesus foi apenas um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta. Mas a Bíblia nos ensina que Jesus

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO

JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO ORIENTAÇÕES BÁSICAS JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO JPEG é Jovens em Pequenos Grupos. A nova identidade dos pequenos grupos para jovens. NECESSIDADE DE ORGANIZAÇÃO DA IGREJA PEQUENOS GRUPOS Pequenos grupos

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia.

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Caríssimos Irmãos e Irmãs: Assim que Maria Madalena vira o túmulo vazio, correu à Jerusalém atrás de Pedro e João. Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica OBLATOS ORIONITAS linhas de vida espiritual e apostólica Motivos inspiradores da oblação orionita laical O "carisma" que o Senhor concede a um fundador, é um dom para o bem de toda a Igreja. O carisma

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

Sagrado Coração de Jesus

Sagrado Coração de Jesus Trezena em honra ao Sagrado Coração de Jesus Com reflexões sobre suas doze promessas a Santa Margarida Maria de Alacoque EDITORA AVE-MARIA Introdução Antes de o prezado leitor iniciar esta Trezena em honra

Leia mais

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1 Bíblia Sagrada Novo Testamento Primeira Epístola de São João virtualbooks.com.br 1 Capítulo 1 1 O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros DEUS SE REVELA ATRAVÉS DOS OUTROS Ser Marista com os outros: Experimentar caminhos de vida marista comunitariamente INTRODUÇÃO

Leia mais

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA JORNADA DE ORAÇÃO 2010 MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA Apresentação do santuário de NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO (Padroeira do Haiti) Porto Príncipe, República do Haiti Jornada Mundial de Oração 10

Leia mais

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros O António estudou as razões por que os crentes da Igreja primitiva se reuniam. Observou que muitos tipos de necessidades reuniam os crentes a necessidade de ensino,

Leia mais

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA Introdução: A devoção à Sagrada Família alcançou grande popularidade no século XVII, propagando-se rapidamente não só na Europa, mas também nos países da América. A festa, instituída

Leia mais

Boa sorte e que Deus abençoe muito seu esforço.

Boa sorte e que Deus abençoe muito seu esforço. Aqui está um tipo de apresentação que pode ser usada para fins específicos. Poderá servir para um encontro de oração, um retiro, uma reflexão sobre o perdão ou sobre a Misericórdia e grandeza do coração

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus 1ª Carta de João A Palavra da Vida 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e o que as nossas mãos apalparam da Palavra da Vida 2 vida esta que

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Por Rogério Soares Coordenador Estadual da RCC São Paulo Grupo de Oração Kénosis

Por Rogério Soares Coordenador Estadual da RCC São Paulo Grupo de Oração Kénosis Grupos de Oração sem a experiência do Batismo no Espírito Santo, exercício dos carismas e o cultivo da vivência fraterna, revelam uma face desfigurada da RCC. Reflitamos a esse respeito tendo por base

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014 Dia Dia da JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ 31 MISSA NA SÃO MATEUS 20H 01 Quarta SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA/ MISSA NA CAPELA SANTO ANTONIO 10H 2 MISSA NA SÃO MATEUS 19H30 3 HORARIO NORMAL

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

LIBERTANDO OS CATIVOS

LIBERTANDO OS CATIVOS LIBERTANDO OS CATIVOS Lucas 14 : 1 24 Parábola sobre uma grande ceia Jesus veio convidar àqueles que têm fome e sede para se ajuntarem a Ele. O Senhor não obriga que as pessoas O sirvam, mas os convida

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

Diocese de Amparo - SP

Diocese de Amparo - SP Formação sobre o documento da V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe Diocese de Amparo - SP INTRODUÇÃO De 13 a 31 de maio de 2007, celebrou-se em Aparecida, Brasil, a V Conferência Geral

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 1 Sumário Prefácio...3 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera Ministério de Grupos Pequenos Março

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo!

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! A vida e o ministério do padre é um serviço. Configurado a Jesus, que

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

Jesus contou aos seus discípulos esta parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar.

Jesus contou aos seus discípulos esta parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar. Lc 18.1-8 Jesus contou aos seus discípulos esta parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar. Ele disse: "Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus nem se importava

Leia mais

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Uma breve meditação sobre Mudança de Estruturas O objetivo desta meditação é redescobrir a dimensão espiritual contida na metodologia de mudança

Leia mais

O PLANO CONTRA LÁZARO

O PLANO CONTRA LÁZARO João 12 Nesta Lição Estudará... Jesus em Betânia O Plano Contra Lázaro Jesus Entra em Jerusalém Alguns Gregos Vão Ver Jesus Anuncia a Sua Morte Os Judeus Não Crêem As Palavras de Jesus Como Juiz JESUS

Leia mais

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO anuncie a Boa Nova não só com palavras, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus (EG 259). O tema da nova evangelização aparece com freqüência

Leia mais

A Santa Sé ENCONTRO COM OS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO EM PREPARAÇÃO À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DIÁLOGO DO PAPA BENTO XVI COM OS JOVENS

A Santa Sé ENCONTRO COM OS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO EM PREPARAÇÃO À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DIÁLOGO DO PAPA BENTO XVI COM OS JOVENS A Santa Sé ENCONTRO COM OS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO EM PREPARAÇÃO À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DIÁLOGO DO PAPA BENTO XVI COM OS JOVENS Quinta-feira, 25 de Março de 2010 (Vídeo) P. Santo Padre, o jovem

Leia mais

Síntese. Coragem, filha! A tua fé te salvou. (Mt 9, 22).

Síntese. Coragem, filha! A tua fé te salvou. (Mt 9, 22). Síntese Coragem, filha! A tua fé te salvou (Mt 9, 22). Novembro de 2013 2 Editorial Caros Polens, Entramos no penúltimo mês do ano. Nossos novos irmãos se encontram cada vez mais perto de nós em suas e

Leia mais

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe.

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe. NOVENA O verdadeiro crente deve conscientizar-se da importância da oração em sua vida. O senhor Jesus disse : Rogai sem cessar ; quando fazemos uma novena que é uma de oração, estamos seguindo um ensinamento

Leia mais

Você quer ser um Discípulo de Jesus?

Você quer ser um Discípulo de Jesus? Você quer ser um Discípulo de Jesus? A História do povo de Israel é a mesma história da humanidade hoje Ezequel 37:1-4 Eu senti a presença poderosa do Senhor, e o seu Espírito me levou e me pôs no meio

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 1. Finalidade do Ano da Fé; 2. O que é a Fé; 3. A transmissão da Fé enquanto professada, celebrada, vivida e rezada; 4. O conteúdo

Leia mais

O líder influenciador

O líder influenciador A lei da influência O líder influenciador "Inflenciar é exercer ação psicológica, domínio ou ascendências sobre alguém ou alguma coisa, tem como resultado transformações físicas ou intelectuais". Liderança

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba:

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba: PROGRAMAÇÃO SEMANA SANTA NA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA Organizada pela Arquidiocese de Curitiba, a Semana Santa terá início na quinta-feira, às 9 horas, com a Missa com Sagração dos Santo Óleos e Renovação

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais