POL-100. Dispositivo de diagnóstico. Manual de utilizador. Verificação do loop analógico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POL-100. Dispositivo de diagnóstico. Manual de utilizador. Verificação do loop analógico"

Transcrição

1 Honeywell Life Safety Iberia C/Pau Vila, BADALONA (BARCELONA) Tel.: Fax: Dispositivo de diagnóstico POL-100 Verificação do loop analógico Manual de utilizador MN-DT-962P 13 Agosto 2010 Toda a informação contida neste documento pode ser modificada sem aviso prévio

2 INDICE Página 1. INTRODUÇÃO MENÚ PRINCIPAL AUTOPROGRAMAÇÃO LEITURA DE EQUIPAMENTOS COMUNICAÇÕES... 9 MN-DT-962P 2

3 1. INTRODUÇÃO O POL-100 é uma ferramenta de mão desenhada para facilitar ao pessoal técnico a localização e diagnóstico de equipamentos e possíveis falhas no cabo da instalação contra incêndios. A sua caixa de ABS de pequenas dimensões de 19,05mm de altura x 10,16cm de largura x 3,27 cm de profundidade está protegida com uma protecção de borracha ergonómica que incluí um suporte para colocar o equipamento sobre uma superfície plana e visualizar o display com um ângulo de 45º O equipamento incluí baterias de níquel metal hidruro Ni-MH recarregáveis de grande capacidade 1700mA/8.4V oferecendo uma grande autonomia uma vez que podem ser carregadas directamente desde uma das baterias da central já que permite alimentação externa de 12Vdc/2Amp ou utilizando o carregador ligando-o a qualquer tomada de rede 220Vac. As réguas extraíveis integradas permitem realizar uma fácil ligação ao loop analógico, além disso com o equipamento são fornecidas umas pinças de ligação para ligá-lo fácilmente a qualquer base ou módulo em qualquer ponto da instalação. O conector USB facilita a transmissão até registos previamente guardados ou a representação gráfica das leituras num programa de visualização o qual pode comunicar a grande velocidade, até bps com o equipamento. O display de 320x240 pixels, com uma área visível de 81,4x61mm incluí retroiluminação azul permitindo mostrar em qualquer ambiente a configuração dos 99 sensores ou 99 módulos indicando o tipo de equipamento e uma legenda mostrando o total de equipamentos com subtotais de cada tipo de equipamento encontrado. As 4 teclas de função F1 F4 permitem ao utilizador seleccionar funções de uma forma fácil. As setas permitem ao utilizador mover-se pelos menús ou navegar na janela de sensores e módulos seleccionando de uma forma fácil o equipamento desejado. As teclas ESC e Enter permitem voltar ao menú anterior ou seleccionar a opção desejada respectivamente. Se as baterias do equipamento estão carregadas, liga-se o equipamento premindo a tecla ON/OFF situada na parte superior esquerda Na parte superior direita indica-se o estado de carga das baterias do equipamento, no caso deste estar a ser alimentando externamente a 12Vdc, aparecerá um cabo de rede indicando além disso que se estão a carregar as baterias. Através das 4 setas de movimentação, especialmente com a seta para cima e para baixo o utilizador poderá movimentar-se pelos menús, uma vez seleccionada a opção desejada deverá premir a tecla Enter para aceder ao menú seleccionado, outra forma de seleccionar um menú é utilizando o número do menú escolhido. Por exemplo para aceder à opção 1. Multímetro, bastará pressionar a tecla 1. MN-DT-962P 3

4 2. MENÚ PRINCIPAL 1. MULTÍMETRO 2. AUTOPROGRAMAÇÃO 3. LEITURA EQUIPAMENTOS 4. REGISTO LOOP 5. CONFIGURAÇÃO 6. COMUNICAÇÃO A opção 1 do menú principal, MULTIMETRO, permite verificar os valores resistivos do cabo confirmando que o loop está fechado e que os valores se encontram dentro da gama recomendada pelo fabricante. Dentro do menú MULTIMETRO existem as seguintes opções: 1. RESISTÊNCIA 2. TERRA 3. TENSÃO / CORRENTE Ao seleccionar a opção resistência aparecem os seguintes dados R POSITIVO R NEGATIVO --- ohms --- ohms Se o loop tem continuidade em ambos extremos, neste menú aparecerá o valor resistivo de cada um dos conductores. Estes valores devem ser inferiores a 20 Ohm por conductor, 40 Ohm no total, de acordo com as recomendações do fabricante. Um cabo com uma secção de 1.5mm2 tem uma resistência de 13,3 Ohm por Km, enquanto que um cabo de 2.5mm2 tem uma resistência menor, aproximadamente 7,9 ohms/km pelo que de acordo com o comprimento teremos uns valores resistivos de acordo com a tabela seguinte: 500mts 750mts 1.000mts 1.250mts mts mts mts mts Cabo 1,5 mm Cabo 2,5 mm Isto é, para um cabo de secção 1,5mm2 teremos una resistência de 20 Ohm por conductor (40 no total) para uma distância de metros, uma distância superior para um cabo de 1,5mm2 implica uma resistência total superior aos 40 Ohm não aconselhada pelo fabricante. MN-DT-962P 4

5 Se a resistência for superior a 99 Ohm mostrará um valor de - - Se no equipamento se liga a malha nos terminais S (Shield) de Saída (Out) e Entrada (In) o equipamento permite realizar verificações dos valores resistivos relativamente ao positivo. Tecla F2 => Malha + (R MALLA POS.) A tecla F3 indicará a resistência entre a Malha e o negativo do loop Tecla F3 => Malha (R MALLA NEG) A malha NÃO deve ter nenhuma união entre o positivo e negativo do loop pelo que se aparece um valor distinto a infinito indicado como deverá verificar-se em que parte do cablo esta a união incorrecta Finalmente a tecla F4 calculará a resistência entre ambos terminais da malha S Out e S In. A secção da malha é inferior à dos conductores positivo e negativo do loop pelo qual nesta janela teremos valores próximos ao dobro do valor do conductor positivo ou negativo, se o conductor positivo tem uma resistência de 15 Ohm a malha terá um valor próximo a Ohm. Se a resistência da malha indica um valor inferior a qualquer conductor implica que o cabo da malha não é continuo, se indica um valor - - implica que a malha não é continua. Opção P/1 MULTÍMETRO, 2. TERRA A opção 2. Terra mostrará a resistência entre a malha (Shield) e o conector de terra. Não deverá existir nenhuma união na instalação onde a malha estiver a tocar a terra, no caso que não aparece um valor -. deverá encontrar-se na instalação onde está a tocar a malha do loop com a terra do edificio. Opção P/1/3 MULTÍMETRO TENSÃO/CORRENTE Seleccionando 3. TENSÃO/CORRENTE, o instalador poderá verificar o consumo dos equipamentos a 24, 5 e 0 Vdc e sobretudo ver a queda de tensão no retorno do loop. A tecla de Função F1 dará 24Vdc ao loop mostrando a tensão no retorno assim como a corrente requerida pelos equipamentos de loop. Esta corrente ainda que possa ter um pico inicial de mA deverá ser inferior posteriormente. MN-DT-962P 5

6 3. AUTOPROGRAMAÇÃO Esta opção mostrará os sensores e módulos instalados e endereçados no loop. Indicará o total de equipamentos encontrados e a quantidade de equipamentos de cada tipo e em que endereço se encontram A tecla de função F1 permite realizar uma autoprogramação Automática realizando leituras continuas de 00 a 99 na procura de alterações na instalação relativamente à leitura anterior. Cada vez que se encontre um equipamento aparecerá junto ao campo de endereço o novo tipo encontrado mostrando a legenda na parte inferior: ( T ) Térmico ( I ) Iónicos ( O ) Ópticos ( L ) Laser ( P ) Pinnacle ( M ) Multisensores, óptico-térmicos ou Smart 3 ( S ) Smart 4 Se existe um curto-circuito no loop, aparecerá junto à indicação do estado das baterias internas, um raio indicando este curto-circuito além de activar o besouro interno enquanto se está a detectar esta condição. No caso de existirem DOIS ou mais sensores ou DOIS ou mais módulos com o mesmo endereço, à direita do campo endereço aparecerá uma indicação de -, com a opção de Autoprogramação Manual e utilizando as setas o utilizador poderá situar-se sobre o dirección que indica a duplicidade para iluminar os leds dos equipamentos que estão a responder com este endereço e desta forma encontrar o equipamento que foi endereçado incorrectamente. A tecla F1 permitirá alterar entre autoprogramação MANUAL (uma única Leitura) ou AUTOMÁTICA (leitura continua) Se foi seleccionada a opção MANUAL com a tecla F2 iniciaremos uma nova leitura que durará vários segundos e onde mostrará as alterações encontradas relativamente à leitura anterior. MN-DT-962P 6

7 Uma vez finalizada uma leitura manual, é possível utilizando as teclas de movimentação navegar pelos diferentes endereços de equipamentos, o POL-100 enviará uma ordem de iluminar o LED ao equipamento seleccionado, pelo qual esta opção nos permite confirmar os endereços dos equipamentos enviando a ordem de activar o led. A tecla F3 permite-nos acrescentar o equipamento seleccionado à janela de LEITURA DE EQUIPAMENTOS, cada vez que premirmos a tecla F3 acrescentará o equipamento seleccionado a esta lista de 10 equipamentos como máximo Para aceder à janela de LEITURA DE EQUIPAMENTOS e ver os pulsos PW do equipamento seleccionado devemos pressionar a tecla Enter ou voltaremos ao menú principal e devemos pressionar 3. LEITURA DE EQUIPAMENTOS. 4. LEITURA DE EQUIPAMENTOS Esta opção permite ao utilizador visualizar a gama de valores de resposta dos até 10 equipamentos seleccionados. Os equipamentos que aparecem nesta janela poderão ser acrescentados previamente na janela de AUTOPROGRAMAÇÃO ou acrescentar e apagar manualmente premindo as teclas F1 e F2 respectivamente, isto é, cada vez que o utilizar prime a tecla F1 será acrescentado à lista um novo equipamento para ser lido, o endereço será o seguinte ao indicado sobre a linha que foi pressionada, isto é, se temos seleccionado o sensor 40, e pressionamos F1 será acrescentado à lista o sensor 41. Se o equipamento seleccionado for o 99, ao pressionar F1 aparecerá o 100 que corresponde ao Módulo com endereço 00. Os endereços superiores a 100 correspondem a módulos que têm a gama correspondendo aos módulos com endereço 00 a 99 respectivamente. Em cada linha aparece a informação de cada um dos equipamentos seleccionados, indicando o valor de PW1, PW2 PW5 como qualquer central de detecção de incêndios, além disso na coluna da direita pode aparecer a corrente de resposta do equipamento I5V ou aparece o valor em % correspondente ao valor analógico de alarme do equipamento. Para alterar entre a corrente e a % utiliza-se a tecla de função F4 O equipamento está cada 3 segundos aproximadamente, a realizar leituras dos equipamentos na janela ao mesmo tempo que regista o seus valores. A tecla F3 permite alterar o modo de visualização ACTUAL mostra os valores em tempo real dos equipamentos MINIMO, valor mínimo desde que se acedeu a esta janela MÁXIMO, valor máximo de cada pulso guardado MEDIA, valor médio registado MN-DT-962P 7

8 Para alterar o endereço de um equipamento ou obter mais informação de um equipamento concreto pode pressionar a tecla ENTER alterando a janela P / 3 / 1 CONF. LEITURA EQUIPAMENTOS. Nesta janela é mostrado endereço do equipamento que se está a visualizar, nesta janela de utilizador poderá mover-se pelo campo endereço, que poderá editar e portanto seleccionar um endereço novo de equipamento, de 00 a 99 para sensores e de 100 a 199 para módulos. Se o utilizado se move para a linha comando será possível alterar a ordem que envia o equipamento ao sensor ou módulo. De acordo com os valores seleccionados, é possível activar módulos de saída, sirenes, retentores ou inclusivé extinções. Desligue qualquer saída que possa produzir uma actuação não desejada. Dentro das opções das ordens de um sensor existem as seguintes: C0 C1 C2 COMANDO Utilizador, pode editar cada um dos bits Ver Tipo, mostra o valor de PW Led Off, apaga o led Led On, activa o led de forma fixa Teste Alarme, a electrónica do equipamento simula um alarme Normal Para os módulos: C0 C1 C2 COMANDO Utilizador, pode editar cada um dos bits Ver Tipo, mostra o valor do PW Relé Off, desactiva a saída Activa o led, sem activar a saída CUIDADO. Activa a saída, o relé interno Normal MN-DT-962P 8

9 5. COMUNICAÇÕES Esta opção habilita as comunicações com o computador, é necessário instalar o driver do USB para que Windows habilite a porta série através da qual realizará as comunicações. Uma vez instalado o driver do USB, no Páinel de controlo => Sistema => Hardware => Administrador de dispositivos, aparecerá a porta USB Serial Port, com o número da primeira porta série disponível no PC, neste caso a COM1. MN-DT-962P 9

10 Honeywell Life Safety Iberia Central e Delegação Este: Tel.: Fax: Delegação Centro: Tel Fax Delegação Sur: Tel Fax Delegação Norte: Tel.: Fax: Delegação Portugal: Tel.: Fax: MN-DT-962P 10

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista Mesa Digitalizadora Manual do Utilizador Windows 2000 / XP / Vista 1 I. Informação Geral 1. Visão Geral Bem-vindo ao mundo das canetas digitais! Irá descobrir que é muito fácil controlar o seu computador

Leia mais

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E SIGMA Sistema Integrado de Combate a Incêndio CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E CABO BLINDADO (SHIELD) 4 VIAS 2X2,50 MM + 2X0,75 MM IHM Possibilidade de até 95 loops. LOOP LOOP LOOP CABO

Leia mais

Guia Rápido do TVR 12

Guia Rápido do TVR 12 Guia Rápido do TVR 12 Figura 1: Ligações do painel traseiro 1. "Loop through" para um máximo de 16 câmaras analógicas (consoante o modelo de DVR). 2. Ligar a um dispositivo RS-232. 3. Ligar até quatro

Leia mais

Manual Utilização. Central Detecção Incêndio. JUNIOR-NET CSA v.4. Sistema Analógico Endereçável

Manual Utilização. Central Detecção Incêndio. JUNIOR-NET CSA v.4. Sistema Analógico Endereçável Manual Utilização Central Detecção Incêndio JUNIOR-NET CSA v.4 Sistema Analógico Endereçável Modelo com aprovação das normas EN54PT2 e PT4 1999 GFE 1/5 Legenda da Central: 1 33 32 2 3 31 30 4 10 5 29 28

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

Copyright 2006 GrupoPIE Portugal S.A.

Copyright 2006 GrupoPIE Portugal S.A. ScanPAL A Restauração do Séc. XXI ScanPAL Copyright 2006 GrupoPIE Portugal S.A. - 2 - ScanPAL Índice Pag. 1. ScanPAL Terminal Portátil...5 1.1. Organização do Software...7 2. Operações...8 2.1. Operações

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR 1 Índice Índice... 2 1. GST200 Estrutura e configuração do painel de controlo... 3 1.1.Descrição da estrutura interna e configuração típica... 3 1.2. Estrutura do painel frontal da

Leia mais

Documento Nº 996-202-007-2. manual de utilizador

Documento Nº 996-202-007-2. manual de utilizador Documento Nº 996-202-007-2 manual de utilizador Indice 1 Introdução... 1 1.1 Avisos... 1 1.2 Modelos... 1 2 Níveis de acesso de utilizador... 2 2.1 Definição de nível... 2 2.2 Códigos de acesso... 2 3

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação.

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação. Indicador Digital Processos MODO DE USO Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional ABB Automação Hartmann & Braun Dados Técnicos (NRB5180) Entrada -mvdc: -Vdc -madc Alimentação

Leia mais

Tabela de Especificações Mostradores a LED para Autocarros

Tabela de Especificações Mostradores a LED para Autocarros Tabela de Especificações Mostradores a LED para setembro de 2015 www.digiwest.pt Página 1 Sistema de Mostradores Digiwest Um mostrador, várias cores... Possibilidades Ilimitadas! Página 2 Sistema de Mostradores

Leia mais

PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE

PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE PAINEL DE ALARME ACTIVE 0 E 0 LITE - FUNÇÕES BÁSICAS. VISUALIZAÇÃO DOS PROBLEMAS NO SISTEMA Para visualizar os problemas, pressione a tecla P por segundos. O led SISTEMA começa a piscar, continue pressionando

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FP4 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 4 zonas de detecção,

Leia mais

OSCILOSCÓPIO DIGITAIS COMPACTOS PORTÁTEIS DE 2 CANAIS ISOLADOS MODELOS OX 5022 E OX 5042

OSCILOSCÓPIO DIGITAIS COMPACTOS PORTÁTEIS DE 2 CANAIS ISOLADOS MODELOS OX 5022 E OX 5042 OSCILOSCÓPIO DIGITAIS COMPACTOS PORTÁTEIS DE 2 CANAIS ISOLADOS MODELOS OX 5022 E OX 5042 Pontos-chave: 2 Canais isolados; Três instrumentos num só: osciloscópio de 20 ou 40 MHz, multímetro TRMS / analisador

Leia mais

Partes da Câmara. Vantagens. Características mais Importantes. Especificações. Versão Portuguesa. Versão Portuguesa WWW.SWEEX.COM.

Partes da Câmara. Vantagens. Características mais Importantes. Especificações. Versão Portuguesa. Versão Portuguesa WWW.SWEEX.COM. Partes da Câmara JB000120 Sweex 3.2 Megapixel digital camera Frente Flash Visor de imagem Vantagens Câmara multi-funcional 5 em 1: Câmara digital com a possibilidade de efectuar gravações vídeo e áudio,

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções EL-USB-2-LCD Registador de Humidade, Temperatura e Ponto de Condensação com visor LCD Manual de Instruções Este registador mede e armazena até 16,379 leituras relativas a humidade e 16,379 leituras relativas

Leia mais

GRAVADOR VÍDEO 4CH MANUAL DO UTILIZADOR QANDA MOD. TA-412

GRAVADOR VÍDEO 4CH MANUAL DO UTILIZADOR QANDA MOD. TA-412 GRAVADOR VÍDEO 4CH MANUAL DO UTILIZADOR QANDA MOD. TA-412 1 INDEX 1.CARACTERISTICAS... 3 INSTALAÇÃO... 5 PAINEL TRASEIRO... 5 PAINEL FRONTAL... 6 MANUAL DE OPERAÇÃO (MENU PRINCIPAL)... 7 AJUSTE DO SISTEMA...

Leia mais

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:...

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 0 Conteúdo Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 4 1.2 Acesso através do teclado (digitando a matrícula):...

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FAP2 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 2 zonas de detecção,

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

GE Security. Série KM260-21 sistema de detecção de monóxido de carbono Guia de instalação e do utilizador

GE Security. Série KM260-21 sistema de detecção de monóxido de carbono Guia de instalação e do utilizador GE Security Série KM260-21 sistema de detecção de monóxido de carbono Guia de instalação e do utilizador Copyright Copyright (2006), GE Security B.V.. Todos os direitos reservados. Este documento não pode

Leia mais

SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO

SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO AUTOMAÇÃO SEGURANÇA SOM SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO MANUAL DO UTILIZADOR www.only-pt.pt INTRODUÇÃO... 4 EQUIPAMENTOS... 4 CONTROLOS E INDICAÇÕES... 5 CONFIGURAÇÃO ATRAVÉS DO OTC-CLIMA... 6 1. Ajuste de data

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Os dados são gravados em um cartucho USB. Este modo de gravação oferece total proteção contra a perda

Leia mais

CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B

CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B MANUAL DE INSTRUÇÕES Rev.03 Sumário: 1. CARACTERÍSTICAS 2 2. INSTALAÇÃO DO CONVERSOR 2 ALIMENTAÇÃO DS100 COM CENTRAL DE ALARME... 3 ALIMENTAÇÃO DS100 COM PAINEL

Leia mais

DIGIAIR PRO MANUAL DO UTILIZADOR

DIGIAIR PRO MANUAL DO UTILIZADOR DIGIAIR PRO MANUAL DO UTILIZADOR Conteúdo DIGIAIR PRO DESCRIÇÃO...2 1 COMEÇAR....3 1.1 LIGAR/DESLIGAR...3 1.2 ALIMENTAÇÃO E BATERIA...3 1.3 COMO UTILIZAR O MEDIDOR...4 ATENUADOR......4 2 DESCRIÇÃO DE FUNÇÕES...5

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Teste de interruptores CBT-8000. www.amperis.com. 27003 Agricultura,34 +T [+34] 982 20 99 20 F [+34] 982 20 99 11 info@amperis.com www.amperis.

Teste de interruptores CBT-8000. www.amperis.com. 27003 Agricultura,34 +T [+34] 982 20 99 20 F [+34] 982 20 99 11 info@amperis.com www.amperis. Teste de interruptores CBT-8000 www.amperis.com O CBT-8000 é um analisador de disjuntor de EHV de baixo custo, autônomo e acionado por micro-processador da quinta geração da Amperis. Este analisador de

Leia mais

Manual de Instalação Rápida do Cabo de Ligação de Dados CA-42

Manual de Instalação Rápida do Cabo de Ligação de Dados CA-42 Manual de Instalação Rápida do Cabo de Ligação de Dados CA-42 9234594 2ª Edição Nokia, Nokia Connecting People e Pop-Port são marcas registadas da Nokia Corporation. Copyright 2005 Nokia. Todos os direitos

Leia mais

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Flexibilidade, confiabilidade e segurança na detecção de incêndios. Sistemas Endereçáveis Analógicos Módulos e Cartões de Comunicação Dispositivo de Análise de Laço

Leia mais

MANUAL. - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

MANUAL. - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Easy Servo Driver MANUAL Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Sumário 1. LEGENDA DE PART-NUMBER...

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Endereçável 04 Níveis de Detecção Com Módulo Isolador - Código: AFS130IS. (Uso Conjunto às Centrais de Alarme da Série IRIS). O detector de fumaça código AFS130IS é um

Leia mais

CENTRAL ANALÓGICA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ID3000. Manual de funcionamento

CENTRAL ANALÓGICA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ID3000. Manual de funcionamento NOTIFIER ESPAÑA, S.L. Avda Conflent 84, nave 23 Pol. Ind. Pomar de Dalt 08916 Badalona (Barcelona) Tel.: 93 497 39 60; Fax: 93 465 86 35 CENTRAL ANALÓGICA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ID3000 Manual de funcionamento

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

ELECTRONIC ENGINEERING LTD. Teclado OLED. Guia do Utilizador. Fevereiro 2011 Ver 1.0

ELECTRONIC ENGINEERING LTD. Teclado OLED. Guia do Utilizador. Fevereiro 2011 Ver 1.0 ELECTRONIC ENGINEERING LTD. Teclado OLED Guia do Utilizador Fevereiro 2011 Ver 1.0 Indice TECLAS DE FUNÇÃO...2 TECLAS ALFANUMÉRICAS...3 SINAIS AUDÍVEIS...3 INDICADORES...3 SUMÁRIO DE FUNÇÕES...3 COMO ARMAR

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

ID50 Series Panel - Operating Manual CENTRAL ANALÓGICA DETEÇÃO DE INCÊNDIOS ID50. Manual de funcionamento

ID50 Series Panel - Operating Manual CENTRAL ANALÓGICA DETEÇÃO DE INCÊNDIOS ID50. Manual de funcionamento ID50 Series Panel - Operating Manual NOTIFIER ESPAÑA, S.L. Avda Conflent 84, nave 3 Pol. Ind. Pomar de Dalt 0896 Badalona (Barcelona) Tel.: 93 497 39 60; Fax: 93 465 86 35 CENTRAL ANALÓGICA DETEÇÃO DE

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO SISTEMA DE INCÊNDIO MENVIER MF9300 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO PRETRÓNICA 1 CONTEÚDO Painel de Controlo e Indicadores Pag. 3 Operação do Painel Pag. 4 Geral Modo Normal Modo Programação Ligação

Leia mais

Caso necessite de mais equipamentos ou em caso de dúvidas, favor enviar email para domingolegal@bistecnologia.com.br

Caso necessite de mais equipamentos ou em caso de dúvidas, favor enviar email para domingolegal@bistecnologia.com.br Instalar os equipamentos é tão fácil quanto afixar um quadro. Se você preferir, pode contratar os serviços de qualquer pessoa para afixar os equipamentos. A BIS já envia todos os equipamentos pré-configurados

Leia mais

Lumitester PD-20. Manual de uso. Índice. Software de controlo

Lumitester PD-20. Manual de uso. Índice. Software de controlo Índice Lumitester PD-20 Software de controlo Manual de uso Muito obrigado por comprar o aparelho Lumitester PD-20. Antes de pôr em operação este manual deve ser lido na sua totalidade para o uso seguro

Leia mais

Plus - Manual do equipamento

Plus - Manual do equipamento Plus - Manual do equipamento Plus - Manual do equipamento SUMÁRIO 1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO... 4 2. DESCRIÇÃO... 5 2.1 Dimensões... 5 2.2 Funções e Características... 5 3. INSTALAÇÃO... 6 3.1 Gabarito

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

Guia de Instalação de Software

Guia de Instalação de Software Guia de Instalação de Software Este manual explica como instalar o software através de uma ligação USB ou de rede. A ligação de rede não se encontra disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF.

Leia mais

2 Zonas com capacidade de teste e inibição. 2 Circuitos de sirenes com capacidade de inibição. Fonte de alimentação de 24V/400mA com bateria de

2 Zonas com capacidade de teste e inibição. 2 Circuitos de sirenes com capacidade de inibição. Fonte de alimentação de 24V/400mA com bateria de Central de Detecção de Incêndio de 2 Zonas Características 2 Zonas com capacidade de teste e inibição. 2 Circuitos de sirenes com capacidade de inibição. Fonte de alimentação de 24V/400mA com bateria de

Leia mais

CR20C. Manual do Usuário

CR20C. Manual do Usuário CR20C Manual do Usuário Descrição Geral Controlador para ar condicionado CR20C O CR20C é um controlador digital microprocessado de baixo custo e de fácil programação e instalação. O seu avançado software

Leia mais

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência.

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. COMPOSIÇÃO DO SISTEMA DE ALARME Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. INFORMAÇÕES AO PROPRIETÁRIO 1. OPERAÇÕES BÁSICAS DO ALARME

Leia mais

2014 Lumikit Sistemas para Iluminação

2014 Lumikit Sistemas para Iluminação Manual Placa DMX 16 pixels RGB 2014 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.2 16/10/2015 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 3 3. DIMENSÕES

Leia mais

Apresentação do notebook Manual do Utilizador

Apresentação do notebook Manual do Utilizador Apresentação do notebook Manual do Utilizador Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Bluetooth é uma marca comercial, propriedade do titular e utilizada pela Hewlett-Packard Company sob

Leia mais

Guia de Instalação do Software

Guia de Instalação do Software Guia de Instalação do Software Este manual explica como instalar o software através de uma ligação USB ou de rede. A ligação de rede não se encontra disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF.

Leia mais

VRM Monitor. Ajuda Online

VRM Monitor. Ajuda Online VRM Monitor pt Ajuda Online VRM Monitor Índice pt 3 Índice 1 Introdução 3 2 Vista geral do sistema 3 3 Getting started 4 3.1 Iniciar o VRM Monitor 4 3.2 Iniciar o Configuration Manager 4 4 Configurar

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO. CONTROLADOR DE ACESSSO POR TECLADO NUMÉRICO Y CARTÃO RF Modelo YK-668 (resistente a humidade)

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO. CONTROLADOR DE ACESSSO POR TECLADO NUMÉRICO Y CARTÃO RF Modelo YK-668 (resistente a humidade) Introdução MANUAL DE PROGRAMAÇÃO YK-688 CONTROLADOR DE ACESSSO POR TECLADO NUMÉRICO Y CARTÃO RF Modelo YK-668 (resistente a humidade) O YK-668 é um controlador de acesso para porta simples baseado um microcontroladores

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO CENTRAL DE ALARME COM FIO AW2 CONTROLE REMOTO CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado;

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Especificações técnicas Voltagem de funcionamento: 12V Voltagem de reserva (Backup): 12V Frequência de funcionamento: 433MHz Sonoridade do alarme: 85dB Características de função Podem

Leia mais

Perguntas Frequentes para o Transformer TF201

Perguntas Frequentes para o Transformer TF201 Perguntas Frequentes para o Transformer TF201 PG7211 Gerir ficheiros... 2 Como acedo aos meus dados armazenados no cartão microsd, SD e dispositivo USB?... 2 Como movo o ficheiro seleccionado para outra

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AP6 Central de Alarme Particionada www.compatec.com.br 2 www.compatec.com.br 3 4. Dimensões do produto... 5. Conhecendo o seu produto... 7 5.1 Conhecendo as funções da central...

Leia mais

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos

SOFTWARE. Equipamentos de gestão para controlo de acessos SOFTWARE Fácil utilização. Ambiente Windows XP Profissional. Controle individual dos operadores com diferentes níveis de acesso. Registo de todas as entradas, pagamentos, saídas e de anomalias. Informação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Manual de Utilizador

Manual de Utilizador Manual de Utilizador Revisão 1.0 Tabela de Símbolos: Zonas 1-24 OFF Zona está fechada Central Desarmada ON Zona está aberta Central Armada Mostra estado da Zona Mostra Alarme Individual de Tamper Mostra

Leia mais

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes; 95 usuários, 3 usuários temporários, além

Leia mais

Índice. 1 Sistema DaisaTest. 1. Porquê instalar um Sistema DaisaTest? 2. Funções de um Sistema DaisaTest. 3. Elementos de um Sistema DaisaTest

Índice. 1 Sistema DaisaTest. 1. Porquê instalar um Sistema DaisaTest? 2. Funções de um Sistema DaisaTest. 3. Elementos de um Sistema DaisaTest 1 Sistema DaisaTest Índice 1. Porquê instalar um Sistema DaisaTest? 2. Funções de um Sistema DaisaTest 3. Elementos de um Sistema DaisaTest 3.1 Instalação e guia para a cablagem 3.2 Luminárias de emergência

Leia mais

Ligação da rede elétrica 19. Visão lateral fonte. Rede (100 ~240 Vac) 60 Hz. Neutro (Azul Claro 1,5 mm 2 ) Fase (Preto 1,5 mm 2 ) Visão frontal

Ligação da rede elétrica 19. Visão lateral fonte. Rede (100 ~240 Vac) 60 Hz. Neutro (Azul Claro 1,5 mm 2 ) Fase (Preto 1,5 mm 2 ) Visão frontal Ligação da rede elétrica A ligação com a rede elétrica é feita diretamente no módulo placa do carregador e conexões INC 2000, conforme a figura a seguir: Visão lateral fonte Terra (Verde 1,5 mm 2 ) Visão

Leia mais

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador.

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

Capítulo 1: Informação geral

Capítulo 1: Informação geral Capítulo 1: Informação geral 1.1 Introdução Aviso importante: Todos os canais estão sujeitos a disponibilidade de cobertura e podem mudar periodicamente. A recepção pode variar, dependendo do tipo e estado

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

Dell Precision T7500/T7500n Informações sobre configuração e funções

Dell Precision T7500/T7500n Informações sobre configuração e funções Acerca das advertências ADVERTÊNCIA: Uma ADVERTÊNCIA indica potenciais danos no equipamento, lesões corporais ou mesmo morte. Dell Precision T7500/T7500n Informações sobre configuração e funções Vista

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

INDICE. TPW- ZATC - ZQHC guia de usuário 2

INDICE. TPW- ZATC - ZQHC guia de usuário 2 1 INDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ESPECIFICAÇÕES...3 2.1 TPW...3 2.2 ESPECIFICAÇÕES COMUNS...3 3. INSTALAÇÃO...4 3.1. Instalação geral...4 3.2. Instalação dos modelos TPW...4 4. DESCRIÇÃO...4 5. DISPLAYS...5

Leia mais

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO 13.82kV 119.4kA 13.81kV 121.3kA 13.85kV 120.2kA Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Protocolo de comunicação Modbus RTU Dimensional ABB

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Exclusivo sistema de hibernação quando o equipamento encontra-se sem energia vinda da rede elétrica, o

Leia mais

Manual de utilização COMUNICADOR GSM NIBBLE GC-25

Manual de utilização COMUNICADOR GSM NIBBLE GC-25 1 / 32 Manual de utilização COMUNICADOR GSM NIBBLE GC-25 Versão 1.0 Junho 2007 2 / 32 Índice Introdução... 3 Características Gerais... 4 Instalação... 5 Ligações... 6 O Comunicador...8 Diagrama de Menus

Leia mais

A300 / A30 / A20 / A10 MANUAL DE UTILIZADOR

A300 / A30 / A20 / A10 MANUAL DE UTILIZADOR A300 / A30 / A20 / A10 MANUAL DE UTILIZADOR TELEMAX Telecomunicações e Electrónica, Lda Rua Barão de Forrester, 784 4050-272 Porto Rua da Venezuela, 57 A/B, 1500-618 Lisboa Tlf: (+351) 222085025 / (+351)

Leia mais

GreenControl GreenHouse Control System Manual de InstaladorV6.0

GreenControl GreenHouse Control System Manual de InstaladorV6.0 GreenControl GreenHouse Control System Manual de InstaladorV6.0 ProBoard Engenharia Electrotécnica, Lda. Lugar das Caldas, nº12 Tel/Fax : +351 253 924 633 4730 457 Vila de Prado e-mail: info@proboard.pt

Leia mais

PAS816BTM. Central de Alarme Bi-Direccional & Acessórios INTRUSÃO ESPECIFICAÇÕES. Características distintivas:

PAS816BTM. Central de Alarme Bi-Direccional & Acessórios INTRUSÃO ESPECIFICAÇÕES. Características distintivas: PAS816BTM Características distintivas: - Central de alarme bi-direcional 8 zonas por cabo totalmente programáveis no painel de controle; - Expansível até 16 zonas através de módulos de expansão ou EXM800

Leia mais

Hand-held de temperatura Modelo CTH7000

Hand-held de temperatura Modelo CTH7000 Tecnologia de calibração Hand-held de temperatura Modelo CTH7000 Folha de dados WIKA CT 55.50 Aplicações Termômetro de precisão para medições de temperatura com alta exatidão em uma faixa de -200... +962

Leia mais

TKVAP404 - instruções programação

TKVAP404 - instruções programação TKVAP44 - instruções programação 1 s de programação 1 1 1 2 1 3 2 1 2 2 2 3 2 4 3 1 3 2 3 3 3 4 4 1 4 2 5 1 5 2 5 3 5 4 6 1 6 2 6 3 6 4 6 5 6 6 7 1 7 2 7 3 7 4 7 5 7 6 7 7 7 8 1 1 1 2 1 3 1 4 1 6 1 7 1

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. STK 728U, STK 738U e STK 748. Apostila elaborada pelo. Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D

MANUAL DO USUÁRIO. STK 728U, STK 738U e STK 748. Apostila elaborada pelo. Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D MANUAL DO USUÁRIO STK 728U, STK 738U e STK 748 Apostila elaborada pelo Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D Proibida a reprodução não autorizada 2014 1 OPERANDO O SISTEMA COMO USUÁRIO Teclado

Leia mais

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual.

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. 604 wifi FUNÇÕES WIFI e Internet Suplemento ao Manual do Utilizador ARCHOS 504/604 Versão 1.2 Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. Este manual contém informações

Leia mais

Blackwire C420 MANUAL DO UTILIZADOR

Blackwire C420 MANUAL DO UTILIZADOR Blackwire C420 MANUAL DO UTILIZADOR Bem-vindo Conteúdo da embalagem Bem-vindo à família de auriculares Plantronics. A Plantronics oferece uma vasta gama de produtos de aplicações críticas para missões

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Teste para LAN 2 em 1

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Teste para LAN 2 em 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES Teste para LAN 2 em 1 ÍNDICE Introdução Características Precauções de segurança Descrição do medidor Especificações eléctricas Funcionamento Escala automática Cabo de teste INTRODUÇÃO

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Param. Mensagem

Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Param. Mensagem Minha habitação Aplicação para telemóvel Manual de instalação e utilização PT Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Mensagem Índice 1- Apresentação...............................................3

Leia mais

Conteúdo BIOTRONIC PLUS

Conteúdo BIOTRONIC PLUS 0 Conteúdo Manual de Instalação...3 RECURSOS DESTE RELÓGIO...5 1 - REGISTRANDO O ACESSO...7 1.1 Acesso através do sensor biométrico:...7 1.2 Acesso através de cartão de código de barras:...7 1.3 Acesso

Leia mais

SISTEMA DE DETECÇÃO DE RELÂMPAGOS. www.tracom.com.br (11) 5641-3631

SISTEMA DE DETECÇÃO DE RELÂMPAGOS. www.tracom.com.br (11) 5641-3631 SISTEMA DE DETECÇÃO DE RELÂMPAGOS www.tracom.com.br (11) 5641-3631 ÍNDICE 1. Conceito Relâmpagos; 2. Composição Strike Guard; 2.1. Básico; 2.1.1. Geral; 2.1.2. Sensor; 2.1.3. Receptor; 2.2. Opcionais;

Leia mais

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões Manual de Instruções Manual de Instruções Esta embalagem contém: Módulo AT1000 1 relé de potência 1 alto falante 1 antena GPS 1 antena GSM 1 soquete p/ relé com cabo 1 conector com cabo Manual de instruções

Leia mais

Segurança e recuperação Manual do utilizador

Segurança e recuperação Manual do utilizador Segurança e recuperação Manual do utilizador Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca comercial registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações contidas

Leia mais

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO Active 20 GPRS Rev00 23/04/2009 1- CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes;

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais

Câmara de vídeo digital. Manual do utilizador

Câmara de vídeo digital. Manual do utilizador Câmara de vídeo digital Manual do utilizador Pt 2 Índice Introdução ao produto Funcionamento da câmara de vídeo digital... 3 Utilizar o painel... 4 Alimentação... 5 Modos... 6 Botão para mudar de modo...

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais