12. Educação e pesquisa.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "12. Educação e pesquisa."

Transcrição

1 12. Educação e pesquisa. Para a economia de um país com pouca matéria-prima, uma mão-de-obra bem formada e capaz de inovar é de suma importância. Portanto, a política suíça de educação e pesquisa está voltada para esse propósito. A qualidade das escolas públicas é reconhecida internacionalmente; as universidades, os cursos de extensão universitária e as escolas privadas e internatos têm renome mundial. A estrutura federalista e o sistema de educação dupla integrando ensino escolar com formação nas empresas garantem elevada qualidade e uma orientação prática dos currículos. Schweizerishce Konferenz der kantonale Erziehungsdirektoren EDK (Conferência Suíça dos Diretores Cantonais de Educação) Rede de Informações Suíça para a Educação 12.1 Formação escolar e profissional. No sistema educacional suíço, os cantões são responsáveis pelas estruturas de educação (escola básica, universidades, escolas superiores técnicas) em seu território. Apenas as «Eidgenössische Technische Hochschulen» (ETH) (Escolas Superiores Técnicas Federais) estão sujeitas ao controle do governo federal. Diversos órgãos de coordenação responsabilizamse pela harmonização dos planos escolares e de ensino entre os cantões. Estatística da educação Idiomas: Alemão, Francês Manual para investidores

2 Fig. 57: O sistema de educação da Suíça APERFEIÇOAMENTO EDUCATIONAL Fonte: EDK, CDIP, CDEP, CDPE, outubro de Manual para investidores 2012

3 Educação básica e adicional O percurso curricular escolar começa com a pré-escola (Kindergarten), no quinto ou sexto ano de vida. A escola primária, a partir do sétimo ano de vida, dura de quatro a seis anos. Em seguida, o aluno passa para o «Sekundarstufe I» (5º ao 9º ano). No «Sekundarstufe», os alunos frequentam a «Oberschule», «Realschule» ou «Sekundarschule» dependendo de sua capacidade individual (as denominações das diferentes classificações e suas formações individuais variam de cantão para cantão). Com a conclusão do «Sekundarstufe I», os alunos concluem os nove anos obrigatórios de ensino escolar. Depois disso, eles normalmente iniciam um curso profissionalizante ou ingressam na «Maturitätsschule» (escola de nível médio). Além do ensino profissionalizante ou médio, existem possibilidades de aperfeiçoamento através de um curso profissionalizante em uma outra escola de ensino médio (Diplommittelschule), com direito a diploma e permitindo a aprendizagem além do período escolar obrigatório. 95 % dos estudantes concluem o período escolar obrigatório da escola pública na localidade em que residem. Apenas 5 % frequentam escolas particulares. As escolas públicas desfrutam de uma boa reputação. Segundo o estudo PISA, em comparação com os rendimentos escolares internacionais, os estudantes suíços têm uma classificação melhor que a média dos países da OCDE, sendo que as escolas públicas alcançaram melhores resultados em relação às escolas particulares. As escolas públicas não transmitem apenas conhecimentos técnicos, elas realizam também uma importante função de integração: crianças com diferentes bases sociais, culturas e línguas frequentam a mesma escola. Para a Suíça, que possui quatro idiomas falados no país, o multilinguismo é muito importante: Durante o período escolar obrigatório, as crianças já aprendem além do primeiro idioma um segundo idioma falado no país e também o inglês. Fig. 58: Qualidade do sistema educacional, = não atende às necessidades da economia, 10 = atende às necessidades da economia 1 Finlândia 8,39 2 Suíça 8,18 3 Singapura 8,05 4 Canadá 7,64 5 Islândia 7,60 7 Bélgica 7,55 8 Dinamarca 7,44 9 Irlanda 7,22 10 Alemanha 6,97 14 Países Baixos 6,68 15 Nova Zelândia 6,66 16 Hong Kong 6,56 18 Índia 6,24 24 EUA 5,56 25 Grã-Bretanha 5,45 26 França 5,42 28 Japão 5,26 30 Luxemburgo 5,13 36 Itália 4,69 47 China 4,10 51 Rússia 3,43 58 Brasil 2,22 Fig. 59: Gastos públicos com a educação, por pessoa em US dólares, Luxemburgo Noruega Dinamarca Suécia Suíça EUA Países Baixos Bélgica Irlanda Grã-Bretanha França Itália Alemanha Japão Singapura Hong Kong Rússia Brasil China Índia 36 Fonte: Competitividade Mundial Online 2011, IMD Fonte: Competitividade Mundial Online 2011, IMD Manual para investidores

4 Estudo PISA Idiomas: Alemão, Inglês, Francês Bundesamt für Berufsbildung und Technologie (BBT) (Departamento Federal de Formação Profissional e Tecnologia) Formação profissional A formação profissional básica ocorre após o ensino obrigatório. A formação profissional voltada para a prática é muito valorizada e mais de três quartos dos jovens concluem também um aprendizado profissional acompanhado por ensino escolar. Esse período de aprendizado dura de três a quatro anos e é composto de uma parte prática, do trabalho em uma empresa e de uma parte teórica que consiste em frequentar uma escola profissionalizante específica do respectivo segmento. Existe a possibilidade de se frequentar, além da escola profissionalizante regular, uma escola profissionalizante de nível médio, adquirindo então o direito de ingressar em uma escola superior técnica e de aprofundar ainda mais os conhecimentos, concluindo com o bacharelado e em certos casos com o mestrado. 80 % dos jovens da Suíça aperfeiçoam-se após a escola obrigatória. Com esse percentual, a Suíça está também no topo da lista dos países da OCDE. Informationen des Volkswirtschaftsdepartement EVD zu Bildung (Informações do Departamento Federal de Economia EDV sobre educação) > Themen > Bildung, Forschung, Innovation (> Temas > Educação, Pesquisa, Inovação) Sistema de ensino na Suíça > Bildung (> Formação), Espanhol, Russo, Chinês, Japonês Graças a esse sistema duplo de formação profissional, estão à disposição da economia profissionais com boa formação técnica e preparados para o trabalho. O desemprego entre os jovens é aproximadamente a metade do registrado na Alemanha, Suécia e nos EUA. O sistema de formação profissional voltado para a prática não reduz, de forma alguma, a importância das disciplinas de ciências exatas no ensino escolar. Escolha da profissão, estudos, carreira Idiomas: Alemão, Francês, Italiano O aperfeiçoamento profissional desempenha um importante papel na Suíça. Exames profissionais e exames técnicos de nível superior são realizados pelas associações profissionais com a aprovação dos órgãos federais. Ao concluir com êxito esses exames, recebe-se uma comprovação federal da especialização ou um diploma. Na Suíça, há mais de 100 escolas de ensino médio especializadas e reconhecidas no âmbito federal, sendo que a maioria delas são escolas técnicas. Nas escolas de ensino médio especializadas são transmitidas qualificações que em outros países muitas vezes são adquiridas apenas em escolas superiores. Através do acordo bilateral da Suíça com a União Europeia, os diplomas profissionais são reconhecidos mutuamente Aperfeiçoamento educacional. O aperfeiçoamento educacional é uma tradição na Suíça. Instituições públicas, tais como universidades ou escolas superiores técnicas oferecem, além de cursos de pós-graduação, diversos cursos de especialização abertos não apenas a graduados. As pessoas de fora podem se inscrever como ouvintes em cursos regulares. Os cursos das «Volkshochschulen» (centros educacionais para adultos) recebem subsídios públicos e estão abertos para todos os interessados. A oferta de cursos de instituições privadas também é bastante variada e vai desde cursos de idiomas e yoga até cursos de gestão. 116 Manual para investidores 2012

5 Quadro geral de aperfeiçoamento educacional (Oferentes, cursos) Idioma: Alemão sidades da Suíça, estudaram no primeiro semestre de 2010/2011 um total de cerca de pessoas, das quais quase 50% eram mulheres e cerca de 27 % eram estudantes estrangeiros. Trata-se de uma das mais elevadas quotas mundiais de estudantes internacionais. Também a proporção de professores estrangeiros, de 48 % (2009), é comparativamente bastante elevada e tem vindo a subir continuamente desde 2002, o que salienta a internacionalidade das faculdades suíças. Verband Schweizerischer Volkshochschulen (Associação dos centros de educação para adultos da Suíça) Idiomas: Alemão, Francês 12.3 Universidades/Faculdades Escolas superiores universitárias e técnicas Fig. 60: Distribuição das faculdades na Suíça A oferta de disciplinas em universidades suíças é bastante grande. Com exceção do estudo de medicina, não há limites específicos de admissão. Entretanto, os estudantes estrangeiros devem atender, em especial no nível de bacharelado/mestrado, às pré-determinações de língua e, dependendo da universidade, devem ser aprovados em um exame de admissão. As taxas de estudo são moderadas também para estudantes internacionais. Adicionalmente às taxas de estudo, de acordo com a cidade e com as exigências pessoais, deve-se considerar um custo de vida anual de francos suíços. Em virtude da Reforma de Bologna, que tem como objetivo a criação de um espaço universitário europeu, todas as universidades e escolas superiores suíças readaptaram as disciplinas académicas para os programas de bacharelado e mestrado. No âmbito desta reforma existe cada vez mais a oferta de curso total ou parcialmente em inglês (sobretudo programas de mestrado). A Suíça participa de programas internacionais de mobilidade, como por exemplo, o programa ERASMUS, de maneira que semestres no exterior podem ser somados ao estudo em uma universidade da Suíça. Regiões das faculdades especializadas: 1) Fachhochschule Nordwestschweiz (Faculdade especializada no noroeste da Suíça) 2) Fachhochschule Zürich (Faculdade especializada de Zurique) 3) Fachhochschule Ostschweiz (Faculdade especializada do leste da Suíça) 4) Fachhochschule Zentralschweiz (Faculdade especializada da Suíça Central) 5) Scuola Universitaria Professionale della Svizzera Italiana (Faculdade especializada da Suíça Italiana) 6) Fachhochschule Bern (Faculdade especializada de Berna) 7) Haute école spécialisée de Suisse occidentale (Faculdade especializada da Suíça ocidental) Fonte: Staatssekretariat für Bildung und Forschung SBF (Secretaria de Estado para Educação e Pesquisa) Na Suíça há dez universidades cantonais, nas quais as aulas são, em primeiro lugar, ministradas em alemão (Basileia, Berna, Zurique, Lucerna, St. Gallen), em francês (Genebra, Lausane, Neuchâtel), em italiano (Lugano) ou em dois idiomas (alemão e francês em Friburgo). As «Eidgenössische Technische Hochschulen» (ETH) (Institutos Federais de Tecnologia) estão localizadas em Lausane (francês) e em Zurique (alemão). Nessas doze univer- Ensino e pesquisa focados em determinados campos renderam elevado prestígio internacional a várias universidades suíças. Os dois Institutos Federais de Tecnologia, de Zurique e de Lausane (Eidgenössische Technische Hochschule Zürich [ETHZ] e École Polytechnique Fédérale Lausane [EPFL]) trabalham em cooperação com a comunidade internacional de pesquisa no mais elevado nível de pesquisa de ponta atraindo cientistas de fama mundial. As universidades da Suíça estão regularmente classificadas entre as 100 melhores tanto na Europa como também no mundo todo e alguns institutos encontram-se mundialmente no topo. Elas estão integradas em programas internacionais de pesquisa inclusive nos programas estruturais de pesquisa e desenvolvimento tecnológico (FRP Forschung und technologische Entwicklung) da UE e oferecem amplamente cursos de pós-graduação, muitas vezes em cooperação com escolas estrangeiras. Manual para investidores

6 Fig. 61: Taxas de estudos em francos suiços, por ano (2011/12) EPF Lausane ETH Zurique Basileia Berna Friburgo Genebra Lausane Lucerna Neuchâtel St. Gallen Zurique USI (Lugano, Mendrisio) Estudantes nacionais Taxas adicionais para estudantes internacionais Total de estudantes internacionais Fonte: Rektorenkonferenz der Schweizer Universitäten CRUS (Conferência de Reitores das Universidades Suíças) Panorama das universidades Estudar na Suíça > Privatpersonen > Bildung und Forschung > Universität (Pessoas privadas > Educação e Investigação > Universidade) Staatssekretariat für Bildung und Forschung SBF (Secretaria de Estado de Educação e Pesquisa) Classificação das universidades Escolas superiores especializadas As «Fachhochschulen» (escolas superiores especializadas) oferecem para profissionais tanto no nível de bacharelado como de mestrado cursos de formação superior voltados para a prática. Esses profissionais, em sua maioria, já concluíram um ensino de nível médio («Maturität») profissionalizante e já acumularam certa experiência na vida profissional. Além das atividades normais de ensino, as escolas superiores especializadas oferecem às empresas locais cursos de extensão profissional e realizam projetos de pesquisa e desenvolvimento em conjunto com empresas privadas, em geral de pequeno e médio porte. Idiomas: Alemão, Inglês, Francês Panorama sobre as escolas superiores especializadas Verein universitäre Weiterbildung Schweiz (Associação de Extensão Educacional Universitária da Suíça) Informações para estudantes estrangeiros > Fachhochschulen (> Escolas Superiores Especializadas) Dessa forma, as escolas superiores especializadas são também responsáveis pela transferência regional de conhecimento e de tecnologia além de estarem em constante intercâmbio com a economia. Elas dispõem de elevada competência para ensino, pesquisa, desenvolvimento e prestação de serviços. São fortemente voltadas para a prática, para o mercado e para os clientes. Como institutos de pesquisa no âmbito nacional, elas recebem suporte da «Kommission für Technologie und Innovation» (KTI) (Comissão apara a Tecnologia e Inovação) e trabalham em conjunto com os Institutos Federais de Tecnologia e também com as universidades. 118 Manual para investidores 2012

7 Programas de MBA Executivo (EMBA) Um tipo especial de curso de extensão são os cursos de MBA Executivo (EMBA) destinados a gerentes com vasta e longa experiência na área de gestão. Em geral, os cursos de EMBA são oferecidos no sistema de módulos e realizados simultaneamente à profissão. Além das disciplinas cursadas na Suíça, a maioria dos cursos geralmente compreende módulos de estudo no exterior. Deve-se salientar, em especial, o IMD em Lausane, cujo programa de MBA Executivo é avaliado frequentemente como um dos melhores do mundo. Também cabe destacar o curso oferecido pela Universidade de St. Gallen, que fgura entre os 50 melhores do mundo. Programas nas Universidades Suíças Classificação do Economist Fig. 62: MBA Executivo: as principais instituições Instituição Locais de ensino Homepage IMD Lausane (Suíça), Europa (Irlanda, Roménia), Xangai (China), Silicon Valley (EUA) emba ingl. Omnium Alliance (Universidade de St. Gallen, Universidade de Toronto, escolas parceiras) Universidade de St. Gallen Universidade de Zurique Rochester-Berna (Universidade de Berna, Universidade of Rochester) GSBA Zurique, Universidade de Maryland ZfF Escolas Internacionais de Gestão Brasil, China, Índia, Canadá, Suíça St. Gallen (Suíça), Hungria, China, Brasil Zurique (Suíça), Yale (EUA), Xangai (China), Hyderabad (Índia) Berna (Suíça), Rochester (EUA), Xangai (China) América do Norte, Europa e Ásia Zurique, Boston (EUA) Programas de MBA/EMBA na Suíça Portal de educação da Suíça com, ingl. al., ingl. al., ingl. ingl. al., ingl. al. Classificação do Financial Times > MBA/EMBA 12.4 Estabelecimentos de ensino provado internacionais e internatos. As escolas particulares completam o sistema educacional da Suíça, totalizando aproximadamente 260 escolas particulares. Nelas, as aulas são ministradas a aproximadamente alunos em um dos três idiomas do país: alemão, francês e italiano ou em inglês (e em alguns casos em outros idiomas). As escolas internacionais são importantes, sobretudo, para funcionários de empresas estrangeiras que muitas vezes permanecem na Suíça apenas temporariamente. Nelas, os filhos de expatriados recebem uma formação educacional que pode ser internacional ou no seu idioma materno, e são preparados para os exames de conclusão de ensino escolar válidos em seu país, tais como o «Abitur», «Baccalauréat» ou para a admissão em uma universidade dos EUA. Em cada região e em todas as grandes cidades há instituições competentes e as taxas escolares estão na média em comparação com outros países. Idioma: Alemão Manual para investidores

8 Fig. 63: Taxas escolares de escolas particulares internacionais Escola Inglesa Escola Francesa Escola Alemã Cidade Taxa anual Escola Primária Taxa anual Escola Secundária Taxa anual Escola Primária Taxa anual Escola Secundária Taxa anual Escola Primária Taxa anual Escola Secundária Liubliana 8.483* 9.068* n.a. n.a. Dublin * * Barcelona Singapura Budapeste Milão Genebra * Viena * * n.a. n.a. Frankfurt * * n.a. n.a. Amsterdão Paris Nova Iorque Londres Bruxelas * A Escola Inglesa não está disponível, porque a taxa se baseia na Escola Internacional. Fonte: Mercer, Relatório de custo de vida, março 2008, Os internatos suíços são conhecidos mundialmente não somente pelo bom ensino oferecido, mas também devido às suas diretrizes rígidas de educação e por seu caráter internacional. Muitas vezes, eles têm critérios de admissão rigorosos, fazendo parte das melhores instituições de prestígio acadêmico global. Registro de escolas particulares na Suíça Verband Schweizerischer Privatschulen (VSP) (Associação de Escolas Particulares da Suíça) Espanhol Grupo Suíço de Escolas Internacionais Pesquisa e desenvolvimento A Suíça como localidade de pesquisa Quanto mais rápidas as mudanças tecnológicas, mais importante torna-se a atividade de pesquisa e desenvolvimento em uma economia. A Suíça faz parte dos países mais ativos na área da pesquisa, empregando em 2008 quase mais de 3 % de seu PIB para atividades de pesquisa e desenvolvimento. Desde 1996 que a taxa real de alteração é de 4,1 % na média anual, sendo assim mais elevada do que o crescimento económico médio anual durante o mesmo período (2,1 %). Todos os relevantes indicadores de pesquisa colocam a Suíça nas primeiras posições quando comparada internacionalmente. Do total de 16,3 bilhões de francos suíços (2008) gastos com pesquisa e desenvolvimento, 73% foram despendidos pela economia privada (cerca de 12 bilhões de francos suíços). Na maioria das vezes os francos suíços sãogastos pelo setor farmacêutico (4,6 bilhões de francos suíços) e pelo setor da indústria de máquinas (1,4 bilhões de francos suíços). No ano de 2008, as despesas de pesquisa e desenvolvimento de todas as escolas superiores e instituições de pesquisa totalizaram 3,9 bilhões de francos suíços correspondendo quase a um quarto das despesas totais suíças. Em 2008, cerca de pessoas atuam na área de pesquisa, dentre elas atuam na economia privada. 120 Manual para investidores 2012

9 Fig. 64: Despesas gerais de pesquisa e desenvolvimento, por pessoa, em US dólares, Suíça Luxemburgo Finlândia Dinmarca Suécia Japão EUA Alemanha França Países Baixos Irlanda Bélgica Singapura Grã-Bretanha Itália Hong Kong Rússia Brasil China Índia 9 Fonte: Competitividade Mundial Online 2011, IMD O governo empenha-se, sobretudo, na pesquisa fundamental. Economia e ciência atuam estreitamente em conjunto. Cada centro de treinamento de grau universitário e superior dispõe de uma divisão de coordenação para cooperação com a economia. Fig. 65: Prêmios Nobel por milhão de habitantes, Suíça 1,53 2 Noruega 1,23 3 Suécia 0,97 4 Grã-Bretanha 0,92 5 EUA 0,84 6 Dinmarca 0,72 8 Países Baixos 0,48 9 Alemanha 0,37 13 Bélgica 0,28 14 França 0,27 15 Irlanda 0,22 17 Hong Kong 0,14 19 Japão 0,09 21 Itália 0,08 22 Rússia 0,07 25 China 0,00 26 Índia 0,00 27 Brasil 0,00 27 Luxemburgo 0,00 27 Singapura 0,00 Fonte: Competitividade Mundial Online 2011, IMD Em projetos de pesquisa e desenvolvimento nos quais empresas atuam em cooperação com centros de pesquisa sem fins lucrativos, a «Komission für Technologie und Innovation» (KTI) (Comissão para a Tecnologia e Inovação) pode auxiliar significativamente com meios financeiros. Fig. 66: Instituições de pesquisa na Suíça Instituição Local Homepage CERN Organização Europeia de Pesquina Nuclear Genebra ingl., fr. EAWAG Insituto Federal Suíço de Ciência Aquática e Tecnologia Dübendorf (ZH), Kastanienbaum (LU) al., ingl., fr. EMPA Instituição de Pesquisa de Ciências Materiais e Tecnologia Thun (BE), Dübendorf (ZH), St. Gallen al., ingl., fr. PSI Paul Scherrer Institute Villigen (AG) al., ingl., fr. SLF WSL-Instituto de Pesquisa de Neve e Avalanches Davos (GR) al., ingl., fr., ital. The Graduate Instituto de Estudos Superiores Internacionais e Genebra Institute de Desenvolvimento ingl., fr. WSL Instituto Federal de Pesquisa de Floresta, Neve e Paisagem Birmensdorf (ZH), Bellinzona (TI) al., ingl., fr., ital. Fonte: Schweizerischer Nationalfond, SNF (Fundo Nacional da Suíça) Manual para investidores

10 Staatssekretariat für Bildung und Forschung SBF (Secretaria de Estado da Educação e Pesquisa) > Themen > Forschung (> Temas > Investigação) Förderagentur für Innovation (Agência de Incentivo à Inovação) Cooperação internacional para a pesquisa A economia suíça tem um grande interesse na pesquisa conjunta com parceiros no exterior, especialmente no âmbito da União Europeia. A cooperação com parceiros estrangeiros para o desenvolvimento e a pesquisa impulsiona a inovação e permite que empresas menores tenham acesso a conhecimentos que podem ser explorados no mercado. Os acordos bilaterais com a UE criaram condições amplamente favoráveis para tal e possibilitam uma participação plena da Suíça em todos os programas e atividades dos programas de pesquisa da UE. Cooperação internacional para a pesquisa Schweizerischer Nationalfonds SNF (Fundo Nacional da Suíça) Idiomas: Alemão, Inglês, Francês > International (> Internacional) Idiomas:Alemão, Inglês, Francês, Italiano Cooperação internacional Educação, Pesquisa, Ciência Wissenschaftsförderung (Incentivo à ciência) > Themen > Internationale Zusammenarbeit (> Temas > Cooperação Internacional) > Für Privatpersonen > Bildung und Forschung > Wissenschaftsförderung (> Para Pessoas privadas > Formação e Investigação > Incentivo à Ciência) Portal suíço para pesquisa e inovação Idiomas: Alemão, Inglês, Francês 122 Manual para investidores 2012

Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil. Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero

Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil. Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero Empresas Participantes do CRI Multinacionais Instituições

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Destaques do Education at a Glance 2014

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Destaques do Education at a Glance 2014 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Destaques do Education at a Glance 2014 Diretor de Estatísticas Educacionais Carlos Eduardo Moreno Sampaio

Leia mais

Doingbusiness no Brasil. Jorge Lima Coordenador de Projetos Movimento Brasil Competitivo Curitiba 09 de novembro de 2006

Doingbusiness no Brasil. Jorge Lima Coordenador de Projetos Movimento Brasil Competitivo Curitiba 09 de novembro de 2006 1 Doingbusiness no Brasil Jorge Lima Coordenador de Projetos Movimento Brasil Competitivo Curitiba 09 de novembro de 2006 indicadores Doingbusiness 2006 2007 2008 Abertura de empresas Registro de propriedades

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

Education at a Glance: OECD Indicators - 2006 Edition. Panorama da Educação: Indicadores da OCDE Edição 2006

Education at a Glance: OECD Indicators - 2006 Edition. Panorama da Educação: Indicadores da OCDE Edição 2006 Education at a Glance: OECD Indicators - 2006 Edition Summary in Portuguese Panorama da Educação: Indicadores da OCDE Edição 2006 Sumário em Português Panorama da Educação oferece aos educadores, aos decisores

Leia mais

Education at a Glance 2011 OCDE Nota para o Brasil

Education at a Glance 2011 OCDE Nota para o Brasil Education at a Glance 2011 OCDE Nota para o Brasil Os governos prestam cada vez mais atenção às comparações internacionais, uma vez que procuram políticas públicas efetivas, capazes de melhorar os indicadores

Leia mais

Seminário Internacional Portugal - Brasil

Seminário Internacional Portugal - Brasil UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO Gustavo Santos ast.porto@itamaraty.gov.br Setor de Cooperação Científica Superior Consulado-Geral do Brasil no Porto Seminário

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Estudar Ciência, Engenharia e Management na França

Estudar Ciência, Engenharia e Management na França Estudar Ciência, Engenharia e Management na França 0 PORQUE A MOBILIDADE INTERNACIONAL? Desenvolver a abertura internacional Em primeiro uma atitude: ela se concretisa por uma disposição e uma capacidade

Leia mais

14. Promoção de investimentos.

14. Promoção de investimentos. 14. Promoção de investimentos. A promoção de investimentos é um importante componente da política econômica da Suíça e se realiza por meio de uma estreita parceria entre o setor privado e os cantões. No

Leia mais

BHMS Business & Hotel Management School Um membro do Bénédict Education Group Switzerland

BHMS Business & Hotel Management School Um membro do Bénédict Education Group Switzerland BHMS Business & Hotel Management School Um membro do Bénédict Education Group Switzerland A BHMS Business & Hotel Management School está localizada na cidade de Lucerna e é membro do grupo suíço de escolas

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS)

Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS) Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS) África do Sul: Taxa predominante cobrada pelos bancos de contas garantidas prime. Alemanha: Taxa sobre crédito de conta-corrente de

Leia mais

7. Imóveis. 7.1 Procura da propriedade adequada.

7. Imóveis. 7.1 Procura da propriedade adequada. 7. Imóveis. Enquanto que a oferta de imóveis para fins comerciais é variada, os imóveis residenciais são escassos, nos centros, como também ocorre em outras cidades internacionais. Na busca por propriedades

Leia mais

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento Sobeet São Paulo, 26 de junho de 2013 EMBARGO 26 Junho 2013 12:00 horas Horário de Brasília 1 Recuperação

Leia mais

E R A S M U S + ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Apresentação

E R A S M U S + ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Apresentação ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Apresentação ERASMUS+ - Ensino Superior O Erasmus+ é o novo programa da UE dedicado à educação, formação, juventude e desporto. O programa tem início

Leia mais

Comércio (Países Centrais e Periféricos)

Comércio (Países Centrais e Periféricos) Comércio (Países Centrais e Periféricos) Considera-se a atividade comercial, uma atividade de alto grau de importância para o desenvolver de uma nação, isso se dá pela desigualdade entre o nível de desenvolvimento

Leia mais

O ENSINO SUPERIOR E A CIÊNCIA NA UE

O ENSINO SUPERIOR E A CIÊNCIA NA UE O ENSINO SUPERIOR E A CIÊNCIA NA UE Maria da Graça a Carvalho ISEP 27 Abril 2012 Índice Ensino Superior na Europa Investigação Científica na Europa Necessidade de Reforma das Instituições de E.S. Modernização

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE

FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE O PROGRAMA: Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização

Leia mais

Os Cursos de Especialização Tecnológica Em Portugal Nuno Mangas

Os Cursos de Especialização Tecnológica Em Portugal Nuno Mangas Os Cursos de Especialização Tecnológica Em Portugal Nuno Mangas Fórum novo millenium Nuno Mangas Covilhã, 22 Setembro 2011 Índice 1 Contextualização 2 Os CET em Portugal 3 Considerações Finais 2 Contextualização

Leia mais

O ENSINO DE ENGENHARIA NA EUROPA 1

O ENSINO DE ENGENHARIA NA EUROPA 1 O ENSINO DE ENGENHARIA NA EUROPA 1 Paulo César da Costa Pinheiro Departamento de Engenharia Mecânica da UFMG Av. Antônio Carlos 6627 31270-901 Belo Horizonte, MG DIPLOMAS OBTIDOS NAS ESCOLA DE ENGENHARIA

Leia mais

Debates jurídico-trabalhistas mundiais Uma visão dos principais itens debatidos na Conferência Mundial de Advocacia em Tóquio

Debates jurídico-trabalhistas mundiais Uma visão dos principais itens debatidos na Conferência Mundial de Advocacia em Tóquio Debates jurídico-trabalhistas mundiais Uma visão dos principais itens debatidos na Conferência Mundial de Advocacia em Tóquio Dr. WOLNEI TADEU FERREIRA novembro 2014 O que é a IBA e o que ela significa

Leia mais

Formação Inicial de Professores na União Europeia. Florbela Lages Antunes Rodrigues Instituto Politécnico da Guarda

Formação Inicial de Professores na União Europeia. Florbela Lages Antunes Rodrigues Instituto Politécnico da Guarda Formação Inicial de Professores na União Europeia Florbela Lages Antunes Rodrigues Instituto Politécnico da Guarda 1999 - O Processo de Bolonha Um Espaço Europeu de Ensino Superior (EEES) globalmente harmonizado

Leia mais

Workshop Seguros de Pessoas: Desafios e Oportunidades Sincor-MG - 10dez2012 Hélio Marcelino Loreno João Paulo Moreira de Mello

Workshop Seguros de Pessoas: Desafios e Oportunidades Sincor-MG - 10dez2012 Hélio Marcelino Loreno João Paulo Moreira de Mello Elaboração: Maurício Tadeu Barros Morais Workshop Seguros de Pessoas: Desafios e Oportunidades Sincor-MG - 10dez2012 Hélio Marcelino Loreno João Paulo Moreira de Mello Agenda 1. Mercado Brasileiro principais

Leia mais

Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora

Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora Institucional Tokio Marine Seguradora Tokio Marine no Mundo Grupo Tokio Marine é o um dos líderes entre os grupos seguradores globais. Fundada em1879 Ativos:US$98bilhões

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Números-Chave sobre o Ensino das Línguas nas Escolas da Europa 2012

Números-Chave sobre o Ensino das Línguas nas Escolas da Europa 2012 Números-Chave sobre o Ensino das Línguas nas Escolas da Europa 2012 O relatório Números-Chave sobre o Ensino das Línguas nas Escolas da Europa 2012 consiste numa análise abarangente dos sistemas de ensino

Leia mais

UNCTAD NOTA À IMPRENSA. RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001

UNCTAD NOTA À IMPRENSA. RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001 TRADUÇAO NÃO OFICIAL UNCTAD NOTA À IMPRENSA RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001 (13 horas de Nova York, 19 horas de Genebra,

Leia mais

A importância da internacionalização no desenvolvimento de base tecnológica e industrial de defesa nacional

A importância da internacionalização no desenvolvimento de base tecnológica e industrial de defesa nacional A importância da internacionalização no desenvolvimento de base tecnológica e industrial de defesa nacional Lisboa, 25 de Janeiro de 2013 A crescente influência dos Estados nas economias emergentes. A

Leia mais

EDITAL N. º 01 DE 27 DE AGOSTO DE 2014

EDITAL N. º 01 DE 27 DE AGOSTO DE 2014 EDITAL N. º 01 DE 27 DE AGOSTO DE 2014 PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CsF): EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INTERNO DO CsF NO ISECENSA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS CAPES/CNPq SANDUÍCHE DE GRADUAÇÃO NOS SEGUINTES

Leia mais

2013 pesquisa Sobre Escassez de RESULTADOS

2013 pesquisa Sobre Escassez de RESULTADOS 2013 pesquisa Sobre Escassez de TALENTOs RESULTADOS Introdução Para a Pesquisa Anual de Talentos 2013, o ManpowerGroup entrevistou recentemente cerca de 40.000 empregadores em 42 países e territórios.

Leia mais

Ciências, Tecnologia e Indústria na OCDE: Perspectivas 2006

Ciências, Tecnologia e Indústria na OCDE: Perspectivas 2006 OECD Science, Technology and Industry: Outlook 2006 Summary in Portuguese Ciências, Tecnologia e Indústria na OCDE: Perspectivas 2006 Sumário em Português SUMÁRIO EXECUTIVO Perspectivas mais evidentes

Leia mais

MINIGUIA DA EUROPA 2011 Comunicar com os Europeus Línguas Na Europa fala-se muitas línguas, cujas principais famílias são a germânica, a românica, a eslava, a báltica e a céltica. As instituições da União

Leia mais

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014 Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã 26 de novembro de 2014 1. Empresas Alemãs em Portugal 2. Investimento Direto Alemão em Portugal 3. Exportação / Importação 1. Empresas Alemãs em Portugal Perspetiva

Leia mais

Portugal Leaping forward

Portugal Leaping forward Portugal Leaping forward Dr. Pedro Reis Presidente da AICEP Lisboa, 16 de Março 2012 Enquadramento internacional Fonte: EIU (Fev 2012) Nota: PIB a preços de mercado Variação (%) Enquadramento internacional

Leia mais

VIVER E TRABALHAR NA SUÍÇA

VIVER E TRABALHAR NA SUÍÇA Endereços importantes Secretaria de Estado da Economia SECO Direcção do Trabalho / EURES Holzikofenweg 36 3003 Berne/Suíça info@eures.ch.eures.ch.espace-emploi.ch Hotline: +41 (0)58 463 25 25 Secretaria

Leia mais

A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos. Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011

A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos. Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011 A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011 OBJETIVOS Consolidar a percepção de que a formação de recursos humanos qualificados é essencial para fortalecer

Leia mais

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica Boletim Benchmarking Internacional Extensão Tecnológica Dezembro de 2012 Apresentação Visando contribuir para os objetivos estratégicos do SEBRAE, são apresentadas neste boletim informações relacionadas

Leia mais

Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL

Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL Changing lives. Opening minds. Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL ERASMUS + Uma porta aberta para a Europa : O novo programa

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística divulgou A Península Ibérica em Números - 2007

Instituto Nacional de Estatística divulgou A Península Ibérica em Números - 2007 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 21/12 Economia 20/12 Demografia Instituto Nacional de Estatística divulgou A Península Ibérica em Números - 2007 http://www.ine.pt/portal/page/portal/portal_ine/publicacoes?publicacoespub_boui=10584451&publicacoesm

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado. Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado. Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem GUIA DE CANDIDATURA PARA MOBILIDADE DE ESTUDANTES PARA ESTÁGIOS ERASMUS+ (SMP)

Leia mais

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA 17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA PALESTRA FALTA DE COMPETITIVIDADE DO BRASIL FRENTE AO MERCADO EXTERNO JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO Porto Alegre, 24 de JUNHO de 2015 2 - TEORIAS No

Leia mais

Reembolso em espécie das prestações acumuladas na Previdência Profissional ao deixar definitivamente a Suíça a partir de 1 de Junho de 2007

Reembolso em espécie das prestações acumuladas na Previdência Profissional ao deixar definitivamente a Suíça a partir de 1 de Junho de 2007 Sicherheitsfonds BVG Geschäftsstelle Postfach 1023 3000 Bern 14 Tel. +41 31 380 79 71 Fax +41 31 380 79 76 Fonds de garantie LPP Organe de direction Case postale 1023 3000 Berne 14 Tél. +41 31 380 79 71

Leia mais

Edital UFSCar - Programa Ciência sem Fronteiras Graduação Sanduíche. Bolsas com início em JULHO/AGOSTO/SETEMBRO de 2015 para

Edital UFSCar - Programa Ciência sem Fronteiras Graduação Sanduíche. Bolsas com início em JULHO/AGOSTO/SETEMBRO de 2015 para Edital UFSCar - Programa Ciência sem Fronteiras Graduação Sanduíche Bolsas com início em JULHO/AGOSTO/SETEMBRO de 2015 para Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Coréia do Sul, Espanha,

Leia mais

Entendendo a organização do sistema acadêmico brasileiro

Entendendo a organização do sistema acadêmico brasileiro Entendendo a organização do sistema acadêmico brasileiro Não é todo estudante que entende bem a organização do sistema educacional brasileiro e seus níveis de ensino. Nem todos sabem, por exemplo, a diferença

Leia mais

Workshop Reforma tributária: reflexos sobre empresas e regiões

Workshop Reforma tributária: reflexos sobre empresas e regiões Departamento Jurídico - DEJUR Workshop Reforma tributária: reflexos sobre empresas e regiões Painel - Reforma Tributária à luz do desenvolvimento regional Helcio Honda O que a Sociedade espera de uma Reforma

Leia mais

2. Estrutura económica.

2. Estrutura económica. 2. Estrutura económica. A Suíça é uma das economias mais liberais e competitivas do mundo. O país é um dos pioneiros da globalização. A segurança jurídica e os fundamentos de decisão estáveis a longo prazo,

Leia mais

Começar Global e Internacionalização

Começar Global e Internacionalização Começar Global e Internacionalização Artur Alves Pereira Assessor do Conselho de Administração, AICEP Portugal Global Fevereiro 06, 2014 1 A aicep Portugal Global Missão. A aicep Portugal Global é uma

Leia mais

13. A vida na Suíça. 13.1 Segurança e qualidade de vida.

13. A vida na Suíça. 13.1 Segurança e qualidade de vida. 13. A vida na Suíça. Graças à excelente qualidade de vida e ao ambiente seguro, a expectativa de vida na Suíça está entre as mais elevadas do mundo. A natureza exuberante e a oferta variada de cultura

Leia mais

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB O NÚCLEO DE ECONOMIA EMPRESARIAL ESPM-SUL PESQUISA E APOIO 1. Despesas em

Leia mais

"Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade." (Adaptado livremente de A. Einstein)

Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade. (Adaptado livremente de A. Einstein) Fácil assim. 12345 "Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade." (Adaptado livremente de A. Einstein) 12345 Tudo é mais fácil com Lenze. O forte dinamismo dos tempos atuais o coloca em confronto

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: COMO CONSOLIDAR UMA INTERNACIONALIZAÇÃO ATIVA?

GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: COMO CONSOLIDAR UMA INTERNACIONALIZAÇÃO ATIVA? GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: COMO CONSOLIDAR UMA INTERNACIONALIZAÇÃO ATIVA? F A B I O B E T I O L I C O N T E L D E P T O. D E G E O G R A F I A F F

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

Relatório de País Brasil

Relatório de País Brasil Education at a Glance 2011 Indicadores da OECD DOI: http://dx.doi.org/10.1787/eag-2011-en OECD 2011 Sob embargo até 13 de setembro, 11h, horário de Paris Relatório de País Brasil Quaisquer dúvidas, contate:

Leia mais

Marina Rodrigues Career and University Counsellor Consultora

Marina Rodrigues Career and University Counsellor Consultora Marina Rodrigues Career and University Counsellor Consultora Auto conhecimento Tomar decisões Ter em conta as oportunidades Juntar Informação Planear e tomar providências As qualificações academicas são

Leia mais

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro HORÁRIO ATIVIDADE LOCAL 07h00 Café da Manhã Restaurante Principal 08h45 Abertura Brasoftware Salão Tangará 10h00 Business Suite Salão Nobre 13h00 Almoço

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

PROCESSO DE BOLONHA DICIONÁRIO

PROCESSO DE BOLONHA DICIONÁRIO PROCESSO DE BOLONHA O Processo de Bolonha, denominação em homenagem à primeira universidade criada na Europa (1088), é o conjunto dos eventos relativos ao projeto de integração da educação superior a partir

Leia mais

PNE: OS CAMINHOS A PERCORRER PARA OFERTAR, COM QUALIDADE, A EDUCAÇÃO INFANTIL

PNE: OS CAMINHOS A PERCORRER PARA OFERTAR, COM QUALIDADE, A EDUCAÇÃO INFANTIL PNE: OS CAMINHOS A PERCORRER PARA OFERTAR, COM QUALIDADE, A EDUCAÇÃO INFANTIL Maurício Fernandes Pereira www.facebook.com/mauriciofernandespereira1 www.cad.ufsc.br/mauriciofpereira 1 mfpcris@gmail.com

Leia mais

Trends in International Migration: SOPEMI - 2004 Edition. Tendências da Migração Internacional: SOPEMI Edição 2004 INTRODUÇÃO GERAL

Trends in International Migration: SOPEMI - 2004 Edition. Tendências da Migração Internacional: SOPEMI Edição 2004 INTRODUÇÃO GERAL Trends in International Migration: SOPEMI - 2004 Edition Summary in Portuguese Tendências da Migração Internacional: SOPEMI Edição 2004 Sumário em Português INTRODUÇÃO GERAL De John P. Martin Diretor do

Leia mais

COM A INTERVIP VOCÊ VAI MAIS LONGE. INTERCÂMBIOS E CURSOS NO EXTERIOR. www.intervip.tur.br

COM A INTERVIP VOCÊ VAI MAIS LONGE. INTERCÂMBIOS E CURSOS NO EXTERIOR. www.intervip.tur.br COM A INTERVIP VOCÊ VAI MAIS LONGE. INTERCÂMBIOS E CURSOS NO EXTERIOR www.intervip.tur.br A INTERVIP Do sonho de uma ex-intercambista, nasceu em 1995 a Intervip, uma agência de intercâmbio focada na qualidade

Leia mais

Contexto. Um vasto território. População. Uma jurisdição exclusiva do Quebec. O francês, língua de ensino

Contexto. Um vasto território. População. Uma jurisdição exclusiva do Quebec. O francês, língua de ensino Contexto Um vasto território Cerca de 7,5 milhões de pessoas vivem no Quebec, vasta península continental cuja superfície (1,7 milhões de km 2 ) equivale a três vezes a da França ou cinco vezes a do Japão.

Leia mais

Contexto. Um vasto território. População. Uma jurisdição exclusiva do Quebec. O francês, língua de ensino

Contexto. Um vasto território. População. Uma jurisdição exclusiva do Quebec. O francês, língua de ensino Contexto Um vasto território Cerca de 7,5 milhões de pessoas vivem no Quebec, vasta península continental cuja superfície (1,7 milhões de km 2 ) equivale a três vezes a da França ou cinco vezes a do Japão.

Leia mais

Mestrado em Têxtil e Confecção (simultâneos)

Mestrado em Têxtil e Confecção (simultâneos) Instituto Técnico Têxtil e do Vestuário Universidade Técnica de Dresden Faculdade de Ciências Mecânicas Diretor do Instituto: Prof. Dr.-Ing. habil. Dipl.-Wirt. Ing. Ch. Cherif Mestrado em Têxtil e Confecção

Leia mais

Cisco Systems Incorporation

Cisco Systems Incorporation Cisco Systems Incorporation 1. Principais Características Matriz: Cisco Systems Inc. Localização: São José, Califórnia, Estados Unidos Ano de fundação: 1984 Internet: www.cisco.com Faturamento (2000):

Leia mais

Tão empolgante quanto suas ideias de negócios

Tão empolgante quanto suas ideias de negócios Tão empolgante quanto suas ideias de negócios Fatos e números Vantagens de relance s internacionais e nacionais Localização geográfica centralizada Serviços e pessoas de contato Bem-vindo no cantão de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA ROCHA PEIXOTO GEOGRAFIA 10º ANO DE ESCOLARIDADE 29 OUTUBRO DE 2004 GRUPO I

ESCOLA SECUNDÁRIA ROCHA PEIXOTO GEOGRAFIA 10º ANO DE ESCOLARIDADE 29 OUTUBRO DE 2004 GRUPO I ESCOLA SECUNDÁRIA ROCHA PEIXOTO GEOGRAFIA 10º ANO DE ESCOLARIDADE 29 OUTUBRO DE 2004 GRUPO I 1.1 Indique o nome dos continentes e Oceanos assinalados na figura 1, respectivamente com letras e números.

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

SEMINÁRIO ANDIFES. Ana Gabas Assessora do Ministro Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI

SEMINÁRIO ANDIFES. Ana Gabas Assessora do Ministro Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI SEMINÁRIO ANDIFES Ana Gabas Assessora do Ministro Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI Brasília, 13 de março de 2012 Percentual do PIB aplicado em C,T&I Comparação Internacional Fontes: Main

Leia mais

Inovação no Brasil nos próximos dez anos

Inovação no Brasil nos próximos dez anos Inovação no Brasil nos próximos dez anos XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas XVIII Workshop ANPROTEC Rodrigo Teixeira 22 de setembro de 2010 30/9/2010 1 1 Inovação e

Leia mais

36% INTRODUÇÃO. a maior porcentagem em 7 anos. A 9ª edição da Pesquisa sobre a Escassez de Talentos revelou que, em todo o mundo,

36% INTRODUÇÃO. a maior porcentagem em 7 anos. A 9ª edição da Pesquisa sobre a Escassez de Talentos revelou que, em todo o mundo, A Escassez de Talentos Continua Como o do RH, em Constante EVOLUÇÃO poderá SUPRIR ESTA NECESSIDADE INTRODUÇÃO A 9ª edição da Pesquisa sobre a Escassez de Talentos revelou que, em todo o mundo, 36% dos

Leia mais

POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal

POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal Visita da missão de PPP do Ministério da Economia da Polónia a Portugal Bogdan Zagrobelny Primeiro Conselheiro EMBAIXADA DA POLÓNIA DEPARTAMENTO DE PROMOÇÃO

Leia mais

GUIA PRÁTICO PEDIDO DE PENSÃO COM APLICAÇÃO DE INSTRUMENTOS INTERNACIONAIS INVALIDEZ, VELHICE E MORTE

GUIA PRÁTICO PEDIDO DE PENSÃO COM APLICAÇÃO DE INSTRUMENTOS INTERNACIONAIS INVALIDEZ, VELHICE E MORTE GUIA PRÁTICO PEDIDO DE PENSÃO COM APLICAÇÃO DE INSTRUMENTOS INTERNACIONAIS INVALIDEZ, VELHICE E MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Pág. 1/17 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pedido de

Leia mais

Quando o assunto for pesquisa, inovação, educação e parcerias. Pense no Canadá Pense nas universidades canadenses

Quando o assunto for pesquisa, inovação, educação e parcerias. Pense no Canadá Pense nas universidades canadenses Pense no Canadá Pense nas universidades canadenses Quando o assunto for pesquisa, inovação, educação e parcerias Association of Universities and Colleges of Canada Pense no Canadá / Pense nas universidades

Leia mais

A educação básica na China 1

A educação básica na China 1 A educação básica na China 1 Alana Kercia Barros Andrea Jerônimo Jeannette Filomeno Pouchain Ramos 2 Introdução Como parte de uma iniciativa maior, que se propõe a lançar um olhar sobre aspectos da educação

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas Porto, 28 de Janeiro de 2014 Índice 1. Enquadramento 2. A aicep Portugal Global 3. Produtos e serviços AICEP Enquadramento Enquadramento

Leia mais

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 174, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2012

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 174, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2012 Nº 238 terça-feira, 11 de dezembro de 2012 ISSN 1677-7042 página 11. COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 174, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2012 Dispõe sobre o pagamento de bolsas

Leia mais

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 Caro Participante, Seja bem-vindo ao Programa de intercâmbio de estágio oferecido mundialmente pela IAESTE! Leia atentamente este manual. Ele contém todas as

Leia mais

Suíça e Brasil Relações econômicas e perspectivas

Suíça e Brasil Relações econômicas e perspectivas 5ª Oficina de Trabalho Rede Nacional de Informações sobre o Investimento Manaus, 30 de agosto de 2006 Suíça e Brasil Relações econômicas e perspectivas Olivier Zehnder Primeiro Secretário Embaixada da

Leia mais

1. Suíça - factos e números.

1. Suíça - factos e números. 1. Suíça - factos e números. A Suíça está localizada entre os Alpes e a cadeia de montanhas do Jura, constituindo o centro de comunicação e de transporte entre o sul e o norte da Europa. Ponto de encontro

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

8. Mercado de trabalho e direitos laborais.

8. Mercado de trabalho e direitos laborais. 8. Mercado de trabalho e direitos laborais. No que se refere à produtividade do trabalho, entre todas as economias nacionais do mundo, a Suíça assume uma posição dentro do grupo de liderança. O mercado

Leia mais

Economia e Educação. Aloizio Mercadante. Paris, 7/11/2013

Economia e Educação. Aloizio Mercadante. Paris, 7/11/2013 Brasil Economia e Educação Aloizio Mercadante Ministro i de Estado da Educação Paris, 7/11/2013 380 330 280 Gini e PIB Per Capita Gini e Pib Per Capita (1960 base =100) 1995 111,42 2003 332,32 32 120 115

Leia mais

TRABALHAR NO ESTRANGEIRO. Aconselha-se a leitura prévia da brochura Trabalhar no Estrangeiro Informe-se antes de partir

TRABALHAR NO ESTRANGEIRO. Aconselha-se a leitura prévia da brochura Trabalhar no Estrangeiro Informe-se antes de partir TRABALHAR NO ESTRANGEIRO SUÍÇA Aconselha-se a leitura prévia da brochura Trabalhar no Estrangeiro Informe-se antes de partir 1. Representação institucional 2. Associações Portuguesas 3. Comunidade Portuguesa

Leia mais

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Uma Rede de apoio à competitividade das empresas 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Quem somos Quem somos? Onde estamos? Criada pela Comissão Europeia no âmbito do Programa Quadro para a Competitividade

Leia mais

de monitoramento das 5 Metas do Todos Pela Educação

de monitoramento das 5 Metas do Todos Pela Educação De Olho nas Metas 2011Quarto relatório de monitoramento das 5 Metas do Todos Pela Educação Investimentos em Educação: comparação internacional Brasil investiu US$ 2.416 por aluno/ ano em 2008. Média dos

Leia mais

Sistemas de Educação e Cuidado na Primeira Infância nos países da OCDE: questões de tradição e governança

Sistemas de Educação e Cuidado na Primeira Infância nos países da OCDE: questões de tradição e governança CUIDADOS NA INFÂNCIA EDUCAÇÃO E CUIDADOS NA PRIMEIRA INFÂNCIA Sistemas de Educação e Cuidado na Primeira Infância nos países da OCDE: questões de tradição e governança John Bennett, M.Ed., PhD b Julho

Leia mais

Excelência na formação de administradores e líderes de empresas globais Excellence in the education of managers and leaders of global corporations

Excelência na formação de administradores e líderes de empresas globais Excellence in the education of managers and leaders of global corporations Excelência na formação de administradores e líderes de empresas globais Excellence in the education of managers and leaders of global corporations MPGI Mestrado Profissional em Gestão Internacional Master

Leia mais

Estrutura da Energia no Brasil: Órgãos e Sistemas

Estrutura da Energia no Brasil: Órgãos e Sistemas Centro Universitário Fundação Santo André MBA Gestão de Energia Estrutura da Energia no Brasil: Órgãos e Sistemas Prof. Eduardo Matsudo MATRIZ ENERGÉTICA E DADOS ESTATÍSTICOS Santo André, 21 de março de

Leia mais

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Enquadramento Enquadramento A importância da Internacionalização na vertente das exportações

Leia mais

4. Educação e universidades

4. Educação e universidades Unil, (canton of Vaud) 4. Educação e universidades Índice 4.1 Sistema educacional 1-2 4.2 Educação universitária 3-5 4.3 Pós-graduação 5 4.4 Educação para adultos 6 4.5 Escolas internacionais privadas

Leia mais

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 27/09 Turismo 27/09 Taxas de Juro 21/09 Energia 19/09 Taxas de Juro 15/09 Economia 12/09 Economia INE divulgou Viagens turísticas de residentes 2.º Trimestre de 2006 http://www.ine.pt/prodserv/destaque/2006/d060927/d060927.pdf

Leia mais

Vistos de Entrada Para o Catar

Vistos de Entrada Para o Catar Vistos de Entrada Para o Catar Visto para o cidadão brasileiro entrar no Catar poderá ser adquirido no momento da chegada ao país ou antes, dependendo do caso em que se insere o brasileiro. A Embaixada

Leia mais

Feiras, pavilhões e exposições

Feiras, pavilhões e exposições Feiras, pavilhões e exposições 2 Experiente e confiável. Estandes de feiras e exposições, pavilhões e eventos temporários -a experiência de inúmeros projetos nos torna parceiros confiáveis, que dá aos

Leia mais