Laboratório - Uso do Wireshark para examinar uma captura UDP DNS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laboratório - Uso do Wireshark para examinar uma captura UDP DNS"

Transcrição

1 Laboratório - Uso do Wireshark para examinar uma captura UDP DNS Topologia Objetivos Parte 1: Registrar as informações de configuração IP de um PC Parte 2: Usar o Wireshark para capturar consultas e respostas DNS Parte 3: Analisar pacotes capturados DNS ou UDP Histórico/cenário Se você já tiver usado a Internet alguma vez, usou o Sistema de Nome de Domínio (DNS). O DNS é uma rede distribuída de servidores que traduz nomes de domínio de fácil utilização, como para um endereço IP. Quando você digita uma URL de um site no navegador, o computador executa uma consulta DNS ao endereço IP do servidor DNS. A consulta do servidor DNS do PC e a resposta do servidor DNS utilizam o Protocolo UDP (User Datagram Protocol) como o protocolo de camada de transporte. O UDP é sem conexão e não requer uma configuração de sessão como o TCP. As consultas e as respostas DNS são muito pequenas e não exigem a sobrecarga do TCP. Neste laboratório, você se comunicará com um servidor DNS enviando uma consulta DNS usando o protocolo de transporte UDP. Você usará o Wireshark para examinar as trocas de consulta e de respostas DNS com o servidor de nome. Observação: Este laboratório não pode ser concluído usando Netlab. Este laboratório pressupõe que você tenha acesso à Internet. Recursos necessários 1 PC (Windows 7, Vista ou XP com um acesso ao prompt de comando, acesso à Internet e um Wireshark instalado) Parte 1: Registre as informações de configuração IP de um PC Na parte 1, você usará o comando ipconfig /all em seu PC local para localizar e registrar o endereço MAC e IP da placa de rede (NIC) do PC, o endereço IP do gateway padrão especificado, bem como o endereço IP do servidor DNS especificado para o PC. Anote essas informações na tabela fornecida. As informações serão usadas nas seguintes partes deste laboratório com análise de pacotes Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 1 de 6

2 Endereço IP endereço MAC Endereço IP de gateway padrão Endereço IP do servidor DNS Parte 2: Use o Wireshark para capturar consultas e respostas DNS Na parte 2, você configurará o Wireshark para capturar pacotes de consulta e de resposta DNS para demonstrar o uso do protocolo de transporte UDP ao comunicar-se com um servidor DNS. a. Clique no botão Iniciar do Windows e navegue até o programa do Wireshark. Observação: se o Wireshark ainda não estiver instalado, pode ser baixado em b. Selecione uma interface para o Wireshark para capturar pacotes. Use a Interface List (Lista de interface) para escolher a interface associada aos endereços IP e de controle de acesso ao meio (MAC) do PC registrados na parte 1. c. Depois de selecionar a interface desejada, clique em Start (Iniciar) para capturar os pacotes. d. Abra um navegador e digite Press Enter to continue. e. Clique em Stop (Parar) para interromper a captura do Wireshark quando você vir a página inicial do Google. Parte 3: Analisar pacotes capturados DNS ou UDP Na parte 3, você examinará os pacotes UDP gerados ao se comunicar com um servidor DNS para os endereços IP para Etapa 1: Filtre os pacotes DNS. a. Na janela principal do Wireshark, digite dns na área de entrada da barra de ferramentas Filter (Filtro). Clique em Apply (Aplicar) ou pressione Enter. Observação: se você não vir qualquer resultado após o filtro DNS ter sido aplicado, feche o navegador e, na janela do prompt de comando, digite ipconfig /flushdns para remover todos os resultados do DNS anteriores. Reinicie a captura do Wireshark e repita as instruções na parte 2b 2e. Se isso não resolver o problema, na janela do prompt de comando, digite o nslookup como uma alternativa para o navegador Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 2 de 6

3 b. No painel da lista de pacotes (seção superior) na janela principal, localize o pacote que inclui consulta padrão e A Veja o quadro 4 como exemplo. Etapa 2: Examine o segmento UDP usando a consulta DNS. Examine UDP usando uma consulta DNS para como capturado pelo Wireshark. Neste exemplo, o quadro 4 de captura do Wireshark no painel da lista de pacotes está selecionado para análise. Os protocolos nesta consulta são exibidos no painel de detalhes do pacote (seção do meio) na janela principal. As entradas do protocolo estão destacadas em cinza. a. No painel de detalhes do pacote, o quadro 4 tem 74 bytes de dados no fio conforme indicado na primeira linha. Esse é o número de bytes para enviar uma consulta DNS a um servidor de nome que solicita os endereços IP de b. A linha de Ethernet II exibe os endereços MAC origem e destino. O endereço MAC origem está no PC local porque seu PC local originou a consulta DNS. O endereço MAC destino está no gateway padrão, porque esta é a última interrupção antes desta consulta sair da rede local. O endereço MAC origem é o mesmo que o registrado na parte 1 para o PC local? 2014 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 3 de 6

4 c. Na linha do protocolo de Internet versão 4, a captura do Wireshark do pacote IP indica que o endereço IP origem desta consulta DNS é , e o endereço IP destino é Neste exemplo, o endereço destino é o gateway padrão. O roteador é o gateway padrão nessa rede. Você pode aumentar os pares dos endereços IP e MAC para os dispositivos de origem e de destino? Dispositivo Endereço IP Endereço MAC PC local Gateway Padrão O pacote IP e o cabeçalho encapsulam o segmento UDP. O segmento UDP contém a consulta DNS como os dados. d. Um cabeçalho UDP tem apenas quatro campos: porta origem, porta destino, comprimento e checksum. Cada campo no cabeçalho UDP possui somente 16 bits conforme descrito abaixo. SEGMENTO UDP PORTA DE ORIGEM UDP TAMANHO DA MENSAGEM UDP DADOS DADOS PORTA DE DESTINO UDP CHECKSUM UDP Expanda o protocolo UDP no painel de detalhes de pacote clicando no sinal de mais (+). Observe que há apenas quatro campos. O número da porta origem neste exemplo é A porta origem foi gerada aleatoriamente pelo PC local usando números de porta que não são reservados. A porta destino é 53. A porta 53 é uma porta conhecida reservada para uso com DNS. Os servidores DNS ouvem na porta 53 as consultas DNS dos clientes. Neste exemplo, o tamanho desse segmento UDP é 40 bytes. Dos 40 bytes, 8 bytes são usados como cabeçalho. Os outros 32 bytes são usados por dados da consulta DNS. Os 32 bytes de dados de consulta DNS estão destacados na ilustração a seguir do painel de bytes do pacote (seção mais baixa) da janela principal do Wireshark. O checksum é usado para determinar a integridade do pacote depois de passar pela Internet Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 4 de 6

5 O cabeçalho UDP tem pouca sobrecarga visto que o UDP não tem campos associados ao handshake triplo do TCP. Todos os problemas de confiabilidade da transferência de dados que ocorrem devem ser tratados pela camada de aplicação. Registre os resultados do Wireshark na tabela abaixo: Tamanho do quadro Endereço MAC origem Endereço MAC destino Endereço IP origem Endereço IP destino Source Port Destination Port O endereço IP origem é o mesmo que o endereço IP do PC local registrado na parte 1? O endereço IP destino é o mesmo do gateway padrão observado na parte 1? Etapa 3: Examine o UDP usando a resposta DNS. Nesta etapa, você examinará o pacote de respostas DNS e verificará se o pacote de respostas DNS também usa o UDP. a. Neste exemplo, o quadro 5 é o pacote de respostas DNS correspondente. Observe que o número de bytes no fio é 290 bytes. É um pacote maior em relação ao pacote de consulta DNS. b. No quadro Ethernet II para a resposta DNS, de que dispositivo vem o endereço MAC origem e que dispositivo é o endereço MAC destino? c. Observe os endereços IP origem e de destino no pacote IP. Qual é o endereço IP destino? Qual é o endereço IP origem? Endereço IP destino: Endereço IP origem: 2014 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 5 de 6

6 O que aconteceu com as funções de origem e de destino para o host local e o gateway padrão? d. No segmento UDP, a função dos números de porta também foi invertida. O número da porta destino é A porta número é a mesma porta gerada pelo PC local quando a consulta DNS foi enviada ao servidor DNS. Seu PC local ouve uma resposta DNS nessa porta. O número da porta origem é 53. O servidor DNS ouve uma consulta DNS na porta 53 e depois envia uma resposta DNS com um número de porta origem de 53 de volta ao autor da consulta DNS. Quando a resposta DNS é expandida, observe os endereços IP resolvidos para na seção Answers (Respostas). Reflexão Quais são os benefícios de usar o UDP em vez do TCP como um protocolo de transporte para o DNS? 2014 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 6 de 6

Laboratório Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs

Laboratório Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs Laboratório 1.1.6 Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs Objetivo Identificar as ferramentas utilizadas para descobrir a configuração de redes do computador com vários sistemas operacionais. Coletar

Leia mais

Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host

Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host Topologia Objetivos Parte 1: Acessar a tabela de roteamento de host Parte 2: Examinar as entradas da tabela de roteamento de host IPv4 Parte

Leia mais

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 5.0 6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você irá configurar uma placa de rede Ethernet para usar

Leia mais

Laboratório - Observação da resolução do DNS

Laboratório - Observação da resolução do DNS Objetivos Parte 1: Observar a conversão DNS de um URL para um endereço IP Parte 2: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup em um site Parte 3: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup

Leia mais

Aula pratica 2 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula pratica 2 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula pratica 2 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº2 Configuração de TCP/IP numa rede computadores Utilização do Ping e Tracert 1 Objectivo

Leia mais

Laboratório 2.6.1: Orientação de Topologia e Construção de uma Pequena Rede

Laboratório 2.6.1: Orientação de Topologia e Construção de uma Pequena Rede Laboratório 2.6.1: Orientação de Topologia e Construção de uma Pequena Rede Diagrama de Topologia Rede Peer-to-Peer Objetivos Rede Comutada Com a conclusão deste laboratório, você será capaz de: Identificar

Leia mais

Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP

Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Ajuste o nome do grupo de trabalho para ser o Domain

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento pode conter

Leia mais

Laboratório 1 Topologias de Rede / Utilizando o Packet Tracer

Laboratório 1 Topologias de Rede / Utilizando o Packet Tracer Rede de Computadores Laboratório 1 Topologias de Rede / Utilizando o Packet Tracer Objetivo Demonstrar o funcionamento da ferramenta Packet Tracer para simulações de rede e utilizá-la para descrever o

Leia mais

Instalando o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL para Windows

Instalando o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL para Windows Instalando o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL para Windows Este arquivo Leiame contém instruções para instalar o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL em sistemas Windows. Os Drivers

Leia mais

Procedimentos para configuração de WDS With AP

Procedimentos para configuração de WDS With AP Procedimentos para configuração de WDS With AP No modo WDS with AP, o DWL-2100AP se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System) permite

Leia mais

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: TCP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Neste laboratório, investigaremos o comportamento do

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Instalação do ELASTIX Configurando a Máquina Virtual Abra o VirtualBox e clique em novo no canto superior esquerdo. Depois selecione conforme na imagem

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO http:// www.cefetrn.br/datinf ARQUITETURA TCP/IP Nome: Curso: Turma: LISTA DE EXERCÍCIO

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 23: (laboratório) 13 de julho de 2010 1 2 3 ICMP HTTP DNS TCP 4 nslookup Sumário Permite fazer requisições a um servidor DNS O nslookup envia uma requisição para o servidor,

Leia mais

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH Topologia Tabela de endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de subrede Gateway padrão Objetivos R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 ND S1 VLAN 1 192.168.1.11 255.255.255.0 192.168.1.1 PC-A

Leia mais

Procedimentos para Redirecionamento de portas

Procedimentos para Redirecionamento de portas Procedimentos para Redirecionamento de portas 1- Para realizar a configuração de Redirecionamento de portas no modem, o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2730B,

Leia mais

Estas etapas preliminares devem ser executadas para todas as impressoras:

Estas etapas preliminares devem ser executadas para todas as impressoras: Windows NT 4.x Este tópico inclui: "Etapas preliminares" na página 3-26 "Etapas de instalação rápida em CD-ROM" na página 3-26 "Solução de problemas do Windows NT 4.x (TCP/IP)" na página 3-30 Etapas preliminares

Leia mais

COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR

COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR INTRODUÇÃO Para que uma rede de computadores exista precisamos preencher alguns requisitos tais como: 1 Devem existir 2 ou mais computadores ou então não seria necessária

Leia mais

6.8.3.10 Lab - Configurar o Roteador Sem Fio no Windows XP

6.8.3.10 Lab - Configurar o Roteador Sem Fio no Windows XP IT Essentials 5.0 6.8.3.10 Lab - Configurar o Roteador Sem Fio no Windows XP Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você vai configurar e testar as configurações sem fio no

Leia mais

Laboratório 4.2.9d Fluke LinkRunner Testes de LAN

Laboratório 4.2.9d Fluke LinkRunner Testes de LAN Laboratório 4.2.9d Fluke LinkRunner Testes de LAN Objetivo Familiarizar-se com as capacidades do Fluke LinkRunner Determinar se um cabo de acesso está ativo Identificar a velocidade, capacidades duplex

Leia mais

Certifique-se de atender a estes requisitos antes de tentar esta configuração:

Certifique-se de atender a estes requisitos antes de tentar esta configuração: Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Topologia Configurar Diagrama de Rede Configurações Configuração do Cisco ONS 15454 Configuração do PC

Leia mais

L A B O RATÓRIO DE REDES

L A B O RATÓRIO DE REDES L A B O RATÓRIO DE REDES TRÁFEGO, ENQUADRAMEN TO, DEFAU LT G A TEWA Y E ARP. VALE 2,0 P ONT OS. INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO Nosso laboratório é composto de três hosts Linux, representados pelo símbolo de

Leia mais

Atualizações de Software Guia do Usuário

Atualizações de Software Guia do Usuário Atualizações de Software Guia do Usuário Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. As informações contidas neste

Leia mais

Verificador Slimterm TCP-IP

Verificador Slimterm TCP-IP Verificador Slimterm TCP-IP 1 Acessando a Configuração 1. Ao ligar o equipamento será exibido a tela de inicialização. 2. Indica que não localizou o cabo de rede. 3. Indica que está iniciando o modulo

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Na aula de hoje iremos conhecermos e relembrarmos duas ferramentas do Windows, chamadas de ipconfig e nslookup. Além disso, iremos discutirmos

Leia mais

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1- Para realizar o procedimento de configuração em modo Bridge o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2640B

Leia mais

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 4.1 Protocolo IP 4.2 Endereçamento IP 4.3 Princípios de Roteamento Introdução O papel da camada de rede é transportar pacotes

Leia mais

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB.

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-300U deve ser conectado via cabo

Leia mais

Guia do Wi-Fi Direct. Configuração fácil usando Wi-Fi Direct. Solução de problemas

Guia do Wi-Fi Direct. Configuração fácil usando Wi-Fi Direct. Solução de problemas Guia do Wi-Fi Direct Configuração fácil usando Wi-Fi Direct Solução de problemas Conteúdo Como ler os manuais... 2 Símbolos usados nos manuais... 2 Isenção de responsabilidade... 2 1. Configuração fácil

Leia mais

03 AULA PRÁTICA Domain Name System: DNS (WIRESHARK) (Baseada nas Práticas do livro de James Kurose 4Edição)

03 AULA PRÁTICA Domain Name System: DNS (WIRESHARK) (Baseada nas Práticas do livro de James Kurose 4Edição) Universidade Federal do Ceará (UFC) - Campus Quixadá Disciplina: Redes de Computadores Período 2011.1 Profa. Atslands Rego da Rocha (atslands@ufc.br) Data: 04/2011 03 AULA PRÁTICA Domain Name System: DNS

Leia mais

Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP

Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP Topologia Objetivos Parte 1: Gerar tráfego de rede no modo de simulação Parte 2: Examinar a funcionalidade dos protocolos TCP e UDP Histórico Esta atividade

Leia mais

Wireshark Lab: DNS. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: DNS. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: DNS Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Como descrito na seção 2.5 do livro, o Domain Name

Leia mais

Guia de Instalação de Software

Guia de Instalação de Software Guia de Instalação de Software Este manual explica como instalar o software por meio de uma conexão USB ou de rede. A conexão de rede não está disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF. Para

Leia mais

Manual de Configuração.

Manual de Configuração. O NX WiFi é um conversor de Serial e Ethernet para WiFi, com isso eliminando o cabeamento em suas instalações e deixando-os equipamentos com mais mobilidade. NX WiFi Modo STA Modo STA Neste modo o NXWiFi

Leia mais

Laboratório - Exploração do FTP

Laboratório - Exploração do FTP Objetivos Parte 1: Usar o FTP em um prompt de comando Parte 2: Baixar um arquivo FTP usando WS_FTP LE Parte 3: Usar o FTP em um navegador Histórico/cenário O File Transfer Protocol (FTP) faz parte do conjunto

Leia mais

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede.

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Procedimentos para Configuração DMZ

Procedimentos para Configuração DMZ Procedimentos para Configuração DMZ 1- Para realizar a configuração de DMZ no modem, o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2730B, e o cabo de telefone conectado

Leia mais

LABORATÓRIO WIRESHARK: DNS

LABORATÓRIO WIRESHARK: DNS LABORATÓRIO WIRESHARK: DNS Conforme descrito na seção 2.5 do livro, o Domain Name System (DNS) traduz nomes de hosts para endereços IP, cumprindo um papel fundamental na infra-estrutura da Internet. Neste

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolos TCP/IP

Redes de Computadores. Protocolos TCP/IP Redes de Computadores Protocolos TCP/IP Sumário 2! Endereços IP (lógicos) Sub-redes! Endereços Ethernet (físicos)! Conversão de endereços IP/Ethernet! Pacotes IP! Números de portos! Segmentos UDP! Segmentos

Leia mais

Nota de aplicação. Descobrindo o endereço de IP de um STBNIP2212. Douglas da Silva Data: 23/11/16 Versão: V1.0

Nota de aplicação. Descobrindo o endereço de IP de um STBNIP2212. Douglas da Silva Data: 23/11/16 Versão: V1.0 Nota de aplicação Descobrindo o endereço de IP de um STBNIP2212 Douglas da Silva Data: 23/11/16 Versão: V1.0 Especificações técnicas Especificações Técnicas Hardware Firmware STBNIP2212 Software Advantys

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP Procedimentos para configuração em modo WDS with AP 1- No modo WDS with AP, o DAP-1353 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System)

Leia mais

Windows 2000, Windows XP e Windows Server 2003

Windows 2000, Windows XP e Windows Server 2003 Windows 2000, Windows XP e Windows Server 2003 Este tópico inclui: "Etapas preliminares" na página 3-16 "Etapas de instalação rápida em CD-ROM" na página 3-16 "Outros métodos de instalação" na página 3-17

Leia mais

Wireshark Lab: Iniciando

Wireshark Lab: Iniciando Wireshark Lab: Iniciando Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Conte-me e esqueço. Mostre-me e eu lembro. Envolva-me

Leia mais

Área Microinformática. Método 1 de 12: Usando o Windows Vista, 7, ou 8

Área Microinformática. Método 1 de 12: Usando o Windows Vista, 7, ou 8 Assunto Endereço MAC Área Microinformática Autor Abelad Manual para usuários Revisão 1 Data alteração 10/12/2014 Método 1 de 12: Usando o Windows Vista, 7, ou 8 1. 1- Conecte-se a uma rede. Este método

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP Procedimentos para configuração em modo WDS with AP 1- No modo WDS with AP, o DAP-1353 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System)

Leia mais

Windows 98 e Windows Me

Windows 98 e Windows Me Este tópico inclui: "Etapas preliminares" na página 3-32 "Etapas de instalação rápida em CD-ROM" na página 3-32 "Outros métodos de instalação" na página 3-33 "Solução de problemas do Windows 98 e Windows

Leia mais

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte)

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) 1 Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como testar a conectividade de uma

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point 1 Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point No modo Access Point o DWL-G700AP se conecta a várias máquinas, sejam elas notebooks ou desktops com adaptador wireless. Nesse Manual

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Parte I Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Introdução n Protocolos de Transporte Internet n Multiplexação e n UDP n Parte II n TCP

Leia mais

Guia de Laboratório de Redes 1º Laboratório: Introdução

Guia de Laboratório de Redes 1º Laboratório: Introdução Guia de Laboratório de Redes 1º Laboratório: Introdução Objectivos (1) Estudo dos protocolos: DHCP, ARP e DNS (2) Familiarização com os utilitários: ipconfig, ping, arp, nslookup e wireshark 1 Objectivo

Leia mais

1. Capturando uma transferência TCP em massa de seu computador para um computador servidor remoto

1. Capturando uma transferência TCP em massa de seu computador para um computador servidor remoto Neste laboratório, vamos investigar o comportamento do TCP em detalhes Faremos isso através da análise de um trace de segmentos TCP enviados e recebidos na transferência de um arquivo de 150KB (contendo

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

BIT. Boletim de Informação Técnica

BIT. Boletim de Informação Técnica Produto Modem ADSL W-M2100g Nº. 002/2010 Referência Configuração do modem C3Tech Responsável Leandro Martins Data 18. Janeiro. 2010 Este documento descreve os passos básicos para a configuração do modem

Leia mais

Configurar Thin Client X1 e X1W

Configurar Thin Client X1 e X1W Configurar Thin Client X1 e X1W Vamos mostrar como você pode utilizar os Thin Client s (clientes remotos) X1 e X1W em seu callcenter de forma muito simples. Primeiro Passo: Prepare o Servidor Remoto -

Leia mais

UC Laboratório de redes I. Aula 13 Análise de protocolos

UC Laboratório de redes I. Aula 13 Análise de protocolos SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Docente: Nataniel Vieira 1 semestre Tecnólogo em redes de computadores UC Laboratório de redes I Aula 13 Análise de protocolos

Leia mais

Wireshark Lab: IP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: IP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: IP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Neste laboratório, investigaremos o Internet Protocol

Leia mais

Servidores de impressão HP Jetdirect

Servidores de impressão HP Jetdirect Servidores de impressão HP Jetdirect Adendo ao Guia do administrador - Servidor de impressão de solução USB do HP Jetdirect 2700w (J8026A) Visão geral... 2 Comandos e parâmetros Telnet... 2 Servidor da

Leia mais

DSL-500B Configuração modo Router IPoA com NAT

DSL-500B Configuração modo Router IPoA com NAT DSL-500B Configuração modo Router IPoA com NAT 1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo: Se você possui

Leia mais

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1 Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1- Para realizar o procedimento de configuração em modo Bridge o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2640T

Leia mais

Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS.

Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS. Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS. IMPORTANTE: Para primeira instalação é necessário o uso de Internet via cabo para configurar. O uso de Internet sem fio (wireless) impossibilitará

Leia mais

Para realizar o procedimento de configuração de Bridge with AP, será necessário que os DAP-1360 estejam ligados ao computador por um cabo Ethernet.

Para realizar o procedimento de configuração de Bridge with AP, será necessário que os DAP-1360 estejam ligados ao computador por um cabo Ethernet. 1- No modo Bridge with AP, o DAP-1360 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System) permite o acesso de um DAP-1360 com o outro DAP-1360

Leia mais

Guia de Configurações do Wi-Fi

Guia de Configurações do Wi-Fi Guia de Configurações do Wi-Fi Conexões Wi-Fi com a Impressora Como conectar a um computador por meio de um roteador Wi-Fi Como conectar diretamente a um computador Como conectar a um dispositivo inteligente

Leia mais

Roteamento Prof. Pedro Filho

Roteamento Prof. Pedro Filho Roteamento Prof. Pedro Filho Definição Dispositivo intermediário de rede projetado para realizar switching e roteamento de pacotes O roteador atua apenas na camada 3 (rede) Dentre as tecnologias que podem

Leia mais

Configuração em modo Bridge

Configuração em modo Bridge Configuração em modo Bridge 1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo: Se você possui uma tomada de telefone

Leia mais

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez

Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira vez MAXIFY MB5310 Sistema Operacional Windows Instalação sem fio usando a instalação padrão 1 Instalando sua Multifuncional na sua rede pela primeira

Leia mais

Guia para registro e análise do tráfego de mensagens GOOSE no SAS

Guia para registro e análise do tráfego de mensagens GOOSE no SAS Introdução Esse documento apresenta um roteiro para utilização do programa Wireshark, para captura de mensagens Ethernet transmitidas na infraestrutura de rede do Sistema de Automação de Subestações (SAS)

Leia mais

Guia Primeiros Passos da Bomgar B400

Guia Primeiros Passos da Bomgar B400 Guia Primeiros Passos da Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio 2010 Guia Primeiros Passos da Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio 2010 Obrigado por usar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento

Leia mais

3º Exercício Prático: DNS

3º Exercício Prático: DNS Universidade Estadual da Paraíba Departamento de Matemática, Estatística e Computação Disciplina: Redes de Computadores Professor: Edmar José do Nascimento 3º Exercício Prático: DNS Introdução O Sistema

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Repeater

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Repeater Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Repeater No modo * Repeater o DWL-G700AP vai repetir o sinal Wireless do DI-524. * O DWL-G700AP somente apresenta a função Repeater a partir da versão

Leia mais

Passo Ligue o cabo do modem à porta da encaminhadora (router) dedicada para a ligação do modem (a porta azul).

Passo Ligue o cabo do modem à porta da encaminhadora (router) dedicada para a ligação do modem (a porta azul). Passo 1 1. Ligue o cabo do modem à porta da encaminhadora (router) dedicada para a ligação do modem (a porta azul). 2. Ligue o adaptador à encaminhadora e insira a ficha na tomada. 3. Ligue-se à rede sem

Leia mais

Capítulo 4 - Sumário

Capítulo 4 - Sumário 1 Capítulo 4 - Sumário Características do O Datagrama IP (Campos do Cabeçalho) Tamanho do Datagrama, MTU da Rede e Fragmentação 2 Aplicação Telnet HTTP FTP POP3 SMTP DNS DHCP Transporte TCP (Transmission

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DOS ACCESS POINT EM MODO AP REPEATE (REPETIDOR) TL-WA501G E TL-WA601G. Roteadores Versão:

CONFIGURAÇÃO DOS ACCESS POINT EM MODO AP REPEATE (REPETIDOR) TL-WA501G E TL-WA601G. Roteadores Versão: CONFIGURAÇÃO DOS ACCESS POINT EM MODO AP REPEATE (REPETIDOR) TL-WA501G E TL-WA601G Roteadores Versão: 080429 CONECTANDO O PONTO DE ACESSO 1. Primeiro, conecte o cabo de força no painel traseiro do TL-WA501G.

Leia mais

Instalando o driver personalizado de impressora PostScript ou PCL para Windows

Instalando o driver personalizado de impressora PostScript ou PCL para Windows Instalando o driver personalizado de impressora PostScript ou PCL para Windows Este arquivo Leiame contém instruções para instalar o driver personalizado de impressora PostScript ou PCL em sistemas Windows.

Leia mais

Avisos legais KYOCERA Document Solutions Inc.

Avisos legais KYOCERA Document Solutions Inc. Avisos legais É proibida a reprodução total ou parcial deste guia sem a devida autorização. As informações deste guia estão sujeitas a modificações sem aviso prévio. Não nos responsabilizamos por quaisquer

Leia mais

Introdução à Redes de Computadores

Introdução à Redes de Computadores Introdução à Redes de Computadores 1 Agenda Camada 4 do modelo OSI 2 1 Camada 4 do modelo OSI 3 Camada 4 - Transporte O termo "qualidade de serviço" é freqüentemente usado para descrever a finalidade da

Leia mais

Atualizações de Software Guia do Usuário

Atualizações de Software Guia do Usuário Atualizações de Software Guia do Usuário Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. As informações contidas neste

Leia mais

1. Capturando pacotes a partir da execução do traceroute

1. Capturando pacotes a partir da execução do traceroute Neste laboratório, iremos investigar o protocolo IP, focando o datagrama IP. Vamos fazê-lo através da analise de um trace de datagramas IP enviados e recebidos por uma execução do programa traceroute (o

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais UFMG/DCC Redes de Computadores

Leia mais

Se você possui uma tomada de telefone no padrão TeleBrás siga este diagrama:

Se você possui uma tomada de telefone no padrão TeleBrás siga este diagrama: 1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo: Se você possui uma tomada de telefone no padrão Americano siga

Leia mais

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura.

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 4-441-095-71 (1) Network Camera Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 2012 Sony Corporation Índice Salvar

Leia mais

Pesquisando defeitos a vizinhança de rede Microsoft após ter estabelecido um túnel VPN com o Cisco VPN Client

Pesquisando defeitos a vizinhança de rede Microsoft após ter estabelecido um túnel VPN com o Cisco VPN Client Pesquisando defeitos a vizinhança de rede Microsoft após ter estabelecido um túnel VPN com o Cisco VPN Client Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Problemas da

Leia mais

Conteúdo da embalagem

Conteúdo da embalagem Marcas comerciais NETGEAR, o logotipo NETGEAR e Connect with Innovation são marcas registradas e/ou marcas comerciais registradas da NETGEAR, Inc. e/ou suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou em outros

Leia mais

Laboratório - Mapeamento da Internet

Laboratório - Mapeamento da Internet Objetivos Parte 1: Testar a conectividade de rede usando o ping Parte 2: Rastrear uma rota para um servidor remoto usando o tracert do Windows Parte 3: Rastrear uma rota para um servidor remoto usando

Leia mais

Catálogo em Rede. Sumário

Catálogo em Rede. Sumário Sumário Introdução...2 Configurando o Servidor...2 Tipo de firebird utilizado...2 Efetuando a troca do Firebird...4 Verificar se existe Firebird Server instalado...4 Instalando o gerenciador Firebird Server...6

Leia mais

Jéfer Benedett Dörr

Jéfer Benedett Dörr Redes de Computadores Jéfer Benedett Dörr prof.jefer@gmail.com Conteúdo Camada 4 Camada de Transporte Objetivo Conhecer o funcionamento da camada de transporte; Apresentar os protocolos UDP e TCP; Aprender

Leia mais

Guia de Configuração Rápida da Rede

Guia de Configuração Rápida da Rede Guia de Configuração Rápida da Rede WorkCentre M123/M128 WorkCentre Pro 123/128 701P42078_pt-BR 2004. Todos os direitos reservados. A proteção de copyright aqui reclamada inclui todas as formas e assuntos

Leia mais

Laboratório - Identificação de Endereços IPv6

Laboratório - Identificação de Endereços IPv6 Laboratório - Identificação de Endereços IPv6 Topologia Objetivos Parte 1: Identificar os diferentes tipos de endereços IPv6 Analisar os diferentes tipos de endereço IPv6. Corresponder o endereço IPv6

Leia mais

ID de login (ID de contato) Senha

ID de login (ID de contato) Senha Antes de usar o produto, leia atentamente este manual e tenha-o à mão para consultas futuras. ATÉ A EXTENSÃO MÁXIMA PERMITIDA PELA LEI APLICÁVEL: O FORNECEDOR NÃO SERÁ RESPONSÁVEL PELO RESULTADO DA OPERAÇÃO

Leia mais

Primeiro enviar o SMS para configurar o IP da plataforma 1818

Primeiro enviar o SMS para configurar o IP da plataforma 1818 MANUAL DE USO DA PLATAFORMA DE RASTREAMENTO SECUMORE1818 STARMAP Se seu rastreador foi registrado na plataforma GPS228 ele já está também registrado na nova plataforma 1818. Se você solicitou o registro

Leia mais

Como usar o P-touch Transfer Manager

Como usar o P-touch Transfer Manager Como usar o P-touch Transfer Manager Versão 0 BRA-POR Introdução Aviso importante O conteúdo deste documento e as especificações deste produto estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. A Brother se

Leia mais

Guia Rápido Roteador RE041. quickguide_rv1.indd 1 21/09/ :42:40

Guia Rápido Roteador RE041. quickguide_rv1.indd 1 21/09/ :42:40 Guia Rápido Roteador RE041 quickguide_rv1.indd 1 21/09/2012 14:42:40 quickguide_rv1.indd 2 21/09/2012 14:42:40 3 Sumário Sumário...3 1. Conectando o roteador...4 2. Login no roteador...6 3. Conectando

Leia mais

Funcionalidade e Protocolos da Camada de Aplicação

Funcionalidade e Protocolos da Camada de Aplicação Funcionalidade e Protocolos da Camada de Aplicação Network Fundamentals Capítulo 3 1 Aplicações A Interface entre usuário e Rede de Dados A Camada de aplicação provê recursos para enviar e receber dados

Leia mais

Manual do InCD Reader

Manual do InCD Reader Manual do InCD Reader Nero AG Informações sobre direitos autorais e marcas registradas O manual e todo o seu conteúdo é protegido por leis de direitos autorais e são de propriedade da Nero AG. Todos os

Leia mais

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway Padrão Objetivos S1 VLAN 1 192.168.1.2

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais