EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede"

Transcrição

1 EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento pode conter várias subseções e deve ter as principais observações, análises e resultados obtidos durante a prática de laboratório. O Wireshark é um analisador de protocolos (sniffer), distribuído gratuitamente, a partir do endereço Ele pode ser executado em diversas plataformas, incluindo sistemas Unix e Windows. Para ambiente Windows, é necessário instalar a biblioteca de captura de pacotes WinPcap (confirmar na instalação). Ela é uma versão da biblioteca libpcap (existente para ambientes Unix), para o Windows. 1. Capturando pacotes Abra o Wireshark e ative a captura de pacotes (Menu Capture Interfaces). 1. Na opção interface, escolha a interface Ethernet. 2. Identifique a interface Ethernet; em opções (Options) seleciona a opção enable network name resolution. 3. Inicie a captura (pressionando em Start). 4. Acesse a rede por alguns segundos (exemplo: acesse o site Não é necessário muito tempo (basta acessar uma única página). 5. Pare a captura de pacotes clicando no botão Stop da janela de captura. 6. A interface do Wireshark é dividida em três partes. A primeira contém uma relação dos pacotes capturados, um por linha. Selecione um dos pacotes A segunda contém informações sobre o pacote que está selecionado, onde cada linha contém um protocolo, na ordem em que eles são empilhados. Dentro de cada protocolo, são mostrados os campos do seu cabeçalho. A terceira parte contém os dados, ou seja, a carga útil (payload) do pacote, que será utilizada pela aplicação. A carga útil é apresentada no formato hexadecimal e o seu correspondente para ASCII. 7. Selecione os vários pacotes e observe os seus campos e valores. 2. Filtros de visualização Estabeleça alguns filtros de visualização (display filter). Atenção: alguns filtros podem não mostrar nenhum pacote, em função da atividade da rede naquele momento. 1. Na parte inferior esquerda da janela do Wireshark, você pode ver um botão Filter com um espaço em branco ao lado dele. 2. Digite o filtro no espaço em branco (exemplo: ip.addr== and http) 3. Para ativar o filtro pressione ENTER. 4. Para desativar o filtro (antes de digitar outro), pressione no botão Clear. Os filtros devem ser digitados em letras minúsculas.

2 Construa filtros para as situações abaixo e anote as expressões usadas (dica: clique no botão Filter e depois em Add Expression ): 1. Apenas pacotes do protocolo IP 2. Apenas pacotes do protocolo DNS 3. Apenas pacotes do protocolo ARP 4. Apenas pacotes do protocolo HTTP 5. Apenas pacotes do protocolo UDP 6. Apenas pacotes do protocolo TCP 7. Apenas os pacotes HTTP enviados ou recebidos pelo seu host (forneça o seu IP) 8. Apenas pacotes do host (Lembre-se: você deve informar o número IP desse host e não o nome. Descubra o número IP do desse host com o comando ping ) 9. Todos os pacotes enviados ou recebidos pelo seu host (forneça o seu IP) 10. Todos os pacotes originados (enviados) pelo seu host. 11. Todos os pacotes UDP originados (enviados) pelo seu host. 12. Todos os pacotes TCP originados (enviados) pelo seu host. 13. Todos os pacotes UDP ou TCP recebidos ou enviados pelo seu host. Mostre todos os pacotes trocados entre outro computador da sua rede e o servidor 3. Capturando dados de uma sessão FTP Vamos capturar uma sessão FTP (o FTP é uma aplicação que usa o protocolo de comunicação TCP para transferência de arquivos). 1. Desabilite o filtro de visualização (se houver), clicando no botão Clear (parte inferior da janela do Wireshark). 2. Ative a captura de pacotes (Menu Capture Start). Escolha a interface Ethernet. 3. Pressione OK. Observe que agora existe uma janela de captura ativada. 4. Abra uma janela de comandos MS-DOS. 5. Conecte-se via FTP com algum site. Exemplo: ftp download.intel.com Atenção: Se o servidor FTP indicado no exemplo acima estiver fora do ar (não responde), tente um dos seguintes: ftp3.usa.openbsd.org, ftplinux.cc.gatech.edu. 6. Quando for solicitado o login, digite anonymous 7. Na senha, digite: (o seu endereço de , ou qualquer outro) 8. Observe que a senha não aparece na tela. 9. Agora você pode digitar comandos do FTP. Por exemplo, para ver os arquivos na máquina remota, digite do comando ls 10. Para sair digite quit 11. Pare a captura de pacotes (na janela de captura). 12. No Wireshark, filtre a visualização de pacotes usando o seguinte critério: apenas pacotes FTP do host IP, onde IP é o número IP do seu host. Ou seja, supondo que seu IP é , deve digitar o seguinte filtro: ftp and ip.addr== Salve os pacotes no arquivo ftp1.pcap 4. Visualizando a senha da sessão FTP

3 Quando digitamos a senha (ex.: para a sessão FTP do exercício anterior, ela foi enviada em um pacote TCP para o servidor FTP. Como estávamos capturando pacotes durante a sessão, ela vai poder ser observada. 1. Abra o arquivo de pacotes salvo no exercício anterior. 2. Caso já haja algum filtro ativado, clique antes no botão Clear. 3. Faça um filtro para mostrar apenas os pacotes FTP do seu host (exemplo: ftp and ip.addr== ). 4. Clique duas vezes no primeiro pacote mostrado, para que ele fique marcado. 5. No menu, escolha a opção Tools Follow TCP Stream. 6. Aparece uma janela mostrando todos os dados (em modo ASCII) que foram trafegados entre seu computador (cliente) e o servidor durante a sessão FTP. Dados mostrados em azul foram enviados pelo seu host e em vermelho foram recebidos. Não se preocupe em entender o formato dos dados, pois eles são entendidos pela aplicação FTP. 7. Procure dentro do texto mostrado as linhas contendo as palavras USER anonymous e PASS Suponha que você estivesse acessando o site FTP da sua empresa e tivesse sido autenticado (feito o login) com seu nome e senha reais. Você acredita que seria difícil alguém capturar sua senha usando um sniffer do tipo Wireshark na sua rede local? 5. Capturando pacotes com filtro de captura 1. Ative a captura de pacotes (Menu Capture Start). 2. Na opção interface, escolha a interface Ethernet. 3. No campo filter, digite: ip.addr==seu_ip, onde SEU_IP é o número IP do seu computador. Exemplo: ip.addr== Pressione OK. Observe que agora existe uma janela de captura ativada. 5. Acesse a rede por alguns segundos (exemplo: acesse o site Não precisa demorar (basta acessar uma única página). 6. Pare a captura de pacotes clicando no botão Stop da janela de captura. 7. Salve os pacotes capturados no arquivo captura2.pcap O que acabamos de fazer foi a captura seletiva de pacotes, ou seja, capturamos apenas os pacotes que nos interessam, evitando a captura completa. Isso é diferente de fazer uma captura completa e filtrar a visualização de pacotes. Uma captura completa toma grande espaço no disco e tempo para processar os pacotes. Em uma rede local grande (com muito tráfego), 5 minutos de captura pode representar vários gigabytes de espaço no disco. 6. Capturando pacotes HTTP 1. Ative a captura de pacotes (Menu Capture Start). 2. Na opção interface, escolha a interface Ethernet. 3. No campo filter, digite: ip.addr==seu_ip, onde SEU_IP é o número IP do seu computador. Exemplo: host Pressione OK. Observe que agora existe uma janela de captura ativada.

4 5. Acesse o seguinte URL: 6. Pare a captura de pacotes clicando no botão Stop da janela de captura. 8. Faça um filtro de visualização para mostrar apenas os pacotes TCP. 9. Clique duas vezes no primeiro pacote TCP mostrado, para que ele fique marcado. 10. No menu, escolha a opção Tools Follow TCP Stream. 11. Aparece uma janela mostrando todos os dados (em modo ASCII) que foram trafegados entre seu computador (cliente) e o servidor durante a sessão HTTP. 7. Capturando pacotes HTTPS (HTTP com criptografia) Este exercício requer que haja um servidor HTTP capaz de suportar o serviço HTTPS (utiliza SSL Secure Socket Layer) 1. Faça a mesma coisa do exercício anterior, trocando a URL acessada para: (observe que agora é https ) 2. Você consegue ver o que trafegou? Explique. 8. Reconstituindo um fluxo TCP 1. Inicie um captura sem o modo promíscuo e depois entre em uma página Web (UOL, por exemplo). Interrompa a captura. 2. Verifique a sequência dos pacotes: DNS, conexão TCP (em três vias), requisição HTTP, como mostra a figura abaixo. 3. Agora, clique com o botão da direita e escolha Follow TCP Stream. Veja que primeiro aparece o cabeçalho HTTP, depois o seu conteúdo, ou seja, o HTML da página. 4. Vá no navegador (Internet Explorer, por exemplo) e escolha para visualizar o fonte daquela página (ou seja o HTML). 9. Capturando senhas de Observação: a realização dessa atividade pode não ser possível no momento da realização dessa prática, porque os provedores estão cada vez mais usando criptografia para a transferência do nome do usuário e senha (que é a melhor opção, atualmente). No passado, provedores como ig (www.ig.com.br) e BOL (www.bol.com.br) não usavam criptografia, mas agora já estão tomando as devidas precauções. Faça este exercício com diferentes provedores (ww.mail.com.br; etc. ). 1. Inicie uma captura e depois acesse o provedor mail.com (www.mail.com). Entre com um usuário qualquer (ex., maria ) e uma senha qualquer (ex., muitofacil ). Espere uns segundos e então interrompa a captura.

5 2. O mail.com transmite o nome do usuário e da senha sem criptografia, em um string, ex: =maria&password=muitofacil 3. Vá no menu, Edit/Find packet. Na janela, selecione o botão string, digite password (sem as aspas) e então clique no botão Find. Localize o pacote onde está a senha e observe a área de dados do Wireshark, para localizar a senha. 4. Reconstitua o fluxo TCP (botão da direita do mouse e Follow TCP Stream) para ter uma visão mais clara.

A. Sniffer de redes Wireshark

A. Sniffer de redes Wireshark EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark e nmap Sniffer de rede e Scanner de portas Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento

Leia mais

Wireshark Lab: Iniciando

Wireshark Lab: Iniciando Wireshark Lab: Iniciando Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Conte-me e esqueço. Mostre-me e eu lembro. Envolva-me

Leia mais

Vamos iniciar a nossa exploração do HTTP baixando um arquivo em HTML simples - bastante pequeno, que não contém objetos incluídos.

Vamos iniciar a nossa exploração do HTTP baixando um arquivo em HTML simples - bastante pequeno, que não contém objetos incluídos. Wireshark Lab: HTTP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Tendo molhado os nossos pés com o Wireshark no laboratório

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS SÃO JOSÉ REDES DE COMPUTADORES Laboratório 2 Wireshark

Leia mais

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas O DIR 635 tem duas opções para liberação de portas: Virtual server: A opção Virtual Server permite que você defina uma única porta pública

Leia mais

GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO. Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS

GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO. Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS Guia Rápido Suplemento da câmera AXIS M5013/M5014 Página 3 AXIS M5013/M5014 Guia Rápido Suplemento

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Na aula de hoje iremos conhecermos e relembrarmos duas ferramentas do Windows, chamadas de ipconfig e nslookup. Além disso, iremos discutirmos

Leia mais

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: TCP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Neste laboratório, investigaremos o comportamento do

Leia mais

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação.

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação. Este produto pode ser configurado utilizando qualquer navegador web atual, como por ex. Internet Explorer 6 ou Netscape Navigator 7 ou superior. DSL-2730B Roteador ADSL Wireless Antes de começar Certifique-se

Leia mais

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH Topologia Tabela de endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de subrede Gateway padrão Objetivos R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 ND S1 VLAN 1 192.168.1.11 255.255.255.0 192.168.1.1 PC-A

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

Procedimentos para configuração de Filters

Procedimentos para configuração de Filters 1 Procedimentos para configuração de Filters 1- Para realizar o procedimento de configuração de Filters, acesse agora a página de configuração do Roteador. Abra o Internet Explorer e digite na barra de

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7).

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7). EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais e Linux-TCP/IP Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante

Leia mais

Laboratório - Uso do Wireshark para examinar as capturas FTP e TFTP

Laboratório - Uso do Wireshark para examinar as capturas FTP e TFTP Laboratório - Uso do Wireshark para examinar as capturas FTP e TFTP Topologia Parte 1 (FTP) A parte 1 destacará uma captura TCP de uma sessão FTP. Essa topologia consiste em um PC com acesso à Internet.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Administração de Redes Redes e Sub-redes

Administração de Redes Redes e Sub-redes 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administração de Redes Redes e Sub-redes Prof.

Leia mais

Como atualizar o arquivo de licença do HSC ISS Free

Como atualizar o arquivo de licença do HSC ISS Free Como atualizar o arquivo de licença do HSC ISS Free Introdução Após instalar a versão gratuita do HSC Internet Secure Suite (HSC ISS Free), o cliente adquiriu uma licença de uso Standard ou Enterprise

Leia mais

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Propriedade: GESUP-PRODEST/ES Data: 10/07/2013 Ver: Exchange Corp. CONFIGURAÇÃO COM OUTLOOK ANYWHERE O Outlook Anywhere proporciona

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

Introdução ao Analisador de Protocolos Wireshark

Introdução ao Analisador de Protocolos Wireshark Introdução ao Analisador de Protocolos Wireshark 1. Instalação A instalação da GUI (Graphics User Interface) do wireshark no Ubuntu é realizada através do seguinte comando: sudo apt-get install wireshark

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA SERVIÇOS REALIZADOS NO PLANTÃO

PROCEDIMENTOS PARA SERVIÇOS REALIZADOS NO PLANTÃO PROCEDIMENTOS PARA SERVIÇOS REALIZADOS NO PLANTÃO A primeira coisa a ser verificada é a navegação dos servidores e isso será possível com o Programa PuTTY. Selecione o servidor que está na caixa Load,

Leia mais

Laboratório - Observação da resolução do DNS

Laboratório - Observação da resolução do DNS Objetivos Parte 1: Observar a conversão DNS de um URL para um endereço IP Parte 2: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup em um site Parte 3: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup

Leia mais

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

L A B O RATÓRIO DE REDES

L A B O RATÓRIO DE REDES L A B O RATÓRIO DE REDES TRÁFEGO, ENQUADRAMEN TO, DEFAU LT G A TEWA Y E ARP. VALE 2,0 P ONT OS. INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO Nosso laboratório é composto de três hosts Linux, representados pelo símbolo de

Leia mais

Laboratório - Exploração do FTP

Laboratório - Exploração do FTP Objetivos Parte 1: Usar o FTP em um prompt de comando Parte 2: Baixar um arquivo FTP usando WS_FTP LE Parte 3: Usar o FTP em um navegador Histórico/cenário O File Transfer Protocol (FTP) faz parte do conjunto

Leia mais

GEOVISION VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER.

GEOVISION VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. GEOVISION VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET. Clique na guia SEGURANÇA, NÍVEL PERSONALIZADO. Ir até os ActiveX ( desenho de uma

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 23: (laboratório) 13 de julho de 2010 1 2 3 ICMP HTTP DNS TCP 4 nslookup Sumário Permite fazer requisições a um servidor DNS O nslookup envia uma requisição para o servidor,

Leia mais

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1- Para realizar a configuração de redirecionamento de portas o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS

Procedimentos para configuração em modo WDS Procedimentos para configuração em modo WDS 1- WDS (Wireless Distribution System) permite o acesso de um DAP-1353 com o outro DAP-1353 de um modo padronizado. Dessa forma pode simplificar a infraestrutura

Leia mais

1. Capturando pacotes a partir da execução do traceroute

1. Capturando pacotes a partir da execução do traceroute Neste laboratório, iremos investigar o protocolo IP, focando o datagrama IP. Vamos fazê-lo através da analise de um trace de datagramas IP enviados e recebidos por uma execução do programa traceroute (o

Leia mais

Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011

Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011 Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011 Para usuários de conexão banda larga do tipo PPPoE (autenticação por usuário e senha) Capítulo 1 Conectando-se à Internet Alguns provedores

Leia mais

COMPARTILHAMENTO DO DISCO E PERMISSÕES DE REDE PÚBLICAS E DE GRUPOS DE TRABALHO.

COMPARTILHAMENTO DO DISCO E PERMISSÕES DE REDE PÚBLICAS E DE GRUPOS DE TRABALHO. COMPARTILHAMENTO DO DISCO E PERMISSÕES DE REDE PÚBLICAS E DE GRUPOS DE TRABALHO. 1. Compartilhar a máquina servidor clicando com o botão direito do mouse em disco local e no menu de contexto não pção Propriedades.

Leia mais

Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma Google/Gmail

Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma Google/Gmail Universidade Federal Rural do Semi-árido Superintendência de Tecnologia da Informação e comunicação Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

1 Capturando uma rajada de uma transferência TCP de seu computador a um servidor remoto

1 Capturando uma rajada de uma transferência TCP de seu computador a um servidor remoto Laboratório de TCP Tradução dos Laboratórios Wireshark disponíveis no material de apoio do Livro Kurose, K. Ross. Redes de Computadores e a Internet: uma abordagem top down. 5 edição. Addison-Wesley, Junho

Leia mais

Nesse artigo abordaremos os principais aspectos de instalação e uso do NTOP no Fedora Core 4.

Nesse artigo abordaremos os principais aspectos de instalação e uso do NTOP no Fedora Core 4. Diego M. Rodrigues (diego@drsolutions.com.br) O NTOP é um programa muito simples de ser instalado e não requer quase nenhuma configuração. Ele é capaz de gerar excelentes gráficos de monitoramento das

Leia mais

Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express)

Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express) Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express) A Secretaria de Estado da Educação está disponibilizando uma nova ferramenta para acesso ao e-mail @see. Essa nova ferramenta permitirá

Leia mais

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL Documento: Tutorial Autor: Iuri Sonego Cardoso Data: 27/05/2005 E-mail: iuri@scripthome.cjb.net Home Page: http://www.scripthome.cjb.net ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

Leia mais

PHONE. manual do usuário Version 1.1 FPP 011001

PHONE. manual do usuário Version 1.1 FPP 011001 Version 1.1 FPP 011001 CONTEÚDO DO KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO FUNÇÕES DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I ANEXO II ANEXO III ÍNDICE 5 5 6 9 12 17 18 3 CONTEÚDO DO KIT FLIP Terminal FLIP Phone ESPECIFICAÇÃO

Leia mais

Configuração de um servidor FTP. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática

Configuração de um servidor FTP. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Configuração de um servidor FTP Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática FTP: o protocolo de transferência de arquivos transferir arquivo de/para hospedeiro remoto modelo cliente/servidor cliente:

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

LABORATÓRIO WIRESHARK HTTP. Tradução: Marjorie R. S. Rosa

LABORATÓRIO WIRESHARK HTTP. Tradução: Marjorie R. S. Rosa LABORATÓRIO WIRESHARK HTTP Tradução: Marjorie R. S. Rosa 2014 WIRESHARK - HTTP 1 WIRESHARK - HTTP Esse manual de laboratório é baseado em Wireshark Lab: HTTP, versão 2.0 (setembro de 2009), de J.F. Kurose,

Leia mais

INSTRUÇÕES DE CONFIGURAÇÃO DE ACESSO AOS PERIÓDICOS CAPES

INSTRUÇÕES DE CONFIGURAÇÃO DE ACESSO AOS PERIÓDICOS CAPES INSTRUÇÕES DE CONFIGURAÇÃO DE ACESSO AOS PERIÓDICOS CAPES 1. PARA USUÁRIOS DO INTERNET EXPLORER Pág 1 2. PARA USUÁRIOS DO MOZILA FIREFOX Pág 7 3. PARA USUÁRIOS DO SAFARI Pág 11 4. PARA USUÁRIOS DO GOOGLE

Leia mais

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice Wireless Network Global Solutions WiNGS Wireless Gateway Manual Índice Pagina Características Técnicas 3 Descrição do Aparelho 4 Quick Start 5 Utilizando a interface de administração WEB 7 Login 7 Usuários

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

Procedimentos para configurar o Monitoramento Agendado no D-viewCam

Procedimentos para configurar o Monitoramento Agendado no D-viewCam Procedimentos para configurar o Monitoramento Agendado no D-viewCam 1 Para configurar Monitoramento Agendado no D-viewCam, é necessário que esteja logado como Administrador do Software. 1 2 Abra o D-viewCam

Leia mais

Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3

Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3 Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3 http://www.dslink.com.br/ Índice Como conectar o modem DSLink 260E ao meu computador?... 3 Configurando o modem como

Leia mais

Manual de Instalação KIT DVR VENTURA Parte 1: Conexões Parte 2: Configurações de rede Parte 3: Acesso via telefone móvel

Manual de Instalação KIT DVR VENTURA Parte 1: Conexões Parte 2: Configurações de rede Parte 3: Acesso via telefone móvel 1 Manual de Instalação KIT DVR VENTURA Parte 1: Conexões Parte 2: Configurações de rede Parte 3: Acesso via telefone móvel Parte 1: Conexões 2 Instalação do Disco Rídigo (HD) Primeiro é necessário a instalação

Leia mais

ATA. manual do usuário. Version 1.0 ATA 010001

ATA. manual do usuário. Version 1.0 ATA 010001 Version 1.0 ATA 010001 CONTEÚDO DO KIT FLIP ATA - Adaptador de Analógico (Terminal FLIP) Fonte de energia elétrica AC/DC Cabo de Cabo de Rede Manual do Usuário ESPECIFICAÇÃO LED RING LNK/ACT STATUS PWR

Leia mais

e-mails editores de e-mails Como configurar contas de nos principais Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails

e-mails editores de e-mails Como configurar contas de nos principais Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails Podemos acessar nossos e-mails pelo webmail, que é um endereço na internet. Os domínios que hospedam com a W3alpha, acessam os e-mails

Leia mais

W-R1000nL Guia de instalação

W-R1000nL Guia de instalação W-R1000nL Guia de instalação 1 Sumário Configurando seu Computador...3 Configuração de Roteamento...4 Configurando repetição de sinal...8 2 Configurando seu Computador Esta configuração pode variar dependendo

Leia mais

Wireshark Lab: IP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: IP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: IP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Neste laboratório, investigaremos o Internet Protocol

Leia mais

CONFIGURAÇÃO PARA ACESSO À FAMERPNET INTERNET WIRELESS

CONFIGURAÇÃO PARA ACESSO À FAMERPNET INTERNET WIRELESS Willian Spinola Alves dos Santos Érico Alessandro Gandolfi João Marcelo Rondina CONFIGURAÇÃO PARA ACESSO À FAMERPNET INTERNET WIRELESS São José do Rio Preto 2012 Santos, Willian Spinola Alves dos. Configuração

Leia mais

Laboratório Configuração do SNMP

Laboratório Configuração do SNMP Topologia Tabela de Endereçamento Objetivos Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway padrão R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/0 192.168.2.1 255.255.255.252 N/A R2 S0/0/0 192.168.2.2

Leia mais

Se você possui uma tomada de telefone no padrão TeleBrás siga este diagrama:

Se você possui uma tomada de telefone no padrão TeleBrás siga este diagrama: 1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo: Se você possui uma tomada de telefone no padrão Americano siga

Leia mais

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas A opção avançada de Port Forwarding permite que você defina uma única porta pública ou Range de portas em seu roteador para redirecionar a

Leia mais

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Página 1 de 14 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2-NA Este guia irá ajudá-lo a instalar o seu ATA,

Leia mais

LABORATÓRIO WIRESHARK: DNS

LABORATÓRIO WIRESHARK: DNS LABORATÓRIO WIRESHARK: DNS Conforme descrito na seção 2.5 do livro, o Domain Name System (DNS) traduz nomes de hosts para endereços IP, cumprindo um papel fundamental na infra-estrutura da Internet. Neste

Leia mais

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP Obrigado por utilizar os produtos Dimy s. Antes de operar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual para obter um desempenho adequado. Por favor,

Leia mais

PHP Material de aula prof. Toninho (8º Ano)

PHP Material de aula prof. Toninho (8º Ano) Na aula anterior entendemos como se faz o acesso aos nossos arquivos PHP; Como construir um script em php. Nesta aula (3) vamos entender: Como roda o PHP Inserindo comentários Visualizando páginas a partir

Leia mais

Procedimento para Configuração de Internet em modo Router

Procedimento para Configuração de Internet em modo Router Procedimento para Configuração de Internet em modo Router 1- Para realizar o procedimento de configuração em modo Router o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2640B

Leia mais

Todos modems externos seriais são compatíveis com o Linux, pois, a porta serial do sistema é baseada no padrão Legacy.

Todos modems externos seriais são compatíveis com o Linux, pois, a porta serial do sistema é baseada no padrão Legacy. Configurando modems no Linux INTRODUÇÃO O Modem é um equipamento que transforma os sinais elétricos digitais em uma forma sonora transmitidas pela linha telefônica em um processo chamado Modulação. Analogamente,

Leia mais

LUXVISION HÍBRIDO VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET.

LUXVISION HÍBRIDO VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET. LUXVISION HÍBRIDO VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET. Clique na guia SEGURANÇA, NÍVEL PERSONALIZADO. Ir até os ActiveX ( desenho

Leia mais

Polycom RealPresence Content Sharing Suite Guia rápido do usuário

Polycom RealPresence Content Sharing Suite Guia rápido do usuário Polycom RealPresence Content Sharing Suite Guia rápido do usuário Versão 1.4 3725-03261-003 Rev.A Dezembro de 2014 Neste guia, você aprenderá a compartilhar e visualizar conteúdo durante uma conferência

Leia mais

Para funcionamento do Netz, alguns programas devem ser instalados e alguns procedimentos devem ser seguidos. São eles:

Para funcionamento do Netz, alguns programas devem ser instalados e alguns procedimentos devem ser seguidos. São eles: Instalação do Netz Para funcionamento do Netz, alguns programas devem ser instalados e alguns procedimentos devem ser seguidos. São eles: Instalação do Java SE 6, que pode ser instalado através da JDK.

Leia mais

1. Um servidor rodando Windows 7 (um computador onde o SIPAR ficará instalado e com os dados neste computador);

1. Um servidor rodando Windows 7 (um computador onde o SIPAR ficará instalado e com os dados neste computador); Manual informativo para configuração do SIPAR por acesso via Área de Trabalho Remota (ATR) do Windows 7 Página: 1 / 5 COMO CONFIGURAR O SIPAR PARA ACESSO VIA INTERNET Você vai precisar de: 1. Um servidor

Leia mais

Tutorial. Windows Live Mail

Tutorial. Windows Live Mail Tutorial Windows Live Mail Instalação, Configuração e Utilização Windows Live Mail O Windows Live Mail permite que você envie e receba mensagens de várias contas de e-mail em um mesmo local, servindo também

Leia mais

03 AULA PRÁTICA Domain Name System: DNS (WIRESHARK) (Baseada nas Práticas do livro de James Kurose 4Edição)

03 AULA PRÁTICA Domain Name System: DNS (WIRESHARK) (Baseada nas Práticas do livro de James Kurose 4Edição) Universidade Federal do Ceará (UFC) - Campus Quixadá Disciplina: Redes de Computadores Período 2011.1 Profa. Atslands Rego da Rocha (atslands@ufc.br) Data: 04/2011 03 AULA PRÁTICA Domain Name System: DNS

Leia mais

GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - MILLENNIUM

GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - MILLENNIUM GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - MILLENNIUM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Requisitos... 3 3. Diretório do Millennium... 3 4. Procedimento para Transferência de Servidor... 3 4.1 Compartilhamento

Leia mais

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1- Para realizar o procedimento de configuração em modo Bridge o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2640B

Leia mais

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH Introdução Procedimentos para configurar uma conexão VPN com a Bematech, para possibilitar Acesso Remoto para Suporte do ambiente

Leia mais

W-R2000nl Guia de instalação

W-R2000nl Guia de instalação W-R2000nl Guia de instalação Sumário Introdução...3 Instalação...5 Configurando seu computador...6 Acessando a tela de configurações...7 Configuração de Roteamento...8 Trocando senha de sua rede sem fio...13

Leia mais

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice Manual B.P.S ATA 5xxx Índice 1. Conectando o Adaptador para Telefone Analógico (ATA)...02 2. Configurações básicas...05 2.1 Configuração dos parâmetros de usuário e senha para acessos de banda larga do

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

AJUSTANDO SEU NAVEGADOR PARA ACESSAR CORRETAMENTE A INTERNET NA REDE UERN

AJUSTANDO SEU NAVEGADOR PARA ACESSAR CORRETAMENTE A INTERNET NA REDE UERN AJUSTANDO SEU NAVEGADOR PARA ACESSAR CORRETAMENTE A INTERNET NA REDE UERN O primeiro aspecto a ser considerado é Navegador de Internet que deve ser utilizado. A UPD recomenda sempre o uso do navegador

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Utilizando conversor Serial/Ethernet com Mini-Impressora DR600/DR700.

STK (Start Kit DARUMA) Utilizando conversor Serial/Ethernet com Mini-Impressora DR600/DR700. STK (Start Kit DARUMA) Utilizando conversor Serial/Ethernet com Mini-Impressora DR600/DR700. Neste STK mostraremos como comunicar com o conversor Serial/Ethernet e instalar o driver Genérico Somente Texto

Leia mais

PHONE. manual do usuário. Version 1.0 FPP 010001

PHONE. manual do usuário. Version 1.0 FPP 010001 Version 1.0 FPP 010001 índice CONTEÚDO DO KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO TERMINAL FUNÇÕES DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I ANEXO II 5 5 5 6 9 12 17 CONTEÚDO DO KIT FLIP RC Terminal FLIP Phone Fonte

Leia mais

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

MANUAL CRIAÇÃO E CONFIGURAÇÃO ACESSO VPN REDE CIASC ATRAVÉS DE UM WINDOWS 7

MANUAL CRIAÇÃO E CONFIGURAÇÃO ACESSO VPN REDE CIASC ATRAVÉS DE UM WINDOWS 7 MANUAL CRIAÇÃO E CONFIGURAÇÃO ACESSO VPN REDE CIASC ATRAVÉS DE UM WINDOWS 7 Acessar o Painel de Controle. PASSOS PARA CRIAR CONEXÃO VPN No ítem Rede e Internet clique em Exibir o status e as tarefas da

Leia mais

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012 Para WebReporter 2012 Última revisão: 09/13/2012 Índice Instalando componentes de pré-requisito... 1 Visão geral... 1 Etapa 1: Ative os Serviços de Informações da Internet... 1 Etapa 2: Execute o Setup.exe

Leia mais

GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA ACESSO VIA FTP

GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA ACESSO VIA FTP INFORMÁTICA mai/11 Pág. I.1 ACESSO VIA FTP GUIA DE PROCEDIMENTOS PARA ACESSO VIA FTP INFORMÁTICA mai/11 Pág. I.2 ÍNDICE I INTRODUÇÃO... I.3 II III ACESSO PELO WINDOWS EXPLORER... II.1 ACESSO PELO NAVEGADOR

Leia mais

Roteiro para Prática 01 GNS e comandos da Cisco

Roteiro para Prática 01 GNS e comandos da Cisco Ponto de Presença da RNP na Bahia PoP-BA/RNP Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Curso de Extensão em Administração de Redes Instrutor: Italo Valcy Roteiro para Prática

Leia mais

Acesso Remoto Geovision

Acesso Remoto Geovision Inviolável Segurança Acesso Remoto Geovision Manual de apoio para configuração do acesso remoto no sistema Geovision no Windows e Internet Explorer. Luan Santos da Silva luan@w7br.com versão: 1.0 By: Luan

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Portal Periódicos - CAPES

Portal Periódicos - CAPES Portal Periódicos - CAPES O Portal de Periódicos da Capes é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza à instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional.

Leia mais

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP MANUAL DE FTP Instalando, Configurando e Utilizando FTP Este manual destina-se auxiliar os clientes e fornecedores da Log&Print na instalação, configuração e utilização de FTP O que é FTP? E o que é um

Leia mais

Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP

Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP Topologia Objetivos Parte 1: Gerar tráfego de rede no modo de simulação Parte 2: Examinar a funcionalidade dos protocolos TCP e UDP Histórico Esta atividade

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda

Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda Objetivos: Analisar o mecanismo de auto-negociação de conexão Ethernet. Analisar

Leia mais

Versão 1.3 Abril de 2009. Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP

Versão 1.3 Abril de 2009. Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP Versão 1.3 Abril de 2009 Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP 2009 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox e o desenho da esfera de conectividade são marcas da Xerox

Leia mais