Contexto dos Pequenos Negócios Empresariais no Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contexto dos Pequenos Negócios Empresariais no Brasil"

Transcrição

1

2 Contexto dos Pequenos Negócios Empresariais no Brasil ,6milhões 5,6 milhões 6,8 milhões 7,9 milhões 9,5 milhões Fonte: DataSebrae, a partir de dados da Receita Federal do Brasil. Elaboração: Sebrae-SP

3 Contexto dos Pequenos negócios empresariais no Brasil 7% construção civil 9,5 milhões de empreendedores formais 37% serviços 13% indústria 42% comércio Fonte: DataSebrae. Nota: Distribuição (%) dos setores exclusive agropecuária 27% do PIB brasileiro 52% dos empregos formais 30% para o governo 0,9% das exportações 41% da massa salarial Fonte: Sebrae, FGV, Dieese, Comprasnet e Funcex

4 São Paulo em números PIB 1 R$ 1,9 trilhão Fonte: Fundação Seade População 2 43,4 milhões Tamanho km2 Importação 1 US$ 63,8 bilhões Exportação 1 US$ 51,7 bilhões Saldo comercial 1 US$ -12,1 bilhões

5 O que é o Sebrae? O Sebrae foi criado em Somos uma entidade civil sem fins lucrativos que tem em seu conselho administrativo representantes da iniciativa privada e do setor público. Essa composição visa sintonizar as ações que buscam estimular e promover as empresas de micro e pequeno porte com as políticas de desenvolvimento econômico e social. O Sebrae está presente em todo o território brasileiro: 26 Estados mais o Distrito Federal. São Paulo

6 Sobre o Sebrae-SP Mais de 150 unidades: 33 Escritórios Regionais 6 Pontos de Atendimento ao Empreendedor + 1 PA Bras -Loja Modelo 88 Operações de parcerias 35 Unidades móveis 1 Carreta Itinerante/Loja Modelo Central de Atendimento, Portal, EAD. Nós acreditamos: Empreendedorismo impulsiona a economia e o desenvolvimento social. Educação empreendedora aumenta a chance de sucesso profissional.

7 Divisão de ERs CAPITAL METROPOLITANA INTERIOR Centro (7,9%) Campinas (5,6%) Ribeirão Preto (3,6%) Oeste (6,7%) Osasco (5,0%) São José do Rio Preto (3,4%) Sul (5,8%) Grande ABC (4,6%) Bauru (2,9%) Leste 1 (4,9%) Sorocaba (4,2%) Piracicaba (2,9%) Norte (3,5%) São José dos Campos (3,2%) Presidente Prudente (2,8%) Leste 2 (2,8%) Baixada Santista (2,8%) São Carlos (2,4%) Guarulhos (2,7%) Marília (2,2%) Jundiaí (2,3%) Araçatuba (2,1%) Alto Tietê (2,1%) São João da Boa Vista (2,0%) Guaratinguetá (1,5%) Franca (1,8%) Vale do Ribeira (0,7%) Votuporanga (1,8%) Araraquara (1,5%) Barretos (1,2%) Botucatu (1,1%) Ourinhos (1,1%) Sudoeste Paulista (1,1%) Densidade Empresarial (31%) Densidade Empresarial (35%) Densidade Empresarial (34%) 06 ERs 11 ERs 16 ERs

8 Atuação em Políticas Públicas Estímulo à implementação da Lei Geral Fortalecimento da Agricultura Familiar Apoio à criação de Salas do Empreendedor 131 salas ativas Estímulo à integração dos municípios à REDESIMPLES Capacitação de Agentes Públicos Estratégias de desenvolvimento local agentes públicos capacitados* * Dados referentes aos anos 2015 e 2016 Compras Governamentais 209 agentes públicos capacitados* Realização do Prêmio SEBRAE Prefeito Empreendedor Recorde de 432 projetos inscritos na 9 Edição

9 Expansão do Atendimento Presencial As carretas Loja Modelo Itinerante, o Negócios da Moda/Loja Modelo e os carros da frota Sebrae Móvel potencializam o atendimento e o acesso dos empreendedores paulistanos aos produtos e serviços do Sebrae-SP. Loja Modelo Itinerante Sebrae Móvel: novos carros Negócios da Moda Loja Modelo + Ponto de Atendimento do Brás

10 O QUE É? É um canal de atendimento presencial e de articulação criado a partir da celebração de parcerias entre o SEBRAE-SP, Prefeituras municipais e entidades sem fins lucrativos interessadas na promoção da competitividade, do desenvolvimento sustentável, da melhoria do ambiente legal e de negócios das micro e pequenas empresas, contribuindo com o fortalecimento da economia de âmbito local e com o fomento do empreendedorismo.

11 OBJETIVO! Promover a Governança Local em benefício dos pequenos negócios Otimizar tempo do empreendedor com a disponibilidade, em um único local, dos serviços do SEBRAE-SP e das instituições parceiras Promover o desenvolvimento das empresas nos municípios por meio de projetos setoriais Estimular o crescimento da cadeia produtiva regional

12

13 Soluções Digitais

14 Feira do Empreendedor mil m² de área de exposição Ampliação do número de expositores Número de visitantes: mais de 130 mil Mais de 48 mil capacitações Novo Espaço: Pavilhão de Exposições Anhembi Parque Setores contemplados na FE 2016: Franquias Negócios online Máquinas e equipamentos Representação Comercial/Port a a porta Serviços

15 A criação da Escola de Negócios Sebrae-SP Alencar Burti Formação de empreendedores. Fortalece o setor econômico de micro e pequenos empreendimentos. Aprimora o ensino público vocacional. Incentiva jovens a se tornarem empreendedores.

16 977 alunos Segundo semestre de 2016 ETEC CURSOS FATEC Tecnológico CURSOS Gestão de Negócios e Inovação Marketing Técnico integrado ao Médio Ensino Técnico Ensino Técnico EAD Administração Logística Marketing Administração Marketing Comércio

17 Record de procura no Vestibular do Centro Paula Souza 652 candidatos para 35 vagas 18,63 candidatos por vaga para o curso noturno da FATEC Sebrae de Gestão de Negócios e Inovação em 2014.

18 Vestibular Vestibulinho 2º semestre 2016 FATEC SEBRAE Inscritos Vagas Demanda Gestão de Negócios e Inovação (Manhã) ,80 Gestão de Negócios e Inovação (Noite) ,23 Marketing (Noite) ,74 TOTAL ,26 ETEC SEBRAE Inscritos Vagas Demanda Administração - (EaD - Semipresencial) (Sábados pela manhã) ,83 Administração - (EaD - Semipresencial) (Segundas e quartas - noite) ,46 TOTAL

19 Escola de Negócios Sebrae-SP Alencar Burti Núcleo Sebrae-SP de Empreendedorismo: Programa de Mentoria Incubadora de Projetos HUB Sebrae-SP Palestra Empreendedorismo como opção de carreira Programas especiais com instituições como: FIESP, SESI, Instituto Porto Seguro, SET, Formare, CDI, Instituto Reciclar, FAAP, entre outros. Biblioteca especializada em negócios Bate papo com autor em parceria com editoras.

20

Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil. SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009

Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil. SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009 Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009 1 Metodologia do trabalho Definição de candidato a MEI: Consideramos como proxy de candidato

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO O SEBRAE-SP O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) - em SP, tem a missão de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos

Leia mais

Painel: Como as escolas e as universidades podem atender as expectativas dos jovens e a nova demanda do mercado com relação ao empreendedorismo?

Painel: Como as escolas e as universidades podem atender as expectativas dos jovens e a nova demanda do mercado com relação ao empreendedorismo? Painel: Como as escolas e as universidades podem atender as expectativas dos jovens e a nova demanda do mercado com relação ao empreendedorismo? Profª. Ms. Juliana Gazzotti Schneider Histórico geracional

Leia mais

FATEC AMERICANA FATEC BAIXADA SANTISTA

FATEC AMERICANA FATEC BAIXADA SANTISTA FATEC AMERICANA 03001 Superior em Processamento de Dados Manhã 177 40 4,43 03013 Superior em Processamento de Dados Noite 347 40 8,68 03025 Superior em Têxtil Noite 157 40 3,93 FATEC BAIXADA SANTISTA 04029

Leia mais

O Desafio de Unificar o Atendimento ao Cidadão

O Desafio de Unificar o Atendimento ao Cidadão O Desafio de Unificar o Atendimento Julio Semeghini Subsecretaria de Tecnologia e Secretaria de Governo Governo do Estado de São Paulo 11 de agosto 2015 Governo do Estado de São Paulo - Secretaria de Governo

Leia mais

REDE PAULISTA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS. O Programa Estadual de APLs. 4ª. Conferência Nacional de APLs

REDE PAULISTA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS. O Programa Estadual de APLs. 4ª. Conferência Nacional de APLs REDE PAULISTA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS O Programa Estadual de APLs 4ª. Conferência Nacional de APLs Brasília, 28 de outubro de 2009 A Secretaria de Desenvolvimento Missão Promover o crescimento econômico

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

Forma de Atuação SEBRAE/RS. Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados /

Forma de Atuação SEBRAE/RS. Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados / Forma de Atuação SEBRAE/RS Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br Importância dos Pequenos Negócios no RS Microempresas e Empresas de Pequeno

Leia mais

SEBRAE - SP apresenta :

SEBRAE - SP apresenta : SEBRAE - SP apresenta : 2015 O SEBRAE-SP O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) - em SP, tem a missão de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos

Leia mais

MPE INDICADORES Pequenos Negócios

MPE INDICADORES Pequenos Negócios MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil Categorias de pequenos negócios no Brasil MPE Indicadores MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta

Leia mais

Mogi das Cdr_mogi_das_cruzes 21 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE MOGI DAS CRUZES. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação

Mogi das Cdr_mogi_das_cruzes 21 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE MOGI DAS CRUZES. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação Mogi das Cdr_mogi_das_cruzes 21 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE MOGI DAS CRUZES Informações Econômicas e da Indústria de Última atualização em 16 de dezembro de 2016 A Diretoria Regional do CIESP de Mogi

Leia mais

2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016

2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016 2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016 Parque Tecnológico Botucatu Botucatu Origem e Histórico Instituições Acadêmicas Setor Produtivo de Botucatu e Região PROSPECTA

Leia mais

LOCAIS DE VOTAÇÃO CAPITAL E GRANDE SÃO PAULO. POSTO DE VOTAÇÃO - SEDE DA APESP Rua Líbero Badaró, 377 9º andar conj. 906 Centro Tel.

LOCAIS DE VOTAÇÃO CAPITAL E GRANDE SÃO PAULO. POSTO DE VOTAÇÃO - SEDE DA APESP Rua Líbero Badaró, 377 9º andar conj. 906 Centro Tel. LOCAIS DE VOTAÇÃO CAPITAL E GRANDE SÃO PAULO POSTO DE VOTAÇÃO - SEDE DA APESP Rua Líbero Badaró, 377 9º andar conj. 906 Centro Tel.: (11) 3293-0800 Sede da PR 1 - Procuradoria Regional da Grande São Paulo

Leia mais

Francisco Beltrão Inovações e Desafios. Centro de Inovação e Tecnologia de Francisco Beltrão - CITFBE

Francisco Beltrão Inovações e Desafios. Centro de Inovação e Tecnologia de Francisco Beltrão - CITFBE Francisco Beltrão Inovações e Desafios Centro de Inovação e Tecnologia de Francisco Beltrão - CITFBE Agosto de 2015 Política de Desenvolvimento Local Sistema Regional de Inovação Serviços Urbanos CITFBE

Leia mais

PIRACICABA ANGELO FRIAS NETO

PIRACICABA ANGELO FRIAS NETO PIRACICABA ANGELO FRIAS NETO Presidente da ACIPI Associação Comercial e Industrial de Piracicaba e Diretor do Secovi SP PIRACICABA CARACTERÍSTICAS ECONÔMICAS Território e População Área: 1.378,501 km²

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços. Abril de 2013

Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços. Abril de 2013 Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços Abril de 2013 Definições A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP com base em dados do sistema RAISCAGED do Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

Semana do Empreendedor. De 13 a 18 de outubro 2014

Semana do Empreendedor. De 13 a 18 de outubro 2014 Semana do Empreendedor De 13 a 18 de outubro 2014 O Sebrae-SP oferece mais uma oportunidade para sua empresa interagir com os pequenos negócios e fomentar novas oportunidades com este público. A Semana

Leia mais

Cidade de Prova - 01 ADAMANTINA. Cidade de Prova - 02 AMERICANA. Cidade de Prova - 03 ANDRADINA. Cidade de Prova - 04 APIAI

Cidade de Prova - 01 ADAMANTINA. Cidade de Prova - 02 AMERICANA. Cidade de Prova - 03 ANDRADINA. Cidade de Prova - 04 APIAI Cidade de Prova - 01 ADAMANTINA 001-029 - Agente de Organização Escolar - Adamantina 2.195 Total na Cidade 2.195 Cidade de Prova - 02 AMERICANA 001-030 - Agente de Organização Escolar - Americana 1.115

Leia mais

Políticas Públicas e Ações para o Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo

Políticas Públicas e Ações para o Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo Políticas Públicas e Ações para o Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo José Roberto Cunha Coordenador de Desenvolvimento Regional e Territorial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ DO SEBRAE-SP

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ DO SEBRAE-SP PROGRAMA JOVEM APRENDIZ DO SEBRAE-SP Comunicado de Seleção 2016 O SEBRAE-SP Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo torna público a abertura de inscrições para vagas de Aprendizes em

Leia mais

Plano Nacional de Turismo

Plano Nacional de Turismo Plano Nacional de Turismo 2011-2015 Conceito Conjunto de diretrizes, metas e programas que orientam a atuação do Ministério do Turismo, em parceria com outros setores da gestão pública nas três esferas

Leia mais

Mais de 600 empresas de tecnologia Quarto destino internacional de eventos no Brasil (ICCA) Líder na produção de ostras no Estado 15 centros

Mais de 600 empresas de tecnologia Quarto destino internacional de eventos no Brasil (ICCA) Líder na produção de ostras no Estado 15 centros Lei Municipal de Inovação Florianópolis Florianópolis Capital da Inovação Mais de 600 empresas de tecnologia Quarto destino internacional de eventos no Brasil (ICCA) Líder na produção de ostras no Estado

Leia mais

O DEPRN atua em todo o território do Estado por meio de 7 divisões regionais compostas por Equipes Técnicas.

O DEPRN atua em todo o território do Estado por meio de 7 divisões regionais compostas por Equipes Técnicas. ANEXO - Relação das Diretorias e Equipes Técnicas do DEPRN Diretoria Geral Rua Anete Queiroz Lacerda, 80 Vila Gomes, São Paulo - SP CEP 05591-080 Atendimento ao Público: entrada pela Av. Prof. Lucas de

Leia mais

Programa Compete Brasil

Programa Compete Brasil Programa Compete Brasil Situação atual dos projetos Agosto de 2013 1. Funding: Covered Bonds Parceria com ABECIP Inclusão de Letra Financeira Imobiliária LFI na Lei nº 12.249/10 ( Letra Financeira : títulos

Leia mais

Inovação como prioridade estratégica do BNDES

Inovação como prioridade estratégica do BNDES Inovação como prioridade estratégica do BNDES Helena Tenorio Veiga de Almeida APIMECRIO 20/04/2012 Histórico do apoio à inovação no BNDES 2 Histórico do apoio à inovação no BNDES 1950 Infraestrutura Econômica

Leia mais

I. Informações Básicas. II. Estrutura Produtiva

I. Informações Básicas. II. Estrutura Produtiva I. Informações Básicas item Órgão municipal de desenvolvimento Agenda 21 Plano Municipal de Desenvolvimento ou similar Incubadoras de empresas ou tecnológicas Distritos industriais ou similares Comissão

Leia mais

Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Henrique Cesar Nanni (UNIP Santos)

Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Henrique Cesar Nanni (UNIP Santos) Desenvolvimento Sustentável e Governança Participativa: Arranjo Produtivo Local e Parque Tecnológico de Santos. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP

Leia mais

Gerência de Políticas Públicas

Gerência de Políticas Públicas Gerência de Políticas Públicas Principais projetos para 2015 Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br AMBIENTE DE NEGÓCIOS DESFAVORÁVEL Concorrência

Leia mais

Três pilares de atuação do SEBRAE-SP

Três pilares de atuação do SEBRAE-SP Três pilares de atuação do SEBRAE-SP SUPER MEI é um projeto de âmbito estadual que tem como principal objetivo Formar e Aperfeiçoar os Potenciais Empreendedores e Microempreendedores Individuais MEI do

Leia mais

Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro. Prefeitura de São Paulo União Européia

Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro. Prefeitura de São Paulo União Européia Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro Prefeitura de São Paulo União Européia Histórico do Projeto Cooperação técnica bilateral da Prefeitura de São Paulo com a União Européia com duração de quatro

Leia mais

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG Vídeo: A Força de quem FAZ O SISTEMA FIEMG A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais representa as indústrias do Estado e atua na defesa

Leia mais

BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS

BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS As primeiras incubadoras de empresas surgiram no Brasil na década de 80 e desde então, o número de incubadoras vem crescendo sensivelmente. Em 1982, foi fundado sob a

Leia mais

Santa Bárbara (MG) sedia na próxima semana a 17ª edição da Feira Multissetorial do Médio Piracicaba

Santa Bárbara (MG) sedia na próxima semana a 17ª edição da Feira Multissetorial do Médio Piracicaba Santa Bárbara (MG) sedia na próxima semana a 17ª edição da Feira Multissetorial do Médio Piracicaba Enviado por Interface Comunicação 09-Set-14 PQN - O Portal da Comunicação Interface Comunicação A cidade

Leia mais

CASE - MARKETING DE DESTINO PARA EVENTOS

CASE - MARKETING DE DESTINO PARA EVENTOS CASE - MARKETING DE DESTINO PARA EVENTOS Premissas Importantes Os eventos têm importância significativa na área do turismo, além de ser a atividade que mais crescem nesse segmento. Segundo Zanella (2003),

Leia mais

ENCADEAMENTO PRODUTIVO. Luiz Barretto - Presidente

ENCADEAMENTO PRODUTIVO. Luiz Barretto - Presidente ENCADEAMENTO PRODUTIVO Luiz Barretto - Presidente MISSÃO DO SEBRAE Promover a competividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

ABRIL/2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

ABRIL/2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES ABRIL/212 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Relatório de Atividades por Setor Atendimentos à Comunidade em Abril/212 97 ADESITA 346 SINE Sistema Nacional de Emprego 43 Posto do Min. do Trabalho e Emprego ADESITA

Leia mais

Wanessa Dose Bittar Formação Cursos Extras Experiências

Wanessa Dose Bittar Formação Cursos Extras Experiências Wanessa Dose Bittar Formação -Especializada em Engenharia de Produção ( UFJF) -Graduada em Educação Artística ( UFJF) -Técnica em Design ( CTU) Cursos Extras -Educação Empreendedora pelo Endeavor Brasil

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral Baixo Alentejo Planeamento Estratégico Regional

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA 2015 CIDADE CURSOS TURNO INSCRITO VAGA C/V

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA 2015 CIDADE CURSOS TURNO INSCRITO VAGA C/V FATECs CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA 2015 CIDADE CURSOS TURNO INSCRITO VAGA C/V Análise e Desenvolvimento de Sistemas Manhã 130 40 3,25 Análise e Desenvolvimento

Leia mais

DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA

DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA ANTONIO CARLOS SOLERA TARANTINO TERRITÓRIO RIO 8,5 MILHÕES KM 2 BRASIL / VITORIA 27 ESTADOS / UNIDADES POPULAÇÃ ÇÃO O 190 MILHÕES HAB RIQUEZAS NATURAIS E MINERAIS ÁREA

Leia mais

Análise do perfil dos empreendedores. Novembro/2013

Análise do perfil dos empreendedores. Novembro/2013 Análise do perfil dos empreendedores Novembro/2013 2 SUMÁRIO Como chegamos nos números? O Estado de São Paulo e as deficiências Perfil do empreendedores com deficiência Como é no meu Escritório Regional

Leia mais

ANEXO I - Edital 01/2012 VAGAS PREVISTAS PARA NÍVEL EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL MÉDIO

ANEXO I - Edital 01/2012 VAGAS PREVISTAS PARA NÍVEL EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL MÉDIO ANEXO I - Edital 01/2012 PARA NÍVEL EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL MÉDIO ÁREA DO CURSO Técnico em Administração ADAMANTINA 1 Técnico em Administração ARARAQUARA 1 Técnico em Administração ATIBAIA 4 Técnico

Leia mais

O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa

O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa Santos, 22/08/2011 O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa Prefeito de Santos Presidente da ABMP (2009/2011) VETORES RELEVANTES Energia Porto, retroporto

Leia mais

Uma iniciativa da câmara municipal do porto e da fundação da juventude.

Uma iniciativa da câmara municipal do porto e da fundação da juventude. Uma iniciativa da câmara municipal do porto e da fundação da juventude. ÍNDICE NOTA INTRODUTÓRIA PROGRAMA EMPREENDE JOVEM Objetivos Para quem Iniciativas PLATAFORMA EMPREENDEJOVEM MOVE YOUR WAY @ PORTO

Leia mais

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV)

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Brasileira, solteira, 39 anos E-mail: lizaneferreira@hotmail.com LIZANE SOARES FERREIRA Formação: MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Especialista em Comércio Exterior com Ênfase

Leia mais

São Paulo Têxtil 2014 Relatório Setorial da Indústria Têxtil e Confecção no Estado de São Paulo

São Paulo Têxtil 2014 Relatório Setorial da Indústria Têxtil e Confecção no Estado de São Paulo apresenta: São Paulo Têxtil 2014 Relatório Setorial da Indústria Têxtil e Confecção no Estado de São Paulo Dezembro de 2014 São Paulo Têxtil Polo Americana e Região Visão da Indústria Têxtil Paulista Principal

Leia mais

FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA

FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA CURSOS VAGAS 2013/2.º INSCRITOS C/V FATEC AMERICANA Análise e Desenvolvimento de Sistemas Manhã 40 112 2,80 Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tarde

Leia mais

SALÃO DO TURISMO - ROTEIROS DO BRASIL

SALÃO DO TURISMO - ROTEIROS DO BRASIL SALÃO DO TURISMO - ROTEIROS DO BRASIL Estratégia de mobilização, promoção e comercialização dos roteiros turísticos desenvolvidos segundo as diretrizes e os princípios do Programa de Regionalização do

Leia mais

Ações do SEBRAE Agreste de Pernambuco

Ações do SEBRAE Agreste de Pernambuco Ações do SEBRAE Agreste de Pernambuco Comissão de Desenvolvimento Regional - Turismo do Senado Federal - CDR Caruaru PE/ACIC Aloísio Ferraz Diretor técnico SEBRAE/PE aloisioferraz@pe.sebrae.com.br Aumento

Leia mais

Encadeamento Produtivo Estratégia de atuação do Sistema SEBRAE PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS TRABALHANDO JUNTAS PELA SUSTENTABILIDADE

Encadeamento Produtivo Estratégia de atuação do Sistema SEBRAE PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS TRABALHANDO JUNTAS PELA SUSTENTABILIDADE Encadeamento Produtivo Estratégia de atuação do Sistema SEBRAE PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS TRABALHANDO JUNTAS PELA SUSTENTABILIDADE Encadeamento Produtivo Estratégia para aumentar a competitividade, a

Leia mais

AS FLORESTAS NO MUNDO

AS FLORESTAS NO MUNDO AS FLORESTAS NO MUNDO ÁREA - Naturais = 3,682 bilhões ha (95%) - Plantadas = 187 milhões ha (5%) - Total = 3,869 bilhões ha (100%) SUPRIMENTO DE MADEIRA - Naturais = 65% - Plantadas = 35% - Total = 100%

Leia mais

Painel 1 Aglomerados Produtivos: Análise da Experiência Nacional e Internacional. A Experiência do Estado de Sergipe

Painel 1 Aglomerados Produtivos: Análise da Experiência Nacional e Internacional. A Experiência do Estado de Sergipe Painel 1 Aglomerados Produtivos: Análise da Experiência Nacional e Internacional A Experiência do Estado de Sergipe Brasília, 28 de outubro de 2009 APL/MPE -APL-SE -Extensionismo -Lei Geral -GTP Formalize-SE

Leia mais

Matriz Curricular Faculdade Cenecista de Sete Lagoas- Administração

Matriz Curricular Faculdade Cenecista de Sete Lagoas- Administração Matriz Curricular Faculdade Cenecista de Sete Lagoas- Administração 1º Teorias da Administração 60 60 1º Estudos Socioantropológicos 60 60 1º Economia 60 60 1º Matemática Básica 60 60 1º Leitura e Interpretação

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Estado de São Paulo 1 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

Milton Luiz de Melo Santos Diretor - Presidente

Milton Luiz de Melo Santos Diretor - Presidente Milton Luiz de Melo Santos Diretor - Presidente Fundos do Governo do Estado e Linhas de Financiamento para o Desenvolvimento Paulista Quem Somos Instituição financeira do governo do Estado de São Paulo

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SECIS SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA INCLUSÃO SOCIAL

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SECIS SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA INCLUSÃO SOCIAL MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SECIS SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA INCLUSÃO SOCIAL PROJETOS ESTRUTURANTES CVTs CENTROS VOCACIONAIS TECNOLÓGICOS O QUE É O CVT? É um espaço voltado

Leia mais

Responsabilidade Social FIESP

Responsabilidade Social FIESP 5ª Conferência Internacional sobre Felicidade Interna Bruta 21 de novembro de 2009 Foz do Iguaçu/PR Instituto Visão Futuro ITAIPU Binacional FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná Programa

Leia mais

PODER EXECUTIVO DECRETO Nº DE 15 DE ABRIL DE 2013.

PODER EXECUTIVO DECRETO Nº DE 15 DE ABRIL DE 2013. DECRETO Nº 44.159 DE 15 DE ABRIL DE 2013. DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO RIO CRIATIVO - PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,

Leia mais

Lato Sensu da FGV Management Rio compreende uma análise curricular. Desta forma, solicitamos o

Lato Sensu da FGV Management Rio compreende uma análise curricular. Desta forma, solicitamos o Prezado (a) Sr.(a.), Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

Perfil das mulheres empreendedoras

Perfil das mulheres empreendedoras Perfil das mulheres empreendedoras Estado de São Paulo Março/ 2013 Objetivos Conhecer quantas são as mulheres empreendedoras no estado de São Paulo; Conhecer o perfil das mulheres empreendedoras quanto

Leia mais

ENCADEAMENTO PRODUTIVO Oportunidade para as pequenas empresas Bom negócio para as grandes

ENCADEAMENTO PRODUTIVO Oportunidade para as pequenas empresas Bom negócio para as grandes ENCADEAMENTO PRODUTIVO Oportunidade para as pequenas empresas Bom negócio para as grandes ENCADEAMENTOS PRODUTIVOS COMPETITIVIDADE SUSTENTABILIDADE INOVAÇÃO PRODUTIVIDADE CADEIA DE VALOR APRESENTAÇÃO O

Leia mais

Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira

Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira T U R I S M O Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira Assessora Secretaria Geral da CNC Ações

Leia mais

Perfil do Município IDHM. População. Renda per capita em R$ 0, hab. 593,90. Fonte: PNUD, Ipea e FJP

Perfil do Município IDHM. População. Renda per capita em R$ 0, hab. 593,90. Fonte: PNUD, Ipea e FJP IDHM 0,717 População Perfil do Município 700.000 hab. Renda per capita em R$ 593,90 Fonte: PNUD, Ipea e FJP Regionalização da Gestão Mapa dos Quatro Eixos Igualdade Competitividade Habitabilidade Modernidade

Leia mais

Debate Menos Gargalos e Mais Empregos Grandes obras e sua capacidade de geração de empregos

Debate Menos Gargalos e Mais Empregos Grandes obras e sua capacidade de geração de empregos Debate Menos Gargalos e Mais Empregos Grandes obras e sua capacidade de geração de empregos 24/01/2017 Iniciou suas atividades em 1998 Oferece um amplo conjunto de serviços especializados de consultoria

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL São José do Rio Preto 1 o trimestre de 2016 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), os empregos formais celetistas

Leia mais

JANEIRO/2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

JANEIRO/2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADES JANEIRO/2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADES ADESITA Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Itabirito NEGÓCIO: Desenvolvimento Econômico, Social e Cultural Sustentável MISSÃO: Promover e fortalecer o

Leia mais

Parque Tecnológico Itaipu

Parque Tecnológico Itaipu Parque Tecnológico Itaipu Parque Tecnológico Itaipu Missão do PTI Compreender e transformar a realidade da Região Trinacional do Iguassu, articulando e fomentando ações voltadas ao desenvolvimento econômico,

Leia mais

Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional

Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional 4º Encontro de Prefeitos com tema Desenvolvimento Local Sustentável Encontros Regionais de Municípios ABM - Nordeste Camaçari, Setembro de 2015 Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento

Leia mais

ANEXO I - Edital 001/2013 Atualizado em 18/02/2013

ANEXO I - Edital 001/2013 Atualizado em 18/02/2013 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Técnico em Administração ADAMANTINA 2 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Técnico em Administração ARARAQUARA 1 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Técnico em Administração ATIBAIA 1 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Técnico

Leia mais

AÇÕES DE FOMENTO À INOVAÇÃO: REFLEXÕES. IX FORTEC Armando Z. Milioni SETEC / MCTI Maio, 2015

AÇÕES DE FOMENTO À INOVAÇÃO: REFLEXÕES. IX FORTEC Armando Z. Milioni SETEC / MCTI Maio, 2015 1 AÇÕES DE FOMENTO À INOVAÇÃO: REFLEXÕES IX FORTEC Armando Z. Milioni SETEC / MCTI Maio, 2015 2 ROTEIRO 1) MCTI: Estrutura Geral 2) SETEC: Três Pilares de Atuação 3) SIBRATEC Shop e Plataforma ITEC 4)

Leia mais

EDWARD MADUREIRA BRASIL Secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social.

EDWARD MADUREIRA BRASIL Secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social. EDWARD MADUREIRA BRASIL Secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social. SECIS no âmbito do MCTI NORMATIVO DE CRIAÇÃO DA SECIS A SECIS/MCTI foi criada pelo Decreto 4.724, em 2003, fruto de decisão

Leia mais

Entre Rios PROJETO ESTRATÉGICO

Entre Rios PROJETO ESTRATÉGICO Entre Rios PROJETO ESTRATÉGICO SOBRE O MUNICÍPIO domicílios com renda mensal até 2 s.m. 2010 Fonte: IBGE 2010 Base Cartográfica: MDC/SMDU; Emplasa, 2007 Elaboração: SMDU/SPurbanismo, 2013 3 domicílios

Leia mais

PARÂMETROS ECONÔMICOS NAS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS M A R Ç O /

PARÂMETROS ECONÔMICOS NAS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS M A R Ç O / PARÂMETROS ECONÔMICOS NAS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS M A R Ç O / 2 0 1 5 N EGOCIAÇ ÃO C O L E T I VA : "... u m pro c e s s o dinâmico de busca do ponto d e e q u i l í b r i o e ntre i nte r e s s e s d i

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RM da Baixada Santista 1 o trimestre de 2016 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), os empregos formais celetistas

Leia mais

NORTE PTA. FRANCA ALTA MOGIANA BEBEDOURO BATATAIS PITANGUEIRAS SERTÃOZINHO MONTE ALTO RIBEIRÃO PRETO JABOTICABAL MOCOCA S.

NORTE PTA. FRANCA ALTA MOGIANA BEBEDOURO BATATAIS PITANGUEIRAS SERTÃOZINHO MONTE ALTO RIBEIRÃO PRETO JABOTICABAL MOCOCA S. Presença no Estado de São Paulo VICE- DRACENA ANDRADINA PRESIDENTE PRUDENTE JALES BIRIGUI ADAMANTINA ARAÇATUBA PENÁPOLIS TUPÃ ASSIS FERNANDÓPOLIS VOTUPORANGA MARÍLIA LINS OURINHOS S. JOSÉ DO RIO PRETO

Leia mais

Associação Paulista de Supermercados. Preço por Bobina - Frete MÍNIMO 10 CXS R$ 2,45

Associação Paulista de Supermercados. Preço por Bobina - Frete MÍNIMO 10 CXS R$ 2,45 TABLOIDE DE OFERTAS Bobinas Térmicas Associação Paulista de Supermercados Fornecedor Korpex Korpex é a divisão de bobinas do grupo Rio Branco Papéis, um dos maiores distribuidores do mercado gráfico, editorial

Leia mais

Proposta de Gestão do Prof. Joei Saade Candidato a Diretor Geral do IFSP - Câmpus Guarulhos

Proposta de Gestão do Prof. Joei Saade Candidato a Diretor Geral do IFSP - Câmpus Guarulhos JoelSaade Proposta de Gestão do Prof. Joei Saade Candidato a Diretor Geral do IFSP - Câmpus Guarulhos Guarulhos Agosto/2016 1. introdução Este documento reflete a Proposta de Gestão, conforme exigência

Leia mais

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Reservas Petrolíferas do Pré-Sal Audiência Pública

Leia mais

ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX

ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX ESTADO DO ESPIRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACRUZ PROJETO DE LEI Nº. XXXX DISPÕE SOBRE O PLANO MUNICIPAL DE APOIO E INCENTIVO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO MUNICÍPIO DE ARACRUZ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Políticas Públicas para Educação Profissional e Tecnológica (EPT) no Brasil

Políticas Públicas para Educação Profissional e Tecnológica (EPT) no Brasil Políticas Públicas para Educação Profissional e Tecnológica (EPT) no Brasil Marcelo Machado Feres Secretário de Educação Profissional e Tecnológica SETEC Ministério da Educação São Paulo, 01 de setembro

Leia mais

Venda Nova do Imigrante-ES

Venda Nova do Imigrante-ES Venda Nova do Imigrante-ES Capital Nacional do Agroturismo Turismo Rural - Agroturismo ENCONTRO NACIONAL COM OS NOVOS PREFEITOS E PREFEITAS Localização ENCONTRO NACIONAL COM OS NOVOS PREFEITOS E PREFEITAS

Leia mais

Instituto Votorantim. Núcleo de estratégia social. Direcionador e impulsionador da performance social do Grupo Votorantim. Crescimento Econômico

Instituto Votorantim. Núcleo de estratégia social. Direcionador e impulsionador da performance social do Grupo Votorantim. Crescimento Econômico A Votorantim é uma empresa 100% brasileira, presente em 21 países e com 96 anos de atividade. Busca a perenidade e a expansão constante dos negócios, tendo o desenvolvimento sustentável como caminho para

Leia mais

Feira Brasil Original Artesanato. De 20 a 23 de Outubro 2016 das10hs às 20hs Pavilhão de Exposições Anhembi - SP

Feira Brasil Original Artesanato. De 20 a 23 de Outubro 2016 das10hs às 20hs Pavilhão de Exposições Anhembi - SP Feira Brasil Original Artesanato De 20 a 23 de Outubro 2016 das10hs às 20hs Pavilhão de Exposições Anhembi - SP A Feira A feira Brasil Original de Artesanato vem com a proposta de ampliar a visibilidade

Leia mais

I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional

I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional Setembro 2012 AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR BRASIL 4ª maior economia Alto grau de desigualdade Disparidade na Educação, Saúde e Renda Má divisão das riquezas

Leia mais

Conheça as 50 melhores cidades brasileiras para viver

Conheça as 50 melhores cidades brasileiras para viver Conheça as 50 melhores cidades brasileiras para viver 1ª São Caetano do Sul (SP) IDHM 0,862 Educação: 0,811 Expectativa de vida: 0,887 (78,2 anos) Renda: 0,891 (2.043,74) IDHM Final: 0,862 Posição (2000):

Leia mais

Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto. Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração

Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto. Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Funchal, 22 de maio de 2015 Cidade do Porto, Diagnóstico

Leia mais

Compras Públicas como Investimento Social

Compras Públicas como Investimento Social Compras Públicas como Investimento Social a) Importância das MPES para a Economia Brasileira Micro e pequenas empresas (MPEs) representam 99% das empresas formalizadas no Brasil, 52% dos empregos formais

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 0013_V1_2013 INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA

NOTA TÉCNICA Nº 0013_V1_2013 INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA NOTA TÉCNICA Nº 0013_V1_2013 INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA Jaraguá do Sul (SC), Junho de 2013. ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Jaraguá Ativa: Cidade inteligente e sustentável, cidade para pessoas. Visão: Ser referência

Leia mais

Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP

Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP P E S Q U I S A Centro das Indústrias do Estado de São Paulo CIESP Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP Resultados do mês de Setembro de 2013 FIESP/CIESP - Pesquisa NIVEL DE EMPREGO

Leia mais

CADEIA PRODUTIVA DA MODA DE MINAS GERAIS

CADEIA PRODUTIVA DA MODA DE MINAS GERAIS CADEIA PRODUTIVA DA MODA DE MINAS GERAIS 10.094 3,3 bilhões 127.530 15,2% estabelecimentos de atividades de moda em Minas. valor adicionado da moda no estado. pessoas empregadas no setor. do emprego da

Leia mais

Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP

Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP P E S Q U I S A Centro das Indústrias do Estado de São Paulo CIESP Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP Resultados do mês de Agosto de 2014 FIESP/CIESP - Pesquisa NIVEL DE EMPREGO

Leia mais

AS RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS NA ERA DIGITAL

AS RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS NA ERA DIGITAL CONFIDENCIAL AS RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS NA ERA DIGITAL ESTADO, EMPRESAS, PODER E A OPINIÃO PÚBLICA DIGITAL 1 DATA E LOCAL CONFIDENCIAL REALIZAÇÃO APOIO DATA E HORÁRIO INSCRIÇÕES 17 de novembro de 2015

Leia mais

Biodiversidade da Amazônia

Biodiversidade da Amazônia Parceria Objetivo Desenvolver conhecimento normativo, tecnológico e mercadológico quanto às oportunidades de negócios sustentáveis e produtivos da cadeia de cosméticos de base florestal madeireira e não

Leia mais

O Papel dos Catadores de Materiais Reciclados em suas Organizações e Cooperativas

O Papel dos Catadores de Materiais Reciclados em suas Organizações e Cooperativas O Papel dos Catadores de Materiais Reciclados em suas Organizações e Cooperativas Nossos Avanços Visão de Futuro Desafios 1 2 3 Atuação do MNCR 800.000 catadores em atividade (estimativa) 85.000 catadores

Leia mais

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária Constituição do Brasil O que é SCJS Uma Estrategia De Reconhecimento e

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado INOVAR PARA CRESCER QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento

Leia mais

ABEMEL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS EXPORTADORES DE MEL

ABEMEL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS EXPORTADORES DE MEL ABEMEL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS EXPORTADORES DE MEL A ABEMEL Associação Brasileira dos Exportadores de Mel, fundada em 15 de agosto de 2003, é a entidade com maior representatividade das empresas beneficiadoras

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 1 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais

SEBRAE SEBRAE DA LEI GERAL DAS. Quem são os Pequenos Negócios?

SEBRAE SEBRAE DA LEI GERAL DAS. Quem são os Pequenos Negócios? A IMPLEMENTAÇÃO DA LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS EM MATO GROSSO Quem são os Pequenos Negócios? PRODUTOR RURAL Pessoa física ou jurídica que explora a terra, com fins econômicos ou de subsistência

Leia mais