PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88)"

Transcrição

1 PODER EXECUTIVO

2 PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Sistema de Governo Presidencialista Junção das funções de Chefe de Estado e Chefe de Governo É exercido, no âmbito federal, desde 1891, pelo Presidente da, eleito por sufrágio popular e direto, em eleição de dois turnos, e substituído em seus impedimentos pelo Vice-Presidente. Colaboram com o chefe do executivo os Ministros de Estado, por ele nomeados. Art. 76 e 77, CRFB/88

3 PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Função principal (típica) Prática dos atos de chefia de estado, de governo e de administração Demais funções (atípicas) Legisla Art. 62, CRFB/88 (Medidas Provisórias) Julga Contencioso administrativo

4 PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Posse: sessão do Congresso Nacional (unicameral). Declaração de vacância do Cargo: art. 78, parágrafo único. Vacância: assume o Vice-Presidente da. Se vacância for simultânea entre Presidente e Vice-Presidente: eleição indireta (art. 81) Exceção ao art. 14, caput. Linha sucessória da Presidência em casos de impedimento: (art. 80) Vice-Presidente Presidente da Câmara dos Deputados Presidente do Senado Federal Presidente do Supremo Tribunal Federal

5 PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Atribuições do Presidente da Art. 84, CRFB/88 Destaque para o poder regulamentar Art. 84, IV Expedir decretos e regulamentos para fiel execução da lei. A partir da EC 32/01 Decretos autônomos Art. 84, VI

6 PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Atribuições do Vice-Presidente da Funções Próprias Funções Impróprias Art. 79, 80, 89, I, 91, I Art. 79 (auxiliar)

7 PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Órgãos Auxiliares do Presidente da Ministros Conselho da Conselho de Defesa Nacional Art. 87 e 88 Art. 89 e 90 Art. 91

8 Responsabilidade Crimes Comuns Crimes de Responsabilidade

9 Crimes de Responsabilidade Conceito Infrações político-administrativas definidas na legislação federal, cometidas no desempenho da função, que atentam contra a existência da União, o livre exercício dos Poderes do Estado, a segurança interna do País, a probidade da Administração, a lei orçamentária, o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais e o cumprimento das leis e das decisões judiciais Art. 85, CRFB/88 Rol exemplificativo

10 Lei especial que estabelece normas de processo e julgamento: Lei 1.079/50. Qualquer cidadão pode denunciar o Presidente por crime de responsabilidade.

11 Processo dos Crimes de Responsabilidade Juízo de admissibilidade do processo Processo e julgamento

12 Crimes Comuns Normas procedimentais para o processo Lei 8038/90 Regimento Interno STF Arts. 230 a 246

13 Crimes Comuns Conceito Todas as modalidades de infrações penais Normas procedimentais para o processo Lei 8038/90 Regimento Interno STF Arts. 230 a 246 Foro Privilegiado STF

14 Infrações penais cometidas antes do início do mandato Responsabilização do Presidente da pelos crimes comuns Irresponsabilidade Penal Relativa Responsabilização pelas infrações penais cometidas a partir do início do mandato in officium ou propter officium Desde o mandato, mas que não tenham correlação com as funções de Presidente da

15 De Responsabilidade Acusação perante a CD juízo de admissibilidade! Aceita a acusação por 2/3 CRIME Conexão com o Mandato Não aceita a acusação Comum Estranho ao Mandato Imunidade durante o mandato De responsabi lidade Senado Processa Julgamento (Presidente do STF) (art. 52) Condenação (2/3) Perda de Cargo + Inabilitação para função pública por 8 anos Aceita a Denúncia ou Queixa julgamento Absolvição Comum STF Não aceita a denúncia ou queixa Condenação (maioria) Pena

16

17

18

19

20

21 "No mandado de segurança requerido contra decisão do Presidente da Câmara dos Deputados, que rejeitou liminarmente a denúncia por crime de responsabilidade, os denunciados são litisconsortes passivos necessários: conversão do julgamento em diligência para a citação deles: decisão unânime. Preliminar de falta de jurisdição do Poder Judiciário para conhecer do pedido: rejeição, por maioria de votos, sob o fundamento de que, embora a autorização prévia para a sua instauração e a decisão final sejam medidas de natureza predominantemente política cujo mérito é insusceptível de controle judicial a esse cabe submeter a regularidade do processo de impeachment, sempre que, no desenvolvimento dele, se alegue violação ou ameaça ao direito das partes; votos vencidos, no sentido da exclusividade, no processo de impeachment, da jurisdição constitucional das Casas do Congresso Nacional." (MS , Rel. p/ o ac. Min. Sepúlveda Pertence, julgamento em , Plenário, DJ de )

Prof. Raul de Mello Franco Jr. - UNIARA PODER EXECUTIVO. 3ª aula. Prof. Raul de Mello Franco Jr.

Prof. Raul de Mello Franco Jr. - UNIARA PODER EXECUTIVO. 3ª aula. Prof. Raul de Mello Franco Jr. PODER EXECUTIVO 3ª aula Prof. Raul de Mello Franco Jr. SUBSÍDIOS do PRESIDENTE, do VICE e dos MINISTROS São fixados pelo CN, por decreto-legislativo (art. 49, VIII, CF). Devem ser fixados em parcela única.

Leia mais

PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO DIVISÃO DE FUNÇÕES ESTATAIS ORGANIZAÇÃO DOS PODERES ESTUDO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES

PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO DIVISÃO DE FUNÇÕES ESTATAIS ORGANIZAÇÃO DOS PODERES ESTUDO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES ORGANIZAÇÃO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES ART. 2.º,, DA CF/88: São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo,, o Executivo e o Judiciário rio. FUNÇÕES LEGISLATIVA EXECUTIVA

Leia mais

Art. 44. O Poder Legislativo é exercido pelo Congresso Nacional, que se. eleitos, pelo sistema proporcional, em cada Estado, em cada Território e no

Art. 44. O Poder Legislativo é exercido pelo Congresso Nacional, que se. eleitos, pelo sistema proporcional, em cada Estado, em cada Território e no Art. 44. O Poder Legislativo é exercido pelo Congresso Nacional, que se compõe da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Parágrafo único. Cada legislatura terá a duração de quatro anos. Art. 45. A Câmara

Leia mais

Noções de Estado. Organização da Federação e Poderes do Estado

Noções de Estado. Organização da Federação e Poderes do Estado Noções de Estado Noções de Estado Organização da Federação e Poderes do Estado Estado É a sociedade política e juridicamente organizada, dotada de soberania, dentro de um território, sob um governo, para

Leia mais

Direito Constitucional TJ/RJ Prof. Carlos Andrade

Direito Constitucional TJ/RJ Prof. Carlos Andrade Direito Constitucional TJ/RJ Prof. Carlos Andrade 19. Segundo a Constituição Federal, os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional,

Leia mais

PODER EXECUTIVO ARTIGOS 76 A 91 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

PODER EXECUTIVO ARTIGOS 76 A 91 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL PODER EXECUTIVO ARTIGOS 76 A 91 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL O Poder Executivo é um dos três órgãos que formam os poderes enumerados no art. 2º da CF. Ele recebe o poder de ação contínua, permanente e ininterrupta

Leia mais

DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES PODER EXECUTIVO & PODER LEGISLATIVO

DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES PODER EXECUTIVO & PODER LEGISLATIVO DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES PODER EXECUTIVO & PODER LEGISLATIVO 1 PODER EXECUTIVO É a função estatal que envolve a prática de atos chefia do Estado, atos de Governo, além da condução da Administração Pública

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS... 21 INTRODUÇÃO... 23 Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 1. Processo e procedimento... 25 1.1. Procedimentos legislativos... 26 2. Princípios

Leia mais

CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Professor Alessandro Dantas Coutinho CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONTROLE REALIZADO PELO PODER LEGISLATIVO Legislativo! Representa a vontade da coletividade. Em âmbito Federal é composto pelo Senado

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE As normas elaboradas pelo Poder Constituinte Originário são colocadas acima de todas as outras manifestações de direito. A própria Constituição Federal determina um procedimento

Leia mais

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA ESTADO Conjunto de regras, pessoas e organizações que se separam da sociedade para organizá-la. - Só passa a existir quando o comando da comunidade

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS... 21 INTRODUÇÃO... 23 Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 1. Processo e procedimento... 25 1.1. Procedimentos legislativos... 26 2. Princípios

Leia mais

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO -

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Trabalho finalizado em julho/2015.

Leia mais

PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal

PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal ASSESSORIA PARLAMENTAR INFORMATIVO 08 a 10 de JANEIRO de 2014 CÂMARA DOS DEPUTADOS PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal Pela proposta, a indicação dos ministros da Corte

Leia mais

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões SUMÁRIO 1. APLICAÇÃO DO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1.1 A lei processual no espaço 1.2 A lei processual no tempo (irretroatividade) 1.3 A lei processual em relação às pessoas 1.3.1 Imunidades 1.3.2 Imunidade

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL QUORUM PARA RECEBIMENTO DE DENÚNCIA CONTRA PREFEITO INFRAÇÕES POLÍTICO- ADMINISTRATIVAS.

CÂMARA MUNICIPAL QUORUM PARA RECEBIMENTO DE DENÚNCIA CONTRA PREFEITO INFRAÇÕES POLÍTICO- ADMINISTRATIVAS. CÂMARA MUNICIPAL QUORUM PARA RECEBIMENTO DE DENÚNCIA CONTRA PREFEITO INFRAÇÕES POLÍTICO- ADMINISTRATIVAS. É sabido que os Prefeitos Municipais podem ser submetidos a processos de cassação de seus mandatos

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL PODER EXECUTIVO

DIREITO CONSTITUCIONAL PODER EXECUTIVO DIREITO CONSTITUCIONAL PODER EXECUTIVO Atualizado em 09/11/2015 PODER EXECUTIVO Forma de governo de que modo o poder é instituído e como se dá a relação entre governantes e governados: República; Monarquia

Leia mais

Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho

Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho 01. Quanto ao Congresso Nacional, considere: I. O número total de Deputados, bem como a representação por Estado e pelo Distrito Federal,

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL PROFESSOR: Fábio Ramos 2015 FGV TJ/PI Analista Judiciário Escrivão Judicial 1. A Constituição de 1988, ao enunciar os seus princípios fundamentais, fez menção, em seu art. 1º, à

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICADA AO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PROF. GIL SANTOS

LEGISLAÇÃO APLICADA AO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PROF. GIL SANTOS AULA 1 EXERCÍCIOS DEFINIÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO 1)Ao tratar das funções essenciais à justiça, estabelece a Constituição Federal, com relação ao Ministério Público, que: A) incumbe-lhe a defesa da ordem

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012 Altera os arts. 102, 105, 108 e 125 da Constituição Federal para extinguir o foro especial por prerrogativa de função nos casos de crimes comuns. As Mesas

Leia mais

Direito Constitucional Momento TJ Emilly Albuquerque

Direito Constitucional Momento TJ Emilly Albuquerque Direito Constitucional Momento TJ Emilly Albuquerque DIREITO CONSTITUCIONAL CESPE MS 2013 No que se refere a direitos e garantias fundamentais; direitos sociais, políticos e de nacionalidade; e direitos

Leia mais

INSTRUÇÕES...2 EXPEDIENTE...3 NOTA DO EDITOR...4 SOBRE OS AUTORES...5 APRESENTAÇÃO...6 PARTE 1 - NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO...

INSTRUÇÕES...2 EXPEDIENTE...3 NOTA DO EDITOR...4 SOBRE OS AUTORES...5 APRESENTAÇÃO...6 PARTE 1 - NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO... INSTRUÇÕES...2 EXPEDIENTE...3 NOTA DO EDITOR...4 SOBRE OS AUTORES...5 APRESENTAÇÃO...6 PARTE 1 - NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO... 15 CAPÍTULO 1 - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA...16 1.1. DO ESTADO... 17 1.2.

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Procedimento comum: ordinário e sumário. Gustavo Badaró aulas 22 e 29 de março de 2017

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Procedimento comum: ordinário e sumário. Gustavo Badaró aulas 22 e 29 de março de 2017 Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Procedimento comum: ordinário e sumário Gustavo Badaró aulas 22 e 29 de março de 2017 PLANO DA AULA 1. Comparação dos procedimentos ordinários 2. Procedimento

Leia mais

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30);

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30); Peça prática Foi proposta uma ação direta de inconstitucionalidade pelo prefeito de um município do Estado X. O Tribunal de Justiça do Estado X julgou tal ação improcedente, tendo o acórdão declarado constitucional

Leia mais

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal Índice Geral Código de Processo Penal Decreto-lei 3.689, de 3 de outubro de 1941... 13 Súmulas Criminais do STF e do STJ Comentadas... 1645 Índice Alfabético-Remissivo... 1905 Bibliografia... 1923 Índice

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Poder Legislativo: Funções Típicas e Atípicas / Congresso Nacional Professora Kerolinne Barboza www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional PODER LEGISLATIVO: FUNÇÕES TÍPICAS

Leia mais

VÜ Åxá wx exáñéçátu Ä wtwx wéá YâÇv ÉÇöÜ Éá cøuä véá Crimes de Responsabilidade dos Funcionários Públicos

VÜ Åxá wx exáñéçátu Ä wtwx wéá YâÇv ÉÇöÜ Éá cøuä véá Crimes de Responsabilidade dos Funcionários Públicos Crimes de Responsabilidade dos Funcionários Públicos 01. Marque a alternativa incorreta: a) Nos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos, cujo processo e julgamento competirão aos juízes de

Leia mais

TEMA 16: PROCESSO LEGISLATIVO

TEMA 16: PROCESSO LEGISLATIVO TEMA 16: PROCESSO LEGISLATIVO EMENTÁRIO DE TEMAS: Processo Legislativo: fase constitutiva; fase integrativa; lei complementar; emendas constitucionais; LEITURA OBRIGATÓRIA MORAES, Alexandre de. Direito

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

TJRJ SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Gêneros textuais: descrição, narração, dissertação expositiva e argumentativa...3

TJRJ SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Gêneros textuais: descrição, narração, dissertação expositiva e argumentativa...3 Língua Portuguesa Gêneros textuais: descrição, narração, dissertação expositiva e argumentativa...3 Tipos textuais: informativo, publicitário, didático, instrucional e preditivo...3 Marcas de textualidade:

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO DE APELAÇÃO nº 2006.0003066-4/0, DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DA COMARCA DE FAXINAL Recorrente...: VILSON RODRIGUES Recorrido...: MINISTÉRIO PÚBLICO Relator...: J. S. FAGUNDES CUNHA RECURSO DE

Leia mais

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE Competência De acordo com o art. 102, I, a, CR(Constituição da República Federativa do Brasil), compete ao Supremo Tribunal Federal processar e julgar, originariamente,

Leia mais

ISOLADA COMEÇANDO DO ZERO Direito Constitucional - Simulado Orman Ribeiro AULA 20: SIMULADO Nº 03

ISOLADA COMEÇANDO DO ZERO Direito Constitucional - Simulado Orman Ribeiro AULA 20: SIMULADO Nº 03 QUESTÕES: AULA 20: SIMULADO Nº 03 01) Analista de Correios advogado 2011 cespe: De acordo com a CF, o presidente da República pode, em caráter excepcional, delegar aos ministros de Estado sua competência

Leia mais

Prof. Cristiano Lopes

Prof. Cristiano Lopes Prof. Cristiano Lopes Poder Legislativo Federal ü No Brasil vigora o bicameralismo federativo, no âmbito federal. Ou seja, o Poder Legislativo no Brasil, em âmbito federal, é bicameral, isto é, composto

Leia mais

FASES DO PROCESSO LEGISLATIVO (TRAMITAÇÃO) O conjunto de atos (fases) devidamente ordenados para a criação de normas de direito, são elas:

FASES DO PROCESSO LEGISLATIVO (TRAMITAÇÃO) O conjunto de atos (fases) devidamente ordenados para a criação de normas de direito, são elas: FASES DO PROCESSO LEGISLATIVO (TRAMITAÇÃO) O conjunto de atos (fases) devidamente ordenados para a criação de normas de direito, são elas: 1ª Fase INICIATIVA = A iniciativa é a proposta de edição de direito

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos)

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) 1. O povo exerce o poder político através do sufrágio universal,

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 Nome do Candidato: Nome do pai: Nome da mãe: Partido Político ou Coligação: Cargo a que concorre: ( ) Prefeito ( ) Vice-Prefeito ( ) Vereador Município: Declaro,

Leia mais

RECURSOS CRIMINAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RECURSOS RECURSOS RECURSOS RECURSOS RECURSOS

RECURSOS CRIMINAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RECURSOS RECURSOS RECURSOS RECURSOS RECURSOS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL CRIMINAIS Conceito Vem do latim recursos, é o oposto de processo (procedere caminhar para frente), significa caminho de volta, caminhar para trás. É o mecanismo processual destinado

Leia mais

PROCESSO PENAL ANTONIO DOS SANTOS JUNIOR.

PROCESSO PENAL ANTONIO DOS SANTOS JUNIOR. PROCESSO PENAL ANTONIO DOS SANTOS JUNIOR asjunior2004@uolcombr JURISDIÇÃO Poder Judiciário: garantir a realização dos direitos através de seus órgãos; Órgãos devem ter jurisdição (função de conhecer os

Leia mais

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório...

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório... Sumário Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de 1988...2 Contexto Político e Histórico... 2 Características da Constituição de 1937... 4 Código de Processo Penal de

Leia mais

Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função

Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função 2016 Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função Lucas Rodrigues de Ávila Prova da Ordem 2016 O que é competência por prerrogativa de função? "Um dos critérios determinadores da competência

Leia mais

SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE...

SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE... SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE... 19 1. Primeiro passo: identificar qual a peça ou instituto o caso concreto apresenta ou requer... 19 1.1.

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 18/05 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV 2.3 PROCEDIMENTO DA LEI DE DROGAS (Lei 11.343/06) - Procedimento Previsto nos artigos 54 a 59 da

Leia mais

Brasileiros natos: Brasileiros naturalizados: São brasileiros naturalizados:

Brasileiros natos: Brasileiros naturalizados: São brasileiros naturalizados: Brasileiros natos: a) Os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país; b) Os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro

Leia mais

c) não comporta, em hipótese alguma, delegação interna corporis.

c) não comporta, em hipótese alguma, delegação interna corporis. 80 QUESTÕES 1.(FCC TCM-BA PROCUADOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO ESPECIAL DE CONTAS) O exercício de atribuições normativas pelo chefe do Poder Executivo, nos termos da Constituição da República, a) compreende,

Leia mais

TEMA 3: PODER LEGISLATIVO

TEMA 3: PODER LEGISLATIVO TEMA 3: PODER LEGISLATIVO EMENTÁRIO DE TEMAS: A Câmara dos Deputados compõe-se de representantes do povo, eleitos, pelo sistema proporcional, em cada Estado, em cada Território e no Distrito Federal (art.

Leia mais

PODERES ADMINISTRATIVOS

PODERES ADMINISTRATIVOS PODERES ADMINISTRATIVOS Direito Administrativo Prof. Rodrigo Cardoso PODER HIERÁRQUICO É o que consta no art. 116, da Lei n. 8.112/1990: Art. 116. São deveres do servidor: (...) IV cumprir as ordens superiores,

Leia mais

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e DECRETO N.º 35610 DE 15 DE MAIO DE 2012 Institui o regime FICHA LIMPA como requisito para o ingresso em cargo ou emprego público no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Município do Rio

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Título I Disposições preliminares (Arts. 1º a 3º)... 3 Título II Do inquérito policial

Leia mais

AULA 1: ORGANIZAÇÃO DOS PODERES

AULA 1: ORGANIZAÇÃO DOS PODERES AULA 1: ORGANIZAÇÃO DOS PODERES EMENTÁRIO DE TEMAS: São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário (Art. 2º, da CRFB/88) Organização dos Poderes: separação

Leia mais

DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL

DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL SÚMULAS SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA STF DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL SÚMULA Nº 18 PELA FALTA RESIDUAL, NÃO COMPREENDIDA NA ABSOLVIÇÃO PELO JUÍZO CRIMINAL, É ADMISSÍVEL A PUNIÇÃO ADMINISTRATIVA DO SERVIDOR

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PIAUÍ ENCONTRO DE CONTROLADORES SOCIAIS

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PIAUÍ ENCONTRO DE CONTROLADORES SOCIAIS TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PIAUÍ ENCONTRO DE CONTROLADORES SOCIAIS CONHECENDO O TCE-PI Jaylson Campelo Conselheiro Substituto Valença, fevereiro/2014 Conhecendo o Tribunal Considerações iniciais Dever

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Correlação entre acusação e sentença. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Correlação entre acusação e sentença. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Correlação entre acusação e sentença Gustavo Badaró aula de 11.08.2015 1. Noções Gerais PLANO DA AULA 2. Distinção entre fato penal e fato processual penal

Leia mais

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12 Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa Ortografia oficial... 3 Acentuação gráfica... 12 Flexão nominal e verbal... 15/18/29 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 20 Advérbios...

Leia mais

PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA

PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA Conceito Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: a) impedir a subsistência da eficácia de norma contrária à Constituição (incompatibilidade

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA DE ACORDO COM O EDITAL N 1, DE 24 DE NOVEMBRO DE 201, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO, TRE-SP CONHECIMENTOS BÁSICOS

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II Professor Juliano Napoleão UNIDADE 1 O controle de constitucionalidade no Brasil 1.1 Considerações iniciais: conceito, pressupostos e objetivos do

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 (Dos Senadores Walter Pinheiro e outros...)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 (Dos Senadores Walter Pinheiro e outros...) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 (Dos Senadores Walter Pinheiro e outros...) Insere artigo no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para prever a realização de eleições presidenciais

Leia mais

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli)

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Estabelece as hipóteses de impedimento para nomeação, designação ou contratação, em comissão, de funções, cargos e empregos na Câmara dos Deputados.

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 1 Linguagem: como instrumento de ação e interação presente

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ELEITORAL

ORGANIZAÇÃO E COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ELEITORAL ÓRGÃOS (art.118, CF e art. 12, CE) 1. Tribunal Superior Eleitoral: órgão máximo da Justiça Eleitoral, com sede na capital federal e jurisdição em todo o território nacional. 2. Tribunais Regionais Eleitorais:

Leia mais

Professor Wisley Aula 09

Professor Wisley Aula 09 - Professor Wisley www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 5 FORRO POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO 1. OBSERVAÇÕES I Não se fala mais em manutenção

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL PROF. DRA. VÂNIA HACK DE ALMEIDA

DIREITO CONSTITUCIONAL PROF. DRA. VÂNIA HACK DE ALMEIDA 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: PODER EXECUTIVO E AÇÕES CONSTITUCIONAIS PONTO 2: a) ATRIBUIÇÕES E PRERROGATIVAS DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA b) REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS (MS, HD, AÇÃO POPULAR) PODER EXECUTIVO:

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5 Sumário Capítulo 1 Introdução... 1 Capítulo 2 Processo Penal... 3 Capítulo 3 Ação Penal... 5 3.1. Considerações Gerais...5 3.1.1. Ação penal pública incondicionada...5 3.1.2. Ação penal pública condicionada

Leia mais

QUESTÃO DE ORDEM. Arnaldo Jordy, André Moura, Cristiane Brasil e Bruno Araújo) Legislação:

QUESTÃO DE ORDEM. Arnaldo Jordy, André Moura, Cristiane Brasil e Bruno Araújo) Legislação: QUESTÃO DE ORDEM (Do Srs. Deps. Carlos Sampaio, Mendonça Filho, Arthur Oliveira Maia Arnaldo Jordy, André Moura, Cristiane Brasil e Bruno Araújo) Legislação: Arts. 85 e 86 da Constituição Federal Da Responsabilidade

Leia mais

Aula 21. Curiosidade. No Direito Tributário a corrente majoritária sustenta haver hierarquia entre LO e LC.

Aula 21. Curiosidade. No Direito Tributário a corrente majoritária sustenta haver hierarquia entre LO e LC. Turma e Ano: Master A 2015 Matéria / Aula: Direito Constitucional Professor: Marcelo Leonardo Tavares Monitor: Rafael Felipe G. do Nascimento Aula 21 PROCESSO LEGISLATIVO (PROCEDIMENTOS ESPECIAIS) 1 O

Leia mais

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade CAMPUS Capítulo 5 Administração Pública e Servidores Públicos Disposições Constitucionais 189 Servidor público em sentido estrito (regime estatutário) Cargo efetivo Cargo em comissão Adm. Direta, autárquica

Leia mais

:MIN. MARCO AURÉLIO DECISÃO. 1. Eis as informações prestadas pelo assessor Dr. Vinicius de Andrade Prado:

:MIN. MARCO AURÉLIO DECISÃO. 1. Eis as informações prestadas pelo assessor Dr. Vinicius de Andrade Prado: MEDIDA CAUTELAR EM MANDADO DE SEGURANÇA 34.142 DISTRITO FEDERAL RELATOR IMPTE.(S) ADV.(A/S) IMPDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) LIT.PAS.(A/S) PROC.(A/S)(ES) :MIN. MARCO AURÉLIO :REGINALDO LAZARO DE OLIVEIRA LOPES

Leia mais

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II,

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II, 4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE Se uma pessoa perde ou tem suspensos seus direitos políticos, a consequência disso é que ela perderá o mandato eletivo

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N o 2.379, DE 2006 (MENSAGEM N o 20, de 2006) Aprova o texto do Tratado sobre Extradição entre o Governo da República Federativa

Leia mais

REAJUSTE DAS APOSENTADORIAS E PENSÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS, APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

REAJUSTE DAS APOSENTADORIAS E PENSÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS, APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 REAJUSTE DAS APOSENTADORIAS E PENSÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS, APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 Elaborado em 11.2007. Damares Medina Advogada, pós-graduada em Direito Econômico pela FGV. O desfecho

Leia mais

Processo Legislativo II. Prof. ª Bruna Vieira

Processo Legislativo II. Prof. ª Bruna Vieira Processo Legislativo II Prof. ª Bruna Vieira 1.4. Espécies normativas (art. 59 da CF) a) emendas à Constituição b) leis complementares c) leis ordinárias d) leis delegadas e) medidas provisórias f) decretos

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RELATOR : MIN. EROS GRAU PACIENTE(S) : ALFREDO ANTONIO CANEVER IMPETRANTE(S) : WALTER BORGES CARNEIRO COATOR(A/S)(ES) : TURMA RECURSAL ÚNICA DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DE CURITIBA EMENTA: HABEAS CORPUS.

Leia mais

FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político. TGE I Nina Ranieri 2017

FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político. TGE I Nina Ranieri 2017 FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político TGE I Nina Ranieri 2017 Formas de Governo Conceito Modos pelos quais o poder político é distribuído entre os Poderes do Estado distribuição

Leia mais

Apostila Digital. O QR Code se repetirá em cada página em formato digital/watermark

Apostila Digital. O QR Code se repetirá em cada página em formato digital/watermark - Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/98. Nenhuma parte deste livro, sem autorização prévia por escrito da editora, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem

Leia mais

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Sumário LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Capítulo 1 Da Jurisdição...3 1.1. Conceito de Jurisdição... 5 1.2. Exercício da Jurisdição Quem Exerce a Jurisdição?...15 1.3. Características da Jurisdição...17

Leia mais

Ministério da Administração do Território

Ministério da Administração do Território Ministério da Administração do Território Lei nº 23/92 de 16 de Setembro LEI DE REVISÃO CONSTITUCIONAL As alterações à Lei Constitucional introduzidas em Março de 1991, através da Lei nº. 12/91 destinaram

Leia mais

CRÍTICAS À ALTERAÇÃO NO REGIMENTO INTERNO DO TST cancelamento de sustentações orais. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho.

CRÍTICAS À ALTERAÇÃO NO REGIMENTO INTERNO DO TST cancelamento de sustentações orais. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho. CRÍTICAS À ALTERAÇÃO NO REGIMENTO INTERNO DO TST cancelamento de sustentações orais. José Alberto Couto Maciel. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho. O Tribunal Superior do Trabalho, em decisão

Leia mais

O P I N I Ã O L E G A L. I. A consulta.

O P I N I Ã O L E G A L. I. A consulta. CARLOS MÁRIO DA SILVA VELLOSO Professor Emérito da PUC/MG e da UnB Universidade de Brasília Advogado PRESIDENTE DA CÂMARA DISTRITAL QUE EXERCE, TEMPORARIAMENTE, EM SUBSTITUIÇÃO, O CARGO DE GOVERNADOR,

Leia mais

Júri moderno: Inglaterra - Willian o conquistador/ jurados. *Papa Inocente III, 1215, 4º Concílio de Latrão, proibiu o uso das ordálias

Júri moderno: Inglaterra - Willian o conquistador/ jurados. *Papa Inocente III, 1215, 4º Concílio de Latrão, proibiu o uso das ordálias PROCEDIMENTO DO TRIBUNAL DO JÚRI Histórico Tribunal da Heliéia: Grécia antiga Heliastas Júri moderno: Inglaterra - Willian o conquistador/1066-12 jurados *Papa Inocente III, 1215, 4º Concílio de Latrão,

Leia mais

Tripartição dos Poderes do Estado (Separação das funções Estatais)

Tripartição dos Poderes do Estado (Separação das funções Estatais) Tripartição dos Poderes do Estado (Separação das funções Estatais) Prof. Rodrigo Lagares Mestre em Políticas Públicas e Processo TRIPARTIÇÃO DO PODER PODER ESTATAL UNO INDIVISÍVEL A tripartição das funções

Leia mais

TEMA 4: ORGANIZAÇÃO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA DO ESTADO BRASILEIRO

TEMA 4: ORGANIZAÇÃO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA DO ESTADO BRASILEIRO TEMA 4: ORGANIZAÇÃO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA DO ESTADO BRASILEIRO A União não intervirá nos Estados nem no Distrito Federal, exceto para: (...) O Estado não intervirá em seus Municípios, nem a União nos

Leia mais

A União Federal em Juízo. Editora Lumen Juris. 354:347.9(81) S728u 3.ed.

A União Federal em Juízo. Editora Lumen Juris. 354:347.9(81) S728u 3.ed. JOÃO CARLOS SOUTO Procurador da Fazenda Nacional. Mestre em Direito Público. Membro do Instituto dos Advogados da Bahia. Professor de Direito Constitucional. Diretor de Publicações e Relações Internacionais

Leia mais

Postulado de Reserva Constitucional de Jurisdição

Postulado de Reserva Constitucional de Jurisdição Postulado de Reserva Constitucional de Jurisdição Erica Carine Lima Zafalon Especialista em Direito Penal e Processual Penal pela UNILAGO/SP Advogada/SP Docente da UNILAGO/SP Marcella Cristina Brazão Silva

Leia mais

RESPOSTA A QUESTÃO DE ORDEM SOBRE A INCLUSÃO DE MATÉRIA ESTRANHA À MEDIDA PROVISÓRIA EM PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO ENVIADO À APRECIAÇÃO DO SENADO

RESPOSTA A QUESTÃO DE ORDEM SOBRE A INCLUSÃO DE MATÉRIA ESTRANHA À MEDIDA PROVISÓRIA EM PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO ENVIADO À APRECIAÇÃO DO SENADO RESPOSTA A QUESTÃO DE ORDEM SOBRE A INCLUSÃO DE MATÉRIA ESTRANHA À MEDIDA PROVISÓRIA EM PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO ENVIADO À APRECIAÇÃO DO SENADO Em resposta à questão de ordem apresentada pelo Senador

Leia mais

Poder Legislativo I. Prof. ª Bruna Vieira

Poder Legislativo I. Prof. ª Bruna Vieira Poder Legislativo I Prof. ª Bruna Vieira 1. Introdução Para evitar os abusos cometidos pelos detentores do poder, foi necessário dividir as funções estatais. Isso se consagrou por meio do sistema dos freios

Leia mais

PORTARIA Nº 152, DE 3 DE MAIO DE Art. 1º O Anexo II da Portaria MF nº 343, de 9 de junho de 2015, passa a vigorar com a seguinte redação:

PORTARIA Nº 152, DE 3 DE MAIO DE Art. 1º O Anexo II da Portaria MF nº 343, de 9 de junho de 2015, passa a vigorar com a seguinte redação: PORTARIA Nº 152, DE 3 DE MAIO DE 2016 Altera a Portaria MF nº 343, de 9 de junho do 2015, que aprovou o Regimento Interno do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF). O MINISTRO DE ESTADO DA

Leia mais

Direito Eleitoral e Regimento Interno TER-SP. Weslei Machado

Direito Eleitoral e Regimento Interno TER-SP. Weslei Machado Direito Eleitoral e Regimento Interno TER-SP Weslei Machado (FCC/TRE-AM/Analista Judiciário/2010) Compete aos TREs processar e julgar originariamente a) os crimes eleitorais cometidos pelos seus próprios

Leia mais

PODER LEGISLATIVO. Profa. Érica Rios

PODER LEGISLATIVO. Profa. Érica Rios PODER LEGISLATIVO Profa. Érica Rios erica.carvalho@ucsal.br FUNÇÕES DO P. LEGISLATIVO TÍPICAS: Legislar Fiscalizar as contas do P. Executivo ATÍPICAS: Administrar (ao prover cargos da sua estrutura ou

Leia mais

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014 II Série A Número 2 DIÁRIO. da Assembleia Nacional SUMÁRIO

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014 II Série A Número 2 DIÁRIO. da Assembleia Nacional SUMÁRIO Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014 II Série A Número 2 DIÁRIO da Assembleia Nacional IX LEGISLATURA (2010-2014) 8.ª SESSÃO LEGISLATIVA SUMÁRIO Despachos do Gabinete do Presidente da Assembleia Nacional:

Leia mais

Tribunais Regionais Federais e. Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais

Tribunais Regionais Federais e. Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais S Art. 106. São órgãos da Justiça Federal: I - os Tribunais Regionais Federais; II - os. 1 2 Art. 107. Os Tribunais Regionais Federais compõemse de, no mínimo, sete juízes, recrutados, quando possível,

Leia mais

Professora Susanna Schwantes

Professora Susanna Schwantes 1) São Órgãos do Poder Judiciário do Rio Grande do Sul: (a) Tribunal de Alçada e Tribunal de Justiça. (b) Pretores e Conselho da Magistratura. (c) Tribunal do Júri e Juizes de Paz. (d) Juizes de Direito

Leia mais

Material para PERISCOPE Composição e Competência dos Órgãos da Justiça Eleitoral

Material para PERISCOPE Composição e Competência dos Órgãos da Justiça Eleitoral Material para PERISCOPE Composição e Competência dos Órgãos da Justiça Eleitoral Questão 1 O Tribunal Regional Eleitoral de um Estado da Federação foi assim constituído: dois Desembargadores do Tribunal

Leia mais

Direito Processual Civil Recursos

Direito Processual Civil Recursos ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS TRIBUNAIS ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS TRIBUNAIS Jurisdição quanto ao grau hierárquico dos seus órgãos é: 1) inferior; 2) superior. Essas espécies de jurisdições pressupõe

Leia mais

Direito Internacional Público

Direito Internacional Público 128 - MEIOS POLÍTICOS - ATUAÇÃO da ONU ASSEMBLÉIA GERAL CONSELHO DE SEGURANÇA DEVE SER UTILIZADA APENAS CONFLITOS GRAVES AMEAÇA A PAZ 129 - MEIOS POLÍTICOS - ATUAÇÃO da ONU PROVOCADA PELOS LITIGANTES OU

Leia mais

Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da verdade. Jurisdição: Conceito, Princípios.

Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da verdade. Jurisdição: Conceito, Princípios. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Penal / Aula 08 Professor: Elisa Pittaro Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da

Leia mais

Nacionalidade. Prof. ª Bruna Vieira

Nacionalidade. Prof. ª Bruna Vieira Nacionalidade Prof. ª Bruna Vieira 1. Nacionalidade (art. 12 da CF) É o vínculo de natureza jurídica e política que integra o indivíduo a um determinado Estado. Após isso, o sujeito passa a fazer parte

Leia mais

TEMA 18: PODER LEGISLATIVO

TEMA 18: PODER LEGISLATIVO TEMA 18: PODER LEGISLATIVO EMENTÁRIO DE TEMAS: As comissões parlamentares de inquérito, que terão poderes de investigação próprios das autoridades judiciais, além de outros previstos nos regimentos das

Leia mais