CAMPEONATO CARIOCA DE QUADRAS 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CAMPEONATO CARIOCA DE QUADRAS 2011"

Transcrição

1 CAMPEONATO CARIOCA DE QUADRAS GERAL O Campeonato Carioca de Quadras será disputado por quadras de 4 a 6 jogadores, devendo ser indicado um capitão jogador. Caso a soma dos valores de handicap dos quatro jogadores mais bem classificados da equipe (segundo os critérios do Campeonato de Verão) seja maior do que 12, será permitida a inscrição de um sétimo jogador. Caso omissa a indicação, será considerado capitão aquele cujo nome encabeçar a relação de inscritos. 2. FORMA DE DISPUTA 2.1. Será disputado em duas etapas, uma classificatória e uma final. Todas as fases serão disputadas com cortina. a) A etapa classificatória será disputada em um ou mais round-robins completos ou pelo sistema suíço, dependendo do número de quadras inscritas. Caso adotado o movimento suíço, não poderá haver repetição de adversários, com exceção da última rodada, quando somente as quadras com alcance para a classificação não poderão repetir adversário. Nessa fase as quadras jogarão entre si matches de 14 bolsas, com 2 rodadas por dia. As equipes inscritas serão divididas em 2 ou 3 divisões, dependendo do número de equipes, segundo critérios técnicos (pontos de ranking). A determinação das equipes de cada divisão será feita antes do início da 3ª rodada (segundo dia de jogo). Em cada divisão, as 4 melhores equipes serão classificadas para a fase final. Nessa fase, as equipes serão numeradas por sorteio. As partidas serão apuradas de acordo com a escala de PVs da Federação Brasileira de Bridge. Nesta fase, equipes que se sentem em uma formação cuja soma total de handicap (segundo os critérios do Campeonato de Verão) seja igual ou superior a 15 receberão este valor na forma de handicap (em IMPs), por cada tempo de 14 bolsas. b) Ao final dessa fase, serão disputadas, em cada divisão, partidas semi-finais compostas de 4 tempos de 14 bolsas nas duas primeiras divisões (2 dias de jogo), e de 2 tempos de 14 bolsas na terceira divisão, caso necessário. A final da terceira divisão será disputada no segundo dia da semi-final das demais divisões, sendo composta por 2 tempos de 14 bolsas. As partidas finais das duas primeiras divisões serão disputadas em 4 tempos de 15 bolsas, durante um fim de semana a ser determinado em comum acordo entre as equipes concorrentes, sem entretanto ultrapassar o prazo determinado no calendário do Bridge Clube.

2 3. ORDEM DE SENTADA 3.1. Nos matches de 14 (quatorze) bolsas senta primeiro a equipe cujo número apareça à esquerda na tabela de jogos Nos matches finais, cada equipe será HOME TEAM em um dos segmentos de 32 ou 24 bolsas (respectivamente para a 1ª ou 2ª Divisão). Ser HOME TEAM significa sentar depois nas primeiras 16 ou 12 bolsas, antes nas outras 16 ou 12 bolsas, e jogar em NS na sala aberta durante o segmento de 32 ou 24 bolsas. 4. CRITÉRIOS DE DESEMPATE 4.1. Na fase classificatória e na fase final da 1ª, 2ª e 3ª Divisões. Serão aplicados os seguintes critérios de desempate: a) Confrontos diretos em IMPs entre as quadras empatadas. b) Quociente entre os IMPs ganhos e perdidos das quadras empatadas, considerando todos os jogos, excetuando-se aqueles resultantes de W.O. c) Sorteio Nos matches finais. Serão jogadas tantas séries de 8 bolsas quantas necessárias para que haja um vencedor, no mesmo dia do encerramento da final. 5. CARRY-OVER 5.1. Haverá carry-over na fase final das 1ª e 2ª Divisões de acordo com os seguintes critérios: a) Metade dos IMPs do confronto direto entre as equipes que vão jogar a final, caso a equipe vencedora do match tenha restado melhor colocada que sua adversária na fase classificatória. b) 1/3 dos IMPs do confronto direto, caso a equipe vencedora do match tenha restado pior colocada que sua adversária na fase classificatória. c) Não haverá arredondamento dos pontos de carry-over. d) O valor máximo de carry-over será de 12 IMPs.

3 6. SUBSTITUIÇÕES Serão permitidas substituições dentro dos seguintes critérios: a) O jogador substituto não poderá ter jogado em nenhuma outra quadra, e o jogador substituído será eliminado da competição. b) Complementar uma quadra inicialmente inscrita com 4 ou 5 jogadores não será considerado uma substituição, mas o novo jogador também não poderá ter jogado em nenhuma outra equipe. c) As substituições somente serão permitidas na fase classificatória e na fase final da 2ª Divisão. Na fase final da 1ª divisão deverão as quadras manter a formação da última rodada da fase classificatória, apenas sendo permitidas substituições em casos extremos, cuja aprovação ficará a critério do Diretor do Torneio, cabendo recurso para o Comitê de Apelação. 7. W.O. No caso de vitória por W.O., a quadra que não compareceu perderá 1 PV, e 20 IMPs para efeitos de carry-over, e a quadra vencedora receberá 18 PVs e 20 IMPs. Ao final da competição, este valor em PVs será corrigido para o maior dos seguintes valores: a) 18 PVs b) Média de PVs da equipe vencedora nos matches em que não ganhou por W.O. c) Complemento da média dos PVs obtidos pela quadra que perdeu por W.O. nos matches em que não perdeu por W.O. Caso uma equipe tenha perdido mais de 2 jogos em um round-robin da fase inicial ou da 2ª divisão por W.O., ela será eliminada e todos os seus resultados deste round-robin serão anulados. Será ainda imposta à equipe uma multa de R$ 100,00, por infração disciplinar. Caso uma equipe perca dois jogos por W.O. na primeira divisão, será eliminada e seus resultados serão anulados. A multa neste caso será de R$ 400,00 e os jogadores poderão ser suspensos, a critério da Diretoria do Bridge Clube. 8. TEMPO DAS RODADAS O primeiro tempo terá início as 20:30h, e o segundo às 22:30h, nos jogos sem cortina, e, respectivamente, às 20:30h e 22:40h nos jogos com cortina. O tempo de jogo será de 1 hora e 45 minutos para 14 bolsas nos jogos sem cortina e de 1 hora e 55 minutos nos jogos com cortina. Após

4 esgotado o tempo, as equipes consideradas faltosas por jogo lento estarão sujeitas a penalidades, assim como aquelas que se atrasaram na sentada. 9. USO DO ALERTA O uso do Alerta é obrigatório em todas as vozes artificiais ou que encerrem uma combinação especial entre os parceiros. 10. USO DE CORTINA E BIDDING-BOX Todas as fases do campeonato serão disputadas com cortina e bidding-box. 11. CARTÃO DE CONVENÇÕES Na fase classificatória e nos round-robins da 1ª e 2ª Divisões, não será obrigatório o uso de cartão de convenções. Sua ausência, porém, poderá ser levada em consideração pelo Comitê de Apelação em detrimento da dupla faltosa. De todo o modo, as duplas que assim desejarem poderão entregar o cartão de convenções ou um resumo mais detalhado de seu sistema ao Diretor do Torneio. Nas finais da 1ª e 2ª Divisões, todas as duplas deverão preencher o cartão de convenções, entregando uma cópia do mesmo ao Diretor do Torneio antes do início da primeira rodada da final, facultando-se-lhes a apresentação de um resumo mais detalhado do sistema a qualquer tempo. 12. PONTOS DE RANKING Para fazer jus aos pontos de ranking totais obtidos por sua quadra, cada jogador inscrito deverá disputar pelo menos 1/3 das bolsas jogadas; caso contrário, receberá somente os pontos de ranking correspondentes ao percentual efetivamente jogado. Em caso de disputa final, o jogador somente fará jus aos pontos de ranking de campeão ou de vice-campeão, bem como aos respectivos títulos, caso jogue pelo menos 1/4 das bolsas da final.

5 13. PENALIDADES Atraso na sentada: 1 a 5 minutos de atraso advertência 6 a 10 minutos de atraso 1 P.V. 11 a 15 minutos de atraso 2 P.V. 16 a 20 minutos de atraso 3 P.V. 21 a 25 minutos de atraso 4 P.V. Mais de 25 minutos de atraso, será declarado W.O. Na final, a penalidade será de um IMP por minuto de atraso a partir do sexto minuto, sendo declarado W.O após 25 minutos Jogo Lento: As penalidades serão aplicadas à quadra responsável pelo jogo lento, devendo o Diretor de Torneio observar o jogo quando perceber essa necessidade. Uma dupla que considere que o jogo está lento por culpa do seu adversário deverá chamar o Diretor de Torneio, que poderá designar um fiscal para assistir o jogo ou fazê-lo pessoalmente. Constatandose o jogo lento de apenas uma das equipes, somente essa será penalizada. A penalidade por jogo lento é a advertência (na primeira vez) e a suspensão da dupla infratora do próximo jogo (na segunda vez); as penalidades por jogo lento são zeradas no final de cada dia de jogo. Uma dupla que foi suspensa por um jogo em razão de jogo lento pode participar do jogo seguinte se os jogadores integrantes da dupla jogarem com parceiros diferentes Durante a fase final da 1 a Divisão, a suspensão por jogo lento se aplica aos dois tempos do jogo seguinte Mais de 25 minutos de atraso, o Diretor de Torneio reportará o ocorrido à Diretoria do BCRJ, que poderá tomar medidas mais severas. 14. ARBITRAGEM E COMITÊ DE APELAÇÃO O Diretor de Bridge designará o Diretor de Torneio Recursos às decisões do Diretor de Torneio sobre qualquer matéria deverão ser feitos ao Comitê de Apelação nomeado pelo Presidente do Clube. O Comitê de Apelação deverá se reunir com no mínimo 3 membros, estando sempre presente o Presidente ou o Vice-Presidente. O Presidente, quando presente, terá o voto de desempate, além do próprio. Na sua ausência, essa prerrogativa passará ao Vice-Presidente O prazo para recursos ao Comitê de Apelação é de 48 horas, a partir do término do jogo, salvo no último dia de cada fase, em que o prazo será de até 1 hora após o término da última rodada.

6 15. DISCIPLINA O presente regulamento será aplicado com rigor em todas as suas cláusulas. Os jogadores inscritos que o infringirem voluntariamente ou que, por suas atitudes, impedirem o desenrolar da competição, estão sujeitos às sanções disciplinares do BCRJ. As decisões do Comitê de Apelação são finais e espera-se que os participantes envolvidos numa decisão, bem como os seus companheiros de equipe e ainda os outros participantes do Campeonato as acatem. Qualquer manifestação de protesto, declarações desairosas à integridade do Comitê de Apelação, Diretor de Torneio ou dirigente do BCRJ, e ainda qualquer atitude que possa ser considerada anti-esportiva, será punida com imediata suspensão do Campeonato, sendo o caso encaminhado ao Tribunal de Justiça Desportiva do BCRJ para julgamento e punição. 16. CASOS OMISSOS Os casos omissos serão resolvidos pelo Diretor de Torneio, cabendo recurso ao Comitê de Apelação.

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BRIDGE REGULAMENTO TORNEIO DE INVERNO 2010

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BRIDGE REGULAMENTO TORNEIO DE INVERNO 2010 FEDERAÇÃO PAULISTA DE BRIDGE REGULAMENTO TORNEIO DE INVERNO 2010 IMPORTANTE a) A inscrição de qualquer bridgista no Torneio de INVERNO 2010 implica no conhecimento e aceitação plenos e integrais deste

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BRIDGE

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BRIDGE IMPORTANTE a) A inscrição de qualquer bridgista no Torneio MARTINS FERREIRA - 2010 implica no conhecimento e aceitação plenos e integrais deste regulamento. b) Todos os casos omissos e dúvidas de interpretação

Leia mais

REGULAMENTO. Os representantes das equipes ficarão responsáveis pela disciplina de seus atletas.

REGULAMENTO. Os representantes das equipes ficarão responsáveis pela disciplina de seus atletas. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: REGULAMENTO Artigo 1 Artigo 2 Artigo 3 Artigo 4 Artigo 5 Fica instituído pela Delegacia Sindical de Brasília o IV Campeonato de Futebol Soçaite. Este regulamento é o conjunto

Leia mais

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - A TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 é promovida, organizada e dirigida pela FEDERAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY

REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY XIII JOGOS AFFEMG Associação dos Funcionários Fiscais de Minas Gerais 1- DO LOCAL REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY 1.1 - Os jogos acontecerão em campos de futebol society de grama sintética ou natural, aprovados

Leia mais

OROTUR GARDEN Hotel e de R$ 70,00 para os não hóspedes.

OROTUR GARDEN Hotel e de R$ 70,00 para os não hóspedes. IMPORTANTE a) A inscrição de qualquer bridgista no Torneio de Campos do Jordão 2008 implica no conhecimento e aceitação plena e integral deste regulamento. b) Todos os casos omissos e dúvidas de interpretação

Leia mais

REGULAMENTO DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA - DF IV CAMPEONATO DE FUTEBOL SOÇAITE DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL / 2011

REGULAMENTO DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA - DF IV CAMPEONATO DE FUTEBOL SOÇAITE DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL / 2011 REGULAMENTO DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: Artigo 1 Artigo 2 Artigo 3 Artigo 4 Artigo 5 Fica instituído pela Delegacia Sindical de Brasília o IV Campeonato de Futebol Soçaite. Este regulamento é o conjunto

Leia mais

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI)

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 8 o CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL MASCULINO/ FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO 1.1. O 8º Campeonato Municipal de Futsal Masculino será promovido e

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 é uma promoção e realização da Federação

Leia mais

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL I. DAS FINALIDADES Artigo 1 O IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY, tem por finalidade congregar todas as pessoas que trabalham

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º. Este regulamento é o documento composto conjunto das disposições que regem a Campeonato Brasileiro de Handebol dos Surdos 2015, nas categorias

Leia mais

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL 1 2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL Disposições Preliminares 1 O Campeonato de Futsal da Associação Atlético Cultural Painco de 2010 será dirigido pelo Departamento

Leia mais

16ª Copa Farroupilha de Futebol Amador

16ª Copa Farroupilha de Futebol Amador 16ª Copa Farroupilha de Futebol Amador De Março a Julho de 2013 Organização: Prof. José Medeiros LIGA FARROUPILHA REGULAMENTO GERAL 1) Da fórmula de disputa: a) A competição contará com dezoito (18) equipes;

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE 2012 CATEGORIA PRINCIPAL DIVISÃO ESPECIAL/1ª DIVISÃO/2ª DIVISÃO/3ª DIVISÃO/4ª DIVISÃO

REGULAMENTO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE 2012 CATEGORIA PRINCIPAL DIVISÃO ESPECIAL/1ª DIVISÃO/2ª DIVISÃO/3ª DIVISÃO/4ª DIVISÃO LIGA DE FUTEBOL DE SALÃO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO e-mail ligafutsalsbc@gmail.com ou ligafutsalsbc@uol.com.br - Data de fundação 15/08/1981 site : www.ligafutsalsaobernardo.com.br Telefones: 4122-58-85-4330-95-70

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA CAMPEONATO NACIONAL DAS ASSOCIAÇOES MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA

REGULAMENTO DE PROVA CAMPEONATO NACIONAL DAS ASSOCIAÇOES MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FUNDADA EM 0 DE FEVEREIRO DE 200 FILIADA NA ITSF - INTERNATIONAL TABLE SOCCER FEDERATION SEDE OFICIAL AV. ENG.º ARMANDO MAGALHAES, 31 4440-505 VALONGO

Leia mais

TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO

TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO Art. 1º - A organização da Taça Cidade São José de Futsal é de inteira responsabilidade da Prefeitura Municipal de São

Leia mais

CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 CIDADE DE CABO FRIO - RJ Dias 04, 05, 06 e 07 de Junho de 2015 VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO CABO FRIO VOLEI MASTER 2015

CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 CIDADE DE CABO FRIO - RJ Dias 04, 05, 06 e 07 de Junho de 2015 VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 REALIZAÇÃO APOIO ASSOCIAÇÃO MASTER DE VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO AMAVOLEI CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 VOLEIBOL DE QUADRA PREFEITURA MUNICIPAL DE CABO FRIO SECRETARIA DE ESPORTES DE CABO FRIO Regulamento

Leia mais

Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO

Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO: A promoção e a organização são do Centro Universitário UNIVATES/Complexo Esportivo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL VICE-PRESIDÊNCIA DE ESPORTES TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL VICE-PRESIDÊNCIA DE ESPORTES TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO O Vice-Presidente de Esportes da Associação Atlética do Banco do Brasil de Belo Horizonte, usando de suas atribuições,

Leia mais

Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite

Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite DOS OBJETIVOS: O Einstein Gol é um evento que visa aumentar sociabilizarão e integração entre todos os nossos alunos, funcionários, Corpo Docente e Direção.

Leia mais

3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS.

3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. 3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. REGULAMENTO OFICIAL CAPÍTULO I OBJETIVOS ART. 1º - A 3ª Copa Quiosque Natureza de Futebol Suíço Inter-Academias, que será realizada no 2º semestre

Leia mais

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA 1 REGULAMENTO CAMPEONATO GONÇALENSE DE FUTEBOL MIRIM CAPÍTULO - I - DA ORGANIZAÇÃO E

Leia mais

REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013

REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 1. DO CONCEITO O Curitiba Tennis Classic é uma competição aberta composta de uma série de eventos competitivos disputado por equipes de tenistas amadores. O evento

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL FUTSAL Art. 1º - O campeonato de Futebol de Salão será regido pelas regras oficiais da CBFS - Confederação Brasileira de Futsal, por este Regulamento e conforme o disposto no Regulamento Geral. Art. 2º

Leia mais

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 OBJETIVOS - PROMOVER UMA COMPETIÇÃO COM CUSTOS BAIXOS; - PROPORCIONAR JOGOS EM AMBIENTES FAVORÁVEIS AO CRESCIMENTO TÉCNICO, TÁTICO E EMOCIONAL, UTILIZANDO O ESPORTE COMO

Leia mais

CLUBE COMERCIAL DE LORENA

CLUBE COMERCIAL DE LORENA TORNEIO DE BILHAR 2015 I - Dos Objetivos: REGULAMENTO Art. 1 - O evento tem por finalidade promover o intercambio social e esportivo entre os associados do Clube Comercial de Lorena e de toda a região,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL GEACSB 2015

REGULAMENTO GERAL GEACSB 2015 REGULAMENTO GERAL GEACSB 2015 PARTE GERAL Art. 1º - Denomina-se Grêmio de Ex-Alunos do Colégio de São Bento ( GEACSB ) o campeonato de futebol society organizado pela ALUMNI CSB-RJ e realizado anualmente

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA

CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO O Campeonato será realizado no mês de julho, regendo-se pelo presente regulamento,

Leia mais

BRASIL BASQUETE KIDS SÃO CARLOS ENCONTRO NACIONAL DE BASQUETEBOL SUB10/12 2014

BRASIL BASQUETE KIDS SÃO CARLOS ENCONTRO NACIONAL DE BASQUETEBOL SUB10/12 2014 BRASIL BASQUETE KIDS SÃO CARLOS ENCONTRO NACIONAL DE BASQUETEBOL SUB10/12 2014 REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO Capítulo Primeiro DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 01º- Este regulamento é o conjunto das disposições que

Leia mais

Regulamento da. 2ª Copa UniBH de Futsal

Regulamento da. 2ª Copa UniBH de Futsal Regulamento da 2ª Copa UniBH de Futsal FINALIDADE O presente regulamento contêm as normas que regem na 2ª Copa Futsal UniBH, sendo conhecedores de seu conteúdo todos os inscritos que se submetem sem ressalvas

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU CAP. I: AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 - O torneio é uma Promoção do Colegiado do curso de Educação Física da Uniguaçu, apoiado pela Uniguaçu. ART.2

Leia mais

32 o CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA

32 o CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA 32 o CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO 2015 REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta competição será coordenada pela Associação Brasil Núcleo Regional

Leia mais

TORNEIO DE SUECA. CAFÉ CLASSIC Regulamento

TORNEIO DE SUECA. CAFÉ CLASSIC Regulamento TORNEIO DE SUECA CAFÉ CLASSIC Regulamento Torneio de sueca 1º O torneio será em forma de grupos. 2º Exemplo: podendo ser alteradas o número de equipas apuradas, dependendo das equipas inscritas! Grupo

Leia mais

REGULAMENTO TORNEIO POR EQUIPES CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013

REGULAMENTO TORNEIO POR EQUIPES CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 REGULAMENTO TORNEIO POR EQUIPES CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 1. DO CONCEITO O Curitiba TennisClassic é um série de eventos competitivos disputada entre as melhores equipes nas categorias por idade, de

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

CLUBE BRILHANTE. 2 CAMPEONATO DE FUTEBOL DE SETE CATEGORIA SÊNIOR 2015 Liga dos Campeões Brilhante Danilo Bandeira da Silva

CLUBE BRILHANTE. 2 CAMPEONATO DE FUTEBOL DE SETE CATEGORIA SÊNIOR 2015 Liga dos Campeões Brilhante Danilo Bandeira da Silva REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CAMPEONATO DA DURAÇÃO DO JOGO: Dois (2) tempos de vinte e cinco (25) minutos. DO HORÁRIO e DIA de jogo marcado: Para esta edição do 2 Campeonato de Futebol de Sete Categoria Sênior

Leia mais

12 o CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO QUARENTINHAS REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA

12 o CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO QUARENTINHAS REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA 12 o CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO QUARENTINHAS 2015 REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta competição será coordenada pela Associação Brasil Núcleo

Leia mais

FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL www.fgf.esp.br

FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL www.fgf.esp.br CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA DIVISÃO DE ACESSO (2 a DIVISÃO) 2015 N O R M A S E S P E C I A I S CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato Goiano de Profissionais da

Leia mais

3º TORNEIO PATRICIUS GRANDE ESCOLHA 2015

3º TORNEIO PATRICIUS GRANDE ESCOLHA 2015 3º TORNEIO PATRICIUS GRANDE ESCOLHA 2015 - ARTIGO 1 O 3º Torneio PATRICIUS GRANDE ESCOLHA realiza-se no Campo de 5 situado no Parque da Cidade do Porto. - ARTIGO 2 Estrutura - 1ª Fase: Um Grupo de oito

Leia mais

3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS

3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS 3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS REGULAMENTO GERAL Capítulo 1 Comissão disciplinar e organizadora: O Evento será coordenado pela CDL e pela CDL Jovem Canoas, com as seguintes atribuições: a) Tomar as providências

Leia mais

COMPETIÇÕES CITADINAS REGULAMENTO COPA BANCO DO BRASIL 2015

COMPETIÇÕES CITADINAS REGULAMENTO COPA BANCO DO BRASIL 2015 COMPETIÇÕES CITADINAS REGULAMENTO COPA BANCO DO BRASIL 2015 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O Regulamento da COPA BANCO DO BRASIL é o conjunto das regras estabelecidas pela Comissão Organizadora

Leia mais

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel,

Leia mais

Regulamento Interno Liga Futsal AEISCSN 2010/2011

Regulamento Interno Liga Futsal AEISCSN 2010/2011 1 ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Organização e direcção do torneio II. ORGANIZAÇÃO DA PROVA Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo 3º - Pontuação de Jogo Artigo 4º - Critérios de Desempate Artigo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL SALVADOR CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY - 2009 REGULAMENTO GERAL - CÓDIGO ESPORTIVO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL SALVADOR CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY - 2009 REGULAMENTO GERAL - CÓDIGO ESPORTIVO CAPÍTULO I - DAS COMPETIÇÕES ARTIGO 01 - A finalidade principal da realização dos Campeonatos Internos de Futebol é desenvolver a prática esportiva, fomentando em caráter recreativo e, absolutamente amadorista,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG BELO HORIZONTE AGOSTO DE 2014 REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG REALIZAÇÃO Arte do Esporte www.artedoesporte.com.br I DAS FINALIDADES 3 II DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO 3 III PERÍODO DE INSCRIÇÃO E REALIZAÇÃO

Leia mais

Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF

Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF Diretoria de Competições Regulamento da Copa do Brasil de Escolinhas de Futebol Copa do Brasil de Escolinhas de Futebol 2016 Categorias Sub

Leia mais

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO Capítulo I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1 Este Regulamento tem como finalidade, determinar as condições em que será disputada a LIGA NACIONAL

Leia mais

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO CAPITULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato de Voleibol Masculino 2015 OAB SP/CAASP, organizado

Leia mais

REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS

REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS DAS FINALIDADES Art. 1 o O I Interatléticas Anhembi Morumbi é uma competição promovida pelo Centro Esportivo Anhembi Morumbi, cujo objetivo é incentivar a prática de atividades

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 ESCALÕES ETÁRIOS, TEMPO DE JOGO E BOLA... 4 2.1. ESCALÕES ETÁRIOS... 4 2.2. DURAÇÃO DOS JOGOS... 4 2.3. A BOLA... 4 REGULAMENTO DO ESCALÃO

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015 DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º - A Taça São Paulo de Futsal - 2015 será disputado por equipes com atletas com deficiência intelectual. Art.

Leia mais

Feminino 2ª Divisão 2010_11. FASE FINAL APURADOS (1º ao 6º LUGAR) REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO

Feminino 2ª Divisão 2010_11. FASE FINAL APURADOS (1º ao 6º LUGAR) REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO Campeonato Nacional Feminino 2ª Divisão 2010_11 FASE FINAL APURADOS (1º ao 6º LUGAR) REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO A. Clubes Apurados B. Modelo Competitivo C. Marcação de Jogos D. Arbitragem E. Inscrição das

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Artigo 01º - A COPA BH 2015 DE FUTEBOL7 Série Ouro, é uma competição promovida pela Liga BHF7, sob chancela da Confederação Brasileira

Leia mais

PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP

PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP DATA / LOCAL: 26 e 27/09/2015 / CECOM - APCEF/SP REGULAMENTO TÉCNICO TRUCO Art. 1º. O torneio de Truco do V JOGOS DOS APOSENTADOS, será realizado de acordo com as regras estabelecidas

Leia mais

CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO

CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO O Campeonato será realizado nos meses de Junho, Agosto,Outubro e a Etapa Master final do ano(local e data a confirmar),

Leia mais

2º TORNEIO KICK-OFF / WORTEN

2º TORNEIO KICK-OFF / WORTEN 2º TORNEIO KICK-OFF / WORTEN DOSSIER DO TORNEIO 1. Introdução A nossa empresa conta com alguns anos de experiência na organização de eventos desportivos, surgindo este no seguimento de outros por nós realizados.

Leia mais

Seletiva Estadual Universitária de RUGBY SEVEN

Seletiva Estadual Universitária de RUGBY SEVEN Seletiva Estadual Universitária de RUGBY SEVEN LOCAL/ DATA/ HORÁRIO Local: Campo Federação Paulista de Rugby Parque Esportivo do Trabalhador (Antigo CERET) Rua Canuto de Abreu, s/número - Tatuapé Data:

Leia mais

CATEGORIA: IDADE LIVRE

CATEGORIA: IDADE LIVRE 15º CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL DE ADVOGADOS (15ª edição) 2014 CATEGORIA: IDADE LIVRE REGULAMENTO GERAL Art. 1 - Participantes: O 15º Campeonato Brasileiro de Futebol da OAB terá a participação dos

Leia mais

1ª Liga de Futsal 2014/2015

1ª Liga de Futsal 2014/2015 1ª Liga de Futsal 2014/2015 Patrono RICARDINHO 1 I Liga Futsal 2014/2015 Regulamento Equipas Artigo 1º Esta liga de futsal encontra-se aberta a equipas de empresas devidamente certificadas, podendo ser

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento

2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento 2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS Normas de Funcionamento Normas de Funcionamento Considerando a importância que a promoção da dinâmica desportiva assume no concelho, a Câmara Municipal da Lourinhã,

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Diretoria de Competições

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Diretoria de Competições COPA UNIMED FORTALEZA DE FUTEBOL 2011 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - A Copa Unimed Fortaleza de Futebol 2011, doravante denominada Copa, será

Leia mais

VII CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO DOS COMERCIÁRIOS 2012 REGULAMENTO

VII CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO DOS COMERCIÁRIOS 2012 REGULAMENTO SINDICATO DOS EMP. NO COMÉRCIODE LAURO DE FREITAS CNPJ 32700213/0001-12 VII CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO DOS COMERCIÁRIOS 2012 REGULAMENTO CAPITULO I - DA SUA ORGANIZAÇÃO ART. I - O VII Campeonato de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

REGULAMENTO I Copa Integração de Futsal e Vôlei de Praia do IFPB Campus Sousa

REGULAMENTO I Copa Integração de Futsal e Vôlei de Praia do IFPB Campus Sousa REGULAMENTO I Copa Integração de Futsal e Vôlei de Praia do IFPB Campus Sousa Sousa, 20 de abril de 2012 CAPÍTULO I DAS INSCRIÇÕES Art. 1º. Os times interessados em participar I Copa Integração de Futsal

Leia mais

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 I. DA COMPETIÇÃO II. DA COORDENAÇÃO III. DAS FASES DA COMPETIÇÃO IV. DAS INSCRIÇÕES E PARTICIPAÇÕES V. DA PREMIAÇÃO VI. DA ARBITRAGEM VII. DA IDENTIFICAÇÃO VIII.

Leia mais

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal.

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. ORGANIZAÇÃO O torneio será organizado e dirigido por uma Comissão Organizadora

Leia mais

Regulamento do Campeonato Gaúcho de Rugby 2013 1ª Divisão - Categoria Principal

Regulamento do Campeonato Gaúcho de Rugby 2013 1ª Divisão - Categoria Principal Regulamento do Campeonato Gaúcho de Rugby 2013 1ª Divisão - Categoria Principal Introdução O Campeonato Gaúcho de 2013 da primeira divisão ( CGR 2013 Principal ) terá por objetivo a consolidação dos principais

Leia mais

FINAL CIRCUITO PAULISTA DE BASQUETE 3X3

FINAL CIRCUITO PAULISTA DE BASQUETE 3X3 FINAL CIRCUITO PAULISTA DE BASQUETE 3X3 I - DOS OBJETIVOS R E G U L A M E N T O 1.1 A Associação Nacional de Basquete 3x3 pretende realizar a ETAPA FINAL do campeonato CIRCUITO PAULISTA DE BASQUETE 3X3,

Leia mais

DORIVAL ANTONIO DE LIMA

DORIVAL ANTONIO DE LIMA 5ºCOPA FUPESP FEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO 2009 DORIVAL ANTONIO DE LIMA REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - A

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE SETAS DE LISBOA REGULAMENTO 2012-2013 DARDOS ELECTRÓNICOS

ASSOCIAÇÃO DE SETAS DE LISBOA REGULAMENTO 2012-2013 DARDOS ELECTRÓNICOS ASSOCIAÇÃO DE SETAS DE LISBOA REGULAMENTO 2012-2013 DARDOS ELECTRÓNICOS REGULAMENTO 2012-2013 Ponto 1. Máquinas e distância de jogo Nas competições de dardos eletrónicos da Associação de Setas de Lisboa

Leia mais

REGULAMENTO VII TORNEIO INTER-CARTÓRIOS 2015 DE FUTSAL DE SOROCABA E REGIÃO

REGULAMENTO VII TORNEIO INTER-CARTÓRIOS 2015 DE FUTSAL DE SOROCABA E REGIÃO REGULAMENTO VII TORNEIO INTER-CARTÓRIOS 2015 DE FUTSAL DE SOROCABA E REGIÃO REGULAMENTO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições do Torneio

Leia mais

1.3 - A primeira jornada da liga, será sorteada numa reunião, em que a organização espera ter presentes, os representantes de todas as equipas.

1.3 - A primeira jornada da liga, será sorteada numa reunião, em que a organização espera ter presentes, os representantes de todas as equipas. Regulamento DISPOSIÇÕES GERAIS a) A Liga FutsalSport não se responsabiliza por acidentes extradesportivos, sejam eles de que natureza for, que venham a ocorrer antes e depois dos jogos. b) Em todos os

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

Liga de Rugby do Vale

Liga de Rugby do Vale REGULAMENTO DO TORNEIO Torneio de Rúgbi de Areia 58º Jogos Regionais de Caraguatatuba Liga de Rugby do Vale Capítulo I - Disposições Gerais Art. 1º - O Torneio de Rúgbi de Areia em Caraguatatuba, é um

Leia mais

Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL

Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL CAPÍTULO I - Da Finalidade Art. 01 A VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 2015, será organizada pela Federação Paranaense de

Leia mais

7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO

7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO 7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 7º edição dos JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato

Leia mais

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 FUTEBOL - TAÇA OURO SERIE A CAPÍTULO I

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 FUTEBOL - TAÇA OURO SERIE A CAPÍTULO I REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 FUTEBOL - TAÇA OURO SERIE A CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - A Temporada dos Campeões 2014 tem por finalidade promover a integração dos colaboradores das empresas

Leia mais

COLÉGIO MOTIVA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTES COORDENAÇÃO DE EVENTOS BASQUETE

COLÉGIO MOTIVA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTES COORDENAÇÃO DE EVENTOS BASQUETE BASQUETE Art. 1º - As competições da modalidade de Basquete serão regidas pelas regras oficiais da FIBA, em consonância com este regulamento específico e o Regulamento Geral da competição. a) Fase Classificatória

Leia mais

ABERTO DO BRASIL DE XADREZ RÁPIDO ETAPA MARAÚ/BA 2013

ABERTO DO BRASIL DE XADREZ RÁPIDO ETAPA MARAÚ/BA 2013 ABERTO DO BRASIL DE XADREZ RÁPIDO ETAPA MARAÚ/BA 2013 O Aberto do Brasil de Xadrez será realizado na Pousada Recanto da Sereia em Maraú-Ba nos dias 30 de maio a 02 de junho de 2013 sob organização do Enxadrista

Leia mais

XII TORNEIO 24 HORAS FUTSAL INTER-BOMBEIROS

XII TORNEIO 24 HORAS FUTSAL INTER-BOMBEIROS XII TORNEIO 24 HORAS FUTSAL INTER-BOMBEIROS Regulamento Base 1. FINALIDADE É do interesse deste Corpo de Bombeiros fomentar a prática desportiva por parte dos bombeiros e outros agentes de proteção civil,

Leia mais

VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013

VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013 VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013 DAS FINALIDADES Artigo 1º - Visando divulgar, incentivar e revelar novos talentos da prática da modalidade de futebol feminino, a Secretaria de Esportes,

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa Verde 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO II -

Leia mais

FUTEBOL. www.inatel.pt

FUTEBOL. www.inatel.pt NORMAS ESPECIFICAS FUTEBOL www.inatel.pt FUTEBOL NORMAS ESPECIFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas

Leia mais

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES Art. 1 o. - A Copa Incentivo de Futebol 2014-3 a. Divisão será regida por este Regulamento específico e único

Leia mais

Regulamento Específico. Futsal

Regulamento Específico. Futsal Regulamento Específico Futsal 2015 Art. 1º - A competição de futsal dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 obedecerá às Regras Oficiais da FIFA para a modalidade, adotadas pela Confederação Brasileira

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO

REGULAMENTO DESPORTIVO TORNEIO DE FUTEBOL INFANTIL JOSÉ TORRES AMADORA 2014 FUTEBOL 7 INFANTIS COMPLEXO DESPORTIVO MUNICIPAL DO MONTE DA GALEGA 4 e 5 de outubro de 2014 REGULAMENTO DESPORTIVO 01 Regras 02 Escalão etário 03 Equipas

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Nordeste 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DA TERCEIRA - DIVISÃO 2014

REGULAMENTO DA TERCEIRA - DIVISÃO 2014 CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL DA TERCEIRA DIVISÃO R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2014 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1 O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL DA TERCEIRA

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013 2017 (Revisto em setembro 2015) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários, tempo de jogo e variantes da modalidade 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes

Leia mais

REGULAMENTO 2010. IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração

REGULAMENTO 2010. IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração REGULAMENTO 2010 IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração CAPÍÍTULO II DASS DIISSPOSSIIÇÕESS PRELIIMIINARESS Art1º Art2º O IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino, é uma

Leia mais

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas.

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas. Art. 1º - Os CAMPEONATOS ESTADUAIS CAIXA DE ATLETISMO MIRIM têm por propósito básico a integração estadual, a difusão do Atletismo e a verificação do desenvolvimento de seu estágio técnico nos diversos

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES OFICIAIS 2015

REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES OFICIAIS 2015 REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES OFICIAIS 2015 DAS DIVISÕES E CATEGORIAS 01 A Federação Gaúcha de Futebol Sete devidamente identificada pela sigla FGF7 fará realizar dentro do ano esportivo, Competições

Leia mais

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15 GRUPOS CAMPO (01) 1º BPM CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 09 1. Associação Teotônio Segurado- 1º BPM 2. Associação Aureny III 3. Instituto Fernandes Futebol Clube 4. Escolinha FLA CAMPO (03) 606

Leia mais