R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1"

Transcrição

1 R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 1

2 1. Competição: Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/ Bases legais a. Lei Pelé (Lei 9.615/98) b. Estatuto do Torcedor (Lei /03) c. Código Brasileiro de Justiça Desportiva (Resolução 29/09 do Conselho Nacional de Esporte) d. Estatutos da Liga Nacional de Basquete (LNB) e. Normas gerais da FIBA e da Confederação Brasileira de Basketball (CBB) 3. Princípios orientadores a. Ética desportiva b. Equilíbrio técnico c. Adequação comercial e de marketing 4. Capítulos do Regulamento I. Das Equipes Participantes II. Da Finalidade da Competição III. Dos Princípios de Organização IV. Da Inscrição e Condição de Jogo V. Do Sistema de Disputa VI. Da Arbitragem VII. Disposições Finais R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 2

3 A GRANDEZA DO ESPORTE A grandeza do esporte está na sua capacidade de ensinar, unir e emocionar. É preciso que todos entendam sua beleza e seu espírito de fair-play, baseados na virtude, no respeito e na superação. O Novo Basquete Brasil deve ser uma grande mensagem do esporte. R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 3

4 REGULAMENTO DO QUADRANGULAR DE ASCENSO E DESCENSO DO NBB 2012/2013 Parágrafo I Das Equipes Participantes 1.1 Participarão do Quadrangular de Ascenso e Descenso do Novo Basquete Brasil (NBB), edição 2012/2013, as duas equipes classificadas nos dois últimos lugares no NBB temporada 2012/2013 e as duas equipes classificadas nos dois primeiros lugares na Super Copa Brasil organizada pela Confederação Brasileira de Basketball Caso alguma equipe classificada nas duas primeiras colocações da Super Copa Brasil organizada pela Confederação Brasileira de Basketball desista do direito de disputar o quadrangular, será convidada a equipe classificada na posição subsequente, até que as duas vagas sejam preenchidas Caso uma das equipes classificadas nas duas últimas colocações do NBB temporada 2012/2013 desista de participar do quadrangular de ascenso e descenso, esta vaga não será preenchida por nenhum equipe e a competição se transformará em um triangular Caso ambas as equipes classificadas nas duas últimas colocações do NBB temporada 2012/2013 desistam de participar do quadrangular de ascenso e descenso não haverá a disputa da competição e as duas equipes oriundas da Super Copa Brasil serão automaticamente declaradas vencedoras, garantindo todos os direitos previstos nesse regulamento. Parágrafo II Da Finalidade da Competição 2.1. O Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/2013 terá como objetivo classificar o campeão e o segundo colocado para disputar o NBB 2013/ A LNB realizará, antes da competição, o Congresso Técnico dos treinadores participantes do Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/2013, visando definir, esclarecer e debater os critérios técnicos nela adotados. Parágrafo III Dos Princípios de Organização 3.1 O Quadrangular de Ascenso e Descenso do Novo Basquete Brasil (NBB) 2012/2013 é uma competição classificatória para o NBB 2013/2014 o campeonato oficial R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 4

5 de basquetebol masculino adulto do Brasil, com o reconhecimento e apoio da Confederação Brasileira de Basketball (CBB). 3.2 Competirá à Liga Nacional de Basquete (LNB) organizar e dirigir o Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/2013, mediante a confecção das tabelas, adoção de normas técnicas, divulgação dos resultados e da classificação, indicação e escala de seus representantes e comissários, os quais deverão ser préaprovados pela CBB. A LNB será responsável ainda pela realização de julgamentos disciplinares em primeira instância e adoção de medidas administrativas em geral. a. O registro e a inscrição de atletas serão feitos pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB). b. A escala de árbitros será feita pela LNB com o apoio da CBB. c. A escala de mesários será feita pelas respectivas federações estaduais com profissionais pré-aprovados pela CBB. d. O julgamento disciplinar em primeira instância será feito pela Comissão Disciplinar, na forma do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e deste Regulamento. e. O julgamento disciplinar em segunda instância competirá ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBB, na forma da lei. 3.3 A competição será disputada nos dias 08, 09 e 10 de maio de As duas equipes que conquistarem os dois primeiros lugares nesse quadrangular estarão classificadas para o NBB temporada 2013/2014, desde que preencham os requisitos exigidos pela LNB Caso uma das equipes classificadas, ou ambas, não seja associada à LNB, a mesma poderá pleitear a sua associação mediante o cumprimento dos requisitos estabelecidos pela LNB. São eles: Pagamento de taxa de Associação na LNB; Comprovação de viabilidade financeira para suportar o NBB; Comprovação de capacidade técnica; Comprovação de infraestrutura para abrigar os jogos do NBB Todos os requisitos comprobatórios, bem como o valor da Taxa de Associação, serão estabelecidos à época do pedido de inclusão na LNB pelo Conselho de Administração da LNB Os dispostos acima contidos nos itens , e são exigências comuns a todos os participantes do NBB, associados ou não No caso de alguma equipe, ou ambas, classificadas em primeiro ou segundo lugar no quadrangular não cumprir os requisitos dispostos acima, a LNB, através do seu Conselho de Administração, decidirá se a vaga irá ou não para a equipe terceira e/ou quarta colocada, de forma sucessiva, no quadrangular de classificação. R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 5

6 3.5 Sediamento: terá preferência para sediar o quadrangular de classificação a equipe penúltima colocada no NBB temporada 2012/2013. Caso a mesma não tenha interesse em sediar o quadrangular, a escolha passará para o último colocado no NBB temporada 2012/2013 e, posteriormente, para as equipes advindas da Super Copa Brasil em critério estabelecido pela CBB A equipe que sediar o quadrangular de classificação assumirá todas as despesas e responsabilidades que são atribuídas às equipes mandantes no Regulamento do NBB 2012/2013. Lembrando que as responsabilidades do sediante se estendem também aos demais jogos do quadrangular, nos quais ele não participa As despesas com transporte e hospedagem dos árbitros para a cidadesede, serão suportadas pela LNB, em conjunto com a CBB As equipes visitantes são responsáveis pelas respectivas despesas de traslado até a cidade-sede, bem como pelo transporte interno, gastos com alimentação e hospedagem de suas equipes, no mesmo formato utilizado pelo NBB A equipe sediante deverá disponibilizar para treinamento de todas as equipes visitantes, a mesma quadra que será utilizada na disputa dos jogos do quadrangular, da forma como segue: h30 de treinamento para cada equipe no dia anterior ao quadrangular. Os treinamentos serão realizados entre as 14h e as 21h, salvo nos casos de comum acordo entre a sede e a equipe visitante h de treinamento para cada equipe nos dias de jogos. Nesses dias os treinamentos serão realizados das 9h às 13h. Parágrafo IV Da Inscrição e Condição de Jogo 4.1 Na disputa do Quadrangular de Ascenso e Descenso, as equipes só poderão utilizar atletas conforme critérios abaixo: Equipes do NBB: Somente atletas utilizados em seu quadro na temporada regular do NBB 2012/ Equipes da Copa Brasil: Somente atletas utilizados em seu quadro na Copa Brasil, ou seja, nas fases regionais da temporada 2012/ Entende-se por atletas utilizados, aqueles inscritos regularmente por suas equipes e que tenham constado em súmula nos respectivos campeonatos citados nos itens e R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 6

7 4.3 As duas equipes oriundas da Super Copa Brasil poderão relacionar e utilizar no quadrangular de ascenso e descenso do NBB 2012/2013, no máximo, 1 (um) atleta que tenha atuado por outra equipe no NBB temporada 2012/ A contratação de atletas que tenham atuado por outra equipe no NBB 2012/2013 só será permitida até o dia 21 de março de O atleta que não estiver com a situação regularizada com a equipe de destino até o dia 21 de março de 2013 não poderá participar do quadrangular de ascenso e descenso do NBB 2012/2013. a. Entende-se por situação regularizada a entrega de todos os documentos necessários para a efetivação da transferência do atleta e a publicação por parte da CBB de Nota Oficial comprovando sua condição de jogo imediata pela nova equipe Para ser utilizado no quadrangular de ascenso e descenso do NBB 2012/2013, o atleta que atuou por outra equipe no NBB 2012/2013 deverá ter sido inscrito e atuado na respectiva Copa Regional pela equipe que o contratou. a. No quadrangular de ascenso e descenso do NBB 2012/2013 não será permitida, em nenhuma hipótese, a participação de atletas que não atuaram nas respectivas Copas Regionais. 4.4 Os clubes que participarão do Quadrangular de ascenso e descenso do NBB 2012/2013 devem apresentar até o dia 03 de maio de 2013, em formulário da CBB, a Ficha de Inscrição de Atletas contendo até 24 (vinte e quatro) atletas com os respectivos números de camisas para a inscrição, observando a seguinte determinação: somente 03 (três) dos atletas poderão ser estrangeiros. 4.5 No caso de atletas estrangeiros, as equipes deverão apresentar o passaporte, contrato de trabalho e o comprovante do visto temporário n. 5 (cinco) da Lei 6.815/80, que caracteriza o vínculo de trabalho do atleta de nacionalidade estrangeira, sob pena do cancelamento da inscrição do atleta no campeonato. 4.6 A numeração dos atletas poderá ser de 04 (quatro) a 99 (noventa e nove). O número de camisa de cada atleta deve ser informado quando da apresentação da lista de inscrição, após o que não poderá sofrer qualquer alteração. Os números nas camisas dos atletas não poderão sofrer alteração, para não comprometer o serviço de estatísticas. Parágrafo V Sistema de Disputa 5.1 Os jogos serão disputados de acordo com as regras vigentes da FIBA. 5.2 O campeonato será disputado em apenas uma fase, na forma de quadrangular em sistema de todas contra todas, em rodízio simples, apurando-se do 1º ao 4º lugar. R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 7

8 5.3 A pontuação para classificação será de 02 (dois) pontos por vitória, 01 (um) ponto por derrota, 01 (um) ponto por derrota por número insuficiente de atletas e 00 (zero) ponto por derrota por desistência. a. No caso de derrota por número insuficiente de atletas, se no momento do encerramento do jogo por tal motivo a equipe com o efetivo reduzido estiver à frente no marcador, o resultado será de 02 x 00 (dois x zero) para a equipe adversária. Se tal equipe estiver atrás no marcador, entretanto, o placar será mantido. b. No caso de derrota por desistência ou não comparecimento (W x O), a equipe será eliminada da competição tendo todos os seus placares desconsiderados, passando a valer para critérios de desempate somente os resultados entre as equipes participantes. Ficará impedida de pleitear a sua vaga ao NBB nas próximas duas temporadas subseqüentes à próxima em disputa. 5.4 Critérios de desempate: a. Havendo empate na contagem de pontos entre duas equipes, proceder-se-á ao desempate utilizando o seguinte critério: i. Confronto direto entre as equipes empatadas, considerando-se o resultado do jogo disputado entre elas; b. Havendo empate na contagem de pontos entre três equipes, proceder-se-á ao desempate utilizando o seguinte critério: i. Será feita uma reclassificação levando-se em conta somente os resultados dos jogos realizados entre as equipes empatadas; sendo melhor classificada a equipe que obteve o maior número de pontos, nos confrontos entre as equipes empatadas. Esses pontos serão apurados conforme previsto no item 5.3. ii. Melhor saldo de cestas, computando-se apenas os placares dos jogos realizados entre as equipes empatadas; iii. Melhor cesta average, levando-se em consideração apenas os placares obtidos nos jogos disputados entre as equipes empatadas. Entende-se por cesta average o resultado da divisão entre total de pontos convertidos e total de pontos sofridos pela equipe; iv. Melhor cesta average, levando-se em consideração todos os jogos realizados pelas equipes no quadrangular. Entende-se por cesta average o resultado da divisão entre o total de pontos convertidos e total de pontos sofridos pela equipe; v. Não se resolvendo a situação de empate, será utilizado o sorteio; 5.5 Se em qualquer estágio, usando os critérios acima, um empate entre três equipes é reduzido a um empate envolvendo apenas duas equipes, o procedimento aplicado será o descrito no critério de desempate entre duas equipes. 5.6 A tabela do quadrangular de ascenso e descenso do NBB 2012/2013 será confeccionada pelo Departamento Técnico da LNB em conjunto com a CBB; R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 8

9 Parágrafo VI Da Arbitragem 6.1 Todos os jogos serão dirigidos por árbitros e mesários designados pela CBB, com a co-participação da LNB, que não podem ser recusados pelos Clubes ou Federações. 6.2 Quando atuarem, os árbitros e mesários deverão estar uniformizados com o uniforme fornecido pela LNB e tênis de cor preta. 6.3 Serão escalados somente árbitros que fizeram parte da lista divulgada em Nota Oficial pela CBB para o NBB 2012/ Os árbitros e mesários receberão as taxas de arbitragem de acordo com a tabela e normas estabelecidas pela LNB. Parágrafo VII Disposições Finais 7.1 A tabela de jogos deverá ser rigorosamente cumprida, somente alterando-se datas ou horários de jogos por motivo de força maior ou para dar cumprimento a compromissos de transmissão com TV. 7.2 As equipes participantes são obrigadas a cumprir todas as normas deste regulamento e outras normas complementares que forem adotadas pela LNB. 7.3 Em tudo o que se refere a Princípios de Conduta Desportiva, Protocolo de Jogos, Representante da LNB, Suspensão e Interrupção de Jogos, Responsabilidade Civil, Regimento Disciplinar, Protocolo de Filmagem e Controle e Orientações sobre Doping, serão aplicados os dispositivos constantes no Regulamento do NBB 2012/ Os casos omissos serão resolvidos pela LNB. R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B / Página 9

NOTA OFICIAL N 50/2013 ATOS DA PRESIDÊNCIA

NOTA OFICIAL N 50/2013 ATOS DA PRESIDÊNCIA NOTA OFICIAL N 50/2013 Rio de Janeiro, 19 de março de 2013. ATOS DA PRESIDÊNCIA COPA BRASIL NORTE - 2013 Tornar sem efeito a Nota Oficial nº 29/2013 por força de alteração na programação, motivada pela

Leia mais

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º O CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

DIRETORIA DOS INTERESSES TÉCNICOS

DIRETORIA DOS INTERESSES TÉCNICOS DIRETORIA DOS INTERESSES TÉCNICOS 2 0 1 2 XXI - CAMPEONATO SUB-12 MASCULINO DA G.S.P. XLIV - CAMPEONATO SUB-13 MASCULINO DA G.S.P. LIV - CAMPEONATO SUB-14 MASCULINO DA G.S.P. LXXIII - CAMPEONATO SUB-15

Leia mais

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º O CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 1ª DIVISÃO DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN Artigo 1º - Os Jogos Universitários tem como objetivo: * Incentivar a participação dos jovens em atividades saudáveis do ponto de vista social,

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA DIVISÃO PRINCIPAL DE 2010 REGULAMENTO ESPECÍFICO

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA DIVISÃO PRINCIPAL DE 2010 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA DIVISÃO PRINCIPAL DE 2010 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º O CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA

Leia mais

Copa Rio Profissional :: 2015

Copa Rio Profissional :: 2015 Copa Rio Profissional :: 2015 REGULAMENTO DA COPA RIO DE PROFISSIONAIS 2015 Art. 1º - Poderão participar da Copa Rio de 2015 até 20 associações, a saber, ressalvadas as disposições do parágrafo único do

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016 1 Art. 1º - A competição de basquetebol do Programa Minas Esportiva/Jogos Escolares de Minas Gerais - JEMG/2016 obedecerá às regras oficiais da International Basketball

Leia mais

COPA SUL DOS CAMPEÕES DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I. Disposições Preliminares

COPA SUL DOS CAMPEÕES DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I. Disposições Preliminares LIGA IMBITUBENSE DE FUTEBOL - LIF DEPARTAMENTO TÉCNICO COPA SUL DOS CAMPEÕES DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º - A Copa Sul dos Campeões de 2015, será promovida

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL JÚNIOR DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira de Futebol Júnior de

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BASKETBALL Fundada em 24.04.1924 2 0 1 5 - REGULAMENTO GERAL - 2 0 1 5 CAPITULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BASKETBALL Fundada em 24.04.1924 2 0 1 5 - REGULAMENTO GERAL - 2 0 1 5 CAPITULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 2 0 1 5 - REGULAMENTO GERAL - 2 0 1 5 CAPITULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1 - Os Campeonatos masculinos e femininos do Estado de São Paulo serão dirigidos e superintendidos pela Diretoria dos

Leia mais

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO CAPITULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato de Voleibol Masculino 2015 OAB SP/CAASP, organizado

Leia mais

TAÇA FPF TEMPORADA 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO (REC) CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO

TAÇA FPF TEMPORADA 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO (REC) CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO TAÇA FPF TEMPORADA 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO (REC) CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º - A Taça FPF Temporada 2015, doravante denominada CAMPEONATO, é organizada pela Federação

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2013

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2013 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 2016. Capitulo l Das disposições preliminares

REGULAMENTO GERAL 2016. Capitulo l Das disposições preliminares Artigo 1º REGULAMENTO GERAL 2016 Capitulo l Das disposições preliminares O presente regulamento determina as diretrizes e normas para as Competições da Federação Paulista de Basquete Sobre Rodas para o

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB REGULAMENTO REALIZAÇÃO Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB APOIO: FEDERAÇÃO BAHIANA DE FUTEBOL FBF SETEMBRO / NOVEMBRO 2015 1 Disposições Preliminares

Leia mais

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º Á COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015, será disputada pelas 7 (sete) equipes Campeãs e as 7(sete) equipes Vice Campeãs das

Leia mais

COPA SUL DOS CAMPEÕES DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I. Disposições Preliminares

COPA SUL DOS CAMPEÕES DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I. Disposições Preliminares LIGA LAGUNENSE DE FUTEBOL - LLF DEPARTAMENTO TÉCNICO COPA SUL DOS CAMPEÕES DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º - A Copa Sul dos Campeões de 2016, será promovida pela

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO Dispõe sobre as normas a serem estabelecidas no Regulamento do Campeonato de MÁSTER

Leia mais

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15 GRUPOS CAMPO (01) 1º BPM CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 09 1. Associação Teotônio Segurado- 1º BPM 2. Associação Aureny III 3. Instituto Fernandes Futebol Clube 4. Escolinha FLA CAMPO (03) 606

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2014 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL REC. Regulamento Específico Série A 2015 CAMPEONATO CEARENSE 2015 SÉRIE A REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL REC. Regulamento Específico Série A 2015 CAMPEONATO CEARENSE 2015 SÉRIE A REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAMPEONATO CEARENSE SÉRIE A REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato Cearense de da Série A, doravante denominado Campeonato Cearense Serie A,

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL

REGULAMENTO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL REGULAMENTO DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL Etapas de Cuiabá/MT e Goiânia/GO ÍNDICE CAPÍTULO 1: 1.1 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL...04 1.2 DIREITOS DA CBV SOBRE OS EVENTOS

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 1 DAS OLIMPIADAS UFS 2008 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 São Cristóvão 2008 2 SUMÁRIO TÍTULO I CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO 3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS 3 CAPÍTULO III DA JUSTIFICATIVA 3 TÍTULO II

Leia mais

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 OBJETIVOS - PROMOVER UMA COMPETIÇÃO COM CUSTOS BAIXOS; - PROPORCIONAR JOGOS EM AMBIENTES FAVORÁVEIS AO CRESCIMENTO TÉCNICO, TÁTICO E EMOCIONAL, UTILIZANDO O ESPORTE COMO

Leia mais

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO:

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO: FUTEBOL DE CAMPO Todos os atletas deverão apresentar o Documento Original (conforme Art.do Regulamento Geral) É obrigatório (e indispensável) o uso de caneleiras para todos os atletas participantes das

Leia mais

PRIMEIRA DIVISÃO 2014

PRIMEIRA DIVISÃO 2014 CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO ESPECIAL R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2014 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL

Leia mais

Emissão Original: 03/11/2014

Emissão Original: 03/11/2014 COPA DO NORDESTE SUB 20/2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Nordeste Sub 20 de 2014, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos

Leia mais

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 6ª COPA NOVE DE JULHO DE FUTEBOL AMADOR 2016 REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 1 REGULAMENTO DA 6ª COPA NOVE DE JULHO 2016 CAPITULO I Da PARTICIPAÇÃO Esta copa contará com a participação de 48 (quarenta

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 0 Sumário TÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO... 2 Seção I Organização e Execução:... 2 TÍTULO II - PERÍODO DE REALIZAÇÃO...

Leia mais

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO Anualmente a CBT - Confederação Brasileira de Tênis promoverá a Copa das Federações, para definir o Estado Campeão Brasileiro. A Copa das

Leia mais

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICAS ESPORTIVAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO S. EVENTOS COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS A COPA CEPEUSP DE FUTEBOL DE CAMPO tem como objetivo a integração dos docentes

Leia mais

COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES

COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES 1) ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CONFIANÇA 2) ASSOCIAÇÃO OLÍMPICA DE ITABAIANA 3) ATLÉTICO CLUBE LAGARTENSE 4) CLUB SPORTIVO SERGIPE 5) RIACHUELO

Leia mais

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 Mantenedora Institutos Paraibanos de Educação - IPÊ Campus Universitário - BR 230 - Km 22 - Fone: (83) 2106-9200 - Cx Postal 318 - Cep: 58.053-000 João

Leia mais

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO REGULAMENTO APRESENTAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Espírito Santo SESCOOP/ES está promovendo o 1º FUTCOOP INFANTIL MASCULINO, que será realizado no mês de julho

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO...

Leia mais

I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO

I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE O I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO (SOCIETY), visa incrementar a prática de futebol de sete

Leia mais

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO FLUMINENSE DE RUGBY

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO FLUMINENSE DE RUGBY REGULAMENTO D0 CAMPEONATO FLUMINENSE DE RUGBY 2012-2ª DIVISÃO 1. Disposições Gerais Todas as partidas serão disputadas de acordo com as Leis do jogo em vigor conforme estipulado pelo IRB. Se surgirem dúvidas

Leia mais

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes Período: 06/09 a 29/11 11 datas Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes COORDENAÇÃO: Prof. Eurico Gaspar de Oliveira CREF 0124 - G/BA CONTATO: (75) 8307-1261 / 9165-4938 / 3223.4158

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF)

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) 03 A 14 DE OUTUBRO DE 2011 2011 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este Regulamento é o conjunto

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY

FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY REGULAMENTO CIRCUITO PAULISTA UNIVERSITÁRIO DE RUGBY SEVENS FEMININO E COPA SP M19 Capítulo I - Disposições Gerais O Circuito Paulista Universitário de Rugby Sevens Feminino Adulto e a Copa M19 ou é um

Leia mais

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI)

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 8 o CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL MASCULINO/ FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO 1.1. O 8º Campeonato Municipal de Futsal Masculino será promovido e

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO CARIOCA DE FUTEBOL 7. DA SÉRIE A - 2014 e 2015

REGULAMENTO DO CAMPEONATO CARIOCA DE FUTEBOL 7. DA SÉRIE A - 2014 e 2015 REGULAMENTO DO CAMPEONATO CARIOCA DE FUTEBOL 7 DA SÉRIE A - 2014 e 2015 I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DO PERÍODO DE REALIZAÇÃO Artigo 1º - O Campeonato Carioca 2014 - Série A, competição de organização

Leia mais

Emissão Original: 21/11/2013

Emissão Original: 21/11/2013 COPA DO NORDESTE/2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Nordeste de 2014, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos mutuamente

Leia mais

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL * Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL 1. DOS JOGOS: Os jogos de Futsal serão regidos pelas Regras Oficiais vigentes da Confederação Brasileira de Futsal, observadas as exceções previstas neste Regulamento

Leia mais

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel,

Leia mais

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA II COPA CINQUENTÃO BOTAFOGO DE FUTEBOL AMADOR APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA Acesse o site WWW.BOTAFOGODEGUAIANASES.COM.BR REALIZAÇÃO: ACOCESP: Promoções de Eventos e Coordenação de Esporte

Leia mais

Art. 3º - No Novo Desporto Universitário NDU serão reconhecidos os seguintes poderes:

Art. 3º - No Novo Desporto Universitário NDU serão reconhecidos os seguintes poderes: REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE DO EVENTO Art. 1º - O Novo Desporto Universitário NDU tem por finalidade reunir as Associações Atléticas Acadêmicas fundadoras e associadas a participar de atividades

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BASKETBALL Fundada em 24.04.1924 SISTEMA DE DISPUTA XXXVI - CAMPEONATO ESTADUAL DA DIVISÃO ESPECIAL FEMININA SÉRIE A-1

FEDERAÇÃO PAULISTA DE BASKETBALL Fundada em 24.04.1924 SISTEMA DE DISPUTA XXXVI - CAMPEONATO ESTADUAL DA DIVISÃO ESPECIAL FEMININA SÉRIE A-1 SISTEMA DE DISPUTA XXXVI - CAMPEONATO ESTADUAL DA DIVISÃO ESPECIAL FEMININA SÉRIE A-1 ANEXO XIV Artigo 1 - O Campeonato Estadual da Divisão Especial Série A-1 Feminina da temporada de 2015 será promovido

Leia mais

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES Art. 1 o. - A Copa Incentivo de Futebol 2014-3 a. Divisão será regida por este Regulamento específico e único

Leia mais

SELETIVA ESCOLAR DE BASQUETE 3 X3 MASCULINO / FEMININO

SELETIVA ESCOLAR DE BASQUETE 3 X3 MASCULINO / FEMININO SELETIVA ESCOLAR DE BASQUETE 3 X3 MASCULINO / FEMININO REGULAMENTO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - A Seletiva Escolar de Basquetebol 3x3, é uma competição intercolegial que tem por objetivo incentivar,

Leia mais

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL 2011 REGULAMENTO 2011 1 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: ARTIGO 1 A Copa Granbel de Futebol Infanto-Juvenil 2011 é uma organização da Granbel com

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2015 Art. 1º - As competições serão regidas pelas regras oficiais da FIDE em tudo que não contrariar o Regulamento

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BASKETBALL CAMPEONATO BRASILEIRO DE BASE - 2010. Regulamento CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BASKETBALL CAMPEONATO BRASILEIRO DE BASE - 2010. Regulamento CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BASKETBALL CAMPEONATO BRASILEIRO DE BASE - 2010 Regulamento CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Os Campeonatos Brasileiros de Base, doravante denominados CBB s, são competições

Leia mais

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL 1 IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1º Os IV JOGOS ANEC têm a finalidade de estimular a prática esportiva, tornando-se mais um meio de formar nos valores os jovens dos

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 Art. 1º - As

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU CAP. I: AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 - O torneio é uma Promoção do Colegiado do curso de Educação Física da Uniguaçu, apoiado pela Uniguaçu. ART.2

Leia mais

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - A TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 é promovida, organizada e dirigida pela FEDERAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

AGAP/DF ASSOCIAÇÕES DE GARANTIA AO ATLETA PROFISSIONAL DO DISTRITO FEDERAL CNPJ: 00.497.826/0001-08

AGAP/DF ASSOCIAÇÕES DE GARANTIA AO ATLETA PROFISSIONAL DO DISTRITO FEDERAL CNPJ: 00.497.826/0001-08 Regulamento da 16º COPA AGAP DE NOVOS TALENTOS Edição 2015 Copa Agap de Futebol Novos Talentos Categoria Sub 11 Copa Agap de Futebol Novos Talentos Categoria Sub 13 CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

Leia mais

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO Capítulo I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1 Este Regulamento tem como finalidade, determinar as condições em que será disputada a LIGA NACIONAL

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti

III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel, Sidnei

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

REGULAMENTO I DOS VALORES

REGULAMENTO I DOS VALORES REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 6ª COPA CERTUS 2011. a) Estimular a prática do Esporte como estratégia privilegiada da Educação; b) Valorizar a Cultura Esportiva;

Leia mais

Todas as partidas do Torneio serão disputadas de acordo com as Leis do Jogo em vigor, conforme estipulado pelo irb.

Todas as partidas do Torneio serão disputadas de acordo com as Leis do Jogo em vigor, conforme estipulado pelo irb. REGULAMENTO - ANO 2010 Capítulo I - Disposições Gerais O Campeonato Brasileiro de Rugby da 2ª Divisão, Categoria Adulta Masculino, promovido pela Confederação Brasileira de Rugby ( CBRu ), será denominado

Leia mais

COPA RURAL DE VETERANOS (EDIÇÃO 2014 / 2015) REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

COPA RURAL DE VETERANOS (EDIÇÃO 2014 / 2015) REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES COPA RURAL DE VETERANOS (EDIÇÃO 2014 / 2015) REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Artigo 1º A 13ª Copa Rural de Veteranos (Futebol de Campo), tem como finalidades, contribuir para a integração sócio

Leia mais

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2015 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - O IV Campeonato Brasileiro Escolar de Futsal é uma competição inter-colegial que tem por objetivo incentivar, no meio estudantil, a prática desportiva, enaltecendo

Leia mais

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total.

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total. Circuito Open de Polo Aquático Campeonato de Polo Aquático realizado em águas abertas, com abrangência nacional e apoio da CBDA - Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Local: Praia do Porto da

Leia mais

a) Regulamento Específico da Competição (REC) o qual trata do sistema de disputa e outros assuntos específicos da Copa.

a) Regulamento Específico da Competição (REC) o qual trata do sistema de disputa e outros assuntos específicos da Copa. COPA DO BRASIL SUB 20 DE 2013 REC REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Brasil Sub 20, edição de 2013, doravante denominada simplesmente Copa,

Leia mais

REGULAMENTO COPA CUCA 2015 JOÃO CLÍMACO STOCKLER

REGULAMENTO COPA CUCA 2015 JOÃO CLÍMACO STOCKLER REGULAMENTO COPA CUCA 2015 JOÃO CLÍMACO STOCKLER I DA PROMOÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º A COPA CUCA 2015, é uma promoção da UEMG UNIDADE PASSOS, com a organização do CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE PASSOS LICENCIATURA,

Leia mais

8 8 COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR

8 8 COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR 8 8 COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR Resolve publicar as seguintes normas para disputa da COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR 2014 INICIO DIA 09 fevereiro DE 2014 DA FORMA DE DISPUTA Art.01- a Copa capelinha

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres.

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres. DA FINALIDADE: Art. 1º - Os JOGOS DE VERÃO ARCO SPM 2013 MODALIDADE VOLEIBOL 4X4, tem como finalidade principal, promover o congraçamento das equipes e o aumento da adesão à prática de exercícios físicos

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

26º CAMPEONATO DE FUTSAL DA 13ª SUBSEÇÃO DA OAB/UBERLÂNDIA R E G U L A M E N T O

26º CAMPEONATO DE FUTSAL DA 13ª SUBSEÇÃO DA OAB/UBERLÂNDIA R E G U L A M E N T O 26º CAMPEONATO DE FUTSAL DA 13ª SUBSEÇÃO DA OAB/UBERLÂNDIA R E G U L A M E N T O CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - O 26º CAMPEONATO DE FUTSAL promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil 13ª Subseção

Leia mais

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Av.Presidente Antonio Carlos 40-3 Andar Centro Rio De Janeiro Cep 20020-010 Rio de Janeiro Tel.021-22623697 secretaria@conibrasile.org GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Dando continuidade ao trabalho desenvolvido

Leia mais

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015 REGULAMENTO 2015 1º Torneio Bancário Society de Clubes Paulista 2015, é uma promoção da Secretaria de Esporte do Sindicato dos Bancários, e tem por finalidade efetuar o congraçamento entre os bancários

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

Regulamento da VI Supercopa Norte/Nordeste de Basquetebol (M e F)

Regulamento da VI Supercopa Norte/Nordeste de Basquetebol (M e F) Regulamento da VI Supercopa Norte/Nordeste de Basquetebol (M e F) Base legal Constituição Federal. Lei 9.615, de 24 de março de 1988 com suas alterações posteriores. Lei 12.868, de 15 de outubro de 2013.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL Regulamento Específico do Curso de Especialização em Gestão e Tecnologia de Produção de Edifícios - CEGT CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

Leia mais

10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS.

10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. 10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. REGULAMENTO OFICIAL (atualizado em 16/09) CAPÍTULO I OBJETIVOS ART. 1º - A 10ª Copa Quiosque Natureza de Futebol Suíço Inter-Academias, que

Leia mais

II CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE BASQUETE 3X3-2016 REGULAMENTO GERAL

II CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE BASQUETE 3X3-2016 REGULAMENTO GERAL II CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE BASQUETE 3X3-2016 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - O II Campeonato Brasileiro Escolar de Basquetebol 3x3 é uma competição inter-colegial que

Leia mais

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO Promoção: VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 PROMOÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO SMEL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER CDL CÂMARA DOS DIRIGENTES LOJISTAS DE SORRISO REGULAMENTO

Leia mais

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL REGULAMENTO 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL 1- DOS OBJETIVOS: A 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL tem como objetivo, a integração dos atletas de Futsal do clube, associados, e demais interessados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS ESTADO DO PARANÁ. SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE E LAZER Departamento de Esporte e Lazer

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS ESTADO DO PARANÁ. SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE E LAZER Departamento de Esporte e Lazer VIII COPA PINHAIS DE FUTEBOL CATEGORIA ADULTO REGULAMENTO GERAL PINHAIS 2016 0 CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 01º A VIII Copa Pinhais de Futebol Categoria Adulto é uma competição criada pela

Leia mais

I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL

I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º. Este regulamento é o documento é o conjunto das disposições que regem a I Copa Pernambuco de Dominó

Leia mais

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF REGULAMENTO GERAL I. Das Finalidades: O III Jogos Internos da Educação Física JIEF, tem por finalidade estimular a prática desportiva aos alunos do curso de Educação

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL REC. Regulamento Específico Sub / 20. Atenciosamente, Josimar de Carvalho Diretor de Competições

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL REC. Regulamento Específico Sub / 20. Atenciosamente, Josimar de Carvalho Diretor de Competições Fortaleza, 27 de janeiro de 2015 Portaria 002/DCO/FCF/2015 Ilmos. Srs. Filiados, Ass.: Revisão do /SUB-20/2015 Prezados Senhores, Estamos publicando a revisão Regulamento Específico do Campeonato Cearense

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATOALAGOANO 2016

REGULAMENTO DO CAMPEONATOALAGOANO 2016 REGULAMENTO DO CAMPEONATOALAGOANO 2016 Dos Participantes Art. 1º O CAMPEONATO ALAGOANO 2016 terá a participação de 10 (dez) Entidades de Prática abaixo relacionadas em ordem alfabética: 1 Agremiação Sportiva

Leia mais

1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015

1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015 19º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL AMADOR DE NOVO GAMA-GO DE 2015 1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015 PROMOÇÃO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO GAMA - GO REALIZAÇÃO: SECRETARIA

Leia mais

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido.

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. 2015 I- DA APRESENTAÇÃO Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. II- DA IDENTIFICAÇÃO Art. 2 Aos professores de Educação Física do Colégio compete a

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ

EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ O Estado do Ceará, através da Secretaria do Esporte, torna público, para conhecimento dos interessados,

Leia mais