REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 Art. 1º - As competições serão regidas pelas regras oficiais da FIDE em tudo que não contrariar o Regulamento Geral dos Jogos e o Regulamento específico da modalidade. Art. 2º - As competições serão divididas em: 1. Categorias Mirim, Infantil e Juvenil, nos naipes masculino e feminino. a) Torneio Individual; b) Torneio Por Equipes. Art. 3º Contagem de pontos: 1. Por partidas: a) 01 (um) ponto por cada vitória; b) ½ (meio) ponto por empate; c) 0 (zero) ponto por derrota. 2. Por confronto por equipes: a) 02 (dois) pontos por cada vitória; b) 01 (um) ponto por empate; c) 0 (zero) ponto por derrota. Parágrafo 1º - Será considerada vitória no confronto por equipes quando uma agremiação obtiver placar superior no somatório da contagem por partida; será considerado empate no confronto por equipes quando terminar com placar igual; será derrota no confronto por equipes quando uma agremiação obtiver placar inferior no somatório da contagem por partida. Parágrafo 2º No Torneio por Equipes, o placar será definido através do somatório da contagem por partida dos confrontos individuais entre os tabuleiros nos quais pelo menos uma das equipes tenha integrante. Art.4º - Do Torneio Individual: a) O tempo de reflexão para cada enxadrista será de 60 (sessenta) minutos nocaute, portanto será obrigatória a anotação das partidas em súmula padronizada pela organização; b) Até 08 (oito) atletas, será adotado o sistema ROUND-ROBIN (rodízio) de emparceiramento; c) Acima de 08 (oito) atletas, será adotado o sistema SUÍÇO de emparceiramento em até 09 (nove) rodadas; d) Será considerado vencedor o atleta que somar o maior número de pontos; e) Serão eliminados da competição os atletas que perderem por ausência de 02 (dois) W x O.

2 Art.5º - A participação no Torneio Individual da Regional Final Natal será restrita aos estudantes das Escolas da DIRED Natal, aos estudantes classificados em 1º e 2º lugares no Torneio Individual Rápido das Regionais e aos estudantes que representaram a Escola 1º lugar no Torneio por Equipes das Regionais. Art.6º - Do Torneio Por Equipes: a) O tempo de reflexão para cada enxadrista será de 60 (sessenta) minutos nocaute, portanto será obrigatória a anotação das partidas em súmula padronizada e disponibilizada pela organização. b) Será adotado o sistema ROUND-ROBIN (rodízio) com no máximo 06 (seis) as equipes de cada categoria, devidamente classificadas; c) As Equipes serão compostas por no máximo 06 (seis) integrantes, sendo de 01 (um) a 04 (quatro) efetivos e 02 (dois) reservas opcionais; d) As Equipes deverão fazer sua escalação a partir do tabuleiro número 01 (um), seguindo a sequência nos tabuleiros 02 (dois), 03 (três) e 04 (quatro) se tiverem integrantes para os mesmos; e) Só poderão compor as equipes os atletas que tenham participado do Torneio Individual e que não tenham sido eliminados por W.O.; f) A escalação inicial com ordem dos tabuleiros deverá ser entregue a comissão organizadora em prazo estipulado no Congresso Técnico; g) As mudanças nas escalações dos tabuleiros obedecerão ao Sistema Olímpico da FIDE e deverão ser entregues sempre antes de cada rodada em prazo estipulado pela coordenação. Não sendo entregue, a ordem dos tabuleiros será a da escalação inicial; h) Será considerada vencedora a agremiação que somar o maior número de pontos; i) Serão eliminadas da competição as equipes que perderem por ausência de 02 (dois) W x O. Parágrafo 1º - Para obter classificação para o Torneio Por Equipes serão somadas as pontuações, conforme contagem de pontos por partida no Art. 3º, dos 04 (quatro) atletas melhores colocados, que não tenham sido eliminados por WxO, inscritos pela escola. Os 06 (seis) primeiros maiores somatórios definirão as escolas classificadas para o Torneio por Equipes. Parágrafo 2º - Serão premiados individualmente os 03 (três) primeiros colocados de cada tabuleiro efetivo (tabuleiro 1, 2, 3 e 4), obedecendo à contagem de pontos por partida do Art. 3º. Art. 7º - Os estabelecimentos de ensino deverão instruir seus atletas a comparecerem ao local dos jogos munidos de relógio e jogo de peças. O atleta que conduzir as peças pretas se obriga a fornecer o relógio específico para a prática do xadrez, enquanto que o condutor das brancas fica obrigado a apresentar peças de tamanho oficial para a prática do jogo. O não cumprimento causará a perda da partida por W x O, aplicada contra o infrator. Art. 8º - Será campeã da categoria a agremiação que obtiver maior número de pontos somados o Torneio Individual e Torneio Por Equipes, utilizando-se a seguinte pontuação por colocação: Torneio Individual: 1º colocado = 13 (treze) pontos; 2º colocado = 08 (oito) pontos; 3º colocado = 05 (cinco) pontos; 4º colocado = 03 (três) pontos; 5º colocado = 02 (dois) pontos; 6º colocado = 01 (um) ponto.

3 Torneio por Equipes: 1º colocado = 26 (vinte e seis) pontos; 2º colocado = 16 (dezesseis) pontos; 3º colocado = 10 (dez) pontos; 4º colocado = 06 (seis) pontos; 5º colocado = 04 (quatro) pontos; 6º colocado = 02 (dois) pontos. Parágrafo 1º - No caso de empate, depois de somados os pontos no Torneio Individual e no Torneio por Equipes, será campeã da categoria a agremiação que obteve a melhor colocação no Torneio por Equipes. Art. 9º Critérios para desempates: Parágrafo 1º - Para o Torneio Individual: Sistema Suíço Individual Serão utilizados os critérios abaixo, na ordem em que de encontram, persistindo o empate será jogada uma partida de Armageddon: 2. Buchholz com corte do pior resultado; 3. Bulchholz se corte; 4. Sonnemborg-Berger; 5. Maior número de vitórias. Sistema Round-Robin Individual Serão utilizados os critérios abaixo, na ordem em que se encontram, persistindo o empate será jogada uma partida de Armagedon: 2. Sonnemborg-Berger; 3. Koya; 4. Maior número de vitórias. Parágrafo 2º - Para as agremiações se classificarem para o Torneio Por Equipes: a) Sistema Suíço Individual Serão somados os critérios de desempate dos 04 (quatro) atletas melhores colocados, que não tenham sido eliminados por WxO, inscritos pela escola, utilizados os critérios abaixo, na ordem em que se encontram: 1. Buchholz com corte do pior resultado; 2. Bulchholz se corte; 3. Sonnemborg-Berger; 4. Maior número de vitórias. b) Sistema Round-Robin Individual - Serão somados os critérios de desempate dos 04 (quatro) atletas melhores colocados, que não tenham sido eliminados por WxO, inscritos pela escola, utilizados os critérios abaixo, na ordem em que se encontram: 1. Sonnemborg-Berger; 2. Koya; 3. Maior número de vitórias.

4 Parágrafo 3º - Para o Torneio Por Equipes: a) Sistema Round-Robin por Equipe Serão utilizados os critérios abaixo, na ordem em que se encontram. 2. Somatório de pontos por partida; 3. FIDE Sonnemborg-Berger; 4. Quantas partidas relâmpago entre as equipes forem necessárias ao desempate. Parágrafo 4º - Para a premiação Individual por Tabuleiro no Torneio Por Equipes: Serão utilizados os critérios abaixo, na ordem em que se encontram persistindo o empate será jogada uma partida de Armageddon. 2. Sonneborg-Berger; 3. Maior número de vitórias. Art. 10º Da conduta dos jogadores e técnicos: a) Durante o Torneio Individual apenas os atletas com partidas em andamento, a Subcomissão de Xadrez e a equipe de Arbitragem poderão circular no salão de jogos durante as rodadas; b) Durante o Torneio por Equipes apenas os atletas com partidas em andamento, os Técnicos com equipes com confrontos em andamento, a Subcomissão de Xadrez e a Equipe de Arbitragem poderão circular no salão de jogos durante as rodadas; c) Durante o jogo é proibido aos jogadores servirem-se de notas manuscritas ouimpressas ou de analisar partidas sobre outro tabuleiro. É igualmente proibido recorrer a conselhos ou advertências de terceiros, solicitados ou não; d) Durante a partida, é proibido portar celular e/ou outro meio eletrônico de comunicação no ambiente de competição. Se for evidente que o jogador trouxe tais equipamentos eletrônicos para o ambiente de competição, deverá perder a partida. O oponente deverá vencer. e) Nenhuma análise é permitida no salão onde estiver sendo realizado o evento; f) É proibido molestar o adversário de qualquer maneira que seja; g) É proibido fumar na área da competição; h) As súmulas padronizadas pela direção da prova deverão informar o resultado e estar devidamente assinadas e com vista de um dos árbitros. Art. 11º Dos Atletas, complementos: a) Deverão apresentar o RG antes de cada partida; b) Jogar uniformizado; c) Trazer caneta esferográfica azul ou preta para anotação das partidas. d) Obrigatoriedade de ocupar a mesa correta no evento por equipes, caso em que a ocupação incorreta levará a perda da partida. Art. 12º O emparceiramento pelo Sistema Suíço será feita com a versão atualizada do Programa Swiss- Manager utilizando Rating FNX como ordenador e subsequentemente a ordem alfabética para jogadores não tateados.

5 Art. 13º O Atleta Ouro será definido da seguinte forma: a) Maior número de medalhas de ouro levando em consideração o Torneio Individual e a premiação do Tabuleiro 01 (um) do Torneio por Equipes. b) Maior número de medalhas de prata levando em consideração o Torneio Individual e a premiação do Tabuleiro 01 (um) do Torneio por Equipes. c) Maior número de medalhas de bronze levando em consideração o Torneio Individual e a premiação do Tabuleiro 01 (um) do Torneio por Equipes. d) Melhor colocação no Torneio Individual. Art. 14 O Técnico Ouro será o campeão da modalidade, categoria e naipe.. Art. 15 Os casos omissos serão resolvidos pela Subcomissão de Xadrez e a Comissão Técnica Desportiva.

6 G O V E R N O D O E S T A D O D O R I O G R A N D E D O N O R T E S E C R E T A R I A D E E S T A D O, D A E D U C A Ç Ã O E D A C U L T U R A C O O R D E N A D O R I A D E D E S P O R T O D E S P O R T O E S C O L A R JERNS / JEES 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2015 Art. 1º - As competições serão regidas pelas regras oficiais da FIDE em tudo que não contrariar o Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO POTIGUAR INTERIORANO DE XADREZ

REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO POTIGUAR INTERIORANO DE XADREZ REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO POTIGUAR INTERIORANO DE XADREZ Das disposições iniciais. ART. 1º - A finalidade do Campeonato Potiguar Interiorano de Xadrez Interiorano é declarar o campeão do interior

Leia mais

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL * Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL 1. DOS JOGOS: Os jogos de Futsal serão regidos pelas Regras Oficiais vigentes da Confederação Brasileira de Futsal, observadas as exceções previstas neste Regulamento

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN Artigo 1º - Os Jogos Universitários tem como objetivo: * Incentivar a participação dos jovens em atividades saudáveis do ponto de vista social,

Leia mais

Federação de Xadrez do Amapá - FEXAP V MEMORIAL LEÔNIDAS PLATON. Regulamento

Federação de Xadrez do Amapá - FEXAP V MEMORIAL LEÔNIDAS PLATON. Regulamento Federação de Xadrez do Amapá - FEXAP V MEMORIAL LEÔNIDAS PLATON 1) Objetivos: Regulamento O V MEMORIAL LEÔNIDAS PLATON tem como objetivo principal homenagear o saudoso Leônidas Platon, pioneiro e grande

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 1 DAS OLIMPIADAS UFS 2008 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 São Cristóvão 2008 2 SUMÁRIO TÍTULO I CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO 3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS 3 CAPÍTULO III DA JUSTIFICATIVA 3 TÍTULO II

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

ABERTO DE XADREZ RÁPIDO

ABERTO DE XADREZ RÁPIDO k ABERTO DE XADREZ RÁPIDO 14 E 15 DEZEMBRO 2013 NATAL - RN 4.000,00 PRÊMIAÇÕES 9 RODADAS 20 MINUTOS KO LBX E ADX VER ABAIXO: I Aberto de Xadrez Rápido da Liga Brasileira de Xadrez em Natal/RN Datas: 14

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA O RANKING ESTADUAL DE ASSOCIAÇÕES, ACADEMIAS, CLUBES E ATLETAS TÍTULO I REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO I DA FINALIDADE

NORMAS GERAIS PARA O RANKING ESTADUAL DE ASSOCIAÇÕES, ACADEMIAS, CLUBES E ATLETAS TÍTULO I REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO I DA FINALIDADE FEDERAÇÃO ESPORTIVA BAIANA DE TAEKWONDO UMA ENTIDADE ADMINISTRATIVA ESTADUAL DA PRÁTICA DO TAEKWONDO OLÍMPICO Rua Gabriel Soares,60 Ladeira dos Aflitos - Centro Cep. 40.060-040, Salvador, Bahia. E-mail:

Leia mais

TORNEIO CIDADE DE JOÃO PESSOA - 430 ANOS R E G U L A M E N T O

TORNEIO CIDADE DE JOÃO PESSOA - 430 ANOS R E G U L A M E N T O Torneio "João Pessoa - 430 Anos" - Regulamento 1) LOCAL TORNEIO CIDADE DE JOÃO PESSOA - 430 ANOS R E G U L A M E N T O FUNDAÇÃO CASA DE JOSÉ AMÉRICO DE ALMEIDA Av. Cabo Branco, nº 3336, Cabo Branco, CEP

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

IV Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil Salvador - Bahia

IV Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil Salvador - Bahia Salvador - Bahia REGULAMENTO GERAL DO OBJETIVO Art.1º - O IV Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil tem por finalidade desenvolver a integração, através do intercâmbio desportivo,

Leia mais

NOTA OFICIAL N 50/2013 ATOS DA PRESIDÊNCIA

NOTA OFICIAL N 50/2013 ATOS DA PRESIDÊNCIA NOTA OFICIAL N 50/2013 Rio de Janeiro, 19 de março de 2013. ATOS DA PRESIDÊNCIA COPA BRASIL NORTE - 2013 Tornar sem efeito a Nota Oficial nº 29/2013 por força de alteração na programação, motivada pela

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013-2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013-2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013-2014 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico Pedagógico 5 5. Classificação, Pontuação e Desempate 6 6.

Leia mais

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016 REGULAMENTO TÉCNICO DAMAS Art. 1º. O torneio de Damas do VII JOGOS FENACEF, será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela FENACEF no Regulamento Geral do VII JOGOS FENACEF, combinado com as

Leia mais

DIRETORIA DOS INTERESSES TÉCNICOS

DIRETORIA DOS INTERESSES TÉCNICOS DIRETORIA DOS INTERESSES TÉCNICOS 2 0 1 2 XXI - CAMPEONATO SUB-12 MASCULINO DA G.S.P. XLIV - CAMPEONATO SUB-13 MASCULINO DA G.S.P. LIV - CAMPEONATO SUB-14 MASCULINO DA G.S.P. LXXIII - CAMPEONATO SUB-15

Leia mais

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO:

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO: FUTEBOL DE CAMPO Todos os atletas deverão apresentar o Documento Original (conforme Art.do Regulamento Geral) É obrigatório (e indispensável) o uso de caneleiras para todos os atletas participantes das

Leia mais

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres.

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres. DA FINALIDADE: Art. 1º - Os JOGOS DE VERÃO ARCO SPM 2013 MODALIDADE VOLEIBOL 4X4, tem como finalidade principal, promover o congraçamento das equipes e o aumento da adesão à prática de exercícios físicos

Leia mais

II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil

II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil Antes da pretensão de promover um campeonato, deve-se promover o homem em sua infinita potencialidade e complexidade, REVERDITO, SCAGLIA E MONTAGNER 2013....

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO

REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO Art. 1 O torneio de basquetebol masculino será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela Federação Internacional

Leia mais

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2015 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - O IV Campeonato Brasileiro Escolar de Futsal é uma competição inter-colegial que tem por objetivo incentivar, no meio estudantil, a prática desportiva, enaltecendo

Leia mais

Regulamento. 8 Campeonato Ireceense Absoluto de Xadrez -2014

Regulamento. 8 Campeonato Ireceense Absoluto de Xadrez -2014 Regulamento 8 Campeonato Ireceense Absoluto de Xadrez -2014 1. Do Objetivo 1.1 Promover a prática do Xadrez em Irecê e micro região, como forma de aperfeiçoamento técnico da modalidade, mas sempre com

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF)

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) 03 A 14 DE OUTUBRO DE 2011 2011 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este Regulamento é o conjunto

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL

FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art.1º - A Federação Aquática Norteriograndense FAN promoverá a

Leia mais

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO REGULAMENTO APRESENTAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Espírito Santo SESCOOP/ES está promovendo o 1º FUTCOOP INFANTIL MASCULINO, que será realizado no mês de julho

Leia mais

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições da Interséries 2015. Art.

Leia mais

Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF

Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Para efeito de classificação, a pontuação será a seguinte: I - 1º lugar: 10 pontos. II - 2º lugar: 7 pontos. III - 3º

Leia mais

R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1

R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1 R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1 1. Competição: Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/2013 2. Bases legais a.

Leia mais

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Av.Presidente Antonio Carlos 40-3 Andar Centro Rio De Janeiro Cep 20020-010 Rio de Janeiro Tel.021-22623697 secretaria@conibrasile.org GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Dando continuidade ao trabalho desenvolvido

Leia mais

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

1º Aberto Distrital de Tênis de Mesa

1º Aberto Distrital de Tênis de Mesa 1º Aberto Distrital de Tênis de Mesa A FTMDF tem a honra de convidar a todos os atletas, técnicos e dirigentes de Federações e Clubes filiados a CBTM, a participarem desse grande evento. REGULAMENTO GERAL:

Leia mais

V ENCONTRO DESPORTIVO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ. Juazeiro do Norte-CE, 03 a 06 de dezembro de 2015

V ENCONTRO DESPORTIVO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ. Juazeiro do Norte-CE, 03 a 06 de dezembro de 2015 V ENCONTRO DESPORTIVO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ Juazeiro do Norte-CE, 03 a 06 de dezembro de 2015 REGULAMENTO GERAL NOVEMBRO-2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Copa Cariri Garden Shopping de Tênis de Mesa - CE

Copa Cariri Garden Shopping de Tênis de Mesa - CE Copa Cariri Garden Shopping de Tênis de Mesa - CE A Federação dos Mesatenistas do Ceará-FMC tem a honra de convidar a todos os Atletas, Técnicos e Dirigentes das Federações e Clubes filiados a CBTM, a

Leia mais

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 Mantenedora Institutos Paraibanos de Educação - IPÊ Campus Universitário - BR 230 - Km 22 - Fone: (83) 2106-9200 - Cx Postal 318 - Cep: 58.053-000 João

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2016 1 Art. 1º - A competição de basquetebol do Programa Minas Esportiva/Jogos Escolares de Minas Gerais - JEMG/2016 obedecerá às regras oficiais da International Basketball

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO JOGOS DO SESI 2014 FASE ESTADUAL MODALIDADES INDIVIDUAIS: ATLETISMO, NATAÇÃO, JUDÔ, TÊNIS DE MESA E XADREZ.

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO JOGOS DO SESI 2014 FASE ESTADUAL MODALIDADES INDIVIDUAIS: ATLETISMO, NATAÇÃO, JUDÔ, TÊNIS DE MESA E XADREZ. REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO JOGOS DO SESI 2014 FASE ESTADUAL MODALIDADES INDIVIDUAIS: ATLETISMO, NATAÇÃO, JUDÔ, TÊNIS DE MESA E XADREZ. REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO - FINAL ESTADUAL MODALIDADES INDIVIDUAIS:

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL

REGULAMENTO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL REGULAMENTO DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL Etapas de Cuiabá/MT e Goiânia/GO ÍNDICE CAPÍTULO 1: 1.1 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL...04 1.2 DIREITOS DA CBV SOBRE OS EVENTOS

Leia mais

Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014

Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014 Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014 I - DOS JOGOS Art.1 - A Olimpíada Especial UBM/PMBM tem por finalidade desenvolver o intercâmbio desportivo e social entre os atletas, professores

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 Art.1º- As competições

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 0 Sumário TÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO... 2 Seção I Organização e Execução:... 2 TÍTULO II - PERÍODO DE REALIZAÇÃO...

Leia mais

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF REGULAMENTO GERAL I. Das Finalidades: O III Jogos Internos da Educação Física JIEF, tem por finalidade estimular a prática desportiva aos alunos do curso de Educação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER PORTARIA G. CEL 16/2016 REGULAMENTO DA 3ª COPA DE VOLEIBOL DO ESTADO DE SÃO PAULO O Coordenador de Esporte e Lazer, no uso de suas atribuições, expede a presente Portaria, que estabelece o Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20)

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) I DISPOSIÇÔES GERAIS ARTIGO 1º O Campeonato Nacional Gira-Praia é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICAS ESPORTIVAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO S. EVENTOS COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS A COPA CEPEUSP DE FUTEBOL DE CAMPO tem como objetivo a integração dos docentes

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL 1 IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1º Os IV JOGOS ANEC têm a finalidade de estimular a prática esportiva, tornando-se mais um meio de formar nos valores os jovens dos

Leia mais

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO Anualmente a CBT - Confederação Brasileira de Tênis promoverá a Copa das Federações, para definir o Estado Campeão Brasileiro. A Copa das

Leia mais

Município de Santa Helena Secretaria de Educação, Cultura e Esportes Departamento de Esportes e Lazer CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUÍÇO - 2013.

Município de Santa Helena Secretaria de Educação, Cultura e Esportes Departamento de Esportes e Lazer CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUÍÇO - 2013. CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUÍÇO - 2013. REGULAMENTO Santa Helena, Outubro de 2013. CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUIÇO 2013 I DO REGULAMENTO Art. 1º - Este regulamento se destina a regulamentar

Leia mais

REGULAMENTO I DOS VALORES

REGULAMENTO I DOS VALORES REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 6ª COPA CERTUS 2011. a) Estimular a prática do Esporte como estratégia privilegiada da Educação; b) Valorizar a Cultura Esportiva;

Leia mais

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO 6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 6º TAÇA SAÚDE DE FUTSAL E VOLEIBOL - SES é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato tem por

Leia mais

2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA

2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA 2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA 04 de Maio de 2013 Complexo Esportivo da Escola Barão do Rio Branco 2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA Este torneio escolar tem por objetivo propiciar aos estudantes

Leia mais

VI Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil REGULAMENTO GERAL

VI Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil REGULAMENTO GERAL REGULAMENTO GERAL DO OBJETIVO Art.1º - O VI Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil, no Piauí, tem por finalidade alinhar, dentro das políticas descritas em norma de gestão de

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

DISCIPLINA. Regulamento Geral

DISCIPLINA. Regulamento Geral REGULAMENTO GERAL ENSINA-ME A SER OBEDIENTE ÀS REGRAS DO JOGO ENSINA-ME A NÃO PROFERIR NEM RECEBER ELOGIO IMERECIDO ENSINA-ME A GANHAR, SE ME FOR POSSÍVEL MAS, SE EU PERDER, ACIMA DE TUDO ENSINA-ME A PERDER

Leia mais

REGULAMENTO DE ATLETISMO

REGULAMENTO DE ATLETISMO CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - A Competição de Atletismo, modalidade individual dos JOGOS ESCOLARES TV SERGIPE- 2014, será realizada de acordo com as Normas das OLIMPÌADAS ESCOLARES

Leia mais

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO Promoção: VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 PROMOÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO SMEL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER CDL CÂMARA DOS DIRIGENTES LOJISTAS DE SORRISO REGULAMENTO

Leia mais

FESTIVAL PARANAENSE DE MENORES - 2009 REGULAMENTO GERAL. Atualizado em 01.02.2010

FESTIVAL PARANAENSE DE MENORES - 2009 REGULAMENTO GERAL. Atualizado em 01.02.2010 FEDERAÇÃO DE XADREZ DO PARANÁ - FEXPAR Declarada de utilidade pública estadual - Lei 12437 de 13 de janeiro de 1999 Filiada à Confederação Brasileira de Xadrez Rua Almirante Barroso 142, São Francisco

Leia mais

REGULAMENTO COPA TV TRIBUNA VOLEI 2015

REGULAMENTO COPA TV TRIBUNA VOLEI 2015 REGULAMENTO COPA TV TRIBUNA VOLEI 2015 CATEGORIAS: MASCULINO: NASCIDOS EM 1999/2000/2001 E 2002 FEMININO: NASCIDAS EM 1999/2000/2001 E 2002 Comissão Organizadora: Demetrio Amono (TV Tribuna) Rosângela

Leia mais

Art. 3º - No Novo Desporto Universitário NDU serão reconhecidos os seguintes poderes:

Art. 3º - No Novo Desporto Universitário NDU serão reconhecidos os seguintes poderes: REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE DO EVENTO Art. 1º - O Novo Desporto Universitário NDU tem por finalidade reunir as Associações Atléticas Acadêmicas fundadoras e associadas a participar de atividades

Leia mais

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE REGULAMENTO OFICIAL - 2015 Da Finalidade Art. 01 - A XI Copa Paulista de Futebol de Base, tem por finalidade o estimulo à prática esportiva saudável, ao caráter formativo

Leia mais

XXIV INTERAMIZADE. Carta Convite

XXIV INTERAMIZADE. Carta Convite XXIV INTERAMIZADE Carta Convite O Colégio São Luís tem o prazer de convidar esta conceituada instituição de ensino a participar dos XXIV Interamizade 2014, principal evento esportivo de nosso calendário.

Leia mais

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ O Pró-Reitor de Extensão, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA DE LANÇAMENTO LIMITADO DE 2016

REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA DE LANÇAMENTO LIMITADO DE 2016 REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA DE LANÇAMENTO LIMITADO DE 2016 1-DAS PROVAS E DAS CATEGORIAS DE LANÇAMENTO: 1.1-O Campeonato Paulista de Lançamento Limitado será composto por 04(quatro) provas distintas,

Leia mais

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 OBJETIVOS - PROMOVER UMA COMPETIÇÃO COM CUSTOS BAIXOS; - PROPORCIONAR JOGOS EM AMBIENTES FAVORÁVEIS AO CRESCIMENTO TÉCNICO, TÁTICO E EMOCIONAL, UTILIZANDO O ESPORTE COMO

Leia mais

5 a 7 de Setembro de 2014

5 a 7 de Setembro de 2014 A Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro, com a chancela da Confederação Brasileira de Judô, vem por meio deste, convidá-lo a participar da XI Copa Rio Internacional de Judô que acontecerá no Rio

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

PROJETO E REGULAMENTO GERAL

PROJETO E REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADAS DO INSTITUTO EDUCACIONAL NOVOS TEMPOS PROJETO E REGULAMENTO GERAL Ensino Fundamental II e Médio OUTUBRO DE 2015 APRESENTAÇÃO: As Olimpíadas do Instituto Educacional Novos Tempos (OLIENT), visam

Leia mais

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total.

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total. Circuito Open de Polo Aquático Campeonato de Polo Aquático realizado em águas abertas, com abrangência nacional e apoio da CBDA - Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Local: Praia do Porto da

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014 REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014 ARTIGO 1º O Campeonato Nacional de Gira- Praia de Subs é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 2016. Capitulo l Das disposições preliminares

REGULAMENTO GERAL 2016. Capitulo l Das disposições preliminares Artigo 1º REGULAMENTO GERAL 2016 Capitulo l Das disposições preliminares O presente regulamento determina as diretrizes e normas para as Competições da Federação Paulista de Basquete Sobre Rodas para o

Leia mais

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 I - FINALIDADES ARTIGO 1º - A COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL, na categoria masculino/adulto, tem por finalidade congregar os alunos das unidades do Santo

Leia mais

26º CAMPEONATO DE FUTSAL DA 13ª SUBSEÇÃO DA OAB/UBERLÂNDIA R E G U L A M E N T O

26º CAMPEONATO DE FUTSAL DA 13ª SUBSEÇÃO DA OAB/UBERLÂNDIA R E G U L A M E N T O 26º CAMPEONATO DE FUTSAL DA 13ª SUBSEÇÃO DA OAB/UBERLÂNDIA R E G U L A M E N T O CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - O 26º CAMPEONATO DE FUTSAL promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil 13ª Subseção

Leia mais

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - A TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 é promovida, organizada e dirigida pela FEDERAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL REGULAMENTO 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL 1- DOS OBJETIVOS: A 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL tem como objetivo, a integração dos atletas de Futsal do clube, associados, e demais interessados

Leia mais

XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND

XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND REGULAMENTO XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Pelos Clubes filiados à Federação Aquática do Estado do Rio de Janeiro, Federação

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva

XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Pelas Associações localizadas na região Nordeste,

Leia mais

III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013

III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013 III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013 CIRCUITO INTERNO DE TÊNIS ATC RANKING GERAL 2013 REGULAMENTO 4ª ETAPA VIRADA ESPORTIVA DO TORNEIO: O Ranking Geral do Alphaville Tênis Clube objetiva a melhor integração

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO

XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º Pelas Associações de Federações filiadas à Confederação Brasileira de Desportos

Leia mais

Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite

Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite DOS OBJETIVOS: O Einstein Gol é um evento que visa aumentar sociabilizarão e integração entre todos os nossos alunos, funcionários, Corpo Docente e Direção.

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO CAPITULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato de Voleibol Masculino 2015 OAB SP/CAASP, organizado

Leia mais

Campeonato Estadual de Verão dos Clubes do Interior 2013 Regulamento

Campeonato Estadual de Verão dos Clubes do Interior 2013 Regulamento Campeonato Estadual de Verão dos Clubes do Interior 2013 Regulamento 01 e 02 de novembro de 2013 Local : Clube Recreativo Atlântico de Erechim ( CERA ) Rua Valentim Zambonato, 323 Centro / Erechim - RS.

Leia mais

Regulamento da. Copa UniBH de. Futsal

Regulamento da. Copa UniBH de. Futsal Regulamento da Copa UniBH de Futsal FINALIDADE O presente regulamento contêm as normas que regem na 9ª Copa UniBH de Futsal, sendo conhecedores de seu conteúdo todos os inscritos que se submetem sem ressalvas

Leia mais

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 6ª COPA NOVE DE JULHO DE FUTEBOL AMADOR 2016 REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 1 REGULAMENTO DA 6ª COPA NOVE DE JULHO 2016 CAPITULO I Da PARTICIPAÇÃO Esta copa contará com a participação de 48 (quarenta

Leia mais

TAÇA DE PORTUGAL POR EQUIPAS REGULAMENTO

TAÇA DE PORTUGAL POR EQUIPAS REGULAMENTO REGULAMENTO Época 2015 / 2016 Informação de 1 de outubro de 2015 A Taça de Portugal por Equipas (Taça), organizado pela Federação Portuguesa de Xadrez (FPX) com o apoio do Instituto Português do Desporto

Leia mais

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Atualizado em 24/02/2005 DOS OBJETIVOS Art. 1 o.- Promover o desporto educacional através de várias modalidades esportivas, dando a

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Os jogos internos do COLÉGIO FRACTAL (JICOF) têm por finalidade principal humanizar a prática desportiva, valorizando

Leia mais

REGULAMENTO COPA CUCA 2015 JOÃO CLÍMACO STOCKLER

REGULAMENTO COPA CUCA 2015 JOÃO CLÍMACO STOCKLER REGULAMENTO COPA CUCA 2015 JOÃO CLÍMACO STOCKLER I DA PROMOÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º A COPA CUCA 2015, é uma promoção da UEMG UNIDADE PASSOS, com a organização do CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE PASSOS LICENCIATURA,

Leia mais

Regulamento Geral da XI - Olimpíada da AAFC de 2016. Serra Negra - 15 a 19/05/2016

Regulamento Geral da XI - Olimpíada da AAFC de 2016. Serra Negra - 15 a 19/05/2016 1) Da estrutura: Regulamento Geral da XI - Olimpíada da AAFC de 2016 Serra Negra - 15 a 19/05/2016 1.1 - A Olimpíada da Associação dos Aposentados da Fundação CESP é evento dirigido e coordenado pela Presidência

Leia mais

I Aberto do Sport Club do Recife

I Aberto do Sport Club do Recife I Aberto do Sport Club do Recife Troféu Amizade (Homenagem aos dois grandes atletas e colaboradores do Tênis de Mesa Pernambucano há mais de 30 anos, Natália Pereira e Domingos Cardozo). Associação dos

Leia mais

Art.2º- Os números de atletas por prova em suas respectivas categorias ficarão assim distribuídos:

Art.2º- Os números de atletas por prova em suas respectivas categorias ficarão assim distribuídos: REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JEM S 2015 Art.1º- As competições serão regidas pelos regulamentos, normas e especificações técnicas da Confederação Brasileira de Ciclismo em tudo que não contrariar

Leia mais

ÍNDICE. I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito

ÍNDICE. I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo 3º - Sistema Competitivo Artigo 4º - Ordem dos Jogos Artigo 5º - Duração dos Jogos Artigo

Leia mais

IV COPA UNIMED BOM DE BOLA, MELHOR NA ESCOLA REGULAMENTO. Capítulo I Das Disposições Preliminares. Capítulo II - Dos Objetivos

IV COPA UNIMED BOM DE BOLA, MELHOR NA ESCOLA REGULAMENTO. Capítulo I Das Disposições Preliminares. Capítulo II - Dos Objetivos REGULAMENTO Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1 - A IV Copa Unimed Bom de Bola, Melhor na Escola de Futsal Masculino e Feminino tem como objetivo promover a integração da criança e do adolescente

Leia mais

REGULAMENTO e INFORMAÇÕES

REGULAMENTO e INFORMAÇÕES REGULAMENTO e INFORMAÇÕES Capitulo 1 - Valores e Modo de Inscrições Capitulo 2 - Premiação no Absoluto Capitulo 3 - Medalhas Capitulo 4 Premiação de Equipes Capitulo 5 Ranking Capitulo 6 - Arbitragem e

Leia mais