Bipartição. Comum nos seres unicelulares (bactérias, amibas, paramécias)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bipartição. Comum nos seres unicelulares (bactérias, amibas, paramécias)"

Transcrição

1 Bipartição Comum nos seres unicelulares (bactérias, amibas, paramécias) O progenitor perde a sua individualidade, dando origem a dois indivíduos idênticos. Consiste na divisão de uma célula em duas células filhas aproximadamente iguais. Reprodução de bactérias Também acontece em raros casos em seres pluricelulares (planária possui células intersticiais totipotentes que migram de todo o corpo para a zona seccionada). Reprodução de uma amiba

2 Bipartição Reprodução da Planária

3 Gemulação Ocorre a formação de gemas ou gomos no progenitor, que se desenvolvem e originam novos indivíduos. O progenitor não perde a sua integridade. Levedura Seres unicelulares (levedura): - forma-se uma pequena protuberância (para onde migra um dos núcleos originados por mitose) e por se separa como célula independente. Seres pluricelulares (hidra): - forma-se de uma dilatação, conjunto de células que por diferenciação celular origina um ser semelhante ao progenitor. Hidra de água

4 Gemulação

5 Fragmentação Esporulação A partir de um fragmento de um indivíduo, produzem-se indivíduos completos por regeneração de tecidos (pela substituição das partes perdidas). (estrela- do- mar) Verifica-se que a capacidade de regeneração diminui com a crescente complexidade de organização dos seres vivos. Ocorre essencialmente nos fungos. Produção de células especializadas esporos. Estes são produzidos em estruturas especializadas que quando amadurecem, rompemse, libertando centenas de esporos. Esporos são células muito leves que podem ser transportadas a grandes distâncias (importante na disseminação da espécie). Quando as condições são favoráveis estes germinam originando um novo indivíduo.

6 Partenogenese Dafnia Abelhas Grego: parteno = Virgem + genese= nascimento Consiste no desenvolvimento de um indivíduo a partir de um óvulo não fecundado. Pulgões

7 Multiplicação vegetativa Processo rápido e frequente nas plantas. Esta multiplicação pode ocorrer em diferentes órgão vegetais (raízes, folhas, caules, tubérculos, bolbos) por processos de fragmentação e gemulação. É possível atendendo à grande capacidade de regeneração das plantas, que resulta da presença de células totipotentes em alguns tipos de tecidos. Exemplos: Fragmentação das raízes dando origem, cada um dos fragmentos, a uma nova planta. Enraizamento de uma porção de caule. Órgãos especializados dão origem a novas plantas (tubérculos, bolbos, estolhos, rizomas). Enraizamento de folhas ou a partir de gemas foliares.

8 Multiplicação vegetativa processos artificiais A multiplicação vegetativa a partir de fragmentos foi utilizada desde a antiguidade pelo Homem: Enraizamento de estacas Enraizamento de estacas Enxertia Alporquia Mergulhia Enxertia

9 Multiplicação vegetativa Cultura in vitro Técnica muito utilizada nos dias da hoje. Utiliza a totipotência das células. Permite obter grande número de indivíduos geneticamente idênticos ao individuo seleccionado. (permite seleccionar variedades de plantas com características vantajosas e reproduzi-las em grandes quantidades) Cultura in vitro Utiliza condições controladas (meios de cultura, assepsia, hormonas) Desvantagens: não existe variabilidade genética o aparecimento de mudanças ambientais desfavoráveis pode levar ao desaparecimento da cultura.

10 Multiplicação vegetativa Cultura in vitro Regeneração de plantas a partir de protoplastos: podem ser cultivados in vitro e regenerar plantas completas; são utilizados na transformação genética de plantas, uma vez que a ausência da parede celular torna mais fácil a introdução de DNA estranho.

11 Multiplicação vegetativa Micropopagação

TIPOS DE REPRODUÇÃO Assexuada único progenitor Dois progenitores são únicos, geneticamente diferentes geneticamente idênticos

TIPOS DE REPRODUÇÃO Assexuada único progenitor Dois progenitores são únicos, geneticamente diferentes geneticamente idênticos REPRODUÇÃO TIPOS DE REPRODUÇÃO Assexuada - Um único progenitor transmite os seus genes aos descendentes. -Os descendentes são geneticamente idênticos, entre si e ao progenitor ( CLONES). -Sem intervenção

Leia mais

Ficha de Trabalho Reprodução Assexuada nos Seres Vivos

Ficha de Trabalho Reprodução Assexuada nos Seres Vivos ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO BIOLOGIA E GEOLOGIA - 11º ANO Ficha de Trabalho Reprodução Assexuada nos Seres Vivos Professora Isabel Lopes Introdução A reprodução é uma característica fundamental

Leia mais

Reprodução nos seres Vivos REPRODUÇÃO ASSEXUADA

Reprodução nos seres Vivos REPRODUÇÃO ASSEXUADA Reprodução nos seres Vivos REPRODUÇÃO ASSEXUADA Reprodução Reprodução Assexuada Sexuada Bipartição ou Cissiparidade ou Fissão Gemulação ou Gemiparidade Divisão múltipla ou esquizogonia Esporulação Fragmentação

Leia mais

Reprodução. Assexuada. Unidade 6. Aula nº 14 20/Out/08 Prof. Ana Reis. Reprodução

Reprodução. Assexuada. Unidade 6. Aula nº 14 20/Out/08 Prof. Ana Reis. Reprodução Reprodução Assexuada Unidade 6 Reprodução Aula nº 14 20/Out/08 Prof. Ana Reis Reprodução É uma função característica dos seres vivos, que permite o aparecimento de novos indivíduos, através da divisão

Leia mais

Como é constituído o nosso corpo?

Como é constituído o nosso corpo? Clonagem Clonagem O que é a informação genética? Onde se localiza a informação genética? O que é a clonagem? A primeira clonagem. Vantagens e desvantagens da clonagem. A clonagem Humana. Como é constituído

Leia mais

Que modificações têm ocorrido no cultivo de plantas?

Que modificações têm ocorrido no cultivo de plantas? Cruzamento de plantas Que modificações têm ocorrido no cultivo de plantas? A engenharia biológica nasceu com o homem do neolítico, quando se iniciou a reprodução selectiva. Reprodução selectiva Revolução

Leia mais

Introdução. Reprodução Assexuada

Introdução. Reprodução Assexuada BIOLOGIA E GEOLOGIA 11º ANO ANO LECTIVO 2009/2010 NOME DO ALUNO PROFESSORA: Isabel Dias Reprodução nos seres vivos N.º Introdução A reprodução é uma característica fundamental dos seres vivos. Permitindo

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 43 REPRODUÇÃO ASSEXUADA

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 43 REPRODUÇÃO ASSEXUADA BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 43 REPRODUÇÃO ASSEXUADA Célula inicial Duplicação e separação do DNA células-filhas mitose zoósporos sendo liberados filamento adulto zoósporo germina e forma novo filamento Esponja

Leia mais

Escola Secundária/3 Morgado de Mateus

Escola Secundária/3 Morgado de Mateus Escola Secundária/3 Morgado de Mateus FICHA DE TRABALHO Ano lectivo 2009/2010 1. Para cada uma das questões seguintes, escolha a opção correcta. 1.1. A reprodução é uma função A- necessária à sobrevivência

Leia mais

Vamos utilizar o exemplo da angiosperma da família Poaceae (o capim).

Vamos utilizar o exemplo da angiosperma da família Poaceae (o capim). Reprodução REPRODUÇÃO ASSEXUADA Vamos utilizar o exemplo da angiosperma da família Poaceae (o capim). Essa planta se dissemina com muita rapidez, e isso é devido ao seu tipo de reprodução. A reprodução

Leia mais

BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento. Aula 12b: Propagação Vegetativa

BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento. Aula 12b: Propagação Vegetativa BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento Prof. Marcelo C. Dornelas Aula 12b: Propagação Vegetativa A propagação vegetativa como um processo de manutenção da diversidade Ao contrário da reprodução

Leia mais

1 Estratégias de reprodução

1 Estratégias de reprodução 1 Estratégias de reprodução 2 Reprodução sexuada e reprodução assexuada 2.1 Conceitos 2.2 Exemplos 3 Reprodução de animais 3.1 Sexuada 3.2 Assexuada 4.1 Sexuada 4.2 Assexuada 5 Reprodução e diversidade

Leia mais

2ª Ficha de Trabalho para Avaliação de Biologia e Geologia (ano 2) GRUPO I

2ª Ficha de Trabalho para Avaliação de Biologia e Geologia (ano 2) GRUPO I 2ª Ficha de Trabalho para Avaliação de Biologia e Geologia (ano 2) GRUPO I 1. Complete as frases que se seguem preenchendo os espaços com os termos mais adequados. 1.1. Por reprodução assexuada formam-se

Leia mais

Floricultura e Plantas Ornamentais

Floricultura e Plantas Ornamentais Métodos de Propagação em Ornamentais: TRADICIONAL Floricultura e Plantas Ornamentais Dr. Paulo Hercílio Viegas Rodrigues MÉTODOS PROPAGATIVOS VEGETATIVOS: ENXERTIA, ESTAQUIA, MERGULHIA E ALPORQUIA. Vantagens:

Leia mais

Tipos de propagação de plantas. Propagação de plantas. Propagação sexuada ou seminífera. Agricultura geral. Vantagens da propagação sexuada

Tipos de propagação de plantas. Propagação de plantas. Propagação sexuada ou seminífera. Agricultura geral. Vantagens da propagação sexuada Agricultura geral Propagação de plantas UFCG Campus Pombal Tipos de propagação de plantas Sexuada ou seminífera Sistema de propagação de plantas que envolve a união de gametas, gerando a semente que é

Leia mais

Agricultura geral. de plantas. UFCG Campus Pombal

Agricultura geral. de plantas. UFCG Campus Pombal Agricultura geral Propagação de plantas UFCG Campus Pombal Tipos de propagação de plantas Sexuada ou seminífera Sistema de propagação de plantas que envolve a união de gametas, gerando a semente que é

Leia mais

Reino Fungi Características gerais Classificação Associações. Introdução Exemplos REINO FUNGI

Reino Fungi Características gerais Classificação Associações. Introdução Exemplos REINO FUNGI Introdução Exemplos REINO FUNGI Introdução Exemplos Introdução Morfologia Nutrição e excreção Respiração Reprodução Aclorofilados; Parede celular de quitina; Glicogênio como principal molécula energética;

Leia mais

Apesar da diversidade, muitas semelhanças! CAPÍTULO II SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROFESSORA VANESSA GRANOVSKI

Apesar da diversidade, muitas semelhanças! CAPÍTULO II SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROFESSORA VANESSA GRANOVSKI Apesar da diversidade, muitas semelhanças! CAPÍTULO II SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROFESSORA VANESSA GRANOVSKI Características gerais dos seres vivos... Os seres vivos reagem a estímulos. Características

Leia mais

É utilizada há vários séculos e baseia-se na selecção artificial para obter variedades de plantas com características vantajosas.

É utilizada há vários séculos e baseia-se na selecção artificial para obter variedades de plantas com características vantajosas. Reprodução selectiva tradicional É utilizada há vários séculos e baseia-se na selecção artificial para obter variedades de plantas com características vantajosas. Em cada geração, são promovidos os cruzamentos

Leia mais

Unidade 6 Reprodução I REPRODUÇÃO ASSEXUADA

Unidade 6 Reprodução I REPRODUÇÃO ASSEXUADA 1 Unidade 6 Reprodução I REPRODUÇÃO ASSEXUADA Reprodução 2 Conjunto de processos pelos quais os seres vivos originam outros idênticos a si próprios. Reprodução assexuada 3 Reprodução assexuada 4 Envolve

Leia mais

Unidade 5 Cresc. e renovação celular VIII CRESCIMENTO E RENOVAÇÃO DE TECIDOS

Unidade 5 Cresc. e renovação celular VIII CRESCIMENTO E RENOVAÇÃO DE TECIDOS 1 Unidade 5 Cresc. e renovação celular VIII CRESCIMENTO E RENOVAÇÃO DE TECIDOS A mitose garante que 2 a partir de uma única célula, se formem duas células geneticamente idênticas todos os fenómenos de:

Leia mais

IFSP_CUBATÃO REPRODUÇÃO. Prof. Toscano

IFSP_CUBATÃO REPRODUÇÃO. Prof. Toscano IFSP_CUBATÃO REPRODUÇÃO Prof. Toscano Reprodução é a propriedade que os seres vivos possuem de gerarem descendentes e que lhes permite perpetuar-se no ambiente. REPRODUÇÃO ASSEXUADA OU AGÂMICA OCORRE SEM

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SERES VIVOS PROF. PANTHERA

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SERES VIVOS PROF. PANTHERA CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SERES VIVOS PROF. PANTHERA COMPOSIÇÃO QUÍMICA COMPLEXA Está representada por: Substâncias inorgânicas: água e sais minerais. Substâncias orgânicas (possuem o carbono como elemento

Leia mais

Biologia. Natália Aguiar Paludetto

Biologia. Natália Aguiar Paludetto Biologia Natália Aguiar Paludetto Aula de hoje: Introdução à Biologia O que é? O que estuda? Como se organiza? Referência bibliográfica: Bio Volume Único, Sônia Lopes, editora Saraiva. Biologia estudo

Leia mais

Biologia e Geologia Módulo 4 Cromossomas, ciclo celular e reprodução assexuada

Biologia e Geologia Módulo 4 Cromossomas, ciclo celular e reprodução assexuada FICHA (IN)FORMATIVA Nº 2 Biologia e Geologia Módulo 4 Cromossomas, ciclo celular e reprodução assexuada Cromossomas No núcleo das células o DNA encontra-se associado a proteínas e a rrna formando estruturas

Leia mais

Terra um planeta com Vida

Terra um planeta com Vida Condições que permitiram o aparecimento da Vida na Terra O aparecimento da Vida resultou das características particulares da Terra. Formação da Terra há cerca de 4600 M.a. Formação de uma atmosfera primitiva.

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA 11/08/2015 MITOSE

MEDICINA VETERINÁRIA 11/08/2015 MITOSE MEDICINA VETERINÁRIA O ciclo celular é o conjunto de fenômenos que ocorre numa célula viva durante um período entre divisões dessa célula, ou seja, num período de reprodução a reprodução. Genética Animal

Leia mais

PROPAGAÇÃO VEGETATIVA

PROPAGAÇÃO VEGETATIVA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA Propagação vegetativa em espécies florestais: Enxertia Estaquia Microestaquia Enxertia União de partes de uma planta em outra, de forma que as duas partes de plantas diferentes passem

Leia mais

Aula 10 REPRODUÇÃO DAS PLANTAS. META Estudar os processos de propagação de plantas. OBJETIVOS

Aula 10 REPRODUÇÃO DAS PLANTAS. META Estudar os processos de propagação de plantas. OBJETIVOS REPRODUÇÃO DAS PLANTAS Aula 10 META Estudar os processos de propagação de plantas. OBJETIVOS entender os processos de propagação de plantas através da reprodução sexuada e assexuada. Conhecimento dos conceitos

Leia mais

TD de Revisão de Biologia- 9º ano- 4ª etapa Profa: Ana Gardênia Assunto: Mitose e Meiose

TD de Revisão de Biologia- 9º ano- 4ª etapa Profa: Ana Gardênia Assunto: Mitose e Meiose TD de Revisão de Biologia- 9º ano- 4ª etapa Profa: Ana Gardênia Assunto: Mitose e Meiose 1. A interfase é definida como o período que antecede as divisões celulares. Sobre este processo, responda: a) Qual

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT O animismo abrange a crença de que não há separação entre o mundo espiritual e físico (ou material); Esses povos antigos, acreditavam que existem(iam)

Leia mais

O controle do crescimento e do desenvolvimento de um vegetal depende de alguns fatores:

O controle do crescimento e do desenvolvimento de um vegetal depende de alguns fatores: O controle do crescimento e do desenvolvimento de um vegetal depende de alguns fatores: Disponibilidade de luz Disponibilidade de água Nutrientes minerais Temperatura Um outro fator que regula o crescimento

Leia mais

NUTRIÇÃO E METABOLISMO FÚNGICO. CRESCIMENTO E REPRODUÇÃO

NUTRIÇÃO E METABOLISMO FÚNGICO. CRESCIMENTO E REPRODUÇÃO Fernanda Villar Corrêa Microbiologia Geral NUTRIÇÃO E METABOLISMO FÚNGICO. CRESCIMENTO E REPRODUÇÃO ESTRUTURA - Os fungos podem se desenvolver em meios de cultivo especiais formando colônias de dois tipos:

Leia mais

Mitose. É realizada por células eucarióticas, tanto somáticas como germinativas;

Mitose. É realizada por células eucarióticas, tanto somáticas como germinativas; MITOSE É o processo de divisão celular através do qual uma célula eucariótica dá origem a duas outras células semelhantes entre si e, semelhantes à célula-mãe ; 2n=2 Mitose 2n=2 2n=2 É realizada por células

Leia mais

DIVISÃO CELULAR MITOSE

DIVISÃO CELULAR MITOSE DIVISÃO CELULAR MITOSE Pela reprodução das células, a vida atravessa o tempo. Daniel Mazia, biólogo (1912-1996) Divisão equacional: E MITOSE Origina duas células genética e cromossomicamente iguais a célula

Leia mais

Crescimento e regeneração de tecidos

Crescimento e regeneração de tecidos Crescimento e regeneração de tecidos Crescimento Renovação celular Regeneração celular A mitose é um processo de divisão nuclear segundo o qual uma célula origina duas células geneticamente idênticas.

Leia mais

Ao microscópio electrónico, o material genético apresenta-se como um fio de contas com cerca de 10nm de diâmetro

Ao microscópio electrónico, o material genético apresenta-se como um fio de contas com cerca de 10nm de diâmetro Cromatina material genético distendido Ao microscópio electrónico, o material genético apresenta-se como um fio de contas com cerca de 10nm de diâmetro Cromossoma material genético condensado Centrómero

Leia mais

Bactérias Vírus Fungos Protozoários O QUE SÃO

Bactérias Vírus Fungos Protozoários O QUE SÃO Bactérias Vírus Fungos Protozoários RESUMO DOS PRINCIPAIS MICRORGANISMOS, O QUE SÃO MEIOS DE PROLIFERAÇÃO... Diferença entre as células Bactérias São seres muito simples, unicelulares e com célula procariótica

Leia mais

Crescimento e regeneração de tecidos vs diferenciação celular

Crescimento e regeneração de tecidos vs diferenciação celular Crescimento e regeneração de tecidos vs diferenciação celular Os exemplos de desenvolvimento que a natureza oferece por toda a parte aos nossos olhos fazem precisar que os fetos talvez já estivessem contidos

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA DIVISÃO CELULAR

IMPORTÂNCIA DA DIVISÃO CELULAR Cerca de 30 minutos Divisão Celular IMPORTÂNCIA DA DIVISÃO CELULAR Reprodução dos seres unicelulares Multiplicação /crescimento celular dos organismos pluricelulares Renovação e Regeneração de tecidos

Leia mais

Que processos são responsáveis pela unidade e variabilidade celular? Reprodução e variabilidade, que relação?

Que processos são responsáveis pela unidade e variabilidade celular? Reprodução e variabilidade, que relação? SITUAÇÃO-PROBLEMA: Que processos são responsáveis pela unidade e variabilidade celular? Reprodução e variabilidade, que relação? Que processos são responsáveis pela unidade celular? Qual a relação entre

Leia mais

CICLO CELULAR. Conjunto de modificações por que passa uma célula, desde seu aparecimento até sua própria duplicação.

CICLO CELULAR. Conjunto de modificações por que passa uma célula, desde seu aparecimento até sua própria duplicação. CICLO CELULAR Conjunto de modificações por que passa uma célula, desde seu aparecimento até sua própria duplicação. DIVIDIDO EM: INTÉRFASE DIVISÃO CELULAR MITOSE MEIOSE Divisão Celular O Ciclo Celular

Leia mais

Ciclo celular Interfase e divisão celular

Ciclo celular Interfase e divisão celular Ciclo celular Interfase e divisão celular Equipe de Biologia Ciclo Celular Consiste num conjunto de processos que ocorrem desde a formação de uma célula até a sua própria divisão em duas células-filhas,

Leia mais

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira Reprodução nas plantas Apresentação feita por Como se reproduzem as plantas com flor? As plantas com flor reproduzem-se por sementes, que resultam da reprodução sexuada, que ocorre quando as células sexuais

Leia mais

2008/09. Quais as potencialidades e limitações da mitose ao assegurar os processos de reprodução dos seres vivos?

2008/09. Quais as potencialidades e limitações da mitose ao assegurar os processos de reprodução dos seres vivos? Reprodução A reprodução assexuada não contribui para a variabilidade genética das populações, porém assegura o seu rápido crescimento e a colonização de ambientes favoráveis. A reprodução sexuada assegura

Leia mais

Os fungos, seus benefícios e seus prejuízos ao homem

Os fungos, seus benefícios e seus prejuízos ao homem Os fungos, seus benefícios e seus prejuízos ao homem Comparação dos fungos com as plantas e os animais Plantas Fungos Animais São heterótrofos Possuem parede celular Glicogênio como polissacarídeo de reserva

Leia mais

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio Reprodução e Noções de Embriologia Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio São Paulo, 2013 Estrutura da Aula Tipos de Reprodução Processos assexuados de Reprodução Ciclos de vida Gametogênese

Leia mais

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS. 1) Reprodução assexuada em algas

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS. 1) Reprodução assexuada em algas REPRODUÇÃO NAS PLANTAS 1) Reprodução assexuada em algas São três os filos formados por algas consideradas plantas: clorofíceas (verdes), rodofíceas (vermelhas) e feofíceas (pardas). Dentre esses três grupos,

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Ciências 8 o ano Unidade 3 5 Unidade 3 Nome: Data: 1. As bactérias não têm núcleo nem DNA. Você concorda com essa afirmação? Justifique. 2. Uma mulher de 40 anos de idade está

Leia mais

A célula em divisão. Meiose

A célula em divisão. Meiose A célula em divisão Meiose A meiose é a divisão celular que possibilitou a consolidação da reprodução sexuada entre os seres vivos......pois ela origina células com a metade do número de cromossomas presentes

Leia mais

Ciências Naturais 8. o ano de escolaridade

Ciências Naturais 8. o ano de escolaridade Ciências Naturais 8. o ano de escolaridade SUBDOMÍNIO Sistema Terra: da célula à biodiversidade OBJETIVO: 3. Compreender a célula como a unidade básica da biodiversidade existente na Terra Qual é a unidade

Leia mais

Reino Monera Reino Monera Características da célula Fonte de energia Reino Monera Reino Monera Fonte de matéria orgânica Reprodução

Reino Monera Reino Monera Características da célula Fonte de energia Reino Monera Reino Monera Fonte de matéria orgânica Reprodução Características da célula Procariontes Unicelulares Fonte de energia Anaeróbicos não utilizam O2 como fonte de energia Aeróbicos utilizam O2 como fonte de energia 1 2 Fonte de matéria orgânica Autótrofos

Leia mais

Teste de Avaliação. Biologia e Geologia 11º 1ºPeríodo/ 1º Teste

Teste de Avaliação. Biologia e Geologia 11º 1ºPeríodo/ 1º Teste Teste de Avaliação Biologia e Geologia 11º 1ºPeríodo/ 1º Teste I Cotações A figura 1 esquematiza a experiência de Griffith. Com base na figura 1 e nos conhecimentos que possuis, responde às questões que

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO DESAFIO N / 1 BIMESTRE

COLÉGIO MONJOLO DESAFIO N / 1 BIMESTRE COLÉGIO MONJOLO DESAFIO N 01 2017 / 1 BIMESTRE DISCIPLINA: CIÊNCIAS NOME DO PROFESSOR (A): FRANCISCO JARDEL Data da entrega: 24/02/2017. Aluno(a): 8 Ano: CÉLULA, UNIDADE BÁSICA DOS SERES VIVOS. Todos os

Leia mais

Divisão Celular: Mitose e Meiose

Divisão Celular: Mitose e Meiose Aula Biologia Tema: Divisão celular: Mitose e Meiose 1) Conceitos Prévios Cromossomo: Estrutura que contém uma longa molécula de DNA associada a proteínas histonas, visível ao microscópio óptico em células

Leia mais

O sucesso de uma espécie e ponto evolutivo são: capacidade de se reproduzir e gerar descendentes férteis; variabilidade genética dos indivíduos;

O sucesso de uma espécie e ponto evolutivo são: capacidade de se reproduzir e gerar descendentes férteis; variabilidade genética dos indivíduos; O sucesso de uma espécie e ponto evolutivo são: adaptações ao meio ambiente; capacidade de se reproduzir e gerar descendentes férteis; variabilidade genética dos indivíduos; Teoria sobre o surgimento dos

Leia mais

Ribossomos: Grânulos encontrados geralmente no retículo endoplasmático rugoso. Têm a função de produzir proteínas.

Ribossomos: Grânulos encontrados geralmente no retículo endoplasmático rugoso. Têm a função de produzir proteínas. A CÉLULA A célula é a menor parte funcional dos seres vivos multicelulares e ainda pode ser um ser vivo como um todo, por exemplo, uma bactéria, que é uma única célula (ser vivo unicelular). As células

Leia mais

A Célula. A teoria celular, postulada por Schleiden e Schwann, assenta nos seguintes pressupostos:

A Célula. A teoria celular, postulada por Schleiden e Schwann, assenta nos seguintes pressupostos: A Célula Teoria celular: A teoria celular, postulada por Schleiden e Schwann, assenta nos seguintes pressupostos: A célula é a unidade básica estrutural e funcional de todos os seres vivos (isto é, todos

Leia mais

Características Gerais Seres uni ou pluricelulares, sem tecidos verdadeiros. Suas células são chamadas hifas, sendo que um emaranhado de hifas recebe

Características Gerais Seres uni ou pluricelulares, sem tecidos verdadeiros. Suas células são chamadas hifas, sendo que um emaranhado de hifas recebe REINO FUNGI Características Gerais Seres uni ou pluricelulares, sem tecidos verdadeiros. Suas células são chamadas hifas, sendo que um emaranhado de hifas recebe o nome de micélio. Características Gerais

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: Biologia Série: 1ª Professor (a): Juliana Brito Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Biologia. ( ) centríolo (A) 2, 1, 3, 5, 6, 4. ( ) retículo endoplasmático (B) 2, 1, 3, 5, 4, 6. ( ) complexo de Golgi (C) 1, 6, 5, 3, 2, 4

Biologia. ( ) centríolo (A) 2, 1, 3, 5, 6, 4. ( ) retículo endoplasmático (B) 2, 1, 3, 5, 4, 6. ( ) complexo de Golgi (C) 1, 6, 5, 3, 2, 4 Biologia 21. Associe os números das estruturas celulares assinaladas no desenho com os respectivos nomes da coluna abaixo do desenho. A seguir, assinale a opção em que a seqüência coincida com o que foi

Leia mais

Ciclo Celular. Prof. Tiago Collares, Dr. (MSN) ( )

Ciclo Celular. Prof. Tiago Collares, Dr. (MSN) ( ) Ciclo Celular Prof. Tiago Collares, Dr. tiago_collares@hotmail.com (MSN) collares.t@gmail.com (e-mail ) O Ciclo Celular Toda célula se origina da divisão de uma célula preexistente; Nos eucariontes, o

Leia mais

Biologia e Geologia (Ano II)

Biologia e Geologia (Ano II) Biologia e Geologia (Ano II) Resumo da segunda parte da Matéria de Biologia 11º Ano O Essencial sobre a Reprodução Assexuada e Sexuada Em 17 Páginas Autor: Objectivos propostos: Identificar estratégias

Leia mais

BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO

BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO Biologia Prof. Rogério 2016 BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO Professor Rogério Imagens meramente ilustrativas, domínio público sites diversos/internet Biologia Prof. Rogério 2016 O QUE CARACTERIZA UM

Leia mais

Hormônios Vegetais Regulação do crescimento

Hormônios Vegetais Regulação do crescimento Hormônios Vegetais Regulação do crescimento Interações de fatores no desenvolvimento vegetal Genoma da planta Codificação de enzimas catalisadoras de reações bioquímicas de desenvolvimento Estímulos ambientais

Leia mais

AULA 2 Propagação assexuada Micropropagação Macropropagação Enxertia Borbulhia Mergulhia Amontoa Alporquia Estaquia Katia Christina Zuffellato-Ribas

AULA 2 Propagação assexuada Micropropagação Macropropagação Enxertia Borbulhia Mergulhia Amontoa Alporquia Estaquia Katia Christina Zuffellato-Ribas AULA 2 Propagação assexuada Micropropagação Macropropagação Enxertia Borbulhia Mergulhia Amontoa Alporquia Estaquia Katia Christina Zuffellato-Ribas PROPAGAÇÃO ASSEXUADA (VEGETATIVA) MICROPROPAGAÇÃO MACROPROPAGAÇÃO

Leia mais

Ciclo Celular: Mitose & Meiose Prof. Dr. Philip Wolff Prof. Dr. Renato M. Salgado

Ciclo Celular: Mitose & Meiose Prof. Dr. Philip Wolff Prof. Dr. Renato M. Salgado : Mitose & Meiose Prof. Dr. Philip Wolff Prof. Dr. Renato M. Salgado Onde surge uma célula, existia uma célula anteriormente, assim como os animais só podem surgir de animais, e as plantas, de plantas

Leia mais

Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia. Aula 3.1 Bactérias

Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia. Aula 3.1 Bactérias Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia Aula 3.1 Bactérias CLASSIFICAÇÃO: Bactérias Quanto a respiração: Aeróbicas: crescem apenas na presença de O 2. Anaeróbicas: crescem em ausência

Leia mais

REINO FUNGI. Características Gerais. Características Gerais. Corpo dos fungos multicelulares NUTRIÇÃO NUTRIÇÃO PARASITAS SAPRÓFAGOS

REINO FUNGI. Características Gerais. Características Gerais. Corpo dos fungos multicelulares NUTRIÇÃO NUTRIÇÃO PARASITAS SAPRÓFAGOS REINO FUNGI Prof. Harry Pilz Características Gerais Seres uni ou pluricelulares, sem tecidos verdadeiros. Aeróbicos ou anaeróbicos. Vivem em diversos ambientes, preferencialmente nos úmidos e ricos em

Leia mais

CORPO HUMANO: UM TODO FORMADO POR MUITAS PARTES

CORPO HUMANO: UM TODO FORMADO POR MUITAS PARTES CORPO HUMANO: UM TODO FORMADO POR MUITAS PARTES NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DA VIDA A Célula ( menor porção de um ser vivo) B - Tecido( Conjunto de células com funções semelhantes) C - Órgão ( Conjuntos de tecidos

Leia mais

CONCEITOS DE BIOLOGIA ANO 1 E ANO 2

CONCEITOS DE BIOLOGIA ANO 1 E ANO 2 CONCEITOS DE BIOLOGIA ANO 1 E ANO 2 MÓDULO INICIAL DIVERSIDADE NA BIOSFERA A Biosfera Biosfera Ecossistema Comunidade População Espécie Organismo Sistema de órgãos Órgão/Tecido Seres unicelulares Seres

Leia mais

Uma das características básicas da vida é a capacidade de responder a estímulos do meio

Uma das características básicas da vida é a capacidade de responder a estímulos do meio Hormonas vegetais Uma das características básicas da vida é a capacidade de responder a estímulos do meio Em resposta a factores externos, as plantas produzem mensageiros químicos, as hormonas vegetais

Leia mais

REINO MONERA (Procariontes)

REINO MONERA (Procariontes) REINO MONERA (Procariontes) REINO MONERA (Procariontes) São as células mais simples, chamadas PROCARIONTES. São desprovidas de carioteca e da maioria das organelas (possuem apenas ribossomo). CAPSULA CITOPLASMA

Leia mais

REINO MONERA (Procariontes)

REINO MONERA (Procariontes) Reino Monera REINO MONERA (Procariontes) REINO MONERA (Procariontes) São as células mais simples, chamadas PROCARIONTES. São desprovidas de carioteca e da maioria das organelas (possuem apenas ribossomo).

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Ciclo celular. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Ciclo celular. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Ciclo celular Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves Mitose e Meiose Conceitos: - Mitose e meiose é responsável pela continuidade genética

Leia mais

Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico - Cód Benedita Ciências Naturais - 6ºANO Ficha informativa Nº

Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico - Cód Benedita Ciências Naturais - 6ºANO Ficha informativa Nº ************************************************************************************************ Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico - Cód. 310 130 - Benedita Ciências Naturais - 6ºANO Ficha informativa

Leia mais

DIVISÃO CELULAR MÓDULO 2 CITOLOGIA

DIVISÃO CELULAR MÓDULO 2 CITOLOGIA DIVISÃO CELULAR MÓDULO 2 CITOLOGIA DIVISÃO CELULAR DIVISÕES CELULARES são processos através dos quais uma célula-mãe dá origem a duas ou mais células-filhas. Elas são necessárias para o crescimento de

Leia mais

Equipe de Biologia. Biologia DIVISÃO CELULAR

Equipe de Biologia. Biologia DIVISÃO CELULAR Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 8R Ensino Médio Equipe de Biologia Data: Biologia DIVISÃO CELULAR A Divisão Celular Os cromossomos são responsáveis pela transmissão dos caracteres hereditários, ou

Leia mais

POLÍGRAFO DE BIOLOGIA PROFESSORA CRISTIANE

POLÍGRAFO DE BIOLOGIA PROFESSORA CRISTIANE POLÍGRAFO DE BIOLOGIA PROFESSORA CRISTIANE NOME: TURMA: São Leopoldo, 2016. 1 2.1 Gimnosperma ( gymnos= nu spermae=semente) São plantas vasculares, possuem raiz, caule e folhas. Elas são as primeiras plantas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E ZOOTECNIA FRUTICULTURA. Prof. Daniel M. Tapia T. Eng.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E ZOOTECNIA FRUTICULTURA. Prof. Daniel M. Tapia T. Eng. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E ZOOTECNIA FRUTICULTURA Prof. Daniel M. Tapia T. Eng. Agrônomo MSc PROPAGAÇÃO Sexual ou gâmica Vegetativa ou assexuada REPRODUÇÃO

Leia mais

Óvulo ( ) + Espermatozóide ( ) formam um zigoto ( ) Óvulo (haplóide) + Espermatozóide (haplóide) formam um zigoto (diplóide)

Óvulo ( ) + Espermatozóide ( ) formam um zigoto ( ) Óvulo (haplóide) + Espermatozóide (haplóide) formam um zigoto (diplóide) Óvulo ( ) + Espermatozóide ( ) formam um zigoto ( ) Óvulo (haplóide) + Espermatozóide (haplóide) formam um zigoto (diplóide) + + Óvulo ( ) Espermatozóide ( ) Óvulo (n=3) Espermatozóide (n=3) Zigoto ( )

Leia mais

Características gerais

Características gerais Características gerais Organismos eucariontes, unicelulares ou pluricelulares; Podem ser de vida livre ou não; Podem ser encontrados nos mais variados ambientes, preferencialmente em lugares úmidos; Característica

Leia mais

Mitose Divisão Equacional

Mitose Divisão Equacional Mitose Divisão Equacional Mitose X Meiose Mitose = Divisão Equacional E! Velocidade da divisão celular Em seres pluricelulares: 1. Desenvolvimento diferenciação celular 2. Crescimento 3. Renovação 4. Regeneração

Leia mais

Processo em que se cobre os alimentos com açúcar ou numa solução açucarada.

Processo em que se cobre os alimentos com açúcar ou numa solução açucarada. Solução de açúcar Processo em que se cobre os alimentos com açúcar ou numa solução açucarada. Produtos alimentares Geleia Compota Frutas cristalizadas Os microrganismos entram em desidratação, uma vez

Leia mais

Engenharia Agronômica. Biologia Celular 1º Período

Engenharia Agronômica. Biologia Celular 1º Período Engenharia Agronômica Biologia Celular 1º Período Apresentação Introdução: Estrutura, funções e evoluções das células Cap. 01 (Junqueira e Carneiro) e Biologia das células (Amabis e Martho, UFRJ) videos\a

Leia mais

Engenharia Genética e Biotecnologia

Engenharia Genética e Biotecnologia Engenharia Genética e Biotecnologia 1. (PUC - SP-2005) Encontram-se a seguir um esquema do embrião humano com aproximadamente 5 dias e um trecho sobre clonagem: Na clonagem terapêutica são utilizadas células-tronco,

Leia mais

Parede primária e secundária. Lomandraceae, Monocotiledônea

Parede primária e secundária. Lomandraceae, Monocotiledônea Parede primária e secundária Lomandraceae, Monocotiledônea Lamela média Cordia trichotoma Corte transversal caule Parede primária e secundária Parede primária Constituição 65% de água 25% celulose 25%

Leia mais

Apoptose e Ciclo Celular Nutrição

Apoptose e Ciclo Celular Nutrição Apoptose e Ciclo Celular Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 APOPTOSE Do grego declínio Citado em poema grego clássico referindose a folhas caindo da árvore. APOPTOSE Morte

Leia mais

Prof. Juliana -

Prof. Juliana - Mitose e Meiose CICLO CELULAR Célula encaminhada à progressão no ciclo por mecanismos de regulação relacionados a crescimento multiplicação diferenciação celular condição de latência. Falhas nos mecanismos

Leia mais

Acção de Formação: " Utilização e Organização dos Laboratórios Escolares "

Acção de Formação:  Utilização e Organização dos Laboratórios Escolares ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ RÉGIO DE VILA DO CONDE Acção de Formação: " Utilização e Organização dos Laboratórios Escolares " Formador: Prof. D tor Victor Duarte Teodoro Formando: Maria Marcelina Ramos Maia

Leia mais

DIVISÃO CELULAR: MITOSE E MEIOSE

DIVISÃO CELULAR: MITOSE E MEIOSE Divisão Reducional Divisão Equacional Divisão Equacional DIVISÃO CELULAR: MITOSE E MEIOSE Prof. Leonardo F. Stahnke CICLO CELULAR E SUAS FASES Em organismos unicelulares a divisão da célula é considerada

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO Disciplina de BIOLOGIA E GEOLOGIA 11º ano

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO Disciplina de BIOLOGIA E GEOLOGIA 11º ano ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO Disciplina de BIOLOGIA E GEOLOGIA 11º ano 1º Teste de avaliação sumativa 11º A TEMA: Diversidade na Biosfera, a Célula, DNA e Síntese de Proteínas, Reprodução assexuada

Leia mais

REINO PLANTAE. Biologia 2, Capítulo 1. Prof. João

REINO PLANTAE. Biologia 2, Capítulo 1. Prof. João REINO PLANTAE Biologia 2, Capítulo 1 Prof. João DIVISÃO E CARACTERÍSTICAS GERAIS O reino Plantae corresponde à todas as plantas e vegetais encontrados no mundo. Os representantes do reino podem ser reunidos

Leia mais

Planificação Anual de Ciências Naturais 5º ano

Planificação Anual de Ciências Naturais 5º ano Planificação Anual de Ciências Naturais 5º ano 1º Período ( 17 semanas) Ano Lectivo 2012/2013 Apresentação. Regras de trabalho na aula. Ficha diagnóstica. 3 Introdução Onde existe vida? Primeira abordagem

Leia mais

MUDAS E VIVEIROS. Aula 02 Mudas e viveiros

MUDAS E VIVEIROS. Aula 02 Mudas e viveiros MUDAS E VIVEIROS 1 1. DEFINIÇÃO: MUDA - estrutura vegetal de qualquer espécie ou cultivar, proveniente de reprodução sexuada ou assexuada convenientemente produzida e que tenha finalidade específica de

Leia mais

Ciclo Celular 25/02/2014. Ciclo celular. O ciclo celular é todo o ciclo de vida da célula, dividido em duas fases principais - interfase e mitose

Ciclo Celular 25/02/2014. Ciclo celular. O ciclo celular é todo o ciclo de vida da célula, dividido em duas fases principais - interfase e mitose Vera Andrade http://histologiavvargas.wordpress.com/ Ciclo Celular G1 (Gap, lacuna) S (Síntese) G2 (Gap) Fase M Divisão Celular (Mitose) e Citocinese G1 (Gap) O ciclo celular é todo o ciclo de vida da

Leia mais

Abril Educação Plantas/Algas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Abril Educação Plantas/Algas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Abril Educação Plantas/Algas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Qual é a importância dos vegetais para a vida animal? Questão 2 Diferencie uma célula animal de uma vegetal. Questão

Leia mais

MERISTEMA APICAL DO CAULE

MERISTEMA APICAL DO CAULE MERISTEMA APICAL DO CAULE Células iniciais (divisão lenta) Alta atividade de divisão celular Origem da porção central caulinar Originam primórdios foliares Meristema apical caulinar: Túnica - Corpo t c

Leia mais

Ciclo Celular e Divisão Celular (Mitose e Meiose)

Ciclo Celular e Divisão Celular (Mitose e Meiose) Ciclo Celular e Divisão Celular (Mitose e Meiose) CICLO CELULAR Eventos que preparam e realizam a divisão celular Mecanismos responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento Células somáticas célula duplica

Leia mais

Reprodução assexuada. Biologia Unidade 6: Reprodução

Reprodução assexuada. Biologia Unidade 6: Reprodução 1 Reprodução assexuada Biologia Unidade 6: Reprodução 4 2 Reprodução assexuada: diversidade de processos INTRODUÇÃO A reprodução assexuada é um tipo de reprodução que não envolve células sexuais masculinas

Leia mais