Eliminação do Consumo de Hidroclorofluorcarbonos - HCFCs

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Eliminação do Consumo de Hidroclorofluorcarbonos - HCFCs"

Transcrição

1 SECRETARIA DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E QUALIDADE AMBIENTAL - SMCQ Eliminação do Consumo de Hidroclorofluorcarbonos - HCFCs FRANK AMORIM ANALISTA AMBIENTAL

2 Mecanismo de destruição da molécula de ozônio Radiação UV remove o átomo de cloro da molécula de CFCs UVB Radical de cloro quebra a ligação da molécula de ozônio Cl O 3 de cloro e oxigênio Cl O 2 O Molécula de oxigênio é liberada na atmosfera CFC O 2 Cl Cl Átomo de oxigênio na atmosfera O Produz oxigênio e libera radical de cloro O Quebra ligação da molécula de monóxido de cloro

3 Evolução do buraco da Camada de Ozônio na Antártida Setembro 1980 Setembro 2011 Fonte: NASA

4 Linha do Tempo Síntese do CFC Descobre que CFC destrói Camada de Ozônio Convenção de Viena Protocolo de Montreal Eliminação do consumo de CFC nos desenvolvidos Eliminação do Consumo de CFC em desenvolvimento Adesão do Brasil Novo cronograma de eliminação dos HCFCs PBH Congelamento HCFCs Redução de 10% - 35% - 67,5% - 97,5% Eliminação do Consumo de HCFCs Recuperação da Camada de Ozônio

5 Fundo Multilateral para a Implementação do Protocolo de Montreal Convenção de Viena (1985) Protocolo de Montreal (1987) Fundo Multilateral (1990) Países Artigo 2 Agências implementadoras: PNUD Alemanha - GIZ UNIDO Banco Mundial PNUMA Países do Artigo 5

6 Estrutura do Governo Brasileiro Brasil Comitê Executivo Interministerial PROZON MMA (coordenação) MS MAPA MDIC MRE MCT MF IBAMA ANVISA Regulamentação Decreto /90 Resolução CONAMA 13/95 Resolução CONAMA 267/00 Resolução CONAMA 340/03 Instrução Normativa IBAMA 37/04 Instrução Normativa IBAMA 96/06 Instrução Normativa IBAMA 207/08 Portarias MMA

7 Histórico Protocolo de Montreal no Brasil Histórico Simplificado 1990 Brasil adere ao Protocolo de Montreal Consumo brasileiro de Clorofluorcarbonos - CFCs = toneladas PDO 2010 Consumo brasileiro de CFCs = ZERO toneladas PDO Consumo brasileiro de HCFCs = 1327,3 toneladas PDO 2011 Aprovado o Programa Brasileiro de Eliminação dos Hidroclorofluorcarbonos HCFCs (Fase 1 - PBH) pelo Comitê Executivo do Fundo Multilateral para Implementação do Protocolo de Montreal Valor US$ ,00

8 Potencial de Destruição de Ozônio (PDO) e Potencial de Aquecimento Global (PAG) Substância Tempo de vida (anos) PDO 1 PAG 2 CFC-11 (CCl 3 F) Triclorofluormetano 45 1, CFC-12 (CCl 2 F 2 ) Diclorodifluormetano 100 1, Halon-1211 (CF 2 BrCl) 16 3, Halon-1301 (CF 3 Br) 65 10, Brometo de Metila (CH 3 Br) 0,8 0,6 5 CTC (CCl 4 ) Tetracloreto de carbono 26 1, HCFC-22 (CHF 2 Cl) Clorodifluormetano 11,9 0, HCFC-141b (C 2 H 3 FCl 2 ) Diclorofluoretano 9,2 0, Fonte: World Meteorological Organization (2010). 1 Segundo o Protocolo de Montreal. 2 Horizonte de tempo de 100 anos.

9 Aplicações dos Hidroclorofluorcarbonos - HCFCs Uso de HCFCs Setor de Manufatura Setor de Serviços HCFC-22 HCFC-123 HCFC-141b HCFC-142b HCFC-22 HCFC-123 HCFC-141b Misturas de HCFCs RAC XPS Extintor de incêndios Espumas Solventes Aerossóis XPS RAC Chillers Limpeza de circuitos RAC RAC Refrigeração e Ar Condicionado. Chiller Equipamento central de ar condicionado (resfriadores de líquido). HCFC-141b substância química halogenada controlada pelo Protocolo de Montreal e utilizada como agente expansor na fabricação de espuma de poliuretano, solvente (indústria farmacêutica e limpeza de peças e circuitos). HCFC-22 substância química halogenada controlada pelo Protocolo de Montreal utilizada principalmente com fluido frigorífico em equipamentos RAC para retirada de calor.

10 Consumo agregado de HCFCs (Brasil ) SETOR SUBSTÂNCIA APLICAÇÃO t PDO % t PDO HCFC-22 Refrigeração e Ar condicionado 112,97 7,98 HCFC-141b Espumas 616,85 43,58 HCFC-141b Solventes e Aerossóis 32,47 2,29 Manufatura HCFC-123 Extinção de Incêndio 0,02 0,0014 HCFC-142b Espumas 4,37 0,309 HCFC-22 Refrigeração e Ar condicionado 640,13 45,2 Serviços HCFC-123 Refrigeração e Ar condicionado 0,14 0,0099 Misturas de HCFC Refrigeração e Ar condicionado 8,53 0,60

11 Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs Acordo Associado: documento que contempla o entendimento entre o Governo do Brasil e o Comitê Executivo do Fundo Multilateral para Implementação de Protocolo de Montreal com relação à redução do uso controlado de HCFCs até 01 de janeiro de 2015 (Fase 1 PBH). APÊNDICE 1-A : AS SUBSTÂNCIAS (Acordo Associado consumo 2015) Substância Anexo Grupo Ponto inicial para reduções agregadas no consumo de HCFCs (t PDO) HCFC ,60 HCFC-141b 353,00 HCFC-142b 5,60 C I HCFC-123 0,30 HCFC-124 7,70 Total 1,107,20 Implementação das ações (Componente 1, 2, 3 e 4) definidas na Fase 1 do Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Ações da Fase 1 do PBH são coordenadas pelo MMA e implementadas pelo IBAMA, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD e pela Agência de Cooperação Internacional Alemã GIZ.

12 Metas do Protocolo de Montreal Consumo/Projeto Toneladas PDO Linha de Base (média do consumo 2009 e 2010) 1.327,30 Consumo ,39 Consumo 2012 não disponível Consumo máximo 2013 = Linha de Base 1.327,30 Consumo máximo 2015 (-16,6%) 1.107,20 Consumo máximo 2020 (-35%) 862,70 Consumo máximo 2025 (-67,5%) 431,40 Consumo máximo 2030 (-97,5%) 33,20 Consumo ,00

13 Marco Estratégico

14 Objetivos das Ações de Proteção da Camada de Ozônio Fase 1 do PBH Cumprir com as metas estabelecidas pelo Protocolo de Montreal para a recuperação da camada de ozônio aos níveis de 1980 em meados do século XXI; Contribuir para que a indústria nacional que utiliza o HCFC-141b como matéria-prima na manufatura de espuma elimine o consumo da substância com a adoção de tecnologias de ZERO PDO e baixo GWP (menor que 25 CO 2equiv ). Reduzir o consumo de HCFC-22 por meio da implementação e adoção de normas e procedimentos para o controle e diminuição dos vazamentos; Incentivar a utilização de substâncias com ZERO PDO e de baixo potencial de aquecimento global; Eliminar o consumo de 16,6% de HCFCs até 2015 (Fase 1 PBH), equivalente a 220,3 toneladas PDO.

15 Estratégia de redução do consumo de HCFCs Fase 1 - PBH Substância Setor Aplicação Toneladas PDO eliminadas (até 2015) Manufatura espuma de poliuretano Painéis Contínuos 32,4 Pele Integral / Flexível Moldada 86,8 Poliuretano rígido 49,6 HCFC-141b Sub-total 168,8 Ações Regulatórias Refrigeração e Ar condicionado 1,5 Serviços Refrigeração e Ar condicionado 50,0 HCFC-22 Sub-total 51,5 Total 220,3 168,8 toneladas PDO eliminadas com a redução do consumo de HCFC-141b; 51,5 toneladas PDO eliminadas com a redução do consumo de HCFC-22.

16 Orçamento Previsto Fase1 - PBH Substância Todas Tipo de Projeto Não investimento Setor Aplicação Toneladas PDO Custo (em dólar) Todos Ações Regulatórias 1, ,00 Painéis Contínuos 32, ,00 HCFC-141b Investimento Espumas de PU Pele Integral, Espumas Flexíveis Moldadas Projetos Individuais Pele Integral, Espumas Flexíveis Moldadas Projetos em Grupo 47, ,00 39, ,00 HCFC-22 Todas Não Investimento Não Investimento Refrigeração e ar condicionado Aquecedores Solares, Recipientes Térmicos (Thermoware), Revestimentos em Canos (pipe in pipe) e Embalagens 49, ,00 Serviços 50, ,09 Todos Unidade de Implementação e Monitoramento ,00 Total Fase 1 - PBH 220, ,00

17 Estimativa de emissões evitadas pela redução no consumo de HCFCs (t CO 2 eq) Total HCFC HCFC-141b Total

18 Protegendo nossa atmosfera para as gerações futuras. Muito Obrigado O Brasil e a proteção da camada de ozônio uma parceria bem sucedida entre governo, setor produtivo e sociedade. Telefones: (61) /2274

A Eliminação das Substâncias Destruidoras da Camada de Ozônio no Brasil

A Eliminação das Substâncias Destruidoras da Camada de Ozônio no Brasil Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Departamento de Mudanças Climáticas Coordenação de Proteção da Camada de Ozônio A Eliminação das Substâncias Destruidoras

Leia mais

O PROTOCOLO DE MONTREAL E A ELIMINAÇÃO DAS SDOs NO BRASIL

O PROTOCOLO DE MONTREAL E A ELIMINAÇÃO DAS SDOs NO BRASIL Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Departamento de Mudanças Climáticas Coordenação de Proteção da Camada de Ozônio O PROTOCOLO DE MONTREAL E A ELIMINAÇÃO

Leia mais

A Camada de Ozônio Encontra-se localizada entre 20 e 35 km de altitude e tem como função proteger a Terra do excesso de radiação ultravioleta do tipo B. Nos seres humanos, a exposição à radiação UV-B está

Leia mais

Protocolo de Montreal

Protocolo de Montreal Protocolo de Montreal Ajuste aprovado em 2007: Decisão XIX/6 da 19ª Reunião das Partes do Protocolo Aceleração do Cronograma de Eliminação dos HCFCs Consumo de HCFCs no Brasil Substância t SDO t PDO HCFC-22

Leia mais

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH. Fábio Moraes dos Santos Analista Ambiental Coordenação CPCO

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH. Fábio Moraes dos Santos Analista Ambiental Coordenação CPCO PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH Fábio Moraes dos Santos Analista Ambiental Coordenação CPCO Evolução do buraco da Camada de Ozônio na Antártida Setembro 1980 Setembro 2011 Setembro 1980

Leia mais

Proteção da Camada de Ozônio

Proteção da Camada de Ozônio Proteção da Camada de Ozônio 1. O que é o ozônio? O ozônio (O 3 ) é um dos gases minoritários mais importantes que, embora encontrado em toda a atmosfera, concentra-se (cerca de 90% do total) na região

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE REFRIGERAÇÃO (RMP)

PLANO DE GESTÃO DE REFRIGERAÇÃO (RMP) REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE DIRECÇÃO NACIONAL DE GESTÃO DO AMBIENTE UNIDADE NACIONAL DO OZONO PLANO DE GESTÃO DE REFRIGERAÇÃO UNIDADE NACIONAL DO OZONO LUANDA ANGOLA 2010 PLANO DE GESTÃO

Leia mais

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH ETAPA 2

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH ETAPA 2 PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH ETAPA 2 Presidência da República Michel Temer Ministério do Meio Ambiente José Sarney Filho Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Everton

Leia mais

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH APROVADO NA 64ª REUNIÃO DO COMITÊ EXECUTIVO DO PROTOCOLO DE MONTREAL

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH APROVADO NA 64ª REUNIÃO DO COMITÊ EXECUTIVO DO PROTOCOLO DE MONTREAL REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH APROVADO NA 64ª REUNIÃO DO COMITÊ EXECUTIVO DO PROTOCOLO DE MONTREAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Coordenação Nacional PROGRAMA

Leia mais

Principais Problemas Ambientais

Principais Problemas Ambientais Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Química Ambiental (2017/2) Química Atmosférica (Parte 2) Principais Problemas Ambientais Felipe Dias dos Reis Principais

Leia mais

Ameaça à Camada de Ozônio

Ameaça à Camada de Ozônio Ameaça à Camada de Ozônio Início dos anos 70 cientistas identificaram problemas em potencial relacionados a: exaustão de aviões supersônicos voando na baixa estratosfera e produtos químicos usados em refrigeradores

Leia mais

O reflexo de nossas ações é o futuro do nosso Planeta.

O reflexo de nossas ações é o futuro do nosso Planeta. tecnologia CO2 O reflexo de nossas ações é o futuro do nosso Planeta. A Freeart Seral orgulha-se de ter seus equipamentos preparados para utilizar uma tecnologia 100% natural em seus produtos, a tecnologia

Leia mais

Espumas com misturas de agentes expansores Solstice LBA e Ciclopentano

Espumas com misturas de agentes expansores Solstice LBA e Ciclopentano Espumas com misturas de agentes expansores Solstice LBA e Ciclopentano Contribuindo para a eficiência energética na Refrigeração Novembro de 2014 Fernanda Porto Painel Isolamento Térmico Agenda A constante

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs Setor de Manufatura de Equipamentos de Refrigeração e Ar Condicionado. ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA Título do cargo Duração Especialista II Especialista Nacional

Leia mais

RECOLHIMENTO, RECICLAGEM E REGENERAÇÃO DE FLUIDOS REFRIGERANTES: bom para o Meio Ambiente, bom para você!

RECOLHIMENTO, RECICLAGEM E REGENERAÇÃO DE FLUIDOS REFRIGERANTES: bom para o Meio Ambiente, bom para você! Ministério do Meio Ambiente MMA Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Departamento de Mudanças Climáticas Coordenação de Proteção da Camada de Ozônio Telefone: (61) 2028-1934 Fax: (61)

Leia mais

DIA MUNDIAL DA PRESERVAÇÃO DA CAMADA DE OZONO

DIA MUNDIAL DA PRESERVAÇÃO DA CAMADA DE OZONO REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE DIRECÇÃO NACIONAL DE GESTÃO DO AMBIENTE UNIDADE NACIONAL DO OZONO 16 DE SETEMBRO DIA MUNDIAL DA PRESERVAÇÃO DA CAMADA DE OZONO LUANDA - ANGOLA 2010 Angola 1 PROTOCOLO

Leia mais

FLUÍDOS FRIGORÍFICOS

FLUÍDOS FRIGORÍFICOS FLUÍDOS FRIGORÍFICOS , Fluidos Frigoríficos ou Refrigerantes Substâncias empregadas como veículo térmico para transporte de calor nos sistemas de refrigeração Podem ser classificados nas seguintes categorias:

Leia mais

Solkane 365/227 Um alternativo de alto desempenho para o HCFC 141b. Painel do Isolamento Térmico São Paulo Novembro/2016

Solkane 365/227 Um alternativo de alto desempenho para o HCFC 141b. Painel do Isolamento Térmico São Paulo Novembro/2016 Solkane 365/227 Um alternativo de alto desempenho para o HCFC 141b Painel do Isolamento Térmico São Paulo Novembro/2016 Fatos Importantes Somos um protagonista da indústria química 90% das vendas em negócios

Leia mais

Solkane 365/227 Um alternativo de alto desempenho para o HCFC 141b. Painel do Isolamento Térmico São Paulo Setembro/2015

Solkane 365/227 Um alternativo de alto desempenho para o HCFC 141b. Painel do Isolamento Térmico São Paulo Setembro/2015 Solkane 365/227 Um alternativo de alto desempenho para o HCFC 141b Painel do Isolamento Térmico São Paulo Setembro/2015 Somos um ator mundial em química com pontos fortes muito atrativos Nossos ponto fortes

Leia mais

16 de Setembro - Dia Mundial da Proteção da Camada de Ozônio

16 de Setembro - Dia Mundial da Proteção da Camada de Ozônio 16 de Setembro - Dia Mundial da Proteção da Camada de Ozônio A Camada de Ozônio e sua Importância para a Preservação da Vida na Terra Armando Tanimoto Paulo Soares Sumário Introdução Origem do Trabalho

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA RESÍDUOS DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) PROTOCOLO DE MONTREAL

LOGÍSTICA REVERSA RESÍDUOS DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) PROTOCOLO DE MONTREAL LOGÍSTICA REVERSA RESÍDUOS DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) PROTOCOLO DE MONTREAL Setembro/2014 Oseas Omena SDOs Substâncias que destroem a camada de ozônio Substâncias químicas sintetizadas pelo homem,

Leia mais

Glossário O Q U E O B R A S I L E S T Á F A Z E N D O P A R A A P R O T E Ç Ã O D A C A M A D A D E O Z Ô N I O

Glossário O Q U E O B R A S I L E S T Á F A Z E N D O P A R A A P R O T E Ç Ã O D A C A M A D A D E O Z Ô N I O Glossário CFC Conama Consumo GTZ HC HFC HCFG Ibama PDO PFC PNC PNUD SDOs Unido Clorofluorcarbono Conselho Nacional do Meio Ambiente Produção de determinada substância, excluindo-se suas importação, exportação

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs Setor de Manufatura de Equipamentos de Refrigeração e Ar Condicionado. TERMO DE REFERÊNCIA Título do cargo Duração Assistente Administrativo de Projeto II 1

Leia mais

Cadastro Técnico Federal

Cadastro Técnico Federal MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS Cadastro Técnico Federal Ações de Controle do Comércio de Substâncias Destruidoras da Camada de

Leia mais

Consumo Nacional de Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio CFC.

Consumo Nacional de Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio CFC. Nome do Indicador: Consumo Nacional de Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio CFC. Os clorofluorcarbonos (CFC's) são substâncias artificiais que foram por muito tempo utilizadas nas indústrias de

Leia mais

SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO (SDOs)

SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO (SDOs) SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO (SDOs) 1. AS PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS QUE TRABALHAM COM SDOs E ALTERNATIVAS (COMPRA, VENDA, UTILIZAÇÃO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO) DEVEM: Ter registro no Cadastro

Leia mais

Supermercados: segurança alimentar é prioridade!

Supermercados: segurança alimentar é prioridade! 2012 Supermercados: segurança alimentar é prioridade! Vamos falar sobre... A Abras. O Setor de Autosserviço Segurança Alimentar Boas práticas Refrigeração ABRAS Entidade civil sem fins lucrativos, criada

Leia mais

Gestão dos Gases de Efeito Estufa

Gestão dos Gases de Efeito Estufa Gestão dos Gases de Efeito Estufa Um Novo Mercado para Pequenas e Médias Empresas 05 de Dezembro 2013 FIESP Mudanças Climáticas Ao longo de seus 4,6 bilhões de anos, a Terra passou por diferentes ciclos

Leia mais

A TERRA E SUA ATMOSFERA

A TERRA E SUA ATMOSFERA A TERRA E SUA ATMOSFERA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Ahrens, C. D. Meteorology Today Trewartha & Horn An Introduction to Climate Varejão-Silva, M. A. Meteorologia e Climatologia Tamanho relativo dos planetas

Leia mais

WWW.PAINEISTERMOISOLANTES.COM.BR Novas tecnologias para isolamento térmico na construção civil: PIR e PUR Rodnei Massamiti Abe Gerente Técnico em Eficiência Energética Dow Brasil Painéis Termoisolantes

Leia mais

Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Etapas 1 e 2

Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Etapas 1 e 2 Programa da Nações Unidas para o Desenvolvimento Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Etapas 1 e 2 Projetos de Conversão Industrial no Setor de Espumas PBH 1ª Etapa 64ª Reunião do Comitê Executivo

Leia mais

Resultado da Consulta Pública 2012 Instrução Normativa sobre Controlde HCFC

Resultado da Consulta Pública 2012 Instrução Normativa sobre Controlde HCFC Resultado da Consulta Pública 2012 Instrução Normativa sobre Controlde HCFC COLABORADOR SUGESTÃO COMENTÁRIO IBAMA ACEITO REDAÇÃO FINAL Correção de digitação e adequação de linguagem (preâmbulo 4º parágrafo,

Leia mais

Reações fotoquímicas na atmosfera

Reações fotoquímicas na atmosfera Fotodissociação e fotoionização Fotodissociação e fotoionização na atmosfera terrestre Ozono estratosférico Formação e destruição do ozono estratosférico Substitutos dos clorofluorocarbonetos Qual a importância

Leia mais

Linha Baymer Nova Geração de Expansores. Phase-out 141b

Linha Baymer Nova Geração de Expansores. Phase-out 141b Linha Baymer Nova Geração de Expansores Phase-out 141b Phase out HCFC s Nas últimas discussões entre os países signatários do Protocolo de Montreal ficaram estabelecidas novas metas para eliminação dos

Leia mais

Perguntas Frequentes Substâncias que Empobrecem a Camada de Ozono

Perguntas Frequentes Substâncias que Empobrecem a Camada de Ozono Perguntas Frequentes Substâncias que Empobrecem a Camada de Ozono 1. Qual a legislação que se aplica em matéria de substâncias que empobrecem a camada de ozono na Região? O Decreto-Lei nº 152/2005, de

Leia mais

Hidrofluorolefinas (HFOs) Alternativa Viável para Substituição de HCFC141b em Espumas Rígidas de Poliuretanos

Hidrofluorolefinas (HFOs) Alternativa Viável para Substituição de HCFC141b em Espumas Rígidas de Poliuretanos FEIPUR 2014 - São Paulo, Novembro Hidrofluorolefinas (HFOs) Alternativa Viável para Substituição de HCFC141b em Espumas Rígidas de Poliuretanos Paulo Altoe e Rodnei Abe - Dow Brasil Evolução dos Agentes

Leia mais

EN-2416 Energia e meio ambiente e sociedade

EN-2416 Energia e meio ambiente e sociedade EN-2416 Energia e meio ambiente e sociedade Efeito estufa e destruição da camada de ozônio Prof. Dr. João Manoel Losada Moreira Universidade Federal do ABC Baseado nos livros: Global warming, J. Houghton,

Leia mais

Componentes do Ambiente. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Componentes do Ambiente. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Componentes do Ambiente Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Bióticos: Seres vivos Microorganismos Animais Plantas Bióticos: Seres vivos Microorganismos Animais Plantas Abióticos: Físico Químico Luz Temperatura

Leia mais

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 27/02/2013

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 27/02/2013 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 : A atmosfera e a radiação solar. As reações fotoquímicas e a formação de radicais livres. Formação de iões na termosfera e na mesosfera. Os

Leia mais

O OZONO NA ATMOSFERA. Maria do Anjo Albuquerque

O OZONO NA ATMOSFERA. Maria do Anjo Albuquerque O OZONO NA ATMOSFERA O buraco na camada de ozono é a região sobre Antárctica com um total de 220 ou menos unidades de Dobson A imagem mostra o buraco em outubro de 2004. Imagem obtida pelo satélite Aura

Leia mais

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH. Proposta Preliminar para Consulta Pública

PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH. Proposta Preliminar para Consulta Pública REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs PBH Proposta Preliminar para Consulta Pública MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Coordenação Nacional PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA

Leia mais

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Termodinâmica. Ciclos de Refrigeração. v. 2.0

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Termodinâmica. Ciclos de Refrigeração. v. 2.0 Termodinâmica Ciclos de Refrigeração 1 v. 2.0 Ciclo de refrigeração A transferência de calor de compartimentos de baixa temperatura para outros a temperaturas maiores é chamada de refrigeração; Equipamentos

Leia mais

Atmosfera terrestre. Camada fina, gasosa, sem cheiro, sem cor e sem gosto, presa à Terra pela força da gravidade.

Atmosfera terrestre. Camada fina, gasosa, sem cheiro, sem cor e sem gosto, presa à Terra pela força da gravidade. Atmosfera terrestre Camada fina, gasosa, sem cheiro, sem cor e sem gosto, presa à Terra pela força da gravidade. Atmosfera terrestre - Composição 99,9% da atmosfera é constituída por apenas quatro gases:

Leia mais

Cadastro Técnico Federal

Cadastro Técnico Federal MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS Cadastro Técnico Federal Ações de Controle do Comércio de SDOs Flávia Mota DIQUA/IBAMA São Paulo,

Leia mais

Sumário Executivo PROTEÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO

Sumário Executivo PROTEÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO PROTEÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO Sumário Executivo O Brasil tem feito sua parte ao se analisar os esforços internacionais para a proteção da Camada de Ozônio. O Protocolo de Montreal estabelece as obrigações

Leia mais

DECRETO Nº 2.699, DE 30 DE JULHO DE 1998 DOU DE 31/07/1998

DECRETO Nº 2.699, DE 30 DE JULHO DE 1998 DOU DE 31/07/1998 DECRETO Nº 2.699, DE 30 DE JULHO DE 1998 DOU DE 31/07/1998 Promulga a Emenda ao Protocolo de Montreal sobre Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio, assinada em Londres, em 29 de junho de 1990. O PRESIDENTE

Leia mais

APLICAÇÕES E INJEÇÃO DO POLIURETANO NO ISOLAMENTO TÉRMICO, COM TECNOLOGIAS ECOLÓGICAS COMO SUBSTITUTIVOS DO HCFC 141b E POLIOL VEGETAL

APLICAÇÕES E INJEÇÃO DO POLIURETANO NO ISOLAMENTO TÉRMICO, COM TECNOLOGIAS ECOLÓGICAS COMO SUBSTITUTIVOS DO HCFC 141b E POLIOL VEGETAL APLICAÇÕES E INJEÇÃO DO POLIURETANO NO ISOLAMENTO TÉRMICO, COM TECNOLOGIAS ECOLÓGICAS COMO SUBSTITUTIVOS DO HCFC 141b E POLIOL VEGETAL 23 DE SETEMBRO DE 2015 - SÃO PAULO A HISTÓRIA Ainda jovem na Itália,

Leia mais

Química da Atmosfera

Química da Atmosfera Química da Atmosfera Capítulos 1 ao 4 do Colin Baird Capítulo 1 Química Estratosférica: A camada de ozônio Troposfera: *15km altitude *85% da massa H 2 O quantidades variáveis; CO 2 0,04% 1 Regiões da

Leia mais

O que é o ozônio e onde se encontra?

O que é o ozônio e onde se encontra? O que é o ozônio e onde se encontra? Ozônio é um gás naturalmente presente na atmosfera. O Cada molécula contém três átomos de oxigênio e é quimicamente designado por O 3. Raios Ultravioleta Ionosfera

Leia mais

Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Etapas 1 e 2

Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Etapas 1 e 2 Programa da Nações Unidas para o Desenvolvimento Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs PBH. Etapas 1 e 2 Projetos de Conversão Industrial no Setor de Espumas PBH 1ª Etapa Projetos de Conversão Industrial

Leia mais

PARA BOAS PRÁTICAS DE

PARA BOAS PRÁTICAS DE PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs-PBH TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO PARA BOAS PRÁTICAS DE REFRIGERAÇÃO EM SUPERMERCADOS Diga não aos vazamentos. Juntos, protegendo a camada de ozônio. PROGRAMA BRASILEIRO

Leia mais

Contexto Acordo de Paris Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDC) Brasil

Contexto Acordo de Paris Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDC) Brasil O acordo de mudanças climáticas: impactos na eficiência energética no Brasil Contexto Acordo de Paris Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDC) Brasil uma meta de redução absoluta de emissões aplicável

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS PARA AR CONDICIONADO E REFRIGERAÇÃO

NORMAS BRASILEIRAS PARA AR CONDICIONADO E REFRIGERAÇÃO NORMAS BRASILEIRAS PARA AR CONDICIONADO E REFRIGERAÇÃO ESTAS NORMAS SÃO PRODUZIDAS E REVISADAS POR (ABNT) ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, ATRAVÉS DO COMITÊ BRASILEIRO Nº55 (CB 55) COM SEDE NA

Leia mais

PRODUÇÃO, CONSUMO E ALTERNATIVAS ÀS SUBSTÂNCIAS DESTRUIDORAS DA CAMADA DE OZÔNIO - SDO

PRODUÇÃO, CONSUMO E ALTERNATIVAS ÀS SUBSTÂNCIAS DESTRUIDORAS DA CAMADA DE OZÔNIO - SDO PRODUÇÃO, CONSUMO E ALTERNATIVAS ÀS SUBSTÂNCIAS DESTRUIDORAS DA CAMADA DE OZÔNIO - SDO ARMANDO HIROHUMI TANIMOTO Engenheiro Químico, Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho e em Gerenciamento

Leia mais

Jailson Bittencourt de Andrade Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento São Paulo, SP, 21 de Março de 2017

Jailson Bittencourt de Andrade Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento São Paulo, SP, 21 de Março de 2017 SEPED Secretaria de Mudança do e Segurança Hídrica Reflexos e Impactos para a Sociedade Estratégias e InstrumentosEconômicos Aplicados à Política de Mudança do no Brasil Jailson Bittencourt de Andrade

Leia mais

Apostila de Química 09 Funções Nitrogenadas e Halogenadas

Apostila de Química 09 Funções Nitrogenadas e Halogenadas Apostila de Química 09 Funções Nitrogenadas e Halogenadas Funções Nitrogenadas 1.0 Amina Bases orgânicas obtidas a partir da substituição de 1 ou mais hidrogênios da amônia (NH 3 ) por radicais. N, NH,

Leia mais

Formação da atmosfera. Química AQUA x ATM. Composição da atmosfera. Ciclos C, N e S. Transporte de substâncias. Efeitos da poluição

Formação da atmosfera. Química AQUA x ATM. Composição da atmosfera. Ciclos C, N e S. Transporte de substâncias. Efeitos da poluição Formação da atmosfera Química AQUA x ATM Composição da atmosfera Ciclos C, N e S Efeitos da poluição Transporte de substâncias Chuva ácida Efeito estufa Camada de ozônio CONAMA 3 A presença de agentes

Leia mais

PAINEL ISOLAMENTO TÉRMICO

PAINEL ISOLAMENTO TÉRMICO PAINEL ISOLAMENTO TÉRMICO 2010 Arlindo Mendonça BASF Mundo Maior indústria química do mundo Fundada em 1865 Casa matriz em Ludwigshafen, Alemanha Aprox. 105.000 colaboradores (até Dez, 2009) 326 empresas

Leia mais

Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo CONFORTO AMBIENTAL: CLIMA AR CONDICIONADO

Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo CONFORTO AMBIENTAL: CLIMA AR CONDICIONADO Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo 16.05.2016 CONFORTO AMBIENTAL: CLIMA AR CONDICIONADO Profª Mª Claudete Gebara J. Callegaro claudete.callegaro@ibirapuera.edu.br http://claucallegaro.wordpress.com

Leia mais

Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento; Fez um balanço tanto dos problemas existentes quanto dos progressos realizados;

Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento; Fez um balanço tanto dos problemas existentes quanto dos progressos realizados; MUDANÇAS CLIMÁTICAS 1 A Rio-92 Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento; Fez um balanço tanto dos problemas existentes quanto dos progressos realizados; O tema principal foi

Leia mais

A Legislação Brasileira das Substâncias. Destruidoras da Camada de Ozônio. e sua Aplicação no Estado da Bahia

A Legislação Brasileira das Substâncias. Destruidoras da Camada de Ozônio. e sua Aplicação no Estado da Bahia A Legislação Brasileira das Substâncias Destruidoras da Camada de Ozônio e sua Aplicação no Estado da Bahia Armando Hirohumi Tanimoto Engenheiro Químico, Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho,

Leia mais

Aula 7. Principais problemas ambientais e as legislações brasileiras. Thalles Pedrosa Lisboa/ Prof. Rafael Arromba de Sousa

Aula 7. Principais problemas ambientais e as legislações brasileiras. Thalles Pedrosa Lisboa/ Prof. Rafael Arromba de Sousa Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Aula 7 Principais problemas ambientais e as legislações brasileiras Thalles Pedrosa Lisboa/ Prof. Rafael Arromba

Leia mais

Simpósio Nacional de Eficiência Energética e Sustentabilidade para a Conservação de Alimentos

Simpósio Nacional de Eficiência Energética e Sustentabilidade para a Conservação de Alimentos Simpósio Nacional de Eficiência Energética e Sustentabilidade para a Conservação de Alimentos Palestra: Soluções Sustentáveis e Eficientes Integradas no Frio Alimentar Por: Sidney Mourão Gerente de Refrigeração

Leia mais

AMBIENTE FÍSICO Vulnerabilidade ou Resiliência?

AMBIENTE FÍSICO Vulnerabilidade ou Resiliência? AMBIENTE FÍSICO Vulnerabilidade ou Resiliência? DO GLOBAL AO LOCAL ALTERAÇÃO CLIMÁTICA GLOBAL PROCESSOS E EFEITOS - SISTEMA Conjunto de elementos interligados entre si, formando um todo organizado. ABERTO

Leia mais

PARA BOAS PRÁTICAS EM

PARA BOAS PRÁTICAS EM PROGRAMA BRASILEIRO DE ELIMINAÇÃO DOS HCFCs-PBH TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO PARA BOAS PRÁTICAS EM SISTEMAS DE AR CONDICIONADO DO TIPO SPLIT Diga não aos vazamentos. Juntos, protegendo a camada de ozônio.

Leia mais

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)/ Ministério do Meio Ambiente (MMA)

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)/ Ministério do Meio Ambiente (MMA) Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)/ Ministério do Meio Ambiente (MMA) Relatório de Conclusão Manifestação de Interesse (MI) n 32016 2016 Projeto BRA/14/G72 - Projeto Demonstrativo

Leia mais

PROBLEMAS E PROTOCOLOS AMBIENTAIS. Judson Lima

PROBLEMAS E PROTOCOLOS AMBIENTAIS. Judson Lima PROBLEMAS E PROTOCOLOS AMBIENTAIS Judson Lima GLOBALIZAÇÃO E A SOCIEDADE URBANO-INDUSTRIAL GLOBALIZAÇÃO E A SOCIEDADE URBANO-INDUSTRIAL PRINCIPAIS TEMAS Aquecimento Global. Economia fossilista (hidrocarbonetos).

Leia mais

SISTEMAS DE POLIURETANO POLYURETHANE

SISTEMAS DE POLIURETANO POLYURETHANE SISTEMAS DE POLIURETANO POLYURETHANE Introdução A Univar Brasil conta com um laboratório exclusivo para desenvolvimento e aplicação de sistemas de poliuretano. Uma série de produtos especiais é desenvolvida

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.2.2017 COM(2017) 51 final 2017/0016 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à celebração do Acordo de Alteração do Protocolo de Montreal relativo às Substâncias que

Leia mais

COMPOSIÇÃO ATMOSFÉRICA

COMPOSIÇÃO ATMOSFÉRICA POLUIÇÃO DO AR COMPOSIÇÃO ATMOSFÉRICA Gases Nitrogênio Oxigênio Vapor de água Argônio Dióxido de Carbono Neon Hélio Metano % em Volume 78.1% 21% varia de 0-4% 0.93% por volta de 0.3% abaixo dos 0.002%

Leia mais

F lu í d o s Re f ri g e r ant es. Capital Comércio de Refrigeração Ltda. Rua Guaiaúna, 380 São Paulo SP www.capitalrefrig.com.br

F lu í d o s Re f ri g e r ant es. Capital Comércio de Refrigeração Ltda. Rua Guaiaúna, 380 São Paulo SP www.capitalrefrig.com.br F lu í d o s Re f ri g e r ant es Alte rnat ivos NOSSO OBJETIVO COM ESTA A P RESENTAÇÃO Nosso objetivo! Compartilhar uma visão presente e futura para fluidos refrigerantes; Ajudar nossos clientes na tomada

Leia mais

GESTÃO DE RESÍDUOS E PRODUTOS PERIGOSOS Uso RESOLUÇÃO CONAMA nº 267 de 2000

GESTÃO DE RESÍDUOS E PRODUTOS PERIGOSOS Uso RESOLUÇÃO CONAMA nº 267 de 2000 RESOLUÇÃO CONAMA nº 267, de 14 de setembro de 2000 Publicada no DOU n o 237, de 11 de dezembro de 2000, Seção 1, páginas 27-29 Correlações: Alterada pela Resolução n o 340/03 (revogado o art. 7 o e alterado

Leia mais

Mudanças as Ambientais Globais PROPRIEDADE REGISTRADA

Mudanças as Ambientais Globais PROPRIEDADE REGISTRADA Mudanças as Ambientais Globais PROPRIEDADE REGISTRADA O que é a Camada de Ozônio? A camada de Ozônio É uma camada formada pelo composto O 3 (gás s ozônio) na partes altas da atmosfera. Após s sua formação

Leia mais

Aula 6: Química Atmosférica (Parte 2)

Aula 6: Química Atmosférica (Parte 2) QUI 106 Química Analítica Ambiental (2017/1) Departamento de Química UFJF www.ufjf.br/baccan Aula 6: Química Atmosférica (Parte 2) Principais problemas ambientais; Legislações brasileiras. Estagiária:

Leia mais

Química Ambiental. Agatha Lopes. Aula 6 Química Atmosférica (Parte 2) Principais problemas ambientais Legislações brasileiras

Química Ambiental. Agatha Lopes. Aula 6 Química Atmosférica (Parte 2) Principais problemas ambientais Legislações brasileiras Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Química Ambiental Prof. Dr. Rafael Arromba de Sousa Aula 6 Química Atmosférica (Parte 2) Principais problemas ambientais

Leia mais

O que é o ozônio e onde se encontra?

O que é o ozônio e onde se encontra? O que é o ozônio e onde se encontra? zônio é um gás naturalmente presente na atmosfera. Cada O molécula contém três átomos de oxigênio e é quimicamente designado por O 3. Figura 1: Formação de Ozônio na

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Lei Nº / Decreto Nº 7.404/2010

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Lei Nº / Decreto Nº 7.404/2010 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Lei Nº 12.305/2010 - Decreto Nº 7.404/2010 OS DOIS COMITÊS COMITÊ INTERMINISTERIAL C I (DECRETO Nº 7.404/2010) COMITÊ INTERMINISTERIAL

Leia mais

Protocolo de Montreal para Proteçao da Camada de Ozônio

Protocolo de Montreal para Proteçao da Camada de Ozônio MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS Protocolo de Montreal para Proteçao da Camada de Ozônio Ações de Controle do Comércio de SDOs

Leia mais

Sustentabilidade GPA Thatiana Zukas

Sustentabilidade GPA Thatiana Zukas Sustentabilidade GPA Thatiana Zukas O GPA em números - Eleito uma das 10 empresas mais admiradas do Brasil e vencedor no setor Varejo Supermercados em estudo da revista Carta Capital. - Listada no ranking

Leia mais

As Mudanças Climáticas e o Brasil

As Mudanças Climáticas e o Brasil SEMINÁRIO HOSPITAIS SAUDÄVEIS 2016 As Mudanças Climáticas e o Brasil Carlos Rittl, Dr. Observatório do Clima Secretário Executivo Setembro, 2016 SBDIMA Sociedade Brasileira de Direito Internacional do

Leia mais

Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável

Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs (PBH) Etapa II - Proposta para o Setor de Serviços Stefanie von Heinemann Seite 1 Diagnóstico do Setor de

Leia mais

PBE EDIFICA. Pedro Costa e Rosaura Morais Analistas executivos Diretoria de Avaliação da Conformidade / Inmetro

PBE EDIFICA. Pedro Costa e Rosaura Morais Analistas executivos Diretoria de Avaliação da Conformidade / Inmetro PBE EDIFICA Reunião da Comissão Técnica Eficiência Energética de Edificações 09 de agosto de 2017 São Paulo/SP + = Pedro Costa e Rosaura Morais Analistas executivos Diretoria de Avaliação da Conformidade

Leia mais

Emissões Atmosféricas de Poluentes da Indústria Brasileira

Emissões Atmosféricas de Poluentes da Indústria Brasileira MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Departamento de Qualidade Ambiental Emissões Atmosféricas de Poluentes da Indústria Brasileira Letícia Reis de Carvalho

Leia mais

PRINCIPAIS POLUENTES DO AR. CO 2 CH 4 NO NO 2 CFCs, HCFCs, HFCs CO SO O 3

PRINCIPAIS POLUENTES DO AR. CO 2 CH 4 NO NO 2 CFCs, HCFCs, HFCs CO SO O 3 PRINCIPAIS POLUENTES DO AR CO 2 CH 4 NO NO 2 CFCs, HCFCs, HFCs CO SO O 3 DIÓXIDO DE CARBONO (CO 2 ) FONTES respiração, decomposição de plantas e animais e queimadas naturais de florestas; queima de combustíveis

Leia mais

Politica Nacional sobre Mudanças do Clima Plano Nacional de Mudanças climáticas

Politica Nacional sobre Mudanças do Clima Plano Nacional de Mudanças climáticas Brasília, 21 de setembro de 2011 Audiência Pública Senado Federal 5a. Reunião Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas -CMMC Politica Nacional sobre Mudanças do Clima Plano Nacional de Mudanças

Leia mais

Copa do Mundo FIFA 2014

Copa do Mundo FIFA 2014 Code-P0 Copa do Mundo FIFA 2014 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Claudio Langone Coordenador da CTMAS/ME Code-P1 O QUE O BRASIL QUER COM A COPA DO MUNDO FIFA Mobilizar o país Promover o país

Leia mais

Haletos de Alquilas Aula 10

Haletos de Alquilas Aula 10 Haletos de Alquilas Aula 10 QO-427 Prof. José Augusto R 2 R CH 2 X R CH X R C X R 1 R 1 X = F, Cl, Br e I Estrutura de Haletos de Alquilas R H 2 C X H 3 C F sp 3 sp 3 15% s 85% p hidrocarbonetos C C H

Leia mais

Física. Efeito Estufa

Física. Efeito Estufa Física 1 O é a forma que a Terra tem para manter sua temperatura constante. A atmosfera é altamente transparente à luz solar, porém cerca de 35% da radiação que recebemos vai ser reflejda de novo para

Leia mais

RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE

RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE LINHAS DO CAMPO MAGNÉTICO TERR A TEMPESTADE SOLAR SOL 1. INTRODUÇÃO Radiação (energia radiante) - se propaga sem necessidade da presença de um meio material designa processo

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL GLOBAL E REGIONAL

GESTÃO AMBIENTAL GLOBAL E REGIONAL GESTÃO AMBIENTAL GLOBAL E REGIONAL Problemas ambientais globais exigem respostas globais: daí os tratados internacionais Ordem Ambiental Internacional. A Ordem Ambiental Internacional foi construída com

Leia mais

Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas.

Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. CICLO do FÓSFORO CICLO SEDIMENTAR APATITA Ca 3 (PO 4 ) 2 erosão de rochas fosfatadas CICLO RÁPIDO CICLO LENTO PICO DO FÓSFORO

Leia mais

MANUAL DE AJUDA PARA O CONTROLE DAS SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO. SDOs

MANUAL DE AJUDA PARA O CONTROLE DAS SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO. SDOs MANUAL DE AJUDA PAA O CONTOLE DAS SUBSTÂNCIAS QUE DESTOEM A CAMADA DE OZÔNIO SDOs Cooperação Internacional: Coordenação: Sumário Introdução CAPÍTULO A camada de Ozônio Quais são as Substâncias Destruidoras

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL E FINANCIAMENTO DE REDD+ DO BRASIL

ESTRATÉGIA NACIONAL E FINANCIAMENTO DE REDD+ DO BRASIL ESTRATÉGIA NACIONAL E FINANCIAMENTO DE REDD+ DO BRASIL Leticia Guimarães Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Ministério do Meio Ambiente Cuiabá, MT, 23 de agosto de 2012 Estrutura da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÉ-VESTIBULAR RUMO À UNIVERSIDADE CAMPUS JOÃO MONLEVADE QUÍMICA AMBIENTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÉ-VESTIBULAR RUMO À UNIVERSIDADE CAMPUS JOÃO MONLEVADE QUÍMICA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÉ-VESTIBULAR RUMO À UNIVERSIDADE CAMPUS JOÃO MONLEVADE QUÍMICA AMBIENTAL ORIENTADORA: PROF.ª DRA. KARLA VIEIRA P R OF. LUCAS SIQUEIRA CAMADA DE OZÔNIO (I) A camada

Leia mais

FÍSICA E QUÍMICA A 10º ANO

FÍSICA E QUÍMICA A 10º ANO Departamento de Matemática e Ciências Experimentais FÍSICA E QUÍMICA A 10º ANO PLANIFICAÇÃO 011 / 01 PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO Período 1º 1/09 a 1/1 º 03/01 a 3/03 3º 10/0 a 08/0 Nº Semanas Nº aulas totais

Leia mais

Aula 16 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO

Aula 16 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO Aula 16 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO I Ocorre de maneira natural; Atividade humana; Década de 1970 preocupação com a biodiversidade e poluição; Esforço global... Substituir civilização

Leia mais

A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera

A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera POLUIÇÃO DO AR A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera da Terra há bilhões de anos Pela presença

Leia mais

Roteiro de Estudo Trabalho de Regulação

Roteiro de Estudo Trabalho de Regulação 1 Ano: 3º / EM Disciplina: Data: Professor: Wagner Rodrigues Roteiro de Estudo Trabalho de Regulação Instruções Gerais: O roteiro que se segue tem como objetivo ajudá-lo na retomada dos conteúdos trabalhados

Leia mais

Confira o calendário e esteja em dia com as suas obrigações ambientais.

Confira o calendário e esteja em dia com as suas obrigações ambientais. Importante para a sua empresa, essencial para o meio ambiente. Confira o calendário e esteja em dia com as suas obrigações ambientais. Tema Âmbito Quem está sujeito Prazo Como proceder Dica 1ª parcela

Leia mais