Instruções de funcionamento originais Dispositivo de comutação de segurança com saídas de relé G1501S / / 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instruções de funcionamento originais Dispositivo de comutação de segurança com saídas de relé G1501S 706326 / 00 01 / 2014"

Transcrição

1 Instruções de funcionamento originais Dispositivo de comutação de segurança com saídas de relé G50S / 00 0 / 204

2 Índice Introdução 4. Símbolos utilizados 4 2 Instruções de segurança 4 3 Material fornecido 6 4 Utilização padrão 6 4. Requisitos para a projeção do hardware Requisitos independentes do produto Requisitos dependentes do produto 7 5 Estrutura e modo de funcionamento 8 5. Elementos de exibição e conexões Diagrama de bloco 9 6 Montagem 0 7 Conexão elétrica 0 7. Tensão de alimentação Contatos de retorno / partida monitorada ou automática 7.3 Circuito de saída 2 8 Conexão - função - diagnóstico de falhas 3 8. Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança com 2 saídas PNP Conexão Função Diagnóstico de falhas Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança de impulso Conexão Função Diagnóstico de falhas Comutação bimanual com sensores de comutação eletrônicos Conexão Função Diagnóstico de falhas 29 2

3 8.4 Comutação bimanual com sensores de comutação mecânicos com monitoramento simultâneo Conexão Função Diagnóstico de falhas Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais com saída de contato e sem monitoramento simultâneo Conexão Função Diagnóstico de falhas 4 9 Desenho das dimensões 44 0 Dados técnicos 44 Ensaios/homologações 46 2 Termos e abreviaturas 47 3

4 Introdução Estas instruções de funcionamento fazem parte do dispositivo. Elas se destinam a pessoas especializadas no sentido da diretiva CEM, diretiva de baixa tensão e prescrições de segurança. As instruções de funcionamento contêm informações sobre o manuseamento correto do produto. Antes da utilização, leia as instruções para ficar familiarizado com as condições de utilização, instalação e operação. As instruções de segurança devem ser respeitadas.. Símbolos utilizados 4 Instrução de procedimento > Reação, resultado Referência cruzada LED desligado LED aceso LED piscando LED piscando rapidamente Nota importante Problemas ou interferências possíveis em caso de negligência. Informação Aviso complementar. 2 Instruções de segurança As informações das instruções de funcionamento devem ser respeitadas. O uso inadequado pode conduzir a problemas de funcionamento do dispositivo. Como resultado podem ocorrer prejuízos na propriedade e/ou danos a pessoas durante o funcionamento da unidade. Por isso, respeite todas as indicações sobre a instalação e manuseamento do dispositivo existentes neste documento. Respeite também as instruções de segurança para a operação de toda a unidade. No caso de não observância das indicações ou normas, especialmente no caso de intervenções e/ou modificações no dispositivo, não assumimos quaisquer responsabilidades e garantias.

5 O dispositivo somente deve ser montado, conectado e colocado em funcionamento por um eletricista com formação em segurança técnica. Respeite as normas técnicas aplicáveis no sentido da respectiva aplicação. Durante a instalação, respeite as exigências da norma EN No caso de problemas de funcionamento do dispositivo, contacte o fabricante. Não são permitidas intervenções no dispositivo. Antes de iniciar os trabalhos se deve desligar a tensão externa do dispositivo. Eventualmente, também se deve desligar os relés com circuito de carga alimentados de modo independente. Após a instalação dos sistemas, realize a verificação de todo o funcionamento. Use o dispositivo somente em condições ambientais especificadas ( 0 Dados técnicos). Consulte o fabricante em caso de condições ambientais especiais. Use o dispositivo somente de acordo com a utilização padrão ( 4). 5

6 3 Material fornecido dispositivo de comutação de segurança G50S com 5 fichas Combicon com terminais aparafusados instruções de funcionamento para dispositivo de comutação de segurança, número Se um dos referidos pontos faltar ou estiver danificado, por favor, contacte uma das sucursais ifm. 4 Utilização padrão O dispositivo de comutação de segurança é um sistema redundante e foi concebido para ser utilizado como: dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança com 2 saídas PNP (p.ex. GM70S) dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança de impulso (p.ex. GM504S) comutação bimanual conforme a EN 574 tipo IIIC com sensores de comutação eletrônicos comutação bimanual conforme a EN 574 tipo IIIC com sensores de comutação mecânicos / dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais (p.ex. BWS conforme a EN 6496-) com saída de contato e com monitoramento simultâneo dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais (p.ex. BWS conforme a EN 6496-) com saída de contato e sem monitoramento simultâneo (simultaneidade infinita) O estado é seguro quando os contatos de saída (3-4 ou 23-24) estão abertos. A ifm electronic gmbh não assume qualquer responsabilidade em relação à utilização de aparelhos de outros fabricantes. Não é possível garantir uma aptidão do produto para um determinado fim de aplicação e este deve ser assegurado pelo usuário. O dispositivo de comutação de segurança corresponde à categoria 4 conforme a EN 954- (válido até ), ao nível de performance e conforme a EN ISO 3849-: 2008, às exigências da SIL 3 conforme a IEC 6508 e à classificação tipo IIIC conforme a EN

7 4. Requisitos para a projeção do hardware A utilização do dispositivo de comutação de segurança G50S deve ocorrer de acordo com os seguintes requisitos: 4.. Requisitos independentes do produto As exigências de segurança técnica da respectiva aplicação devem corresponder às exigências tomadas aqui por base. Os dados técnicos apresentados nestas instruções de funcionamento devem ser cumpridos. Todos os circuitos de corrente de segurança externos conectados ao sistema devem cumprir o princípio da corrente de repouso. Por meio de medidas administrativas na aplicação é necessário garantir que os dispositivos de comutação de segurança do tipo G50S em funcionamento sejam sujeitos a um processo de desativação (auto-teste) dentro de um período de, no máximo, 2 meses os contatos de relé relevantes para a segurança estejam protegidos com um respectivo fusível de 3,6 A contra curto-circuito / sobrecarga. O auto-teste pode ser realizado por meio do desligamento e ligamento da tensão de alimentação ou por meio de um requisito de segurança Requisitos dependentes do produto No caso de falhas dentro do dispositivo de comutação de segurança que levam à comutação do estado definido como seguro, o dispositivo de comutação de segurança deve ser substituído. Um dispositivo com falhas deve ser enviado para o fabricante. 7

8 5 Estrutura e modo de funcionamento 5. Elementos de exibição e conexões 8 A Tensão de alimentação (L-, L+), terminais de seleção (Y, Y2) A2 A3 Y4, Y5, Y6, Y7: seleção modo de operação, saída auxiliar S33, S34, S43, S44: conexão para entradas / saídas de segurança K LED amarelo: comando da saída de relé canal K 2 LED amarelo: comando da saída de relé canal 2 E E 2 Power Fault C C2 LED amarelo: sinal de entrada canal ou TE (no caso de dispositivo de impulso) LED amarelo: sinal de entrada canal 2 ou A (no caso de dispositivo de impulso) LED verde: fonte de alimentação LED vermelho: erro / startup 3, 4: conexão da saída de relé sem atraso x normalmente aberto (fechado em caso de liberação) 23, 24: conexão da saída de relé, x normalmente aberto (fechado em caso de liberação)

9 5.2 Diagrama de bloco L+ L- Y4 Y S34 S43 Y5 Y2 Y6 S33 S44 Y POWER INPUT CIRCUIT OUTPUT CIRCUIT MCU (CONTROLLER) K MCU 2 (CONTROLLER) K

10 6 Montagem Monte o dispositivo em uma calha DIN protegida por uma caixa à prova de pó e umidade (pelo menos, IP54 - grau de sujeira 2). 7 Conexão elétrica Use somente cabos de cobre de 60/75 C. 7. Tensão de alimentação A fonte de alimentação externa deve possuir uma separação segura. No caso de falha, a tensão pode exceder o valor de 60 V DC durante no máximo 200 ms sem exceder o valor de 20 V DC. Conectar a tensão de alimentação 24 V DC - + A L- Y Y2 L+ Reset manual A 24 V DC - + RESET L- Y Y2 L+ No caso de falha, o dispositivo somente pode ser novamente colocado em funcionamento por meio da separação da alimentação de tensão devido a razões de segurança. Por isso, recomendamos a instalação de um dispositivo de RESET em série para o circuito L+. Após a colocação da tensão ou um RESET, o dispositivo realiza um autodiagnóstico. Após esse auto-diagnóstico, o dispositivo está operacional. 0

11 7.2 Contatos de retorno / partida monitorada ou automática Partida automática A L- Y Y2 L+ Ativação automática sem monitoramento. Monitoramento dos contatos de retorno (normalmente fechado) em caso de partida automática A liberação é realizada com os contatos de retorno fechados. Tenha em consideração a corrente que passa pelos contatos de retorno ( 0 Dados técnicos). : Contato de retorno Partida monitorada Liberação das saídas de relé: Aperte o botão de partida (> 50 ms) e libere o mesmo. Esta função não está ativa quando é utilizada a comutação bimanual. 2: Botão de partida Monitoramento dos contatos de retorno (normalmente fechado) em caso de partida monitorada Liberação das saídas de relé: Os contatos de retorno estão fechados Aperte o botão de partida (> 50 ms) e libere o mesmo. Esta função não está ativa quando é utilizada a comutação bimanual. : Contato de retorno 2: Botão de partida Tenha em consideração a corrente que passa pelos contatos de retorno ( 0 Dados técnicos).

12 7.3 Circuito de saída Conectar a carga C K 3 4 3,6 A Conecte a carga a ser comandada às saídas C (3-4) ou C2 (23-24). Tenha em consideração as condições de carga máxima e mínima ( 0 Dados técnicos). C2 K ,6 A A2 Y4 Y5 Y6 Y7 A saída Y7 disponibiliza um sinal não seguro para a comunicação a um CLP. O sinal corresponde ao comando do relé nas saídas 3/4 e 23/24. Os dados característicos de saída são compatíveis com os dados característicos das entradas com consumo de corrente do tipo, 2, 3 conforme a EN : Input 2: CLP 2

13 8 Conexão - função - diagnóstico de falhas O dispositivo de comutação de segurança pode ser conectado ou usado de diferentes modos:. Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança com 2 saídas PNP (p/ex. GM70S) 2. Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança de impulso (p.ex. GM504S) 3. Comutação bimanual conforme a EN 574 tipo IIIC com sensores de comutação eletrônicos 4. Comutação bimanual conforme a EN 574 tipo IIIC com sensores de comutação mecânicos / dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais (p.ex. BWS conforme a EN 6496-) com saída de contato e com monitoramento simultâneo 5. Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais (p/ex. BWS conforme a EN 6496-) com saída de contato e sem monitoramento simultâneo (simultaneidade infinita) 3

14 8. Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança com 2 saídas PNP Exemplos para sensores de comutação de segurança: sensor de segurança indutivo GM70S barreira luminosa grelha luminosa (BWS conforme a EN 6496-) scanner laser 8.. Conexão Sensor de comutação de segurança com um consumo de corrente 50 ma: G50S : Sensor de comutação de segurança Sensor de comutação de segurança com um consumo de corrente > 50 ma: G50S 24 V DC : Sensor de comutação de segurança 4

15 8..2 Função Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs Suspender estado intermitente: Ative as entradas na sequência temporal correta ( Fig. em cima) 5

16 Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs 24 V 24 V OSSD S34 Y7 0 K E Power OSSD2 S K2 E2 Fault OSSD OSSD2 0 0 S34 S43 24 V 24 V OSSD S34 Y7 0 K E Power OSSD2 S K2 E2 Fault OSSD 0 OSSD2 0 S34 S43 6

17 Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs 7

18 8..3 Diagnóstico de falhas No caso de falhas, em primeiro lugar, desligue e volte a ligar o dispositivo de comutação de segurança! Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sem alimentação de tensão Sobretensão Conexão A/A3 ou A/A2 trocada Verificar fonte de alimentação Ruptura de cabo Contatos de retorno abertos Desligar e voltar a ligar o dispositivo de comutação de segurança No caso de existir tensão: contatos de retorno abertos Falha na cablagem Curto-circuito Entradas S34 e S43 no caso de existir tensão Verificar a conexão de saída Verificar contatos de retorno Trocar contator externo Desligar e voltar a ligar o sensor de comutação de segurança Curto-circuito S33/S43 Curto-circuito S33/S43 8

19 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Subtensão Verificar fonte de alimentação Curto-circuitos Entrada S43 ativa durante mais de 0,5 s após entrada S34 ( 8..2) Falha no contato de retorno Curto-circuito S34/S44 Desligar e voltar a ligar o sensor de comutação de segurança 9

20 8.2 Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação de segurança de impulso Exemplo para sensores de comutação de segurança: sensor de segurança indutivo GM504S Existe a possibilidade de conectar até 0 sensor de comutação de segurança de impulso a um dispositivo de comutação de segurança Conexão Conexão de um sensor de comutação de segurança: G50S : Sensor de comutação de segurança Conexão de dois sensores de comutação de segurança: G50S : Sensor de comutação de segurança 2: Sensor de comutação de segurança 2 20

21 Recomendamos a utilização da Safety splitter box E569: G50S : Sensor de comutação de segurança 2: Sensor de comutação de segurança 2 3: E569 4: p.ex. E0884 5: p/ex. E0662 wh = branco bk = preto bn = castanho bu = azul Conexão de 3-0 sensores de comutação de segurança: G50S 24 V DC : Sensor de comutação de segurança 2: Sensor de comutação de segurança 2 3: Sensor de comutação de segurança 3 2

22 Recomendamos a utilização da Safety splitter box E569: G50S 24 V DC : Sensor de comutação de segurança 2: Sensor de comutação de segurança 2 3: Sensor de comutação de segurança 3 4: E569 5: p.ex. E0884 6: p.ex. E0662 wh = branco bk = preto bn = castanho bu = azul 22

23 8.2.2 Função Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs : Último ou único sensor de segurança de um circuito de comutação 2: td = máx. 6 ms 23

24 8.2.3 Diagnóstico de falhas No caso de falhas, em primeiro lugar, desligue e volte a ligar o dispositivo de comutação de segurança! Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sem alimentação de tensão Sobretensão Conexão A/A2 trocada Verificar fonte de alimentação Ruptura de cabo Contatos de retorno abertos Função temporal dos contatos Desligar e voltar a ligar o dispositivo de comutação de segurança No caso de existir tensão: contatos de retorno abertos Verificar a conexão de saída Verificar contatos de retorno Trocar contator externo Curto-circuito Conexão A/A3 ou A2/A3 trocada Curto-circuito S43/L+ ou S44/L- Curto-circuito S34/S44 ou S33/S43 24

25 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Curto-circuito S34/L+ Curto-circuito S43/L+ ou S34/ S44 Falta impulso Falha na cablagem Conexão A2/A3 trocada Curto-circuito S43/L- Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Subtensão Verificar fonte de alimentação 25

26 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Curto-circuitos 8.3 Comutação bimanual com sensores de comutação eletrônicos Exemplo para sensores de comutação eletrônicos: sensores capacitivos Gama de produtos, veja também Esta conexão corresponde às exigências do tipo IIIB conforme a EN 574. Utilizando os respectivos comutadores com dois elementos de comutação independentes, controle interno da plausibilidade e cabos protegidos ou fios blindados pode ser utilizado o tipo IIIC Conexão Conexão de dois cabos de 2 condutores DC: G50S : Sensor de comutação de segurança eletrônico 2: Sensor de comutação de segurança eletrônico 2 26

27 8.3.2 Função Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs : Sensor de comutação de segurança eletrônico 2: Sensor de comutação de segurança eletrônico 2 27

28 Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs 24 V 0 S43 Y7 0 K E Power 2 0 S K2 E2 Fault 24 V 0 S43 Y7 0 K E Power 2 0 S K2 E2 Fault 0 S > 0,5 s S34 24 V Y7 0 K E Power S43 S K2 E2 Fault > 0,5 s : Sensor de comutação de segurança eletrônico 2: Sensor de comutação de segurança eletrônico 2 28

29 8.3.3 Diagnóstico de falhas No caso de falhas, em primeiro lugar, desligue e volte a ligar o dispositivo de comutação de segurança! Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sem alimentação de tensão Sobretensão Conexão A/A3 ou A/A2 trocada Verificar fonte de alimentação Ruptura de cabo Contatos de retorno abertos Função temporal dos contatos Desligar e voltar a ligar o dispositivo de comutação de segurança No caso de existir tensão: contatos de retorno abertos Verificar a conexão de saída Verificar contatos de retorno Trocar contator externo Falha na cablagem Falta a ponte Y4/Y5 Curto-circuito Entradas S34 e S43 ativas no caso de existir tensão Conexões A3/A2 trocadas Desativar as entradas e RESET ou interromper a tensão Falta a ponte Y4/Y5 29

30 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Subtensão Verificar fonte de alimentação Curto-circuitos Entradas S34 e S43 não ativadas dentro de 0,5 s ( 8.3.2) Falha no contato de retorno Curto-circuito S34/S44 Desativar as entradas e ativar de novo 30

31 8.4 Comutação bimanual com sensores de comutação mecânicos com monitoramento simultâneo Comutação bimanual com sensores de comutação mecânicos / dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais com saída de contato e com monitoramento simultâneo. Os contatos dos sensores de comutação mecânicos devem permitir uma corrente mínima de 6 ma Conexão Conexão de dois sensores de comutação de segurança mecânicos Esta conexão (com somente um normalmente aberto por sensor de comutação) corresponde às exigências do tipo IIIB conforme a EN 574. Utilizando comutadores homologados respectivamente conforme a EN anexo K e cabos protegidos ou cabos blindados pode ser utilizado o tipo IIIC. G50S : Sensor de comutação de segurança mecânico 2: Sensor de comutação de segurança mecânico 2 3

32 Conexão de comutadores mecânicos de acordo com o tipo IIIC conforme a EN 574 G50S : Sensor de comutação mecânico (sem contatos forçados) 2: Sensor de comutação mecânico 2 (sem contatos forçados) Conexão de um sensor de comutação de segurança de 2 canais Por exemplo, Dispositivo de segurança de atuação sem contato (BWS) conforme a EN G50S : Contato do BWS 2: Contato 2 do BWS 32

33 8.4.2 Função Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs : Normalmente aberto acionado 33

34 Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs S33 S43 24 V Y7 0 K E Power 2 S44 S K2 E2 Fault S43 S34 S33 S43 24 V Y7 0 K E Power 2 S44 S K2 E2 Fault S43 S34 : Sensor de comutação de segurança eletrônico 2: Sensor de comutação de segurança eletrônico 34

35 Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs : Sensor de comutação de segurança eletrônico : Normalmente aberto acionado 2: Sensor de comutação de segurança eletrônico 2 35

36 8.4.3 Diagnóstico de falhas No caso de falhas, em primeiro lugar, desligue e volte a ligar o dispositivo de comutação de segurança! Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sem alimentação de tensão Sobretensão Conexão A/A3 ou A/A2 trocada Verificar fonte de alimentação Ruptura de cabo Contatos de retorno abertos Função temporal dos contatos Desligar e voltar a ligar o dispositivo de comutação de segurança No caso de existir tensão: contatos de retorno abertos Verificar a conexão de saída Verificar contatos de retorno Trocar contator externo Falha na cablagem Falta a ponte Y4/Y5 Curto-circuito Contatos fechados no caso de existir tensão Conexão A2/A3 trocada Abrir os contatos e RESET ou interromper a tensão Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação 36

37 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Subtensão Verificar fonte de alimentação Curto-circuitos Entradas S34 e S43 não ativadas dentro de 0,5 s ( 8.4.2) Falha no contato de retorno Curto-circuito S34/S44 Desativar as entradas e ativar de novo 37

38 8.5 Dispositivo de comutação de segurança para sensores de comutação mecânicos ou sensores de comutação de segurança de 2 canais com saída de contato e sem monitoramento simultâneo Os sensores de comutação de segurança de 2 canais são, por exemplo, Dispositivo de segurança de atuação sem contato (BWS) conforme a EN Os contatos dos sensores de comutação devem permitir uma corrente mínima de 6 ma Conexão G50S : Sensor de comutação mecânico 2: Sensor de comutação mecânico 2 38

39 8.5.2 Função Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs 3 : Sensor de comutação de segurança 2: Sensor de comutação de segurança 2 3: Sequência e diferença temporal insignificante (simultaneidade infinita) : Normalmente aberto acionado 39

40 Conexão de entrada Estado de saída Display de LEDs S33 S34 24 V Y7 0 K E Power 2 S44 S K2 E2 Fault S34 S43 S33 S34 24 V Y7 0 K E Power 2 S44 S K2 E2 Fault S34 S43 : Sensor de comutação de segurança 2: Sensor de comutação de segurança 2 : Normalmente aberto acionado 40

41 8.5.3 Diagnóstico de falhas No caso de falhas, em primeiro lugar, desligue e volte a ligar o dispositivo de comutação de segurança! Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Sem alimentação de tensão Sobretensão Verificar fonte de alimentação Curto-circuito Ruptura de cabo Curto-circuito Ruptura de cabo Curto-circuito Ruptura de cabo Contatos de retorno abertos Ruptura de cabo No caso de existir tensão: contatos de retorno abertos Verificar a conexão de saída Verificar contatos de retorno Trocar contator externo 4

42 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Falha na cablagem Falta a ponte Y4/Y5 Curto-circuito Conexão A2/A3 trocada Falta a ponte Y4/Y5 Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Sobretensão Subtensão Verificar fonte de alimentação Subtensão Verificar fonte de alimentação 42

43 Display de LEDs Causa da falha Eliminação da falha Curto-circuitos 43

44 9 Desenho das dimensões ,5 LED : Ficha Combicon com terminais aparafusados (fornecida) 0 Dados técnicos G50S Dispositivo de comutação de segurança com saídas de relé Régua de encaixe contato Phoenix MSTBO Corresponde às exigências: EN ISO 3849-: 2008 Categoria 4 PL e, SIL 3 (IEC 6508), tipo IIIC (EN 574) Versão elétrica Função de saída Tensão de operação Capacidade de carga dos contatos Proteção contra curto-circuito / sobrecarga Consumo de corrente Display de funções 44 Relé 2 contatos normalmente abertos de segurança (contatos sem potencial) saída de sinal (comutação por impulso) 24 V DC (9,2...30) incl. 5 % tensão residual de desvio 6 A, 250 V AC / 24 V DC (mín. 6 ma) Os contatos devem ser protegidos por fusíveis com uma corrente nominal < 3,6 A < 200 ma Tensão (verde), falha (vermelho), estado de comutação (2x amarelo), entrada (2x amarelo)

45 Tempo de arranque da alimentação < 6 s Tempo de reação [ms] conforme a conexão de entrada Capítulo Temperatura ambiente Liberação Requisito de segurança C Proteção IP 20 Material da carcaça Dados característicos de entrada (S34, S43) Dados característicos de saída Corrente por meio dos contatos de retorno (Y-Y2 ou Y-Y6) Duração de utilização T M (Mission time) Fiabilidade da segurança técnica PFH MTTF D PA : > V, 6 ma 0 : < 5 V, < 500 µa S33 Push-pull à prova de curto-circuito 0 : I sink ~ 30 ma : I source 50 ma, U > 8 V S44 0 : I R 300 µa : I source 50 ma, U > 8 V Y7 0 : I R 300 µa : I source 30 ma, 5 5 ma 6 ma h 2,2 x 0-9 / h 36 anos DC / CCF / Cat. 99 % / 80 % / 4 B0 D máx Observações Indicações adicionais sobre a homologação culus (UL 508): Temperatura ambiente máxima 55 C (no quadro de comando) As funções de segurança não são avaliadas pela UL. A homologação é atribuída em concordância com a UL 508 para aplicações gerais. Usar somente cabos de cobre de 60/75 C Para a utilização em ambientes com grau de sujeira 2 Mesma polaridade (fase) relativa aos contatos de saída 45

46 Ensaios/homologações O dispositivo de comutação de segurança G50S foi testado e certificado pela TÜV-Nord. O desenvolvimento e o controle do dispositivo de comutação de segurança foram realizados tendo em consideração as seguintes diretivas e normas: 2006/42/CE Diretiva Máquinas 2004/08/CE Diretiva da Compatibilidade Eletromagnética 73/23/CEE ou 93/68 Diretiva de Baixa Tensão DIN EN 954- (996) categoria 4, Segurança de máquinas, partes de segurança dos controles (válido até ) EN ISO 3849-: 2008 categoria 4 PL e, Segurança de máquinas, partes de segurança dos controles DIN EN : (997) (desde que aplicável) Equipamento elétrico de máquinas DIN EN 574 tipo IIIC: Segurança de máquinas - comutações bimanual - aspectos funcionais - guias de concepção IEC 6508: ( ): Segurança funcional de sistemas de segurança elétricos / eletrônicos / eletrônicos programáveis UL

47 2 Termos e abreviaturas BWS Dispositivo de segurança de atuação sem contato. Cat. Category Categoria Classificação das partes de segurança dos controles em relação à sua resistência contra falhas. CCF Common Cause Failure Falha devido a causa comum. DC Diagnostic Coverage Grau de cobertura da falha. MTTF Mean Time To Failure Tempo médio até à falha. MTTF D Mean Time To Dangerous Failure Tempo médio até à falha que pode causar perigo. OSSD Output Signal Switch Device Saída de comutação que comanda o circuito de corrente de segurança PFH (PFH D ) Probability of (dangerous) Failure per Hour Probabilidade de uma falha (perigosa) por hora. PL Performance Level PL conforme a EN ISO SIL Safety Integrity Level SIL -4 conforme a IEC 6508 CLP Controle lógico programável Dados técnicos e mais informações em 47

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

110,5 x 22,5 x 114 (term. mola)

110,5 x 22,5 x 114 (term. mola) Supervisão de parada de emergência e monitoramento de portas Supervisão de sensores de segurança magnéticos codificados Entrada para 1 ou 2 canais Categoria de Segurança até 4 conforme EN 954-1 Para aplicações

Leia mais

MSI-2H Relês de segurança

MSI-2H Relês de segurança MSI-2H Relês de segurança PT 2010/11-607390 Reservados os direitos de alterações técnicas IMPLEMENTAR E OPERAR DE MODO SEGURO Manual de instruções original Dispositivo de comando bimanual, em conformidade

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

DECIBEL Indústria e Comércio Ltda RELÉ DE SEGURANÇA D 195 MANUAL DO USUÁRIO. www.decibel.com.br

DECIBEL Indústria e Comércio Ltda RELÉ DE SEGURANÇA D 195 MANUAL DO USUÁRIO. www.decibel.com.br DECIBEL Indústria e Comércio Ltda RELÉ DE SEGURANÇA D 195 MANUAL DO USUÁRIO www.decibel.com.br ATENÇÃO É de fundamental importância a leitura completa deste manual antes de ser iniciada qualquer atividade

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida 0102 Designação para encomenda Características Para montagem na caixa Montagem directa em accionamentos normais Directivas europeias para máquinas cumpridas Certificado de verificação de modelos TÜV99

Leia mais

Folha de dados - SRB 201ZHX3-24VDC

Folha de dados - SRB 201ZHX3-24VDC 11.09.2012-02:01:05h Folha de dados - SRB 201ZHX3-24VDC Comandos bimanual / Supervisão de comandos bimanuais de acordo com a norma EN 574 III A / SRB 201ZHX3 Supervisão de comandos bimanuais de acordo

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01 FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA (Input: 85 ~ 264 Vac / 120 ~ 370 Vdc) (Output: 24 Vdc / 1 A) CWF24-01 Fonte de Alimentação Chaveada Manual do usuário MAN-PT-DE-CWF24-01-01.00_14 Introdução Obrigado por

Leia mais

Console Bimanual CBM-W

Console Bimanual CBM-W Fabricado por Sensores Eletrônicos Instrutech 11 5031-5188 CBM CONSOLE BIMANUAL PULSO AJUSTE POWER S1 OUTPUT S2 MANUAL DO USUÁRIO Console Bimanual CBM-W Console Bimanual para acionamento em máquinas operatrizes

Leia mais

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC.

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente contínua. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança Actuador regulador universal 1 canal, 50-210 W com entrada binária N.º art. 3210 UP Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas

Leia mais

CONTROLE DE SIMULTANEIDADE MOD.: MRS-MP/WG4 Manual de Instruções 1.0 - DESCRIÇÃO: O controle de Simultaneidade MRS-MP/WG4 destina-se a aplicações em

CONTROLE DE SIMULTANEIDADE MOD.: MRS-MP/WG4 Manual de Instruções 1.0 - DESCRIÇÃO: O controle de Simultaneidade MRS-MP/WG4 destina-se a aplicações em CONTROLE DE SIMULTANEIDADE MOD.: MRS-MP/WG4 Manual de Instruções 1.0 - DESCRIÇÃO: O controle de Simultaneidade MRS-MP/WG4 destina-se a aplicações em sistemas de segurança bi-manuais, garantindo basicamente

Leia mais

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO Sumário Página 4: Quadro completo Disjuntores Transformador isolador Protetor elétrico Fonte primária VT CFTV Funcionalidades Baterias Página 6: Ponto de distribuição

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

Manual de segurança SIL

Manual de segurança SIL Manual de segurança SIL PolyTrans P32000P0/1* ThermoTrans P32100P0/1* SensoTrans P32200P0/1* SensoTrans P32300P0/1* www.knick.de Índice 1 Âmbito de aplicação e padrões... 4 1.1 Abreviaturas...6 2 Descrição

Leia mais

Anemômetro SEY A20. Anemômetro Digital Multitensão IP67. Manual De Instrução

Anemômetro SEY A20. Anemômetro Digital Multitensão IP67. Manual De Instrução Anemômetro SEY A20 Anemômetro Digital Multitensão IP67 Manual De Instrução 1. DESCRIÇÃO Anemômetro Digital Seyconel com dois níveis de alarme e sinalizador visual foi projetado para cumprir a norma brasileira

Leia mais

Módulo de Alimentação de Controlo do Motor LQSE-4M-D Controlador de Motor CA 4 saídas. Unidade do. Painel de parede seetouch QSR.

Módulo de Alimentação de Controlo do Motor LQSE-4M-D Controlador de Motor CA 4 saídas. Unidade do. Painel de parede seetouch QSR. LUTRON Módulo de de Controlo do Motor Controlador de Motor CA 4 saídas Módulo de de Controlo do Motor O módulo de alimentação de controlo do motor consiste numa interface que disponibiliza a integração

Leia mais

Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora. Document ID: 37349

Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora. Document ID: 37349 Manual de instruções Módulo eletrônico VEGAMIP Série 60 - Unidade emissora VEGAMIP Série 60 - Unidade receptora Document ID: 37349 Índice Índice 1 Sobre o presente documento 1.1 Função..................................

Leia mais

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: + 358 29 006 260 Fax: + 358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.fi 1/12 GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante

Leia mais

MSI-RM2 Relês de segurança

MSI-RM2 Relês de segurança MSI-RM2 Relês de segurança PT 2010/11-607402 Reservados os direitos de alterações técnicas IMPLEMENTAR E OPERAR DE MODO SEGURO Manual de instruções original Módulo relê para dispositivos optoeletrônicos

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro

Guia do Usuário. Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro Guia do Usuário Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro Introdução Parabéns pela sua compra do Testador de Isolamento/Megômetro da Extech. O Modelo 380260 fornece três faixas de teste mais continuidade

Leia mais

MSI-SR5 Relês de segurança

MSI-SR5 Relês de segurança MSI-SR5 Relês de segurança PT 2011/02-700005 Reservados os direitos de alterações técnicas IMPLEMENTAR E OPERAR DE MODO SEGURO 2011 Leuze electronic GmbH + Co. KG In der Braike 1 D-73277 Owen - Teck /

Leia mais

More than safety. Manual de instruções Chaves de segurança sem contato CES-AP-CR2-CH (Multicode) CES-AP-CR2-CH (Multicode)

More than safety. Manual de instruções Chaves de segurança sem contato CES-AP-CR2-CH (Multicode) CES-AP-CR2-CH (Multicode) More than safety. Manual de instruções Chaves de segurança sem contato CES-AP-CR2-CH (Multicode) CES-AP-CR2-CH (Multicode) Índice Sobre este documento 3 Uso correto 3 Possibilidades de combinação dos componentes

Leia mais

W o r l d w i d e P a r t n e r

W o r l d w i d e P a r t n e r GE Consumer & Industrial Power Protection W o r l d w i d e P a r t n e r Série CB Contactores até 45kW NOVIDADE Série PB Unidades de Comando e Sinalização GE imagination at work Série CB Contactores Tipo

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Controlador de Segurança para chamas de Gás

Controlador de Segurança para chamas de Gás Controlador de Segurança para chamas de Gás Para queimadores de gás atmosféricos de 2 estágios: Detecção de chamas: - Sonda de Ionização - Detector de Infra-vermelho IRD 1020 - Sensor de chamas Ultravioleta

Leia mais

Safetinex Barreiras de segurança fotoelétricas e barreiras de controlo de acesso

Safetinex Barreiras de segurança fotoelétricas e barreiras de controlo de acesso Safetinex Barreiras de segurança fotoelétricas e barreiras de controlo de acesso Proteção de dedos Tipo 4 Proteção de mãos Tipo 4 Controlo de acesso Tipo 4 Proteção de mãos Tipo 2 NOVIDADE Relés de segurança

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

Manual Do Usuário SHP-5000 SHP-5000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda

Manual Do Usuário SHP-5000 SHP-5000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Modelo Controle SHP-5000 Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 6 meses, a partir

Leia mais

REDE CABEADA UTP MINI MANUAL DO USUÁRIO

REDE CABEADA UTP MINI MANUAL DO USUÁRIO REDE CABEADA UTP MINI MANUAL DO USUÁRIO Quadro de Distribuição Completo 1 DISJUNTOR 2 FONTE PRIMÁRIA VT200 3 BATERIAS (4) 4 PD 02 MINI 5 PD 03 MINI QUADRO COMPLETO: Equipado por, uma Fonte Primária nobreak

Leia mais

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Manual do Usuário Versão 3.9f 2 ÍNDICE PÁG. 1 APRESENTAÇÃO...03 2 DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO...04 2.1 ROTINA INICIAL DE AVALIAÇÃO DA REDE ELÉTRICA...04 2.2 TROCA DE

Leia mais

Manual de instruções Amplificador de comutação para cabos de fibra óptica OOF 704266 / 00 03 / 2010

Manual de instruções Amplificador de comutação para cabos de fibra óptica OOF 704266 / 00 03 / 2010 Manual de instruções Amplificador de comutação para cabos de fibra óptica OOF 704266 / 00 03 / 2010 Índice 1 Utilização de acordo com as determinações 3 2 Elementos de comando e de exibição 3 3 Montagem

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003 AL-2003 Manual do usuário Anunciador de Alarme MAN-PT-DE-AL2003 Rev.: 1.00-12 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2003. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2003, leia este manual

Leia mais

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra SUNNY CENTRAL Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra 1 Introdução Alguns fabricantes de módulos recomendam ou exigem a ligação à terra negativa ou positiva do gerador fotovoltaico

Leia mais

Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN1. Catálogo impresso

Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN1. Catálogo impresso Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN Catálogo impresso Técnica de conexões caixas de linha Caixas de linha série CN Caixa de linha formato A Caixa de linha, Série CN 8 mm ISO 4400,

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Manual MOVIFIT -MC/-FC Segurança de funcionamento

Manual MOVIFIT -MC/-FC Segurança de funcionamento Tecnologia do Acionamento \ Automação \ Sistemas Integrados \ Manual MOVIFIT -MC/-FC Segurança de funcionamento Edição 07/2011 19300581 / BP SEW-EURODRIVE Driving the world Índice 1 Informações gerais...

Leia mais

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES Atenção e Cuidado Os seguintes símbolos podem ser encontrados no produto ou toda a documentação. Consulte o manual do usuário para obter informações adicionais quando

Leia mais

INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER

INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 A POR FAVOR LER O MANUAL COM ATENÇÃO ANTES DE PROCED- ER A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO AUTOMATISMO VER.:1.02 REV.:11/2012 INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

SMART Control Manual de Instruções

SMART Control Manual de Instruções SMART Control Manual de Instruções Para utilizar corretamente esse dispositivo, leia este manual de instruções cuidadosamente antes de usar. precauções de segurança Este símbolo, juntamente com uma das

Leia mais

PRS 9. Instruções de funcionamento 810549-00 Programador PRS 9

PRS 9. Instruções de funcionamento 810549-00 Programador PRS 9 PRS 9 Instruções de funcionamento 810549-00 Programador PRS 9 1 Dimensões/Componentes 128.5 169 30.01 (6TE) Fig. 1 A B C D E I H G J F MAX 70 C Fig. 2 MAX 95 % 2 Legenda A B C D E F G H I J Selector S1

Leia mais

Proteção do Gate de Segurança Simples Usando o Pacote do Controlador de Segurança SmartGuard 600

Proteção do Gate de Segurança Simples Usando o Pacote do Controlador de Segurança SmartGuard 600 Exemplo de Aplicação de Segurança Proteção do Gate de Segurança Simples Usando o Pacote do Controlador de Segurança SmartGuard 600 Exemplo de Rede de Segurança habilitada Classificação de Segurança: Categoria

Leia mais

TA ISA V1.0 Alarme Instalações Sanitárias Acessíveis

TA ISA V1.0 Alarme Instalações Sanitárias Acessíveis Descrição Geral TA ISA V1.0 Alarme Instalações Sanitárias Acessíveis O TA ISA foi concebido para cumprir a legislação em vigor nomeadamente o DL. 163/2006 no seu art. 2.9.15 abaixo transcrito. Possui no

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

Dimensões. Dados técnicos

Dimensões. Dados técnicos Dimensões M30x1,5 18 5 78 79 S 36 Designação para encomenda LED Características série de conforto A distância de comutação pode ser regulada com o potenciómetro numa área alargada 10 mm não nivelado Ligação

Leia mais

Segurança de sistemas de comando. Paradigma da norma EN 13849-1 versus EN954-1

Segurança de sistemas de comando. Paradigma da norma EN 13849-1 versus EN954-1 Segurança de sistemas de comando Paradigma da norma EN 13849-1 versus EN954-1 EN ISO 13849-1:2008 (ISO 13849-1:2006) Segurança de máquinas - Partes dos sistemas de comando relativos à segurança - Parte

Leia mais

Dados técnicos. 0,2 m/s Dados elétricos: U e : 24 VDC 15%/+10% (estabilizado PELV) 1,2 A max. 0,6 A 800 V

Dados técnicos. 0,2 m/s Dados elétricos: U e : 24 VDC 15%/+10% (estabilizado PELV) 1,2 A max. 0,6 A 800 V Encravamento de segurança AZM 200 37,7 3,3 6, 32, GN RD YL 7, M20x1, 220 1, 20 1 Invólucro plástico A tecnologia do sensor permite um ajuste +/ mm entre actuador e encravamento Até PL e de acordo com EN

Leia mais

Manual de instruções. Botões de comando Série 44

Manual de instruções. Botões de comando Série 44 Manual de instruções Botões de comando Série 44 1- Introdução A série 44 caracteriza-se pelo seu sistema modular de pelo seu sistema modular de elementos de contatos e, pela numerosa possibilidade de configuração

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES EN81.20 e EN81.50. www.giovenzana.com

ESPECIFICAÇÕES EN81.20 e EN81.50. www.giovenzana.com ESPECIFICAÇÕES EN81.20 e EN81.50 www.giovenzana.com A nova EN 81-20 substitui o EN 81-2 & EN 81-1. EN 81-20: Passageiros e Mercadorias / Elevadores de Passageiros Contém requisitos para a instalação completa

Leia mais

SD0523. medidor de ar comprimido. 1 botões de programação 2 exibição alfanumérica 4 dígitos 3 LEDs de estado. Made in Germany

SD0523. medidor de ar comprimido. 1 botões de programação 2 exibição alfanumérica 4 dígitos 3 LEDs de estado. Made in Germany 1 botões de programação 2 exibição alfanumérica 4 dígitos 3 LEDs de estado Made in Germany Campo de aplicação Substâncias Ar comprimido Temperatura do fluído [ C] 0...60 Resistência à pressão [bar] 16

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-20

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-20 FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA (Input: 100 ~ 240 Vac / 80 ~ 370 Vdc) (Output: 24 Vdc / 20 A) CWF24-20 Fonte de Alimentação Chaveada Manual do usuário MAN-PT-DE-CWF24-20-01.00_14 Introdução Obrigado por

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FAP2 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 2 zonas de detecção,

Leia mais

Fontes de Alimentação

Fontes de Alimentação Fontes de Alimentação MÓDULO DA FONTE DE ALIMENTAÇÃO AC Código de Pedido: PS-AC-R (Fonte de Alimentação 90 a 260 Vac Redundante) Descrição Esta Fonte de Alimentação Redundante trabalha independente ou

Leia mais

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br Manual do Usuário ccntelecom.com.br PD-FIBER (1 Gbps, 7 Ramais/Clientes) O PD-FIBER é um equipamento constituído de uma placa que concentra alguns produtos já conceituados da CCN Telecom, de forma a reduzir

Leia mais

Tapetes de Segurança SMS 4 / SMS 5

Tapetes de Segurança SMS 4 / SMS 5 Tapetes de Segurança SMS 4 / SMS 5 Safe solutions for your industry 2 Índice Princípios de Funcionamento - Tapetes de Segurança Página 4 Cálculo da Distância Segura ao Ponto Perigoso Página 5 Dados Técnicos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

Manual do Usuário - NKPROX

Manual do Usuário - NKPROX Manual do Usuário NKPROX Manual do Usuário - NKPROX Neokoros TI - Biometric Technology Índice 1 - Apresentação e Características Gerais...3 2 - Placa BMC - Especificações...4 2.1 - Conectores (pinagem

Leia mais

Retificador No Break duo

Retificador No Break duo Retificador No Break duo Manual do Usuário ccntelecom.com.br O Retificador No Break duo O Retificador No Break duo é um equipamento desenvolvido para facilitar a alimentação e organização de redes de dados

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Módulos de potência remotos

Módulos de potência remotos Os (RPMs) são utilizados para controlar as cargas de iluminação, motor e ventilador. Há vários tipos de RPMs. Cada modelo controla determinados tipos de carga. Os RPMs são montados em painéis remotos de

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A Série Energy da Altus traz uma solução confiável para um dos pontos mais críticos em uma aplicação industrial: o fornecimento de alimentação para todos os dispositivos do sistema

Leia mais

Painel de Controle de Redundância. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente, quando necessário:

Painel de Controle de Redundância. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente, quando necessário: Descrição do Produto O Painel de Controle de Redundância é utilizado em conjunto com uma arquitetura redundante baseada nos módulos AL-2017, permitindo ao usuário controlar e visualizar os estados de operação

Leia mais

Campo de aplicação Substâncias água; soluções de glicol; ar; óleos

Campo de aplicação Substâncias água; soluções de glicol; ar; óleos 1 LEDs Unidade do display / Status de chaveamento 2 exibição alfanumérica 4 dígitos vermelho / verde 3 botões de programação 4 parte superior da carcaça rotativa 345 Made in Germany Campo de aplicação

Leia mais

WattStation Carregador de Veículos Elétricos

WattStation Carregador de Veículos Elétricos GE Industrial Solutions WattStation Carregador de Veículos Elétricos GE imagination at work Design WattStation A segunda coisa mais interessante na sua garagem Por que não escolher um carregador com uma

Leia mais

Tecnologias de Construção Produtos de segurança contra incêndio. Módulo de Entrada/Saída FDCIO181-2 Manual do Produto.

Tecnologias de Construção Produtos de segurança contra incêndio. Módulo de Entrada/Saída FDCIO181-2 Manual do Produto. Módulo de Entrada/Saída FDCIO181-2 Manual do Produto Característica Avaliação do sinal controlada por microprocessador Configuração automática de endereço sem definições do codificador ou chave DIP 2 entradas

Leia mais

MANUAL REDE CABEADA UTP

MANUAL REDE CABEADA UTP MANUAL REDE CABEADA UTP volt.ind.br 1-QUADRO COMPLETO 2-DISJUNTOR 3-PROTETOR ELÉTRICO 4-FONTE PRIMÁRIA VT 800 5-BATERIAS 6-PD (PONTO DE DISTRIBUIÇÃO) volt.ind.br Pág. 1 1-QUADRO COMPLETO: Equipado por

Leia mais

V6 Características. A função de compensação de escorregamento permite uma operação estável mesmo com flutação de carga.

V6 Características. A função de compensação de escorregamento permite uma operação estável mesmo com flutação de carga. IBD# D-F-2-H-KSN-BR V6 Características Alta Performance [Alto torque de partida com 150% ou mais] Com um sistema simplificado de controle vetorial e função de controle de torque automático oferece uma

Leia mais

Relés de Nível. Manual de Instalação. Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) C205726 - REV 1

Relés de Nível. Manual de Instalação. Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) C205726 - REV 1 Relés de Nível Relé de Nível Inferior (RNAI) Relé de Nível Superior (RNAS) Manual de Instalação C205726 - REV 1 1) Apresentação Relés de Nível RNAI e RNAS Este manual descreve as características de funcionamento,

Leia mais

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal Painel de comando e sinalização N.º art. MBT 2424 Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas por electricistas especializados.

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO A barra sinalizadora Winglux-S oferece uma solução moderna de sinalização com tecnologia 100% digital. Equipada com módulos de 4 ou 8 LEDs de 1W - 45 Lumens (típico) conhecidos

Leia mais

NRS 1-8. Instruções de funcionamento 810167-01 Interruptor de nível GESTRA NRS 1-8

NRS 1-8. Instruções de funcionamento 810167-01 Interruptor de nível GESTRA NRS 1-8 Instruções de funcionamento 810167-01 Interruptor de nível GESTRA NRS 1-8 Circuito de segurança do queimador Rede Fig. 1 Rede Circuito de segurança do queimador Fig. 2 U 1-2 submerso emerso avaria 2 V

Leia mais

Conect. Senha. Manual de Instalação Controle de Acesso C203702R3

Conect. Senha. Manual de Instalação Controle de Acesso C203702R3 Conect Senha C203702R3 Manual de Instalação Controle de Acesso : 1 - Antes de Começar...01 2 - Características Gerais... 02 3 - O Teclado... 03 4 - Instalação... 04 5 - Sinalização Audível... 05 6 - Sinalização

Leia mais

Relés de Sobrecarga Térmicos 3US

Relés de Sobrecarga Térmicos 3US Relés de Sobrecarga Térmicos US Relés de Sobrecarga Térmicos US /2 / /5 /8 Resumo Tabela de Seleção Informações Técnicas Esquema Dimensional catalogo TS_ cap.indd 1 Relés de Sobrecarga Térmicos US Relés

Leia mais

Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS. Motor de correr. Página 1

Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS. Motor de correr. Página 1 Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS Motor de correr Página 1 Na instalação e utilização deve ter muita Atenção 1) Cuidado! Para sua segurança, é importante seguir todas as indicações

Leia mais

Fontes de Alimentação Repetidoras. IsoAmp PWR A 20100

Fontes de Alimentação Repetidoras. IsoAmp PWR A 20100 Fontes de Alimentação Repetidoras Fonte de alimentação repetidora em alojamento de 6 mm com chaveamento calibrado dos sinais de saída, transmissão HART e separação protetora. A Tarefa Alimentação flexível

Leia mais

Blocos de segurança para Prensas tipo N e P

Blocos de segurança para Prensas tipo N e P 1 Blocos de segurança para Prensas tipo N e P Conteúdo Introdução Referências normativas Bloco tipo N Bloco tipo P Considerações finais 2 Introdução Prensas hidráulicas são máquinas responsáveis pela conformação,

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FP4 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 4 zonas de detecção,

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais

Conteúdo. N.º do art.: MLD310-R4 Barreira de luz de segurança de feixes múltiplos, receptor

Conteúdo. N.º do art.: MLD310-R4 Barreira de luz de segurança de feixes múltiplos, receptor N.º do art.: 66033300 MLD310-R4 Barreira de luz de segurança de feixes múltiplos, receptor A imagem pode divergir Conteúdo Dados técnicos Emissores apropriados Desenhos dimensionados Ligação elétrica Operação

Leia mais

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s Controller Vibraswitch Monitor Eletrônico VIBRASWITCH 563A D e s c r i ç ã o G e r a l O modelo Robertshaw 563A Vibraswitch Monitor Eletrônico é um microprocessador de sistema de controle baseado em supervisão

Leia mais

Sunny String Monitor - Cabinet

Sunny String Monitor - Cabinet Sunny String Monitor - Cabinet Dados Técnicos O Sunny String Monitor-Cabinet, ou SSM-C na sua forma abreviada, da SMA monitoriza, de forma pormenorizada, o seu gerador fotovoltaico, de acordo com os padrões

Leia mais

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 Carregador de Baterias Manual do Usuário Modelo: Top Gear AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 INSTRUÇÃO PARA INSTALAÇÃO E USO Aviso: A não observação destas informações, poderá causar

Leia mais

Amplificador Analógico Tipo VT 3015

Amplificador Analógico Tipo VT 3015 RP 29 892/05.02 Substitui: 29 893 Amplificador Analógico Tipo VT 305 Série X Índice Conteúdo Características Dados para pedido Página Diagrama de funcionamento, ajustes 2 Dados técnicos Diagrama de blocos

Leia mais

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO PARA RESFRIAMENTO EVAPORATIVO TEMPER UMIDADE 1. DESCRIÇÃO Controlador microprocessado de alta performance, o Humitech aplica-se em conjunto a sistemas de resfriamento evaporativo para conforto térmico

Leia mais

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input.

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para detecção de acionamentos e monitoração de sensores. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. Possui seis entradas digitais optoacopladas com indicação de

Leia mais

AV. Herminio Gimenez RC - RUC: 80061756-8 COR: CIUDAD DEL ESTE-PY TEL: +595 983 613802 contato@options-sa.net - www.options-sa.net

AV. Herminio Gimenez RC - RUC: 80061756-8 COR: CIUDAD DEL ESTE-PY TEL: +595 983 613802 contato@options-sa.net - www.options-sa.net COR: -Instalação rápida e fácil, fixação com resina, ondulação de 2 a 4 mm para passagem dos cabos de energia. - Pode ser instalada em piscinas ou hidromassagens onde não tenha sido previsto sistema de

Leia mais

PLANILHA DE PROPOSTA

PLANILHA DE PROPOSTA 0001 012186 INVERSOR DE FREQUENCIA 144 AMPERES / 220 VCA Inversor de freqüência para aplicação em motor elétrico trifásico com corrente nominal de serviço 140A, tensão nominal 220V, temperatura de funcionamento

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

KIT FREE LC-LVC KIT FREE LVC VAS/101 LVC/01 KIT FREE LC VAS/101 LC/01. www.came.com. Português KIT FREE_LC-LVC 24810510 25-11-14_PT

KIT FREE LC-LVC KIT FREE LVC VAS/101 LVC/01 KIT FREE LC VAS/101 LC/01. www.came.com. Português KIT FREE_LC-LVC 24810510 25-11-14_PT KIT FREE LC-LVC 24810510 KIT FREE LVC LVC/01 KIT FREE LC www.came.com LC/01 PT Português 106 A 70 43,5 7,5 57 45 Avisos gerais Leia com atenção as instruções antes de iniciar a instalação e realize as

Leia mais

RT1400. Display IRIG-B. Manual de Instruções

RT1400. Display IRIG-B. Manual de Instruções RT1400 Display IRIG-B Manual de Instruções Código do firmware: 07vrr Documento: rt1400.fw07-manual-pt-v02 Reason Tecnologia S.A. Todos os direitos reservados. Os produtos Reason são melhorados continuamente.

Leia mais

GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L

GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L Lista de símbolos... 02 Precauções... 03 Restrições... 04 Possíveis problemas de funcionamento e soluções... 06 Bateria... 07 Indicação de carga de bateria...

Leia mais

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás Manual do Sistema Blockgas SB330 CB530 SB330 SB80 atende normas: NBR16186 de 06/2013 NBR16069 de 04/2010 NR 36 Apresentação do sistema: Composto por 3 módulos de equipamentos eletrônicos e 1 software de

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Extensor PoE AXIS T8129

GUIA DO USUÁRIO. Extensor PoE AXIS T8129 GUIA DO USUÁRIO Extensor PoE AXIS T8129 PORTUGUÊS INGLÊS Compatibilidade eletromagnética (EMC) Este equipamento gera, usa e pode irradiar energia de radiofrequência e, caso não seja instalado e usado de

Leia mais

DISTRIBUIDOR DE ALIMENTAÇÃO QDA-10

DISTRIBUIDOR DE ALIMENTAÇÃO QDA-10 DISTRIBUIDOR DE ALIMENTAÇÃO QDA-10 Manual do usuário Distribuidor de Alimentação MAN-DE-QDA10 Rev.: 02.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso QDA-10. Para garantir o uso correto e eficiente

Leia mais

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas Fontes Lineares não reguladas FAL 24Vcc / 5A FAL 24Vcc / 10A Referência FAL 24Vcc/5A C904385.2000 Referência FAL 24Vcc/10A C904404.2000 Dados nominais Tensão de Entrada (± 10%): Tensão de saída ± 5% (selecionável):

Leia mais

Comando e Sinalização 3SB6. Catálogo resumido. www.siemens.com.br/botoes

Comando e Sinalização 3SB6. Catálogo resumido. www.siemens.com.br/botoes Comando e Sinalização 3SB6 Catálogo resumido www.siemens.com.br/botoes Dez 2012 SIRIUS dispositivos de comando e sinalização O crescente aumento da complexidade de máquinas e processos, promovem riscos

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001

ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001 ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001 Série: A Manual de usuário Ref.: AL-2001 AL-2001 V1.0Rev.:A07/07 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2001. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2001,

Leia mais