Laboratório de Física Experimental I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laboratório de Física Experimental I"

Transcrição

1 Laboratório de Física Experimental I Centro Universitário de Vila Velha Multímetro e Fonte DC Laboratório de Física Prof. Rudson R. Alves 2012

2 2/10 Sumário Multímetro Minipa ET TERMINAIS (1)...3 ESCALAS (2 a 8)...3 Ω - Resistência Elétrica (2)...3 DCV - Voltagem DC (tensão contínua) (3)...3 OFF - Multímetro Desligado (4)...3 ACV - Voltagem AC (tensão alternada) (5)...4 DCA - Corrente DC (corrente contínua) (6) A - 10A DC (corrente contínua com 10A de fundo de escala) (7)...4 hfe - hfe de transistores (8)...4 Diodo (9)...4 Fonte DC Minipa MPS-303D...4 TERMINAIS (7, 8 e 9)...5 POWER (12)...5 MOSTRADOR (10)...5 Ajuste de Voltagem (3 e 4)...5 Ajuste de Corrente (5 e 6)...6 Correntes acima de 3A:...6 5A/20V:...6 Tensões acima de 30V:...7 2,5A/50V:...7 Protoboard...7 Montando Circuitos...8 Resistores em série...8 Resistores em paralelo...9 Alguns Cuidados...9

3 3/10 Multímetro Minipa ET-1001 Este texto é um resumo do manual de operação do Multímetro Digital Minipa ET Para maiores informações solicite o manual ao seu professor. TERMINAIS (1) O Multímetro ET-1001 possui três terminais de entrada de sinal: A) 10ADC - terminal para a medida de corrente elétrica até 10A DC (corrente contínua) B) VΩmA - terminal para a medida de Volts (tensão), Ohms (resistência elétrica) e mili-ampères (corrente elétrica) C) COM - comum, utilizado em todas as medições. Os terminal devem ser usados aos pares sempre com o terminal COM. ESCALAS (2 a 8) Existem vinte possíveis escalas para a utilização do multímetro ET Estas escalas estão separadas Figura 1: Multímetro ET-1001 por linhas coloridas com a respectiva grandeza elétrica a ser medida destacada das possíveis escalas. Todas as escalas são utilizadas com os terminais B e C comentados acima, com exceção da escala 10A que utiliza os terminais A e C. Segue abaixo uma breve descrição de cada intervalo de escala. Ω - Resistência Elétrica (2) Para a medida de resistência elétrica é necessário usar os terminais B e C. As escalas possíveis estão em VERDE com o símbolo Ω abaixo. Os fundos de escala possíveis são: 200Ω, 2000Ω, 20kΩ, 200kΩ e 2000kΩ. Um número UM, no extremo esquerdo do visor, irá aparecer sempre que a escala selecionada for insuficiente para medir o valor da resistência testada. Neste caso será necessário aumentar a escala para medir o valor da resistência. DCV - Voltagem DC (tensão contínua) (3) Para a medida de tensão contínua (DC) utilize os terminais B e C. As escalas possíveis estão em BRANCO com DCV ao lado. Os fundo de escala possíveis são: 200mV, 2000mV (ou 2,000V), 20V, 200V e 1000V. Observe que estas escalas medem apenas tensão contínua, não serve para media a tensão da rede elétrica ou mesmo a tensão que sai dos terminais de um transformador, as quais são alternadas. OFF - Multímetro Desligado (4) Mantenha o multímetro sempre desligado, enquanto não estiver em uso. Isto não apenas economizará a bateria como também é uma medida de segurança.

4 4/10 ACV - Voltagem AC (tensão alternada) (5) Para medir tensão alternada (AC) utilize os terminais B e C. As escalas possíveis estão em BRANCO com ACV acima. Os fundo de escala possíveis são: 750V e 200V. DCA - Corrente DC (corrente contínua) (6) Para medir corrente contínua (DC) utilize os terminais B e C. As escalas possíveis estão em VERDE com DCA à direita. Os fundo de escala possíveis são: 200µA, 2000µA (ou 2,000mA), 20mA e 200mA. A medida de corrente é sempre uma operação crítica, devendo-se tomar algumas precauções para se evitar danos pessoais e aos equipamentos: a) Antes de ligar o circuito, calcule o valor da corrente que irá passar pelo amperímetro e escolha uma escala sempre superior ao máximo de corrente esperado. b) Nunca ligue o experimento sem a aprovação do professor. 10A - 10A DC (corrente contínua com 10A de fundo de escala) (7) Para medir corrente contínua acima de 200mA é necessário utilizar esta escala. Os terminais utilizados nesta medida são A e C (10A). Cabe aqui os mesmos cuidados observados no item DCA, acima. hfe - hfe de transistores (8) Para medir hfe de transistores. Esta escala não será trabalhada no laboratório. Diodo (9) Para medir estado de operação de diodos. Esta escala serve para testar o estado em que se encontra um diodo (condução ou não). Utilize os terminais B e C, para a conexão do diodo. Fonte DC Minipa MPS-303D Este texto é um resumo de operação da Fonte de Alimentação Minipa MPS-303D. Para maiores informações solicite o manual ao seu professor. Esta Fonte pode fornecer de 0 a 30V DC (tensão contínua) com até 3A de corrente elétrica. Associações de Fontes são possíveis para se conseguir correntes superiores a 3A ou tensões superiores a 30V, veja abaixo.

5 5/10 Figura 2: Fonte DC Minipa MPS-3003D Descrição: 1. Led indicador de sub-tensão; da chave 13) 2. Led indicador de sub-corrente; 11. Leds indicadores do modo de operação dos Mostrador 10; 3. Ajuste grosso de tensão; 12. Botão liga/desliga; 4. Ajuste fino de tensão; 13. Chave para seleção do modo do mostrador: corrente/tensão; 5. Ajuste grosso de corrente; 14. Compartimento do fusível de proteção; 6. Ajuste fino de corrente; 15. Tomada; 7. Saída positiva da fonte; 16. Chave de seleção 110V/220V. (ATENÇÃO! OBSERVE A 8. Terra da fonte; POSIÇÃO DESTA CHAVE ANTES DE LIGAR O EQUIPAMENTO A 9. Saída negativa da fonte; TOMADA). 10. Mostrador da fonte (corrente/tensão, dependendo da posição TERMINAIS (7, 8 e 9) A Fonte MPS-303D possui três terminais: + positivo, com borda vermelha. GND terra (ground), com borda verde. - negativo, com borda preta. Geralmente os terminais GND e (-) estarão curto-circuitados por uma chapa metálica, uma vez que o laboratório dispõem de terra nas tomadas. POWER (12) Liga e desliga a Fonte (ON/OFF). MOSTRADOR (10) O mostrador na parte superior da Fonte possui duas escalas possíveis de trabalho, para o monitoramento do aparelho, selecionadas por uma pequena chave a sua esquerda. Estas escala permitem o operador conhecer a tensão (chave para cima - VOLTS) ou a corrente (chave para baixo - AMPS) fornecidas pela Fonte em tempo de operação. Ajuste de Voltagem (3 e 4) A tensão na fonte é ajustada através dos botões de ajuste no quadro VOLTAGE no meio

6 6/10 do aparelho, à direita. Com o MOSTRADOR na posição VOLTS, utilize o botão FINE para o ajuste fino da tensão e COARSE para o ajuste grosso. A tensão regulada aparecerá no MOSTRADOR acima. Ajuste de Corrente (5 e 6) Em vários experimentos é necessário garantir que a corrente no circuito não ultrapasse a certos valores. Para limitar a corrente a ser fornecida na fonte proceda como segue: 1. Com os terminais da Fonte desconectados, ligue-a e posicione o MOSTRADOR inicialmente em VOLTS; 2. Regule uma tensão de aproximadamente 2,5V (veja Ajuste de Voltagem); 3. Mude o MOSTRADOR para AMPS; 4. Com um cabo banana-banana feche os terminais (+) e (-) em curto. Uma valor de corrente deverá aparecer no MOSTRADOR neste momento. 5. Regule a corrente com os botões FINE e COARSE em CURRENT. 6. Uma vez terminado o ajuste, retire os cabos banana-banana e mude o MOSTRADOR para VOLTS novamente. Após este ajuste de corrente a tensão pode ser ajustada em qualquer valor desejado. O ajuste na tensão, em geral, não interferirá no ajuste de corrente e vise-versa. Desta forma você pode garantir que a corrente no circuito não ultrapassará ao valor regulado. Se por algum motivo, durante o experimento for solicitado da fonte mais corrente do que o regulado nesta etapa, ela simplesmente não fornecerá, travando também o avanço da tensão na fonte se necessário. Correntes acima de 3A: Para experimentos que necessite de corrente acima de 3A devemos associar Fontes MPS-303D em paralelo, de forma a suprir a demanda de corrente. Abaixo está descrito o procedimento para se associar duas fontes em paralelo para uma corrente de 5A e uma tensão de 20V. Para demandas superiores a 6A utilize mais Fontes em paralelo seguindo o mesmo procedimento apresentado abaixo. 5A/20V: a) Pegue duas Fontes Minipa MPS-303D e regule as correntes máximas em 2,5A máxima, conforme o Ajuste de Corrente acima; b) Regule a tensão nas Fontes em aproximadamente 20V; c) Com um cabo banana-banana conecte os terminais (-) das duas Fontes; d) Conecte um multímetro Minipa ET-1001 na escala de 2000mV (2V) entre os terminais (+) das duas Fontes, veja esquema abaixo; e) Regule as tensões nas Fontes (ajuste fino) até que a diferença de tensão medida do Multímetro seja zero; f) Retire o Multímetro e conecte os dois terminais (+) das Fontes. Agora você possui uma Fonte DC de 20V a 5A. ATENÇÃO: Os botões de ajuste não poderão mais serem mexidos durante a operação das Fonte nesta configuração. De outra forma você poderá desbalancear o fornecimento de carga das

7 7/10 Fontes, e eventualmente causar queima dos equipamentos. Tensões acima de 30V: Para experimentos que necessite de tensões acima de 30V devemos associar Fontes MPS-303D em série, de forma a suprir a demanda potencial elétrico. Abaixo está descrito o procedimento para se associar duas fontes em série para uma corrente de 2,5A e uma tensão de 50V. Para demandas superiores a 6A utilize mais Fontes em série seguindo o mesmo procedimento apresentado abaixo. 2,5A/50V: a) Pegue duas Fontes Minipa MPS-303D e regule as correntes máximas em 2,5A máxima, conforme o Ajuste de Corrente acima; b) Regule a tensão nas Fontes em aproximadamente 25V; c) Com um cabo banana-banana conecte os terminais (-) das duas Fontes; d) Conecte um multímetro Minipa ET-1001 na escala de 2000mV (2V) entre os terminais (+) das duas Fontes, veja esquema abaixo; e) Regule as tensões nas Fontes (ajuste fino) até que a diferença de tensão medida do Multímetro seja zero; f) Retire o Multímetro e desconecte os dois terminais (-) das Fontes. g) Agora conecte um terminal (+) de uma Fonte ao (-) de outra. h) Através dor terminais (+) e (-) restantes você terá 50V a 2,5A. Agora você possui uma Fonte DC de 50V a 2,5A. Protoboard O Protoboard utilizado no laboratório é composto de dois tipos de elementos, distintos, marcados como A e B, e quatro bornes coloridos, identificados no protoboard como terra, V 1, V 2 e V 3, veja a Figura 3. Estes elementos não possuem conexões entre si, sendo necessário a utilização de fios e cabos para conectá-los eletricamente. Figura 3: Protoboard Minipa MP-2420 (2420 pontos) O proto-board possui três elementos do tipo A. Estes elementos possuem 64 trilhas com 5

8 8/10 pontos conectados, arranjados em duas linhas independentes, Figura 4. As trilhas são apresentadas como a linha verde na Figura 4. Figura 4: Elemento A: 64 trilhas duplas de 5 pontos conectados. Do tipo B, são 5 elementos dispostos pelo proto-board em quatro elementos paralelos, nas bordas e entre os elementos tipo A, e um transversal. Estes elementos possuem quatro trilhas com 25 pontos conectados, representados em verde na Figura 5. Figura 5: Elemento B: 4 trihas de 25 pontos conectados Montando Circuitos Em geral, a montagem de um circuito é mais confortavelmente realizada nos elementos do tipo A, dado a sua disposição. Os elementos do tipo B são mais utilizados para levar um potencial elétrico a pontos distantes no protoboard. Isto não significa que os elementos do tipo B não possam ser usados na montagem do circuito, apenas não são convenientes para tal serviço. Nas seções a seguir são apresentados algumas montagens simples e o seu respectivo circuito. Resistores em série Para a montagem em Série, tome como base o circuito com quatro resistores apresentado na Figura 6. Neste circuito é ressaltado as conexões entre os dispositivos (resistores e fonte), enumerando-os com as letras a a e. Estas conexões são a base para a montagem do circuito no protoboard. Cada conexão se tornará uma linha no protoboard, quanto montado nos elementos tipo A. Uma possível montagem é apresentada na Figura 7. Observe que os pontos de conexão entre os dispositivos se tornaram linhas no protoboard (neste caso colunas, pois a imagem se encontra deitada). V + - R 1 a e R 4 b Figura 6: Circuito Série R 2 c R 3 d

9 9/10 Resistores em paralelo Figura 7: Montagem de quatro resistores em série. O circuito com quatro resistores em paralelo é apresentado na Figura 8. Observe que nesta montagem exite apenas dois pontos onde os dispositivos são conectados, nomeados a e b. Todos pontos na parte superior do circuito correspondem a uma mesma conexão, a, assim com a parte inferior corresponde a conexão b. a + V R - 2 R 3 R 1 R 4 b Figura 8: Circuito Paralelo Uma possível montagem sobre o protoboard é apresentado na Figura 9, novamente com a imagem deitada. As linhas a e b são marcadas para evidenciar as conexões do circuito. Figura 9: Montagem de quatro resistores em paralelo. Alguns Cuidados Para uma operação segura dos equipamentos do laboratório, é conveniente observar alguns cuidados fundamentais: Nunca ligue um equipamento à tomada sem antes consultar a opinião de todos os colegas da mesa. Em caso de dúvidas, consulte o seu professor; Monte os circuitos sempre com a fonte de alimentação desligada; Nunca ligue um circuito sem a aprovação do seu professor; Não gire a escala dos multímetro com o equipamento conectado ao circuito. Isto poderá

10 10/1 0 evitar curtos-circuitos indesejados ou aplicação de potencial elétrico em escalas indevidas;

Prof. Jener Toscano Lins e Silva

Prof. Jener Toscano Lins e Silva Prof. Jener Toscano Lins e Silva *É de fundamental importância a completa leitura do manual e a obediência às instruções, para evitar possíveis danos ao multímetro, ao equipamento sob teste ou choque elétrico

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01

Leia mais

EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS

EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS 1.1 OBJETIVOS Familiarização com instrumentos de medidas e circuitos elétricos. Utilização do multímetro nas funções: voltímetro, amperímetro e ohmímetro. Avaliação dos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento =1= ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 2

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 2 Introdução Teórica Aula 2: Lei de Ohm e Associação de Resistores Georg Simon Ohm Georg Simon Ohm (789-854) foi um físico e matemático alemão. Entre 826 e 827, Ohm desenvolveu a primeira teoria matemática

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...3

Leia mais

Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores

Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores Disciplinas: Física III (ENG 06034) Fundamentos de Física III (ENG 10079) Física Experimental II ( DQF 10441) Depto Química e Física

Leia mais

Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC.

Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC. Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC. I - MULTÍMETRO O multímetro, também denominado multiteste, é um equipamento versátil, capaz de desempenhar 3 funções básicas distintas, selecionadas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. ADVERTÊNCIA... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 5 4. ESPECIFICAÇÕES... 7

Leia mais

Fig. 2.2 - Painel do multímetro com a função ohmímetro em destaque.

Fig. 2.2 - Painel do multímetro com a função ohmímetro em destaque. 2 MULTÍMETRO 2.1 - Objetivos Aprender a manusear o multímetro na realização de medidas de tensões e correntes elétricas, contínuas e alternadas, bem como medir resistências elétricas. 2.2 - Introdução

Leia mais

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Como utilizar um multímetro digital

Como utilizar um multímetro digital 1 Como utilizar um multímetro digital Um multímetro digital oferece a facilidade de mostrar diretamente em seu visor, que chamamos de display de cristal líquido, ou simplesmente display, o valor numérico

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 1. GERAL Este multímetro é um instrumento de alto desempenho, com display de 4½ dígitos para medições de voltagem DC e AC, corrente DC e AC,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Multímetro Digital MM013

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Multímetro Digital MM013 MANUAL DE INSTRUÇÕES Multímetro Digital MM013 Obrigado por adquirir um produto ALLECO O GRUPO ALLECO garante a você um produto confiável, produzido com a mais alta tecnologia por uma empresa moderna e

Leia mais

>>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA

>>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA 1 APOSTILAS Venda >>>Expressa MULTÍMETRO >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA 2 MULTÍMETRO O multitester ou multímetro é o aparelho

Leia mais

Eletrônica Básica. Eletrônica Básica. Educador Social: Alexandre Gomes. Rua Jorge Tasso Neto, 318 - Apipucos, Recife-PE Fone: (81) 3441 1428

Eletrônica Básica. Eletrônica Básica. Educador Social: Alexandre Gomes. Rua Jorge Tasso Neto, 318 - Apipucos, Recife-PE Fone: (81) 3441 1428 Eletrônica Básica Educador Social: Alexandre Gomes Multimetro Resistores Varistor Termistor Fusível Capacitores Diodos Transistores Fonte de Alimentação Eletrônica Básica: Guia Prático Multimetro É o aparelho

Leia mais

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica 1 Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica João Alexandre da Silveira autor do livro Experimentos com o Arduino Apresentação Uma bancada de Eletronica é um pequeno laboratório de montagens

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6370

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6370 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6370 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente OBJETIVOS 9 contínua NOME ESCOLA EQUIPE SÉRIE PERÍODO DATA Familiarizar-se com o multímetro, realizando medidas de corrente, tensão e resistência. INTRODUÇÃO Corrente elétrica FÍSICA ELETRICIDADE: CIRCUITOS

Leia mais

Introdução Teórica Aula 3: Leis de Kirchhoff

Introdução Teórica Aula 3: Leis de Kirchhoff Introdução Teórica Aula 3: Leis de Kirchhoff Gustav Kirchhoff Gustav Kirchhoff (1824-1887) foi um físico alemão que juntamente com o químico alemão Robert Wilhelm Bunsen, desenvolveu o espectroscópio moderno

Leia mais

MAN 006A-08-12 Uso do Alicate Amperímetro

MAN 006A-08-12 Uso do Alicate Amperímetro MAN 006A-08-12 Uso do Alicate Amperímetro Geração: equipe técnica Metalfrio. Revisão: Alexandre Mendes, Fernando Madalena, Gustavo Brotones e Rafael Atílio. http://treinamento.metalfrio.com.br treinamento@metalfrio.com.br

Leia mais

Fonte de alimentação com duas saídas e proteção

Fonte de alimentação com duas saídas e proteção Fonte de alimentação com duas saídas e proteção Elias Bernabé Turchiello Técnico responsável Este manual se destina unicamente a orientar o montador interessado neste projeto, portanto não se encontram

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6150

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6150 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6150 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

As figuras a seguir mostram como conectar o instrumento corretamente ao circuito para fazer as medidas de tensão nos resistores.

As figuras a seguir mostram como conectar o instrumento corretamente ao circuito para fazer as medidas de tensão nos resistores. EXPERÊNCA CRCUTOS EM CORRENTE CONTNUA NTRODUÇÃO TEÓRCA. O MULTÍMETRO O multímetro é um instrumento com múltiplas funções utilizado frequentemente nas bancadas de trabalho em eletrônica. Permite medir tensões

Leia mais

Dicas de segurança: permaneça com o multímetro desconectado do circuito quando fizer uso da chave seletora!

Dicas de segurança: permaneça com o multímetro desconectado do circuito quando fizer uso da chave seletora! Orientações Como usar o multímetro: Para as medidas da corrente elétrica, tensão e resistência nos circuitos elétricos pode ser utilizado um multímetro digital de baixo custo, como mostra a figura 7. Observe

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL Física Experimental III - Medidas Elétricas Objetivo O objetivo desta prática é aprender a fazer medições de resistência, tensão

Leia mais

Manual de Instruções. Multímetro Digital

Manual de Instruções. Multímetro Digital Manual de Instruções Multímetro Digital HK-M69 Todos os direitos reservados 2010 Unicoba Imp. e Exp. Ltda. OPERAÇÃO DE SEGURANÇA Este instrumento e designado para cumprir os requisitos de segurança para

Leia mais

Multímetro, um grande amigo do operador de som

Multímetro, um grande amigo do operador de som Multímetro, um grande amigo do operador de som Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro O multímetro, ou multitester, é um equipamento utilizado para medições de componentes elétricos, mas muitos dos seus

Leia mais

Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Montagem da Ponte H Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA GERÊNCIA EDUCACIONAL DE ELETRÔNICA Fundamentos de Eletricidade

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA GERÊNCIA EDUCACIONAL DE ELETRÔNICA Fundamentos de Eletricidade CENTO FEDEAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATAINA GEÊNCIA EDUCACIONAL DE ELETÔNICA Fundamentos de Eletricidade AULA 01 MATIZ DECONTATOS, CÓDIGO DE COES DE ESISTOES E FONTES DE ALIMENTAÇÃO 1 INTODUÇÃO

Leia mais

Física Geral - Laboratório (2014/1) Aula 6: Limites de erro em instrumentos de medida (multímetros analógicos e digitais)

Física Geral - Laboratório (2014/1) Aula 6: Limites de erro em instrumentos de medida (multímetros analógicos e digitais) Física Geral - Laboratório (2014/1) Aula 6: Limites de erro em instrumentos de medida (multímetros analógicos e digitais) 1 Incertezas do Tipo A e incertezas do Tipo B Até agora, nos preocupamos em estimar

Leia mais

ELETROTÉCNICA ELM ROTEIRO DA AULA PRÁTICA 01 A LEI DE OHM e AS LEIS DE KIRCHHOFF

ELETROTÉCNICA ELM ROTEIRO DA AULA PRÁTICA 01 A LEI DE OHM e AS LEIS DE KIRCHHOFF ELETROTÉCNICA ELM ROTEIRO DA AULA PRÁTICA 01 A LEI DE OHM e AS LEIS DE KIRCHHOFF NOME: TURMA: DATA: / / OBJETIVOS: Ler o valor nominal de cada resistor através do código de cores. Conhecer os tipos de

Leia mais

1 Exercícios Pré-Laboratório

1 Exercícios Pré-Laboratório 1 MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY 6.071: Introdução ao Laboratório de Eletrônica Laboratório 1: Equipamentos de Laboratório e Redes de Resistores 1 Exercícios Pré-Laboratório 2º Trimestre de 2002

Leia mais

DM-68 MULTÍMETRO DIGITAL. Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento.

DM-68 MULTÍMETRO DIGITAL. Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. DM-68 MULTÍMETRO DIGITAL Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. ÍNDICE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 INTRODUÇÃO... 04 ACESSÓRIOS... 04 ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL UT-30B LOUD ÍNDICE A. Introdução B. Informações de segurança C. Símbolos elétricos internacionais D. Características E. Especificações F. Painel de operação G. Como

Leia mais

DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL

DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. ÍNDICE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 INTRODUÇÃO... 04 ACESSÓRIOS... 04 ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

fig. 1 - símbolo básico do diodo

fig. 1 - símbolo básico do diodo DIODOS São componentes que permitem a passagem da corrente elétrica em apenas um sentido. Produzidos à partir de semicondutores, materiais criados em laboratórios uma vez que não existem na natureza, que

Leia mais

Laboratório de Física UVV

Laboratório de Física UVV Laboratório de Física U 1/5 Resistividade em Fios Metálicos Resistência lunos: Turma: Data: / /20 1: 2: 3: 4: 5: Objetivo Determinar a resistividade de fios metálicos por meio da medida da resistência

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones MULTÍMETRO DIGITAL Digital Multimeter ET-2030A *Imagem meramente ilustrativa./only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./ MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones SUMÁRIO

Leia mais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.4 - Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br Medição de Tensão

Leia mais

Física Geral - Laboratório (2014/1) Erros sistemáticos Limites de erro em instrumentos de medida (multímetros analógicos e digitais)

Física Geral - Laboratório (2014/1) Erros sistemáticos Limites de erro em instrumentos de medida (multímetros analógicos e digitais) Física Geral - Laboratório (2014/1) Erros sistemáticos Limites de erro em instrumentos de medida (multímetros analógicos e digitais) 1 Incertezas do Tipo A e incertezas do Tipo B Até agora, nos preocupamos

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL ET-2042

MULTÍMETRO DIGITAL ET-2042 MULTÍMETRO DIGITAL ET-2042 MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 2. INTRODUÇÃO... 04 3. ACESSÓRIOS... 05 4. ESPECIFICAÇÕES... 05 4.1 Especificações Gerais... 05 4.2 Especificações

Leia mais

Instrumentos de Medidas Elétricas I Voltímetros, Amperímetros e Ohmímetros

Instrumentos de Medidas Elétricas I Voltímetros, Amperímetros e Ohmímetros nstrumentos de Medidas Elétricas Nesta prática vamos estudar o princípios de funcionamentos de instrumentos de medidas elétrica, em particular, voltímetros, amperímetros e ohmímetros. Sempre que surgir

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Especificações...02 2.1. Gerais...02

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Especificações... 02 2.1. Gerais...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL ET-1400

MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL ET-1400 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL ET-1400 ÍNDICE VISÃO GERAL... 03 ACESSÓRIOS... 04 INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 05 REGRAS PARA OPERAÇÃO SEGURA... 06 SÍMBOLOS ELÉTRICOS INTERNACIONAIS... 09 ESTRUTURA

Leia mais

MUlTIMETRO DIGITAL AX-588 MANUAL DE OPERAÇÃO

MUlTIMETRO DIGITAL AX-588 MANUAL DE OPERAÇÃO MUlTIMETRO DIGITAL AX-588 MANUAL DE OPERAÇÃO 1. Sumário Esta gama de produtos funciona numa base de bateria e um multímetro digital de 3 ½ com alta confiança. Oferece um ecra LCD com carateres de 28mm;

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6360

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6360 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6360 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

CENTRO TECNOLÓGICO ESTADUAL PAROBÉ CURSO DE ELETRÔNICA

CENTRO TECNOLÓGICO ESTADUAL PAROBÉ CURSO DE ELETRÔNICA CENTRO TECNOLÓGO ESTADUAL PAROBÉ CURSO DE ELETRÔNA LABORATÓRIO DE ELETRÔNA ANALÓGA I Prática: 6 Assunto: Transistor Bipolar 1 Objetivos: Testar as junções e identificar o tipo de um transistor com o multímetro.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6130

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6130 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6130 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras de segurança...

Leia mais

Física Experimental B Turma G

Física Experimental B Turma G Grupo de Supercondutividade e Magnetismo Física Experimental B Turma G Prof. Dr. Maycon Motta São Carlos-SP, Brasil, 2015 Prof. Dr. Maycon Motta E-mail: m.motta@df.ufscar.br Site: www.gsm.ufscar.br/mmotta

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro

Guia do Usuário. Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro Guia do Usuário Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro Introdução Parabéns pela sua compra do Testador de Isolamento/Megômetro da Extech. O Modelo 380260 fornece três faixas de teste mais continuidade

Leia mais

E01 MEDIDAS DE TENSÃO E CORRENTE COM O MULTÍMETRO

E01 MEDIDAS DE TENSÃO E CORRENTE COM O MULTÍMETRO E01 MEDIDAS DE TENSÃO E CORRENTE COM O MULTÍMETRO OBJETIVOS 1) Medidas de resistência e tensão em corrente continua e corrente alternada com um multímetro digital; 2) Medidas de corrente continua e alternada

Leia mais

Aula prática Como utilizar um multímetro

Aula prática Como utilizar um multímetro Aula prática Como utilizar um multímetro Definição Como o próprio nome sugere, é um equipamento que pode ser utilizado para a realização de diversas medidas, dentre as principais temos: Tensão (alternada

Leia mais

Circuitos Lógicos. Aulas Práticas

Circuitos Lógicos. Aulas Práticas Circuitos Lógicos Aulas Práticas A Protoboard A Protoboard A Protoboard é um equipamento que permite interconectar dispositivos eletrônicos tais como resistores, diodos, transistores, circuitos integrados

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones MULTÍMETRO DIGITAL Digital Multimeter ET-1002 * Imagem meramente ilustrativa./only illustrative image./imagen meramente ilustrativa. MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones 1 ÍNDICE

Leia mais

Curso Avançado de Manutenção e Reparo em Impressoras e Copiadoras (Inicio em 08/08/2011)

Curso Avançado de Manutenção e Reparo em Impressoras e Copiadoras (Inicio em 08/08/2011) 1 de 26 10/8/2011 11:00 Curso Avançado de Manutenção e Reparo em Impressoras e Copiadoras (Inicio em 08/08/2011) Cursos EAD CAMRIC Recursos Módulo 2 - Uso básico e avançado do multímetro digital e analógico

Leia mais

Laboratório de Circuitos Elétricos

Laboratório de Circuitos Elétricos Laboratório de Circuitos Elétricos 3ª série Mesa Laboratório de Física Prof. Reinaldo / Monaliza Data / / Objetivos Observar o funcionamento dos circuitos elétricos em série e em paralelo, fazendo medidas

Leia mais

LABORATÓRIO DE ELETRICIDADE ANALÓGICA LELA2

LABORATÓRIO DE ELETRICIDADE ANALÓGICA LELA2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS DE PRESIDENTE EPITÁCIO LABORATÓRIO DE ELETRICIDADE ANALÓGICA LELA2 CURSO: TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Leia mais

Introdução a Circuitos de Corrente Contínua

Introdução a Circuitos de Corrente Contínua Nesta prática vamos nos familiarizar com os componentes e instrumentos que serão utilizados durante o curso. Também faremos a verificação experimental da Lei de Ohm e discutiremos alguns casos em que ela

Leia mais

Prof. Antonio Carlos Santos. Aula 7: Polarização de Transistores

Prof. Antonio Carlos Santos. Aula 7: Polarização de Transistores IF-UFRJ Elementos de Eletrônica Analógica Prof. Antonio Carlos Santos Mestrado Profissional em Ensino de Física Aula 7: Polarização de Transistores Este material foi baseado em livros e manuais existentes

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA. Av Vila Ema, 3863 Conj 4

MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA. Av Vila Ema, 3863 Conj 4 MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA Av Vila Ema, 3863 Conj 4 Vila Ema São Paulo SP CEP: 032.81-001 PABX: (11) 2717-7760

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

Rapport mini. Testador de CFTV Multifuncional

Rapport mini. Testador de CFTV Multifuncional Rapport mini Testador de CFTV Multifuncional COM V/ Antes de operar este equipamento leia o manual de instruções e o mantenha guardado para futuras consultas. Manual Rapport mini.indd 1 18/10/2011 17:24:55

Leia mais

CIRCUITOS ELÉCTRICOS

CIRCUITOS ELÉCTRICOS CICUITOS ELÉCTICOS. OBJECTIO Aprender a utilizar um osciloscópio e um multímetro digital. Conceito de resistência interna de um aparelho.. INTODUÇÃO O multímetro digital que vai utilizar pode realizar

Leia mais

Física Experimental II. Instrumentos de Medida

Física Experimental II. Instrumentos de Medida Física Experimental II Instrumentos de Medida Conceitos Básicos I 1. Corrente Elétrica: chamamos de corrente elétrica qualquer movimento de cargas de um ponto a outro. Quando o movimento de cargas se dá

Leia mais

Sinalizador para bicicletas Paloma Oliveira Mateus Knelsen

Sinalizador para bicicletas Paloma Oliveira Mateus Knelsen Sinalizador para bicicletas Paloma Oliveira Mateus Knelsen Como funciona O sinalizador para bicicletas é uma proposta de acessório que pode auxiliar na visibilidade do ciclista e dos seus movimentos no

Leia mais

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre ACENDENDO AS LUZES Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre Projeto 1 LED piscante Neste capitulo, todos os projetos utilizam luzes LED s de diversas formas. Em relação ao hardware,

Leia mais

MANUAL REDE CABEADA UTP

MANUAL REDE CABEADA UTP MANUAL REDE CABEADA UTP volt.ind.br 1-QUADRO COMPLETO 2-DISJUNTOR 3-PROTETOR ELÉTRICO 4-FONTE PRIMÁRIA VT 800 5-BATERIAS 6-PD (PONTO DE DISTRIBUIÇÃO) volt.ind.br Pág. 1 1-QUADRO COMPLETO: Equipado por

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do megôhmetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA Versão 2.0 Julho 2013 linhas 300 a 411 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA - ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX Para a instalação rápida da ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX, devem-se seguir

Leia mais

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 1

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 1 Introdução Teórica: Aula 1 Fontes de Tensão e Resistores Materiais condutores Os materiais condutores caracterizam- se por possuírem elétrons que estão sujeitos a pequenas forças de atração de seu núcleo,

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO DC REGULADA

FONTE DE ALIMENTAÇÃO DC REGULADA FONTE DE ALIMENTAÇÃO DC REGULADA Regulated DC Power Supply Fuente de Alimentación DC Regulada MPL-1303M / MPL-1305M MPL-3303M / MPL-3305M * Imagem meramente ilustrativa. / Only illustrative image. / Imagen

Leia mais

INDICE GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA:

INDICE GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA: 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA: INDICE 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA 2 INTRODUÇÃO 3 MULTÍMETRO ANALÓGICO 4 MULTÍMETRO DIGITAL 5 ALICATE AMPERIMETRO 6 LEITURA DE TENSÃO 7 LEITURA DE RESISTÊNCIA 8 LEITURA DE

Leia mais

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência MÓDULOS PLUG & PLAY MÓDULO ADL Manual de referência Parabéns pela aquisição de um produto STUDIO R! Eles foram projetados para anos de operação confiável sob as mais rigorosas condições. Seu STUDIO R deverá

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL FÍSICA EXPERIMENTAL III

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL FÍSICA EXPERIMENTAL III UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL FÍSICA EXPERIMENTAL III 1. OBJETIVOS CARGA E DESCARGA DE UM CAPACITOR a) Levantar, em um circuito RC, curvas de tensão no resistor

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6510

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6510 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6510 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

3 a fase Prova Experimental

3 a fase Prova Experimental 3 a fase Prova Experimental Prova para alunos do 1º ano LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 01) Esta prova destina-se exclusivamente a alunos do 1º ano do ensino médio. 02) O Caderno de Resoluções possui

Leia mais

Leia atentamente este manual antes de usar o Multímetro

Leia atentamente este manual antes de usar o Multímetro MULTÍMETRO DIGITAL EM369 Leia atentamente este manual antes de usar o Multímetro GARANTIA Este aparelho de medição está coberto de garantia sobre possíveis defeitos de fabricação e de funcionamento durante

Leia mais

MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMP5-5.0A

MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMP5-5.0A MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMP5-5.0A V01R12 Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Akiyama Tecnologia se reserva no direito de fazer alterações sem aviso

Leia mais

1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores

1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores 1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores 1. Objetivos Ler o valor nominal de cada resistor por meio do código de cores; Determinar a máxima potência dissipada pelo resistor por meio de suas

Leia mais

MANUAL. - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

MANUAL. - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. 1 P/N: AKDMP16-4.2A DRIVER PARA MOTOR DE PASSO MANUAL ATENÇÃO: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

GUIA DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO 6 TRANSFORMADORES

GUIA DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO 6 TRANSFORMADORES GUIA DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO 6 TRANSFORMADORES 1. RESUMO Verificação das relações entre tensões e correntes no circuito primário e secundário de um transformador ideal. Realização da experiência do

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...2

Leia mais

GUIA DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO 2 LEI DE OHM

GUIA DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO 2 LEI DE OHM 1. RESUMO GUIA DE LABORATÓRIO LABORATÓRIO 2 LEI DE OHM Validação, por parte dos alunos, da expressão R = ρ RLApara o cálculo da resistência de um condutor cilíndrico. Determinação da resistência total

Leia mais

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs.

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs. Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067 Prof. James Alexandre Baraniuk Equipe: Data: / / EXPERIMENTO PRÁTICO COM TRIAC Objetivo A presente

Leia mais

Testador de cabos de rede

Testador de cabos de rede Testador de cabos de rede Elias Bernabé Turchiello Técnico responsável Este manual se destina unicamente a orientar o montador interessado neste projeto, portanto não se encontram neste manual: detalhes

Leia mais

Usar o Multímetro O Multímetro:

Usar o Multímetro O Multímetro: Usar o Multímetro Usar um multímetro é algo muito importante para quem trabalha em informática, na área da electrotecnia e electrónica, é um aparelho que nos permite fazer medições de grandezas eléctricas.

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO F 19

GUIA DE INSTALAÇÃO F 19 GUIA DE INSTALAÇÃO F 19 1. Instalação do equipamento (1)Cole o modelo de montagem na (2) Remova o parafuso na parte (3) Tire a placa traseira. parede, Faça os furos de acordo inferior do dispositivo com

Leia mais

MEASUREMENTS Medidas. EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos 1 M-1102A

MEASUREMENTS Medidas. EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos 1 M-1102A MEASUREMENTS Medidas M-1102A *Only illustrative image./imagen meramente ilustrativa./imagem meramente ilustrativa. EXPERIMENTS MANUAL Manual de Experimentos Manual de Experimentos 1 Conteúdo 1. Experiência

Leia mais

DRIVER MOTOR DE PASSO AKDMPD8/220

DRIVER MOTOR DE PASSO AKDMPD8/220 DRIVER MOTOR DE PASSO AKDMPD8/220 D8/220-8.2A MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMPD8/220-8.2A Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Akiyama Tecnologia se reserva

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 SUMÁRIO Descrição do Rastreador ST-240... 03 Descrição das entradas e saídas... 03 Led indicador GPS - Vermelho... 04 Led indicador GPRS - Azul... 04 Dicas de instalação... 05

Leia mais

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 Carregador de Baterias Manual do Usuário Modelo: Top Gear AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 INSTRUÇÃO PARA INSTALAÇÃO E USO Aviso: A não observação destas informações, poderá causar

Leia mais

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO Sumário Página 4: Quadro completo Disjuntores Transformador isolador Protetor elétrico Fonte primária VT CFTV Funcionalidades Baterias Página 6: Ponto de distribuição

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Medidor digital de relação de transformação itttr 2000R www.instrutemp.com.br INSTRUTEMP INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO LTDA. RUA FERNANDES VIEIRA, 156, BELENZINHO SÃO PAULO SP, CEP: 03059-023 Especificação técnica

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6200

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6200 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6200 novembro de 2008 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6250

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6250 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6250 fevereiro de 2010 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS

Leia mais