Sumário. Espectros, Radiação e Energia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Espectros, Radiação e Energia"

Transcrição

1 Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 Emissão da radiação pelas estrelas. Temperatura das estrelas. Tipos de espectros. Os espectros emitidos pelas estrelas. dos átomos dos elementos. APSA 4. Emissão da radiação pelas estrelas Emissão de radiação pelas estrelas Atualmente, os astrónomos conseguem saber a que temperatura se encontra a superfície de uma estrela a partir da luz que ela emite. Uma estrela mais fria tem o seu pico de emissão mais perto do vermelho e uma estrela mais quente tem o seu pico mais próximo do azul. O Sol pode considerar-se uma estrela de temperatura intermédia com o seu pico de emissão no amarelo. O que são espetros? Que tipo de espetros emitem as estrelas? 1

2 Emissão da radiação pelas estrelas A natureza destas e de outras figuras multicolores era desconhecida e encarada como algo de fantasmagórico. Por isso lhes chamaram... ESPECTROS! O arco-íris foi o primeiro espectro a ser observado. Resulta da decomposição da luz branca. A luz branca é o resultado da mistura das várias cores. A luz solar é designada por luz branca por conter todas as radiações visíveis e diz-se policromática 2

3 Um espectro é o conjunto de radiações simples ou monocromáticas, emitidas por uma fonte de luz, convenientemente separadas. ( ) Fac-símile de Opticks de Newton Book I, Part II, Plate IV (1704) Newton estudou de modo sistemático a decomposição da luz solar por um prisma. 3

4 Tipos de espectros ESPECTROS CONTÍNUOS DESCONTÍNUOS São espectros em que as várias cores se sucedem umas às outras sem interrupção, estabelecendo-se uma transição gradual entre as várias cores. São espectros que se apresentam sob a forma de riscas brilhantes e separadas por um fundo negro. Tipos de espectros ESPECTROS DESCONTÍNUOS EMISSÃO ABSORÇÃO O espectro de emissão é caracterizado por ter linhas brilhantes sobre um fundo negro O espectro de absorção é caracterizado por ter linhas negras sobre um fundo colorido 4

5 de emissão e espectros de absorção Espectro de emissão do hidrogénio 5

6 Espectro de emissão e espectro de absorção do hidrogénio ESPECTRO DE EMISSÃO DO ÁTOMO DE H ESPECTRO DE ABSORÇÃO DO ÁTOMO DE H Espectro de emissão e espectro de absorção do hidrogénio e comprimento de onda 6

7 Joseph von Fraunhofer ( ) alemão Fraunhofer observando espectros Espectro solar obtido por Fraunhofer em 1814 Espectro de absorção solar obtido com espectroscópio de grande resolução Absorção por elementos presentes no Sol Riscas de absorção o o As riscas negras resultam da absorção de radiação por elementos químicos presentes na parte mais externa do Sol. 7

8 Espectro solar observado com um espectroscópio de alta resolução A radiação emitida pelo Sol informa-nos sobre a sua composição química à superfície. Como algumas das riscas coincidem com as riscas dos espectros de emissão dos átomos referidos, podemos concluir que esses átomos estão presentes na atmosfera solar. Os espectros identificam os seus constituintes por comparação com os espectros dos átomos dos respetivos elementos obtidos em laboratório. das estrelas Os espectros das estrelas são espectros descontínuos de riscas de absorção. Estas riscas correspondentes às energias absorvidas pelos diferentes átomos que se encontram na zona mais fria da atmosfera da estrela. Espectro (A) de uma estrela; espectro (B) do hidrogénio. A comparação dos espectros põe em evidência a presença de hidrogénio nessa estrela porque os comprimentos de onda das riscas negras no espectro de absorção (A) correspondem aos mesmos comprimentos de onda das riscas coloridas do espectro (B). 8

9 dos átomos dos elementos Cada átomo ou molécula pode ser identificado pelo seu espectro, diz-se que o espetro de um átomo é a sua impressão digital. Não há dois átomos com o mesmo espectro. Como são produzidas as linhas ou riscas espectrais? As linhas espectrais são produzidas quando os eletrões dos átomos ou das moléculas são excitados através do fornecimento de energia. Quando um eletrão ocupa o estado de menor energia possível diz-se que o átomo se encontra no estado fundamental. 9

10 Como são produzidas as linhas ou riscas espectrais? Ao fornecer energia ao átomo os seus eletrões poderão alterar o seu estado energético, passando a um estado excitado, que dura alguns instantes. Os eletrões voltam ao seu estado fundamental, libertando a energia que absorveram sob a forma de radiação, sendo alguma emitida na zona do visível. Como são produzidas as linhas ou riscas espectrais? Explicação segundo o modelo de Bohr e para o átomo de hidrogénio Prof. Luís Perna 10

11 Modelo atómico de Bohr Representação do átomo de hidrogénio segundo o modelo de Bohr Núcleo Eletrão Órbita atómica Prof. Luís Perna Espectro de absorção Prof. Luís Perna 11

12 Espectro de absorção Prof. Luís Perna Espectro de emissão Prof. Luís Perna 12

13 Espectro de emissão Prof. Luís Perna As riscas espectrais devem-se à absorção e/ou emissão de energia (fotões) pelo átomo. Esta energia está associada a transições eletrónicas. Como os átomos absorvem ou emitem fotões de energia específica, então a energia dos níveis de um átomo, entre os quais ocorre uma transição eletrónica, tem um valor específico, ou seja, diz-se que a energia está quantificada. Prof. Luís Perna 13

14 Arquitetura do Universo dos átomos dos elementos TPC Exercícios que ficarem por resolver da APSA 4. 14

Para perceber porque é que os corpos quentes radiam energia é necessário perceber o que é o calor.

Para perceber porque é que os corpos quentes radiam energia é necessário perceber o que é o calor. A informação do BI dos Corpos Celestes Para perceber porque é que os corpos quentes radiam energia é necessário perceber o que é o calor. Para perceber o espectro estelar (que é mais complicado que o do

Leia mais

Sumário. O átomo de H e a estrutura atómica

Sumário. O átomo de H e a estrutura atómica Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 O átomo de hidrogénio e a estrutura atómica. Quantização de energia. : De Dalton ao modelo quântico. APSA 6 Espectro atómico do átomo de hidrogénio. Porque

Leia mais

RADIAÇÃO, ENERGIA E ESPECTROS. Maria do Anjo Albuquerque

RADIAÇÃO, ENERGIA E ESPECTROS. Maria do Anjo Albuquerque RADIAÇÃO, ENERGIA E ESPECTROS Maria do Anjo Albuquerque 19.Outubro.2010 Tínhamos visto que as estrelas são muitas vezes classificadas pela cor e, consequentemente, pelas suas temperaturas, usando uma escala

Leia mais

O Espectroscópio de Rede de Difração Fundamentos e Aplicações

O Espectroscópio de Rede de Difração Fundamentos e Aplicações O Espectroscópio de Rede de Difração Fundamentos e Aplicações Introdução Em 1814, o físico alemão Joseph von Fraunhofer repetiu o experimento clássico de Newton ao passar um feixe de luz do Sol através

Leia mais

Deste modo falar-se-á do modelo atómico e do espectro eletromagnético de modo a conseguirmos entender a relação e a interação entre os dois.

Deste modo falar-se-á do modelo atómico e do espectro eletromagnético de modo a conseguirmos entender a relação e a interação entre os dois. Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 10º Ano Turma A Paula Melo Silva Introdução Sebenta de Estudo Unidade Um Das estrelas ao átomo 1.2. Espetros, radiações e energia 1.3. Átomo de Hidrogénio

Leia mais

Ficha 1 Massa e tamanho dos átomos Domínio 1: Elementos químicos e sua organização

Ficha 1 Massa e tamanho dos átomos Domínio 1: Elementos químicos e sua organização Ficha 1 Massa e tamanho dos átomos Domínio 1: Elementos químicos e sua organização Consulte a Tabela Periódica, tabelas de constantes e formulários sempre que necessário e salvo indicação em contrário.

Leia mais

Opção D. 8 pontos Opção C.. 8 pontos pontos

Opção D. 8 pontos Opção C.. 8 pontos pontos Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 10º Ano Turmas A e B Paula Melo Silva e Emília Correia Correção da Ficha de Trabalho 12 Componente de Química 10ºano 2014/2015 1. 1.1. Opção D. 8 pontos 1.2.

Leia mais

Escola Secundária de Lagoa. Ficha de Trabalho 4. Física e Química A

Escola Secundária de Lagoa. Ficha de Trabalho 4. Física e Química A Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 10º Ano Turmas A e B Paula Melo Silva e Emília Correia Ficha de Trabalho 4 Unidade Zero Materiais: diversidade e constituição Unidade Um Das estrelas ao átomo

Leia mais

RADIAÇÃO, ENERGIA E ESPECTROS

RADIAÇÃO, ENERGIA E ESPECTROS RADIAÇÃO, ENERGIA E ESPECTROS SABEMOS Que a temperatura das estrelas está relacionada com a sua cor As estrelas são muitas vezes classificadas pela cor e, consequentemente, pelas suas temperaturas, usando

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 2.º teste sumativo de FQA 28. NOVEMBRO. 2014 Versão 1 10.º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 10

Leia mais

A Teoria de Bohr foi aceite com entusiasmo, porque pela primeira vez se conseguiu: Interpretar qualitativamente os espectros atómicos em geral;

A Teoria de Bohr foi aceite com entusiasmo, porque pela primeira vez se conseguiu: Interpretar qualitativamente os espectros atómicos em geral; Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 Como se carateriza o modelo O modelo quântico: Números quânticos. Energia das orbitais. Princípios e regras para a distribuição dos eletrões pelas orbitais.

Leia mais

A Teoria de Bohr foi aceite com entusiasmo, porque pela primeira vez se conseguiu: Interpretar qualitativamente os espectros atómicos em geral;

A Teoria de Bohr foi aceite com entusiasmo, porque pela primeira vez se conseguiu: Interpretar qualitativamente os espectros atómicos em geral; Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 Como se carateriza o modelo O modelo quântico: Números quânticos. Energia das orbitais. Princípios e regras para a distribuição dos eletrões pelas orbitais.

Leia mais

Espectros, Radiações e Energia

Espectros, Radiações e Energia Espectros, Radiações e Energia Adaptado de Corrêa, C. (2007), química, Porto Editora por Marília Peres 2007/2008 Espectros. Espectros de emissão e de absorção. A natureza destas e de outras figuras multicolores

Leia mais

Luz & Radiação. Roberto Ortiz EACH USP

Luz & Radiação. Roberto Ortiz EACH USP Luz & Radiação Roberto Ortiz EACH USP A luz é uma onda eletromagnética A figura acima ilustra os campos elétrico (E) e magnético (B) que compõem a luz Eles são perpendiculares entre si e perpendiculares

Leia mais

Modelos atômicos (quânticos) Bohr Sommerfeld Professor: Hugo Cesário

Modelos atômicos (quânticos) Bohr Sommerfeld Professor: Hugo Cesário Modelos atômicos (quânticos) Bohr Sommerfeld Professor: Hugo Cesário Rutherford Niels Bohr Max Planck Sommerfeld Modelos atômicos quânticos Problemas de Rutherford: Modelo entrou em choque com os conceitos

Leia mais

Introdução à Astrofísica. Espectroscopia. Rogemar A. Riffel

Introdução à Astrofísica. Espectroscopia. Rogemar A. Riffel Introdução à Astrofísica Espectroscopia Rogemar A. Riffel Radiação de Corpo Negro Corpo negro: corpo que absorve toda a radiação que incide sobre ele, sem refletir nada; - Toda a radiação emitida pelo

Leia mais

ELÉTRONS EM ÁTOMOS. Depois do modelo de Rutherford: Como é o comportamento dos elétrons nos átomos? Rutherford: estrutura planetária, com o

ELÉTRONS EM ÁTOMOS. Depois do modelo de Rutherford: Como é o comportamento dos elétrons nos átomos? Rutherford: estrutura planetária, com o ELÉTRONS EM ÁTOMOS Depois do modelo de Rutherford: Como é o comportamento dos elétrons nos átomos? Rutherford: estrutura planetária, com o núcleo correspondendo ao sol no nosso sistema solar e os elétrons

Leia mais

EMISSÃO e ABSORÇÃO de radiação

EMISSÃO e ABSORÇÃO de radiação EMISSÃO e ABSORÇÃO de radiação a EMISSÃO ocorre quando um elétron de um átomo salta de uma órbita superior para uma inferior (fundamentalização): um fóton é emitido (produzido). e - e - + n 2, E 2 n, E

Leia mais

Sumário. Espectros, Radiação e Energia

Sumário. Espectros, Radiação e Energia Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 Radiação ionizante e radiação não ionizante.. E suas aplicações. APSA 5 Espectro eletromagnético.. Radiação não ionizante São radiações não ionizantes as

Leia mais

QUÍMICA I. Teoria atômica Capítulo 6. Aula 2

QUÍMICA I. Teoria atômica Capítulo 6. Aula 2 QUÍMICA I Teoria atômica Capítulo 6 Aula 2 Natureza ondulatória da luz A teoria atômica moderna surgiu a partir de estudos sobre a interação da radiação com a matéria. A radiação eletromagnética se movimenta

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 04: Luz

Astrofísica Geral. Tema 04: Luz Outline 1 Dualidade onda-partícula 2 Onda eletromagnética 3 Espectro eletromagnético 4 Efeito Doppler 5 Corpo negro 6 Átomo de Bohr e a luz 7 Leis de Kirchhoff para a luz 8 Efeitos da Atmosfera na luz

Leia mais

Espectroscopia do Visível

Espectroscopia do Visível Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa Espectroscopia do Visível Relatório da Atividade Experimental Curso de Ciências da Arte e do Património

Leia mais

Elementos sobre Física Atómica

Elementos sobre Física Atómica Elementos sobre Física Atómica Carla Silva Departamento de Física da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve 1 ÍNDICE OS MODELOS ATÓMICOS O modelo de Pudim de Passas de Thomson O

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos Teste 2 de Física e Química A 10º ANO 10/12/ minutos

Escola Secundária de Casquilhos Teste 2 de Física e Química A 10º ANO 10/12/ minutos Escola Secundária de Casquilhos Teste 2 de Física e Química A 10º ANO 10/12/2013 90 minutos NOME Nº Turma Informação Professor Enc. de Educação TABELA DE CONSTANTES Velocidade de propagação da luz no vácuo

Leia mais

1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºB. Física e Química A 10ºAno

1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºB. Física e Química A 10ºAno Página1 1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºB Física e Química A 10ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 2 novembro Ano Letivo: 2017/2018 135 + 15 min 1. Foram registados pela primeira vez

Leia mais

Leucipo e Demócrito (400 a.c.) Atomistas

Leucipo e Demócrito (400 a.c.) Atomistas Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 O átomo de hidrogénio e a estrutura atómica : De Dalton ao modelo quântico. APSA O átomo de hidrogénio e a estrutura atómica. Modelo Grego Leucipo e Demócrito

Leia mais

EXERCÍCIOS. Química 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves

EXERCÍCIOS. Química 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves Química 10 EXERCÍCIOS e problemas Exames 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Testes intermédios 2008 2009 2010 2011 Escola Técnica Liceal Salesiana do Estoril Professor Luís Gonçalves 2 3 4 UNIDADE 1 Das estrelas

Leia mais

Correção da Ficha de Trabalho 11

Correção da Ficha de Trabalho 11 Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 10º Ano Turmas A e B Paula Melo Silva e Emília Correia CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE CLASSIFICAÇÃO Correção da Ficha de Trabalho 11 Componente de Química 10ºano

Leia mais

4ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºA. Física e Química A - 10ºAno

4ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºA. Física e Química A - 10ºAno 4ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºA Física e Química A - 10ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 7 de dezembro 2015 Ano Letivo: 2015/2016 135 + 15 min 1. Os espetros de absorção e de emissão

Leia mais

Estrutura dos átomos

Estrutura dos átomos Estrutura dos átomos O número quântico principal n define o nível energético de base. Os outros números quânticos especificam o tipo de orbitais mas a relação com a energia pode ser complicada. Exemplos:

Leia mais

Caracterização de uma radiação electromagnética

Caracterização de uma radiação electromagnética Caracterização de uma radiação electromagnética Todas as radiações electromagnéticas são caracterizadas pela sua frequência e comprimento de onda. A frequência é o número de vezes que uma onda se repete

Leia mais

UNIDADE I. Isótopos: São átomos do mesmo elemento que diferem no nº de neutrões.

UNIDADE I. Isótopos: São átomos do mesmo elemento que diferem no nº de neutrões. UNIDADE I Isótopos: São átomos do mesmo elemento que diferem no nº de neutrões. Espectro Eletromagnético: é o conjunto das radiações eletromagnéticas. Constituição do Espetro Eletromagnético: Ondas de

Leia mais

2.1.2 Ligação covalente

2.1.2 Ligação covalente 2.1.2 Ligação covalente Adaptado pelo Prof. Luís Perna Ligações covalentes Quando a partilha de eletrões é significativa e localizada entre átomos denomina-se de ligação covalente. Nem todos os átomos

Leia mais

1º Trimestre Sala de Estudos-Química Data: 13/03/17 Ensino Médio 1º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº

1º Trimestre Sala de Estudos-Química Data: 13/03/17 Ensino Médio 1º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº º Trimestre Sala de Estudos-Química Data: 3/03/7 Ensino Médio º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº Conteúdo: Estrutura atômica e Configuração Eletrônica Questão 0 - (PUC- RS) Ao se deixar cair sal

Leia mais

Affordable & Efficient Science Teacher In-service Training

Affordable & Efficient Science Teacher In-service Training Affordable & Efficient Science Teacher In-service Training Financed partially by the European Commission under Comenius 2.1 Neither the Commission nor the Contractor nor the Partners may be held responsible

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DO EXPERIMENTO DE FRANCK E HERTZ EM CONTRAPOSIÇÃO À INTERPRETAÇÃO DE NEILS BOHR E ALBERT EINSTEIN

INTERPRETAÇÃO DO EXPERIMENTO DE FRANCK E HERTZ EM CONTRAPOSIÇÃO À INTERPRETAÇÃO DE NEILS BOHR E ALBERT EINSTEIN INTERPRETAÇÃO DO EXPERIMENTO DE FRANCK E HERTZ EM CONTRAPOSIÇÃO À INTERPRETAÇÃO DE NEILS BOHR E ALBERT EINSTEIN LUIZ CARLOS DE ALMEIDA O experimento e suas interpretações dentro de uma visão da quantização

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: FIS2001

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: FIS2001 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: FIS2001 Prof. Rogério Riffel 1 Extinção Atmosférica A atmosfera é praticamente

Leia mais

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 27/02/2013

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 27/02/2013 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 : A atmosfera e a radiação solar. As reações fotoquímicas e a formação de radicais livres. Formação de iões na termosfera e na mesosfera. Os

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1º Teste Prático de FQA 2. Dez Versão 1. 10º Ano Turma A e B Professora: Maria do Anjo Albuquerque

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1º Teste Prático de FQA 2. Dez Versão 1. 10º Ano Turma A e B Professora: Maria do Anjo Albuquerque ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1º Teste Prático de FQA 2. Dez. 2015 Versão 1 10º Ano Turma A e B Professora: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 45 minutos. Este teste é constituído por 5 páginas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA PINHAL DO REI FICHA FORMATIVA 1ºTESTE

ESCOLA SECUNDÁRIA PINHAL DO REI FICHA FORMATIVA 1ºTESTE Ano Letivo 206/207 ESCOLA SECUNDÁRIA PINHAL DO REI FICHA FORMATIVA ºTESTE Física e Química A 0ºAno Subdomínio.: Massa e tamanho dos átomos.. A tabela contém informações sobre cinco espécies químicas diferentes.

Leia mais

Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins Universidade Federal do Tocantins Modelos atômicos: Introdução Prof. Dr. Edenilson dos Santos Niculau enicolau@uft.edu.br Blog: profedenilsonniculau.wordpress.com 2 Sumário MODELOS ATÔMICOS Estrutura atômica

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ESTELAR:

CLASSIFICAÇÃO ESTELAR: CLASSIFICAÇÃO ESTELAR: TÓPICO 2 AS ESTRELAS NÃO SÃO IGUAIS Jane C. Gregório Hetem 2.1 Espectros Estelares 2.2 A ordem dos tipos espectrais 2.3 Comparando as diversas categorias de estrelas 2.4 O tamanho

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA PINHAL DO REI FICHA FORMATIVA 1ºTESTE

ESCOLA SECUNDÁRIA PINHAL DO REI FICHA FORMATIVA 1ºTESTE Ano Letivo 2016/2017 ESCOLA SECUNDÁRIA PINHAL DO REI FICHA FORMATIVA 1ºTESTE Física e Química A 10ºAno Subdomínio 1.1: Massa e tamanho dos átomos. 1. A tabela contém informações sobre cinco espécies químicas

Leia mais

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 04/02/2015

Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 04/02/2015 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 : A atmosfera e a radiação solar. As reações fotoquímicas e a formação de radicais livres. Formação de iões na termosfera e na mesosfera. Os

Leia mais

1. Pelos seres heterotróficos. 2. Pelos seres autotróficos.

1. Pelos seres heterotróficos. 2. Pelos seres autotróficos. Unidade 1 Obtenção de matéria 1. Pelos seres heterotróficos. 2. Pelos seres autotróficos. O que são seres autotróficos? Seres vivos que sintetizam matéria orgânica a partir de matéria mineral, recorrendo

Leia mais

Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins Universidade Federal do Tocantins Modelos atômicos Prof. Dr. Edenilson dos Santos Niculau enicolau@uft.edu.br Blog: profedenilsonniculau.wordpress.com 2 Sumário MODELOS ATÔMICOS Estrutura atômica Teoria

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA - III

ESTRUTURA ATÔMICA - III ESTRUTURA ATÔMICA - III Elementos químicos emitem luz em diferentes comprimentos de onda. Esta emissão é descontínua e só ocorre para determinadas faixas de Prof. Bruno Gabriel Química 2ª Bimestre 2016

Leia mais

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Sensoriamento remoto 1 Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Súmula princípios e leis da radiação eletromagnética radiação solar conceito de corpo negro REM e sensoriamento

Leia mais

Espectros atômicos e níveis de energia Números quânticos Estrutura atômica do Hidrogênio e de. Energia dos orbitais e configurações eletrônicas

Espectros atômicos e níveis de energia Números quânticos Estrutura atômica do Hidrogênio e de. Energia dos orbitais e configurações eletrônicas Espectros atômicos e níveis de energia Números quânticos Estrutura atômica do Hidrogênio e de átomos com mais elétrons Energia dos orbitais e configurações eletrônicas Prof a. MarciaM. Meier UNIVERSIDADE

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Bloco 0: AS LINHAS DE BALMER Introdução A teoria quântica prevê uma estrutura de níveis de energia quantizados para os

Leia mais

Radiação electromagnetica

Radiação electromagnetica Radiação electromagnetica A radiação eletromagnética é uma forma de energia absorvida e emitida por partículas com carga elétrica quando aceleradas por forças. Ao nível subatómico, a radiação eletromagnética

Leia mais

Unidade 1. Das Estrelas ao Átomo. Química 10º ano Ano lectivo 2007/2008

Unidade 1. Das Estrelas ao Átomo. Química 10º ano Ano lectivo 2007/2008 Unidade 1 Química 10º ano Ano lectivo 2007/2008 Como se obtêm espectros atómicos? Os átomos no estado gasoso são excitados por : chamas a altas temperaturas descargas eléctricas. E Módulo 1 E 2 Energia

Leia mais

EMISSÃO e ABSORÇÃO de radiação

EMISSÃO e ABSORÇÃO de radiação EMISSÃO e ABSORÇÃO de radiação a EMISSÃO ocorre quando um elétron de um átomo salta de uma órbita superior para uma inferior (fundamentalização): um fóton é emitido (produzido). e - e - + n 2, E 2 n 1,

Leia mais

1.2. ENERGIA DOS ELETRÕES NOS ÁTOMOS

1.2. ENERGIA DOS ELETRÕES NOS ÁTOMOS Física e química A - 10.º ano de escolaridade 1.2. ENERGIA DOS ELETRÕES NOS ÁTOMOS 1.2.6. Energia de remoção eletrónica Competências No final desta apresentação deverás ser capaz de: Indicar que a energia

Leia mais

Questões de Exame Resolvidas. Física e Química A. 11. ano. Química

Questões de Exame Resolvidas. Física e Química A. 11. ano. Química Questões de Exame Resolvidas Física e Química A 11. ano Química Índice Apresentação 3 Questões de Exame e de Testes Intermédios Química 10.º ano Domínio 1 Elementos químicos e sua organização 7 Subdomínio

Leia mais

Simulação do Espectro Contínuo emitido por um Corpo Negro 1ª PARTE

Simulação do Espectro Contínuo emitido por um Corpo Negro 1ª PARTE ACTIVIDADE PRÁCTICA DE SALA DE AULA FÍSICA 10.º ANO TURMA A Simulação do Espectro Contínuo emitido por um Corpo Negro Zoom escala do eixo das ordenadas 1ª PARTE Cor do corpo Definir temperatura do corpo

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL. Prof.: Cristiano Luiz Chostak Disciplina: Química Tecnológica (QMT12)

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL. Prof.: Cristiano Luiz Chostak Disciplina: Química Tecnológica (QMT12) CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL Prof.: Cristiano Luiz Chostak Disciplina: Química Tecnológica (QMT12) Atomística: Estrutura atômica básica O modelo atômico de Dalton O modelo atômico

Leia mais

Escola Secundária de Lagoa. Ficha de Trabalho 5. Física e Química A 11º Ano Paula Melo Silva. 1. Considere a molécula de metano.

Escola Secundária de Lagoa. Ficha de Trabalho 5. Física e Química A 11º Ano Paula Melo Silva. 1. Considere a molécula de metano. Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Paula Melo Silva Ficha de Trabalho 5 Química 10ºano 1. Considere a molécula de metano. 1.1. Calcule o número de moléculas de metano, CH 4, presentes

Leia mais

Tópicos Especiais em Física. Vídeo-aula 5: astrofísica estelar 09/07/2011

Tópicos Especiais em Física. Vídeo-aula 5: astrofísica estelar 09/07/2011 Tópicos Especiais em Física Vídeo-aula 5: astrofísica estelar 09/07/2011 Propriedades fundamentais das estrelas Formação estelar Evolução estelar Estágios finais das estrelas Estrelas: o que são? Enormes

Leia mais

Departamento de Astronomia - Instituto de Física Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Departamento de Astronomia - Instituto de Física Universidade Federal do Rio Grande do Sul Departamento de Astronomia - Instituto de Física Universidade Federal do Rio Grande do Sul FIS2010 - FUNDAMENTOS DE ASTRONOMIA E ASTROFÍSICA A 2.a PROVA 2012/1 - TURMA C - Profa. Maria de Fátima Saraiva

Leia mais

CLIMATOLOGIA. Radiação solar. Professor: D. Sc. João Paulo Bestete de Oliveira

CLIMATOLOGIA. Radiação solar. Professor: D. Sc. João Paulo Bestete de Oliveira CLIMATOLOGIA Radiação solar Professor: D. Sc. João Paulo Bestete de Oliveira Sistema Solar Componente Massa (%) Sol 99,85 Júpiter 0,10 Demais planetas 0,04 Sol x Terra massa 332.900 vezes maior volume

Leia mais

Mecânica Quântica. Corpo negro: Espectro de corpo negro, catástrofe do ultravioleta, Leis de Rayleigh e Jeans, Hipótese de Planck

Mecânica Quântica. Corpo negro: Espectro de corpo negro, catástrofe do ultravioleta, Leis de Rayleigh e Jeans, Hipótese de Planck Mecânica Quântica Corpo negro: Espectro de corpo negro, catástrofe do ultravioleta, Leis de Rayleigh e Jeans, Hipótese de Planck...numa reunião em 14/12/1900, Max Planck apresentou seu artigo Sobre a teoria

Leia mais

ESPECTROSCOPIA Newton realiza experimentos em ó<ca. Luz separada por um prisma.

ESPECTROSCOPIA Newton realiza experimentos em ó<ca. Luz separada por um prisma. ESPECTROSCOPIA Prof. Arnaldo Gammal Curiosidade sobre a origem das cores desde a an

Leia mais

https://sites.google.com/site/estruturabc0102/

https://sites.google.com/site/estruturabc0102/ Estrutura da Matéria Aula 4: Radiações clássicas E-mail da turma: emufabc@gmail.com Senha: ufabcsigma https://sites.google.com/site/estruturabc0102/ Radiações Clássicas 1899-1900: Rutherford e Villard

Leia mais

Dark Skies Rangers Program

Dark Skies Rangers Program Dark Skies Rangers Program Espetro das luzes: Uma Demonstração Interativa com Redes de Difração Emissão Todo o átomo é composto por protões, neutrões e eletrões. Os protões e os neutrões residem no núcleo

Leia mais

Estrutura eletrônica da matéria - resumo

Estrutura eletrônica da matéria - resumo Estrutura eletrônica da matéria - resumo A NATUREZA ONDULATÓRIA DA LUZ COMO A RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA SE MOVE À VELOCIDADE DA LUZ, O COMPRIMENTO DE ONDA E A FREQUÊNCIA ESTÃO RELACIONADOS: νλ=c ONDE ν(ni)

Leia mais

2.4 Configuração eletrónica do átomo. Modelo quântico do átomo e configuração eletrónica

2.4 Configuração eletrónica do átomo. Modelo quântico do átomo e configuração eletrónica Modelo quântico do átomo e configuração eletrónica Energia dos eletrões Por se moverem incessantemente em torno do núcleo atómico, os eletrões possuem energia cinética. Os eletrões também possuem energia

Leia mais

MEIO INTERESTELAR. O espaço interestelar é o local onde estrelas nascem e onde elas retornam quando morrem.

MEIO INTERESTELAR. O espaço interestelar é o local onde estrelas nascem e onde elas retornam quando morrem. MEIO INTERESTELAR O espaço interestelar é o local onde estrelas nascem e onde elas retornam quando morrem. Rica em gás e poeira e distribuída de modo tênue através das regiões escuras entre as estrelas,

Leia mais

Estrelas: espectros, luminosidades e massas

Estrelas: espectros, luminosidades e massas Estrelas: espectros, luminosidades e massas J. L. G. Sobrinho sobrinho@uma.pt Grupo de Astronomia da Universidade da Madeira http://www3.uma.pt/investigacao/astro/grupo/index.htm Janeiro de 2013 Resumo

Leia mais

Instituto de Física USP. Física V - Aula 15. Professora: Mazé Bechara

Instituto de Física USP. Física V - Aula 15. Professora: Mazé Bechara Instituto de Física USP Física V - Aula 15 Professora: Mazé Bechara Aula 15 Espectros de absorção e emissão atômica e modelo atômico de Thomson. 1. Evidências experimentais da existência de estrutura nos

Leia mais

ESPECTROSCOPIA DE EMISSÃO ATÔMICA

ESPECTROSCOPIA DE EMISSÃO ATÔMICA 10//017 ESPECTROSCOPIA DE EMISSÃO ATÔMICA Prof. Harley P. Martins Filho Linhas espectrais de emissão Massas gasosas de átomos podem ser termicamente excitadas (com chama, plasma acoplado indutivamente,

Leia mais

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris.

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. DISPERSÃO DA LUZ BRANCA Quando um prisma é atravessado obliquamente por luz branca, ela é decomposta nas cores do arco-íris, e a este fenômeno damos o nome de dispersão.

Leia mais

Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Elisabete Caria Moraes

Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Elisabete Caria Moraes Fundamentos de Sensoriamento Remoto Elisabete Caria Moraes bete@dsr.inpe.br Login: guestuser Senha: 5554DZ9M Sensoriamento Remoto Adquirir informações a distância Sensoriamento Remoto Sensoriamento

Leia mais

Fundamentos de Sensoriamento Remoto

Fundamentos de Sensoriamento Remoto UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: Geoprocessamento para aplicações ambientais e cadastrais Fundamentos de Sensoriamento Remoto Profª. Adriana

Leia mais

Teoria da ligação química

Teoria da ligação química FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E FARMÁCIA Caderno de problemas para as aulas teórico-práticas e tutoriais Teoria da ligação química 2009/2010 Radiação Electromagnética. Teoria

Leia mais

Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins Universidade Federal do Tocantins Modelos atômicos e configurações eletrônicas dos átomos enicolau@uft.edu.br Blog: profedenilsonniculau.wordpress.com Prof. Dr. Edenilson dos Santos Niculau 2 Sumário ESTRUTURA

Leia mais

3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºA. Física e Química A - 10ºAno VERSÃO 1

3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºA. Física e Química A - 10ºAno VERSÃO 1 3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 10ºA Física e Química A - 10ºAno VERSÃO 1 Professora Paula Melo Silva Data: 16 de novembro 2015 Ano Letivo: 2015/2016 135 + 15 min 1. A Tabela periódica (TP)

Leia mais

TABELA DE CONSTANTES FÓRMULAS. ,m massa de soluto; V volume de solução. , n quantidade de soluto; V volume de solução. ν= c λ

TABELA DE CONSTANTES FÓRMULAS. ,m massa de soluto; V volume de solução. , n quantidade de soluto; V volume de solução. ν= c λ Agrupamento de Escolas Madeira Torres Ficha de avaliação Física e Química A - VERSÃO 1 - Data: / /2013 Nome: Nº: Turma: 10ºF CLASSIFICAÇÃO: Valores Prof. António Gonçalves: TABELA DE CONSTANTES Constante

Leia mais

Espectros. Análise Elementar por Via Seca

Espectros. Análise Elementar por Via Seca ACÇÃO DE FORMAÇÃO UTILIZAÇÃO DOS NOVOS LABORATÓRIO ESCOLARES Espectros Análise Elementar por Via Seca Formanda: Maria Teresa Mourato Pinto Leite Escola Secundária de Monserrate Viana do Castelo Formadores:

Leia mais

Ficha formativa 10ªano-Química-unidade1 Nome: Nº Turma:

Ficha formativa 10ªano-Química-unidade1 Nome: Nº Turma: ESCOLA SECUNDÁRIA DE LOUSADA Física Química A 11º Ano Ficha formativa 10ªano-Química-unidade1 Nome: Nº Turma: 1 Os astrónomos identificaram uma nova estrela, cuja luz demora 200 anos, 300 dias e 6 horas

Leia mais

Aula 08 - Níveis e subníveis eletrônicos e a Distribuição Eletrônica

Aula 08 - Níveis e subníveis eletrônicos e a Distribuição Eletrônica Aula 08 - Níveis e subníveis eletrônicos e a Distribuição Eletrônica Nas nossas aulas passadas nós vimos que cada elemento químico é caracterizado pelo seu número atômico (Z). Vimos também que um átomo

Leia mais

Laboratório de Física Moderna Espectrosocopia Aula 01. Marcelo Gameiro Munhoz

Laboratório de Física Moderna Espectrosocopia Aula 01. Marcelo Gameiro Munhoz Laboratório de Física Moderna Espectrosocopia Aula 01 Marcelo Gameiro Munhoz munhoz@if.usp.br 1 Contextualização Para iniciar nosso experimento, vamos compreender o contexto que o cerca Qual o tipo de

Leia mais

A radiação do corpo negro

A radiação do corpo negro A radiação do corpo negro Um corpo em qualquer temperatura emite radiações eletromagnéticas. Por estarem relacionadas com a temperatura em que o corpo se encontra, freqüentemente são chamadas radiações

Leia mais

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Atmosfera: temperatura, pressão e densidade em função da.. - Transferência de energia. - Principais características das camadas da atmosfera.

Leia mais

Séries de Lyman, Balmer, Paschen, etc. e Modelo de Bohr

Séries de Lyman, Balmer, Paschen, etc. e Modelo de Bohr Séries de Lyman, Balmer, Paschen, etc. e Modelo de Bohr Problemas com a Física Clássica Fatos que a Física Clássica não podia explicar Observação de linhas nos espectros atômicos; A estrutura nuclear do

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º Teste sumativo de FQA 21. Out. 2015 Versão 1 10.º Ano Turma A e B Professora: Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 9 páginas e termina na palavra

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual. Física e Química A 10º ano 2014 / º Período

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual. Física e Química A 10º ano 2014 / º Período Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual Física e Química A 10º ano 01 / 01 1º Período ( minutos) Apresentação QUÍMICA 0. MATERIAIS: DIVERSIDADE E CONSTITUIÇÃO 0.1. Materiais

Leia mais

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores As imagens formadas na retina são planas, entretanto, conseguimos enxergar o volume dos objetos, uma das razões disto ocorrer é devido à iluminação nas diferentes

Leia mais

O espaço interestelar é o local onde estrelas nascem e onde partes delas retornam quando morrem.

O espaço interestelar é o local onde estrelas nascem e onde partes delas retornam quando morrem. O espaço interestelar é o local onde estrelas nascem e onde partes delas retornam quando morrem. Meio interestelar: gás e poeira, distribuído de modo extremamente tênue através das regiões escuras entre

Leia mais

AULA 21 INTRODUÇÃO À RADIAÇÃO TÉRMICA

AULA 21 INTRODUÇÃO À RADIAÇÃO TÉRMICA Notas de aula de PME 3361 Processos de Transferência de Calor 180 AULA 1 INTRODUÇÃO À RADIAÇÃO TÉRMICA A radiação térmica é a terceira e última forma de transferência de calor existente. Das três formas,

Leia mais

FÍSICA E QUÍMICA A 10º ANO

FÍSICA E QUÍMICA A 10º ANO Departamento de Matemática e Ciências Experimentais FÍSICA E QUÍMICA A 10º ANO PLANIFICAÇÃO 011 / 01 PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO Período 1º 1/09 a 1/1 º 03/01 a 3/03 3º 10/0 a 08/0 Nº Semanas Nº aulas totais

Leia mais

Os princípios da espectroscopia: Teoria DESENVOLVENDO UMA CIÊNCIAMELHOR AGILENT E VOCÊ

Os princípios da espectroscopia: Teoria DESENVOLVENDO UMA CIÊNCIAMELHOR AGILENT E VOCÊ Os princípios da espectroscopia: Teoria DESENVOLVENDO UMA CIÊNCIAMELHOR AGILENT E VOCÊ 1 A Agilent tem um compromisso com a comunidade educacional e está disposta a conceder acesso ao material de propriedade

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO

TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO 1 Tema 3: Energia Térmica Tópicos / Habilidades 7 Transferência de calor por radiação 7.1 Aplicar o conceito de energia e suas propriedades para compreender situações

Leia mais

Sumários das Aulas Leccionadas 1º Periodo

Sumários das Aulas Leccionadas 1º Periodo Escola Secundária Filipa de Vilhena 2010/2011 Física e Química A Nível 1 Sumários das Aulas Leccionadas 1º Periodo Turma: 10ºA Professor: Ricardo Leandro Ribeiro Aula Data Sumário Resumo da Aula 1,2,3

Leia mais

Introdução aos métodos espectrométricos. Propriedades da radiação eletromagnética

Introdução aos métodos espectrométricos. Propriedades da radiação eletromagnética Introdução aos métodos espectrométricos A espectrometria compreende um grupo de métodos analíticos baseados nas propriedades dos átomos e moléculas de absorver ou emitir energia eletromagnética em uma

Leia mais

Aula 12- Íons, níveis e subníveis eletrônicos e a distribuição eletrônica

Aula 12- Íons, níveis e subníveis eletrônicos e a distribuição eletrônica Aula 12- Íons, níveis e subníveis eletrônicos e a distribuição eletrônica Nas nossas aulas passadas nós vimos que cada elemento químico é caracterizado pelo seu número atômico (Z). Vimos também que um

Leia mais

Estrutura Atômica II

Estrutura Atômica II Estrutura Atômica II Modelo nuclear do átomo: Constituído de partículas subatômicas: Prótons, Nêutrons e elétrons Os prótons e nêutrons formam o núcleo minúsculo e denso que compreende quase toda a massa

Leia mais

Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera. Radiação I Primeiro semestre 2016

Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera. Radiação I Primeiro semestre 2016 Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera Radiação I Primeiro semestre 2016 Constituintes gasosos da atmosfera N 2 ~ 78% O 2 ~ 21% ~ 99% da atmosfera seca vapor d água (0 a 4%) Argônio, CO 2, O 3, CH

Leia mais

Universidade da Madeira. Grupo de Astronomia. Nós s e o Universo. (c) 2009/2014 Grupo de Astronomia da Universidade da Madeira

Universidade da Madeira. Grupo de Astronomia. Nós s e o Universo. (c) 2009/2014 Grupo de Astronomia da Universidade da Madeira Nós s e o Universo 1 (c) 2009/2014 da Universidade da Madeira A Terra, a Lua e o Sol 2 Sol Terra http://umbra.nascom.nasa.gov/sdac.html http://www.msss.com/earth/earth.html 700 000 Km 6 370 Km 3 O raio

Leia mais

RESUMO. wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty. Luz e Fontes de Luz- módulo F3. uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas

RESUMO. wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty. Luz e Fontes de Luz- módulo F3. uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa sdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghj klçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq RESUMO wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty

Leia mais