QUÍMICA I. Teoria atômica Capítulo 6. Aula 2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUÍMICA I. Teoria atômica Capítulo 6. Aula 2"

Transcrição

1 QUÍMICA I Teoria atômica Capítulo 6 Aula 2

2 Natureza ondulatória da luz A teoria atômica moderna surgiu a partir de estudos sobre a interação da radiação com a matéria. A radiação eletromagnética se movimenta através do vácuo com uma velocidade de 3, m/s. As ondas eletromagnéticas têm características ondulatórias semelhantes às ondas que se movem na água. Por exemplo: a radiação visível tem comprimentos de onda entre 400 nm (violeta) e 750 nm (vermelho).

3 Energia quantizada e fótons A radiação do corpo negro É o fenômeno de emissão de luz por objetos quentes. A cor e a intensidade de luz emitidas por um objeto quente depende da temperatura do objeto.

4 Energia quantizada e fótons A radiação do corpo negro Estudos da radiação do corpo negro levaram à hipótese de Planck da quantização da radiação eletromagnética.

5 Energia quantizada e fótons Planck: a energia só pode ser liberada (ou absorvida) por átomos em certos pedaços de tamanhos mínimos, chamados quantum. A relação entre a energia e a frequência é Eh onde h é a constante de Planck (6, J s). Para entender a quantização, considere a subida em uma rampa versus a subida em uma escada: Para a rampa, há uma alteração constante na altura, enquanto na escada há uma alteração gradual e quantizada na altura.

6 Energia quantizada e fótons O efeito fotoelétrico e fótons É o efeito de ejeção de elétrons de um metal quando sua superfície é esposta à luz. O efeito fotoelétrico fornece evidências para a natureza de partícula da luz - quantização.

7

8 Energia quantizada e fótons O efeito fotoelétrico e fótons As observações experimentais: Se a luz brilha na superfície de um metal, há um ponto no qual os elétrons são expelidos do metal. Os elétons somente serão expelidos se a frequência mínima é alcançada. Abaixo da frequência mínima, nenhum elétron é expelido. Acima da frequência mínima, elétrons são ejetados imetiatamente por mais baixa que seja a intensidade da radiação. O número de elétrons expelidos depende da intensidade da luz. A energia cinética, E k, dos elétrons ejetados varia linearmente com a frequência da radiação incidente.

9 Energia quantizada e fótons O efeito fotoelétrico e fótons As características do efeito fotoelétrico: Um elétron pode ser expelido do metal se ele recebe uma certa quantidade mínima de energia do fóton durante a colisão. Então, a frequência da radiação deve ter um valor mínimo para que os elétrons sejam ejetados. Se um fóton tem energia suficiente, uma colisão resulta na imediata ejeção de um elétron. Se uma energia E 0 é necessária para remover um elétron de um metal e se o fóton tem energia hν, então a diferença E 0 -hν aparecerá como a energia cinética do elétron. Consequentemente, E k =E 0 -hν, E k e varia linearmente com a frequência da radiação incidente.

10 c c, Energia quantizada e fótons O efeito fotoelétrico e os fótons Einstein usou a teoria quântica para explicar o efeito fotoelétrico. Ele supôs que a luz se comporta como se consistisse de pacotes de energia quantizada chamados de fótons. Einstein supôs que a luz trafega em pacotes de energia denominados fótons. A energia de um fóton: Eh ν = c λ

11 Espectro eletromagnético

12 c c, Energia quantizada e fótons Exercícios: Calcule a energia de um fóton amarelo cujo comprimento de onda é 589 nm. E h hc ,62610 J s310 m s 3, m 19 J Que tipo de radiação envolve menos energia, a luz azul ou microondas? Que tipo de radiação envolve maior comprimento de onda, a luz vermelha ou ultravioleta? Um anúncio luminoso emite luz azul e luz vermelha. O comprimento de onda (λ) da luz vermelha é de 680 nm e o da luz azul é de 420 nm. Que tipo de radiação envolve menos energia, a luz azul ou vermelha?

13 Energia quantizada e fótons O efeito fotoelétrico e os fótons Experimentos obrigam-nos a aceitar a dualidade onda-partícula da radiação eletromagnética. O efeito fotoelétrico providencia a evidência da natureza de partícula da radiação eletromagnética. A difração é responsável pela evidência da natureza ondulatória.

14

15 O Comportamento ondulatório da matéria Sabendo-se que a luz tem uma natureza de partícula, parece razoável perguntar se a matéria tem natureza ondulatória. Demonstrações de que elétrons podem ser difratados mostram o seu comportamento ondulatório. Elétrons têm comportamento de onda e de partícula. Suas propriedades de onda devem ser consideradas quando se descreve a estrutura dos átomos.

16 O Comportamento ondulatório da matéria Sabendo-se que a luz tem uma natureza de partícula, parece razoável perguntar se a matéria tem natureza ondulatória. Utilizando as equações de Einstein e de Planck, De Broglie mostrou: h mv O momento, mv, é uma propriedade de partícula, enquanto é uma propriedade ondulatória. de Broglie resumiu os conceitos de ondas e partículas, com efeitos notáveis se os objetos são pequenos.

17 O Comportamento ondulatório da matéria Exercício: Qual o comprimento de onda de um elétron com velocidade de 5, m s -1? h m 34,62610 J s 31 9,1110 kg5, , m s m 0,122nm

18 O princípio da incerteza O princípio da incerteza de Heisenberg: na escala de massa de partículas atômicas, não podemos determinar exatamente a posição, a direção do movimento e a velocidade simultaneamente. Para os elétrons: não podemos determinar seu momento e sua posição simultaneamente. Se x é a incerteza da posição e mv é a incerteza do momento, então: x mv O Comportamento ondulatório da matéria h 4

19 Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr Rutherford supôs que os elétrons orbitavam o núcleo da mesma forma que os planetas orbitam em torno do sol. Entretanto, uma partícula carregada movendo em uma trajetória circular deve perder energia. Isso significa que o átomo deve ser instável de acordo com a teoria de Rutherford. Bohr observou o espectro de linhas de determinados elementos e admitiu que os elétrons estavam confinados em estados específicos de energia. Esses foram denominados órbitas.

20 Espectros de linhas e o modelo de Bohr Espectros de linhas A radiação composta por um único comprimento de onda é chamada de monocromática. A radiação que se varre uma matriz completa de diferentes comprimentos de onda é chamada de contínua. A luz branca pode ser separada em um espectro contínuo de cores. Observe que não há manchas escuras no espectro contínuo que corresponderiam a linhas diferentes.

21 Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr As cores de gases excitados surgem devido ao movimento dos elétrons entre os estados de energia no átomo.

22 Espectros de linhas e o modelo de Bohr Espectros de linhas Balmer: descobriu que as linhas no espectro de linhas visíveis do hidrogênio se encaixam em uma simples equação. Mais tarde, Rydberg generalizou a equação de Balmer para: 1 n 1 R H 1 h 2 1 n 2 2 onde R H é a constante de Rydberg (1, m -1 ), h é a constante de Planck (6, J s), n 1 e n 2 são números inteiros (n 2 > n 1 ).

23 O modelo de Bohr Já que os estados de energia são quantizados, a luz emitida por átomos excitados deve ser quantizada e aparecer como espectro de linhas. Após muita matemática, Bohr mostrou que E Espectros de linhas e o modelo de Bohr J n onde n é o número quântico principal (por exemplo, n = 1, 2, 3, e nada mais). 2

24 Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr A primeira órbita no modelo de Bohr tem n = 1, é a mais próxima do núcleo e convencionou-se que ela tem energia negativa. A órbita mais distante no modelo de Bohr tem n próximo ao infinito e corresponde à energia zero. Os elétrons no modelo de Bohr podem se mover apenas entre órbitas através da absorção e da emissão de energia em quantum (h).

25 Podemos mostrar que Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr E J 2 2 n f n i Quando n i > n f, a energia é emitida. Quando n f > n i, a energia é absorvida. hc h E

26 Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr Série de Paschen - IV Série de Balmer - VIS Série de Lyman - UV

27 Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr Exercícios: Determine qual das seguintes transições eletrônicas produz a linha espectral de comprimento de onda mais longo: n=2 para n=1, n=3 para n=2 ou n=4 para n=3? Indique qual é a transição eletrônica da série de Lyman de maior comprimento de onda. Indique em que região do espectro eletromagnético ocorrem as séries de Pashen, Lyman e Balmer.

28 Espectros de linhas e o modelo de Bohr O modelo de Bohr Exercício: Calcule o comprimento de onda da radiação emitida por um átomo de hidrogênio quando um elétron faz uma transição entre os níveis n=2 para n=3. E E J J 3,0310 h 3,0310 c J J, m s 14 4,5710 s n f 1 n 2 i 3,0310 6, , J J s 4,5710 m 657nm s

29 Espectros de linhas e o modelo de Bohr Limitações do modelo de Bohr Pode explicar adequadamente apenas o espectro de linhas do átomo de hidrogênio. Os elétrons não são completamente descritos como partículas pequenas.

30 Mecânica quântica e orbitais atômicos No modelo da mecânica quântica, os elétrons são descritos por funções de onda (ᴪ). Schrödinger propôs uma equação que contém os termos onda e partícula: H E A resolução da equação leva às funções de onda. A solução da equação de Schrödinger mostra que os elétrons podem possuir apenas alguns valores discretos de energia. A função de onda fornece o contorno do orbital eletrônico. O quadrado da função de onda fornece a probabilidade de se encontrar o elétron, isto é, dá a densidade eletrônica para o átomo.

31 Mecânica quântica e orbitais atômicos

32 Mecânica quântica e orbitais atômicos Orbitais e números quânticos Se resolvermos a equação de Schrödinger, teremos as funções de onda e as energias para as funções de onda. Chamamos as funções de onda de orbitais. A equação de Schrödinger necessita de três números quânticos: 1. Número quântico principal, n. Este é o mesmo n de Bohr. À medida que n aumenta, o orbital torna-se maior e o elétron passa mais tempo mais distante do núcleo.

33 Mecânica quântica e orbitais atômicos Orbitais e números quânticos 2. O número quântico azimuthal, l. Esse número quântico depende do valor de n. Os valores de l começam de 0 e aumentam até n -1. Normalmente utilizamos letras para l (s, p, d e f para l = 0, 1, 2, e 3). Geralmente nos referimos aos orbitais s, p, d e f. 3. O número quântico magnético, m l. Esse número quântico depende de l. O número quântico magnético tem valores inteiros entre -l e +l. Fornecem a orientação do orbital no espaço.

34 Mecânica quântica e orbitais atômicos Orbitais e números quânticos

35 Representações orbitias Orbitais s Todos os orbitais s são esféricos. À medida que n aumenta, os orbitais s ficam maiores. À medida que n aumenta, aumenta o número de nós. Um nó é uma região no espaço onde a probabilidade de se encontrar um elétron é zero. Em um nó, 2 = 0 Para um orbital s, o número de nós é n-1.

36 Representações orbitias

37 Representações orbitias Orbitais s

38 Representações orbitias Orbitais p Existem três orbitais p, p x, p y, e p z. Os três orbitais p localizam-se ao longo dos eixos x-, y- e z- de um sistema cartesiano. As letras correspondem aos valores permitidos de m l, -1, 0, e +1. Os orbitais têm a forma de halteres. À medida que n aumenta, os orbitais p ficam maiores. Todos os orbitais p têm um nó no núcleo.

39 Representações orbitias Orbitais p

40 Representações orbitias Orbitais d e f Existem cinco orbitais d e sete orbitais f. Três dos orbitais d encontram-se em um plano bissecante aos eixos x-, y- e z. Dois dos orbitais d se encontram em um plano alinhado ao longo dos eixos x-, y- e z. Quatro dos orbitais d têm quatro lóbulos cada. Um orbital d tem dois lóbulos e um anel.

41 Representações orbitias

QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 6 Estrutura eletrônica dos átomos David P. White

QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 6 Estrutura eletrônica dos átomos David P. White QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 6 Estrutura eletrônica dos átomos David P. White Natureza ondulatória da luz Todas as ondas têm um comprimento de onda característico, λ, e uma amplitude, A.

Leia mais

Revisão das observações experimentais, modelo de Bohr e Princípios da Mecânica Quântica by Pearson Education. Capítulo 06

Revisão das observações experimentais, modelo de Bohr e Princípios da Mecânica Quântica by Pearson Education. Capítulo 06 Revisão das observações experimentais, modelo de Bohr e Princípios da Mecânica Quântica Natureza ondulatória da luz A teoria atômica moderna surgiu a partir de estudos sobre a interação da radiação com

Leia mais

Estrutura Atômica. Clique para editar o estilo do subtítulo mestre

Estrutura Atômica. Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Estrutura Atômica Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Evolução dos Modelos Atômicos 1º) Demócrito e Leucipo (400 a 500 a.c) -filósofos gregos -átomo indivisível. 2º) Modelo Atômico de Dalton

Leia mais

PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DO ELÉTRON

PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DO ELÉTRON MODELO QUÂNTICO PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DO ELÉTRON EINSTEIN: usou o efeito fotoelétrico para demonstrar que a luz, geralmente imaginada como tendo propriedades de onda, pode também ter propriedades de

Leia mais

Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins Universidade Federal do Tocantins Modelos atômicos e configurações eletrônicas dos átomos enicolau@uft.edu.br Blog: profedenilsonniculau.wordpress.com Prof. Dr. Edenilson dos Santos Niculau 2 Sumário ESTRUTURA

Leia mais

ELÉTRONS EM ÁTOMOS. Depois do modelo de Rutherford: Como é o comportamento dos elétrons nos átomos? Rutherford: estrutura planetária, com o

ELÉTRONS EM ÁTOMOS. Depois do modelo de Rutherford: Como é o comportamento dos elétrons nos átomos? Rutherford: estrutura planetária, com o ELÉTRONS EM ÁTOMOS Depois do modelo de Rutherford: Como é o comportamento dos elétrons nos átomos? Rutherford: estrutura planetária, com o núcleo correspondendo ao sol no nosso sistema solar e os elétrons

Leia mais

Estrutura eletrônica da matéria - resumo

Estrutura eletrônica da matéria - resumo Estrutura eletrônica da matéria - resumo A NATUREZA ONDULATÓRIA DA LUZ COMO A RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA SE MOVE À VELOCIDADE DA LUZ, O COMPRIMENTO DE ONDA E A FREQUÊNCIA ESTÃO RELACIONADOS: νλ=c ONDE ν(ni)

Leia mais

Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins Universidade Federal do Tocantins Modelos atômicos Prof. Dr. Edenilson dos Santos Niculau enicolau@uft.edu.br Blog: profedenilsonniculau.wordpress.com 2 Sumário MODELOS ATÔMICOS Estrutura atômica Teoria

Leia mais

Estrutura Eletrônica dos átomos

Estrutura Eletrônica dos átomos Estrutura Eletrônica dos átomos 3- Os espectros de emissão dos gases Como a equação de Rydberg poderia ser explicada? Os estados de energia do átomo de hidrogênio Se n f é menor que n i, o e- move-se para

Leia mais

Aula 3 Estrutura Atômica cont

Aula 3 Estrutura Atômica cont Aula 3 Estrutura Atômica cont Tabela Periódica Mecânica quântica e orbitais atômicos Schrödinger propôs uma equação que contém os termos onda e partícula. A resolução da equação leva às funções de onda.

Leia mais

Estrutura da Matéria Prof. Fanny Nascimento Costa

Estrutura da Matéria Prof. Fanny Nascimento Costa Estrutura da Matéria Prof. Fanny Nascimento Costa (fanny.costa@ufabc.edu.br) Aula 07 Revisão da última aula Orbitais Números quânticos O átomo de hidrogênio Natureza ondulatória da luz Todas as ondas têm

Leia mais

O átomo de Rutherford

O átomo de Rutherford O átomo de Rutherford Elétrons orbitando o núcleo F Elétrica F Centrifúga Quando uma carga elétrica muda de velocidade ou direção, ela deve irradiar energia. Radiação Eletromagnética É o produto de campos

Leia mais

Modelos atômicos (quânticos) Bohr Sommerfeld Professor: Hugo Cesário

Modelos atômicos (quânticos) Bohr Sommerfeld Professor: Hugo Cesário Modelos atômicos (quânticos) Bohr Sommerfeld Professor: Hugo Cesário Rutherford Niels Bohr Max Planck Sommerfeld Modelos atômicos quânticos Problemas de Rutherford: Modelo entrou em choque com os conceitos

Leia mais

h mc 2 =hν mc 2 =hc/ λ

h mc 2 =hν mc 2 =hc/ λ Louis de Broglie investigou as propriedades ondulatórias da matéria na década de 30. Ele supôs que o e-, em seu movimento ao redor do núcleo, tinha associado a ele um λ. Ele igualou as duas expressões

Leia mais

Tubos de Crookes e a descoberta do elétron

Tubos de Crookes e a descoberta do elétron Tubos de Crookes e a descoberta do elétron (A) Efeito de um obstáculo no caminho dos raios catódicos. Raios Catódicos High voltage source of high voltage shadow Resultados independem do gás usado para

Leia mais

Principais modelos atômicos. Principais modelos atômicos Modelo Atômico de Rutherford (1911)

Principais modelos atômicos. Principais modelos atômicos Modelo Atômico de Rutherford (1911) Principais modelos atômicos Modelo Atômico de Thomson (898) Com a descoberta dos prótons e elétrons, Thomson propôs um modelo de átomo no qual os elétrons e os prótons, estariam uniformemente distribuídos,

Leia mais

Física Moderna. A quantização da energia. Dualidade onda-partícula. O efeito fotoelétrico.

Física Moderna. A quantização da energia. Dualidade onda-partícula. O efeito fotoelétrico. Física Moderna A quantização da energia. Dualidade onda-partícula. O efeito fotoelétrico. Efeito fotoelétrico Quando uma radiação eletromagnética incide sobre a superfície de um metal, elétrons podem ser

Leia mais

Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria

Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário...relembrando... Relembrando... Elétrons e Ondas de Matéria Em 1924, Louis de Broglie propôs um novo raciocínio: Se um feixe luminoso

Leia mais

Comportamento ondulatório da matéria

Comportamento ondulatório da matéria Louis de Broglie investigou as propriedades ondulatórias da na década de 30. Ele supôs que o e-, em seu movimento ao redor do núcleo, tina associado a ele um λ. Ele igualou as duas expressões conecidas

Leia mais

Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria

Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário...relembrando... Relembrando... Elétrons e Ondas de Matéria Em 1924, Louis de Broglie propôs um novo raciocínio: Se um feixe luminoso

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 04: Luz

Astrofísica Geral. Tema 04: Luz Outline 1 Dualidade onda-partícula 2 Onda eletromagnética 3 Espectro eletromagnético 4 Efeito Doppler 5 Corpo negro 6 Átomo de Bohr e a luz 7 Leis de Kirchhoff para a luz 8 Efeitos da Atmosfera na luz

Leia mais

Atomística. Prof. Fernando R. Xavier

Atomística. Prof. Fernando R. Xavier Atomística Prof. Fernando R. Xavier UDESC 2013 Nem sempre foi tão fácil observar um átomo... Estrutura Atômica, Antencedentes... Modelos de Demócrito, Dalton, Thomson 400 a.c. até 1897 d.c. O Modelo de

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 3 MODELOS ATÔMICOS E A VELHA TEORIA QUÂNTICA Edição de junho de 2014 CAPÍTULO 3 MODELOS ATÔMICOS E A VELHA TEORIA QUÂNTICA ÍNDICE 3.1-

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 4 MODELOS ATÔMICOS Primeira Edição junho de 2005 CAPÍTULO 4 MODELOS ATÔMICOS ÍNDICE 4.1- Modelo de Thomson 4.2- Modelo de Rutherford 4.2.1-

Leia mais

AULA 01 TEORIA ATÔMICA COMPLETA

AULA 01 TEORIA ATÔMICA COMPLETA AULA 01 TEORIA ATÔMICA COMPLETA - ESTRUTURA ATÔMICA; - MODELOS ATÔMICOS; - ESPECTROSCOPIA ATÔMICA; - PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DOS ELÉTRONS; - NÚMEROS QUÂNTICOS E DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA. QUÍMICA estudo

Leia mais

Instituto de Física USP. Física V - Aula 15. Professora: Mazé Bechara

Instituto de Física USP. Física V - Aula 15. Professora: Mazé Bechara Instituto de Física USP Física V - Aula 15 Professora: Mazé Bechara Aula 15 Espectros de absorção e emissão atômica e modelo atômico de Thomson. 1. Evidências experimentais da existência de estrutura nos

Leia mais

TEORIAS ATÔMICAS. Menor partícula possível de um elemento (Grécia antiga) John Dalton (1807)

TEORIAS ATÔMICAS. Menor partícula possível de um elemento (Grécia antiga) John Dalton (1807) TEORIAS ATÔMICAS Átomo Menor partícula possível de um elemento (Grécia antiga) John Dalton (1807) 1. Os elementos são constituídos por partículas extremamente pequenas chamadas átomos; 2. Todos os átomos

Leia mais

NÚMEROS QUÂNTICOS. As teorias da MECÂNICA QUÂNTICA (Planck, De Broglie, Schrödinger e Heisenberg e outros), auxiliam na identificação dos elétrons.

NÚMEROS QUÂNTICOS. As teorias da MECÂNICA QUÂNTICA (Planck, De Broglie, Schrödinger e Heisenberg e outros), auxiliam na identificação dos elétrons. NÚMEROS QUÂNTICOS As teorias da MECÂNICA QUÂNTICA (Planck, De Broglie, Schrödinger e Heisenberg e outros), auxiliam na identificação dos elétrons. Prof. Ailey Aparecida Coelho Tanamati Mecânica = movimento

Leia mais

Prof. Dr. Lucas Barboza Sarno da Silva

Prof. Dr. Lucas Barboza Sarno da Silva Prof. Dr. Lucas Barboza Sarno da Silva O Efeito Compton Einstein, em 1919, concluiu que um fóton de energia E se desloca em uma única direção (diferentemente de uma onda esférica) e é portador de um momento

Leia mais

Fundamentos de Química Quântica

Fundamentos de Química Quântica Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Química Fundamentos de Química Quântica Aula 1 Professora: Melissa Soares Caetano Origem da teoria quântica

Leia mais

Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins Universidade Federal do Tocantins Modelos atômicos: Introdução Prof. Dr. Edenilson dos Santos Niculau enicolau@uft.edu.br Blog: profedenilsonniculau.wordpress.com 2 Sumário MODELOS ATÔMICOS Estrutura atômica

Leia mais

O átomo de Rutherford

O átomo de Rutherford O átomo de Rutherford ~10-14 m Núcleo de carga +Ze rodeado por Z elétrons (modelo planetário). Z é chamado número atômico (H: Z = 1, He: Z = 2, etc.). O número atômico determina as propriedades físicas

Leia mais

Vimos que a radiação eletromagnética comportase como onda e partícula Dualidade ondapartícula da radiação eletromagnética

Vimos que a radiação eletromagnética comportase como onda e partícula Dualidade ondapartícula da radiação eletromagnética Estrutura eletrônica dos átomos Vimos que a radiação eletromagnética comportase como onda e partícula Dualidade ondapartícula da radiação eletromagnética Onda Com propriedades como comprimento de onda,

Leia mais

ATIVIDADE DE FÍSICA MODERNA LER E RESUMIR RESPONDER LISTA

ATIVIDADE DE FÍSICA MODERNA LER E RESUMIR RESPONDER LISTA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS VERIFICAÇÃO

Leia mais

Schrödinger propôs uma equação que contém os termos onda e partícula. A resolução da equação leva às funções de onda. Af função de onda fornece o

Schrödinger propôs uma equação que contém os termos onda e partícula. A resolução da equação leva às funções de onda. Af função de onda fornece o Aula 3 Estrutura Atômica cont Tabela Periódica Mecânica quântica e orbitais atômicos Schrödinger propôs uma equação que contém os termos onda e partícula. A resolução da equação leva às funções de onda.

Leia mais

Sumário. O átomo de H e a estrutura atómica

Sumário. O átomo de H e a estrutura atómica Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 O átomo de hidrogénio e a estrutura atómica. Quantização de energia. : De Dalton ao modelo quântico. APSA 6 Espectro atómico do átomo de hidrogénio. Porque

Leia mais

MODELO ATÔMICO: DO SIMPLES AO ELABORADO UMA TENTATIVA DE DESVENDAR OS MISTÉRIOS DA MATÉRIA

MODELO ATÔMICO: DO SIMPLES AO ELABORADO UMA TENTATIVA DE DESVENDAR OS MISTÉRIOS DA MATÉRIA MODELO ATÔMICO: DO SIMPLES AO ELABORADO UMA TENTATIVA DE DESVENDAR OS MISTÉRIOS DA MATÉRIA Leucipo Demócrito Epicuro (de 400-250 a.c): a matéria seria constituída de átomos e espaços vazios; Aristóteles

Leia mais

Laboratório de Física Moderna Espectrosocopia Aula 01. Marcelo Gameiro Munhoz

Laboratório de Física Moderna Espectrosocopia Aula 01. Marcelo Gameiro Munhoz Laboratório de Física Moderna Espectrosocopia Aula 01 Marcelo Gameiro Munhoz munhoz@if.usp.br 1 Contextualização Para iniciar nosso experimento, vamos compreender o contexto que o cerca Qual o tipo de

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Bloco 0: AS LINHAS DE BALMER Introdução A teoria quântica prevê uma estrutura de níveis de energia quantizados para os

Leia mais

Descoberta o elétron século XIX por Thomsom. Próton - - século XX por Rutherford. Neutron 1932 por Chadwick

Descoberta o elétron século XIX por Thomsom. Próton - - século XX por Rutherford. Neutron 1932 por Chadwick Estrutura Atômica Átomo 3 partículas Quais são? Descoberta o elétron século XIX por Thomsom Próton - - século XX por Rutherford Neutron 1932 por Chadwick Modelo atômico Núcleo prótons e neutros Elétrons

Leia mais

Elétrons como ondas? Um bom modelo deve ser capaz de explicar propriedades atômicas, propriedades periódicas, ligação química

Elétrons como ondas? Um bom modelo deve ser capaz de explicar propriedades atômicas, propriedades periódicas, ligação química OS ELÉTRONS O MODELO DA MECÂNICA QUÂNTICA E AS ENERGIAS ELETRÔNICAS Modelo atual se baseia na MECÂNICA QUÂNTICA Considera os conceitos da quantização da energia eletrônica (Bohr), fornecendo uma explicação

Leia mais

A simetria entre o modelo de Bohr e a dualidade de de Broglie (Ensaios Numéricos)

A simetria entre o modelo de Bohr e a dualidade de de Broglie (Ensaios Numéricos) VI Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte e Nordeste de Educação Tecnológica (Aracajú-SE-20) A simetria entre o modelo de Bohr e a dualidade de de Broglie (Ensaios Numéricos) Moraes, B.T.F. e Laerte

Leia mais

01. (ITA ) A tabela abaixo mostra os níveis de energia de um átomo do elemento X que se encontra no estado gasoso.

01. (ITA ) A tabela abaixo mostra os níveis de energia de um átomo do elemento X que se encontra no estado gasoso. 01. (ITA - 1999) A tabela abaixo mostra os níveis de energia de um átomo do elemento X que se encontra no estado gasoso. E 0 0 E 1 7,0 ev E 2 13,0 ev E 3 17,4 ev Ionização 21,4 ev Dentro das possibilidades

Leia mais

ATOMÍSTICA PROF. ADRIANO ALVES

ATOMÍSTICA PROF. ADRIANO ALVES ATOMÍSTICA PROF. ADRIANO ALVES Demócrito Aristóteles Dalton Thomson Bohr Rutherford Sommerfeld Heisenberg Schrödinger De Broglie DALTON 1. Toda matéria é formada de partículas fundamentais, os átomos.

Leia mais

Lista de Exercícios - Física Quântica - UNIDADE 1

Lista de Exercícios - Física Quântica - UNIDADE 1 Lista de Exercícios - Física Quântica - UNIDADE 1 Problemas e questões baseados no D. Halliday, R. Resnick e J. Walker, Fundamentos de Física, 6ª ed. - Capítulos 39, 40 e 41. Questões 1. Como pode a energia

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL. Prof.: Cristiano Luiz Chostak Disciplina: Química Tecnológica (QMT12)

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL. Prof.: Cristiano Luiz Chostak Disciplina: Química Tecnológica (QMT12) CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL Prof.: Cristiano Luiz Chostak Disciplina: Química Tecnológica (QMT12) Atomística: Estrutura atômica básica O modelo atômico de Dalton O modelo atômico

Leia mais

QUESTÕES DE FÍSICA MODERNA

QUESTÕES DE FÍSICA MODERNA QUESTÕES DE FÍSICA MODERNA 1) Em diodos emissores de luz, conhecidos como LEDs, a emissão de luz ocorre quando elétrons passam de um nível de maior energia para um outro de menor energia. Dois tipos comuns

Leia mais

Radiação electromagnetica

Radiação electromagnetica Radiação electromagnetica A radiação eletromagnética é uma forma de energia absorvida e emitida por partículas com carga elétrica quando aceleradas por forças. Ao nível subatómico, a radiação eletromagnética

Leia mais

QUI346 QUÍMICA ANALÍTICA INSTRUMENTAL

QUI346 QUÍMICA ANALÍTICA INSTRUMENTAL QUI346 QUÍMICA ANALÍTICA INSTRUMENTAL Prof. Mauricio Xavier Coutrim DEQUI RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA Onda eletromagnética (vácuo: v = 2,99792.10 8 m.s -1 ) l = comprimento de onda A = amplitude da onda v

Leia mais

Séries de Lyman, Balmer, Paschen, etc. e Modelo de Bohr

Séries de Lyman, Balmer, Paschen, etc. e Modelo de Bohr Séries de Lyman, Balmer, Paschen, etc. e Modelo de Bohr Problemas com a Física Clássica Fatos que a Física Clássica não podia explicar Observação de linhas nos espectros atômicos; A estrutura nuclear do

Leia mais

Teoria da ligação química

Teoria da ligação química FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E FARMÁCIA Caderno de problemas para as aulas teórico-práticas e tutoriais Teoria da ligação química 2009/2010 Radiação Electromagnética. Teoria

Leia mais

Modelos atômicos. Disciplina: Química Tecnológica Professora: Lukese Rosa Menegussi

Modelos atômicos. Disciplina: Química Tecnológica Professora: Lukese Rosa Menegussi Modelos atômicos Disciplina: Química Tecnológica Professora: Lukese Rosa Menegussi Dalton Lei de Lavoisier Conservação da massa Lei de Proust Proporções constantes Balanceamento Excesso de reagente A natureza

Leia mais

A Estrutura Eletrônica dos Átomos. Prof. Fernando R. Xavier

A Estrutura Eletrônica dos Átomos. Prof. Fernando R. Xavier A Estrutura Eletrônica dos Átomos Prof. Fernando R. Xavier UDESC 2015 Estrutura Atômica, Antencedentes... Modelos de Demócrito, Dalton, Thomson, etc 400 a.c. até 1897 d.c. Nascimento da Mecânica Quântica

Leia mais

INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA

INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA Introdução à Astrofísica INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 15 LUZ E MATÉRIA Lição 14 Luz e Matéria Nos séculos XVIII e XIX foi observado, por William Wollaston, que a luz solar passando por um prisma produzia

Leia mais

Uma breve história do mundo dos quanta. Érica Polycarpo Equipe de Física Coordenação: Prof. Marta Barroso

Uma breve história do mundo dos quanta. Érica Polycarpo Equipe de Física Coordenação: Prof. Marta Barroso Uma breve história do mundo dos Érica Polycarpo Equipe de Física Coordenação: Prof. Marta Barroso Tópicos da Segunda Aula Abordagem histórica Radiação de corpo negro Efeito fotoelétrico Espalhamento Compton

Leia mais

Introdução à Astrofísica. Espectroscopia. Rogemar A. Riffel

Introdução à Astrofísica. Espectroscopia. Rogemar A. Riffel Introdução à Astrofísica Espectroscopia Rogemar A. Riffel Radiação de Corpo Negro Corpo negro: corpo que absorve toda a radiação que incide sobre ele, sem refletir nada; - Toda a radiação emitida pelo

Leia mais

PROVA ESCRITA. identifique, de forma clara, o número da questão que está sendo respondida. QUESTÃO 3

PROVA ESCRITA. identifique, de forma clara, o número da questão que está sendo respondida. QUESTÃO 3 PROVA ESCRITA ATENÇÃO: Escolha apenas três entre as questões a seguir apresentadas. Ao iniciar sua resposta, identifique, de forma clara, o número da questão que está sendo respondida. QUESTÃO 1 Faça uma

Leia mais

B) [N] é uma constante de normalização indicando que a probabilidade de encontrar o elétron em qualquer lugar do espaço deve ser unitária. R n,l (r) é

B) [N] é uma constante de normalização indicando que a probabilidade de encontrar o elétron em qualquer lugar do espaço deve ser unitária. R n,l (r) é QUÍMICA I AULA 04: ESTRUTURA ELETRÔNICA DOS ÁTOMOS TÓPICO 05: ORBITAL ATÔMICO 5.1 A EQUAÇÃO DE SCHRODINGER E O ÁTOMO DE HIDROGÊNIO: Como o elétron tem propriedades ondulatórias, ele pode ser descrito como

Leia mais

Profª.. Carla da Silva Meireles

Profª.. Carla da Silva Meireles Estrutura eletrônica dos átomos Profª.. Carla da Silva Meireles O que fazem os elétrons? Como eles se mantém em órbita? As leis da física eram insatisfatórias para descrever movimento de partículas tão

Leia mais

4º bimestre - Volume 3, Capítulo 19

4º bimestre - Volume 3, Capítulo 19 Página 1 de 7 4º bimestre - Volume 3, Capítulo 19 Testes propostos 4º bimestre 1 (Uneb-BA) De acordo com o físico Max Planck, que introduziu o conceito de energia quantizada, a luz, elemento imprescindível

Leia mais

Química Geral I Aula 11 14/04/2016

Química Geral I Aula 11 14/04/2016 Química Geral I Aula 11 14/04/2016 Curso de Química Licenciatura 2016-1 Prof. Udo Eckard Sinks Estrutura Atômica, Radiação Eletromagnética, Equação de Planck, Efeito Fotoelétrico, Espectro de Linhas Atômicas,

Leia mais

Quanta, Fóton e Princípio da Incerteza

Quanta, Fóton e Princípio da Incerteza Radiação eletromagnética Quanta, Fóton e Princípio da Incerteza Prof a. MarciaM. Meier UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA 1 Objetivo da aula 1) Compreender a radiação eletromagnética; 2) Compreender

Leia mais

EFEITO FOTOELÉTRICO. Propriedade corpuscular da radiação eletromagnética Reforço à teoria quântica de Planck (quanta de energia)

EFEITO FOTOELÉTRICO. Propriedade corpuscular da radiação eletromagnética Reforço à teoria quântica de Planck (quanta de energia) EFEITO FOTOELÉTRICO Elétrons são emitidos da matéria após absorverem a energia de uma radiação eletromagnética (de baixos comprimentos de onda visível ou UV) que incida sobre ela. Descoberto acidentalmente

Leia mais

A teoria quântica antiga AULA

A teoria quântica antiga AULA 3 AULA METAS: Mostrar as dificuldades enfrentadas pela física clássica na explicação da estabilidade dos átomos e da estrutura dos espectros atômicos. Introduzir o modelo de Bohr para o átomo de um elétron.

Leia mais

Disciplina: NMA-103. Prof. Dr. Jose Antonio Souza

Disciplina: NMA-103. Prof. Dr. Jose Antonio Souza Disciplina: NMA-103 Prof. Dr. Jose Antonio Souza 02/2015 Física Clássica Tudo resolvido no final do século XIX Maxwell (1865) Formulação elegante e concisa Fundamentos da Eletricidade e Magnetismo Matematização

Leia mais

Espectros atômicos e níveis de energia Números quânticos Estrutura atômica do Hidrogênio e de. Energia dos orbitais e configurações eletrônicas

Espectros atômicos e níveis de energia Números quânticos Estrutura atômica do Hidrogênio e de. Energia dos orbitais e configurações eletrônicas Espectros atômicos e níveis de energia Números quânticos Estrutura atômica do Hidrogênio e de átomos com mais elétrons Energia dos orbitais e configurações eletrônicas Prof a. MarciaM. Meier UNIVERSIDADE

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA DA MATÉRIA (PARTE 3 MODELOS ATÔMICOS)

ESTRUTURA ATÔMICA DA MATÉRIA (PARTE 3 MODELOS ATÔMICOS) 01. Gregos (Demócrito e Leucipo) "A matéria é formada de pequenas partículas indivisíveis denominadas átomos." (a = não tomo = parte) QUÍMICA INORGÂNICA - CAPÍTULO 2 ESTRUTURA ATÔMICA DA MATÉRIA (PARTE

Leia mais

Estrutura dos Materiais. e Engenharia dos Materiais Prof. Douglas Gouvêa

Estrutura dos Materiais. e Engenharia dos Materiais Prof. Douglas Gouvêa Ligações Químicas e Estrutura dos Materiais PMT 5783 - Fundamentos de Ciência e Engenharia dos Materiais Prof. Douglas Gouvêa Objetivos Descrever a estrutura atômica e suas conseqüências no tipo de ligação

Leia mais

Física 4. Guia de Estudos P2

Física 4. Guia de Estudos P2 Física 4 Guia de Estudos P2 1. Efeito Doppler relativístico O efeito Doppler relativístico é a aparente mudança de frequência da onda eletromagnética quando há movimento relativo entre fonte e observador.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - Instituto de Química - Estrutura Atômica. Radiação eletromagnética, espectros de linhas, átomos de Bohr... Hermi F.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - Instituto de Química - Estrutura Atômica. Radiação eletromagnética, espectros de linhas, átomos de Bohr... Hermi F. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - Instituto de Química - Estrutura Atômica Radiação eletromagnética, espectros de linhas, átomos de Bohr... Hermi F. Brito hefbrito@iq.usp.br QFL 1101 Química Geral I, 8-03-017

Leia mais

A NATUREZA DA LUZ. c=3x10 Fig. 1.1 Sir Isaac Newton PROF. TONHO

A NATUREZA DA LUZ. c=3x10 Fig. 1.1 Sir Isaac Newton PROF. TONHO AULA 19 NATUREZA DA LUZ APOSTILA 7 FSC-D ÓPTICA GEOM MÉTRICA TEORIA CORPUSCULAR A NATUREZA DA LUZ Em 1672, o físico inglês Isaac Newton apresentou uma teoria conhecida com modelo corpuscular da luz. Nessa

Leia mais

Estrutura dos átomos

Estrutura dos átomos Estrutura dos átomos O número quântico principal n define o nível energético de base. Os outros números quânticos especificam o tipo de orbitais mas a relação com a energia pode ser complicada. Exemplos:

Leia mais

INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 9 O PROBLEMA DO CORPO NEGRO

INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 9 O PROBLEMA DO CORPO NEGRO Introdução à Astrofísica INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 9 O PROBLEMA DO CORPO NEGRO Lição 8 O Problema do Corpo Negro A maior parte de toda a física do século XIX estava bem descrita através da mecânica

Leia mais

PROPRIEDADES TÉRMICAS E ÓPTICAS DOS MATERIAIS

PROPRIEDADES TÉRMICAS E ÓPTICAS DOS MATERIAIS ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais PROPRIEDADES TÉRMICAS E ÓPTICAS DOS MATERIAIS PMT 2100 - Introdução à Ciência dos Materiais para Engenharia

Leia mais

24/Abr/2014 Aula /Abr/2014 Aula 15

24/Abr/2014 Aula /Abr/2014 Aula 15 /Abr/014 Aula 15 Ondas de matéria; comprimento de onda de de Broglie. Quantização do momento angular no modelo de Bohr. Difracção e interferência. Função de onda; representação matemática do pacote de

Leia mais

O Átomo e o Mundo Quântico

O Átomo e o Mundo Quântico O Átomo e o Mundo Quântico Surgimento da Mecânica Quântica: Século XX Natureza ondulatória da Luz Modelo de Bohr - 1913 Relacionou as idéias quânticas de Planck e Einstein e explicou os espectros dos átomos

Leia mais

A Radiação do Corpo Negro e sua Influência sobre os Estados dos Átomos

A Radiação do Corpo Negro e sua Influência sobre os Estados dos Átomos Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos A Radiação do Corpo Negro e sua Influência sobre os Estados dos Átomos Nome: Mirian Denise Stringasci Disciplina: Mecânica Quântica Aplicada

Leia mais

CLIMATOLOGIA. Radiação solar. Professor: D. Sc. João Paulo Bestete de Oliveira

CLIMATOLOGIA. Radiação solar. Professor: D. Sc. João Paulo Bestete de Oliveira CLIMATOLOGIA Radiação solar Professor: D. Sc. João Paulo Bestete de Oliveira Sistema Solar Componente Massa (%) Sol 99,85 Júpiter 0,10 Demais planetas 0,04 Sol x Terra massa 332.900 vezes maior volume

Leia mais

Efeito Fotoelétrico. Elétron ejetado. luz. Originalmente observado por Hertz em 1887

Efeito Fotoelétrico. Elétron ejetado. luz. Originalmente observado por Hertz em 1887 Efeito Fotoelétrico Efeito Fotoelétrico Elétron ejetado luz Originalmente observado por Hertz em 1887 Elétrons ejetados???? Efeito fotoelétrico: emissão de elétrons por uma placa (catodo) quando exposta

Leia mais

Programa da Disciplina: Física Moderna Modalidade EAD

Programa da Disciplina: Física Moderna Modalidade EAD Programa da Disciplina: Física Moderna Modalidade EAD Profa. Ana Paula Andrade Conteúdo: Unidade 1 Aula 1 Introdução - Aula introdutória onde discutiremos as questões centrais que levaram ao desenvolvimento

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA PAULO SÉRGIO

ÓPTICA GEOMÉTRICA PAULO SÉRGIO ÓPTICA GEOMÉTRICA PAULO SÉRGIO Isaac Newton (1642 1727) Defensor da teoria corpuscular da luz. Explicava: a refração e a reflexão da luz a propagação retilínea a formação de sombras LUZ PARTÍCULAS OU

Leia mais

Efeito Fotoelétrico. AULA 3 META: Determinar a constante de Planck e da função trabalho do material que compõe uma célula fotoelétrica.

Efeito Fotoelétrico. AULA 3 META: Determinar a constante de Planck e da função trabalho do material que compõe uma célula fotoelétrica. Efeito Fotoelétrico META: Determinar a constante de Planck e da função trabalho do material que compõe uma célula fotoelétrica. OBJETIVOS: Ao m da aula os alunos deverão: Entender o efeito fotoelétrico.

Leia mais

Princípios da Interação da Luz com o tecido: Refração, Absorção e Espalhamento. Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica

Princípios da Interação da Luz com o tecido: Refração, Absorção e Espalhamento. Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica Princípios da Interação da Luz com o tecido: Refração, Absorção e Espalhamento Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica Introdução Breve revisão: Questões... O que é uma radiação? E uma partícula? Como elas

Leia mais

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Sensoriamento remoto 1 Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Súmula princípios e leis da radiação eletromagnética radiação solar conceito de corpo negro REM e sensoriamento

Leia mais

Aula 17 Tudo sobre os Átomos

Aula 17 Tudo sobre os Átomos Aula 17 Tudo sobre os Átomos Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário Algumas propriedades dos átomos; O spin do elétron; Momento Angular e momento magnético; O experimento de Stern-Gerlach; O princípio

Leia mais

MODELO ATÔMICO DE BOHR 1913

MODELO ATÔMICO DE BOHR 1913 MODELO ATÔMICO DE BOHR 1913 Niels Bohr (1885-1961) +sico dinamarquês, trabalhou com Rutherford Modelo atômico de Rutherford Lembre que: havia dificuldades para explicar: u u Como um átomo poderia ser estável

Leia mais

Agronomia Química Analítica Prof. Dr. Gustavo Rocha de Castro. As medidas baseadas na luz (radiação eletromagnética) são muito empregadas

Agronomia Química Analítica Prof. Dr. Gustavo Rocha de Castro. As medidas baseadas na luz (radiação eletromagnética) são muito empregadas ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO ATÔMICA Introdução As medidas baseadas na luz (radiação eletromagnética) são muito empregadas na química analítica. Estes métodos são baseados na quantidade de radiação emitida

Leia mais

ESTRUTURA ATÔMICA - III

ESTRUTURA ATÔMICA - III ESTRUTURA ATÔMICA - III Elementos químicos emitem luz em diferentes comprimentos de onda. Esta emissão é descontínua e só ocorre para determinadas faixas de Prof. Bruno Gabriel Química 2ª Bimestre 2016

Leia mais

Instituto de Física USP. Física V - Aula 24. Professora: Mazé Bechara

Instituto de Física USP. Física V - Aula 24. Professora: Mazé Bechara Instituto de Física USP Física V - Aula 24 Professora: Mazé Bechara Aula 24 Princípio de correspondênciam Experimento de Franck e Hertz, e regra de quantização de Wilson-Sommerfeld 1. O princípio de correspondência

Leia mais

Luz & Radiação. Roberto Ortiz EACH USP

Luz & Radiação. Roberto Ortiz EACH USP Luz & Radiação Roberto Ortiz EACH USP A luz é uma onda eletromagnética A figura acima ilustra os campos elétrico (E) e magnético (B) que compõem a luz Eles são perpendiculares entre si e perpendiculares

Leia mais

I. Paulino* Mecânica Quântica I ( ) - Capítulo 01. *UAF/CCT/UFCG - Brasil. Origens da Mecânica Quântica Teoria Quântica Exercícios

I. Paulino* Mecânica Quântica I ( ) - Capítulo 01. *UAF/CCT/UFCG - Brasil. Origens da Mecânica Quântica Teoria Quântica Exercícios AS ORIGENS DA MECÂNICA QUÂNTICA Mecânica Quântica I (1108045) - Capítulo 01 I. Paulino* *UAF/CCT/UFCG - Brasil 2014.2 1 / 63 Origens da Mecânica Quântica Partículas e ondas Radiação do corpo negro Efeito

Leia mais

Valter L. Líbero EFC

Valter L. Líbero EFC Valter L. Líbero EFC - 2012 1- Teoria Atômica 2- Interação Matéria Radiação 3- Relatividade Referências: Tipler e Llewellyn J. P. McEvoy E Oscar Zarate O Conceito de Átomo Demócrito (o grego), 450 ac:

Leia mais

Estrutura Atômica e Propriedades Periódicas

Estrutura Atômica e Propriedades Periódicas Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Tecnologia de Alimentos Profa. Roberlucia Araújo Disciplina: Química Geral Estrutura Atômica e

Leia mais

Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria

Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria Aula 15 Mais sobre Ondas de Matéria Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário...continuação... Energia de um Elétron Confinado Funções de Onda de um Elétron Confinado Um Elétron em um Poço de Potencial Finito

Leia mais

Deste modo falar-se-á do modelo atómico e do espectro eletromagnético de modo a conseguirmos entender a relação e a interação entre os dois.

Deste modo falar-se-á do modelo atómico e do espectro eletromagnético de modo a conseguirmos entender a relação e a interação entre os dois. Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 10º Ano Turma A Paula Melo Silva Introdução Sebenta de Estudo Unidade Um Das estrelas ao átomo 1.2. Espetros, radiações e energia 1.3. Átomo de Hidrogénio

Leia mais

Teoria da Ligação Química. Radiação electromagnética. ν =

Teoria da Ligação Química. Radiação electromagnética. ν = Teoria da Ligação Química Radiação electromagnética λxν=c ν = 1 λ Mecânica clássica : 1. Uma partícula move-se numa trajectória com um caminho e uma velocidade precisos em cada instante.. A uma partícula

Leia mais

Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera. Radiação I Primeiro semestre 2016

Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera. Radiação I Primeiro semestre 2016 Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera Radiação I Primeiro semestre 2016 Constituintes gasosos da atmosfera N 2 ~ 78% O 2 ~ 21% ~ 99% da atmosfera seca vapor d água (0 a 4%) Argônio, CO 2, O 3, CH

Leia mais

TEORIA ATÔMICA. Química Geral

TEORIA ATÔMICA. Química Geral TEORIA ATÔMICA Química Geral 1 Modelo Atômico de Dalton John Dalton 1766 1844: Físico, Químico e Meteorologista inglês Primeira tentativa de relacionar mudanças químicas a eventos que ocorrem ao nível

Leia mais

Unidade 2 Aula 1 Introdução à Teoria Quântica*

Unidade 2 Aula 1 Introdução à Teoria Quântica* Unidade 2 Aula 1 Introdução à Teoria Quântica* * Tradução e adaptação livre das aulas do Professor Rick Trebino em:www.physics.gatech.edu/frog 1.1 Descobrimento do raio X e do Elétron 1.2 Determinação

Leia mais

Mecânica Quântica. Corpo negro: Espectro de corpo negro, catástrofe do ultravioleta, Leis de Rayleigh e Jeans, Hipótese de Planck

Mecânica Quântica. Corpo negro: Espectro de corpo negro, catástrofe do ultravioleta, Leis de Rayleigh e Jeans, Hipótese de Planck Mecânica Quântica Corpo negro: Espectro de corpo negro, catástrofe do ultravioleta, Leis de Rayleigh e Jeans, Hipótese de Planck...numa reunião em 14/12/1900, Max Planck apresentou seu artigo Sobre a teoria

Leia mais