PROGRAMAÇÃO RESIDENCIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMAÇÃO RESIDENCIA"

Transcrição

1 PROGRAMAÇÃO RESIDENCIA 2017 Medicina Intensiva UTI R1, R2, R3

2 Residência em Medicina Intensiva Introdução: A Residência em Medicina Intensiva foi criada nesta instituição (Hospital São Francisco) em Foram formados inúmeros médicos em Medicina Intensiva que foram liderar Unidades de Terapia Intensiva em todo o país. Em 1988 a Residência Médica foi credenciada pela Associação de Medicina Intensiva (AMIB) como Centro Formador com acesso direto ao programa de residência. O Programa de Aprimoramento Profissional (Residência Médica) do Hospital São Francisco destina-se a complementar formação de graduados da área de medicina, mediante treinamento em serviço de elevado padrão científico e técnico. O programa de Residência em Medicina Intensiva está sob orientação e supervisão diretas de profissionais especializados nas diversas áreas que integram ou apóiam a prestação de serviços de saúde, todos com especialidade em Medicina Intensiva pela AMIB. Residência Médica é definida como uma modalidade de ensino de pósgraduação destinada a médicos, sob forma de especialização, caracterizada por treinamento em serviço, em regime de tempo integral, funcionando em instituições de saúde, universitárias ou não, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional. No Hospital São Francisco, a residência médica está subordinada ao Centro de Estudos Waldemar Bransley Pessoa e a sua Coordenadoria da Residência em Medicina Intensiva.

3 Objetivos: A Residência Médica em Terapia Intensiva tem como objetivo oferecer conhecimentos teóricos e treinamento prático, para que o médico intensivista em treinamento seja capaz de abordar e conduzir com propriedade o paciente criticamente enfermo, e segue as recomendações da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), através do Regulamento para Credenciamento de Centros Formador do Intensivista, com acesso direto (3 anos), credenciada pela AMIB. Ao término do estágio o médico deve ter adquirido proficiência no reconhecimento e no manejo inicial de problemas comumente encontrados em UTI. Esta proficiência inclui, mas não é limitada a, choque, sepse, insuficiência respiratória aguda, insuficiência renal aguda, monitorização hemodinâmica, cuidados peri-operatórios, insuficiência coronariana aguda, intoxicação exógena e envenenamento, problemas neurológicos, distúrbios eletrolíticos, emergências endocrinológicas, desordens da coagulação, suporte nutricional, etc. Coordenação Médica: Dr. Marcus Antonio Ferez / CRM: SP Supervisores Médicos: Dr. Ricardo Sgarbieri CRM: SP Dra. Kamila da Grazia Iazzetta CRM: SP Dr. Edson Nicolini CRM: SP Dr. Brunno de Oliveira Silva CRM: sp

4 A RESIDENCIA O Hospital São Francisco de Ribeirão Preto abre seis vagas para o Programa de RESIDENCIA MEDICA NA ESPECIALIDADE MEDICINA INTENSIVA. O programa tem duração de 3 anos, é credenciado pela ASSOCIAÇÃO DE MEDICINA INTENSIVA BRASILEIRA (AMIB) Centro formador AMIB, com acesso direto (3 anos, R1, R2, R3), inicio em 01/02/2017. Atividades do programa: Visitas diárias ( Rounds ) multidisciplinares (2 x ao dia) distribuídos nas 12h diurnas. A Unidade de terapia intensiva CLÍNICA E CIRÚRGICA (mista) consta com 20 leitos e visa o tratamento intensivo de pacientes críticos portadores de sepse, pós-operatório de grandes cirurgias, trauma, transplante renal, cirurgia cardíaca, neurocirurgia e também de pacientes clínicos graves de outras especialidades. O Residente de Medicina Intensiva realiza também estágio rotatório em Unidade Coronariana, Anestesia (vias aéreas), conforme escalas. Plantões noturnos de segunda a sexta-feira e de fim de semana conforme escala e sob supervisão do especialista. Treinamento e habilidades: A UTI possui 20 leitos onde o residente fará treinamento em técnicas de monitorização hemodinâmica invasiva, acessos vasculares guiado por ultrassom, vias aéreas, estimulação cardíaca artificial temporária, ventilação mecânica, assistência circulatória mecânica, reconhecimento básico de situações críticas com auxílio da ecocardiografia. Reuniões acadêmico-científicas toda quarta-feira (19h) no anfiteatro do HSF. Reuniões semanais as quinta-feira de artigos científicos as 15h na UTI. Férias e Congressos Nacionais conforme escala distribuída.

5 Programação Teórica: As quartas-feiras 19h no Anfiteatro do HSF. PCR (ACLS) Ventilação Mecânica Sepse Distúrbio Hidro-eletrolítico Monitoramento Hemodinâmico Sedação e Analgesia Hemorragia Digestiva Alta e Baixa Taquiarritmias Bradiarritmias Manejo de atb em UTI PAVM Grande Queimado Distúrbio Ácido-Básico Pancreatite Reposição Volêmica AVC isquêmico e hemorrágico Via aérea difícil Distúrbios da Coagulação SARA Crise Tireotóxica Edema Agudo de Pulmão Insuficiência Renal Aguda Insuficiência Coronariana Hipertensão Intra-Craniana Neutropenia Febril Nutrição Enteral TEP DPOC / ASMA HIV Síndrome Compartimental Abdominal

6 Hemotransfusão Diabetes Mellitus Nutrição Parenteral IRC e Hemodiálise Animais Peçonhentos Cuidados pré e pós-operatórios Interação medicamentosa Envenenamento Politrauma Humanização Encerramento do programa. INSCRIÇAO : No Site SELEÇÃO As vagas para o Programa de Treinamento em Medicina Intensiva do Hospital São Francisco, serão preenchidas após prova de seleção a ser realizada conforme orientações no site A organização das questões, a aferição dos resultados e o lançamento das notas, serão feitos por Comissão de Prova formada pelos coordenadores e preceptores das referidas instituições. ENTREVISTA: Os Candidatos aprovados na prova teórica deverão marcar data e hora da sua entrevista na secretaría da UTI com Sta. Cristina (7h as 16h) pelo telefone trazendo o CURRICULUM VITAE. Das disposições gerais: A admissão dos médicos residentes obedecerá à classificação obtida no processo de Seleção e avaliação personalizada de atividades e curriculum vitae.

7 As alterações de endereços dos candidatos deverão ser comunicadas à secretaria da residência para qual prestou, pois eximimos de qualquer responsabilidade pela desinformação do candidato, nos casos em que tal alteração não for previamente avisada. A inscrição do candidato implicará na aceitação das normas para o processo seletivo contidas neste comunicado. Dr. Marcus Antonio Ferez Coordenador da Residência de Medicina Intensiva Centro Formador AMIB do Hospital São Francisco.

PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA MEDICINA INTENSIVA 2016 R1, R2, R3 HSF

PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA MEDICINA INTENSIVA 2016 R1, R2, R3 HSF PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA MEDICINA INTENSIVA 2016 (CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA) R1, R2, R3 HSF Residência em Medicina Intensiva Introdução: A Residência em Medicina Intensiva foi criada nesta instituição

Leia mais

IDOR / Rede D Or São Luiz

IDOR / Rede D Or São Luiz IDOR / Rede D Or São Luiz Concurso para Estágio Acadêmico em Medicina Intensiva - 2017 O Instituto D Or e a Rede D Or São Luiz fazem saber que no período de 24 de Outubro de 2016 a 28 de Novembro de 2016

Leia mais

Edital Para Ingresso no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

Edital Para Ingresso no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas Edital Para Ingresso no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas - 2015 A COREME- Comissão de Residência Médica da Santa Casa de Misericórdia

Leia mais

Edital Para Ingresso no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

Edital Para Ingresso no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas Edital Para Ingresso no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas - 2015 A COREME- Comissão de Residência Médica da Santa Casa de Misericórdia

Leia mais

Enfermagem em Emergência e UTI (JEQUIÉ)

Enfermagem em Emergência e UTI (JEQUIÉ) Enfermagem em Emergência e UTI (JEQUIÉ) Apresentação Inscrições abertas Objetivos Geral Habilitar o profissional de Enfermagem para o Atendimento e Desenvolvimento de ações de específicas em Emergência

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 10 Cronograma de Aulas Pág.11 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO

Leia mais

CAPÍTULO I. Conceito

CAPÍTULO I. Conceito REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE APRIMORAMENTO DO SERVIÇO DE TERAPIA INTENSIVA CARDIO-PEDIÁTRICA HOSPITAL DO CORAÇÃO CAPÍTULO I Conceito Art. 1º - O Programa de Aprimoramento em Terapia Intensiva Cardio-Pediátrica

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 11. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 11. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 4 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 10 Cronograma de Aulas Pág. 11 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ANESTESIA Unidade Dias

Leia mais

Programa de Residência Médica CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA. Comissão de Residência Médica COREME

Programa de Residência Médica CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA. Comissão de Residência Médica COREME Programa de Residência Médica CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA Comissão de Residência Médica COREME Programa de Residência Médica CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA Instituída pelo Decreto nº 80.281, de 5 de setembro de 1977,

Leia mais

Prova de Título de Especialista em Fisioterapia Respiratória

Prova de Título de Especialista em Fisioterapia Respiratória Prova de Título de Especialista em Fisioterapia Respiratória 1. Anatomia e fisiologia do sistema cardiorrespiratório Egan. 1 ed. São Paulo: Manole, 2000. (Seção 3, caps.7 e 8) WEST, J.B. Fisiologia respiratória

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM CARDIOLOGIA PARA MÉDICOS - BH Unidade

Leia mais

Anexo C. Cursos de Especialização/ Estágios em Cardiologia Normas para Credenciamento pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

Anexo C. Cursos de Especialização/ Estágios em Cardiologia Normas para Credenciamento pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Anexo C Cursos de Especialização/ Estágios em Cardiologia Normas para Credenciamento pela Sociedade Brasileira de Cardiologia O Curso de Especialização/ Estágios em Cardiologia constitui modalidade do

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 9 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM TERAPIA

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO Unidade Dias

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO MARÇO DE 2013 Programa de Residência Médica em Terapia Intensiva 2013 Unidade: Hospital Copa D Or Coordenador do Programa de Residência Médica

Leia mais

CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2017 MANUAL DO CANDIDATO

CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2017 MANUAL DO CANDIDATO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2017 MANUAL DO CANDIDATO A Instituição Fundado em 2004, ampliado e em modernização desde 2012 com equipamentos de última geração, o Hospital Santa Helena atende 24 horas com

Leia mais

I Características Técnicas e Funcionais do Curso

I Características Técnicas e Funcionais do Curso Curso: Condutas Médicas em Intercorrências de Pacientes Internados I Características Técnicas e Funcionais do Curso A Tipo: Curso de Aperfeiçoamento, Modular e Baseado em Evidências Médicas População-alvo

Leia mais

Nome do Programa Programa de Complementação Especializada em Cardiologia Pediátrica. Titulação Professor Titular Disciplina de Cardiologia - FMUSP

Nome do Programa Programa de Complementação Especializada em Cardiologia Pediátrica. Titulação Professor Titular Disciplina de Cardiologia - FMUSP COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CCEX Av. Dr. Arnaldo, 455 1º andar sala 1301 FORMULÁRIO DE PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA Nome do Programa Programa de Complementação Especializada

Leia mais

Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira: história, 2 abrangência, princípios e missão

Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira: história, 2 abrangência, princípios e missão Conteúdo Programático - Geral 1 Marcos históricos na Saúde Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira: história, 2 abrangência, princípios e missão 3 Código de ética profissional 4 Bioética

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DATA: 1 a 3 de SETEMBRO LOCAL: HOTEL GOLDEN TULIP / VITÓRIA-ES Realização: TEMA: O ENVOLVIMENTO INTERDISCIPLINAR NA QUALIDADE DE ASSISTÊNCIA E NA SEGURANÇA DO PACIENTE COMISSÃO ORGANIZADORA

Leia mais

Núcleo: NE Código: 7748 Semestre: 2º Ano: horas Teóricas: 40 horas Práticas: 60 horas 2012

Núcleo: NE Código: 7748 Semestre: 2º Ano: horas Teóricas: 40 horas Práticas: 60 horas 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ COORDENAÇÃO D CURSO DE ENFERMAGEM 1 - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Unidade: Campus Jataí - UFG Curso: Enfermagem Disciplina: Assistência de

Leia mais

MANUAL E REGIMENTO INTERNO

MANUAL E REGIMENTO INTERNO MANUAL E REGIMENTO INTERNO DA RESIDÊNCIA E ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA DO CEPETI Atualização 2016 MANUAL DA RESIDÊNCIA MÉDICA E ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA 1. Introdução A Medicina Intensiva

Leia mais

Cardiologia CADERNO DO PROGRAMA

Cardiologia CADERNO DO PROGRAMA RESIDÊNCIA MÉDICA Cardiologia CADERNO DO PROGRAMA Reprodução autorizada pelo autor somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino, não sendo autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos.

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIFIL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIFIL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIFIL Capítulo I DAS GENERALIDADES Artigo 1º. O Programa de Residência em Medicina Veterinária (PRMV) é um programa intensivo de treinamento

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM ODONTOLOGIA HOSPITALAR 420 HORAS TEÓRICO/PRÁTICO

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM ODONTOLOGIA HOSPITALAR 420 HORAS TEÓRICO/PRÁTICO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM ODONTOLOGIA HOSPITALAR 420 HORAS TEÓRICO/PRÁTICO Objetivo do curso: Capacitação, ao CD interessado nesta nova área de atuação, conhecimento da Área Odontológica, Médica e outras,

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA Pedido de Credenciamento de Programa Nome Completo da Instituição HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROF. EDGARD SANTOS FACULDADE DE MEDICINA DA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MÉDICA. Secretário-Geral. Prof. L. Campos Pinheiro. Basic Assessment. Support In Intensive Care. 13 e 14 dezembro 2013

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MÉDICA. Secretário-Geral. Prof. L. Campos Pinheiro. Basic Assessment. Support In Intensive Care. 13 e 14 dezembro 2013 INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MÉDICA Presidente da Direcção Prof. A. Matos-Ferreira Secretário-Geral Prof. L. Campos Pinheiro Director Prof. A. Galvão-Teles Basic Assessment & Support In Intensive Care 13 e 14

Leia mais

INTERNATO DE MEDICINA DE URGÊNCIA E TRAUMATOLOGIA MÓDULO DE CLÍNICA MÉDICA

INTERNATO DE MEDICINA DE URGÊNCIA E TRAUMATOLOGIA MÓDULO DE CLÍNICA MÉDICA INTERNATO DE MEDICINA DE URGÊNCIA E TRAUMATOLOGIA MÓDULO DE CLÍNICA MÉDICA DEPARTAMENTO DE CLÍNICA MÉDICA CRONOGRAMA Planejamento das atividades ao longo de cada trimestre (2013_1º trimestre Janeiro, Fevereiro

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO MARÇO DE 2016 Programa de Residência Médica em Terapia Intensiva 2016 Hospital Copa D Or Coordenadora do Programa de Residência Médica em Terapia

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários Período

Leia mais

Nome do Programa Programa de Complementação Especializada em Arritmologia Clínica

Nome do Programa Programa de Complementação Especializada em Arritmologia Clínica COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CCEX Av. Dr. Arnaldo, 455 1º andar sala 1301 FORMULÁRIO DE PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA Nome do Programa Programa de Complementação Especializada

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA - COREME. Edital 1/2012. Favor ler o edital até o final para confirmar sua inscrição. Fundação Universitária Mário Martins

RESIDÊNCIA MÉDICA - COREME. Edital 1/2012. Favor ler o edital até o final para confirmar sua inscrição. Fundação Universitária Mário Martins RESIDÊNCIA MÉDICA - COREME Edital 1/2012 Favor ler o edital até o final para confirmar sua inscrição Fundação Universitária Mário Martins SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA VAGA DE R4 RESIDÊNCIA MÉDICA EM PSIQUIATRIA

Leia mais

PROPOSTA DE ESTÁGIO OPCIONAL PARA MÉDICOS INTERNOS DO 5º ANO DA FORMAÇÃO ESPECÍFICA DE ANESTESIOLOGIA

PROPOSTA DE ESTÁGIO OPCIONAL PARA MÉDICOS INTERNOS DO 5º ANO DA FORMAÇÃO ESPECÍFICA DE ANESTESIOLOGIA PROPOSTA DE ESTÁGIO OPCIONAL PARA MÉDICOS INTERNOS DO 5º ANO DA FORMAÇÃO ESPECÍFICA DE ANESTESIOLOGIA Estágio em Unidade de Cuidados Intermédios e Emergência (Ao abrigo da Portaria 49/2011 de 26 de Janeiro)

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 4 4 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 10 Cronograma de Aulas Pág.11 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR BH Unidade Dias e

Leia mais

Curso de ENFERMAGEM DE EMERGÊNCIA:

Curso de ENFERMAGEM DE EMERGÊNCIA: Curso de ENFERMAGEM DE EMERGÊNCIA: Abordagem Sistematizada ao Doente Crítico PORTO 3 E 4 DE DEZEMBRO www.workapt.com ENFERMAGEM DE EMERGÊNCIA: Abordagem Sistematizada ao Doente Crítico Enfermagem de Emergência:

Leia mais

ANEXO I. Cargo. 1 CGS - Asa Norte Enfermagem Enfermeiro Clínica Médica Diurno 4. 2 CGS - Asa Norte Enfermagem Enfermeiro Cirurgia Diurno 4

ANEXO I. Cargo. 1 CGS - Asa Norte Enfermagem Enfermeiro Clínica Médica Diurno 4. 2 CGS - Asa Norte Enfermagem Enfermeiro Cirurgia Diurno 4 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE - FEPECS ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ESCS ANEXO I QUADRO DE VAGAS - Processo Seletivo

Leia mais

PROGRAMA DO CENTRO FORMADOR EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO (HOSPITAL SANTA PAULA)

PROGRAMA DO CENTRO FORMADOR EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO (HOSPITAL SANTA PAULA) PROGRAMA DO CENTRO FORMADOR EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO (HOSPITAL SANTA PAULA) 1. Introdução: O Hospital Santa Paula torna público, que realizará seleção para provimento de 03 vagas no Programa de Especialização

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO. Enfermagem em Terapia Intensiva - UTI

PÓS-GRADUAÇÃO. Enfermagem em Terapia Intensiva - UTI PÓS-GRADUAÇÃO Enfermagem em Terapia Intensiva - UTI *De acordo com a RDC 07/2010, o coordenador de enfermagem da UTI deve ser especialista em terapia intensiva, isto é, enfermeiro intensivista. Assim,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA HOSPITALAR Unidade Dias e

Leia mais

15º FÓRUM DE FISIOTERAPIA EM CARDIOLOGIA AUDITÓRIO 10

15º FÓRUM DE FISIOTERAPIA EM CARDIOLOGIA AUDITÓRIO 10 Fóruns 28 de setembro de 2013 15º FÓRUM DE FISIOTERAPIA EM CARDIOLOGIA AUDITÓRIO 10 Insuficiência Cardíaca Como abordar na: IC Fração de ejeção reduzida / normal IC descompensada IC Crônica IC Chagásica

Leia mais

Treinamento em Clínica Médica do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE)

Treinamento em Clínica Médica do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE) Treinamento em Clínica Médica 2015 do Pesquisas de Gastroenterologia (IBEPEGE) Reconhecido pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica São Paulo - 2015/2017 Coordenador: Dr. Norton Wagner Ferracini O IBEPEGE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA HOSPITAL REGINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA HOSPITAL REGINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA HOSPITAL REGINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM 1. INTRODUÇÃO A Comissão de Ensino do Curso de Aperfeiçoamento

Leia mais

PLANO DE AULA. Aulas práticas

PLANO DE AULA. Aulas práticas PLANO DE AULA Disciplina: PCF Fisioterapia Hospitalar e em UTI Professor Emerson dos Santos e Érica Bertaglia de Paula Curso: Fisioterapia Ano 2010 5º. Ano Turma: A Data Atividades temáticas Estratégias/bibliografia

Leia mais

PROGRAMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA CREDENCIADO PELA ASSOCIAÇÃO DE MEDICINA INTENSIVA BRASILEIRA

PROGRAMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA CREDENCIADO PELA ASSOCIAÇÃO DE MEDICINA INTENSIVA BRASILEIRA PROGRAMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA CREDENCIADO PELA ASSOCIAÇÃO DE MEDICINA INTENSIVA BRASILEIRA MANUAL DO CANDIDATO EDITAL PROCESSO SELETIVO 2017 UNIVERSIDADE CORPORATIVA MÃE DE DEUS PROCESSO

Leia mais

ENFEM ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS

ENFEM ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS ENFEM ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS CENTRO DE ENSINO, TREINAMENTO E SIMULAÇÃO-CETES-HCOR A simulação aplicada ao ensino em saúde é uma técnica destinada a substituir experiências de pacientes reais por experiências

Leia mais

UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP

UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP EDITAL DE SELEÇÃO Nº 011/PROPP/2011 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICO- VETERINÁRIA - PRMV R1 / TURMA 2012 A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Anhanguera

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA - RIO

Leia mais

Núcleos Clínico-Cirúrgicos InCor

Núcleos Clínico-Cirúrgicos InCor Núcleos Clínico-Cirúrgicos InCor Conceito Estrutura composta por Unidades Clínicas, Cirúrgicas e de Diagnóstico do InCor que apresentam atividades afins. O objetivo da criação dos Núcleos é melhorar a

Leia mais

PROGRAMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA BASEADO EM COMPETÊNCIAS. CoBaTrICE AMIB

PROGRAMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA BASEADO EM COMPETÊNCIAS. CoBaTrICE AMIB PROGRAMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA BASEADO EM COMPETÊNCIAS CoBaTrICE AMIB ÁREAS DE DOMÍNIO 1-Ressuscitação e controle inicial do paciente agudamente enfermo 2-Diagnóstico: avaliação, investigação,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEc Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança. Habilitação Profissional: Técnico de enfermagem Qualificação:

Leia mais

II CONGRESSO ACADÊMICO EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS DA BAHIA

II CONGRESSO ACADÊMICO EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS DA BAHIA II CONGRESSO ACADÊMICO EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS DA BAHIA É urgente se unir DEZEMBRO 2016 Objetivos: 1. Fomentar e valorizar o tema de urgências e emergências médicas no meio acadêmico dos cursos de graduação

Leia mais

Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia

Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia O cadastro de Formação profissional e Educação continuada em Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e

Leia mais

Residência Médica para terceiro ano no Seção Médica de Eletrofisiologia e Arritmias Cardíacas.

Residência Médica para terceiro ano no Seção Médica de Eletrofisiologia e Arritmias Cardíacas. Residência Médica para terceiro ano no Seção Médica de Eletrofisiologia e Arritmias Cardíacas. Introdução A seção médica de Eletrofisiologia Clínica e Arritmias Cardíacas vêm se dedicando nos últimos anos

Leia mais

Dispõe sobre o Atendimento de Urgência e Emergência no Estado de Mato Grosso.

Dispõe sobre o Atendimento de Urgência e Emergência no Estado de Mato Grosso. RESOLUÇÃO CRM-MT Nº 003/2012 Dispõe sobre o Atendimento de Urgência e Emergência no Estado de Mato Grosso. O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR COM ÊNFASE EM UTI teórico e prático 420 horas

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR COM ÊNFASE EM UTI teórico e prático 420 horas CURSO DE CAPACITAÇÃO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR COM ÊNFASE EM UTI teórico e prático 420 horas www.ibroi.com.br INÍCIO 17 DE SETEMBRO FONE 42491187 OBJETIVO DO CURSO: Capacitação, ao CD interessado nesta

Leia mais

DIVISÃO DE TERAPIA INTENSIVA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA E ANATOMIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO

DIVISÃO DE TERAPIA INTENSIVA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA E ANATOMIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DIVISÃO DE TERAPIA INTENSIVA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA E ANATOMIA HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA INTENSIVA 1. Histórico A Residência

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 CONVOCAÇÃO PARA ESCOLHA DE VAGAS, REALIZAÇÃO DE MATRÍCULAS OU INSCRIÇÃO NA FILA DE ESPERA

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 CONVOCAÇÃO PARA ESCOLHA DE VAGAS, REALIZAÇÃO DE MATRÍCULAS OU INSCRIÇÃO NA FILA DE ESPERA PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, Complexo Hospitalar Ouro Verde e Maternidade de Campinas CONVOCAÇÃO PARA ESCOLHA DE VAGAS, REALIZAÇÃO DE MATRÍCULAS OU

Leia mais

HOSPITAL SÃO LUCAS DA PUCRS RESIDÊNCIA MÉDICA

HOSPITAL SÃO LUCAS DA PUCRS RESIDÊNCIA MÉDICA HOSPITAL SÃO LUCAS DA PUCRS RESIDÊNCIA MÉDICA 2017 MANUAL DO CANDIDATO 2ª FASE MANUAL DO CANDIDATO Concurso para seleção de Médicos Residentes para o ano de 2017 (Referente extrato de Edital divulgado

Leia mais

CRITÉRIO PARA ADMISSÃO E ALTA NA UTI

CRITÉRIO PARA ADMISSÃO E ALTA NA UTI UTIPr01 1 de 6 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 20/11/2012 1.00 Proposta inicial FP, SR 1 Objetivo: Analisar as solicitações de vaga, priorizando a internação de pacientes

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS

ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS 1 ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Curso de Aperfeiçoamento em e Diagnóstico por Imagem - Credenciado pelo Colégio Brasileiro de 1. INTRODUÇÃO A Comissão

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO ENFERMAGEM EM TERAPIA INTENSIVA Unidade Dias

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC: DR. JOSÉ LUÍZ VIANA COUTINHO CÓDIGO: 073 EIXO TECNOLÓGICO: HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: QUALIFICAÇÃO: MUNICÍPIO: JALES Ambiente, Saúde e Segurança Técnico

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 56, de 16 de junho

Leia mais

Decisões Judiciais para a Admissão de Pacientes em UTI sem vagas: Princípios Éticos e Legais Clenio Jair Schulze

Decisões Judiciais para a Admissão de Pacientes em UTI sem vagas: Princípios Éticos e Legais Clenio Jair Schulze V CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO MÉDICO DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA Decisões Judiciais para a Admissão de Pacientes em UTI sem vagas: Princípios Éticos e Legais Clenio Jair Schulze Juiz federal Juiz

Leia mais

Internato de Anestesiologia

Internato de Anestesiologia Internato de Anestesiologia Serviço de Anestesiologia do C.H.S. João, EPE Estágio opcional em Dor Crónica (Portaria nº 49/2011 de 26 de janeiro de 2011) O tratamento da dor crónica deve ser encarado como

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO RIO GRANDE DO NORTE

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO RIO GRANDE DO NORTE 1 2 NOME DA EMPRESA: Qual atividade abaixo relacionada à sua empresa desenvolve: (ASSINALAR APENAS UMA ALTERNATIVA) ( ) - Ambulatório (Policlínica/Centro Médico/Centro de Especialidades) ( ) - Ambulatório

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA A FUNÇÃO- ATIVIDADE DE MÉDICO PARA O SERVIÇO DE TERAPIA INTENSIVA - ABERTURA DE INSCRIÇÕES

CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA A FUNÇÃO- ATIVIDADE DE MÉDICO PARA O SERVIÇO DE TERAPIA INTENSIVA - ABERTURA DE INSCRIÇÕES CENTRO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL 10/08 CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA A FUNÇÃO- ATIVIDADE DE MÉDICO PARA O SERVIÇO DE TERAPIA INTENSIVA - ABERTURA DE INSCRIÇÕES O Centro de Recursos

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ONCOLOGIA - RIO Unidade Dias e Horários

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESTÁGIO EXTRACURRICULAR ENFERMAGEM

SELEÇÃO PARA ESTÁGIO EXTRACURRICULAR ENFERMAGEM SELEÇÃO PARA ESTÁGIO EXTRACURRICULAR ENFERMAGEM - 2008 Áreas: Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Centro Cirúrgico, Pronto Socorro, Trauma, UTI, Semi-Intensiva, Oncologia, UTQ, CTI Pediátrico.

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO SELEÇÃO PARA R4 EM TRAUMA ORTOPÉDICO 2012

EDITAL DO CONCURSO SELEÇÃO PARA R4 EM TRAUMA ORTOPÉDICO 2012 EDITAL DO CONCURSO SELEÇÃO PARA R4 EM TRAUMA ORTOPÉDICO 2012 O Centro Médico Hospitalar de Vila Velha S/A VILA VELHA HOSPITAL comunica, através do presente Edital, a abertura das inscrições para o Processo

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Programa de Estágio em Cardiologia

Edital do Processo Seletivo para o Programa de Estágio em Cardiologia Edital do Processo Seletivo para o Programa de Estágio em Cardiologia Associação Portuguesa de Beneficência de São José do Rio Preto A Associação Portuguesa de Beneficência de São José do Rio Preto, instituição

Leia mais

TRATAMENTO DE FERIDAS E VIABILIDADE TECIDULAR (MAR 2016) PORTO

TRATAMENTO DE FERIDAS E VIABILIDADE TECIDULAR (MAR 2016) PORTO TRATAMENTO DE FERIDAS E VIABILIDADE TECIDULAR (MAR 2016) PORTO A gestão e tratamento de feridas é um processo complexo e exige a intervenção de uma equipa multidisciplinar. É essencial que os profissionais

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM CARDIOLOGIA PARA MÉDICOS Unidade Dias

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO, RECUPERAÇÃO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO RIO GRANDE DO NORTE

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO RIO GRANDE DO NORTE 4 5 NOME DA EMPRESA: Qual atividade abaixo relacionada à sua empresa desenvolve: (ASSINALAR APENAS UMA ALTERNATIVA) ( ) - Ambulatório (Policlínica/Centro Médico/Centro de Especialidades) ( ) - Ambulatório

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: ambiente e saúde Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO MÉDICA CARLOS CHAGAS/UNIVERSIDADE SANTA URSULA. Pós Graduação Lato Sensu ESPECIALIZAÇÃO EM CIRURGIA PLÁSTICA EDITAL 2016

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO MÉDICA CARLOS CHAGAS/UNIVERSIDADE SANTA URSULA. Pós Graduação Lato Sensu ESPECIALIZAÇÃO EM CIRURGIA PLÁSTICA EDITAL 2016 INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO MÉDICA CARLOS CHAGAS/UNIVERSIDADE SANTA URSULA. Pós Graduação Lato Sensu ESPECIALIZAÇÃO EM CIRURGIA PLÁSTICA EDITAL 2016 O INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO MÉDICA CARLOS CHAGAS/UNIVERSIDADE

Leia mais

FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR - FIMES

FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR - FIMES FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR - FIMES EXTRATO DO EDITAL N. 002/2016, DE ABERTURA DO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DO CARGO DE DOCENTE ERRATA N. 002, DE 30 DE JUNHO DE 2016,

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Programa de Estágio em Cardiologia

Edital do Processo Seletivo para o Programa de Estágio em Cardiologia Edital do Processo Seletivo para o Programa de Estágio em Cardiologia Associação Portuguesa de Beneficência de São José do Rio Preto A Associação Portuguesa de Beneficência de São José do Rio Preto, instituição

Leia mais

2. Nome do(s) supervisor(es): PROFA. DRA. SONIA REGINA PASIAN. Psicóloga MARIA PAULA FOSS

2. Nome do(s) supervisor(es): PROFA. DRA. SONIA REGINA PASIAN. Psicóloga MARIA PAULA FOSS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE RIBEIRÃO PRETO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO CENTRO DE PESQUISA E PSICOLOGIA APLICADA ESTÁGIO: AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

Leia mais

EDITAL DA PROVA DE APRIMORAMENTO EM FISIOTERAPIA HOSPITALAR AACD HOSPITAL

EDITAL DA PROVA DE APRIMORAMENTO EM FISIOTERAPIA HOSPITALAR AACD HOSPITAL EDITAL DA PROVA DE APRIMORAMENTO EM FISIOTERAPIA HOSPITALAR AACD HOSPITAL - 2017 Objetivo: oferecer fundamentação teórico-prática para o fisioterapeuta na assistência ao paciente internado e suas intercorrências

Leia mais

UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP

UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP EDITAL DE SELEÇÃO Nº 001/PROPP/2013 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICO-VETERINÁRIA - PRMV R1 TURMA 2013 A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Anhanguera-Uniderp, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2009 HOSPITAL MUNICIPAL ODILON BEHRENS

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2009 HOSPITAL MUNICIPAL ODILON BEHRENS O Coordenador da Comissão de Residência Médica - COREME, Dr Reginaldo Aparecido Valácio, e a Superintendente do Hospital Municipal Odilon Behrens, Dra. Susana Maria Moreira Rates, conforme dispõe a legislação

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO HOSPITAL EVANGÉLICO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES

EDITAL DO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO HOSPITAL EVANGÉLICO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO HOSPITAL EVANGÉLICO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES ANO 2013 EDITAL DO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO HOSPITAL EVANGÉLICO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES Cachoeiro de Itapemirim,

Leia mais

ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O IX PROGRAMA TRAINEE ENFERMEIRO 2013

ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O IX PROGRAMA TRAINEE ENFERMEIRO 2013 ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O IX PROGRAMA TRAINEE ENFERMEIRO 2013 O Hospital Estadual Mário Covas, mantendo seus princípios quanto ao atendimento médico-hospitalar de alta complexidade, resolutividade

Leia mais

CURSO DE HABILIDADES FISIOTERAPÊUTICAS EM TERAPIA INTENSIVA

CURSO DE HABILIDADES FISIOTERAPÊUTICAS EM TERAPIA INTENSIVA CURSO DE HABILIDADES FISIOTERAPÊUTICAS EM TERAPIA INTENSIVA 1. OBJETIVOS Oferecer formação específica em Fisioterapia Cardiorrespiratória e Terapia Intensiva Desenvolver habilidades, capacitar para avaliação

Leia mais

A N E X O III A T R I B U I Ç Õ E S

A N E X O III A T R I B U I Ç Õ E S A N E X O III A T R I B U I Ç Õ E S MÉDICO CIRURGIÃO VASCULAR Realizar procedimentos diagnósticos e terapêuticos, inclusive em Hemodinâmica; Prescrever e ministrar tratamento para as diversas afecções

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS DO PROGRAMA BÁSICO DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - RDDI

REQUISITOS MÍNIMOS DO PROGRAMA BÁSICO DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - RDDI REQUISITOS MÍNIMOS DO PROGRAMA BÁSICO DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - RDDI 1. Objetivo O campo do Diagnóstico por Imagem envolve, atualmente, uma variedade de técnicas

Leia mais

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO 1. ATIVIDADES MÍNIMAS A REALIZAR 1.1. ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Produção. 1.1.1. Realizar, no mínimo, 90% da meta estabelecida no Plano de Metas de 1.1.2. O indicador de aferição

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL APLICADA À NEUROLOGIA

Leia mais

PROJETO PARA CURSO TEÓRICO E ESTÁGIO REMUNERADO PARA ACADÊMICOS DE MEDICINA EM TERAPIA INTENSIVA NO HOSPITAL UNIMED-RIO Segundo semestre de 2016

PROJETO PARA CURSO TEÓRICO E ESTÁGIO REMUNERADO PARA ACADÊMICOS DE MEDICINA EM TERAPIA INTENSIVA NO HOSPITAL UNIMED-RIO Segundo semestre de 2016 Instituto Unimed-Rio Hospital Unimed-Rio Coordenação de Ensino e Pesquisa Área de Gestão de Pessoas Área de Relações Públicas e Desenvolvimento de Mercado PROJETO PARA CURSO TEÓRICO E ESTÁGIO REMUNERADO

Leia mais

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA NA ÁREA DE RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA INDICE

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA NA ÁREA DE RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA INDICE I. EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA NA ÁREA DE RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA 1. Das Inscrições 2. Da Seleção 2. 1 Da Prova Escrita 2. 2 Curriculum Vitae 2. 3 Do Resultado INDICE

Leia mais

Centro Universitário Central Paulista

Centro Universitário Central Paulista Centro Universitário Central Paulista EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO PARA MONITORIA DOS CURSOS EDITAL Nº 02/2016 2º semestre O Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP) faz saber, a todos os interessados,

Leia mais

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM CLINICA MÉDICA E MEDICINA INTESIVA ADULTO PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2015 (NUTRICIONISTA)

PROCESSO SELETIVO 2015 (NUTRICIONISTA) Santa Casa de Misericórdia de Passos Hospital Regional CNPJ (MF) 23.278.898/0001-60 - Inscrição Estadual: Isento PABX - DDR: (035) 3529.1300 (Geral) Rua Santa Casa, 164 - CEP 37904-020 Passos - MG e-mail:

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING - IBGM PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO EM ENFERMARIA CAMPUS 1-IBS

INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING - IBGM PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO EM ENFERMARIA CAMPUS 1-IBS INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING - IBGM PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO EM ENFERMARIA CAMPUS 1-IBS EDITALn 05/2016 O Instituto Brasileiro de Gestão e

Leia mais

Avaliação das Boas Práticas na Atenção ao Parto e Nascimento em Maternidades do SUS

Avaliação das Boas Práticas na Atenção ao Parto e Nascimento em Maternidades do SUS CHAMADA PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS Apoio à Gestão do Projeto Fiotec seleciona avaliadores para atuarem no Projeto Avaliação das boas práticas na atenção ao parto e nascimento em maternidades do SUS, em

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 25 5 de fevereiro de Portaria n.º 53/2013

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 25 5 de fevereiro de Portaria n.º 53/2013 703 Diário da República, 1.ª série N.º 25 5 de fevereiro de 2013 Captação de Vale de Gaios Captação de Campo de Besteiros MINISTÉRIO DA SAÚDE Portaria n.º 53/2013 de 5 de fevereiro Captação de Covelo Considerando

Leia mais

Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia PSICOLOGIA. Comissão de Residência Multiprofissional - COREMU

Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia PSICOLOGIA. Comissão de Residência Multiprofissional - COREMU Programa de Residência Comissão de Residência - COREMU Programa de Residência As Residências Multiprofissionais na área de saúde, criadas a partir da promulgação da Lei n 11.129 de 2005, são orientadas

Leia mais

Regulamento do Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia

Regulamento do Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia Regulamento do Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia Artigo 1.º Âmbito de aplicação O presente regulamento aplica-se ao Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia, curso não conferente

Leia mais