Ficha de Avaliação Sumativa 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ficha de Avaliação Sumativa 1"

Transcrição

1 Ficha de Avaliação Sumativa 1 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser realizadas nos espaços para o efeito. Utilize, apenas, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta. Escreva, de forma legível as respostas. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. Para cada item, apresente apenas uma resposta. Se apresentar mais do que uma resposta a um mesmo item, só a primeira será classificada. Não é permitido o uso de corretor. Em caso de engano, deve riscar de forma inequívoca aquilo que pretende que não seja classificado. Nas questões que envolvam o cálculo ou a determinação de uma grandeza, apresente todas as etapas da resolução, bem como todas as justificações e/ou conclusões solicitadas. É permitido o uso de calculadora. Não é permitido o uso de dicionário. As cotações dos itens encontram-se no final do enunciado da prova. 1- Numa noite sem nuvens e longe das luzes das cidades, podes observar, à vista desarmada, uma faixa mais luminosa que atravessa todo o céu. Foi o aspeto dessa faixa mais luminosa que deu origem ao nome Via Láctea. A Terra faz parte do Sistema Solar, o qual se encontra na Via Láctea O que é a Via Láctea? 1.2- O que é a faixa mais luminosa que atravessa todo o céu? 1.3- Qual é o aspeto da Via Láctea para um observador que se encontre no seu exterior? 1.4- Classifica de verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações. (A) A Via Láctea encontra-se no interior da galáxia Andrómeda. (B) A Via Láctea faz parte de um enxame pobre em galáxias designado por Grupo Local. (C) O Grupo Local é um enxame de galáxias constituído por cerca de 40 galáxias. (D) A Via Láctea é o menor enxame de galáxias do Grupo Local Indica, com um X, a opção que completa corretamente a seguinte frase: O Sistema Solar terá tido origem há cerca de (A) 5 mil anos. (B) 5 milhões de anos. (C) 5 mil milhões de anos. Ficha de Avaliação Sumativa 1 de Física e Química - 7º ano 2015/ Pg. 1 de 5

2 2- A teoria científica hoje mais aceite sobre a origem do Universo é a teoria do Big Bang Completa as seguintes frases sobre essa teoria. (A) A teoria do Big Bang diz-nos que o Universo terá tido há cerca de 15 mil de anos, numa violenta. (B) Segundo a teoria do Big Bang, toda a e energia que hoje formam o observável terão estado concentradas num espaço muito pequeno e. (C) Após o Big Bang, toda a matéria concentrada nesse pequeníssimo espaço começou a arrefecer e a em todas as direções Indica, com um X, a opção que completa corretamente a seguinte frase: Segundo a teoria do Big Bang, as galáxias ter-se-ão formado há cerca de (A) 12 mil milhões de anos. (B) 12 milhões de anos. (C) 12 mil anos Classifica de verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações. (A) O aumento do diâmetro e da qualidade dos telescópios permitiu um maior conhecimento do Universo. (B) Todos os objetos celestes se encontram dentro da Via Láctea. (C) A Via Láctea, apesar do seu enorme tamanho, é apenas uma pequena parte do Universo. (D) As galáxias que constituem o Universo estão a afastar-se umas das outras. (E) O tamanho das galáxias está a aumentar, logo o Universo está em expansão. 3- A partir das observações feitas com modernos telescópios, foi possível concluir que as galáxias não se encontram homogeneamente distribuídas no Espaço Completa a seguinte frase: «Uma galáxia é um enorme aglomerado de entre as quais existem grandes quantidades de e.» 3.2- Como se encontram agrupadas as galáxias no Espaço? 3.3- Como se designa o aglomerado de galáxias do qual a Via Láctea faz parte? Ficha de Avaliação Sumativa 1 de Física e Química - 7º ano 2015/ Pg. 2 de 5

3 3.4- Faz a correspondência correta entre cada uma das galáxias da coluna I e a forma que apresentam da coluna II. Coluna I Pequena nuvem de Magalhães Coluna II Galáxia M32 Andrómeda (A) Galáxia em espiral (B) Galáxia irregular (C) Galáxia elíptica 4- As estrelas não brilham eternamente. Na verdade, elas têm um início e um fim, passando por diversas etapas, as quais dependem da massa da estrela Classifica de verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações. (A) As estrelas formam-se a partir da contração dos gases e poeiras existentes nas nuvens interestelares. (B) As nuvens interestelares são grandes nuvens de gases e poeiras. (C) Na sequência principal, as estrelas de massa maior que a do Sol são avermelhadas. (D) As estrelas da sequência principal, após uma longa existência nesta fase, evoluem para anãs castanhas. (E) As estrelas com massa superior a oito vezes a massa do Sol, na fase final da sua evolução, sofrem uma explosão muito violenta designada por supernova Como se designam as nuvens de gases e poeiras onde se formam as estrelas? 4.3- Quando é que a estrela em formação começa a brilhar? 4.4- Em que fase da sua evolução as estrelas permanecem a maior parte do tempo? 4.5- De que cor são as estrelas, da sequência principal, com massa superior à massa do Sol? 4.6- O Sol, depois de passar a fase de gigante vermelha, em que se torna? - Ficha de Avaliação Sumativa 1 de Física e Química - 7º ano 2015/ Pg. 3 de 5

4 5- A esfera celeste é uma enorme esfera imaginária que envolve a Terra e onde parecem estar distribuídos todos os objetos celestes que vemos numa noite de céu limpo Indica o nome de três objetos celestes que possas ver numa noite de céu limpo Qual é o objeto celeste mais brilhante do céu logo a seguir ao Sol? 5.3- Que dispositivo pode ser utilizado para vermos os objetos celestes maiores? 6- A maioria dos mapas inclui uma rosa-dos-ventos que indica pelo menos os quatro pontos cardeais. Se não tiveres uma bússola, podes sempre utilizar o céu para te orientares, quer de dia quer de noite Quais são os quatro pontos cardeais? 6.2- Completa a frase. Para um observador na Terra (no hemisfério norte), o Sol nasce a, põe-se a e, a meio do dia, encontra-se na posição mais alta e indica o Numa noite de céu limpo e longe da poluição luminosa, que estrela pode utilizar um observador, no hemisfério norte, para encontrar o norte? 6.4- Indica, com um X, a opção que completa corretamente a seguinte frase: A Estrela Polar pertence à constelação... (A) da Ursa Maior (B) da Ursa Menor (C) do Orionte 6.5- Classifica de verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações. (A) As constelações são grupos de estrelas muito próximas umas das outras. (B) Uma constelação representa animais no céu. (C) Uma constelação representa um conjunto de estrelas ao qual se associou uma determinada imagem, de acordo com os povos de uma dada época. (D) A estrela polar faz parte da Ursa Menor e indica-nos o norte. (E) Tanto o Sol como as outras estrelas estão fixas no espaço. Ficha de Avaliação Sumativa 1 de Física e Química - 7º ano 2015/ Pg. 4 de 5

5 7- Ao longo do tempo, o modelo do Universo tem evoluído com o desenvolvimento científico e tecnológico Como é que o modelo geocêntrico interpretava o Universo? 7.2- Qual foi o modelo que veio substituir o modelo geocêntrico? 7.3- Ao observar Vénus com o seu telescópio, Galileu notou que este planeta não só apresentava fases, como também o seu diâmetro aparente não era sempre o mesmo. O que é que estas observações levaram Galileu a concluir? 7.4- Observa a figura ao lado, que representa um modelo de conceção do Universo. a) Qual o nome do modelo representado? b) Quem foi o defensor deste modelo? Bom Trabalho! A Docente Neide Pimentel Cotações Questão Total Pontuação 1, ,5 10,5 1,5 7,5 4,5 1,5 1,5 9 7,5 1,5 1,5 1,5 1,5 1, ,5 1, ,5 1,5 7,5 4 1, Ficha de Avaliação Sumativa 1 de Física e Química - 7º ano 2015/ Pg. 5 de 5

Ficha de Avaliação Sumativa 2

Ficha de Avaliação Sumativa 2 Ficha de Avaliação Sumativa 2 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

1. A teoria do Big Bang é a teoria científica hoje mais aceite acerca da origem do Universo Quando terá ocorrido o Big Bang?

1. A teoria do Big Bang é a teoria científica hoje mais aceite acerca da origem do Universo Quando terá ocorrido o Big Bang? Escola Físico-Química 7. Ano Data Nome N.º Turma Professor Classificação 1. A teoria do Big Bang é a teoria científica hoje mais aceite acerca da origem do Universo. 1.1. Quando terá ocorrido o Big Bang?

Leia mais

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I 1. Exemplos de astros com luz própria são: A. o Sol e a Lua. B. as estrelas e a Lua. C. as estrelas. 2. As galáxias são formadas por: A. apenas estrelas. B. estrelas e planetas.

Leia mais

1 C ; 2 D, 3 B, 4 G ; 5 A ; 6 F ; 7 - E

1 C ; 2 D, 3 B, 4 G ; 5 A ; 6 F ; 7 - E Escola Secundária de Lagoa Físico - Química 7º Ano Paula Melo Silva Correção Ficha de Trabalho 2 O universo 1. O Universo é constituído principalmente por espaço vazio no qual estão distribuídos vários

Leia mais

Universo Competências a atingir no final da unidade

Universo Competências a atingir no final da unidade Universo Competências a atingir no final da unidade Constituição e origem do Universo. Como é constituído globalmente o Universo. Saber mencionar e distinguir objectos celestes como galáxia, supernova,

Leia mais

As galáxias estão-se a afastar umas das outras. O Universo encontra-se em expansão. Recordando. Atenção às Páginas do MANUAL

As galáxias estão-se a afastar umas das outras. O Universo encontra-se em expansão. Recordando. Atenção às Páginas do MANUAL 1.2- Teoria do Big Bang, galáxias e enxames de galáxias Pp. 18 a 23 Evolução e organização do Universo Teoria do Big Bang Radiação cósmica de fundo Radiotelescópios Telescópios espaciais Enxames de galáxias

Leia mais

- Planetas e sistemas planetários; - Estrelas, enxame de estrelas - Galáxias e enxames de galáxias - O lugar da Terra no Universo

- Planetas e sistemas planetários; - Estrelas, enxame de estrelas - Galáxias e enxames de galáxias - O lugar da Terra no Universo Físico-química - 7º ano de escolaridade Unidade 1 O UNIVERSO Olá, o Calvin, da banda desenhada Calvin and Hobbes. Ao longo desta apresentação, apareço algumas vezes para te chamar a atenção para alguns

Leia mais

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Espaço 1. Universo Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Corpos celestes 1.1 Distinguir vários corpos celestes. Estrela Astro

Leia mais

3º CICLO DO ENSINO BÁSICO FÍSICO-QUÍMICA 7º ANO

3º CICLO DO ENSINO BÁSICO FÍSICO-QUÍMICA 7º ANO GRUPMENTO DE ESCOLS D BTLH 160301 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO FÍSICO-QUÍMIC 7º NO 1º TESTE DE VLIÇÃO Ficha daptada Duração: 50 minutos Modalidade: Prova escrita Data: 18/ 10/2016 Nome: N.º Turma Classificação:

Leia mais

A esfera celeste e a orientação pelas estrelas Pp. 30 a 35. Importância do conhecimento da esfera celeste

A esfera celeste e a orientação pelas estrelas Pp. 30 a 35. Importância do conhecimento da esfera celeste 1.4- A esfera celeste e a orientação pelas estrelas Pp. 30 a 35 Importância do conhecimento da esfera celeste Esfera celeste Constelação Mapa celeste Orientação pelas estrelas Coordenadas celestes horizontais:

Leia mais

2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Física e Química 7ºAno

2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Física e Química 7ºAno 2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Física e Química 7ºAno Ano Letivo: 2017/18 Data: 14 Nov Prof: Paula Silva Nome: Nº. Turma: 7ºH Avaliação: Professor: E. Educação: 1. Ao longo dos tempos a humanidade

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Observe a figura seguinte,

Leia mais

Enxames de estrelas Nebulosas e Galáxias

Enxames de estrelas Nebulosas e Galáxias 6 Enxames de estrelas Nebulosas e Galáxias 1 Nebulosas de Emissão A luz que incide na nuvem (em geral raios uv) é absorvida e depois emitida na forma de luz visível (em geral vermelha) A nebulosa da Lagoa

Leia mais

1. Classifica as afirmações seguintes em verdadeiras ou falsas corrigindo as falsas. B. As nebulosas são grandes nuvens de gases e poeiras cósmicas.

1. Classifica as afirmações seguintes em verdadeiras ou falsas corrigindo as falsas. B. As nebulosas são grandes nuvens de gases e poeiras cósmicas. Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade Teste de Ciências Físico - Químicas 7.º Ano Ano Lectivo 08/09 Duração do Teste: 45 minutos Data: 06 / 11 / 08 Prof. Dulce Godinho Nome N.º Turma Prof. Classificação

Leia mais

1.1. O que existe no Universo

1.1. O que existe no Universo Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 1 O UNIVERSO COMPETÊNCIAS 1.1. O que existe no Universo - Estrutura e formação do Universo - As estrelas: nascimento, vida e morte - Localização

Leia mais

2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Física e Química 7ºAno

2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Física e Química 7ºAno 2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Física e Química 7ºAno Ano Letivo: 2017/18 Data: 14 Nov Prof: Paula Silva Nome: Nº. Turma: 7ºH Avaliação: Professor: E. Educação: 1. Ao longo dos tempos a humanidade

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Observe a figura seguinte,

Leia mais

Correção do TPC. Astronomia É a Ciência que estuda o Universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução.

Correção do TPC. Astronomia É a Ciência que estuda o Universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução. Sumário 1. Constituição do Universo Correção do TPC. A organização do Universo - O sistema planetário, as galáxias, os quasares, os enxames e os superenxames. - A nossa galáxia - A Via Láctea, a sua forma

Leia mais

Tabela de Constantes Constante de Avogadro N A = 6, mol 1 Volume molar a PTN V m (PTN) = 22,4 dm 3. Formulário

Tabela de Constantes Constante de Avogadro N A = 6, mol 1 Volume molar a PTN V m (PTN) = 22,4 dm 3. Formulário Ficha de Avaliação Sumativa Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: Q3 2015/2016 10 ºAno de escolaridade Data: 15 de janeiro

Leia mais

30 de setembro de 2015

30 de setembro de 2015 Página 1 / 6 Ficha de Avaliação Sumativa de Matemática A Colégio ACR de Fornelos - Ensino Secundário - 10.º Ano 6 Páginas Duração da Prova: 90 minutos 30 de setembro de 2015 Indique de forma legível a

Leia mais

Escola Secundária Dom Manuel Martins

Escola Secundária Dom Manuel Martins Escola Secundária Dom Manuel Martins Setúbal Prof. Carlos Cunha 1ª Ficha de Avaliação Físico Química Ano Lectivo 2007/ 2008 N. º NOME: TURMA: B CLASSIFICAÇÃO 1. O Rui e a Sofia são alunos do 7º ano. Depois

Leia mais

1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos de Física e Química do 7ºAno Data: outubro 2012 Professora: Paula Melo Silva

1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos de Física e Química do 7ºAno Data: outubro 2012 Professora: Paula Melo Silva Página1 1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos de Física e Química do 7ºAno Ano Letivo: 2012/2013 Data: outubro 2012 Professora: Paula Melo Silva Critérios de Correção 1. 11 pontos 1.1. Opção A 1.2. Opção

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 4

Ficha de Avaliação Sumativa 4 Ficha de Avaliação Sumativa 4 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

Tabela de Constantes

Tabela de Constantes Questão Aula Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: F1 2016/2017 11 ºAno de escolaridade Duração: 45 minutos Nome: N.º 8 páginas

Leia mais

22-11-2015. As estrelas formamse a partir da contração dos gases e poeiras existentes nas nuvens interestelares

22-11-2015. As estrelas formamse a partir da contração dos gases e poeiras existentes nas nuvens interestelares A Via Láctea e a vida das estrelas 1.3- As estrelas e a sua evolução Pp. 24 a 29 Evolução estelar Nuvens interestelares Estrela Estrelas na sequência principal Gigante vermelha Nebulosa planetária Anã

Leia mais

1.1.2 Observação do céu

1.1.2 Observação do céu Ciências Físico-químicas - 7.º ano de escolaridade No final desta apresentação deverás ser capaz de: Indicar o que são constelações e dar exemplos de constelações visíveis no hemisfério Norte. Associar

Leia mais

Universidade da Madeira. A escala do Universo. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 26 de abril de 2017

Universidade da Madeira. A escala do Universo. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 26 de abril de 2017 A escala do Universo Laurindo Sobrinho 26 de abril de 2017 1 1 O Sistema Solar Universidade da Madeira 2 Sol Terra http://umbra.nascom.nasa.gov/sdac.html http://www.msss.com/earth/earth.html 700 000 Km

Leia mais

Universo 1.1 Constituição do Universo

Universo 1.1 Constituição do Universo Planetas Sol Via láctea Galáxias Estrelas Planetas, estrelas e sistemas planetários Planetas Estrelas ESO/Digitized Sky Survey 2 Sol Alpha Centauri não têm luz própria; movem-se sempre à volta de estrelas;

Leia mais

Departamento: Matemática e Ciências Experimentais

Departamento: Matemática e Ciências Experimentais Departamento: Matemática e Ciências Experimentais Disciplina: Matemática Os Critérios de Avaliação de Matemática incidem sobre um conjunto de competências que abrangem os seguintes domínios: SABER / SABER

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 5

Ficha de Avaliação Sumativa 5 Ficha de Avaliação Sumativa 5 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

Modelo geocêntrico: Terra no centro do Universo. Corpos celestes giravam ao seu redor. Defensores: Aristóteles e Cláudio Ptolomeu.

Modelo geocêntrico: Terra no centro do Universo. Corpos celestes giravam ao seu redor. Defensores: Aristóteles e Cláudio Ptolomeu. SISTEMA SOLAR Modelo geocêntrico: Terra no centro do Universo. Corpos celestes giravam ao seu redor. Defensores: Aristóteles e Cláudio Ptolomeu. Permaneceu até o século XV. Modelo heliocêntrico: Sol no

Leia mais

O que existe no Universo

O que existe no Universo Ciências Físico-Químicas - 7º ano O que existe no Universo M. Neli G. C. Cavaleiro M. Domingas Beleza O que existe no Universo? Universo Planetas Sol Via láctea Galáxias Estrelas Como sabemos o que existe?

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE ESTUDO DO MEIO 2016 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Ciências Físico-Químicas Versão 1 Teste Intermédio Ciências Físico-Químicas Caderno 1 Versão 1 Duração do Teste: 40 min (Caderno 1) + 10 min (pausa) + 40 min (Caderno 2) 19.05.2011

Leia mais

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Ciências Físico-Químicas Versão 1 Teste Intermédio Ciências Físico-Químicas Caderno 1 Versão 1 Duração do Teste: 40 min (Caderno 1) + 10 min (pausa) + 40 min (Caderno 2) 19.05.2011

Leia mais

Agrupamento de escolas nº1 de Beja Escola Secundária Diogo de Gouveia

Agrupamento de escolas nº1 de Beja Escola Secundária Diogo de Gouveia Agrupamento de escolas nº1 de Beja Escola Secundária Diogo de Gouveia Objeto de avaliação ENSINO RECORRENTE Curso Científico-humanístico de Nível Secundário MATRIZ MODULAR Disciplina: Biologia/Geologia

Leia mais

Nome: Ano: Turma: Nº.: Grupo I. 1 Big Bang Defendia a terra como o centro do Universo.

Nome: Ano: Turma: Nº.: Grupo I. 1 Big Bang Defendia a terra como o centro do Universo. PGA - Prova Global do Agrupamento Departamento de Ciências Físicas e Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Silves Sul Naturais Físico-Química 7ºano Prova: A Nome: Ano: Turma: Nº.: Data:

Leia mais

Curso Científico-humanístico de Línguas e Humanidades Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º ano Matriz do teste Comum

Curso Científico-humanístico de Línguas e Humanidades Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º ano Matriz do teste Comum Curso Científico-humanístico de Línguas e Humanidades Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º ano Matriz do teste Comum 1. Informação O presente documento visa divulgar as características do teste

Leia mais

6 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

6 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 6 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 30 de Março de 2011 15:00 Duração máxima 120 minutos Nota: Ler atentamente todas as questões. Existe uma tabela com dados no final

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA GEOLOGIA MAIO 2017 Prova 320

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA GEOLOGIA MAIO 2017 Prova 320 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA GEOLOGIA MAIO 2017 Prova 320 Escrita/Prática 12.º Ano de Escolaridade (Portaria n.º 207/2008, de 25 de Fevereiro - C. Tecnológicos) Ciências e Tecnologias

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO 4.º ANO DE ESCOLARIDADE / MATEMÁTICA INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação relativa à prova final a nível

Leia mais

1. Introdução. 2. Objeto de avaliação

1. Introdução. 2. Objeto de avaliação AGRUPAMENTO ESCOLAS PROFESSOR CARLOS TEIXEIRA Código 150502 Informação - Prova Final a nível de Escola Matemática Prova 82 2016 9º Ano / 3.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho Normativo n.º 1-G/2016 art.º

Leia mais

Cap. I Um Universo de Galáxias 11. Cap. II Vida e Morte das Estrelas 19. Cap. II O nosso Sistema Solar na Galáxia 27

Cap. I Um Universo de Galáxias 11. Cap. II Vida e Morte das Estrelas 19. Cap. II O nosso Sistema Solar na Galáxia 27 ÍNDICE Introdução 9 Cap. I Um Universo de Galáxias 11 Cap. II Vida e Morte das Estrelas 19 Cap. II O nosso Sistema Solar na Galáxia 27 Cap. IV A Terra no Centro do Mundo 41 Cap. V O Céu das Estações do

Leia mais

DISCIPLINA: ESTUDO DO MEIO CÓDIGO DA PROVA: 22. Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º

DISCIPLINA: ESTUDO DO MEIO CÓDIGO DA PROVA: 22. Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º DISCIPLINA: ESTUDO DO MEIO CÓDIGO DA PROVA: 22 Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência do 1.º

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Matemática Prova 52 / 1ª FASE 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro 2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2017 O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2 º ciclo do ensino

Leia mais

Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova

Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova Escola Básica de São Pedro da Cova Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO- PROVA CIÊNCIAS NATURAIS 2016 Prova Escrita de Ciências Naturais 2.ºCiclo do Ensino Básico

Leia mais

Informação Exames de Equivalência à Frequência 12º ano

Informação Exames de Equivalência à Frequência 12º ano Informação Exames de Equivalência à Frequência 12º ano Exame de equivalência à frequência - Ensino Secundário Formação Específica - Curso Científico Humanístico de Ciências e Tecnologias Decreto-Lei n.º139/2012

Leia mais

Informação Prova de Exame de Equivalência à Frequência de Ciências Naturais

Informação Prova de Exame de Equivalência à Frequência de Ciências Naturais Informação Prova de Exame de Equivalência à Frequência de Ciências Naturais Prova de Ciências Naturais - 6º ano 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova Escrita Código 02 abril / 2015 5 Páginas 1. Introdução O

Leia mais

Decima Quinta Aula. Introdução à Astrofísica. Reinaldo R. de Carvalho

Decima Quinta Aula. Introdução à Astrofísica. Reinaldo R. de Carvalho Decima Quinta Aula Introdução à Astrofísica Reinaldo R. de Carvalho (rrdecarvalho2008@gmail.com) pdf das aulas estará em http://cosmobook.com.br/?page_id=440 Baseado no livro Universe, Roger A. Freedman

Leia mais

Prova Escrita de Matemática

Prova Escrita de Matemática Informação - Prova Final a Nível de Escola Prova Escrita de Matemática Prova 82 2015 9.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos da Torre

Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos da Torre 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Tecnológica, a realizar em 2014 pelos alunos

Leia mais

Prova Escrita de Geografia

Prova Escrita de Geografia PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Geografia 9.º Ano de Escolaridade Prova 18 / 1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Utiliza apenas

Leia mais

Matemática. 2.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 62 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

Matemática. 2.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 62 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Matemática 2016 Prova 62 2.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2º. Ciclo

Leia mais

VERSÃO 2. Agrupamento de Escolas Madeira Torres Teste de Avaliação: Física e Química A 10ºAno Duração do teste: 90 minutos 18 Outubro de 2012

VERSÃO 2. Agrupamento de Escolas Madeira Torres Teste de Avaliação: Física e Química A 10ºAno Duração do teste: 90 minutos 18 Outubro de 2012 Agrupamento de Escolas Madeira Torres Teste de Avaliação: Física e Química A 10ºAno Duração do teste: 90 minutos 18 Outubro de 2012 VERSÃO 2 Na folha de respostas, indique de forma legível a versão do

Leia mais

INFORMAÇÃO- PROVA COMUM

INFORMAÇÃO- PROVA COMUM INFORMAÇÃO- PROVA COMUM 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova comum, do ensino secundário, da disciplina de, a realizar em 2015, conforme decisão do Conselho Pedagógico

Leia mais

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57)

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Astros do Sistema Solar: a sua origem e os seus astros (Pp. 64 a 70) Objetos celestes do Sistema Solar Teoria da Nebulosa Solar Sistema Solar Sol Planetas

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015

Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015 Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015 O presente documento divulga informação relativa ao Exame de Equivalência à Frequência do 11º ano do ensino secundário,

Leia mais

O que vamos estudar? O que é a Via Láctea? Sua estrutura Suas componentes

O que vamos estudar? O que é a Via Láctea? Sua estrutura Suas componentes A Via Láctea O que vamos estudar? O que é a Via Láctea? Sua estrutura Suas componentes A Via-Láctea Hoje sabemos que é a galáxia onde vivemos - Há 100 anos não sabíamos disso! - Difícil estudar estando

Leia mais

Informação PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA 2017 Prova 315 Escrita + Prática 12º Ano de Escolaridade

Informação PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA 2017 Prova 315 Escrita + Prática 12º Ano de Escolaridade Informação PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA 2017 Prova 315 Escrita + Prática 12º Ano de Escolaridade Dando cumprimento ao estipulado no art.29.º, do Despacho normativo n.º5-a, de 10 de abril,

Leia mais

Matriz da Prova de Exame de Equivalência à Frequência de GEOGRAFIA

Matriz da Prova de Exame de Equivalência à Frequência de GEOGRAFIA Matriz da Prova de Exame de Equivalência à Frequência de GEOGRAFIA 3.º Ciclo do Ensino Básico Prova 18 2015 Critérios de Classificação 4 Páginas 1.... INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as caraterísticas

Leia mais

O Lado Escuro do Universo

O Lado Escuro do Universo O Lado Escuro do Universo Thaisa Storchi Bergmann Departamento de Astronomia, Instituto de Física, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil Em 400 anos Telescópio Espacial Hubble (2.4m) Telescópio de Galileu (lente

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. Disciplina: Matemática. Prova: 82/ º Ciclo do Ensino Básico Modalidade da Prova: Escrita X Prática

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. Disciplina: Matemática. Prova: 82/ º Ciclo do Ensino Básico Modalidade da Prova: Escrita X Prática INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Disciplina: Matemática Prova: 82/2016 3º Ciclo do Ensino Básico Modalidade da Prova: Escrita X Prática Escrita e Oral Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA PROVA 52 2015 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO Este documento foi construído de acordo com a Informação

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Informação n.º Data: Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 62 2012 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral de Educação

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 12º Ano Turma A - C.C.H. de Ciências e Tecnologias - 1ª Teste de Avaliação de Matemática A Duração: 90 min 07 Nov. 2011 Prof.: Maria João Mendes Vieira Na folha de respostas,

Leia mais

Informação da Prova Final de Escola de Matemática

Informação da Prova Final de Escola de Matemática Informação da Prova Final de Escola de Matemática 3º Ciclo do Ensino Básico Prova 82 / 2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola do 3.º ciclo

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 62 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

Exame de Recuperação Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos

Exame de Recuperação Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Exame de Recuperação Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: Q1 2015/2016 10 ºAno de escolaridade Data: 30 de outubro de 2015

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 62 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

Estrelas J O NAT HAN T. QUARTUCCIO I N S T I T U T O D E P E S Q U I S A S C I E N T Í F I C A S A S T R O L A B

Estrelas J O NAT HAN T. QUARTUCCIO I N S T I T U T O D E P E S Q U I S A S C I E N T Í F I C A S A S T R O L A B Estrelas J O NAT HAN T. QUARTUCCIO I N S T I T U T O D E P E S Q U I S A S C I E N T Í F I C A S A S T R O L A B Em uma noite escura, em um lugar afastado da poluição luminosa, olhamos para o céu e vemos

Leia mais

ESTRELAS ANÃS SUAS ORIGENS

ESTRELAS ANÃS SUAS ORIGENS ESTRELAS ANÃS SUAS ORIGENS 1 PALAVRAS CHAVES ANÃS CASTANHAS ANÃS VERMELHAS ANÃS BRANCAS ANÃS PRETAS 2 ESTRELAS ORIGEM As estrelas formam-se no interior de nuvens de gás g s e poeiras por ação a gravitacional

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Matemática

Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Matemática Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei nº139 /2012, de 5 de junho, alterado pelo Despacho Normativo n.º1-g/2016 Prova 62 (2016) Duração da

Leia mais

Curso Científico-Humanístico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Curso Científico-Humanístico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Escola Secundária da Amadora INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova Escrita/Prática 2015/2016 12º Ano BIOLOGIA CÓD.302 Curso Científico-Humanístico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

ESTUDO DO MEIO. 1.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril)

ESTUDO DO MEIO. 1.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESTUDO DO MEIO 2016 Prova 22 2016 1.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

INFORMAÇÃO -PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO -PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO 1. INTRODUÇÃO Físico-Química Prova 11 O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico, a realizar em 2016 pelos alunos que se encontram abrangidos

Leia mais

Prova º Ano de escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Prova º Ano de escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) INFORMAÇÃO-PROVA BIOLOGIA 2016 Prova 302 12º Ano de escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento visa divulgar as características da Prova de Equivalência à Frequência, do

Leia mais

A prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina.

A prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina. Data: (data de realização da matriz) Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 82 2013 3º ciclo do ensino básico Enquadramento Legal: Decreto-Lei nº 3/2008 de 7 de janeiro Norma 01/JNE/2013 Orientações

Leia mais

Informação-Prova de Biologia Código

Informação-Prova de Biologia Código Agrupamento de Escolas n.º 1 de Gondomar Informação-Prova de Biologia Código 302 2016 Disciplina (cód.): Biologia (302) Duração da Prova (min.): 90 (escrita); 90 + 30 (prática) Tipo de Prova: escrita +

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência. 6º Ano de Escolaridade [Dec.Lei nº 139/2012] 2º ciclo do Ensino Básico

Informação - Prova de Equivalência à Frequência. 6º Ano de Escolaridade [Dec.Lei nº 139/2012] 2º ciclo do Ensino Básico Informação - Prova de Equivalência à Frequência 6º Ano de Escolaridade [Dec.Lei nº 139/2012] 2º ciclo do Ensino Básico Prova 02/ 2016 1- Informação O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

INFORMAÇÃO -PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS DO 2º CICLO

INFORMAÇÃO -PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS DO 2º CICLO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS-2ºCICLO (PROVA 1. INTRODUÇÃO ESCRITA) Prova nº 06 O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico

Leia mais

Material de escrita: caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de lápis nem de corretor.

Material de escrita: caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de lápis nem de corretor. ESCOLA SECUNDÁRIA DE BARCELINHOS E N S I N O S E C U N D Á R I O Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, com a redação atual; Regulamento de Exames. Ano Letivo 2016 / 2017 1ª E 2ª FASES Prova de Equivalência

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral da Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral da Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 42 2013 1.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa (SEM CONSULTA) Notas Gerais:

Ficha de Avaliação Sumativa (SEM CONSULTA) Notas Gerais: Página1/7 Ficha de Avaliação Sumativa (SEM CONSULTA) EFA Tecnológico - Técnico de Informática e Sistemas UC: 0769 Arquitetura Interna do Computador Duração: 120 minutos Nome Formando: Data: / / Formador:

Leia mais

DISCIPLINA: Físico-Química CÓDIGO DA PROVA: 11 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9.º

DISCIPLINA: Físico-Química CÓDIGO DA PROVA: 11 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9.º DISCIPLINA: Físico-Química CÓDIGO DA PROVA: 11 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9.º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril. Informação Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2016 Escola Básica de Porto Alto Escola Básica Prof. João Fernandes Pratas Prova de Equivalência à Frequência de Geografia (18) 3º Ciclo - 9.º Ano de

Leia mais

Teste Intermédio de Matemática B

Teste Intermédio de Matemática B Ano letivo: 01-013 Teste Intermédio de Matemática B 11º Ano de Escolaridade Duração do teste: 90 minutos 4 de Maio de 013 Curso Tecnológico de Gestão e Dinamização Desportiva Curso Tecnológico de Química

Leia mais

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS Prova 11 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SEBASTIÃO DA GAMA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SEBASTIÃO DA GAMA INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA GEOGRAFIA Prova escrita 2016 Prova 18. 9.º Ano de Escolaridade O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência do ensino

Leia mais

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: História e geografia de Portugal 2016

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: História e geografia de Portugal 2016 Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: História e geografia de Portugal 2016 Prova 13 2º Ciclo/ 6º Ano de escolaridade Decreto-Lei

Leia mais

APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B - Prova escrita Maio de 2017

APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B - Prova escrita Maio de 2017 PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA APLICAÇÕES INFORMÁTICAS B - Prova escrita Maio de 2017 Prova 303 2017 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento visa divulgar

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa (SEM CONSULTA) Notas Gerais:

Ficha de Avaliação Sumativa (SEM CONSULTA) Notas Gerais: Página1/6 Ficha de Avaliação Sumativa (SEM CONSULTA) EFA Tecnológico - Técnico de Informática e Sistemas UC: 0769 Arquitetura Interna do Computador Duração: 120 minutos Nome Formando: Data: / / Formador:

Leia mais

QUADRO 1 Valorização dos domínios COTAÇÃO TEMAS

QUADRO 1 Valorização dos domínios COTAÇÃO TEMAS informação-prova final a nível de escola data: 12. 0 5. 2 0 16 82 MATEMÁTICA-NE - condições especiais de realização de provas e exames - 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 2016 alunos abrangidos pela Portaria n.º

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Prova Final de Ciclo de Matemática código 82 Prova Escrita 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova final

Leia mais

Grandes estruturas no Universo. Roberto Ortiz EACH/USP

Grandes estruturas no Universo. Roberto Ortiz EACH/USP Grandes estruturas no Universo Roberto Ortiz EACH/USP A luz se propaga com velocidade finita. Portanto, quanto mais distante olhamos, há mais tempo foi gerada a imagem... Olhar para longe significa olhar

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência / Estudo do Meio. 1º Ciclo do Ensino Básico - 4º Ano

Informação Prova de Equivalência à Frequência / Estudo do Meio. 1º Ciclo do Ensino Básico - 4º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OVAR SUL DGEstE Direção de Serviços Região Centro Sede: Escola Secundária Júlio Dinis Informação Prova de Equivalência à Frequência / 2012.2013 Estudo do Meio 1º Ciclo do Ensino

Leia mais

3 Unidade I O Universo. 3 Galáxias 7 O Sistema Solar 11 Os Satélites 12 O Ar. Kiselev Andrey Valerevich / Shutterstock.com

3 Unidade I O Universo. 3 Galáxias 7 O Sistema Solar 11 Os Satélites 12 O Ar. Kiselev Andrey Valerevich / Shutterstock.com CONTEÚDO DA UNIDADE 3 Unidade I O Universo 3 Galáxias 7 O Sistema Solar 11 Os Satélites 12 O Ar Kiselev Andrey Valerevich / Shutterstock.com O UNIVERSO GALÁXIAS 1. De acordo com o texto, sublinhe a frase

Leia mais

DISCIPLINA: HISTÓRIA CÓDIGO DA PROVA: 19 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º

DISCIPLINA: HISTÓRIA CÓDIGO DA PROVA: 19 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º DISCIPLINA: HISTÓRIA CÓDIGO DA PROVA: 19 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

Informação Prova Final a nível de escola

Informação Prova Final a nível de escola Informação Prova Final a nível de escola Código da Prova: 81 9º ano Português Ano letivo 2015/2016 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 3.º ciclo do Ensino

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Inglês 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Inglês 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2017 Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 1.º ciclo

Leia mais